Produtos e soluções. Energias renováveis e eficiência energética. 3 principais vectores. Energia Solar Térmica. Energia Fotovoltaica

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Produtos e soluções. Energias renováveis e eficiência energética. 3 principais vectores. Energia Solar Térmica. Energia Fotovoltaica"

Transcrição

1 06/07/2012-3ª Convenção Daxis / Fagor Produtos e soluções António Ferreira Energias renováveis e eficiência energética. Instalações em Estarreja 3 principais vectores Energia Solar Térmica Energia Fotovoltaica Eficiência Energética

2 Tópicos a abordar Sistemas solares térmicos Utilizações Produtos e serviços Exemplos de aplicação Sistemas fotovoltaicos Utilizações Produtos e serviços Exemplos de aplicação Eficiência energética Energia solar térmica - Utilizações Aguas Quentes Sanitárias Banhos Cozinha Casas-de-banho etc. Aquecimento Piso Radiante Ventiloconvectores Baixas temperaturas Outros Piscinas Maquinas de lavar Industriais Etc.

3 Produtos Energia solar térmica Colectores solares Acumuladores Kits Termossifão Kits de circulação forçada Componentes Projecto caso a caso Tubos de vácuo Vantagens Baixas perdas térmicas Maior eficiência (especialmente com temperaturas exteriores baixas) Menos sensíveis a orientação e inclinação deficiente Suportam cargas térmicas com mais eficiência do que os colectores planos Atingem temperaturas mais altas (o que permite outro tipo de utilização) Fácil instalação Menos vulnerável a forças do vento

4 Colector Sinuta4Sun Instalação Simples Facilidade de transporte e de montagem Tecnologia heat-pipe para transferência eficaz de calor Fácil substituição individual dos tubos (sem paragem do sistema) Ausência de água no interior dos tubos provoca protecção anti-congelamento Sistemas Solares Térmicos Projecto Desenvolvimento de soluções Produção de componentes

5 Exemplo de aplicação 1 - Sistema solar térmico para aquecimento de águas industriais, projectado e implementado pela Sinuta4Sun. - Composto por 33 colectores de tubos de vácuo de alta eficiência, num total de 1080 tubos. - Área total de 155m2 de colectores solares. - Colectores solares Sinuta4Sun. - Produção anual de cerca de 75000kWh. - Redução anual dos consumos de gás em cerca de 1/3. - Expansão prevista para breve. Exemplo de aplicação 2 - Sistema de aquecimento de água de piscinas e sanitárias - Composto por 22 colectores de tubos de vácuo de alta eficiência, num total de 660 tubos. - Área total de 95m2 de colectores solares. - Colectores solares Sinuta4Sun. - Produção anual de cerca de 48000kWh. - Redução anual dos consumos de gás em cerca de 50%.

6 Energia solar Fotovoltaica - Utilizações Sistemas conectados à rede Produção para consumo próprio Produção para venda à rede Microgeração Minigeração Sistemas isolados Sistemas autónomos de alimentação a cargas diversas Kits de iluminação Kits de bombagem Cargas distantes da alimentação da rede Cargas onde a flexibilidade é factor decisivo Produtos Energia fotovoltaica Painéis fotovoltaicos Baterias Controladores Kits de bombagem Kits autónomos

7 Kits de Bombagem Poços Furos Lagos Rega Campos agrícolas Parques de campismo Etc. Iluminação Solar Fotovoltaica Produção e desenvolvimento de candeeiros fotovoltaicos 100% autónomo Económico Versátil Fácil de instalar Especificações à medida

8 Iluminação Solar Fotovoltaica Adaptar candeeiros existentes Exemplo de aplicação Alimentação fotovoltaica de logótipo empresarial Sistema 100% autónomo Instalação de 3kW - Sistema de iluminação autónomo em via publica

9 LED Eficiência Energética Iluminação de alta eficiência Projecto luminotécnico Kits de iluminação autónoma Benefícios económicos e ambientais Tempo de recuperação de investimento baixo Poupanças de consumo de cerca de 75% A energia solar térmica é actualmente a única forma de energia renovável que permite uma recuperação do investimento num curto espaço de tempos sem ser necessário qualquer tipo de apoio Energia gratuita após a recuperação do investimento Mais independência das escaladas constantes do preços de combustíveis e electricidade Contribuição forte para o melhoramente da situação económica do país Energia limpa e renovável que protege o meio ambiente

10 Contactos: Sinuta4sun Lda. Lote 3 Zona Industrial Municipal de Estarreja Aveiro Portugal Telefone: Fax:

Índice. Energia Solar Energia Solar Fotovoltaica PV Microgeração PV Minigeração PV Auto Consumo Energia Solar Térmica Solar Térmico

Índice. Energia Solar Energia Solar Fotovoltaica PV Microgeração PV Minigeração PV Auto Consumo Energia Solar Térmica Solar Térmico Energia Solar Índice Energia Solar Energia Solar Fotovoltaica PV Microgeração PV Minigeração PV Auto Consumo Energia Solar Térmica Solar Térmico 1 2 3 4 5 6-8 www.blastingfm.com Energia Solar Fotovoltaica

Leia mais

ENERGIA SOLAR NÃO É UM CUSTO. É UM BOM INVESTIMENTO.

ENERGIA SOLAR NÃO É UM CUSTO. É UM BOM INVESTIMENTO. ILUMINAÇÃO 14 ENERGIA SOLAR NÃO É UM CUSTO. É UM BOM INVESTIMENTO. LOJA ONLINE DISPONÍVEL NA PÁGINA WEB WWW.SINUTA4SUN.PT PRODUTOS CHAVE NA MÃO POSSIBILIDADE :VARIEDADE DE DE PRODUTOS: COMPRA COM UMA INSTALAÇÃO

Leia mais

ENERGIA SOLAR NÃO É UM CUSTO. É UM BOM INVESTIMENTO.

ENERGIA SOLAR NÃO É UM CUSTO. É UM BOM INVESTIMENTO. ILUMINAÇÃO 14 ENERGIA SOLAR NÃO É UM CUSTO. É UM BOM INVESTIMENTO. LOJA ONLINE DISPONÍVEL NA PÁGINA WEB WWW.SINUTA4SUN.PT PRODUTOS CHAVE NA MÃO POSSIBILIDADE :VARIEDADE DE DE PRODUTOS: COMPRA COM UMA INSTALAÇÃO

Leia mais

Tabela de preços nº12 ( )

Tabela de preços nº12 ( ) Energia solar térmica Familia Colectores solares de alta eficiência EA0031 Colector de 20 tubos com suporte 605,00 A EA0023 Colector de 30 tubos com suporte 880,00 A EA0042 Colector de 20 tubos sem suporte

Leia mais

KITS SOLARES TÉRMICOS >> SISTEMA TERMOSSIFÃO >> SISTEMA CIRCULAÇÃO FORÇADA SISTEMA HÍBRIDO

KITS SOLARES TÉRMICOS >> SISTEMA TERMOSSIFÃO >> SISTEMA CIRCULAÇÃO FORÇADA SISTEMA HÍBRIDO KITS SOLARES TÉRMICOS >> SISTEMA >> SISTEMA CIRCULAÇÃO FORÇADA >> SISTEMA HÍBRIDO CIRCULAÇÃO FORÇADA SISTEMA HÍBRIDO PROGRAMA SOLAR GOLD GUIA DE SELEÇÃO KITS SOLARES ZANTIA > PASSOS DA SELEÇÃO 1 PASS0

Leia mais

KITS SOLARES TÉRMICOS >> SISTEMA TERMOSSIFÃO >> SISTEMA CIRCULAÇÃO FORÇADA SISTEMA HÍBRIDO

KITS SOLARES TÉRMICOS >> SISTEMA TERMOSSIFÃO >> SISTEMA CIRCULAÇÃO FORÇADA SISTEMA HÍBRIDO KITS SOLARES TÉRMICOS >> SISTEMA TERMOSSIFÃO >> SISTEMA CIRCULAÇÃO FORÇADA >> SISTEMA HÍBRIDO TERMOSSIFÃO CIRCULAÇÃO FORÇADA SISTEMA HÍBRIDO GUIA DE SELEÇÃO KITS SOLARES ZANTIA > PASSOS DA SELEÇÃO > OPÇÕES

Leia mais

ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA Autoconsumo Sistemas Isolados Bombagem Solar

ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA Autoconsumo Sistemas Isolados Bombagem Solar ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA Autoconsumo Sistemas Isolados Bombagem Solar Autoconsumo MasterKit Produza e consuma a sua própria energia Sendo Portugal um dos países da Europa com maior índice de radiação

Leia mais

Empresas de diversos setores necessitam de produzir águas quentes no âmbito das suas atividades, como por exemplo:

Empresas de diversos setores necessitam de produzir águas quentes no âmbito das suas atividades, como por exemplo: Empresas de diversos setores necessitam de produzir águas quentes no âmbito das suas atividades, como por exemplo: no Alojamento, para banhos, cozinha e limpezas nos Serviços, para limpezas, lavagem de

Leia mais

Com sede em Estarreja, a Sinuta4Sun é uma das empresas do

Com sede em Estarreja, a Sinuta4Sun é uma das empresas do 14 AQUECIMENTO Num momento em que a crise energética é já um problema actual que reúne a preocupação de todos nós, em que as pessoas e empresas estão cada vez mais voltadas para o uso de energias que permitam

Leia mais

AO ABRIGO DO PROGRAMA DE INCENTIVOS À UTILIZAÇÃO DE ENERGIAS RENOVÁVEIS S O L U Ç Õ E S D E Á G U A Q U E N T E

AO ABRIGO DO PROGRAMA DE INCENTIVOS À UTILIZAÇÃO DE ENERGIAS RENOVÁVEIS S O L U Ç Õ E S D E Á G U A Q U E N T E SOLUÇÕES SOLARES AO ABRIGO DO PROGRAMA DE INCENTIVOS À UTILIZAÇÃO DE ENERGIAS RENOVÁVEIS SOLUÇÕES SOLARES - Ao abrigo do Programa de Incentivos à utilização de Energias Renováveis Vantagens das soluções

Leia mais

Energia Solar Térmica. Prof. Ramón Eduardo Pereira Silva Engenharia de Energia Universidade Federal da Grande Dourados Dourados MS 2014

Energia Solar Térmica. Prof. Ramón Eduardo Pereira Silva Engenharia de Energia Universidade Federal da Grande Dourados Dourados MS 2014 Energia Solar Térmica Prof. Ramón Eduardo Pereira Silva Engenharia de Energia Universidade Federal da Grande Dourados Dourados MS 2014 Tipos de Sistemas Energia Solar Térmica - 2014 Prof. Ramón Eduardo

Leia mais

A água subterrânea como fonte térmica na climatização de edifícios situação em Portugal e perspectivas futuras

A água subterrânea como fonte térmica na climatização de edifícios situação em Portugal e perspectivas futuras A água subterrânea como fonte térmica na climatização de edifícios situação em Portugal e perspectivas futuras Augusto Costa & Helena Amaral Unidade de Águas Subterrâneas do Labº Nacional de Energia e

Leia mais

Iluminação Pública e Sistema de Gestão de Energia

Iluminação Pública e Sistema de Gestão de Energia Iluminação Pública e Sistema de Gestão de Energia 14 Março 2006 Auditório da Câmara Municipal de Mirandela Vítor Lopes EDV ENERGIA Agência de Energia do Entre o Douro e Vouga Região constituída por 5 municípios:

Leia mais

Linha Solsken Pro. Vantagens da linha Solsken Pro Pressurizado: Aquece a água mais rapidamente do que os sistemas de termossifão vulgares

Linha Solsken Pro. Vantagens da linha Solsken Pro Pressurizado: Aquece a água mais rapidamente do que os sistemas de termossifão vulgares Linha Solsken Pro Sistema Termossifão Compacto Pressurizado Principio de Funcionamento Os sistemas solares térmicos são pouco complexos; aproveitam da radiação solar para aquecer as suas águas sanitárias,

Leia mais

Eficiência Energética No Hospital de Santa Maria. Carlos Duarte

Eficiência Energética No Hospital de Santa Maria. Carlos Duarte Eficiência Energética No Hospital de Santa Maria Carlos Duarte 8 Maio 2017 O Hospital de Santa Maria Inicialmente com o nome de Hospital Escolar de Lisboa, o Hospital de Santa Maria foi projetado em 1938

Leia mais

2ª edição. Soluções Hydrobox. Climatização e Águas Quentes Sanitárias

2ª edição. Soluções Hydrobox. Climatização e Águas Quentes Sanitárias 2ª edição Soluções Hydrobox 2ª edição Climatização e Águas Quentes Sanitárias O sistema integral para climatizar a sua casa e aquecer águas sanitárias Água quente até 60 para uso sanitário Painel Solar

Leia mais

Alberto Mendes Ministério do Turismo, Indústria e Energia Cabo Verde

Alberto Mendes Ministério do Turismo, Indústria e Energia Cabo Verde Alberto Mendes Ministério do Turismo, Indústria e Energia Cabo Verde Rendimento per capita de 2008 foi de US$3.130, sendo que em 1975 era de US$190 Taxa de alfabetização: 83,8% para adultos e 97% para

Leia mais

Eficiência Energética e Sistemas de Produção de Energia

Eficiência Energética e Sistemas de Produção de Energia ENERGY FOR YOUR FUTURE Eficiência Energética e Sistemas de Produção de Energia Escola Secundária do Fundão Fevereiro 2015 Hélio Fazendeiro QUEM SOMOS A Starenergy é uma empresa especializada que presta

Leia mais

ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA Monitorização e Gestão Autoconsumo Sistemas Isolados Bombagem Solar

ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA Monitorização e Gestão Autoconsumo Sistemas Isolados Bombagem Solar ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA Monitorização e Gestão Autoconsumo Sistemas Isolados Bombagem Solar Solius Vision Simples Independente Inteligente CONSTRUIR UM SONHO: 00% AUTOCONSUMO FOTOVOLTAICO Os nossos

Leia mais

Permutadores de Calor para Piscinas

Permutadores de Calor para Piscinas Permutadores de Calor para s TECNOLOGIA BOWMAN Líder Mundial em Tecnologia Permutadores Calor Permutadores de calor s Para Caldeiras, Painéis Solares e Bombas de calor PERFORMANCE NA TRANSFERÊNCIA DE CALOR

Leia mais

PRODUÇÃO DE ENERGIA A PARTIR DE FONTES

PRODUÇÃO DE ENERGIA A PARTIR DE FONTES PRODUÇÃO DE ENERGIA A PARTIR DE FONTES RENOVÁVEIS A produção de energia, a partir de fontes renováveis, tem múltiplas vantagens, existindo fortes incentivos para a construção dessas Centrais de Micro Geração

Leia mais

FABRICO DE TERMOACUMULADORES E BOMBAS DE CALOR

FABRICO DE TERMOACUMULADORES E BOMBAS DE CALOR fabrico de termoacumuladores e bombas de calor www.termobrasa.com TERMOSSIFÃO FABRICO DE TERMOACUMULADORES E BOMBAS DE CALOR 45 Anos HISTÓRIA A Termobrasa foi criada em 1970 com o objetivo de fabricar

Leia mais

o sistema solar para todo o ano DEPÓSITO SOLAR DE CAPAS SEM PRESSÃO ANTI LIGIONELA DE ALTO RENDIMENTO

o sistema solar para todo o ano DEPÓSITO SOLAR DE CAPAS SEM PRESSÃO ANTI LIGIONELA DE ALTO RENDIMENTO o sistema solar para todo o ano DEPÓSITO SOLAR DE CAPAS SEM PRESSÃO ANTI LIGIONELA DE ALTO RENDIMENTO Todos os novos depósito têm: Isolamento de alta qualidade (PUR) para um melhor rendimento Recipiente

Leia mais

SOLUÇÕES DE Energia solar fotovoltaica À SUA MEDIDA

SOLUÇÕES DE Energia solar fotovoltaica À SUA MEDIDA SOLUÇÕES DE Energia solar fotovoltaica À SUA MEDIDA NA VOLTALIA RESPIRAMOS ENERGIA. Energia Elétrica Off-Grid A Empresa MPrime é a empresa distribuidora de equipamento fotovoltaico do grupo Voltalia. Em

Leia mais

AMVDN Agência de Energia (Vale do Douro Norte)

AMVDN Agência de Energia (Vale do Douro Norte) (Vale do Douro-Norte) AMVDN DOURONORTE Agência de Energia INÍCIO: 1996 MUNICÍPIOS: - Alijó (297,4km2); - Sta. Marta de Penaguião (68,9km2); - Mesão Frio (26,6km2); - Peso da Régua(94km2); - Sabrosa (157km2);

Leia mais

Saiba mais sobre. Recuperadores de Calor. e Salamandras

Saiba mais sobre. Recuperadores de Calor. e Salamandras Saiba mais sobre Recuperadores de Calor e Salamandras 1 A BIOMASSA É UTILIZADA NAS CASAS PORTUGUESAS PARA AQUECIMENTO AMBIENTE E PRODUÇÃO DE ÁGUA QUENTE ENQUADRAMENTO DE ACORDO COM O INQUÉRITO AO CONSUMO

Leia mais

sistemas de climatização radiante vs energias renováveis

sistemas de climatização radiante vs energias renováveis sistemas de climatização radiante vs energias renováveis ENERGIA GEOTÉRMICA CENTRAL TÉRMICA GIACOMINI PORTUGAL Solar térmico: a casa produz energia Produção de água quente sanitária Graças à instalação

Leia mais

Energia e Ambiente. Desenvolvimento sustentável; Limitação e redução dos gases de efeito de estufa; Estímulo da eficiência energética;

Energia e Ambiente. Desenvolvimento sustentável; Limitação e redução dos gases de efeito de estufa; Estímulo da eficiência energética; Energia e Ambiente Desenvolvimento sustentável; Limitação e redução dos gases de efeito de estufa; Estímulo da eficiência energética; Investigação de formas novas e renováveis de energia; Potenciar as

Leia mais

SISTEMA DE AQUECIMENTO DE ÁGUAS QUENTES SANITÁRIAS (AQS) POR BOMBA DE CALOR viterm

SISTEMA DE AQUECIMENTO DE ÁGUAS QUENTES SANITÁRIAS (AQS) POR BOMBA DE CALOR viterm Bomba de Calor 1 SISTEMA DE AQUECIMENTO DE ÁGUAS QUENTES SANITÁRIAS (AQS) POR BOMBA DE CALOR Principio de Funcionamento: A bomba de calor assume, nos dias de hoje, a alternativa energética mais apetecível

Leia mais

AUDITORIAS ENERGÉTICAS BENEFÍCIOS PARA A COMPETIVIDADE. CLÁUDIO CASIMIRO

AUDITORIAS ENERGÉTICAS BENEFÍCIOS PARA A COMPETIVIDADE. CLÁUDIO CASIMIRO AUDITORIAS ENERGÉTICAS BENEFÍCIOS PARA A COMPETIVIDADE CLÁUDIO CASIMIRO claudio.casimiro@ceeeta.pt A única coisa que sabemos sobre o futuro é que será diferente Peter Drucker Paradigma Actual - UE Nos

Leia mais

ThermProtect A solução perfeita para sistemas solares

ThermProtect A solução perfeita para sistemas solares A solução perfeita para sistemas solares Sistemas de aquecimento Sistemas industriais Sistemas de refrigeração 2/3 Absorvedor standard Absorvedor ThermProtect Vantagens para o projetista e para o instalador

Leia mais

AUTOCONSUMO FOTOVOLTAICO. Crie a sua Energia!

AUTOCONSUMO FOTOVOLTAICO. Crie a sua Energia! AUTOCONSUMO FOTOVOLTAICO 2017 Crie a sua Energia! INTRODUÇÃO Energia Solar é a designação dada à captação de energia proveniente do sol, e posterior transformação dessa energia em alguma forma utilizável

Leia mais

Edição Controladores para Aquecimento

Edição Controladores para Aquecimento Edição 2016 Controladores para Aquecimento Controlador Lógico para Aquecimento Conjugado O Controlador Lógico para Aquecimento Conjugado (CLAC) foi desenvolvido para o controle de sistemas de aquecimento

Leia mais

A importância da legislação na eficiência energética dos Edifícios

A importância da legislação na eficiência energética dos Edifícios A importância da legislação na eficiência energética dos Edifícios Lisboa, 8 de Maio de 2012 ADENE Agência para a Energia sce@adene.pt ÍNDICE A Directiva Europeia EPBD Sistema de Certificação Energética

Leia mais

O exemplo prático das Energias Renováveis como solução na Gestão de Energia e Eficiência Energética.

O exemplo prático das Energias Renováveis como solução na Gestão de Energia e Eficiência Energética. SERVIÇOS E EQUIPAMENTOS DE ENERGIAS RENOVÁVEIS Workshop Gestão de Energia e Eficiência Energética nas Empresas PAINEL II O exemplo prático das Energias Renováveis como solução na Gestão de Energia e Eficiência

Leia mais

Facilidade de instalação. Ligações localizadas apenas na unidade interior. Redução até 80% do tempo de instalação. Conforto térmico elevado

Facilidade de instalação. Ligações localizadas apenas na unidade interior. Redução até 80% do tempo de instalação. Conforto térmico elevado Facilidade de instalação Redução até 80% do tempo de instalação Maior satisfação do utilizador Impacto reduzido na arquitetura do edifício Ideal para novos edifícios e remodelações Ideal para montagem

Leia mais

RECS Regulamento de Desempenho Energético dos Edifícios de Comércio e Serviços

RECS Regulamento de Desempenho Energético dos Edifícios de Comércio e Serviços IEE e Classificação Energética Questão 2 Preten-se emitir um pré-certificado energético (PCE) um edifício novo da tipologia hotel. O edifício tem uma área total 124 000 m 2. Consire que o projeto arquitetura

Leia mais

Anexo I Requisitos das medidas e Despesas Elegíveis em Eficiência Energética e Energias Renováveis, por tipologia de operação

Anexo I Requisitos das medidas e Despesas Elegíveis em Eficiência Energética e Energias Renováveis, por tipologia de operação Anexo I Requisitos das medidas e Despesas Elegíveis em Eficiência Energética e Energias Renováveis, por tipologia de operação Requisitos das medidas Intervenções que visem o aumento da eficiência energética

Leia mais

Anexo I Requisitos das medidas e Despesas Elegíveis em Eficiência Energética e Energias Renováveis, por tipologia de operação

Anexo I Requisitos das medidas e Despesas Elegíveis em Eficiência Energética e Energias Renováveis, por tipologia de operação Anexo I Requisitos das medidas e Despesas Elegíveis em Eficiência Energética e Energias Renováveis, por tipologia de operação Requisitos das medidas Intervenções que visem o aumento da eficiência energética

Leia mais

ENERGIA SOLAR TÉRMICA Termossifão Forçado

ENERGIA SOLAR TÉRMICA Termossifão Forçado ENERGIA SOLAR TÉRMICA Termossifão Forçado Energia Solar Térmica Imagine...ter água quente, reduzir a conta de energia e fazer uma diferença positiva no ambiente, apenas com a energia que o sol tem para

Leia mais

CATÁLOGO ENERGIAS RENOVÁVEIS E ILUMINAÇÃO

CATÁLOGO ENERGIAS RENOVÁVEIS E ILUMINAÇÃO CATÁLOGO ENERGIAS RENOVÁVEIS E ILUMINAÇÃO Índice: Introdução.. Pág.3 Painéis Solares, Kits Autónomos e respectivos Componentes Solares... Pág.4 - Painéis Solares... Pág.5 a 9 - Kits Autónomos. Pág.10 a

Leia mais

TH 030- Sistemas Prediais Hidráulico Sanitários

TH 030- Sistemas Prediais Hidráulico Sanitários Universidade Federal do Paraná Engenharia Civil TH 030- Sistemas Prediais Hidráulico Sanitários Aula 13 Sistema Predial de Água Quente: Energia Solar e Aquecimento a Gás Profª Heloise G. Knapik 1 Aquecimento

Leia mais

PLANO NOVAS ENERGIAS (ENE 2020)

PLANO NOVAS ENERGIAS (ENE 2020) PLANO NOVAS ENERGIAS (ENE 2020) 0 Metas da União Europeia para 2020 20% 20% 20% Peso das Renováveis no consumo de energia final Redução do consumo de energia final Redução de gases de efeito de estufa

Leia mais

CALOR & FRIO ALFÉA & PANAMÁ POUPANÇA & CONFORTO

CALOR & FRIO ALFÉA & PANAMÁ POUPANÇA & CONFORTO CALOR & FRIO ALFÉA & PANAMÁ POUPANÇA & CONFORTO APRESENTAMOS UMA SOLUÇÃO IDEAL PARA DESFRUTAR DO MÁXIMO CONFORTO TODO O ANO. E COM UMA POUPANÇA MÁXIMA. ALFÉA & PANAMÁ A COMBINAÇÃO PERFEITA PARA DESFRUTAR

Leia mais

FICHA TÉCNICA Vulcano Soluções Solares. Nº Pág.s: 10 nº Julho Copyright Construlink.com - Todos os direitos reservados.

FICHA TÉCNICA Vulcano Soluções Solares. Nº Pág.s: 10 nº Julho Copyright Construlink.com - Todos os direitos reservados. FICHA TÉCNICA Vulcano Soluções Solares Nº Pág.s: 10 nº 19 30. Julho. 2007 Vulcano Soluções Solares 01 1. Vulcano aposta a nas energias alternativas. Consciente das responsabilidades sociais que recaem

Leia mais

ESQUENTADORES SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE

ESQUENTADORES SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE ESQUENTADORES Sensor Compacto SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE Sensor Compacto O novo grau de exigência Tecnologia, conforto e poupança Há um novo grau de exigência na gama de esquentadores Vulcano: o Sensor Compacto.

Leia mais

ECOTERMO CONFORTO ECONOMIA ÁGUA QUENTE SOLAR ATÉ 55 OC 24H POR DIA. Dia e noite, faça sol ou chuva.

ECOTERMO CONFORTO ECONOMIA ÁGUA QUENTE SOLAR ATÉ 55 OC 24H POR DIA. Dia e noite, faça sol ou chuva. C O N C E P Ç ÃO, D E S E N VO LV I M E N T O E FA B R I C O P O R T U G U Ê S ECOTERMO CONFORTO ECONOMIA PROVAVELMENTE O AQUECEDOR DE ÁGUA SOLAR MAIS EVOLUÍDO DO MUNDO 8% POUPANÇA COP*, ÁGUA QUENTE SOLAR

Leia mais

PRINCÍPIOS E APLICAÇÕES

PRINCÍPIOS E APLICAÇÕES Energia Solar PAINEL SOLAR PRINCÍPIOS E APLICAÇÕES ENERGIA SOLAR FOTOTÉRMICA Etapas de um Projeto de Sistemas de Aquecimento Solar Os sistemas de aquecimento solar podem ser classificados quanto ao modo

Leia mais

BELAS CLUBE DE CAMPO LISBON GREEN VALLEY TOWNHOUSES T4+1

BELAS CLUBE DE CAMPO LISBON GREEN VALLEY TOWNHOUSES T4+1 TOWNHOUSES T4+1 BY BELAS CLUBE DE CAMPO LISBON GREEN VALLEY Moradias Geminadas BELAS CLUBE DE CAMPO LISBON GREEN VALLEY Área do Lote (m 2 ) Área de Implantação (m 2 ) Área de Construção (m

Leia mais

Conjuntos Solares Térmicos Daikin

Conjuntos Solares Térmicos Daikin Produção de Água Quente Sanitária (AQS) Conjuntos Solares Térmicos Daikin Soluções Daikin ao serviço da eficiência energética Solução DrainBack* Elevada eficiência Simples manutenção * Solução hidráulica

Leia mais

AUTOCONSUMO POUPA A TUA ENERGIA 12 X KITS KITS KITS. Sistema fotovoltaico modular para uso doméstico de baixa potência SOLUÇÕES DE CRÉDITO

AUTOCONSUMO POUPA A TUA ENERGIA 12 X KITS KITS KITS. Sistema fotovoltaico modular para uso doméstico de baixa potência SOLUÇÕES DE CRÉDITO X SEM JUROS SOLUÇÕES DE CRÉDITO PERGUNTE-NOS COMO. UTOCONSUMO POUP TU ENERGI Sistema fotovoltaico modular para uso doméstico de baixa potência UTOCONSUMO HÍBRIDOS BTERI BOMBS SUBMERSÍVEIS www.thinktech.pt

Leia mais

Exemplos Práticos de Aplicação da Energia Fotovoltaica no meio Rural Curso Energias Renováveis 02 a 06 de outubro de 2017 Concórdia/SC

Exemplos Práticos de Aplicação da Energia Fotovoltaica no meio Rural Curso Energias Renováveis 02 a 06 de outubro de 2017 Concórdia/SC Exemplos Práticos de Aplicação da Energia Fotovoltaica no meio Rural Curso Energias Renováveis 02 a 06 de outubro de 2017 Concórdia/SC Matias Felipe E. Kraemer Eng. Agrônomo - Me. Desenvolvimento Rural

Leia mais

Anexo I Requisitos das medidas e Despesas Elegíveis em Eficiência Energética e Energias Renováveis, por tipologia de operação

Anexo I Requisitos das medidas e Despesas Elegíveis em Eficiência Energética e Energias Renováveis, por tipologia de operação Anexo I Requisitos das medidas e Despesas Elegíveis em Eficiência Energética e Energias Renováveis, por tipologia de operação Requisitos das medidas Despesas Elegíveis a) Intervenções que visem o aumento

Leia mais

FABRICO DE TERMOACUMULADORES E BOMBAS DE CALOR

FABRICO DE TERMOACUMULADORES E BOMBAS DE CALOR fabrico de termoacumuladores e bombas de calor www.termobrasa.com TERMOACUMULADORES DE INÉRCIA FABRICO DE TERMOACUMULADORES E BOMBAS DE CALOR 45 Anos HISTÓRIA A Termobrasa foi criada em 1970 com o objetivo

Leia mais

Gestão de Energia e Incorporação de Soluções Eficientes em Residências de Estudantes

Gestão de Energia e Incorporação de Soluções Eficientes em Residências de Estudantes Gestão de Energia e Incorporação de Soluções Eficientes em Residências de Estudantes Bolsa de Integração à Investigação Bolseiro: Rui Rafael Braga Rodrigues Ribeiro Professor Coordenador: Prof. Doutor

Leia mais

Gestão de energia: 2009/2010

Gestão de energia: 2009/2010 Gestão de energia: 2009/2010 Aula # T10 Regulamentação de energia em edifícios - RSECE Prof. Miguel Águas miguel.aguas@ist.utl.pt Dr. Eng. João Parente Sistema de certificação energética SCE (Sistema Nacional

Leia mais

Faro Lisboa Porto

Faro Lisboa Porto AUTOCONSUMO FOTOVOLTAICO Gama Residencial KIT até 1500W PRODUZA A SUA PRÓPRIA ENERGIA E POUPE A CADA RAIO DE SOL! REDUZA A SUA FACTURA DE ELECTRICIDADE! AUMENTE A SUA INDEPENDÊNCIA ENERGÉTICA E TORNE-SE

Leia mais

PISCINAS TÉRMICAS Desumidificação Aquecimento

PISCINAS TÉRMICAS Desumidificação Aquecimento PISCINAS TÉRMICAS Desumidificação Aquecimento Piscinas Térmicas Conforto em piscinas interiores aquecidas A maior parte das perdas térmica das piscinas interiores aquecidas resultam da evaporação da água,

Leia mais

síntese dos resultados obtidos

síntese dos resultados obtidos síntese dos resultados obtidos a. consumos de energia A análise detalhada dos consumos energéticos incluiu uma visita técnica realizada no dia 10 de julho de 2013, a análise das faturas de eletricidade

Leia mais

Aspectos económicos e ambientais das grandes infraestruturas

Aspectos económicos e ambientais das grandes infraestruturas Aspectos económicos e ambientais das grandes infraestruturas de electro-produção João Joanaz de Melo FCT-UNL / GEOTA Ciclo Política Ambiental no Sistema Fiscal Português Seminário: o sector energético

Leia mais

Sessão Pública Apresentação da Agenda Regional para a Energia. Resíduos do Nordeste, EIM

Sessão Pública Apresentação da Agenda Regional para a Energia. Resíduos do Nordeste, EIM Sessão Pública Apresentação da Agenda Regional para a Energia Resíduos do Nordeste, EIM 17.03.2010 Resíduos do Nordeste, EIM A actividade da empresa engloba a recolha e deposição de resíduos indiferenciados

Leia mais

Eficiência Energética no Alto Alentejo: 2014_2020. Projetos ILUPub & EDIPub

Eficiência Energética no Alto Alentejo: 2014_2020. Projetos ILUPub & EDIPub Eficiência Energética no Alto Alentejo: 2014_2020 Projetos ILUPub & EDIPub Eficiência Energética no Alto Alentejo OBJETIVO: Reduzir o consumo e os custos energéticos dos Municípios do Alto Alentejo METODOLOGIA:

Leia mais

MINISTÉRIO DA ENERGIA E ÁGUAS

MINISTÉRIO DA ENERGIA E ÁGUAS MINISTÉRIO DA ENERGIA E ÁGUAS CONFERÊNCIA SOBRE ENERGIAS LIMPAS ELECTRIFICAR ANGOLA PRESERVANDO O AMBIENTE POTENCIALIDADES DAS ENERGIAS RENOVÁVEIS EM ANGOLA APRESENTAÇÃO SANDRA CRISTÓVÃO DIRECTORA NACIONAL

Leia mais

Energia solar fotovoltaica:

Energia solar fotovoltaica: Energia solar fotovoltaica: Uma solução para o setor energético brasileiro Raphael Duque Objetivos 1. Desafios do Setor de Energia Elétrica Brasileiro; 2. Uma Solução para o Setor Elétrico Brasileiro;

Leia mais

Custos Padrão por Tecnologias aplicáveis: Sim, para a(s) tipologia(s) de intervenção previstas no Anexo II do Aviso: Envolvente opaca

Custos Padrão por Tecnologias aplicáveis: Sim, para a(s) tipologia(s) de intervenção previstas no Anexo II do Aviso: Envolvente opaca Anexo I (alterado a 14 de dezembro de 2017) Requisitos das medidas e Despesas Elegíveis em Eficiência Energética e Energias Renováveis, por tipologia de operação Requisitos das medidas Despesas Elegíveis

Leia mais

Centrais de cogeração em edifícios: o caso da Sonae Sierra

Centrais de cogeração em edifícios: o caso da Sonae Sierra Centrais de cogeração em edifícios: o caso da Sonae Sierra Miguel Gil Mata 29 Maio 2009 FEUP Semana da Energia e Ambiente 1 Centrais de Cogeração em edifícios o caso da Sonae Sierra 1. O conceito de Cogeração

Leia mais

ENERGIA SOLAR NÃO É UM CUSTO. É UM BOM INVESTIMENTO.

ENERGIA SOLAR NÃO É UM CUSTO. É UM BOM INVESTIMENTO. FOTOVOLTAICO 5 ENERGIA SOLAR NÃO É UM CUSTO. É UM BOM INVESTIMENTO. LOJA ONLINE DISPONÍVEL NA PÁGINA WEB WWW.SINUTA4SUN.PT PRODUTOS CHAVE NA MÃO POSSIBILIDADE :VARIEDADE DE DE PRODUTOS: COMPRA COM UMA

Leia mais

Agradecimentos... I Resumo... III Abstract... IV Índice... V Índice de figuras... X Índice de gráficos... XXII Abreviaturas... XXIII Glossário...

Agradecimentos... I Resumo... III Abstract... IV Índice... V Índice de figuras... X Índice de gráficos... XXII Abreviaturas... XXIII Glossário... ÍNDICE Agradecimentos... I Resumo... III Abstract... IV Índice... V Índice de figuras... X Índice de gráficos... XXII Abreviaturas... XXIII Glossário... XXIV CAPÍTULO 1 1.1. - Introdução... 1 1.2. - Metodologia

Leia mais

S O L U Ç Õ E S D E Á G U A Q U E N T E

S O L U Ç Õ E S D E Á G U A Q U E N T E TERMOACUMULADORES ELÉCTRICOS S O L U Ç Õ E S D E Á G U A Q U E N T E Índice Conforto garantido 03 Compatibilidade solar e selecção de capacidade 04 Gama PrimeAqua 05 Gama EasyAqua 06 Gama NaturaAqua 07

Leia mais

ESTÁDIO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA

ESTÁDIO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA Azinhaga do Torre do Fato 5C - 1600-299 Lisboa www.promee.pt geral@promee.pt projectos de engenharia de edifícios lda ESTÁDIO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA EDIFÍCIOS DO DRIVING RANGE E CLUB HOUSE LISBOA INSTALAÇÕES

Leia mais

A Energia solar. Fontes alternativas de energia - aproveitamento da energia solar 1

A Energia solar. Fontes alternativas de energia - aproveitamento da energia solar 1 A Energia solar Fontes alternativas de energia - aproveitamento da energia solar 1 Forma de aproveitamento Quase todas as fontes de energia hidráulica, biomassa, eólica, combustíveis fósseis e energia

Leia mais

Sessão Técnica ECODESIGN e o setor de AVAC em Portugal

Sessão Técnica ECODESIGN e o setor de AVAC em Portugal Sessão Técnica ECODESIGN e o setor de AVAC em Portugal Diretiva Ecodesign e Etiquetagem Energética Parlamento europeu, no conselho de 21 de Outubro 2009 1 Diretiva ECODESIGN 2009/125/CE Define um quadro

Leia mais

CALDEIRAS Winter 201 5

CALDEIRAS Winter 201 5 CALDEIRAS 201 Winter 5 30 CALDEIRAS COMPACTAS 31 CALDEIRAS COMPACTAS SZM A nova gama de caldeiras compactas Solzaima foi desenvolvida utilizando as mais modernas tecnologias e integra componentes de elevada

Leia mais

APROVEITE O SOL DURANTE E DEPOIS!

APROVEITE O SOL DURANTE E DEPOIS! APROVEITE O SOL DURANTE E DEPOIS! PAINÉIS SOLARES DE ALTA QUALIDADE, FABRICADOS EM PORTUGAL CERTIFICAÇÃO APRESENTAÇÃO DA EMPRESA EMPRESA A Soldirecto é uma empresa 100% portuguesa, especializada na oferta

Leia mais

Energia Incentivada Geração Distribuída de Energia Mini e Micro Geração de Energia Conceitos Básicos

Energia Incentivada Geração Distribuída de Energia Mini e Micro Geração de Energia Conceitos Básicos Energia Incentivada Geração Distribuída de Energia Mini e Micro Geração de Energia Conceitos Básicos José Henrique Diniz Consultor ADENOR, SEBRAE e FUNDAÇÃO DOM CABRAL Sócio-Consultor: CONEXÃO Energia

Leia mais

TH 030- Sistemas Prediais Hidráulico Sanitários

TH 030- Sistemas Prediais Hidráulico Sanitários Universidade Federal do Paraná Engenharia Civil TH 030- Sistemas Prediais Hidráulico Sanitários Aula 13 Sistema Predial de Água Quente: Energia Solar e Aquecimento a Gás Profª Heloise G. Knapik 1 Energia

Leia mais

Águas sanitárias em balneários de recintos desportivos, de estabelecimentos sociais, empresariais e de ensino

Águas sanitárias em balneários de recintos desportivos, de estabelecimentos sociais, empresariais e de ensino Departamento de Saúde Pública Águas sanitárias em balneários de recintos desportivos, de estabelecimentos sociais, empresariais e de ensino Entidade: a) desportiva b) social c) ensino d) campismo e) outra

Leia mais

caldeiras 06Novembro Fagor Lusitana Electrodomésticos, Lda. Avenida do Forte Nº CARNAXIDE (Portugal) Tel Fax

caldeiras 06Novembro Fagor Lusitana Electrodomésticos, Lda. Avenida do Forte Nº CARNAXIDE (Portugal) Tel Fax Fagor Lusitana Electrodomésticos, Lda. Avenida do Forte Nº 4 2794-031 CARNAXIDE (Portugal) Tel. 21-424 74 00 Fax 21-424 74 50 06Novembro caldeiras QUALIDADE DE GESTÃO ROS / FAGOR I-11-06 /G.Ona F04CMFIPT02

Leia mais

MÁRIO MONTEIRO FILIPE MONTEIRO. Responsável de Obras & Remodelações. Responsável de Climatização

MÁRIO MONTEIRO FILIPE MONTEIRO. Responsável de Obras & Remodelações. Responsável de Climatização ENERGIA SOLAR CLIMATIZAÇÃO REMODELAÇÕES MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO A empresa BELSOLAR LDA., constituída em 1988, está inscrita no INCI com o Alvará de Construção nº 61345 de classe 5. Estamos sediados na

Leia mais

Rede de aquecimento e arrefecimento urbano eficiente. Fábio Manuel Guiso da Cunha Universidade de Coimbra Mestrado em Direito Direito da Energia

Rede de aquecimento e arrefecimento urbano eficiente. Fábio Manuel Guiso da Cunha Universidade de Coimbra Mestrado em Direito Direito da Energia Rede de aquecimento e arrefecimento urbano eficiente Fábio Manuel Guiso da Cunha Universidade de Coimbra Mestrado em Direito Direito da Energia Definição Uma rede de aquecimento e arrefecimento urbano

Leia mais

ATLANTIC EM AQS BOMBAS DE CALOR PARA AQS

ATLANTIC EM AQS BOMBAS DE CALOR PARA AQS ATLANTIC EM AQS BOMBAS DE CALOR PARA AQS SOLAR 21 BOMBAS DE CALOR PARA AQS AEROTERMIA E se apanhássemos o ar e o transformássemos em água quente? Um dos sistemas mais eficientes para regular a temperatura

Leia mais

Em Harmonia com a arquitectura do seu edifício

Em Harmonia com a arquitectura do seu edifício Em Harmonia com a arquitectura do seu edifício Empresa Empresa de capitais 100% Portugueses que desenvolve, produz e comercializa soluções avançadas na área da energia solar. Partindo de um conceito que

Leia mais

Resultados Preliminares do Inquérito ao Consumo de Energia no Sector Doméstico 2010

Resultados Preliminares do Inquérito ao Consumo de Energia no Sector Doméstico 2010 Consumo de Energia no Sector Doméstico 20 Julho de 2011 2010 (1) Resultados Preliminares do Inquérito ao Consumo de Energia no Sector Doméstico 2010 Em Portugal assistiu-se a uma alteração dos hábitos

Leia mais

PERSPECTIVAS PARA A OTIMIZAÇÃO

PERSPECTIVAS PARA A OTIMIZAÇÃO PERSPECTIVAS PARA A OTIMIZAÇÃO QUANTO CUSTA UM BANHO? Área Total = 170 mil m² Área Construída = 105 mil m² FREQUENCIA MÉDIA DE ASSOCIADOS (2015) Média Diária = 6.708 entradas Média Mensal = 201.251 entradas

Leia mais

Apresentação da AMES

Apresentação da AMES Apresentação da AMES = Objectivos, Visão e Missão = Seminário Serviços Energéticos e contratos de Performance de Energia Guimarães, 14 de Fevereiro de 2011 AGÊNCIA MUNICIPAL DE ENERGIA DE SINTRA Associação

Leia mais

CALDEIRAS DE CONDENSAÇÃO A GÁS FIABILIDADE E TRANQUILIDADE

CALDEIRAS DE CONDENSAÇÃO A GÁS FIABILIDADE E TRANQUILIDADE CALDEIRAS DE CONDENSAÇÃO A GÁS FIABILIDADE E TRANQUILIDADE CALDEIRAS DE CONDENSAÇÃO A GÁS DAIKIN: UMA NOVA GERAÇÃO DE CALDEIRAS DE ALTA EFICIÊNCIA PARA UM CONFORTO SUPERIOR E BAIXA FATURA ENERGÉTICA A

Leia mais

Eco Bairros. Isabel Santos

Eco Bairros. Isabel Santos Eco Bairros Isabel Santos Janeiro 2012 SERVIÇOS 3 UNIDADES DE NEGÓCIO 3 PÚBLICOS-ALVO ENERGIA CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL AMBIENTE URBANO SUSTENTÁVEL Todos os sectores de actividade Promotores, Construtores,

Leia mais

XI Congresso Nacional de Engenharia do Ambiente Certificação Ambiental e Responsabilização Social nas Organizações

XI Congresso Nacional de Engenharia do Ambiente Certificação Ambiental e Responsabilização Social nas Organizações Livro de actas do XI Congresso Nacional de Engenharia do Ambiente Certificação Ambiental e Responsabilização Social nas Organizações 20 e 21 de Maio de 2011 Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Leia mais

ECO HOT WATER Bomba de calor ar-água para água quente sanitária com integração solar PT 01. Ecoenergia. Idéias para instalar

ECO HOT WATER Bomba de calor ar-água para água quente sanitária com integração solar PT 01. Ecoenergia. Idéias para instalar ECO HOT WTER Bomba de calor ar-água para água quente sanitária com integração solar PT 01 Ecoenergia Idéias para instalar bomba de calor Eco Hot Water s bombas de calor com base EMMETI têm uma forma quadrada

Leia mais

Biomassa. Caldeiras de pellets Salamandras de pellets Caldeiras de policombustível Caldeiras de lenha Recuperadores de calor de lenha

Biomassa. Caldeiras de pellets Salamandras de pellets Caldeiras de policombustível Caldeiras de lenha Recuperadores de calor de lenha Biomassa Caldeiras de pellets Salamandras de pellets Caldeiras de policombustível Caldeiras de lenha Recuperadores de calor de lenha BIOMASSA: UMA APOSTA NATURAL PELA SUSTENTABILIDADE Os produtos de biomassa

Leia mais

Será Renovável a Energia obtida a partir de Bombas de Calor?

Será Renovável a Energia obtida a partir de Bombas de Calor? Será Renovável a Energia obtida a partir de Bombas de Calor? Jorge Facão LNEG 15. as Jornadas de Climatização A Climatização na Indústria Ordem dos Engenheiros, Lisboa 22 de outubro de 2015 Introdução

Leia mais

- Nova Moradia na Foia em Monchique com vistas deslumbrantes in Monchique

- Nova Moradia na Foia em Monchique com vistas deslumbrantes in Monchique pagina 1/5 pagina 2/5 Moradias unifamiliares e Quintas 645.000 Construída (ano) 2014 Área (concelho) Monchique Terreno 4120 Cidade Monchique Área da construção 280 pagina 3/5 No alto da colina da Foia

Leia mais

FABRICO DE TERMOACUMULADORES E BOMBAS DE CALOR

FABRICO DE TERMOACUMULADORES E BOMBAS DE CALOR fabrico de termoacumuladores e bombas de calor www.termobrasa.com TERMOACUMULADORES COM SERPENTINA FABRICO DE TERMOACUMULADORES E BOMBAS DE CALOR 45 Anos HISTÓRIA A Termobrasa foi criada em 1970 com o

Leia mais

Moradia Leziria Urbanização Villas de Magos

Moradia Leziria Urbanização Villas de Magos Moradia Leziria Urbanização Villas de Magos Localização A cerca de 30 minutos de Lisboa (perto da A13 e A10), encontra a Urbanização Villas de Magos em plena planície ribatejana. Num raio de 500m tem à

Leia mais

Observatório Solar Térmico 2015

Observatório Solar Térmico 2015 Observatório Solar Térmico 215 Ano 215 [versão resumo] ÍNDICE Nota Introdutória... 3 Capacidade negociada... 4 Distribuição por tipo de sistema... 4 Distribuição por tipo de sector... 5 Capacidade instalada

Leia mais

Aproveitamento da Energia Solar Térmica em Portugal

Aproveitamento da Energia Solar Térmica em Portugal II Seminário de Energia Sustentável Loures, 22/02/2013 Aproveitamento da Energia Solar Térmica em Portugal João Cardoso João Farinha Mendes joao.cardoso@lneg.pt Unidade de Energia Solar Um apetite voraz

Leia mais

O Sistema de Gestão encontra-se certificado pela Norma NP EN ISO 9001:2008 (Certificado ISO 9001:2008 VENTIL)

O Sistema de Gestão encontra-se certificado pela Norma NP EN ISO 9001:2008 (Certificado ISO 9001:2008 VENTIL) FUNDADA EM 1971, CONTA COM UMA ELEVADA EXPERIÊNCIA DOS SEUS RECURSOS HUMANOS, DESENVOLVENDO SOLUÇÕES TÉCNICAS PRINCIPALMENTE PARA OS SECTORES DE: - MADEIRA E MOBILIÁRIO - CORTIÇA - CERÂMICA - METALOMECÂNICA

Leia mais

edp corporate edp corporate edp corporate edp corporate edp corporate edp corporate O desafio O compromisso europeu Agenda

edp corporate edp corporate edp corporate edp corporate edp corporate edp corporate O desafio O compromisso europeu Agenda Agenda Estratégia Mecanismos: os Serviços de Energia Energia, Ecoeficiência e Desenvolvimento Local Que estratégias e mecanismos para introdução de práticas ecoeficientes e energias renováveis nas Autarquias?

Leia mais