LEI DAS INELEGIBILIDADES (Lei Complementar 64/90)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LEI DAS INELEGIBILIDADES (Lei Complementar 64/90)"

Transcrição

1 INELEGIBILIDADE - Impedimento de ser votado ou forma de sanção. -Podemser: constitucionais (art.14 da CF); infraconstitucionais( 1º da LC 64/90). I

2 - Inelegibilidades absolutas: para qualquer cargo (os inalistáveis, os analfabetos, menores de 16 anos, estrangeiros, conscritos e os privados dos direitos políticos). - Inelegibilidades relativas: aquelas que o cidadão pode afastá-las porque a lei lhe concede prazo para que se livre do impedimento(desincompatibilização). 2

3 - A Lei Complementar 64/90 enumera situaçõesdistintasemseuart.1ºeincisos,ao determinar afastamento definitivo para alguns cargos e funções e, em outros casos exige apenas desincompatibilização. - Na há, na lei, nenhuma restrição aos membros do Poder Legislativo para concorrerem ao mesmo cargo ou a outro. 3

4 - LEI COMPLEMENTAR 135, de : de iniciativa popular, capitaneada por entidades representativas da sociedade civil. - Objetivo : proteger valores constitucionais como a probidade administrativa, a moralidade para o exercício do mandato, considerada a vida pregressa do candidato. 4

5 LEI COMPLEMENTAR 135, de : - denominada popularmente de Lei da Ficha Limpa ; - amplia as sanções de inelegibilidade para 8 anos; -antecipaaincidênciadasanção:apartirde decisão proferida por órgão colegiado; amplia o rol de crimes comuns que ensejam inelegibilidade; 5

6 LEI COMPLEMENTAR 135, de : - pune com inelegibilidade ilícitos que impliquem em cassação do registro ou do diploma; os decorrentes do exercício de mandato; de improbidade administrativa; de infração ético-profissional e de demissão do serviço público, em processo administrativo ou judicial. 6

7 LEI COMPLEMENTAR 135, de : Em , o Supremo Tribunal Federal, por seis votos a cinco, defendendo o princípio da anualidade eleitoral(art. 16 da Constituição Federal), decidiu que a Lei da Ficha Limpa não pode produzir efeitos nas eleições de

8 NOVOS DISPOSITIVOS DA LC Nº 64/90 -alteraçãodasalíneasc,d,e,f,gh,doinciso I,doart.1º,doart.15edoart.22,incisoXIV; - possibilidade de suspensão da inelegibilidade pelo órgão colegiado do tribunal que vier a julgar o recurso contra a decisão que a ensejou(art. 26-C); 8

9 NOVOS DISPOSITIVOS DA LC Nº 64/90 - ampliação do rol de crimes comuns que ensejam inelegibilidade como: racismo, tortura, terrorismo, hediondos, de exploração sexual, de utilização de mão-de-obra em condições análogas à de escravo... - restrição dos crimes eleitorais (pena privativa de liberdade); 9

10 NOVOS DISPOSITIVOS DA LC Nº 64/90 - sanciona apenas a irregularidade insanável que configura ato doloso de improbidade administrativa; - possibilidade de cassação do diploma em sede de AIJE, sem necessidade de ajuizamento do RCED ou AIME; 10

11 NOVOS DISPOSITIVOS DA LC Nº 64/90 - criação de inelegibilidade por: cassação de registro ou diploma em ações específicas da Lei das Eleições e por corrupção eleitoral; por renúncia ao mandato em face de infração da constituição ou lei orgânica; por simulação de desfazimento de vínculo conjugal; 11

12 NOVOS DISPOSITIVOS DA LC Nº 64/90 - criação de inelegibilidade por: por demissão do serviço público em face de processo administrativo ou judicial; por doação ilegal; inelegibilidade de magistrado e de membro do Ministério Público por aposentadoria compulsória em face de processo disciplinar. 12

13 NOVOS DISPOSITIVOS DA LC Nº 64/90 - inclusão do inciso XVI no art. 22, estabelecendo que, para a configuração do abuso, deve ser observado o princípio da proporcionalidade, levando-se em conta a gravidade da conduta(relevância jurídica), e não mais a potencialidade lesiva. 13

14 ELETIVO: senadores, deputados federais, estaduais, distritais e vereadores que perderam seus mandatos por infração aos incisos I e II, do art. 55, da CF e em casos equivalentes, pelo tempo restante de mandato adicionado a 8 anos subseqüentes ao término da legislatura. 14

15 ELETIVO: governador e vice, prefeito e vice que perderam seus cargos por infrigência às disposições da Constituição Estadual, Lei Orgânica do Distrito Federal ou do Município, pelo tempo restante de mandato adicionado a 8 anos subseqüentes ao término da legislatura. 15

16 ELETIVO: os que tenham representação por abuso do poder econômico ou político, julgada procedente pela JE, transitada em julgado ou proferida por órgão colegiado, para a eleição em que ocorreu o abuso e aindaparaasqueserealizaremnos8anos seguintes. 16

17 ELETIVO: os que forem condenados, em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão judicial colegiado pelos crimes contra a economia popular; patrimônio privado, o sistema financeiro, o mercado de capitais e os previstos na lei que regula a falência;o meio ambiente e a saúde pública; 17

18 ELETIVO: crimes eleitorais, para os quais a lei comine pena privativa de liberdade; de abuso de autoridade, nos casos em que houver condenação à perda do cargo ou à inabilitação para o exercício de função pública; de lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores; de tráfico de entorpecente 18

19 ELETIVO: e drogas afins, racismo, tortura, terrorismo e hediondos; de redução à condição análoga à de escravo; contra a vida e a dignidade sexual; e os praticados por organização criminosa, quadrilha ou bando, desde a condenação até 8 (oito) anos após o cumprimento da pena. 19

20 ELETIVO: os detentores de cargo público que beneficiaremasiouaterceiros,peloabusodo poder econômico ou político,condenados em decisão transitada ou proferida por órgão colegiado para a eleição na qual concorrem ou tenham sido diplomados, bem como para as que se realizarem nos 8 anos seguintes. 20

21 ELETIVO:quem exerceu em estabelecimentos de crédito, financiamento ou seguro, nos 12 meses anteriores à respectiva decretação, cargo ou função de direção, administração, que tenham sido ou estejam sendo objeto de processo de liquidação judicial ou extrajudicial enquanto não forem exonerados de qualquer responsabilidade. 21

22 ELETIVO: os que forem condenados, em decisão transitada ou proferida por órgão colegiado da JE, por corrupção eleitoral, por captação ilícita de sufrágio, por doação, captação ou gastos ilícitos de recursos de campanha ou por conduta vedada aos 22

23 ELETIVO: agentes públicos em campanhas eleitorais que impliquem cassação do registro ou do diploma, por 8 (oito) anos a contar da eleição. 23

24 ELETIVO: Presidente da República, Governador, Prefeito, membros do Congresso Nacional, das Assembléias Legislativas, da Câmara Legislativa e das Municipais que renunciarem a seus mandatos desde o oferecimento de 24

25 ELETIVO: representação ou petição capaz de autorizar a abertura de processo por infringência a dispositivo constitucional ou de Lei Orgânica, para as eleições que se realizarem durante o período remanescente domandatoenos8anossubseqüentesao término da legislatura. 25

26 ELETIVO: os condenados à suspensão dos direitos políticos, em decisão transitada ou proferida por órgão colegiado por ato doloso de improbidade administrativa que importe lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito, desde a condenação ou o trânsito em julgado até o prazo de 8 anos após o cumprimento da pena. 26

27 ELETIVO: os excluídos do exercício da profissão por decisão sancionatória do órgão profissional competente, em razão de infração ético-profissional por 8 anos, salvo se o ato houver sido anulado ou suspenso pelo Poder Judiciário. 27

28 ELETIVO: os condenados em decisão transitada ou proferida por órgão colegiado por terem desfeito ou simulado desfazer vínculo conjugal ou de união estável para evitar caracterização de inelegibilidade por 8 (oito) anos após a decisão que reconhecer a fraude. 28

29 ELETIVO: os que forem demitidos do serviço público em razão de processo administrativo ou judicial, por 8 (oito) anos, contado da decisão, salvo se o ato houver sido suspenso ou anulado pelo Poder Judiciário. 29

30 ELETIVO: pessoa física e os dirigentes de pessoas jurídicas responsáveis por doações eleitorais tidas por ilegais com decisão transitada em julgado ou proferida por órgão colegiado da Justiça Eleitoral, por 8 (oito) anos após a decisão. 30

31 ELETIVO: Magistrados e membros do Ministério Público, aposentados compulsoriamente por decisão sancionatória, que tenham perdido o cargo por sentença ou que tenham pedido exoneração ou aposentadoria voluntária na pendência de processo administrativo disciplinar, por 8 anos. 31

DECRETO N.º DE 15 DE MAIO DE O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas disposições legais, e

DECRETO N.º DE 15 DE MAIO DE O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas disposições legais, e DECRETO N.º 35610 DE 15 DE MAIO DE 2012 Institui o regime FICHA LIMPA como requisito para o ingresso em cargo ou emprego público no âmbito da Administração Pública Direta e Indireta do Município do Rio

Leia mais

PROJETO DE EMENDA A LEI ORGÂNICA Nº 13/2011

PROJETO DE EMENDA A LEI ORGÂNICA Nº 13/2011 PROJETO DE EMENDA A LEI ORGÂNICA Nº 13/2011 Acrescenta o art. 109-A ao Capítulo II do Título IV da Lei Orgânica do Município. A Câmara Municipal de São Paulo PROMULGA: Art. 1º Fica acrescido o art. 109

Leia mais

D E C L A R A Ç Ã O PARA ELEIÇÕES 2012

D E C L A R A Ç Ã O PARA ELEIÇÕES 2012 D E C L A R A Ç Ã O PARA ELEIÇÕES 2012 Nome do Candidato: Nome do pai: Nome da mãe: Partido Político ou Coligação: Cargo a que concorre: ( ) Prefeito ( ) Vice-Prefeito ( ) Vereador Município: Declaro,

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 001/15/2017

PROJETO DE LEI Nº 001/15/2017 PROJETO DE LEI Nº 001/15/2017 Súmula: Institui a Ficha Limpa Municipal na nomeação de secretários, diretores e cargos comissionados para a administração direta (Prefeitura e Câmara Municipal) e na administração

Leia mais

COMENTÁRIOS LEI FICHA LIMPA LC 64/90 Art. 1º

COMENTÁRIOS LEI FICHA LIMPA LC 64/90 Art. 1º COMENTÁRIOS À LEI DA FICHA LIMPA Autor: Luiz Gustavo Arruda Camargo Luz, advogado especialista em direito eleitoral, membro da Comissão de Direito Político e Partidário da Ordem dos Advogados do Brasil,

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 01 /2015 A CÂMARA MUNICIPAL DE RIO VERDE GO APROVA:

PROJETO DE LEI Nº 01 /2015 A CÂMARA MUNICIPAL DE RIO VERDE GO APROVA: PROJETO DE LEI Nº 01 /2015 Institui a Lei da Ficha Limpa Municipal para o ingresso no serviço público, seja em emprego, cargo efetivo ou cargo comissionado no âmbito da administração direta, autárquica

Leia mais

Projeto de Resolução nº, de 2012 (Do Sr. Nelson Marquezelli)

Projeto de Resolução nº, de 2012 (Do Sr. Nelson Marquezelli) Projeto de Resolução nº, de 2012 (Do Sr. Nelson Marquezelli) Estabelece as hipóteses de impedimento para nomeação, designação ou contratação, em comissão, de funções, cargos e empregos na Câmara dos Deputados.

Leia mais

BREVES NOTAS ACERCA DAS ALTERAÇÕES PROMOVIDAS PELA LEI DA FICHA LIMPA NA LEI DAS INELEGIBILIDADES

BREVES NOTAS ACERCA DAS ALTERAÇÕES PROMOVIDAS PELA LEI DA FICHA LIMPA NA LEI DAS INELEGIBILIDADES BREVES NOTAS ACERCA DAS ALTERAÇÕES PROMOVIDAS PELA LEI DA FICHA LIMPA NA LEI DAS INELEGIBILIDADES Hardy Waldschmidt, Secretário Judiciário do TRE/MS e professor de Direito Eleitoral da ESMAGIS. A Lei Complementar

Leia mais

2. CPF: 3. Sexo: ( ) M ( ) F

2. CPF: 3. Sexo: ( ) M ( ) F FICHA DE AVALIAÇÃO DE CONSELHEIRO (A) DE ADMINISTRAÇÃO Conformidade com a Lei 13.303, de 30 de junho de 2016, e com o Decreto 8.945, de 27 de dezembro de 2016. Verificação dos requisitos e vedações legais

Leia mais

POLITICA DE INDICAÇÃO DOS MEMBROS DO CONSELHO FISCAL, CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO E DIRETORIA EXECUTIVA DA PETROBRAS

POLITICA DE INDICAÇÃO DOS MEMBROS DO CONSELHO FISCAL, CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO E DIRETORIA EXECUTIVA DA PETROBRAS POLITICA DE INDICAÇÃO DOS MEMBROS DO CONSELHO FISCAL, CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO E DIRETORIA EXECUTIVA DA PETROBRAS 1. ATA DE APROVAÇÃO Politica aprovada pelo Conselho de Administração da Petrobras em 28/09/2016.

Leia mais

ELEIÇÕES 2014 INELEGIBILIDADES E PRAZOS DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO

ELEIÇÕES 2014 INELEGIBILIDADES E PRAZOS DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO ELEIÇÕES 2014 INELEGIBILIDADES E PRAZOS DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO As inelegibilidades podem ser constitucionais, art. 14, 4º e seguintes, culminando com o 9º, onde a Constituição Federal estampa que Lei

Leia mais

PROJETO FICHA LIMPA. Kiyoshi Harada

PROJETO FICHA LIMPA. Kiyoshi Harada PROJETO FICHA LIMPA Kiyoshi Harada PROJETO FICHA LIMPA Kiyoshi Harada Jurista, professor e especialista em Direito Financeiro e Tributário pela USP. O Projeto de Lei Complementar n 518/2009, que altera

Leia mais

TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Jurídica

TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Jurídica TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Jurídica DA LEI COMPLEMENTAR (LC) Nº 135/10, QUE ESTABELECE NOVAS HIPÓTESES DE INELEGIBILIDADE QUE VISAM PROTEGER A PROBIDADE ADMINISTRATIVA E A MORALIDADE NO EXERCÍCIO DO MANDATO

Leia mais

A Inelegibilidade, suas Causas e as Ações Cíveis Eleitorais: Tipos, Classificação e Considerações

A Inelegibilidade, suas Causas e as Ações Cíveis Eleitorais: Tipos, Classificação e Considerações 198 Série Aperfeiçoamento de Magistrados 7 Curso: 1º Seminário de Direito Eleitoral: Temas Relevantes para as Eleições de 2012 A Inelegibilidade, suas Causas e as Ações Cíveis Eleitorais: Tipos, Classificação

Leia mais

O CADASTRO NACIONAL DE CONDENADOS POR ATO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA E POR ATO QUE IMPLIQUE INELEGIBILIDADE

O CADASTRO NACIONAL DE CONDENADOS POR ATO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA E POR ATO QUE IMPLIQUE INELEGIBILIDADE O CADASTRO NACIONAL DE CONDENADOS POR ATO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA E POR ATO QUE IMPLIQUE INELEGIBILIDADE 1 Gina Copola ( janeiro de 2.014) I O Cadastro Nacional de Condenados por Ato de Improbidade

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 94, DE 2015

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 94, DE 2015 PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 94, DE 2015 Altera o art. 14 da Constituição Federal, para acrescentar hipótese de inelegibilidade. As Mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, nos termos

Leia mais

Abreviaturas, xvii Nota à 7a edição, xix Prefácio, xxi

Abreviaturas, xvii Nota à 7a edição, xix Prefácio, xxi Abreviaturas, xvii Nota à 7a edição, xix Prefácio, xxi I Direitos políticos, 1 1 Compreensão dos direitos políticos, 1 1.1 Política, 1 1.2 Direito político, direito constitucional e ciência política, 3

Leia mais

EMAIL/FACE: prof.fabioramos@hotmail.com www.facebook.com/prof.fabioramos 1

EMAIL/FACE: prof.fabioramos@hotmail.com www.facebook.com/prof.fabioramos 1 DIREITOS POLÍTICOS Prof. Fábio Ramos prof.fabioramos@hotmail.com Conjunto de normas que disciplinam as formas de exercício da soberania popular. Princípio da Soberania Popular: Art. 1º, par. único: Todo

Leia mais

1. DIREITOS POLÍTICOS (art. 1o, II; artigos 14 a 17, da CF) ESPÉCIES: DIREITOS POLÍTICOS POSITIVOS DIREITOS POLÍTICOS NEGATIVOS

1. DIREITOS POLÍTICOS (art. 1o, II; artigos 14 a 17, da CF) ESPÉCIES: DIREITOS POLÍTICOS POSITIVOS DIREITOS POLÍTICOS NEGATIVOS 1. DIREITOS POLÍTICOS (art. 1o, II; artigos 14 a 17, da CF) ESPÉCIES: DIREITOS POLÍTICOS POSITIVOS DIREITOS POLÍTICOS NEGATIVOS DIREITOS POLÍTICOS e REGIME DEMOCRÁTICO O REGIME DEMOCRÁTICO como princípio:

Leia mais

PONTO DOS CONCURSOS CURSO DE DIREITO ELEITORAL TRE/AP 4º Simulado de Direito Eleitoral p/ TRE-AMAPÁ! PROFESSOR: RICARDO GOMES AVISOS:

PONTO DOS CONCURSOS CURSO DE DIREITO ELEITORAL TRE/AP 4º Simulado de Direito Eleitoral p/ TRE-AMAPÁ! PROFESSOR: RICARDO GOMES AVISOS: AVISOS: Estamos ministrando os seguintes CURSOS: DIREITO ELEITORAL P/ O TSE - ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA JUDICIÁRIA (TEORIA E EXERCÍCIOS) DIREITO ELEITORAL P/ O TSE - ANALISTA E TÉCNICO ÁREA ADMINISTRATIVA

Leia mais

5 CAUSAS DE INELEGIBILIDADE Lei Complementar 64/1990. ALÍNEA A - Inalistáveis e analfabetos. ALÍNEA B Perdimento de Mandato no Legislativo

5 CAUSAS DE INELEGIBILIDADE Lei Complementar 64/1990. ALÍNEA A - Inalistáveis e analfabetos. ALÍNEA B Perdimento de Mandato no Legislativo 5 CAUSAS DE INELEGIBILIDADE Lei Complementar 64/1990 ALÍNEA A - Inalistáveis e analfabetos a) os inalistáveis e os analfabetos; ALÍNEA B Perdimento de Mandato no Legislativo b) os membros do Congresso

Leia mais

Direitos Políticos. Prof. ª Bruna Vieira

Direitos Políticos. Prof. ª Bruna Vieira Direitos Políticos Prof. ª Bruna Vieira 1. Conceito: grupo ou conjunto de normas que disciplinam a atuação da soberania popular. 2. Previsão constitucional: artigos 14, 15 e 16. 3. Fundamento: artigo 1º

Leia mais

D I R E I T O E L E I T O R A L QUESTÕES DIREITOS POLÍTICOS

D I R E I T O E L E I T O R A L QUESTÕES DIREITOS POLÍTICOS D I R E I T O E L E I T O R A L QUESTÕES DIREITOS POLÍTICOS PROF. RAPHAEL MAIA 1 (VUNESP Órgão: TJ-RJ Prova: Juiz Substituto/2014) A respeito das condições de elegibilidade, é correto afirmar que a) as

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO I DIREITOS POLÍTICOS... 1 CAPÍTULO II DIREITO ELEITORAL... 15 CAPÍTULO III PRINCÍPIOS DE DIREITO ELEITORAL... 23

SUMÁRIO CAPÍTULO I DIREITOS POLÍTICOS... 1 CAPÍTULO II DIREITO ELEITORAL... 15 CAPÍTULO III PRINCÍPIOS DE DIREITO ELEITORAL... 23 SUMÁRIO CAPÍTULO I DIREITOS POLÍTICOS... 1 1. Compreensão dos direitos políticos... 1 1.1. Política... 1 1.2. Direito Político... 2 1.3. Direitos políticos... 2 2. Direitos humanos e direitos políticos...

Leia mais

LEI DA FICHA LIMPA LC 135/2010

LEI DA FICHA LIMPA LC 135/2010 TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DA PARA ESCOLA JUDICIÁRIA ELEITORAL EJE/ LEI DA FICHA LIMPA LC 135/2010 HISTÓRICO A Lei Complementar nº 135, conhecida como Lei da Ficha Limpa, é fruto de uma mobilização social

Leia mais

CONSIDERAÇÕES SOBRE A LEI DA FICHA LIMPA (LC Nº 135, DE 4.6.2010) Expositor: Juiz CARLOS VIEIRA VON ADAMEK

CONSIDERAÇÕES SOBRE A LEI DA FICHA LIMPA (LC Nº 135, DE 4.6.2010) Expositor: Juiz CARLOS VIEIRA VON ADAMEK CONSIDERAÇÕES SOBRE A LEI DA FICHA LIMPA (LC Nº 135, DE 4.6.2010) Expositor: Juiz CARLOS VIEIRA VON ADAMEK Secretário-Geral da Presidência do Tribunal Superior Eleitoral 1 CONTEXTO HISTÓRICO E LEGITIMIDADE

Leia mais

NACIONALIDADE. Em qualquer hipótese, a nacionalidade deverá ser requerida pelo estrangeiro.

NACIONALIDADE. Em qualquer hipótese, a nacionalidade deverá ser requerida pelo estrangeiro. Aluno(a): Educador(a): VALDIRENE Componente Curricular: DIREITO CONSTITUCIONAL Ano/Turma: 1º Ano Turno: ( X ) Matutino ( ) Vespertino Data: / /17 TEXTO 02 NACIONALIDADE Nacionalidade é o vínculo jurídico-político

Leia mais

Prof. Raul de Mello Franco Jr. - UNIARA PODER EXECUTIVO. 3ª aula. Prof. Raul de Mello Franco Jr.

Prof. Raul de Mello Franco Jr. - UNIARA PODER EXECUTIVO. 3ª aula. Prof. Raul de Mello Franco Jr. PODER EXECUTIVO 3ª aula Prof. Raul de Mello Franco Jr. SUBSÍDIOS do PRESIDENTE, do VICE e dos MINISTROS São fixados pelo CN, por decreto-legislativo (art. 49, VIII, CF). Devem ser fixados em parcela única.

Leia mais

1º SIMULADO DE DIREITO ELEITORAL P/ TRE/RS E TRE/AC FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS (FCC)

1º SIMULADO DE DIREITO ELEITORAL P/ TRE/RS E TRE/AC FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS (FCC) Prezados(as) Alunos(as)! Visando ajudar a todos os concurseiros nesta corrida em prol da aprovação nestes 2 concursos de Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) vigentes, TRE/RS e TRE/AC, disponibilizo abaixo

Leia mais

Aula 03 Analista Judiciário TRE-RS - DIREITO ELEITORAL INELEGIBILIDADES E DIREITO PROCESSUAL ELEITORAL (natureza cível)

Aula 03 Analista Judiciário TRE-RS - DIREITO ELEITORAL INELEGIBILIDADES E DIREITO PROCESSUAL ELEITORAL (natureza cível) Aula 03 Analista Judiciário TRE-RS - DIREITO ELEITORAL INELEGIBILIDADES E DIREITO PROCESSUAL ELEITORAL (natureza cível) Legislação: Lei complementar 64/90 (acréscimo da Lei Complementar 135/2010) b)membros

Leia mais

Sumário. Coleção Sinopses para Concursos Guia de leitura da Coleção... 19

Sumário. Coleção Sinopses para Concursos Guia de leitura da Coleção... 19 Sumário Coleção Sinopses para Concursos... 17 Guia de leitura da Coleção... 19 CAPÍTULO I DIREITO ELEITORAL: NOÇÕES INTRODUTÓRIAS... 21 1. Conceito, objeto e objetivos do Direito Eleitoral... 21 2. A democracia

Leia mais

Direitos Eleitoral - Parte 1

Direitos Eleitoral - Parte 1 Direitos Eleitoral - Parte 1 Com base no Código Eleitoral- Lei 4737/65, Lei n. 9.096/95, Lei 13165/2015, entre outras fontes do direito eleitoral e em questões de provas anteriores do Qconcursos.com. 1.

Leia mais

Manual Prático de Direito Eleitoral

Manual Prático de Direito Eleitoral Autor Walber de Moura Agra Manual Prático de Direito Eleitoral Área Específica Direito Eleitoral. Áreas Afins Direito Público - Direito Constitucional - Direito Eleitoral. O objetivo deste Manual Prático

Leia mais

II - O PAPEL DAS INSTITUIÇÕES NA APLICAÇÃO DA ÉTICA E DA RESPONSABILIDADE SOCIAL

II - O PAPEL DAS INSTITUIÇÕES NA APLICAÇÃO DA ÉTICA E DA RESPONSABILIDADE SOCIAL II - O PAPEL DAS INSTITUIÇÕES NA APLICAÇÃO DA ÉTICA E DA RESPONSABILIDADE SOCIAL 1. Fundamentação filosófica do papel das instituições A relação entre Fenomenologia e Estruturalismo no desenvolvimento

Leia mais

PROJETO FICHA LIMPA A EMENDA SAIU PIOR QUE O SONETO. Renan Longuinho da Cunha Mattos

PROJETO FICHA LIMPA A EMENDA SAIU PIOR QUE O SONETO. Renan Longuinho da Cunha Mattos PROJETO FICHA LIMPA A EMENDA SAIU PIOR QUE O SONETO Renan Longuinho da Cunha Mattos PROJETO FICHA LIMPA A EMENDA SAIU PIOR QUE O SONETO Renan Longuinho da Cunha Mattos Advogado, especialista em Direito

Leia mais

NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NATOS

NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NACIONALIDADE NATOS CONCEITO Nacionalidade é o vínculo jurídico-político que liga um indivíduo a um certo e determinado Estado POVO ESPÉCIES Nacionalidade primária/originária: Nacionalidade secundária/adquirida: A) Ius soli:

Leia mais

(LEI COMPLEMENTAR Nº 135/2010)?

(LEI COMPLEMENTAR Nº 135/2010)? direito público administrativo comentário à jurisprudência A SANÇÃO DE SUSPENSÃO DOS DIREITOS POLÍTICOS PARA OS ATOS DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA QUE ATENTAM CONTRA OS PRINCÍPIOS VETORES DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

S u m á r i o. Capítulo 1 O Direito Eleitoral no Brasil Capítulo 2 Conceito e Regras Gerais de Interpretação... 5

S u m á r i o. Capítulo 1 O Direito Eleitoral no Brasil Capítulo 2 Conceito e Regras Gerais de Interpretação... 5 S u m á r i o Capítulo 1 O Direito Eleitoral no Brasil... 1 Capítulo 2 Conceito e Regras Gerais de Interpretação... 5 2.1. Conceito... 5 2.2. Poder Normativo... 5 2.3. Interpretação da Legislação Eleitoral...

Leia mais

Direito Constitucional

Direito Constitucional Direito Constitucional Dos Direitos Políticos e Dos Partídos Políti Professora Alessandra Vieira www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Constitucional DOS DIREITOS POLÍTICOS Art. 14. A soberania popular

Leia mais

Impacto das decisões dos Tribunais de Contas no processo eleitoral. Luiz Henrique Lima, D.Sc. Conselheiro Substituto TCE MT Cuiabá, abril / 2012

Impacto das decisões dos Tribunais de Contas no processo eleitoral. Luiz Henrique Lima, D.Sc. Conselheiro Substituto TCE MT Cuiabá, abril / 2012 Impacto das decisões dos Tribunais de Contas no processo eleitoral Luiz Henrique Lima, D.Sc. Conselheiro Substituto TCE MT Cuiabá, abril / 2012 Roteiro Consequências políticas e jurídicas O que é a Lei

Leia mais

Agentes Públicos. Disposições Constitucionais. RAD Profa. Dra. Emanuele Seicenti de Brito

Agentes Públicos. Disposições Constitucionais. RAD Profa. Dra. Emanuele Seicenti de Brito Agentes Públicos Disposições Constitucionais RAD 2601 - Profa. Dra. Emanuele 1 Conceito Todos aqueles que exercem função pública, ainda que em caráter temporário ou sem remuneração. 2 Espécies de agente

Leia mais

PROVA DE NOÇÕES DE DIREITO CÓD. 02

PROVA DE NOÇÕES DE DIREITO CÓD. 02 7 _ PROVA DE NOÇÕES DE DIREITO CÓD. 02 QUESTÃO 21 Tendo em vista a competência dos órgãos da Justiça Eleitoral, correlacione as colunas e assinale a seqüência CORRETA. Órgãos 1. Tribunal Superior Eleitoral.

Leia mais

CURSO DE DIREITO DIREITO ELEITORAL. Prof. Gilberto Kenji Futada SISTEMAS ELEITORAIS. A CF/88 prevê inelegibilidades absolutas e relativas

CURSO DE DIREITO DIREITO ELEITORAL. Prof. Gilberto Kenji Futada SISTEMAS ELEITORAIS. A CF/88 prevê inelegibilidades absolutas e relativas CURSO DE DIREITO Prof. A CF/88 prevê inelegibilidades absolutas e relativas Inelegibilidades Absolutas a) Inalistabilidade A plena disposição dos direitos políticos ativos (votar) é condição para o exercício

Leia mais

A distância entre o sonho e a conquista chama-se ATITUDE!

A distância entre o sonho e a conquista chama-se ATITUDE! A distância entre o sonho e a conquista chama-se ATITUDE! PLANO DE AULA Nº 6 DIRIETOS POLÍTICOS 1. NOÇÕES TEÓRICAS DIREITOS POLÍTICOS No capítulo IV do título II, a CF dispôs de um conjunto de normas para

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE REDAÇÃO. PROJETO DE LEI N o 2.079, DE 2003

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE REDAÇÃO. PROJETO DE LEI N o 2.079, DE 2003 COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE REDAÇÃO PROJETO DE LEI N o 2.079, DE 2003 Determina a perda de mandato para Prefeito e Vice-Prefeito que transferir domicílio eleitoral. Autor: Deputado Lupércio

Leia mais

sumário Capítulo 2 Conceito e regras gerais De interpretação...5

sumário Capítulo 2 Conceito e regras gerais De interpretação...5 sumário Capítulo 1 O DIreito eleitoral no brasil...1 Capítulo 2 Conceito e regras gerais De interpretação...5 2.1. Conceito... 5 2.2. Poder normativo... 5 2.3. Interpretação da legislação eleitoral...

Leia mais

FICHA LIMPA E O COMBATE A CORRUPÇÃO

FICHA LIMPA E O COMBATE A CORRUPÇÃO FICHA LIMPA E O COMBATE A CORRUPÇÃO Saiba o que é a Lei da Ficha Limpa, aprenda a avaliar os candidatos na hora de votar. LEI DA FICHA LIMPA CIDADANIA E VOTO CONSCIENTE De iniciativa popular, a Lei da

Leia mais

Art. 1º O Decreto nº 1.836, de 6 de novembro de 2008, passa a vigorar acrescido dos seguintes artigos:

Art. 1º O Decreto nº 1.836, de 6 de novembro de 2008, passa a vigorar acrescido dos seguintes artigos: DECRETO Nº 028, de 1º de fevereiro de 2011 Altera o Decreto nº 1.836, de 6 de novembro de 2008, que veda a nomeação de cônjuge, companheiro(a) ou parente, para cargo em comissão, de confiança ou de função

Leia mais

Lei de Inelegibilidade Lei Complementar nº 64, de 18 de maio de 1990

Lei de Inelegibilidade Lei Complementar nº 64, de 18 de maio de 1990 Lei de Inelegibilidade Lei Complementar nº 64, de 18 de maio de 1990 Estabelece, de acordo com o art. 14, 9º, da Constituição Federal, casos de inelegibilidade, prazos de cessação e determina outras providências.

Leia mais

PARTIDO POPULAR SOCIALISTA

PARTIDO POPULAR SOCIALISTA Resolução Eleitoral Nº 001/10 NORMAS PARA AS CONVENÇÕES ELEITORAIS DE 2010 A Comissão Executiva, ad referendum do do Partido Popular Socialista, em reunião realizada no dia 09 de abril de 2010, na cidade

Leia mais

Resumo de Direito Eleitoral parte constitucional

Resumo de Direito Eleitoral parte constitucional Resumo de Direito Eleitoral A maioria das disciplinas busca as regras centrais da matéria dentro do Texto Constitucional. Em Direito Eleitoral não poderia ser diferente. A CF reserva especialmente os arts.

Leia mais

ÍNDICE 1. CLASSIFICAÇÃO E AUTONOMIA FONTES DO DIREITO ELEITORAL INTERPRETAÇÃO DO DIREITO ELEITORAL... 27

ÍNDICE 1. CLASSIFICAÇÃO E AUTONOMIA FONTES DO DIREITO ELEITORAL INTERPRETAÇÃO DO DIREITO ELEITORAL... 27 DIREITO ELEITORAL 5ª Edição ÍNDICE 1. CLASSIFICAÇÃO E AUTONOMIA... 19 2. FONTES DO DIREITO ELEITORAL... 21 3. INTERPRETAÇÃO DO DIREITO ELEITORAL... 27 4. PRINCÍPIOS DE DIREITO ELEITORAL... 31 1. Princípio

Leia mais

DIREITOS POLITICOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS

DIREITOS POLITICOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS CONCEITO: O direito democrático de participação do povo no governo, por seus representantes, acabou exigindo a formação de um conjunto de normas legais permanentes, que recebe a denominação de direitos

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA UEPB CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS CCJ CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO CAMPUS I KYSSIA RALLYNNE FARIAS DA SILVA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA UEPB CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS CCJ CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO CAMPUS I KYSSIA RALLYNNE FARIAS DA SILVA UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA UEPB CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS CCJ CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO CAMPUS I KYSSIA RALLYNNE FARIAS DA SILVA (Artigo) A VIDA PREGRESSA COMO HIPÓTESE DE INELEGIBILIDADE

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO CONSTITUCIONAL 01. (TRF da 2ª Região/Técnico Judiciário/2007) Mirian exerce o cargo efetivo de professora de ensino médio da rede pública estadual de ensino, atividade esta que sempre desempenhou

Leia mais

É sujeito passivo da improbidade a pessoa física ou jurídica lesada pelo ato (Lei nº 8429/92, art. 1º):

É sujeito passivo da improbidade a pessoa física ou jurídica lesada pelo ato (Lei nº 8429/92, art. 1º): IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA A Constituição Federal ordena os princípios básicos da Administração (art.37) e expressamente determina a imposição de sanções para os atos de improbidade administrativa. Da

Leia mais

ÚLTIMO ANO DE MANDATO DE PREIFEITO INADIMPLÊNCIA DOS MUNICÍPIOS

ÚLTIMO ANO DE MANDATO DE PREIFEITO INADIMPLÊNCIA DOS MUNICÍPIOS ÚLTIMO ANO DE MANDATO DE PREIFEITO INADIMPLÊNCIA DOS MUNICÍPIOS Luciana Drumond de Moraes Advogada OAB/ES 9.538 No ano de 2016 irão acontecer as eleições municipais, na qual serão eleitos Prefeitos, Vice-Prefeitos

Leia mais

4 PODER LEGISLATIVO 4.1 PERDA DOS MANDATOS DOS PARLAMENTARES CONDENADOS CRIMINALMENTE 14, 3º, II,

4 PODER LEGISLATIVO 4.1 PERDA DOS MANDATOS DOS PARLAMENTARES CONDENADOS CRIMINALMENTE 14, 3º, II, 4 PODER LEGISLATIVO 4.1 PERDA DOS MANDATOS DOS PARLAMENTARES CONDENADOS CRIMINALMENTE Se uma pessoa perde ou tem suspensos seus direitos políticos, a consequência disso é que ela perderá o mandato eletivo

Leia mais

Prof. Renato Ribeiro de Almeida

Prof. Renato Ribeiro de Almeida AULA 1: LEI DA FICHA LIMPA, INELEGIBILIDADES E AÇÃO DE IMPUGNAÇÃO AO REGISTRO DE CANDIDATURA Prof. Renato Ribeiro de Almeida Professor de Direito Constitucional e Direito Eleitoral da Universidade Anhembi

Leia mais

CHAMAMENTO INTERNO DE PROCESSO SELETIVO PARA CARGO EM COMISSÃO Nº 004/2017

CHAMAMENTO INTERNO DE PROCESSO SELETIVO PARA CARGO EM COMISSÃO Nº 004/2017 CHAMAMENTO INTERNO DE PROCESSO SELETIVO PARA CARGO EM COMISSÃO Nº 004/2017 A Comissão de Processo Seletivo para Cargo em Comissão constituída no âmbito do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia, no uso

Leia mais

INSTITUIÇÕES DE DIREITO ELEITORAL

INSTITUIÇÕES DE DIREITO ELEITORAL Adriano Soares da Costa criada pela Academia Catarinense de Direito Eleitoral (ACADE): O Mestre Adriano Soares da Costa é uma voz de luz e resistência em uma terra árida, seca, sem solo propício para profundas

Leia mais

1. Domicilio Eleitoral art. 42: O local de residência do requerente ou de moradia.

1. Domicilio Eleitoral art. 42: O local de residência do requerente ou de moradia. 1 PONTO 1: Domicilio Eleitoral PONTO 2: Filiação Partidária PONTO 3: Inelegibilidade PONTO 4: Inabilitação e Condições de Registrabilidade 1. Domicilio Eleitoral art. 42: Conceito: Art. 42. Parágrafo único.

Leia mais

Cargo: Efetivo (de carreira ou isolado) adquire estabilidade Em comissão livre exoneração Vitalício adquire vitaliciedade

Cargo: Efetivo (de carreira ou isolado) adquire estabilidade Em comissão livre exoneração Vitalício adquire vitaliciedade CAMPUS Capítulo 5 Administração Pública e Servidores Públicos Disposições Constitucionais 189 Servidor público em sentido estrito (regime estatutário) Cargo efetivo Cargo em comissão Adm. Direta, autárquica

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITOS POLÍTICOS E SISTEMAS ELEITORAIS (ARTS 14 AO 17)

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITOS POLÍTICOS E SISTEMAS ELEITORAIS (ARTS 14 AO 17) DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITOS POLÍTICOS E SISTEMAS ELEITORAIS (ARTS 14 AO 17) Atualizado em 02/12/2015 DIREITOS POLÍTICOS E SISTEMAS ELEITORAIS (ARTIGOS 14 a 17) GENERALIDADES Os direitos políticos estão

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO DESPACHO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO DESPACHO fls. 1 DESPACHO Agravo de Instrumento Processo nº 0000565-71.2017.8.26.0000 Relator(a): ANA LIARTE Órgão Julgador: 4ª CÂMARA DE DIREITO PÚBLICO Trata-se de pedido de reconsideração formulado pela Agravada

Leia mais

CAROLINE AZEREDO DE LIMA SOUSA

CAROLINE AZEREDO DE LIMA SOUSA CAROLINE AZEREDO DE LIMA SOUSA INCONSTITUCIONALIDADE DA LEI COMPLEMENTAR 135/2010, LEI DA FICHA LIMPA: ofensa ao princípio da anterioridade eleitoral e da segurança jurídica BRASÍLIA-DF 2011 CAROLINE AZEREDO

Leia mais

Pormenorizando a polêmica do mensalão e a Constituição Federal.

Pormenorizando a polêmica do mensalão e a Constituição Federal. Pormenorizando a polêmica do mensalão e a Constituição Federal. Devido às diversas dúvidas dos alunos sobre o tema, que com certeza será explorado nos concursos vindouros, este artigo tem o intuito de

Leia mais

AÇÕES E RECURSOS ELEITORAIS

AÇÕES E RECURSOS ELEITORAIS AÇÕES E RECURSOS ELEITORAIS - Vários prazos especiais e diversos meios processuais: assegurados os princípios constitucionais de ampla defesa, contraditório e igualdade entre as partes. - Mesmo fato jurídico:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE COLÉGIO ELEITORAL ESPECIAL COMISSÃO ELEITORAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE COLÉGIO ELEITORAL ESPECIAL COMISSÃO ELEITORAL COLÉGIO ELEITORAL ESPECIAL COMISSÃO ELEITORAL OFÍCIO- Nº 005/2012 COMISSÃO ELEITORAL/UFAC Ao Senhor Eduardo Henrique de Almeida Aguiar Procurador da República Av. Epaminondas Jacome, nº 3017, Centro NC

Leia mais

LOURIVAL SEREJO DIREITO ELEITORAL ATUALIZADO. Lei nº /2015 Código de Processo Civil Jurisprudência eleitoral

LOURIVAL SEREJO DIREITO ELEITORAL ATUALIZADO. Lei nº /2015 Código de Processo Civil Jurisprudência eleitoral LOURIVAL SEREJO DIREITO ELEITORAL ATUALIZADO Lei nº 13.165/2015 Código de Processo Civil Jurisprudência eleitoral Belo Horizonte 2016 3 Sumário INTRODUÇÃO... 15 I DIREITO ELEITORAL... 17 1 O Direito Eleitoral

Leia mais

... 5º São inelegíveis para os mesmos cargos, no período imediatamente subsequente, o Presidente da República, os Governadores de Estado e do

... 5º São inelegíveis para os mesmos cargos, no período imediatamente subsequente, o Presidente da República, os Governadores de Estado e do Reforma as instituições político-eleitorais, alterando os arts. 14, 17, 57 e 61 da Constituição Federal, e cria regras temporárias para vigorar no período de transição para o novo modelo, acrescentando

Leia mais

Lei de Inelegibilidade - Lei Complementar nº 64, de 18 de maio de 1990

Lei de Inelegibilidade - Lei Complementar nº 64, de 18 de maio de 1990 Lei de Inelegibilidade - Lei Complementar nº 64, de 18 de maio de 1990 Estabelece, de acordo com o art. 14, 9º, da Constituição Federal, casos de inelegibilidade, prazos de cessação e determina outras

Leia mais

Lei da Ficha Limpa: consequências para a Administração Pública. Law of Clean Sheet: consequences for Public Administration

Lei da Ficha Limpa: consequências para a Administração Pública. Law of Clean Sheet: consequences for Public Administration FOCO: revista de Administração e Recursos Humanos da Faculdade Novo Milênio/FNM. Lei da Ficha Limpa: consequências para a Administração Pública Sidney Alves 1 Resumo Lei da Ficha Limpa; esse foi o nome

Leia mais

Direitos políticos. Conceitos fundamentais. Direitos políticos positivos. Direitos políticos positivos e direitos políticos negativos.

Direitos políticos. Conceitos fundamentais. Direitos políticos positivos. Direitos políticos positivos e direitos políticos negativos. Direitos políticos Conceitos fundamentais Cidadania É qualificação daquele que participa da vida do Estado, participando do governo e sendo ouvido por este. Assim, é cidadão aquele que possui a capacidade

Leia mais

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL PROJETO DE LEI Nº, DE 2016 (Autoria: Poder Executivo) Dispõe sobre a participação popular no processo de escolha dos administradores regionais e a constituição dos Conselhos de Representantes Comunitários

Leia mais

TRE/RN CICLO DE PALESTRAS

TRE/RN CICLO DE PALESTRAS 01 Vereador: Papel Constitucional e Sistema de Eleição Juiz JAILSOM LEANDRO DE SOUSA 02 Quem é o vereador? O Vereador é o Membro do Poder Legislativo Municipal. 03 Qual é o papel do Vereador? O papel do

Leia mais

Eleições Leis: LC 64/90 - Inelegibilidade 9.096/95 - Lei dos Partidos Políticos 9.504/97 - Lei das Eleições /15

Eleições Leis: LC 64/90 - Inelegibilidade 9.096/95 - Lei dos Partidos Políticos 9.504/97 - Lei das Eleições /15 LEGISLAÇÃO ELEITORAL Leis: LC 64/90 - Inelegibilidade 9.096/95 - Lei dos Partidos Políticos 9.504/97 - Lei das Eleições 13.165/15 B Legislação Herman Barbosa Advogado e Delegado Nacional Fonte: Tribunal

Leia mais

PONTO 1: NACIONALIDADE (...) continuação HIPÓTESES DE DEMOCRACIA SEMI-DIRETA

PONTO 1: NACIONALIDADE (...) continuação HIPÓTESES DE DEMOCRACIA SEMI-DIRETA 1 DIREITO CONSTITUCIONAL PONTO 1: NACIONALIDADE (...) continuação PONTO 2: a) DIREITOS POLÍTICOS PONTO 3: b) ELEGIBILIDADE/INELEGIBILIDADE HIPÓTESES DE DEMOCRACIA SEMI-DIRETA ART. 14 CF 1 1 Art. 14. A

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 136/XI/1.ª

PROJECTO DE LEI N.º 136/XI/1.ª PROJECTO DE LEI N.º 136/XI/1.ª ALTERA O REGIME DAS INELEGIBILIDADES NAS ELEIÇÕES PARA O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, PARA A ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA, PARA O PARLAMENTO EUROPEU E PARA OS ÓRGÃOS DAS AUTARQUIAS

Leia mais

CURSO ESCOLA DE DEFENSORIA PÚBLICA Nº

CURSO ESCOLA DE DEFENSORIA PÚBLICA Nº CURSO ESCOLA DE DEFENSORIA PÚBLICA 2016.1 Nº DATA DISCIPLINA Direito Constitucional PROFESSOR Paulo Nasser MONITOR Bruna Oliveira AULA Aula 10 TEMA: DIREITOS POLÍTICOS E NACIONALIDADE DIREITOS POLÍTICOS:

Leia mais

CIDADANIA Direitos políticos e sufrágio

CIDADANIA Direitos políticos e sufrágio CIDADANIA Direitos políticos e sufrágio Introdução Direitos políticos são os direitos do cidadão que permitem sua participação e influência nas atividades de governo. Para Pimenta Bueno, citado por Silva

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 10 4/2/2016 15:42 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI COMPLEMENTAR Nº 64, DE 18 DE MAIO DE 1990 Mensagem de veto (Vide Constituição art14 9) Estabelece, de acordo

Leia mais

Direito Constitucional

Direito Constitucional Direito Constitucional Dos Deputados e dos Senadores (Art. 053 a 056) Professor André Vieira www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Constitucional Seção V DOS DEPUTADOS E DOS SENADORES Art. 53. Os Deputados

Leia mais

Lei de Inelegibilidade - Lei Complementar nº 64, de 18 de maio de 1990

Lei de Inelegibilidade - Lei Complementar nº 64, de 18 de maio de 1990 Lei de Inelegibilidade - Lei Complementar nº 64, de 18 de maio de 1990 Estabelece, de acordo com o art. 14, 9º, da Constituição Federal, casos de inelegibilidade, prazos de cessação e determina outras

Leia mais

CONSULTA Nº

CONSULTA Nº CONSULTA Nº 0006709-61.2012.2.00.0000 RELATOR REQUERENTE REQUERIDO ASSUNTO : CONSELHEIRO JOSÉ LUCIO MUNHOZ : TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO ESPÍRITO SANTO : CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA : TREES - OFÍCIO

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES SECRETARIA DA FAZENDA PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL Nº 01/2015

EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES SECRETARIA DA FAZENDA PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL Nº 01/2015 EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES SECRETARIA DA FAZENDA PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL Nº 01/2015 O SECRETÁRIO DA FAZENDA DO ESTADO DA BAHIA no uso de suas atribuições e com vistas ao atendimento

Leia mais

NACIONALIDADE. Questões CESPE

NACIONALIDADE. Questões CESPE NACIONALIDADE Ano: 2015Banca: CESPEÓrgão: MPOGProva: Analista Técnico Administrativo - Cargo 2 Acerca dos princípios fundamentais e dos direitos e deveres individuais e coletivos, julgue o item a seguir.

Leia mais

DIREITO ELEITORAL

DIREITO ELEITORAL DIREITO ELEITORAL 01. Com relação às inelegibilidades, assinale a opção correta. a) O candidato condenado, em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão colegiado da justiça eleitoral, por conduta

Leia mais

TEMAS STF DIREITO ELEITORAL

TEMAS STF DIREITO ELEITORAL 61 RE-568596 Elegibilidade de ex-cônjuge de ocupante de cargo político quando a dissolução da sociedade conjugal se dá durante o exercício do mandato. TEMAS STF DIREITO ELEITORAL EMENTA: CONSTITUCIONAL.

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA GERAL ELEITORAL

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA GERAL ELEITORAL EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) MINISTRO(A) RECURSO ESPECIAL ELEITORAL Nº 49-32.2016.6.26.0104 PROCEDÊNCIA: QUATÁ-SP RECORRENTE: MARCELO DE SOUZA PECCHIO RECORRIDOS: MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL ANTÔNIO FIAIS

Leia mais

Direito Constitucional -Poder Legislativo- Profº. Cleiton Coutinho

Direito Constitucional -Poder Legislativo- Profº. Cleiton Coutinho Direito Constitucional -Poder Legislativo- Profº. Cleiton Coutinho 01. Quanto ao Congresso Nacional, considere: I. O número total de Deputados, bem como a representação por Estado e pelo Distrito Federal,

Leia mais

Como pensa o examinador em provas para a Magistratura do TJ-RS? MAPEAMENTO DAS PROVAS - DEMONSTRAÇÃO -

Como pensa o examinador em provas para a Magistratura do TJ-RS? MAPEAMENTO DAS PROVAS - DEMONSTRAÇÃO - Curso Resultado Um novo conceito em preparação para concursos! Como pensa o examinador em provas para a Magistratura do TJ-RS? MAPEAMENTO DAS PROVAS - DEMONSTRAÇÃO - Trabalho finalizado em julho/2015.

Leia mais

Manual de Direito Administrativo I Gustavo Mello Knoplock

Manual de Direito Administrativo I Gustavo Mello Knoplock Série Provas e Concursos Manual de Direito Administrativo I Gustavo Mello Knoplock ELSEVIER 5.6. Resumo AGENTES PÚBLICOS (segundo Hely Lopes Meirelles): 1. Agentes políticos Aqueles no alto escalão dos

Leia mais

ARGUMENTO º ANO E.M. A B C D E ATUALIDADES

ARGUMENTO º ANO E.M. A B C D E ATUALIDADES ARGUMENTO 2017 1º ANO E.M. A B C D E ATUALIDADES República Federativa do Brasil ASPECTOS DA ESTRUTURA POLÍTICO- CONSTITUCIONAL DO ESTADO BRASILEIRO. REPÚBLICA - forma de governo em que o Chefe de Estado

Leia mais

Direito Constitucional

Direito Constitucional CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER Direito Constitucional Polícia Legislativa Câmara dos Deputados Período: 2007-2017 Sumário Direito Constitucional... 3 Eficácia das Normas Constitucionais... 3 Dos direitos

Leia mais

A LEI COMPLEMENTAR N. 135/10: APLICABILIDADE, CONSTITUCIONALIDADE E REFLEXOS

A LEI COMPLEMENTAR N. 135/10: APLICABILIDADE, CONSTITUCIONALIDADE E REFLEXOS 59 A LEI COMPLEMENTAR N. 135/10: APLICABILIDADE, CONSTITUCIONALIDADE E REFLEXOS Adriana Costa Prado de Oliveira Advogada. Professora no UNIFOR-MG André Hostalácio Freitas Advogado. Mestre em Direito Empresarial

Leia mais

COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A DAR PARECER ÀS PROPOSTAS DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO RELACIONADAS À REFORMA POLÍTICA (PEC 182, DE 2007, E APENSADAS)

COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A DAR PARECER ÀS PROPOSTAS DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO RELACIONADAS À REFORMA POLÍTICA (PEC 182, DE 2007, E APENSADAS) COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A DAR PARECER ÀS PROPOSTAS DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO RELACIONADAS À REFORMA POLÍTICA (PEC 182, DE 2007, E APENSADAS) SUBSTITUTIVO À PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO N o 14,

Leia mais

Sumário CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Constituição da República Federativa do Brasil

Sumário CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Constituição da República Federativa do Brasil Sumário CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 Constituição da República Federativa do Brasil 1988...3 CÓDIGO ELEITORAL Lei n o 4.737, de 15 de julho de 1965... 21 Lei n o 10.406, de 10 de

Leia mais

Casa Civil EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES CASA CIVIL PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL Nº 01/2015

Casa Civil EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES CASA CIVIL PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL Nº 01/2015 Casa Civil EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES CASA CIVIL PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL Nº 01/2015 O SECRETÁRIO DA CASA CIVIL, no uso de suas atribuições, e com vistas ao atendimento de necessidade

Leia mais

São instrumentos por meio dos quais a CF garante o exercício da soberania popular (poder de cada membro da sociedade estatal de escolher os seus

São instrumentos por meio dos quais a CF garante o exercício da soberania popular (poder de cada membro da sociedade estatal de escolher os seus São instrumentos por meio dos quais a CF garante o exercício da soberania popular (poder de cada membro da sociedade estatal de escolher os seus representantes no governo por meio do sufrágio universal

Leia mais