TERMO DE REFERÊNCIA. versão 1.0

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TERMO DE REFERÊNCIA. versão 1.0"

Transcrição

1 TERMO DE REFERÊNCIA Contratação de Solução de Gerenciamento de aplicação e banco de dados, alinhada as melhores práticas ITIL e com console unificada. Constituída de licenças de direito de uso perpétuo de software, do direito à atualização, da manutenção e suporte técnico, dos serviços de instalação, customização, implantação, da transferência de tecnologia e do treinamento de acordo com as condições constantes neste Termo de Referência. versão

2 1. OBJETO Contratação de Solução de Gerenciamento de Aplicação e banco de dados, alinhada as melhores práticas ITIL e com console unificado. Constituída de licenças de direito de uso perpétuo de software, do direito à atualização, da manutenção e suporte técnico, dos serviços de instalação, customização, implantação, da transferência de tecnologia e do treinamento de acordo com as condições constantes neste Termo de Referência. 2. ESCOPO DO PROJETO A contratação visa atender as necessidades de Gerenciamento de desempenho de Aplicações e Banco de Dados hospedados no Datacenter da PCRJ, sob responsabilidade da Diretoria de Operações da IplanRio. 3. PRAZOS 3.1 O prazo do contrato será de 24 (vinte e quatro) meses, contados a partir da data da assinatura do mesmo, podendo ser prorrogado nos termos do art. 57, inciso II da Lei 8.666/ O prazo de entrega das Licenças Perpétuas será de até 05 (cinco) dias corridos, contados a partir da assinatura do Contrato. 3.3 A contratada deverá prestar suporte técnico e atualização tecnológica das licenças durante o prazo de vigência do contrato. 3.4 O prazo máximo para os serviços de instalação, customização, implantação, da transferência de tecnologia e do treinamento será de 12 (doze) meses, contados a partir da entrega das Licenças, como previsto no item REQUERIMENTOS TÉCNICOS OBRIGATÓRIOS 4.1. CARACTERÍSTICAS GERAIS DA SOLUÇÃO A Solução deve ser implementada em uma das seguintes plataformas: Windows Server 2008 ou superior; Red Hat Enterprise Linux 5 e superior; 2 2

3 VSphere 5 ou superior Todos os componentes de software da solução oferecida, com exceção do sistema operacional e banco de dados, deverão ser fornecidos por um único fabricante, não sendo aceitos, portanto, qualquer tipo de consórcio ou subcontratação Todos os módulos que compõem a Solução de Gerenciamento de Aplicação e Banco de Dados devem ser fornecidos e implementados com a possibilidade de alta disponibilidade A solução deverá ser instalada e licenciada de forma modular, sem dependência de um determinado módulo ou obrigatoriedade de instalar todos os módulos Deverá possuir integração automática das soluções, independentemente da ordem de sua implantação, oferecendo flexibilidade durante o processo de implantação; Deverá possuir interface centralizada para um controle de todas as funcionalidades e opções de configuração das soluções; Arquitetura web baseada em padrões webservices, facilitando a manutenção e integrações futuras com outras soluções aderentes a webservices; Possuir ponto único de coleta de todas as informações originadas pelos clientes; Para todos os repositórios de dados devem ser fornecidas as respectivas licenças de uso e garantia de upgrade por 24 (vinte e quatro) meses a contar do aceite de entrega dos softwares e licenças Caso a Solução necessite de um banco de dados externo, este deverá ser um dos seguintes SGBDs: MS SQL Server 2008 ou mais recente; Este banco de dados deverá possuir estrutura relacional; O banco de dados deve ser pré-configurado com a instalação da Solução Prover uma arquitetura escalável, possibilitando o crescimento da Solução em conjunto com o aumento do número de aplicações de Banco de dados gerenciados e da complexidade dos Serviços de Negócio A Solução deverá permitir, a customização de Relatórios e Dashboard, para o idioma português. Salvo os produtos complementares como Sistemas Operacionais e Banco de Dados, que não sofrem a mesma exigência. 3 3

4 A Solução, com todos seus componentes de software, deve possuir a capacidade de atribuição de níveis diferenciados de permissões de acesso e privilégios, conforme o perfil dos usuários (administradores, somente consulta, consulta e alteração) Deve ser possível a criação de grupos de usuários, de modo que seja possível atribuir permissões de acesso e privilégios a eles Caso o acesso a Solução necessite de licença, devem ser fornecidas, no mínimo, 10 (dez) licenças de acessos simultâneos para administração e 50 (cinquenta) licenças de acesso simultâneo para operação da Solução Caso a Solução, ou algum de seus módulos, não suporte licenças concorrentes aceitar-se-á fornecimento de licenças nomeadas na razão de 3:1 (ex: substituir o atendimento de 10 licenças concorrentes por 30 licenças nomeadas) A Solução que implementa mecanismo de licenças concorrentes deve permitir o cadastramento de usuários potenciais no mínimo dez vezes o número de acessos simultâneos para aquela funcionalidade, por exemplo: se para determinada funcionalidade têm-se 10 acessos concorrentes, então deve autorizar que no mínimo 100 usuários possam concorrer a este tipo de acesso A Solução deve utilizar o Microsoft Active Directory para a autenticação e autorização de usuários; A autenticação quando realizada via pedido de conta e senha deve utilizar um protocolo seguro A Solução deve permitir que aplicativos externos acessem o repositório de dados mantido por ela A solução proposta deverá conter a documentação completa sobre a estrutura do banco de dados e a mesma deverá ser fornecida junto com a Solução Todos os dispositivos de software que compõem a solução proposta deverão estar hospedados no ambiente interno do Datacenter da PCRJ, não podendo ser fornecidas quaisquer informações coletadas a agentes externos e não podendo a Solução exigir, para seu pleno funcionamento, o uso de serviços externos ou endereçamento ip que não o privado. 4 4

5 A Solução deve possuir interface web com acesso via protocolo HTTP e HTTPS para a console de operação A Solução deve permitir que múltiplas consoles sejam executados simultaneamente Todas as capacidades exigidas nesta especificação técnica devem ser compatíveis com a infraestrutura e aplicações existentes no Datacenter da PCRJ, não sendo necessária a aquisição de nenhum equipamento ou software adicional aos fornecidos com a Solução Viabilidade de análise de tendências dos dados coletados; Viabilidade de geração de relatórios (off line) com interação total do usuário e monitoração on line Permitir identificar o fluxo de uma transação, partindo de uma ação do browser até uma query executada no banco, ou pelo caminho inverso, partindo-se de uma query no banco até a ação do browser que a disparou DO AMBIENTE A SER MONITORADO Solução única e integrada devendo suportar os seguintes ambientes: Sistema Operacional Microsoft Windows XP, 2000 Server, 2003 Server, Vista, Windows 7, Windows 2008 Server e Windows 2008R2 Server; Red Hat Enterprise 5, Red Hat Enterprise Linux AS/ES 4, AS/ES 5.x e AP/Server 6.x; Vmware Vsphere 5 ou superior e Microsoft Hiper-V; Novel SUSE Linux Enterprise Server versões 9, 10 e 11; Oracle Linux versões 4 e 5; Banco de Dados Oracle Database Server Enterprise Edition em RAC; Oracle Database Server versões 9.2, 10.2, 11.1, 11gR2 e superior; MySQL versão 5 ou superior; Microsoft SQL Server versões 2000, 2005 e 2008, incluindo 2008R2 e superior Servidor de Aplicação ColdFusion 8.0, 9.0 ou superior; JBoss Application Server versões 4.2, 5.0 e 5.1; 5 5

6 JBoss EAP versões 4.3, 5, 6 e superior;. Microsoft.NET Framework 2.0, 3.0, 3.5 e 4.0. Oracle WebLogic 11g Servidor de Virtualização VMware ESX Server 4 e VMware vcenter Server 4 e 5; Microsoft Hyper-V rodando em Windows 2008 Server R2. Red Hat Enterprise Virtualization (RHEV) Infraestrutura de Servidores a ser atendida Servidores de Banco de Dados (físicos e/ou virtuais) (doze) servidores físicos Oracle (quarenta) servidores físicos SQL Server (vinte) servidores físicos MySql Servidores de Aplicação (físicos e/ou virtuais) (vinte e quatro) Servidores fisicos JAVA com 66 (sessenta e seis) Máquinas virtuais; (um) Servidores físico.net com 07(SETE) Máquinas virtuais; (três) Servidores físicos Codefusion com 18 (dezoito) Máquinas virtuais; (sete) Servidores físicos CITRIX, sem máquinas virtuais Protocolos de comunicação utilizados: SMTP/SMPTS, IMAP/IMPAS, HTTP/HTTPS, ICA, SSL, NTP, POP/POPS, XML, WS, DNS DO TRATAMENTO DOS DADOS Todas as estatísticas monitoradas deverão ser armazenadas, podendo ser consultadas quando conveniente A solução deverá possuir repositório central para os dados coletados O período de armazenamento das estatísticas deverá ser configurável por, no mínimo, 5 (cinco) anos A solução deverá ser capaz de gerar uma linha de base para cada item monitorado: 6 6

7 Esta linha de base deverá representar o comportamento habitual estatístico de um dado com base em informações coletadas anteriormente, que caracterizam uma série histórica; O período de amostragem estatística; A linha de base estatística deverá ser calculada com base na hora do dia e dia da semana A solução deverá permitir a exportação dos dados em arquivos PDF e em separados por vírgula, formato CSV DOS ALERTAS E EVENTOS A solução deverá ser capaz de enviar alertas por , sms e traps SNMP para destinatários ou grupos de destinatários predefinidos Deverá ser possível configurar pelo menos as seguintes métricas: Porcentagem de disponibilidade; Tempo de resposta máximo; Tempo médio de reparo; Tempo médio entre falhas; Tempo máximo de parada Deverá ser possível a configuração de limiar superior e/ou inferior de qualquer métrica presente no sistema Deverá ser possível a configuração de diferentes limiares para diferentes horários do dia e diferentes dias da semana A solução deverá permitir a configuração para gerar alertas caso: O limiar de qualquer métrica seja desrespeitado; Ocorram desvios de comportamento estatístico (linha de base) no tempo de resposta medido; Ocorram desvios de comportamento estatístico (linha de base) em qualquer métrica monitorada; Ocorrência de um número pré-determinado de eventos; Ocorrência de um padrão de texto específico em um arquivo de log de um servidor monitorado A solução deverá possuir previsão de janelas de manutenção, que é a definição de datas e horários onde itens monitorados estarão indisponíveis propositalmente, situação na qual a solução não deverá emitir alertas As janelas de manutenção deverão poder ser configuradas como periódicas (diária, semanal ou mensal) ou individuais A solução deverá permitir o escalonamento de eventos, avisos e alarmes Deverá ser possível a execução de filtro de eventos por data, hora, tipo de evento, endereço IP de origem, endereço IP de destino, URL, aplicação, classe, método, tempo de resposta, dentre outros Deverá ser possível a emissão de alertas e execução de ações corretivas em caso de queda de processos e/ou serviços. 7 7

8 Deverá ser possível o agrupamento de recursos de forma a indicar indisponibilidade do grupo somente quando todos os recursos estiverem indisponíveis (Ex. Cluster de servidores) Deverá possibilitar que as informações referente a transação sejam, a partir de uma violação (alarme), enviadas e compartilhadas com outras áreas (tais como desenvolvedores ou testadores) de forma automática por , contendo detalhes da transação, tais como, fluxo da execução, diagrama UML, detalhes do usuário final, componentes, classes, métodos, queries disparadas, mensagens de log Os alertas deverão ser enviados em frequência definida aos destinatários até que um dos eventos abaixo acorra: A causa do alerta seja eliminada; O problema seja confirmado DA CORRELAÇÃO DE EVENTOS A solução deverá permitir o correlacionamento de eventos gerados pela monitoração O correlacionamento deverá permitir a indicação de que aplicações serão afetadas, diante de um evento verificado pela monitoração O correlacionamento deverá indicar problemas de desempenho e/ou disponibilidade e os serviços afetados A solução deverá permitir o mapeamento de dependências entre componentes de infra-estrutura A solução deverá permitir a análise de causa raiz dos problemas, baseada na dependência do item anterior A solução deverá apontar a causa raiz dos problemas, através da analise de eventos, pacotes de rede e threads DA CONSOLE Deverá possuir interface web, com acesso via protocolo HTTP e HTTPS A autenticação do usuário deverá ser realizada via usuário e senha O protocolo HTTPS é obrigatório para a autenticação quando realizada via usuário e senha Deverá permitir múltiplos acessos simultâneos O acesso à console deverá ser suportado pelos seguintes navegadores: Mozilla Firefox ; Safari 5.1.7; Google Chrome; Microsoft Internet Explorer versões 6, 7, 8 e

9 A solução deverá possuir aplicativos para IOS e Android, para acesso pelos dispositivos mobile: Ipad, Iphone e Android Deverá permitir o relacionamento dos componentes do ambiente operacional utilizados por cada item monitorado de modo a possibilitar uma visão abrangente do desempenho e da disponibilidade Deverá permitir, por meio de gráficos, o acompanhamento em tempo real de estatísticas coletadas Deverá permitir a fácil criação de dashboards com visões gerenciais e operacionais que reflitam a monitoração executada para as áreas de negócio, operacional, desenvolvimento e teste Deverá permitir a visualização do estado dos itens monitorados, por meio de cores ou ícones diferentes para os diversos estados Deverá ter capacidade de apresentar o estado dos itens monitorados por período por meio de gráficos Deverá prover um ponto único de configuração, que permita o cadastramento dos itens a serem monitorados, dos limiares e ações a serem executadas nos servidores diretamente na console Deverá armazenar as regras de monitoração, limiares e ações a serem executadas A console deverá propagar para os agentes automaticamente e de forma segura as regras de monitoração, limiares e ações a serem executadas QUANTO A FORMA DE COLETA AGENTES DE SERVIDOR Deverá possuir capacidade de executar programas ou scripts que retornem um valor numérico, que deverá ser armazenado como estatística (monitor customizado) A periodicidade de amostragem deverá ser configurável, com um intervalo mínimo de, pelo menos, 1 minuto entre as simulações realizadas pelo agente ativo Deverá ser capaz de executar uma ação (programa ou script) caso algum dos eventos ocorra: Um indicador desrespeitar seu limiar configurado; Um serviço monitorado não responder Deverá possuir a capacidade de executar ações, mesmo sem contato com a console central, baseando-se na última configuração válida As configurações dos eventos e das ações a serem executadas para cada um deverão ser efetuadas por meio da console de gerenciamento Deverá implementar comunicação com a console central via TCP/IP. 9 9

10 Deverá possuir atualização (upgrades) dos agentes a partir da console central SISTEMA OPERACIONAL Deverá possuir capacidade de monitorar o estado de serviços e processos Deverá possuir capacidade de monitorar os arquivos de log e eventos de sistema Deverá possuir capacidade de monitoração de indicadores de uso de: Processador Percentual de tempo de ocupação em modo de usuário; Percentual de tempo de ocupação em modo de sistema; Percentual de tempo disponível; Para cada coleta, deverão ser armazenados, no mínimo, os 5 processos que mais estão consumindo recursos do processador Disco Percentual de tempo de ocupação de escrita; Percentual de tempo de ocupação de leitura; Percentual de tempo de ocupação total; Comprimento atual de fila de disco Memória Percentual de memória física livre; Percentual de uso da memória física; Percentual de memória total livre; Percentual de uso da memória total; Quantidade de falhas de página por segundo BANCO DE DADOS Deverá possuir, no mínimo, 3 tipos de coletas: Completa - Por padrão ( default ), possibilitar a coleta de todas as informações previstas para o banco de dados, tendo a opção de escolher quais informações deseja ser coletada Por disponibilidade - possibilitar a coleta de informações que indicam que o banco de dados está on-line, permitindo incluir mais indicadores, além dos pré-definidos Por relatório - possibilitar a coleta de informações necessárias para a emissão de relatórios básicos Permitir a investigação de atividades e performance, 10 10

11 Cache Activity and Performance Gráfico do resumo da Instance - Mostrar o percentual de hits do cache e permitir o drilldown no gráfico de resumo de cache; Gráfico do resumo de Cache - Mostrar o hit ratios do buffer, dicionário de dados e biblioteca de caches; Gráfico do detalhamento do Buffer Cache - Mostrar o numero de: consistent gets, database block gets e physical reads; Gráfico do detalhamento do Data Dictionary Cache - Mostrar o número de Get Misses e Gets; Gráfico do detalhamento do Library Cache - Mostrar o número de pins e reloads; Gráfico do Buffer Activity - Mostrar o número de indicadores do buffer cache activity; Gráfico do Global Buffer Hit Ratio - Mostrar a sobrecarda do buffer cache hit ratio Comunicação Gráfico do TNS Availability - Mostrar o percentual de disponibilidade do Oracle listener service; Gráfico do tráfico do SQL*NET - Mostrar a razão (in bytes/second) dos dados transferidos dos processos do cliente para o servidor e a razão do retorno desta informação (servidor - cliente); Gráfico do Tempo de Resposta - Mostrar os recentes tempo de respostas das queries típicas Database Files e Tablespaces Gráfico do resumo de I/O da Tablespace - Mostrar o percentual de transações de entrada/saída de cada tablespace. Gráfico do resumo do I/O do Datafile - Mostrar o percentual de I/O dos 10 maiores datafiles utilizados para cada tablespace; Dados de atividades de I/O do Datafile - Mostrar a atividade física absoluta da atividade de I/O de cada datafiles que compõe o Oracle instance. Grafico de atividades de I/O da undo tablespace Mostrar o quanto de atividade de disk sorts é realizada. Gráfico do DB Filespace - Mostrar a utilização de espaço do Oracle database filesystem. Gráfico de utilização de espaço da Tablespace - Mostrar a quantidade de espaço livre de cada tablespace. Gráfico de atividade de I/O da Temporary Tablespace - Mostrar o quanto de atividade de disk sorts é realizada

12 Dados de Extents - Mostrar informações do tamanho máximo e número provável de extents disponíveis Atividades de I/O Gráfico do resumo de I/O da Tablespace - Mostrar o percentual de leituras e gravações de cada tablespace. Gráfico do resumo de I/O do Datafile Mostrar o percentual de leituras e gravações de todos os Datafiles; Gráfico de medida de I/O do Datafile Mostrar o percentual de leituras e gravações para o Datafile selecionado; Tabela de atividades de I/O do Datafile Mostrar as atividades físicas absolutas de I/O de cada datafile que compõe a instance Oracle; Gráfico das atividades de I/O na Tablespace Temporária Mostrar o custo das atividades geradas por disk sort Permitir visualização centralizada dos bancos de dados ORACLE, SQL SERVER e MySQL ("single point of access"), utilizando repositório em servidor específico da solução para armazenar as coletas de informações. Esta estrutura deve preservar os servidores monitorados de execuções de processos extras e centralizar a administração, a distribuição e a consolidação das informações; Possuir a funcionalidade de monitoramento e gerenciamento de desempenho integrado em uma única solução, com a funcionalidade de gerenciamento de administração; Possibilitar a gerência de espaço. Oferecer manutenção preventiva, detecção de problemas, solução e planejamento de capacidade para vários bancos de dados Oracle, MySQL e SQL Server Analisar declarações SQL e identificar as declarações ineficientes; Auxiliar na otimização e correção, com o auxílio da própria ferramenta, eventuais problemas detectados, permitindo o ajuste de parâmetros de otimização de desempenho; Possuir administração centralizada de usuários, "roles" e permissões de objetos, como proprietário do controle e mantenedor da base de usuários e permissões; Obter diagnóstico do banco de dados, detectando problemas de desempenho do SGBD; Possuir interface do tipo "wizards" para execução de tarefas rápidas e fáceis; Preservar a integridade do SGBD e seus dados; Possuir interface para possibilitar a navegação entre as telas e fácil acesso às funcionalidades disponíveis, sem necessidade de conhecimento de programação por parte do usuário; 12 12

13 Funcionalidades obrigatórias e específicas de gerenciamento de monitoração e de desempenho; Armazenar dados para as transações, inclusive declarações SQL, com opções de periodicidade para a coleta; Identificar as mudanças do ambiente, através de relatórios de analise de tendência, baseados em desvio de baseline de performance das aplicações, e correlacioná-las com a performance do banco de dados; Permitir análises detalhadas da eficiência dos componentes com a finalidade de otimizar o desempenho do ambiente; Auxiliar na detecção e correção de problemas de desempenho em aplicações, analisando as mensagens de erro, tempo de resposta e volumetria das declarações SQL, identificando qual a camada da aplicação possui o maior tempo de resposta, através de relatórios do tipo: CNS Breakdown (Client, Network e Server), analisando o impacto em ambientes críticos; Fornecer informações sobre os estado do SGBD e os dados que ele controla, quanto a disponibilidade dos mesmos; Possuir uma Interface GUI de fácil entendimento e compreensão - mostrar graficamente todos os componentes críticos do banco de dados em uma ÚNICA TELA e de forma bem interativa, permita identificar gargalos de performance. Os elementos mostrados na tela deverão ser coloridos e possuir movimentações que representam a situação dos componentes; Permite visualizar todos os componentes críticos do Oracle RAC em uma única tela; Visão gráfica detalhada dos bancos de dados e possibilidade de realizar drill down para diagnóstico do problemas no nível da instância Possuir também uma visualização gráfica do fluxo, ilustrando a velocidade em que cada dado é movimentado entre os componentes (incluindo o node e cluster) Fornece medições detalhadas de desempenho e alarmes customizados para ambientes RAC Permitir visualização de atividades, monitoração e indicativo de quais objetos estão sendo monitorados, em tempo real, para Instances, Database, Tables, Tablespaces, Conexões e Bufferpool; Monitorar a utilização dos recursos do sistema e identificar seus maiores consumidores (I/O em disco, processos, CPU, memória, espaço em disco etc.); Administrar as conexões de usuário: verificar o consumo de recurso e o nível de isolamento por conexão e permitir o cancelamento de conexões; 13 13

14 Possuir mecanismos de alerta visual e ou sonoro para situações de anormalidades (baseado em "threshold"); Possibilitar os usuários efetuarem drill down no detalhamento das informações em busca da fonte do problema de performance. Permitir a calibração do processo que estabelece a "baseline" normal das atividades possibilitando o envio automático de mensagens, alerta visual ou sonoro aos administradores Permitir a visualização de comandos SQL e o status do ambiente com, no máximo, três cliques, contados a partir da tela principal, na análise das anormalidades detectadas pelos mecanismos de alerta; Possibilitar a análise de resultados de modificações introduzidos no banco de dados, a partir de comparações de estatística anterior e posterior às alterações; Fornecer métricas de ajuste; Possibilitar mapear um serviço detalhadamente, com a finalidade de identificar a localização exata de problemas, com visualização drill down (árvore de expansão) e mecanismos de alertas; Possibilitar efetuar o drill down, no mínimo, nos seguintes componentes:. Sessões do banco de dados;. Atividades do banco de dados;. Utilização de Memória;. Armazenamento do Disco;. Cluster;. ASM (Automatic Storage Management);. Alarm Log Gerar relatórios HTML ou PDF e ter a possibilidade de comparação entre os dois formatos na mesma tela gráfica, sem ajustes de tela, como redimensionamento; Gerar relatórios customizados por tipo de comando SQL, por instancia de banco de dados, encadeamento com transações especificas da aplicação através de uma ferramenta tipo Data Mining (DMI), que deve fazer parte da Solução; Possuir visualização de impacto nas transações e aplicação quando a performance dos comandos sql estiverem acima do limite aceitável de tempo de resposta; Combinar características de criação de fluxo de trabalho com pesquisa textual em arquivos e agendamento, para possibilitar a otimização das tarefas manuais. Exemplo aplicável, política de backup: monitoração centralizada em interface única, verificação da conclusão do processo de backup e tomadas de decisões sobre ações pré-definidas; Possuir classificação de lista de objetos por uma coluna selecionada; 14 14

15 Fornece uma representação visual de fluxos de processos dentro de Clusters de Aplicação Real, permitindo a observação da atividade em tempo real; Diagnosticar o banco de dados Oracle RAC a partir de três perspectivas chaves: (No nível de nó individual, No cluster, como um banco de dados único, Da carga, latência e sobrecarga do interconector); Identificar gargalos e fornecer capacidade extensiva para analisar detalhadamente e entender a raiz de um problema de desempenho; SERVIDOR WEB E DE APLICAÇÕES A solução não deverá requerer modificações nas aplicações monitoradas, nem a implementação de APIs A solução deverá monitorar o tempo de resposta das aplicações Web e Java EE: Microsoft.NET, PHP, JBoss, Tomcat, ColdFusion e Oracle WebLogic Server, e visualizar o inter-relacionamento de todas as camadas das aplicações no mesmo gráfico, inclusive os acessos ao Mainframe (Unisys) A solução deverá permitir a monitoração de múltiplas instâncias do servidor de aplicação (.NET e Java EE) e/ou do servidor web em um mesmo servidor físico (diferentes portas para cada instância) A solução deverá realizar a captura e demonstração do caminho percorrido pelas transações ao longo das camadas J2EE,PHP e.net monitoradas da aplicação, não devendo interromper o fluxo devido a mudança de tecnologia, tais como JAVA para.net ou PHP para JAVA A solução deverá monitorar a performance das aplicações web desenvolvidas em.net e Java, independentemente da metodologia e implementação adotada ou dos frameworks utilizados (ex: Servlet, JSP, JNDI, JDBC, EJB 3, Struts, Velocity, Hibernate, JSF, Spring) A solução deverá monitorar o tempo de resposta, erros de acesso e inatividade dos servidores A solução deverá monitorar 100% das transações Java e.net, identificando todos os usuários, não deve ser amostragem A solução deverá monitorar o uso recursos de processamento e de memória da Máquina Virtual Java e instância.net Permitir a visualização do código fonte dos componentes que mais impactam a performance de uma transação Java e.net em produção, através de engenharia reversa (decompilação) em tempo real; A solução deverá permitir a produção de diagramas UML para cada transação individual, possibilitando a validação da arquitetura

16 A solução deverá monitorar e gerenciar o desempenho do.net e a disponibilidade com métricas de todos os componentes da aplicação, incluindo da experiência do usuário final e do banco de dados A solução deverá identificar problemas de memória e de desempenho da aplicação.net e Java EE correlacionando-os com o código SQL executado A solução deverá reduzir o tempo de resolução de problemas através de detalhada coleta de métricas da camada da aplicação.net e Java EE A solução deverá realizar trace individual da sessão problemática do usuário para realizar diagnóstico detalhado da performance da aplicação.net e Java EE, no mesmo grafico A solução deverá mostrar contadores de desempenho incluindo os padrões Windows (CPU, memória, ASPNET) e customizados A solução deverá alertar ao usuário quando qualquer processo exceder valores de acordo com período de tempo A solução deverá emitir alertas quando o processo w3svc do.net consumir 80% ou mais de CPU A solução deverá identificar e mostrar exceções específicas da aplicação.net A solução deverá ser capaz de realizar instrumentação dos requests por segundo, identificar ocorrências da aplicação IIS como paradas, falhas e reinícios A solução deverá monitorar o comportamento da utilização de memória pelo servidor de aplicação.net e Java EE, bem como o processo de gerenciamento de memória denominado Garbage Collection Deverá detalhar o tempo resposta das transações, apresentando os tempos parciais de métodos de classes Java,.Net e requisições ao banco de dados A solução deverá realizar comparação de forma automática de uma transação com uma nova versão disponibilizada ou um baseline gerado, possibilitando visualizar as alterações de comportamento em diferentes níveis de granularidade, tais como API, Web request, métodos, queries, exceptions A solução deverá permitir análise de transações fim-a-fim, entre os servidores J2EE e.net, inclusive do lado do usuário, permitindo identificar problemas de performance relacionados a componentes AJAX/JavaScript, applets, entre outros A solução deverá permitir a integração com IDEs Eclipse e Microsoft Visual Studio, possibilitando a utilização em ambiente de desenvolvimento, teste e produção para rápida contextualização do componente a ser analisado

17 A solução deverá permitir a visualização do código fonte dos componentes que mais impactam a performance de uma transação, realizando a decompilação em tempo real A solução deverá realizar a monitoração de transações assíncronas, identificando o seu fluxo ao longo dos componentes da infraestrutura A solução deverá monitorar transações Batchs, que são disparadas automaticamente, através de um agendamento prévio, sem a interferência de uma ação do usuário, demonstrando o seu comportamento e o seu fluxo, bem como o seu comportamento ao longo da infraestrutura (usuário, servidor, JVM, classes, métodos) Deverá disponibilizar, no mínimo as seguintes informações : Processos agregados - Mostrar a agregação de componentes, tais como: JVM, JMS, JSP/servlets, Web Services, thread pools, pool de conexão JDBC, JCAs, EJBs, JTA, e web application Processo JVM - Mostrar o fabricante do Java VM, versão, arquitetura, detalhamento da métrica on thread CPU usage, heap usage, e informações do garbage collection para JVM Processo Thread Pools - Listar todos os thread pools e resumo do estado atual de cada pool, incluindo health e uso de thread. Mostrar dados do pool size e queue size para o pool selecionado Processo JDBC Connection Pools - Listar todos os pools de conexões JDBC no processo selecionado e resumos do status. Mostrar também o dados do use time e wait time para o pool de conexão selecionada Processo JCA Connection Pools - Listar todas os pools de conexoes JCA selecionado e resumo de status do pool usage, waiters, e faults. Mostrar dados do use time and wait time da fonte de dado selecionado Process Servlets/JSPs - Mostrar os servlets dentro da JVM selecionada e resumo do status, numero de requisições ativas e tempo dos serviços Processo EJBs - Mostrar o número de beans de cada bean type, incluindo entity beans, stateful session beans, stateless session beans e messagedriven beans. Mostrar também a agregação de cada bean type Processo Entity Beans - Listar todas as entity beans o processo atual e resumos do estado atual de cada bean incluindo status, passive rate e counts Processo Stateless Session Beans - Listar todas as stateless session beans do processo atual e resumo do estado atual de cada bean incluindo vários contadores

18 Processo Stateful Session Beans - Listar todas as stateful session beans do processo atual e resumo do estado atual de cada bean incluindo vários contadores Processo Message Driven Beans - Listar todas as message driven beans do processo atual e resumo do estado atual de cada bean incluindo vários contadores Processo JTA - Mostrar o atual JTA runtime statistics, incluindo o número de transações ativas, numero de transações nomeadas por servidor, total de transações, número acumulado de transações e dados de rollback Processo JMS - Mostrar o atual JMS runtime statistics, incluindo messages expired, queued, enqueued, recovered, discarded, pagedout, pagedin, active handlers e active connections Processo Aplicação - Listar o pool the JDBC conexão, servlets, Web services, health status, número de EJBs e web application Processo Web Application - Listar todas as aplicações web para o processo selecionado e resumo do status de cada aplicação, incluindo process request time, session activation time, the number of requests, sessions e servlets Processo Aplicação Web Services - Listar todos os web services do processo selecionado e fornecer detalhes de cada serviço de operação, estatística do servidor e dados da aplicação Processo Aplicação Web Service - Listar o resumo do status web service, incluindo metricas de requisições e número de falhas Aplicação - Listar o status e nome do componente para cada EJB, web service, JDBC connection pools, servlets e web application monitorado Aplicação EJBs - Mostrar o número de beans para cada bean type, incluindo entity beans, stateful session beans, stateless session beans e message driven beans Aplicação JDBC Connection Pools - Listar todos os pools de conexão JDBC dentro da aplicação selecionada e resumo do status. Mostrar também o dados do use time e wait time para o pool de conexão selecionada Aplicação Web Applications - Listar todos os web applications e resumos de status de cada aplicação, incluindo servidores, process request time, session activation time, quantidade de requisições, sessions e servlets Aplicação Entity Beans - Listar todos os entity beans dentro da aplicação selecionada e resumo do estado atual para cada bean, incluindo health status e pool usage

19 Aplicação Stateless Session Beans - Listar todas os stateless session beans dentro Servidor Oracle atual e resumo do estado atual de cada bean, incluindo health status e pool usage Aplicação Stateful Session Beans - Listar todos os stateful session beans dentro da aplicação corrente e resumo do estado atual de cada bean, incluindo o health status e pool usage Aplicação Message Driven Beans - Listar todas as message driven beans dentro da aplicação corrente e resumo do estado atual de cada bean, incluindo o health status e pool usage DO AMBIENTE VIRTUALIZADO Deve oferecer monitoramento de performance para auxiliar no planejamento de capacidade, cobranças internas ("chargeback") e gerenciamento de serviços através da mesma console única; Possuir mecanismos de Geração de Relatórios e Relatórios prontos que possam ser gerados através de "wizards" e "Drag and Drop"; Possuir repositório único para coletar mais métricas, visões, dados de capacidade e de performance do ambiente virtualizado; Gerar relatórios nos formatos: PDF, xml, Excel, CSV e Imagem; Ser capaz também de monitorar os ambientes físicos em conjunto com virtual para identificação de problemas correlacionados; Oferecer portais com informações que podem ser customizados em questão de poucos minutos; Os portais possam ser customizados através de simples "Drag and Drop" e a URL compartilhada entre os usuários; Mostrar informações essenciais de forma imediata ("at a glance") e que podem ser facilmente entendidas Possuir Modelos de Cenários que ajudam planejar e otimizar os ambientes virtuais com as seguintes informações: a. Capacidade atual; b. Utilização e Métricas; c. Modelagem e previsões de demanda com precisão; d. Alertas sobre os gargalos relacionados à capacidade usando alarmes e aconselhamento de especialistas que oferecem as melhores ações para remediar problemas. Por exemplo: em quantos dias o "datastore" estará cheio; e. Otimiza o ambiente baseado na capacidade em todos os níveis da infraestrutura virtual; Solução dever ser flexível, robusta e com arquitetura facilmente escalável; 19 19

20 Oferecer análise de Impacto e de Capacidade: prover dados necessários para tomada de decisões sobre capacidade e impacto. Deve mostrar dados "limpos" ao administrador de quais VMs estão consumindo mais recursos Auxiliar o Planejamento Capacidade de ambiente heterogêneos: VMware e Microsoft Hyper-V Deverá ser fácil de Usar, Gerenciar e Administrar: a. Download e configuração rápidas; b. Emitir relatórios, alertas e modelagem imediatamente após a instalação; Oferecer Respostas Rápidas às questões de Capacidades - FAQts ("facts"): a. Facilmente oferecer as informações mais atualizadas e apuradas às questões comuns sobre a capacidade; b. Oferecer informações de acesso rápido através da interface simplificada para planejamento de capacidade de acordo com a realidade do ambiente - "in-context"; c. Exemplo de FAQt: Quais máquinas virtuais estão com pouco espaço livre, mostrando os maiores consumidores de imediato A solução deverá gerar gráficos via interface web com quaisquer estatísticas coletadas pelo sistema, inclusive dados de memória, disco, processador e tempo de resposta de aplicações, informados pelos agentes ativos de usuário A solução deverá monitorar as mudanças virtuais de recursos, dinâmicamente sem a necessidade de configuração adicional EXPERIÊNCIA DO USUÁRIO FINAL A solução de monitoramento da experiência do usuário final deverá permitir a melhoria da experiência do usuário final reduzindo o tempo de resolução (MTTR) através de portais/páginas web A solução de monitoramento da experiência do usuário final deverá, possuir integração nativa com a monitoração Java e.net, permitindo o drilldown a partir da URL até a classe e método da transação A solução de monitoramento da experiência do usuário final deverá, permitir a monitoração dos acessos ao Mainframe (Unisys), correlacionando com a performance das transações e suas camadas; A solução de monitoramento da experiência do usuário final deverá determinar se o objetivos de desempenho são alcançados A solução de monitoramento da experiência do usuário final deverá coletar dados de todo tráfego das aplicações web

TERMO DE REFERÊNCIA. versão 1.0

TERMO DE REFERÊNCIA. versão 1.0 TERMO DE REFERÊNCIA Contratação de Solução de Gerenciamento de aplicação e banco de dados, alinhada as melhores práticas ITIL e com console unificada. Constituída de licenças de direito de uso perpétuo

Leia mais

ENTERPRISE JAVABEANS 3. Msc. Daniele Carvalho Oliveira

ENTERPRISE JAVABEANS 3. Msc. Daniele Carvalho Oliveira ENTERPRISE JAVABEANS 3 Msc. Daniele Carvalho Oliveira Apostila Servlets e JSP www.argonavis.com.br/cursos/java/j550/index.html INTRODUÇÃO Introdução Enterprise JavaBeans é um padrão de modelo de componentes

Leia mais

Especificação Técnica

Especificação Técnica Especificação Técnica Última atualização em 31 de março de 2010 Plataformas Suportadas Agente: Windows XP e superiores. Customização de pacotes de instalação (endereços de rede e dados de autenticação).

Leia mais

Termo de Referência. Anexo II - Especificações Técnicas - Requisitos Funcionais. Diretoria Técnica-Operacional. Gerência de Tecnologia da Informação

Termo de Referência. Anexo II - Especificações Técnicas - Requisitos Funcionais. Diretoria Técnica-Operacional. Gerência de Tecnologia da Informação Diretoria Técnica-Operacional Gerência de Tecnologia da Informação Termo de Referência Anexo II Especificação Técnica 1 - INTRODUÇÃO Página 2 de 9 do TR-007-3700 de Este anexo tem por objetivo detalhar

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 5 Servidores de Aplicação

Leia mais

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView Sistema de Gerenciamento DmView O DmView é o Sistema de Gerência desenvolvido para supervisionar e configurar os equipamentos DATACOM, disponibilizando funções para gerência de supervisão, falhas, configuração,

Leia mais

Descritivo Técnico. SLAView - Descritivo Técnico Build 5.0 release 4 16/02/2011 Página 1

Descritivo Técnico. SLAView - Descritivo Técnico Build 5.0 release 4 16/02/2011 Página 1 Descritivo Técnico 16/02/2011 Página 1 1. OBJETIVO O SLAview é um sistema de análise de desempenho de redes IP por meio da monitoração de parâmetros de SLA (Service Level Agreement, ou Acordo de Nível

Leia mais

EDITAL CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 001/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO 009/2015

EDITAL CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 001/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO 009/2015 Londrina, 07 de outubro de 2015. EDITAL CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 001/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO 009/2015 OBJETO: Art.1º. Constitui objeto desta licitação a aquisição de 01 (uma) Plataforma de Solução

Leia mais

Foglight A solução ideal para o gerenciamento de aplicações e serviços SAP

Foglight A solução ideal para o gerenciamento de aplicações e serviços SAP Parceria: Foglight A solução ideal para o gerenciamento de aplicações e serviços SAP Uma nova visão no Gerenciamento da Aplicação INDICE 1. Parceria Union e Quest Software... 3 2. Foglight Gerenciando

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES. Aquisição de Solução de Gerenciamento de Desempenho de Aplicações JEE

ESPECIFICAÇÕES. Aquisição de Solução de Gerenciamento de Desempenho de Aplicações JEE Departamento de Planejamento e Projetos de Infraestrutura - DEPI ESPECIFICAÇÕES Aquisição de Solução de Gerenciamento de Desempenho de Aplicações JEE Especificação Técnica - Aquisição de Solução de Gerenciamento

Leia mais

BANCO POSTAL - Plataforma Tecnológica

BANCO POSTAL - Plataforma Tecnológica BANCO POSTAL - Plataforma Tecnológica 1. Arquitetura da Aplicação 1.1. O Banco Postal utiliza uma arquitetura cliente/servidor WEB em n camadas: 1.1.1. Camada de Apresentação estações de atendimento, nas

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas Linguagem de Programação JAVA Professora Michelle Nery Nomeclaturas Conteúdo Programático Nomeclaturas JDK JRE JEE JSE JME JVM Toolkits Swing AWT/SWT JDBC EJB JNI JSP Conteúdo Programático Nomenclatures

Leia mais

CSI IT Solutions. WebReport2.5. Relatórios abertos. Acesso controlado Extensibilidade de módulos IMPACTO AMBIENTAL

CSI IT Solutions. WebReport2.5. Relatórios abertos. Acesso controlado Extensibilidade de módulos IMPACTO AMBIENTAL CSI IT Solutions 2.5 solução CSI PrintManager G e s t ã o d e A m b i e n t e d e I m p r e s s ã o O CSI dá aos gestores de TI o poder de uma gestão integral através do acesso fácil às informações gerenciais

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE LAGOA SANTA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CEP 33400-000 - ESTADO DE MINAS GERAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE LAGOA SANTA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CEP 33400-000 - ESTADO DE MINAS GERAIS ERRATA E REABERTURA PROCESSO LICITATÓRIO N 097/2011 MODALIDADE: PREGÃO PRESENCIAL RP N 061/2011 OBJETO: AQUISIÇÃO DE SISTEMA DE ARMAZENAMENTO DE DADOS CENTRALIZADOS (STORAGE) E DE SISTEMA DE CÓPIA DE SEGURANÇA

Leia mais

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO DESCRIÇÃO DO SIGAI O SIGAI (Sistema Integrado de Gestão do Acesso à Informação) é uma solução de software que foi desenvolvida para automatizar os processos administrativos e operacionais visando a atender

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PGFN Departamento de Gestão Corporativa - DGC Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação - CTI CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE TECNOLOGIA Infraestrutura

Leia mais

Manual de Transferência de Arquivos

Manual de Transferência de Arquivos O Manual de Transferência de Arquivos apresenta a ferramenta WebEDI que será utilizada entre FGC/IMS e as Instituições Financeiras para troca de arquivos. Manual de Transferência de Arquivos WebEDI Versão

Leia mais

Positivo Network Manager 4

Positivo Network Manager 4 Positivo Network Manager 4 O gerenciamento eficiente de informações e de tecnologia da informação (TI) é um fator reconhecidamente crítico na maioria das organizações. As informações e as tecnologias que

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações. Desenvolvimento de Aplicações. Desenvolvimento de Aplicações. Dificuldades no uso de Bancos de Dados

Desenvolvimento de Aplicações. Desenvolvimento de Aplicações. Desenvolvimento de Aplicações. Dificuldades no uso de Bancos de Dados Desenvolvimento de Aplicações Desenvolvimento de Aplicações Dificuldades no uso de Bancos de Dados Um leigo não sabe o que é e como funciona um BD Mesmo um profissional da área de informática pode ter

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Snap

CA Nimsoft Monitor Snap CA Nimsoft Monitor Snap Guia de Configuração do Monitoramento do Jboss do Nimsoft jboss série 1.3 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Snap Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente

Leia mais

SGBDs Móveis. Sumário 12/06/11. Emmanuel Férrer & Gabriela Fernanda. Introdução. Desafios do armazenamento. SQL Anywhere Studio.

SGBDs Móveis. Sumário 12/06/11. Emmanuel Férrer & Gabriela Fernanda. Introdução. Desafios do armazenamento. SQL Anywhere Studio. SGBDs Móveis Emmanuel Férrer & Gabriela Fernanda Introdução Sumário Desafios do armazenamento SQL Anywhere Studio DB2 Everyplace Microsoft SQL Server Oracle9I Lite Aplicações Móveis Referências 1 Introdução

Leia mais

O TRAFip é uma poderosa ferramenta de coleta e caracterização de tráfego de rede IP, que vem resolver esse problema de forma definitiva.

O TRAFip é uma poderosa ferramenta de coleta e caracterização de tráfego de rede IP, que vem resolver esse problema de forma definitiva. Não há dúvida de que o ambiente de rede está cada vez mais complexo e que sua gestão é um grande desafio. Nesse cenário, saber o que está passando por essa importante infraestrutura é um ponto crítico

Leia mais

COTAÇÃO ELETRÔNICA: 133/2012 COMPRASNET

COTAÇÃO ELETRÔNICA: 133/2012 COMPRASNET COTAÇÃO ELETRÔNICA: 133/2012 COMPRASNET AQUISIÇÃO DE SOLUÇÃO DE ANTIVÍRUS MCAFEE PARA PLATAFORMA DE SERVIDORES VIRTUALIZADOS VMWARE DA REDE CORPORATIVA PRODAM Diretoria de Infraestrutura e Tecnologia-

Leia mais

Cogent DataHub v7.0. A próxima geração em soluções para troca de dados em tempo real

Cogent DataHub v7.0. A próxima geração em soluções para troca de dados em tempo real Cogent DataHub v7.0 A próxima geração em soluções para troca de dados em tempo real Cogent é reconhecida como uma líder no segmento de soluções de middleware no domínio do tempo real. E, com a introdução

Leia mais

A partir do XMon é possível:

A partir do XMon é possível: Monitoramento XMon É uma ferramenta para gerenciar o seu ambiente de TI de forma centralizada e constante, obtendo informações precisas da performance de todos os seus ativos e previna possíveis problemas

Leia mais

XDR. Solução para Big Data.

XDR. Solução para Big Data. XDR Solução para Big Data. ObJetivo Principal O volume de informações com os quais as empresas de telecomunicações/internet têm que lidar é muito grande, e está em constante crescimento devido à franca

Leia mais

BRAlarmExpert. Software para Gerenciamento de Alarmes. BENEFÍCIOS obtidos com a utilização do BRAlarmExpert:

BRAlarmExpert. Software para Gerenciamento de Alarmes. BENEFÍCIOS obtidos com a utilização do BRAlarmExpert: BRAlarmExpert Software para Gerenciamento de Alarmes A TriSolutions conta com um produto diferenciado para gerenciamento de alarmes que é totalmente flexível e amigável. O software BRAlarmExpert é uma

Leia mais

Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código)

Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código) Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código) Roteiro Processos Threads Virtualização Migração de Código O que é um processo?! Processos são programas em execução. Processo Processo Processo tem

Leia mais

Ficha de Produto. Características gerais. Descrição do produto. Disponível em Licencia ou SaaS (software como um serviço).

Ficha de Produto. Características gerais. Descrição do produto. Disponível em Licencia ou SaaS (software como um serviço). Ficha de Producto Produto Descrição do produto ServiceTonic é um Software 100% web para gestão de serviços que sob as premissas de usabilidade e flexibilidade torna sua ampla funcionalidade em plataforma

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

ANEXO 9 DO PROJETO BÁSICO DA FERRAMENTA DE MONITORAMENTO, SEGURANÇA E AUDITORIA DE BANCO DE DADOS

ANEXO 9 DO PROJETO BÁSICO DA FERRAMENTA DE MONITORAMENTO, SEGURANÇA E AUDITORIA DE BANCO DE DADOS ANEXO 9 DO PROJETO BÁSICO DA FERRAMENTA DE MONITORAMENTO, SEGURANÇA E AUDITORIA DE BANCO DE DADOS Sumário 1. Finalidade... 2 2. Justificativa para contratação... 2 3. Premissas para fornecimento e operação

Leia mais

PESQUISA DE PREÇOS 01/2014

PESQUISA DE PREÇOS 01/2014 PESQUISA DE PREÇOS 01/2014 Considerando a necessidade de aquisição de software integrado de gestão, para atender as necessidades desta Prefeitura Municipal de Porto Alegre, solicitamos que as empresas

Leia mais

SolarWinds Virtualization Manager

SolarWinds Virtualization Manager SolarWinds Virtualization Manager Gerenciamento potente e unificado da virtualização que não ultrapassa seu orçamento! A SolarWinds aprimorou a forma pela qual profissionais de TI de todo o mundo gerenciam

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 010/2013. 1.1.1 - A garantia de renovação das licenças deverá ser de 36 (trinta e seis) meses.

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 010/2013. 1.1.1 - A garantia de renovação das licenças deverá ser de 36 (trinta e seis) meses. Anexo I 1 DO OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 010/2013 1.1 Prestação de serviços de renovação, para atualização de 32 (trinta e duas) licenças, do software de virtualização VMware vsphere

Leia mais

Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB

Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB Sumário Introdução... 3 Windows Server 2008 R2 Hyper-V... 3 Live Migration... 3 Volumes compartilhados do Cluster... 3 Modo de Compatibilidade de Processador...

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Sobre a OpServices Fabricante de software focada no gerenciamento de ambientes de TI e Telecom e processos de negócios. Mais de 12 anos de experiência no monitoramento de indicadores de infraestrutura;

Leia mais

Server & Application Monitor

Server & Application Monitor Server & Application Monitor monitoramento de aplicativos e servidores sem agentes O SolarWinds Server & Application Monitor oferece informações preditivas para identificar problemas de desempenho de aplicativos.

Leia mais

1.1. REQUISITOS NÃO FUNCIONAIS & CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

1.1. REQUISITOS NÃO FUNCIONAIS & CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS 1. Anexo III - Requisitos Técnicos e de Segurança A SOLUÇÃO deverá atender obrigatoriamente aos requisitos não funcionais e às características técnicas descritos nos itens deste anexo. Os requisitos não

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA LOTE ITEM UN DESCRIÇÃO QUANTIDADE ENVIO DE MENSAGENS SHORT MESSAGE. no N

TERMO DE REFERÊNCIA LOTE ITEM UN DESCRIÇÃO QUANTIDADE ENVIO DE MENSAGENS SHORT MESSAGE. no N TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO: PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ENVIO DE MENSAGENS SMS SHORT MESSAGE SERVICE PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS Responsável: Superintendência Central de Governança Eletrônica Objeto LOTE ITEM

Leia mais

SIQ GQF Plugin s WEB (Aplicações WEB) Gestão da Qualidade de Fornecedores

SIQ GQF Plugin s WEB (Aplicações WEB) Gestão da Qualidade de Fornecedores SIQ GQF Plugin s WEB (Aplicações WEB) Gestão da Qualidade de Fornecedores Requerimentos do Software Versão para Microsoft Windows/Unix Dezembro 2006 Bem-Vindo ao to SIQ GQF Plugin s WEB - Gestão da Qualidade

Leia mais

Controlar Aplicações e Serviços com Monitoramento de Rede

Controlar Aplicações e Serviços com Monitoramento de Rede Controlar Aplicações e Serviços com Monitoramento de Rede White Paper Autor: Daniel Zobel, Chefe de Desenvolvimento de Software Paessler AG Publicado em: março/2014 PÁGINA 1 DE 8 Índice Introdução: Evite

Leia mais

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível Versão 1.0 Janeiro de 2011 Xerox Phaser 3635MFP 2011 Xerox Corporation. XEROX e XEROX e Design são marcas da Xerox Corporation nos Estados Unidos e/ou em outros países. São feitas alterações periodicamente

Leia mais

ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO Contratação de Solução de Gerenciamento de Serviços de TI, alinhada as melhores práticas ITIL e com console unificada. Constituída de licenças de direito de uso definitivo

Leia mais

Automidia Service Management Provisionamento para o AD integrado ao Service Desk

Automidia Service Management Provisionamento para o AD integrado ao Service Desk Automidia Service Management Provisionamento para o AD integrado ao Service Desk Agenda Objetivos Agenda Histórico e Motivação 05 mins Características da Aplicação 20 mins Apresentação Software 15 mins

Leia mais

IplanRio DOP - Diretoria de Operações GIT - Gerência de Infraestrutura Tecnológica Gerente da GIT

IplanRio DOP - Diretoria de Operações GIT - Gerência de Infraestrutura Tecnológica Gerente da GIT 1. IDENTIFICAÇÃO Padrão Segmento Código P06.002 Revisão v. 2014 Plataformas Web 2. PUBLICAÇÃO Recursos Tecnológicos Versão Data para adoção Publicação v. 2014 23 de dezembro de 2014 PORTARIA N Nº 225 de

Leia mais

Geração e execução de scripts de teste em aplicações web a partir de casos de uso direcionados por comportamento 64

Geração e execução de scripts de teste em aplicações web a partir de casos de uso direcionados por comportamento 64 direcionados por comportamento 64 5 Estudo de caso Neste capítulo serão apresentadas as aplicações web utilizadas na aplicação da abordagem proposta, bem como a tecnologia em que foram desenvolvidas, o

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico RP nº 001/2013

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico RP nº 001/2013 Anexo I 1 DO OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico RP nº 001/2013 1.1 Registro de Preços - RP, por 12 (doze) meses, de licenças de uso da solução de backup EMC Legato Networker, para sistemas

Leia mais

Sr. Nimbus DBA Remoto

Sr. Nimbus DBA Remoto Sr. Nimbus DBA Remoto O serviço DBA Remoto da Sr. Nimbus oferece ao cliente uma melhor estruturação e otimização do seu ambiente de plataforma de gerenciamento de dados baseado no Microsoft SQL Server.

Leia mais

1 Introdução. O sistema permite:

1 Introdução. O sistema permite: A intenção deste documento é demonstrar as possibilidades de aplicação da solução INCA Insite Controle de Acesso - para controle de conexões dia-up ou banda larga à Internet e redes corporativas de forma

Leia mais

O que há de novo no VMware vcenter 5.0

O que há de novo no VMware vcenter 5.0 O que há de novo no VMware vcenter 5.0 Gerenciamento eficiente da virtualização DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA DE MARKETING V 1.0/ATUALIZADO EM ABRIL DE 2011 Índice Introdução... 3 vsphere Web Client.... 4 Recursos

Leia mais

SOLUÇÃO DE STORAGE PROJETO X86 ARMAZENAMENTO. 1.2 Para efeito de cálculo do volume total em TB deverá ser considerado que 1KB = 1024 bytes.

SOLUÇÃO DE STORAGE PROJETO X86 ARMAZENAMENTO. 1.2 Para efeito de cálculo do volume total em TB deverá ser considerado que 1KB = 1024 bytes. SOLUÇÃO DE STORAGE PROJETO X86 ARMAZENAMENTO Características Técnicas: 1.1 Deverá ser ofertada Solução de Storage com capacidade mínima de 100 TB (cem Terabyte) líquido, sendo 80TB (oitenta Terabytes)

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO OS 003/DINFO/2013 16/09/2013

ORDEM DE SERVIÇO OS 003/DINFO/2013 16/09/2013 A DIRETORIA DE INFORMÁTICA DINFO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO -UERJ, no uso de suas atribuições legais, estabelece: Art. 1º: Para fins de normatização do Desenvolvimento Tecnológico na UERJ

Leia mais

Secullum Acesso.Net ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS. Secullum Acesso.Net. Ficha Técnica. Serviço de Comunicação. Módulo. Estacionamento.

Secullum Acesso.Net ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS. Secullum Acesso.Net. Ficha Técnica. Serviço de Comunicação. Módulo. Estacionamento. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Serviço de Comunicação Secullum Acesso.Net Estacionamento Gerencial Integração CFTV Pessoal Recepção Refeitório Automação Sistema Operacional: compatível com Windows XP ou superior

Leia mais

Gerência de Redes e Serviços de Comunicação Multimídia

Gerência de Redes e Serviços de Comunicação Multimídia UNISUL 2013 / 1 Universidade do Sul de Santa Catarina Engenharia Elétrica - Telemática 1 Gerência de Redes e Serviços de Comunicação Multimídia Aula 3 Gerenciamento de Redes Cenário exemplo Detecção de

Leia mais

DESENVOLVIMENTO COM JAVA EE E SUAS ESPECIFICAÇÕES

DESENVOLVIMENTO COM JAVA EE E SUAS ESPECIFICAÇÕES DESENVOLVIMENTO COM JAVA EE E SUAS ESPECIFICAÇÕES Hugo Henrique Rodrigues Correa¹, Jaime Willian Dias 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil hugohrcorrea@gmail.com, jaime@unipar.br Resumo.

Leia mais

ANEXO 06 AMBIENTE PROCERGS. Desenvolvimento / Testes / Homologação / Produção

ANEXO 06 AMBIENTE PROCERGS. Desenvolvimento / Testes / Homologação / Produção ANEXO 06 AMBIENTE PROCERGS Desenvolvimento / Testes / Homologação / Produção Este anexo apresenta uma visão geral dos ambientes e ferramentas utilizadas em cada uma das plataformas tecnológicas, conforme

Leia mais

ESTE DOCUMENTO APRESENTA UMA VISÃO GERAL SOBRE A GESTÃO DE ALERTAS

ESTE DOCUMENTO APRESENTA UMA VISÃO GERAL SOBRE A GESTÃO DE ALERTAS Gestão de Alertas ESTE DOCUMENTO APRESENTA UMA VISÃO GERAL SOBRE A GESTÃO DE ALERTAS A solução de Gestão de Alertas objetiva o monitoramento da geração, recepção e emissão de documentos eletrônicos garantindo

Leia mais

TeamViewer 9 Manual Management Console

TeamViewer 9 Manual Management Console TeamViewer 9 Manual Management Console Rev 9.2-07/2014 TeamViewer GmbH Jahnstraße 30 D-73037 Göppingen www.teamviewer.com Sumário 1 Sobre o TeamViewer Management Console... 4 1.1 Sobre o Management Console...

Leia mais

Automidia Service Management Desbloqueio de Contas e Provisionamento via Autoatendimento

Automidia Service Management Desbloqueio de Contas e Provisionamento via Autoatendimento Automidia Service Management Desbloqueio de Contas e Provisionamento via Autoatendimento Automidia Quem Somos Empresa Brasileira, fundada em 1992 Desenvolvimento de Softwares Centrais de Serviços, Service

Leia mais

DeltaV Logbooks. Benefícios. Introdução. Minimize riscos associados às mudanças de turnos. Documente eletrônicamente eventos, observações e notas.

DeltaV Logbooks. Benefícios. Introdução. Minimize riscos associados às mudanças de turnos. Documente eletrônicamente eventos, observações e notas. Sistema Digital de Controle Distribuido DeltaV Especificação do produto DeltaV Logbooks Minimize riscos associados às mudanças de turnos. Documente eletrônicamente eventos, observações e notas. Melhore

Leia mais

Plataforma de Business Intelligence

Plataforma de Business Intelligence Plataforma de Business Intelligence ASTEN TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO A Asten é uma empresa do ramo da tecnologia da informação (TI) que tem seu foco na busca por soluções inovadoras. Nosso slogan criando

Leia mais

Anexo V - Planilha de Apuração Aquisição de Solução de Redes Sociais

Anexo V - Planilha de Apuração Aquisição de Solução de Redes Sociais Anexo V - Planilha de Apuração Aquisição de Solução de Redes Sociais Será utilizado o seguinte critério: Atende / Não atende (Atende em parte será considerado Não atende) Item Itens a serem avaliados conforme

Leia mais

Portabilidade da Linha RM Versão 11.52

Portabilidade da Linha RM Versão 11.52 Portabilidade da Linha RM Versão 11.52 25/02/2014 Sumário 1. Portabilidade para Servidor de Banco de Dados... 3 2. Níveis de Compatibilidade entre Bancos de Dados... 4 3. Portabilidade para Servidor de

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

Projeto SAT-CF-e Guia de Procedimentos para uso do SRSAT e do Ambiente de Testes por Fabricantes

Projeto SAT-CF-e Guia de Procedimentos para uso do SRSAT e do Ambiente de Testes por Fabricantes 1 Índice Projeto SAT-CF-e Guia de Procedimentos para uso do SRSAT e do Ambiente de Testes por Fabricantes (Versão 1.4.4 atualizado em 14/05/2014) 1. Introdução... 1 2. Fluxo Geral... 1 3. Detalhamento

Leia mais

PANORAMA. O Panorama fornece gerenciamento centralizado de políticas e dispositivos em uma rede de firewalls de próxima geração da Palo Alto Networks.

PANORAMA. O Panorama fornece gerenciamento centralizado de políticas e dispositivos em uma rede de firewalls de próxima geração da Palo Alto Networks. PANORAMA O Panorama fornece gerenciamento centralizado de políticas e dispositivos em uma rede de firewalls de próxima geração da Palo Alto Networks. Exiba um resumo gráfico dos aplicativos na rede, os

Leia mais

ARMAZENAMENTO E COMPUTAÇÃO

ARMAZENAMENTO E COMPUTAÇÃO EMC SCALEIO SAN de servidor convergente definida por software PRINCÍPIOS BÁSICOS Apenas software Arquitetura convergida de camada única Capacidade de expansão linear Desempenho e capacidade sob demanda

Leia mais

Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia

Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia P ORTFÓ FÓLIO Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia versão 1.1 ÍNDICE 1. A EMPRESA... 3 2. BI (BUSINESS INTELLIGENCE)... 5 3. DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS... 6 3.1. PRODUTOS

Leia mais

Windows 2008 Server. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy. www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail.

Windows 2008 Server. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy. www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail. Windows 2008 Server IFSP Boituva Prof. Sérgio Augusto Godoy www.profsergiogodoy.com sergiogutogodoy@hotmail.com Serviços DHCP Server: O DHCP ("Dynamic Host Configuration Protocol" ou "protocolo de configuração

Leia mais

Sistemas de Monitoração de Rede. Resumo

Sistemas de Monitoração de Rede. Resumo Sistemas de Monitoração de Rede Roberto Majewski Especialização em Redes e Segurança de Sistemas Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, novembro de 2009 Resumo Com o grande crescimento da

Leia mais

Product Architecture. Product Architecture. Aranda 360 ENDPOINT SECURITY. Conteúdos STANDARD & ENTERPRISE EDITION

Product Architecture. Product Architecture. Aranda 360 ENDPOINT SECURITY. Conteúdos STANDARD & ENTERPRISE EDITION Conteúdos Product Architecture Product Architecture Introdução Ambiente RedesdeTrabalho Configurações Políticas Servidores Componentes Agente Servidor Base de Dados Console Comunicação Console Servidor

Leia mais

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Banco de Dados de Músicas Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Definição Aplicação Web que oferece ao usuário um serviço de busca de músicas e informações relacionadas, como compositor, interprete,

Leia mais

Advanced IT S/A. EM10g Grid Control. Introdução. Introdução. Agenda. Como alcança estes objetivos Grid Control Home Page Pode gerenciar:

Advanced IT S/A. EM10g Grid Control. Introdução. Introdução. Agenda. Como alcança estes objetivos Grid Control Home Page Pode gerenciar: Agenda Advanced IT S/A EM10g Grid Control Denise Cunha Advanced IT S/A - DBA Gerenciando Deployments (distribuições) Estendendo o EM Sistema de Jobs Start e Stop do EM Objetivos Extrair informações críticas

Leia mais

Portabilidade da Linha RM Versão 12.1.5

Portabilidade da Linha RM Versão 12.1.5 Portabilidade da Linha RM Versão 12.1.5 19/06/2015 1. Sumário INTRODUÇÃO... 2 1. PORTABILIDADE PARA SERVIDOR DE BANCO DE DADOS... 3 2. NIVEIS DE COMPATIBILIDADE ENTRE BANCOS DE DADOS... 5 4. PORTABILIDADE

Leia mais

4 Um Exemplo de Implementação

4 Um Exemplo de Implementação 4 Um Exemplo de Implementação Neste capítulo será discutida uma implementação baseada na arquitetura proposta. Para tanto, será explicado como a arquitetura proposta se casa com as necessidades da aplicação

Leia mais

ARQUITETURA TRADICIONAL

ARQUITETURA TRADICIONAL INTRODUÇÃO Atualmente no universo corporativo, a necessidade constante de gestores de tomar decisões cruciais para os bons negócios das empresas, faz da informação seu bem mais precioso. Nos dias de hoje,

Leia mais

Identificação rápida de gargalos Uma forma mais eficiente de realizar testes de carga. Um artigo técnico da Oracle Junho de 2009

Identificação rápida de gargalos Uma forma mais eficiente de realizar testes de carga. Um artigo técnico da Oracle Junho de 2009 Identificação rápida de gargalos Uma forma mais eficiente de realizar testes de carga Um artigo técnico da Oracle Junho de 2009 Identificação rápida de gargalos Uma forma mais eficiente de realizar testes

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma Orientado a Objetos

Leia mais

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Disciplina: Programação Orientada a Objetos II Professor: Cheli dos S. Mendes da Costa Modelo Cliente- Servidor Modelo de Aplicação Cliente-servidor Os

Leia mais

Shavlik Protect. Guia de Atualização

Shavlik Protect. Guia de Atualização Shavlik Protect Guia de Atualização Copyright e Marcas comerciais Copyright Copyright 2009 2014 LANDESK Software, Inc. Todos os direitos reservados. Este produto está protegido por copyright e leis de

Leia mais

SolarWinds Kiwi Syslog Server

SolarWinds Kiwi Syslog Server SolarWinds Kiwi Syslog Server Monitoramento de syslog fácil de usar e econômico O Kiwi Syslog Server oferece aos administradores de TI o software de gerenciamento mais econômico do setor. Fácil de instalar

Leia mais

Cisco Intelligent Automation for Cloud

Cisco Intelligent Automation for Cloud Dados técnicos do produto Cisco Intelligent Automation for Cloud Os primeiros a adotarem serviços com base em nuvem buscavam uma economia de custo maior que a virtualização e abstração de servidores podiam

Leia mais

Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) Sumário. Java 2 Enterprise Edition. J2EE (Java 2 Enterprise Edition)

Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) Sumário. Java 2 Enterprise Edition. J2EE (Java 2 Enterprise Edition) Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) J2EE () Sumário Introdução J2EE () APIs J2EE Web Container: Servlets e JSP Padrão XML 2 J2EE é Uma especificação para servidores

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta do ponto de extremidade do URL. url_response série 4.1

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta do ponto de extremidade do URL. url_response série 4.1 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento de resposta do ponto de extremidade do URL url_response série 4.1 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se

Leia mais

A seguir, respostas aos questionamentos referentes ao Pregão Presencial nº 17/14:

A seguir, respostas aos questionamentos referentes ao Pregão Presencial nº 17/14: Senhores, A seguir, respostas aos questionamentos referentes ao Pregão Presencial nº 17/14: Questionamento 1: 2. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MÍNIMCAS No que diz respeito ao subitem 2.1.2, temos a seguinte

Leia mais

Serviço de mensageria SMS

Serviço de mensageria SMS Termo de Referência Serviço de mensageria SMS Agosto/2014 1 1 OBJETO 1.1 Prestação de serviços de envio de até 1.680.000 (Um milhão seiscentos e oitenta mil) Mensagens de Texto SMS (Short Message Service)

Leia mais

A Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais PRODEMGE

A Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais PRODEMGE Belo Horizonte, 06 de Maio de 2010 A Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais PRODEMGE Referente: CONSULTA PÚBLICA PARA CONTRATAÇÃO DE UMA SOLUÇÃO DE GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS DE

Leia mais

Symantec NetBackup 7.1 Clients and Agents Complete protection for your information-driven enterprise

Symantec NetBackup 7.1 Clients and Agents Complete protection for your information-driven enterprise Complete protection for your information-driven enterprise Visão geral O Symantec NetBackup oferece uma seleção simples e abrangente de clientes e agentes inovadores para otimizar a performance e a eficiência

Leia mais

Especificações Técnicas

Especificações Técnicas Visual COBOL é a solução líder da indústria para o desenvolvimento de aplicações COBOL e implantação em sistemas Windows, Unix e Linux. Ele combina as melhores ferramentas de desenvolvimento de sua classe

Leia mais

PLANO DO PROJETO. TÍTULO: Novos sites Grupo Promon e Promon Engenharia. GERENTE DO PROJETO: Ricardo Mantovani

PLANO DO PROJETO. TÍTULO: Novos sites Grupo Promon e Promon Engenharia. GERENTE DO PROJETO: Ricardo Mantovani PLANO DO PROJETO TÍTULO: GERENTE DO PROJETO: Ricardo Mantovani HISTÓRICO DE MODIFICAÇÕES Revisão Data Descrição das alterações Autor/Editor i V1R0 23/01/2012 Versão inicial RESPONSÁVEL PELO DOCUMENTO Nome

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de conectividade de rede. net_connect série 3.0

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de conectividade de rede. net_connect série 3.0 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento de conectividade de rede net_connect série 3.0 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente para

Leia mais

PESQUISA DE PREÇOS 03/2014

PESQUISA DE PREÇOS 03/2014 PESQUISA DE PREÇOS 03/2014 Considerando a necessidade de aquisição de software integrado de gestão, para atender as necessidades desta Prefeitura Municipal de Porto Alegre, solicitamos que as empresas

Leia mais

IP Office Customer Call Reporter. 04 Novembro 2011

IP Office Customer Call Reporter. 04 Novembro 2011 IP Office Customer Call Reporter 04 Novembro 2011 Agenda Custos de um Serviço ao Cliente deficiente Benefícios do Customer Call Reporter (CCR) Customer Call Reporter Visão Geral do Produto Dashboard do

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec: ETEC PROF MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Habilitação Profissional: Habilitação Profissional

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Snap

CA Nimsoft Monitor Snap CA Nimsoft Monitor Snap Guia de Configuração do Monitoramento de armazenamento da IBM ibm-ds série 2.0 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Snap Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se

Leia mais

Version Notes (Notas da versão) Versão 4.10.1.8-05-12-2012

Version Notes (Notas da versão) Versão 4.10.1.8-05-12-2012 Florianópolis, 05 de dezembro de 2012. Abaixo você confere as características e funcionalidades da nova versão 4.10.1.8-05-12-2012 do Channel. Para quaisquer dúvidas ou na necessidade de maiores esclarecimentos,

Leia mais