Riscos e Benefícios do Exercício de Força...

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Riscos e Benefícios do Exercício de Força..."

Transcrição

1 Riscos e Benefícios do Exercício de Força...

2 HAS - Visão Atual É uma doença crônico-degenerativa de natureza multifatorial, na grande maioria dos casos, assintomática, que compromete fundamentalmente o equilíbrio dos sistemas vasodilatadores e vasoconstritores que mantém o tônus vasomotor, levando a uma redução da luz dos vasos e danos aos órgãos por eles irrigados.

3 Como Classificar

4 Qual referência? ESH AND ESC GUIDELINES (Europa) JNC (EUA) DIRETRIZ SBH (Brasil)

5 Qual a definição então do JNC 7? JAMA. 2014;311(5):

6 JAMA. 2014;311(5):

7

8

9

10 140/90

11 Tratamento da Hipertensão Medicamentoso Não Medicamentoso Anti-hipertensivos Mudanças dos hábitos de vida

12 Recomendação de Exercícios Físicos para Prevenção e Tratamento da Hipertensão Arterial VI Diretrizes da Sociedade Brasileira de Hipertensão, 2010 American College of Sports Medicine, 8ed., 2010

13

14 TABLE 2. Absolute and Relative Contraindications to Resistance Training Absolute Unstable CHD Decompensated HF Uncontrolled arrhythmias Severe pulmonary hypertension (mean pulmonary arterial pressure >55 mm Hg) Severe and symptomatic aortic stenosis Acute myocarditis, endocarditis, or pericarditis Uncontrolled hypertension (>180/110 mm Hg) Aortic dissection Marfan syndrome High-intensity RT (80% to 100% of 1-RM) in patients with active proliferative retinopathy or moderate or worse nonproliferative diabetic retinopathy Relative (should consult a physician before participation) Major risk factors for CHD Diabetes at any age Uncontrolled hypertension (>160/>100 mm Hg) Low functional capacity (<4 METs) Musculoskeletal limitations Individuals who have implanted pacemakers or defibrillators (Circulation. 2007;116: )

15 TRATAMENTO DA HIPERTENSÃO Complementar com Treinamento Resistido Agudo Riscos Benefícios Crônico

16 Pós-Exercício Resistido - Hipertensos Pressão Arterial Clínica Intensidade - moderada PAS PAD Mulheres HIPERTENSAS - Medicadas (Captopril) Metodologia: 6 exercícios 40% de 1RM 3 séries 20 repetições * PRÉ; # Sessão C, P<0,05. Melo et al., Blood Pressure Monitoring, 11:183-9, 2006.

17 Pós-Exercício Resistido - Hipertensos Pressão Arterial Clínica Intensidade - moderada Metodologia: Adultos Normotensos 6 Exercícios 3 séries * PRÉ; # Sessão C; $ Sessão 80%, P<0,05. Rezk et al., Eur J Appl Physiol, 98:105-12, 2006.

18 Figure. Classification of weight training intensity (resistance). Williams M A et al. Circulation 2007;116: Copyright American Heart Association

19 Pós-Exercício Resistido - Hipertensos Pressão Arterial Clínica Evitar grandes volumes ou exercícios unilaterais. Metodologia: Idosos Hipertensos Fisicamente Ativos Sem experiência com ER 5 Exercícios 10 RM Mediano et al., Rev Bras Med Esporte, 11(6):337-40, 2005.

20 Pós-Exercício Resistido - Hipertensos Pressão Arterial Clínica Ordem de execução alternada Metodologia: Idosos Hipertensos P1-3 superiores e 3 inferiores P2 3 inferiores e 3 superiores P3 - alternado 3 Exercícios 12 RM Jannig et al. Rev Bras Med Esporte Vol. 15, No 5 Set/Out, 2009

21 Pós-Exercício Resistido - Hipertensos Pressão Arterial Clínica Maiores Grupamentos Musculares * PRÉ (P<0,001), PRÉ (P<0,05). Jovens Normotensos Adaptado de Polito & Farinatti, J Strength Cond Res 23(8): , 2009.

22 Pós-Exercício Resistido - Hipertensos Pressão Arterial Clínica Estado de Treinamento Costa et al., Rev Bras Med Esporte Vol. 16, No 2 Mar/Abr, 2010.

23 Pós-Exercício Resistido - Hipertensos Pressão Arterial Clínica Estado de Treinamento Costa et al., Rev Bras Med Esporte Vol. 16, No 2 Mar/Abr, 2010.

24 Pós-Exercício Resistido - Hipertensos Pressão Arterial Ambulatorial * = diferente da sessão controle (P<0,05). Metodologia: Homens hipertensos negros 8 exercícios 1 série 8-12 repetições Intensidade moderada Prista et al., Submetido JSCR.

25 Resumão!!! MAIOR QUEDA Menor intensidade Maior massa muscular Não há necessidade de grande volume Não treinados Ordem alternada MAIOR DURAÇÃO Hipertensos Medicados Negros (sono) Qual a importância clínica? Aspectos ainda controversos devido ao pouco número de estudos a respeito: Magnitude da HPE Duração da HPE

26 Possíveis Mecanismos VS PA DC RVP FC Mecanismos em Normotensos!

27 Possíveis mecanismos de redução da PA 1-Arq. Bras. Cardiol. vol.87 no.6 São Paulo Dec Arla Rad 2006 PA = DC X Res Perif

28 TRATAMENTO DA HIPERTENSÃO Complementar com Treinamento Resistido Agudo Riscos Benefícios Crônico

29 HAS - Treinamento Resistido Pressão Arterial de Repouso Adaptado de Cononie et al. Med. Sci. Sports Exerc. 23:505-11, 1991

30 HAS - Treinamento Resistido

31 HAS - Treinamento Resistido Pressão Arterial de Repouso * lesão de órgão-alvo CARDOSO JR. et al. Clinics, 2010;65(3):

32 HAS - Treinamento Resistido Kanegusuku et al. Braz J Med Biol Res 44 (9), p , 2011

33 Resumão!!! Alta intensidade não tem efeito hipotensor em HT Baixa intensidade pode ser que tenha pequeno efeito Reduz a PA para mesma carga absoluta em NT Sem efeito durante o exercício aeróbio Auxílio no controle de outras comorbidades

34 Possíveis Mecanismos PAM DC RVP VS FC CONONIE et al., 2001.

35 TRATAMENTO DA HIPERTENSÃO Complementar com Treinamento Resistido Agudo Durante Riscos Benefícios

36 Resposta Aguda durante o exercício Bakke, EF et al. EJVES, 2006.

37 Resposta Aguda durante o exercício Aumento médio: 320/250 mmhg Maior Aumento: 480/350 mmhg Metodologia: Body-builders (5) anos Leg Press Duplo Intraarterial 90% CVM Até exaustão MacDougall, J. Appl. Physiol. 58:785-90, 1985.

38 mmhg

39 Leg-press bilateral; 3 séries de 10 RM; 3 segundos para cada fase concêntrica e excêntrica Gotshall et al. JEPonline 2(4):1-6, 1999.

40 VOLUME 22 : NUMBER 1 ADVANCES IN PHYSIOLOGY EDUCATION DECEMBER 1999

41 Possíveis Mecanismos Comando Central Componente Isométrico > SNS > RVP > FC > DC Pressão Arterial Seals et al., JAP, 75, 1993; Rowell & O Leary, JAP, 69(2), 1990.

42 Possíveis Mecanismos DC RVP PAS PAD

43 Riscos da Elevação da Pressão Arterial no Hipertenso Picos Pressóricos: Fator de risco para ruptura de aneurismas, levando ao acidente vascular cerebral hemorrágico Vermeer et al. Stroke 28:805-8,1997 Hipertensos: > chance de ter aneurismas cerebrais Isaksen et al. J.Neurol. Neurosurg.Psychiatry 73:185-7,2002

44 Intensidade Extensão de Pernas 40 e 80% de 1RM Até Exaustão 1 Série Adaptado de Nery, Dissertação de Mestrado, 2005

45 Exercício Resistido até atingir a Fadiga fadiga e redução +25 ± 9 mmhg Adaptado de Nery, Dissertação de Mestrado, 2005.

46 Intervalo de descanso 90 segundos 40 % of 1RM Até a exaustão Cad. Extensora 45 segundos Nery et al., Clinics, 65 (3), 2010 / Gomides, Dissertação de Mestrado, 2009.

47 Resumão!!! Aumenta PAS e PAD Não é possível controlar * (medida direta) Principalmente em grande intensidade Maior duração (estático), principalmente até exaustão Exercícios com maior massa muscular dificulta também o controle. A pequena pausa dificulta também o controle

48 HAS e Exercício Resistido Riscos Benefícios RESISTIDOS - indicados em complemento Benefício agudo pós-exercício Ausência de benefício crônico comprovado na PA Riscos presentes, mas minimizáveis

Riscos e Benefícios do Exercício de Força...

Riscos e Benefícios do Exercício de Força... Riscos e Benefícios do Exercício de Força... Tratamento da Hipertensão Medicamentoso + Não Medicamentoso Anti-hipertensivos Mudanças dos hábitos de vida Recomendação de Exercícios Físicos para Prevenção

Leia mais

Riscos e Benefícios. Ms. Sandro de Souza

Riscos e Benefícios. Ms. Sandro de Souza Riscos e Benefícios Ms. Sandro de Souza HAS - Visão Atual É uma doença crônico-degenerativa de natureza multifatorial, na grande maioria dos casos, assintomática, que compromete fundamentalmente o equilíbrio

Leia mais

FUNÇÕES DO SISTEMA CARDIOVASCULAR DURANTE O EXERCÍCIO

FUNÇÕES DO SISTEMA CARDIOVASCULAR DURANTE O EXERCÍCIO FUNÇÕES DO SISTEMA CARDIOVASCULAR DURANTE O EXERCÍCIO TIPO DE EXERCÍCIO Dinâmico ou Isotônico Estático ou Isométrico Contração muscular e movimento articular Contração muscular sem movimento articular

Leia mais

Atividade Física e Hipertensão Arterial Sistêmica. Profa. Dra. Bruna Oneda

Atividade Física e Hipertensão Arterial Sistêmica. Profa. Dra. Bruna Oneda Atividade Física e Hipertensão Arterial Sistêmica Profa. Dra. Bruna Oneda professora@brunaoneda.com.br www.brunaoneda.com.br Hipertensão arterial sistêmica Síndrome multicausal e multifatorial caracterizada

Leia mais

Atividade Física e Hipertensão Arterial Sistêmica. Profa. Dra. Bruna Oneda

Atividade Física e Hipertensão Arterial Sistêmica. Profa. Dra. Bruna Oneda Atividade Física e Hipertensão Arterial Sistêmica Profa. Dra. Bruna Oneda professora@brunaoneda.com.br www.brunaoneda.com.br Hipertensão arterial sistêmica Síndrome multicausal e multifatorial caracterizada

Leia mais

RESPOSTAS PRESSÓRICAS APÓS A REALIZAÇÃO DE EXERCÍCIOS DE FORÇA PARA BRAÇO E PERNA EM JOVENS NORMOTENSOS

RESPOSTAS PRESSÓRICAS APÓS A REALIZAÇÃO DE EXERCÍCIOS DE FORÇA PARA BRAÇO E PERNA EM JOVENS NORMOTENSOS RESPOSTAS PRESSÓRICAS APÓS A REALIZAÇÃO DE EXERCÍCIOS DE FORÇA PARA BRAÇO E PERNA EM JOVENS NORMOTENSOS Christoffer Novais de Farias Silva¹ Fabrício Galdino Magalhães² Raphael Martins Cunha³ PALAVRAS CHAVE:

Leia mais

EFEITOS DO EXERCÍCIO FÍSICO EM IDOSOS HIPERTENSOS

EFEITOS DO EXERCÍCIO FÍSICO EM IDOSOS HIPERTENSOS EFEITOS DO EXERCÍCIO FÍSICO EM IDOSOS HIPERTENSOS Larrissa Mariana B. França - GEPSAI/ UFPB (larrissamariana@hotmail.com); Kamyla Félix Oliveira dos Santos - GEPSAI/ UFPB (kamylaoliveira@hotmail.com);

Leia mais

Pró-Reitoria de Graduação Curso de Educação Física Trabalho de Conclusão de Curso. Hipotensão no exercício resistido para membros inferiores.

Pró-Reitoria de Graduação Curso de Educação Física Trabalho de Conclusão de Curso. Hipotensão no exercício resistido para membros inferiores. Pró-Reitoria de Graduação Curso de Educação Física Trabalho de Conclusão de Curso Hipotensão no exercício resistido para membros inferiores. Autor: Mário Jorge Gonçalves de Medeiros Orientador: Prof. Dr.

Leia mais

Atividade Física e Cardiopatia

Atividade Física e Cardiopatia AF e GR ESPECIAIS Cardiopatia Atividade Física e Cardiopatia Prof. Ivan Wallan Tertuliano E-mail: ivantertuliano@anhanguera.com Cardiopatias Anormalidade da estrutura ou função do coração. Exemplos de

Leia mais

Glasiele Stival Costa 1, Jeferson Luiz Carvalho 2, Fabiano Macedo Salgueirosa 3 RESUMO

Glasiele Stival Costa 1, Jeferson Luiz Carvalho 2, Fabiano Macedo Salgueirosa 3 RESUMO EFEITO DE UMA SESSÃO DE TREINAMENTO INTERVALADO DE ALTA INTENSIDADE (HIIT) EM PARÂMETROS HEMODINÂMICOS EM HOMENS DE 20 A 30 ANOS DE IDADE NORMOTENSOS E MODERADAMENTE ATIVOS. Glasiele Stival Costa 1, Jeferson

Leia mais

INFLUÊNCIA DO TREINAMENTO INTERVALADO E CONTÍNUO NA RESPOSTA PRESSÓRICA DE INDIVÍDUOS QUE PRATICAM CORRIDA DE RUA

INFLUÊNCIA DO TREINAMENTO INTERVALADO E CONTÍNUO NA RESPOSTA PRESSÓRICA DE INDIVÍDUOS QUE PRATICAM CORRIDA DE RUA INFLUÊNCIA DO TREINAMENTO INTERVALADO E CONTÍNUO NA RESPOSTA PRESSÓRICA DE INDIVÍDUOS QUE PRATICAM CORRIDA DE RUA Lucas Rocha Costa¹ Fabrício Galdino Magalhães 2 PALAVRAS-CHAVE: treinamento; corrida; pressão

Leia mais

Repouso Freqüência cardíaca 75 bpm. Exercício intenso Freqüência cardíaca 180 bpm. sístole diástole sístole. 0,3 segundos (1/3) 0,5 segundos (2/3)

Repouso Freqüência cardíaca 75 bpm. Exercício intenso Freqüência cardíaca 180 bpm. sístole diástole sístole. 0,3 segundos (1/3) 0,5 segundos (2/3) Repouso Freqüência cardíaca 75 bpm sístole diástole sístole 0,3 segundos (1/3) 0,5 segundos (2/3) Exercício intenso Freqüência cardíaca 180 bpm sístole diástole 0,2 segundos 0,13 segundos 1 Volume de ejeção

Leia mais

Como evitar os riscos e aumentar os benefícios??

Como evitar os riscos e aumentar os benefícios?? Como evitar os riscos e aumentar os benefícios?? RISCOS BENEFÍCIOS RISCO DE MORTE POR DOENÇAS 100 % CARDIOVASCULARES 80 Diminuição de 34% 66% 60 40 20 0 AGITA São Paulo Sedentário Pouco Ativo Ativo Muito

Leia mais

ESTRUTURA FREQUÊNCIA CARDÍACA 09/06/2013. O número de batimentos cardíacos por unidade de tempo, geralmente expresso em batimentos por minuto (bpm).

ESTRUTURA FREQUÊNCIA CARDÍACA 09/06/2013. O número de batimentos cardíacos por unidade de tempo, geralmente expresso em batimentos por minuto (bpm). Revisar alguns conceitos da fisiologia cardiovascular; Revisar alguns conceitos da fisiologia do exercício do sistema cardiovascular; Estudar as adaptações do treinamento aeróbico e de força no sistema

Leia mais

COMPORTAMENTO DA PRESSÃO ARTERIAL E DA VARIABILIDADE DA FREQUÊNCIA CARDÍACA APÓS O EXERCÍCIO AERÓBIO E COM PESOS REALIZADOS NA MESMA SESSÃO.

COMPORTAMENTO DA PRESSÃO ARTERIAL E DA VARIABILIDADE DA FREQUÊNCIA CARDÍACA APÓS O EXERCÍCIO AERÓBIO E COM PESOS REALIZADOS NA MESMA SESSÃO. COMPORTAMENTO DA PRESSÃO ARTERIAL E DA VARIABILIDADE DA FREQUÊNCIA CARDÍACA APÓS O EXERCÍCIO AERÓBIO E COM PESOS REALIZADOS NA MESMA SESSÃO. Natália Serra Lovato (PIBIC/CNPq-UEL) e Marcos Doederlein Polito

Leia mais

O Impacto de uma pesquisa de hidroginástica na captação de novos clientes Condicionamento cardiorrespiratório

O Impacto de uma pesquisa de hidroginástica na captação de novos clientes Condicionamento cardiorrespiratório O Impacto de uma pesquisa de hidroginástica na captação de novos clientes Tese de Doutordo Efeitos do treinamento aeróbio, de força muscular e combinado no meio aquático em mulheres com Síndrome Metabólica:

Leia mais

Adaptações. Estruturais. Funcionais em Repouso Funcionais em Exercício EFEITOS DO TREINAMENTO FÍSICO SOBRE O SISTEMA CARDIOVASCULAR

Adaptações. Estruturais. Funcionais em Repouso Funcionais em Exercício EFEITOS DO TREINAMENTO FÍSICO SOBRE O SISTEMA CARDIOVASCULAR Adaptações EFEITOS DO TREINAMENTO FÍSICO SOBRE O SISTEMA CARDIOVASCULAR Prof. Márcio Oliveira de Souza Estruturais Funcionais em Repouso Funcionais em Exercício EFEITOS DO TREINAMENTO FÍSICO NA FREQUÊNCIA

Leia mais

04/07/2014. Apneia do Sono e Hipertensão Resistente Qual a importância?

04/07/2014. Apneia do Sono e Hipertensão Resistente Qual a importância? e Hipertensão arterial resistente (HAR): todo paciente com HAR deve fazer Polissonografia? Gleison Guimarães TE SBPT 2004/TE AMIB 2007 Área de atuação em Medicina do Sono pela SBPT - 2012 Profº Pneumologia

Leia mais

BIO CURSOS FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO JAQUELINE DE SALES ALMEIDA PROTOCOLOS DE TREINAMENTO DE FORÇA APLICADOS EM HIPERTENSOS

BIO CURSOS FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO JAQUELINE DE SALES ALMEIDA PROTOCOLOS DE TREINAMENTO DE FORÇA APLICADOS EM HIPERTENSOS BIO CURSOS FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO JAQUELINE DE SALES ALMEIDA PROTOCOLOS DE TREINAMENTO DE FORÇA APLICADOS EM HIPERTENSOS Manaus 2016 JAQUELINE DE SALES ALMEIDA PROTOCOLOS DE TREINAMENTO DE FORÇA APLICADOS

Leia mais

Exercícios Resistidos e Sistema Cardiovascular

Exercícios Resistidos e Sistema Cardiovascular Card. do Exc. 2.ed (cap 14) 4/5/06 16:14 Page 272 14 Exercícios Resistidos e Sistema Cardiovascular Cláudia Lúcia de Moraes Forjaz Cláudio Chaim Rezk Crivaldo Gomes Cardoso Júnior Taís Tinucci Até alguns

Leia mais

PRESSÃO ARTERIAL DURANTE O EXERCÍCIO RESISTIDO DE DIFERENTES INTENSIDADES EM INDIVÍDUOS HIPERTENSOS

PRESSÃO ARTERIAL DURANTE O EXERCÍCIO RESISTIDO DE DIFERENTES INTENSIDADES EM INDIVÍDUOS HIPERTENSOS PRESSÃO ARTERIAL DURANTE O EXERCÍCIO RESISTIDO DE DIFERENTES INTENSIDADES EM INDIVÍDUOS HIPERTENSOS Ricardo Saraceni Gomides¹; Sandra de Souza Nery²; Décio Mion Júnior²; Tais Tinucci¹, ²; Cláudia Lucia

Leia mais

EXERCÍCIO FÍSICO E VARIABILIDADE DA FREQUÊNCIA CARDÍACA. Dr. Breno Quintella Farah

EXERCÍCIO FÍSICO E VARIABILIDADE DA FREQUÊNCIA CARDÍACA. Dr. Breno Quintella Farah EXERCÍCIO FÍSICO E VARIABILIDADE DA FREQUÊNCIA CARDÍACA Dr. Breno Quintella Farah VARIABILIDADE DA FREQUÊNCIA CARDÍACA?? O fenômeno fisiológico que consiste na variação de tempo entre os batimentos cardíacos

Leia mais

COMPORTAMENTO AGUDO DE VARIÁVEIS HEMODINÂMICAS DE HIPERTENSOS SEDENTÁRIOS, EM DIFERENTES INTENSIDADES DE TREINAMENTO RESISTIDO

COMPORTAMENTO AGUDO DE VARIÁVEIS HEMODINÂMICAS DE HIPERTENSOS SEDENTÁRIOS, EM DIFERENTES INTENSIDADES DE TREINAMENTO RESISTIDO COMPORTAMENTO AGUDO DE VARIÁVEIS HEMODINÂMICAS DE HIPERTENSOS SEDENTÁRIOS, EM DIFERENTES INTENSIDADES DE TREINAMENTO RESISTIDO BEHAVIOR OF ACUTE HYPERTENSIVE SEDENTARY HEMODYNAMIC VARIABLES OF DIFFERING

Leia mais

FISIOLOGIA CARDIORESPIRATÓRIA ENVELHECIMENTO

FISIOLOGIA CARDIORESPIRATÓRIA ENVELHECIMENTO FISIOLOGIA CARDIORESPIRATÓRIA ENVELHECIMENTO Prof. Hassan Mohamed Elsangedy hassanme20@hotmail.com Hassan M. Elsangedy, MS. Especialização em Fisiologia do Exercício - 2009 1 INCIDÊNCIAS Hassan M. Elsangedy,

Leia mais

EFEITO DO EXERCÍCIO AERÓBIO SOBRE A HIPOTENSÃO PÓS-EXERCÍCIO

EFEITO DO EXERCÍCIO AERÓBIO SOBRE A HIPOTENSÃO PÓS-EXERCÍCIO RESUMO EFEITO DO EXERCÍCIO AERÓBIO SOBRE A HIPOTENSÃO PÓS-EXERCÍCIO Márcio Rabelo Mota 1, Robson F. Borges 2, Emerson Pardono 1, Juliano de Andrade MelIo; Francisco Martins da Silva 1 UCB 1 Academia Guggiana

Leia mais

06/05/2014. Prof. Me. Alexandre Correia Rocha www.professoralexandrerocha.com.br alexandre.personal@hotmail.com. Prof. Me Alexandre Rocha

06/05/2014. Prof. Me. Alexandre Correia Rocha www.professoralexandrerocha.com.br alexandre.personal@hotmail.com. Prof. Me Alexandre Rocha Prof. Me. Alexandre Correia Rocha www.professoralexandrerocha.com.br alexandre.personal@hotmail.com Docência Personal Trainer Prof. Me Alexandre Rocha 1 Hipertensão Arterial - Exercício Hipertensão Arterial

Leia mais

Treinamento de Força e Diabetes. Ms. Sandro de Souza

Treinamento de Força e Diabetes. Ms. Sandro de Souza Treinamento de Força e Diabetes Ms. Sandro de Souza Taxa de prevalência de Diabetes Mellitus Período: 2009 Relevância Diagnóstico de DIABETES MELLITUS Diabetes Care. 2007;30:S4 41. Resistência a Insulina

Leia mais

HIPOTENSÃO PÓS-EXERCÍCIO RESISTIDO: UMA REVISÃO DA LITERATURA

HIPOTENSÃO PÓS-EXERCÍCIO RESISTIDO: UMA REVISÃO DA LITERATURA DOI: 10.4025/reveducfis.v24.1.16927 HIPOTENSÃO PÓS-EXERCÍCIO RESISTIDO: UMA REVISÃO DA LITERATURA HYPOTENSION AFTER RESISTANCE EXERCISE: A LITERATURE REVIEW Maurílio Tiradentes Dutra * Ricardo Moreno Lima

Leia mais

Na hipertensão arterial

Na hipertensão arterial Erros frequentes na prática clínica como evitá-los? Na hipertensão arterial - Novembro de 2013 - Liliana Marta Serviço de Cardiologia, Hospital de Santarém Hipertensão Arterial Importante problema de saúde

Leia mais

CARDIOVASCULAR BEHAVIOR AFTER RESISTANCE EXERCISE PERFORMED IN DIFFERENT WORK WAYS AND VOLUME

CARDIOVASCULAR BEHAVIOR AFTER RESISTANCE EXERCISE PERFORMED IN DIFFERENT WORK WAYS AND VOLUME Comportamento cardiovascular após o exercício resistido realizado de diferentes formas e volumes de trabalho ciências do exercício E DO ESPORTE Artigo Original CARDIOVASCULAR BEHAVIOR AFTER RESISTANCE

Leia mais

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica RESPOSTA PRESSÓRICA PÓS-EXERCÍCIO RESISTIDO EM CIRCUITO DE MEMBROS SUPERIORES E INFERIORES 313 Aline Raile de Miranda 2, Ricardo Benini 1,2,3, Paulo Ricardo Prado Nunes 1,3, Bruno Victor Corrêa da Silva

Leia mais

EFEITO CRÔNICO DO EXERCÍCIO FÍSICO SOBRE A PRESSÃO ARTERIAL. Sandro G. S. Silva

EFEITO CRÔNICO DO EXERCÍCIO FÍSICO SOBRE A PRESSÃO ARTERIAL. Sandro G. S. Silva 1 EFEITO CRÔNICO DO EXERCÍCIO FÍSICO SOBRE A PRESSÃO ARTERIAL Sandro G. S. Silva Orientador: Prof. Dr. Giulliano Gardenghi CEAFI (Pós-Graduação em Fisiologia do Exercício) sandro_goncalves06@hotmail.com

Leia mais

Sessão Televoter Hipertensão

Sessão Televoter Hipertensão 2013 27 de Abril Sábado Sessão Televoter Hipertensão António Pedro Machado Carlos Rabaçal Joana Bordalo Hipertensão na gravidez Evolução da PA durante a gravidez em 6000 mulheres entre os 25 e os 34 anos

Leia mais

EFEITO DE DIFERENTES TEMPOS DE INTERVALO ENTRE A REALIZAÇÃO DAS SÉRIES DE EXERCÍCIO DE FORÇA NA PRESSÃO ARTERIAL DE HOMENS: EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS.

EFEITO DE DIFERENTES TEMPOS DE INTERVALO ENTRE A REALIZAÇÃO DAS SÉRIES DE EXERCÍCIO DE FORÇA NA PRESSÃO ARTERIAL DE HOMENS: EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS. Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Educação Física Disciplina de Trabalho de Conclusão de Curso II Caetano Braun Cremonini Trabalho de Conclusão de Curso EFEITO DE DIFERENTES TEMPOS DE

Leia mais

Hipertensão Arterial e a Prevenção Quaternária

Hipertensão Arterial e a Prevenção Quaternária Hipertensão Arterial e a Prevenção Quaternária Luiz Henrique Picolo Furlan Especialista em Saúde Coletiva e Cardiologia Mestre em Medicina Interna MBA em Gestão em Saúde Potenciais conflitos de interesse

Leia mais

Efeitos do treinamento de força isocinético sobre a Pressão arterial central e periférica de idosas hipertensas

Efeitos do treinamento de força isocinético sobre a Pressão arterial central e periférica de idosas hipertensas Efeitos do treinamento de força isocinético sobre a Pressão arterial central e periférica de idosas hipertensas Christoffer Novais de Farias Silva (IC) *, Andressa Moura Costa (IC), Camilla Melo de Jesus

Leia mais

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica RESPOSTAS HIPOTENSIVAS PÓS-EXERCÍCIO DE NATAÇÃO EM TREINAMENTOS CONTÍNUOS E INTERVALADOS 449 Larissa Cristina Pacheco Gomes 1 Antonio Coppi Navarro 2 Adriano Delly Veiga 3 RESUMO A prática de exercício

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO DO EFEITO HIPOTENSOR DE DIFERENTES MODALIDADES AERÓBIAS EM MULHERES NORMOTENSAS

ESTUDO COMPARATIVO DO EFEITO HIPOTENSOR DE DIFERENTES MODALIDADES AERÓBIAS EM MULHERES NORMOTENSAS DOI: 10.4025/reveducfis.v19i4.5138 ESTUDO COMPARATIVO DO EFEITO HIPOTENSOR DE DIFERENTES MODALIDADES AERÓBIAS EM MULHERES NORMOTENSAS COMPARATIVE STUDY OF THE HYPOTENSIVE EFFECTS OF DIFFERENT EXERCISE

Leia mais

Como Avaliar o Teste Ergométrico Para a Prática de Exercício. Profa. Dra. Cláudia L. M. Forjaz Escola de Educação Física e Esporte

Como Avaliar o Teste Ergométrico Para a Prática de Exercício. Profa. Dra. Cláudia L. M. Forjaz Escola de Educação Física e Esporte Como Avaliar o Teste Ergométrico Para a Prática de Exercício Profa. Dra. Cláudia L. M. Forjaz Escola de Educação Física e Esporte cforjaz@usp.br ROTINA DO CLIENTE Avaliação condição de saúde condição física

Leia mais

MCOR - Excelência em Cardiologia MAPA DE 24 HORAS

MCOR - Excelência em Cardiologia MAPA DE 24 HORAS Relatório de Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial (M.A.P.A.) 1 - Dados do Exame Nº do Exame Data de Instalação: 13/4/215 1:24 Término: 14/4/215 9:47 2 - Paciente Protocolo de Medições: Padrão

Leia mais

A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é uma doença de alta. prevalência e com repercussões importantes na morbidade e mortalidade

A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é uma doença de alta. prevalência e com repercussões importantes na morbidade e mortalidade 1 1-INTRODUÇÃO A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é uma doença de alta prevalência e com repercussões importantes na morbidade e mortalidade cardiovascular 1,2,3. A terapêutica não-medicamentosa vem

Leia mais

COMO CONTROLAR HIPERTENSÃO ARTERIAL?

COMO CONTROLAR HIPERTENSÃO ARTERIAL? COMO CONTROLAR HIPERTENSÃO ARTERIAL? Profa. Dra. Rosália Morais Torres VI Diretrizes Brasileiras de hipertensão arterial Arq Bras Cardiol 2010; 95 (1 supl.1): 1-51 HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA (HAS)

Leia mais

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica 147 BENEFICIOS DA ALIMENTAÇÃO E DO EXERCÍCIO RESISTIDO NA DIMINUIÇÃO DA HIPERTENSÃO ARTERIAL Alena Fernandes Sant ana 1, Aline Romera de Oliveira 1, Bruno Estevão 1, Talita Ajeje Andrade 1, Antonio Coppi

Leia mais

2 de Maio Sábado Sessão televoter Hipertensão Curso de MAPA

2 de Maio Sábado Sessão televoter Hipertensão Curso de MAPA 2015 2 de Maio Sábado Sessão televoter Hipertensão Curso de MAPA Ramon C Hermida Carlos Rabaçal António Pedro Machado Chronobiology International, 30(3): 355 410, (2013) Reclassificação da Pressão Arterial

Leia mais

RESPOSTAS CARDIOVASCULARES DO EXERCÍCIO DE FORÇA EM IDOSOS HIPERTENSOS: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

RESPOSTAS CARDIOVASCULARES DO EXERCÍCIO DE FORÇA EM IDOSOS HIPERTENSOS: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA Artigo de revisão RESPOSTAS CARDIOVASCULARES DO EXERCÍCIO DE FORÇA EM IDOSOS HIPERTENSOS: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA CARDIOVASCULAR RESPONSES OF RESISTANCE EXERCISE IN ELDERLY HYPERTENSIVE: A LITERATURE

Leia mais

O EFEITO DO TREINAMENTO RESISTIDO NA PRESSÃO ARTERIAL DE IDOSOS: UM ESTUDO DE REVISÃO

O EFEITO DO TREINAMENTO RESISTIDO NA PRESSÃO ARTERIAL DE IDOSOS: UM ESTUDO DE REVISÃO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS CENTRO DE ESTUDOS AVANÇADOS E FORMAÇÃO INTEGRADA ESPECIALIZAÇÃO EM MUSCULAÇÃO E PERSONAL TRAINER NÉLIO ALISSON DE OLIVEIRA O EFEITO DO TREINAMENTO RESISTIDO NA

Leia mais

Prof. Ms. Sandro de Souza

Prof. Ms. Sandro de Souza Prof. Ms. Sandro de Souza As 5 leis básicas do Treinamento de Força 1º - ANTES DE DESENVOLVER FORÇA MUSCULAR, DESENVOLVA FLEXIBILIDADE Amplitude de movimento Ênfase na pelve e articulações por onde passam

Leia mais

Hipertensão arterial, uma inimiga silenciosa e muito perigosa

Hipertensão arterial, uma inimiga silenciosa e muito perigosa Hipertensão arterial, uma inimiga silenciosa e muito perigosa A famosa pressão alta está associada a uma série de outras doenças, como o infarto do miocárdio, a insuficiência cardíaca e morte súbita, entre

Leia mais

ARTIGO ORIGINAL RESUMO INTRODUÇÃO ABSTRACT ISSN Julia Spanhol da Silva 1, Cleiton Chiamonti Bona 1 1

ARTIGO ORIGINAL RESUMO INTRODUÇÃO ABSTRACT ISSN Julia Spanhol da Silva 1, Cleiton Chiamonti Bona 1 1 ISSN 2177-4005 Revista do Departamento de Educação Física e Saúde e do Mestrado em Promoção da Saúde da Universidade de Santa Cruz do Sul / Unisc >> Acesse; http://online.unisc.br/seer/index.php/cinergis

Leia mais

EFEITOS DO TREINAMENTO DE FORÇA EM PARÂMETROS DE SAÚDE

EFEITOS DO TREINAMENTO DE FORÇA EM PARÂMETROS DE SAÚDE EFEITOS DO TREINAMENTO DE FORÇA EM PARÂMETROS DE SAÚDE Prof. Dr. Edilson Serpeloni Cyrino Centro de Educação Física e Esporte Universidade Estadual de Londrina e-mail: emcyrino@uel.br ENVELHECIMENTO MODIFICAÇÕES

Leia mais

EFEITO AGUDO DE UMA SESSÃO DE HIDROGINÁSTICA SOBRE A PRESSÃO ARTERIAL EM MULHERES NORMOTENSAS E HIPERTENSAS

EFEITO AGUDO DE UMA SESSÃO DE HIDROGINÁSTICA SOBRE A PRESSÃO ARTERIAL EM MULHERES NORMOTENSAS E HIPERTENSAS EFEITO AGUDO DE UMA SESSÃO DE HIDROGINÁSTICA SOBRE A PRESSÃO ARTERIAL EM MULHERES NORMOTENSAS E HIPERTENSAS JANE MARIA SILVA CARVALHO BRUNO ALMEIDA TOCANTINS MAYCOM DO NASCIMENTO MOURA ANTONIO EDUARDO

Leia mais

EFEITO DO EXERCÍCIO RESISTIDO NA HIPERTENSÃO ARTERIAL EM IDOSOS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

EFEITO DO EXERCÍCIO RESISTIDO NA HIPERTENSÃO ARTERIAL EM IDOSOS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA EFEITO DO EXERCÍCIO RESISTIDO NA HIPERTENSÃO ARTERIAL EM IDOSOS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA Irapuan Medeiros de Lucena 1 ; Wagner Ivan Fonseca de Oliveira 2 ; Diogo Araújo Pereira 3. 1- Instituto Federal

Leia mais

HIPERTENSÃO ARTERIAL

HIPERTENSÃO ARTERIAL HIPERTENSÃO ARTERIAL HIPERTENSÃO ARTERIAL A pressão arterial VARIA de batimento a batimento do coração, ajustando-se às atividades desenvolvidas ao longo do dia. Tais variações são fisiológicas e imperceptíveis,

Leia mais

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica RESPOSTAS HEMODINÂMICAS AGUDAS AO EXERCÍCIO RESISTIDO 201 Marcos Antonio Francisco da Silva 1 Cassiano Ricardo Rech 2 RESUMO Indivíduos com restrições à prática do treinamento com exercícios resistidos

Leia mais

Respostas Cardiovasculares do Treinamento Resistido: Uma Revisão

Respostas Cardiovasculares do Treinamento Resistido: Uma Revisão Respostas Cardiovasculares do Treinamento Resistido: Uma Revisão Juliana A. Carneiro, Kleber L. da Silva, Leonardo S. Moreira e Rodrigo O. Borges Resumo Nesta revisão bibliográfica buscamos retratar as

Leia mais

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica COMPORTAMENTO DA FREQÜÊNCIA CARDÍACA, PRESSÃO ARTERIAL E DUPLO PRODUTO EM USUÁRIOS DE BETA-BLOQUEADOR DURANTE O TREINAMENTO DE FORÇA 524 Fabiano Moraes Miguel 1,2, Luis Alexandre Grings 1,2, Rafaela Liberali

Leia mais

EXERCÍCIOS RESISTIDOS EM IDOSOS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

EXERCÍCIOS RESISTIDOS EM IDOSOS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA EXERCÍCIOS RESISTIDOS EM IDOSOS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA Beatriz Souza de Albuquerque Cacique New York (1); João Paulo Campos Souza (2) ¹Graduanda do 4º Período da Universidade Estadual da Paraíba UEPB

Leia mais

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica EFEITO DA PERIODIZAÇÃO DE UM PROTOCOLO DE TREINAMENTO DE FORÇA SOBRE A PRESSÃO ARTERIAL EM MULHERES HIPERTENSAS, FISICAMENTE ATIVAS, ENTRE 53 E 65 ANOS 528 Adair Viana Teixeira 1, Gustavo Muniz da Rocha

Leia mais

FUNÇÕES DO SISTEMA CARDIOVASCULAR DURANTE O EXERCÍCIO

FUNÇÕES DO SISTEMA CARDIOVASCULAR DURANTE O EXERCÍCIO FUNÇÕES DO SISTEMA CARDIOVASCULAR DURANTE O EXERCÍCIO RESPOSTAS CARDIOVASCULARES FC VS DC RVP PAS PAM PAD DP TIPO DE EXERCÍCIO Dinâmico ou Isotônico Estático ou Isométrico Contração muscular e movimento

Leia mais

EFEITO DA SUPLEMENTAÇÃO DE UM SUCO MIX DE UVA, BETERRABA E ACEROLA SOBRE A HPE EM CORREDORES RECREACIONAIS

EFEITO DA SUPLEMENTAÇÃO DE UM SUCO MIX DE UVA, BETERRABA E ACEROLA SOBRE A HPE EM CORREDORES RECREACIONAIS EFEITO DA SUPLEMENTAÇÃO DE UM SUCO MIX DE UVA, BETERRABA E ACEROLA SOBRE A HPE EM CORREDORES RECREACIONAIS Anderson Igor Silva de Souza Rocha 1 ; Ana Paula Urbano Ferreira 2 ; Ramon da Costa Porto 3 ;

Leia mais

Respostas cardiovasculares agudas no treinamento de força conduzido em exercícios para grandes e pequenos grupamentos musculares

Respostas cardiovasculares agudas no treinamento de força conduzido em exercícios para grandes e pequenos grupamentos musculares ARTIGO ORIGINAL Respostas cardiovasculares agudas no treinamento de força conduzido em exercícios para grandes e pequenos grupamentos musculares Welton D Assunção 1, Marcelo Daltro 1, Roberto Simão 2,

Leia mais

INFLUÊNCIA DA CAMINHADA ORIENTADA EM PARÂMETROS FISIOLÓGICOS E PERCEPÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DE IDOSOS 1

INFLUÊNCIA DA CAMINHADA ORIENTADA EM PARÂMETROS FISIOLÓGICOS E PERCEPÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DE IDOSOS 1 INFLUÊNCIA DA CAMINHADA ORIENTADA EM PARÂMETROS FISIOLÓGICOS E PERCEPÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DE IDOSOS 1 CHAVES, Ricardo - Lemes 2 TEIXEIRA, Bruno Costa 3 Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia

Leia mais

Práticas e programas de musculação para a população acima de sessenta anos

Práticas e programas de musculação para a população acima de sessenta anos Práticas e programas de musculação para a população acima de sessenta anos Autor: Felipe Carvalho Segundo Barry & Carson 2004 a degeneração do sistema neuromuscular impede a habilidade de gerar contração

Leia mais

ConScientiae Saúde ISSN: Universidade Nove de Julho Brasil

ConScientiae Saúde ISSN: Universidade Nove de Julho Brasil ConScientiae Saúde ISSN: 1677-1028 conscientiaesaude@uninove.br Universidade Nove de Julho Brasil Correia Rocha, Alexandre; Moraes-Silva, Ivana C.; Garcia Quinteiro, Hugo Rodrigo; Sartori, Michelle; De

Leia mais

Faculdade Maurício de Nassau. Disciplina: Farmacologia

Faculdade Maurício de Nassau. Disciplina: Farmacologia Faculdade Maurício de Nassau Disciplina: Farmacologia Profa. Dra. Thais Porto Ribeiro Aula Tema: Anti-hipertensivos Mecanismos do Controle da PA SNA SRA O Sistema cardiovascular é controlado de forma integrada:

Leia mais

Efeito Hipotensivo do Treinamento de Força em Homens Idosos

Efeito Hipotensivo do Treinamento de Força em Homens Idosos Efeito Hipotensivo do Treinamento de Força em Homens Idosos Hypotensive Effect of Strength Training in Elderly Men Artigo Original 3 Luciana Campos Mutti, 1 Roberto Simão, 2 Ingrid Dias, 2 Tiago Figueiredo,

Leia mais

Efeito de 16 semanas de treinamento com pesos sobre a pressão arterial em mulheres normotensas e não-treinadas

Efeito de 16 semanas de treinamento com pesos sobre a pressão arterial em mulheres normotensas e não-treinadas ARTIGO ORIGINAL Efeito de 16 semanas de treinamento com pesos sobre a pressão arterial em mulheres normotensas e não-treinadas Aline Mendes Gerage 1,2, Edilson Serpeloni Cyrino 1,2,3, Durcelina Schiavoni

Leia mais

Alterações Fisiológicas e benefícios do Treinamento Resistido na Hipertensão Arterial

Alterações Fisiológicas e benefícios do Treinamento Resistido na Hipertensão Arterial Alterações Fisiológicas e benefícios do Treinamento Resistido na Hipertensão Arterial Professor Esp. Roger Naves Vicente INTRODUÇÃO A hipertensão arterial caracteriza-se pelo aumento dos níveis de pressão

Leia mais

TÍTULO: NÍVEIS DE APTIDÃO FÍSICAS DE PRATICANTES DE DOIS MODELOS DE TREINAMENTO RESISTIDOS.

TÍTULO: NÍVEIS DE APTIDÃO FÍSICAS DE PRATICANTES DE DOIS MODELOS DE TREINAMENTO RESISTIDOS. TÍTULO: NÍVEIS DE APTIDÃO FÍSICAS DE PRATICANTES DE DOIS MODELOS DE TREINAMENTO RESISTIDOS. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: EDUCAÇÃO FÍSICA INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE

Leia mais

Corrida em esteira e exercícios de força: efeitos agudos da ordem de realização sobre a hipotensão pós-exercício

Corrida em esteira e exercícios de força: efeitos agudos da ordem de realização sobre a hipotensão pós-exercício Corrida em esteira e exercícios de força: efeitos agudos da ordem de realização sobre a hipotensão pós-exercício Corrida em esteira e exercícios de força CDD. 20.ed. 796.022 796.071 Denilson Alves SANTIAGO

Leia mais

Variação e Controle da Pressão Arterial e Hipertensão Arterial Sistêmica. Paulo José Bastos Barbosa Semiologia Médica I

Variação e Controle da Pressão Arterial e Hipertensão Arterial Sistêmica. Paulo José Bastos Barbosa Semiologia Médica I Variação e Controle da Pressão Arterial e Hipertensão Arterial Sistêmica Paulo José Bastos Barbosa Semiologia Médica I - 2013 pjbbarbosa@uol.com.br Taxas de mortalidade por DCV e suas diferentes causas

Leia mais

Recomendações e orientações para a prática de exercícios físicos no idoso. Prof. Dra. Bruna Oneda

Recomendações e orientações para a prática de exercícios físicos no idoso. Prof. Dra. Bruna Oneda Recomendações e orientações para a prática de exercícios físicos no idoso Prof. Dra. Bruna Oneda Exercícios Físicos Estimular de maneira equilibrada todos os sistemas corporais. Trabalhar postura, equilíbrio

Leia mais

Prof. Me. Alexandre Correia Rocha www.professoralexandrerocha.com.br alexandre.personal@hotmail.com. Prof. Me Alexandre Rocha

Prof. Me. Alexandre Correia Rocha www.professoralexandrerocha.com.br alexandre.personal@hotmail.com. Prof. Me Alexandre Rocha Prof. Me. Alexandre Correia Rocha www.professoralexandrerocha.com.br alexandre.personal@hotmail.com Docência Personal Trainer Prof. Me Alexandre Rocha 1 www.avaliacaoja.com.br Prof. Me Alexandre Rocha

Leia mais

Recomendações e orientações para a prática de exercícios. Prof. Dra. Bruna Oneda

Recomendações e orientações para a prática de exercícios. Prof. Dra. Bruna Oneda Recomendações e orientações para a prática de exercícios físicos no idoso Prof. Dra. Bruna Oneda Exercícios Físicos Estimular equilibradamente todos os sistemas corporais. Trabalhar postura, equilíbrio

Leia mais

PRESCRIÇÃO DO EXERCÍCIO AERÓBICO NO CARDIOPATA

PRESCRIÇÃO DO EXERCÍCIO AERÓBICO NO CARDIOPATA PRESCRIÇÃO DO EXERCÍCIO AERÓBICO NO CARDIOPATA Doutor Paulo Ricardo Nazario Viecili INSTITUTO DE CARDIOLOGIA DE CRUZ ALTA www.icca-rs.com.br DECLARO NÃO HAVER CONFLITOS DE INTERESSE E NÃO POSSUO VÍNCULOS

Leia mais

HIPERTENSÃO ARTERIAL: QUANDO INCAPACITA? Julizar Dantas

HIPERTENSÃO ARTERIAL: QUANDO INCAPACITA? Julizar Dantas HIPERTENSÃO ARTERIAL: QUANDO INCAPACITA? Julizar Dantas DECLARAÇÃO DE CONFLITOS DE INTERESSE Declaro não ter conflito de interesses. Currículo Lattes no site CNPQ (Plataforma Lattes) http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=k4434590a5

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA DISCIPLINA: FISIOLOGIA HUMANA EXERCÍCIO FÍSICO PARA POPULAÇÕES ESPECIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA DISCIPLINA: FISIOLOGIA HUMANA EXERCÍCIO FÍSICO PARA POPULAÇÕES ESPECIAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA DISCIPLINA: FISIOLOGIA HUMANA EXERCÍCIO FÍSICO PARA POPULAÇÕES ESPECIAIS Prof. Mestrando: Marcelo Mota São Cristóvão 2008 POPULAÇÕES ESPECIAIS

Leia mais

E APÓS UM INFARTO DO CORAÇÃO, O QUE FAZER? Reabilitação Cardiovascular

E APÓS UM INFARTO DO CORAÇÃO, O QUE FAZER? Reabilitação Cardiovascular E APÓS UM INFARTO DO CORAÇÃO, O QUE FAZER? Reabilitação Cardiovascular Reabilitação Cardiovascular Recomendação de Atividade Física Recomendação populacional Todo adulto deve realizar pelo menos 30 minutos

Leia mais

Sessão Televoter Hipertensão

Sessão Televoter Hipertensão 2011 15 de Abril 6ª feira Sessão Televoter Hipertensão António Pedro Machado Braz Nogueira, Carlos Rabaçal Oliveira Ramos Benefício do tratamento da HTA no diabético PA Benefício Benefício parcial Sem

Leia mais

Respostas Cardiovasculares Agudas em Diferentes Exercícios de Força

Respostas Cardiovasculares Agudas em Diferentes Exercícios de Força 166 Artigo Original 6 Respostas Cardiovasculares Agudas em Diferentes Exercícios de Força Acute Cardiovascular Responses in Various Strength Exercises Elisa Maria Rodrigues dos Santos 1, Thiago Matassoli

Leia mais

A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma condição clínica multifatorial caracterizada por níveis elevados e sustentados de pressão arterial (PA).

A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma condição clínica multifatorial caracterizada por níveis elevados e sustentados de pressão arterial (PA). A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma condição clínica multifatorial caracterizada por níveis elevados e sustentados de pressão arterial (PA). Associa-se frequentemente a alterações funcionais e/ou

Leia mais

A prática de exercício físico pode ser utilizada como meio de tratamento da hipertensão arterial?

A prática de exercício físico pode ser utilizada como meio de tratamento da hipertensão arterial? A prática de exercício físico pode ser utilizada como meio de tratamento da hipertensão arterial? Enéas Van Der Maas do Bem Filho 1 Resumo As doenças cardiovasculares são as principais causas de morte

Leia mais

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica 390 EFEITO DA EXTENSÃO DO JOELHO NA PRESSÃO ARTERIAL EXECUTADO DE MANEIRA UNI E BILATERAL Marcelo Walz 1,2, Fabiano da Silva Ribeiro 1,3, Francisco Navarro 1 RESUMO Para uma prescrição segura dos exercícios

Leia mais

10º Congreso Argentino y 5º Latinoamericano de Educación Física y Ciencias

10º Congreso Argentino y 5º Latinoamericano de Educación Física y Ciencias 10º Congreso Argentino y 5º Latinoamericano de Educación Física y Ciencias 1 Influência de um programa de exercícios aeróbios sobre níveis pressórios de indivíduos com Síndrome Metabólica Chane Basso Benetti;

Leia mais

ConScientiae Saúde ISSN: Universidade Nove de Julho Brasil

ConScientiae Saúde ISSN: Universidade Nove de Julho Brasil ConScientiae Saúde ISSN: 1677-1028 conscientiaesaude@uninove.br Universidade Nove de Julho Brasil Sousa Costa, Francisca Marajany; Magalhães Sales, Marcelo; Bartholomeu Neto, João; Reis Olher, Rafael;

Leia mais

Treinamento Físico nas Cardiopatias

Treinamento Físico nas Cardiopatias OBJETIVO Treinamento Físico nas Cardiopatias Gustavo Gonçalves Cardozo Oferecer ferramentas para compreensão de um programa de atividade física para cardiopatas. Professor de Reabilitação Cardíaca do Curso

Leia mais

Respostas cardiovasculares decorrentes de um programa de treinamento físico misto, musculação e aeróbio: um estudo de caso

Respostas cardiovasculares decorrentes de um programa de treinamento físico misto, musculação e aeróbio: um estudo de caso PERQUIRĔRE Revista do Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa e Extensão do UNIPAM (ISSN 186-6399) Patos de Minas: UNIPAM, n. 7, vol. 1: 72-82, ago. 21 Respostas cardiovasculares decorrentes de um programa

Leia mais

Resumo. Introdução. PALAVRAS-CHAVE: Pressão arterial; Hipotensão pós-exercício; Exercício simultâneo; Prescrição de exercícios; Saúde.

Resumo. Introdução. PALAVRAS-CHAVE: Pressão arterial; Hipotensão pós-exercício; Exercício simultâneo; Prescrição de exercícios; Saúde. Efeitos da alternância entre exercícios aeróbicos e resistência exercício em diferentes sessões de exercício concorrente em respostas pressão arterial de atletas: um estudo randomizado CDD. 20.ed. 796.022

Leia mais

COMO MEDIR A PRESSÃO ARTERIAL

COMO MEDIR A PRESSÃO ARTERIAL COMO MEDIR A PRESSÃO ARTERIAL REQUISITOS BÁSICOS PARA ADEQUADA AFERIÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL Tele-educação REDE DE TELEASSISTÊNCIA DE MINAS GERAIS Organizadores Edênia S. G. Oliveira Lidiane A. Pereira

Leia mais

revistaeletronicafunvic.org

revistaeletronicafunvic.org revistaeletronicafunvic.org EXERCÍCIOS RESISTIDOS EM IDOSOS HIPERTENSOS RESISTIVE EXERCISES ON HYPERTENSIVE ELDERLY Débora Monique Campos Mendes 1, Maria Rita Paiva França 1, Vânia Cristina dos Reis Miranda

Leia mais

RESPOSTA PRESSÓRICA DO TREINAMENTO DE FORÇA EM DIFERENTES PERÍODOS DO DIA EM INDIVÍDUOS NORMOTENSOS

RESPOSTA PRESSÓRICA DO TREINAMENTO DE FORÇA EM DIFERENTES PERÍODOS DO DIA EM INDIVÍDUOS NORMOTENSOS RESPOSTA PRESSÓRICA DO TREINAMENTO DE FORÇA EM DIFERENTES PERÍODOS DO DIA EM INDIVÍDUOS NORMOTENSOS INTRODUÇÃO HENRIQUE SOUZA DA SILVA MURILO ZEDE DE BARROS RAMON GUSTAVO DE MORAES OVANDO Universidade

Leia mais

A V C E A EQUIPE DE SAÚDE DA FAMÍLIA

A V C E A EQUIPE DE SAÚDE DA FAMÍLIA A V C E A EQUIPE DE SAÚDE DA FAMÍLIA Reginaldo Aparecido Valácio Hospital Municipal Odilon Behrens Belo Horizonte, MG RELEVÂNCIA Brasil, 2005: >90.000 Mundo, 2005: 5,7 milhões Países em desenvolvimento:

Leia mais

RESPOSTA CARDIOVASCULAR APÓS UM EXERCÍCIO ISOMÉTRICO

RESPOSTA CARDIOVASCULAR APÓS UM EXERCÍCIO ISOMÉTRICO RESPOSTA CARDIOVASCULAR APÓS UM EXERCÍCIO ISOMÉTRICO MAGAZONI. Valéria Sachi (Unitri, Correspondência: valeriasachi@gmail.com) CARDOSO FILHO, Geraldo Magela (Unitri, Correspondência: gmcardoso25@hotmail.com)

Leia mais

II Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão da UniEVANGÉLICA Anais do IX Seminário de PBIC Volume Anápolis-Go

II Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão da UniEVANGÉLICA Anais do IX Seminário de PBIC Volume Anápolis-Go MELHORIA NA CAPACIDADE FUNCIONAL DE IDOSOS APÓS SEREM SUBMETIDAS AO TREINAMENTO RESISTIDO CASTRO, Danilo Leandro Santos de 1 LIMA, William Alves 2 SILVA, Maycon Karllos Napolitano da 3 TEIXEIRA, Cristina

Leia mais

Objetivo da participação:

Objetivo da participação: Objetivo da participação: Contribuir para facilitar o entendimento da prescrição da intensidade do exercício em pacientes pós IAM em programas de reabilitação. BENEFÍCIOS: Isquemia miocárdica 1- Melhora

Leia mais

Publicações de impacto no último ano em: Hipertensão

Publicações de impacto no último ano em: Hipertensão Publicações de impacto no último ano em: Hipertensão Arterial Sistêmica Dr. Emerson C. Porto Coordenador do Ambulatório de HAS Coordenador da UTI e Pronto Atendimento Fundação Bahiana de Cardiologia J

Leia mais

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica RESPOSTA DA PRESSÃO ARTERIAL EM DIFERENTES INTENSIDADES DE EXERCÍCIO RESISTIDO UNI E MULTIARTICULAR 10 Diogo Correia Cardozo 1, Marcelo Ricardo Dias 2 RESUMO O objetivo deste estudo foi verificar as respostas

Leia mais

ASPECTOS DO EXERCÍCIO FÍSICO NO SISTEMA CARDIOVASCULAR DE IDOSOS COM HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA: UMA BREVE INTRODUÇÃO

ASPECTOS DO EXERCÍCIO FÍSICO NO SISTEMA CARDIOVASCULAR DE IDOSOS COM HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA: UMA BREVE INTRODUÇÃO ASPECTOS DO EXERCÍCIO FÍSICO NO SISTEMA CARDIOVASCULAR DE IDOSOS COM HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA: UMA BREVE INTRODUÇÃO Caio Aramys Freitas Teodoro (Caio Aramys Freitas Teodoro) (Instituto Brasileiro

Leia mais

Efeitos do exercício em pessoas hipertensas. Effects of exercise in hypertensive patients

Efeitos do exercício em pessoas hipertensas. Effects of exercise in hypertensive patients Artigo de Revisão Efeitos do exercício em pessoas hipertensas Effects of exercise in hypertensive patients Dário Cabral de Alencar Neto 1, Giulliano Gardenghi 2 Resumo Introdução: A hipertensão arterial

Leia mais