Programa de Gestão Econômica, Social e Ambiental da Soja Brasileira

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Programa de Gestão Econômica, Social e Ambiental da Soja Brasileira"

Transcrição

1 Programa de Gestão Econômica, Social e Ambiental da Soja Brasileira 2014

2 EMPRESAS ASSOCIADAS ABIOVE

3 Quais os números da SOJA BRASILEIRA? É a principal cultura agrícola do Brasil - 30 milhões de ha; O Brasil é o segundo maior produtor e exportador de soja do mundo (86 milhões de toneladas para a safra 2013/2014); Representa 13% do total das exportações; Conta com 250 mil produtores rurais em 17 estados; Gera 1,5 milhão de empregos diretos e indiretos.

4 Qual a missão do Programa Soja Plus? 1. Promover e fomentar a melhoria contínua nas propriedades que participam do programa; 2. Suprir a carência da Extensão Rural brasileira, apoiando e orientando o produtor com Assistência Técnica em gestão; 3. Coordenar ações entre os agentes da cadeia produtiva: governo, indústria, instituições de pesquisa, sindicatos e associações de produtores rurais; 4. Todas as ações são gratuitas para o produtor.

5 Quem são os coordenadores do Soja Plus?

6 1. Por que acreditamos no Soja Plus? 2. Como produzimos grandes resultados? 3. O que já realizamos? 4. O que estamos realizando em 2014?

7 É um Programa prático, inclusivo e aplicável. Promove um valor comum a todos que fazem parte da cadeia da soja: a SUSTENTABILIDADE

8 1. Por que acreditamos no Soja Plus? 2. Como produzimos grandes resultados? 3. O que já realizamos? 4. O que estamos realizando em 2014?

9 2. Como produzimos grandes resultados? Comunicação e Bom Relacionamento com os Produtores

10 2. Como estamos produzindo grandes resultados? 2011 a 2013 Mato Grosso e Mato Grosso do Sul 2014 Minas Gerais e Bahia 28 Núcleos de Produtores 40 Sindicatos Rurais 6 Equipes de campo

11 2. Como estamos produzimos grandes resultados? Capacidade de mobilização

12 LINHAS TEMÁTICAS

13

14 LINHAS TEMÁTICAS

15 LINHAS TEMÁTICAS

16

17 1. Por que acreditamos no Soja Plus? 2. Como produzimos grandes resultados? 3. O que já realizamos? 4. O que estamos realizando em 2014?

18 DIAS DE CAMPO 3. O que já realizamos? Dias de Campo 20 eventos no MT produtores e gerentes de fazendas

19

20 CURSOS REALIZADOS 3. O que já realizamos no MT e MS? Cursos sobre Saúde e Segurança no Trabalho; Melhores Práticas e Legislação Trabalhista NR cursos 592 produtores cursos 853 produtores cursos 970 produtores

21 CURSOS REALIZADOS Objetivo: Capacitar o trabalhador em relação aos riscos do trabalho em altura (NR 33) e ambientes confinados (NR 35) 19 CURSOS em Agosto e Setembro/ participantes

22 SEMINÁRIOS REALIZADOS 3. O que já realizamos? Seminário Desafios e Oportunidades da Sojicultura Brasileira Objetivo: Debater com a sociedade os caminhos do aperfeiçoamento da produção socialmente justa e ambientalmente sustentável. São Paulo - Abril de 2011 Brasília - Abril de 2012 Cuiabá - Abril de 2013

23 EXPOSIÇÕES REALIZADAS

24 EXPOSIÇÕES REALIZADAS 3. O que já realizamos? Exposição de modelos de construções rurais Objetivo: Demonstrar, através de maquetes, os parâmetros exigidos pela legislação para construções rurais.

25

26

27 TRABALHOS PRÁTICOS REALIZADOS NAS FAZENDAS

28 Foco: maiores autuações - MTE 1º Ausência de exame médico admissional 2º Não fornecer equipamentos de proteção individual 3º Não exigir a utilização dos equipamentos de proteção individual 4º Não fornecer abrigos durante as refeições nas frentes de trabalho 5º Não possuir material de primeiros socorros 6º Não fornecer água potável e fresca 7º Falta de instalações sanitárias nas áreas de vivência 8º Transporte coletivo inadequado 9º Falta de lavanderia especializada para lavagem de EPI 10º Ausência de condições sanitárias adequadas nos refeitórios

29 Fazendas Soja Plus Submeter trabalhador a exame médico admissional, antes que assuma suas atividades Submeter trabalhador a exame médico periódico, anualmente

30 Fazendas Soja Plus Material necessário à prestação de primeiros socorros

31 Fazendas Soja Plus Plano emergencial para socorro e transporte de acidentados

32 Fazendas Soja Plus Fornecer, gratuitamente, equipamento de proteção individual e treinar o trabalhador para usá-lo adequadamente e exigir sua utilização.

33

34 EPI adequado ao trabalho

35 Fazendas Soja Plus Embalagens de produtos depositadas em estrado e afastado das paredes Altura de pilhas de caixas na altura estabelecida pelos fabricantes

36 Fazendas Soja Plus LOCAIS DE ABASTECIMENTO EM CONFORMIDADE

37 Fazendas Soja Plus Embalagens vazias lavadas, perfuradas e colocadas em local seguro

38 Fazendas Soja Plus Roupas de proteção lavadas em local apropriado

39 Fazendas Soja Plus Frentes de trabalho com abrigos, instalações sanitárias e fornecimento de água potável fresca

40 3. O que já realizamos? Materiais específicos - Manual de normas legais - Placas de advertência - Kits de primeiros socorros - Bloco de Controle de entrega de EPI - Bloco de Advertência de EPI - Bloco de Controle de documentos - Plano de emergência da propriedade - Certificado de realização dos cursos - 6 Vídeos diálogo diário de segurança (DDS) - Pastas de procedimentos seguros em oficinas mecânicas - Manual de Construções Rurais

41 3. O que já realizamos? Desenvolvimento de ferramentas de gestão Objetivo: Produzir mecanismos inovadores para facilitar a implementação de práticas de saúde e segurança nas propriedades Kit de placas de sinalização

42 3. O que realizamos? Kit de placas de sinalização Kit com 50 placas de advertência Item solicitado no check-list do MTE e cobrado pela NR 31

43

44

45

46 3. O que já realizamos? Bloco de Controle/Entrega EPI Bloco carbonado que organiza um histórico para o produtor rural e ainda produz prova que o trabalhador recebeu o EPI

47 3. O que já realizamos? Protocolo de Documentos Bloco carbonado que organiza um histórico de todos os documentos retidos e devolvidos dos trabalhadores rurais

48 3. O que já realizamos? Bloco de Advertência pelo não uso do EPI Bloco carbonado com fichas de advertência ao funcionário pelo não uso do EPI

49 3. O que já realizamos? Plano de Emergência da Propriedade Resumo das informações necessárias atendimentos de emergência

50 3. O que já realizamos? Kit de Primeiros Socorros Aquisição de 1000 kits para as propriedades rurais

51 3. O que já realizamos? Manual de Prevenção de Riscos em Oficinas Mecânicas Material com 10 páginas destacáveis que mostram os riscos e como se prevenir de acidentes nas atividades desenvolvidas em oficinas mecânicas

52 VIDEOS TÉCNICOS

53 1. Por que acreditamos no Soja Plus? 2. Como produziremos grandes resultados? 3. O que já realizamos? 4. O que estamos realizando 2014?

54 VIDEOS TÉCNICOS 4. O que estamos realizando em 2014? Vídeo: Procedimentos Seguros em Oficinas, Máquinas e Implementos Objetivo: Diálogo Diário de Segurança com trabalhadores rurais em Oficinas, Máquinas e implementos

55 VIDEOS TÉCNICOS 4. O que estamos realizando em 2014? Vídeo: Prevenção de Fogo em Propriedades agrícolas Objetivo: Capacitar o produtor para a maneira correta de fazer aceiros e conter o fogo em propriedades rurais

56 VIDEOS TÉCNICOS 4. O que estamos realizando em 2014? Vídeo: Ambientes Confinados e Trabalho em Altura Objetivo: Capacitar os funcionários a operarem em segurança em estruturas como silos e moegas

57 4. O que estamos realizando em 2014? Oficinas Silos e Moegas Trabalho em Altura Objetivo: Capacitar o trabalhador em relação aos riscos do trabalho em altura (NR 33) e ambientes confinados (NR 35) 19 Oficinas de campo em Agosto e Setembro/ participantes

58 4. O que estamos realizando em 2014? Manual de Orientação em construções rurais Objetivo: Orientar os produtores quanto às normas de Construções Rurais

59 4. O que estamos realizando em 2014? Manual de Orientação em construções rurais Propriedade 3D

60 4. O que estamos realizando em 2014? Manual de Orientação em construções rurais Propriedade 3D

61 4. O que estamos realizando em 2014? Visitas de orientação e acompanhamento Objetivo: Auxiliar o produtor diretamente em sua propriedade na implementação de melhorias Abril a Novembro/ Propriedades Rurais atendidas

62 Oficinas sobre Novo Código Florestal e Gestão Ambiental Objetivo: Capacitar o produtor em relação ao Novo Código Florestal, Cadastro Ambiental Rural e Programa de Regularização Ambiental de Propriedades Oficinas a partir de setembro 2014

63 EQUIPE DE CAMPO SOJA PLUS MT

64 EQUIPE DE CAMPO SOJA PLUS MG

65 Seleção dos supervisores de campo na UFV 30/06/2014

66 Seleção dos supervisores de campo na UFV 30/06/2014

67

68 MUITO OBRIGADO (11) / (77)

Programa de Gestão Econômica, Social e Ambiental da Soja Brasileira. Florianópolis - SC 23 de junho de 2015

Programa de Gestão Econômica, Social e Ambiental da Soja Brasileira. Florianópolis - SC 23 de junho de 2015 Programa de Gestão Econômica, Social e Ambiental da Soja Brasileira Florianópolis - SC 23 de junho de 2015 Qual a missão do Programa Soja Plus? 1. Promover e fomentar a melhoria contínua da gestão das

Leia mais

Programa de Gestão Econômica, Social e Ambiental da Soja Brasileira SÃO PAULO SP 22 / 05 / 2013

Programa de Gestão Econômica, Social e Ambiental da Soja Brasileira SÃO PAULO SP 22 / 05 / 2013 Programa de Gestão Econômica, Social e Ambiental da Soja Brasileira SÃO PAULO SP 22 / 05 / 2013 SOJA BRASILEIRA A soja é a principal cultura agrícola do Brasil - 28 milhões de ha (25% da área mundial plantada)

Leia mais

Programa de Gestão Econômica, Social e Ambiental da Soja Brasileira. Campo Grande, 11/04/2013

Programa de Gestão Econômica, Social e Ambiental da Soja Brasileira. Campo Grande, 11/04/2013 Programa de Gestão Econômica, Social e Ambiental da Soja Brasileira Campo Grande, 11/04/2013 Organizadores Parceiros UFV LINHAS DE AÇÃO I. Qualidade de vida no trabalho II. Melhores práticas de produção

Leia mais

PROGRAMA DE GESTÃO ECONÔMICA, SOCIAL E AMBIENTAL DA PROPRIEDADE RURAL BRASILEIRA

PROGRAMA DE GESTÃO ECONÔMICA, SOCIAL E AMBIENTAL DA PROPRIEDADE RURAL BRASILEIRA PROGRAMA DE GESTÃO ECONÔMICA, SOCIAL E AMBIENTAL DA PROPRIEDADE RURAL BRASILEIRA RELATÓRIO DE REALIZAÇÕES SOJA PLUS: PROGRAMA BEM-SUCEDIDO DE GESTÃO SOCIAL, ECONÔMICA E AMBIENTAL DA PROPRIEDADE RURAL BRASILEIRA

Leia mais

O Brasil está à frente dos EUA na gestão social da propriedade rural

O Brasil está à frente dos EUA na gestão social da propriedade rural Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Nº 59/2013 novembro Informativo digital sobre temas da cadeia produtiva da soja O Brasil está à frente dos EUA na gestão social da propriedade rural

Leia mais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Nº 60/2013 novembro Informativo digital sobre temas da cadeia produtiva da soja Produtor rural muda conceito de trabalho na fazenda com o Soja Plus

Leia mais

AÇÕES DO M.T.E NO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO: REALIDADE DOS AUTOS DE INFRAÇÃO

AÇÕES DO M.T.E NO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO: REALIDADE DOS AUTOS DE INFRAÇÃO AÇÕES DO M.T.E NO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO: REALIDADE DOS AUTOS DE INFRAÇÃO Elimara Aparecida Assad Sallum Assessora sindical da UNICA, SIAESP e SIFAESP Olímpia, 11 de dezembro de 2008 EMPREGOS DIRETOS (FORMAIS)

Leia mais

Gerência de Barreiras

Gerência de Barreiras Autos de Infração por Atributo de Fiscalização Legislação Trabalhista - LT 812 Segurança e Saúde no Trabalho - SST 1.484 Autos de Infração por Atributo de Fiscalização X Ano 2010 2011 2012 Legislação Trabalhista

Leia mais

MÓDULO: QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO Relatório das Oficinas de Campo sobre Rotinas Trabalhistas e Segurança do Trabalho (NR 31)

MÓDULO: QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO Relatório das Oficinas de Campo sobre Rotinas Trabalhistas e Segurança do Trabalho (NR 31) PROGRAMA DE GESTÃO ECONÔMICA, SOCIAL E AMBIENTAL DA SOJA BRASILEIRA. MÓDULO: QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO Relatório das Oficinas de Campo sobre Rotinas Trabalhistas e Segurança do Trabalho (NR 31) 2011

Leia mais

Programa de Gestão Econômica, Social e Ambiental da Soja Brasileira

Programa de Gestão Econômica, Social e Ambiental da Soja Brasileira Programa de Gestão Econômica, Social e Ambiental da Soja Brasileira Organizadores Parceiros UFV LINHAS DE AÇÃO I. Qualidade de vida no trabalho II. Melhores práticas de produção e serviço III. Viabilidade

Leia mais

Secretaria da Administração

Secretaria da Administração Secretaria da Administração Procedimento para Elaboração de Programas de Segurança para Empresas Contratadas PCMSO / PPRA / PCMAT / ARO Revisão 00 2014 1. Objetivo Estabelecer as exigências mínimas sobre

Leia mais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais. Soja Plus chega às fazendas de Minas Gerais e Bahia

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais. Soja Plus chega às fazendas de Minas Gerais e Bahia Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Nº 76/2014 abril Informativo digital sobre temas da cadeia produtiva da soja Soja Plus chega às fazendas de Minas Gerais e Bahia O Programa Soja Plus,

Leia mais

NORMAS REGULAMENTADORAS

NORMAS REGULAMENTADORAS NORMAS REGULAMENTADORAS As Normas Regulamentadoras estabelecem critérios e procedimentos obrigatórios relacionados à segurança e medicina do trabalho, que devem ser seguidos por empresas de acordo com

Leia mais

NORMAS REGULAMENTADORAS FAP E NTEP

NORMAS REGULAMENTADORAS FAP E NTEP NORMAS REGULAMENTADORAS FAP E NTEP LEGISLAÇÃO A Portaria n 3214, de 08/06/1978, aprovou as normas regulamentadoras NR do capítulo V, Título II, da CLT, relativas a segurança e medicina do trabalho. Atualmente

Leia mais

SEGURANÇA DO TRABALHO E PREVENÇÃO DE INCÊNDIOS NAS A SEGURANÇA DO TRABALHO E PREVENÇÃO DE INCÊNDIOS NAS ALGODOEIRAS

SEGURANÇA DO TRABALHO E PREVENÇÃO DE INCÊNDIOS NAS A SEGURANÇA DO TRABALHO E PREVENÇÃO DE INCÊNDIOS NAS ALGODOEIRAS SEGURANÇA DO TRABALHO E PREVENÇÃO DE INCÊNDIOS NAS A SEGURANÇA DO TRABALHO E PREVENÇÃO DE INCÊNDIOS NAS ALGODOEIRAS OBJETIVOS Reduzir os índices de acidentes e de incêndios em Algodoeiras, atuando em conjunto

Leia mais

5º WORSHOP DO ALGODÃO AMPASUL NOÇÕES BÁSICAS DE SEGURANÇA DO TRABALHO RURAL

5º WORSHOP DO ALGODÃO AMPASUL NOÇÕES BÁSICAS DE SEGURANÇA DO TRABALHO RURAL 5º WORSHOP DO ALGODÃO AMPASUL NOÇÕES BÁSICAS DE SEGURANÇA DO TRABALHO RURAL Instituto Algodão Social Missão Promover aos associados do setor algodoeiro a responsabilidade social empresarial, a cidadania,

Leia mais

SÚMULA DAS NORMAS REGULAMENTADORAS NR S. Objetivo: Instruir quanto ao campo de aplicação das NR s e direitos e obrigações das partes.

SÚMULA DAS NORMAS REGULAMENTADORAS NR S. Objetivo: Instruir quanto ao campo de aplicação das NR s e direitos e obrigações das partes. SÚMULA DAS NORMAS REGULAMENTADORAS NR S NR-1 DISPOSIÇÕES GERAIS O campo de aplicação de todas as Normas Regulamentadoras de segurança e medicina do trabalho urbano, bem como os direitos e obrigações do

Leia mais

Propostas de Adeqüação das Leis Trabalhistas e de Segurança do Trabalho Rural

Propostas de Adeqüação das Leis Trabalhistas e de Segurança do Trabalho Rural Propostas de Adeqüação das Leis Trabalhistas e de Segurança do Trabalho Rural Área dos estabelecimentos agropecuários O Brasil possui 851 milhões de hectares 27% = Área ocupada com a produção agropecuária

Leia mais

GRUPO 01 GRUPO 02 GRUPO 03 NÃO SE APLICA

GRUPO 01 GRUPO 02 GRUPO 03 NÃO SE APLICA CONCEITO DE AVALIAÇÃO CHECK LIST 1. MEMORIAL SOBRE CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NAS NOTA MÉDIA FINAL: 6,71NOTA MÉDIA FINAL: 4,82NOTA MÉDIA FINAL: 8,97 ATIVIDADES E OPERAÇÕES a) O memorial contempla

Leia mais

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Câmara temática de Insumos Agropecuários Brasília, 27 de maio de 2014

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Câmara temática de Insumos Agropecuários Brasília, 27 de maio de 2014 Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Câmara temática de Insumos Agropecuários Brasília, 27 de maio de 2014 O QUE É O CAR O Cadastro Ambiental Rural - CAR, é o registro público eletrônico de âmbito

Leia mais

SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO - SST No Brasil a Segurança e Medicina no Trabalho é regulamentada pela portaria 3214/78, atualmente com 36 Normas Regulamentadoras do Ministério

Leia mais

Em busca da sustentabilidade na gestão do saneamento: instrumentos de planejamento

Em busca da sustentabilidade na gestão do saneamento: instrumentos de planejamento Em busca da sustentabilidade na gestão do saneamento: instrumentos de planejamento Marcelo de Paula Neves Lelis Gerente de Projetos Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental Ministério das Cidades Planejamento

Leia mais

ARMAZENAGEM DE PRODUTOS QUÍMICOS

ARMAZENAGEM DE PRODUTOS QUÍMICOS ARMAZENAGEM DE PRODUTOS QUÍMICOS 2011 Índice 1. Sinalização... 3 2. Organização do Armazém... 3 3. Estabelecer um esquema de armazenamento para:... 4 4. Manter em local visível... 6 5. Deveres do Responsável

Leia mais

O que é Canteiro de Obras?

O que é Canteiro de Obras? O que é Canteiro de Obras? Sistema complexo, com muitos riscos associados Análise prévia e criteriosa de sua implantação Qualidade Produtividade Segurança Cartão de visita da obra!!! O que é Canteiro

Leia mais

Plano Nacional de. Emergências Ambientais com Produtos Químicos Perigosos. Curso LíderesL

Plano Nacional de. Emergências Ambientais com Produtos Químicos Perigosos. Curso LíderesL Plano Nacional de Prevenção, Preparação e Resposta Rápida R a Emergências Ambientais com Produtos Químicos Perigosos Curso LíderesL Brasília, 20 de agosto de 2008 1 Como surgiu o P2R2 Histórico de ocorrência

Leia mais

GESTÃO DE SST DESAFIOS E POSSÍVEIS SOLUÇÕES

GESTÃO DE SST DESAFIOS E POSSÍVEIS SOLUÇÕES GESTÃO DE SST DESAFIOS E POSSÍVEIS SOLUÇÕES Nov.2014 Negócio CONTRIBUIR PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE Educação Qualidade de Vida Declaração Estratégica Missão Promover a qualidade de vida do trabalhador

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SDC

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SDC MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SDC Programa ABC Linha de Crédito para Agricultura de Baixa Emissão de Carbono Sidney

Leia mais

Contribuições do MAPA para a Implantação da Nova Lei Florestal

Contribuições do MAPA para a Implantação da Nova Lei Florestal MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SDC DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO E SUSTENTABILIDADE DEPROS Contribuições do

Leia mais

2º SIBRADEN - Simpósio Brasileiro de Desastres Naturais e Tecnológicos

2º SIBRADEN - Simpósio Brasileiro de Desastres Naturais e Tecnológicos Plano Nacional de Prevenção, Preparação e Resposta Rápida R a Emergências Ambientais com Produtos Químicos Perigosos 2º SIBRADEN - Simpósio Brasileiro de Desastres Naturais e Tecnológicos Santos-SP, 9

Leia mais

Agrotóxicos Adjuvantes e Produtos Afins. Autor: Douglas Fernando Ferrari Auditor em Saúde e Segurança do Trabalho IAS/ABNT.

Agrotóxicos Adjuvantes e Produtos Afins. Autor: Douglas Fernando Ferrari Auditor em Saúde e Segurança do Trabalho IAS/ABNT. Agrotóxicos Adjuvantes e Produtos Afins Autor: Douglas Fernando Ferrari Auditor em Saúde e Segurança do Trabalho IAS/ABNT. AGROTÓXICOS DEFINIÇÃO: Agrotóxicos são produtos químicos utilizados para combater

Leia mais

Workshop Saneamento Básico Fiesp. Planos Municipais de Saneamento Básico O apoio técnico e financeiro da Funasa

Workshop Saneamento Básico Fiesp. Planos Municipais de Saneamento Básico O apoio técnico e financeiro da Funasa Workshop Saneamento Básico Fiesp Planos Municipais de Saneamento Básico O apoio técnico e financeiro da Funasa Presidente da Funasa Henrique Pires São Paulo, 28 de outubro de 2015 Fundação Nacional de

Leia mais

Qualificação e capacitação dos trabalhadores em Segurança do Trabalho na Indústria da Construção. 17 de agosto de 2012

Qualificação e capacitação dos trabalhadores em Segurança do Trabalho na Indústria da Construção. 17 de agosto de 2012 Qualificação e capacitação dos trabalhadores em Segurança do Trabalho na Indústria da Construção 17 de agosto de 2012 Capacitação Habilitação O que é previsto nas normas e requisitos de segurança no trabalho

Leia mais

Avaliação de Serviços de Higiene Hospitalar

Avaliação de Serviços de Higiene Hospitalar Avaliação de Serviços de Higiene Hospitalar MANUAL DO AVALIADOR Parte I 1.1 Liderança Profissional habilitado ou com capacitação compatível. Organograma formalizado, atualizado e disponível. Planejamento

Leia mais

MORATÓRIA DA SOJA: Avanços e Próximos Passos

MORATÓRIA DA SOJA: Avanços e Próximos Passos MORATÓRIA DA SOJA: Avanços e Próximos Passos - Criação e Estruturação da Moratória da Soja - Realizações da Moratória da Soja - A Prorrogação da Moratória - Ações Prioritárias Relatório Apresentado pelo

Leia mais

O objetivo desta cartilha é orientar o produtor rural quanto à legislação e cuidados que devem ser respeitados para as construções rurais.

O objetivo desta cartilha é orientar o produtor rural quanto à legislação e cuidados que devem ser respeitados para as construções rurais. Construções Rurais Sumário 1. Introdução...4 2. Legislações...5 3. Estruturas básicas da fazenda...6 3.1 Visão geral da propriedade...6 3.2. Principais distâncias das construções na propriedade...8 3.3.

Leia mais

Anexo contratual: Health and Safety (HAS)

Anexo contratual: Health and Safety (HAS) Com a premissa fundamental de perpetuar a visão preventiva e o controle eficaz dos riscos operacionais, este anexo contratual determina os princípios legais e gerenciais para a manutenção da integridade

Leia mais

Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente

Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente p Relatório Consulta Pública Região Sudeste Oficinas 274 pessoas se credenciaram para participar das oficinas na cidade de Natividade. Foi solicitado à elas que elencassem as demandas e problemas regionais.

Leia mais

Negócio Missão Visão

Negócio Missão Visão Histórico A CEASA é um projeto que surgiu a partir da necessidade de organizar a comercialização e melhorar o abastecimento de produtos hortigranjeiros em Rio Branco. Pleiteada desde o início do Governo

Leia mais

Ações Estratégicas do Agronegócio Soja Responsabilidade Ambiental do Setor

Ações Estratégicas do Agronegócio Soja Responsabilidade Ambiental do Setor Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Ações Estratégicas do Agronegócio Soja Responsabilidade Ambiental do Setor Carlo Lovatelli Presidente da São Paulo - SP 8 de novembro de 2011 1 A

Leia mais

Produção Sustentável da Sojicultura Brasileira

Produção Sustentável da Sojicultura Brasileira Produção Sustentável da Sojicultura Brasileira Moratória da Soja e Programa Soja Plus Bernardo Pires Coordenador Ambiental Brasília DF 14 de fevereiro de 2011 A IMPORTÂNCIA DA SOJA NO BRASIL A soja é a

Leia mais

A Floresta Amazônica, as mudanças climáticas e a agricultura no Brasil

A Floresta Amazônica, as mudanças climáticas e a agricultura no Brasil A Floresta Amazônica, as mudanças climáticas e a agricultura no Brasil Quem somos? A TNC é a maior organização de conservação ambiental do mundo. Seus mais de um milhão de membros ajudam a proteger 130

Leia mais

Anexo 7 Requisitos para prestadores de serviços

Anexo 7 Requisitos para prestadores de serviços Para execução dos serviços o contratado deve enviar a documentação abaixo conforme a atividade que será desenvolvida. Para outras atividades que não constam na lista, o contratado deve enviar os documentos

Leia mais

ANEXO Nº I. Liberação: ¾ Termo de Liberação dos gestores da área solicitante para inicio das atividades; Prorrogação:

ANEXO Nº I. Liberação: ¾ Termo de Liberação dos gestores da área solicitante para inicio das atividades; Prorrogação: ANEXO Nº I Item: SERVIÇO Unidade Requisitante: Código Cadastro: Empresa Contratada Especificações de Segurança, Higiene e Medicina do Trabalho para realização de integração na contratante. 1) Itens obrigatórios

Leia mais

- Aplicação Terrestre segurança na aplicação de produtos fitofarmacêuticos em zonas urbanas, zonas de lazer e vias de comunicação

- Aplicação Terrestre segurança na aplicação de produtos fitofarmacêuticos em zonas urbanas, zonas de lazer e vias de comunicação Seminário Uso Sustentável de Produtos Fitofarmacêuticos - Aplicação Terrestre segurança na aplicação de produtos fitofarmacêuticos em zonas urbanas, zonas de lazer e vias de comunicação Maria Paula Mourão

Leia mais

PMS-MT Cartilha. Breve histórico e Abrangência Objetivos gerais e benefícios esperados Componentes. Governança Funcionamento do Programa

PMS-MT Cartilha. Breve histórico e Abrangência Objetivos gerais e benefícios esperados Componentes. Governança Funcionamento do Programa PMS-MT Cartilha Breve histórico e Abrangência Objetivos gerais e benefícios esperados Componentes Fortalecimento da gestão ambiental municipal Contexto e benefícios Tarefas Regularização ambiental e fundiária

Leia mais

GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY. Oficina de Planejamento 2010-2012

GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY. Oficina de Planejamento 2010-2012 GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY Oficina de Planejamento 2010-2012 Paraty, agosto de 2010 Objetivo da oficina Elaborar o Direcionamento Estratégico da Gastronomia Sustentável de Paraty para os próximos

Leia mais

Procedimento Operacional Padrão

Procedimento Operacional Padrão Data de Vigência: Página 1 de 5 1- Objetivo: Estabelecer e padronizar os procedimentos de manutenção e uso dos Equipamentos de Proteção Individual para controlar riscos ambientais e ocupacionais. 2- Aplicação:

Leia mais

PGRSS PASSO A PASSO NATAL/RN NOV/2013

PGRSS PASSO A PASSO NATAL/RN NOV/2013 NATAL/RN NOV/2013 PLANO DE GERENCIAMENTO DE RSS Documento que aponta e descreve ações relativas ao manejo dos resíduos sólidos nos estabelecimentos assistenciais de saúde Considerando as Características

Leia mais

NORMAS REGULAMENTADORAS

NORMAS REGULAMENTADORAS NORMAS REGULAMENTADORAS De que trata cada Norma Regulamentadora (NR), urbanas e rurais. Nos links (sublinhados), você pode conferir o texto original das Normas, direto no site do Ministério do Trabalho

Leia mais

Café Sustentável. Riqueza do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento CAPA. MA-0005-Cafe_sustentavel_200x200_NOVO.

Café Sustentável. Riqueza do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento CAPA. MA-0005-Cafe_sustentavel_200x200_NOVO. 12 MA-0005-Cafe_sustentavel_200x200_NOVO.indd 12-1 CAPA 1 30.10.09 16:08:10 Data (M/D/A): 10/30/09 Contato: (61) 3344-8502 Formato (F): 200x200 mm Formato (A): 400x200 mm Data (M/D/A): 10/30/09 Ministério

Leia mais

Meio Ambiente propõe mutirão nacional para regularização ambiental de propriedades rurais brasileiras

Meio Ambiente propõe mutirão nacional para regularização ambiental de propriedades rurais brasileiras Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Nº 39/2013 maio Informativo digital sobre temas da cadeia produtiva da soja Meio Ambiente propõe mutirão nacional para regularização ambiental de

Leia mais

Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno

Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno PPRA MANUAL PRÁTICO PARA ELABORAÇÃO FORMULÁRIO PARA RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS Esse Formulário deve ser aplicado

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa RESOLUÇÃO DE MESA N.º 806/2007. (publicada no DOE nº 236, de 13 de dezembro de 2007) Dispõe sobre o Programa de Gerenciamento

Leia mais

ANEXO II FORMULÁRIO I MODELO DE PROJETO

ANEXO II FORMULÁRIO I MODELO DE PROJETO ANEXO II FORMULÁRIO I MODELO DE PROJETO 1. Dados Cadastrais: Empresa /Entidade/ Organização Solicitante: Colocar aqui o nome da empresa ou instituição que está solicitando a verba de patrocínio. Ex: Sindicato

Leia mais

O Brasil Melhorou. 36 milhões. de brasileiros saíram da pobreza em 10 anos. 42 milhões. de brasileiros ascenderam de classe.

O Brasil Melhorou. 36 milhões. de brasileiros saíram da pobreza em 10 anos. 42 milhões. de brasileiros ascenderam de classe. O Brasil Melhorou 36 milhões de brasileiros saíram da pobreza em 10 anos 42 milhões de brasileiros ascenderam de classe Fonte: SAE/PR O Brasil Melhorou O salário mínimo teve um aumento real de 70% Em 2003,

Leia mais

III CONGRESSO BRASILEIRO DO CACAU: INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SUSTENTABILIDADE

III CONGRESSO BRASILEIRO DO CACAU: INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SUSTENTABILIDADE III CONGRESSO BRASILEIRO DO CACAU: INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SUSTENTABILIDADE Painel 8: O papel de Instituições Públicas para Desenvolvimento da Cacauicultura Brasileira O Cacau e a Agricultura Familiar Adriana

Leia mais

III ENCONTRO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DOS MUNICÍPIOS DA MICRORREGIÃO DO ALTO SAPUCAÍ PCMSO E SAÚDE DO SERVIDOR

III ENCONTRO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DOS MUNICÍPIOS DA MICRORREGIÃO DO ALTO SAPUCAÍ PCMSO E SAÚDE DO SERVIDOR III ENCONTRO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DOS MUNICÍPIOS DA MICRORREGIÃO DO ALTO SAPUCAÍ PCMSO E SAÚDE DO SERVIDOR Sônia Cristina Bittencourt de Paiva Consultora em Saúde Ocupacional e Ergonomia A RELAÇÃO

Leia mais

Procedimento de Segurança para Terceiros

Procedimento de Segurança para Terceiros Página 1 de 6 1. OBJETIVO Sistematizar as atividades dos prestadores de serviços, nos aspectos que impactam na segurança do trabalho de forma a atender à legislação, assim como, preservar a integridade

Leia mais

PROJETO DE PROMOÇÃO DE ESTÁGIO PARA ALUNOS CURSANDO TÉCNICOS DE SEGURANÇA DO TRABALHO E TÉCNICO DO MEIO AMBIENTE PARA SÓCIOS DO INSTITUTO TST MA.

PROJETO DE PROMOÇÃO DE ESTÁGIO PARA ALUNOS CURSANDO TÉCNICOS DE SEGURANÇA DO TRABALHO E TÉCNICO DO MEIO AMBIENTE PARA SÓCIOS DO INSTITUTO TST MA. PROJETO DE PROMOÇÃO DE ESTÁGIO PARA ALUNOS CURSANDO TÉCNICOS DE SEGURANÇA DO TRABALHO E TÉCNICO DO MEIO AMBIENTE PARA SÓCIOS DO INSTITUTO TST MA. Foi firmado com a Secretaria de Educação do Estado de Minas

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC Monsenhor Antonio Magliano Código: 088 Município: Garça/SP Eixo Tecnológico: Ambiente, Saúde e Segurança Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio

Leia mais

Linha do Tempo Even. Abertura de capital ações começam a ser negociadas na BM&F BOVESPA. Início das atividades no mercado de Belo Horizonte (MG).

Linha do Tempo Even. Abertura de capital ações começam a ser negociadas na BM&F BOVESPA. Início das atividades no mercado de Belo Horizonte (MG). Linha do Tempo Even Criação da marca Even, resultado da fusão da ABC Investimentos e da Terepins&Kalili, fundadas em 1974 e 1978, respectivamente. Entrada no mercado do Rio de Janeiro (RJ). Abertura de

Leia mais

SEMINÁRIO DE EMERGÊNCIA AMBIENTAL

SEMINÁRIO DE EMERGÊNCIA AMBIENTAL MINÉRIO DE FERRO BRASIL SEMINÁRIO DE EMERGÊNCIA AMBIENTAL Da prevenção à resposta às emergências e outros eventos críticos Mineração e pessoas que fazem a diferença. 1 Gerenciamento de risco Anglo American

Leia mais

PROCEDIMENTOS E CRITÉRIOS TÉCNICOS PARA O LICENCIAMENTO AMBIENTAL DE DEPÓSITOS DE EMBALAGENS VAZIAS DE AGROTÓXICOS

PROCEDIMENTOS E CRITÉRIOS TÉCNICOS PARA O LICENCIAMENTO AMBIENTAL DE DEPÓSITOS DE EMBALAGENS VAZIAS DE AGROTÓXICOS PROCEDIMENTOS E CRITÉRIOS TÉCNICOS PARA O LICENCIAMENTO AMBIENTAL DE DEPÓSITOS DE EMBALAGENS VAZIAS DE AGROTÓXICOS Serviço Agro-Silvo-Pastoril SEASP/DECONT OUTUBRO/2003 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 1.1 Objetivo

Leia mais

Conheça nossos Serviços

Conheça nossos Serviços BEM VINDO! Oferecemos completa Assessoria e Consultoria nos aspectos legais, técnicos e normativos relacionados à quaisquer serviços de SEGURANÇA, SAÚDE E MEDICINA DO TRABALHO. Conheça nossos Serviços

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

Sistema de Gestão de SMS

Sistema de Gestão de SMS DESCRIÇÃO DA EMPRESA Nome SMART EXPRESS TRANSPORTES LTDA EPP CNPJ 12.103.225/0001-52 Insc.Est. 79.477.680 Atividade: transporte rodoviário de carga em geral Código: 206-2 Nº de funcionários (inclusive

Leia mais

Assistência Técnica e Extensão Rural

Assistência Técnica e Extensão Rural Assistência Técnica e Extensão Rural A EXTENSÃO RURAL CONTEMPORÂNEA DA CEPLAC Concepção, Estrutura e Projetos Sergio Murilo Correia Menezes Ceplac / Cenex Base - Fundamentos ANATER Agenda Estratégica da

Leia mais

RELATÓRIO DAS OFICINAS SOBRE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DOS PROJETOS DE ASSENTAMENTO DO PROGRAMA NACIONAL DE REFORMA AGRÁRIA

RELATÓRIO DAS OFICINAS SOBRE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DOS PROJETOS DE ASSENTAMENTO DO PROGRAMA NACIONAL DE REFORMA AGRÁRIA MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO MDA INSTITUTO NACIONAL DE COLONIZAÇÃO E REFORMA AGRÁRIA INCRA RELATÓRIO DAS OFICINAS SOBRE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DOS PROJETOS DE

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Plano de Trabalho Docente 2013

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Plano de Trabalho Docente 2013 Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC Dr. Francisco Nogueira de Lima Código:059 Município: CASA BRANCA Área Profissional: SAÚDE Habilitação Profissional: TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO Qualificação:

Leia mais

Especificações Técnicas

Especificações Técnicas ANEXO IV Referente ao Edital de Pregão nº. 010/2015 Especificações Técnicas 1. OBJETIVO 1.1. A presente licitação tem como objeto a prestação de serviços para realização de cursos para os colaboradores

Leia mais

SGi. SOLUÇÃO GESTÃO INTELIGENTE

SGi. SOLUÇÃO GESTÃO INTELIGENTE RELAÇÃO DE TREINAMENTOS 2015 www.sginteligente.com.br TREINAMENTOS PARA SUA EMPRESA - 2º SEMESTRE DE 2015 1 QUALIDADE Empresas e Profissionais interessados na ISO 9001 1.1 Interpretação da Norma ISO 9001:2008

Leia mais

Incorporar o Controle de Riscos Críticos à Gestão de Saúde e

Incorporar o Controle de Riscos Críticos à Gestão de Saúde e Incorporar o Controle de Riscos Críticos à Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho Carlos Augusto Failace Cardoso Gerente Corporativo de Segurança do Trabalho 24/04/2013 A Gerdau no mundo Nossa empresa

Leia mais

Titulação: Especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho PLANO DE CURSO

Titulação: Especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho PLANO DE CURSO C U R S O D E E N G E N H A R I A D E P R O D U Ç Ã O Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 Componente Curricular: Higiene e Segurança do Trabalho Código: Pré-requisito:

Leia mais

I Curso sobre Pagamentos por Serviços Ambientais Porto Seguro, 1 de junho de 2010. Chris Holvorcem Instituto BioAtlântica

I Curso sobre Pagamentos por Serviços Ambientais Porto Seguro, 1 de junho de 2010. Chris Holvorcem Instituto BioAtlântica I Curso sobre Pagamentos por Serviços Ambientais Porto Seguro, 1 de junho de 2010 Chris Holvorcem Instituto BioAtlântica Localização Corredor Central da Mata Atlântica Sítio do Patrimônio Mundial Natural

Leia mais

Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Economia da Saúde e Desenvolvimento

Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Economia da Saúde e Desenvolvimento 1 Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Economia da Saúde e Desenvolvimento I Congresso Informação de Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público Oficina II Informação de Custo para

Leia mais

11/12/2011 MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. 08/12/2011 São Paulo

11/12/2011 MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. 08/12/2011 São Paulo MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO 08/12/2011 São Paulo 1 CAUSAS DE ACIDENTES GRAVES E FATAIS Queda é a uma das principais p causas acidentes fatais no Brasil eno mundo. de Início da queda Fases de uma queda

Leia mais

Ações de Educação Ambiental do INEA com foco em recursos hídricos. Gerência de Educação Ambiental (GEAM/DIGAT/INEA)

Ações de Educação Ambiental do INEA com foco em recursos hídricos. Gerência de Educação Ambiental (GEAM/DIGAT/INEA) Ações de Educação Ambiental do INEA com foco em recursos hídricos Gerência de Educação Ambiental (GEAM/DIGAT/INEA) Ações: Agenda Água na Escola (SEA); Cartilha de atividades de sensibilização, pesquisa

Leia mais

Espaço Confinado o que você precisa saber para se proteger de acidentes?

Espaço Confinado o que você precisa saber para se proteger de acidentes? Espaço Confinado o que você precisa saber para se proteger de acidentes? Publicado em 13 de outubro de 2011 Por: Tônia Amanda Paz dos Santos (a autora permite cópia, desde que citada a fonte e/ou indicado

Leia mais

Adequação Ambiental /CAR: Programa Soja Pus. Cristiane Sassagima Neves Engenheira Florestal Analista de Projetos Aprosoja 2015

Adequação Ambiental /CAR: Programa Soja Pus. Cristiane Sassagima Neves Engenheira Florestal Analista de Projetos Aprosoja 2015 Adequação Ambiental /CAR: Programa Soja Pus Cristiane Sassagima Neves Engenheira Florestal Analista de Projetos Aprosoja 2015 MISSÃO Garantir a competitividade e a sustentabilidade dos produtores de soja

Leia mais

TÍTULO DA APRESENTAÇÃO 11 de fevereiro de 2013. Saúde e Segurança na agricultura

TÍTULO DA APRESENTAÇÃO 11 de fevereiro de 2013. Saúde e Segurança na agricultura TÍTULO DA APRESENTAÇÃO Saúde e Segurança na agricultura TÍTULO DA APRESENTAÇÃO TÍTULO DA APRESENTAÇÃO DEVERES GERAIS DO EMPREGADOR DEVERES GERAIS DO TÍTULO EMPREGADOR DA APRESENTAÇÃO Admissão de trabalhadores

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE PROCESSAMENTO DE EMBALAGENS VAZIAS

INSTITUTO NACIONAL DE PROCESSAMENTO DE EMBALAGENS VAZIAS SISTEMA CAMPO LIMPO INSTITUTO NACIONAL DE PROCESSAMENTO DE EMBALAGENS VAZIAS LEI 9.974/00 Criada em dezembro de 2001, o inpev é uma entidade sem fins lucrativos com sede em São Paulo Promove a correta

Leia mais

Guia de Mobilização - Vale

Guia de Mobilização - Vale Guia de Mobilização - Vale 2ª Edição Nov/2015 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. APLICAÇÃO... 3 3. MACRO FLUXO DO PROCESSO DE MOBILIZAÇÃO... 3 3.1. CERTIFICAÇÃO... 3 3.2. CONTRATAÇÃO... 4 3.3. MOBILIZAÇÃO...

Leia mais

Proposta Especialidade FONOAUDIOLOGIA DO TRABALHO segundo os critérios da CBO e outros

Proposta Especialidade FONOAUDIOLOGIA DO TRABALHO segundo os critérios da CBO e outros Proposta Especialidade FONOAUDIOLOGIA DO TRABALHO segundo os critérios da CBO e outros CATECE Comissão de Análise de Títulos de Especialistas e Cursos de Especialização Complexidade da especialidade O

Leia mais

Plano de Atendimento e Remoção de Acidentados em Linhas de Transmissão PARA LT. Sylvio Ribeiro de Castro Lessa 12/08/2013

Plano de Atendimento e Remoção de Acidentados em Linhas de Transmissão PARA LT. Sylvio Ribeiro de Castro Lessa 12/08/2013 Plano de Atendimento e Remoção de Acidentados em Linhas de Transmissão PARA LT Sylvio Ribeiro de Castro Lessa 12/08/2013 Fase: Diagnóstico Eloisa Barroso de Mattos Nutricionista Raquel Leão Firmino Reis

Leia mais

FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho. Módulo de Saúde Ocupacional AULA 4

FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho. Módulo de Saúde Ocupacional AULA 4 FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho Módulo de Saúde Ocupacional AULA 4 Competências a serem trabalhadas nesta aula Estabelecer os parâmetros e diretrizes necessários para garantir um padrão

Leia mais

DO OUTRO, O AGRONEGÓCIO PRODUZ UM PAÍS CADA VEZ MAIS FORTE.

DO OUTRO, O AGRONEGÓCIO PRODUZ UM PAÍS CADA VEZ MAIS FORTE. PRODUTOR RURAL: fale com o gerente do seu banco e saiba como ter acesso aos créditos e benefícios do Plano Agrícola e Pecuário 2014/2015. DO OUTRO, O AGRONEGÓCIO PRODUZ UM PAÍS CADA VEZ MAIS FORTE. Para

Leia mais

Encontro Técnico Logística Reversa. Cuiabá - MT Agosto/2014

Encontro Técnico Logística Reversa. Cuiabá - MT Agosto/2014 Encontro Técnico Logística Reversa Cuiabá - MT Agosto/2014 Informações relevantes Frota veículos automotores jul/2014 = 1.629.009 no estado do Mato Grosso Produção Industrial em alta - safra recorde Implica

Leia mais

Já sabe como funciona hoje a governança ambiental pública e privada?

Já sabe como funciona hoje a governança ambiental pública e privada? CONVITE Caro (a) jornalista, Você conhece a fundo o novo Código Florestal, uma das leis mais importantes do Brasil, visto que o País é uma das principais potências agrícolas do mundo e preserva 63% da

Leia mais

PLANO DE AÇÃO PARA EXECUÇÃO DO ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA MAPA x ABRAS

PLANO DE AÇÃO PARA EXECUÇÃO DO ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA MAPA x ABRAS PLANO DE AÇÃO PARA EXECUÇÃO DO ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA MAPA x ABRAS Rosilene Ferreira Souto Luzia Souza Setembro 2014 Parceria Institucional com foco na rastreabilidade Acordo de Cooperação entre

Leia mais

Políticas Públicas do MAPA para o

Políticas Públicas do MAPA para o Engenheiro Agrônomo ERIKSON CHANDOHA Diretor do Departamento de Cooperativismo e Associativismo DENACOOP Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo - SDC Ministério da Agricultura Pecuária

Leia mais

Engajamento com Partes Interessadas

Engajamento com Partes Interessadas Instituto Votorantim Engajamento com Partes Interessadas Eixo temático Comunidade e Sociedade Principal objetivo da prática Apoiar o desenvolvimento de uma estratégia de relacionamento com as partes interessadas,

Leia mais

Inovação, Regulação e Certificação. I CIMES 1º Congresso de Inovação em Materiais e Equipamentos para Saúde

Inovação, Regulação e Certificação. I CIMES 1º Congresso de Inovação em Materiais e Equipamentos para Saúde Inovação, Regulação e Certificação I CIMES 1º Congresso de Inovação em Materiais e Equipamentos para Saúde São Paulo 11/04/2012 ABDI Criada pelo Governo Federal em 2004 Objetivo Objetivos Desenvolver ações

Leia mais

Programa de Gestão Ambiental, Social e Econômica da Soja Brasileira

Programa de Gestão Ambiental, Social e Econômica da Soja Brasileira Programa de Gestão Ambiental, Social e Econômica da Soja Brasileira Câmara Setorial de Oleaginosas e Biodiesel do Ministério da Agricultura Daniel Furlan Amaral Economista Brasília DF 02 de setembro de

Leia mais

Curso de Especialização em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana. V Encontro Nacional da RENAST SETEMBRO / 2011

Curso de Especialização em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana. V Encontro Nacional da RENAST SETEMBRO / 2011 Curso de Especialização em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana à distância V Encontro Nacional da RENAST SETEMBRO / 2011 OBJETIVO GERAL Qualificar profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS), integrantes

Leia mais

NR 35 - GESTÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO (PROPOSTA DE TEXTO)

NR 35 - GESTÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO (PROPOSTA DE TEXTO) NR 35 - GESTÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO (PROPOSTA DE TEXTO) Objeto, princípios e campo de aplicação 35.1 Esta Norma Regulamentadora - NR estabelece princípios e requisitos para gestão da segurança

Leia mais

PORTARIA N. 3.214, 08 DE JUNHO DE 1978

PORTARIA N. 3.214, 08 DE JUNHO DE 1978 MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA N. 3.214, 08 DE JUNHO DE 1978 Aprova as Normas Regulamentadoras - NR - do Capítulo V, Título II, da Consolidação das Leis do

Leia mais

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR O QUE ÉO CAR O Cadastro Ambiental Rural - CAR, é o registro público eletrônico de âmbito nacional, obrigatório para todos os imóveis rurais, com a finalidade

Leia mais

PROCERRADO PROJETO DE REDUÇÃO DO DESMATAMENTO E DAS QUEIMADAS NO CERRADO DO PIAUÍ TERMO DE REFERÊNCIA

PROCERRADO PROJETO DE REDUÇÃO DO DESMATAMENTO E DAS QUEIMADAS NO CERRADO DO PIAUÍ TERMO DE REFERÊNCIA PROCERRADO PROJETO DE REDUÇÃO DO DESMATAMENTO E DAS QUEIMADAS NO CERRADO DO PIAUÍ Acordo de Doação Nº TF016192 TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA INDIVIDUAL DE LONGO

Leia mais

Seminário Emergência Ambiental

Seminário Emergência Ambiental Seminário Emergência Ambiental Plano Diego Henrique Costa Pereira Analista Ambiental Departamento de Qualidade Ambiental na Indústria Ministério do Meio Ambiente 02 e 03 de Outubro de 2013 Belo Horizonte

Leia mais

Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional Identificação: PROSHISET 06

Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional Identificação: PROSHISET 06 Extintores de Incêndio Portáteis. Revisão: 00 Folha: 1 de 7 1. Objetivo Assegurar que todos os canteiros de obras atendam as exigências para utilização dos extintores de incêndio portáteis de acordo com

Leia mais