Praticar um bom esporte e ainda salvar o planeta

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Praticar um bom esporte e ainda salvar o planeta"

Transcrição

1 Universidade Presbiteriana Mackenzie - Centro de Comunicação e Letras Publicação feita pelos alunos do 2º semestre de Jornalismo Edição nº 97 Setembro de 2011 Ano VIII Praticar um bom esporte e ainda salvar o planeta 4 Mais um ponte estaiada na capital. E outras virão, por quê? 5 Ortorexia: até o hábito de se alimentar bem se torna obsessão 6 Haja soro fisiológico! As crianças sofrem com o ar de SP Acontece Página 1 8 A falta de profissionais de saude em hospitais públicos

2 Editorial A Jornal-laboratório Acontece che a sua edição 97, como mais uma leva de reportagens dos jovens jornalistas do segundo semestre do curso de jornalismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie. A primeira matéria, que abre esta edição, relata a atitude ecológica que canoistas da baixada santista que, além de praticarem seu esporte, também recolhem o lixo que não para de se acumular nas praias e fiordes do litoral. As pontes estaiadas, por outro lado, são construções que estão surgindo em São Paulo aos montes. E dentro desta situação é comum se perguntar por que tantas? Por que só deste tipo? E, Principalmente, quem está ganhando com esta moda? Quanto à saude, um novo transtorno alimentar surgeno horizonte: a ortorexia. Embora não reconhecido pela Organização Mundial de Saude, OMS, parece ser o outro lado, ainda mais radical, da vontade de se alimentar bem, com produtos exclusivamente naturais, e muitas vezes, confundido com formas veganas radicais. Seguindo a linha da saude, a reportagem do Acontece aborda os malefícios da ingestão do ar poluido da capital por parte das crianças, dependentes cada vez mais de bombinhas, inaladores e humidificadores para combater as sequelas da inversão térmica, por exemplo. O que fez com que o Conselho Estadual de Meio Ambiente - CON- SEMA, a adotar um padrão mais rígido de limite de poluição. Mas as crises de saude acabam encontrando um outro obstáculo, é a crise na saude, cuja condição se torna cada vez mais crítica quando se constata que a superlotação também é causada pela carência de profissionais em hospitais e postos de saude. Hábito saudável e sem contra indicação é o da leitura, incentivado pelo bookcrossing, conceito que chega ao Brasil. E ideia que partiu de pessoas comuns e a vontade de se partilhar seus próprios livros com os autros aumentando, com isso, a leitura. E uma boa leitora é o que desejam os alunos da turma de jornalismo. Universidade Presbiteriana Mackenzie Centro de Comunicação e Letras Diretora: Esmeralda Rizzo Coordenador: Oswaldo Hatore Editor: André Nóbrega Dias Ferreira Projeto Gráfico: Renato Santana Diagramaçãoe reportagem: Caio Pandori, Dandara Lima, Emílio Surita, Guilherme de Sá, João Victor Cristóvão, Ligia Malagrino, Luciana Tortorelo, Maya Rebaux, Rainier Zamboni Jornal-Laboratório dos alunos do segundo semestre do curso de Jornalismo do Centro de Comunicação e Letras da Universidade Presbiteriana Mackenzie, orientados pelo professor André Nóbrega Dias Ferreira, jornalista, MTB n Impressão: Gráfica Mackenzie Acontece Página 2 Tiragem: 200 exemplares Contatos Para enviar críticas, sugestões, elogios ou comentar as reportagens dessa edição: Acesse o nosso site para conferir matéria exclusivas, entrevistas na íntegra e intergarir com a nossa equipe:

3 Canoístas do litoral de São Paulo unem postura ecológica ao esporte. Além da prática do esporte, os esportistas criaram maneiras de preservar o meio ambiente e conscientizar parte da população Luciana Tortorello Maya Renaux Canoístas de Santos encontraram uma forma de praticar o esporte, confraternizar, contemplar e preservar o meio ambiente. Além de remar, os esportistas defendem a natureza e promovem campanhas de conscientização e de limpeza da área onde praticam o esporte. Vitor Hilsdorf, assim como outros remadores, escolheu o esporte pela proximidade com a natureza e pela maneira como é feita. O caiaque permite uma sintonia tão plena como o ambiente, que nenhuma outra embarcação permite, é como se fosse uma extensão do nosso corpo, que se molda às águas. Não agride o ambiente e ainda é leve e de fácil transporte, explica. Vitor, remador há 30 anos e autor do livro Manual do Canoísta de Fim e Semana, conta que a canoagem segue uma filosofia de que todas as coisas devem ser deixadas no mesmo estado na qual são encontradas; a única coisa que se deixa nos lugares visitados são as nossas pegadas, o que se tira, são fotografias e o que se mata, é o tempo. E foi à partir dessa filosofia que idealizou o projeto Gincana Eco Gari, que consiste na coleta de lixo pelos canoístas em um determinado tempo valendo prêmios. Explica que a intenção do projeto era sensibilizar as pessoas e mais do que isso, mobilizá-las. Além do projeto Eco Gari também existe o Cleanup day, que os canoístas participam recolhendo lixo do mar e das praias que frequentam como Sangava e Cheira-limão. Para Vitor, a sensibilização e a coleta não são o bastante. A educação contribui muito para a preservação da natureza. Ele conta que alguns remadores idealizaram um projeto chamado Escola sem Paredes que tem a intenção d elevar crianças para remar, entrar em contato com a Mata Atlântica e, dessa forma fazer com que elas aprendam a colaborar e a respeitar a natureza. Algumas pessoas, quando entram em contato com a natureza, tendem a criar uma consciência para os problemas decorrentes da exploração desenfreada dos recursos e para o pouco caso que os homens dão ao habitat. È o caso de Ana Sarubi, que rema há 5 anos e tem a consciência ambiental da maioria dos canoístas. Existem várias formas de contribuir para um mundo melhor, a nossa forma é recolhendo lixo e respeitando nosso local de prática de esporte. Ana conta que o contato com a natureza nesse esporte é muito forte, em Santos, entram em contato com diversas aves marinhas como garças, biguás, gaivotas, além de tartarugas, Esportistas em ação no Cleanup day de 2010 toninhas, e eventualmente até golfinhos e baleias. Dessa forma fica difícil sujar o ambiente ou destratar um ambiente que parece ser seu ambiente natural, complementa. Ana e Vitor fazem parte de um grupo de remadores que saem em busca de diversão durante os fins de semana, mas sempre preservando o meio ambiente. O grupo afirma que atuam regionalmente, mas com a intenção da melhora da qualidade de vida global. O homem depende da natureza, a manutenção dela garante a continuidade das futuras gerações, nós dependemos dela além de tudo para o nosso esporte, complementa o grupo. Maya Renaux Acontece Página 3

4 Pontes estaiadas: será que é moda? Quando não tem lugar para colocar pilares constrói-se uma ponte estaiada. Guilherme de Sá João Victor Cristóvão Rainier Zamboni Fotos: João Victor Cristóvão Nova ponte estaiada na Marginal Tietê As pontes estaiadas são pontes suspensas por cabos. Este tipo de ponte é indicado quando não se tem espaço para construir uma ponte comum tornando-se a unica solução possível de acordo com Guilherme Castro, professor de engenharia da Universidade Mackenzie. Segundo ele, do ponto de vista funcional e semelhante as contrucoes de pontes convencionais no entato sao mais atraentes do ponto de vista de designer o que motiva patrocinadores, concluiu Guilherme. Existem dois tipos de pontes estaiadas harpa, onde os cabos correm paralelamente a partir do mastro, de modo que a altura de fixação do cabo ao mastro é proporcional å distância entre o mastro e o ponto de fixação deste cabo no tabuleiro. E o tipo leque, onde os cabos conectam-se ou passam pelo topo do mastro. No Brasil o conceito de ponte estaiada é considerado moderno. O modelo é uma opção de tecnologia para construção de pontes, além dos modelos de ponte fixa e ponte pênsil. A sustentação dos tabuleiros é feita através de cabos de aco fixados em pilares de concreto moldados no local.a fixação dos cabos pode ser feita em forma de leque. Afirma o professor Castro. Hoje, no Brasil, temos investimentos nesse tipo de estrutura, tanto por parte do setor público como do setor privado, pois os orgãos públicos e as empresas tem visado o potencial da construcao civil, contribuindo de forma significativa para o desenvolvimento das regiões onde as pontes tem sido construidas, destaca Ana Luisa, professora de engenharia da Universidade Presbiteriana Mackenzie. No Brasil as primeiras pontes estaiadas surgiram a partir da ponte sobre o rio pinheiros (metroviária). A primeira ponte foi construida pelo o governo do estado com o apoio dos franceses planejada para estação da linha 5 do metrô. A segunda ponte denomina-se ponte Carneirinho,projetada por alemaes, em conjunto com calculistas cariocas. Como eram as primeiras pontes no Brasil utilizaram mao de obra estrangeira. No Brasil temos poucas pontes estaiadas por conta de deficiências na área tecnologica, porém encontramos alguns bons exemplos desses tipos de pontes. Em Brasilia, por exemplo, temos a ponte Juscelino Kubitschek que não atinge grande vão porém é particularmente diferente por ser sustentada por arcos que cruzam na diagonal da rodovia. Em Florianópolis temos a ponte Hercílio Luz, já em Manaus temos a ponte Ferro Benjamin Constant, em Natal a ponte Newton Navarro, e a ponte Aracaju Barra dos coqueiros entre Aracaju e Barra dos coqueiros. Recentemente tem-se disponibilizado recursos tecnológicos e matériais para a ampliação deste tipo de edificação e as que estão feitas no Brasil figuram entre as que possuem melhor técnologia existente no mundo, finaliza Ana Luisa. Temos tambem um exemplo na cidade de São Paulo, a nova ponte estaiada Octávio Frias de Oliveira (sobre o rio Pinheiros proximo ao Brooklin), que é a única ponte estaiada do mundo com duas pistas em curvas conectadas a um mesmo mastro, que foi inaugurada dia 10 de maio de 2008 apos 3 anos de construção e ficou conhecida como cartao postal da cidade. Acontece Página 4

5 Ortorexia: um novo transtorno alimentar Transtorna ainda não reconhecido pelo OMS é, muitas vezes, confundido com vegetarianismo Luciana Tortorello Maya Renaux De uns tempos pra cá, muitas pessoas estão deixando de forma desmedida e estão entrando em uma onda natural. Param de comer produtos industrializados, e até mesmo carne, ingerindo apenas os produtos que vem da terra. Mas se essa atitude se tornar uma obsessão pode se transformar em um transtorno alimentar, a Ortorexia. Ainda não reconhecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a ortorexia foi descoberta em 1998 pelo médico americano Steven Bratman, quando diagnosticou em um grupo de pessoas a obsessão por comer corretamente. Em transtornos alimentares como a anorexia ou bulimia, a preocupação é sobre a quantidade de comida ingerida. Na ortorexia, diferente dos outros transtornos, o que preocupa é a qualidade dos alimentos ingeridos. Os portadores da doença acham que apenas os vegetais e cereais fazem bem ao organismo. Já carnes, transgênicos, cafeína, gorduras e enlatados, são evitados na alimentação dos ortoréxicos. Estudiosos do assunto afirmam que muitos dos ortoréxicos foram anoréxicos, que após se Sinais de ortorexia- Você Examina cada pormenor do que se encontra em cada alimento? Só se permite alimentos saudáveis? Consegue comer alimentos preparados por outra pessoa? Observa e comenta a maneira como outras pessoas preparam a comida? Pensa sobre conteúdo nutricional durante o dia? Preocupa-se quando come alguma coisa que pode não ser boa para si? Perdeu muito peso recentemente sem seguir conscientemente uma dieta? recuperarem, optaram por uma alimentação que não lhes causasse danos. Por isso tal obsessão pela escolha do alimento, como ele foi preparado e armazenado. Quando essa dieta se torna dura demais e a pessoa começa a excluir alimentos fundamentais para o organismo, começa a correr risco de adquirir doenças relacionadas à desnutrição, é o que a nutricionista Andrea Romero Latterza afirma que com essa alimentação, poderia ocorrer a deficiência de algum mineral ou vitamina se a pessoa, por exemplo, excluir alimentos importantes da dieta por uma crença de que este alimento não faz bem para a saúde. Alguns pacientes com ortorexia, excluem a carne da dieta e consequentemente podem ter anemia ferropriva. Não querem mais comer fora de casa, pois não sabem a procedência da comida, se afastam dos familiares e amigos, se tornam irritadiços e por causa desse isolamento Acontece Página 5 social, entram em um circulo vicioso devido à insatisfação afetiva e emocional, tornando-os cada vez mais preocupados com a própria alimentação. Além disso, seus assuntos giram em torno da alimentação e do cuidado com o corpo, o que torna os doentes uma companhia cansativa para a maioria das pessoas. Muitas pessoas confundem o ortoréxico com vegetarianos e naturalistas. Segundo a psicóloga especialista em distúrbios alimentares Flávia Leão Fernandes, ser natural é uma opção de vida e está opção normalmente está integrada no jeito de ser do indivíduo. Já o ortoréxico, se afasta do convívio daqueles que são diferentes dele. Para ele, a alimentação é fonte de conflito e ele sente que precisa convencer os outros de sua opção, ou então, distanciar-se deles, afirma. Especialistas no assunto concordam que o tratamento para esse transtorno seria acompanhamento com um psicólogo e com um nutricionista. O tratamento sempre deve ser numa equipe multiprofissional, com nutricionista e psicólogo. Trabalhando as crenças em relação a sua alimentação e o que leva a pessoa a ser tão radical e perfeccionista consigo mesma e com as pessoas a sua volta, diz a nutricionista Andrea. Foto Luciana Tortorello

6 Bookcrossing: Uma biblioteca a céu aberto Cerca de seis milhões de livros circulam através desta biblioteca por todo o Brasil Guilherme de Sá João Victor Cristóvão Com mais de 6,2 milhões de livros registrados e com mais de 852 mil membros divididos em 130 países registrados, incluindo o Brasil. O bookcrossing não para de crescer, segundo o site oficial (www. bookcrossing.com.br) o projeto conquistando todos os dias cerca de 300 novos membros. No ano de 2001 o Norte Americano Ron Hornbaker ao olhar para sua estante de livros teve a ideia de rastrear livros durante o mundo inteiro criando um site para que as pessoas pudessem cadastrar seus livros e dividi-los entre elas e espalhar seus livros para todo o mundo. Isto é comum em hotéis, ponto de ônibus e nos meios de transporte público; ou ainda em algum dos milhares pontos de bookcrossing que existem ao redor do mundo. No Brasil existem 9 desses pontos, os endereços são: Biblioteca da Universidade Anhembi Morumbi Campus centro (SP), Biblioteca Mario de Andrade (SP), Café Bonobo (RS), Café Terrasse (BA), Casa das Rosas Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura (SP), Central das Artes (SP, Escola Politécnica da UFBA (BA), Set Palavras Livros e Filmagens (MG), Toque de Alma (SP). Também é possível se informar através dos sites de relacionamento através de listas de discussão no Yahoo! Groups ( yahoo.com/group/bookcrossingbrasil/). Em um dos fóruns do BookCrossing.com. Fazendo uma pesquisa no bookcrossing.com. E nas comunidades do Orkut do bookcrossing. Com o slogan Faça do mundo uma Biblioteca o bookcrossing veio para o Brasil. Entrevistamos uma das responsáveis pelo bookcrossing no Brasil a Helena Castello Branco. Acontece Página 6 Acontece: como o Bookcrossing não surgiu no Brasil, como que ele veio para o país? Helena Castello Branco: através da internet e dos livros que viajaram de um país para o outro junto com seus leitores, e pessoas que viajaram para outros países e ficaram conhecendo o movimento lá fora. Ac: como que faz para se cadastrar no bookcrossing? Helena Castello Branco: pelo site é possível criar um perfil de usuário, e depois cadastrar, obter os números do BCI- Ds que são colocados na contra capa dos livros, e libertar os livros. Ac: Com o passar do tempo como que esse programa pode beneficiar a população? Helena Castello Branco: beneficia a população com o desenvolvimento do hábito de leitura e com noções de cidadania e desapego. Acervo pessoal Helena Castelo Branco

7 Inversão térmica coloca a saúde de pequenos paulistanos em risco Consema aprova novo padrão de limites para poluição no estado de São Paulo Dandara Lima Lígia Malagrino Na chegada do outono-inverno, entre os meses de maio a setembro, cresce o número de atendimentos de casos de infecções respiratórias às crianças nos ambulatórios públicos e particulares na cidade de São Paulo, devido à inversão térmica, retendo poluentes na atmosfera. A cidade de São Paulo está entre as dez mais poluídas do mundo, o que levou o Conselho Estadual de Meio Ambiente (Consema) a aprovar no dia 25 de maio, a adoção de um padrão mais rígido de limites para poluição de acordo com a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Os níveis de poluição atmosférica de São Paulo são três vezes mais altos que o recomendado pela OMS. A constante exposição a gases poluente é extremamente nocivo para a população, mas em especial para crianças, pois não terminaram o desenvolvimento pulmonar e acabam desenvolvendo doenças como Asma, Bronquite, Pneumomia, Síndrome do Lactante Sibilante (bebê chiador), Discinesia Ciliar, Fibrose Cística e uma infinidade de alergias respiratórias. Minha filha tem dois anos e oito meses e sofre desde os cinco meses com problemas respiratórios, alega Gabriela da Rocha, mãe de Camila. Segundo dados do Departamento de Informática do SUS (Datasus), 42,2% da população infantil de zero a quatro anos foi hospitalizada por doenças respiratórias em Embora com poucos casos de óbito, a asma é a doença mais frequente nessa faixa etária. Caracterizada por morbidade e crises de intensidades variáveis, provoca internações e longos períodos e medicação, o que ocasiona prejuízos à saúde pública e perda de qualidade de vida do paciente e de seus familiares. Tenho um bebê de dez meses, a pediatra receitou o uso da bombinha (de asma), não sei se realmente é preciso, tenho medo, pois a medicação é muito forte, e vicia, declara Kaciellen Beck, mãe de Bruna, que recebe atendimento pelo SUS. A Dra. Maria Helena Bussamra, pneumopediatra da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT), alerta sobre os riscos causados pela fumaça do cigarro e pela negligência com a higienização doméstica, pois normalmente as crianças são alérgicas e tem problemas com o pó doméstico. Deve-se evitar a exposição a produtos químicos irritantes para as vias aéreas, além de vacinar contra a gripe e pneumoco. Algumas infecções respiratórias frequentes no inverno, podem ser evitadas com a vacinação das crianças. A Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo fornece medicação para essas infecções nos meses de abril a agosto. São várias as medidas que devem ser tomadas no tratamento de doenças respiratórias, as mais utilizadas são a bombinha e a inalação, mas é essencial consultar um médico previamente para indicar a melhor opção de tratamento e a dosagem adequada na medicação, de acordo com o peso e a idade da criança, a auto medicação oferece sérios riscos pode levar o paciente ao óbito. Dentre todas as ações, a Dra. Maria Helena incentiva a prática de esportes: o paciente com asma ou com problemas respiratórios crônicos, devem praticar uma atividade aeróbica, a atividade o ajudará a ter uma melhor qualidade de vida. Dandara Lima Acontece Página 7

8 O Tumulto da saúde Carência de profissionais qualificados e falta de espaço são problemas na saude pública brasileira Caio Pandori Emilio Surita A superlotação vem sendo um evento cada vez mais constante, que ocorre muito em hospitais públicos. Como é o caso do Hospital Geral de Taipas, no Bairro Parada de Taipas. Esse evento ocorre devido à má distribuição de profissionais e falta de espaço físico para abrigar a quantidade de pacientes necessários. Quando o hospital enfrenta a superlotação de pacientes uma das prerrogativas de se trabalhar com superlotação é aumentar o numero de funcionários de todo o efetivo, tanto de médicos como de funcionários da área técnica, relata o pediatra Dr. Newton Sanfelice. Porém existe uma limitação que é a área física do hospital. Como os números de leitos, alimentação dos pacientes e equipamentos. De acordo com os funcionários do hospital, o ideal seria a construção de novos hospitais que atendessem a mesma área de necessidade da população, ou a reabilitação de hospitais menores que pudessem também absorver e dividir a distribuição dos recursos de saúde. Um problema que a maioria dos hospitais enfrenta é o numero de profissionais especializados em determinada área. Um exemplo atual é médicos pediatras. Hoje em dia, poucos médicos se especializam em pediatria, então esse setor está muito carente, afirma Dr. Newton Sanfelice. Assim a demanda acaba sendo muito grande para poucos profissionais disponíveis. O hospital procura dar prioridade, nesse caso, para áreas que tenham maiores demandas como a unidade pré-natal e ortopédica. A ampliação dessas áreas, para o pediatra Dr. Newton, será a melhor solução para super lotação e melhor atendimento dos pacientes. O Hospital Geral de Taipas atende na área de terapia intensiva, que é um leito fechado, até cinco pacientes internados. O hospital disponibiliza de todos os equipamentos necessários que estão propostos para atender as necessidades da população local. Procedimentos e equipamentos de alta complexidade não são feitos dentro desse hospital, como ressonância nuclear magnética, porém o hospital oferece equipamentos para diagnostico de condições agudas, para o melhor atendimento ao paciente. Os recursos que o hospital oferece são eficientes para o bom atendimento ao cliente. Toda a programação de recursos do hospital é feita durante um ano, visando os que serão necessários no ano seguinte. Os remédios que faltam aqui no hospital são os de uso diário e os itens mais simples e rotineiros, como agulhas, gases e outros requisitos não fundamentas, mas rotineiros, afirma Inês Miranda, auxiliar de enfermagem. Antes de um hospital ser construído em determinada área, é avaliado a necessidade dos moradores daquela região. É preciso averiguar qual é o principal mal que aquele tipo de sociedade enfrenta. Sendo assim, o hospital estará com maior número de leitos e funcionários na área de deficiência da população local. Portanto, com o crescimento da população, o foco principal de necessidades acaba mudando e o hospital é obrigado a se adequar junto com ela. Uma solução seria ampliação, para atender tal demanda, ou construir outros postos de saúde na região. Entretanto tais soluções precisam de verba do governo, reavaliação da demanda populacional e recursos. Esses problemas devem ser solucionados ao longo dos anos e deve ser um trabalho dinâmico, sem pausas. Acontece Página 8 Dr. Newton da área infantil do HGT Parente do apciente em visita rotineira Inês Miranda, auxiliar técnica de enfermagem Fotos: Caio Pandori

DISCIPLINA A PROBLEMÁTICA AMBIENTAL E A GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS

DISCIPLINA A PROBLEMÁTICA AMBIENTAL E A GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS CAPÍTULO 1. Atividade 1 Ligando as ideias Pág.: 5 O documento "Declaração sobre o ambiente humano" está disponível na Biblioteca Virtual da Acesse esse documento e, após realizar uma leitura atenta, identifique

Leia mais

Este trabalho possui como objetivo a aplicação prática dos

Este trabalho possui como objetivo a aplicação prática dos 22 Proposta de Intervenção em Empresa de Desenvolvimento de Tecnologias de Informática com Programa de Reeducação Alimentar Márcia Martino Especialista em Gestão da Qualidade de Vida na Empresa - UNICAMP

Leia mais

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04 Práticas de Gestão Editorial Geovanne. 02 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) Como faço isso? Acesse online: 03 e 04 www. No inicio da década de 90 os

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 49 Discurso no encontro com grupo

Leia mais

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo Projeto Amplitude Plano de Ação 2015 P r o j e t o A m p l i t u d e R u a C a p i t ã o C a v a l c a n t i, 1 4 7 V i l a M a r i a n a S ã o P a u l o 11 4304-9906 w w w. p r o j e t o a m p l i t u

Leia mais

ARRASTÃO COLETA SELETIVA DE LIXO

ARRASTÃO COLETA SELETIVA DE LIXO ARRASTÃO COLETA SELETIVA DE LIXO PROPOSTA A Atitude Brasil, em parceria com os Doutores da Alegria, idealizou um projeto de educação através do teatro, para sensibilizar jovens e crianças da importância

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 8. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 8. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 3 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula 7 Cronograma de Aulas Pág. 8 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM DOR Unidade Dias e Horários

Leia mais

Perguntaram à teóloga alemã. Dorothee Sölle: Como a senhora explicaria a um menino o que é felicidade?

Perguntaram à teóloga alemã. Dorothee Sölle: Como a senhora explicaria a um menino o que é felicidade? Perguntaram à teóloga alemã Dorothee Sölle: Como a senhora explicaria a um menino o que é felicidade? Não explicaria, Daria uma bola para que ele jogasse... ESPORTE EDUCAÇÃO CULTURA QUALIFICAÇÃO PLACAR

Leia mais

b. Completar a implantação da Rede com a construção de hospitais regionais para atendimentos de alta complexidade.

b. Completar a implantação da Rede com a construção de hospitais regionais para atendimentos de alta complexidade. No programa de governo do senador Roberto Requião, candidato ao governo do estado pela coligação Paraná Com Governo (PMDB/PV/PPL), consta um capítulo destinado apenas à universalização do acesso à Saúde.

Leia mais

Projetos Sociais da Faculdade Campo Real CIDADANIA REAL 1. O que é o projeto? 2. Em que consistem as atividades do projeto?

Projetos Sociais da Faculdade Campo Real CIDADANIA REAL 1. O que é o projeto? 2. Em que consistem as atividades do projeto? Projetos Sociais da Faculdade Campo Real A promoção da cidadania é qualidade de toda instituição de ensino consciente de sua relevância e capacidade de atuação social. Considerando a importância da Faculdade

Leia mais

Programas de Aulas de Língua Inglesa para Adolescentes de Baixa Renda e a Possível Influência na Qualidade de Vida

Programas de Aulas de Língua Inglesa para Adolescentes de Baixa Renda e a Possível Influência na Qualidade de Vida 3 Programas de Aulas de Língua Inglesa para Adolescentes de Baixa Renda e a Possível Influência na Qualidade de Vida Ana Paula Cavallaro Pedagoga Especialista em Gestão da Qualidade de Vida - UNICAMP INTRODUÇÃO

Leia mais

Jardim Escola Aladdin

Jardim Escola Aladdin Jardim Escola Aladdin Os 4 Rs da Sustentabilidade Rio de janeiro 2016 Objetivo geral Esse projeto tem como objetivo promover o envolvimento dos alunos, professores, pais e comunidade em defesa à sustentabilidade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENFERMAGEM. Adelita Eneide Fiuza. Gustavo Costa de Oliveira

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENFERMAGEM. Adelita Eneide Fiuza. Gustavo Costa de Oliveira UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENFERMAGEM Adelita Eneide Fiuza Gustavo Costa de Oliveira RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO CURRICULAR II NA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE VILA GAÚCHA Porto Alegre

Leia mais

OBSERVADOR. Social Outubro Rosa e Novembro Azul p.06. Agrícola Reunião com contabilistas na Usina Ipê p.05

OBSERVADOR. Social Outubro Rosa e Novembro Azul p.06. Agrícola Reunião com contabilistas na Usina Ipê p.05 OBSERVADOR ano 45 n 517 nov/dez de 2015 Social Outubro Rosa e Novembro Azul p.06 Treinamento Pedra e Buriti concluem mais duas escolas de formação p.02 Comunicação Jornal Observador: 45 anos de história

Leia mais

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br PROPOSTA DE PROPAGANDA - ANUNCIE NO JDC Apresentação de Plano de Publicidade Online no Site O JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ atende com o nome de JDC, porque é uma empresa que tem como sua atividade

Leia mais

PROJETO DE INTERVEÇÃO: UM OLHAR DIFERENTE PARA O LIXO

PROJETO DE INTERVEÇÃO: UM OLHAR DIFERENTE PARA O LIXO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO-UFERSA NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CURSO :EDUCAÇÃO AMBIENTAL ALUNA:FRANCISCA IÊDA SILVEIRA DE SOUZA TUTORA: ANYELLE PAIVA ROCHA ELIAS PROFESSORA: DIANA GONSALVES

Leia mais

TETRA PAK E ONG NOOLHAR Projeto Cultura Ambiental nas Escolas Oficina Educação para Sustentabilidade

TETRA PAK E ONG NOOLHAR Projeto Cultura Ambiental nas Escolas Oficina Educação para Sustentabilidade TETRA PAK E ONG NOOLHAR Projeto Oficina Educação para Sustentabilidade Sala de Capacitação do Centro Paulo Freire Recife, Pernambuco (PE) Educador Ambiental: William Monteiro Rocha Cidade: Recife (Pernambuco)

Leia mais

Entrevista da Professora Rosa Trombetta à rádio Jovem Pan.

Entrevista da Professora Rosa Trombetta à rádio Jovem Pan. Entrevista da Professora Rosa Trombetta à rádio Jovem Pan. A Professora Rosa Trombetta, Coordenadora de Cursos da FIPECAFI aborda o assunto elearning para os ouvintes da Jovem Pan Online. Você sabe o que

Leia mais

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E B A U R U E s t a d o d e S ã o P a u l o S E C R E T A R I A D A E D U C A Ç Ã O E. M. E. F. P R O F ª. D I R C E B O E M E R G U E D E S D E A Z E V E D O P

Leia mais

Guaiaquil tira proveito da IoE para oferecer à população os benefícios da telemedicina e do governo eletrônico

Guaiaquil tira proveito da IoE para oferecer à população os benefícios da telemedicina e do governo eletrônico Guaiaquil tira proveito da IoE para oferecer à população os benefícios da telemedicina e do governo eletrônico RESUMO EXECUTIVO Objetivo Melhorar a vida dos moradores e ajudálos a serem bem-sucedidos na

Leia mais

Apoio: BIT Company Franchising Rua Fidêncio Ramos, 223 conj. 131 13º andar Vila Olimpia

Apoio: BIT Company Franchising Rua Fidêncio Ramos, 223 conj. 131 13º andar Vila Olimpia Nome da empresa: BIT Company Data de fundação: Julho de 1993 Número de funcionários: 49 funcionários Localização (cidade e estado em que estão sede e franquias): Sede em São Paulo, com franquias em todo

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA ACESSIBILIDADE NA ESCOLA ESPECIAL HELEN KELLER CAXIAS DO SUL

PROJETO DE PESQUISA ACESSIBILIDADE NA ESCOLA ESPECIAL HELEN KELLER CAXIAS DO SUL UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL CENTRO DE FILOSOFIA E EDUCAÇÃO PROJETO NOSSA ESCOLA PESQUISA SUA OPINIÃO - PÓLO RS CURSO ESCOLA E PESQUISA: UM ENCONTRO POSSÍVEL ELENISE PEREIRA PROJETO DE PESQUISA ACESSIBILIDADE

Leia mais

Seres vivos. Mensagens aos jovens. Proposta 1

Seres vivos. Mensagens aos jovens. Proposta 1 Mensagens aos jovens Nós, jovens, devemos nos organizar para a construção de projetos, em que possamos, juntos com a população e os órgãos responsáveis, nos responsabilizar pelo bem-estar do nosso patrimônio.

Leia mais

Art. 2º - São diretrizes da Política Municipal de Educação Alimentar e Combate à Obesidade:

Art. 2º - São diretrizes da Política Municipal de Educação Alimentar e Combate à Obesidade: PROJETO DE LEI N. 426/2013 ESTADO DO AMAZONAS ESTABELECE diretrizes para a Política Municipal de Educação Alimentar Escolar e Combate à Obesidade, e dá outras providências. Art.1º - O Poder Público Municipal,

Leia mais

OS CUIDADOS COM A ÁGUA NA ESCOLA FUNDAMENTAL PROFESSOR ADAILTON COELHO COSTA

OS CUIDADOS COM A ÁGUA NA ESCOLA FUNDAMENTAL PROFESSOR ADAILTON COELHO COSTA OS CUIDADOS COM A ÁGUA NA ESCOLA FUNDAMENTAL PROFESSOR ADAILTON COELHO COSTA Dantas 1, Mayara; Gomes 1, Márcia; Silva 1, Juliene; Silva 1, Jaciele; 1 Discente do Curso de Bacharelado em Ecologia; 2 Professora

Leia mais

PLANEJAMENTO E AVALIAÇAO DE SAÚDE PARA IDOSOS: O AVANÇO DAS POLITICAS PÚBLICAS

PLANEJAMENTO E AVALIAÇAO DE SAÚDE PARA IDOSOS: O AVANÇO DAS POLITICAS PÚBLICAS PLANEJAMENTO E AVALIAÇAO DE SAÚDE PARA IDOSOS: O AVANÇO DAS POLITICAS PÚBLICAS Renata Lívia Silva F. M. de Medeiros (UFPB) Zirleide Carlos Felix (UFPB) Mariana de Medeiros Nóbrega (UFPB) E-mail: renaliviamoreira@hotmail.com

Leia mais

PRODUTO FINAL ASSOCIADA A DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

PRODUTO FINAL ASSOCIADA A DISSERTAÇÃO DE MESTRADO PRODUTO FINAL ASSOCIADA A DISSERTAÇÃO DE MESTRADO Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências Universidade Federal de Itajubá Título da dissertação: OS MANUAIS DOS PROFESSORES DOS LIVROS DIDÁTICOS

Leia mais

Eixo Temático ET-13-010 - Educação Ambiental CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL: PROCESSO, AÇÃO, TRANSFORMAÇÃO

Eixo Temático ET-13-010 - Educação Ambiental CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL: PROCESSO, AÇÃO, TRANSFORMAÇÃO 486 Eixo Temático ET-13-010 - Educação Ambiental CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL: PROCESSO, AÇÃO, TRANSFORMAÇÃO Samuel Brito Ferreira Santos 1 ; Rebecca Ruhama Gomes Barbosa 2 ; Adeilton Padre de Paz

Leia mais

Meio Ambiente PROJETOS CULTURAIS. 4 0 a O - fu dame tal. Cuidar da vida também é coisa de criança. Justificativa

Meio Ambiente PROJETOS CULTURAIS. 4 0 a O - fu dame tal. Cuidar da vida também é coisa de criança. Justificativa Meio Ambiente 4 0 a O - fu dame tal Cuidar da vida também é coisa de criança Justificativa PROJETOS CULTURAIS Na idade escolar, as crianças estão conhecendo o mundo (Freire, 1992), sentindo, observando,

Leia mais

MUTIRÃO DE CIRURGIA DA CATARATA

MUTIRÃO DE CIRURGIA DA CATARATA MUTIRÃO DE CIRURGIA DA CATARATA A - Empresa Com um terreno de 1.000.000 m² e 354.000 m² de área construída, o Centro Comercial Leste Aricanduva surgiu em 1991 com a inauguração do primeiro shopping center

Leia mais

Ituran: compromisso com a qualidade de vida

Ituran: compromisso com a qualidade de vida Ituran: compromisso com a qualidade de vida INTRODUÇÃO: O mercado de rastreadores veiculares começou a crescer verdadeiramente no início dessa década. Curiosamente, é nesse mesmo momento que aumenta definitivamente

Leia mais

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ JOVEM APRENDIZ Eu não conhecia nada dessa parte administrativa de uma empresa. Descobri que é isso que eu quero fazer da minha vida! Douglas da Silva Serra, 19 anos - aprendiz Empresa: Sinal Quando Douglas

Leia mais

Eco-Mundi 1. PALAVRAS-CHAVE: game; remake; PacMan; natureza; sustentabilidade.

Eco-Mundi 1. PALAVRAS-CHAVE: game; remake; PacMan; natureza; sustentabilidade. Eco-Mundi 1 Gabriela Cardoso LEITÃO 2 Amanda Lorraine Teles RODRIGUES 3 Bruno Andrew Furtado de SOUSA 4 Luisa Pinto ALMEIDA 5 Lamounier Lucas PEREIRA JUNIOR 6 Centro Universitário Newton Paiva, Belo Horizonte,

Leia mais

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE MENINAS DO INTERIOR DO ESTADO DE SÃO PAULO Uyeda, Mari*

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE MENINAS DO INTERIOR DO ESTADO DE SÃO PAULO Uyeda, Mari* AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DE MENINAS DO INTERIOR DO ESTADO DE SÃO PAULO Uyeda, Mari* Resumo: Vasconcellos, Jorge** As mudanças ocorridas em nosso pais, principalmente a crescente modernização e urbanização,

Leia mais

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos!

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! Documento final aprovado por adolescentes dos Estados do Amazonas, da Bahia, do Ceará, do Mato Grosso,

Leia mais

AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS

AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS Relatório de Atividades 2014 Sumário 1.0 Introdução - Pág 3 2.0 Quem Somos, Estatísticas, Valores - Pág 4 3.0 Projetos 2014 - Pág 5 a 15 3.1 Novo site - Pág 5 a 12

Leia mais

A Importância de Parcerias Estratégicas para a Transformação Social. Ilda Ribeiro Peliz Setembro 2008

A Importância de Parcerias Estratégicas para a Transformação Social. Ilda Ribeiro Peliz Setembro 2008 A Importância de Parcerias Estratégicas para a Transformação Social Ilda Ribeiro Peliz Setembro 2008 Responsabilidade Social O conceito da RSA não está mais entre as quatro paredes dos escritórios. A sociedade

Leia mais

ESCOLA RUMO A UM FUTURO SUSTENTÁVEL

ESCOLA RUMO A UM FUTURO SUSTENTÁVEL ESCOLA RUMO A UM FUTURO SUSTENTÁVEL Izelia Mayara Maia CASTELLAIN 1, Vitória Imai AMORIM 1, Professora coordenadora Michele C. AREND 2 Identificação autores: 1 Aluna Bolsista PIBIC-EM/CNPq IFC-Campus Camboriú,

Leia mais

PERÍODO AMOSTRA ABRANGÊNCIA MARGEM DE ERRO METODOLOGIA. População adulta: 148,9 milhões

PERÍODO AMOSTRA ABRANGÊNCIA MARGEM DE ERRO METODOLOGIA. População adulta: 148,9 milhões OBJETIVOS CONSULTAR A OPINIÃO DOS BRASILEIROS SOBRE A SAÚDE NO PAÍS, INVESTIGANDO A SATISFAÇÃO COM SERVIÇOS PÚBLICO E PRIVADO, ASSIM COMO HÁBITOS DE SAÚDE PESSOAL E DE CONSUMO DE MEDICAMENTOS METODOLOGIA

Leia mais

LEVANTAMENTO DOS HÁBITOS DE HIGIENE E EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM ALUNOS DO ENSINO MÉDIO EM ESCOLAS DE REALENGO

LEVANTAMENTO DOS HÁBITOS DE HIGIENE E EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM ALUNOS DO ENSINO MÉDIO EM ESCOLAS DE REALENGO Revista Eletrônica Novo Enfoque, ano 2013, v. 17, n. 17, p. 178 183 LEVANTAMENTO DOS HÁBITOS DE HIGIENE E EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM ALUNOS DO ENSINO MÉDIO EM ESCOLAS DE REALENGO FERREIRA, Luana Jesus da Silva

Leia mais

RELATÓRIO DE DESEMPENHO DO SISTEMA DE GESTÃO DA RESPONSABILIDADE SOCIAL SA 8000

RELATÓRIO DE DESEMPENHO DO SISTEMA DE GESTÃO DA RESPONSABILIDADE SOCIAL SA 8000 Óleo & Gás S/A RELATÓRIO DE DESEMPENHO DO SISTEMA DE GESTÃO DA RESPONSABILIDADE SOCIAL SA 8000 20 de agosto de 2013 Como parte da Política da Responsabilidade Social adotada pela IESA Óleo & Gás, publicamos

Leia mais

(UNIDADE CEBRAC BOTUCATU)

(UNIDADE CEBRAC BOTUCATU) CAMPANHA MAIS CIDADÃO (UNIDADE CEBRAC BOTUCATU) APRESENTAÇÃO Nossa Missão: Desenvolver o potencial das pessoas e formar o cidadão profissional para atuar com brilhantismo no mercado de trabalho Estar sintonizados

Leia mais

O homem e o meio ambiente

O homem e o meio ambiente A U A UL LA O homem e o meio ambiente Nesta aula, que inicia nosso aprendizado sobre o meio ambiente, vamos prestar atenção às condições ambientais dos lugares que você conhece. Veremos que em alguns bairros

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Programa Bolsa Família AGENDA DA FAMÍLIA DISTRIBUIÇÃO GRATUITA Copyright 2009 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Todos os direitos

Leia mais

Poluição do rio Tietê

Poluição do rio Tietê Poluição do rio Tietê Eixo(s) temático(s) Vida e ambiente / Terra e Universo Tema Água e vida; uso dos recursos naturais / a ocupação do espaço e suas consequências / desequilíbrio ambiental / desenvolvimento

Leia mais

Aula 19 Conteúdo O homem e o meio ambiente. Principais problemas ambientais do mundo.

Aula 19 Conteúdo O homem e o meio ambiente. Principais problemas ambientais do mundo. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade IV Natureza sociedade: questões ambientais. Aula 19 Conteúdo O homem e o meio ambiente. Principais problemas ambientais do mundo. 2 CONTEÚDO

Leia mais

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de:

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de: Relatório Despertar 2014 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

SUSTENTABILIDADE EM UMA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA

SUSTENTABILIDADE EM UMA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA SUSTENTABILIDADE EM UMA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA Fabíola Santos Silva 1 Márcio Santos Godinho 1 Sara Floriano 1 Vivian Alves de Lima 1 Akira Yoshinaga 2 Helio Rubens Jacintho Pereira Junior 2 RESUMO Este trabalho

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS EM UM AMBIENTE UNIVERSITÁRIO: ESTUDO DE CASO DO CESUMAR, MARINGÁ - PR

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS EM UM AMBIENTE UNIVERSITÁRIO: ESTUDO DE CASO DO CESUMAR, MARINGÁ - PR EDUCAÇÃO AMBIENTAL E GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS EM UM AMBIENTE UNIVERSITÁRIO: ESTUDO DE CASO DO CESUMAR, MARINGÁ - PR angélica da silva de oliveira 1 ;Adriana dos Santos Maulais 1 ; Rosilene Luciana Delariva

Leia mais

PROJETO PLANETA NA MENTE, CONSUMO CONSCIENTE!

PROJETO PLANETA NA MENTE, CONSUMO CONSCIENTE! PROJETO PLANETA NA MENTE, CONSUMO CONSCIENTE! ENFOQUE De acordo com o dia mundial sem compras, 27 de novembro de 2012, criamos o PLANETA NA MENTE, CONSUMO CONSCIENTE!. Trata-se de uma Campanha que tem

Leia mais

Projeto Escola com Celular

Projeto Escola com Celular Projeto Escola com Celular Rede Social de Sustentabilidade Autores: Beatriz Scavazza, Fernando Silva, Ghisleine Trigo, Luis Marcio Barbosa e Renata Simões 1 Resumo: O projeto ESCOLA COM CELULAR propõe

Leia mais

Tudo sobre TELEMEDICINA O GUIA COMPLETO

Tudo sobre TELEMEDICINA O GUIA COMPLETO Tudo sobre TELEMEDICINA O GUIA COMPLETO O QUE É TELEMEDICINA? Os recursos relacionados à Telemedicina são cada vez mais utilizados por hospitais e clínicas médicas. Afinal, quem não quer ter acesso a diversos

Leia mais

10. SUGESTÕES DE PROPOSTAS PARA IMPLANTAÇÃO NO MUNICÍPIO DE HORTOLÂNDIA/SP

10. SUGESTÕES DE PROPOSTAS PARA IMPLANTAÇÃO NO MUNICÍPIO DE HORTOLÂNDIA/SP 10. SUGESTÕES DE PROPOSTAS PARA IMPLANTAÇÃO NO MUNICÍPIO DE HORTOLÂNDIA/SP Políticas e Ambiente Escolar Padronização dos ambientes físicos de todas as escolas, procurando proporcionar espaços saudáveis

Leia mais

ACONTECENDO? O QUE ESTÁ O QUE PODEMOS FAZER?

ACONTECENDO? O QUE ESTÁ O QUE PODEMOS FAZER? O QUE ESTÁ ACONTECENDO? O futuro é uma incógnita. As tendências são preocupantes, mas uma coisa é certa: cada um tem de fazer sua parte. Todos somos responsáveis. A atual forma de relacionamento da humanidade

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 4 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula 7 Cronograma de Aulas Pág. 9 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM NUTRIÇÃO NAS DOENÇAS CRÔNICAS

Leia mais

NOTÍCIAS. Parque da Cidade é o escolhido para grandes eventos em Natal. V.4 - N.4 - Setembro de 2015

NOTÍCIAS. Parque da Cidade é o escolhido para grandes eventos em Natal. V.4 - N.4 - Setembro de 2015 V.4 - N.4 - Setembro de 2015 Vilma Lúcia da Silva 05 Assessora de Comunicação do Parque da Cidade Parque da Cidade é o escolhido para grandes eventos em Natal Só no mês de setembro o Parque da Cidade recebeu

Leia mais

A experiência da Engenharia Clínica no Brasil

A experiência da Engenharia Clínica no Brasil Página 1 de 5 Sobre a Revista Ed 24 - fev 04 Home Medical Infocenter Med Atual Edição Atual Serviços Global Home Brasil Home Busca Mapa do Site Fale Conosco Edição Atual Edição Atual Matéria de Capa Artigo

Leia mais

Análise: Pesquisa Qualidade de Vida 2013 Fase 2 e 3

Análise: Pesquisa Qualidade de Vida 2013 Fase 2 e 3 Análise: Pesquisa Qualidade de Vida 2013 Fase 2 e 3 Resumo: A pesquisa de Qualidade de Vida é organizada pela ACIRP e pela Fundace. Teve início em 2009, inspirada em outros projetos já desenvolvidos em

Leia mais

Valorizando ideias e experiências participativas que promovam o direito humano à educação REGULAMENTO

Valorizando ideias e experiências participativas que promovam o direito humano à educação REGULAMENTO REGULAMENTO 1. O RECONHECIMENTO PÚBLICO DE OLHO NOS PLANOS 1.1. O Reconhecimento Público é uma ação da iniciativa De Olho nos Planos, composta pelos seguintes parceiros: Ação Educativa, UNICEF, Campanha

Leia mais

Sumário. I. Apresentação do Manual. II. A Prevenção de Acidentes com Crianças. III. Programa CRIANÇA SEGURA Pedestre

Sumário. I. Apresentação do Manual. II. A Prevenção de Acidentes com Crianças. III. Programa CRIANÇA SEGURA Pedestre Sumário I. Apresentação do Manual II. A Prevenção de Acidentes com Crianças III. Programa CRIANÇA SEGURA Pedestre IV. Como a Educação pode contribuir para a Prevenção de Acidentes no Trânsito V. Dados

Leia mais

FACULDADE CENECISTA DE OSÓRIO CURSO DE EXTENSÃO PROJETO NOSSA ESCOLA PESQUISA SUA OPINIÃO - PÓLO RS CURSO ESCOLA E PESQUISA: UM ENCONTRO POSSÍVEL

FACULDADE CENECISTA DE OSÓRIO CURSO DE EXTENSÃO PROJETO NOSSA ESCOLA PESQUISA SUA OPINIÃO - PÓLO RS CURSO ESCOLA E PESQUISA: UM ENCONTRO POSSÍVEL FACULDADE CENECISTA DE OSÓRIO CURSO DE EXTENSÃO PROJETO NOSSA ESCOLA PESQUISA SUA OPINIÃO - PÓLO RS CURSO ESCOLA E PESQUISA: UM ENCONTRO POSSÍVEL ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL ILDO MENEGHETTI

Leia mais

Esporte como fator de inclusão de jovens na sociedade FGR: Gustavo:

Esporte como fator de inclusão de jovens na sociedade FGR: Gustavo: Esporte como fator de inclusão de jovens na sociedade Entrevista cedida à FGR em Revista por Gustavo de Faria Dias Corrêa, Secretário de Estado de Esportes e da Juventude de Minas Gerais. FGR: A Secretaria

Leia mais

ENCONTRO TEMÁTICO 2009 A criança e o meio ambiente: cuidados para um futuro sustentável. Educação Infantil

ENCONTRO TEMÁTICO 2009 A criança e o meio ambiente: cuidados para um futuro sustentável. Educação Infantil ENCONTRO TEMÁTICO 2009 A criança e o meio ambiente: cuidados para um futuro sustentável Educação Infantil Objetivos Gerais : 1. Instigar a sensibilização para os problemas relacionados à saúde do planeta,

Leia mais

Atuando com responsabilidade para. colher um futuro melhor. Fábrica de São José dos Campos

Atuando com responsabilidade para. colher um futuro melhor. Fábrica de São José dos Campos Atuando com responsabilidade para colher um futuro melhor. Fábrica de São José dos Campos Compromisso com um futuro melhor. Com o nosso trabalho, somos parte da solução para uma agricultura mais sustentável.

Leia mais

membros do time, uma rede em que eles possam compartilhar desafios, conquistas e que possam interagir com as postagens dos colegas.

membros do time, uma rede em que eles possam compartilhar desafios, conquistas e que possam interagir com as postagens dos colegas. INTRODUÇÃO Você, provavelmente, já sabe que colaboradores felizes produzem mais. Mas o que sua empresa tem feito com esse conhecimento? Existem estratégias que de fato busquem o bem-estar dos funcionários

Leia mais

Doenças Respiratórias O QUE SÃO E COMO AS PREVENIR?

Doenças Respiratórias O QUE SÃO E COMO AS PREVENIR? Doenças Respiratórias O QUE SÃO E COMO AS PREVENIR? O NÚMERO DE PESSOAS AFETADAS POR DOENÇAS RESPIRATÓRIAS EVITÁVEIS NÃO PÁRA DE AUMENTAR. AS CRIANÇAS E OS MAIS VELHOS SÃO OS MAIS ATINGIDOS. SÃO DOENÇAS

Leia mais

A PRESENTAÇÃO SUMÁRIO

A PRESENTAÇÃO SUMÁRIO SUMÁRIO Apresentação Como ter sucesso na educação à distância A postura do aluno online Critérios de Avaliação da aprendizagem do aluno Como acessar a plataforma Perguntas freqüentes A PRESENTAÇÃO O Manual

Leia mais

Em Vitória de Santo Antão,

Em Vitória de Santo Antão, Programa Ação Saudável é ampliado e recebe investimento de R$ 10 milhões Com novo aporte da Mondelēz International Foundation, Evoluir Educação para Sustentabilidade e Instituto de Educação & Esporte juntam-se

Leia mais

Rua Antônia Lara de Resende, 325 Centro CEP: 36.350-000 Fone: (0xx32) 3376.1438/ 2151 Fax: (0xx32) 3376.1503 pmstsaude@portalvertentes.com.

Rua Antônia Lara de Resende, 325 Centro CEP: 36.350-000 Fone: (0xx32) 3376.1438/ 2151 Fax: (0xx32) 3376.1503 pmstsaude@portalvertentes.com. - SECRETARIA DE SAÚDE - SÃO TIAGO MINAS GERAIS PROGRAMA DE EDUCAÇÃO ALIMENTAR E INCENTIVO À ATIVIDADE FÍSICA EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES DE 04 A 19 ANOS 1 PROGRAMA DE EDUCAÇÃO ALIMENTAR E INCENTIVO À ATIVIDADE

Leia mais

PROJETO DE ESTRUTURAÇÃO SAÚDE PÚBLICA Prefeitura Municipal de Itapeva - SP. Maio de 2014

PROJETO DE ESTRUTURAÇÃO SAÚDE PÚBLICA Prefeitura Municipal de Itapeva - SP. Maio de 2014 PROJETO DE ESTRUTURAÇÃO SAÚDE PÚBLICA Prefeitura Municipal de Itapeva - SP Maio de 2014 UMA RÁPIDA VISÃO DA SAÚDE PÚBLICA NO BRASIL HOJE Estrutura com grandes dimensões, complexa, onerosa e com falta de

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Lixo que não é Lixo

Mostra de Projetos 2011. Lixo que não é Lixo Mostra Local de: Dois Vizinhos Mostra de Projetos 2011 Lixo que não é Lixo Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa: APMF Escola Municipal Plínio

Leia mais

Palavras-chave: água esgoto gerenciamento - resíduo poluente

Palavras-chave: água esgoto gerenciamento - resíduo poluente MEDIDAS DE SANEAMENTO BÁSICO OU RUAS CALÇADAS? Angela Maria de Oliveira Professora da E.M.E.F. Zelinda Rodolfo Pessin Márcia Finimundi Barbieri Professora da E.M.E.F. Zelinda Rodolfo Pessin Resumo Este

Leia mais

TÍTULO: Plano de Aula O NOSSO AMBIENTE: CONSERVANDO O AMBIENTE ESCOLAR. Ensino Fundamental / Anos Iniciais. 3º ano.

TÍTULO: Plano de Aula O NOSSO AMBIENTE: CONSERVANDO O AMBIENTE ESCOLAR. Ensino Fundamental / Anos Iniciais. 3º ano. Org.: Claudio André - 1 TÍTULO: O NOSSO AMBIENTE: CONSERVANDO O AMBIENTE ESCOLAR Nível de Ensino: Ensino Fundamental / Anos Iniciais Ano/Semestre de Estudo 3º ano Componente Curricular: Ciências Naturais

Leia mais

Escola de esportes na Natureza

Escola de esportes na Natureza Escola de esportes na Natureza INTRODUÇÃO O Brasil reúne condições ideais para a prática de esportes na Natureza. Temos temperaturas do ar e da água amenas, clima relativamente calmo e uma infinidade de

Leia mais

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013 Relatório Despertar 2013 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

Prof. MS. Ellen H. Magedanz

Prof. MS. Ellen H. Magedanz Prof. MS. Ellen H. Magedanz As transformações nos padrões de saúde/doença constituíram-se em uma das características do último século, estão associadas às mudanças na estrutura etária populacional. América

Leia mais

LANXESS AG. Rainier van Roessel Membro da Diretoria. Sustentabilidade em Borrachas: Hoje e Amanhã. Painel 1 Discurso de Abertura

LANXESS AG. Rainier van Roessel Membro da Diretoria. Sustentabilidade em Borrachas: Hoje e Amanhã. Painel 1 Discurso de Abertura LANXESS AG Rainier van Roessel Membro da Diretoria Sustentabilidade em Borrachas: Hoje e Amanhã Painel 1 Discurso de Abertura LANXESS Rubber Day São Paulo (Favor verificar em relação à apresentação) 23

Leia mais

Gabarito das Questões do Módulo 5

Gabarito das Questões do Módulo 5 Gabarito das Questões do Módulo 5 2. De que maneira as inovações tecnológicas contribuem para o aumento do consumo? Quais as consequências ambientais deste aumento? Resposta O lançamento de produtos cada

Leia mais

ilupas da informação e comunicação na área de Saúde entrevista

ilupas da informação e comunicação na área de Saúde entrevista ilupas Pesquisa Nacional identifica investimentos em tecnologias da informação e comunicação na área de Saúde Por Kelly de Souza O baixo grau de investimento em Tecnologias da Informação e Comunicação

Leia mais

Roteiro VcPodMais#005

Roteiro VcPodMais#005 Roteiro VcPodMais#005 Conseguiram colocar a concentração total no momento presente, ou naquilo que estava fazendo no momento? Para quem não ouviu o programa anterior, sugiro que o faça. Hoje vamos continuar

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL DE PERÍODO INTEGRAL IRMÃ MARIA TAMBOSI

ESCOLA MUNICIPAL DE PERÍODO INTEGRAL IRMÃ MARIA TAMBOSI PREFEITURA MUNICIPAL DE LONTRAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTE ESCOLA MUNICIPAL DE PERÍODO INTEGRAL IRMÃ MARIA TAMBOSI DESPERTANDO AÇÕES SUSTENTÁVEIS LONTRAS 2013 1.TEMA A preservação

Leia mais

PROJETO DIDÁTICO: O LIXO QUE VIROU LUXO

PROJETO DIDÁTICO: O LIXO QUE VIROU LUXO PROJETO DIDÁTICO: O LIXO QUE VIROU LUXO Maria do Socorro dos Santos EEEFM José Soares de Carvalho socorrosantosgba@gmail.com Paula Priscila Gomes do Nascimento Pina EEEFM José Soares de Carvalho paulapgnascimento@yahoo.com.br

Leia mais

Secretaria Municipal de meio Ambiente

Secretaria Municipal de meio Ambiente PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL O presente Programa é um instrumento que visa à minimização de resíduos sólidos, tendo como escopo para tanto a educação ambiental voltada

Leia mais

Alex Maciel Gonzaga, Sean Conney Vieira da SILVA, & Flávia Pereira da SILVA

Alex Maciel Gonzaga, Sean Conney Vieira da SILVA, & Flávia Pereira da SILVA 1 QUALIDADE DA COLETA E A NECESSIDADE DE UMA CONSCIÊNCIA DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL NA CIDADE DE GOIANA Alex Maciel Gonzaga, Sean Conney Vieira da SILVA, & Flávia Pereira da SILVA RESUMO O consumismo da

Leia mais

Escola Municipal Professor Mello Cançado Regional Barreiro Projeto Prato Colorido Belo Horizonte, março/2012

Escola Municipal Professor Mello Cançado Regional Barreiro Projeto Prato Colorido Belo Horizonte, março/2012 Escola Municipal Professor Mello Cançado Regional Barreiro Projeto Prato Colorido Belo Horizonte, março/2012 Toda a escola se envolveu nesse projeto pedagógico, desde a direção, coordenação, professoras,

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM HOTELARIA HOSPITALAR Unidade Dias e Horários

Leia mais

PROJETO TV CEDRO ROSA: A GRANDE SÃO PAULO VISTA PELOS OLHARES DOS PEQUENOS 1 Marcelo Augusto Pereira dos Santos 2

PROJETO TV CEDRO ROSA: A GRANDE SÃO PAULO VISTA PELOS OLHARES DOS PEQUENOS 1 Marcelo Augusto Pereira dos Santos 2 PROJETO TV CEDRO ROSA: A GRANDE SÃO PAULO VISTA PELOS OLHARES DOS PEQUENOS 1 Marcelo Augusto Pereira dos Santos 2 Resumo Este artigo aborda o projeto TV Cedro Rosa, desenvolvido na Escola Municipal de

Leia mais

MOVIMENTO CASCAVEL ROSA - NA LUTA CONTRA O CÂNCER

MOVIMENTO CASCAVEL ROSA - NA LUTA CONTRA O CÂNCER MOVIMENTO CASCAVEL ROSA - NA LUTA CONTRA O CÂNCER Área Temática: Saúde Adriane de Castro Martinez Martins 1 (Coordenadora) Claudecir Delfino Verli 2 Aline Maria de Almeida Lara 3 Modalidade: Comunicação

Leia mais

Lixo na escola: Educação ambiental e a Sustentabilidade escolar

Lixo na escola: Educação ambiental e a Sustentabilidade escolar Lixo na escola: Educação ambiental e a Sustentabilidade escolar E.M. Jenny de Andrade Faria Patrícia Mara Nunes de Souza Mariele Rosa Introdução Dentre os reflexos do consumo exagerado, e quase sempre

Leia mais

CONSCIENTIZAÇÃO DO USO E DESCARTE DAS PILHAS E BATERIAS

CONSCIENTIZAÇÃO DO USO E DESCARTE DAS PILHAS E BATERIAS CONSCIENTIZAÇÃO DO USO E DESCARTE DAS PILHAS E BATERIAS 1 João Lopes da Silva Neto; 2 Juciery Samara Campos Oliveira; 3 Thayana Santiago Mendes; 4 Geovana do Socorro Vasconcelos Martins 1 (AUTOR) Discente

Leia mais

EMPREENDEDORISMO DE. Professor Victor Sotero

EMPREENDEDORISMO DE. Professor Victor Sotero EMPREENDEDORISMO DE NEGÓCIOS COM INFORMÁTICA Professor Victor Sotero 1 OBJETIVOS DA DISCIPLINA Esta disciplina apresenta uma metodologia para formação de empreendedores. Aberta e flexível, baseada em princípios

Leia mais

Programa de Apoio a Pacientes Oncológicos e

Programa de Apoio a Pacientes Oncológicos e Programa de Apoio a Pacientes Oncológicos e Família Secretaria Municipal de Saúde CASC - Centro de Atenção a Saúde Coletiva Administração Municipal Horizontina RS Noroeste do Estado Distante 520 Km da

Leia mais

difusão de idéias Atenção ao olhar crítico dos professores

difusão de idéias Atenção ao olhar crítico dos professores Fundação Carlos Chagas Difusão de Idéias outubro/2008 página 1 Atenção ao olhar crítico dos professores Maria Malta Campos: Há uma enorme demanda reprimida por creches nas periferias das grandes cidades,

Leia mais

CARTA DE OTTAWA. PRIMEIRA CONFERÊNCIA INTERNACIONAL SOBRE PROMOÇÃO DA SAÚDE Ottawa, novembro de 1986

CARTA DE OTTAWA. PRIMEIRA CONFERÊNCIA INTERNACIONAL SOBRE PROMOÇÃO DA SAÚDE Ottawa, novembro de 1986 CARTA DE OTTAWA PRIMEIRA CONFERÊNCIA INTERNACIONAL SOBRE PROMOÇÃO DA SAÚDE Ottawa, novembro de 1986 A Primeira Conferência Internacional sobre Promoção da Saúde, realizada em Ottawa, Canadá, em novembro

Leia mais

Outubro/2014. Período. 1 a 31 de outubro de 2014

Outubro/2014. Período. 1 a 31 de outubro de 2014 Outubro/2014 Período 1 a 31 de outubro de 2014 Museu da Energia de São Paulo promove curso gratuito sobre Educação Patrimonial Essencial para o desenvolvimento cultural, tema será apresentado em um evento

Leia mais

Redes sociais. Guilherme Calil n o 05 Leonardo Pessoa n o 11 Natália Kovalski n o 21 Nícolas Morando n o 22 Renan Sangalli n o 26 Thiago Macedo n o 28

Redes sociais. Guilherme Calil n o 05 Leonardo Pessoa n o 11 Natália Kovalski n o 21 Nícolas Morando n o 22 Renan Sangalli n o 26 Thiago Macedo n o 28 Guilherme Calil n o 05 Leonardo Pessoa n o 11 Natália Kovalski n o 21 Nícolas Morando n o 22 Renan Sangalli n o 26 Thiago Macedo n o 28 Redes sociais Pesquisa estatística Professora: Rosa Zoppi FAEC Fundação

Leia mais

Veículo: Site Bom Dia DF Data: 26/10/2009

Veículo: Site Bom Dia DF Data: 26/10/2009 Veículo: Site Bom Dia DF Data: 26/10/2009 Seção: Reportagem Pág.: dftv.globo.com Assunto: Limpeza Urbana (Para assistir o vídeo: http://dftv.globo.com/jornalismo/dftv/0,,mul1354767-10041,00- SLU+NAO+VAI+MAIS+COLETAR+O+LIXO+HOSPITALAR+DA+REDE+PARTICULAR.html)

Leia mais

Projeto: POUSADA SOLIDARIEDADE

Projeto: POUSADA SOLIDARIEDADE Projeto: POUSADA SOLIDARIEDADE 1. Área de Ação: Casa de hospedagem destinada com prioridade a crianças e adolescentes, e adultos, que buscam Porto Alegre, oriundos de outras cidades para realizarem um

Leia mais

Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé

Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé Introdução Este material surge como resultado do acompanhamento das apresentações do Plano de Mobilidade

Leia mais