a) Identificação do órgão/unidade: Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (Amazonas/Roraima)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "a) Identificação do órgão/unidade: Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (Amazonas/Roraima)"

Transcrição

1 a) Identificação do órgão/unidade: Tribunal Regional do Trabalho da ª Região (mazonas/roraima) b) para contato e envio de informações: c) Nome do trabalho/projeto: Sistema de Monitoramento de Indicadores d) Tema escolhido: Gestão Estratégica e) Nome do responsável e/ou da equipe (cargo/função): Emanuel Edwan de Lima (Núcleo de Gestão Estratégica) Marinilza Belém Taveira Matheus Gilbram ampos Vicente Fernandes Tino f) Delimitação da ação: criar um sistema de coleta e acompanhamento dos indicadores do planejamento estratégico e avaliar o resultado dos projetos em andamento de maneira a fornecer informações norteadoras das decisões estratégicas. g) Objetivos e metas: Promover o alinhamento estratégico em todas as unidades do Regional, mediante a implantação de um sistema de monitoramento de indicadores estratégicos.

2 SISTEM DE MONITORMENTO DE INDIDORES om a promulgação da Resolução NJ nº7/9, o Poder Judiciário passou a ter um direcionamento nacional de suas atividades, utilizando o Planejamento Estratégico. demais, em março de, foram definidos 46 indicadores estratégicos nacionais, com acompanhamento periódico, para todos os órgãos do judiciário brasileiro. linhado com a demanda nacional, o Tribunal Regional do Trabalho da ª Região, com jurisdição sobre os Estados do mazonas e de Roraima, aprovou seu planejamento estratégico e definiu uma matriz de indicadores contendo os 46 indicadores nacionais e indicadores específicos do Regional, totalizando 66 indicadores estratégicos. Não obstante, foi definido um portfólio de projetos contendo 4 projetos estratégicos a serem executados no período de a 4. Diante desse cenário, percebeu-se a dificuldade de criar e instituir um procedimento de coleta, validação e análise dessa quantidade de números. simples aquisição ou implementação de uma ferramenta de informática não seria capaz de solucionar o problema por completo, uma vez que haveria a necessidade de capacitar as pessoas, além da baixa maturidade do processo que poderia fazer com que a ferramenta se tornasse mais um problema a ser resolvido. Vislumbrou-se, portanto, a necessidade de uma maneira fácil de coletar e atualizar os dados periodicamente, evitando gastos com capacitação e aquisição de ferramentas e diminuindo resistências quanto à importância do monitoramento contínuo. Mais importante ainda do que a coleta era encontrar uma forma de propagar as informações necessárias de uma forma simples e de fácil assimilação, tornando possível a divulgação para um maior número de pessoas e possibilitar que ações sejam tomadas baseando-se em fatos e dados. om esse escopo, buscamos auxílio em diversos métodos e técnicas para o desenvolvimento de nossas ações das quais podemos destacar o uso da ferramenta de planilha eletrônico o BrOffice alc, uso da gestão a vista, do método 3 do sistema Toyota de produção (TPS) e do painel de indicadores (DashBoard). BrOffice alc maneira de se coletar os dados deveria envolver uma ferramenta simples e de fácil uso. Evitando a aplicação de mais uma ferramenta tecnológica exclusiva para alimentação de indicadores adotamos para o projeto a utilização do BrOffice alc. O BrOffice alc é um software de planilha eletrônica, concorrente do popular Microsoft Excel, que permite a inserção de dados em planilhas e células que podem ser manipuladas para resolução de equações matemáticas, elaboração de gráficos e tabelas. Suas vantagens em relação ao seu concorrente estão em ser uma alternativa de baixo custo, de alta qualidade e de código aberto. Ou seja, além de ser gratuito, não necessitando aquisição de licenças de softwares, o aplicativo já estava instalado em todo o parque tecnológico do Egrégio, permitindo o acesso às planilhas por todos os interessados. oleta dos indicadores coleta dos indicadores deve estar enraizada no dia-a-dia das pessoas, evitando ser um procedimento penoso e eventual. Por isso, cada indicador possui uma ficha (Tabela ) contendo instruções de preenchimento, fórmulas, forma de coleta, etc.

3 tributo Descrição Medida Índice de onfiança na Justiça do Trabalho, obtido em pesquisa de opinião específica. Processo/Subprocesso Gestão Estratégica Ser reconhecido como um dos Regionais mais céleres e Objetivo do Negócio ssociado eficientes na prestação jurisdicional, sendo considerado como um dos melhores locais para se trabalhar até 4. Esta medida tem como finalidade descobrirmos se as ações Porque Medir voltadas para o aumento da confiança na Justiça do Trabalho têm surtido efeito junto à sociedade. Fórmula Qtd. Pessoas que demonstram confiar na justiça do Trabalho / Total de entrevistados. Definição Operacional Percentual de pessoas que demonstram ter confiança na Justiça do Trabalho Responsável pela Medição NGE Freqüência de Medição nual Fonte dos Dados Pesquisa qualitativa Forma de oleta Instrumento de pesquisa e entrevista Unidade de Medida % Público lvo: Público que freqüenta o Fórum e o Tribunal Periodicidade/Eventos da nálise nual Método de nálise Quanto maior melhor ausa Provável da Variação Lentidão dos processos, condições das instalações, sentenças não favoráveis ções orretivas e Preventivas Prováveis tuar nos de menor avaliação Ferramenta para nálise das Medições Software estatístico brangência ( X ) Judicial ( ) dministrativa Local de rmazenamento \\Srvdoc\planejamento\3-NGE\3_Planejamento_Estratégico no/meta 3 4 9: N/D N/D,6,65,7,75 Distribuição Presidência, Magistrados, Diretoria do Tribunal Forma de apresentação: ( X ) relatório ( ) gráfico Tabela Ficha do Indicador Índice de confiança na Justiça do Trabalho Essas informações, além de constituir um verdadeiro Procedimento Operacional Padrão (POP), onde o responsável pela coleta possui um roteiro necessário para a obtenção do valor, fornece informações para análise e as prováveis causas que podem influenciar na variação da medição, as ações corretivas e preventivas prováveis que devem ser tomadas e a ferramenta utilizada para analisar as medições. De posse da ficha, o responsável realiza a coleta dos números e depois preenche a planilha eletrônica com os dados colhidos. ada setor responsável possui uma planilha eletrônica onde é informada a memória de cálculo dos indicadores, que deve ser preenchida até o dia do mês subsequente aos dados. Para facilitar o preenchimento, somente as células com cor laranja podem ser alteradas, como pode ser visto na Tabela. Dessa maneira, basta inserir os valores apurados, não sendo necessário efetuar nenhum cálculo, já que as fórmulas são calculadas automaticamente após a indicação do valor das variáveis.

4 Mémoria de álculo (Variáveis) BR MI JUN FONTE DOS DDOS (Ex.: PT, SIFI, etc.) Quantidade de itens da resolucao 9 NJ atendidos onforme POP anexo Quantidade de itens da resolucao 9 do NJ Ver planilha POP Quantidade de metas do PETI alcançadas Informativo semanal da SETI Quantidade total de metas do PETI Ver Planejamento Estrategico TI Tempo de indisponibilidade dos equipamentos (em horas) 78, ,944 79,7768 Sistema Zenoss Tempo de indisponibilidade dos sistemas (em horas) 79,36 743,7 79,36 Sistema Zenoss Tempo total do periodo (em horas) Sistema Zenoss Tabela Memória de cálculo dos indicadores do de Treinamento e oncurso Gestão a vista lém de uma ferramenta, envolvemos no projeto o conceito de gestão a vista. Este sistema de gestão, que podemos encarar como sendo uma filosofia empresarial, é uma forte ferramenta de comunicação organizacional, pois transmite a mensagem muitas vezes sem a necessidade de palavras, somente com a utilização de símbolos, cores e luzes, de modo que todos conseguem receber a mensagem, muitas vezes de uma forma lúdica. gestão à vista tem como objetivo disponibilizar as informações necessárias de uma forma simples e de fácil assimilação, buscando tornar mais fácil o trabalho diário e também a busca pela melhoria da qualidade. Ela torna possível a divulgação de informações para um maior número de pessoas, simultaneamente, e ajuda a estabelecer a prática de compartilhamento do conhecimento como parte da cultura organizacional. Entre as principais vantagens da utilização da gestão à vista, é permitir uma maior facilidade de assimilação das informações por parte da força de trabalho, pois estas estão sob a forma de gráficos, símbolos e diagramas. Outra vantagem é o fato de que todas as informações necessárias estão expostas a todos, permitindo melhor comunicação e consequentemente mais integração. Por meio da gestão à vista podemos expor os itens que são necessários serem controlados, os planos de ação, e demais informações pertinentes a cada setor de uma organização. finalidade de termos as informações a vista de todos é, principalmente, buscar o envolvimento e participação, pois por meio dela os problemas são expostos, e quando tomamos consciência de um problema já estamos no caminho para a sua solução. Ela facilita o controle, uma vez que permite a comparação com os padrões existentes de forma rápida. Método 3 O Sistema Toyota de Produção TPS, o mais conhecido sistema de qualidade do mundo, percebeu que a utilização de imensos relatórios fazia com que toda aquela informação fosse desprezada em virtude da falta de tempo para ler uma grandiosidade de informações. ssim, nasceu o método 3 onde todas as informações necessárias devem ser dispostas e registradas em uma única folha de papel tamanho 3 (4mm de altura e 97mm de largura). lém de condensar as informações, esse método

5 proporciona economia de papel, o que demonstra nosso comprometimento com a responsabilidade ambiental. No Tribunal, dentro de nossos projetos de melhoria e gerenciamento da rotina, adotamos a filosofia do TPS assim como suas ferramentas, tais como o Kaizen, grupos de melhoria, eliminação dos desperdícios e a gestão à vista. Diante da ausência de impressoras capazes de imprimir em formato 3, aumentamos o desafio e optamos por condensar todas as informações em no máximo uma página tamanho 4 ( mm de largura e 97 mm de altura), que corresponde à metade de uma folha 3. Painel de indicadores (Dashboard) om essas premissas definidas, partiu-se para a definição dos critérios de valoração dos indicadores, das metas e dos projetos que comporiam o painel de indicadores (DashBoard). Dependendo do desempenho de cada um desses elementos uma cor seria atribuída para facilitar a visualização. O indicador com desempenho igual ou superior a 9 por cento da meta receberia três pontos, por exemplo, o de desempenho intermediário entre 6 e 9 por cento da meta receberia dois pontos, o de desempenho inferior a 6 receberia um ponto e o que não fosse medido ou estivesse com os dados indisponíveis não receberia pontos. Essa pontuação pode ser escolhida de modo a permitir ao gestor estabelecer pesos em relação ao alcance das metas, de acordo com a realidade organizacional. lém da pontuação, o desempenho do indicador é representado através de cores, conforme Figura. Indicador não disponível ( ponto) Menor que 6% de consecução da meta ( ponto) Entre 6% a 9% de consecução da meta ( pontos) Maior ou igual a 9% de consecução da meta (3 pontos) Figura ritérios dos faróis de desempenho dos indicadores Os indicadores estão agrupados em oito temas estratégicos. ada tema possui uma avaliação semelhante às dadas pelos indicadores. Para cada indicador da meta será dado um valor conforme o desempenho (3 pontos para verde, pontos para amarelo, ponto para vermelho, ponto para o não disponível); média das pontuações obtidas do conjunto de indicadores de cada objetivo determinará a situação do objetivo, como mostra a Figura., de média (Indicadores não mensurados), a,5 de média,5 a,5 de média,5 a 3 de média Figura ritérios dos faróis de desempenho dos temas Por fim, o desempenho dos projetos estratégicos também deve ser analisado na busca de atender os objetivos estratégicos. Figura 3 define as cores que cada projeto deve receber de acordo com sua situação.

6 Projeto cancelado ou indefinido (sem planejamento iniciado) Parado ou com problemas, necessário reavaliar o projeto. om atrasos, não considerados críticos. ndamento normal. Projeto concluído. Figura 3 ritérios dos faróis de desempenho dos projetos estratégicos Os gráficos de pizza (Figura 4) mostram o desempenho dos indicadores separados pelas 8 (oito) metas estratégicas recebendo coloração conforme descrito acima. Figura 4 Exemplo de temas estratégicos em gráficos de pizza Na visualização dos indicadores estratégicos (Figura 5) a barra verde escura representa o tema estratégico. primeira coluna representa a média do tema. segunda coluna possui o nome do tema, sendo as demais colunas cabeçalho dos indicadores.. Eficiência Operacional Meta 64% 77% 4%. Índice de atendimento à demanda (NJ5). Índice de agilidade no julgamento (NJ6). Índice de processos antigos (NJ7) Figura 5 Indicadores estratégicos Meta 4 N/D 5,% 9,% 3,% or N/D 97,% 74,4%,% or N/D 4,%,67%,% or primeira coluna dos indicadores é calculada conforme alcance da meta e recebe a coloração conforme descrito acima. s demais colunas representam, respectivamente, o nome do indicador, o valor medido no ano anterior, o valor da meta do ano corrente, a situação medida atualmente, a meta final em 4 e a sigla do setor responsável pela coleta. O gráfico de desempenho dos setores (Figura 6) visa mostrar o desempenho do setor responsável pela coleta dos dados. Essa disposição permite, também, ser uma forma de estimular a competição sadia entre setores, pois permite a intercomparação, e possibilita aos gestores o estímulo aos seus colaboradores pela melhoria de

7 desempenho e desta forma é possível a visualização de quem está em melhor situação favorecendo o benchmarking interno. Figura 6 Desempenho dos setores Legenda: S - ssessoria de omunicaçao Social S - ção Social EMEJ - entro de Memoria or - orregedoria DG - Diretoria Geral Dist - Distribuição dos Feitos da a. Instancia EJ - Escola Judicial MP - Material e Patrimonio NPE - Nucleo de Planejamento Estrategico Ouv - Ouvidoria SD - Secretaria de oordenacao dministrativa SF - Secretaria de oordenacao Financeira SJ - Secretaria de oordenacao Judiciaria Seg - Segurança SETI - Secretaria de Tecnologia da Informaçao SG - Serviços Gerais SM - Medico SOF - Serviço de Orçamento e Finanças SP - Serviço de Pessoal ST - de Treinamento e oncurso STP - Secretaria do Tribunal Pleno e Turmas omo resultado desse trabalho, criamos o monitoramento visual de nossos projetos por meio da matriz de Projetos Estratégicos versus Objetivos Estratégicos (Figura 7). Em uma única pagina 4 é possível visualizar a situação macro de cada projeto, e, por conseguinte, o quanto eles estão contribuindo para atingirmos nossos objetivos estratégicos. Já para o acompanhamento dos indicadores, por meio de uma única página 4, utilizando de toda a teoria apresentada acima, conseguimos acompanhar a situação de todos os nossos indicadores de desempenho, conforme pode ser visto na Figura 8. Devido as margens padronizadas desse documento, ficou um pouco prejudicada a compreensão do documento em virtude da distorção provocada pelo redimensionamento da imagem. ontudo, é possível visualizar claramente pelas cores a situação dos indicadores estratégicos do órgão. Ora, se a predominância de cor for verde é sinal que estamos cumprindo as metas, se for amarelo é sinal de alerta e devemos corrigir nossa trajetória, se for vermelho devemos parar e replanejar nossas ações e, caso seja cinza, devemos agir para colher os indicadores imediatamente.

8 Tribunal Regional do Trabalho da ª Região Núcleo de Planejamento Estratégico Relação Projetos x Objetivos Estratégicos Temas Objetivo Estratégico.-Buscar a excelência na gestão de custos operacionais. - Eficiência operacional.-gilizar os trâmites judiciais e administrativos. - cesso ao Sistema de.-proximar a Justiça do Trabalho ao idadão. Justiça.-Promover a efetividade no cumprimento das decisões 3 - Responsabilidade Social e 3.-Promover a cidadania. mbiental 3.-Promover a responsabilidade sócio-ambiental. 4 - linhamento e Integração 4.-Promover o alinhamento estratégico em todas as unidades do Regional 5.-primorar a comunicação com o público interno e externo 5 - tuação Institucional 5.-Preservar a memória e fortalecer a imagem institucional do Regional 5.3-Fortalecer as relações com outros Tribunais e instituições públicas e privadas 6.-Desenvolver conhecimentos, habilidades e atitudes dos magistrados e servidores com foco na estratégia. 6 - Gestão de Pessoas 6.-Desenvolver lideranças e promover a motivação e o comprometimento com os objetivos da instituição. 6.3-Buscar a melhoria contínua do clima organizacional e da qualidade de vida dos servidores. 7.-Promover a inovação, integração e a permanente atualização dos sistemas de informação. 7 - Infraestrutura e Tecnologia 7.-Garantir a disponibilidade de sistemas essenciais de Tecnologia da Informação. 7.3-Garantir a infraestrutura física e material necessário. 8 - Orçamento 8.Buscar a excelência na gestão orçamentária, assegurando a execução da Estratégia. PROJETOS. - Vídeo Institucional e artilha do Trabalhador. - Programa de treinamento em Sistemas Informatizados.3 - Programa de capacitação em técnicas de gestão em parceria com Instituições de Ensino Superior.4 - Programa de capacitação em conhecimentos judiciais em parceria com Instituições de Ensino Superior.5 - riação da "Equipe Kaizen (Melhoria contínua).6 - Programa de doação de excedentes (remédios, livros, papel, brinquedos, alimentos, roupa,...) 3. - Reestruturação do Serviço de omunicação Social Parcerias com veículos de comunicação iclo de Eventos no Memorial 4. - Projeto de Reedificação do prédio sede do TRT Novas instalações do Fórum Trabalhista de Manaus 4.3 Modernização das Varas do Interior 5. - Modernização dos Equipamentos de Informática 5. e Implementação de Sistema de Monitoramento de Indicadores Desenvolvimento e Implantação do Processo dministrativo Eletrônico Desenvolvimento e Implantação do Processo Judicial Eletrônico Instalação do Sítio Backup e Sala ofre Instalação do Ponto Eletrônico 6. - riação de um Juízo de Execução em Manaus 6. - riação de 6(dezesseis) novas Varas em Manaus, de acordo com a lei, mais quatro Varas no Interior ao norte do Estado do mazonas sendo uma Implantação do Gerenciamento de Rotina nas Varas e Gabinetes do Regional 7. - riação e Estruturação da Secretaria de Planejamento Estratégico 7. - Project Management Office riação do RE Relatório de valiação Estratégia 8. - ampanha de responsabilidade ambiental Legenda: Figura 7 Relação dos projetos estratégicos versus Objetivos Estratégicos Projetos E E E E E oncluído E Execução no prazo ndando com atraso P Parado ancelado

9 Núcleo de Gestão Estratégica Tribunal Regional do Trabalho da ª Região Informativo do Núcleo de Planejamento Estratégico Site: no - º Semestre Presidente: Des. Fed. Valdenyra Farias Thomé Diretor Geral: Luiz Fernando Simões raújo Presidente da omissão de Planejanemento Estratégico: Des. Fed. Valdenyra Farias Thomé Diretor(a) do Núcleo de Planejamento Estratégico: Marinilza Belem Taveira Responsável pela Publicação: Matheus Gibram ampos riado em: 8/8/ 8:49. Eficiência Operacional. cesso ao Sistema de Justiça 3. Responsabilidade Social 4. linhamento e Integração 5. tuação Institucional 6. Gestão de Pessoas 7. Infraestrutura e Tecnologia 8. Orçamento ; ; % % 3; 5; % % ; 6; 44% 4% ; ; % 33% ; 67% ; 5% ; % ; 5% ; 5% ; % 3; % ; % 3; 33% 6; ; % 67% ; 8% 5; 5; 4% 4% ; 8% ; % ; % ; % 6; 67% ; % ; 33% ; 67% ores,9,6,6. Eficiência Operacional Meta Meta 4. cesso ao Sistema de Justiça Meta Meta 4. - Índice de acesso à Justiça 37%. - Eficiência Operacional (NJ) 4558,3 5 R$ 3.796,3 49 SF 8% N/D 78,5% 63,64% 89,% or (NJ6). - Eficiência na arrecadação de. - Taxa de ongestionamento na 33% 9,4% 7,% 3,4%,% SF 64%,3% 6,% 93,99% 45,% or receitas (NJ) fase de execução (NJ7).3 -Produtividade do Magistrado 77%.3 - usto médio da Justiça Itinerante,66 39, R$ 4,4 39, or 4% ,% or (Execução) (NJ8).4 - Índice de investimento em 36%,4%,4%,5%,% SETI 3. Responsabilidade Social Meta Meta 4 Tecnologia e omunicação.5 - Índice de Investimento em 3.-Número de pessoas beneficiadas 74% N/D,8%,59%,% SF 445% S Terceirizados por projetos sociais (NJ9).6 - Índice de Investimento em 3.-Redução do consumo de papel % 3,8% 8,%,%,% SF -739%,6% -4,% 9,58% -,% MP mpliação de Infraestrutura (NJ3).7 - Índice de investimento em 3.3-Redução do consumo de água %,6%,5%,6% 4,% SF 8% 656,4 53, 6,3 43,96 SG Manutenção de Infraestrutura (NJ4) - m3.8 - Taxa de ongestionamento 3.4-Redução do consumo de energia 78%,46%,% 6,8% 5,% or -% -3,78% -,%,4% -5,% SG (conhec.) (NJ3) (NJ5) - KWh.9 - Produtividade do Magistrado 4% 69,56 948, ,9 or 3 4. linhamento e Integração Meta Meta 4 (conhec.) (NJ4). Índice de atendimento à 4. Índice de alcance das metas 64% N/D 5,% 9,% 3,% or 97% 37,3% 4,% 38,8%,% NPE demanda (NJ5) (NJ33). Índice de agilidade no 4. - Índice de gestão participativa 77% N/D 97,% 74,4%,% or %,%,%,%,% NPE julgamento (NJ6) (NJ). Índice de processos antigos Índice de sucesso na execução 4% N/D 4,%,67%,% or 4% 6,67% 4,% 4,67%,% NPE (NJ7) dos projetos estratégicos (NJ).3 Índice de agilidade na tramitação dos processos de aquisição de bens e serviços (NJ8) 8,% n/i 95,% SD 5. tuação Institucional Meta Meta 4 5. Índice de publicação do conteúdo.4 - Índice de virtualização dos %,% 4,%,%,% SETI % integral dos processos na Internet,% 9,%,%,% SETI processos (NJ9) (NJ6) 5. Índice de informações.5 - Índice de agilidade na 5,% n/i 95,% SJ % orçamentárias e financeiras,% 9,%,%,% SETI publicação dos acórdãos (NJ) disponibilizadas na Internet (NJ7).6. - Prazo Médio da ª udiência Índice de inserções institucionais 8% SETI 58% S (Ord) na mídia (NJ8).6. - Prazo Médio da ª udiência Índice de matérias institucionais 8% SETI 67% 6,%,% 9,% S (Sum) positivas (NJ9).7 Prazo de atendimento na Índice de promoção de valores % Dist % N/D 3 ST Distribuição (Reclamação Verbal) éticos e morais (NJ5) Índice de visitas nos eventos do 57%.8 - Prazo Médio da Execução N/D 3 4 or % EMEJ Memorial do Regional Índice de aproveitamento das.9. - Prazo Médio de Julgamento na práticas constantes no Banco de Boas 3% STP % 6 5 NPE ª Instância (Ord) Práticas de Gestão do Poder Judiciário (NJ).9. - Prazo Médio de Julgamento na Índice de parcerias estratégicas 9% STP 6% 6 NPE ª Instância(Sum) internas ao Poder Judiciário (NJ3). - Prazo Médio de tendimento da Índice de parcerias estratégicas 75% 5:5 6: 9: 4: SETI % NPE Informática (NJ4). - Prazo Médio de tendimento da 44% 33:4 : :57 4: SG 6. Gestão de Pessoas Meta Meta 4 Manutenção 6. Índice de capacitação nas. - Prazo Médio para Elaboração 3 4 n/i 5 DG 7% competências estratégicas e técnicas 3,% 8,% 5,63% 4,% ST de Projetos de Engenharia de gestão (NJ3).3 - Prazo Médio para umprimento 6. Índice de atingimento do Plano 9% N/D,4 or 56% 89,% 3,% 6,67% 6,% ST dos Mandados Nacional de apacitação (NJ3) 6.3 Percentual do orçamento de 37% custeio aplicado em capacitação,%,9%,7%,3% SOF Desempenho dos es (NJ3) 6.4 Índice de capacitação nas 9% 5,% 8,%,7% 3,% ST/EJ competências judiciárias 6.5. Índice de rotatividade dos 436% 5,5%,75%,63%,% SP servidores em ª Instância S 6.5. Índice de rotatividade dos 647% 6,8%,75%,7%,% SP servidores em ª Instância S Índice de rotatividade dos % N/D,%,%,% SP servidores externa EMEJ Quantidade de ações para a 7% promoção de troca de experiência 7 S or 4 6 realizadas ao ano Índice do clima Organizacional DG N/D 5,% n/i 8,% ST (NJ34) Dist EJ MP NPE 6 Ouv SD SF SJ Seg SETI SG SM SOF SP ST STP 5 7 3,% 5,% 5,% 75,%,% Legenda: S - ssessoria de omunicaçao Social MP -Material e Patrimonio SETI - Tecnologia da Informaçao S - ção Social NPE - Nucleo de Planejamento Estrategico SG - Serviços Gerais EMEJ - entro de Memoria Ouv - Ouvidoria SM - Medico or - orregedoria SD - Secretaria de oordenacao dministrativa SOF - Orçamento e Finanças SF - Secretaria de oordenacao Financeira SP - Serviço de Pessoal DG - Diretoria Geral Dist - Distribuição dos Feitos da a. Instancia SJ - Secretaria de oordenacao Judiciaria ST - Treinamento e oncurso EJ - Escola Judicial Seg - Segurança STP - Tribunal Pleno/Turmas % Índice de absenteísmo (NJ35) 3,54%,9% 3,87%,6% SP Índice de prevenção de saúde 6% 4,% 46,%,% SM (NJ36) 6. Índice de Satisfação com o % N/D 6,%,% 75,% Ouv tendimento Médico 7. Infraestrutura e Tecnologia Meta Meta Índice de treinamento nos 3%,6 4,, SETI Sistemas Tecnológicos 7. - Quantidade de soluções 5% tecnológicas desenvolvidas no ano, 4 5 SETI com foco na estratégia Índice de aderência aos padrões 9% 65,78% 7,% 76,3%,% SETI mínimos de TI (NJ37) Índice de aderência às PETI % (Planejamento Estratégico de TI) 7,96% 7,% 7,97%,% SETI (NJ4) Índice de disponibilidade de 4% infraestrutura de equipamentos de 98,8% 96,% 99,97% 99,% SETI tecnologia (NJ4) Índice de disponibilidade de 4% 98,8% 96,% 99,88% 99,99% SETI sistemas on-line (NJ43) Índice de satisfação com as N/D 4,% n/i 7,% Ouv instalações físicas (NJ39) Índice de condições de trabalho 5,% n/i 7,% SM/S (NJ4) Índice de unidades com % segurança armada e/ou eletrônica em 4,% 5,%,%,% Seg período integral (NJ38) 8. Orçamento Meta Meta 4 8. Índice de orçamento estratégico % N/D,6%,%,5% SOF (NJ44) 8. Índice de execução do N/D,% n/i,% SOF/NPE orçamento estratégico (NJ45) 8.3 Índice de execução do 57% 97,46%,% 56,95%,% SOF orçamento disponibilizado (NJ46) Figura 8 - Painel de Bordo de ontrole dos Indicadores Estratégicos

10 Essa visualização fez com que houvesse uma diminuição de 85% do número de indicadores não medidos ou não informados pelos setores responsáveis. demais, dos 7 (sete) indicadores ainda não medidos esse ano, 3 (três) serão avaliados através de pesquisa de clima organizacional realizada anualmente no mês de setembro. Podemos observar essa melhoria na Figura 9. Figura 9 omparativo entre as situações dos indicadores estratégicos em e no primeiro semestre de Em relação aos projetos estratégicos havia 9 (nove) projetos parados em e apenas 4 concluídos. Já no primeiro semestre de, foi possível planejar e colocar em execução % dos projetos parados, além do aumento de 5% dos projetos concluídos, conforme Figura. Figura omparativo entre as situações dos projetos estratégicos em e no primeiro semestre de Destarte, fica demonstrada a importância do modelo adotado para o acompanhamento, a análise e a avaliação sistemática e rotineira dos indicadores e dos projetos estratégicos de nosso Tribunal.

11 ONLUSÃO Pelo exposto, notamos que o caráter inovador do projeto está no uso das próprias ferramentas já utilizadas para outras finalidades, como realização dos cálculos trabalhistas, adaptando o seu uso para efetuar uma coleta de dados e análise estratégica. utilização dos princípios da Gestão à Vista já acontece dentro do ambiente industrial para o qual foi criado. Porém, a utilização desse método de trabalho dentro do ambiente de serviços ainda é pouco explorada. Quando falamos então de Gestão Pública, as iniciativas são incipientes. Desse modo, a adoção dessas ferramentas proporciona ao TRT da ª Região um pioneirismo em gestão, caracterizando uma inovação em termos de processos. demais, o sistema de monitoramento de indicadores possibilitou a atualização mensal dos dados da organização, possibilitando aos gestores informações atualizadas que norteiam o direcionamento dos investimentos nas atividades mais críticas. Outra vantagem, é que devido a sua simplicidade e o seu caráter lúdico os próprios colaboradores passam a ter conhecimento da situação da organização, podendo contribuir com suas sugestões e ajudando a garantir o sucesso com as mesmas informações que dispõe a alta administração. transparência dos indicadores estratégicos, alinhados com uma gestão mais participativa, permitiu quantificar os resultados e dar melhores condições de alcançar nossa visão de futuro. o utilizar um software gratuito de planilha eletrônica, disponível em todos os tribunais, de simples manuseio, sem uso de programação e facilmente adaptável, bastando o preenchimento dos indicadores e das metas estratégicas de cada órgão. O sistema de monitoramento de indicadores do Tribunal Regional do Trabalho da ª Região é capaz de ser replicado em todos os órgãos do Poder Judiciário. O sistema de monitoramento dos indicadores, através da ampliação da divulgação, fez com que houvesse um acompanhamento do impacto, provocado pelos planos de ações, no desempenho da organização como um todo, integrando e alinhando as ações e atividades de todos os setores envolvidos na consecução de um judiciário trabalhista mais forte, mais transparente e mais eficiente. Diante do exposto, notamos que a utilização de uma ferramenta gratuita, que automatiza a coleta sem intervenção da área de tecnologia da informação (informática), de fácil manutenção e sem necessidade de treinamentos e capacitações complexos possibilitou, a esse projeto, adquirir o máximo de utilização eficiente dos recursos financeiros e de pessoal, fazendo com que a ferramenta se adaptasse às pessoas e não que as pessoas se adaptassem às novas ferramentas tecnológicas, muitas vezes implantadas a qualquer custo.

ANEXO I MATRIZ DE INDICADORES E METAS

ANEXO I MATRIZ DE INDICADORES E METAS ANEXO I MATRIZ DE INDICADORES E S 31 MATRIZ DE INDICADORES e S Indicador 1 - Visão Visão: Ser reconhecido como um dos 10 Regionais mais céleres e eficientes na prestação jurisdicional, sendo considerado

Leia mais

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional.

Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Tema 1: Eficiência Operacional Buscar a excelência na gestão de custos operacionais. Garantir a economicidade dos recursos e a melhor alocação dos recursos necessários à prestação jurisdicional. Agilizar

Leia mais

(ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES

(ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES (ANEXO 1) FICHA DOS INDICADORES Indicador 01 INDICADOR: Índice de confiança no Poder Judiciário (1 CNJ) Confiança da sociedade no Poder Judiciário CNJ Pesquisa de opinião contratada pelo CNJ Identificar

Leia mais

TJM-RS NGE-JME-RS. Anexo I - 2.2.3 - Levantamento de dados históricos Projetos TJM/RS de 2009 a 2014

TJM-RS NGE-JME-RS. Anexo I - 2.2.3 - Levantamento de dados históricos Projetos TJM/RS de 2009 a 2014 2013 TJM-RS NGE-JME-RS Anexo I - 2.2.3 - Levantamento de dados históricos Projetos TJM/RS de 2009 a 2014 [PAINEL DE INDICADORES-TJM-RS] Contém os indicadores do do Tribunal de Justiça Militar do Rio Grande

Leia mais

12.1 AÇÕES E INDICAÇÕES DE PROJETOS

12.1 AÇÕES E INDICAÇÕES DE PROJETOS 43 Considerando os Objetivos Estratégicos, Indicadores e Metas, foram elaboradas para cada Objetivo, as Ações e indicados Projetos com uma concepção corporativa. O Plano Operacional possui um caráter sistêmico,

Leia mais

a) Identificação do órgão/unidade: Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (Amazonas/Roraima)

a) Identificação do órgão/unidade: Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (Amazonas/Roraima) a) Identificação do órgão/unidade: Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (Amazonas/Roraima) b) E-mail para contato e envio de informações: vicente.tino@trt11.jus.br c) Nome do trabalho/projeto: Sistema

Leia mais

Indicadores - Perspectiva Sociedade

Indicadores - Perspectiva Sociedade Indicadores - Perspectiva Sociedade Fortalecer a imagem institucional da Justiça do Trabalho IMAGEM ORGANIZACIONAL GRAU DE CONFIANÇA NA JUSTIÇA DO TRABALHO Mede o grau de confiança dos advogados e partes

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Dezembro/2010 2 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Missão: Prover soluções efetivas de tecnologia

Leia mais

a) Identificação do órgão/unidade: Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (Amazonas/Roraima)

a) Identificação do órgão/unidade: Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (Amazonas/Roraima) Apresentação a) Identificação do órgão/unidade: Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (Amazonas/Roraima) b) E-mail para contato e envio de informações: eiko.hirata@trt11.jus.br c) Nome do trabalho/projeto:

Leia mais

INDICADORES E METAS DO TRT7 OBJETIVO ESTRATÉGICO TRT 7ª REGIÃO Nº.1.

INDICADORES E METAS DO TRT7 OBJETIVO ESTRATÉGICO TRT 7ª REGIÃO Nº.1. 34 Os indicadores são índices utilizados para aferir resultados. O TRT da 7ª Região adotou indicadores aferidos pelo CNJ e criou outros considerados relevantes para o processo decisório da gestão institucional,

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação (PETI) Secretaria de Tecnologia da Informação Florianópolis, março de 2010. Apresentação A informatização crescente vem impactando diretamente

Leia mais

Administração Judiciária

Administração Judiciária Administração Judiciária Planejamento e Gestão Estratégica Claudio Oliveira Assessor de Planejamento e Gestão Estratégica Conselho Superior da Justiça do Trabalho Gestão Estratégica Comunicação da Estratégia

Leia mais

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS PAINEL DE ES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2014 SOCIEDADE: Prestar serviços de excelência 1 Índice de respostas a contatos dirigidos à Ouvidoria Mede o percentual de contatos dirigidos à Ouvidoria que receberam

Leia mais

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS PAINEL DE ES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2013 SOCIEDADE: Prestar serviços de excelência 1 Índice de respostas a contatos dirigidos à Ouvidoria Mede o percentual de contatos dirigidos à Ouvidoria que receberam

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC

Planejamento Estratégico de TIC Planejamento Estratégico de TIC Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe 2010 a 2014 Versão 1.1 Sumário 2 Mapa Estratégico O mapa estratégico tem como premissa de mostrar a representação visual o Plano

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO 2010-2014

PLANO ESTRATÉGICO 2010-2014 17/3/2014 PLANO ESTRATÉGICO 2010-2014 RELATÓRIO DE ANÁLISE ESTRATÉGICA (BSC) PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO ACRE DIRETORIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA DIGES/GEPLA Apresentação O relatório de análise do BSC objetiva

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Relatório de Informações Gerenciais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Relatório de Informações Gerenciais PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Relatório de Informações Gerenciais Setorial do 1º Semestre de 2013 DIRETORIA GERAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÂO DGTEC RELATÓRIO DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS 1º

Leia mais

A Estratégia do Conselho da Justiça Federal 2015/2020 CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015

A Estratégia do Conselho da Justiça Federal 2015/2020 CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015 A Estratégia do Conselho da Justiça Federal CJF-POR-2015/00359, de 26 de agosto de 2015 SUEST/SEG 2015 A estratégia do CJF 3 APRESENTAÇÃO O Plano Estratégico do Conselho da Justiça Federal - CJF resume

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Estruturar e implantar uma unidade administrativa para assessorar a alta administração do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais em relação à elaboração e ao

Leia mais

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ MISSÃO: Garantir prestação jurisdicional rápida, acessível e efetiva no âmbito da sua competência. DESCRIÇÃO DA MISSÃO: A Justiça Federal no Paraná existe para garantir direitos

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Institui o Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação no âmbito do Poder Judiciário. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA

A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA A EXPERIÊNCIA DO TRT DA 10ª REGIÃO NA IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO ESTRATÉGICA Fabiana Alves de Souza dos Santos Diretora de Gestão Estratégica do TRT 10 1/29 O TRT da 10ª Região Criado em 1982 32 Varas do Trabalho

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação do TRT 11 a Região AM/RR

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação do TRT 11 a Região AM/RR TRT11 a Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação do TRT 11 a Região AM/RR (MINUTA) Atendendo a RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento e a Gestão Estratégica

Leia mais

*486EBBAA* PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO)

*486EBBAA* PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) ** PROJETO DE LEI N.º, de 2014. (DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO) Dispõe sobre a criação de cargos de provimento efetivo e de cargos em comissão no Quadro de Pessoal da Secretaria do Tribunal Regional

Leia mais

PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA DA JME/RS

PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA DA JME/RS PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA DA JME/RS PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA DA JME APRESENTAÇÃO Este projeto trata do Planejamento de Comunicação da Estratégia da Justiça Militar do Estado do

Leia mais

Manual de Gerenciamento de Projetos

Manual de Gerenciamento de Projetos TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO ASSESSORIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA ESCRITÓRIO DE PROJETOS ESTRATÉGICOS (EPE) Manual de Gerenciamento de Projetos SISTEMA DE GESTÃO ESTRATÉGICA Anexo da Portaria

Leia mais

6 - Garantir recursos orçamentários necessários para funcionamento do Poder Judiciário Estadual.

6 - Garantir recursos orçamentários necessários para funcionamento do Poder Judiciário Estadual. 5.4. ORÇAMENTO Objetivo Estratégico: 6 - Garantir recursos orçamentários necessários para funcionamento do Poder Judiciário Estadual. Descrição do Objetivo: Garantir a disponibilização dos recursos necessários

Leia mais

Número do Recibo:83500042

Número do Recibo:83500042 1 de 21 06/06/2012 18:25 Número do Recibo:83500042 Data de Preenchimento do Questionário: 06/06/2012. Comitête Gestor de Informática do Judiciário - Recibo de Preenchimento do Questionário: GOVERNANÇA

Leia mais

(ANEXO 2) FICHA DOS PROJETOS

(ANEXO 2) FICHA DOS PROJETOS (ANEXO 2) FICHA DOS PROJETOS 1 - SUAP - Sistema Unificado de Acompanhamento Processual Implantar, a partir de diretrizes do CSJT, sistema único de acompanhamento processual, em substituição aos diversos

Leia mais

Questionário de Governança de TI 2014

Questionário de Governança de TI 2014 Questionário de Governança de TI 2014 De acordo com o Referencial Básico de Governança do Tribunal de Contas da União, a governança no setor público compreende essencialmente os mecanismos de liderança,

Leia mais

Processo Judicial Eletrônico: Juizados Especiais Cíveis

Processo Judicial Eletrônico: Juizados Especiais Cíveis Processo Judicial Eletrônico: Juizados Especiais Cíveis BPM Day Serra Gaúcha 2013 Carolina Möbus Volnei Rogério Hugen O Poder Judiciário De acordo com o fundamento do Estado, o Poder Judiciário tem a Missão

Leia mais

ÍNDICE. Introdução 2. Missão 4. Visão de Futuro 5. Objetivos Estratégicos 6. Mapa Estratégico 7. Metas, Indicadores e Ações 8. Considerações Finais 22

ÍNDICE. Introdução 2. Missão 4. Visão de Futuro 5. Objetivos Estratégicos 6. Mapa Estratégico 7. Metas, Indicadores e Ações 8. Considerações Finais 22 ÍNDICE Introdução 2 Missão 4 Visão de Futuro 5 Objetivos Estratégicos 6 Mapa Estratégico 7 Metas, Indicadores e Ações 8 Considerações Finais 22 1 INTRODUÇÃO O Plano Estratégico do Supremo Tribunal de Federal,

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 Versão 1.0 1 APRESENTAÇÃO O Planejamento

Leia mais

ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL

ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL 1 SUMÁRIO DIAGNÓSTICO GERAL...3 1. PREMISSAS...3 2. CHECKLIST...4 3. ITENS NÃO PREVISTOS NO MODELO DE REFERÊNCIA...11 4. GLOSSÁRIO...13 2 DIAGNÓSTICO GERAL Este diagnóstico é

Leia mais

Construção do Plano Estratégico 2015-2020. Revisão da Identidade Estratégica Comissão de Planejamento Estratégico 10/10/2014

Construção do Plano Estratégico 2015-2020. Revisão da Identidade Estratégica Comissão de Planejamento Estratégico 10/10/2014 Construção do Plano Estratégico 2015-2020 Revisão da Identidade Estratégica Comissão de Planejamento Estratégico 10/10/2014 2 Objetivo da Reunião Apresentar a contribuição institucional, discutir propostas

Leia mais

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014.

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. Regulamenta as atribuições e responsabilidades da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região e dá

Leia mais

Garantir efetividade na tramitação dos processos judiciais e administrativos e assegurar a razoável duração do processo.

Garantir efetividade na tramitação dos processos judiciais e administrativos e assegurar a razoável duração do processo. Eficiência Operacional. Buscar a efetividade nos trâmites judiciais e administrativos. Garantir efetividade na tramitação dos processos judiciais e administrativos e assegurar a razoável duração do processo.

Leia mais

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Diretoria Geral de Planejamento, Coordenação e Finanças (DGPCF) 0301- Tribunal de Justiça.

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Diretoria Geral de Planejamento, Coordenação e Finanças (DGPCF) 0301- Tribunal de Justiça. ESTRUTURA PROGRAMÁTICA - PROPOSTA 2016 UNIDADE - UO 0301 PROGRAMA PROGRAMA Garantir o pagamento pelo efetivo serviço exercido por magistrados e servidores, bem como as obrigações de responsabilidade do

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 08/08/2014 19:53:40 Endereço IP: 150.164.72.183 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Diagnóstico da Governança - Práticas de Gestão Recomendadas v02

Diagnóstico da Governança - Práticas de Gestão Recomendadas v02 1 de 30 16/11/2015 15:16 Diagnóstico da Governança - Práticas de Gestão Recomendadas v02 Prezado(a) Como o OBJETIVO de apurar o nível de maturidade em governança da Justiça Federal, foi desenvolvido instrumento

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 13/06/2014 14:08:02 Endereço IP: 177.1.81.29 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PETIC DO TRT DA 3ª REGIÃO RESUMO EXECUTIVO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PETIC DO TRT DA 3ª REGIÃO RESUMO EXECUTIVO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PETIC DO TRT DA 3ª REGIÃO RESUMO EXECUTIVO Planejamento Estratégico de TIC TRT3 Sumário 1. Missão, Visão, Valores... 1 2. MAPA ESTRATÉGICO

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Implantação de solução de armazém de dados, denominada SIJUD Sistema de Informações Estratégicas do Judiciário, seguindo os conceitos estabelecidos para esse tipo

Leia mais

Infraestrutura e Tecnologia

Infraestrutura e Tecnologia Tema: Infraestrutura e Tecnologia. Objetivo Estratégico: Garantir a infraestrutura apropriada às atividades administrativas e judiciais. Descrição do Objetivo: Prover os recursos materiais e tecnológicos

Leia mais

PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SGPe Nº 066/2011 Dispõe sobre a estrutura da Escola Judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região e dá outras

PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SGPe Nº 066/2011 Dispõe sobre a estrutura da Escola Judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região e dá outras PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SGPe Nº 066/2011 Dispõe sobre a estrutura da Escola Judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região e dá outras providências. O DESEMBARGADOR-PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL

Leia mais

ANEXO VII FICHA DE INSCRIÇÃO

ANEXO VII FICHA DE INSCRIÇÃO ANEXO VII FICHA DE INSCRIÇÃO MINISTÉRIO SUPERVISOR: Ministério da Educação ÓRGÃO/ENTIDADE: Universidade Federal de Santa Maria/RS DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL: Campus Centro de Educação da UFSM RESPONSÁVEL:

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 12/06/2014 13:58:56 Endereço IP: 200.252.42.196 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Manual de utilização do Sistema Hórus

Manual de utilização do Sistema Hórus Manual de utilização do Sistema Hórus Sistema Hórus: Objetivo: Introduzir o usuário ao ambiente do Sistema Hórus. Informações disponibilizadas: significado da palavra Hórus ; versão do sistema; data da

Leia mais

SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS

SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS 1 FINALIDADE DO PROJETO ESTRATÉGICO Simplificar e padronizar os processos internos, incrementando o atendimento ao usuário. Especificamente o projeto tem o objetivo de: Permitir

Leia mais

A Estratégia de TIC do Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso

A Estratégia de TIC do Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. A Estratégia de TIC do Poder Judiciário do Estado de Mato

Leia mais

1 APRESENTAÇÃO. Página 3 de 16

1 APRESENTAÇÃO. Página 3 de 16 Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 3 2 OBJETIVOS... 4 3 PÚBLICO-ALVO DA GESTÃO ESTRATÉGICA... 4 4 INFORMAÇÕES SOBRE O MODELO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DO TCE/RN... 5 4.1 DIRECIONADORES ESTRATÉGICOS... 5 4.2 OBJETIVOS

Leia mais

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DO NÚCLEO DE INFRAESTRUTURA E COMUNICAÇÕES

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DO NÚCLEO DE INFRAESTRUTURA E COMUNICAÇÕES MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DO NÚCLEO DE INFRAESTRUTURA E COMUNICAÇÕES CHEFE DO NÚCLEO DE INFRAESTRUTURA E COMUNICAÇÕES (FC-6) Área: Administrativa Unidade: Secretaria de Tecnologia da Informação e

Leia mais

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 1 Missão 2 Exercer o controle externo da administração pública municipal, contribuindo para o seu aperfeiçoamento, em benefício da sociedade. Visão Ser reconhecida

Leia mais

ESCOLA JUDICIAL DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 16ª REGIÃO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO QUALIFICAR

ESCOLA JUDICIAL DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 16ª REGIÃO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO QUALIFICAR PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO QUALIFICAR CALENDÁRIO DE CURSOS EXERCÍCIO 2011 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2011-2015 PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO QUALIFICAR Escopo Capacitar magistrados e servidores em gestão

Leia mais

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2010-2014

PAINEL DE INDICADORES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2010-2014 PAINEL DE ES ESTRATÉGICOS DO TRE-RS 2010-2014 SOCIEDADE: 1. Garantir a legitimidade do processo eleitoral 01 CONFIANÇA NO PROCESSO ELEITORAL Mede o grau de confiança da população gaúcha em relação ao processo

Leia mais

Relatório Metas Nacionais do Judiciário Diagnóstico Situacional TJAL

Relatório Metas Nacionais do Judiciário Diagnóstico Situacional TJAL Relatório Metas Nacionais do Judiciário Diagnóstico Situacional TJAL Assessoria de Planejamento de Modernização do Poder - APMP Divisão de Estatística do Tribunal de Justiça - DETJ Assessoria de Planejamento

Leia mais

1ª. Reunião de Análise Estratégica - 2012. Núcleo de Gestão Estratégica. Manaus, 05 de março de 2012

1ª. Reunião de Análise Estratégica - 2012. Núcleo de Gestão Estratégica. Manaus, 05 de março de 2012 1ª. Reunião de Análise Estratégica - 2012 Núcleo de Gestão Estratégica Manaus, 05 de março de 2012 Objetivos Divulgar os resultados da Metas Nacionais de 2011 e apresentar os desafios para 2012. Calendário

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Esta iniciativa busca a modernização e a ampliação das ações e dos instrumentos de Comunicação para atender às necessidades de divulgação e alinhamento de informações

Leia mais

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS 1. Ampliação do Fórum de Cachoeiro de Itapemirim 2. Acessibilidade d Portadores de Necessidades Especiais 3. Acesso Cidadão 4. Alinhamento

Leia mais

Modelo de Referência. Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2010

Modelo de Referência. Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2010 Modelo de Referência Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2010 Versão 1.0 Premissas do modelo 1. Este modelo foi extraído do material didático do curso Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia

Leia mais

Planejamento Estratégico da Tecnologia da Informação (PETI)

Planejamento Estratégico da Tecnologia da Informação (PETI) 00 dd/mm/aaaa 1/15 ORIGEM Instituto Federal da Bahia Comitê de Tecnologia da Informação ABRANGÊNCIA Este da Informação abrange todo o IFBA. SUMÁRIO 1. Escopo 2. Documentos de referência 3. Metodologia

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Esta iniciativa tem como finalidade reorganizar a área de Tecnologia da Informação TI do TJMG, sob o ponto de vista de gestão e infraestrutura, baseados em sua estrutura

Leia mais

Manifestação do Ministro Gilmar Mendes, no encerramento do II Encontro Nacional do Judiciário Belo Horizonte, 16/02/2009

Manifestação do Ministro Gilmar Mendes, no encerramento do II Encontro Nacional do Judiciário Belo Horizonte, 16/02/2009 Manifestação do Ministro Gilmar Mendes, no encerramento do II Encontro Nacional do Judiciário Belo Horizonte, 16/02/2009 Senhores, No encerramento destes trabalhos, gostaria de agradecer a contribuição

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 6ª REGIÃO - PERNAMBUCO. A Estratégia do Tribunal Regional do Trabalho da 6 a Região

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 6ª REGIÃO - PERNAMBUCO. A Estratégia do Tribunal Regional do Trabalho da 6 a Região Revisão 2013 A Estratégia do Tribunal Regional do Trabalho da 6 a Região PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO TRT6 REVISÃO 2013 COMPOSIÇÃO DO TRIBUNAL Desembargador Presidente IVANILDO DA CUNHA ANDRADE Desembargador

Leia mais

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE INFRAESTRUTURA COMPUTACIONAL

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE INFRAESTRUTURA COMPUTACIONAL MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE INFRAESTRUTURA COMPUTACIONAL CHEFE DA SEÇÃO DE INFRAESTRUTURA COMPUTACIONAL (FC-5) Área: Administrativa Unidade: Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação

Leia mais

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 29 de setembro de 2009 PLANO DE TRABALHO - PDTI O presente Plano de Trabalho objetiva o nivelamento do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima aos requisitos de tecnologia da informação

Leia mais

Fevereiro 2015 DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM

Fevereiro 2015 DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM Fevereiro DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS DRH ESCOLA JUDICIÁRIA MILITAR EJM 2 ÍNDICE PLANO ESTRATÉGICO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO... 3 Apresentação... 3 Missão... 4 Visão de Futuro... 4 Valores... 4 PERSPECTIVAS...

Leia mais

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DO NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DO NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DO NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS CHEFE DO NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS (FC-6) Área: Administrativa Unidade: Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação

Leia mais

Código: MAP-DIINF-003 Versão: 00 Data de Emissão: 0101/2013 Elaborado por: Gerência de Comunicação

Código: MAP-DIINF-003 Versão: 00 Data de Emissão: 0101/2013 Elaborado por: Gerência de Comunicação Código: MAP-DIINF-003 Versão: 00 Data de Emissão: 0101/2013 Elaborado por: Gerência de Comunicação Aprovado por: Diretoria de Informação Institucional 1 OBJETIVO Definir e padronizar os procedimentos referentes

Leia mais

Antônio Francisco Morais Rolla Diretor Executivo de Informática TJMG

Antônio Francisco Morais Rolla Diretor Executivo de Informática TJMG Antônio Francisco Morais Rolla Diretor Executivo de Informática TJMG Tipos de Justiça: Federal Estadual (Comum e Militar) Trabalho Eleitoral No TJMG Justiça Comum: 1ª e 2ª Instâncias Juizados Especiais

Leia mais

Plano Estratégico STJ 2010-2014

Plano Estratégico STJ 2010-2014 PLANO ESTRATÉGICO STJ 2010-2014 RELATÓRIO DE DESEMPENHO 2010-2014. Sumário 1. SITUAÇÃO GERAL DO PLANO... 4 2. INDICADORES ESTRATÉGICOS... 6 INDICADORES EM SITUAÇÃO ÓTIMA... 7 INDICADORES EM SITUAÇÃO ACEITÁVEL...

Leia mais

A Modernização do Judiciário e a Implantação do Processo Eletrônico

A Modernização do Judiciário e a Implantação do Processo Eletrônico A Modernização do Judiciário e a Implantação do Processo Eletrônico - Estado de São Paulo: - 41.055.734 habitantes - 645 municípios - 35% do PIB do país - 22% da população do país Tribunal de Justiça de

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO PLANO PLURIANUAL 2008-2011

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO PLANO PLURIANUAL 2008-2011 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO PLANO PLURIANUAL 2008-2011 Superior Tribunal de Justiça PLANO PLURIANUAL 2008-2011 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO Superior Tribunal de Justiça EXERCÍCIO 2011 ANO BASE 2010 Brasília 2010

Leia mais

1 LIDERANÇA. Indicador 1: Eficiência da Comunicação Organizacional

1 LIDERANÇA. Indicador 1: Eficiência da Comunicação Organizacional COMPILADO DAS SUGESTÕES DE MELHORIAS PARA O IDGP/2011 por critério e indicador 1 LIDERANÇA O critério Liderança aborda como está estruturado o sistema de liderança da organização, ou seja, o papel da liderança

Leia mais

METODOLOGIA DE GESTA O DE PROCESSOS

METODOLOGIA DE GESTA O DE PROCESSOS METODOLOGIA DE GESTA O DE PROCESSOS Guia de referência do sistema de Gestão de Pr ocessos do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região Versão 0.0 METODOLOGIA DE GESTÃO DE PROCESSOS Guia de referência

Leia mais

Dados de Identificação. Dirigente máximo da instituição. Nome/Sigla da instituição pública. Nome do dirigente máximo. Nome/Cargo do dirigente de TI

Dados de Identificação. Dirigente máximo da instituição. Nome/Sigla da instituição pública. Nome do dirigente máximo. Nome/Cargo do dirigente de TI Dados de Identificação Dirigente máximo da instituição Nome/Sigla da instituição pública Nome do dirigente máximo Nome/Cargo do dirigente de TI Endereço do setor de TI 1 Apresentação O Tribunal de Contas

Leia mais

PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA DO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro

PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA DO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Revisão do Plano Estratégico 2013/2014 PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA DO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 2014 Página 1 de 16 Sumário 1 Apresentação... 3 2 Objetivos... 4 3 Público-Alvo

Leia mais

Apresentação Plano de Integridade Institucional da Controladoria-Geral da União (PII)

Apresentação Plano de Integridade Institucional da Controladoria-Geral da União (PII) PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO Secretaria-Executiva Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional Plano de Integridade Institucional (PII) 2012-2015 Apresentação Como

Leia mais

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE SUPORTE E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE SUPORTE E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE SUPORTE E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO CHEFE DA SEÇÃO DE SUPORTE E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (FC-5) Área: Administrativa Unidade: Secretaria de Tecnologia da Informação

Leia mais

Identificação do Órgão/Unidade:Tribunal Superior Eleitoral/STI/COINF/SEPD Service Desk

Identificação do Órgão/Unidade:Tribunal Superior Eleitoral/STI/COINF/SEPD Service Desk Identificação do Órgão/Unidade:Tribunal Superior Eleitoral/STI/COINF/SEPD Service Desk E-mail para contato: supervisao@tse.gov.br Nome trabalho/projeto: Suporte em TI baseado em sistema de gestão da qualidade

Leia mais

Pitrez Informática MANUAL DA QUALIDADE. Norma NBR ISO 9001:2008

Pitrez Informática MANUAL DA QUALIDADE. Norma NBR ISO 9001:2008 Título Manual da Qualidade Folha: 1 de 20 Pitrez Informática MANUAL DA QUALIDADE Norma NBR ISO 9001:2008 Título Manual da Qualidade Folha: 2 de 20 Título Manual da Qualidade Folha: 3 de 20 Índice 1. Apresentação...

Leia mais

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO SECRETÁRIO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO SECRETÁRIO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO SECRETÁRIO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SECRETÁRIO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (CJ-3) Área: Administrativa Unidade: Secretaria de Tecnologia da Informação

Leia mais

7.1 Introdução. Monitoramento e Avaliação 427

7.1 Introdução. Monitoramento e Avaliação 427 7.1 Introdução O processo de monitoramento e avaliação constitui um instrumento para assegurar a interação entre o planejamento e a execução, possibilitando a correção de desvios e a retroalimentação permanente

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 06/06/2014 18:22:39 Endereço IP: 189.9.1.20 1. Liderança da alta administração 1.1. Com relação

Leia mais

IMPLEMENTAR METODOLOGIA DE GESTÃO DE PROCESSOS DE TRABALHO NO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

IMPLEMENTAR METODOLOGIA DE GESTÃO DE PROCESSOS DE TRABALHO NO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO . Escopo ou finalidade do projeto O projeto visa implantar método de gestão de processos de trabalho em 00% das prestadoras de jurisdição de º grau, tendo como base o Sistema Normativo do Poder Judiciário

Leia mais

Justiça Federal TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. painel estratégico 2010 / 2014

Justiça Federal TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. painel estratégico 2010 / 2014 Justiça Federal TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO painel estratégico 2010 / 2014 Painel Estratégico de Tecnologia da Informação 2010 / 2014 RESOLUÇÃO Nº CF-RES-2012/00194 de 20 de julho de 2012 Dispõe sobre a revisão

Leia mais

PROCESSO SELETIVO INTERNO: A experiência do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região com a implantação do projeto de gestão por competências

PROCESSO SELETIVO INTERNO: A experiência do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região com a implantação do projeto de gestão por competências PROCESSO SELETIVO INTERNO: A experiência do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região com a implantação do projeto de gestão por competências Belém PA 2013 PROCESSO SELETIVO INTERNO: A experiência do

Leia mais

Liziane Castilhos de Oliveira Freitas Departamento de Planejamento, Orçamento e Gestão Escritório de Soluções em Comportamento Organizacional

Liziane Castilhos de Oliveira Freitas Departamento de Planejamento, Orçamento e Gestão Escritório de Soluções em Comportamento Organizacional CASO PRÁTICO COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL E GESTÃO DE TALENTOS: COMO A GESTÃO DA CULTURA, DO CLIMA E DAS COMPETÊNCIAS CONTRIBUI PARA UM AMBIENTE PROPÍCIO À RETENÇÃO DE TALENTOS CASO PRÁTICO: COMPORTAMENTO

Leia mais

INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO GERENCIAL. Gestão para Resultados

INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO GERENCIAL. Gestão para Resultados Gestão para Resultados Gerenciar é atingir metas Nada acontece em uma Organização, a não ser por uma ação gerencial Prof. Vicente Falconi ampos OBJETIVO FINAL DAS AÇÕES EM TODAS AS ÁREAS DA EMPRESA ATINGIR

Leia mais

Oficina 1: CUSTOS. Ocorrência Desafio Ocorrências Lições Aprendidas Melhorias Considerações SGE. Procurar parceiros que dividam ou arquem com custos

Oficina 1: CUSTOS. Ocorrência Desafio Ocorrências Lições Aprendidas Melhorias Considerações SGE. Procurar parceiros que dividam ou arquem com custos Oficina : CUSTOS 2 Orçamento sem financeiro (Cronograma X Desembolso) Comunicação quanto ao Risco de não execução do projeto Procurar parceiros que dividam ou arquem com custos Negociação com SPOA/Secr.

Leia mais

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA FEDERAL

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA FEDERAL 1ª Reunião da Rede de Priorização do Primeiro Grau de Jurisdição PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA FEDERAL 05 a 07 de maio de 2015 ESMAF Brasília/DF Integrantes da Rede de Priorização do Primeiro Grau no segmento

Leia mais

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL

PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL 1ª Reunião da Rede de Priorização do Primeiro Grau de Jurisdição PLENÁRIA FINAL JUSTIÇA ELEITORAL 05 a 07 de maio de 2015 ESMAF Brasília/DF Integrantes da Rede de Priorização do Primeiro Grau no segmento

Leia mais

Prof. Aírton José Ruschel Mestre em Antropologia Jurídica Doutorando em Engenharia do Conhecimento EGC UFSC

Prof. Aírton José Ruschel Mestre em Antropologia Jurídica Doutorando em Engenharia do Conhecimento EGC UFSC Prof. Aírton José Ruschel Mestre em Antropologia Jurídica Doutorando em Engenharia do Conhecimento EGC UFSC airtonruschel@gmail.com Brasília, 19 e 20 de Setembro de 2011. Teoria Geral do Processo Eletrônico:

Leia mais

ANEXO Matriz dos Indicadores

ANEXO Matriz dos Indicadores ANEXO Matriz dos Indicadores Indicador IE 01 - Confiança no Poder Judiciário Objetivo: Relativo à visão - OBTER O RECONHECIMENTO DA SOCIEDADE SOBRE A CONTRIBUIÇÃO DO PJERJ PARA O EXERCÍCIO DEMOCRÁTICO

Leia mais

Experiência: Sistema de Custos e Informações Gerenciais do Banco Central do Brasil

Experiência: Sistema de Custos e Informações Gerenciais do Banco Central do Brasil Experiência: Sistema de Custos e Informações Gerenciais do Banco Central do Brasil Ministério da Fazenda Banco Central do Brasil Responsável: José Clovis Batista Dattoli, Chefe do Departamento de Planejamento

Leia mais

PROJETOS Planejamento Estratégico

PROJETOS Planejamento Estratégico PROJETOS Planejamento Estratégico 1 - Institucionalização da pesquisa de satisfação de Magistrados, Servidores e Clientes Externos do TRT 3ª Região Institucionalizar pesquisa bianual com o público interno

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 2ª REGIÃO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 2ª REGIÃO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 2ª REGIÃO RELAÇÃO DOS PROJETOS ESTRATÉGICOS 1. Acessibilidade PNE 2. Ouvidoria Geral 3. Atendimento ao Cidadão 4. Consulta Processual Via Quiosque CEF ( Subprojeto) 5. Cultura

Leia mais