GUIA PRÁTICO: COMO E POR QUE APLICAR ANÁLISE SWOT NO SEU NEGÓCIO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GUIA PRÁTICO: COMO E POR QUE APLICAR ANÁLISE SWOT NO SEU NEGÓCIO"

Transcrição

1 GUIA PRÁTICO: COMO E POR QUE APLICAR ANÁLISE SWOT NO SEU NEGÓCIO

2 SUMÁRIO Introdução Etapas Dicas Estratégia Automa<zação

3 INTRODUÇÃO

4 INTRODUÇÃO Independente do porte de sua empresa, entender a sua realidade e possuir um planejamento que norteia as ações futuras é fundamental para se garan<r o sucesso dos negócios. Nesse contexto, a análise SWOT é uma valiosa ferramenta de apoio ao planejamento estratégico, possibilitando uma análise crí<ca empresarial. A Matriz SWOT é uma técnica que busca permi<r ao negócio a antecipação diante do mercado, estando à frente de seus concorrentes, e englobando uma análise do ambiente interno e externo da empresa, auxiliando no planejamento e adoção de estratégias. A ferramenta é recomendada para aprofundar o conhecimento a respeito da empresa e para análise contextual. O gestor deve avaliar quais são os pontos fortes ( strengths) e f r a c o s (weaknesses), as oportunidades (opportuni<es) e as ameaças (threats) ao seu negócio. Em geral, as forças e fraquezas estão dentro da empresa, enquanto as oportunidades e as ameaças costumam ter origem externa. 4

5 ETAPAS

6 ETAPAS A matriz SWOT deve ser realizada por construção conjunta em três etapas principais 1 Análise do eixo interno O obje<vo dessa etapa é a análise do cenário Interno e a iden<ficação de forças e fraquezas da organização tendo em vista a melhoria conbnua do seu negócio. 2. Análise do eixo externo O obje<vo dessa etapa é a análise do cenário externo e a iden<ficação de oportunidades e ameaças da organização, levando em consideração as v a n t a g e n s q u e s u a empresa tem em relação aos concorrentes. 3. Análise final A d e c l a r a ç ã o empresarial é a base para que a empresa avalie sua iden<dade organizacional, analise seu ambiente interno e externo, atual e futuro e estabeleça estratégias orientadas para quem é o seu público alvo. 6

7 ETAPA 1 A análise do eixo interno se inicia com uma sessão de brainstorming, onde são elencadas as forças e as fraquezas. Em seguida, os itens elencados são discu<dos, validados e agrupados em, até, seis grupos conforme seus temas em comum. Cada grupo recebe um btulo e estes btulos irão compor a matriz final. As categorias (btulos) de forças e fraquezas da organização recebem dois pesos, um baseado na sua intensidade e outro baseado na sua relevância para o negócio. A mul<plicação dos dois pesos permite que seja feita uma ponderação de quais itens são efe<vamente mais importantes para a empresa. Para encontrar as fraquezas, pergunte- se: A nossa mão de obra é qualificada? Porque a concorrência foi escolhida? Existem lacunas de treinamento? 7

8 ETAPA 1 - EXEMPLO Descrição Peso 1 Intensidade (De 0 a 1) Peso 2 Relevância (De 1 a 5) Peso 1 x Peso 2 Observações Forças Cultura de melhoria conbnua 0,5 4 2 Cultura da organização é chave para o sucesso Pós Venda 0,4 3 1,2 Pode melhorar com a instalação de um CRM Distribuição do produto Fraquezas 0,9 5 4,5 Precisa melhorar a logís<ca de distribuição Infra- estrutura 0,7 4 2,8 É preciso aumentar as instalações para acomodar melhor a produção 8

9 ETAPA 2 Analise as ameaças externas com cuidado pois elas podem prejudicar o planejamento estratégico da empresa e seus resultados A análise do eixo externo se inicia com uma sessão de brainstorming, onde são elencadas as oportunidades e as ameaças da organização. Em seguida, os itens elencados são discu<dos, validados e agrupados em, até, seis grupos conforme seus temas em comum. Cada grupo recebe um btulo e estes btulos irão compor a matriz final. As categorias (btulos) de oportunidades e ameaças recebem dois pesos, um baseado na sua intensidade e outro baseado na sua relevância para o negócio. A mul<plicação dos dois pesos permite que seja feita uma ponderação de quais itens são efe<vamente mais importantes para a empresa. 9

10 ETAPA 3 A análise final é a base para que a empresa avalie sua iden<dade, analise seu ambiente interno e externo, atual e futuro e estabeleça suas novas estratégias. O planejamento estratégico é o processo gerencial de desenvolvimento e alinhamento dos obje<vos, habilidades e recursos da organização e suas oportunidades no mercado. O obje<vo é dar forma a negócios e produtos da empresa, de modo que possam gerar os lucros e o crescimento almejados. Este planejamento dá origem às definições empresariais de negócio, missão, visão e valores. 10

11 Negócio Representa o espaço que a organização deseja ocupar em relação às demandas da sociedade e permite alinhar todas as ações aos propósitos da alta administração. Visão É um retrato da organização no futuro. Uma imagem de um estado futuro ambicioso e desejável, associado ao cliente, que geralmente representa uma situação melhor em relação àquela existente hoje. Para a<ngir a visão, a empresa concebe e programa estratégias, de acordo com sua ideologia central. Missão É a razão da existência da organização e delimita as a<vidades dentro do espaço que a organização deseja ocupar em relação às oportunidades do negócio. Valores Pode ser definido como um conjunto de convicções agregadas durante as experiências. São normas, princípios ou padrões sociais aceitos ou man<dos por indivíduo, classe e sociedade. 11

12 DICAS

13 DICAS 5 Regras básicas para uma SWOT bem feita 1. Separe bem o momento atual e o futuro da empresa 2. Leve em consideração a concorrência 3. Seja simples, evite complexidade desnecessária 4. Faça a análise por áreas de atuação específicas 5. Lembre- se: essa é uma análise subjeava 13

14 A MATRIZ A análise SWOT deve unir os componentes essenciais da organização que atuam internamente e externamente. Essa ferramenta é capaz de auxiliar a empresa a fundamentar seu planejamento estratégico de médio e longo prazo, bem como torna mais rápidas as tomadas de decisão. Com a matriz completa, o gestor tem em mãos um pilar de sustentação da gestão e do planejamento estratégico de sua organização. Por ser uma metodologia de análise simples, pode ser usada em empresas de qualquer porte. 14

15 A MATRIZ ESTRATÉGIA Conforme dito anteriormente, a análise SWOT pode servir como uma ferramenta que suporta a gestão estratégica da empresa. No ambiente atual de compe<<vidade e exigência da excelência empresarial, os gestores possuem o grande desafio de manter as informações estratégicas da empresa atualizadas e de fácil acesso, para garan<r a asser<vidade e rapidez na tomada de decisões. Realizar a gestão de tantas informações requer organização e pra<cidade. Se a empresa não possui estrutura para realizar a análise SWOT internamente, pode contratar uma consultoria para orientar a análise. Possuir um sistema que forneça dados precisos, compilados e em forma de gráficos ou planilhas para facilitar a análise, é também diferencial para quem busca sucesso nos negócios. Espaços vazios ajudam a dar um descanso na leitura 15

16 AUTOMATIZAÇÃO O maior desafio dos execu<vos é colocar em prá<ca a estratégia, alinhando os recursos aos obje<vos globais da organização e garan<ndo sua posição compe<<va. O uso de um sooware que sistema<za a execução da estratégia facilita a vinculação e análise da relação de causa e efeito entre os obje<vos estratégicos. O Sooware Gestão Estratégica possibilita o planejamento de metas e planos de ação para seu alcance, o acompanhamento de sua execução e a comunicação e o monitoramento dos resultados organizacionais. Dessa forma, apoia a criação de uma cultura de transparência voltada para resultados e permite que a empresa aprenda con<nuamente. Sua u<lização garante os fatores crí<cos de sucesso para a gestão estratégica: Clareza na comunicação da estratégia Estabelecimento de um processo de gestão estratégica Formação de uma cultura organizacional condizente Monitoramento e reavaliação constante da estratégia 16

17 A Novociclo Empresarial é uma empresa de Engenharia de Negócios que atua na preparação de seus clientes para alcançarem seus novos ciclos da evolução empresarial. Nossa equipe é composta por profissionais com sólida formação acadêmica aliada à experiência empresarial e com perfil analí<co e resolu<vo. Com competências mul<disciplinares e complementares, são especializados em estratégia, gestão, mercado, finanças, operações, projetos e pessoas. Estamos preparados para desenvolver e implementar soluções para os mais específicos desafios. Tudo isso por meio da Construção Comparalhada: acreditamos que a par<cipação dos clientes na elaboração dos projetos é o que garante o sucesso da execução.

18 CONTATO +55 (31) Av. Contorno, 7069 / 601 Belo Horizonte MG Brasil

19

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico Unidade 2: Análise e diagnóstico do ambiente e objetivos organizacionais 1 SEÇÃO 2.1 ANÁLISE DO AMBIENTE GERAL E DO SETOR 2 Objetivo Coleta de informações Objetivo: Avaliação para

Leia mais

Palestra Virtual Como Fazer um Planejamento Estratégico. Maicon Putti Consultor Empresarial CRA/PR 19270

Palestra Virtual Como Fazer um Planejamento Estratégico. Maicon Putti Consultor Empresarial CRA/PR 19270 Palestra Virtual Como Fazer um Planejamento Estratégico Maicon Putti Consultor Empresarial CRA/PR 19270 Definição Planejamento Estratégico Podemos definir planejamento estratégico como o método pelo qual

Leia mais

GUIA SOBRE CONTROLADORIA ESTRATÉGICA

GUIA SOBRE CONTROLADORIA ESTRATÉGICA GUIA SOBRE CONTROLADORIA ESTRATÉGICA SUMÁRIO INTRODUÇÃO 3 AFINAL, O QUE É UMA CONTROLADORIA ESTRATÉGICA? 6 COMO ELA FUNCIONA NA PRÁTICA? 10 O QUE FAZ UM CONTROLLER? 14 COMO FAZER UMA CONTROLARIA DA MELHOR

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PROCESSOS ADMINISTRATIVOS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO O que é e para que serve? Para quem serve? Quem deve participar? Onde vem sendo utilizado? ETAPAS DO PLANEJAMENTO Avaliação da

Leia mais

Planejamento Estratégico Marke4ng

Planejamento Estratégico Marke4ng Planejamento Estratégico Marke4ng Professor Douglas Pereira da Silva 1 Bacharel em Administração com ênfase em Marke7ng. Pós Graduado em Gestão Estratégica de Negócios. Pós - Graduado em Gestão Pública

Leia mais

Proposta de Treinamento Gestão Integrada de Negócios para Hotelaria

Proposta de Treinamento Gestão Integrada de Negócios para Hotelaria Proposta de Treinamento Gestão Integrada de Negócios para Hotelaria O Mercado & o Marketing O mercado atual está cada vez mais seletivo no que se refere a contratação de serviços e produtos, e os detalhes

Leia mais

As Estratégias de Competição consistem nas intenções de uma empresa, divisão ou unidade estratégica de negócios (UEN) para competir nos domínios de

As Estratégias de Competição consistem nas intenções de uma empresa, divisão ou unidade estratégica de negócios (UEN) para competir nos domínios de As Estratégias de Competição consistem nas intenções de uma empresa, divisão ou unidade estratégica de negócios (UEN) para competir nos domínios de seus produtos ou serviços. A Intenção Estratégica consiste

Leia mais

A DMA Consultoria e Treinamento é uma empresa que preza pelo desenvolvimento humano e pessoal, focado em diversas áreas da organização e do indivíduo.

A DMA Consultoria e Treinamento é uma empresa que preza pelo desenvolvimento humano e pessoal, focado em diversas áreas da organização e do indivíduo. A DMA Consultoria e Treinamento é uma empresa que preza pelo desenvolvimento humano e pessoal, focado em diversas áreas da organização e do indivíduo. A DMA acredita que um profissional capacitado e potencializado

Leia mais

O que é planejamento estratégico?

O que é planejamento estratégico? O que é planejamento estratégico? Um dos fatores de sucesso das empresas é possuir um bom planejamento. Mas o que é planejamento? Nós planejamos diariamente, planejamos nossas atividades, nossas finanças,

Leia mais

A RELEVÂNCIA DA AUDITORIA INTERNA PARA O GESTOR

A RELEVÂNCIA DA AUDITORIA INTERNA PARA O GESTOR A RELEVÂNCIA DA AUDITORIA INTERNA PARA O GESTOR Rodrigo Stigger Dutra CGE TOP A DIFÍCIL VIDA DE UM GESTOR A DIFÍCIL VIDA DE UM GESTOR Todo dia é dia de gestão de crise! A DIFÍCIL VIDA DE UM GESTOR Não

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E ORÇAMENTO DOCENTE: FÁBIO FREZATTI

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E ORÇAMENTO DOCENTE: FÁBIO FREZATTI PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E ORÇAMENTO DOCENTE: FÁBIO FREZATTI 1 TEMA 2 O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2 AS VÁRIAS FERRAMENTAS: O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, TÁTICO E OS PROJETOS FILOSOFIA EMPRESARIAL VISÃO MISSÃO

Leia mais

GESTÃO E GOVERNANÇA PÚBLICA PARA RESULTADOS UMA VISÃO PRÁTICA

GESTÃO E GOVERNANÇA PÚBLICA PARA RESULTADOS UMA VISÃO PRÁTICA GESTÃO E GOVERNANÇA PÚBLICA PARA RESULTADOS UMA VISÃO PRÁTICA CURSO INÉDITO Curso imprescindível para as organizações que pretendem aprimorar sua atuação e maximizar seus resultados 25 e 26 de setembro

Leia mais

ARTICULAÇÃO ENTRE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL E PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO UM REQUISITO PARA A GESTÃO ESTRATÉGICA EM INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR

ARTICULAÇÃO ENTRE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL E PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO UM REQUISITO PARA A GESTÃO ESTRATÉGICA EM INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR SEMINÁRIO NACIONAL DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL ARTICULAÇÃO ENTRE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL E PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO UM REQUISITO PARA A GESTÃO ESTRATÉGICA EM INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR Suzana Salvador

Leia mais

INTELIGÊNCIA EMPRESARIAL. Lista de Exercícios 02. Luiz Leão

INTELIGÊNCIA EMPRESARIAL. Lista de Exercícios 02. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Exercício 01 Qual a diferença entre os sistemas de nível gerencial para os sistemas de nível estratégico? Exercício 01 Resposta Qual a diferença entre

Leia mais

TRABALHO INTERDISCIPLINAR Análise SWOT - Ranking Base para desenvolvimento cap. 6.4 do Relatório Elaborado por: Prof. Mestra Rosimeire Ayres

TRABALHO INTERDISCIPLINAR Análise SWOT - Ranking Base para desenvolvimento cap. 6.4 do Relatório Elaborado por: Prof. Mestra Rosimeire Ayres TRABALHO INTERDISCIPLINAR Análise SWOT - Ranking Base para desenvolvimento cap. 6.4 do Relatório Elaborado por: Prof. Mestra Rosimeire Ayres A famosa matriz SWOT, também dita análise, foi desenvolvida

Leia mais

Pesquisa de Marketing

Pesquisa de Marketing Pesquisa de Marketing MALHOTRA, Naresh. Pesquisa de Marketing: foco na decisão. São Paulo : Pearson Prentice Hall, 2011. Carlos Freire - www.assessoriacommkt.wordpress.com APRESENTAÇÃO Carlos Freire São

Leia mais

1º SIMPÓSIO GESTÃO DE ATIVOS

1º SIMPÓSIO GESTÃO DE ATIVOS 1º SIMPÓSIO GESTÃO DE ATIVOS MBA de Gestão de Ativos Ênfase em Excelência rial e Operacional. João Esmeraldo da Silva. Eng. Industrial Mecânico - Doutor em Engenharia de Produção. FUNDAÇÃO GORCEIX. Belo

Leia mais

Universidade Veiga de Almeida. Estratégia Empresarial. Análise SWOT

Universidade Veiga de Almeida. Estratégia Empresarial. Análise SWOT Universidade Veiga de Almeida Estratégia Empresarial Análise SWOT Antonio Damique Teixeira Matr 021273014 1.0 - Análise SWOT Por que usamos a análise SWOT, nas organizações e empresas. Porque a análise

Leia mais

GeCo.mpany CONSULTORIA & COACHING DE EXECUTIVOS EM GESTÃO EMPRESARIAL

GeCo.mpany CONSULTORIA & COACHING DE EXECUTIVOS EM GESTÃO EMPRESARIAL GeCo.mpany CONSULTORIA & COACHING DE EXECUTIVOS EM GESTÃO EMPRESARIAL CONSULTORIA & COACHING DE EXECUTIVOS EM GESTÃO EMPRESARIAL A GeCompany oferece consultoria empresarial e cursos de qualidade. Nossa

Leia mais

Etapas do processo de Administração Estratégica. DPS aula 3 Negócios

Etapas do processo de Administração Estratégica. DPS aula 3 Negócios Etapas do processo de Administração Estratégica Aula 3 Professor Douglas Pereira da Silva 1 2 As etapas envolvidas na administração estratégica Etapa 1: Análise do ambiente O processo de administração

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico SWOT Porter Roberto César 1 17:09 Análise SWOT Esta análise mostra a situação de uma empresa em um determinado momento, ela é feita de forma integrada levando em consideração os

Leia mais

Gestão da Produção. Análise SWOT Balanced Scorecard Mapa Estratégico. Prof. Dr. Marco Antonio Pereira Empresas Classe Mundial

Gestão da Produção. Análise SWOT Balanced Scorecard Mapa Estratégico. Prof. Dr. Marco Antonio Pereira Empresas Classe Mundial Gestão da Produção Análise SWOT Balanced Scorecard Mapa Estratégico Prof. Dr. Marco Antonio Pereira marcopereira@usp.br Empresas Classe Mundial ESTRATÉGIA PRODUTIVIDADE QUALIDADE Balanced ScoreCard Lean

Leia mais

Criando Conhecimento e Desenvolvendo Competências ESCOLA DE GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL

Criando Conhecimento e Desenvolvendo Competências ESCOLA DE GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL Criando Conhecimento e Desenvolvendo Competências ESCOLA DE GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL Plano de Trabalho 2013 PALAVRA DO PRESIDENTE Desde 2007, os municípios de Santa Catarina contam com a Escola de Gestão

Leia mais

Prof. Alessandra Miranda

Prof. Alessandra Miranda Prof. Alessandra Miranda Gestão Estratégica Processo de ação gerencial sistemática e contínua que visa assegurar à Instituição, simultaneamente: (1) senso de direção e continuidade a longo prazo; (2) flexibilidade

Leia mais

Curso do Superior de Tecnologia em Marketing

Curso do Superior de Tecnologia em Marketing Curso do Superior de Tecnologia em Objetivos do curso 1.5.1 Objetivo Geral O Curso Superior de Tecnologia em na modalidade EaD da universidade Unigranrio, tem por objetivos gerais capacitar o profissional

Leia mais

Desenvolvimento de Negócios. Planejamento Estratégico Legal: da concepção à operacionalização Competências necessárias para o Gestor Legal

Desenvolvimento de Negócios. Planejamento Estratégico Legal: da concepção à operacionalização Competências necessárias para o Gestor Legal Desenvolvimento de Negócios Planejamento Estratégico Legal: da concepção à operacionalização Competências necessárias para o Gestor Legal Gestão Estratégica Para quê? Por Quê? Para fazer acontecer e trazer

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO POR COMPETÊNCIAS

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO POR COMPETÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO POR COMPETÊNCIAS Atualizado em 22/10/2015 GESTÃO POR COMPETÊNCIAS As competências não são estáticas, tendo em vista a necessidade de adquirir agregar novas competências individuais

Leia mais

Guia Prático do Planejamento Estratégico

Guia Prático do Planejamento Estratégico Guia Prático do Planejamento Estratégico Introdução A todo o momento surgem ideias para melhorar nossas vidas. A maior parte destas ideias morre, porque não são sistematizadas. Numa empresa também é assim,

Leia mais

EXCE!!ENCE Todos os direitos reservados. EXCE!!ENCE. Adilson Pize PMP, CBPP, PMO-CC, CSM, ITIL Foundations PMI Leadership Master Class Alumnus

EXCE!!ENCE Todos os direitos reservados. EXCE!!ENCE. Adilson Pize PMP, CBPP, PMO-CC, CSM, ITIL Foundations PMI Leadership Master Class Alumnus Todos os direitos reservados. Adilson Pize PMP, CBPP, PMO-CC, CSM, ITIL Foundations PMI Leadership Master Class Alumnus Todos os direitos reservados. Se você não sabe para qual porto está navegando, nenhum

Leia mais

Diagnóstico Organizacional

Diagnóstico Organizacional Este conteúdo faz parte da série: Diagnóstico Empresarial Ver 4 posts dessa série Diagnóstico Organizacional O diagnóstico organizacional ou empresarial é uma ferramenta de gestão que serve para analisar

Leia mais

SUMÁRIO AULA. Empreendedorismo. Curso de Empreendedorismo USP Escola de Engenharia de Lorena. Aula 04 Planejamento Mercadológico

SUMÁRIO AULA. Empreendedorismo. Curso de Empreendedorismo USP Escola de Engenharia de Lorena. Aula 04 Planejamento Mercadológico Empreendedorismo Aula 04 Planejamento Mercadológico SUMÁRIO AULA Pesquisa e análise de mercado Estratégias e ações para atingir o mercado Análise Concorrência Como criar negócios de alto crescimento Habitats

Leia mais

PROFESSOR RINALDO LIMA AUDITORIA EM RECURSOS HUMANOS OBJETIVOS ANÁLISE DA CONSULTORIA PREMISSAS PARA CONSULTORIA

PROFESSOR RINALDO LIMA AUDITORIA EM RECURSOS HUMANOS OBJETIVOS ANÁLISE DA CONSULTORIA PREMISSAS PARA CONSULTORIA PROFESSOR RINALDO LIMA Graduado em Ciências e Matemática e Especializado em Reengenharia e Qualidade Total e Engenharia de Telecomunicações. rinaldo@unopar.br AUDITORIA EM RECURSOS HUMANOS OBJETIVOS Aula

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso n.º 206 aprovado pela portaria Cetec nº 733 de 10/09/2015 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e

Leia mais

Administração. Análise SWOT. Professor Rafael Ravazolo.

Administração. Análise SWOT. Professor Rafael Ravazolo. Administração Análise SWOT Professor Rafael Ravazolo www.acasadoconcurseiro.com.br Administração Aula XX ANÁLISE SWOT A Análise SWOT (ou Matriz SWOT) é uma ferramenta e diagnóstico estratégico que consiste

Leia mais

ALINHAMENTO ESTRATÉGICO ORGANIZACIONAL

ALINHAMENTO ESTRATÉGICO ORGANIZACIONAL ALINHAMENTO ESTRATÉGICO ORGANIZACIONAL Alinhamento Estratégico é um conceito da Administração que se fundamenta no princípio de que um determinado número de pessoas funciona melhor quando funciona como

Leia mais

ALINHAMENTO ESTRATÉGICO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

ALINHAMENTO ESTRATÉGICO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ALINHAMENTO ESTRATÉGICO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Referência Tecnologia da Informação para Gestão : Transformando os negócios na Economia Digital. Bookman, sexta edição, 2010. Conhecimento em TI: O que

Leia mais

Workshop / Consultoria para capacitação em planejamento e gestão de processos de internacionalização e globalização

Workshop / Consultoria para capacitação em planejamento e gestão de processos de internacionalização e globalização Workshop / Consultoria para capacitação em planejamento e gestão de processos de internacionalização Eixos Estratégicos de Internacionalização Processos Internos Portfólio/Produtos e Serviços Mercado/

Leia mais

Tema 3. Planejamento Estratégico na Administração Pública. Ricardo Naves Rosa

Tema 3. Planejamento Estratégico na Administração Pública. Ricardo Naves Rosa Tema 3 Planejamento Estratégico na Administração Pública Ricardo Naves Rosa Planejamento Estratégico na Administração Pública Balanced Scorecard Ricardo Naves Rosa Gerente de Gestão Estratégica - AGR Engenheiro

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 246 aprovado pela portaria Cetec nº 181 de 26/09/2013 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios

Leia mais

6 Dicas De Liderança Para Fazer Uma Ótima Gestão De Equipes Externas

6 Dicas De Liderança Para Fazer Uma Ótima Gestão De Equipes Externas 6 Dicas De Liderança Para Fazer Uma Ótima Gestão De Equipes Externas Uma grande parte do sucesso da gestão de pessoas se deve a capacidade dos gestores de liderar. E realmente essa é uma tarefa bem difícil

Leia mais

Disciplina: Orçamento Empresarial. Contextualização

Disciplina: Orçamento Empresarial. Contextualização Disciplina: Orçamento Empresarial Contextualização A complexidade do ambiente onde as empresas atuam requer a adoção de estratégias e ferramentas adequadas para lidar com os constantes desafios e com a

Leia mais

Projeto Na Medida MICROEMPRESA. Palestra de sensibilização Na Medida PARA MICROEMPRESÁRIOS. Competências Gerais. Modalidade. Formato.

Projeto Na Medida MICROEMPRESA. Palestra de sensibilização Na Medida PARA MICROEMPRESÁRIOS. Competências Gerais. Modalidade. Formato. Projeto Na Medida PARA MICROEMPRESÁRIOS Palestra de sensibilização Na Medida Compreender a relevância do papel dos micro e pequenos empresários na economia brasileira e a necessidade da adoção das melhores

Leia mais

GUIA DE TREINAMENTO PARA EQUIPE DE VENDAS. O Roteiro Definitivo para Treinar a sua Equipe para Aumentar as Vendas em Apenas uma Semana!

GUIA DE TREINAMENTO PARA EQUIPE DE VENDAS. O Roteiro Definitivo para Treinar a sua Equipe para Aumentar as Vendas em Apenas uma Semana! GUIA DE TREINAMENTO PARA EQUIPE DE VENDAS O Roteiro Definitivo para Treinar a sua Equipe para Aumentar as Vendas em Apenas uma Semana! SUMÁRIO SOBREO O AUTOR... 2 INTRODUÇÃO... 3 PRINCÍPIOS BÁSICOS...

Leia mais

MEDIÇÃO DE DESEMPENHO VIA BSC

MEDIÇÃO DE DESEMPENHO VIA BSC MEDIÇÃO DE DESEMPENHO VIA BSC Quais indicadores podem ser utilizados para avaliar um sistema operacional? Alguns Exemplos de Indicadores Qualidade; Eficiência Operacional; Grau de Inovação; Superávit;

Leia mais

ANEXO I MODELO DE PLANO DE NEGÓCIOS

ANEXO I MODELO DE PLANO DE NEGÓCIOS ANEXO I MODELO DE PLANO DE NEGÓCIOS 1. Resumo Executivo (Síntese das principais informações que constam em seu PN. É a principal seção do Plano de Negócios, pois através dele é que o leitor decidirá se

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2012 2013 APRESENTAÇÃO O Planejamento Estratégico tem como objetivo descrever a situação desejada de uma organização e indicar os caminhos para

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 115 DE 29 DE MARÇO DE 2017 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado

Leia mais

Utilização de Critérios de Excelência como Referência no Desenvolvimento da Gestão de Águas do Paraíba

Utilização de Critérios de Excelência como Referência no Desenvolvimento da Gestão de Águas do Paraíba Utilização de Critérios de Excelência como Referência no Desenvolvimento da Gestão de Águas do Paraíba Viviane Lanunce Paes Supervisora da Gestão Integrada - CAP Carlos Eduardo Tavares de Castro Superintendente

Leia mais

Ambiente externo e interno. Prof. Doutora Maria José Sousa

Ambiente externo e interno. Prof. Doutora Maria José Sousa Ambiente externo e interno 1 Prof. Doutora Maria José Sousa Ambiente Externo e Interno A estratégia global de uma empresa deve ponderar a interacção entre a envolvente externa (macro-ambiente e ambiente

Leia mais

Prospecção Tecnológica. 30 de agosto de 2012.

Prospecção Tecnológica. 30 de agosto de 2012. Prospecção Tecnológica 30 de agosto de 2012. A ação será executada por: A Equipe O Projeto Prospecção Tecnológica Objetivo Possibilitar a implantação de novas tecnologias que permitam redução de custos,

Leia mais

Universidade Cruzeiro do Sul. Campus Virtual Unidade I: Unidade: Estratégias de Competição

Universidade Cruzeiro do Sul. Campus Virtual Unidade I: Unidade: Estratégias de Competição Universidade Cruzeiro do Sul Campus Virtual Unidade I: Unidade: Estratégias de Competição 2010 0 A Intenção Estratégica consiste na alavancagem dos recursos internos, capacidades e competências essenciais

Leia mais

Unidade 3 Prof. Wagner Veloso

Unidade 3 Prof. Wagner Veloso Análise de Swot e Mercado Unidade 3 ANÁLISE DE SWOT A Análise SWOT é uma ferramenta utilizada para fazer análise de cenário (ou análise de ambiente), sendo usado como base para gestão e planejamento estratégico

Leia mais

Fonte : sistemaerp.org

Fonte : sistemaerp.org Fonte : sistemaerp.org O QUE É SISTEMA ERP? ERP- ENTERPRISE RESOURCE PLANNING É um sistema de gestão empresarial que gerencia as informações relativas aos processos operacionais, administrativos e gerenciais

Leia mais

Formação de Analista de Processo de Negócios e Processos

Formação de Analista de Processo de Negócios e Processos Publicado em ECR Consultoria e Treinamento Empresarial (https://www.ecrconsultoria.com.br) Início > Formação de Analista de Processo de Negócios e Processos Formação de Analista de Processo de Negócios

Leia mais

Gestão Estratégica Prof. Charles Pantoja Esteves

Gestão Estratégica Prof. Charles Pantoja Esteves Prof. Charles Pantoja Esteves Administrador de Empresas Analista de Sistemas Msc. PNL e Inteligência Emocional Desenvolvimento 1. Gestão Estratégia: O que é? 2. Direcionamento Estratégico: Conectando o

Leia mais

Quem somos. Quem Somos

Quem somos. Quem Somos www.profile.pt O objetivo da Profile é encontrar soluções de consultoria e desenvolvimento de Recursos Humanos e implementar metodologias inovadoras que proporcionem aos seus clientes vantagens competitivas,

Leia mais

Ensinando Estratégia utilizando um Estudo de Caso

Ensinando Estratégia utilizando um Estudo de Caso MÓDULO 1 Ensinando Estratégia utilizando um Estudo de Caso Unidade de Ensino: Análise da Estratégia O Modelo de Porter Análise Estratégica Declaração de Visão e Missão do Negócio Análise do Ambiente Externo

Leia mais

Marketing no Desporto

Marketing no Desporto Marketing Desportivo Funchal, 23 de Abril 2007 Rui Pedro Caramez pcaramez@sapo.pt Marketing no Desporto O conceito emergente de mercado O novo papel do cliente de desporto Isolado Relacionado O Clube Desportivo

Leia mais

Quem somos. Porque ABCCorp? Referencias

Quem somos. Porque ABCCorp? Referencias 1 Quem somos 2 Porque ABCCorp? 3 Referencias Trabalhamos como você! Experiência não somente acadêmica, sobre o teu segmento; Entendemos suas expectativas Valorizamos e garantimos o teu investimento com

Leia mais

Métodos contemporâneos para avaliação de desempenho

Métodos contemporâneos para avaliação de desempenho Métodos contemporâneos para avaliação de desempenho Gestão do desempenho Prof. Marco A. Arbex Gestão x avaliação O termo gestão do desempenho surge nos últimos anos como conceito alternativo para as técnicas

Leia mais

PLANEJAMENTO E EXECUÇÃO DA ESTRATÉGIA NO VITÓRIA APART HOSPITAL. Estudo de Caso

PLANEJAMENTO E EXECUÇÃO DA ESTRATÉGIA NO VITÓRIA APART HOSPITAL. Estudo de Caso PLANEJAMENTO E EXECUÇÃO DA ESTRATÉGIA NO VITÓRIA APART HOSPITAL Estudo de Caso Sobre o Vitória Apart Hospital Institucional Desde a sua fundação, em 2001, o Vitória Apart Hospital atua com o objetivo de

Leia mais

Reunião do Grupo de RH Pesquisa de Clima Organizacional Setembro Carlos Bertazzi

Reunião do Grupo de RH Pesquisa de Clima Organizacional Setembro Carlos Bertazzi Reunião do Grupo de RH Pesquisa de Clima Organizacional Setembro 2016 Carlos Bertazzi www.rh4youconsultoria.wordpress.com O que é? Clima é a percepção coletiva que as pessoas têm da empresa, por meio do

Leia mais

Vença A Crise Com 10 Dicas De Trade Marketing Nos Pontos De Venda

Vença A Crise Com 10 Dicas De Trade Marketing Nos Pontos De Venda Vença A Crise Com 10 Dicas De Trade Marketing Nos Pontos De Venda Que tal começarmos esse post falando sobre o que é o trade marketing. Ele nada mais é do que um processo onde o fabricante promove um contato

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: Auxiliar Administrativo

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: Auxiliar Administrativo Administração Central Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Etec : ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional: Técnico em

Leia mais

E-BOOK: 4 PILARES PARA A CONSTRUÇÃO DE UM PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS ESTRATÉGICO

E-BOOK: 4 PILARES PARA A CONSTRUÇÃO DE UM PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS ESTRATÉGICO E-BOOK: 4 PILARES PARA A CONSTRUÇÃO DE UM PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS ESTRATÉGICO Sumário Introdução 02 Diagnóstico Inicial 03 Funcionalidade 04 Definição de Carreiras 06 Remuneração 08 Agradecimentos 09

Leia mais

PROPOSTA DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO PARA OCUPANTES E FUTUROS OCUPANTES DE CARGOS DE CHEFIA, EM TODOS OS NÍVEIS, NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE

PROPOSTA DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO PARA OCUPANTES E FUTUROS OCUPANTES DE CARGOS DE CHEFIA, EM TODOS OS NÍVEIS, NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PROPOSTA DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO PARA OCUPANTES E FUTUROS OCUPANTES DE CARGOS DE CHEFIA, EM TODOS OS NÍVEIS, NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA - UFV Viçosa - MG Dezembro/2016 I.INTRODUÇÃO As universidades

Leia mais

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 028

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 028 1/ 6 Nº revisão Descrição da Revisão 00 Elaboração inicial do documento 01 Revisão geral do documento 02 Revisão geral do documento 03 Revisão geral do documento Demais envolvidos na análise e aprovação

Leia mais

As visões de Negócio. Analista de Negócio 3.0. Segundo Módulo: Parte 2

As visões de Negócio. Analista de Negócio 3.0. Segundo Módulo: Parte 2 Segundo Módulo: Parte 2 As visões de Negócio 1 Quais são visões de Negócio? Para conhecer o negócio o Analista de precisa ter: - Visão da Estratégia - Visão de Processos (Operação) - Visão de Valor da

Leia mais

Soluções em Recursos Humanos, Treinamento e Conhecimento

Soluções em Recursos Humanos, Treinamento e Conhecimento Soluções em Recursos Humanos, Treinamento e Conhecimento Habilidade, métodos, políticas, técnicas e práticas QUEM SOMOS Somos uma empresa jovem com a visão de valorização do recurso humano como impulso

Leia mais

ESTRUTURA DE APRESENTAÇÃO BSC

ESTRUTURA DE APRESENTAÇÃO BSC BALANCED SCORECARD ESTRUTURA DE APRESENTAÇÃO BSC Contexto Histórico Origem do BSC Definição Como funciona? Perspectivas Por quê aplicar? Benefícios/ Contribuições Conclusão Referências BALANCED SCORECARD

Leia mais

Ofício nº 003/2003 DGP Cáceres-MT., 31 de janeiro de Prezada Superintendente

Ofício nº 003/2003 DGP Cáceres-MT., 31 de janeiro de Prezada Superintendente Ofício nº 003/2003 DGP Cáceres-MT., 31 de janeiro de 2003. Prezada Superintendente Em atenção ao ofício circ. N 003/ESP/SAD, datado de 24 de janeiro do presente ano, estamos enviando em anexo, as necessidades

Leia mais

É a proximidade que nos faz enxergar com o mesmo olhar de nossos clientes. AOXTI

É a proximidade que nos faz enxergar com o mesmo olhar de nossos clientes. AOXTI É a proximidade que nos faz enxergar com o mesmo olhar de nossos clientes. AOXTI Fones: (11) 3431-8113 * 4044-8144 * 4044-7448 Email: comercial@aoxti.com.br www.aoxti.com.br Apresentação Síntese das Atividades

Leia mais

ANÁLISE SWOT. Strengths (forças) Weaknesses (fraquezas) Opportunities (oportunidades) Threats (ameaças)

ANÁLISE SWOT. Strengths (forças) Weaknesses (fraquezas) Opportunities (oportunidades) Threats (ameaças) ANÁLIS SWOT Criada por Kenneth Andrews e Roland Christensen, dois professores da Harvard Business School, e posteriormente aplicada por numerosos acadêmicos, A SWOT Analysis estuda a competitividade de

Leia mais

Esse é o nosso negócio. A INFORMAÇÃO DE QUE VOCÊ PRECISA. NEM MAIS, NEM MENOS.

Esse é o nosso negócio. A INFORMAÇÃO DE QUE VOCÊ PRECISA. NEM MAIS, NEM MENOS. Esse é o nosso negócio. A INFORMAÇÃO DE QUE VOCÊ PRECISA. NEM MAIS, NEM MENOS. Novas demandas de mercado exigem que modelos técnicos consagrados sejam incorporadas a novas tecnologias, novos conhecimentos

Leia mais

Políticas Organizacionais

Políticas Organizacionais Políticas Organizacionais Versão 1.4 Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 11/10/2012 1.0 Revisão das políticas EPG 26/11/2012 1.1 Revisão do Item de customização EPG 24/10/2013 1.2 Revisão

Leia mais

LETRAS INDISPENSÁVEIS PARA ORGANIZAR UM PLANO DE AÇÃO 4E REDUZIR RISCOS

LETRAS INDISPENSÁVEIS PARA ORGANIZAR UM PLANO DE AÇÃO 4E REDUZIR RISCOS LETRAS INDISPENSÁVEIS PARA ORGANIZAR UM PLANO DE AÇÃO 4E REDUZIR RISCOS LETRAS INDISPENSÁVEIS PARA ORGANIZAR UM PLANO DE AÇÃO 4E REDUZIR RISCOS apresentação SWOT Você já deve ter ouvido falar em SWOT (Strengths,

Leia mais

Capítulo 13 - A Análise SWOT

Capítulo 13 - A Análise SWOT Capítulo 13 - A Análise SWOT O objetivo da SWOT é definir estratégias para manter pontos fortes, reduzir a intensidade de pontos fracos, aproveitando oportunidades e protegendo-se de ameaças.(vana, Monteiro

Leia mais

Plano de Implantação

Plano de Implantação TÍTULO Plano de Implantação #incubadoras - Programa Brasil Cria9vo - introdução Como estratégia de aplicação do Programa Incubadoras Brasil Cria9vo, a Coordenação Geral de Empreendedorismo e Inovação propõe

Leia mais

ANÁLISE ESTRATÉGICA. Análise SWOT

ANÁLISE ESTRATÉGICA. Análise SWOT ANÁLISE ESTRATÉGICA Análise SWOT 1 SWOT Integra o planejamento estratégico. Ferramenta utilizada pós definição da visão, missão e valores da organização. Pode ser feita por indivíduos ou por equipes. Inicia-se

Leia mais

Estrutura do Planejamento Estratégico

Estrutura do Planejamento Estratégico Estrutura do Planejamento Estratégico 1. Definição de Negócio 2. Declaração de Visão, Missão e Valores 3a. Análise do Ambiente Interno: Pontos Fortes e Fracos 3. Análise Ambiental e Elaboração de Cenários

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO: CONCEITOS E PRINCÍPIOS. Plano Diretor de Tecnologia da Informação Governança em TI

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO: CONCEITOS E PRINCÍPIOS. Plano Diretor de Tecnologia da Informação Governança em TI SISTEMAS DE INFORMAÇÃO: CONCEITOS E PRINCÍPIOS Plano Diretor de Tecnologia da Informação Governança em TI BRASIL MODERNO Plano Diretor é importante porque é o planejamento dos recursos para viabilização

Leia mais

Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional

Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional Excelência na Gestão Desafio dos Pequenos Negócios INSTITUCIONAL SEBRAE MISSÃO Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia

Leia mais

PESQUISA REALIZADA COM OS PARTICIPANTES DO 15º SEMINÁRIO NACIONAL DE GESTÃO DE PROJETOS

PESQUISA REALIZADA COM OS PARTICIPANTES DO 15º SEMINÁRIO NACIONAL DE GESTÃO DE PROJETOS PESQUISA REALIZADA COM OS PARTICIPANTES DO 15º SEMINÁRIO NACIONAL DE GESTÃO DE PROJETOS APRESENTAÇÃO O perfil do profissional de projetos CENÁRIO Pesquisa realizada durante o 15 Seminário Nacional de Gestão

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COPA 2014

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COPA 2014 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COPA 2014 Governo do Estado do Amazonas Equipe Técnica COORDENAÇÃO Marcelo Lima Filho Rodrigo Camelo de Oliveira Ronney César Peixoto ELABORAÇÃO Bernardo Monteiro de Paula Elaine

Leia mais

GUIA PRÁTICO. Produtividade de Frota. TrackMaker Rastreamento Profissional de Frota: Welerson Faria Especialista Logístico

GUIA PRÁTICO. Produtividade de Frota. TrackMaker Rastreamento Profissional de Frota: Welerson Faria Especialista Logístico TrackMaker Rastreamento Profissional de Frota: Welerson Faria Especialista Logístico 31 3643-0878 GUIA PRÁTICO Produtividade de Frota O SEU GUIA DEFINITIVO Este E-Book é destinado a empresas que têm como

Leia mais

APLICAÇÃO DO BPM PARA REESTRUTURAÇÃO DO PORTFÓLIO DE SERVIÇOS DA APEX-BRASIL

APLICAÇÃO DO BPM PARA REESTRUTURAÇÃO DO PORTFÓLIO DE SERVIÇOS DA APEX-BRASIL APLICAÇÃO DO BPM PARA REESTRUTURAÇÃO DO PORTFÓLIO DE SERVIÇOS DA APEX-BRASIL BPM Congress Brasília, 27 de novembro de 2012. Carlos Padilla, CBPP, Assessor da Gerência de Negócios. PANORAMA DA APEX-BRASIL

Leia mais

3) Qual é o foco da Governança de TI?

3) Qual é o foco da Governança de TI? 1) O que é Governança em TI? Governança de TI é um conjunto de práticas, padrões e relacionamentos estruturados, assumidos por executivos, gestores, técnicos e usuários de TI de uma organização, com a

Leia mais

Mapa Estratégico CRA - ES

Mapa Estratégico CRA - ES Processos Internos Recursos Resultado Mercado Ambiente Interno Forças Fraquezas 09/08/2016 Mapa Estratégico CRA - ES Visão (2015 2019) Missão e Visão A Atendimento à legislação (Aumentar arrecadações)

Leia mais

Indicadores de desempenho

Indicadores de desempenho Indicadores de desempenho Zafenate Desidério De 1999 até 2010 atuando como gestor da Qualidade através de 5 cer>ficações ISO 9001 no Rio Grande do Sul nas áreas eletrônicas E metalurgicas. Idealizador

Leia mais

SSC570 Empreendedores em Informática. Plano de Negócios. Profa. Ellen Francine ICMC/USP

SSC570 Empreendedores em Informática. Plano de Negócios. Profa. Ellen Francine ICMC/USP SSC570 Empreendedores em Informática Plano de Negócios Profa. Ellen Francine ICMC/USP 1 Motivação Por que preparar um plano de negócios? 2 Processo Empreendedor Identificar e avaliar a oportunidade Desenvolver

Leia mais

Metodologia de análise e planejamento comercial, elaborada pela ROMA CONSULTING, para a definição das prioridades estratégicas comerciais.

Metodologia de análise e planejamento comercial, elaborada pela ROMA CONSULTING, para a definição das prioridades estratégicas comerciais. 1 Metodologia de análise e planejamento comercial, elaborada pela CONSULTING, para a definição das prioridades estratégicas comerciais. 06/2013 BUSINESS PLANNING 2 Ø PLANEJANDO OS NEGÓCIOS sem preparação,

Leia mais

Equipe. Diretoria de Comunicação e Relacionamento Diretora: Marcela Conceição. Diretoria de Tecnologia da Informação Diretor: Victor Marcelino

Equipe. Diretoria de Comunicação e Relacionamento Diretora: Marcela Conceição. Diretoria de Tecnologia da Informação Diretor: Victor Marcelino Equipe Diretoria de Comunicação e Relacionamento Diretora: Marcela Conceição Diretoria de Tecnologia da Informação Diretor: Victor Marcelino Diretoria Administrativo e Financeira Diretor: Vitor Bahia Apresentação

Leia mais

Liderança e Gestão da Organização

Liderança e Gestão da Organização 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

O SIMPLES QUE FUNCIONA

O SIMPLES QUE FUNCIONA APRESENTAÇÃO COMERCIAL PALESTRAS CONSULTORIAS TREINAMENTOS O SIMPLES QUE FUNCIONA QUEM É MARIO NAZAR Especialista em Vendas desde 1978. Com vasta experiência em setores comerciais e empresariais. Possui

Leia mais

QUATRO ESTRATEGIAS MATADORAS PARA GERENCIAR SEUS LEADS E AUMENTAR SUAS VENDAS. Melhor do que divulgar é se comunicar - Figueiredo

QUATRO ESTRATEGIAS MATADORAS PARA GERENCIAR SEUS LEADS E AUMENTAR SUAS VENDAS. Melhor do que divulgar é se comunicar - Figueiredo QUATRO ESTRATEGIAS MATADORAS PARA GERENCIAR SEUS LEADS E AUMENTAR SUAS VENDAS Melhor do que divulgar é se comunicar - Figueiredo Se você não está seguindo essas 4 dicas, você provavelmente está perdendo

Leia mais

OBJETIVO PÚBLICO-ALVO PROGRAMA

OBJETIVO PÚBLICO-ALVO PROGRAMA Curso de Auditoria Interna, Controle Interno e Gestão de Riscos carga-horária: 16 horas OBJETIVO Fornecer aos participantes o conhecimento básico e bases técnicas e práticas fundamentais para que possam

Leia mais

PCP Planejamento de Controle da Produção. Aula 04 14/3/2011. Planejamento Estratégico da Produção. Planejamento Estratégico da Produção

PCP Planejamento de Controle da Produção. Aula 04 14/3/2011. Planejamento Estratégico da Produção. Planejamento Estratégico da Produção Para que serve o Planejamento Estratégico? PCP Planejamento de Controle da Aula 04 Profº. Ronaldo Oliveira contato@ronaldooliveira.com.br O planejamento estratégico busca maximizar os resultados das operações

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA. MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I

UNIVERSIDADE PAULISTA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA. MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I UNIVERSIDADE PAULISTA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I Este manual atende todos os Cursos Superiores de Tecnologia: Gestão e Negócios São Paulo

Leia mais

Práticas de Apoio ao Planejamento e à Gestão. Profa. Lillian Alvares, Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília

Práticas de Apoio ao Planejamento e à Gestão. Profa. Lillian Alvares, Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília Práticas de Apoio ao Planejamento e à Gestão Profa. Lillian Alvares, Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília Benchmarking Conceitos É a busca das melhores práticas que conduzem ao

Leia mais

Santa Casa Fundada. Inaugurada em 1826

Santa Casa Fundada. Inaugurada em 1826 Santa Casa Fundada em 1803 Inaugurada em 1826 PERFIL Organização Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre Instituição de direito privado, filantrópica, de ensino e assistência social, reconhecida

Leia mais