COMISSÃO DO CONCURSO RESULTADO DA PROVA DE TÍTULOS 5ª ETAPA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMISSÃO DO CONCURSO RESULTADO DA PROVA DE TÍTULOS 5ª ETAPA"

Transcrição

1 PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO COMISSÃO DO CONCURSO RESULTADO DA PROVA DE TÍTULOS 5ª ETAPA O Desembargador-Presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região e da Comissão do XX Concurso Público para Provimento de Cargos de Juiz do Trabalho Substituto do Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região, TORNA PÚBLICO o resultado da avaliação dos Títulos 5ª Etapa do XX Concurso Público para Provimento de Cargos de Juiz do Trabalho Substituto, nos moldes estabelecidos pelo subitem do Edital do Concurso, conforme segue: ANA PAULA SANTOS MENDONÇA - INSCRIÇÃO N /2014. TÍTULOS APRESENTADOS PELA CANDIDATA: 1) DECLARAÇÃO, À FL. 09, INDICANDO QUE A CANDIDATA, ATUALMENTE, É SERVIDORA DO QUADRO DE PESSOAL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SERGIPE E EXERCE CARGO PRIVATIVO DE BACHAREL EM DIREITO A 5 ANOS DE 22 DIAS. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra a (- acima de 3 anos) do inciso III, do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,50 pontos; 2) DECLARAÇÃO, À FL. 33, INDICANDO QUE A CANDIDATA EXERCEU FUNÇÃO COMISSIONADA PRIVATIVA DE BACHAREL EM DIREITO, SEM APROVAÇÃO EM CONCURSO PÚBLICO DURANTE O PERIODO DE 15/07/2009 A 14/09/2010. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b (- até 3 anos) do inciso III do subitem do Edital do Concurso. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos. 3) DECLARAÇÃO, À FL. 33, INDICANDO, TAMBÉM, APROVAÇÃO EM CONCURSO PÚBLICO, PARA O CARGO DE TÉCNICA-JUDICIÁRIA, DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SERGIPE, A PARTIR DE 15/09/2010. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b do inciso V do subitem do Edital do Concurso. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos. 4) DECLARAÇÃO À FL. 35, INDICANDO APROVAÇÃO DA CANDIDATA EM CONCURSO PÚBLICO PARA O CARGO DE PROCURADORA MUNICIPAL DE LAGARTO NO ESTADO DE SERGIPE EM AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação no inciso V, a do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,50 pontos; 5) CERTIDÃO À FL. 36, INDICANDO APROVAÇÃO DA CANDIDATA EM CONCURSO PÚBLICO, PARA O CARGO DE ANALISTA JUDICIÁRIA DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO, EM AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b do inciso V do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos; 6) CERTIDÃO À FL. 37, INDICANDO APROVAÇÃO DA CANDIDATA EM CONCURSO PÚBLICO, PARA O CARGO DE ANALISTA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SERGIPE, EM AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b do inciso V do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos; 7) CERTIDÃO À FL. 41, INDICANDO APROVAÇÃO DA CANDIDATA EM CONCURSO PÚBLICO, PARA O CARGO DE 1

2 ANALISTA JUDICIÁRIO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SERGIPE, EM AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b do inciso V do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos; 8) DOCUMENTOS DE FLS. 42/43, INDICANDO APROVAÇÃO DA CANDIDATA EM CONCURSO PÚBLICO, PARA O CARGO DE ANALISTA JUDICIÁRIO DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, EM AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b do inciso V do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos; 9) CERTIFICADO À FL. 44 INDICANDO CONCLUSÃO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO PROCESSUAL CIVIL, PELA FACULDADES INTEGRADAS DE JACAREPAGUÁ, NO PERÍODO DE 07/11/2010 A 07/07/2011, COM FREQUÊNCIA DE 360H/AULAS, COM MONOGRAFIA COMO AVALIAÇÃO FINAL. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra c do inciso VI do subitem do Edital do Concurso para curso com carga mínima de 360 horas/aula. Nota atribuída pela Comissão: 0,25 pontos. 10) DECLARAÇÃO À FL. 45, INDICANDO QUE A CANDIDATA EXERCEU A FUNÇÃO DE CONCILIADORA DO JUIZADO ESPECIAL DA COMARCA DE CARMÓPOLIS/SE NO PERIOOD DE 15/07/209 A 14/09/2010. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação no inciso XII do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,05 pontos; TOTAL DE PONTOS DO CANDIDATO: 1,90 pontos. ELISA AUGUSTA DE SOUZA TAVARES - INSCRIÇÃO N / TÍTULOS APRESENTADOS PELA CANDIDATA: 1) EXERCÍCIO DA ADVOCACIA CERTIDÕES ÀS FLS. 09/104 INDICANDO QUE A CANDIDATA ATUOU COMO ADVOGADA, NA FORMA DO SUBITEM DO EDIAL, NO PERÍODO COMPROVADO DE 2006/2014. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação no item 7.6.4, inciso IV c/c a letra b ( - acima de 8 anos), do item , do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,20 pontos; 2) DOCUMENTOS ÀS FLS. 124/128 INDICANDO QUE A CANDIDATA FOI APROVADA EM CONCURSO PÚBLICO PARA O CARGO DE PROCURADORA DO MUNICÍPIO DE GUARULHOS, EM AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra a, do inciso V, do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,50 pontos; 3) DOCUMENTOS ÀS FLS. 129/135 INDICANDO QUE A CANDIDATA FOI APROVADA EM CONCURSO PÚBLICO PARA O CARGO DE ANALISTA PROCESSUAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO, EM AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b, inciso V, do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos; 4) DOCUMENTOS ÀS FLS. 136/154 INDICANDO QUE A CANDIDATA FOI APROVADA EM CONCURSO PÚBLICO PARA O CARGO DE ANALISTA JUDICIÁRIA DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 15ª REGIÃO, EM AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b, inciso V, do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos; 5) DOCUMENTOS ÀS FLS. 155/203 INDICANDO QUE A CANDIDATA FOI APROVADA EM CONCURSO PÚBLICO PARA O CARGO DE ANALISTA JUDICIÁRIA DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO, EM AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b, inciso V, do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos; 6) DOCUMENTOS ÀS FLS. 205/216 JORNAL TRABALHISTA CONSULEX (EDITORA CONSULEX) PUBLICAÇÃO DE ARTIGO. ANO XXVII - Nº AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b do inciso IX do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos. 7) DOCUMENTOS ÀS FLS. 217/249 REVISTA JURÍDICA CONSULEX (EDITORA CONSULEX) - PUBLICAÇÃO DE ARTIGO. ANO XIV - Nº AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b do inciso IX do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos. 8) DOCUMENTOS ÀS FLS. 250/264 REVISTA ENFOQUE JURÍCICO, ANO I, EDIÇÃO 5 JULHO/2011 (EDITORA BRUXELAS LTDA). AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b do inciso IX do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos. TOTAL DE PONTOS DO CANDIDATO: 1,30 pontos. LUCIANA MENDES ASSUMPÇÃO - INSCRIÇÃO N /2014 -TÍTULOS 2

3 APRESENTADOS PELA CANDIDATA: 1) EXERCÍCIO DA ADVOCACIA CERTIDÕES ÀS FLS. 11/77 INDICANDO QUE A CANDIDATA ATUOU COMO ADVOGADA, NA FORMA DO SUBITEM DO EDIAL, NO PERÍODO COMPROVADO DE 2007 A AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação no item 7.6.4, inciso IV c/c a letra b ( - entre 5 e 8 anos), do item , do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,15 pontos; 2) CERTIFICADO À FL. 104, INDICANDO CONCLUSÃO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATU SENSU EM RESPONSABILIDADE CIVIL E DIREITO DO CONSUMIDOR, REALIZADO NO PERÍODO DE 15 DE ABRIL DE 2007 A 30 DE ABRIL DE 2008, COM CARGA HORÁRIA DE 368H, PELA UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES, COM AVALIAÇÃO CONSIDERANDO MONOGRAFIA. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação existente no inciso VI, c do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,25 ponto; TOTAL DE PONTOS DO CANDIDATO: 0,40 pontos. MARCELLA DIAS ARAUJO FREITAS - INSCRIÇÃO N /2014 TÍTULOS APRESENTADOS PELA CANDIDATA: 1) CERTIDÃO À FL. 09 INDICANDO QUE A CANDIDATA É OCUPANTE DO CARGO DE PROCURADORA MUNICIPAL, LOTADA NA PGM DE RIO VERDE/GO, DESDE 17/04/2013. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b (até 3 anos), do inciso I, do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 1,25 pontos; 2) CERTIDÃO ÀS FLS. 10/11 INDICANDO QUE A CANDIDATA FOI APROVADA EM CONCURSO PÚBLICO PARA O CARGO DE ANALISTA JUDICIÁRIA DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO, COM POSSE EXERCÍCIO NO PERÍODO DE 30/01/2013 A 17/04/2013. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b, inciso V, do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos; 3) CERTIDÃO ÀS FLS. 11 e 37/38 INDICANDO QUE A CANDIDATA EXERCER FUNÇÃO COMISSIONADA, PRIVATIVA DE BACHAREL EM DIREITO, JUNTO AO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO, NO PERÍODO DE 01/02/2010 a 31/3/2011 e 01/04/2011 a 29/01/2013, SEM CONCURSO PÚBLICO. Há previsão de pontuação na letra b, inciso III (- até 3 anos), do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos; 4) CERTIFICADO À FL. 41, INDICANDO CONCLUSÃO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DIREITO E PROCESSO DO TRABALHO, REALIZADO PELA UNIVERSIDADE ANHANGUERA- UNIDERP, NO PERÍODO DE SETEMBRO DE 2008 A SETEMBRO DE 2009, COM CARGA HORÁRIA DE 390H (TREZENTOS E NOVENTA) - EXPEDIDO EM 01/11/2011, COM TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação existente no inciso VI, c do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,25 pontos; 5) DOCUMENTOS FLS. 42/44 - INDICANDO A APROVAÇÃO DA CANDIDATA EM CONCURSO PÚBLICO, NO CARGO DE ASSESSORA JURÍDICA DO CONSELHO FEDERAL DE FARMÁCIA, EM AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b, inciso V, do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos; 6) DOCUMENTOS ÀS FLS. 51/59 INDICANDO PUBLICAÇÃO DE ARTIGO EM REVISTA JURÍDICA REVISTA DO TRIUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO. ANO IX AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b do inciso IX do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos. TOTAL DE PONTOS DO CANDIDATO: 1,90 pontos. PAULO ROBERTO DORNELLES JUNIOR - INSCRIÇÃO N /2014- TÍTULOS APRESENTADOS PELO CANDIDATO: 1) CERTIDÃO ÀS FLS. 9/13 INDICANDO QUE O CANDIDATO É OCUPANTE DO CARGO DE TÉCNICO JUDICIÁRIO, DO QUADRO EFETIVO DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, COM LOTAÇÃO PROVISÓRIA NO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª REGIÃO, E EXERCEU FUNÇÃO PRIVATIVA DE BACHAREL EM DIREITO. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra a (- acima 3 anos) do inciso III, do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,50 pontos; 2) CERTIDÃO ÀS FLS. 9/13 INDICANDO, TAMBÉM, QUE O CANDIDATO FOI APROVADO EM CONCURSO PÚBLICO PARA O CARGO DE TÉCNICO-JUDICIÁRIO DO TRIBUNAL REGIONAL DO 3

4 TRABALHO DA 4ª REGIÃO. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b, inciso V, do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos; TOTAL DE PONTOS DO CANDIDATO: 0,60 pontos. TATIANE DAVID LUIZ DE FARIA - INSCRIÇÃO N / TÍTULOS APRESENTADOS PELA CANDIDATA: 1) CERTIDÃO ÀS FLS. 09 E 35/36 INDICANDO QUE A CANDIDATA É OCUPANTE DO CARGO DE ANALISTA JUDICIÁRIA, FUNÇÃO PÚBLICA PRIVATIVA DE BACHAREL EM DIREITO, DO QUADRO DE PESSOAL DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO, COM POSSE E EXERCICIO EM 09/01/2006. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra a (- acima de 3 anos) do inciso III, do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,50 pontos; 2) CERTIDÃO ÀS FLS. 09 E 35/36 INDICANDO, TAMBÉM, QUE A CANDIDATA FOI APROVADA EM CONCURSO PÚBLICO, PARA O CARGO DE ANALISTA JUDICIÁRIA, DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO. AVALIAÇÃO:Há previsão de pontuação na letra b do inciso V do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos. 3) CERTIDÃO À FL. 37 INDICA, AINDA, QUE A CANDIDATA EXERCEU FUNÇÕES DE CONFIANÇA/CARGOS EM COMISSÃO, MEDIANTE ADMISSÃO SEM CONCURSO PÚBLICO, NO PERÍODO DE 2003 A 2005, JUNTO AO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MINAS GERAIS. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b, do inciso III, do subitem do Edital, entretanto, a mencionada certidão não comprova o exercício de função privativa de bacharel em direito, pela candidata, apenas atesta que a qualificação exigida para a função de Oficial de Apoio Judicial, classe D, é a conclusão de curso de nível médio de escolaridade. Comprovação irregular. Nota atribuída pela Comissão: 0,00 pontos; 4) DECLARAÇÃO À FL. 38 E DOCUMENTOS ÀS FLS. 39/40 INDICANDO A APROVAÇÃO DA CANDIDATA EM CONCURSO PÚBLICO PELA CODEVASF COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DOS VALES DO SÃO FRANCISCO E DO PARAÍBA MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL, EM FUNÇÃO PRIVATIVA DE BACHAREL EM DIREITO NO PERÍODO DE 23/08/2005 A 03/01/2006. Há previsão de pontuação na letra b do inciso V do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos.; 5) CERTIFICADO À FL. 41 INDICANDO CONCLUSÃO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DIREITO DO TRABALHO E PROCESSO DO TRABALHO, REALIZADO PELA FACULDADE PITÁGORAS, NO PERÍODO DE MARÇO DE 2009 A AGOSTO DE 2010, COM CARGA HORÁRIA DE 420 (QUATROCENTOS E VINTE HORAS) - EXPEDIDO EM 11/08/2011 TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO NOTA FINAL (APTA). AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação existente no inciso VI, c do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,25 pontos; 6) CERTIFICADO À FL. 42 INDICANDO CONCLUSÃO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DIREITO DO TRABALHO E PROCESSO DO TRABALHO, REALIZADO PELA UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES UCAM, NO PERÍODO DE 4/02/2006 A 16/12/2006, COM CARGA HORÁRIA DE 384 (TREZENTOS E OITENTA E QUATRO HORAS) - EXPEDIDO EM 16/012/2006, COM TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação existente no inciso VI, c do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,25 pontos; 6) CERTIFICADO, À FL. 43, CURSO PREPARATÓRIO PARA AS CARREIRAS JURÍDICAS, REALIZADO PELO IELF MONTES CLAROS, COM 960 HORAS/AULA. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação no inciso VII do subitem 7.6.4, entretanto, o referido documento não traz as seguintes informações: período mínimo de 1 (um) ano e nota de aproveitamento. Comprovação irregular. Nota atribuída pela Comissão: 0,00 ponto; 7) CERTIFICADO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA, À FL. 44, EM ATUALIDADES DAS CIÊNCIAS JURÍDICAS (TEORIA, PRÁTICA E LÓGICA), INSTITUTO LUIZ FLÁVIO GOMES, COM 600H/AULAS. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação no inciso VIII do subitem do Edital do Concurso, entretanto, o referido documento não traz a seguinte informação: nota de aproveitamento ou trabalho de conclusão de curso. Comprovação irregular. Nota atribuída pela Comissão: 0,00 ponto; 8) CERTIFICADO DE MONITORIA, À FL. 45, NA DISCIPLINA DE DIREITO PENAL I, DO DEPARTAMENTO DE DIREITO PÚBLICO SUBSTANTIVO, DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS, COM CARGA 4

5 HORÁRIA DE 190H/AULA, E COM NOTA DE APROVEITAMENTO, NO PERÍODO DE 01/06/2001 A 30/10/2001. AVALIAÇÃO: Não há previsão de pontuação no Edital.. Nota atribuída pela Comissão: 0,00 ponto; 9) LÁUREA UNIVERSITÁRIA NO CURSO DE BACHAREL EM DIREITO, FL. 46. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação no inciso X do subitem do Edital do Concurso Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,05 ponto; TOTAL DE PONTOS DO CANDIDATO: 1,25 pontos. VERIDIANA ULLMANN DE CAMPOS - INSCRIÇÃO N /2014 -TÍTULOS APRESENTADOS PELA CANDIDATA:1) EXERCÍCIO DA ADVOCACIA CERTIDÕES ÀS FLS. 09/24 E 49/98 INDICANDO QUE A CANDIDATA ATUOU COMO ADVOGADA, NA FORMA DO SUBITEM DO EDIAL, NO PERÍODO DE 2009 A AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação no item 7.6.4, inciso IV c/c a letra b ( - até 5 anos), do item , do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos; 2) DECLARAÇÃO À FL. 101 E DOCUMENTOS DE FLS. 102/103 INDICANDO QUE A CANDIDATA ATUOU COMO PROCURADORA DA TRENSURB EMPRESA DE TRENS URBANOS DE PORTO ALEGRE A/S, APROVADA MEDIANTE CONCURSO PÚBLICO REALIZADO EM AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra a do inciso V, do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,50 pontos; 3) CERTIFICADO À FL. 105, EXPEDIDO EM 2014 INDICANDO QUE A CANDIDATA FOI APROVADA, ATRAVÉS DE CONCURSO PÚBLICO, NO CARGO DE ASSESSORA PARA ASSUNTOS JURÍDICOS DO IMESF-INSTITUTO MUNICIPAL DE ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA DO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b, incisos V, do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos; 4) CERTIDÃO À FL. 108 E DOCUMENTOS DE FLS. 109/131 INDICANDO QUE A CANDIDATA FOI APROVADA, ATRAVÉS DE CONCURSO PÚBLICO, PARA O CARGO DE ANALISTA JUDICIÁRIA (PRIVATIVO DE BACHAREL EM DIREITO), NO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO, REALIZADO EM Há previsão de pontuação na letra b, incisos V, do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos; 5) CERTIDÃO À FL. 133 E DOCUMENTOS ÀS FLS. 134/161 - INDICANDO QUE A CANDIDATA FOI APROVADA, ATRAVÉS DE CONCURSO PÚBLICO, PARA O CARGO DE ANALISTA JUDICIÁRIA (PRIVATIVO DE BACHAREL EM DIREITO), NO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 15ª REGIÃO, REALIZADO EM Há previsão de pontuação na letra b, incisos V, do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos; TOTAL DE PONTOS DO CANDIDATO: 0,90 pontos. VICENTE ANGELO SILVEIRA REGO - INSCRIÇÃO N /2014 TÍTULOS APRESENTADOS PELO CANDIDATO: 1) EXERCÍCIO DA ADVOCACIA CERTIDÕES ÀS FLS. 09/24 E 49/90 INDICANDO QUE O CANDIDATO ATUOU COMO ADVOGADO, NA FORMA DO SUBITEM DO EDIAL, NO PERÍODO DE 2000 A AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação no item 7.6.4, inciso IV c/c a letra b ( - acima de 8 (oito) anos), do item , do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,20 pontos; 2) CERTIDÃO À FL. 25 INDICANDO QUE O CANDIDATO, ATUALMENTE, É OCUPANTE DO CARGO DE ANALISTA JUDICIÁRIO, PRIVATIVO DE BACHAREL EM DIREITO DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, COM POSSE E EXRCÍCIO EM 06/05/2013. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra a (- até 3 anos) do inciso III, do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,25 pontos; 3) CERTIDÃO À FL. 25 INDICANDO, TAMBÉM, QUE O CANDIDATO FOI APROVADO EM CONCURSO PÚBLICO, NO CARGO DE ANALISTA JUDICIÁRIO DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b, inciso V, do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos; 4) CERTIDÃO E DOCUMENTOS ÀS FLS. 43/45 INDICANDO QUE O CANDIDATO FEZ PARTE DO QUADRO FUNCIONAL DA UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL ULBRA, COMO PROFESSOR NO CURSO DE DIREITO NO PERÍODO DE 01/03/1999 A 10/03/2006. INDICA, AINDA, QUE O REFERIDO CANDIDATO ATUOU COMO 5

6 PROFESSOR ORIENTADOR E PARTICIPOU DE ATENDIMENTO JURÍDICO JUNTO A COMUNIDADE CARENTE, NO PERÍODO DE MARÇO/2001 E MARÇO/2006. ATUOU, TAMBÉM, COMO AVALIADOR EM BANCAS EXAMINADORAS E ORIENTADOR EM TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO PELA MENCIONADA UNIVERSIDADE. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação nas letras b, incisos II e XII, do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,30 pontos; 5) CERTIFICADO À FL. 91, INDICANDO A CONCLUSÃO DE CURSO PREPARATÓRIO PARA INGRESSO NA CARREIRA DA MAGISTRATURA, COM HISTÓRICO DO ALUNO E NOTA DE APROVEITAMENTO, COM DURAÇÃO DE 1003 (UM MIL E TRÊS HORAS/AULAS) PELA FEMA/RGS FUNDAÇÃO ESCOLA DA MAGISTRATURA DO TRABALHO/RS, EXPEDIDO EM 19/11/2009. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação no inciso VII do subitem 7.6.4, entretanto, o referido documento não trouxe a seguinte informação: duração mínima de 1(um) ano. Assim, recebe-se o presente título com a previsão contida no inciso VIII do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,05 ponto; 6) CERTIDÃO ÀS FLS. 92/93 INDICANDO QUE O CANDIDATO ASSUMIU COMO JUIZ LEIGO, NO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL ADJUNTO DA COMARCA DE SÃO JERÔNIMO, EM 27/03/2002. FICANDO EM EXERCÍCIO ATÉ 10/08/2006. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b do inciso III (acima de 3 anos) do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,15 pontos. TOTAL DE PONTOS DO CANDIDATO: 1,05 pontos. WAGSON LINDOLFO JOSÉ FILHO - INSCRIÇÃO N /2014 TÍTULOS APRESENTADOS PELO CANDIDATO: 1) CERTIDÃO ÀS FLS. 09/10 E 44 INDICANDO QUE O CANDIDATO É OCUPANTE DO CARGO DE TÉCNICO JUDICIÁRIO, EXERCENDO CARGO PRIVATIVO DE BACHAREL EM DIREITO DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO, DESDE 25/02/2009 A 26/08/2014 (DATA DA CERTIDÃO). AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra a (- acima de 3 anos) do inciso III, do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,50 pontos; 2) CERTIDÃO ÀS FLS. 09/10 E 44 INDICANDO, TAMBÉM, QUE O CANDIDATO FOI APROVADO EM CONCURSO PÚBLICO PARA O CARGO DE TÉCNICO-JUDICIÁRIO DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b, inciso V, do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos; 3) CERTIDÃO ÀS FLS. 40/41 - INDICANDO PUBLICAÇÃO DE DOIS ARTIGOS, NA REVISTA DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO (ISSN ), EM DEZEMBRO DE 2009 E (ISSN ) EM DEZEMBRO DE AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação na letra b do inciso IX do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,20 pontos. 4) CERTIFICADO À FL. 42, INDICANDO CONCLUSÃO DE CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO CONSTITUCIONAL, REALIZADO NO PERÍODO DE 01/03/2010 A 29/02/2012, COM CARGA HORÁRIA DE 360H, PELA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS, COM MONOGRAFIA E APROVEITAMENTO. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação existente no inciso VI, c do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,25 ponto; 5) CERTIFICADO À FL. 43, INDICANDO CONCLUSÃO DE CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO DO TRABALHO, REALIZADO NO PERÍODO DE FEVEREIRO DE 2008 A DEZEMBRO DE 2008, COM CARGA HORÁRIA DE 360H, PELA UNIVERSIDADE CATÓLICA DOM BOSCO, COM MONOGRAFIA E APROVEITAMENTO. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação existente no inciso VI, c do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,25 ponto; 6) CERTIFICADOS ÀS FLS. 46/47 - INDICANDO CONCLUSÃO DE CURSOS EM DIREITO DO TRABALHO COM CARGA- HORÁRIA DE 232H E, DE ATUALIZAÇÃO JURÍDICA, COM CARGA-HORÁRIA DE 215H, PELO CENTRO DE ENSINO UNICLASS E MARCATO CURSOS JURÍDICOS. AVALIAÇÃO: Há previsão de pontuação existente no inciso VIII, do subitem do Edital do Concurso, entretanto, tais documentos não trazem a informações acerca da nota de aproveitamento. Comprovação irregular. Nota atribuída pela Comissão: 0,00 ponto; 6) DOCUMENTO À FL. 55 INDICANDO QUE O CANDIDATO FOI APROVADO EM CONCURSO PÚBLICO PARA O CARGO DE ANALISTA PROCESSUAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO, EM AVALIAÇÃO: Há 6

7 previsão de pontuação na letra b, inciso V, do subitem do Edital do Concurso. Comprovação regular. Nota atribuída pela Comissão: 0,10 pontos; TOTAL DE PONTOS DO CANDIDATO: 1,40 pontos. Porto Velho, 6 de outubro de 2014 (segunda-feira). (assinado digitalmente) Desembargador ILSON ALVES PEQUENO JUNIOR Presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região e da Comissão do Concurso 7

CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA A OUTORGA DE DELEGAÇÃO DE SERVIÇOS NOTARIAIS E REGISTRAIS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA A OUTORGA DE DELEGAÇÃO DE SERVIÇOS NOTARIAIS E REGISTRAIS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA A OUTORGA DE DELEGAÇÃO DE SERVIÇOS NOTARIAIS E REGISTRAIS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONCURSO DE INGRESSO - PROVIMENTO OU REMOÇÃO EDITAL Nº 009/2015 - CECPODNR

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão. UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão. Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO ELEITORAL

Leia mais

ESCOLA DA MAGISTRATURA DO PARANÁ

ESCOLA DA MAGISTRATURA DO PARANÁ REGULAMENTO DO PROGRAMA DE ATIVIDADES JURÍDICAS COMPLEMENTARES COMO COMPONENTE CURRICULAR DO CURSO DE PREPARAÇÃO À MAGISTRATURA, OFERTADO PELA 1 E PARA CONTAGEM DE TEMPO DE ATIVIDADE JURÍDICA PARA FINS

Leia mais

12º CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE CARGOS NA CLASSE DE INGRESSO DA CARREIRA DE PROCURADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

12º CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE CARGOS NA CLASSE DE INGRESSO DA CARREIRA DE PROCURADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Expediente nº 028348-10.00/10-6 Mariana Schulter Vieceli pede, tempestivamente, reconsideração da nota obtida na Prova de Títulos do 12º Concurso Público de Provas e Títulos para Provimento de Cargos na

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO E JUSTIÇA DO TRABALHO 2ª TURMA GOIÂNIA-GO

ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO E JUSTIÇA DO TRABALHO 2ª TURMA GOIÂNIA-GO ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO E JUSTIÇA DO TRABALHO 2ª TURMA GOIÂNIA-GO REGULAMENTAÇÃO Resolução CNE/CES nº 1/2007, Diário Oficial da União, Brasília, 08/06/2007, Seção 1, pág. 9 Estabelece normas para o funcionamento

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA TRABALHALISTA DA 6ª REGIÃO Diretor: Desembargador Sergio Torres Teixeira

ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA TRABALHALISTA DA 6ª REGIÃO Diretor: Desembargador Sergio Torres Teixeira ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA TRABALHALISTA DA 6ª REGIÃO Diretor: Desembargador Sergio Torres Teixeira DÉCIMA SELEÇÃO PARA ADMISSÃO AO CURSO DE DIREITO JUDICIÁRIO E MAGISTRATURA DO TRABALHO (PÓS - GRADUAÇÃO

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA TRABALHALISTA DA 6ª REGIÃO Diretor: Desembargador Sergio Torres Teixeira

ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA TRABALHALISTA DA 6ª REGIÃO Diretor: Desembargador Sergio Torres Teixeira ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA TRABALHALISTA DA 6ª REGIÃO Diretor: Desembargador Sergio Torres Teixeira DÉCIMA SELEÇÃO PARA ADMISSÃO AO CURSO DE DIREITO JUDICIÁRIO E MAGISTRATURA DO TRABALHO (PÓS - GRADUAÇÃO

Leia mais

1ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 01, DE 28 DE SETEMBRO DE 2015

1ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 01, DE 28 DE SETEMBRO DE 2015 1ª RETIFICAÇÃO DO O Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí, Desembargador RAIMUNDO EUFRÁSIO ALVES FILHO, no uso de suas atribuições, nos termos estabelecidos no subitem 15.39, torna pública

Leia mais

EDITAL N. 37/2012. 1.2. Coordenador Geral: Alberto Jorge Correia de Barros Lima 1.3. Modalidade: Presencial

EDITAL N. 37/2012. 1.2. Coordenador Geral: Alberto Jorge Correia de Barros Lima 1.3. Modalidade: Presencial EDITAL N. 37/2012 TREINAMENTO EM MEDIAÇÃO A Escola Superior da Magistratura do Estado de Alagoas ESMAL torna pública a abertura de inscrições para o Treinamento em Mediação, com o tema: O processo de mediação

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 50, DE 24 DE MAIO DE 2007

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 50, DE 24 DE MAIO DE 2007 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 50, DE 24 DE MAIO DE 2007 Regulamenta as atividades de instrutoria interna no âmbito do Supremo Tribunal Federal. O DIRETOR-GERAL DA SECRETARIA DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, no uso

Leia mais

BOLSA DE ESTUDO PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO Perguntas Mais Frequentes

BOLSA DE ESTUDO PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO Perguntas Mais Frequentes BOLSA DE ESTUDO PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO Perguntas Mais Frequentes Que norma regulamenta a concessão da bolsa de estudo? A Instrução Normativa nº 104, de 25 de janeiro de 2010, regulamenta a concessão

Leia mais

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO (NÚCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS)

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO (NÚCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS) CURSO DE DIREITO REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO (NÚCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS) REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO TÍTULO I DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA TRABALHALISTA DA 6ª REGIÃO. Diretor: Desembargador Sergio Torres Teixeira

ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA TRABALHALISTA DA 6ª REGIÃO. Diretor: Desembargador Sergio Torres Teixeira ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA TRABALHALISTA DA 6ª REGIÃO Diretor: Desembargador Sergio Torres Teixeira QUINTA SELEÇÃO PARA ADMISSÃO AO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO PROCESSUAL CIVIL E DO TRABALHO

Leia mais

Portfólio para Atividades Complementares e Extensão Curso de Direito e NPJ - UNES ANEXO I

Portfólio para Atividades Complementares e Extensão Curso de Direito e NPJ - UNES ANEXO I ANEXO I ESPECIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES CARGA HORÁRIA LIMITE MÁXIMO PARA APROVEITAMENTO REQUISITO TRIBUNAL DO JURI Assistência comprovada à sessões do Tribunal

Leia mais

ESCOLA DE MAGISTRATURA FEDERAL DA 5ª REGIÃO NÚCLEO DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DA PARAÍBA EDITAL DE INSCRIÇÃO

ESCOLA DE MAGISTRATURA FEDERAL DA 5ª REGIÃO NÚCLEO DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DA PARAÍBA EDITAL DE INSCRIÇÃO ESCOLA DE MAGISTRATURA FEDERAL DA 5ª REGIÃO NÚCLEO DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DA PARAÍBA EDITAL DE INSCRIÇÃO A Escola de Magistratura Federal da 5ª Região, por meio do Diretor do Núcleo Seccional da Paraíba,

Leia mais

Áreas de Atuação. Conheça as expertises de Gomes & Aguiar Advogados Associados

Áreas de Atuação. Conheça as expertises de Gomes & Aguiar Advogados Associados Institucional Gomes & Aguiar Advogados Associados, fundada em 2001, é uma sociedade de advogados sediada no Centro Histórico da cidade de Porto Alegre. Possui moderna infraestrutura e é integrada por advogados

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE POLÍTICA DE RECURSOS HUMANOS Superintendente: Alvimar José Tito

SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE POLÍTICA DE RECURSOS HUMANOS Superintendente: Alvimar José Tito PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DOS PODERES DO ESTADO MINAS GERAIS EXPEDIENTE DE 7 DE JULHO DE 202 PÁG 0 A 04 E REPUBLICADO NO MESMO VEÍCULO DE COMUNICAÇÃO EM 0 DE JULHO DE 202 PÁG 2 A SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA. Resolução nº 01/2010

CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA. Resolução nº 01/2010 CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Resolução nº 01/2010 Regulamenta a pós-graduação lato sensu nas modalidades semipresencial e à distância O Diretor do Centro de Educação

Leia mais

ROSA MARIA WEBER CANDIOTA DA ROSA

ROSA MARIA WEBER CANDIOTA DA ROSA ROSA MARIA WEBER CANDIOTA DA ROSA Ministra do Supremo Tribunal Federal, empossada em 19 de dezembro de 2011. Nascida em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, em 02 de outubro de 1948. Filha do médico José Júlio

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES O presente Regulamento dispõe acerca das Atividades Complementares e dá outras providências. Art. 1.º O presente Regulamento tem por finalidade normatizar as Atividades

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 9ª REGIÃO XXIII CONCURSO PARA A MAGISTRATURA DO TRABALHO PROVA DE TÍTULOS Julgamento dos recursos

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 9ª REGIÃO XXIII CONCURSO PARA A MAGISTRATURA DO TRABALHO PROVA DE TÍTULOS Julgamento dos recursos RECURSO Nº 1 O candidato Lucas Furiati Camargo insurge-se contra: a) a decisão que considerou de forma simples a pontuação referente a artigos publicados, pois alega que foram apresentados dois artigos

Leia mais

FACULDADE LUCIANO FEIJÃO

FACULDADE LUCIANO FEIJÃO FACULDADE LUCIANO FEIJÃO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES ÍNDICE PÁG. CAPITULO I - DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 01 CAPÍTULO II - DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES 01 Seção I Das Atividades de Ensino 03

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA E INOVAÇÃO Coordenadoria de Pós-Graduação Lato Sensu

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA E INOVAÇÃO Coordenadoria de Pós-Graduação Lato Sensu UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA E INOVAÇÃO Coordenadoria de Pós-Graduação Lato Sensu EDITAL 2015 Especialização em Advocacia (Niterói) O Colegiado do Curso de Pós-graduação

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE CONSELHEIRO LAFAIETE FDCL,

FACULDADE DE DIREITO DE CONSELHEIRO LAFAIETE FDCL, Especialização: Direito Penal Ênfase: Segurança Pública PÓS-GRADUAÇÃO 2012 A FACULDADE DE DIREITO DE CONSELHEIRO LAFAIETE FDCL, Instituição de Ensino Superior, aprovada pelo Decreto Estadual n. 73.815,

Leia mais

EDITAL DE RETIFICAÇÃO Nº 01/2014 A Defensora Pública-Geral do Estado de Minas Gerais, Presidente da Comissão de Concurso, no uso de suas atribuições,

EDITAL DE RETIFICAÇÃO Nº 01/2014 A Defensora Pública-Geral do Estado de Minas Gerais, Presidente da Comissão de Concurso, no uso de suas atribuições, EDITAL DE RETIFICAÇÃO Nº 01/2014 A Defensora Pública-Geral do Estado de Minas Gerais, Presidente da Comissão de Concurso, no uso de suas atribuições, informa que em virtude da publicação da Emenda Constitucional

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N. 6/2013/CM

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N. 6/2013/CM PROVIMENTO N. 6/2013/CM Revoga o Provimento n. 017/2011/CM e estabelece critérios para a remoção e movimentação interna dos servidores do Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso. O EGRÉGIO CONSELHO DA

Leia mais

14º CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE CARGOS NA CLASSE INICIAL DA CARREIRA DE PROCURADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

14º CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE CARGOS NA CLASSE INICIAL DA CARREIRA DE PROCURADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO COMISSÃO DE CONCURSO 14º CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE CARGOS NA CLASSE INICIAL DA CARREIRA DE PROCURADOR DO ESTADO DO

Leia mais

I Simpósio de Direitos Fundamentais

I Simpósio de Direitos Fundamentais FRENTE I Simpósio de Direitos Fundamentais DIA 28 DE OUTUBRO/2014 MANHÃ E NOITE PROGRAMAÇÃO DO EVENTO MANHÃ 08h00 CREDENCIAMENTO 08h30 ABERTURA (Composição da mesa) 09h00 às 09h40 PRIMEIRA EXPOSIÇÃO O

Leia mais

ANEXO IV FORMULÁRIO DE APRESENTAÇÃO DE TÍTULOS E/OU EXPERIÊNCIAS PONTUAÇÃO NOME DO CANDIDATO: Cargo pretendido: Assinatura do Candidato:

ANEXO IV FORMULÁRIO DE APRESENTAÇÃO DE TÍTULOS E/OU EXPERIÊNCIAS PONTUAÇÃO NOME DO CANDIDATO: Cargo pretendido: Assinatura do Candidato: ANEXO IV FORMULÁRIO DE APRESENTAÇÃO DE TÍTULOS E/OU EXPERIÊNCIAS PONTUAÇÃO Nº DE INSCRIÇÃO NOME DO CANDIDATO: Cargo pretendido: Assinatura do Candito: À Comissão Organizadora do Processo Seletivo de Profissionais

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 12/2015

EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 12/2015 Publicado no DJ nº 5.399, de 14/05/15 PODER JUDICIÁRIO EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 12/2015 A do Tribunal de Justiça, Desembargadora Cezarinete Angelim, no uso de suas atribuições legais, conferidas pelo art.

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE DIREITO EDITAL N. 002/SELEÇÃO/2015

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE DIREITO EDITAL N. 002/SELEÇÃO/2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE DIREITO EDITAL N. 002/SELEÇÃO/2015 EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÃO PARA O PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS AO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE DIREITO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO EMPRESARIAL E TRIBUTÁRIO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE DIREITO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO EMPRESARIAL E TRIBUTÁRIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE DIREITO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO EMPRESARIAL E TRIBUTÁRIO EDITAL N. 001 - SELEÇÃO/2013 (Publicado em 14/06/2013) EDITAL

Leia mais

PROFESSOR FORMAÇÃO DISCIPLINA (S)

PROFESSOR FORMAÇÃO DISCIPLINA (S) PROFESSOR FORMAÇÃO DISCIPLINA (S) Gilberto José Giannasi Possui Graduação em Direito pela Faculdade de Direito Marília (1987). Graduação em Engenharias pela Escola de Engenharia de Lins. Especialização

Leia mais

Portaria nº 69, de 30/06/2005

Portaria nº 69, de 30/06/2005 Câmara dos Deputados Centro de Documentação e Informação - Legislação Informatizada Portaria nº 69, de 30/06/2005 O PRIMEIRO-SECRETÁRIO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS, no uso das atribuições que lhe confere o

Leia mais

O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE GOIÁS, usando das atribuições legais e regimentais,

O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE GOIÁS, usando das atribuições legais e regimentais, DECRETO JUDICIÁRIO Nº 1543/2013. Dispõe sobre a Regulamentação da concessão de Bolsa de Graduação e Pós-Graduação no âmbito do Poder Judiciário do Estado de Goiás. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO

Leia mais

CURRICULUM VITAE EROS PICELI

CURRICULUM VITAE EROS PICELI CURRICULUM VITAE DESEMBARGADOR EROS PICELI Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo DGJUD 1.2 - Serviço de Publicações e Divulgação Dados Pessoais Desembargador EROS PICELI Filiação: José Piceli Maria

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul EDITAL Nº 031/2015 PROCESSO CLASSIFICATÓRIO DE AFASTAMENTO DE SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DA UNIDADE ORGANIZACIONAL CAMPUS BENTO GONÇALVES DO IFRS O Diretor-Geral da Unidade Organizacional

Leia mais

LEI Nº 6.371 DE 18 DE MARÇO DE 1992. O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 6.371 DE 18 DE MARÇO DE 1992. O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Imprimir "Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial do Estado." Revogada pelo art. 29 da Lei nº 7.033, de 06 de fevereiro de 1997. LEI Nº 6.371 DE 18 DE MARÇO DE 1992 Dispõe sobre os Juizados

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA CADASTRO DE CONCILIADOR VOLUNTÁRIO

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA CADASTRO DE CONCILIADOR VOLUNTÁRIO EDT-JECECT - 22013 Código de validação: 2A0A656CDB EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA CADASTRO DE CONCILIADOR VOLUNTÁRIO O Doutor ROGÉRIO MONTELES DA COSTA, MM. Juiz de Direito Titular do Juizado Especial

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

FACULDADE DE DIREITO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CAPÍTULO I DA FINALIDADE ART. 1º - O Núcleo de Prática Jurídica, subordinado à Faculdade de Direito

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE CONSELHEIRO LAFAIETE FDCL,

FACULDADE DE DIREITO DE CONSELHEIRO LAFAIETE FDCL, PÓS-GRADUAÇÃO 2012 Especialização: Direito e Processo do Trabalho A FACULDADE DE DIREITO DE CONSELHEIRO LAFAIETE FDCL, Instituição de Ensino Superior, aprovada pelo Decreto Estadual n. 73.815, de 12 de

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES NO CURSO DE DIREITO As Atividades complementares serão desenvolvidas especialmente a partir da extensão universitária.

Leia mais

RESOLUÇÃO FADISA Nº. 005/2006 CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO FADISA

RESOLUÇÃO FADISA Nº. 005/2006 CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO FADISA RESOLUÇÃO FADISA Nº. 005/2006 CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO FADISA O Presidente do CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO- FADISA, Professor Dr. ELTON DIAS

Leia mais

EDITAL Nº 001/2015 CURSO DE PREPARAÇÃO À MAGISTRATURA

EDITAL Nº 001/2015 CURSO DE PREPARAÇÃO À MAGISTRATURA PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA ESMA - ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA EDITAL Nº 001/2015 CURSO DE PREPARAÇÃO À MAGISTRATURA Torna pública a abertura das inscrições para o Processo

Leia mais

I - Grupo ocupacional de controle externo, integrado pelas seguintes carreiras:

I - Grupo ocupacional de controle externo, integrado pelas seguintes carreiras: PROPOSTA PROJETO DE LEI Autor: Tribunal de Contas Dispõe sobre a reestruturação organizacional dos cargos e carreiras do quadro permanente, a criação de cargos de provimento em comissão e fixa o subsídio

Leia mais

O CONGRESSO NACIONAL decreta: CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

O CONGRESSO NACIONAL decreta: CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 6.697-C DE 2009 Dispõe sobre as carreiras dos servidores do Ministério Público da União e as carreiras dos servidores do Conselho Nacional do Ministério Público; fixa valores

Leia mais

NOTA TÉCNICA, nº 04/CGGP/SAA/MEC

NOTA TÉCNICA, nº 04/CGGP/SAA/MEC NOTA TÉCNICA, nº 04/CGGP/SAA/MEC Ementa: Orientações às Comissões de Enquadramento das Instituições Federais de Ensino (IFE) vinculadas ao Ministério da Educação, com vistas aos procedimentos que deverão

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL

MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL COLEÇÃO PREPARANDO PARA CONCURSOS QUESTÕES DISCURSIVAS COMENTADAS MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL PROMOTOR DE JUSTIÇA ESTADUAL 140 questões discursivas comentadas. Extraídas exclusivamente de concursos para

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ TR I BUNAL DE JUST I Ç A COMAR CA DE S ÃO JOÃO SE CRE T ARIA D O JUIZ ADO E SP ECIAL

ESTADO DO PARANÁ TR I BUNAL DE JUST I Ç A COMAR CA DE S ÃO JOÃO SE CRE T ARIA D O JUIZ ADO E SP ECIAL SELEÇÃO DE JUÍZES LEIGOS E CONCILIADORES REMUNERADOS Edital n.º 01/2012 O DR. LEANDRO ALBUQUERQUE MUCHIUTI, JUÍZ DE DIREITO SUPERVISOR DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL, CRIMINAL E DA FAZENDA PÚBLICA DA COMARCA

Leia mais

ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS DIRETOR GERAL: RUBENSMIDT RIANI

ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS DIRETOR GERAL: RUBENSMIDT RIANI ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS DIRETOR GERAL: RUBENSMIDT RIANI CREDENCIAMENTO DE DOCENTE ESP-MG Nº 23 /2014 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU - ESPECIALIZAÇÃO EM COMUNICACAO E SAÚDE

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE XXX DEPARTAMENTO DE XXX

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE XXX DEPARTAMENTO DE XXX SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE XXX DEPARTAMENTO DE XXX CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 10, de 06 de março de 2015, publicado no Diário

Leia mais

ESCOLA NACIONAL DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DE MAGISTRADOS MINISTRO SÁLVIO DE FIGUEIREDO TEIXEIRA RESOLUÇÃO Nº 3, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2013.

ESCOLA NACIONAL DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DE MAGISTRADOS MINISTRO SÁLVIO DE FIGUEIREDO TEIXEIRA RESOLUÇÃO Nº 3, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2013. ESCOLA NACIONAL DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DE MAGISTRADOS MINISTRO SÁLVIO DE FIGUEIREDO TEIXEIRA RESOLUÇÃO Nº 3, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2013. Dispõe sobre o curso oficial para ingresso, o curso de formação

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENFERMAGEM COMISSÃO DE CULTURA E EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENFERMAGEM COMISSÃO DE CULTURA E EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA Norma para realização dos Cursos de Extensão Universitária (Especialização, Aperfeiçoamento, Atualização e Difusão) no âmbito da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo - EEUSP (Aprovada na 348ª

Leia mais

CIA DE GÁS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SULGÁS EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS 06/14 MODELO DE APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA TÉCNICA ANEXO III DO EDITAL

CIA DE GÁS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SULGÁS EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS 06/14 MODELO DE APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA TÉCNICA ANEXO III DO EDITAL MODELO DE APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA TÉCNICA ANEXO III DO EDITAL SULGÁS À COMPANHIA DE GÁS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL - SULGAS Ref.: Edital Nº x/2014 - Apresentação de Proposta. Tem a finalidade de apresentar

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 263. Pôr em vigência, a partir da presente data, o REGIMENTO. DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU, que

RESOLUÇÃO Nº 263. Pôr em vigência, a partir da presente data, o REGIMENTO. DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU, que RESOLUÇÃO Nº 263 PÕE EM VIGÊNCIA O REGIMENTO DOS CURSOS DE PÓS- GRADUAÇÃO LATO SENSU O Reitor da Universidade Católica de Pelotas, no uso de suas atribuições, considerando os termos da proposta encaminhada

Leia mais

Parágrafo único É obrigatória a promoção de magistrado que figure, por três vezes consecutivas ou cinco alternadas, em lista de merecimento.

Parágrafo único É obrigatória a promoção de magistrado que figure, por três vezes consecutivas ou cinco alternadas, em lista de merecimento. RESOLUÇÃO Nº 9, DE 4 DE MAIO DE 2006 Dispõe sobre a aferição do merecimento para promoção de magistrados e acesso ao Tribunal de Justiça. O Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, tendo em vista a decisão

Leia mais

I PROCESSO SELETIVO PARA RECRUTAMENTO DE ASSISTENTE SOCIAL E PSICÓLOGO REALIZADO PELA DIRETORIA DO FORO DA COMARCA DE SINOP - MT EDITAL N.

I PROCESSO SELETIVO PARA RECRUTAMENTO DE ASSISTENTE SOCIAL E PSICÓLOGO REALIZADO PELA DIRETORIA DO FORO DA COMARCA DE SINOP - MT EDITAL N. I PROCESSO SELETIVO PARA RECRUTAMENTO DE ASSISTENTE SOCIAL E PSICÓLOGO REALIZADO PELA DA COMARCA DE SINOP - MT EDITAL N. 05/2015-DF O Excelentíssimo Juiz Direito e Diretor do Foro da Comarca de Sinop MT,

Leia mais

Advogado(s): PB011003 - Luciana Pereira Almeida Diniz (REQUERENTE)

Advogado(s): PB011003 - Luciana Pereira Almeida Diniz (REQUERENTE) Page 1 of 4 PEDIDO DE PROVIDÊNCIAS - CONSELHEIRO 0005778-92.2011.2.00.0000 Requerente: Associação dos Servidores da Secretaria do Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba - Asstje/pb Requerido: Tribunal

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DOS CURSOS E PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DOS CURSOS E PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DOS CURSOS E PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

XXXIII PROCESSO SELETIVO PARA A FUNÇÃO DE ESTAGIÁRIO DO MINISTÉRIO PÚBLICO

XXXIII PROCESSO SELETIVO PARA A FUNÇÃO DE ESTAGIÁRIO DO MINISTÉRIO PÚBLICO EDITAL XXXIII PROCESSO SELETIVO PARA A FUNÇÃO DE ESTAGIÁRIO DO MINISTÉRIO PÚBLICO O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS, por intermédio do Promotor de Justiça Gustavo Sousa Franco, no uso de suas

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO DE CURRÍCULO NA FORMAÇÃO DOCENTE CAPÍTULO 1 DA ORGANIZAÇÃO GERAL

REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO DE CURRÍCULO NA FORMAÇÃO DOCENTE CAPÍTULO 1 DA ORGANIZAÇÃO GERAL REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO DE CURRÍCULO NA FORMAÇÃO DOCENTE CAPÍTULO 1 DA ORGANIZAÇÃO GERAL Art. 1 - O curso de Pós-Graduação Lato Sensu Especialização

Leia mais

Regulamenta e estabelece normas sobre os Cursos de Extensão Universitária da Universidade de São Paulo e dá outras providências.

Regulamenta e estabelece normas sobre os Cursos de Extensão Universitária da Universidade de São Paulo e dá outras providências. RESOLUÇÃO CoCEx nº 6667, de 19 de dezembro de 2013. (D.O.E. 21.12.13) (Protocolado 11.5.2443.1.5). Regulamenta e estabelece normas sobre os Cursos de Extensão Universitária da Universidade de São Paulo

Leia mais

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS NORMAS PARA ACEITAÇÃO DE DIPLOMAS DE GRADUAÇÃO E PÓS- GRADUAÇÃO STRICTO SENSU E CERTIFICADOS DE CURSOS DE PÓS- GRADUAÇÃO LATO SENSU PARA FINS DE ADMISSÃO, CONTRATAÇÃO, PROMOÇÃO FUNCIONAL E INCENTIVO POR

Leia mais

RESOLUÇÃO - CEPEC Nº 742

RESOLUÇÃO - CEPEC Nº 742 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS RESOLUÇÃO - CEPEC Nº 742 Aprova o Regulamento Geral dos Cursos de Pós-Graduação LATO SENSU da UFG, revogando-se a Resolução CEPEC Nº 540. O CONSELHO

Leia mais

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS O NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL E SEUS IMPACTOS NA ADVOCACIA CONTENCIOSA 2º SEMESTRE DE 2015 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a suas atividades em 1944 com o objetivo

Leia mais

PORTARIA CONJUNTA Nº 1, DE 7 DE MARÇO DE 2007

PORTARIA CONJUNTA Nº 1, DE 7 DE MARÇO DE 2007 PORTARIA CONJUNTA Nº 1, DE 7 DE MARÇO DE 2007 A PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL E DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA E OS PRESIDENTES DOS TRIBUNAIS SUPERIORES, DO CONSELHO DA JUSTIÇA FEDERAL, DO CONSELHO

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 1º SEMESTRE/2015

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 1º SEMESTRE/2015 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 1º SEMESTRE/2015 ABERTURA A Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV DIREITO SP) torna pública a abertura das inscrições

Leia mais

2. Serão convocados para a avaliação de títulos os candidatos aprovados na prova discursiva.

2. Serão convocados para a avaliação de títulos os candidatos aprovados na prova discursiva. Anexo V - Exame de Títulos 1. A presente etapa está disciplinada neste anexo. 2. Serão convocados para a avaliação de títulos os candidatos aprovados na prova discursiva. 3. Os candidatos não convocados

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DIREITO PROCESSUAL

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DIREITO PROCESSUAL PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DIREITO PROCESSUAL Objetivo Geral O Curso de Pós-graduação lato sensu em objetiva instrumentalizar capacidades e habilidades, em nível de especialização, para os agentes jurídicos

Leia mais

Escola Superior de Ciências da Saúde RESOLUÇÃO Nº 014/2006 DO COLEGIADO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

Escola Superior de Ciências da Saúde RESOLUÇÃO Nº 014/2006 DO COLEGIADO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Escola Superior de Ciências da Saúde RESOLUÇÃO Nº 014/2006 DO COLEGIADO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DISPÕE SOBRE A REGULAMENTAÇÃO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS

Leia mais

GABINETE DA PRESIDÊNCIA

GABINETE DA PRESIDÊNCIA GABINETE DA PRESIDÊNCIA TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL E DOS TERRITÓRIOS CONCURSO PÚBLICO PARA REMOÇÃO DA TITULARIDADE DOS SERVIÇOS NOTARIAIS E DE REGISTRO NO DISTRITO FEDERAL EDITAL N. 1/2007,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE INFRA-ESTRUTURA E LOGÍSTICA DEPARTAMENTO AUTÔNOMO DE ESTRADAS DE RODAGEM EDITAL N 001/2009

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE INFRA-ESTRUTURA E LOGÍSTICA DEPARTAMENTO AUTÔNOMO DE ESTRADAS DE RODAGEM EDITAL N 001/2009 Anexo IV Da classificação e da tabela de pontuação A) Para os cargos de Técnico em Assuntos Rodoviários e Técnico em Assuntos Administrativos: TEMPO DE FORMAÇÃO NA PROFISSÃO: Comprovação através de Diploma

Leia mais

1 C O N S E L H O R E G I O N A L D E E C O N O M I A 2ª REGIÃO - SP VIADUTO 9 DE JULHO, 26 - TÉRREO - CEP 01050-060 - TEL.:3291-8700 - FAX.

1 C O N S E L H O R E G I O N A L D E E C O N O M I A 2ª REGIÃO - SP VIADUTO 9 DE JULHO, 26 - TÉRREO - CEP 01050-060 - TEL.:3291-8700 - FAX. 1 RESOLUÇÃO nº 468/2006 Fixa procedimentos para a emissão de ATESTADO DE CADASTRAMENTO dos profissionais legalmente inscritos no Conselho Regional de Economia CORECON 2ª Região SP, para atuarem como Peritos

Leia mais

QUEM É QUE ESTÁ DISPENSADO DO EXAME DE ORDEM DA OAB?

QUEM É QUE ESTÁ DISPENSADO DO EXAME DE ORDEM DA OAB? QUEM É QUE ESTÁ DISPENSADO DO EXAME DE ORDEM DA OAB? Autor: Joselito Alves Batista. Advogado atuante na Capital do Estado de São Paulo, graduado pela Universidade São Francisco, pós-graduado em Direito

Leia mais

PORTARIA Nº, DE FEVEREIRO DE 2013

PORTARIA Nº, DE FEVEREIRO DE 2013 PORTARIA Nº, DE FEVEREIRO DE 2013 Define as diretrizes gerais para o processo de avaliação de desempenho para fins de progressão e de promoção das Carreiras do Magistério Superior e do Ensino Básico, Técnico

Leia mais

Instrução Normativa xx de... 2014.

Instrução Normativa xx de... 2014. REGULAMENTO PARA AFASTAMENTO DE SERVIDORES DOCENTES DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL PARA CAPACITAÇÃO EM PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU E PÓS-DOUTORADO

Leia mais

Curriculum vitae. (versão resumida/ simplificada) Ricardo Braga Andalaft

Curriculum vitae. (versão resumida/ simplificada) Ricardo Braga Andalaft Curriculum vitae (versão resumida/ simplificada) Ricardo Braga Andalaft Dados Pessoais: Ricardo Braga Andalaft Data do nascimento: 24 de setembro de 1976 Filiação: Jamil Dibo Andalaft Geralda Braga Andalaft

Leia mais

C u r r i c u l u m V i t a e

C u r r i c u l u m V i t a e 1 R e s u m o Wandergell Lins Fernandes Leiroza, brasileiro, advogado, 48 anos de idade, graduado na Universidade Gama Filho (Rio de Janeiro) onde alcançou o grau de Bacharel em Direito. É pós graduado

Leia mais

EDITAL Nº 005/ 2010/FCEE - RETIFICAÇÃO (ALTERA o Edital nº 003/2010/FCEE)

EDITAL Nº 005/ 2010/FCEE - RETIFICAÇÃO (ALTERA o Edital nº 003/2010/FCEE) ESTADO DE SANTA CATARINA FUNDAÇÃO CATARINENSE DE EDUCAÇÃO ESPECIAL EDITAL Nº 005/ 2010/FCEE - RETIFICAÇÃO (ALTERA o Edital nº 003/2010/FCEE) O PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO CATARINENSE DE EDUCAÇÃO ESPECIAL -

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EDITAL Nº 09/2012

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EDITAL Nº 09/2012 PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EDITAL Nº 09/2012 A Faculdade do Vale do Itapecuru FAI torna público, para conhecimento dos interessados, o presente EDITAL, contendo as normas e procedimentos referentes à seleção

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA DE VAGAS

EDITAL DE ABERTURA DE VAGAS EDITAL DE ABERTURA DE VAGAS - PÓS-GRADUAÇÃO EDEPE EM PARCERIA COM A FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS FGV Direito SP Especialização Lato Sensu DIREITOS HUMANOS E ACESSO À JUSTIÇA 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1.

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 41 DE 06 DE NOVEMBRO DE 2009

RESOLUÇÃO Nº 41 DE 06 DE NOVEMBRO DE 2009 1 RESOLUÇÃO Nº 41 DE 06 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Regimento Interno da Escola da Magistratura Regional Federal da Segunda Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA SEGUNDA REGIÃO, no

Leia mais

PROCESSO CLASSIFICATÓRIO DE AFASTAMENTO DE SERVIDORES TÉCNICO- ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DA UNIDADE ORGANIZACIONAL IFRS - CÂMPUS FELIZ

PROCESSO CLASSIFICATÓRIO DE AFASTAMENTO DE SERVIDORES TÉCNICO- ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DA UNIDADE ORGANIZACIONAL IFRS - CÂMPUS FELIZ EDITAL Nº 16/2015 PROCESSO CLASSIFICATÓRIO DE AFASTAMENTO DE SERVIDORES TÉCNICO- ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DA UNIDADE ORGANIZACIONAL IFRS - CÂMPUS FELIZ O DIRETOR-GERAL PRO TEMPORE DO INSTITUTO FEDERAL

Leia mais

EDITAL INSTITUCIONAL N 10, DE 30 DE JANEIRO DE 2013.

EDITAL INSTITUCIONAL N 10, DE 30 DE JANEIRO DE 2013. EDITAL INSTITUCIONAL N 10, DE 30 DE JANEIRO DE 2013. SELEÇÃO SIMPLIFICADA DE SERVIDORES ATIVOS E INATIVOS DO IFMA PARA ATUAREM COMO PROFESSORES NOS CURSOS DO PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 191/2015

RESOLUÇÃO Nº 191/2015 RESOLUÇÃO Nº 191/2015 Institui o Programa Acadêmico Conciliador e Mediador, no âmbito do Poder Judiciário do Estado do Acre. O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO ACRE, por seu Pleno Administrativo, no uso

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 05 - CONSU 13 DE JUNHO DE 2007

RESOLUÇÃO Nº. 05 - CONSU 13 DE JUNHO DE 2007 Rua Governador Luiz Cavalcante, S/N, TELEFAX (82) 3530-3382 CEP: 57312-270 Arapiraca-Alagoas RESOLUÇÃO Nº. 05 - CONSU 13 DE JUNHO DE 2007 Dispõe sobre normas e procedimentos para os Cursos de Especialização

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N. 26/2013-CM

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N. 26/2013-CM PROVIMENTO N. 26/2013-CM Revoga o Provimento n. 006/2013/CM, de 18-1-2013, e estabelece critérios para a remoção e movimentação interna dos servidores do Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso. O EGRÉGIO

Leia mais

PORTARIA-CONJUNTA Nº 280/2013

PORTARIA-CONJUNTA Nº 280/2013 Publicação: 08/04/13 DJE: 05/04/13 PORTARIA-CONJUNTA Nº 280/2013 Dispõe sobre serviço voluntário no âmbito do Poder Judiciário do Estado de Minas Gerais, para atendimento de demandas afetas à Copa das

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA MATER CHRISTI NORMAS PARA REGISTRO ACADÊMICO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA MATER CHRISTI NORMAS PARA REGISTRO ACADÊMICO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA MATER CHRISTI NORMAS PARA REGISTRO ACADÊMICO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES MOSSORÓ RN 2005 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO

Leia mais

RESOLUÇÃO CONEPE Nº 001/2015

RESOLUÇÃO CONEPE Nº 001/2015 RESOLUÇÃO CONEPE Nº 001/2015 Estabelece regras para o funcionamento dos cursos de pós-graduação lato sensu da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul Uergs. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

Leia mais

Escritório Escola Jurídico Social Desembargador Ranulfo de Melo Freire

Escritório Escola Jurídico Social Desembargador Ranulfo de Melo Freire Escritório Escola Jurídico Social Desembargador Ranulfo de Melo Freire Integrantes: Volneida Costa - Coordenadora Doutorado em Direito Constitucional (UFMG, 2008), Mestre em Direito Constitucional pela

Leia mais

PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais

PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais IDENTIFICAÇÃO DO CURSO Curso de Especialização em Gestão e Relações Internacionais Área de Conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DE VITÓRIA FDV

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DE VITÓRIA FDV REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DE VITÓRIA FDV REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA TÍTULO I Dos Princípios gerais Art. 1. Este regimento Interno disciplina

Leia mais

NORMAS E PROCEDIMENTOS

NORMAS E PROCEDIMENTOS NORMAS E PROCEDIMENTOS PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2014 CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: NORMAS E PROCEDIMENTOS I Das Condições Específicas De acordo com a Resolução CNE/CES no. 1 de 8 de Julho de 2007,

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO SÃO LUÍS CURSO DE DIREITO ESTÁGIO SUPERVISIONADO 2011/2015. ESTÁGIO SUPERVISIONADO I 3º. Período

FACULDADE DE EDUCAÇÃO SÃO LUÍS CURSO DE DIREITO ESTÁGIO SUPERVISIONADO 2011/2015. ESTÁGIO SUPERVISIONADO I 3º. Período Art.41 O programa de Estágio Supervisionado compreende as atividades de prática jurídica simulada e real: (Regulamento do Curso). 1- O discente deverá comparecer em todos os encontros agendados, sábados,

Leia mais

EDITAL 04/2014 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO FINANCEIRA DE INSTITUIÇÕES FILANTRÓPICAS E ORGANIZAÇÕES SOCIAIS

EDITAL 04/2014 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO FINANCEIRA DE INSTITUIÇÕES FILANTRÓPICAS E ORGANIZAÇÕES SOCIAIS EDITAL 04/2014 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO FINANCEIRA DE INSTITUIÇÕES FILANTRÓPICAS E ORGANIZAÇÕES SOCIAIS A Faculdade Católica Dom Orione, Araguaína TO, torna pública a abertura das inscrições para

Leia mais

NORMAS DE FUNCIONAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

NORMAS DE FUNCIONAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Página 1 de 12 CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA DIRETORIA DE ENSINO (DIREN) DEPARTAMENTO DE ENSINO SUPERIOR (DEPES) DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE INFORMÁTICA (DEPIN) CURSO SUPERIOR

Leia mais

OFICIAL DE APOIO - CLASSE D LOTADO EM CONTADORIA. PJ-28 a PJ-50. Provimento: Concurso Público

OFICIAL DE APOIO - CLASSE D LOTADO EM CONTADORIA. PJ-28 a PJ-50. Provimento: Concurso Público OFICIAL DE APOIO - CLASSE D LOTADO EM CONTADORIA PJ-28 a PJ-50 Provimento: Concurso Público ATRIBUIÇÕES ATUAIS PREVISTAS NA RESOLUÇÃO 367/2001 NOVAS ATRIBUIÇÕES PROPOSTAS PLEO TJMG * QUALIFICAÇÃO EXIGIDA

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ TRIBUNAL DE JUSTIÇA. SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIO DE PÓS-GRADUAÇÃO REMUNERADO Edital n.º 02/2013

ESTADO DO PARANÁ TRIBUNAL DE JUSTIÇA. SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIO DE PÓS-GRADUAÇÃO REMUNERADO Edital n.º 02/2013 SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIO DE PÓS-GRADUAÇÃO REMUNERADO Edital n.º 02/2013 O DR. ROBESPIERRE FOUREAUX ALVES, JUIZ DE DIREITO SUBSTITUTO DA 6ª SEÇÃO JUDICIÁRIA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE MARINGÁ, no uso

Leia mais

Escola Superior da Magistratura Tocantinense

Escola Superior da Magistratura Tocantinense ESCOLA SUPERIOR DA MAGISTRATURA TOCANTINENSE INTERCÂMBIO DE ATUALIZAÇÃO EM DIREITO Programa de Aperfeiçoamento Judicial Universidade de Roma Tor Vergata EDITAL Nº20/2012 O Diretor Geral da Escola Superior

Leia mais