Comunicado Cetip n 089/ de setembro de 2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Comunicado Cetip n 089/2013 20 de setembro de 2013"

Transcrição

1 Comunicado Cetip n 089/ de setembro de 2013 Assunto: Leilões de Venda de TDAs Títulos da Dívida Agrária pela Diferencial Corretora de Títulos e Valores Mobiliários S/A Em Liquidação Extrajudicial - Módulo Leilão Plataforma Eletrônica. O diretor-presidente da CETIP S.A. MERCADOS ORGANIZADOS ( Cetip ) torna público que serão realizados, em 26/09/2013, 02 (dois) leilões de venda de TDAs Títulos da Dívida Agrária de propriedade da Diferencial Corretora de Títulos e Valores Mobiliários S/A Em Liquidação Extrajudicial ( Leilões ), conforme segue. Nº do leilão Ativo 171 TDAs (Lote 01) 172 TDAs (Lote 02) Colocação de Ofertas 11h00 às 12h00 11h00 às 12h00 Tipo de Apuração Preço Mínimo por lote Competitivo R$ ,33 (Dois Milhões, quinhentos e vinte e dois mil, oitocentos e sete reais e trinta e três centavos). Competitivo R$ ,76 (Seis milhões, quatrocentos e noventa mil, oitocentos e onze reais e setenta e seis centavos). Quantidade Mínima por Oferta Lote integral, composto de 257 códigos de TDAs,, num total de títulos, conforme relação em anexo. Lote integral, composto de 231 códigos de TDAs, num total de títulos, conforme relação em anexo. Os procedimentos relativos aos Leilões são regidos pelas disposições contidas neste Comunicado, em seus anexos, nas normas por ele citadas, bem como no Regulamento e nas demais Normas da Cetip. 1. Base Regulamentar 1. Os Leilões realizar-se-ão em conformidade com: a) a solicitação contida no Ofício DIFER/DELIQ-2013/425, de 11 de setembro de 2013, expedido pela Liquidante da Diferencial Corretora de Títulos

2 Comunicado Cetip nº 089/2013 fls.02 e Valores Mobiliários S/A. Em Liquidação Extrajudicial, que encontra-se anexado ao presente Comunicado na forma do Anexo I; b) a autorização de leilão contida no Ofício-e 07486/2013- BCB/Deliq/GTBHO, expedido pelo Banco Central do Brasil, em 11 de setembro de 2013, que encontra-se anexada ao presente Comunicado na forma do Anexo II; c) as disposições do Comunicado Cetip nº 089, de 01 de outubro de 2004; d) as disposições do Comunicado Cetip nº 008, de 28 de janeiro de Este Comunicado e os demais documentos referentes ao Módulo de Negociação por Leilão encontram-se disponíveis na página da Cetip na rede mundial de computadores ( 2. Data e Horário 2.1. Os Leilões serão realizados, simultaneamente, no dia 26 de setembro de 2013, das 11h00 às 12h00, período em que o Módulo acatará os lançamentos de ofertas dos Participantes proponentes e, eventualmente, o cancelamento de suas ofertas As características dos Leilões poderão ser visualizadas através de um duplo clique no seu hiperlink de divulgação, na tela principal do Módulo. 3. Do Objeto 3.1. Os Leilões ora divulgados têm como objeto a venda de 02 (dois) Lotes de TDAs Títulos da Dívida Agrária de propriedade da Diferencial Corretora de Títulos e Valores Mobiliários S/A Em liquidação Extrajudicial, conforme descrito e caracterizado no quadro, acima O adquirente dos TDAs do Lote 2, assumirá formal, legal e contratualmente, todos os registros, controles, custódia e a obrigação de concluir todos os processos de clientes da Vendedora, iniciados por esta junto a Receita Federal do Brasil RFB, para pagamento do ITR Imposto Territorial Rural. A responsabilidade do adquirente/arrematante é de manter em sua custódia os títulos referentes a tais processos e transferi-los através da Cetip S/A Mercados Organizados, quando solicitados pela Receita Federal do Brasil. 4. Do Acesso ao Módulo de Negociação por Leilão 4.1. O acesso ao Módulo de Negociação por Leilão, integrante da Plataforma Eletrônica da Cetip, dar-se-á por meio da opção Leilão, disponível na barra

3 Comunicado Cetip nº 089/2013 fls.03 de produtos do Cetip NoMe, aos Participantes com Direito de Acesso ao Sistema de Negociação Eletrônica, conforme previsto no item 5.2., abaixo Em caso de problemas ou dificuldades para registro de ofertas, o Participante deverá entrar em contato com a Coordenação de Plataforma Eletrônica através dos telefones (11) e (11) ou com a Gerência de Operações da Cetip, através dos telefones (11) e (21) Das Partes e do Direito de Acesso ao Sistema 5.1. Das Partes Cada um dos Leilões contará com os seguintes Participantes: I Administradora a Cetip, entidade administradora da Plataforma Eletrônica; II Ofertante a Diferencial Corretora de Títulos e Valore Mobiliários S/A. Em Liquidação Extrajudicial; e III - Proponente(s) o(s) Participante(s), em nome próprio ou atuando por meio de investidor(es) interessado(s) em adquirir Lote(s) de TDAs - Títulos da Dívida Agrária objeto do presente Leilão Do Direito de Acesso ao Sistema É indispensável que os Participantes interessados em tomar parte dos Leilões tenham acesso à Plataforma Eletrônica As informações sobre os procedimentos necessários à obtenção do acesso à Plataforma Eletrônica podem ser obtidas através da página da Cetip na rede mundial de computadores ( na seção Produtos e Serviços/Plataforma Eletrônica/Leilão Eletrônico/Cadastro, no Cetip NET Além da obtenção de acesso mencionada no item , será requerido que o(s) Operador(es) do Participante esteja(m) associado(s) ao perfil Não_Liquidante_Negociador. 6. Das Ofertas 6.1 Serão aceitas somente ofertas que contemplem a aquisição total de cada Lote de TDAs Durante o período de realização dos Leilões, as ofertas poderão ser consultadas em tempo real pelos Participantes.

4 Comunicado Cetip nº 089/2013 fls O cancelamento das ofertas lançadas no Módulo de Negociação por Leilão, da Plataforma Eletrônica Cetip NET, poderá ser realizado pelo Participante a qualquer momento até o encerramento do Leilão. 7. Da Apuração e do Resultado dos Leilões 7.1. Da Apuração Após o término do horário de realização dos Leilões, a Diferencial Corretora de Títulos e Valore Mobiliários S/A. Em liquidação Extrajudicial iniciará o procedimento para apuração dos lances realizados para os Leilões Enquanto os Leilões encontrarem-se em processo de apuração, a mensagem Em apuração será mostrada na tela aos Participantes Será vencedora a oferta que apresentar, em cada um dos Leilões, o maior PU Preço Unitário, com até 08 (oito) casas decimais Dos Resultados dos Leilões Os resultados dos Leilões estarão disponíveis no Módulo de Negociação por Leilão, após o comando de finalização por parte da Diferencial Corretora de Títulos e Valores Mobiliários S/A Em liquidação Extrajudicial. 8. Da Liquidação 8.1. Caberá à Diferencial Corretora de Títulos e Valores Mobiliários S/A Em Liquidação Extrajudicial e à parte vencedora de cada um dos Leilões providenciar o registro e a liquidação das operações no MOP Módulo Moedas de Privatização, no dia 01/10/2013, obedecendo às regras e aos horários da Cetip na Modalidade LBTR Liquidação Bruta em Tempo Real Reconhece a Diferencial Corretora de Títulos e Valores Mobiliários S/A Em Liquidação Extrajudicial que a Cetip atuará apenas como prestadora de serviços, disponibilizando o seu Módulo de Negociação por Leilão, da Plataforma Eletrônica Cetip NET, para a realização destes Leilões. Dessa forma, isentam a Cetip de qualquer responsabilidade, seja direta ou indireta, quanto: a) A obtenção de licenças e autorizações para a realização dos Leilões; b) A existência, validade e regularidade dos Ativos objeto dos Leilões; c) Ao resultado dos Leilões; d) À transferência dos Ativos objeto dos Leilões e da Carteira de Cliente; e e) Á liquidação financeira de cada um dos Lotes dos Leilões.

5 Comunicado Cetip nº 089/2013 fls São parte integrante e inseparável do presente Comunicado os documentos listados abaixo: a) Ofício DIFER/DELIQ-2013/425, de 11 de setembro de 2013, expedido pelo Liquidante da Diferencial Corretora de Títulos e Valores Mobiliários S/A. Em Liquidação Extrajudicial para a Cetip S.A. Mercados Organizados (Anexo I); b) Ofício-e 07486/2013-BCB/Deliq/GTBHO, expedido pelo Banco Central do Brasil, em 11 de setembro de 2013, autorizando a realização do Leilão (Anexo II); c) Oficio DIFE/LIQ 426/2013, de 10 de setembro de 2013, expedido pela Liquidante da Diferencial Corretora de Títulos e Valores Mobiliários S/A. Em Liquidação Extrajudicial para a Receita Federal do Brasil Delegacia da Receita Federal (Anexo III); d) Ato-Presi nº 481, de 02 de maio de 2013, relativo à nomeação do Sr. Liquidante, publicado no Diário Oficial da União, de 03 de maio de 2013 (Anexo VI). e) Minuta do Contrato de Compra e Venda de Títulos da Divida Agrária TDA e outras avenças, a ser celebrado entre a Diferencial Corretora de Títulos e Valores Mobiliários S/A. Em Liquidação Extrajudicial e o vencedor de cada Lote do Leilão (Anexo VII); 8.4. Será cobrado da Diferencial Corretora de Títulos e Valores Mobiliários S/A Em liquidação Extrajudicial e do(s) Participante(s) proponente(s) vencedor(es) dos Leilões, a título de taxa de realização destes Leilões, R$ ,00 (Vinte e Cinco Mil Reais) sobre cada uma das ofertas aceitas. A cobrança será efetuada pela Cetip no 5º (quinto) dia útil do mês subsequente à realização dos Leilões. Original assinado pelo diretor-presidente CETIP S.A. MERCADOS ORGANIZADOS

6 Comunicado Cetip nº 089/2013 fls.06 Anexo I

7 Comunicado Cetip nº 089/2013 fls.07 Anexo I

8 Comunicado Cetip nº 089/2013 fls.08 Anexo I

9 Comunicado Cetip nº 089/2013 fls.09 Anexo II

10 Comunicado Cetip nº 089/2013 fls.010 Anexo III

11 Comunicado Cetip nº 089/2013 fls.011 Anexo III

12 Comunicado Cetip nº 089/2013 fls.012 Anexo IV

13 Comunicado Cetip nº 089/2013 fls.013 Anexo IV

14 Comunicado Cetip nº 089/2013 fls.014 Anexo IV

15 Comunicado Cetip nº 089/2013 fls.015 Anexo IV

16 Comunicado Cetip nº 089/2013 fls.016 Anexo IV

17 Comunicado Cetip nº 089/2013 fls.017 Anexo V

18 Comunicado Cetip nº 089/2013 fls.018 Anexo VI

19 Comunicado Cetip nº 089/2013 fls.019 Anexo VII

20 Comunicado Cetip nº 089/2013 fls.020 Anexo VII

21 Comunicado Cetip nº 089/2013 fls.021 Anexo VII

Assunto: Leilão de Venda de Cotas do Fundo CRT Fundo de Investimento em Participações Módulo Leilão Sistema de Negociação Eletrônica.

Assunto: Leilão de Venda de Cotas do Fundo CRT Fundo de Investimento em Participações Módulo Leilão Sistema de Negociação Eletrônica. Comunicado Cetip n 050/2014 16 de Maio de 2014 Assunto: Leilão de Venda de Cotas do Fundo CRT Fundo de Investimento em Participações Módulo Leilão Sistema de Negociação Eletrônica. O diretor-presidente

Leia mais

Comunicado Cetip n 052/2013 13 de Junho de 2013

Comunicado Cetip n 052/2013 13 de Junho de 2013 Comunicado Cetip n 052/2013 13 de Junho de 2013 Assunto: Leilões de Debêntures da Energisa Paraíba - Distribuidora de Energia S/A, Energisa Sergipe - Distribuidora de Energia S/A e Energisa Minas Gerais

Leia mais

Comunicado Cetip n 013/14 12 de Fevereiro de 2014

Comunicado Cetip n 013/14 12 de Fevereiro de 2014 Comunicado Cetip n 013/14 12 de Fevereiro de 2014 Assunto: Leilão de Venda de Notas do Tesouro Nacional Série A3 NTN- A3 vencimento em 15/04/2024 - Módulo Leilão Sistema de Negociação Eletrônica. O Diretor-Presidente

Leia mais

Comunicado CETIP n 036/09 27 de abril de 2009

Comunicado CETIP n 036/09 27 de abril de 2009 Comunicado CETIP n 036/09 27 de abril de 2009 Assunto: Leilão de Venda de Ativos do ASM Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios FCVS ( Fundo ) Sistema de Negociação Eletrônica. O Diretor Geral da

Leia mais

Comunicado Cetip n 051/2015 de 16 de junho de 2015

Comunicado Cetip n 051/2015 de 16 de junho de 2015 Comunicado Cetip n 051/2015 de 16 de junho de 2015 Assunto: Etapa de Oferta Pública de NTN-B Leilão(ões) de Oferta de compra de títulos pela STN Secretaria do Tesouro Nacional Módulo Leilão STN Plataforma

Leia mais

Tipo de Apuração. Quantidade Ofertada 15:30 16:00 Competitivo 134.383 (cento e trinta e quatro mil e trezentos e oitenta e três cotas)

Tipo de Apuração. Quantidade Ofertada 15:30 16:00 Competitivo 134.383 (cento e trinta e quatro mil e trezentos e oitenta e três cotas) Comunicado CETIP n o 010/05 26 de Janeiro de 2005 Assunto:Leilão de venda de Cotas de Fundo de Investimento em Direitos Creditórios Plataforma de Negociação A CETIP Câmara de Custódia e Liquidação, tendo

Leia mais

Agente Financeiro EX- PREVSUL

Agente Financeiro EX- PREVSUL Comunicado CETIP n o 108/06 03 de novembro de 2006 Assunto:Leilão de venda de Ativos Imobiliários e Direitos Creditórios pela Empresa de Gestão de Recursos Humanos e Patrimônio de Mato Grosso do Sul CetipNET.

Leia mais

Comunicado Cetip n 007/2015 16 de janeiro de 2015

Comunicado Cetip n 007/2015 16 de janeiro de 2015 Comunicado Cetip n 007/2015 16 de janeiro de 2015 Assunto: Leilão de Alienação de Direitos Sobre Créditos Acumulados de ICMS Módulo de Negociação por Leilão Cetip Net Plataforma Eletrônica. O diretor-presidente

Leia mais

Comunicado Cetip n 052/2014 19 de maio de 2014

Comunicado Cetip n 052/2014 19 de maio de 2014 Comunicado Cetip n 052/2014 19 de maio de 2014 Assunto: Leilão de Venda de Direitos Sobre Créditos Acumulados de ICMS Módulo de Negociação por Leilão Cetip NET Plataforma Eletrônica. O diretor-presidente

Leia mais

COMUNICADO SIM Nº 010/03. Ref: Trata da realização de leilão de venda de Notas do Tesouro Nacional Série A3 NTN-A3.

COMUNICADO SIM Nº 010/03. Ref: Trata da realização de leilão de venda de Notas do Tesouro Nacional Série A3 NTN-A3. COMUNICADO SIM Nº 010/03 Aos Participantes do Sistema Integrado de Mercados SIM Ref: Trata da realização de leilão de venda de Notas do Tesouro Nacional Série A3 NTN-A3. A Central de Custódia e de Liquidação

Leia mais

MANUAL DE NORMAS REGISTRO DE CONDIÇÕES DE CONTRATO DE COMPENSAÇÃO E LIQUIDAÇÃO DE OBRIGAÇÕES NO ÂMBITO DO SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL

MANUAL DE NORMAS REGISTRO DE CONDIÇÕES DE CONTRATO DE COMPENSAÇÃO E LIQUIDAÇÃO DE OBRIGAÇÕES NO ÂMBITO DO SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL MANUAL DE NORMAS REGISTRO DE CONDIÇÕES DE CONTRATO DE COMPENSAÇÃO E LIQUIDAÇÃO DE OBRIGAÇÕES NO ÂMBITO DO SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL VERSÃO: 01/7/2008 2/7 MANUAL DE NORMAS REGISTRO DE CONDIÇÕES DE CONTRATO

Leia mais

MANUAL DE NORMAS COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO

MANUAL DE NORMAS COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO MANUAL DE NORMAS COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO VERSÃO: 31/3/2011 2/12 MANUAL DE NORMAS COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 3 CAPÍTULO

Leia mais

MANUAL DE NORMAS CERTIFICADO REPRESENTATIVO DE CONTRATO MERCANTIL DE COMPRA E VENDA A TERMO DE ENERGIA ELÉTRICA

MANUAL DE NORMAS CERTIFICADO REPRESENTATIVO DE CONTRATO MERCANTIL DE COMPRA E VENDA A TERMO DE ENERGIA ELÉTRICA MANUAL DE NORMAS CERTIFICADO REPRESENTATIVO DE CONTRATO MERCANTIL DE COMPRA E VENDA A TERMO DE ENERGIA ELÉTRICA VERSÃO: 01/7/2008 2 / 10 MANUAL DE NORMAS CERTIFICADO REPRESENTATIVO DE CONTRATO MERCANTIL

Leia mais

MANUAL DE NORMAS CCI CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO

MANUAL DE NORMAS CCI CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO MANUAL DE NORMAS CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO VERSÃO: 01/7/2008 2 / 11 MANUAL DE NORMAS CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 3 CAPÍTULO

Leia mais

CARTA CIRCULAR N.º 252. Ref.: Trata da implantação do Sistema Integrado de Mercados SIM Módulo STN.

CARTA CIRCULAR N.º 252. Ref.: Trata da implantação do Sistema Integrado de Mercados SIM Módulo STN. CARTA CIRCULAR N.º 252 Aos Participantes de Todos os Sistemas Ref.: Trata da implantação do SIM Módulo STN. A Central de Custódia e de Liquidação Financeira de Títulos - CETIP comunica que, no dia 28/02/2000,

Leia mais

MANUAL DE NORMAS TERMO DE ÍNDICE DI

MANUAL DE NORMAS TERMO DE ÍNDICE DI MANUAL DE NORMAS TERMO DE ÍNDICE DI VERSÃO: 20/7/2009 2/8 MANUAL DE NORMAS TERMO DE ÍNDICE DI ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 3 CAPÍTULO TERCEIRO DOS PARTICIPANTES

Leia mais

MANUAL DE NORMAS ESTRATÉGIA DE RENDA FIXA COM OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE TAXA DE CÂMBIO

MANUAL DE NORMAS ESTRATÉGIA DE RENDA FIXA COM OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE TAXA DE CÂMBIO MANUAL DE NORMAS ESTRATÉGIA DE RENDA FIXA COM OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE TAXA DE CÂMBIO VERSÃO: 01/7/2008 MANUAL DE NORMAS ESTRATÉGIA DE RENDA FIXA COM OPÇÕES FLEXÍVEIS SOBRE TAXA DE CÂMBIO 01/7/2008 2/8 ÍNDICE

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES IOF SOBRE DERIVATIVOS Versão 1 13/jan/2012

PERGUNTAS FREQUENTES IOF SOBRE DERIVATIVOS Versão 1 13/jan/2012 PERGUNTAS FREQUENTES IOF SOBRE DERIVATIVOS Versão 1 13/jan/2012 I. NORMATIVOS 1. Quais os normativos que regulamentam a cobrança de IOF sobre derivativos cambiais? V&G: A Medida Provisória n o 539, de

Leia mais

COMUNICADO CetipNET Nº 008/02. Ref.: Trata da realização de leilão de Letras de Crédito Imobiliário - LCI

COMUNICADO CetipNET Nº 008/02. Ref.: Trata da realização de leilão de Letras de Crédito Imobiliário - LCI COMUNICADO CetipNET Nº 008/02 Aos Participantes do Sistema de Negociação Eletrônica de Títulos CetipNET Ref.: Trata da realização de leilão de Letras de Crédito Imobiliário - LCI A Central de Custódia

Leia mais

MANUAL DE NORMAS CRI - CERTIFICADO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS

MANUAL DE NORMAS CRI - CERTIFICADO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS MANUAL DE NORMAS - CERTIFICADO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS VERSÃO: 01/7/2008 2 / 11 MANUAL DE NORMAS - CERTIFICADO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3 CAPÍTULO SEGUNDO DAS

Leia mais

MANUAL DE NORMAS CCI CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO

MANUAL DE NORMAS CCI CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO MANUAL DE NORMAS CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO VERSÃO: 18/04/2011 2 / 13 MANUAL DE NORMAS CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 3 CAPÍTULO

Leia mais

ÂMBITO E FINALIDADE SERVIÇO DE EMPRÉSTIMO DE VALORES MOBILIÁRIOS

ÂMBITO E FINALIDADE SERVIÇO DE EMPRÉSTIMO DE VALORES MOBILIÁRIOS Dispõe sobre empréstimo de valores mobiliários por entidades de compensação e liquidação de operações com valores mobiliários, altera as Instruções CVM nºs 40, de 7 de novembro de 1984 e 310, de 9 de julho

Leia mais

MANUAL DE NORMAS FORMADOR DE MERCADO

MANUAL DE NORMAS FORMADOR DE MERCADO MANUAL DE NORMAS FORMADOR DE MERCADO VERSÃO: 01/7/2008 2/10 MANUAL DE NORMAS FORMADOR DE MERCADO ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 3 CAPÍTULO TERCEIRO DO CREDENCIAMENTO

Leia mais

INSTRUÇÃO CVM Nº 51, DE 09 DE JUNHO DE 1986.

INSTRUÇÃO CVM Nº 51, DE 09 DE JUNHO DE 1986. INSTRUÇÃO CVM Nº 51, DE 09 DE JUNHO DE 1986. Regulamenta a concessão de financiamento para compra de ações pelas Sociedades Corretoras e Distribuidoras. O Presidente da Comissão de Valores Mobiliários

Leia mais

Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior

Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior REGULAMENTO DE ACÚMULO DE PONTOS NO PROGRAMA BRADESCO COM TRANSFERÊNCIA PARA O PROGRAMA FIDELIDADE

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO Art. 1º Este documento, doravante denominado Regulamento de Empréstimo, estabelece os direitos e as obrigações da Boticário Prev, dos Participantes e Assistidos, para a concessão

Leia mais

10.1DAS CARACTERÍSTICAS E DEFINIÇÕES DO MERCADO DE OPÇÕES. a) Ativo-objeto - o Ativo admitido à negociação na Bolsa, a que se refere a opção;

10.1DAS CARACTERÍSTICAS E DEFINIÇÕES DO MERCADO DE OPÇÕES. a) Ativo-objeto - o Ativo admitido à negociação na Bolsa, a que se refere a opção; 1 / 7 CAPÍTULO X DO MERCADO DE OPÇÕES 10.1DAS CARACTERÍSTICAS E DEFINIÇÕES DO MERCADO DE OPÇÕES 10.1.1 O mercado de opções compreende as operações relativas à negociação de direitos outorgados aos titulares

Leia mais

MANUAL DE NORMAS REGISTRO DE INFORMAÇÕES E CONDIÇÕES DE INSTRUMENTO FINANCEIRO DERIVATIVO CONTRATADO NO EXTERIOR

MANUAL DE NORMAS REGISTRO DE INFORMAÇÕES E CONDIÇÕES DE INSTRUMENTO FINANCEIRO DERIVATIVO CONTRATADO NO EXTERIOR MANUAL DE NORMAS REGISTRO DE INFORMAÇÕES E CONDIÇÕES DE INSTRUMENTO FINANCEIRO DERIVATIVO CONTRATADO NO EXTERIOR VERSÃO: 22/02/2010 2/7 MANUAL DE NORMAS REGISTRO DE INFORMAÇÕES E CONDIÇÕES DE INSTRUMENTO

Leia mais

CONDIÇÕES DE VENDA E PAGAMENTO DO LEILÃO GUERINO SEISCENTOS TRANSPORTES LEILOEIRO OFICIAL: CEZAR AUGUSTO BADOLATO SILVA JUCESP Nº 602

CONDIÇÕES DE VENDA E PAGAMENTO DO LEILÃO GUERINO SEISCENTOS TRANSPORTES LEILOEIRO OFICIAL: CEZAR AUGUSTO BADOLATO SILVA JUCESP Nº 602 CONDIÇÕES DE VENDA E PAGAMENTO DO LEILÃO GUERINO SEISCENTOS TRANSPORTES LEILOEIRO OFICIAL: CEZAR AUGUSTO BADOLATO SILVA JUCESP Nº 602 VENDEDOR(A)/(COMITENTE): GUERINO SEISCENTO TRANSPORTES S.A VNPJ 72.543.978/0001-00

Leia mais

Termo Aditivo ao Contrato de Abertura, Movimentação e Manutenção de Conta de Depósito à Vista Adesão a Serviços de Liquidação Cetip

Termo Aditivo ao Contrato de Abertura, Movimentação e Manutenção de Conta de Depósito à Vista Adesão a Serviços de Liquidação Cetip Termo Aditivo ao Contrato de Abertura, Movimentação e Manutenção de Conta de Depósito à Vista Adesão a Serviços de Liquidação Cetip CONTA CORRENTE (uso exclusivo do banco) Razão Social do Titular Endereço

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GESTÃO DE GARANTIAS

MANUAL DE NORMAS GESTÃO DE GARANTIAS MANUAL DE NORMAS GESTÃO DE GARANTIAS VERSÃO: 18/07/2011 2 / 18 MANUAL DE NORMAS GESTÃO DE GARANTIAS ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 4 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 5 CAPÍTULO TERCEIRO DA UTILIZAÇÃO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PU 12 MESES

CONDIÇÕES GERAIS DO PU 12 MESES CONDIÇÕES GERAIS DO PU 12 MESES I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Sul América Capitalização S.A. SULACAP CNPJ: Nº 03.558.096/0001-04 PU 12 MESES - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP

Leia mais

Dispõe sobre aplicações de investidor não residente nos mercados financeiro e de capitais.

Dispõe sobre aplicações de investidor não residente nos mercados financeiro e de capitais. RESOLUCAO 2.689 --------------- Dispõe sobre aplicações de investidor não residente nos mercados financeiro e de capitais. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31 de dezembro

Leia mais

MANUAL DE NORMAS CCI CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ÍNDICE

MANUAL DE NORMAS CCI CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ÍNDICE 2 / 14 MANUAL DE NORMAS CCI CÉDULA DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 3 CAPÍTULO TERCEIRO DAS ATIVIDADES DISPONIBILIZADAS PELA CETIP _6 CAPÍTULO

Leia mais

TERMO DE USO - SERVIÇO VIVO TORPEDO GRUPOS

TERMO DE USO - SERVIÇO VIVO TORPEDO GRUPOS TERMO DE USO - SERVIÇO VIVO TORPEDO GRUPOS 1. OBJETO: 1.1. O presente Instrumento tem por objeto regular a prestação do serviço VIVO Torpedo Grupos ao Cliente, em toda Área de Prestação da VIVO definida

Leia mais

REGULAMENTO DA DISCIPLINA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS SUPERIORESDE GRADUAÇÃO DO CEFET-PR. Capítulo I DO ESTÁGIO E SUAS FINALIDADES

REGULAMENTO DA DISCIPLINA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS SUPERIORESDE GRADUAÇÃO DO CEFET-PR. Capítulo I DO ESTÁGIO E SUAS FINALIDADES REGULAMENTO DA DISCIPLINA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS SUPERIORESDE GRADUAÇÃO DO CEFET-PR Capítulo I DO ESTÁGIO E SUAS FINALIDADES Art. 1º - O Estágio Curricular, baseado na lei nº 6.494,

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS DA BOLSA DE VALORES DE SÃO PAULO S.A. 1 / 6. Capítulo Revisão Data

MANUAL DE PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS DA BOLSA DE VALORES DE SÃO PAULO S.A. 1 / 6. Capítulo Revisão Data DA BOLSA DE VALORES DE SÃO PAULO S.A. 1 / 6 CAPÍTULO X DO MERCADO DE OPÇÕES 10.1 CODIFICAÇÃO DAS SÉRIES A codificação utilizada no mercado de opções é composto de 5 letras (as 4 primeiras correspondem

Leia mais

Condições Gerais. I Informações Iniciais

Condições Gerais. I Informações Iniciais Condições Gerais I Informações Iniciais Sociedade de Capitalização: MAPFRE Capitalização S.A. CNPJ: 09.382.998/0001-00 Nome Fantasia do Produto: Mc-T-04- Pu 12 Meses Modalidade: Tradicional Processo Susep

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS DA CBLC DA OFERTA VAREJO

MANUAL DE PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS DA CBLC DA OFERTA VAREJO VENDA (REVOGAÇÃO) DE CERTIFICADOS DE DEPÓSITO DE AÇÕES ORDINÁRIAS CLASSE A DA COSAN LTD. MANUAL DE PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS DA CBLC DA OFERTA VAREJO Performance do Período ÍNDICE CAPÍTULO I - PROCEDIMENTOS

Leia mais

Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior

Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior REGULAMENTO DE ACÚMULO DE PONTOS NO PROGRAMA BRADESCO COM TRANSFERÊNCIA PARA O PROGRAMA FIDELIDADE

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO - APLUBCAP TRADICIONAL 16 MODALIDADE TRADICIONAL - PAGAMENTO ÚNICO

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO - APLUBCAP TRADICIONAL 16 MODALIDADE TRADICIONAL - PAGAMENTO ÚNICO TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO - APLUBCAP TRADICIONAL 16 MODALIDADE TRADICIONAL - PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 88.076.302/0001-94

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PU 15 MESES

CONDIÇÕES GERAIS DO PU 15 MESES CONDIÇÕES GERAIS DO PU 15 MESES I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Sul América Capitalização S.A. SULACAP CNPJ: 03.558.096/0001-04 (PU 15 MESES) - MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO BRADESCO SOLUÇÃO DE ALUGUEL

CONDIÇÕES GERAIS DO BRADESCO SOLUÇÃO DE ALUGUEL I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS DO BRADESCO SOLUÇÃO DE ALUGUEL SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 BRADESCO SOLUÇÃO DE ALUGUEL PLANO PU 15/15 A - MODALIDADE:

Leia mais

TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM Nº 168, DE 23 DE DEZEMBRO DE 1991, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA INSTRUÇÃO CVM Nº 252/96.

TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM Nº 168, DE 23 DE DEZEMBRO DE 1991, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA INSTRUÇÃO CVM Nº 252/96. TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM Nº 168, DE 23 DE DEZEMBRO DE 1991, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA INSTRUÇÃO CVM Nº 252/96. Dispõe sobre operações sujeitas a procedimentos especiais nas Bolsas de Valores.

Leia mais

ENSINO PROFISSIONALIZANTE, IDIOMAS E PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS REGULAMENTO

ENSINO PROFISSIONALIZANTE, IDIOMAS E PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS REGULAMENTO ENSINO PROFISSIONALIZANTE, IDIOMAS E PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS REGULAMENTO 2014 Regulamento do Programa EDUCA MAIS BRASIL I DO PROGRAMA Art. 1.º - O Programa EDUCA MAIS BRASIL é um programa de INCLUSÃO

Leia mais

O Sistema de Pregão Por Prazo Determinado da Bolsa Brasileira de Mercadorias foi criado para realizar negócios de produtos agropecuários.

O Sistema de Pregão Por Prazo Determinado da Bolsa Brasileira de Mercadorias foi criado para realizar negócios de produtos agropecuários. Comercialização de carne na Bolsa Brasileira de Mercadorias Janeiro de 2010 1. Pregão por Prazo Determinado O Sistema de Pregão Por Prazo Determinado da Bolsa Brasileira de Mercadorias foi criado para

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS PU 12 meses 1 sorteio, pagamento variável Modalidade: Incentivo Processo SUSEP: 15414.003760/2011-45

CONDIÇÕES GERAIS PU 12 meses 1 sorteio, pagamento variável Modalidade: Incentivo Processo SUSEP: 15414.003760/2011-45 CONDIÇÕES GERAIS PU 12 meses 1 sorteio, pagamento variável Modalidade: Incentivo Processo SUSEP: 15414.003760/2011-45 1. Glossário Subscritor é quem adquire o Título, assumindo o compromisso de efetuar

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA PARTNERS AGRINVEST

REGULAMENTO DO PROGRAMA PARTNERS AGRINVEST REGULAMENTO DO PROGRAMA PARTNERS AGRINVEST O PROGRAMA PARTNERS AGRINVEST ( Programa Partners ), desenvolvido pela empresa AGRINVEST COMMODITIES ( AGRINVEST ), inscrita no CNPJ sob o nº 06.348.158/0001-33,

Leia mais

RESOLVEU: I - probidade na condução das atividades no melhor interesse de seus clientes e na integridade do mercado;

RESOLVEU: I - probidade na condução das atividades no melhor interesse de seus clientes e na integridade do mercado; Estabelece normas e procedimentos a serem observados nas operações em bolsas de valores e dá outras providências. O PRESIDENTE DA COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS torna público que o Colegiado, em sessão

Leia mais

Comunicado Cetip n 052/12 1º de Junho de 2012. Assunto: Abertura da Solicitação de Acesso as Novas Plataformas

Comunicado Cetip n 052/12 1º de Junho de 2012. Assunto: Abertura da Solicitação de Acesso as Novas Plataformas Comunicado Cetip n 052/12 1º de Junho de 2012 Assunto: Abertura da Solicitação de Acesso as Novas Plataformas O Diretor-Presidente da CETIP S.A. MERCADOS ORGANIZADOS comunica que, com o objetivo de melhoria

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO M A N U A L D A NOTA FISCAL AVULSA ÍNDICE 1. Acesso ao Portal do Sistema...6 2. Requerimento de Acesso para os novos usuários...6 2.1 Tipo

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA SEGURO DE VIDA

TERMO DE REFERÊNCIA SEGURO DE VIDA TERMO DE REFERÊNCIA SEGURO DE VIDA 1- Objeto da Licitação: Prestação de serviço para contratação de seguro de vida em grupo para os empregados da Empresa Municipal de Informática S.A - IplanRio, visando

Leia mais

Regras e Parâmetros de Atuação da Bradesco S.A. Corretora de Títulos e Valores Mobiliários. Operações efetuadas por meio da Internet/Home Broker

Regras e Parâmetros de Atuação da Bradesco S.A. Corretora de Títulos e Valores Mobiliários. Operações efetuadas por meio da Internet/Home Broker Regras e Parâmetros de Atuação da Bradesco S.A. Corretora de Títulos e Valores Mobiliários Operações efetuadas por meio da Internet/Home Broker É propósito da Bradesco S.A. Corretora de Títulos e Valores

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PESSOA JURÍDICA

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PESSOA JURÍDICA CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PESSOA JURÍDICA I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO PESSOA JURÍDICA PLANO PU

Leia mais

EDITAL DO LEILÃO 02/2014 LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA

EDITAL DO LEILÃO 02/2014 LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DO LEILÃO 02/2014 LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA O LEILÃO DE COMPRA e os procedimentos a ele relativos serão regidos pelas disposições deste EDITAL e seus Anexos. ÍNDICE Capítulo 1 Informações

Leia mais

CG DA MODALIDADE TRADICIONAL PU CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01

CG DA MODALIDADE TRADICIONAL PU CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01 CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ZURICH BRASIL CAPITALIZAÇÃO S/A. CNPJ: 17.266.009/0001-41 ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01 MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

Guia de Preenchimento Cadastro de Operadores

Guia de Preenchimento Cadastro de Operadores Guia de Preenchimento Cadastro de Operadores Data 07/2013 SUMÁRIO I. Introdução... 3 1. Sistema Cadastro de Operadores... 3 2. Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas Negociação de Instrumentos

Leia mais

Contrato de Opção Flexível de Compra sobre Índice de Taxa de Juro Spot Especificações

Contrato de Opção Flexível de Compra sobre Índice de Taxa de Juro Spot Especificações Contrato de Opção Flexível de Compra sobre Índice de Taxa de Juro Spot Especificações 1. Definições Contrato (especificações): termos e regras sob os quais as operações serão realizadas e liquidadas. Compra

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 636 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A.

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 636 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 APLUBCAP POPULAR 636 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.901295/2014-52 II - GLOSSÁRIO Subscritor

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO RIO BRAVO RENDA CORPORATIVA

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO RIO BRAVO RENDA CORPORATIVA DISTRIBUIÇÃO PÚBLICA DE COTAS DO FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO RIO BRAVO RENDA CORPORATIVA FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO RIO BRAVO RENDA CORPORATIVA MANUAL DE PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS DA BM&FBOVESPA

Leia mais

INSTRUÇÃO CVM Nº 539, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2013

INSTRUÇÃO CVM Nº 539, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2013 INSTRUÇÃO CVM Nº 539, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2013 Dispõe sobre o dever de verificação da adequação dos produtos, serviços e operações ao perfil do cliente. O PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DA COMISSÃO DE VALORES

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS Troca Premiável Bradesco Seguros

CONDIÇÕES GERAIS Troca Premiável Bradesco Seguros I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS Troca Premiável Bradesco Seguros SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 PLANO PU 12/12 T MODALIDADE POPULAR PROCESSO SUSEP

Leia mais

ÂMBITO E FINALIDADE DAS DEFINIÇÕES INICIAIS

ÂMBITO E FINALIDADE DAS DEFINIÇÕES INICIAIS Estabelece normas e procedimentos a serem observados nas operações realizadas em bolsas e mercados de balcão organizado por meio da rede mundial de computadores e dá outras providências. O PRESIDENTE DA

Leia mais

RESOLUCAO 2.689. Dispõe sobre aplicações de investidor não residente nos mercados financeiro e capitais.

RESOLUCAO 2.689. Dispõe sobre aplicações de investidor não residente nos mercados financeiro e capitais. RESOLUCAO 2.689 Dispõe sobre aplicações de investidor não residente nos mercados financeiro e de capitais. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9. da Lei n. 4.595, de 31 de dezembro de 1964, torna

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE ARTESANATO E ESTILO - ARTEST

ASSOCIAÇÃO DE ARTESANATO E ESTILO - ARTEST Cotação Prévia de Preços n 002/2013 Convênio nº 35/2013 - SEBRAE/ ARTEST Menor preço Cotação Prévia de Preços na modalidade menor preço para contratação de empresa especializada nos serviços de GESTÃO

Leia mais

EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA N 001/2011

EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA N 001/2011 EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA N 001/2011 O SINDICATO DOS CORRETORES DE IMÓVEIS, torna público aos interessados, que fará realizar Procedimento Licitatório na modalidade CONCORRÊNCIA PÚBLICA, tipo MAIOR

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP PRESENTE. (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009) CNPJ: 03.209.092/0001-02

CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP PRESENTE. (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009) CNPJ: 03.209.092/0001-02 CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP PRESENTE I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009) CNPJ: 03.209.092/0001-02

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 2689. I - constituir um ou mais representantes no País; II - preencher formulário, cujo modelo constitui o Anexo a esta Resolução;

RESOLUÇÃO Nº 2689. I - constituir um ou mais representantes no País; II - preencher formulário, cujo modelo constitui o Anexo a esta Resolução; RESOLUÇÃO Nº 2689 Dispõe sobre aplicações de investidor não residente nos mercados financeiro e de capitais. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31 de dezembro de 1964, torna

Leia mais

FAQ SADIS (Sistema de Acompanhamento da Distribuição em Salas)

FAQ SADIS (Sistema de Acompanhamento da Distribuição em Salas) FAQ SADIS (Sistema de Acompanhamento da Distribuição em Salas) 1. Quem deve prestar as informações? 2. Quem pode acessar o sistema? 3. Uma empresa distribuidora pode autorizar outra empresa a prestar as

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO PLATINUM

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO PLATINUM ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO PLATINUM I Denominação e Objetivo Artigo 1º O Clube de Investimento PLATINUM é constituído por número limitado de membros que têm por objetivo a aplicação de recursos

Leia mais

ANÚNCIO DE INÍCIO DA DISTRIBUIÇÃO PÚBLICA DAS COTAS DO GIF I - FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPAÇÕES CNPJ/MF: 08.872.941/0001-27

ANÚNCIO DE INÍCIO DA DISTRIBUIÇÃO PÚBLICA DAS COTAS DO GIF I - FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPAÇÕES CNPJ/MF: 08.872.941/0001-27 ANÚNCIO DE INÍCIO DA DISTRIBUIÇÃO PÚBLICA DAS COTAS DO GIF I - FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPAÇÕES CNPJ/MF: 08.872.941/0001-27 BEM DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. comunica o início

Leia mais

PORTARIA UNIDA Nº. 15/2015, de 18 de Julho de 2015.

PORTARIA UNIDA Nº. 15/2015, de 18 de Julho de 2015. PORTARIA UNIDA Nº. 15/2015, de 18 de Julho de 2015. O Diretor Geral da Faculdade Unida de Vitória, no uso das atribuições conferidas pelo Regimento Interno resolve regulamentar os procedimentos gerais

Leia mais

CORRETORA DE CÂMBIO TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS S/A REGRAS E PARÂMETROS DE ATUAÇÃO

CORRETORA DE CÂMBIO TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS S/A REGRAS E PARÂMETROS DE ATUAÇÃO REGRAS E PARÂMETROS DE ATUAÇÃO Esta Sociedade Corretora, em atenção ao disposto no art. 6º da Instrução nº 387/03 da CVM, define através deste documento, suas regras e parâmetros relativos ao recebimento,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PIC

CONDIÇÕES GERAIS DO PIC CONDIÇÕES GERAIS DO PIC I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CIA ITAÚ DE CAPITALIZAÇÃO CNPJ: 23.025.711/0001-16 PIC - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.005217/2012-63 WEB-SITE:

Leia mais

INSTRUÇÃO Nº 376, DE 11 DE SETEMBRO DE 2002

INSTRUÇÃO Nº 376, DE 11 DE SETEMBRO DE 2002 COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS INSTRUÇÃO Nº 376, DE 11 DE SETEMBRO DE 2002 Estabelece normas e procedimentos a serem observados nas operações realizadas em bolsas e mercados de balcão organizado por meio

Leia mais

Condições Gerais Agromania CAP

Condições Gerais Agromania CAP Condições Gerais Agromania CAP CONDIÇÕES GERAIS DO (PU 12 MESES VERSÃO 16) I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Sul América Capitalização S.A. SULACAP CNPJ Nº 03.558.096/0001-04 (PU 12 MESES

Leia mais

Colégio Ensitec Ensino Fundamental, Médio e Profissional

Colégio Ensitec Ensino Fundamental, Médio e Profissional EDITAL Nº01/2014 Dispõe sobre o Processo de Matrícula para os Cursos Técnicos concomitantes e subsequentes ao Ensino Médio: Administração Contabilidade Eletrônica Mecânica Mecatrônica Qualidade Segurança

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O K1 FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTOS MULTIMERCADO

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O K1 FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTOS MULTIMERCADO LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O K1 FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTOS MULTIMERCADO Informações referentes a Outubro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações

Leia mais

Detalhamento do Plano

Detalhamento do Plano PLANO ALTERNATIVO LOCAL PLANO Nº 032 A. Empresa: OI (TELEMAR NORTE LESTE S.A.), autorizatária do Serviço Telefônico Fixo Comutado na Modalidade Local, na Região III e no Setor 3 da Região 1 do Plano Geral

Leia mais

I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO

I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: INVEST CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 93.202.448/0001-79 (NOME FANTASIA DO PRODUTO): INVESTCAP TRAD-PU 03 (12M) MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.900283/2013-20

Leia mais

VI - PAGAMENTO 6.1 - Este Título é de pagamento único, cabendo ao Subscritor o pagamento de uma única parcela na data indicada.

VI - PAGAMENTO 6.1 - Este Título é de pagamento único, cabendo ao Subscritor o pagamento de uma única parcela na data indicada. CONDIÇÕES GERAIS DO (PU 12 MESES versão 178) I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Sul América Capitalização S.A. SULACAP CNPJ Nº 03.558.096/0001-04 (PU 12 MESES versão 178) - MODALIDADE:

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP ECO 2.1 MODALIDADE DADE INCENTIVO PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP ECO 2.1 MODALIDADE DADE INCENTIVO PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP ECO.1 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.30/0001-94 APLUBCAP ECO.1 MODALIDADE: INCENTIVO PROCESSO SUSEP Nº: 15414.0055/011-47

Leia mais

REGULAMENTO PARA OPERACIONALIZAÇÃO DA VENDA DE CONTRATO DE OPÇÃO DE COMPRA DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS N.º 005/04

REGULAMENTO PARA OPERACIONALIZAÇÃO DA VENDA DE CONTRATO DE OPÇÃO DE COMPRA DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS N.º 005/04 REGULAMENTO PARA OPERACIONALIZAÇÃO DA VENDA DE CONTRATO DE OPÇÃO DE COMPRA DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS N.º 005/04 A Companhia Nacional de Abastecimento Conab, empresa pública federal vinculada ao Ministério

Leia mais

Para acessar a Secretaria Virtual, utilize seu LOGIN (nº do RA) e a senha (nº do CPF).

Para acessar a Secretaria Virtual, utilize seu LOGIN (nº do RA) e a senha (nº do CPF). Para acessar o sistema interativo (Blackboard), você deverá utilizar o endereço: . Em seguida, clique no link: Ambiente acadêmico (canto superior direito). Para acessar

Leia mais

REGRAS E PARÂMETROS DE ATUAÇÃO DA SITA SOCIEDADE CORRETORA DE CÂMBIO E VALORES MOBILIÁRIOS S/A

REGRAS E PARÂMETROS DE ATUAÇÃO DA SITA SOCIEDADE CORRETORA DE CÂMBIO E VALORES MOBILIÁRIOS S/A REGRAS E PARÂMETROS DE ATUAÇÃO DA SOCIEDADE CORRETORA DE CÂMBIO E VALORES MOBILIÁRIOS S/A Esta Sociedade Corretora, em atenção ao disposto no art. 6º da Instrução nº 387/03 da CVM, define através deste

Leia mais

PLANO DE OPERAÇÃO Sorteio de Vale Compras PROMOÇÃO Mude com a Senzala

PLANO DE OPERAÇÃO Sorteio de Vale Compras PROMOÇÃO Mude com a Senzala PLANO DE OPERAÇÃO Sorteio de Vale Compras PROMOÇÃO Mude com a Senzala 1. DADOS DA EMPRESA REQUERENTE Razão Social: Imobiliária Senzala Ltda. Nome Fantasia: Senzala Imóveis Endereço: Rua Presidente Faria,

Leia mais

Associação Paranaense de Cultura Centro de Educação Profissional Marista Pio XII EDITAL N.º 02/2013

Associação Paranaense de Cultura Centro de Educação Profissional Marista Pio XII EDITAL N.º 02/2013 EDITAL N.º 02/2013 Dispõe sobre o Processo de Matrícula para os Cursos Técnicos, Concomitantes e Subsequentes ao Ensino Médio para a unidade de Ponta Grossa: Administração Contabilidade Logística Recursos

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRASILCAP CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 OUROCAP EMPRESA FLEX - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

INSTRUÇÃO CVM Nº 531, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2013

INSTRUÇÃO CVM Nº 531, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2013 Altera dispositivos da Instrução CVM nº 356, de 17 de dezembro de 2001 e da Instrução CVM nº 400, de 29 de dezembro de 2003. O PRESIDENTE DA COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS - CVM torna público que o Colegiado,

Leia mais

NORMA SOBRE REGISTRO DE INTENÇÃO DE DOAÇÃO A INSTITUIÇÃO DE UTILIDADE PÚBLICA, UTILIZANDO SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES

NORMA SOBRE REGISTRO DE INTENÇÃO DE DOAÇÃO A INSTITUIÇÃO DE UTILIDADE PÚBLICA, UTILIZANDO SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES NORMA SOBRE REGISTRO DE INTENÇÃO DE DOAÇÃO A INSTITUIÇÃO DE UTILIDADE PÚBLICA, UTILIZANDO SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES 1 - DO OBJETIVO 1.1. Esta Norma tem por objetivo estabelecer condições para prestação

Leia mais

CIRCULAR Nº 3249. Art. 3º Divulgar as folhas anexas, necessárias à atualização da CNC. - Carta-Circular 2.201, de 20 de agosto de 1991;

CIRCULAR Nº 3249. Art. 3º Divulgar as folhas anexas, necessárias à atualização da CNC. - Carta-Circular 2.201, de 20 de agosto de 1991; CIRCULAR Nº 3249 Divulga o Regulamento sobre Frete Internacional, e dá outras providências. A Diretoria Colegiada do Banco Central do Brasil, com base nos artigos 9º e 11 da Lei 4.595, de 31 de dezembro

Leia mais

CARTA CIRCULAR N.º 257. Ref.: trata dos procedimentos para abertura de conta individualizada por empresas vinculadas à SUSEP.

CARTA CIRCULAR N.º 257. Ref.: trata dos procedimentos para abertura de conta individualizada por empresas vinculadas à SUSEP. CARTA CIRCULAR N.º 257 Às Sociedades Seguradoras, Sociedades de Capitalização e as Entidades Abertas de Previdência Privada Ref.: trata dos procedimentos para abertura de conta individualizada por empresas

Leia mais

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Compra Direta - Guia do Fornecedor PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Página As informações contidas neste documento, incluindo quaisquer URLs e outras possíveis referências a web sites, estão sujeitas

Leia mais

"ESTE ANÚNCIO É DE CARÁTER EXCLUSIVAMENTE INFORMATIVO, NÃO SE TRATANDO DE OFERTA DE VENDA DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS"

ESTE ANÚNCIO É DE CARÁTER EXCLUSIVAMENTE INFORMATIVO, NÃO SE TRATANDO DE OFERTA DE VENDA DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS "ESTE ANÚNCIO É DE CARÁTER EXCLUSIVAMENTE INFORMATIVO, NÃO SE TRATANDO DE OFERTA DE VENDA DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS" ANÚNCIO DE ENCERRAMENTO DA DISTRIBUIÇÃO PÚBLICA DE CERTIFICADOS DE

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 510 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A.

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 510 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 APLUBCAP POPULAR 510 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.902145/2013-85 II - GLOSSÁRIO Subscritor

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06809/2009/RJ COGAP/SEAE/MF Em 11 de dezembro de 2009. Referência: Processo n.º 18101.000672/2009-99. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO ZURICHCAP INCENTIVO Nº 07 PU I07 MODALIDADE INCENTIVO PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO ZURICHCAP INCENTIVO Nº 07 PU I07 MODALIDADE INCENTIVO PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP INCENTIVO Nº 07 PU I07 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ZURICH BRASIL CAPITALIZAÇÃO S/A. CNPJ: 17.266.009/0001-41 MODALIDADE: INCENTIVO PROCESSO SUSEP Nº: II - GLOSSÁRIO

Leia mais

Taxa de corretagem para Home-Broker. R$ 14,99 por operação + Taxa da Bovespa. *Após a 6ª operação do dia, a corretagem é grátis até o final do pregão

Taxa de corretagem para Home-Broker. R$ 14,99 por operação + Taxa da Bovespa. *Após a 6ª operação do dia, a corretagem é grátis até o final do pregão Custos Operacionais Os resgates solicitados são efetuados através de TED. Para tanto, cada cliente, terá direito a um por semana (gratuitamente), não cumulativo. A partir do segundo, será repassado o custo

Leia mais

CIRCULAR N 2.971. Documento normativo revogado pela Circular nº 3.280, de 9/3/2005. Art. 1º Regulamentar os seguintes normativos:

CIRCULAR N 2.971. Documento normativo revogado pela Circular nº 3.280, de 9/3/2005. Art. 1º Regulamentar os seguintes normativos: CIRCULAR N 2.971 Documento normativo revogado pela Circular nº 3.280, de 9/3/2005. Regulamenta as Resoluções nº 2.644, de 1999, nº 2.694 e nº 2.695, ambas de 2000, e divulga o Regulamento sobre Contas

Leia mais

PROGRAMA DE RECOMPENSA SICREDI ANEXO AO CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DOS CARTÕES SICREDI

PROGRAMA DE RECOMPENSA SICREDI ANEXO AO CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DOS CARTÕES SICREDI PROGRAMA DE RECOMPENSA SICREDI ANEXO AO CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DOS CARTÕES SICREDI 1. O Programa de Recompensa Sicredi é um programa de incentivo ao uso do(s) CARTÃO(ÕES) Sicredi, administrado(s)

Leia mais