Leite de qualidade LEGISLAÇÃO DO LEITE NO BRASIL. Leite de Qualidade. Histórico 30/06/ Portaria 56. Produção Identidade Qualidade

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Leite de qualidade LEGISLAÇÃO DO LEITE NO BRASIL. Leite de Qualidade. Histórico 30/06/ Portaria 56. Produção Identidade Qualidade"

Transcrição

1 Leite de Qualidade Leite de qualidade Histórico LEGISLAÇÃO DO LEITE NO BRASIL Getúlio Vargas 29 de março de 1952 RIISPOA Decreto nº Brasil Mercosul (Anos 90) Ministério da Agricultura 1998 Grupo de Trabalho Modernizar a regulamentação de leite Programa Nacional de Melhoria da Qualidade do Leite (PMQL) 1999 Portaria 56 Consulta Pública Setembro de 2002 IN 51 Regulamentos Técnicos Produção Identidade Qualidade Leite tipo A, B e C Leite Pasteurizado e do Cru Refrigerado Setembro de 2002 IN 51 Regulamento Técnico da Coleta de Leite Cru Refrigerado Transporte a Granel 1

2 Instrução Normativa 51 Instrução Normativa 51 Nova legislação Altera os tipos de leite pasteurizado Obrigatoriedade da CCS e CPP leite cru, Regulamenta a coleta a granel INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 051, DE 18 DE SETEMBRO DE MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Prazos para aplicação das modificações. Instrução Normativa 51 Instrução Normativa 51 Aprovar os Regulamentos Técnicos de Produção, Identidade e Qualidade dos Leites: Tipo A, do Leite tipo B, do Leite tipo C, do Leite Pasteurizado e do Leite Cru Refrigerado Regulamento Técnico da Coleta de Leite Cru Refrigerado e seu Transporte a Granel Sanidade da Glândula Mamária Qualidade do leite Manejo de ordenha e conservação Células Somáticas Contagem Bacteriana Total Qualidade do leite COMO É MEDIDA A QUALIDADE DO LEITE? UFC UNIDADE FORMADORA DE COLÔNIA OU CBT-CONTAGEM CONTAGEM BACTERIANA TOTAL CCS- CONTAGEM DE CÉLULA SOMÁTICA DETERMINAÇÃO DOS TEORES DE GORDURA, LACTOSE, PROTEÍNAS, SÓLIDOS TOTAIS, SÓLIDOS DESENGORDURADOS PESQUISA DE RESÍDUOS DE ANTIMICROBIANOS 2

3 Instrução Normativa 51 CCS CONTAGEM DE CÉLULAS SOMÁTICAS Representam um espelho do estado Sanitário da glândula mamária Células somáticas são principalmente de dois tipos: células epiteliais e células brancas Mastite Queda na produção e composição alterada Sub-clínica X Clínica RBQL-Citometria de fluxo DNA corado, feixe de luz Qualidade do leite no processamento de derivados Introdução Qualidade do leite Produção de leite Brasil crescimento nos últimos anos Derivados de leite 58% leite produzido Leite tipo C Produzido em fazendas leiteiras Recolhido por caminhões Postos de refrigeração Usina de beneficiamento Antes Elaboração de derivados de leite Controle de qualidade do leite in natura Microrganismos no leite cru Leite industrializado Qualidade do leite cru 3

4 Qualidade do Leite Fatores zootécnicos Manejo, alimentação e potencial genético dos rebanhos Obtenção do produto Qualidade microbiológica do leite Tempo de vida útil Condições de higiene Temperatura (<10ºC) Ordenha e no transporte Qualidade do Leite Mastite rendimento 4% Vida de prateleira leite fluido e derivados Qualidade alterações na composição do leite caseína e cálcio Qualidade do leite na indústria Parâmetros físico-químicos Acidez, densidade a 15ºC, índice crioscópico, percentual de gordura e de extrato seco desengordurado (ESD) Qualidade do leite na indústria Parâmetros qualitativos Prova da redutase Prova de sedimentos Parâmetros microbiológicos Contagem global de microrganismos Qualidade do leite na indústria Condições sanitárias do rebanho Vacinação do rebanho Controle de brucelose e tuberculose Incidência de mastites Análise de Leite 4

5 30/06/2010 Introdução Leite Conceito HIGIENE DA ORDENHA Qualidade Nutricional Altamente Perecível Grande Importância Econômica Prof. Jean Berg 5

6 30/06/2010 Indústria Leiteira Ordenha Industrialização Leite pasteurizado e derivados Iogurte, queijos e outros Controle de qualidade Higiene na Ordenha Ordenha Higiene do estabelecimento Transporte Adequação dos equipamentos Industrialização Falta de treinamento dos funcionários Comercialização 6

7 Amaral et al, 2004 Amaral et al, 2004 Amaral et al, 2004 Mastites Mastite Importância produção e qualidade do leite Leite impróprio para o consumo humano Leite impróprio para a fabricação de produtos derivados Prejuízos econômicos produção 70% Perdas de vacas abatidas precocemente Leite desprezado ou rebaixado de classificação Gastos com Tratamento 7

8 Mastites Mastites Etiologia Microbiológica bacteriana Traumática infecção Fatores Condicionantes Anatômicos Úberes grandes, flácidos e pendentes Tetos grossos ou muito finos Relaxamento ou contratilidade Esfíncteres Mastites Mastites Fisiológicos Animais idosos Edema fisiológicos início da lactação Esgotamento irregular retenção do leite Alimentação proteínas Precárias condições de estabulação e falta de higiene Ordenha mecânica Falta de higienização das teteiras Pressão desregulada Copos mal ajustados Mastites Kit ordenha manual Implicações econômicas Prevenção 8

9 Condução dos animais Preparação do animais Ordenhador CMT Bezerro Lavagem 9

10 Secagem Ordenha Leite Alimentação Resfriamento Transporte 10

11 Limpeza dos equipamentos Análise na indústria Qualidade Custos do KIT Cálculos 35 a 40 animais para 100 dias Pastilhas de Cloro (100 pastilhas) R$ 37,00 Buchas (10) R$ 17,50 Papel toalha (3 pacotes) R$ 15,00 Detergente alcalino clorado (300g) R$ 3,90 Total R$ 73,40 Total por dia R$ 0,73 Material Permanente Custo por litro Caneca de pré-dipping sem refluxo R$ 25,00 Cinto com porta-caneca R$ 5,00 Para o produtor que produz 100 L/mês: R$0,008 por litro Se o produtor produz mais, o custo cai proporcionalmente 11

12 Saúde do consumidor 12

20/05/2011. Leite de Qualidade. Leite de qualidade

20/05/2011. Leite de Qualidade. Leite de qualidade Leite de Qualidade Leite de qualidade 1 2 3 4 5 6 1 7 8 Histórico LEGISLAÇÃO DO LEITE NO BRASIL Getúlio Vargas 29 de março de 1952 RIISPOA Decreto nº 30.691 Brasil Mercosul (Anos 90) Ministério da Agricultura

Leia mais

Redução da contagem bacteriana na propriedade

Redução da contagem bacteriana na propriedade Redução da contagem bacteriana na propriedade Marcos Veiga dos Santos Agenda Fontes de contaminação do leite Redução da Contagem Bacteriana Total (CBT); Limpeza de equipamentos e utensílios Resfriamento

Leia mais

PRÁTICAS DE ORDENHA. Profa. Dra. Vanerli Beloti LIPOA UEL 6PIV026 - Inspeção de Leite e Derivados

PRÁTICAS DE ORDENHA. Profa. Dra. Vanerli Beloti LIPOA UEL  6PIV026 - Inspeção de Leite e Derivados 6PIV026 - Inspeção de Leite e Derivados PRÁTICAS DE ORDENHA Profa. Dra. Vanerli Beloti LIPOA UEL lipoa.uel@gmail.com vbeloti@uel.br 06 de Setembro de 2016 www.uel.br/laboratorios/inspecao OBJETIVO DO NOSSO

Leia mais

MANUAL INFORMATIVO PARA ORDENHA MANUAL BPA REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

MANUAL INFORMATIVO PARA ORDENHA MANUAL BPA REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA ilustra BPA REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA Normativa nº 51 18/09/2002. Regulamentos Técnicos de Produção, Identidade e Qualidade do Leite tipo A, do Leite tipo B, do Leite tipo C, do Leite Pasteurizado e do

Leia mais

Instrução Normativa 51. Qualidade do leite. Contagem Bacteriana Total. Células Somáticas. Ordenhador ideal? Manejo de ordenha e conservação

Instrução Normativa 51. Qualidade do leite. Contagem Bacteriana Total. Células Somáticas. Ordenhador ideal? Manejo de ordenha e conservação 2 Ordenhador ideal? 3 Instrução Normativa 51 Qualidade do leite Sanidade da Glândula Mamária Manejo de ordenha e conservação Células Somáticas Contagem Bacteriana Total 5 6 1 LEITE Qualidade nutricional

Leia mais

ASPECTOS PARA QUALIDADE E HIGIENE DO LEITE CRU BOVINO (Bos taurus) PRODUZIDO EM BANANEIRAS-PB

ASPECTOS PARA QUALIDADE E HIGIENE DO LEITE CRU BOVINO (Bos taurus) PRODUZIDO EM BANANEIRAS-PB ASPECTOS PARA QUALIDADE E HIGIENE DO LEITE CRU BOVINO (Bos taurus) PRODUZIDO EM BANANEIRAS-PB ARAÚJO, Luiz Fernando da Silva¹ MENEZES, Marcos Paulo Carrera² SANTOS, Antonio Filho Coelho³ SANTOS, Jerônimo

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Qualidade do leite cru refrigerado em função do tipo de ordenha

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Qualidade do leite cru refrigerado em função do tipo de ordenha PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Qualidade do leite cru refrigerado em função do tipo de ordenha Lincoln Campos da Silva Júnior 1 ; Rossane Pereira da Silva 1 ; Tiago Pereira Guimarães

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 51, DE 18 DE SETEMBRO DE 2002.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 51, DE 18 DE SETEMBRO DE 2002. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 51, DE 18 DE SETEMBRO DE 2002. O MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o art. 87, Parágrafo único, inciso II, da Constituição,

Leia mais

Higiene na ordenha. Bruno Lopes Alvares. Coordenador do Comitê de Higienização do CBQL Químico Industrial - Universidade Paulista

Higiene na ordenha. Bruno Lopes Alvares. Coordenador do Comitê de Higienização do CBQL Químico Industrial - Universidade Paulista Higiene na ordenha Bruno Lopes Alvares Coordenador do Comitê de Higienização do CBQL Químico Industrial - Universidade Paulista Questões do mercado do leite Consumidor: Busca por produtos seguros Busca

Leia mais

Boas Práticas de Produção: Influência na Qualidade do Leite

Boas Práticas de Produção: Influência na Qualidade do Leite Boas Práticas de Produção: Influência na Qualidade do Leite Fatores Importantes para o Sucesso das Boas Práticas de Produção Aceitação e cumprimento do Plano por parte do Produtor Rural; Engajamento de

Leia mais

8/22/13. Agenda. 1. Porque a CCS é um problema atual?! Fatores de risco de mastite subclínica em vacas leiteiras e implicações econômicas!

8/22/13. Agenda. 1. Porque a CCS é um problema atual?! Fatores de risco de mastite subclínica em vacas leiteiras e implicações econômicas! Agenda Fatores de risco de mastite subclínica em vacas leiteiras e implicações econômicas! Marcos Veiga dos Santos! QualiLeite Lab. Pesquisa em Qualidade do Leite! FMVZ-USP! 1. Porque a CCS é um problema

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE MELHORIAS NA QUALIDADE DO LEITE PRODUZIDO ATRAVÉS DE APOIO TÉCNICO AOS PEQUENOS PRODUTORES DO MUNICÍPIO DE TEIXEIRA SOARES.

IMPLANTAÇÃO DE MELHORIAS NA QUALIDADE DO LEITE PRODUZIDO ATRAVÉS DE APOIO TÉCNICO AOS PEQUENOS PRODUTORES DO MUNICÍPIO DE TEIXEIRA SOARES. 7. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: TECNOLOGIA IMPLANTAÇÃO DE MELHORIAS NA QUALIDADE DO LEITE PRODUZIDO ATRAVÉS DE APOIO TÉCNICO AOS PEQUENOS PRODUTORES DO MUNICÍPIO DE TEIXEIRA

Leia mais

Mastites e Contagem de Células Somáticas na Bovinocultura de Leite

Mastites e Contagem de Células Somáticas na Bovinocultura de Leite Mastites e Contagem de Células Somáticas na Bovinocultura de Leite Carolina Antunes Neves Mastite Definição: é uma reação inflamatória da glândula mamária, caracterizada por alterações físico-químicas

Leia mais

Análise da qualidade do leite em pequenas propriedades de Barbacena

Análise da qualidade do leite em pequenas propriedades de Barbacena Análise da qualidade do leite em pequenas propriedades de Barbacena Túlio Gomes Justino, Lucas Augusto de Andrade, Wallacy Augusto de Oliveira, João Felipe Amaral, Luis Fernando de Moraes, Wellyngton Tadeu

Leia mais

Qual o papel do leite na natureza????

Qual o papel do leite na natureza???? INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, Disciplina: Análise de Alimentos CIÊNCIA E TECNOLOGIA RIO GRANDE DO NORTE Análise de Leite Métodos qualitativos e quantitativos INTRODUÇÃO Qual o papel do leite na natureza????

Leia mais

Condições da qualidade do leite são alvos de discussões no Congresso do Leite em RO

Condições da qualidade do leite são alvos de discussões no Congresso do Leite em RO Condições da qualidade do leite são alvos de discussões no Congresso do Leite em RO { 07/11/2013 } O segundo painel Qualidade do Leite e Segurança Alimentar, do XIII Simpósio de Sustentabilidade da Atividade

Leia mais

Gordura (g/100g) Mínimo de 3,0. Sólidos Não-Gordurosos (g/100g) Mínimo de 8,4. Acidez em ácido lático (g/100ml) 0,14 a 0,18

Gordura (g/100g) Mínimo de 3,0. Sólidos Não-Gordurosos (g/100g) Mínimo de 8,4. Acidez em ácido lático (g/100ml) 0,14 a 0,18 1. INTRODUÇÃO Atualmente se compreende como leite de qualidade os que seguem os parâmetros de composição química eigidos pela Instrução Normativa Nº62 (IN 62) do MAPA e que sejam seguidos procedimentos

Leia mais

André Mendes Jorge Zootecnista

André Mendes Jorge Zootecnista Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia FMVZ Campus de Botucatu Departamento de Produção Animal Produção P d ã de d Leite L it d Bubalinos de b li Parte 2 André Mendes Jorge Zootecnista Prof. Dr.

Leia mais

Agricultura familiar na atividade leiteira no Brasil: Pressupostos e proposta metodológica

Agricultura familiar na atividade leiteira no Brasil: Pressupostos e proposta metodológica Agricultura familiar na atividade leiteira no Brasil: Pressupostos e proposta metodológica Duarte Vilela Embrapa Gado de Leite vilela@cnpgl.embrapa.br O que é produção familiar (i) direção dos trabalhos

Leia mais

Comunicado Técnico 02

Comunicado Técnico 02 Comunicado Técnico 02 Controle da Qualidade do Leite Instruções Técnicas para redução da Contagem de Células Somáticas (CCS) e Contagem Bacteriana Total (CBT). Responsável: Juliana Jorge Paschoal Zootecnista;

Leia mais

LEGISLAÇÃO SANITÁRIA FEDERAL DE LEITE E DERIVADOS

LEGISLAÇÃO SANITÁRIA FEDERAL DE LEITE E DERIVADOS MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DEPARTAMENTO DE INSPEÇÃO DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL SERVIÇO DE INSPEÇÃO DE LEITE E DERIVADOS LEGISLAÇÃO SANITÁRIA

Leia mais

para controle da mastite e melhora da qualidade do leite

para controle da mastite e melhora da qualidade do leite Björn Qvarfordt Técnico habilitado realizando manutenção preventiva no equipamento de ordenha Medidas práticas para controle da mastite e melhora da qualidade do leite Por: Renata Travaglini Gonçalves

Leia mais

XXV Encontro Nac. de Eng. de Produção Porto Alegre, RS, Brasil, 29 out a 01 de nov de 2005

XXV Encontro Nac. de Eng. de Produção Porto Alegre, RS, Brasil, 29 out a 01 de nov de 2005 A qualidade do leite com base na contagem de células somáticas e na Instrução Normativa nº. 51: um estudo de caso da indústria Lactobom e seus produtores Julio César Barszcz (Lactobom/CEFET-PR) julcesbar@yahoo.com.br

Leia mais

NOVA LEGISLAÇÃO DO LEITE NO BRASIL. New Brazilian milk legislation

NOVA LEGISLAÇÃO DO LEITE NO BRASIL. New Brazilian milk legislation NOVA LEGISLAÇÃO DO LEITE NO BRASIL New Brazilian milk legislation Cláudio Dias Timm 1 e Daniela dos Santos de Oliveira 1 Introdução A preocupação, no Brasil, com a qualidade dos alimentos de origem animal,

Leia mais

QUALIDADE DO LEITE E PAGAMENTO POR QUALIDADE MOTIVAÇÃO E PONTOS CHAVE PARA ELEVAR A QUALIDADE

QUALIDADE DO LEITE E PAGAMENTO POR QUALIDADE MOTIVAÇÃO E PONTOS CHAVE PARA ELEVAR A QUALIDADE QUALIDADE DO LEITE E PAGAMENTO POR QUALIDADE MOTIVAÇÃO E PONTOS CHAVE PARA ELEVAR A QUALIDADE ITAMAR COUSSEAU icousseau@hotmail.com Fone: (42) 9123-1308 O QUE É CUSTO CUSTO OPERACIONAL EFETIVO: composto

Leia mais

TECNOLOGIA E CONFIABILIDADE DOS COLETORES DE AMOSTRAS INDIVIDUAIS DE LEITE DOS ANIMAIS IV CBQL FLORIANÓPOLIS - SC

TECNOLOGIA E CONFIABILIDADE DOS COLETORES DE AMOSTRAS INDIVIDUAIS DE LEITE DOS ANIMAIS IV CBQL FLORIANÓPOLIS - SC TECNOLOGIA E CONFIABILIDADE DOS COLETORES DE AMOSTRAS INDIVIDUAIS DE LEITE DOS ANIMAIS IV CBQL FLORIANÓPOLIS - SC JOSÉ AUGUSTO HORST horst@holandesparana.com.br (41) 2105-1723 Gerente PARLPR ASSOCIAÇÃO

Leia mais

Fatores que afetam a quantidade e a composição do leite

Fatores que afetam a quantidade e a composição do leite 6PIV026 - Inspeção de Leite e Derivados Fatores que afetam a quantidade e a composição do leite Profa. Dra. Vanerli Beloti LIPOA UEL vbeloti@uel.br lipoa.uel@gmail.com 13 de Dezembro de 2016 Leite Produto

Leia mais

Qualidade do leite e manejo de ordenha Composição do Leite

Qualidade do leite e manejo de ordenha Composição do Leite Qualidade do leite e manejo de ordenha Composição do Leite 1 O QUE PODE AFETAR A COMPOSIÇÃO DO LEITE? RAÇA MANEJO MASTITE ESTRESSE ALIMENTAÇÃO Mastite Doença que mais causa prejuízos econômicos na cadeia

Leia mais

1. A QUALIDADE DO LEITE COM BASE NA CONTAGEM DE CÉLULAS SOMÁTICAS E NA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº

1. A QUALIDADE DO LEITE COM BASE NA CONTAGEM DE CÉLULAS SOMÁTICAS E NA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1. A QUALIDADE DO LEITE COM BASE NA CONTAGEM DE CÉLULAS SOMÁTICAS E NA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº. 51: UM ESTUDO DE CASO DA INDÚSTRIA LACTOBOM E SEUS PRODUTORES 1 INTRODUÇÃO Julio César Barszcz Isaura Alberton

Leia mais

Resumos do IX Congresso Brasileiro de Agroecologia Belém/PA a

Resumos do IX Congresso Brasileiro de Agroecologia Belém/PA a Resumos do IX Congresso Brasileiro de Agroecologia Belém/PA 28.09 a 01.10.2015 Frequência na realização de práticas de limpeza dos utensílios de ordenha por sistemas de produção leiteiros de base agroecológica

Leia mais

Art. 2º Esta Instrução Normativa entra em vigor na data de sua publicação.

Art. 2º Esta Instrução Normativa entra em vigor na data de sua publicação. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, DE 1 DE MARÇO DE 2004 O MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso da atribuição

Leia mais

ANEXO III - REGULAMENTO TÉCNICO DE PRODUÇÃO, IDENTIDADE E QUALIDADE DO LEITE TIPO C

ANEXO III - REGULAMENTO TÉCNICO DE PRODUÇÃO, IDENTIDADE E QUALIDADE DO LEITE TIPO C ANEXO III - REGULAMENTO TÉCNICO DE PRODUÇÃO, IDENTIDADE E QUALIDADE DO LEITE TIPO C 1. Alcance 1.1. Objetivo Fixar os requisitos mínimos que devem ser observados na identidade e na qualidade do Leite Cru

Leia mais

Visitas às Explorações no âmbito dos Planos de Controlo

Visitas às Explorações no âmbito dos Planos de Controlo BOAS PRÁTICAS NA EXPLORAÇÃO PECUÁRIA Auditório da Sede da CAP Visitas às Explorações no âmbito dos Planos de Controlo Susana Souto Barreiros DSVRLVT Lisboa,14 de Abril de 2010 Planos de Controlos Oficiais

Leia mais

07/03/2016. Análise de Leite - Continuação. - Fraudes DETERMINAÇÃO DA CRIOSCOPIA DO LEITE

07/03/2016. Análise de Leite - Continuação. - Fraudes DETERMINAÇÃO DA CRIOSCOPIA DO LEITE INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA RIOGRANDE DONORTE ÍNDICE CRIOSCÓPICO OU CRIOSCOPIA É a temperatura na qual o leite se congela; Disciplina: Análise de Alimentos Análise de Leite - Continuação

Leia mais

Coleta de amostras de leite bovino

Coleta de amostras de leite bovino Coleta de amostras de leite bovino Med. Vet. MSc. Denize da Rosa Fraga Mara Iolanda Batistella Rubin 04/07/2011 Normativa 51 do Ministério da agricultura Estratégias para melhoria da qualidade do leite

Leia mais

FUNDAÇÃO DE ENSINO OCTÁVIO BASTOS FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA

FUNDAÇÃO DE ENSINO OCTÁVIO BASTOS FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA FUNDAÇÃO DE ENSINO OCTÁVIO BASTOS FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA INFLUÊNCIA DO TRATAMENTO HOMEOPÁTICO DE MASTITE COM MASTSIGO NA CONTAGEM DE CÉLULAS SOMÁTICAS SÃO JOÃO DA BOA VISTA, SP, JULHO DE 2008.

Leia mais

Impactos do uso de Produtos Veterinários e de Alimentos para Animais na produção de alimentos seguros

Impactos do uso de Produtos Veterinários e de Alimentos para Animais na produção de alimentos seguros Impactos do uso de Produtos Veterinários e de Alimentos para Animais na produção de alimentos seguros MARCOS VINÍCIUS DE S. LEANDRO Jr. Médico Veterinário Fiscal Federal Agropecuário Ministério da Agricultura,

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO DE IDENTIDADE E QUALIDADE DE SORO DE LEITE 1. Alcance

REGULAMENTO TÉCNICO DE IDENTIDADE E QUALIDADE DE SORO DE LEITE 1. Alcance REGULAMENTO TÉCNICO DE IDENTIDADE E QUALIDADE DE SORO DE LEITE 1. Alcance 1.1. Objetivo: Estabelecer a identidade e os requisitos mínimos de qualidade que deve atender o Soro de Leite, em suas diferentes

Leia mais

MONITORAMENTO FÍSICO-QUÍMICO DA QUALIDADE DO LEITE PASTEURIZADO INTEGRAL NO MUNICÍPIO DE LINS/SP EM OUTUBRO DE 2010

MONITORAMENTO FÍSICO-QUÍMICO DA QUALIDADE DO LEITE PASTEURIZADO INTEGRAL NO MUNICÍPIO DE LINS/SP EM OUTUBRO DE 2010 MONITORAMENTO FÍSICO-QUÍMICO DA QUALIDADE DO LEITE PASTEURIZADO INTEGRAL NO MUNICÍPIO DE LINS/SP EM OUTUBRO DE 2010 Alex Fabiano de Oliveira 1, Ana Paula Hossotani Costa 2, Línica Marília Dantas Regiane

Leia mais

UTILIZAÇÃO DOS RESULTADOS DE ANÁLISE DE LEITE: O SISTEMA DE INFORMAÇÃO DA CLÍNICA DO LEITE-ESALQ/USP

UTILIZAÇÃO DOS RESULTADOS DE ANÁLISE DE LEITE: O SISTEMA DE INFORMAÇÃO DA CLÍNICA DO LEITE-ESALQ/USP UTILIZAÇÃO DOS RESULTADOS DE ANÁLISE DE LEITE: O SISTEMA DE INFORMAÇÃO DA CLÍNICA DO LEITE-ESALQ/USP Laerte Dagher Cassoli 1, Paulo F. Machado 2 Clínica do Leite ESALQ /USP Piracicaba, SP 1 Eng. Agrônomo,

Leia mais

Prof. Jean Berg Alves da Silva

Prof. Jean Berg Alves da Silva Prof. Jean Berg Alves da Silva Médico Veterinário UFERSA (2001) Dr. Ciências Veterinárias UECE (2006) Professor do Departamentos de Ciências Animais da UFERSA DCAn Graduação HIGIENE ANIMAL INSPEÇÃO DE

Leia mais

Mastite ou mamite é um processo inflamatório da glândula mamária causada pelos mais diversos agentes. Os mais comuns são as bactérias dos gêneros

Mastite ou mamite é um processo inflamatório da glândula mamária causada pelos mais diversos agentes. Os mais comuns são as bactérias dos gêneros 1 Mastite ou mamite é um processo inflamatório da glândula mamária causada pelos mais diversos agentes. Os mais comuns são as bactérias dos gêneros estreptococos e estafilococos, além dos coliformes. A

Leia mais

Análise da qualidade no processo produtivo de leite pasteurizado do tipo C em um laticínio de pequeno porte

Análise da qualidade no processo produtivo de leite pasteurizado do tipo C em um laticínio de pequeno porte Análise da qualidade no processo produtivo de leite pasteurizado do tipo C em um laticínio de pequeno porte Alyne Resende Piassi ¹; Ana Carolina de Oliveira 1 ; Bianca Ribeiro de Moura¹; Bruna Beatriz

Leia mais

INFLUÊNCIA DA CONTAGEM DE CÉLULAS SOMÁTICAS NA COMPOSIÇÃO QUÍMICA DO LEITE REFRIGERADO DA REGIÃO SUDOESTE DE GOIÁS

INFLUÊNCIA DA CONTAGEM DE CÉLULAS SOMÁTICAS NA COMPOSIÇÃO QUÍMICA DO LEITE REFRIGERADO DA REGIÃO SUDOESTE DE GOIÁS 200 CARVALHO, T. S. et al. Artigo DOI: 10.14295/2238-6416.v70i4.429 INFLUÊNCIA DA CONTAGEM DE CÉLULAS SOMÁTICAS NA COMPOSIÇÃO QUÍMICA DO LEITE REFRIGERADO DA REGIÃO SUDOESTE DE GOIÁS Influence of somatic

Leia mais

AVALIAÇÃO EM ESTABELECIMENTOS - LEITE E DERIVADOS Check list

AVALIAÇÃO EM ESTABELECIMENTOS - LEITE E DERIVADOS Check list AVALIAÇÃO EM ESTABELECIMENTOS - LEITE E DERIVADOS Check list IDENTIFICAÇÃO DO ESTABELECIMENTO Razão Social: SIE nº: CNPJ: Endereço: Município: Georreferenciamento: Categoria: Capacidade de produção diária:

Leia mais

QUALIDADE FÍSICO-QUIMICA E DE CONTAGEM DE CÉLULAS SOMÁTICAS DO LEITE DE OVELHAS DA RAÇA LACAUNE

QUALIDADE FÍSICO-QUIMICA E DE CONTAGEM DE CÉLULAS SOMÁTICAS DO LEITE DE OVELHAS DA RAÇA LACAUNE QUALIDADE FÍSICO-QUIMICA E DE CONTAGEM DE CÉLULAS SOMÁTICAS DO LEITE DE OVELHAS DA RAÇA LACAUNE Daiane Karen WENTZ 1, Luisa Wolker FAVA 2 1 Bolsista PIBIC- edital n 74/2014, 2 Orientador IFC-Campus Concórdia).

Leia mais

MANUAL INFORMATIVO PARA ORDENHA MECÂNICA BPA 34 3818-1300 34 9684-3150. bpa@cemil.com.br REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

MANUAL INFORMATIVO PARA ORDENHA MECÂNICA BPA 34 3818-1300 34 9684-3150. bpa@cemil.com.br REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA ilustra BPA REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA Normativa nº 51 18/09/2002. Regulamentos Técnicos de Produção, Identidade e Qualidade do Leite tipo A, do Leite tipo B, do Leite tipo C, do Leite Pasteurizado e do

Leia mais

PRODUÇÃO DE LEITE. Parte 2. Prof. Dr. André M. Jorge UNESP-FMVZ-Botucatu. Prof. Dr. André Mendes Jorge FMVZ-Unesp-Botucatu

PRODUÇÃO DE LEITE. Parte 2. Prof. Dr. André M. Jorge UNESP-FMVZ-Botucatu. Prof. Dr. André Mendes Jorge FMVZ-Unesp-Botucatu PRODUÇÃO DE LEITE Parte 2 Prof. Dr. André M. Jorge UNESP-FMVZ-Botucatu O búfalo na Itália 2 Granja Leiteira na Índia 3 O búfalo na Índia 4 Granja leiteira na China 5 O búfalo na China 6 Área de Produção

Leia mais

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DE SAÚDE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PRODUÇÃO DE LEITE

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DE SAÚDE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PRODUÇÃO DE LEITE 1 UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DE SAÚDE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PRODUÇÃO DE LEITE ANDRÉ BALESTRINI WILLIAN PASQUALOTTO AVALIAÇÃO DA CONTAGEM BACTERIANA

Leia mais

Christiano Rehbein HAGEMEYER. christhiano@gmail.com Universidade Estadual do Centro Oeste- UNICENTRO

Christiano Rehbein HAGEMEYER. christhiano@gmail.com Universidade Estadual do Centro Oeste- UNICENTRO QUALIDADE DO LEITE: FATORES QUE INTERFEREM E A IMPORT ツ NCIA DA A ヌテ O DOS PRODUTORES Autor: Izamara de oliveira FERREIRA. izarf.oli@hotmail.com Co-autores: Luiz Fernando Rizzardi SILVESTRI. luizsilvestri@globo.com

Leia mais

LEITE UHT. Profa. Dra. Vanerli Beloti LIPOA UEL lipoa.uel@gmail.com vbeloti@uel.br www.uel.br/laboratorios/inspecao

LEITE UHT. Profa. Dra. Vanerli Beloti LIPOA UEL lipoa.uel@gmail.com vbeloti@uel.br www.uel.br/laboratorios/inspecao LEITE UHT Profa. Dra. Vanerli Beloti LIPOA UEL lipoa.uel@gmail.com vbeloti@uel.br www.uel.br/laboratorios/inspecao LEITE UHT HISTÓRIA NO BRASIL: 1972 Boom em 1998 hoje 78% do leite líquido consumido 5

Leia mais

Boas Práticas de Ordenha

Boas Práticas de Ordenha Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais Cartilha do Produtor de Leite Boas Práticas de Ordenha 1 boas_prat_ordenha-2012.indd 1 31/5/2012 11:55:07 APRESENTAÇÃO Produzir um leite com qualidade é

Leia mais

MANUAL MASTITE BOVINA INFORMATIVO BPA 34 3818-1300 34 9684-3150. bpa@cemil.com.br REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

MANUAL MASTITE BOVINA INFORMATIVO BPA 34 3818-1300 34 9684-3150. bpa@cemil.com.br REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA ilustra BPA REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA Normativa nº 51 18/09/2002. Regulamentos Técnicos de Produção, Identidade e Qualidade do Leite tipo A, do Leite tipo B, do Leite tipo C, do Leite Pasteurizado e do

Leia mais

BOAS PRÁTICAS AGROPECUÁRIAS NA ORDENHA

BOAS PRÁTICAS AGROPECUÁRIAS NA ORDENHA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS CÂMPUS SÃO LUÍS DE MONTES BELOS CURSO DE ZOOTECNIA BOAS PRÁTICAS AGROPECUÁRIAS NA ORDENHA Acadêmico: Ramon Cardoso de Oliveira Orientador: Prof. MSc. Rafael Alves da Costa

Leia mais

AVALIAÇÃO ESTATÍSTICA DA QUALIDADE MICROBIOLOGICA DO LEITE EM UMA PLATAFORMA LEITEIRA

AVALIAÇÃO ESTATÍSTICA DA QUALIDADE MICROBIOLOGICA DO LEITE EM UMA PLATAFORMA LEITEIRA AVALIAÇÃO ESTATÍSTICA DA QUALIDADE MICROBIOLOGICA DO LEITE EM UMA PLATAFORMA LEITEIRA STATISTICAL EVALUATION OF THE MICROBIOLOGICAL QUALITY OF MILK IN A MILK PLATFORM JANTSCH, Tiago Felipe Pós-graduando

Leia mais

A Vaca. Marcelo Crisóstomo de Faria. Fisiologia do Úbere. GEA Farm Technologies. GEA Farm Technologies A escolha certa.

A Vaca. Marcelo Crisóstomo de Faria. Fisiologia do Úbere. GEA Farm Technologies. GEA Farm Technologies A escolha certa. A Vaca Fisiologia do Úbere GEA Farm Technologies Marcelo Crisóstomo de Faria. geacrisostomo@gmail.com A VACA A Vaca O Úbere A Secreção do Leite A Descida do Leite A Produção de Leite Anatomia do úbere

Leia mais

Qualidade do leite para os laticínios

Qualidade do leite para os laticínios Qualidade do leite para os laticínios Paulo Henrique Fonseca da Silva Doutor em Ciência dos Alimentos EPAMIG/ILCT Minas Gerais Qualidade do leite para os laticínios Juiz de Fora - MG Instituto de Laticínios

Leia mais

QUALIDADE DO LEITE DE PEQUENAS PROPRIEDADES RURAIS DA REGIÃO SUDESTE DO PARANÁ.

QUALIDADE DO LEITE DE PEQUENAS PROPRIEDADES RURAIS DA REGIÃO SUDESTE DO PARANÁ. XXX ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Maturidade e desafios da Engenharia de Produção: competitividade das empresas, condições de trabalho, meio ambiente. São Carlos, SP, Brasil, 12 a15 de outubro

Leia mais

Pesquisa com produtores sobre freqüência de ordenha, temperatura de higienização e período para troca de teteiras

Pesquisa com produtores sobre freqüência de ordenha, temperatura de higienização e período para troca de teteiras Pesquisa com produtores sobre freqüência de ordenha, temperatura de higienização e período para troca de teteiras Loreno Egidio Taffarel 1, Patricia Barcellos Costa 2, Priscila Vincenzi dos Santos 3, Enio

Leia mais

Oportunidade para o setor do leite: Melhoria da qualidade do leite. Marcos Veiga dos Santos QualiLeite Lab. Pesquisa em Qualidade do Leite FMVZ-USP

Oportunidade para o setor do leite: Melhoria da qualidade do leite. Marcos Veiga dos Santos QualiLeite Lab. Pesquisa em Qualidade do Leite FMVZ-USP Oportunidade para o setor do leite: Melhoria da qualidade do leite Marcos Veiga dos Santos QualiLeite Lab. Pesquisa em Qualidade do Leite FMVZ-USP Agenda 1. Situação atual da qualidade do leite 2. Conceitos

Leia mais

A nova regra do mercado: produzir leite com qualidade e Instrução Normativa 62/2011. Guilherme Nunes de Souza gnsouza@cnpgl.embrapa.

A nova regra do mercado: produzir leite com qualidade e Instrução Normativa 62/2011. Guilherme Nunes de Souza gnsouza@cnpgl.embrapa. A nova regra do mercado: produzir leite com qualidade e Instrução Normativa 62/2011 Guilherme Nunes de Souza gnsouza@cnpgl.embrapa.br 32 3311-7537 Conteúdo 1. Breve histórico sobre o tema Qualidade do

Leia mais

Análise microbiológica de leite de vacas mestiças alimentadas com óleo de palma e gordura de côco

Análise microbiológica de leite de vacas mestiças alimentadas com óleo de palma e gordura de côco Análise microbiológica de leite de vacas mestiças alimentadas com óleo de palma e gordura de côco Milk microbiological analysis of crossbred cows fed with palm oil and coconut Rafaela Vacondio, Grasiele

Leia mais

RESÍDUOS DE ANTIMICROBIANOS NO LEITE BOVINO PRODUZIDO EM MORRINHOS-GOIÁS 1

RESÍDUOS DE ANTIMICROBIANOS NO LEITE BOVINO PRODUZIDO EM MORRINHOS-GOIÁS 1 RESÍDUOS DE ANTIMICROBIANOS NO LEITE BOVINO PRODUZIDO EM MORRINHOS-GOIÁS 1 Consuelo Ribeiro do Vale 2 ; Aroldo Vieira de Moraes Filho 2 ; Erick Weberth de Lima Junqueira 2 ; Suéllen do Vale Costa 2 ; Mara

Leia mais

ANÁLISE DA VIDA DE PRATELEIRA DE DIFERENTES MARCAS DE LEITE UHT/UAT ENCONTRADAS NO MUNICÍPIO DE SEROPÉDICA- RJ.

ANÁLISE DA VIDA DE PRATELEIRA DE DIFERENTES MARCAS DE LEITE UHT/UAT ENCONTRADAS NO MUNICÍPIO DE SEROPÉDICA- RJ. ANÁLISE DA VIDA DE PRATELEIRA DE DIFERENTES MARCAS DE LEITE UHT/UAT ENCONTRADAS NO MUNICÍPIO DE SEROPÉDICA- RJ. Rodrigo dos Santos NASCIMENTO 1, Jeferson Manoel TEIXEIRA 1, Lívia Nolasco Macedo MURUCI

Leia mais

MANUAL DE CAMPO RELATÓRIOS RELATÓRIO 4 SUMÁRIO DO REBANHO

MANUAL DE CAMPO RELATÓRIOS RELATÓRIO 4 SUMÁRIO DO REBANHO MANUAL DE CAMPO RELATÓRIOS RELATÓRIO 4 SUMÁRIO DO REBANHO Este relatório tem por finalidade apresentar mensalmente os índices do rebanhos para o controle atual, medias dos últimos 12 meses e de 12 a 24

Leia mais

Redução da contagem bacteriana na propriedade

Redução da contagem bacteriana na propriedade Redução da contagem bacteriana na propriedade Marcos Veiga dos Santos Professor Associado Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, FMVZ-USP Campus de Pirassununga, SP. 1. Introdução A ordenha pode

Leia mais

10. Assinale a alternativa que está ausente da fração proteica do leite: a) Caseína

10. Assinale a alternativa que está ausente da fração proteica do leite: a) Caseína FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE UBERLÂNDIA Curso de Medicina Veterinaria Disciplina: Tecnologia e Inspeção de Leite e Derivados Profª Andrea O B Botelho 8 e 9º períodos ROTEIRO DE ESTUDOS - Estes

Leia mais

ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DE ACIDEZ DO LEITE EM DIFERENTES MÉTODOS DE CONSERVAÇÃO. Nutr. Márcia Keller Alves Acad. Franciele Cechinato

ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DE ACIDEZ DO LEITE EM DIFERENTES MÉTODOS DE CONSERVAÇÃO. Nutr. Márcia Keller Alves Acad. Franciele Cechinato ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DE ACIDEZ DO LEITE EM DIFERENTES MÉTODOS DE CONSERVAÇÃO Nutr. Márcia Keller Alves Acad. Franciele Cechinato Fatores determinantes: - Raça - Período de lactação; - Alimentação; - Saúde

Leia mais

30/07/2014 LEITE DE QUALIDADE LEITE LEITE DE QUALIDADE 5 FAO,

30/07/2014 LEITE DE QUALIDADE LEITE LEITE DE QUALIDADE 5 FAO, LEITE LEITE DE QUALIDADE 18/07 Considerações gerais Composição e análises físico-química Fraude no leite e Qualidade Microbiológica Resíduo de medicamentos no leite Prática físico-química 25/07 Derivados

Leia mais

Diagnóstico da adequação de propriedades leiteiras em Valença-RJ às normas brasileiras de qualidade do leite

Diagnóstico da adequação de propriedades leiteiras em Valença-RJ às normas brasileiras de qualidade do leite Diagnóstico da adequação de propriedades leiteiras em Valença-RJ às normas brasileiras de qualidade do leite Adailton Antônio Loures Chaves 1 ; José Rogério Moura de Almeida Neto 2 Resumo A produção de

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 104 - Data 8 de julho de 2016 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: CONTRIBUIÇÃO PARA O PIS/PASEP O leite fluido pasteurizado ou industrializado

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE MELHORIA DA QUALIDADE DO LEITE NO BRASIL. Ralf Augusto Silva Marins SISA/SFA/RJ

PROGRAMA NACIONAL DE MELHORIA DA QUALIDADE DO LEITE NO BRASIL. Ralf Augusto Silva Marins SISA/SFA/RJ PROGRAMA NACIONAL DE MELHORIA DA QUALIDADE DO LEITE NO BRASIL Ralf Augusto Silva Marins SISA/SFA/RJ PROGRAMA NACIONAL DE MELHORIA DA QUALIDADE DO LEITE - PNQL HISTÓRICO: Surgiu em 1996 na EMBRAPA Gado

Leia mais

DIAGNÓSTICO HIGIÊNICO-SANITÁRIO DE PROPRIEDADES LEITEIRAS AVALIADAS NO MUNICÍPIO DE BANANEIRAS-PB

DIAGNÓSTICO HIGIÊNICO-SANITÁRIO DE PROPRIEDADES LEITEIRAS AVALIADAS NO MUNICÍPIO DE BANANEIRAS-PB DIAGNÓSTICO HIGIÊNICO-SANITÁRIO DE PROPRIEDADES LEITEIRAS AVALIADAS NO MUNICÍPIO DE BANANEIRAS-PB MARQUES¹, Diego Isaias Dias OLIVEIRA², Emanuel Neto Alves SANTOS³, Antonio Filho Coelho SANTOS², Esmeralda

Leia mais

Profa. Angélica Pinho Zootecnista. Fones: Profa. Gladis Ferreira Corrêa

Profa. Angélica Pinho Zootecnista. Fones: Profa. Gladis Ferreira Corrêa Profa. Angélica Pinho Zootecnista Fones: 3243-7300 Email: angelicapinho@unipampa.edu.br Profa. Gladis Ferreira Corrêa Unidade 1. Introdução à tecnologia de alimentos: conceitos fundamentais, definições

Leia mais

Guiade Higienização na

Guiade Higienização na ITAMBÉ Cooperativa Central de Produtores Rurais de Minas Gerais Ltda. BR 262, Km 09 Belo Horizonte MG CEP: 31950-640 CNPJ: 17.249.111/0014-53 Centro de Orientação ao Cliente Fone: (0 31) 3389-4174 Guiade

Leia mais

Profa. Angélica Pinho Zootecnista. Fones: Wats: (53)

Profa. Angélica Pinho Zootecnista. Fones: Wats: (53) Profa. Angélica Pinho Zootecnista Fones: 3243-7300 Wats: (53) 999913331 Email: angelicapinho@unipampa.edu.br Profa. Luciane Segabinazzi Prof. Paulo Lopes Unidade 1. Introdução à tecnologia de alimentos:

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS ASPECTOS FÍSICO-QUÍMICOS DO LEITE RECEBIDO PARA BENEFICIAMENTO EM MICRO USINA NA REGIÃO NORTE DO PARANÁ

AVALIAÇÃO DOS ASPECTOS FÍSICO-QUÍMICOS DO LEITE RECEBIDO PARA BENEFICIAMENTO EM MICRO USINA NA REGIÃO NORTE DO PARANÁ V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 AVALIAÇÃO DOS ASPECTOS ÍSICO-QUÍMICOS DO LEITE RECEBIDO PARA BENEICIAMENTO EM MICRO USINA NA REGIÃO NORTE DO PARANÁ

Leia mais

PREVENÇÃO, CONTROLE E TRATAMENTO DAS MASTITES BOVINAS REVISÃO DE LITERATURA

PREVENÇÃO, CONTROLE E TRATAMENTO DAS MASTITES BOVINAS REVISÃO DE LITERATURA PREVENÇÃO, CONTROLE E TRATAMENTO DAS MASTITES BOVINAS REVISÃO DE LITERATURA TOZZETTI, Danilo Soares BATAIER, Miguel Bataier Neto ALMEIDA, Leandro Rafael de d_tozzetti@hotmail Discentes da Faculdade de

Leia mais

BOAS PRÁTICAS NA PRODUÇÃO LEITEIRA Revisão de Literatura

BOAS PRÁTICAS NA PRODUÇÃO LEITEIRA Revisão de Literatura BOAS PRÁTICAS NA PRODUÇÃO LEITEIRA Revisão de Literatura 1 LIMA, Eduardo Henrique Oliveira; 2 NORONHA, Cássia Maria Silva; SOUSA, Edgar João Júnio¹. 1 Estudante do Curso Técnico em Agricultura e Zootecnia

Leia mais

LEITE : PAGAMENTO POR QUALIDADE

LEITE : PAGAMENTO POR QUALIDADE LEITE : PAGAMENTO POR QUALIDADE A EXPERIÊNCIA DO POOL LEITE ABC Arnaldo Bandeira Mestrado em Produção Animal - UFSM Mestrado em Administração de Empresas - ESADE Pós Graduação em Agribusiness - FAE MBA

Leia mais

ENTENDENDO OS RELATÓRIOS DE CONTROLE LEITEIRO

ENTENDENDO OS RELATÓRIOS DE CONTROLE LEITEIRO ENTENDENDO OS RELATÓRIOS DE CONTROLE LEITEIRO Tentaremos aqui exemplificar como devem ser interpretados os relatórios gerados pelo Serviço de Controle Leiteiro. RELATÓRIO 2 SUMÁRIO DE CÉLULAS SOMÁTICAS

Leia mais

EVOLUÇÃO DA QUALIDADE DO LEITE DE COOPERATIVAS DA REGIÃO DO ALTO PARANAÍBA PERANTE A INSTRUÇÃO NORMATIVA 51

EVOLUÇÃO DA QUALIDADE DO LEITE DE COOPERATIVAS DA REGIÃO DO ALTO PARANAÍBA PERANTE A INSTRUÇÃO NORMATIVA 51 Pág. 53 Artigo Técnico EVOLUÇÃO DA QUALIDADE DO LEITE DE COOPERATIVAS DA REGIÃO DO ALTO PARANAÍBA PERANTE A INSTRUÇÃO NORMATIVA 51 Quality milk evolution of cooperatives from the region of High Paranaiba

Leia mais

ÍNDICE UMA HISTÓRIA DE SUCESSO... 2 COMO MELHORAR A QUALIDADE DO LEITE...3. Resfriamento do leite...3. Higiene na ordenha...4. Controle de Mastite...

ÍNDICE UMA HISTÓRIA DE SUCESSO... 2 COMO MELHORAR A QUALIDADE DO LEITE...3. Resfriamento do leite...3. Higiene na ordenha...4. Controle de Mastite... ÍNDICE UMA HISTÓRIA DE SUCESSO... 2 COMO MELHORAR A QUALIDADE DO LEITE...3 Resfriamento do leite...3 Higiene na ordenha...4 Controle de Mastite...5 Controle de Resíduos de antimicrobianos...9 Nutrição

Leia mais

APLICAÇÃO DE BOAS PRÁTICAS AGROPECUÁRIAS (BPA) NA OBTENÇÃO DE MELHOR QUALIDADE NO LEITE DE COOPERATIVAS

APLICAÇÃO DE BOAS PRÁTICAS AGROPECUÁRIAS (BPA) NA OBTENÇÃO DE MELHOR QUALIDADE NO LEITE DE COOPERATIVAS APLICAÇÃO DE BOAS PRÁTICAS AGROPECUÁRIAS (BPA) NA OBTENÇÃO DE MELHOR QUALIDADE NO LEITE DE COOPERATIVAS PEREIRA, E. J; 1 MANEIRA, A. A. M. 2 1 Edimilson José Pereira. Pós-Graduando em Controle de Qualidade

Leia mais

COMO PRODUZIR LEITE DE QUALIDADE

COMO PRODUZIR LEITE DE QUALIDADE COMO PRODUZIR LEITE DE QUALIDADE COMO PRODUZIR LEITE DE QUALIDADE Pedro Carlos Cani Engenheiro Agrônomo Rosane Freitas Frangilo Zootecnista Vitória-ES 2008 Copyright - Todos os direitos reservados. ACPGLES

Leia mais

Art. 3º Esta Instrução Normativa entra em vigor na data de sua publicação. REGULAMENTO TÉCNICO DE IDENTIDADE E QUALIDADE DE QUEIJO AZUL

Art. 3º Esta Instrução Normativa entra em vigor na data de sua publicação. REGULAMENTO TÉCNICO DE IDENTIDADE E QUALIDADE DE QUEIJO AZUL MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 45, DE 23 DE OUTUBRO DE 2007 O MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso da atribuição

Leia mais

Manutenção e Higienização: Instalações, Alimentos, Equipamentos e Utensílios Aula VIII. Prof.: Alessandra Miranda

Manutenção e Higienização: Instalações, Alimentos, Equipamentos e Utensílios Aula VIII. Prof.: Alessandra Miranda Manutenção e Higienização: Instalações, Alimentos, Equipamentos e Utensílios Aula VIII Prof.: Alessandra Miranda Substâncias Detergentes e Sanitizantes Substâncias Detergentes Uso geral Alcalinos ou clorados

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE ESCOLA DE NUTRIÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE ESCOLA DE NUTRIÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE ESCOLA DE NUTRIÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA CURSO: Bacharelado em Nutrição DEPARTAMENTO: Tecnologia dos Alimentos

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Bovinocultura de Corte e Leite Código: VET244 Curso: Medicina Veterinária Semestre de oferta: 7 p Faculdade responsável: Medicina Veterinária Programa em vigência a partir

Leia mais

AVALIAÇÃO DA COMPOSIÇÃO QUÍMICA E QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DO LEITE CRÚ EM UM LATICÍNIO NA REGIÃO NOROESTE DO ESTADO DE SÃO PAULO 1

AVALIAÇÃO DA COMPOSIÇÃO QUÍMICA E QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DO LEITE CRÚ EM UM LATICÍNIO NA REGIÃO NOROESTE DO ESTADO DE SÃO PAULO 1 CIÊNCIAS AGRÁRIAS 67 TRABALHO ORIGINAL AVALIAÇÃO DA COMPOSIÇÃO QUÍMICA E QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DO LEITE CRÚ EM UM LATICÍNIO NA REGIÃO NOROESTE DO ESTADO DE SÃO PAULO 1 EVALUATION OF CHEMICAL COMPOSITION

Leia mais

Qualidade do Leite nas Propriedades do Município de Uruará, Pará 1

Qualidade do Leite nas Propriedades do Município de Uruará, Pará 1 69 ISSN 1517-2244 Agosto, 2002 Belém, PA Qualidade do Leite nas Propriedades do Município de Uruará, Pará 1 Luiz Carlos Vieira 2 Jonas Bastos da Veiga 3 Cristóvão Morelly Kaneyoshi H. de Freitas 4 O Município

Leia mais

Radar Técnico Qualidade do leite [20/09/2007]

Radar Técnico Qualidade do leite [20/09/2007] Radar Técnico Qualidade do leite [20/09/2007] Boas práticas de produção associadas à higiene de ordenha e qualidade do leite Parte 3 Marcos Veiga dos Santos Médico Veterinário e professor da FMVZ/USP Acesse

Leia mais

ANÁLISE DA COMPOSIÇÃO FÍSICO-QUIMICA DO LEITE DE VACAS HOLANDESAS SUBMETIDAS A DIFERENTES TURNOS DE COLETAS¹ 1

ANÁLISE DA COMPOSIÇÃO FÍSICO-QUIMICA DO LEITE DE VACAS HOLANDESAS SUBMETIDAS A DIFERENTES TURNOS DE COLETAS¹ 1 ANÁLISE DA COMPOSIÇÃO FÍSICO-QUIMICA DO LEITE DE VACAS HOLANDESAS SUBMETIDAS A DIFERENTES TURNOS DE COLETAS¹ 1 Karine Weiand Szambelan 2, Denize Da Rosa Fraga 3, Ana Paula Huttra Klemann 4, Julio Viéga

Leia mais

Através da Utilização de Processo de Separação por Membranas. Léo / Wagner

Através da Utilização de Processo de Separação por Membranas. Léo / Wagner UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA - UFSC PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE ALIMENTOS Destino Ambientalmente Correto a Rejeitos de Queijaria Através da Utilização de Processo de Separação

Leia mais

Kellen Nayara de Souza e Sérgio Domingues

Kellen Nayara de Souza e Sérgio Domingues 236 INFLUÊNCIA DE PARÂMETROS FÍSICO-QUÍMICOS DO LEITE NA DETECÇÃO DE MASTITE SUBCLÍNICA BOVINA POR CONDUTIVIDADEELÉTRICA1 Leonardo Faria Santos2, Kamila Soares Coelho3, Adriano França da Cunha4, Mariana

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Bovinocultura de Corte e Leite Código da Disciplina: AGR 361 Curso: Agronomia Semestre de oferta da disciplina: 7 p Faculdade responsável: Agronomia Programa em vigência

Leia mais

Profa. Mônica Maria Oliveira Pinho Cerqueira Escola de Veterinária UFMG

Profa. Mônica Maria Oliveira Pinho Cerqueira Escola de Veterinária UFMG Profa. Mônica Maria Oliveira Pinho Cerqueira Escola de Veterinária UFMG Qualidade do leite Práticas importantes Obtenção Manutenção Ações das indústrias Melhoria da qualidade Fazendas Coleta e transporte

Leia mais

Apoio técnico aos pequenos produtores de leite do município de Teixeira Soares 1 : diagnóstico

Apoio técnico aos pequenos produtores de leite do município de Teixeira Soares 1 : diagnóstico Resumo O presente trabalho trata da produção de leite do município de Teixeira Soares-PR, desenvolvido no período de novembro de 2007 a outubro de 2008, através do Programa UNIVERSIDADE SEM FRONTEIRAS/SETI.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PROGRAMA DE DISCIPLINA DEPARTAMENTO: ZOOTECNIA IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA: CÓDIGO NOME ( T - P ) ZOT 1050 BOVINOCULTURA DE LEITE (2-1) OBJETIVOS - ao término da disciplina

Leia mais

Quais os benefícios ao patrocinar um curso online?

Quais os benefícios ao patrocinar um curso online? Quais os benefícios ao patrocinar um curso online? Reforço da marca no mercado; Relacionamento estreito com o público alvo; Destaque da expertise da organização ao contribuir com conhecimentos e tecnologias

Leia mais