DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL"

Transcrição

1 ENTIDADE: [ / ] FUNDACAO GEAPPREVIDENCIA PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [ ] GEAPREV ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2015 Atuário Responsável ADILSON MORAES DA COSTA MIBA: 1032 MTE: 1032 DA transmitida à Previc em 27/07/2016 às 17:07:09 Número de protocolo :

2 INFORMAÇÕES CADASTRAIS ENTIDADE Código: CNPJ: / Sigla: GEAPPREVIDÊNCIA Razão Social: FUNDACAO GEAPPREVIDENCIA PLANO CNPB: Sigla: GEAPREV Nome: PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS - GEAPREV Situação: ATIVO / EM FUNCIONAMENTO Característica: PATROCINADOR Modalidade: CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL Legislação Aplicável: LC 109 ATUÁRIO Nome: ADILSON MORAES DA COSTA MIBA: 1032 MTE: 1032 Empresa: INFORMAÇÕES SOBRE A AVALIAÇÃO ATUARIAL Motivo da Avaliação: ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO Data do cadastro: 31/12/2015 Data da Avaliação: Tipo: Observações: 31/12/2015 Relatórios Complementares apresentados pelo Atuário (não enviados à PREVIC): Quantidade de Grupos de Custeio: 1 INFORMAÇÕES SOBRE A DURATION DO PASSIVO DO PLANO DE BENEFÍCIOS Duration do Passivo (em meses): 336 Observações: Duration do passivo calculada pela planilha de cálculo disponibilizada pelo Ministério da Previdência 2

3 CARACTERÍSTICAS DOS BENEFÍCIOS Benefício: APOSENTADORIA POR INVALIDEZ Benefício Programado: NÃO Regime: CAPITALIZAÇÃO Método de Financiamento: Nível Básico do Benefício: CAPITALIZAÇÃO FINANCEIRA SALDO DE COTAS REVERTIDO EM RENDA VITALÍCIA POR INVALIDEZ (COM OU SEM REVERSÃO EM PENSÃO POR PRAZO CERTO)OU AINDA EM PAGAMENTO ÚNICO DO SALDO DE COTAS, CASO O VALOR DA RENDA SEJA INFERIOR A 10% DO TETO DE BENEFÍCIO DO INSS. Benefício: APOSENTADORIA PROGRAMADA Benefício Programado: SIM Regime: CAPITALIZAÇÃO Método de Financiamento: Nível Básico do Benefício: CAPITALIZAÇÃO FINANCEIRA SALDO DE COTAS REVERTIDO EM RENDA VITALÍCIA (COM OU SEM REVERSÃO EM PENSÃO POR PRAZO CERTO)OU AINDA EM PAGAMENTO ÚNICO DO SALDO DE COTAS, CASO O VALOR DA RENDA SEJA INFERIOR A 10% DO TETO DE BENEFÍCIO DO INSS. Benefício: PECÚLIO POR INVALIDEZ Benefício Programado: NÃO Regime: CAPITALIZAÇÃO Método de Financiamento: Nível Básico do Benefício: CAPITALIZAÇÃO FINANCEIRA SALDO DE COTAS DO PARTICIPANTE ATUALIZADO ATÉ A DATA DO EFETIVO PAGAMENTO CONCEDIDO EM PRESTAÇÃO ÚNICA. Benefício: PECÚLIO POR MORTE DO PARTICIPANTE (NÃO ASSISTIDO) Benefício Programado: NÃO Regime: CAPITALIZAÇÃO Método de Financiamento: Nível Básico do Benefício: CAPITALIZAÇÃO FINANCEIRA SALDO DE COTAS DO PARTICIPANTE ATUALIZADO ATÉ A DATA DO EFETIVO PAGAMENTO CONCEDIDO EM PRESTAÇÃO ÚNICA. Benefício: PENSÃO POR MORTE DO PARTICIPANTE ASSISTIDO Benefício Programado: NÃO Regime: CAPITALIZAÇÃO Método de Financiamento: Nível Básico do Benefício: CAPITALIZAÇÃO FINANCEIRA CASO O PARTICIPANTE TENHA OPTADO POR APOSENTADORIA COM REVERSÃO EM PENSÃO, OS DEPENDENTES RECEBERÃO POR TEMPO IGUAL AO NÚMERO DE ANOS DO PRAZO DEFINIDO PELO PARTICIPANTE MENOS O TEMPO JÁ DECORRIDO DA CONCESSÃO DO BENEFÍCIO DE APOSENTADORIA. O BENEFÍCIO TERÁ O MESMO VALOR DO BENEFÍCIO DE APOSENTADORIA. Benefício: PENSÃO POR MORTE DO PARTICIPANTE (NÃO ASSISTIDO) Benefício Programado: NÃO Regime: CAPITALIZAÇÃO Método de Financiamento: Nível Básico do Benefício: CAPITALIZAÇÃO FINANCEIRA SALDO DE COTAS REVERTIDO EM RENDA POR PRAZO CERTO, CASO O VALOR DA RENDA NÃO SEJA INFERIOR A 10% DO TETO DE BENEFÍCIO DO INSS. 3

4 DEMONSTRATIVO DA AVALIAÇÃO ATUARIAL GRUPO DE CUSTEIO: 1 - TodosParticipantes Patrocinadores e Instituidores CNPJ Razão Social / GEAP AUTOGESTAO EM SAUDE / FUNDACAO GEAPPREVIDENCIA Participantes Ativos: 1018 Tempo médio de contribuição (meses): Folha de Salário de Participação: R$ ,04 Tempo médio para aposentadoria (meses): HIPÓTESES ATUARIAIS Hipótese: Indexador do Plano (Reajuste dos Benefícios) Valor: INPC (IBGE) Quantidade esperada no exercício seguinte: 6,70 Quantidade ocorrida no exercício encerrado: 11,28 Comentário sobre divergência entre esperado e ocorrido: No momento, não há pagamento de benefício de renda continuada, o que faz com que qualquer divergência entre o ocorrido e o esperado para esta variável não gere efeito prático. Justificativa da EFPC: Não há o que justificar, visto que, a divergência nesta variável ainda não causa efeito prático no plano. Opinião do atuário: Existe a previsão do indexador do plano, entretanto, o plano ainda não concedeu benefício de aposentadoria ou pensão continuada, o que faz com que esta hipótese não seja efetivamente utilizada neste momento. Hipótese: Taxa Real Anual de Juros Valor: 4,00 Quantidade esperada no exercício seguinte: 4,00 Quantidade ocorrida no exercício encerrado: -5,93 Comentário sobre divergência entre esperado e ocorrido: A rentabilidade das aplicações de renda variável do GEAPREV, influenciada pelo comportamento do mercado acionário do ano de 2015, provocou uma rentabilidade abaixo da meta atuarial. Justificativa da EFPC: A rentabilidade das aplicações de renda variável do GEAPREV, influenciada pelo comportamento do mercado acionário do ano de 2015, provocou uma rentabilidade abaixo da meta atuarial. Opinião do atuário: A hipótese de 4,00% já é bastante conservadora e poderá ser mantida para o ano de Hipótese: Tábua de Mortalidade Geral Valor: AT 2000 Quantidade esperada no exercício seguinte: Quantidade ocorrida no exercício encerrado: Comentário sobre divergência entre esperado e ocorrido: Atualmente, não há pagamento de renda programada, e os benefícios de risco são calculados com base no saldo de reserva individual. Dessa forma, não há, atualmente, reserva (obrigação do plano) cuja base de cálculo utiliza a tábua de mortalidade. Justificativa da EFPC: Não há como medir essa hipótese atuarial, visto que não há participantes em fase de recebimento de renda. Opinião do atuário: Por não haver participante em gozo de benefício de renda continuada, esta hipótese não tem, atualmente, efeito sobre o resultado do plano. HIPÓTESES ATUARIAIS NÃO UTILIZADAS NESTA DEMONSTRAÇÃO Fator de Determinação do Valor Real Longo do Tempo Ben INSS Fator de Determinação Valor Real ao Longo do Tempo Salários Fator de Determinação Valor Real Longo do Tempo Ben Entidade 4

5 HIPÓTESES ATUARIAIS NÃO UTILIZADAS NESTA DEMONSTRAÇÃO Hipótese de Entrada em Aposentadoria Hipótese sobre Composição de Família de Pensionistas Hipótese sobre Gerações Futuras de Novos Entrados Hipótese sobre Rotatividade (Percentual) Projeção de Crescimento Real de Salário Projeção de Crescimento Real do Maior Sal Ben INSS Projeção de Crescimento Real dos Benefícios do Plano Tábua de Entrada em Invalidez Tábua de Morbidez Tábua de Mortalidade de Inválidos BENEFÍCIOS Benefício: APOSENTADORIA POR INVALIDEZ Quantidade de benefícios concedidos: 0 Valor médio do benefício (R$): Idade média dos assistidos: 0 Custo do Ano (R$): Custo do Ano (%): Provisões Matemáticas Benefícios Concedidos Saldo de Conta dos Assistidos Benefício Definido Programados Assistidos não Programados Assistidos Benefícios a Conceder Saldo de Contas parcela Patrocinador ou Instituidor Saldo de Contas parcela Participantes Benefício Definido Capitalização Programado Benefício Definido Capitalização não Programado Benefício Definido Capitais de Cobertura Benefício Definido Repartição Simples 5

6 Benefício: APOSENTADORIA PROGRAMADA Quantidade de benefícios concedidos: 0 Valor médio do benefício (R$): Idade média dos assistidos: 0 Custo do Ano (R$): ,10 Custo do Ano (%): 11,59 Provisões Matemáticas Benefícios Concedidos Saldo de Conta dos Assistidos Benefício Definido Programados Assistidos não Programados Assistidos Benefícios a Conceder Saldo de Contas parcela Patrocinador ou Instituidor Saldo de Contas parcela Participantes Benefício Definido Capitalização Programado Benefício Definido Capitalização não Programado Benefício Definido Capitais de Cobertura Benefício Definido Repartição Simples R$ ,80 R$ ,50 6

7 Benefício: PECÚLIO POR INVALIDEZ Quantidade de benefícios concedidos: 0 Valor médio do benefício (R$): Idade média dos assistidos: 0 Custo do Ano (R$): Custo do Ano (%): Provisões Matemáticas Benefícios Concedidos Saldo de Conta dos Assistidos Benefício Definido Programados Assistidos não Programados Assistidos Benefícios a Conceder Saldo de Contas parcela Patrocinador ou Instituidor Saldo de Contas parcela Participantes Benefício Definido Capitalização Programado Benefício Definido Capitalização não Programado Benefício Definido Capitais de Cobertura Benefício Definido Repartição Simples 7

8 Benefício: PECÚLIO POR MORTE DO PARTICIPANTE (NÃO ASSISTIDO) Quantidade de benefícios concedidos: 1 Valor médio do benefício (R$): ,41 Idade média dos assistidos: 0 Custo do Ano (R$): Custo do Ano (%): Provisões Matemáticas Benefícios Concedidos Saldo de Conta dos Assistidos Benefício Definido Programados Assistidos não Programados Assistidos Benefícios a Conceder Saldo de Contas parcela Patrocinador ou Instituidor Saldo de Contas parcela Participantes Benefício Definido Capitalização Programado Benefício Definido Capitalização não Programado Benefício Definido Capitais de Cobertura Benefício Definido Repartição Simples 8

9 Benefício: PENSÃO POR MORTE DO PARTICIPANTE ASSISTIDO Quantidade de benefícios concedidos: 0 Valor médio do benefício (R$): Idade média dos assistidos: 0 Custo do Ano (R$): Custo do Ano (%): Provisões Matemáticas Benefícios Concedidos Saldo de Conta dos Assistidos Benefício Definido Programados Assistidos não Programados Assistidos Benefícios a Conceder Saldo de Contas parcela Patrocinador ou Instituidor Saldo de Contas parcela Participantes Benefício Definido Capitalização Programado Benefício Definido Capitalização não Programado Benefício Definido Capitais de Cobertura Benefício Definido Repartição Simples 9

10 Benefício: PENSÃO POR MORTE DO PARTICIPANTE (NÃO ASSISTIDO) Quantidade de benefícios concedidos: 0 Valor médio do benefício (R$): Idade média dos assistidos: 0 Custo do Ano (R$): Custo do Ano (%): Provisões Matemáticas Benefícios Concedidos Saldo de Conta dos Assistidos Benefício Definido Programados Assistidos não Programados Assistidos Benefícios a Conceder Saldo de Contas parcela Patrocinador ou Instituidor Saldo de Contas parcela Participantes Benefício Definido Capitalização Programado Benefício Definido Capitalização não Programado Benefício Definido Capitais de Cobertura Benefício Definido Repartição Simples CONSOLIDADO DO GRUPO CUSTEIO 1 - TodosParticipantes Custo Normal do Ano (R$) ,10 Custo Normal do Ano (%) 11,59 Provisões Matemáticas Benefícios Concedidos Saldo de Conta dos Assistidos Benefício Definido Programados Assistidos não Programados Assistidos Benefícios a Conceder Saldo de Contas parcela Patrocinador ou Instituidor Saldo de Contas parcela Participantes Benefício Definido Capitalização Programado Benefício Definido Capitalização não Programado Benefício Definido Capitais de Cobertura Benefício Definido Repartição Simples R$ ,80 R$ ,50 10

11 PROVISÕES MATEMÁTICAS A CONSTITUIR E CONTRATOS Contabilizado no Ativo Déficit equacionado Patrocinador (0 meses restantes) Participantes ativos (0 meses restantes) Assistidos (0 meses restantes) Serviço passado Patrocinador (0 meses restantes) Participantes ativos (0 meses restantes) Assistidos (0 meses restantes) Outras finalidades Patrocinador (0 meses restantes) Participantes ativos (0 meses restantes) Assistidos (0 meses restantes) Contabilizado no Passivo Déficit equacionado Patrocinador (0 meses restantes) Participantes ativos (0 meses restantes) Assistidos (0 meses restantes) Serviço passado Patrocinador (0 meses restantes) Participantes ativos (0 meses restantes) Assistidos (0 meses restantes) Outras finalidades Patrocinador (0 meses restantes) Participantes ativos (0 meses restantes) Assistidos (0 meses restantes) PATRIMÔNIO DE COBERTURA Patrimônio de Cobertura: Insuficiência de cobertura: FUNDOS PREVIDENCIAIS ATUARIAIS Finalidade Falta de aderência das hipóteses atuariais Fonte de custeio Contribuição do Patrocinador não resgatada Recursos recebidos no exercício R$ ,24 Recursos utilizados no exercício Saldo R$ ,24 FUNDO PREVIDENCIAL DE DESTINAÇÃO E UTILIZAÇÃO DE RESERVA ESPECIAL PARA REVISÃO DE PLANO Saldo Patrocinador Participantes Ativos Assistidos 11

12 FONTE DOS RECURSOS Participantes Assistidos Patrocinador Valor (R$) Valor (%) Valor (R$) Valor (%) Valor (R$) Valor (%) Total em valores Total de , , ,55 Contribuições previdenciárias , , ,55 Normais , , ,10 Extraordinárias , ,45 Déficit equacionado Serviço Passado Outras Finalidades , ,45 Utilização de fundos Exigência regulamentar Destinação de reserva Data Início de Vigência: 01/01/2016 PARECER ATUARIAL DO GRUPO DE CUSTEIO Evolução dos custos: Atualmente não há pagamento de benefícios dessa forma, o plano apenas obtém receita de contribuição. Variação das provisões matemáticas: As provisões matemáticas se restringem a RMBaC de capitalização individual, visto que, atualmente não há pagamento de benefício continuado. Seu crescimento de R$ ,06 em dezembro de 2014 para R$ ,30 resulta do acúmulo de contribuições e da rentabilidade dos recursos do plano. Principais riscos atuariais: O plano passará a ter risco quando conceder benefícios, visto que nessa fase, será constituído fundo financeiro para pagamento de benefício de renda continuada. Neste momento, haverá o risco de sobrevivência e de rentabilidade. Soluções para insuficiência de cobertura: Atualmente não há insuficiência de cobertura. Obs: A conta "Contribuições Extraordinárias - Outras Finalidades" refere-se a contribuições voluntárias eventuais para incremento da reserva individual e por consequência do benefício a ser concedido. 12

13 13

14 INFORMAÇÕES CONSOLIDADAS Participantes ativos do plano: 1018 Tempo médio de contribuição do plano (meses): 76 Tempo médio para aposentadoria do plano (meses): 147 TOTAL DAS RESERVAS Custo Normal do Ano R$ ,10 Provisões Matemáticas Benefícios Concedidos Saldo de Conta dos Assistidos Benefício Definido Programados Assistidos não Programados Assistidos Benefícios a Conceder Saldo de Contas parcela Patrocinador ou Instituidor Saldo de Contas parcela Participantes Benefício Definido Capitalização Programado Benefício Definido Capitalização não Programado Benefício Definido Capitais de Cobertura Benefício Definido Repartição Simples R$ ,80 R$ ,50 14

15 PROVISÕES MATEMÁTICAS A CONSTITUIR E CONTRATOS Contabilizado no Ativo Déficit equacionado Patrocinador Participantes ativos Assistidos Serviço passado Patrocinador Participantes ativos Assistidos Outras finalidades Patrocinador Participantes ativos Assistidos Contabilizado no Passivo Déficit equacionado Patrocinador Participantes ativos Assistidos Serviço passado Patrocinador Participantes ativos Assistidos Outras finalidades Patrocinador Participantes ativos Assistidos RESULTADO DO PLANO Resultado do exercício Déficit Técnico Superávit Técnico Reserva de Contingência Reserva Especial para Revisão de Plano 15

16 FONTE DOS RECURSOS Participantes Assistidos Patrocinador Valor (R$) Valor (%) Valor (R$) Valor (%) Valor (R$) Valor (%) Total em Valores Total de recursos , , ,55 Contribuições previdenciárias , , ,55 Normais , , ,10 Extraordinárias , ,45 Déficit equacionado Serviço Passado Outras Finalidades , ,45 Utilização de fundos Exigência regulamentar Destinação de reserva 16

17 ENTIDADE: GEAPPREVIDÊNCIA PARECER ATUARIAL DO PLANO Qualidade da base cadastral: A base cadastral foi criticada e foi considerada de qualidade satisfatória para a avaliação atuarial. Regras de constituição e reversão dos fundos previdenciais: O fundo de risco é constituído com parte da contribuição do patrocinador não resgatada no ato de desligamento do participante do plano. A reversão se dará em caso de desequilíbrio atuarial decorrente de deslocamento das hipóteses atuariais, taxa de juros e sobrevivência. Variação do resultado: O plano conta apenas com RMBaC com capitalização individual, desta forma, todo o passivo tem o mesmo valor do ativo financeiro, estando, por conseguinte, equilibrado. Ou seja, resultado zero. Natureza do resultado: Não houve variação de resultado. Soluções para equacionamento de déficit: O plano está plenamente equilibrado. Adequação dos métodos de financiamento: O plano, em sua fase contributiva é de capitalização individual, por sua natureza de CD na fase acumulativa, e não, demanda adequação de método de financiamento. Outros fatos relevantes: Nenhum outro fato relevante. 17

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [61.155.248/0001-16] FUNDACAO ITAU UNIBANCO - PREVIDENCIA COMPLEMENTAR PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [1980.0015-29] PLANO BÁSICO ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2015 Atuário

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [49.323.025/0001-15] SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA DE SUPLEMENTACAO PREV MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2015 Atuário Responsável MAGDA TSUÊ MASSIMOTO ARDISSON MIBA:

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [75.054.940/0001-62] FUNDACAO COPEL DE PREVIDENCIA E ASSISTENCIA SOCIAL PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2006.0007-56] PLANO PECÚLIO ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2015 Atuário

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [01.689.795/0001-50] BRF PREVIDENCIA PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [1996.0047-19] PSPP ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário Responsável MONICA TEIXEIRA DE ANDRADE MIBA:

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [49.323.025/0001-15] SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA DE SUPLEMENTACAO PREV PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2005.0015-38] PB DME - II ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2012 Atuário

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [48.789.424/0001-03] UBB PREV - PREVIDENCIA COMPLEMENTAR PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [1981.0012-47] PLANO DE BENEFÍCIOS ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2011 Atuário Responsável

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [17.312.597/0001-02] FUNDACAO DE PREVIDENCIA COMPLEMENTAR DO SERVIDOR PUBLICO FEDERAL DO PODER EXECUTIVO (FUNPRESP-EXE) PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2013.0006-18] LEGISPREV

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [30.030.696/0001-60] PRECE - PREVIDENCIA COMPLEMENTAR PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2006.0018-92] PLANO PRECE III ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2015 Atuário Responsável MARIANA

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [61.155.248/0001-16] FUNDACAO ITAU UNIBANCO - PREVIDENCIA COMPLEMENTAR PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2014.0020-29] PLANO ITAUCARD SUPLEMENTAR ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2015

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [01.689.795/0001-50] BRF PREVIDENCIA MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário Responsável MONICA TEIXEIRA DE ANDRADE MIBA: 1117 MTE: 1117 DA transmitida à Previc

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [83.564.443/0001-32] FUNDACAO CODESC DE SEGURIDADE SOCIAL PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2002.0006-38] MULTIFUTURO I ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário Responsável

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [09.350.840/0001-59] FUNDO DE PENSAO MULTINSTITUIDO POR ASSOCIACOES DO MINISTERIO PUBLICO E DA JUSTICA - JUSPREV PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2007.0035-38] PLANJUS ENCERRAMENTO

Leia mais

Página 1 de 8 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 32 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 20.020.043-74 - PLANO DE BENEFÍCIOS II - TROPICAL 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [06.184.184/0001-73] SEBRAE PREVIDENCIA - INSTITUTO SEBRAE DE SEGURIDADE SOCIAL PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2004.0028-83] SEBRAEPREV ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [16.619.488/0001-70] PREVIDENCIA USIMINAS PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: TIPO: RETIFICADORA: [1979.0035-56] PB1 ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 COMPLETA SIM Atuário Responsável

Leia mais

Página 1 de 9 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 32 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.820.015-18 - PLANO DE BENEFÍCIOS I - FNTTA 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8-

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO DEMONSTRATIVO DOS RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS 1- SIGLA: UNISYS-PREVI 2- CÓDIGO: 02071 3- RAZÃO SOCIAL: UNISYS-PREVI ENTIDADE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [42.160.192/0001-43] FUND CHESF DE ASSIST E SEGURIDADE SOCIAL FACHESF PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2001.0022-38] BS ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário Responsável

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: ITAUBANCO 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO ITAUBANCO 4- NÚMERO DE PLANOS: NÚMERO DE EMPREGADOS

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: ITAUBANCO 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO ITAUBANCO 4- NÚMERO DE PLANOS: NÚMERO DE EMPREGADOS FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 7 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.790.009-56 - PLANO DE BENEFÍCIOS 002 DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [42.160.192/0001-43] FUND CHESF DE ASSIST E SEGURIDADE SOCIAL FACHESF PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2001.0021-65] CD ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário Responsável

Leia mais

Página 1 de 11 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 32 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.820.016-74 - PLANO DE BENEFÍCIOS I - SNA 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA

Leia mais

Parecer Atuarial dos Planos de Benefícios Unisys Brasil Ltda. e Unisys Tecnologia Ltda. de 31/12/2013 Unisys-Previ - Entidade de Previdência

Parecer Atuarial dos Planos de Benefícios Unisys Brasil Ltda. e Unisys Tecnologia Ltda. de 31/12/2013 Unisys-Previ - Entidade de Previdência Parecer Atuarial dos Planos de Benefícios Unisys Brasil Ltda. e Unisys Tecnologia Ltda. de Unisys-Previ - Entidade de Previdência Complementar 21 de fevereiro de 2014 CONTEÚDO 1. Introdução... 1 2. Perfil

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [54.368.402/0001-72] FUNDACAO NESTLE DE PREVIDENCIA PRIVADA PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [1999.0005-11] FUNDAMENTAL ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário Responsável

Leia mais

DADOS DOS PLANOS DATAS PLANOS APROVAÇÃO INÍCIO ÚLTIMA ALTERAÇÃO VALOR DE RESGATE NÚMERO DE EMPREGADOS

DADOS DOS PLANOS DATAS PLANOS APROVAÇÃO INÍCIO ÚLTIMA ALTERAÇÃO VALOR DE RESGATE NÚMERO DE EMPREGADOS SIGLA: FUNCEF 1 CÓDIGO: 01523 RAZÃO SOCIAL: FUNCEF-FUNDAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS FEDERAIS NÚMERO DE PLANOS: 2 MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO DEMONSTRATIVO DOS RESULTADOS

Leia mais

JESSÉ MONTELLO Serviços Técnicos em Atuária e Economia Ltda. PARECER ATUARIAL

JESSÉ MONTELLO Serviços Técnicos em Atuária e Economia Ltda. PARECER ATUARIAL PARECER ATUARIAL V.1- Custos para o exercício seguinte em relação ao anterior: 1) A aplicação da metodologia de cálculo atuarial estabelecida para o plano de benefícios da FUNCASAL, utilizando as hipóteses

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [00.397.695/0001-97] FAPES FUNDACAO DE ASSISTENCIA E PREVID SOCIAL DO BNDES PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [1979.0015-29] PBB ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2011 Atuário Responsável

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: ISBRE 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO BRDE DE PREVIDENCIA COMPLEMENTAR - ISBRE 4- NÚMERO DE PLANOS: 2

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: ISBRE 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO BRDE DE PREVIDENCIA COMPLEMENTAR - ISBRE 4- NÚMERO DE PLANOS: 2 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 2 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.790.012-19 - PLANO DE BENEFÍCIOS I 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR

Leia mais

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - Previc - DRAA

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - Previc - DRAA Página 1 de 10 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 6 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 20.050.020-38 - PLANO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PAQUETÁPREV DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

Leia mais

Page 1 of 10 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 11- FOLHA SALÁRIO

Leia mais

Suplementação à Previdência Social 29/11/79 01/06/80 06/2006 R$ , R$ ,00,38

Suplementação à Previdência Social 29/11/79 01/06/80 06/2006 R$ , R$ ,00,38 Anexo ao JM/0143/2008 MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO ENTIDADE RAZÃO SOCIAL: FUNDAÇÃO CORSAN - DOS FUNCIONÁRIOS DA COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO 3 DADOS

Leia mais

Dados do Plano. Resultado da Avaliação Atuarial. Data da Avaliação: 31/12/2009

Dados do Plano. Resultado da Avaliação Atuarial. Data da Avaliação: 31/12/2009 AVALIAÇÃO ATUARIAL Data da Avaliação: 31/12/2009 Dados do Plano Nome do Plano: Plano Único da CGTEE CNPB: 19.790.045-11 Patrocinadora: Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica - CGTEE Data Início:

Leia mais

Secretaria de Previdência Complementar - DRAA

Secretaria de Previdência Complementar - DRAA Página 1 de 10 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 4 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 11- FOLHA

Leia mais

Observações: (*) OFÍCIO 546 DA SPC DE 19/08/97. 12

Observações: (*) OFÍCIO 546 DA SPC DE 19/08/97. 12 Anexo ao JM/0847/2011-3 MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO RAZÃO SOCIAL: FUNDAÇÃO CELESC DE SEGURIDADE SOCIAL 3 DADOS DOS PLANOS NÚMERO DE PLANOS: 01 (UM) 4 DATAS

Leia mais

Parecer Atuarial do Plano II de Aposentadoria Fundação Banestes de Seguridade Social - BANESES. 29 de janeiro de 2013

Parecer Atuarial do Plano II de Aposentadoria Fundação Banestes de Seguridade Social - BANESES. 29 de janeiro de 2013 Parecer Atuarial do Plano II de Aposentadoria Fundação Banestes de Seguridade Social - 29 de janeiro de 2013 CONTEÚDO 1. Introdução... 1 Perfil dos Participantes... 1 Participantes Ativos... 1 Participantes

Leia mais

Parecer Atuarial Plano de Aposentadoria ABBPREV. ABBPREV - Sociedade de Previdência Privada 8 DE MARÇO DE 2012

Parecer Atuarial Plano de Aposentadoria ABBPREV. ABBPREV - Sociedade de Previdência Privada 8 DE MARÇO DE 2012 Parecer Atuarial Plano de Aposentadoria ABBPREV ABBPREV - Sociedade de Previdência Privada 8 DE MARÇO DE 2012 CONTEÚDO 1. Introdução... 1 2. Perfil dos Participantes... 2 Participantes Ativos... 2 Participantes

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO DEMONSTRATIVO DOS RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS 1- SIGLA: FACHESF 2- CÓDIGO: 00361 3- RAZÃO SOCIAL: Fundação CHESF de Assistência e Seguridade Social

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 7 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 11- FOLHA SALÁRIO DA PATROCINADORA

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: FUSESC 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO CODESC DE SEGURIDADE SOCIAL 4- NÚMERO DE PLANOS: 3

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: FUSESC 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO CODESC DE SEGURIDADE SOCIAL 4- NÚMERO DE PLANOS: 3 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 3 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.790.026-65 - PLANO DE BENEFÍCIOS I 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [19.969.500/0001-64] DESBAN - FUNDACAO BDMG DE SEGURIDADE SOCIAL PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [1979.0036-29] BDMG ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário Responsável CASSIA

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: FUSESC 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO CODESC DE SEGURIDADE SOCIAL 4- NÚMERO DE PLANOS: 3

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: FUSESC 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO CODESC DE SEGURIDADE SOCIAL 4- NÚMERO DE PLANOS: 3 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 3 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.790.026-65 - PLANO DE BENEFÍCIOS I 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 2 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 19.800.006-38 - BENEFÍCIO

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: SUPREV 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA SUPLEMENTAÇAO PREVIDENCIARIA

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: SUPREV 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA SUPLEMENTAÇAO PREVIDENCIARIA FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 8 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.850.013-65 - PLANO DE BENEFÍCIOS N.º 005 - PIRATINI 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - PBS Tele Centro Oeste Celular Exercício: 2013 e dezembro - R$ Mil

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - PBS Tele Centro Oeste Celular Exercício: 2013 e dezembro - R$ Mil Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios PBS Tele Centro Oeste Celular Exercício: 20 e 202 dezembro R$ Mil Descrição 20 202 Variação (%) Relatório Anual 20 Visão Prev. Ativos Recebível Investimento

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO DEMONSTRATIVO DOS RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS 1- SIGLA: FACHESF 2- CÓDIGO: 00361 3- RAZÃO SOCIAL: Fundação CHESF de Assistência e Seguridade Social

Leia mais

Page 1 of 13 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.980.012-29 - PLANO II DE APOSENTADORIA DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA ENTE Nome: Volta Redonda UF: RJ DADOS DO ATUÁRIO RESPONSÁVEL TÉCNICO Nome: Julio Machado Passos MTE: 1275 DADOS DOS ORGÃOS/ENTIDADES CNPJ Nome Poder Tipo Competência da Base Cadastral 32.512.51/1-43 Prefeitura

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [07.110.214/0001-60] FUNDACAO ATLANTICO DE SEGURIDADE SOCIAL PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2000.0065-74] TELEMARPREV ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário Responsável

Leia mais

Parecer Atuarial sobre o Balanço de

Parecer Atuarial sobre o Balanço de CAPESESP - Caixa de Previdência e Assistência dos Servidores da FUNASA Plano de Benefícios Previdenciais dos Empregados da CAPESESP - CNPB n 19.840.001-11 Parecer Atuarial sobre o Balanço de 31.12.2012

Leia mais

12 de fevereiro de Parecer Atuarial CBS - Caixa Beneficente dos Empregados da CSN. Plano Misto de Benefício Suplementar

12 de fevereiro de Parecer Atuarial CBS - Caixa Beneficente dos Empregados da CSN. Plano Misto de Benefício Suplementar 12 de fevereiro de 2007 Parecer Atuarial CBS - Caixa Beneficente dos Empregados da CSN Plano Misto de Benefício Suplementar Conteúdo 1. Introdução...1 2. Posição do Exigível Atuarial e das Reservas e Fundos...2

Leia mais

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - Previc - DRAA

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - Previc - DRAA Página 1 de 9 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 11- FOLHA SALÁRIO

Leia mais

Plano de Benefícios 1 Plano de Benefícios PREVI Futuro Carteira de Pecúlios CAPEC

Plano de Benefícios 1 Plano de Benefícios PREVI Futuro Carteira de Pecúlios CAPEC Relatório PREVI 2013 Parecer Atuarial 2013 162 Plano de Benefícios 1 Plano de Benefícios PREVI Futuro Carteira de Pecúlios CAPEC 1 OBJETIVO 1.1 O presente Parecer Atuarial tem por objetivo informar sobre

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA ENTE Nome: Guarujá UF: SP DADOS DO ATUÁRIO RESPONSÁVEL TÉCNICO Nome: Julio Machado Passos MTE: 1275 DADOS DOS ORGÃOS/ENTIDADES CNPJ Nome Poder Tipo Competência da Base Cadastral 44.959.21/1-4 PREFEITURA

Leia mais

Parecer Atuarial sobre o Balanço de

Parecer Atuarial sobre o Balanço de CAPESESP - Caixa de Previdência e Assistência dos Servidores da FUNASA Plano de Benefícios Previdenciais dos Trabalhadores da FUNASA - CNPB n 1984.0002-92 Parecer Atuarial sobre o Balanço de 31.12.2015

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA ENTE Nome: Teófilo Otoni UF: MG DADOS DO ATUÁRIO RESPONSÁVEL TÉCNICO Nome: Thiago Matheus da Costa MTE: 2178 DADOS DOS ORGÃOS/ENTIDADES CNPJ Nome Poder Tipo Competência da Base Cadastral 5.11.612/1-5 INSTITUTO

Leia mais

Monitoramento de Riscos Atuariais CGMA/PREVIC. São Paulo, 29 de novembro de

Monitoramento de Riscos Atuariais CGMA/PREVIC. São Paulo, 29 de novembro de Monitoramento de Riscos Atuariais CGMA/PREVIC São Paulo, 29 de novembro de 2011 1 Sistema de Previdência Complementar Planos de Previdência Avaliação Atuarial Mapeamento de Risco Atuarial no Mercado Novas

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL RESUMO

RELATÓRIO ANUAL RESUMO RELATÓRIO ANUAL RESUMO 2015 ÍNDICE 03 INFORMAÇÕES SOBRE AS DESPESAS 03 RENTABILIDADE DOS PERFIS DE INVESTIMENTO 03 INVESTIMENTOS 04 PARTICIPANTES AVONPREV 04 RESUMO DO PARECER ATUARIAL 06 DEMONSTRAÇÕES

Leia mais

Quadro de sugestões - CPA Nº CLASSIFICAÇÃO DAS HIPÓTESES ATUARIAIS - SUPERVISIONADAS PREVIC

Quadro de sugestões - CPA Nº CLASSIFICAÇÃO DAS HIPÓTESES ATUARIAIS - SUPERVISIONADAS PREVIC Quadro de sugestões - CPA Nº 003 - CLASSIFICAÇÃO DAS HIPÓTESES ATUARIAIS - SUPERVISIONADAS PREVIC Redação Original Redação Proposta Justificativa/Comentários/Entendimentos/Dú vidas I. INTRODUÇÃO 1. O presente

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA ENTE Nome: Montividiu UF: GO DADOS DO ATUÁRIO RESPONSÁVEL TÉCNICO Nome: Mauricio Zorzi MTE: 2458 DADOS DOS ORGÃOS/ENTIDADES CNPJ Nome Poder Tipo Competência da Base Cadastral 5.548.251/1-29 FUNDO MUNICIPAL

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios PBS Telemig Celular

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios PBS Telemig Celular Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios PBS Telemig Celular Exercício: 2013 e 2012 dezembro R$ Mil Descrição 2013 2012 Variação (%) Relatório Anual 2013 Visão Prev 1. Ativos Disponível Recebível

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA ENTE Nome: Xangri-lá UF: RS DADOS DO ATUÁRIO RESPONSÁVEL TÉCNICO Nome: Lucília Nunes de Souza MTE: 431 DADOS DOS ORGÃOS/ENTIDADES CNPJ Nome Poder Tipo Competência da Base Cadastral 94.436.474/1-24 Município

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Telest Celular

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Telest Celular Demonstrativos Financeiros Relatório Anual 2014 Visão Prev Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios Visão Telest Celular Período: 2014 e 2013 dezembro R$ Mil Descrição 2014 2013 Variação (%)

Leia mais

Observações: (*) OFÍCIO 546 DA SPC DE 19/08/97. 12

Observações: (*) OFÍCIO 546 DA SPC DE 19/08/97. 12 Anexo ao JM/0327/2007-3 MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO RAZÃO SOCIAL: FUNDAÇÃO CELESC DE SEGURIDADE SOCIAL 3 DADOS DOS PLANOS NÚMERO DE PLANOS: 01 (UM) 4 DATAS

Leia mais

Nota Técnica Atuarial. Plano Misto de Benefício Saldado

Nota Técnica Atuarial. Plano Misto de Benefício Saldado Nota Técnica Atuarial Plano Misto de Benefício Saldado Julho de 2010 ÍNDICE 1 - OBJETIVO...2 2 - HIPÓTESES ATUARIAIS...2 3 - MODALIDADE DOS BENEFÍCIOS...3 4 REGIMES FINANCEIROS E MÉTODOS ATUARIAIS...3

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: SUPREV 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA SUPLEMENTAÇAO PREVIDENCIARIA

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: SUPREV 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA SUPLEMENTAÇAO PREVIDENCIARIA FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 8 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.900.016-29 - PLANO DE COMPLEMENTAÇÃO DE APOSENTADORIA E PENSÃO - SISTEMA FCEMG 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE

Leia mais

Equilíbrio Atuarial dos Planos de Benefício Definido BD. Cícero Rafael Barros Dias

Equilíbrio Atuarial dos Planos de Benefício Definido BD. Cícero Rafael Barros Dias Equilíbrio Atuarial dos Planos de Benefício Definido BD Cícero Rafael Barros Dias Out/2014 1 AGENDA 1. Introdução 2. Base Normativa Geral 3. Principais Riscos Atuariais das EFPC s 4. Controles de Risco

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: SUPREV 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA SUPLEMENTAÇAO PREVIDENCIARIA

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: SUPREV 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA SUPLEMENTAÇAO PREVIDENCIARIA FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 8 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.850.012-92 - PLANO DE BENEFÍCIOS N.º 003 - USIBA 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

Leia mais

12 de fevereiro de Parecer Atuarial CBS - Caixa Beneficente dos Empregados da CSN. Plano de Suplementação da Média Salarial

12 de fevereiro de Parecer Atuarial CBS - Caixa Beneficente dos Empregados da CSN. Plano de Suplementação da Média Salarial 12 de fevereiro de 2007 Parecer Atuarial CBS - Caixa Beneficente dos Empregados da CSN Plano de Suplementação da Média Salarial Conteúdo 1. Introdução...1 2. Posição do Exigível Atuarial e das Reservas

Leia mais

JESSÉ MONTELLO Serviços Técnicos em Atuária e Economia Ltda. PARECER ATUARIAL

JESSÉ MONTELLO Serviços Técnicos em Atuária e Economia Ltda. PARECER ATUARIAL PARECER ATUARIAL V.1- Custos para o exercício seguinte em relação ao anterior: 1) A aplicação da metodologia de cálculo atuarial estabelecida para o plano de benefícios da FUNCASAL, utilizando as hipóteses

Leia mais

PARECER ATUARIAL PLANO DE APOSENTADORIA ABBPREV ABBPREV - Sociedade de Previdência Privada 14 DE FEVEREIRO DE 2014

PARECER ATUARIAL PLANO DE APOSENTADORIA ABBPREV ABBPREV - Sociedade de Previdência Privada 14 DE FEVEREIRO DE 2014 PLANO DE APOSENTADORIA ABBPREV ABBPREV - Sociedade de Previdência Privada 14 DE FEVEREIRO DE 2014 CONTEÚDO 1. Introdução... 1 2. Perfil dos Participantes... 2 3. Hipóteses e Métodos Atuariais Utilizados...

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 3 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 11- FOLHA SALÁRIO DA PATROCINADORA

Leia mais

Elementos Mínimos. do Relatório de. Avaliação Atuarial

Elementos Mínimos. do Relatório de. Avaliação Atuarial Elementos Mínimos do Relatório de Avaliação Atuarial Comissão de Normas Técnicas 1 ÍNDICE 1. Sumário Executivo...3 2. Dados de Participantes (Avaliação atual e anterior)...3 3. Hipóteses (Avaliação atual

Leia mais

PARECER ATUARIAL PLANO MISTO DE BENEFÍCIOS

PARECER ATUARIAL PLANO MISTO DE BENEFÍCIOS PARECER ATUARIAL PLANO MISTO DE BENEFÍCIOS A data base da avaliação atuarial do Plano Misto de Benefícios, administrado pela Mendesprev Sociedade Previdenciária, objeto deste parecer é 31/12/2010. Objetivo

Leia mais

Parecer Atuarial sobre o Balanço de

Parecer Atuarial sobre o Balanço de CAPESESP - Caixa de Previdência e Assistência dos Servidores da FUNASA Plano de Pecúlios - CNPB n 1979.0055-83 Parecer Atuarial sobre o Balanço de 31.12.2015 1. Patrimônio Social, Patrimônio de Cobertura

Leia mais

PARECER ATUARIAL PA 07/2017

PARECER ATUARIAL PA 07/2017 PARECER ATUARIAL PA 07/2017 PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS DO ADVOGADO - PREVER CNPB: 2005.0042-11 FUNDO DE PENSÃO MULTIPATROCINADO DA SECCIONAL DE SÃO PAULO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL E DA

Leia mais

PARECER ATUARIAL FUNDAÇÃO ENERSUL

PARECER ATUARIAL FUNDAÇÃO ENERSUL PARECER ATUARIAL Exercício de 2016 FUNDAÇÃO ENERSUL Plano de Benefícios I Janeiro de 2017 2 PARECER ATUARIAL Avaliamos atuarialmente o PLANO DE BENEFÍCIOS I da FUNDAÇÃO ENERSUL, que foi instituído em 18/07/1989

Leia mais

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - Previc - DRAA

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - Previc - DRAA Page 1 of 9 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.790.039-47 - PLANO DE BENEFÍCIO DEFINIDO CIFRÃO - PBDC 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS

Leia mais

RN/149/2015/OABPREV-MG Belo Horizonte, 13 março de 2015.

RN/149/2015/OABPREV-MG Belo Horizonte, 13 março de 2015. RN/149/2015/OABPREV-MG Belo Horizonte, 13 março de 2015. Ao Sr. Armando Quintão Bello de Oliveira Júnior Presidente do OABPrev Fundo Multipatrocinado da OAB, Seccional de Minas Gerais Prezado Senhor, Apresentamos,

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Telergipe Celular

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Telergipe Celular Demonstrativos Financeiros Relatório Anual 2014 Visão Prev Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios Visão Telergipe Celular Período: 2014 e 2013 dezembro R$ Mil Descrição 2014 2013 Variação

Leia mais

PARECER ATUARIAL. Rio de Janeiro, 13 de fevereiro de 2012.

PARECER ATUARIAL. Rio de Janeiro, 13 de fevereiro de 2012. PARECER ATUARIAL Rio de Janeiro, 13 de fevereiro de 2012. STEA 60/2012/051 Ilmo. Sr. Dr. Aluysio Antonio da Motta Asti M.D. Diretor Superintendente da FAPES Ref: Parecer Atuarial sobre a Avaliação Atuarial

Leia mais

Secretaria de Previdência Complementar - DRAA

Secretaria de Previdência Complementar - DRAA Page 1 of 11 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.920.010-65 - PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS 001 12- OBSERVAÇÕES: Data da última alteração

Leia mais

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - Previc - DRAA

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - Previc - DRAA Page 1 of 11 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 2 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 11- FOLHA SALÁRIO

Leia mais

Parecer Atuarial do Plano de Benefício Definido do Encerramento do Exercício de 31/12/2013 Instituto de Seguridade Social da CEG - GASIUS 26 de

Parecer Atuarial do Plano de Benefício Definido do Encerramento do Exercício de 31/12/2013 Instituto de Seguridade Social da CEG - GASIUS 26 de Parecer Atuarial do Plano de Benefício Definido do Encerramento do Exercício de 31/12/2013 Instituto de Seguridade Social da CEG - GASIUS 26 de fevereiro de 2014 CONTEÚDO 1. Introdução... 1 2. Perfil dos

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [01.225.861/0001-30] REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDENCIA PRIVADA PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2012.0017-18] PB CD-02 ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário Responsável

Leia mais

Plano PBS-Telebrás. Junho/15

Plano PBS-Telebrás. Junho/15 Plano PBS-Telebrás Junho/15 Plano PBS-Telebrás Benefícios programados e de risco na modalidade de Benefício Definido (BD); Benefícios programados e de risco são determinados conforme regra de cálculo préestabelecida

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Vivo Prev

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Vivo Prev Demonstrativos Financeiros Relatório Anual 2014 Visão Prev Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios Vivo Prev Período: 2014 e 20 dezembro R$ Mil Descrição 2014 20 Variação (%) 1. Ativos 896.289

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA ENTE Nome: Carazinho UF: RS CNPJ: 87.613.535/1-16 Endereço: AV FLORES DA CUNHA Complemento: Bairro: Centro CEP: 995- Telefone: (54) 3331-2699 Fax: E-mail: prefeitura@carazinho.rs.gov.br REPRESENTANTE LEGAL

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: CNBPREV 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: CNBPREV - FUNDO DE PREVIDENCIA 4- NÚMERO DE PLANOS: 1

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: CNBPREV 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: CNBPREV - FUNDO DE PREVIDENCIA 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 20.070.014-38 - PLANO DE BENEFÍCIOS CNBPREV 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [00.469.585/0001-93] FACEB - FUNDACAO DE PREVIDENCIA DOS EMPREGADOS DA CEB PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2006.0068-11] CEBPREV ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2013 Atuário

Leia mais

7 Disponível. 1. Adições. -7 Recebível Investimento -31. (+) Contribuições. -18 Empréstimos e Financiamentos. 2. Destinações

7 Disponível. 1. Adições. -7 Recebível Investimento -31. (+) Contribuições. -18 Empréstimos e Financiamentos. 2. Destinações Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios Vivo Prev Período: 205 e 204 dezembro R$ Mil Demonstração da Mutação do Ativo Líquido por Plano de Benefícios Vivo Prev Período: 205 e 204 dezembro

Leia mais

RN/094/2008/OABPREV-MG Belo Horizonte, 20 de março de Ao Sr. André Luís Moreira Marino Gerente Administrativo OABPrev-MG.

RN/094/2008/OABPREV-MG Belo Horizonte, 20 de março de Ao Sr. André Luís Moreira Marino Gerente Administrativo OABPrev-MG. RN/094/2008/OABPREV-MG Belo Horizonte, 20 de março de 2008. Ao Sr. André Luís Moreira Marino Gerente Administrativo OABPrev-MG Prezado Senhor, Apresentamos em anexo o Parecer Atuarial sobre o Balancete

Leia mais

3.2: O cadastro que serviu de base para o processamento dessa Avaliação foi levantado nas seguintes datas de referência:

3.2: O cadastro que serviu de base para o processamento dessa Avaliação foi levantado nas seguintes datas de referência: Parecer Atuarial Rio de Janeiro, 25 de fevereiro de 2013. STEA:- 64/2013/051 Ilmo. Sr. Dra. Mariza Giannini M.D. Diretora Superintendente da FAPES Ref:- Parecer Atuarial sobre a Avaliação Atuarial de 31/12/2012

Leia mais

PARECER ATUARIAL DE 31/12/2016 PLANO 11 DE APOSENTADORIA

PARECER ATUARIAL DE 31/12/2016 PLANO 11 DE APOSENTADORIA A nr n MAKE TOMORROW, TODAY PARECER ATUARIAL DE 31/12/2016 PLANO 11 DE - FUND ÇAO BANESTES DE SEGURIDADE - BANESES 24 DE FEVEREIRO DE 2017 MARSH & McLENNAN O I PARECER ATUARIAL DE 31/12/2015 PLANO 11 DE

Leia mais

Parecer Atuarial do Plano Misto de Benefício Suplementar CBS - Caixa Beneficente dos Empregados da CSN 31 de janeiro de 2013

Parecer Atuarial do Plano Misto de Benefício Suplementar CBS - Caixa Beneficente dos Empregados da CSN 31 de janeiro de 2013 Parecer Atuarial do Plano Misto de Benefício Suplementar CBS - Caixa Beneficente dos Empregados da CSN 31 de janeiro de 2013 CONTEÚDO 1. Introdução... 1 2. Posição do Patrimônio Social e dos Fundos...2

Leia mais

Previndus - Plano Básico de Benefícios I - Sistema Firjan 1

Previndus - Plano Básico de Benefícios I - Sistema Firjan 1 Previndus - Plano Básico de Benefícios I - Sistema Firjan 1 Parecer Atuarial Para fins da avaliação atuarial referente ao exercício de 2016 do Plano Básico de Benefícios I da Previndus Associação de Previdência

Leia mais

Gerdau Previdência Relatório Anual 2011

Gerdau Previdência Relatório Anual 2011 Gerdau Previdência Relatório Anual 2011 Prezados Participantes A Diretoria da Gerdau Previdência, atendendo às disposições legais e estatutárias, apresenta: Relatório Anual de suas principais atividades,

Leia mais

Mensagem da Diretoria Executiva

Mensagem da Diretoria Executiva 2 Mensagem da Diretoria Executiva É com muita satisfação que apresentamos o Relatório Anual de Informações da Fasern, desenvolvidas ao longo de 2015, por meio do qual divulgamos, aos nossos participantes,

Leia mais

Page 1 of 11 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.790.015-29 - PLANO BÁSICO DE BENEFÍCIOS 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA

Leia mais

FUNDAÇÃO LIBERTAS. Avaliação Atuarial Anual de 2015 PLANO DE BENEFÍCIOS 9 RP9 - PLANO COHAB SALDADO CNPB Parecer Atuarial 031/16

FUNDAÇÃO LIBERTAS. Avaliação Atuarial Anual de 2015 PLANO DE BENEFÍCIOS 9 RP9 - PLANO COHAB SALDADO CNPB Parecer Atuarial 031/16 FUNDAÇÃO LIBERTAS Avaliação Atuarial Anual de 2015 PLANO DE BENEFÍCIOS 9 RP9 - PLANO COHAB SALDADO CNPB 1982.0027-19 Parecer Atuarial 031/16 Fevereiro/2016 PARECER ATUARIAL 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS Atendendo

Leia mais

ENTIDADE 1- SIGLA: CAVA 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: CAIXA VICENTE DE ARAUJO DO GRUPO MERCANTIL DO BRASIL - CAVA DADOS DOS PLANOS

ENTIDADE 1- SIGLA: CAVA 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: CAIXA VICENTE DE ARAUJO DO GRUPO MERCANTIL DO BRASIL - CAVA DADOS DOS PLANOS , MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.800.011-38 - PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS CAVA

Leia mais

Práticas Atuariais em Seguros e Pensões. 14. Métodos de Custeio e Reservas Matemáticas de Benefícios a Conceder Thaís Paiva

Práticas Atuariais em Seguros e Pensões. 14. Métodos de Custeio e Reservas Matemáticas de Benefícios a Conceder Thaís Paiva Práticas Atuariais em Seguros e Pensões 14. Métodos de Custeio e Reservas Matemáticas de Benefícios a Conceder Thaís Paiva thaispaiva@est.ufmg.br Provisões Matemáticas Benefícios Concedidos (PMBC): Valor

Leia mais