POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO"

Transcrição

1 POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO DEFENDA BUSINESS PROTECTION SERVICES & SOLUTIONS Direitos Autorais Este documento contém informações de propriedade da Defenda Business Protection Services & Solutions. Nenhuma parte deste documento pode ser reproduzida, armazenada, copiada ou transmitida sob qualquer forma sem o consentimento expresso da Defenda Business Protection Services & Solutions.

2 Histórico de Revisão Versão Data Elaborado Por Revisado Por Aprovado Por Descrição /01/12 Criação do documento /07/12 - Adequação do documento a nova realidade da organização /07/12 DCert Inclusão da diretriz de Recursos Humanos /02/2014 DConsulting Inclusão de controles criptográficos no trato com terceiros C L A S S I F I C A Ç Ã O: PÚBLICA Página 2 de 6

3 Sumário 1. INTRODUÇÃO OBJETIVO A QUEM SE APLICA POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO RESPONSABILIDADES POR CARGOS OU FUNÇÕES PENALIDADES DISPOSIÇÕES FINAIS... 6 C L A S S I F I C A Ç Ã O: PÚBLICA Página 3 de 6

4 1. Introdução Segurança da Informação é para a Defenda Business Protection Services & Solutions a proteção da informação, quanto à confidencialidade, integridade e disponibilidade, contra vários tipos de ameaças, para garantir a continuidade dos negócios, minimizar riscos, maximizar o retorno sobre os investimentos e as oportunidades de negócios. A Defenda, através desta política, reconhece que um ambiente seguro para a informação é fundamental ao sucesso e continuidade dos negócios. Dessa forma, se compromete a garantir os meios necessários para a proteção da informação sob sua guarda, demonstrando assim a sua responsabilidade corporativa. 2. Objetivo Estabelecer as diretrizes para garantir a confidencialidade das informações da defenda e de seus clientes de modo que elas continuem integras e disponíveis quando necessário. 3. A quem se aplica Esta política se aplica a todos os colaboradores e parceiros da Defenda. Por colaboradores entendem-se todos os administradores, consultores, prestadores de serviço, estagiários e demais colaboradores da Defenda, independente do tipo de vínculo e que assumam o compromisso de assumir as funções como suas. 4. Política de Segurança da Informação As diretrizes de segurança da informação demostram um conjunto de regras e definições de segurança que devem ser seguidas com o objetivo de garantir a confidencialidade das informações da organização e dos clientes, de modo que elas continuem integras e disponíveis quando necessário. Essas definições direcionam as ações de segurança da informação em alinhamento com as estratégias da organização. Para efeito desta política, aplicam-se as seguintes diretrizes e princípios de segurança da informação: 4.1. Proteger as informações contra acesso, modificação, destruição ou divulgação não autorizada Toda a informação acessada, processada, transmitida e gerenciada pela Defenda deve ser classificada em termos do seu valor e confidencialidade conforme a Norma de Classificação da Informação Respeitar os níveis de sigilo das informações Atender às leis que regulamentam as atividades da organização e seu mercado de atuação, conforme o Código de Ética e Conduta. C L A S S I F I C A Ç Ã O: PÚBLICA Página 4 de 6

5 4.5. Todos os colaboradores devem assinar o Código de Ética, bem como o Código de Conduta ao iniciarem suas atividades na Defenda Assegurar que os recursos colocados à sua disposição sejam utilizados apenas para as finalidades aprovadas pela organização, conforme a Norma de Uso Aceitável de Ativos As senhas de acesso dos usuários são pessoais e intransferíveis, não podendo ser compartilhadas e divulgadas a terceiros A utilização do crachá de identificação é obrigatória para todos colaboradores e prestadores de serviços Todos os colaboradores e prestadores de serviços devem assinar o Termo de Confidencialidade antes de iniciarem as suas atividades na Defenda Garantir que os sistemas, os ativos e as informações sob sua responsabilidade estejam adequadamente protegidos Garantir a continuidade dos processos críticos de negócios Estimular a cultura de segurança da informação, através da capacitação e treinamentos Manter a melhoria contínua dos processos de segurança da informação Comunicar imediatamente a em caso de descumprimento da Política de Segurança da Informação e das Normas corporativas de segurança da informação Verificar adequadamente o histórico de antecedentes de todos os candidatos e prestadores de serviços conforme diretrizes da Norma de Recursos Humanos, especialmente em cargos com acesso a informações sensíveis Prestadores de serviços devem receber treinamento de segurança da informação conforme a criticidade da sua atuação na organização Fazer uso de criptografia no transporte de informações confidenciais da organização com partes terceiras Convém que os colaboradores ao sair do local de trabalho efetuem o bloqueio de seus computadores A organização detém a propriedade intelectual de qualquer informação/projeto elaborado pelos colaboradores em horário comercial e/ou com o aval da mesma. 5. Responsabilidades por cargos ou funções A é responsável por: Aprovar e apoiar a Política de Segurança da Informação e as normas internas. Propor e aprovar projetos de segurança da informação. Planejar e a alocar recursos financeiros, humanos e tecnológicos, no que tange à segurança da informação. Analisar os casos de violação desta Política Segurança da Informação e das normas. Determinar a elaboração de relatórios, levantamentos e análises que deem suporte à gestão de segurança da informação e à tomada de decisão. C L A S S I F I C A Ç Ã O: PÚBLICA Página 5 de 6

6 Acompanhar o andamento dos principais projetos e iniciativas relacionados à segurança da informação. Aplicar o processo disciplinar, quando necessário. A Equipe do Sistema de Gestão de Segurança da Informação (SGSI) é responsável por: Desenvolver e realizar análise crítica anualmente na Política de Segurança da Informação, bem como nas normas e procedimentos ou quando mudanças significativas ocorrerem. Realizar treinamentos para disseminar e conscientizar sobre a Política de Segurança da Informação, bem como das normas, com o auxilio da. Propor projetos e iniciativas relacionados ao aperfeiçoamento da segurança da informação da Defenda. Analisar a conformidade da Política de Segurança da Informação e das normas com os requisitos legais e/ou regulamentações. Estabelecer e conduzir todos os procedimento técnicos referente a segurança da informação estabelecidos na Políticas de Segurança da Informação e nas normas. O Jurídico é responsável por: Incluir, na análise e na elaboração de contratos, sempre que necessário, cláusulas específicas relacionadas à segurança da informação, com o objetivo de proteger os interesses da Defenda. Os Colaboradores e Prestadores de Serviços são responsáveis por: Cumprir fielmente a Política de Segurança da Informação, as normas internas e os procedimentos da Defenda. 6. Penalidades As violações das determinações desta política e normas de segurança da Defenda podem levar a sanções disciplinares segundo critérios estabelecidos pela no Código de Ética e Conduta. 7. Disposições finais Esta norma entra em vigor no prazo de 7 dias à contar da data da sua publicação. No caso de dúvidas, entrar em contato com a direção. Exceções a esta norma serão permitidas somente se aprovadas antecipadamente pela direção. C L A S S I F I C A Ç Ã O: PÚBLICA Página 6 de 6

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Classificação das Informações 5/5/2015 Confidencial [ ] Uso Interno [ X ] Uso Público ÍNDICE 1 OBJETIVO... 3 2 ABRANGÊNCIA... 3 3 CONCEITOS... 3 4 ESTRUTURA NORMATIVA...

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DEFENDA BUSINESS PROTECTION SERVICES & SOLUTIONS Direitos Autorais Este documento contém informações de propriedade da Defenda Business Protection Services & Solutions. Nenhuma

Leia mais

Política de Segurança da Informação

Política de Segurança da Informação Segurança da Informação BM&FBOVESPA Última revisão: maio de 2014 Uso interno Índice 1. OBJETIVO... 3 2. ABRANGÊNCIA... 3 3. CONCEITOS... 3 4. ESTRUTURA NORMATIVA... 3 5. DIRETRIZES... 4 6. RESPONSABILIDADES...

Leia mais

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS POLÍTICAS CORPORATIVAS

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS POLÍTICAS CORPORATIVAS 8 - Política de segurança da informação 8.1 Introdução A informação é um ativo que possui grande valor para a COOPERFEMSA, devendo ser adequadamente utilizada e protegida contra ameaças e riscos. A adoção

Leia mais

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS PARTE II POLÍTICAS CORPORATIVAS

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS PARTE II POLÍTICAS CORPORATIVAS 1 Política de segurança da informação 1.1 Introdução A informação é um ativo que possui grande valor para a COGEM, devendo ser adequadamente utilizada e protegida contra ameaças e riscos. A adoção de políticas

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Página: 1 de 5 1. INTRODUÇÃO A informação é um ativo que possui grande importância para PRÓ-MEMÓRIA, sendo resguardada contra ameaças e riscos. Segurança da informação, segundo a NBR ISO/IEC 27002:2005,

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Nº de Páginas: 1 / 5 1. OBJETIVOS Os objetivos desta Política de Segurança da Informação são estabelecer orientações gerais de segurança da informação no âmbito da Braslight, fornecendo o apoio conceitual

Leia mais

Diretrizes e Políticas de Segurança da Informação Organização CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S/A (CNPJ: 08.602.

Diretrizes e Políticas de Segurança da Informação Organização CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S/A (CNPJ: 08.602. CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO RESOLUÇÃO N.º 4/2008 O Conselho de Administração, com base no disposto no Art. 17 do Estatuto da CAPEMISA Seguradora de Vida e Previdência, em reunião do dia 19 de fevereiro de

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Grupo PETRA S.A. Departamento de Tecnologia da Informação POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Início da Vigência: 01/Maio/2010 Propriedade do Grupo PETRA S.A. 1. INTRODUÇÃO Este documento foi elaborado

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES () Versão 2.0 08/08/2014 Política de Segurança da Informação e Comunicações - SUMÁRIO 1 FINALIDADE... 2 2 ABRANGÊNCIA... 2 3 CONCEITOS... 2 3.1 Autenticidade...

Leia mais

Institui a Política de Segurança da Informação da Advocacia-Geral da União, e dá outras providências.

Institui a Política de Segurança da Informação da Advocacia-Geral da União, e dá outras providências. PORTARIA No- 192, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2010 Institui a Política de Segurança da Informação da Advocacia-Geral da União, e dá outras providências. O ADVOGADO-GERAL DA UNIÃO, no uso de suas atribuições

Leia mais

Política da Segurança da Informação

Política da Segurança da Informação Política da Segurança da Informação POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO DA BM&FBOVESPA 1. INTRODUÇÃO A informação é um ativo que possui grande valor para a BM&FBOVESPA, devendo ser adequadamente utilizada

Leia mais

POLÍTICA, PADRÕES E PROCEDIMENTOS DE INFORMAÇÃO. Rogério Nunes de Freitas

POLÍTICA, PADRÕES E PROCEDIMENTOS DE INFORMAÇÃO. Rogério Nunes de Freitas POLÍTICA, PADRÕES E PROCEDIMENTOS DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Rogério Nunes de Freitas Política : texto de alto nível, que dá direcionamento geral e significado aos objetivos e intenções da administração

Leia mais

Política Corporativa de Segurança da Informação

Política Corporativa de Segurança da Informação Política Corporativa de Segurança da Informação Emissão 12/08 /201 3 Aprovação - Diretoria / Presidência Página: 1 Sumário 1. OBJETIVO DA POLÍTICA... 3 2. ABRANGÊNCIA... 3 3. CONTEXTO JURÍDICO... 4 4.

Leia mais

PR 29/07/2013. Instrução Normativa Nº 24/2013

PR 29/07/2013. Instrução Normativa Nº 24/2013 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL PR 29/07/2013 Instrução Normativa Nº 24/2013 Assunto: Institui a Política

Leia mais

A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª. REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª. REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, Dispõe sobre a Política de Segurança da Informação no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 11ª. Região. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª. REGIÃO, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

Governança em T.I. GTI-V Noturno - 2015. Alunos: Douglas de Souza Braga Rafael vitor Hugo Bastos Kaysmier Walessa

Governança em T.I. GTI-V Noturno - 2015. Alunos: Douglas de Souza Braga Rafael vitor Hugo Bastos Kaysmier Walessa Governança em T.I GTI-V Noturno - 2015 Alunos: Douglas de Souza Braga Rafael vitor Hugo Bastos Kaysmier Walessa Politica de Segurança Ativos: Computadores: Sistema \ Hardwere \Segurança A infraestrutura

Leia mais

Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento. Douglas Farias Cordeiro

Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento. Douglas Farias Cordeiro Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento Douglas Farias Cordeiro Revisando Qual o objetivo da norma ISO 27002? É possível uma empresa se certificar nesta norma? ABNT NBR ISO/IEC 27002 Organização

Leia mais

Artigo 1º - Aprovar revisão da Política de Segurança da PRODEB, que com esta se publica.

Artigo 1º - Aprovar revisão da Política de Segurança da PRODEB, que com esta se publica. Classificação: RESOLUÇÃO Código: RP.2007.077 Data de Emissão: 01/08/2007 O DIRETOR PRESIDENTE da Companhia de Processamento de Dados do Estado da Bahia - PRODEB, no uso de suas atribuições e considerando

Leia mais

Política de Software Seguro da empresa Produção S.A

Política de Software Seguro da empresa Produção S.A Política de Software Seguro da empresa Produção S.A 1 Índice 1.0 - Introdução ----------------------------------------------------------------------------------3 2.0 - Objetivo -------------------------------------------------------------------------------------4

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EM SAÚDE CAPÍTULO I DA CATEGORIA E FINALIDADE

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EM SAÚDE CAPÍTULO I DA CATEGORIA E FINALIDADE REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EM SAÚDE CAPÍTULO I DA CATEGORIA E FINALIDADE Art. 1º O Núcleo de Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Sistemas de Informação Segurança da Informação Norma: ISO/IEC NBR 27001 e ISO/IEC NBR 27002 Norma: ISO/IEC NBR 27001 e ISO/IEC NBR 27002 Histórico O BSi (British Standard Institute) criou a norma BS 7799,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL RESOLUÇÃO CUNI Nº 054, DE 5 DE JULHO DE 2011. Dispõe sobre a Política de Segurança da Informação e Comunicações da Universidade Federal de Lavras. O Conselho Universitário da Universidade

Leia mais

Política da Segurança da Tecnologia da Informação

Política da Segurança da Tecnologia da Informação Política da Segurança da Tecnologia da Informação INTRODUÇÃO A informação é um ativo que possui grande valor para a CREMER S/A, devendo ser adequadamente utilizada e protegida contra ameaças e riscos.

Leia mais

Política de Segurança da Informação

Política de Segurança da Informação Política de Segurança da Informação O bem mais importante que as empresas possuem, sem dúvida, são as informações gerenciais, sendo muito importantes para a tomada de decisões. Com o crescimento da internet

Leia mais

Política de Segurança da Informação

Política de Segurança da Informação Política de Segurança da Informação 29 de janeiro 2014 Define, em nível estratégico, diretivas do Programa de Gestão de Segurança da Informação. ÍNDICE 1 OBJETIVO... 3 2 PÚBLICO ALVO... 3 3 RESPONSABILIDADES

Leia mais

Tópico 28 e 29 Política de Segurança da Informação. Política de Segurança da Informação

Tópico 28 e 29 Política de Segurança da Informação. Política de Segurança da Informação Tópico 28 e 29 Política de Segurança da Informação Política de segurança da Informação. Metodologia de levantamento da política de segurança. Objetivos e responsabilidades sobre a implementação. Métodos

Leia mais

POLÍTICA DE CONTINUIDADE DE NEGÓCIOS

POLÍTICA DE CONTINUIDADE DE NEGÓCIOS Classificação das Informações 5/5/2015 Confidencial [ ] Uso Interno [ X ] Uso Público ÍNDICE 1 OBJETIVO... 3 2 ABRANGÊNCIA... 3 3 REFERÊNCIA... 3 4 CONCEITOS... 3 5 DIRETRIZES... 4 6 RESPONSABILIDADES...

Leia mais

ISO/IEC 17799. Informação

ISO/IEC 17799. Informação ISO/IEC 17799 Norma de Segurança da Norma de Segurança da Informação Segurança da Informação Segundo a norma ISO/IEC 17799, é a proteção contra um grande número de ameaças às informações, de forma a assegurar

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça Superior Tribunal de Justiça RESOLUÇÃO STJ/GP N. 11 DE 12 DE NOVEMBRO DE 2015. Institui a política de segurança da informação do Superior Tribunal de Justiça e dá outras providências. O PRESIDENTE DO SUPERIOR

Leia mais

Política de Segurança da informação e Comunicação

Política de Segurança da informação e Comunicação Política de Segurança da informação e Comunicação 2015-2017 HISTÓRICO DE REVISÕES Data Versão Descrição Autores 28/04/2015 1.0 Elementos textuais preliminares Jhordano e Joilson 05/05/2015 2.0 Elementos

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA EXECUTIVA COMITÊ DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA EXECUTIVA COMITÊ DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA EXECUTIVA COMITÊ DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES NORMA OPERACIONAL/DTI/ Nº 01, DE 1 DE SETEMBRO DE 2014. Dispõe sobre a governança e

Leia mais

PORTARIA Nº 992, DE 8 DE SETEMBRO DE 2004

PORTARIA Nº 992, DE 8 DE SETEMBRO DE 2004 PORTARIA Nº 992, DE 8 DE SETEMBRO DE 2004 O Ministro da Previdência Social, no uso de sua competência estabelecida no art. 87 da Constituição Federal e considerando o disposto no art. 23 da Lei nº 8.159,

Leia mais

DIRETRIZES PARA O USO SEGURO DAS REDES SOCIAIS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL

DIRETRIZES PARA O USO SEGURO DAS REDES SOCIAIS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL 15/IN01/DSIC/GSIPR 00 11/JUN/12 1/5 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações DIRETRIZES PARA O USO SEGURO DAS REDES SOCIAIS NA

Leia mais

REF.: POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PARA CORRESPONDENTE BANCÁRIO DO SANTANDER.

REF.: POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PARA CORRESPONDENTE BANCÁRIO DO SANTANDER. REF.: POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PARA CORRESPONDENTE BANCÁRIO DO SANTANDER. 1. SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO A informação é um dos principais patrimônios do mundo dos negócios. Um fluxo de informação

Leia mais

Norma de Segurança Estadual para Gerenciamento de Senhas

Norma de Segurança Estadual para Gerenciamento de Senhas GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E COORDENAÇÃO GERAL CONSELHO SUPERIOR DO SISTEMA ESTADUAL DE INFORMAÇÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ANEXO I - RESOLUÇÃO Nº. 011/2011

Leia mais

III. Norma Geral de Segurança da Informação para Uso da Internet

III. Norma Geral de Segurança da Informação para Uso da Internet O B J E CT I V O Estabelecer critérios para acesso à Internet utilizando recursos do Projecto Portal do Governo de Angola. Orientar os Utilizadores sobre as competências, o uso e responsabilidades associadas

Leia mais

FACULDADE PROCESSUS Recredenciamento da Faculdade Processus - PORTARIA Nº- 1.394, DE 23/11/2012, D.O.U nº 227 de 26/11/2012, Seção 1 P. 17.

FACULDADE PROCESSUS Recredenciamento da Faculdade Processus - PORTARIA Nº- 1.394, DE 23/11/2012, D.O.U nº 227 de 26/11/2012, Seção 1 P. 17. REGULAMENTO INTERNO DO USO E ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS COMPUTACIONAIS E DA REDE DA FACULDADE PROCESSUS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Este ato tem como objetivo definir o uso e administração

Leia mais

Código de prática para a gestão da segurança da informação

Código de prática para a gestão da segurança da informação Código de prática para a gestão da segurança da informação Edição e Produção: Fabiano Rabaneda Advogado, professor da Universidade Federal do Mato Grosso. Especializando em Direito Eletrônico e Tecnologia

Leia mais

Segurança e Auditoria de Sistemas

Segurança e Auditoria de Sistemas Segurança e Auditoria de Sistemas ABNT NBR ISO/IEC 27002 5. Política de Segurança da Informação 1 Roteiro (1/1) Objetivo Documento Orientações Mínimas para o Documento Análise Crítica e Avaliações 2 Objetivo

Leia mais

Política de Segurança da Informação e Comunicações (POSIC) milson.henriques@saude.gov.br Coordenador Geral de Infraestrutura - Datasus

Política de Segurança da Informação e Comunicações (POSIC) milson.henriques@saude.gov.br Coordenador Geral de Infraestrutura - Datasus Política de Segurança da Informação e Comunicações (POSIC) milson.henriques@saude.gov.br Coordenador Geral de Infraestrutura - Datasus Conceitos A dade DICA D I C ntegridade A isponibilidade Significa

Leia mais

ATO Nº 232/2013. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

ATO Nº 232/2013. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, ATO Nº 232/2013 Aprova a Norma Complementar de Procedimentos para Inventariar Ativos de Tecnologia da Informação. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Outubro de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Abordar o domínio Adquirir e Implementar e todos

Leia mais

Segurança da Informação e os Riscos com os Terceirizados Como prevenir?

Segurança da Informação e os Riscos com os Terceirizados Como prevenir? Segurança da Informação e os Riscos com os Terceirizados Como prevenir? 1 A Tecnologia transformou a Sociedade! http://www.missaopraiadacosta.com.br/up/wp-content/uploads/2012/07/gafetrabalho.jpg Acessado

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO APRESENTAÇÃO POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Este documento foi elaborado pelo setor de Tecnologia da Informação e Comunicação (CSGI), criada com as seguintes atribuições: Assessorar a Direção da SESAU

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental Política de Responsabilidade Socioambiental Sumário 1 Introdução... 1 1.1 Objetivo da Política... 1 1.2 Princípios e Diretrizes... 1 2 Governança... 2 3 Partes Interessadas... 2 4 Definição de Risco Socioambiental...

Leia mais

PPG - Programa de Profissionalização da Gestão. Pequenas e Médias Empresas

PPG - Programa de Profissionalização da Gestão. Pequenas e Médias Empresas PPG - Programa de Profissionalização da Gestão Pequenas e Médias Empresas 2010 Comunidade de interesse em Gestão Empresarial + Convidados Discutir novas idéias e estimular o uso de conceitos e práticas

Leia mais

SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL SGA MANUAL CESBE S.A. ENGENHARIA E EMPREENDIMENTOS

SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL SGA MANUAL CESBE S.A. ENGENHARIA E EMPREENDIMENTOS CESBE S.A. ENGENHARIA E EMPREENDIMENTOS SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL MANUAL Elaborado por Comitê de Gestão de Aprovado por Paulo Fernando G.Habitzreuter Código: MA..01 Pag.: 2/12 Sumário Pag. 1. Objetivo...

Leia mais

Normas de Segurança da Informação Processo de Certificação ISO 27001:2006. Ramon Gomes Brandão Janeiro de 2009

Normas de Segurança da Informação Processo de Certificação ISO 27001:2006. Ramon Gomes Brandão Janeiro de 2009 Normas de Segurança da Informação Processo de Certificação ISO 27001:2006 Ramon Gomes Brandão Janeiro de 2009 Agenda Elementos centrais da Seg. da Informação O Par ABNT:ISO 27001 e ABNT:ISO 17799 Visão

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DA MULTIPLAN EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A.

CÓDIGO DE CONDUTA DA MULTIPLAN EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. CÓDIGO DE CONDUTA DA MULTIPLAN EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. O presente Código de Conduta da Multiplan Empreendimentos Imobiliários S.A. (a Companhia ), visa cumprir com as disposições do Regulamento

Leia mais

Credit Suisse (Brasil) Política de Responsabilidade Socioambiental (PRSA) Julho de 2015

Credit Suisse (Brasil) Política de Responsabilidade Socioambiental (PRSA) Julho de 2015 Credit Suisse (Brasil) Política de Responsabilidade Socioambiental (PRSA) Julho de 2015 Sumário 1. Aplicação... 02 2. Definições... 02 2.1 Risco socioambiental... 02 2.2 Partes relacionadas... 02 2.3 Termos...

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Porto Alegre, abril de 2015 Versão 4.0 POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO DAS EMPRESAS PERTENCENTES AO GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO 1. INTRODUÇÃO A informação é o dado

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 83, DE 30 DE OUTUBRO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº 83, DE 30 DE OUTUBRO DE 2014 RESOLUÇÃO Nº 83, DE 30 DE OUTUBRO DE 2014 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal do Pampa, em sessão de 30/10/2014, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Artigo 19, Inciso XVII do

Leia mais

POLÍTICA GERAL PARA CORRESPONDENTES BANCÁRIOS (COBANS)

POLÍTICA GERAL PARA CORRESPONDENTES BANCÁRIOS (COBANS) POLÍTICA GERAL PARA CORRESPONDENTES BANCÁRIOS (COBANS) Sumário Introdução...2 Nossos produtos e suas redes de relacionamento...2 Principais responsabilidades na realização das operações para o EMPRESTA

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE SEGUROS UNIMED

POLÍTICA DE PRIVACIDADE SEGUROS UNIMED POLÍTICA DE PRIVACIDADE SEGUROS UNIMED Este documento, denominado Política de Privacidade, tem por finalidade estabelecer as regras sobre a obtenção, uso e armazenamento dos dados e informações coletados

Leia mais

Política Integrada de Saúde, Meio Ambiente e Segurança - SMS

Política Integrada de Saúde, Meio Ambiente e Segurança - SMS Política Integrada de Saúde, Meio Ambiente e Segurança - SMS anos 1. OBJETIVO Este documento tem a finalidade de estabelecer diretrizes para a Política Integrada de Saúde, Meio Ambiente e Segurança (SMS)

Leia mais

Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores ISO/IEC - NBR 17799

Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores ISO/IEC - NBR 17799 Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores 1 Objetivos Esta Norma estabelece diretrizes e princípios gerais para iniciar, implementar, manter e melhorar a gestão de segurança da informação em uma

Leia mais

PUBLICADO EM 01/08/2015 VÁLIDO ATÉ 31/07/2020

PUBLICADO EM 01/08/2015 VÁLIDO ATÉ 31/07/2020 PUBLICADO EM 01/08/2015 VÁLIDO ATÉ 31/07/2020 INDICE POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL 1. Objetivo...2 2. Aplicação...2 3. implementação...2 4. Referência...2 5. Conceitos...2 6. Políticas...3

Leia mais

POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCO OPERACIONAL

POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCO OPERACIONAL Versão Março de 2015 POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCO OPERACIONAL (Política e procedimentos relacionados ao gerenciamento de risco operacional da Gávea DTVM nos termos da Resolução BCB no 3.380, de 29

Leia mais

Perguntas para avaliar a efetividade do processo de segurança

Perguntas para avaliar a efetividade do processo de segurança Perguntas para avaliar a efetividade do processo de segurança Questionário básico de Segurança da Informação com o objetivo de ser um primeiro instrumento para você avaliar, em nível gerencial, a efetividade

Leia mais

RAPHAEL MANDARINO JUNIOR Diretor do Departamento de Segurança da Informação e Comunicações

RAPHAEL MANDARINO JUNIOR Diretor do Departamento de Segurança da Informação e Comunicações 16/IN01/DSIC/GSIPR 00 21/NOV/12 1/8 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações DIRETRIZES PARA DESENVOLVIMENTO E OBTENÇÃO DE SOFTWARE

Leia mais

Sistema de Gestão da Qualidade

Sistema de Gestão da Qualidade Sistema de Gestão da Qualidade Coordenadora Responsável Mara Luck Mendes, Jaguariúna, SP, mara@cnpma.embrapa.br RESUMO Em abril de 2003 foi lançado oficialmente pela Chefia da Embrapa Meio Ambiente o Cronograma

Leia mais

Conheça a NBR ISO/IEC 27002

Conheça a NBR ISO/IEC 27002 Conheça a NBR ISO/IEC 27002 A norma NBR ISO/IEC 27002 Código de Prática para a Gestão de Segurança da Informação, que tem como objetivo estabelecer diretrizes e princípios gerais para iniciar, implementar,

Leia mais

TP.100. Política de Segurança da Informação

TP.100. Política de Segurança da Informação Manual do utilizador TP.100 Política de Segurança da Informação Órgão: Versão: 1.0 Data inicial: 2006/05/25 Última alteração: 2006/05/25 (referência) 2/8 Índice de conteúdos 1.- INTRODUÇÃO... 3 2.- INFORMAÇÃO...

Leia mais

PORTARIA-TCU Nº 385, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2009 (Revogada) (Portaria - TCU nº 36, de 31/01/2011, BTCU nº 03, de 31/01/2011)

PORTARIA-TCU Nº 385, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2009 (Revogada) (Portaria - TCU nº 36, de 31/01/2011, BTCU nº 03, de 31/01/2011) PORTARIA-TCU Nº 385, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2009 (Revogada) (Portaria - TCU nº 36, de 31/01/2011, BTCU nº 03, de 31/01/2011) Dispõe sobre as competências da Secretaria de Infraestrutura de Tecnologia da

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E DAS COMUNICAÇÕES

POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E DAS COMUNICAÇÕES MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E DAS COMUNICAÇÕES PRINCÍPIOS E DIRETRIZES JUNHO, 2013. Sumário 1. POLÍTICA DE GESTÃO DE RISCOS DE SEGURANÇA DA

Leia mais

Política de. Segurança. Informação

Política de. Segurança. Informação Política de Segurança da Informação Diretrizes para a conduta adequada no manuseio, controle e proteção das informações contra a destruição, modificação, divulgação indevida e acessos não autorizados,

Leia mais

ABNT NBR ISO/IEC 27002:2005

ABNT NBR ISO/IEC 27002:2005 ABNT NBR ISO/IEC 27002:2005 Código de prática para a gestão da segurança da informação A partir de 2007, a nova edição da ISO/IEC 17799 será incorporada ao novo esquema de numeração como ISO/IEC 27002.

Leia mais

PR 2 PROCEDIMENTO. Auditoria Interna. Revisão - 2 Página: 1 de 9

PR 2 PROCEDIMENTO. Auditoria Interna. Revisão - 2 Página: 1 de 9 Página: 1 de 9 1. OBJETIVO Estabelecer sistemática de funcionamento e aplicação das Auditorias Internas da Qualidade, fornecendo diretrizes para instruir, planejar, executar e documentar as mesmas. Este

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE INOVAÇÃO DE FIBRIA CELULOSE S.A. CAPÍTULO I DO COMITÊ DE INOVAÇÃO

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE INOVAÇÃO DE FIBRIA CELULOSE S.A. CAPÍTULO I DO COMITÊ DE INOVAÇÃO REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE INOVAÇÃO DE FIBRIA CELULOSE S.A. CAPÍTULO I DO COMITÊ DE INOVAÇÃO 1. O Comitê de Inovação (o "Comitê") é um órgão colegiado de assessoramento e instrução, instituído pelo

Leia mais

MMX - Controladas e Coligadas

MMX - Controladas e Coligadas POLITICA CORPORATIVA PC. 1.16.01 Política de Meio Ambiente Emissão: 02/10/06 1 Objetivo: Estabelecer diretrizes visando proteger os recursos naturais e o meio ambiente em todas das unidades operacionais.

Leia mais

NBR - ISO 14010 - DIRETRIZES PARA AUDITORIA AMBIENTAL - PRINCÍPIOS GERAIS

NBR - ISO 14010 - DIRETRIZES PARA AUDITORIA AMBIENTAL - PRINCÍPIOS GERAIS NBR - ISO 14010 - DIRETRIZES PARA AUDITORIA AMBIENTAL - PRINCÍPIOS GERAIS Sumário 1. Objetivo e campo de aplicação...2 2. Definições...2 2.1. conclusão de auditoria...2 2.2. critérios de auditoria...2

Leia mais

Modelo!de!Política!de! Segurança!da!Informação!

Modelo!de!Política!de! Segurança!da!Informação! ModelodePolíticade SegurançadaInformação Contato:evandro.santos@ecsan.com.br Sumário Introdução...2 ObjetivosdaPolíticadeSegurançadaInformação...3 AplicaçõesdaPolíticadeSegurançadaInformação...4 PrincípiosdaPolíticadeSegurançadaInformação...5

Leia mais

Estratégias para avaliação da segurança da computação em nuvens

Estratégias para avaliação da segurança da computação em nuvens Academia de Tecnologia da IBM White paper de liderança de pensamento Novembro de 2010 Estratégias para avaliação da segurança da computação em nuvens 2 Proteção da nuvem: do desenvolvimento da estratégia

Leia mais

CAMPO DE APLICAÇÃO Esta Norma Complementar se aplica no âmbito da Administração Pública Federal, direta e indireta.

CAMPO DE APLICAÇÃO Esta Norma Complementar se aplica no âmbito da Administração Pública Federal, direta e indireta. 13/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/12 1/5 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações DIRETRIZES PARA GESTÃO DE MUDANÇAS NOS ASPECTOS RELATIVOS

Leia mais

TI - Política de Segurança da Informação FSB Comunicações

TI - Política de Segurança da Informação FSB Comunicações T TI - Política de Segurança da Informação FSB Comunicações Versão 1.2 24/08/2015 1 1. Introdução A informação é um ativo que possui grande valor para a FSB Comunicações, devendo ser adequadamente utilizada

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DEZEMBRO/2011 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cgti@listas.ifbaiano.edu.br Site: http://www.ifbaiano.edu.br

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO. PORTARIA Nº CJF-POR-2014/00413 de 30 de setembro de 2014

PODER JUDICIÁRIO. PORTARIA Nº CJF-POR-2014/00413 de 30 de setembro de 2014 PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL CONSELHO DA JUSTIÇA FEDERAL PORTARIA Nº CJF-POR-2014/00413 de 30 de setembro de 2014 Dispõe sobre a aprovação do Documento Acessório Diferenciado "Política de Gestão de

Leia mais

Diretrizes Gerais para uso dos recursos de Tecnologia da Informação

Diretrizes Gerais para uso dos recursos de Tecnologia da Informação DIRETRIZES GERAIS PARA USO DOS RECURSOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Data: 17 de dezembro de 2009 Pág. 1 de 6 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 1. INTRODUÇÃO 3 2. FINALIDADE 3 3. ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3 4. DIRETRIZES GERAIS

Leia mais

Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal

Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal Histórico de Revisões Data Versão Descrição 30/04/2010 1.0 Versão Inicial 2 Sumário 1. Introdução... 5 2. Público-alvo... 5 3. Conceitos básicos...

Leia mais

GERENCIAMENTO DE INCIDENTES DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

GERENCIAMENTO DE INCIDENTES DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO FL. 2 Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região Comitê de Segurança da Informação Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações Núcleo de Segurança da Informação Código: NO06 Revisão: 0.0 Vigência:

Leia mais

Política de Gerenciamento de Riscos de Crédito. RB Capital DTVM

Política de Gerenciamento de Riscos de Crédito. RB Capital DTVM Política de Gerenciamento de Riscos de Crédito RB Capital DTVM Maio 2011 Objetivo Esta política estabelece diretrizes e responsabilidades para a implementação e manutenção de sistema de Gerenciamento de

Leia mais

Governança Corporativa

Governança Corporativa Governança Corporativa POLÍTICA DE INTEGRIDADE A política de integridade (conformidade), parte integrante do programa de governança corporativa. Mais do que nunca as empresas necessitam de estruturas consistentes

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A. ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO E PRINCÍPIOS GERAIS 2. DEFINIÇÕES 3. OBJETIVOS E ABRANGÊNCIA 4. PERÍODO DE VEDAÇÕES ÀS NEGOCIAÇÕES 5. AUTORIZAÇÃO

Leia mais

MATC99 Segurança e Auditoria de Sistemas de Informação

MATC99 Segurança e Auditoria de Sistemas de Informação MATC99 Segurança e Auditoria de Sistemas de Informação Gestão de Segurança da Informação (Normas ISO 27001 e 27002) Italo Valcy Italo Valcy Seg e Auditoria de SI, 2013.1 Licença de

Leia mais

Padrões Nidera para Parceiros de Negócio

Padrões Nidera para Parceiros de Negócio Padrões Nidera para Parceiros de Negócio Caro Parceiro de Negócio, A história da nossa empresa inclui um compromisso de longa data em estar de acordo com as leis onde quer que atuemos e realizar nossos

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE SEGURANÇA DO TRABALHO E SAÚDE OCUPACIONAL DA ELETROBRAS ELETRONORTE

POLÍTICA DE GESTÃO DE SEGURANÇA DO TRABALHO E SAÚDE OCUPACIONAL DA ELETROBRAS ELETRONORTE POLÍTICA DE GESTÃO DE SEGURANÇA DO TRABALHO E SAÚDE OCUPACIONAL DA ELETROBRAS ELETRONORTE 1 OBJETIVO... 1 2 CONCEITOS... 3 3 DIRETRIZES... 3 4 RESPOSABILIDADES... 5 5 DISPOSIÇÕES GERAIS... 5 2 1 OBJETIVO

Leia mais

UNIÍTALO FISIOTERAPIA MANUAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

UNIÍTALO FISIOTERAPIA MANUAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Prezado aluno (a), As disciplinas Práticas Clínicas Supervisionadas (PCS), também conhecidas como estágios supervisionados, irão permitir que você integre todo o conhecimento adquirido ao longo do curso,

Leia mais

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Banco Cooperativo Sicredi S.A. Versão: Julho/2015 Página 1 de 1 1 INTRODUÇÃO O Sicredi é um sistema de crédito cooperativo que valoriza a

Leia mais

POLÍTICA GLOBAL DE PRIVACIDADE NA INTERNET

POLÍTICA GLOBAL DE PRIVACIDADE NA INTERNET POLÍTICA GLOBAL DE NA INTERNET A política da PayU Latam é cumprir com todas as leis aplicáveis referentes à proteção de dados e privacidade. Este compromisso reflete o valor que conferimos à conquista

Leia mais

Capítulo: Proteção às Informações

Capítulo: Proteção às Informações Visão Geral 2 a 1 / 5 1 Para o, Inc., denominada a Empresa, as informações representam um ativo crucial. A proteção e utilização adequadas de informações em nossa posse são fundamentais para que a empresa

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014 Institui a Política de Integração e Segurança da Informação do Sistema de Cadastro Ambiental Rural e dá outras providências. A MINISTRA DE ESTADO DO

Leia mais

SUAS INFORMAÇÕES ESTÃO SEGURAS?

SUAS INFORMAÇÕES ESTÃO SEGURAS? SUAS INFORMAÇÕES ESTÃO SEGURAS? Treinamento ISO 27002 Foundation Presencial ou EAD A ISO 27002 é uma norma internacional que contém um código de práricas para a segurança da informação. Este tema sempre

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE A GESTÃO DE RISCO OPERACIONAL NO BANCO BMG

RELATÓRIO SOBRE A GESTÃO DE RISCO OPERACIONAL NO BANCO BMG SUPERINTENDÊNCIA DE CONTROLE GERÊNCIA DE CONTROLE DE TESOURARIA ANÁLISE DE RISCO OPERACIONAL RELATÓRIO SOBRE A GESTÃO DE RISCO OPERACIONAL NO BANCO BMG Belo Horizonte 01 de Julho de 2008 1 SUMÁRIO 1. Introdução...02

Leia mais

POLÍTICA DE COMPLIANCE

POLÍTICA DE COMPLIANCE Informação Pública 13/05/2016 ÍNDICE 1 OBJETIVO... 3 2 ABRANGÊNCIA... 3 3 REFERÊNCIAS... 3 4 DEFINIÇÕES... 4 5 DIRETRIZES... 4 6 RESPONSABILIDADES... 5 7 DISPOSIÇÕES FINAIS... 7 8 INFORMAÇÕES DE CONTROLE...

Leia mais

Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, regimentais e regulamentares,

Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, regimentais e regulamentares, PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO PORTARIA TRT/GP/DGCA Nº 630/2011 Define a Política de Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicações

Leia mais

CAMPO DE APLICAÇÃO Esta Norma Complementar se aplica no âmbito da Administração Pública Federal, direta e indireta. APROVAÇÃO

CAMPO DE APLICAÇÃO Esta Norma Complementar se aplica no âmbito da Administração Pública Federal, direta e indireta. APROVAÇÃO 10/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/12 1/7 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações Inventário e Mapeamento de Ativos de Informação nos

Leia mais

RIO 2016 POLÍTICA DE COMPLIANCE

RIO 2016 POLÍTICA DE COMPLIANCE COMITÊ ORGANIZADOR DOS JOGOS OLÍMPICOS RIO 206 RIO 206 POLÍTICA DE 25/02/205 / 2 Sumário. OBJETIVO... 2 2. DEFINIÇÕES... 2 3. ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES... 5 4. DIRETRIZES... 7 4. Programa Geral de...

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHO NORMA N-134.0002

POLÍTICA DE SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHO NORMA N-134.0002 POLÍTICA DE SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHO NORMA N-134.0002 POLÍTICA DE SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHO Norma N-134.0002 Estabelece as diretrizes da política de segurança e saúde do trabalho na Celesc, definindo

Leia mais