2. (UFLA) Em relação à frase "ao vencedor, as batatas", do livroquincas Borba, de Machado de Assis, vencedor e batatas são, respectivamente:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2. (UFLA) Em relação à frase "ao vencedor, as batatas", do livroquincas Borba, de Machado de Assis, vencedor e batatas são, respectivamente:"

Transcrição

1 Exercícios complementares P2 2º ANO Prof. Ítalo Puccini 1. (FUVEST-SP) A questão refere-se ao seguinte excerto: Este último capítulo é todo de negativas. Não alcancei a celebridade do emplasto, não fui ministro, não fui califa, não conheci o casamento. Verdade é que, ao lado dessas faltas, coube-me a boa fortuna de não comprar o pão com o suor do meu rosto. Mais; não padeci a morte de D. Plácida, nem a semidemência do Quincas Borba. Somadas umas coisas e outras, qualquer pessoa imaginará que não houve míngua nem sobra, e conseguintemente que saí quite com a vida. E imaginará mal; porque ao chegar a este outro lado do mistério, achei-me com um pequeno saldo, que é a derradeira negativa deste capítulo de negativas: Não tive filhos, não transmiti a nenhuma criatura o legado da nossa miséria. (Machado de Assis, Memórias Póstuas de Brás Cubas) O texto evidencia, com clareza, pelo menos uma das características principais de Machado de Assis: a. O pessimismo ingênuo dos escritores realistas e naturalistas do Século XIX. b. A linguagem rebuscada, de tal modo ambígua, que quase prejudica a compreensão do sentido. c. O gosto pela frase lapidar, carregada de expressões inusitadas. d. A capacidade de sintetizar, em apenas um parágrafo, todo o enredo do romance. e. Um pessimismo irônico, disfarçado sob a aparência de conformidade indiferente. 2. (UFLA) Em relação à frase "ao vencedor, as batatas", do livroquincas Borba, de Machado de Assis, vencedor e batatas são, respectivamente: a) Rubião / rei da Prússia b) Aparência de riqueza / Rubião c) Exploradores (Cristiano e Sofia) / bens materiais d) Herança de Quincas Borba / o cão e) Amigos / os empregados da casa

2 3. (UFPR) Nesta questão, some os pontos correspondentes às alternativas corretas. Enfim chegou a hora da encomendação e da partida. Sancha quis despedir-se do marido, e o desespero daquele lance consternou a todos. Muitos homens choravam também, as mulheres todas. Só Capitu, amparando a viúva, parecia vencer-se a si mesma. Consolava a outra, queria arrancá-la dali. A confusão era geral. No meio dela, Capitu olhou alguns instantes para o cadáver tão fixa, tão apaixonadamente fixa, que não admira lhe saltassem algumas lágrimas poucas e caladas... A partir do fragmento de Dom Casmurro, de Machado de Assis, assim como de informações gerais desse romance, é correto afirmar: 01) A cena descrita é tipicamente romântica, em consonância com o estilo da obra, que tematiza os infelizes amores de Bentinho e Capitu. 02) Como os fatos posteriores comprovarão, entre Escobar e Capitu não houve qualquer relacionamento além de uma sólida amizade. 04) O momento descrito é crucial para o relacionamento de Bentinho e Capitu. Instalada a dúvida na mente do marido, o casamento se deteriorará, encaminhando-se para a inevitável separação. 08) Para Bentinho, a irrefutável prova de traição de Capitu será a semelhança física de Ezequiel com o amigo morto. 16) Conforme observamos pela linguagem do narrador Dom Casmurro, a atitude de Capitu diante do cadáver testemunha apenas a amizade que ela sentia por Escobar. ( ) 4. (UEL) A próxima questão refere-se ao texto a seguir, extraído do sexto capítulo de Quincas Borba (1892), de Machado de Assis ( ). Supõe tu um campo de batatas e duas tribos famintas. As batatas apenas chegam para alimentar uma das tribos, que assim adquire forças para transpor a montanha e ir à outra vertente, onde há batatas em abundância; mas, se as duas tribos dividem em paz as batatas do campo, não chegam a nutrir-se suficientemente e morrem de inanição. A

3 paz, nesse caso, é a destruição; a guerra é a conservação. Uma das tribos extermina a outra e recolhe os despojos. Daí a alegria da vitória, os hinos, aclamações, recompensas públicas e todos os demais efeitos das ações bélicas. Se a guerra não fosse isso, tais demonstrações não chegariam a dar-se, pelo motivo real de que o homem só comemora e ama o que lhe é aprazível ou vantajoso, e pelo motivo racional de que nenhuma pessoa canoniza uma ação que virtualmente a destrói. Ao vencido, ódio ou compaixão; ao vencedor, as batatas. (ASSIS, Joaquim Maria Machado de. Quincas Borba. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1997.) O Humanitismo, filosofia criada por Quincas Borba, é revelador: a) Do posicionamento crítico de Machado de Assis aos muitos ismos surgidos no século XIX: darwinismo, positivismo, evolucionismo. b. Da admiração de Machado de Assis pelos muitos ismos surgidos no início do século XX: futurismo, impressionismo, dadaísmo. c. Da capacidade de Machado de Assis em antever os muitos ismos que surgiriam no século XIX: darwinismo, positivismo, evolucionismo. d. Da preocupação didática de Machado de Assis com a transmissão de conhecimentos filosóficos consolidados na época. e. Da competência de Machado de Assis em antecipar a estética surrealista surgida no século XX. 5. Assinale as alternativas corretas. O Realismo é uma reação contra o Romantismo: O Romantismo era a apoteose do sentimento; - o Realismo é a anatomia do caráter. É a crítica do homem. É a arte que nos pinta a nossos próprios olhos para condenar o que houve de mau na nossa sociedade. (Eça de Queirós) O Realismo pode ser exemplificado por: ela era o calor vermelho das sestas da fazenda; (...) era o veneno e era o açúcar gostoso; era o sapoti mais doce que o mel e era a castanha de caju, que abre feridas com o seu azeite de fogo.

4 o olhar fulgurante, sob a crispação áspera dos supercílios de monstro japonês, penetrando de luz as almas circunstantes era a educação da inteligência; o queixo, severamente escanhoado, de orelha a orelha, lembrava a lisura das consciências limpas. 04. A flauta soltou o cintilante prelúdio de uma valsa de Strauss. Os valsistas afamados deixaram-se ficar de parte, sem dúvida para se fazerem desejar. Os caloiros e a gente de encher hesitavam em tomar a dianteira Eu sabia que era bela; mas a minha imaginação apenas tinha esboçado o que Deus criara. Ela olhava-me e sorria. Era um ligeiro sorriso, uma flora que desfolhava-se nos seus lábios, um reflexo que iluminava o seu lindo rosto. 16. A praça da Alegria apresentava um ar fúnebre. De um casebre miserável, de porta e janela, ouviam-se gemer os armadores enferrujados de uma rede e uma voz tísica e aflautada, de mulher, cantar em falsete; doutro lado da praça, uma preta velha, vergada por imenso tabuleiro de madeira, sujo, seboso, cheio de sangue e coberto por uma nuvem de moscas. ( ) 6. (PUC-PR) Com base na leitura de Dom Casmurro, e considerando a importância de Machado de Assis para a literatura brasileira, identifique as alternativas como VERDADEIRAS ou FALSAS: ( ) Escrito quando o Realismo era a estética dominante, Dom Casmurro é antes um romance filosófico que um romance social. ( ) Ao contrário de diversas heroínas românticas, punidas com a morte por comportamentos inadequados para os padrões de sua época, a principal personagem feminina de Dom Casmurro não morre no final da narrativa. ( ) Ainda que acreditasse não ser pai de Ezequiel, Bento Santiago não deixou que isso interferisse na relação pai-filho, e sempre quis ter o rapaz muito perto de si. ( ) Assim como em Esaú e Jacó, a presença do Imperador e as referências à vida política brasileira são constantes em Dom Casmurro e interferem nos acontecimentos narrados. A seqüência correta é:

5 (A) V, F, F, F (B) F, F, F, V (C) F, V, F, V (D) V, V, V, F (E) F, V, F, F GABARITO 1 e 2 c = 12 4 a = 18 6 a

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Prof.: Michele Nasu Tomiyama Bucci ELABORAÇÃO DE TEXTOS II

Prof.: Michele Nasu Tomiyama Bucci ELABORAÇÃO DE TEXTOS II Prof.: Michele Nasu Tomiyama Bucci ELABORAÇÃO DE TEXTOS II RESUMO, RESENHA, SINOPSE E SÍNTESE Uma dúvida muito frequente que incomoda principalmente os alunos, em qualquer estágio de aprendizagem é a diferença

Leia mais

AVALIAÇÃO DA UNIDADE III PONTUAÇÃO: 7,5 PONTOS

AVALIAÇÃO DA UNIDADE III PONTUAÇÃO: 7,5 PONTOS DA UNIDADE III PONTUAÇÃO: 7,5 PONTOS QUESTÃO 01 (1,0 ponto) Leia atentamente a proposição. O Romantismo era a apoteose do sentimento; O Realismo é a anatomia do caráter. É a crítica do homem. É a arte

Leia mais

Atividades: Dom Casmurro

Atividades: Dom Casmurro Atividades: Dom Casmurro 1. (Fuvest-SP) A narração dos acontecimentos com que o leitor se defronta no romance Dom Casmurro, de Machado de Assis, se faz em primeira pessoa, portanto, do ponto de vista da

Leia mais

BRASIL. Edição especial para distribuição gratuita pela Internet, através da Virtualbooks, com autorização do Autor.

BRASIL. Edição especial para distribuição gratuita pela Internet, através da Virtualbooks, com autorização do Autor. 1 BRASIL Fernando Ribeiro Alves Edição especial para distribuição gratuita pela Internet, através da Virtualbooks, com autorização do Autor. O Autor gostaria imensamente de receber um e-mail de você com

Leia mais

Introdução ao Realismo

Introdução ao Realismo Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Daniel Série: 2 Disciplina: Literatura Data da prova: 15/02/2014. Introdução ao Realismo P1-1 BIMESTRE Os textos seguintes

Leia mais

PONTUAÇÃO. 1) Para marcar a supressão ou omissão do verbo.

PONTUAÇÃO. 1) Para marcar a supressão ou omissão do verbo. EMPREGA-SE VÍRGULA: PONTUAÇÃO 1) Para marcar a supressão ou omissão do verbo. EX.: A moral legisla para o homem: o direito, para o cidadão. Adalberto estuda francês, e Osmar, Inglês. Uma flor, Quincas

Leia mais

EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO

EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO 12.º Ano de Escolaridade (Decreto-Lei n.º 286/89, de 29 de Agosto programas novos e Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março) PROVA 239/5 Págs. Duração da prova: 120

Leia mais

O MISTÉRIO DE CAPITU: UMA COMPARAÇÃO ENTRE O ROMANCE ORIGINAL DE MACHADO DE ASSIS E A RECRIAÇÃO LITERÁRIA DE FERNANDO SABINO

O MISTÉRIO DE CAPITU: UMA COMPARAÇÃO ENTRE O ROMANCE ORIGINAL DE MACHADO DE ASSIS E A RECRIAÇÃO LITERÁRIA DE FERNANDO SABINO 233 O MISTÉRIO DE CAPITU: UMA COMPARAÇÃO ENTRE O ROMANCE ORIGINAL DE MACHADO DE ASSIS E A RECRIAÇÃO LITERÁRIA DE FERNANDO SABINO Lívia Bisch Endres 1 A personagem Capitu, do romance Dom Casmurro, de Machado

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento Bio - Genética

Exercícios de Aprofundamento Bio - Genética . (Unesp 205) Fátima tem uma má formação de útero, o que a impede de ter uma gestação normal. Em razão disso, procurou por uma clínica de reprodução assistida, na qual foi submetida a tratamento hormonal

Leia mais

208. Assinale a única frase correta quanto ao uso dos pronomes pessoais: 209. Assinale o exemplo que contém mau emprego de pronome pessoal:

208. Assinale a única frase correta quanto ao uso dos pronomes pessoais: 209. Assinale o exemplo que contém mau emprego de pronome pessoal: 207. Complete com eu ou mim : CLASSES DE PALAVRAS PRONOME: - eles chegaram antes de. - há algum trabalho para fazer? - há algum trabalho para? - ele pediu para elaborar alguns exercícios; - para, viajar

Leia mais

PROJETO DE LEITURA SUGESTÕES DE ATIVIDADES

PROJETO DE LEITURA SUGESTÕES DE ATIVIDADES PROJETO DE LEITURA URASHIMA TARO LÚCIA HIRATSUKA PARTE 1 PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA INTENÇÃO: ATIVAÇÃO DO CONHECIMENTO PRÉVIO Atividade 1 SUGESTÕES DE ATIVIDADES Cada povo tem suas narrativas

Leia mais

Facilitando a criação e distribuição de conteúdos, a SaferNet Brasil licencia seus materiais de forma aberta através do Creative Commons.

Facilitando a criação e distribuição de conteúdos, a SaferNet Brasil licencia seus materiais de forma aberta através do Creative Commons. Olá, você esta acessando um dos materiais vencedores no concurso InternÉtica 2011, realizado pela SaferNet Brasil e o Instituto Childhood Brasil. Facilitando a criação e distribuição de conteúdos, a SaferNet

Leia mais

Consternação. Beija-me mais uma vez. Tudo e nada Eu quero Um dilema Em que vivo!

Consternação. Beija-me mais uma vez. Tudo e nada Eu quero Um dilema Em que vivo! Amor perfeito À noite, o mar desponta Nos teus olhos doces No teu corpo, O doce brilho do luar Mexe a brisa Em teus cabelos negros E nessas mãos Tão cheias de carinho Encontro esse amor perfeito Que tens

Leia mais

Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história.

Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história. Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história. Nem um sopro de vento. E já ali, imóvel frente à cidade de portas e janelas abertas, entre a noite vermelha do poente e a penumbra do jardim,

Leia mais

TEMA: SAMBA DE GAFIEIRA

TEMA: SAMBA DE GAFIEIRA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DESANTA CATARINA IFSC-CAMPUS JOINVILLE CURSO DE ASSISTENTE EM PRODUÇÃO CULTURAL-PRONATEC TURMA 1 2013 PLANO COREOGRÁFICO TEMA: SAMBA DE GAFIEIRA CARLOS

Leia mais

OFICINA: O uso dos contos de fadas na aprendizagem. Luciana Bem Psicopedagoga e Arte-terapeuta lucianabem@gmail.com

OFICINA: O uso dos contos de fadas na aprendizagem. Luciana Bem Psicopedagoga e Arte-terapeuta lucianabem@gmail.com OFICINA: O uso dos contos de fadas na aprendizagem Luciana Bem Psicopedagoga e Arte-terapeuta lucianabem@gmail.com Literatura Infantil A literatura infantil contribui para o crescimento emocional,cognitivo

Leia mais

TALVEZ TE ENCONTRE AO ENCONTRAR-TE

TALVEZ TE ENCONTRE AO ENCONTRAR-TE TALVEZ TE ENCONTRE Vivaldo Terres Itajaí /SC Talvez algum dia eu te encontre querida Para renovarmos momentos felizes, Já que o nosso passado foi um passado lindo, Tão lindo que não posso esquecer Anseio

Leia mais

Nome: nº Data: 7º ano Profa.:Juliana Sanches

Nome: nº Data: 7º ano Profa.:Juliana Sanches 1 Nome: nº Data: 7º ano Profa.:Juliana Sanches Conteúdo: - Predicação Verbal; - Modo e Tempo Verbal; - Vozes Verbais. Trabalho para Recuperação 01. Leia a tira. a) Na oração Queria mandar um alô para o

Leia mais

1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL

1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL 1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL LUGAR: EUNÁPOLIS(BA) DATA: 05/11/2008 ESTILO: VANEIRÃO TOM: G+ (SOL MAIOR) GRAVADO:16/10/10 PORTO SEGURO BAHIA-BRASIL VOCÊ É O BERÇO DO NOSSO PAIS. PORTO SEGURO BAHIA-BRASIL

Leia mais

O Convite. Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e. Gisele Christine Cassini Silva

O Convite. Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e. Gisele Christine Cassini Silva O Convite Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e Gisele Christine Cassini Silva FADE OUT PARA: Int./Loja de sapatos/dia Uma loja de sapatos ampla, com vitrines bem elaboradas., UMA SENHORA DE MEIA IDADE,

Leia mais

JANEIRO DE 2013,SEXTA FEIRA DIA 11. escrito por: Antפnio Carlos Calixto. Filho. Personagens: Dana de. Oliveira uma moça. simples ingênua morena

JANEIRO DE 2013,SEXTA FEIRA DIA 11. escrito por: Antפnio Carlos Calixto. Filho. Personagens: Dana de. Oliveira uma moça. simples ingênua morena OSUTERBOS DE 2013,SEXTA FEIRA DIA 11. JANEIRO escrito por: Antפnio Carlos Calixto Filho Personagens: Dana de Oliveira uma moça simples ingênua morena olhos pretos como jabuticaba,1.70a,sarad a cabelos

Leia mais

sinal de tristeza. Sinal de morte!

sinal de tristeza. Sinal de morte! CULTO FAMÍLIA: Reflexão sobre a morte e o luto Acreditamos que todos nós já sofremos a perda de alguém, seja familiar, amigo, vizinho ou apenas conhecido. Nos sentimos impotentes, indefesos, medrosos diante

Leia mais

Amor em Perspectiva Cultural - Mário Quintana. 1. A amizade é um amor que nunca morre. (Mário Quintana)

Amor em Perspectiva Cultural - Mário Quintana. 1. A amizade é um amor que nunca morre. (Mário Quintana) Page 1 of 5 Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Filosofia da Cultura Educador: João Nascimento Borges Filho Amor em Perspectiva

Leia mais

As Três Perguntas do Rei

As Três Perguntas do Rei As Três Perguntas do Rei conto popular adaptado por Sandra Aymone Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina. Afinal, aprender é a única coisa de que a mente nunca se cansa, nunca tem

Leia mais

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO. NOME: Serviço Voluntário Europeu (SVE) EMAIL: info@euromedp.org

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO. NOME: Serviço Voluntário Europeu (SVE) EMAIL: info@euromedp.org PROGRAMA DE VOLUNTARIADO NOME: Serviço Voluntário Europeu (SVE) EMAIL: info@euromedp.org WEBSITES: Serviço de Voluntariado Europeu: http://www.sve.pt http://www.facebook.com/l.php?u=http%3a%2f%2fwww.sve.pt%2f&h=z

Leia mais

TÉCNICO DE HIGIENE DENTAL

TÉCNICO DE HIGIENE DENTAL Em todas as questões, assinale, apenas, uma alternativa. PORTUGUÊS TEXTO I para as questões 01 e 02 O encontro de duas expansões, ou a expansão de duas formas, pode determinar a supressão de uma delas;

Leia mais

Língua Portuguesa RESOLUÇÃO

Língua Portuguesa RESOLUÇÃO PROCESSO SELETIVO/2009 CADERNO 2 Respostas da 2. a Fase Língua Portuguesa RESOLUÇÃO FGVS-2.ªFase/2.ºCad-Língua Portuguesa-Resolução-manhã 2 LÍNGUA PORTUGUESA Leia o texto para responder às questões de

Leia mais

A obra de Machado de Assis comparada pela crítica Tatiana Camila Nogueira

A obra de Machado de Assis comparada pela crítica Tatiana Camila Nogueira A obra de Machado de Assis comparada pela crítica Tatiana Camila Nogueira Resumo: Esta monografia tem por objetivo apresentar um estudo sobre os críticos da obra de Machado de Assis. Seu objetivo é retomar

Leia mais

CIFRAS - CUKA FRESCA

CIFRAS - CUKA FRESCA INTRODUÇÃO: D9 A/C# Bm7/11 G7+ D9 A/C# G7+ G/A A/C# CIFRAS - CUKA FRESCA EU VOU TE AMAR Bm7/11 G7+ G/A A/C# QUANDO SENTIR TRISTEZA E NÃO PUDER TE ACALMAR Bm7/11 G7+ G/A QUANDO HOUVER UM VAZIO QUE NÃO POSSA

Leia mais

Lista de Exercícios GENÉTICA 1ª e 2ª Lei de Mendel Profº Fernando Teixeira fernando@biovestiba.net

Lista de Exercícios GENÉTICA 1ª e 2ª Lei de Mendel Profº Fernando Teixeira fernando@biovestiba.net Lista de Exercícios GENÉTICA ª e 2ª Lei de Mendel Profº Fernando Teixeira fernando@biovestiba.net 0 - (ACAFE SC/203) A imagem abaixo trata-se de um: a) hemograma, gráfico usado em genética para representar

Leia mais

Prova de Conhecimentos Específicos

Prova de Conhecimentos Específicos Prova de Conhecimentos Específicos Leia o texto e responda às questões seguintes: 5 10 15 20 25 30 35 40 Em 1802, o teólogo inglês William Paley propôs o seguinte argumento tentando justificar a existência

Leia mais

POESIAS. Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado

POESIAS. Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado POESIAS Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado A flor amiga O ser mais belo e culto Emoções e corações Sentimentos envolvidos Melhor amiga e amada O seu sorriso brilha como o sol Os seus

Leia mais

Romantismo. Questão 01 Sobre a Arte no Romantismo, julgue os itens a seguir em (C) CERTOS ou (E) ERRADOS:

Romantismo. Questão 01 Sobre a Arte no Romantismo, julgue os itens a seguir em (C) CERTOS ou (E) ERRADOS: Romantismo Questão 01 Sobre a Arte no Romantismo, julgue os itens a seguir em (C) CERTOS ou (E) ERRADOS: 1. ( C ) Foi a primeira e forte reação ao Neoclassicismo. 2. ( E ) O romantismo não valorizava a

Leia mais

- Papá, é hoje! É hoje, papá! Temos que montar o nosso pinheirinho de Natal. disse o rapaz, correndo na direção de seu pai.

- Papá, é hoje! É hoje, papá! Temos que montar o nosso pinheirinho de Natal. disse o rapaz, correndo na direção de seu pai. Conto de Natal Já um ano havia passado desde o último Natal. Timóteo estava em pulgas para que chegasse o deste ano. Menino com cara doce, uma tenra idade de 10 aninhos, pobre, usava roupas ou melhor,

Leia mais

«ARTE CHINESA E A CULTURA DE MACAU»

«ARTE CHINESA E A CULTURA DE MACAU» «ARTE CHINESA E A CULTURA DE MACAU» No espólio museológico da CGD A partir do século XVI Macau tornou-se um ponto central na comunicação e divulgação entre a Civilização Europeia e Chinesa, uma fronteira

Leia mais

Atividades: panorama da obra

Atividades: panorama da obra Atividades: panorama da obra 1. (Fuvest-SP) Um tipo social que recebe destaque tanto nas Memórias de um sargento de milícias quanto em Dom Casmurro, merecendo, inclusive, em cada uma dessas obras, um capítulo

Leia mais

Em matérias jornalísticas publicadas em vários. Introdução

Em matérias jornalísticas publicadas em vários. Introdução Introdução Em matérias jornalísticas publicadas em vários países do mundo nos últimos anos emerge um aparente paradoxo a respeito da vida na península italiana: o amor do mundo pela Itália, enquanto os

Leia mais

TUDO POR AMOR. Tudo por amor, divinal, infinita graça, salvou a todos nós! Jesus cumpriu o plano de amor, seu sangue, seu sofrer Foi tudo por amor!

TUDO POR AMOR. Tudo por amor, divinal, infinita graça, salvou a todos nós! Jesus cumpriu o plano de amor, seu sangue, seu sofrer Foi tudo por amor! TUDO POR AMOR A dor, o espinho vil, as lágrimas, o seu sofrer, o meu Senhor na cruz está. Não posso suportar! O que o fez se entregar, pagar o preço lá na cruz? Como um cordeiro foi morrer pra vir me resgatar!

Leia mais

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus.

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus. EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3 LEMBRETE IMPORTANTE: As palavras da bíblia, são somente as frases em preto Alguns comentários explicativos são colocados entre os versículos, em vermelho. Mas é apenas com o intuito

Leia mais

PlanetaBio Resolução de Vestibulares UNESP 2013 1ª fase www.planetabio.com

PlanetaBio Resolução de Vestibulares UNESP 2013 1ª fase www.planetabio.com 1- Quando abrirem meu coração Vão achar sinalização De mão e contramão. (Millôr Fernandes. Veja, 04.04.2012.) No contexto da biologia, os versos de Millôr Fernandes, falecido em 2012, podem ser usados

Leia mais

Roteiro de Recuperação Paralela Gramática/texto

Roteiro de Recuperação Paralela Gramática/texto Roteiro de Recuperação Paralela Gramática/texto Professora da Disciplina: Maria Inez Data: /09/14 2º TRIMESTRE Aluno (a): Nº: Ano: 6º Ensino Fundamental Período: Matutino O processo de recuperação começa

Leia mais

Anna Catharinna 1 Ao contrário da palavra romântico, o termo realista vai nos lembrar alguém de espírito prático, voltado para a realidade, bem distante da fantasia da vida. Anna Catharinna 2 A arte parece

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

1 de outubro de 2012

1 de outubro de 2012 I Aproximou-se da mulher e enquanto punha as mãos abertas no cabelo dela, dizia: Sempre me esqueço de trazer uma lente para ver como são as plantas que tem no verde destes olhos; mas já sei que a cor da

Leia mais

AO VENCEDOR, O RUBIÃO - UMA VISÃO SOBRE A SOCIEDADE CAPITALISTA EM QUINCAS BORBA

AO VENCEDOR, O RUBIÃO - UMA VISÃO SOBRE A SOCIEDADE CAPITALISTA EM QUINCAS BORBA AO VENCEDOR, O RUBIÃO - UMA VISÃO SOBRE A SOCIEDADE CAPITALISTA EM QUINCAS BORBA Franciele Maria Martiny 1 Roberta Cantarela 2 Considerações iniciais Pedro Rubião de Alvarenga, mineiro de Barbacena, professor,

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL AUGUSTO AIRES DA MATA MACHADO. MATÉRIA: LÍNGUA PORTUGUESA. PROF.: MARCÉLIA ALVES RANULFO ASSUNTO: PRODUÇÃO DE TEXTO.

ESCOLA ESTADUAL AUGUSTO AIRES DA MATA MACHADO. MATÉRIA: LÍNGUA PORTUGUESA. PROF.: MARCÉLIA ALVES RANULFO ASSUNTO: PRODUÇÃO DE TEXTO. PROF.: MARCÉLIA ALVES RANULFO ALUNO: Victor Maykon Oliveira Silva TURMA: 6º ANO A ÁGUA A água é muito importante para nossa vida. Não devemos desperdiçar. Se você soubesse como ela é boa! Mata a sede de

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 8 PORTUGUÊS Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao primeiro bimestre escolar ou às Unidades 1 e 2 do Livro do Aluno. Avaliação - Língua Portuguesa NOME: TURMA: escola:

Leia mais

para ajudar você a descobrir que o Natal é para a vida

para ajudar você a descobrir que o Natal é para a vida para ajudar você a descobrir que o Natal é para a vida O Fabinho está na igreja, no primeiro banco. Com o queixo apoiado nas mãos, ele está olhando o presépio. Um presépio grande como se montava antigamente.

Leia mais

A qualidade de vida. Vou responder para vocês, é só ler está história que vou contar.

A qualidade de vida. Vou responder para vocês, é só ler está história que vou contar. A qualidade de vida Dentre as prioridades da maioria das instituições de ensino está a qualidade da alimentação oferecida aos seus alunos, isso por desempenhar um papel primordial no ciclo de vida e principalmente

Leia mais

2010 PRÊMIO CORUJA DO SERTÃO 2ª FASE - REDAÇÃO

2010 PRÊMIO CORUJA DO SERTÃO 2ª FASE - REDAÇÃO 2010 PRÊMIO CORUJA DO SERTÃO 2ª FASE - REDAÇÃO NOME: Jaguarari, outubro de 2010. CADERNO DO 6º E 7º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 2010 Numa carta de Papai Noel destinada às crianças, ele comunica que não será

Leia mais

A PINTORA Era madrugada, fumaça e pincéis estampavam a paisagem interna de um loft. Lá fora uma grande lua pintava as ruas semi-iluminadas com um fantasmagórico prateado. Uma mão delicada retocava a gravata

Leia mais

O CIÚME DE SAUL Lição 57

O CIÚME DE SAUL Lição 57 CIÚME DE SAUL Lição 57 1 1. bjetivos: Ensinar sobre os perigos de ciúmes. 2. Lição Bíblica: 1 Samuel 18 a 20 (Base bíblica para a história o professor) Versículo para decorar: 1 Samuel 18.14 Davi lograva

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

Concurso Literário do Ensino Fundamental II

Concurso Literário do Ensino Fundamental II Concurso Literário do Ensino Fundamental II Apresentação Inúmeros poetas escreveram e escrevem sobre o amor. Trata-se de um tema inesgotável que foi eternizado em poemas felizes, tristes, esperançosos

Leia mais

Honrar os valores, uma questão de integridade

Honrar os valores, uma questão de integridade Honrar os valores, uma questão de integridade Por: P.A. (Paulo Alvarenga) Nos últimos congressos de desenvolvimento profissional que participei, o que mais tenho escutado é sobre a importância dos valores.

Leia mais

Caridade quaresmal. Oração Pai-nosso S. João Bosco Rogai por nós. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Bom dia a todos!

Caridade quaresmal. Oração Pai-nosso S. João Bosco Rogai por nós. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Bom dia a todos! 2ª feira, 09 de março: Dar esmola Bom dia! Há gestos que nesta altura a quaresma, ganham uma dimensão ainda maior. Enchem-nos. Um dia, uma mulher vestida de trapos velhos percorria as ruas de uma aldeia

Leia mais

UEL PR (PARA 2015 E 2016)

UEL PR (PARA 2015 E 2016) UEL PR (PARA 2015 E 2016) A) O PAGADOR DE PROMESSAS DIAS GOMES B) DOZE REIS E A MOÇA NO LABIRINTO DO VENTO MARINA COLASANTI C) O PLANALTO E A ESTEPE - CARLOS MAURÍCIO PESTANA DOS SANTOS (PEPETELA) D) A

Leia mais

Primeira Lei de Mendel e Heredograma

Primeira Lei de Mendel e Heredograma Primeira Lei de Mendel e Heredograma 1. (UFC-2006) Leia o texto a seguir. A Doença de Alzheimer (D.A.) (...) é uma afecção neurodegenerativa progressiva e irreversível, que acarreta perda de memória e

Leia mais

MURAL- DEZEMBRO DE 2014. Compromisso. O Verdadeiro Espírito de Natal

MURAL- DEZEMBRO DE 2014. Compromisso. O Verdadeiro Espírito de Natal Compromisso O Verdadeiro Espírito de Natal Deixa-me ver se o espírito do Natal já está na sua casa. Não, não quero ver a árvore iluminada na sala, nem quero saber quanto você já gastou em presentes. Quero,

Leia mais

Samuel. Nascimento de Samuel

Samuel. Nascimento de Samuel Samuel Nascimento de Samuel H ouve um homem de Ramataim Zofim da montanha de Efraim cujo nome era Elcana. Este tinha duas esposas uma era Ana e a outra Penina. Penina tinha filhos e Ana não tinha. Todo

Leia mais

Direitos reservados Domingos Sávio Rodrigues Alves Uso gratuito, permitido sob a licença Creative Commons 1

Direitos reservados Domingos Sávio Rodrigues Alves Uso gratuito, permitido sob a licença Creative Commons 1 1 O caminho da harmonia. Colossenses 3 e 4 Col 3:1-3 Introdução: Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo, procurem as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus. Mantenham

Leia mais

Juventude - Conselhos importantes para quem quer se casar

Juventude - Conselhos importantes para quem quer se casar Juventude - Conselhos importantes para quem quer se casar " Ao homem pertencem os planos do coração; mas a resposta da língua é do Senhor. Todos os caminhos do homem são limpos aos seus olhos; mas o Senhor

Leia mais

Oração. u m a c o n v e r s a d a a l m a

Oração. u m a c o n v e r s a d a a l m a Oração u m a c o n v e r s a d a a l m a 11 12 O Evangelho relata que por diversas vezes, quando ninguém mais estava precisando de alguma ajuda ou conselho, Jesus se ausentava para ficar sozinho. Natural

Leia mais

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim!

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim! Page 1 of 6 GUIÃO DA CELEBRAÇÃO DA 1ª COMUNHÃO 2006 Ambientação Irmãos: Neste Domingo, vamos celebrar e viver a Eucaristia com mais Fé e Amor e também de uma maneira mais festiva, já que é o dia da Primeira

Leia mais

Portuguès Solucions Model 3. Opció A

Portuguès Solucions Model 3. Opció A Prova d accés a la Universitat (2010) Solucions Model 3. Opció A I- De acordo com o texto anterior, indique se cada uma das seguintes afirmações é Verdadeira (V) ou Falsa (F) (1 P.) 1- FALSA /F (0,5) 2-

Leia mais

Nesta fase de transição do planeta, aqui tem informações importantes para você. Abra seu coração...

Nesta fase de transição do planeta, aqui tem informações importantes para você. Abra seu coração... Nesta fase de transição do planeta, aqui tem informações importantes para você Abra seu coração... Gregg Braden Desenhista de sistemas de computação aeroespaciais e geólogo chefe da Phillips Petroleum,

Leia mais

Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido.

Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido. Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido. Assim que ela entrou, eu era qual um menino, tão alegre. bilhete, eu não estaria aqui. Demorei a vida toda para encontrá-lo. Se não fosse o

Leia mais

3º trimestre da caminhada sinodal PROPOSTA PARA JOVENS

3º trimestre da caminhada sinodal PROPOSTA PARA JOVENS 3º trimestre da caminhada sinodal PROPOSTA PARA JOVENS Esta é uma proposta de trabalho para grupos de jovens. Pretende-se que, a partir da Palavra e da reflexão acerca do seu próprio encontro com Jesus,

Leia mais

O QUE É SER ESPÍRITA?

O QUE É SER ESPÍRITA? Suzane Câmara O QUE É SER ESPÍRITA? pessoa vinculada ao Espiritismo. os espíritas "mexem" com os mortos outros temem, outros permanecem indiferentes ir ao Centro, tomar passe, ouvir ou fazer palestras,

Leia mais

copyright Todos os direitos reservados

copyright Todos os direitos reservados 1 2 Espaço das folhas 3 copyright Todos os direitos reservados 4 Autor Jorge Luiz de Moraes Minas Gerais 5 6 Introdução Folha é apenas uma folha, uma branca cor cheia de paz voltada para um querer, um

Leia mais

------------------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------------------ POR QUE É QUE A GENTE É ASSIM? Eng. ------------------------------------------------------------------------------------ É batata! Toda vez que, numa conversa qualquer, o assunto "comportamento no mercado"

Leia mais

3. Meu parceiro poderia ficar chateado se soubesse sobre algumas coisas que tenho feito com outras pessoas.

3. Meu parceiro poderia ficar chateado se soubesse sobre algumas coisas que tenho feito com outras pessoas. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA NÚCLEO DE ANÁLISE DO COMPORTAMENTO Caro(a) participante: Esta é uma pesquisa do Departamento de Psicologia da Universidade Federal do Paraná e

Leia mais

EDUCAÇÃO RELIGIOSA 7º ANO 17B, C

EDUCAÇÃO RELIGIOSA 7º ANO 17B, C EDUCAÇÃO RELIGIOSA 7º ANO 17B, C CONTEÚDOS DO EXAME Líderes religiosos, Motivação e Liderança Convivência com o grupo; Amizade e sentido de grupo Os projetos Solidários; O que é um projeto? Olhares sobre

Leia mais

PLANEJAMENTO JULHO, AGOSTO E SETEMBRO 2014

PLANEJAMENTO JULHO, AGOSTO E SETEMBRO 2014 CENTRO EDUCACIONAL DA LAGOA PLANEJAMENTO JULHO, AGOSTO E SETEMBRO 2014 PROJETO VENCER OU PERDER: O desafio da vida JULHO Dia 26/07 : Dia dos avós INVESTIGAÇÃO SOBRE ALGUNS FENÔMENOS DA NATUREZA: Início

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM Roteiro para curta-metragem Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM SINOPSE José é viciado em drogas tornando sua mãe infeliz. O vício torna José violento, até que

Leia mais

PROVÍNCIA MARISTA DO BRASIL NORTE

PROVÍNCIA MARISTA DO BRASIL NORTE PROVÍNCIA MARISTA DO BRASIL NORTE Espiritualidade Apostólica Marista Ir. José Milson de Mélo Souza Ano de Deus Pai LADAINHA DE SÃO MARCELINO CHAMPAGNAT (Ir. José Milson) V. Senhor, tende piedade de nós.

Leia mais

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta.

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. Prezado(a) candidato(a): 1 Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. Nº de Inscrição Nome PROVA DE LÍNGUA

Leia mais

Colônia, 1935. Tarde chuvosa de domingo. Homem, Mulher e Menino, depois do almoço.

Colônia, 1935. Tarde chuvosa de domingo. Homem, Mulher e Menino, depois do almoço. Terror e Miséria no Terceiro Reich Bertolt Brecht Cena O ESPIÃO Ei-los: os Senhores Professores estão aprendendo a marchar. O nazistinha puxalhes as orelhas e lhes ensina a posição de sentido. Cada aluno,

Leia mais

Considerando a função social das informações geradas nos sistemas de comunicação e informação, o ambiente virtual descrito no texto exemplifica

Considerando a função social das informações geradas nos sistemas de comunicação e informação, o ambiente virtual descrito no texto exemplifica 01) O "Portal Domínio Público", lançado em novembro de 2004, propõe o compartilhamento de conhecimentos de forma equânime e gratuita, colocando à disposição de todos os usuários da Internet, uma biblioteca

Leia mais

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar 1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar nosso amor 4. Porque a gente discute nossos problemas

Leia mais

UM SOL ALARANJADO. Roteiro de Eduardo Valente, a partir de argumento e com a colaboração de Rubio Campos. SEQUÊNCIA 1 - INTERIOR - DIA QUARTO

UM SOL ALARANJADO. Roteiro de Eduardo Valente, a partir de argumento e com a colaboração de Rubio Campos. SEQUÊNCIA 1 - INTERIOR - DIA QUARTO SEQUÊNCIA 1 - INTERIOR - DIA UM SOL ALARANJADO Roteiro de Eduardo Valente, a partir de argumento e com a colaboração de Rubio Campos. Por uma janela, vemos o sol nascendo ao fundo de uma série de casas

Leia mais

+ Orani João Tempesta, O. Cist. Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ

+ Orani João Tempesta, O. Cist. Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ AMAI-VOS Domingo passado, ao celebrar o tema da misericórdia, tive a oportunidade de estar com milhares de pessoas tanto na Catedral Metropolitana como no anúncio e instalação do Santuário da Misericórdia,

Leia mais

5º Ano O amor é paciente. (I Coríntios 13:4 a)

5º Ano O amor é paciente. (I Coríntios 13:4 a) 5º Ano Roteiro Semanal de Atividades de Casa (13 a 17 de Maio 2013) NA TEIA DA ARANHA Resolva as operações, pinte a trilha que o resultado seja 67 e descubra o inseto que caiu na teia da aranha. O inseto

Leia mais

DIA DE ORAÇÃO PELA JMJ RIO2013

DIA DE ORAÇÃO PELA JMJ RIO2013 ROTEIRO PARA O DIA DE ORAÇÃO PELA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE RIO2013 Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude - CNBB CANTO DE ENTRADA (Canto a escolha) (Este momento de oração pode ser associado

Leia mais

OS CAMINHOS ENTRE O REAL E O IMAGINÁRIO EM CORDA BAMBA, DE LYGIA BOJUNGA

OS CAMINHOS ENTRE O REAL E O IMAGINÁRIO EM CORDA BAMBA, DE LYGIA BOJUNGA OS CAMINHOS ENTRE O REAL E O IMAGINÁRIO EM CORDA BAMBA, DE LYGIA BOJUNGA Elaine Bezerra (UFU) 1 Miriane Pereira Dayrell Souto (IC-CNPQ/UFU) 2 Patrícia Francielly A. Lara Silva (UFU) 3 Samilla Akemi Nagasaki

Leia mais

PORTUGUÊS COMENTÁRIO DA PROVA

PORTUGUÊS COMENTÁRIO DA PROVA COMENTÁRIO DA PROVA Excetuando-se as questões de Literatura, a diversidade racial foi a temática desta prova. Novamente, uma prova parecida com a dos anos anteriores, com uma grande diferença para melhor:

Leia mais

As latinhas também amam

As latinhas também amam As latinhas também amam Um romance a favor da reciclagem Julieta de Godoy Ladeira 4 o ano do Ensino Fundamental Nome: N o Atenção: Data da entrega: / / Valor: 8 pontos (0,5 cada acerto) Capriche! -09a-36s-tc-09

Leia mais

Feira Literária. Todo dia é dia de ser criança! Banca de trocas de livros e gibis. 12/10, 2ª feira Feriado da Padroeira do Brasil

Feira Literária. Todo dia é dia de ser criança! Banca de trocas de livros e gibis. 12/10, 2ª feira Feriado da Padroeira do Brasil Outubro/2015 Parabenizamos também aos adultos que no auge da maturidade ainda conservam o sorriso e o olhar puro para a humanidade. 12/10, 2ª feira Feriado da Padroeira do Brasil Feira Literária Todo dia

Leia mais

f r a n c i s c o d e Viver com atenção c a m i n h o Herança espiritual da Congregação das Irmãs Franciscanas de Oirschot

f r a n c i s c o d e Viver com atenção c a m i n h o Herança espiritual da Congregação das Irmãs Franciscanas de Oirschot Viver com atenção O c a m i n h o d e f r a n c i s c o Herança espiritual da Congregação das Irmãs Franciscanas de Oirschot 2 Viver com atenção Conteúdo 1 O caminho de Francisco 9 2 O estabelecimento

Leia mais

EDUCAR PARA A AMIZADE ABORDAGEM ANTROPOLÓGICA DA AFETIVIDADE

EDUCAR PARA A AMIZADE ABORDAGEM ANTROPOLÓGICA DA AFETIVIDADE EDUCAR PARA A AMIZADE 1 ABORDAGEM ANTROPOLÓGICA DA AFETIVIDADE ANTROPOLOGIA Estudo dos comportamentos e evoluções sociais. Porque AMIZADE??? Porque ela é a base dos relacionamentos saudáveis. Ela nos traz

Leia mais

Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e

Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e Sexta Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e mudou o rumo da vida profissional FOLHA DA SEXTA

Leia mais

UMA PESSOA CHAMADA GRAÇA PR. FERNANDO IGLESIAS. https://www.sisac.org.br

UMA PESSOA CHAMADA GRAÇA PR. FERNANDO IGLESIAS. https://www.sisac.org.br UMA PESSOA CHAMADA GRAÇA PR. FERNANDO IGLESIAS https://www.sisac.org.br Paulo e Graça se casaram, e como todos os casais, casaram-se cheios de sonhos e planos, construir uma família, ter filhos. Logo veio

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: artistas locais; cultura; experimentação; fome de quê?

PALAVRAS-CHAVE: artistas locais; cultura; experimentação; fome de quê? Fome de quê? por que a gente não quer só comida 1 Lorena Santiago Simas 2 Fabíola Moura 3 Universidade do Estado da Bahia, Juazeiro, BA RESUMO O programa Fome de quê? foi elaborado com a intenção de valorizar

Leia mais

CAMINHOS DA FÉ FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER CORNÉLIO PIRES

CAMINHOS DA FÉ FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER CORNÉLIO PIRES CAMINHOS DA FÉ FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER CORNÉLIO PIRES ÍNDICE OBSERVAÇÃO... 4 EXEMPLO... 5 CANSAÇO INÚTIL... 6 PERIGOS... 7 AUTO-BURILAMENTO... 8 LEMBRANÇAS... 9 OUVIR MAIS... 10 DÚVIDA... 11 REMORSO...

Leia mais

PASTORAL DA EDUCAÇÃO - PINDAMONHANGABA ATIVIDADES ABRIL/2015

PASTORAL DA EDUCAÇÃO - PINDAMONHANGABA ATIVIDADES ABRIL/2015 Amar e louvar a Deus, altíssimo e sumamente bom. Sentir-se irmão(s) de toda criatura humana. Descobrir e valorizar o que há de positivo nas pe s- soas. Amar os pobres e saber perdoar de coração. Levar

Leia mais

19º Plano de Aula. 1-Citação as Semana: 2-Meditação da Semana: 3-História da Semana: 4-Música da Semana: 5-Atividade Integrada da

19º Plano de Aula. 1-Citação as Semana: 2-Meditação da Semana: 3-História da Semana: 4-Música da Semana: 5-Atividade Integrada da 19º Plano de Aula 1-Citação as Semana: Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe. 2-Meditação da Semana: Ajudar o próximo 5 47 3-História da Semana: Uma lição a aprender 4-Música da Semana:

Leia mais

Século XIX na Europa as inovações na arte. Predomínio do neoclassicismo ou academicismo

Século XIX na Europa as inovações na arte. Predomínio do neoclassicismo ou academicismo Século XIX na Europa as inovações na arte { Predomínio do neoclassicismo ou academicismo ANTIGUIDADE CLÁSSICA IDADE MÉDIA NEOCLASSICISMO OU ACADEMICISMO ROMANTISMO RENASCIMENTO BARROCO ROCOCÓ NEOCLÁSSICO

Leia mais

Padrão de respostas às questões discursivas

Padrão de respostas às questões discursivas Padrão de respostas às questões discursivas A seguir encontram-se as questões das provas discursivas da 2ª ETAPA do Vestibular UFF 2011, acompanhadas das respostas esperadas pelas bancas. - Grupos D,E,F,G

Leia mais

HINÁRIO A ARTE DE AMAR

HINÁRIO A ARTE DE AMAR HINÁRIO A ARTE DE AMAR Tema 2012: Flora Brasileira Algodão do Cerrado (Cochlospermum vitifolium) CARLOS STRAZZER Carlos Augusto Strazzer 1 www.hinarios.org 2 I FÉ NA VIRGEM MARIA Oferecido por Isabela

Leia mais