3 a CONFERÊNCIA DO CONSÓRCIO INTERNACIONAL DE ESTUDOS SOBRE INOVAÇÃO E EMPREENDEDORISMO: Políticas e Recursos de Apoio ao Empreendedorismo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "3 a CONFERÊNCIA DO CONSÓRCIO INTERNACIONAL DE ESTUDOS SOBRE INOVAÇÃO E EMPREENDEDORISMO: Políticas e Recursos de Apoio ao Empreendedorismo"

Transcrição

1 3 a CONFERÊNCIA DO CONSÓRCIO INTERNACIONAL DE ESTUDOS SOBRE INOVAÇÃO E EMPREENDEDORISMO: Políticas e Recursos de Apoio ao Empreendedorismo 1

2 Mesa 4! New Business Environments! Ambientes para Novos Negócios! Alessandro Valério 22 de novembro de 2013! 2

3 Apresentação! Escola Superior de Desenho Industrial da Universidade do Estado do Rio de Janeiro! ESDI / UERJ! 3

4 O ensino do design em nível superior iniciou-se no Brasil em 1962, com a fundação da Esdi Escola Superior de Desenho Industrial;! A escola foi incorporada à UERJ em 1975;! Em 2000 A ESDI já possuía a maior biblioteca de Desenho Industrial da América Latina.! 4

5 5

6 6

7 na! design! economia! CRIATIVA! Economia criativa segundo o autor inglês John Howkins no livro The Creative Economy, publicado em 2001, são atividades na quais resultam em indivíduos exercitando a sua imaginação e explorando seu valor econômico. Pode ser definida como processos que envolvam criação, produção e distribuição de produtos e serviços, usando o conhecimento, a criatividade e o capital intelectual como principais recursos produtivos.! 7

8 O que é design? 8

9 DESIGN! desenho! ou seja, manifestação gráfica! projeto! aplicação prática! designo! finalidade, a vontade do homem de REALIZAR! 9

10 design Gráfico design de Interiores design de Produto design de Jóias design de Mobiliário design de Serviços design de Informação design de Processos design de Transportes design de Moda design de Web design de Jogos design de Apps design de Interação 10

11 A relevância do conteúdo do ensino superior no Brasil está amarrada a uma decisão pregressa de que a educação superior existe para oferecer educação profissional, isto é, a profissionalização precoce tornando-os candidatos à profissão antes de serem candidatos ao saber.! Prof. Antônio Freitas, ABE, FGV! 11

12 atuação do! designer! O designer não é necessariamente! um INVENTOR, embora criatividade seja fundamental;!! O designer não é necessariamente! um ENGENHEIRO, embora ele tenha um compromisso com a execução;!! O designer não é necessariamente! um PROFISSIONAL DE MARKETING, embora ele tenha um compromisso com o sucesso de seus produtos.! 12

13 atuação do! designer! O designer é um profissional que propõe SOLUÇÕES para PROBLEMAS.!! Normalmente, um problema chega até um designer por meio de um BRIEFING.!! E cabe ao designer transformar esse briefing em PROJETO a ser executado por terceiros.!! Sendo assim, design também é processo.! 13

14 apresentação! Como aproveitar as oportunidades que surgem com a formação do profissional de desenho industrial!? ensino! pesquisa! empreendedorismo! inovação! sustentabilidade! 14

15 _ Até a década de 90 os projetos desenvolvidos na ESDI tinham um foco essencialmente acadêmico;! Inovação! Tecnológica! na ESDI! _ A percepção do novo papel da universidade no desenvolvimento sócioeconômico baseado na inovação levou a ESDI a se aproximar do mercado;! _ Em paralelo a ESDI estabeleceu relações com instituições de ensino e pesquisa nos Estados Unidos e Europa, o que contribuiu para o aumento desta percepção;! _ A busca pelo estado da técnica para dar suporte ao processo de pesquisa em inovação tecnológica trouxe a necessidade de fontes de financiamento externo.! _ Em 1996 foi elaborado um estudo para a implantação de uma incubadora.! 15

16 O objetivo das PME s é de crescer e se desenvolver, e incubadoras de empresas em universidades podem dar auxílio para uma boa preparação.! 16

17 triplehelix! Indústria / Mercado Governo / Estado Academia / Universidades 17

18 _ O Brasil possui cerca de 400 incubadoras;!! _A taxa de mortalidade de empresas que passam por incubadoras é de 20% durante a incubação e 10% após a graduação;! _Empreendimentos apoiados pelas incubadoras geram um faturamento médio de R$2,5 bilhões;! _Já foram graduadas empreendimentos, que hoje faturam R$ 4,1 bilhões e empregam pessoas;! _98% das empresas incubadas inovam.! Fonte: Anprotec e Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação 2011! 18

19 Aproximação com o setor produtivo e intensificação de experiências de intercâmbio, construindo uma posição da ESDI como referência em design, é que surge a Incubadora de Empresas de Design, em março de 2007, pelo Ato Executivo da Reitoria da UERJ.! 19

20 A Incubadora de! Empresas de Design é um Programa da Esdi que visa estimular o empreendedorismo e contribuir para o desenvolvimento de produtos com alto valor agregado, modernizando o parque industrial e gerando divisas para o Estado e o País.! Seu objetivo principal é incentivar e consolidar empresas inovadoras com foco no Desenho Industrial.! A Incubadora de Empresas de Design da Esdi iniciou suas atividades em 2012, com a montagem de seu espaço utilizando recursos de Edital FAPERJ.! objetivo/metas! 20

21 _Contribuir para um desenvolvimento econômico robusto baseado em produtos e serviços novos para atender necessidades humanas;! _Proporcionar ambiente técnico e gerencial favorável ao espírito empreendedor para desenvolver atividades inovadoras;! _Apoiar tecnicamente e coordenar atividades gerais para o desenvolvimento das empresas;! _Integrar o potencial técnico-científico da Esdi e outras Unidades Acadêmicas da Uerj com o mercado;! objetivo gerais! _Gerar emprego e renda, além de promover o desenvolvimento local e regional.! 21

22 Negócio! Viabilidade! inovação emocional Marca, Marketing,CRM inovação! em processos! inovação na! experiência! Pessoas! Desejos! inovação! funcional! Tecnologia! Factibilidade! 22

23 GRADUAÇÃO! Gestão! Estratégica! Marketing! Finanças! Contábil! Jurídica! 23

24 Uma característica peculiar da Incubadora de Empresas de Design é poder atender, dentro do foco do Desenho Industrial, diferentes áreas, o que permite complementar as ações das outras três incubadoras da UERJ! Incubadora de Empresas da Faculdade de Engenharia; 24

25 projetos! graduados,! incubados! e pré-incubados! Design de Informação! Design de Produto! Design de Jóias! 25

26 A história da criação da Incubadora traz um fato curioso. Mesmo antes de ter toda sua estrutura formalizada e em funcionamento, durante seu processo de implementação, a Incubadora pré-incubou dois empreendimentos diferentes que hoje são casos de sucesso na área de design: Habto e Fibra. Ambas têm se destacado com vários prêmios e citações nos diferentes meios de comunicação.! 26

27 projeto pré-incubado! design sustentável! _Cláudio Ferreira, em parceria com a ESDI, desenvolve o Compensado de Pupunha, material de alto valor agregado proveniente de recursos não-madeireiros;! _Patente nacional e internacional já requerida.! 27

28 reconhecimento! internacional! _if Design Gold Award, categoria Novos Materiais, principal prêmio internacional de design;! _Primeira premiação em 51 anos concedida a uma instituição de ensino.! 28

29 Matéria Brasil! _Design de produto! _Design de espaços / cenografia! _Mídias sustentáveis! _Arquitetura! _Consultoria criativa! 29

30 projeto pré-incubado! design de produtos!! como o design pode ajudar na educação! 30

31 Vídeo! 31

32 Obrigado Rua Evaristo da Veiga, 95 Lapa RJ web.esdi.uerj.br/incubadora! 32

UFPE/PROPESQ Diretoria de Inovação e Empreendedorismo

UFPE/PROPESQ Diretoria de Inovação e Empreendedorismo UFPE/PROPESQ Diretoria de Inovação e Empreendedorismo FORTEC-NE Salvador Junho/2006 A UFPE Alunos Matriculados 34.586 Graduação 26.705 Especialização 4.197 Mestrado 2.693 Doutorado 991 Cursos Oferecidos

Leia mais

2º Fórum de Inovação e Empreendedorismo em Biotecnologia 30 de Agosto 2016

2º Fórum de Inovação e Empreendedorismo em Biotecnologia 30 de Agosto 2016 2º Fórum de Inovação e Empreendedorismo em Biotecnologia 30 de Agosto 2016 Parque Tecnológico Botucatu Botucatu Origem e Histórico Instituições Acadêmicas Setor Produtivo de Botucatu e Região PROSPECTA

Leia mais

BREVE HISTÓRICO SOBRE INCUBADORAS

BREVE HISTÓRICO SOBRE INCUBADORAS BREVE HISTÓRICO SOBRE INCUBADORAS As primeiras incubadoras de empresas surgiram no Brasil na década de 80 e desde então, o número de incubadoras vem crescendo sensivelmente. Em 1982, foi fundado sob a

Leia mais

Prof. Luiz Carlos Pinto da Silva Filho Diretor da Escola de Engenharia Profa. Carla Schwengber ten Caten Vice-Diretora da Escola de Engenharia

Prof. Luiz Carlos Pinto da Silva Filho Diretor da Escola de Engenharia Profa. Carla Schwengber ten Caten Vice-Diretora da Escola de Engenharia ESCOLA DE ENGENHARIA Prof. Luiz Carlos Pinto da Silva Filho Diretor da Escola de Engenharia lcarlos66@gmail.com (51) 3308.3489 Profa. Carla Schwengber ten Caten Vice-Diretora da Escola de Engenharia tencaten@producao.ufrgs.br

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Inovação. Nelson Akio Fujimoto Secretário de Inovação

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Inovação. Nelson Akio Fujimoto Secretário de Inovação Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Inovação Nelson Akio Fujimoto Secretário de Inovação Plano Brasil Maior 2011/2014 Inovar para competir. Competir para crescer.

Leia mais

TECNOPARQUE UECE INCUBADORA DE EMPRESAS HELIANE CÁPUA DALLAPÍCULA

TECNOPARQUE UECE INCUBADORA DE EMPRESAS HELIANE CÁPUA DALLAPÍCULA TECNOPARQUE UECE INCUBADORA DE EMPRESAS HELIANE CÁPUA DALLAPÍCULA NOVEMBRO 2009 INCUBADORA DE EMPRESAS É um ambiente que possui condições efetivas para possibilitar o desenvolvimento de negócios promissores

Leia mais

MBA EXECUTIVO INTERNACIONAL EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

MBA EXECUTIVO INTERNACIONAL EM GESTÃO DE NEGÓCIOS MBA EXECUTIVO INTERNACIONAL EM GESTÃO DE NEGÓCIOS OBJETIVOS DO CURSO O objetivo geral do Curso de Pós-graduação Lato Sensu MBA Executivo Internacional em Gestão de Negócios é de capacitar os profissionais

Leia mais

PROPOSTA DE PLANO DE AÇÃO DA NOVA GESTÃO. Presidente Joilson Barcelos

PROPOSTA DE PLANO DE AÇÃO DA NOVA GESTÃO. Presidente Joilson Barcelos PROPOSTA DE PLANO DE AÇÃO DA NOVA GESTÃO Presidente Joilson Barcelos RESGATANDO NOSSA HISTÓRIA 1963 1964 a 2015 2016 Fundada em 30 de maio, fruto de um movimento nacional, com a finalidade de fortalecer

Leia mais

CONEXÕES CRIATIVAS - BETIM Projetos inseridos na Lei Rouanet de Incentivo à Cultura

CONEXÕES CRIATIVAS - BETIM Projetos inseridos na Lei Rouanet de Incentivo à Cultura CONEXÕES CRIATIVAS - BETIM Projetos inseridos na Lei Rouanet de Incentivo à Cultura. Conexões para transformar www.planetacultura.com.br Introdução O que é o Conexões Criativas - Betim? Conhecendo o PTB

Leia mais

Associação Nacional das Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores.

Associação Nacional das Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores. Associação Nacional das Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores www.anprotec.org.br ANPROTEC Fundada em 1987 Organização sem fins lucrativos + 260 membros, que representam mais de 500 instituições

Leia mais

Empreendedorismo. Prof. Antonio Celso Duarte FATEC-SP 2011 FATEC SP 2011

Empreendedorismo. Prof. Antonio Celso Duarte FATEC-SP 2011 FATEC SP 2011 Empreendedorismo FATEC-SP 2011 Objetivos da disciplina Empreendedorismo A disciplina é orientada para uma abordagem conceitual e prática para fins de empreendimento profissional. Reúne três conjuntos de

Leia mais

Ambiente Sustentável de Inovação: Estudo de Caso do Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITec-Marília)

Ambiente Sustentável de Inovação: Estudo de Caso do Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITec-Marília) Ambiente Sustentável de Inovação: Estudo de Caso do Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITec-Marília) Elvis Fusco 1, Fábio Dacêncio Pereira 2, Marcos Luiz Mucheroni 3, Edward David Moreno Ordonez

Leia mais

Mecanismos Municipais de Fomento à Inovação

Mecanismos Municipais de Fomento à Inovação Mecanismos Municipais de Fomento à Inovação Marcus J. Rocha Superintendente Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação Secretaria Municipal de Turismo, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico Florianópolis

Leia mais

PODER EXECUTIVO DECRETO Nº DE 15 DE ABRIL DE 2013.

PODER EXECUTIVO DECRETO Nº DE 15 DE ABRIL DE 2013. DECRETO Nº 44.159 DE 15 DE ABRIL DE 2013. DISPÕE SOBRE A CONSTITUIÇÃO DO RIO CRIATIVO - PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DA ECONOMIA CRIATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO,

Leia mais

Histórico e Antecedentes PORTO DIGITAL PARQUE TECNOLÓGICO

Histórico e Antecedentes PORTO DIGITAL PARQUE TECNOLÓGICO Histórico e Antecedentes PORTO DIGITAL PARQUE TECNOLÓGICO 1. O Porto Digital Visão Geral Delimitação Geográfica 3 1.415.000 m² Bairro do Recife + Bairro de Santo Amaro A ideia... (2000) 4 Universidade

Leia mais

ATA DA CXXX REUNIÃO DO CONSELHO DIRETOR DA TEC CAMPOS Realizada em 10 de agosto de 2016, às 09h Local: Sala de Reuniões da TEC CAMPOS

ATA DA CXXX REUNIÃO DO CONSELHO DIRETOR DA TEC CAMPOS Realizada em 10 de agosto de 2016, às 09h Local: Sala de Reuniões da TEC CAMPOS ATA DA CXXX REUNIÃO DO CONSELHO DIRETOR DA TEC CAMPOS Realizada em 10 de agosto de 2016, às 09h Local: Sala de Reuniões da TEC CAMPOS ATIVIDADE Pauta item nº 01 Aprovação de ata anterior: Foi apresentada

Leia mais

RITU- Empreender com a gente é

RITU- Empreender com a gente é RITU- Empreender com a gente é fácil Verônica de Menezes Nascimento Nagata,Mestre em Engenharia de Produção, Professora da UEPA, Coordenadora da Incubadora de empresas da UEPA- RITU Estrutura da palestra

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO OUI Aprovado pala Assembleia geral da OUI

PLANO ESTRATÉGICO OUI Aprovado pala Assembleia geral da OUI PLANO ESTRATÉGICO OUI 2017 2022 Aprovado pala Assembleia geral da OUI 25 de novembro de 2016 INSPIRAÇÃO OUI "Desejo estabelecer, além e livre de toda fronteira, seja esta política, geográfica, econômica,

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO INTERNO DE PROJETOS PARA FASE DE PRÉ- INCUBAÇÃO - Campus Curitiba/PR EDITAL 01/2014

PROCESSO DE SELEÇÃO INTERNO DE PROJETOS PARA FASE DE PRÉ- INCUBAÇÃO - Campus Curitiba/PR EDITAL 01/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO INTERNO DE PROJETOS PARA FASE DE PRÉ- INCUBAÇÃO - Campus Curitiba/PR EDITAL 01/2014 Incubadora de Empresas de Base Tecnológica e Inovação da PUCPR Parque Tecnológico da PUCPR TECNOPARQUE

Leia mais

VIII Congresso Nacional de Excelência em Gestão

VIII Congresso Nacional de Excelência em Gestão VIII Congresso Nacional de Excelência em Gestão Integração Indústria Universidade para a Sustentabilidade: Ações do IEL/Sistema FIRJAN 8 de junho de 2012 Alberto Besser Superintendente IEL-RJ Quem Somos

Leia mais

DIA NACIONAL DA EAD 2016 Por que a Educação a Distância deve formar para a Economia Criativa

DIA NACIONAL DA EAD 2016 Por que a Educação a Distância deve formar para a Economia Criativa DIA NACIONAL DA EAD 2016 Por que a Educação a Distância deve formar para a Economia Criativa Lincoln Seragini CASA SERAGINI 22/11/2016 ECONOMIA CRIATIVA Setor emergente mais dinâmico da economia mundial

Leia mais

Parque Tecnológico Itaipu

Parque Tecnológico Itaipu Parque Tecnológico Itaipu Parque Tecnológico Itaipu Missão do PTI Compreender e transformar a realidade da Região Trinacional do Iguassu, articulando e fomentando ações voltadas ao desenvolvimento econômico,

Leia mais

PRÊMIO NACIONAL DE EMPREENDEDORISMO INOVADOR 2008

PRÊMIO NACIONAL DE EMPREENDEDORISMO INOVADOR 2008 CAPÍTULO I - DO PRÊMIO Art. 1 - A ANPROTEC 1, em parceria com o SEBRAE, MCT, MDIC, CNPq, FINEP e CNI/IEL realizam em 2008, mais uma ação anual de reconhecimento ao empreendedorismo inovador brasileiro,

Leia mais

PRÊMIO NACIONAL DE EMPREENDEDORISMO INOVADOR 2010

PRÊMIO NACIONAL DE EMPREENDEDORISMO INOVADOR 2010 DA APRESENTAÇÃO Art. 1 Idealizado e instituído pela ANPROTEC 1, em parceria com o SEBRAE, o Prêmio de Empreendedorismo Inovador, cuja periodicidade é anual, reconhece e prestigia incubadoras de empresas,

Leia mais

PRÊMIO NACIONAL DE EMPREENDEDORISMO INOVADOR 2011

PRÊMIO NACIONAL DE EMPREENDEDORISMO INOVADOR 2011 DA APRESENTAÇÃO Art. 1 - Idealizado e instituído pela ANPROTEC 1, em parceria com o SEBRAE, o Prêmio de Empreendedorismo Inovador, cuja periodicidade é anual, reconhece e prestigia incubadoras de empresas,

Leia mais

ATUAÇÃO DO SEBRAE JUNTO ÁS STARTUPS

ATUAÇÃO DO SEBRAE JUNTO ÁS STARTUPS ATUAÇÃO DO SEBRAE JUNTO ÁS STARTUPS Transversalidade no atendimento Habitats de inovação Atuação SEBRAE Da Cultura Empreendedora à Projetos de Inovação... Capital Empreendedor Programa Inovação nos Pequenos

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso Superior de Tecnologia em Design de Moda Campus: Petrópolis Missão O CST em Design de Moda tem como missão formar profissionais para a indústria da moda, levando em consideração

Leia mais

Tendências e Oportunidades: O mercado de agronegócios para as MPE inovadoras. Genésio Vasconcelos Campo Grande (MS), 23 de setembro de 2010

Tendências e Oportunidades: O mercado de agronegócios para as MPE inovadoras. Genésio Vasconcelos Campo Grande (MS), 23 de setembro de 2010 Tendências e Oportunidades: O mercado de agronegócios para as MPE inovadoras Genésio Vasconcelos Campo Grande (MS), 23 de setembro de 2010 Alguns números n do agronegócio brasileiro - O cerrado representa

Leia mais

4 O Projeto Rio Criativo

4 O Projeto Rio Criativo 49 4 O Projeto Rio Criativo Neste capítulo será apresentado o projeto Rio Criativo que implantará as Incubadoras de Empreendimentos da Economia Criativa do Estado do Rio de Janeiro. Se trata de um projeto

Leia mais

T E N D E R E. Criada em 2011 por pesquisadores do Grupo de. Arte, Design e Moda da Unicamp, a Tendere passou

T E N D E R E. Criada em 2011 por pesquisadores do Grupo de. Arte, Design e Moda da Unicamp, a Tendere passou T E N D E R E Criada em 2011 por pesquisadores do Grupo de Arte, Design e Moda da Unicamp, a Tendere passou três anos incubada na Incamp (Incubadora de base tecnológica da Unicamp) e hoje é uma empresa

Leia mais

Missão do Sebrae/PR. Promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo

Missão do Sebrae/PR. Promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo Missão do Sebrae/PR Promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo COMPETITIVIDADE e DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Para sobreviver no mercado,

Leia mais

Instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo, que promove o desenvolvimento sustentável por meio de operações de crédito consciente e de

Instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo, que promove o desenvolvimento sustentável por meio de operações de crédito consciente e de Março / 2015 Instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo, que promove o desenvolvimento sustentável por meio de operações de crédito consciente e de longo prazo para as pequenas e médias empresas

Leia mais

Empresas y su Influencia en el Crecimiento Sostenible de Brasil

Empresas y su Influencia en el Crecimiento Sostenible de Brasil Evolución de las Incubadoras de Empresas y su Influencia en el Crecimiento Sostenible de Brasil Mariza Almeida, DsC Incubadora de Empresas Phoenix Universidade do Estado do Rio de Janeiro Resultados

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso Superior de Tecnologia em Design de Moda Campus: Niterói Missão O Curso Superior de Tecnologia em Design de Interiores busca a formação de profissionais generalistas, críticos,

Leia mais

Pró-reitoria de Extensão. Edital IDEIAIS 001/2016

Pró-reitoria de Extensão. Edital IDEIAIS 001/2016 Edital IDEIAIS 001/2016 PROCESSO DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA INTEGRAR O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO DE NEGÓCIOS DA INCUBADORA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO COM INOVAÇÃO AMBIENTAL E SOCIAL DA PUC MINAS - IDEIAS

Leia mais

COMITÊ ACELERA FIESP - CAF. Apresentação do Ecossistema de Startups da FIESP

COMITÊ ACELERA FIESP - CAF. Apresentação do Ecossistema de Startups da FIESP COMITÊ ACELERA FIESP - CAF Apresentação do Ecossistema de Startups da FIESP Sobre o Comitê Acelera FIESP - CAF O Comitê Acelera FIESP - CAF tem por missão desenvolver e alavancar o empreendedorismo inovador,

Leia mais

A ESSÊNCIA DA INOVAÇÃO SOCIAL E COMO ESTÁ A MUDAR O MUNDO

A ESSÊNCIA DA INOVAÇÃO SOCIAL E COMO ESTÁ A MUDAR O MUNDO A ESSÊNCIA DA INOVAÇÃO SOCIAL E COMO ESTÁ A MUDAR O MUNDO PROFESSOR FILIPE SANTOS, PRESIDENTE DA PORTUGAL INOVAÇÃO SOCIAL Cerimónia do Prémio Portugal Inovador Social da Fundação Manuel António da Mota

Leia mais

1. Quem é a Equipacare e o que faz?

1. Quem é a Equipacare e o que faz? 1. Quem é a Equipacare e o que faz? Somos uma empresa de engenharia clínica e hospitalar com atuação focada na inteligência do negócio. Temos como missão proporcionar economia, facilidade e tranquilidade

Leia mais

PROGRAMA DE MENTORIA DO NÚCLEO UNIVERSITÁRIO DE EMPREENDEDORISMO NUVEM

PROGRAMA DE MENTORIA DO NÚCLEO UNIVERSITÁRIO DE EMPREENDEDORISMO NUVEM PROGRAMA DE MENTORIA DO NÚCLEO UNIVERSITÁRIO DE EMPREENDEDORISMO NUVEM APRESENTAÇÃO É notória a importância da iniciativa empreendedora para o desenvolvimento social e econômico. Vetores de mudança como

Leia mais

A iniciativa visa: Permitir aos estudantes universitários a realização de projetos o mais próximo possível da realidade empresarial;

A iniciativa visa: Permitir aos estudantes universitários a realização de projetos o mais próximo possível da realidade empresarial; O EDP University Challenge 2013 tem por finalidade atribuir um prêmio ao melhor trabalho nas áreas de administração, estratégia, marketing, comunicação e design (ou outra área desde que comprove conhecimentos

Leia mais

Parque Tecnológico de Botucatu Junho / 2015

Parque Tecnológico de Botucatu Junho / 2015 Parque Tecnológico de Botucatu Junho / 2015 São Paulo Inova O Programa São Paulo Inova é uma iniciativa do Estado de São Paulo para apoiar empresas paulistas de base tecnológica e de perfil inovador em

Leia mais

Normas de Estágio Curricular Não Obrigatório Remunerado. Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas - ICET. - Curso de Engenharia Mecânica

Normas de Estágio Curricular Não Obrigatório Remunerado. Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas - ICET. - Curso de Engenharia Mecânica Normas de Estágio Curricular Não Obrigatório Remunerado Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas - ICET - Curso de Engenharia Mecânica Currículo 2013/01 Descrição do Curso: O Curso de graduação em Engenharia

Leia mais

Artigo Completo - Aprovados 1ª Fase

Artigo Completo - Aprovados 1ª Fase Artigo Completo - Aprovados 1ª Fase Nº ID Título 1 3 Modelo de gestão para incubadora de empresa sob a perspectiva da ferramenta business model canvas: o caso da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica

Leia mais

Coffee Valley. Centro de Incubação de Startups e Coworking. Faculdade de Ciências Gerenciais de Manhuaçu. Manhuaçu / MG

Coffee Valley. Centro de Incubação de Startups e Coworking. Faculdade de Ciências Gerenciais de Manhuaçu. Manhuaçu / MG Coffee Valley Centro de Incubação de Startups e Coworking Faculdade de Ciências Gerenciais de Manhuaçu Manhuaçu / MG 1. Apresentação do Coffee Valley O Coffee Valley, centro de incubação de Startups e

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 01/ CONSU

RESOLUÇÃO N o 01/ CONSU RESOLUÇÃO N o 01/2008 - CONSU Cria e Regulamenta a Incubadora de Projetos, Empresas e Negócios da Universidade Positivo. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO, órgão normativo, consultivo e deliberativo da administração

Leia mais

SENAI O Parceiro da Indústria na Inovação

SENAI O Parceiro da Indústria na Inovação SENAI O Parceiro da Indústria na Inovação Casos de Sucesso em Inovação de Produtos e Processos VIII Conferência ANPEI Maio/2008 Sumário O papel do SENAI na inovação tecnológica para o setor industrial

Leia mais

EDITAL o PRÊMIO PADRE FRANCISCO XAVIER ROSER S.J. DE EMPREENDEDORISMO DE INOVAÇÃO

EDITAL o PRÊMIO PADRE FRANCISCO XAVIER ROSER S.J. DE EMPREENDEDORISMO DE INOVAÇÃO EDITAL 2016 5 o PRÊMIO PADRE FRANCISCO XAVIER ROSER S.J. DE EMPREENDEDORISMO DE INOVAÇÃO Objetivando fomentar a relação entre pesquisa, inovação e empreendedorismo no cenário regional, nacional e internacional,

Leia mais

Empresas e Empreendedores Temos bons Projetos mas não conseguimos nenhum apoio

Empresas e Empreendedores Temos bons Projetos mas não conseguimos nenhum apoio MARÍLIA Entidades de Apoio Temos recursos mas não encontramos bons Projetos para apoiar Empresas e Empreendedores Temos bons Projetos mas não conseguimos nenhum apoio? Alguns pontos de reflexão: Comunicação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ AGÊNCIA DE INOVAÇÃO UFPR

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ AGÊNCIA DE INOVAÇÃO UFPR EDITAL PERMANENTE DE SELEÇÃO DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DA MODALIDADE RESIDENTE Edital nº AGI-01/2017 Processo n.º 23075.153629/2016-59 Este Edital se regerá

Leia mais

PLC 77/2015. Resumo Geral

PLC 77/2015. Resumo Geral PLC 77/2015 Resumo Geral Por unanimidade, o Plenário aprovou nesta quarta-feira (9) o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 77/2015, que promove uma série de ações para o incentivo à pesquisa, à inovação e ao

Leia mais

Esse é o nosso negócio. A INFORMAÇÃO DE QUE VOCÊ PRECISA. NEM MAIS, NEM MENOS.

Esse é o nosso negócio. A INFORMAÇÃO DE QUE VOCÊ PRECISA. NEM MAIS, NEM MENOS. Esse é o nosso negócio. A INFORMAÇÃO DE QUE VOCÊ PRECISA. NEM MAIS, NEM MENOS. Novas demandas de mercado exigem que modelos técnicos consagrados sejam incorporadas a novas tecnologias, novos conhecimentos

Leia mais

EDITAL n o 001/17 PROJETO IDEIAS DE NEGÓCIO

EDITAL n o 001/17 PROJETO IDEIAS DE NEGÓCIO EDITAL n o 001/17 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS PROGRAMA DE EMPREENDEDORISMO PUC-CAMPINAS EMPREENDE - 2017 PROJETO IDEIAS DE NEGÓCIO A PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS torna

Leia mais

SISTEMAS DE INCENTIVOS PORTUGAL 2020

SISTEMAS DE INCENTIVOS PORTUGAL 2020 SISTEMAS DE INCENTIVOS PORTUGAL 2020 Qualificação PME Esta candidatura consiste num plano de apoio financeiro a projetos que visam ações de qualificação de PME em domínios imateriais com o objetivo de

Leia mais

EDITAL nº 01/2017 CHAMADA DE IDEIAS E DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS PARA PRÉ-INCUBAÇÃO E INCUBAÇÃO DE EMPRESAS NA MODALIDADE RESIDENTE E NÃO-RESIDENTES

EDITAL nº 01/2017 CHAMADA DE IDEIAS E DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS PARA PRÉ-INCUBAÇÃO E INCUBAÇÃO DE EMPRESAS NA MODALIDADE RESIDENTE E NÃO-RESIDENTES EDITAL nº 01/2017 CHAMADA DE IDEIAS E DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS PARA PRÉ-INCUBAÇÃO E INCUBAÇÃO DE EMPRESAS NA MODALIDADE RESIDENTE E NÃO-RESIDENTES O Centro Universitário de Anápolis UniEVANGÉLICA, por

Leia mais

E para 2013, o cenário é ainda mais promissor. Fonte: Associação Brasileira de Startups - Abstartups

E para 2013, o cenário é ainda mais promissor. Fonte: Associação Brasileira de Startups - Abstartups O panorama global da inovação mudou e o poder das ideias nunca foi tão importante. Investir em soluções criativas virou tendência em um mercado promissor: o. Atualmente somos um dos maiores mercados da

Leia mais

APRESENTAÇÃO: Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador Art. 1º DAS CATEGORIAS - Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador PIT DLS PCT CEI

APRESENTAÇÃO: Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador Art. 1º DAS CATEGORIAS - Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador PIT DLS PCT CEI APRESENTAÇÃO: Idealizado e instituído em 1997 pela Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas

Leia mais

CONTRIBUINDO PARA A COMPETITIVIDADE SUSTENTÁVEL

CONTRIBUINDO PARA A COMPETITIVIDADE SUSTENTÁVEL CONTRIBUINDO PARA A COMPETITIVIDADE SUSTENTÁVEL PRODUTOS INOVAÇÃO PGQP Mensagem das lideranças Gestão e Inovação são os dois motores da organização moderna. No percurso de competição estes motores devem

Leia mais

Longos prazos + Baixas taxas = CRÉDITO SUSTENTÁVEL

Longos prazos + Baixas taxas = CRÉDITO SUSTENTÁVEL agosto/2017 QUEM SOMOS? Uma instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo, que promove o desenvolvimento sustentável por meio de operações de crédito consciente e de longo prazo para as pequenas

Leia mais

ECONOMIA CRIATIVA E DESENVOLVIMENTO. Cláudia Leitão Rio de Janeiro, 10 de junho de 2011

ECONOMIA CRIATIVA E DESENVOLVIMENTO. Cláudia Leitão Rio de Janeiro, 10 de junho de 2011 ECONOMIA CRIATIVA E DESENVOLVIMENTO Cláudia Leitão Rio de Janeiro, 10 de junho de 2011 ECONOMIA CRIATIVA BRASILEIRA: 4 PRINCIPAIS DESAFIOS OS 4 GRANDES DESAFIOS DA ECONOMIA CRIATIVA NO BRASIL 1º DESAFIO:

Leia mais

O Impacto Socioeconômico da demora da tramitação dos pedidos de patente

O Impacto Socioeconômico da demora da tramitação dos pedidos de patente O Impacto Socioeconômico da demora da tramitação dos pedidos de patente Patrícia Leal Gestic Diretora de Propriedade Intelectual da Unicamp 21 de julho de 2017 Universidade Estadual de Campinas 1ª A Unicamp

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E EMPREENDEDORISMO EM SAÚDE NITE SAÚDE CAPÍTULO I DAS FINALIDADES

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E EMPREENDEDORISMO EM SAÚDE NITE SAÚDE CAPÍTULO I DAS FINALIDADES REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E EMPREENDEDORISMO EM SAÚDE NITE SAÚDE CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º. O Núcleo de Inovação Tecnológica e Empreendedorismo em Saúde da Universidade Federal

Leia mais

CONTRIBUINDO PARA A COMPETITIVIDADE SUSTENTÁVEL

CONTRIBUINDO PARA A COMPETITIVIDADE SUSTENTÁVEL CONTRIBUINDO PARA A COMPETITIVIDADE SUSTENTÁVEL Uma organização autossustentável e não Governamental, que atua através de um sistema de Rede de Comitês, utilizando trabalho voluntário. Agentes Multiplicadores

Leia mais

Instituto Sindipeças de Educação Corporativa

Instituto Sindipeças de Educação Corporativa Instituto Sindipeças de Educação Corporativa 2016 Instituto Sindipeças de Educação Corporativa Missão Oferecer soluções educacionais para elevar a competitividade e a sustentabilidade do setor de autopeças.

Leia mais

A Startup Portugal é a estratégia do Governo da República para o Empreendedorismo

A Startup Portugal é a estratégia do Governo da República para o Empreendedorismo A Startup Portugal é a estratégia do Governo da República para o Empreendedorismo Pensada a quatro anos, foca-se em 3 áreas de atuação: I. Ecossistema II. Financiamento III. Internacionalização Mais do

Leia mais

Normas de Estágio Curricular Não Obrigatório Remunerado. Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas - ICET

Normas de Estágio Curricular Não Obrigatório Remunerado. Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas - ICET Descrição do Curso: Normas de Estágio Curricular Não Obrigatório Remunerado Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas - ICET - Curso de Engenharia Industrial - - Habilitação em Química e Habilitação

Leia mais

Os recursos para o Prime são provenientes do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT).

Os recursos para o Prime são provenientes do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT). Perguntas Frequentes O que é o Programa Primeira Empresa Inovadora (Prime)? Trata-se de um programa inovador criado pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) e sua Agência Financiadora de Estudos e

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DA EXTENSÃO NO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO

REGULAMENTO GERAL DA EXTENSÃO NO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINSTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO REGULAMENTO GERAL

Leia mais

Mais informações: (31)

Mais informações: (31) Segundo a definição do GRI (Global Reporting Initiative), um dos principais desafios do desenvolvimento sustentável é a exigência de escolhas inovadoras e novas formas de pensar. Hoje o Brasil corporativo

Leia mais

MARATONA EMPRENDEDORA FADERGS 1ª Edição

MARATONA EMPRENDEDORA FADERGS 1ª Edição MARATONA EMPRENDEDORA FADERGS 1ª Edição - 2016 REALIZAÇÃO: PÓS-GRADUAÇÃO FADERGS e FEIRA DE EMPREGABILIDADE FADERGS DOS OBJETIVOS O programa MARATONA EMPREENDEDORA é uma iniciativa da unidade de ensino

Leia mais

CALL FOR IDEAS REGULAMENTO. Criação do Próprio Emprego, Negócio ou Empresa. apreender.pt

CALL FOR IDEAS REGULAMENTO. Criação do Próprio Emprego, Negócio ou Empresa. apreender.pt Criação do Próprio Emprego, Negócio ou Empresa APREENDER 3.0 2º Call for Ideas Drive in do Empreendedor Criação do Próprio Emprego, Negócio ou Empresa Regulamento Artigo 1º Âmbito 1. O 2º Call for Ideas

Leia mais

Ministrante. Trabalhou no Centro de Transferência e Inovação Tecnológica (CTIT) da UFMG ( );

Ministrante. Trabalhou no Centro de Transferência e Inovação Tecnológica (CTIT) da UFMG ( ); Ministrante Engenheiro de Produção (UFMG) MBA em Engenharia e Inovação Mestrando em Inovação Tecnológica e PI (UFMG) Diretor de Presidente da Techmall S.A.; Membro do Comitê de Seleção de Startups; Trabalhou

Leia mais

Ciência, Tecnologia e Inovação para o. Desenvolvimento Nacional

Ciência, Tecnologia e Inovação para o. Desenvolvimento Nacional Ciência, Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento Nacional Guilherme Henrique Pereira Secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação Ministério da Ciência e Tecnologia Premissas básicas b para

Leia mais

(Carlos D. de Andrade, Indicações - em A rosa do povo)

(Carlos D. de Andrade, Indicações - em A rosa do povo) (...) São fiéis, as coisas de teu escritório. A caneta velha. Recusas-te a trocá-la pela que encerra o último segredo químico, a tinta imortal. Certas manchas na mesa, que não sabes se o tempo, se a madeira,

Leia mais

PROGRAMA DE EMPREENDEDORISMO INOVADOR (Pemin) CAPÍTULO I DA FINALIDADE

PROGRAMA DE EMPREENDEDORISMO INOVADOR (Pemin) CAPÍTULO I DA FINALIDADE PROGRAMA DE EMPREENDEDORISMO INOVADOR (Pemin) CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. 1º O Programa de Empreendedorismo Inovador (Pemin) do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) tem por finalidade estimular

Leia mais

UM CURSO ÚNICO DESENHADO POR E PARA VOCÊ.

UM CURSO ÚNICO DESENHADO POR E PARA VOCÊ. CURSO DE DESIGN UM CURSO ÚNICO DESENHADO POR E PARA VOCÊ. Um profissional de Design é alguém que busca criar trabalhos com identidade própria. E é muito lógico que essa identidade também deva fazer parte

Leia mais

Seja um Parceiro Premier da SBEB

Seja um Parceiro Premier da SBEB Apoie o desenvolvimento e divulgação da Engenharia Biomédica no Brasil Seja um Parceiro Premier da SBEB www.sbeb.org.br Conheça a Sociedade Brasileira de Engenharia Biomédica www.sbeb.org.br www.facebook.com/sbeb.org.br

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas no Paraguai. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios

Pequenas e Médias Empresas no Paraguai. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Pequenas e Médias Empresas no Paraguai Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios No Paraguai, as micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) podem ser classificadas

Leia mais

Simpósio Educação Empreendedora

Simpósio Educação Empreendedora Simpósio Educação Empreendedora O Sebrae-SP QUEM SOMOS O SEBRAE-SP é uma entidade privada e de interesse público, que apoia a abertura e expansão dos pequenos negócios e transforma a vida de milhões de

Leia mais

O PRÊMIO. Categorias de Projetos Empreendedorismo Econômico Empreendedorismo Ambiental Empreendedorismo Educacional Empreendedorismo Social

O PRÊMIO. Categorias de Projetos Empreendedorismo Econômico Empreendedorismo Ambiental Empreendedorismo Educacional Empreendedorismo Social Realização: ISAE Conveniado da Fundação Getulio Vargas no Paraná, o ISAE foi fundado em 1996, com a missão de contribuir para o desenvolvimento sustentável, promovendo a evolução pessoal, empresarial e

Leia mais

APRESENTAÇÃO HUB SEBRAE-SP

APRESENTAÇÃO HUB SEBRAE-SP APRESENTAÇÃO HUB SEBRAE-SP HUB SEBRAE-SP O QUE É HUB? O princípio do HUB vem da informática, sendo um dispositivo com diferentes portas para conexão de pequenos equipamentos de vários tipos. Nessse contexto,

Leia mais

Seleção de projetos inovadores de base tecnológica para ingressarem no PROGRAMA INCET DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS,

Seleção de projetos inovadores de base tecnológica para ingressarem no PROGRAMA INCET DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS, EDITAL INCET 001/2016 PROGRAMA INCET DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS A Fundação Educacional Montes Claros através da Incubadora de Base Tecnológica INCET, convida pessoas físicas ou jurídicas a apresentarem propostas

Leia mais

EDITAL E REGULAMENTO DESAFIO ITFETEP DE EMPREENDEDORISMO 2017

EDITAL E REGULAMENTO DESAFIO ITFETEP DE EMPREENDEDORISMO 2017 EDITAL E REGULAMENTO DESAFIO ITFETEP DE EMPREENDEDORISMO 2017 O Desafio ITfetep de Empreendedorismo é um programa de incentivo financeiro, tecnológico, administrativo e de infraestrutura da Incubadora

Leia mais

POLÍTICA SOBRE RESPONSABILIDADE SOCIAL

POLÍTICA SOBRE RESPONSABILIDADE SOCIAL ANEXO À PD.CA/BAK-26/2005 Aprovada pelo Conselho de Administração da Braskem S.A. em 4 de Outubro de 2005 PD.CA/BAK-26/2005 1. Objetivo ANEXO Reafirmar o compromisso da Braskem com o desenvolvimento sustentável,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO REGIMENTO INTERNO AGÊNCIA DE INOVAÇÃO DA UFABC - InovaUFABC CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º Para fins de atendimento ao Art. 16 da Lei nº 10.973, de 2 de dezembro de 2004, a Agência de Inovação da UFABC

Leia mais

Gestão de Departamentos Jurídicos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Gestão de Departamentos Jurídicos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

introdução ao marketing - gestão do design

introdução ao marketing - gestão do design introdução ao marketing - gestão do design Universidade Presbiteriana Mackenzie curso desenho industrial 3 pp e pv profa. dra. teresa riccetti Fevereiro 2009 A gestão de design, o management design, é

Leia mais

28/04/2011. Cláudia Sousa Leitão NO MUNDO

28/04/2011. Cláudia Sousa Leitão NO MUNDO POLÍTICAS PÚBLICAS E ECONOMIA CRIATIVA Cláudia Sousa Leitão O ESTADO DA ARTE DA ECONOMIA CRIATIVA NO MUNDO 1 PANORAMA INTERNACIONAL DA ECONOMIA CRIATIVA EUROPA Criatividade como insumo para sistemas de

Leia mais

EDITAL DE INSCRIÇÃO E SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS DA INCUBADORA DE EMPRESAS DE URUAÇU-GO.

EDITAL DE INSCRIÇÃO E SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS DA INCUBADORA DE EMPRESAS DE URUAÇU-GO. CHAMAMENTO PÚBLICO EDITAL Nº 001-2016 EDITAL DE INSCRIÇÃO E SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS DA INCUBADORA DE EMPRESAS DE URUAÇU-GO. 1. DO OBJETIVO A SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO

Leia mais

RELATÓRIO DE ANÁLISE. Edital Nº 04/2012 PROGRAMA RS TECNÓPOLE DE APOIO ÀS INCUBADORAS DE BASE TECNOLÓGICA E DE INDÚSTRIA CRIATIVA

RELATÓRIO DE ANÁLISE. Edital Nº 04/2012 PROGRAMA RS TECNÓPOLE DE APOIO ÀS INCUBADORAS DE BASE TECNOLÓGICA E DE INDÚSTRIA CRIATIVA RELATÓRIO DE ANÁLISE Edital Nº 04/2012 PROGRAMA RS TECNÓPOLE DE APOIO ÀS INCUBADORAS DE BASE TECNOLÓGICA E DE INDÚSTRIA CRIATIVA Apresentação: Gestor do Projeto: Lissandro Dorneles Dalla Nora COREDE: Central

Leia mais

PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO CULTURAL

PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO CULTURAL PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO CULTURAL. Conexões para transformar Projeto aprovado na Lei Rouanet de Incentivo à Cultura www.planetacultura.com.br SUMÁRIO Introdução O Programa de Integração Cultural Escopo Circuito

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO CHAMADA PROPPI PARA PRÊMIOS UFF DE EXCELÊNCIA / 01/11/2017 A PROPPI - Pró-reitoria

Leia mais

Estratégias do governo federal de incentivo à inovação

Estratégias do governo federal de incentivo à inovação MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÕES E COMUNICAÇÕES Estratégias do governo federal de incentivo à inovação V Fórum de Gestão e Inovação do Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúcha Jorge

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO RESOLUÇÃO Nº 9/2014 CONSUNI/CPPG Aprova a Política de Inovação da Universidade Federal da Fronteira Sul. A Câmara de Pesquisa e Pós-Graduação (CPPG)

Leia mais

Negócios Digitais: startups; fablabs; mídia digital; softwares; games; novas mídias e mídias sociais.

Negócios Digitais: startups; fablabs; mídia digital; softwares; games; novas mídias e mídias sociais. REGULAMENTO REALIZAÇÃO Secretaria de Estado de Cultura - SEC, Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação - SECITEC, Parque Tecnológico de Mato Grosso, Programa Mato Grosso Criativo e Serviço

Leia mais

ASSESPRO/SEITAC ITIC. Portugal Sistema de Incentivos

ASSESPRO/SEITAC ITIC. Portugal Sistema de Incentivos ASSESPRO/SEITAC ITIC Portugal 2020 Sistema de Incentivos A Globalseven é uma consultora nacional, cujos principais negócios recaem na prestação de serviços de consultoria em Gestão de Negócios, dando prioridade

Leia mais

Inovação como prioridade estratégica do BNDES

Inovação como prioridade estratégica do BNDES Inovação como prioridade estratégica do BNDES Helena Tenorio Veiga de Almeida APIMECRIO 20/04/2012 Histórico do apoio à inovação no BNDES 2 Histórico do apoio à inovação no BNDES 1950 Infraestrutura Econômica

Leia mais

Como Financiar meu empreendimento?

Como Financiar meu empreendimento? Como Financiar meu empreendimento? Marck Silva 1 Apresentação Gerente de Projeto, Atonus Engenharia de Sistemas, 2008. Professor no convênio ITA/Stefanini-Training do curso de Especialização em Gestão

Leia mais

O que é o PEIEX? Projeto Extensão Industrial Exportadora

O que é o PEIEX? Projeto Extensão Industrial Exportadora Escola Politécnica O que é o PEIEX? Convênio entre a Apex-Brasil e instituições de consultoria/pesquisa/ensino/tecnologia. Oferecimento de projetos gratuitos de capacitação/consultoria para empresas. O

Leia mais

A Indústria de Software e Serviços de TI em Minas Gerais e no Brasil. Sociedade Mineira de Software ABRIL DE 2012

A Indústria de Software e Serviços de TI em Minas Gerais e no Brasil. Sociedade Mineira de Software ABRIL DE 2012 A Indústria de Software e Serviços de TI em Minas Gerais e no Brasil Sociedade Mineira de Software ABRIL DE 2012 O Setor Brasileiro de TI- 2010 8º mercado de TI no mundo US$ 85,09 bilhões 4% do PIB brasileiro

Leia mais