São Paulo - SP Av. Nove de Julho, º Andar (55 11)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "São Paulo - SP Av. Nove de Julho, º Andar (55 11)"

Transcrição

1 São Paulo - SP Av. Nove de Julho, º Andar (55 11)

2 REGIME DIFERENCIADO DE CONTRATAÇÕES PÚBLICAS - RDC Apresentação para as Associadas da APEOP PORTO ADVOGADOS Benedicto Porto Neto Pedro Paulo Porto Filho 2

3 Legislação Lei nº /11: Institui o RDC Decreto Federal nº 7.581/11: Regulamenta o RDC Lei nº /12: Altera a redação da Lei nº /11 para estender o RDC para as obras do PAC (art. 28) 3

4 Âmbito de aplicação Art. 1º da Lei nº /11 Licitações e contratos necessários à realização dos: Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016 (inciso I) Projetos incluídos na Carteira de Projetos Olímpicos aprovada pela Autoridade Pública Olímpica; antes da aprovação da Carteira, obras e serviços imprescindíveis para cumprimento de obrigações assumidas pelos Comitês Olímpico e Paraolímpico (art. 65) Copa das Confederações de 2013 e Copa do Mundo de 2014 (inciso II) Definição e aprovação pelo Grupo Executivo GECOPA 2014 do Comitê Gestor das ações do Governo para realização dos eventos No caso de obras, as constantes da Matriz de Responsabilidade celebrada entre União, Estados, Distrito Federal e Municípios Obras e serviços aeroportuários em capitais de Estados distantes até 350 km das sedes dos eventos (inciso III) Obras integrantes do PAC (inciso IV) Regime facultativo: depende de previsão no edital ( 2º) 4

5 Regime de Contratos para Obras e Serviços de Engenharia (Lei nº /11) Art. 8º. Na execução indireta de obras e serviços de engenharia, são admitidos os seguintes regimes: I - empreitada por preço unitário; II - empreitada por preço global; III - contratação por tarefa; IV - empreitada integral; ou V - contratação integrada. 1 o Nas licitações e contratações de obras e serviços de engenharia serão adotados, preferencialmente, os regimes discriminados nos incisos II, IV e V do caput deste artigo. 2 o No caso de inviabilidade da aplicação do disposto no 1 o deste artigo, poderá ser adotado outro regime previsto no caput deste artigo, hipótese em que serão inseridos nos autos do procedimento os motivos que justificaram a exceção. Pode contratar, em caráter ordinário, empreitada integral por preço unitário? (definição de EI no art. 2º, I, mesma da contida na Lei nº 8.666) Contrato de Eficiência (art. 23, 1º): prestação de serviços para redução de despesas correntes da Administração Pública 5

6 Regime de Contratos para Obras e Serviços de Engenharia (cont.) Regimes Extraordinários: Contratação Integrada: quando técnica e economicamente justificada a modalidade (art. 9º) Empreitada por preços unitários: quando inviável a adoção dos três outros regimes (art. 8º, 2º) Regimes ordinários: Empreitada por Preço Global e Empreitada Integral ( 1º) 6

7 Contratação Integrada (art. 9º) Objeto: Elaboração de Projeto Básico, Projeto Executivo, execução de obras e serviços, montagem, realização de testes, pré-operação e todas as demais operações necessárias e suficientes para sua entrega final Licitação com base em anteprojeto, que contemple os documentos técnicos destinados a possibilitar a caracterização da obra ou serviços, com os elementos indicados no 2º, I Apresentação de metodologias de execução diferençadas, caso admitida no edital ( 3º) Critério de Julgamento: técnica e preço (inciso III) Celebração de TA apenas nas seguintes hipóteses ( 4º): Recomposição do equilíbrio econômico-financeiro do contrato em razão de caso fortuito e força maior Alteração qualitativa de Projeto ou Especificações (limite da Lei n.º 8.666/93), excluída a hipótese de erro ou omissões por parte da contratada 7

8 O anteprojeto na contratação Integrada (art.74 do Decreto 7.581/11) Anteprojeto deve conter ( 1º): Concepção da obra ou serviço de engenharia; Projetos anteriores ou estudos preliminares que embasaram a concepção adotada; Levantamento topográfico e cadastral; Pareceres de sondagem; e Memorial descritivo dos elementos da edificação, dos componentes construtivos e dos materiais de construção, de forma a estabelecer padrões mínimos para a contratação. Erros ou falhas em levantamentos, cadastros e pareceres: se não são de responsabilidade da contratada, direito de mudança qualitativa do projeto (Interpretação do art. 9º, 4º); Anteprojeto deve possuir nível de definição suficiente para permitir a comparação entre as propostas apresentadas ( 3º) 8

9 Contrato de Eficiência (art. 23) Prestação de serviços (com ou sem execução de obra e fornecimento de bens) Objetivo: redução de despesas correntes para a Administração Pública Remuneração do contratado com base na economia gerada Critério de julgamento: Economia estimada menos remuneração da contratada (art. 36, 4º do Decreto 7.531) Não atingida economia contratada, abatimento da diferença da remuneração Atingido o limite da remuneração da contratada, aplicação de multa no valor da diferença (sem prejuízo de outras sanções) 9

10 Projeto Básico e Orçamento Projeto básico: obrigatório, ressalvada a hipótese de Contratação Integrada (art. 8º, 5º) Orçamento: baseado nas Tabelas SINAPI E SICRO (Art. 8º, 3º) Exceções: Inviabilidade de emprego das Tabelas ( 4º) Contratações realizadas sem recursos da União, possibilidade de adoção de sistemas de custos já adotados pelo ente promotor da licitação e aceitos pelo Tribunal de Contas competente ( 6º) Orçamento sigiloso (art. 6º) até encerramento da licitação, salvo em licitação com julgamento pelo critério de maior desconto ( 1º) ou pelo critério de melhor técnica ( 2º) Desclassificação de propostas acima do orçamento (art. 24, III) Possibilidade de redução de preços para adequação ao orçamento (art. 26, parágrafo único) 10

11 Fases da Licitação (art. 12) Preparatória Publicação do Instrumento Convocatório Apresentação de propostas ou lances Julgamento Habilitação (art. 47 do Decreto: instrumento convocatório definirá prazo para apresentação dos documentos de habilitação) Recursal (dever de manifestar imediatamente intenção de recorrer) Encerramento Possibilidade de inversão das fases de classificação e habilitação mediante ato motivado (parágrafo único) Recebimento de propostas apenas dos licitantes habilitados (art. 14, III); Decreto nº 7.581, art. 50, I: apresentação simultânea de documentos de habilitação e propostas Duas fases de recurso (art. 27) Em qualquer caso: Possibilidade de saneamento de falhas de propostas e de documentos de habilitação, a critério da Comissão de Licitação (art. 7º, 2º, do Decreto) Documentos de regularidade fiscal poderão ser exigidos em momento posterior ao julgamento das propostas (art. 14, IV) 11

12 Publicidade do Edital e Meios Eletrônicos Publicação do Edital em D.O. e divulgação em sítio eletrônico (art. 15, 1º) Dispensa de publicação em D.O. quando valor estimado da contratação não ultrapasse R$ 150 mil para obras ou R$ 80 mil para bens e serviços ( 2º) Prazos para licitação de obras e serviços (incisos II, III e IV) 15 dias úteis, quando adotados os critérios de menor preço ou maior desconto 30 dias úteis, nos demais casos (técnica e preço, inclusive Contratação Integrada) Diretriz: Padronização de instrumentos convocatórios e de minutas de contratos, previamente aprovados pelo órgão jurídico competente (Art. 4º, II) Realização de licitações preferencialmente por meio eletrônico, podendo a Administração impor que os licitantes pratiquem atos em formato eletrônico (art. 13 e parágrafo único) 12

13 Instrumento Convocatório (art. 9º, 2º, do Decreto nº 7.581/11 No caso de obras e serviços de engenharia, o Instrumento Convocatório deve conter: Exigência de que os licitantes apresentem, em suas propostas, composição analítica do percentual do BDI e dos Encargos Sociais, discriminando todas as parcelas que os compõe; Exigência de que o contratado concedas livre acesso a seus documentos e registros contábeis, referentes ao objeto da licitação, para os servidores ou empregados do órgão ou entidade contratante e dos órgãos de controle interno e externo (auditoria). 13

14 Formulação de Propostas de Preços: Disputa Aberta e Disputa Fechada (arts. 16 e 17) Disputa fechada: modelo convencional (art. 17, I) Disputa aberta: lances públicos e sucessivos (art. 17, II) Lances em sequência, a partir do autor da proposta menos vantajosa (art. 19, I, do Decreto) Desistência de formular lance implicará em sua exclusão da etapa, com manutenção de seu último lance (art. 19, II, do Decreto); Lances intermediários : iguais (empate) ou piores que o melhor lance ( 1º, I) Reabertura da disputa aberta, quando a diferença entre a melhor proposta e o lance subsequente for igual ou superior a 10%, para a definição das demais colocações ( 1º, II) Combinação das duas modalidades, na forma de regulamento(art. 16): Decreto nº 7.581/11 (art. 24): Caso o procedimento se inicie com disputa fechada, serão classificadas para a etapa de lances os licitantes que apresentem as três melhores propostas; Caso o procedimento se inicie com disputa aberta, os autores das três melhores propostas apresentarão propostas finais fechadas. O instrumento convocatório pode estabelecer intervalo mínimo de diferença entre lances (art. 18, parágrafo único, do Decreto); Disputa aberta para obras e serviços de engenharia (art. 17, III): vencedor deve reelaborar planilhas com indicação de quantitativos e de custos unitários e detalhar BDI e encargos sociais, para adequar os dados ao lance vencedor: art. 17, III 14

15 Reelaboração de planilha adequada ao lance vencedor (art. 40, 2º, do Decreto nº 7.581/11) Planilha deve conter: Indicação dos quantitativos e dos custos unitários, vedada a utilização de unidades genéricas ou indicadas como verba; Composição dos custos unitários quando diferirem daqueles constantes dos sistemas de referências adotados nas licitações; e Detalhamento das Bonificações e Despesas Indiretas - BDI e dos Encargos Sociais - ES. 15

16 Critérios de Julgamento para Obras e Serviços de Engenharia Menor preço ou maior desconto (art. 18, inciso I) Obrigatoriedade de atendimento de parâmetros mínimos de qualidade definidos no edital Possibilidade de consideração de custos indiretos relacionados com manutenção, utilização, reposição, depreciação e impacto ambiental, entre outros, sempre que objetivamente mensuráveis (art. 4º, III e art. 19, 1º) Julgamento por maior desconto: aplicação do desconto sobre futuros TA (art. 19, 2º) e aplicação linear sobre preços unitários (impedir jogo de planilha ): art. 19, 3º Técnica e preço (inciso II) Ponderação entre técnica e preço, percentual de ponderação mais relevante limitado a 70% (art. 20, 2º) Contratação integrada (art. 11, 2º, III) Quando a obra ou serviço possa ser executado com diferentes metodologias ou com tecnologia restrita no mercado (art. 22, 1º, II) Contratação de Projeto Básico e Executivo (art. 22, 1º, I c/c art. 23, parágrafo único) 16

17 Desclassificação de Propostas (art. 24) Preços manifestamente inexequíveis (inciso III) A exequibilidade da proposta não seja demonstrada, quando a Administração Pública o exija: inversão do ônus quanto à demonstração da exequibilidade (inciso IV) Preços superior ao orçamento da AP (inciso III) No caso de obras e serviços de engenharia serão considerados, para fins de avaliação de exequibilidade e sobrepreço, o preço global, os quantitativos e os preços unitários considerados ( 3º) 17

18 Critérios de Desclassificação de Propostas (Decreto nº 7.581/11) Aplicação do critério definido na Lei nº 8.666/93: considera-se inexequível a proposta inferior a 70% da média aritmética das propostas superiores a 50% do orçamento estimado da AP ou do orçamento da AP, o que for menor (art. 41); Presunção relativa: possibilidade de o licitantes demonstrar a exequibilidade de sua proposta ( 1º) A análise de exequibilidade da proposta não considerará materiais e instalações a serem fornecidos pelo licitante em relação aos quais ele renuncie a parcela ou à totalidade da remuneração, desde que a renúncia esteja expressa na proposta ( 3º) E mão de obra? 18

19 Critérios de desclassificação de Propostas (Decreto nº 7.581/11) Nas licitações de obras e serviços de engenharia, economicidade será aferida com base nos custos globais e unitários (art. 42) O valor global não poderá ser superior ao orçamento da AP ( 1º) No caso de contrato por preço unitário, os custos unitários dos itens materialmente relevantes não podem exceder os custos unitários definidos no orçamento ( 2º) São considerados itens materialmente relevantes aqueles que representem pelo menos 80% do valor total do orçamento; Em situações excepcionais, devidamente comprovadas pelo licitante em relatório aprovado pela AP, serão aceitos preços unitários superiores; Se relatório não for aceito, aplicação do art. 62, ressalvada a possibilidade de o licitante adequar sua proposta aos preços unitários constantes do orçamento; No caso de contrato por preço global ou empreitada global ( 4º): Podem ser considerados custos unitários diferentes dos constantes do orçamento, desde que o valor global e o valor de cada etapa do cronograma físico-financeiro seja igual ou inferior ao calculado a partir dos dados do orçamento Em situações especiais, devidamente comprovadas, os valores das etapas do cronograma podem superar os limites definidos no orçamento (Possibilidade de adequação da proposta em caso de recusa do relatório?) As alterações contratuais com fundamento em falhas ou omissões em qualquer das peças, orçamentos, plantas, especificações, memoriais ou estudos técnicos preliminares do projeto básico não poderão ultrapassar 10% do valor total do contrato (art. 9º, 4º, da Lei) 19

20 Critérios de Desempate (art. 25) Critérios de desempate, com observância dessa ordem: Disputa final entre licitantes empatados, com apresentação de propostas fechadas; Avaliação de desempenho contratual prévio dos licitantes empatados, desde que exista sistema objetivo de avaliação instituído ; (atributos do licitante para classificação das propostas?) Bens e serviços produzidos no país, produzidos ou prestados por empresas brasileiras, produzidos ou prestados por empresas que invistam em pesquisa e desenvolvimento tecnológico no país) Sorteio Não afasta a aplicação da Lei Complementar n.º 123/06 (Estatuto da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte): empate fícto 20

21 Negociação com Autor da Melhor Proposta (art. 26) Definido o resultado, a Administração Pública pode negociar condições mais vantajosas com o autor da melhor proposta Caso a melhor proposta permaneça acima do limite máximo depois da negociação (desclassificação), a Administração Pública pode negociar com os demais licitantes, na ordem de classificação, para tentar chegar ao limite do orçamento (parágrafo único) 21

22 Habilitação (art. 14) Aplicação dos critérios da Lei n.º 8.666/93 (caput) Possibilidade de exigir-se declaração dos licitantes de que atendem às exigências de habilitação (art. 14, I): sanção por declaração falsa (art. 47, II e VI) Será sempre admitida a participação de consórcio (parágrafo único, inciso I) Decreto 7.581/11: Quando permitida a participação na licitação de pessoas organizadas em consórcio,...(art. 51) Possibilidade do Instrumento Convocatório fixar número máximo de consorciadas (art. 51, 5º) Possibilidade de exigência de requisitos de sustentabilidade ambiental, na forma da legislação aplicável (inciso II) Possibilidade de exigir-se comprovação de regularidade fiscal apenas do autor da melhor proposta, mesmo no caso de a habilitação anteceder a classificação das propostas (inciso IV) 22

23 Propostas vencedora acima do orçamento e recusa do convocado em assinar o contrato Proposta acima do orçamento (art. 26): Negociação com autor da melhor oferta para redução de preço; Em caso de recusa de redução, negociação com demais licitantes para a mesma redução, na ordem de classificação. Recusa do convocado em assinar o contrato (art. 40): Revogação da licitação; Convocação dos demais licitantes, na ordem de classificação, para assinatura do contrato nas condições da proposta vencedora; Em caso de não haver interessado, convocação dos licitantes, na ordem de classificação, para assinatura do contrato nas condições de suas respectivas propostas 23

24 Procedimentos Auxiliares das Licitações (art. 29) Pré-qualificação permanente: serviços, obras, prazos, locais e condições previamente estabelecidos (art. 30, I) Possibilidade de licitação restrita a pré-qualificados ( 2º) Procedimento permanentemente aberto ( 1º) Possibilidade de pré-qualificação por grupos ou segmentos ( 3º) Parcial ou total ( 4º) Validade por um ano, com possibilidade de renovação a qualquer tempo ( 5º) Cadastramento: mantidos para efeitos de habilitação (art. 31) Validade máxima de um ano, podendo ser renovado a qualquer tempo (caput) Cadastro permanente aberto para inscrição ( 1º) Possibilidade de alteração, suspensão e cancelamento ( 4º) Sistema de Registro de Preços (serviços de engenharia) 24

25 Regime dos Contratos Regime da Lei n.º 8.666/93, com exceção das regras específicas do RDC (art. 30) No caso de contratos de obras e serviços, possibilidade de pactuar remuneração variável do contratado, vinculada ao seu desempenho, com base em metas, padrões de qualidade, critérios de sustentabilidade ambiental e prazo de entrega definidos em edital e contrato (art. 10) A utilização de remuneração variável deve ser motivada e e respeitará o limite orçamentário fixado pela AP para a contratação (art. 4º, IV, e art. 10, parágrafo único) Decreto 7.581/11: Valor da remuneração variável deve ser proporcional ao benefício gerado para a Administração Pública Subcontratação somente quando admitida no instrumento convocatório, e desde que o subcontratado apresente documentação comprobatória de habilitação jurídica, regularidade fiscal e qualificação técnica necessária à execução da parcela subcontratada (art. 10) Contratos de prestação de serviços contínuos poderão ter vigência até extinção da APO (art. 45) 25

26 Fim São Paulo, SP Av. Nove de Julho, º Andar (55 11)

REGIME DIFERENCIADO DE CONTRATAÇÕES

REGIME DIFERENCIADO DE CONTRATAÇÕES REGIME DIFERENCIADO DE CONTRATAÇÕES Susana Filgueiras Brasília, 10 de setembro de 2012 LEGISLAÇÃO APLICÁVEL Lei nº12.462, de 5 de agosto de 2011. Decreto nº 7.581, de 11 de outubro de 2011. Lei nº 12.688,

Leia mais

Regimes de execução dos contratos e contratação integrada

Regimes de execução dos contratos e contratação integrada Regime Diferenciado de Contratações - RDC Lei Federal nº 12.462/11 Regimes de execução dos contratos e contratação integrada Augusto Dal Pozzo Artigo 8º Regimes de contratação de obras e serviços de engenharia

Leia mais

SUMÁRIO. Regime Diferenciado de Contratações Públicas RDC 2.1 RDC E OBJETOS TRANSITÓRIOS DOS OBJETOS PASSÍVEIS DE ADOÇÃO DO RDC...

SUMÁRIO. Regime Diferenciado de Contratações Públicas RDC 2.1 RDC E OBJETOS TRANSITÓRIOS DOS OBJETOS PASSÍVEIS DE ADOÇÃO DO RDC... SUMÁRIO Regime Diferenciado de Contratações Públicas RDC PREFÁCIO... 15 Nota dos autores... 17 CAPÍTULO 1 ASPECTOS GERAIS... 19 1.1 Introdução... 19 1.2 Objetivos... 22 1.3 Definições... 30 1.4 Diretrizes...

Leia mais

SINDICATO DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO PESADA DO ESTADO DO PARANÁ-SICEPOT/PR

SINDICATO DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO PESADA DO ESTADO DO PARANÁ-SICEPOT/PR SINDICATO DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO PESADA DO ESTADO DO PARANÁ-SICEPOT/PR COMPARAÇÃO ENTRE AS LEIS DE LICITAÇÕES LEI nº 8.666/93 (Licitações) LEI nº 10.520/02 (Pregão) LEI nº 1461/12 (RDC) AUTORIA: Engenheiro

Leia mais

Lei /16 e Licitações

Lei /16 e Licitações Lei 13.303/16 e Licitações Rafael Da Cás Maffini Mestre e Doutor em Direito pela UFRGS, Professor de Direito Administrativo na UFRGS, Advogado, Sócio Diretor do escritório Rossi, Maffini, Milman & Grando

Leia mais

CAPACITAÇÃO. Legislação e Prática

CAPACITAÇÃO. Legislação e Prática CAPACITAÇÃO Funcionários Departamento de Compras e Licitações Membros da Comissão de Licitações Pregoeiro e Equipe de Apoio Legislação e Prática LICITAÇÃO Procedimento administrativo prévio à contratação

Leia mais

SÚMULAS DO TCU SÚMULA Nº 103 SÚMULA Nº 157 SÚMULA Nº 177 SÚMULA Nº 191 SÚMULA Nº 205 SÚMULA Nº 222

SÚMULAS DO TCU SÚMULA Nº 103 SÚMULA Nº 157 SÚMULA Nº 177 SÚMULA Nº 191 SÚMULA Nº 205 SÚMULA Nº 222 SÚMULAS DO TCU SÚMULA Nº 103 Na falta de normas legais regimentais específicas, aplicam-se, analógica e subsidiariamente, no que couber, a juízo do Tribunal de Contas da União, as disposições do Código

Leia mais

Sabesp. Regulamento Interno de Licitações e Contratos da SABESP

Sabesp. Regulamento Interno de Licitações e Contratos da SABESP Sabesp Regulamento Interno de Licitações e Contratos da SABESP 1 AMBIENTE DE LICITAÇÕES DA SABESP 2 Ambiente de Licitações da Sabesp Valores Contratados 2014 a 2016 TOTAL 2.488.682.736,04 2.443.321.671,96

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE LADAINHA CGC: / PRAÇA FREI PEDRO, 02 CENTRO - LADAINHA/MG. TELEFAX:

PREFEITURA MUNICIPAL DE LADAINHA CGC: / PRAÇA FREI PEDRO, 02 CENTRO - LADAINHA/MG. TELEFAX: PREFEITURA MUNICIPAL DE LADAINHA CGC: 18.404.863/0001-90 PRAÇA FREI PEDRO, 02 CENTRO - LADAINHA/MG. TELEFAX: 33-3524-1277 DECRETO Nº 073/2011, DE 09 DE DEZEMBRO DE 2011 Regulamenta o tratamento favorecido,

Leia mais

CURSO COMPLETO EM LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS

CURSO COMPLETO EM LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS PÚBLICO ALVO: CURSO COMPLETO EM LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS Todos os profissionais da iniciativa privada que se dispõem a contratar com a Administração Pública; profissionais que desejam reciclar

Leia mais

Professora Taís Flores

Professora Taís Flores Professora Taís Flores GABARITO - D COMENTÁRIOS Inicialmente, percebam que as alternativas III e IV não correspondem à literalidade da lei. Assim, abre-se uma margem de liberdade para que a banca as considere

Leia mais

Experiência com o RDC

Experiência com o RDC UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO - PROAD DEPARTAMENTO DE LICITAÇÕES - DPL Av. Desembargador Vitor Lima nº 222, 5º andar Florianópolis SC CEP 88040-400 Telefones: (48)

Leia mais

Estado do Acre Prefeitura Municipal de Epitaciolândia. LEI COMPLEMENTAR Nº 006/ de outubro de 2010

Estado do Acre Prefeitura Municipal de Epitaciolândia. LEI COMPLEMENTAR Nº 006/ de outubro de 2010 Estado do cre LEI COMPLEMENTR Nº 006/2010 20 de outubro de 2010 Institui o tratamento diferenciado, favorecido e simplificado para as microempresas e empresas de pequeno porte nas licitações no âmbito

Leia mais

Art. 37, XXI, CF. Disciplina: Direito Administrativo Professor: Rodrigo Bordalo

Art. 37, XXI, CF. Disciplina: Direito Administrativo Professor: Rodrigo Bordalo Art. 37, XXI, CF (...) as obras, serviços, compras e alienações serão contratados mediante processo de licitação pública que assegure igualdade de condições a todos os concorrentes (...) Art. 37, XXI,

Leia mais

DECRETO Nº 8.538, DE 6 DE OUTUBRO DE DECRETO Nº 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007.

DECRETO Nº 8.538, DE 6 DE OUTUBRO DE DECRETO Nº 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007. DECRETO Nº 8.538, DE 6 DE OUTUBRO DE 2015 1. Regulamenta o tratamento favorecido, diferenciado e simplificado para as microempresas, empresas de pequeno porte, agricultores familiares, produtores rurais

Leia mais

DECRETO Nº, DE 05 DE OUTUBRO DE 2011

DECRETO Nº, DE 05 DE OUTUBRO DE 2011 DECRETO Nº, DE 05 DE OUTUBRO DE 2011 Regulamenta a Lei nº 044, de 21 de dezembro de 2007, que dispõe sobre a Lei Geral das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte do Estado do Amapá. O GOVERNADOR DO

Leia mais

Regime Diferenciado de Contratação de Obras Públicas

Regime Diferenciado de Contratação de Obras Públicas Regime Diferenciado de Contratação de Obras Públicas Introdução [p_s]este curso visa oferecer ao participante as informações sobre o Regime Diferenciado de Contratações Públicas RDC, que implantou através

Leia mais

Seminário. Projeto Básico e Executivo nas Contratações Públicas

Seminário. Projeto Básico e Executivo nas Contratações Públicas Seminário Projeto Básico e Executivo nas Contratações Públicas Objetivo Verificar os entendimentos entre contratantes e contratados na Administração Pública sobre questões que envolvem projeto básico e

Leia mais

Requerente: ASSISTENTE FINANCEIRO DO CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DA 16ª REGIÃO CRP16/ES.

Requerente: ASSISTENTE FINANCEIRO DO CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DA 16ª REGIÃO CRP16/ES. Parecer nº 004/2016 Requerente: ASSISTENTE FINANCEIRO DO CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DA 16ª REGIÃO CRP16/ES. Assunto: Pregão Eletrônico Hotel para realização de Congresso Fase interna. 1. Consulta.

Leia mais

Planejamento de aquisição de bens e serviços na Administração Pública. Magno Subtil

Planejamento de aquisição de bens e serviços na Administração Pública. Magno Subtil Planejamento de aquisição de bens e serviços na Administração Pública Magno Subtil Registro de Preços Decreto Estadual 7.437/2011 Sistema de Registro de Preços é o conjunto de procedimentos para registro

Leia mais

DECRETO Nº 7.379, DE 1º DE DEZEMBRO DE 2010.

DECRETO Nº 7.379, DE 1º DE DEZEMBRO DE 2010. DECRETO Nº 7.379, DE 1º DE DEZEMBRO DE 2010. Dá nova redação e acresce dispositivos ao Decreto n o 6.555, de 8 de setembro de 2008, que dispõe sobre as ações de comunicação do Poder Executivo Federal e

Leia mais

Lista de verificação PREGÃO Fase Interna

Lista de verificação PREGÃO Fase Interna UFC Pró-Reitoria Planejamento e Administração Lista verificação PREGÃO Fase Interna Eletrônico Presencial Código: PROPLAD064 Unida mandante: Nº do Processo: Nº Pregão: 1. Consta a autorização da autorida

Leia mais

VI SEMINÁRIO NACIONAL DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE DOS RECURSOS PÚBLICOS.

VI SEMINÁRIO NACIONAL DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE DOS RECURSOS PÚBLICOS. VI SEMINÁRIO NACIONAL DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE DOS RECURSOS PÚBLICOS. TEMA: A Lei de Licitações nº 8.666 e o Regime Diferenciado de Contratações (RDC) Diretoria Executiva - DIREX/ DNIT diretoria.executiva@dnit.gov.br

Leia mais

COP Comissão de Obras Públicas da CBIC

COP Comissão de Obras Públicas da CBIC INSTITUIÇÃO DO REGIME DIFERENCIADO DE CONTRATAÇÕES PÚBLICAS RDC Analise e posicionamento da Comissão de Obras Públicas COP da Câmara Brasileira da Indústria da Construção Com ampla participação das entidades

Leia mais

EDITAL DO CONCURSO PÚBLICO PARA ELABORAÇÃO DE ANTEPROJETO DE ARQUITETURA PARA AMPLIAÇÃO DA FACULDADE DE DIREITO DE FRANCA

EDITAL DO CONCURSO PÚBLICO PARA ELABORAÇÃO DE ANTEPROJETO DE ARQUITETURA PARA AMPLIAÇÃO DA FACULDADE DE DIREITO DE FRANCA EDITAL DO CONCURSO PÚBLICO PARA ELABORAÇÃO DE ANTEPROJETO DE ARQUITETURA PARA AMPLIAÇÃO DA FACULDADE DE DIREITO DE FRANCA 1. Objetivo 1.1 Pelo presente edital ficam abertas as inscrições para o CONCURSO

Leia mais

PROC IBR EDIF /2014

PROC IBR EDIF /2014 INSTITUTO BRASILEIRO DE AUDITORIA DE OBRAS PÚBLICAS IBRAOP INSTITUTO RUI BARBOSA IRB / COMITÊ OBRAS PÚBLICAS PROC IBR EDIF 01.02.011/2014 01 - Fase Licitatória 01.02 - Análise das especificações, quantidades

Leia mais

Programa: Lei nº 8.666/93: Capítulo II Da Licitação: Seção I Das Modalidades, Limites e Dispensa (primeira parte: art. 20 a 23)

Programa: Lei nº 8.666/93: Capítulo II Da Licitação: Seção I Das Modalidades, Limites e Dispensa (primeira parte: art. 20 a 23) Olá, pessoal! Eis aqui a segunda aula sobre a Lei n 8.666/93 para o concur so da Câmara. Lembrem se que é fundamental a memor ização dos artigos da Lei par a as provas da FCC, que costumam trazer questões

Leia mais

COMENTÁRIOS AO REGIME JURÍDICO LICITATÓRIO E CONTRATUAL DA LEI Nº /2016.

COMENTÁRIOS AO REGIME JURÍDICO LICITATÓRIO E CONTRATUAL DA LEI Nº /2016. LEI DAS ESTATAIS COMENTÁRIOS AO REGIME JURÍDICO LICITATÓRIO E CONTRATUAL DA LEI Nº 13.303/2016. As principais novidades e as repercussões da Lei 13.303, de 30/06/2016 13 e 14 de fevereiro Brasília, 13

Leia mais

Controle de preços em obras públicas:

Controle de preços em obras públicas: Controle de preços em obras públicas: Princípios gerais na utilização dos sistemas oficiais de preços Rafael Jardim Cavalcante Contextualização Decisão Lei para o caso concreto; Interpretação da Lei direito

Leia mais

Licitações, Pregão e Contratos

Licitações, Pregão e Contratos Licitações, Pregão e Contratos Objetivo Destina-se Datas Carga horária Capacitar servidores municipais para a realização de licitações e gestão dos contratos da Administração Municipal. Aos profissionais

Leia mais

COMENTÁRIOS AO REGIME JURÍDICO LICITATÓRIO E CONTRATUAL DA LEI Nº /2016.

COMENTÁRIOS AO REGIME JURÍDICO LICITATÓRIO E CONTRATUAL DA LEI Nº /2016. LEI DAS ESTATAIS COMENTÁRIOS AO REGIME JURÍDICO LICITATÓRIO E CONTRATUAL DA LEI Nº 13.303/2016. Com comentários e apontamentos os também sobre o novo Decreto Federal nº 8945/16 As principais novidades

Leia mais

Projeto de Expansão e Consolidação da Saúde da Família. (PROESF Fase 2) AQUISIÇÕES de BENS e CONTRATAÇÃO DE OBRAS

Projeto de Expansão e Consolidação da Saúde da Família. (PROESF Fase 2) AQUISIÇÕES de BENS e CONTRATAÇÃO DE OBRAS Projeto de Expansão e Consolidação da Saúde da Família (PROESF Fase 2) AQUISIÇÕES de BENS e CONTRATAÇÃO DE OBRAS Aquisições através das Regras do Banco Mundial O Artigo 42 5º da Lei 8.666 permite que os

Leia mais

DISPENSA DE LICITAÇÃO

DISPENSA DE LICITAÇÃO DISPENSA DE LICITAÇÃO Processo: Secretaria: Empresa: CNPJ: Objeto: LISTA DE VERIFICAÇÕES Justificativa - deverá ser elaborada pela Secretaria Requisitante, a qual identificará a necessidade administrativa

Leia mais

Curso: Data e Local: Objetivo: Público Alvo: Programa:

Curso: Data e Local: Objetivo: Público Alvo: Programa: Curso: Curso Completo de Licitação e Contratos para formação de Gestores nas Contratações Públicas Visão sistêmica desde a fase de planejamento, elaboração do edital, projeto básico ou termo de referência

Leia mais

FICHA DE REGISTRO CADASTRAL. Cep: Cidade: Estado: DDD: Fone: Fax: ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA. Cep: Cidade: Estado: DDD: Fone: Fax:

FICHA DE REGISTRO CADASTRAL. Cep: Cidade: Estado: DDD: Fone: Fax: ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA. Cep: Cidade: Estado: DDD: Fone: Fax: FICHA DE REGISTRO CADASTRAL DADOS DO FORNECEDOR RAZÃO SOCIAL: CNPJ: INSC. EST.: Endereço: Bairro: Cep: Cidade: Estado: DDD: Fone: Fax: e-mail: Site: ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA Endereço: Bairro: Cep:

Leia mais

Sociedade Civil Grupo gestor do Pacto Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo; Nacional pela Erradicação FIRJAN. Sistema S. de Assistên- Social

Sociedade Civil Grupo gestor do Pacto Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo; Nacional pela Erradicação FIRJAN. Sistema S. de Assistên- Social 29- -Realizar Seminários sobre trabalho escravo junto às entidades patronais. 30- Apoiar e incentivar a adesão ao Pacto Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo entre as empresas que desenvolvem atividades

Leia mais

MICROEMPRESA E EMPRESA DE PEQUENO PORTE NAS LICITAÇÕES. Paulo Sérgio de Monteiro Reis

MICROEMPRESA E EMPRESA DE PEQUENO PORTE NAS LICITAÇÕES. Paulo Sérgio de Monteiro Reis MICROEMPRESA E EMPRESA DE PEQUENO PORTE NAS LICITAÇÕES Paulo Sérgio de Monteiro Reis 1 Legislação envolvida Constituição federal vigente, arts. 170 e 179 Lei Complementar nº 123, de 2006, com as alterações

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Lei n.º 12.462, de 5 de agosto de 2011. Conversão da Medida Provisória nº 527, de 2011 Institui o Regime Diferenciado de Contratações

Leia mais

Regime Diferenciado de Contratações Públicas RDC

Regime Diferenciado de Contratações Públicas RDC Regime Diferenciado de Contratações Públicas RDC Brasília, 26 de outubro de 211 Unidade de Políticas Públicas Nota Técnica 05/2011 1 Nota Técnica UPP 05/2011 Regime Diferenciado de Contratações Públicas

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SIT Nº 114, DE DOU DE REP. DOU DE

INSTRUÇÃO NORMATIVA SIT Nº 114, DE DOU DE REP. DOU DE INSTRUÇÃO NORMATIVA SIT Nº 114, DE 05.11.2014 - DOU DE 12.11.2014 - REP. DOU DE 18.11.2014 Estabelece diretrizes e disciplina a fiscalização do trabalho temporário regido pela Lei nº 6.019, de 03 de janeiro

Leia mais

SÚMULAS TCU EM LICITAÇÕES

SÚMULAS TCU EM LICITAÇÕES Núm Área Tema Título Entendimento 39 Contratação de serviços com profissionais ou firmas de notória especialização A inexigibilidade de para a contratação de serviços técnicos com pessoas físicas ou jurídicas

Leia mais

I - a promoção do desenvolvimento econômico e social no âmbito regional;

I - a promoção do desenvolvimento econômico e social no âmbito regional; DECRETO N 2.060, DE 20 DE MAIO DE 2008. Regulamenta o tratamento diferenciado e simplificado para as microempresas e empresas de pequeno porte ou equiparadas nas contratações públicas de bens, serviços

Leia mais

LICITAÇÕES E CONTRATOS DE OBRAS PÚBLICAS A aplicação do RDC e os entendimentos do TCU

LICITAÇÕES E CONTRATOS DE OBRAS PÚBLICAS A aplicação do RDC e os entendimentos do TCU Conteúdo Programático do curso de : LICITAÇÕES E CONTRATOS DE OBRAS PÚBLICAS A aplicação do RDC e os entendimentos do TCU 1) INTRODUÇÃO 2) NOÇÕES DE ORÇAMENTAÇÃO 2.1) Composições de custos unitários 2.2)

Leia mais

PROC IBR GER 022/2016 Análise de Superfaturamento em Obras e Serviços de Engenharia

PROC IBR GER 022/2016 Análise de Superfaturamento em Obras e Serviços de Engenharia INSTITUTO BRASILEIRO DE AUDITORIA DE OBRAS PÚBLICAS IBRAOP 1. INSTITUTO OBJETIVOS/JUSTIFICATIVAS RUI BARBOSA IRB / COMITÊ OBRAS PÚBLICAS O procedimento tem por objetivo verificar a existência ou não de

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA Nº 01/2012-AUDIN Assunto: Formalização legal dos processos de dispensa de licitação

ORIENTAÇÃO TÉCNICA Nº 01/2012-AUDIN Assunto: Formalização legal dos processos de dispensa de licitação ORIENTAÇÃO TÉCNICA Nº 01/2012-AUDIN Assunto: Formalização legal dos processos de dispensa de licitação Belém, 05 de dezembro de 2012. Conforme disposto no art. 2º da Lei nº 8.666/93 as obras, serviços,

Leia mais

DEPARTAMENTO JURÍDICO TRABALHISTA BOLETIM 093/2014

DEPARTAMENTO JURÍDICO TRABALHISTA BOLETIM 093/2014 DEPARTAMENTO JURÍDICO TRABALHISTA ADM 207/2014-14/11/2014 BOLETIM 093/2014 Trabalho temporário tem novas normas de fiscalização definidas pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) Por meio da norma em

Leia mais

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS 017/2016. Passagens Aéreas

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS 017/2016. Passagens Aéreas PROJETO: CIRCUITO COPAS DO BRASIL DE CANOAGEM 2016 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS 017/2016 Passagens Aéreas COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS N 017/2016 DADOS DO PROJETO: Incentivo: Projeto aprovado nos termos da Lei

Leia mais

OBRAS PÚBLICAS LICITAÇÃO, CONTRATAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E UTILIZAÇÃO CLÁUDIO SARIAN ALTOUNIAN. Autor. Formato: 17x24 cm CÓDIGO:

OBRAS PÚBLICAS LICITAÇÃO, CONTRATAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E UTILIZAÇÃO CLÁUDIO SARIAN ALTOUNIAN. Autor. Formato: 17x24 cm CÓDIGO: problemas que prejudicam o andamento dos empreendimentos, incorporou alguns trabalhos do TCU desenvolvidos no último biênio. O texto busca apresentar de forma prática a técnicos envolvidos com licitação,

Leia mais

Comparação entre o Regime Diferenciado. de Contratação (Lei nº /11) e o. Regime Jurídico vigente sobre licitações e. Lei nº 10.

Comparação entre o Regime Diferenciado. de Contratação (Lei nº /11) e o. Regime Jurídico vigente sobre licitações e. Lei nº 10. Comparação entre o Regime Diferenciado de Contratação (Lei nº 12.462/11) e o Regime Jurídico vigente sobre licitações e contratos (especialmente, Lei nº 8.666/93 e Lei nº 10.520/02) Regime Diferenciado

Leia mais

ANEXO II MINUTA TERMO DE CONTRATO (SERVIÇO DE ENGENHARIA)

ANEXO II MINUTA TERMO DE CONTRATO (SERVIÇO DE ENGENHARIA) ANEXO II MINUTA TERMO DE CONTRATO (SERVIÇO DE ENGENHARIA) TERMO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ENGENHARIA Nº.../..., QUE FAZEM ENTRE SI O(A)... E A EMPRESA... O INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA

Leia mais

Desafio: Licitação. 6. nos casos de alienação de bens ou concessão de direito real de uso qual tipo de licitação empregar?

Desafio: Licitação. 6. nos casos de alienação de bens ou concessão de direito real de uso qual tipo de licitação empregar? Desafio: Licitação 1. Modalidade de licitação entre quaisquer interessados para a venda de bens móveis inservíveis para a administração ou de produtos legalmente apreendidos ou penhorados, ou para a alienação

Leia mais

PROC-IBR-EDIF 027/2014 Análise das especificações, quantidades e preços das Instalações Telefônicas e de Lógica

PROC-IBR-EDIF 027/2014 Análise das especificações, quantidades e preços das Instalações Telefônicas e de Lógica INSTITUTO BRASILEIRO DE AUDITORIA DE OBRAS PÚBLICAS IBRAOP INSTITUTO RUI BARBOSA IRB / COMITÊ OBRAS PÚBLICAS PROC-IBR-EDIF 027/2014 Análise das especificações, quantidades e preços das Instalações Telefônicas

Leia mais

O REGIME DIFERENCIADO DE CONTRATAÇÕES PÚBLICAS RDC

O REGIME DIFERENCIADO DE CONTRATAÇÕES PÚBLICAS RDC SEMINÁRIO NACIONAL O REGIME DIFERENCIADO DE CONTRATAÇÕES PÚBLICAS RDC As principais novidades e as repercussões para as contratações em geral De acordo com a Lei nº 12.462/11 e o Decreto nº 7.581/11 Com

Leia mais

LEI Nº , DE 29 DE DEZEMBRO DE 2015

LEI Nº , DE 29 DE DEZEMBRO DE 2015 LEI Nº 10.403, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2015 Regulamenta o tratamento diferenciado e simplificado para as Microempresas ME, Empresas de Pequeno Porte EPP, e Microempreendedores Individuais MEI, nas licitações

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 016/2013

PROCESSO SELETIVO Nº 016/2013 PROCESSO SELETIVO Nº 016/2013 O Instituto de Gestão e Humanização IGH, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar Processo Seletivo objetivando a Contratação de Empresa especializada

Leia mais

SIMULADO LICITAÇÕES (LEI 8.666/93)

SIMULADO LICITAÇÕES (LEI 8.666/93) SIMULADO LICITAÇÕES (LEI 8.666/93) 1. (CESPE / SEGER / 2013) De acordo com o princípio da impessoalidade, a conduta dos licitantes deve ser lícita e compatível com a moral, a ética e os bons costumes.

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO PÓS CONTRATAÇÃO PÓS CONTRATAÇÃO FISCALIZAÇÃO MEDIÇÕES E RECEBIMENTO VIGÊNCIA CONTRATUAL ADITAMENTOS CONTRATUAIS INEXECUÇÃO E SANÇÕES Lei nº 8.666/93 FISCALIZAÇÃO Art. 58. O regime

Leia mais

CURSO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS 6ªed.

CURSO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS 6ªed. Destacam-se, assim, no presente livro, a ampla pesquisa de jurisprudência, o enfoque prático do texto e a linguagem utilizada, de fácil compreensão. LUCAS ROCHA FURTADO Autor CURSO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS

Leia mais

CURSO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS

CURSO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS Autor Lucas Rocha Furtado CURSO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS Área específica Direito Administrativo. O presente Curso de Licitações e Contratos Administrativos, lançado pela Editora Fórum,

Leia mais

Licitação Pag 3.1 Descrição dos Fluxos de Trabalho 3.1 FLUXOGRAMA LICITAÇÃO FASE INTERNA.

Licitação Pag 3.1 Descrição dos Fluxos de Trabalho 3.1 FLUXOGRAMA LICITAÇÃO FASE INTERNA. Licitação Pag 3.1 3.1 FLUXOGRAMA LICITAÇÃO FASE INTERNA. Princípio da motivação (interesse / necessidade) Solicitação/Requisição Objeto Obras Serviços Compras Alienações Concessões Permissões Locações

Leia mais

Lei /2016 Estatuto Jurídico das Empresas Públicas, Sociedades de Economia Mista e suas subsidiárias no âmbito da União, Estados e Municípios e

Lei /2016 Estatuto Jurídico das Empresas Públicas, Sociedades de Economia Mista e suas subsidiárias no âmbito da União, Estados e Municípios e Lei 13.303/2016 Estatuto Jurídico das Empresas Públicas, Sociedades de Economia Mista e suas subsidiárias no âmbito da União, Estados e Municípios e Distrito Federal A nova lei extingue a modalidade carta-convite

Leia mais

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS 040/2016. Resgate Aquático

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS 040/2016. Resgate Aquático PROJETO: CIRCUITO COPAS DO BRASIL DE CANOAGEM 2016 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS 040/2016 Resgate Aquático COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS N 040/2016 DADOS DO PROJETO: Incentivo: Projeto aprovado nos termos da Lei

Leia mais

DECRETO N DECRETA:

DECRETO N DECRETA: O GOVERNADOR DO ESTADO DO PARANÁ, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelos incisos V e VI do art. 87 da Constituição Estadual, e considerando o disposto na Lei Complementar Federal n.º 123,

Leia mais

EXECUTIVO-LEGISLATIVO-JUDICIÁRIO. União, Estados, Municípios, Empresas- Fundações Públicas e Autarquias

EXECUTIVO-LEGISLATIVO-JUDICIÁRIO. União, Estados, Municípios, Empresas- Fundações Públicas e Autarquias 1. Obrigação de licitar EXECUTIVO-LEGISLATIVO-JUDICIÁRIO União, Estados, Municípios, Empresas- Fundações Públicas e Autarquias Princípios: Legalidade, impessoalidade, moralidade, igualdade, publicidade,

Leia mais

APONTAMENTOS SOBRE O REGULAMENTO DO RDC (DECRETO 7.581)

APONTAMENTOS SOBRE O REGULAMENTO DO RDC (DECRETO 7.581) APONTAMENTOS SOBRE O REGULAMENTO DO RDC (DECRETO 7.581) 1. Introdução Marçal Justen Neto LL.M em Direito Público pela London School of Economics - LSE Advogado de Justen, Pereira, Oliveira e Talamini O

Leia mais

SECRETARIA DE GESTÃO ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 2, DE 6 DE JUNHO DE 2016

SECRETARIA DE GESTÃO ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 2, DE 6 DE JUNHO DE 2016 Diário Oficial da União n. 108, de 08.06.2016, pag. 61. SECRETARIA DE GESTÃO ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 2, DE 6 DE JUNHO DE 2016 O SECRETÁRIO DE GESTÃO DO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, DESENVOLVIMENTO E GESTÃO,

Leia mais

Estado do Pará PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO FÉLIX DO XINGU Controladoria Geral do Munícipio PARECER DE REGULARIDADE DO CONTROLE INTERNO

Estado do Pará PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO FÉLIX DO XINGU Controladoria Geral do Munícipio PARECER DE REGULARIDADE DO CONTROLE INTERNO PARECER DE REGULARIDADE DO CONTROLE INTERNO Parecer CGM nº 006/2016 Solicitante: Departamento de Licitação Expediente: Processo Licitatório nº TP010/2015 Modalidade: Tomada de Preço Tratam os autos de

Leia mais

Critério: MENOR PREÇO GLOBAL.

Critério: MENOR PREÇO GLOBAL. Cotação Prévia de Preço n 25/2016 Convênio nº 775707/2012 MTE/SENAES Projeto: Centro de Formação e Apoio a Assessoria Técnica em Economia Solidária da Região Sul CFES Regional Sul. Critério: MENOR PREÇO

Leia mais

Critério: MENOR PREÇO GLOBAL.

Critério: MENOR PREÇO GLOBAL. Cotação Prévia de Preço n 03/2017 Convênio nº 775707/2012 MTE/SENAES Projeto: Centro de Formação e Apoio a Assessoria Técnica em Economia Solidária da Região Sul CFES Regional Sul. Critério: MENOR PREÇO

Leia mais

1. DO OBJETO: 2. ESPECIFICAÇÕES:

1. DO OBJETO: 2. ESPECIFICAÇÕES: Cotação Prévia de Preço n 28/2016 Convênio nº 792864/2012 MTE/CAMP. Projeto: Fortalecimento e Expansão das Iniciativas de Fundos Solidários na Região Sul Critério: Menor Preço e Melhor Técnica. Cotação

Leia mais

Contratos Administrativos

Contratos Administrativos Contratos Administrativos Principais Características do Contrato Administrativo Cláusulas Exorbitantes Duração dos Contratos Extinção do Contrato Rescisão e Anulação RAD 2601 Direito Administrativo Professora

Leia mais

saber-fazer a partir da inclusão socioeconômica e

saber-fazer a partir da inclusão socioeconômica e Cotação Prévia de Preço Nº. 27/2016 Convênio Nº 811902/2014 - MTE/SENAES CAMP Projeto: Economia Solidária e População em Situação de Rua: estratégias de valorização do saber-fazer a partir da inclusão

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 2.009/09 DE 24 DE NOVEMBRO DE O PREFEITO MUNICIPAL DE BARÃO DE COTEGIPE, Estado do

LEI MUNICIPAL Nº 2.009/09 DE 24 DE NOVEMBRO DE O PREFEITO MUNICIPAL DE BARÃO DE COTEGIPE, Estado do LEI MUNICIPAL Nº 2.009/09 DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009. Institui a Lei Geral Municipal da Microempresa, Empresa de Pequeno Porte e Micro empreendedor Individual, e dá outras providências. Rio Grande do Sul,

Leia mais

CONSIDERAÇÕES INICIAIS

CONSIDERAÇÕES INICIAIS CONSIDERAÇÕES INICIAIS Iniciativa salutar em prol do aprimoramento do regime de licitações e contratos administrativos Mitiga o anacronismo da legislação vigente Incorpora elementos evolutivos da relação

Leia mais

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS 014/2016. Medalhas E Troféus

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS 014/2016. Medalhas E Troféus PROJETO: CIRCUITO COPAS DO BRASIL DE CANOAGEM 2016 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS 014/2016 Medalhas E Troféus COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS N 014/2016 DADOS DO PROJETO: Incentivo: Projeto aprovado nos termos da Lei

Leia mais

UniCEUB FAJS Direito espertino Direito Administrativo I Hédel Torres CONC ORRÊN ONC CIA ORRÊN CIA F ASE ASE

UniCEUB FAJS Direito espertino Direito Administrativo I Hédel Torres CONC ORRÊN ONC CIA ORRÊN CIA F ASE ASE UniCEUB Centro Universitário de Brasília FAJS Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais Curso de Direito Turno: Vespertino Disciplina: Direito Administrativo I Professor: Hédel Torres CONCORRÊNCIA FASES

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Ouro Preto UFOP Prefeitura do Campus Universitário

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Ouro Preto UFOP Prefeitura do Campus Universitário PROJETO BASICO REFORMA DAS COBERTURAS DO RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO E CENTRO DE VIVÊNCIA UFOP - CAMPUS MORRO DO CRUZEIRO Projeto básico é o conjunto de elementos necessários e suficientes, com nível de

Leia mais

LEI /2016: NOVAS REGRAS DE LICITAÇÕES E CONTRATOS PARA AS ESTATAIS. Professor Paulo Sérgio Monteiro Reis. BELÉM/PA 20 e 21 de outubro de 2016

LEI /2016: NOVAS REGRAS DE LICITAÇÕES E CONTRATOS PARA AS ESTATAIS. Professor Paulo Sérgio Monteiro Reis. BELÉM/PA 20 e 21 de outubro de 2016 LEI 13.303/2016: NOVAS REGRAS DE LICITAÇÕES E CONTRATOS PARA AS ESTATAIS Professor Paulo Sérgio Monteiro Reis BELÉM/PA 20 e 21 de outubro de 2016 I. ESCOPO E METODOLOGIA A Lei nº 13.303, de 30 de junho

Leia mais

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS 026/2016. Locação de Gerador

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS 026/2016. Locação de Gerador PROJETO: CIRCUITO COPAS DO BRASIL DE CANOAGEM 2016 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS 026/2016 Locação de Gerador COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS N 026/2016 DADOS DO PROJETO: Incentivo: Projeto aprovado nos termos da Lei

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS ITABERABA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS ITABERABA ANEXO II TERMO DE CONTRATO (SERVIÇO DE ENGENHARIA) TERMO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ENGENHARIA Nº XX/2017, QUE FAZEM ENTRE SI O INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO E

Leia mais

Município de Sinimbu Secretaria Municipal de Saúde

Município de Sinimbu Secretaria Municipal de Saúde Município de Sinimbu Secretaria Municipal de Saúde AÇÕES E SERVIÇOS EM SAÚDE, NAS ÁREAS DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR, DE ATENÇÃO AMBULATORIAL, DE APOIO DIAGNÓSTICO E TERAPÊUTICO, DE CARÁTER ELETIVO E URGÊNCIA/EMERGÊNCIA

Leia mais

RDC 01/2015. PROCESSO Nº

RDC 01/2015. PROCESSO Nº MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO CAMPUS GARANHUNS RDC 01/2015. PROCESSO Nº23359.015061.2015-11

Leia mais

PROJETO: CIRCUITO DE CANOAGEM 2016 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS 011/2017 CONTRATAÇÃO DE HOSPEDAGEM

PROJETO: CIRCUITO DE CANOAGEM 2016 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS 011/2017 CONTRATAÇÃO DE HOSPEDAGEM PROJETO: CIRCUITO DE CANOAGEM 2016 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS 011/2017 CONTRATAÇÃO DE HOSPEDAGEM COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS PARA CONTRATAÇÃO DE HOSPEDAGEM DADOS DO PROJETO: Incentivo: Projeto aprovado nos

Leia mais

COLETA DE PREÇOS nº 01/2014

COLETA DE PREÇOS nº 01/2014 COLETA DE PREÇOS nº 01/2014 1. PREÂMBULO 1.1. A ASSOCIAÇÃO MUSEU AFRO BRASIL, torna pública a realização de Seleção de Fornecedores na modalidade Coleta de Preços, pelo critério de menor preço, objetivando

Leia mais

OFICINA DE ELABORAÇÃO DE EDITAL, TERMO DE REFERÊNCIA, PROJETO BÁSICO E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS PARA OBRAS PÚBLICAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA

OFICINA DE ELABORAÇÃO DE EDITAL, TERMO DE REFERÊNCIA, PROJETO BÁSICO E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS PARA OBRAS PÚBLICAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA TREINAMENTO PRÁTICO OFICINA DE ELABORAÇÃO DE EDITAL, TERMO DE REFERÊNCIA, PROJETO BÁSICO E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS PARA OBRAS PÚBLICAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA MACEIÓ - AL 8 e 9 JUNHO/2015 APRESENTAÇÃO

Leia mais

CONVITE Nº 007/ Os serviços serão prestados no prazo de 11 (onze) meses. 2 DA FORMA DE APRESENTAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO E DA PROPOSTA DE PREÇOS

CONVITE Nº 007/ Os serviços serão prestados no prazo de 11 (onze) meses. 2 DA FORMA DE APRESENTAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO E DA PROPOSTA DE PREÇOS CONVITE Nº 007/2016 ASSUNTO: MANUTENÇÃO DE COMPUTADORES; MANUTENÇÃO DA REDE INTERNA E MANUTENÇÃO DO SITE DA CÂMARA MUNICIPAL, NA FORMA A SEGUIR. A CÂMARA MUNICIPAL DE PRESIDENTE FIGUEIREDO, através da

Leia mais

Lista de verificação CONCORRÊNCIA E TOMADA DE PREÇOS

Lista de verificação CONCORRÊNCIA E TOMADA DE PREÇOS UFC Pró-Reitoria de Planejamento e Administração Lista de verificação CONCORRÊNCIA E TOMADA DE PREÇOS Código: CPACPL01 Unidade demandante: Nº do Processo: Nº da Licitação: S N EP Sim Não Em parte Não se

Leia mais

Concorrência nº 002/2011 EDITAL DE CONTRATAÇÃO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICO-OPERACIONAL

Concorrência nº 002/2011 EDITAL DE CONTRATAÇÃO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICO-OPERACIONAL Concorrência nº 002/2011 EDITAL DE CONTRATAÇÃO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICO-OPERACIONAL A CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE TÊNIS, de acordo com a Lei 10.264 de 16 de julho de 2001 Lei Agnelo/Piva, regulamentada

Leia mais

LEI Nº 3.383/2009. CÁSSIO LUIZ FREITAS MOTA, Prefeito Municipal de Canguçu, Estado do Rio Grande do Sul, no uso de suas atribuições legais;

LEI Nº 3.383/2009. CÁSSIO LUIZ FREITAS MOTA, Prefeito Municipal de Canguçu, Estado do Rio Grande do Sul, no uso de suas atribuições legais; LEI Nº 3.383/2009 INSTITUI A LEI GERAL DA MICROEMPRESA, EMPRESA DE PEQUENO PORTE E MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS CÁSSIO LUIZ FREITAS MOTA, Prefeito Municipal de Canguçu, Estado

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA AQUISIÇÃO DE COMBUSTÍVEL COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO No. 002/2017 TIPO: MENOR PREÇO GLOBAL

TERMO DE REFERÊNCIA PARA AQUISIÇÃO DE COMBUSTÍVEL COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO No. 002/2017 TIPO: MENOR PREÇO GLOBAL TERMO DE REFERÊNCIA PARA AQUISIÇÃO DE COMBUSTÍVEL COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO No. 002/2017 TIPO: MENOR PREÇO GLOBAL O IBRAMAR -, entidade privada sem fins lucrativos, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa

Leia mais

EDITAL Nº 02/2015 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

EDITAL Nº 02/2015 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDITAL Nº 02/2015 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS A Caixa Escolar Escola Estadual de Tapira, de Ensino Médio, inscrita no CNPJ 06.269.078/0001-92, localizada à rua Francisco Rosa Pires, nº 93, centro, município

Leia mais

PORTARIA Nº 450, DE 6 DE NOVEMBRO DE 2002

PORTARIA Nº 450, DE 6 DE NOVEMBRO DE 2002 PORTARIA Nº 450, DE 6 DE NOVEMBRO DE 2002 O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, Interino, no uso de suas atribuições e tendo em vista o disposto no Decreto nº 4.175, de 27 de março

Leia mais

PROJETO I LICITAÇÕES E CONTRATOS

PROJETO I LICITAÇÕES E CONTRATOS PROJETO I LICITAÇÕES E CONTRATOS Curso 1: COMO PLANEJAR A CONTRATAÇÃO E ESTRUTURAR O TERMO DE REFERÊNCIA PARA COMPRAS E SERVIÇOS CONTÍNUOS Curso 2: SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS PLANEJAMENTO, JULGAMENTO

Leia mais

ANEXO VIII CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS

ANEXO VIII CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS ANEXO VIII CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS 1. CONSIDERAÇÕES BÁSICAS Cada proposta receberá duas notas de julgamento: 1.1 Uma Nota Técnica (NT), obtida da documentação apresentada

Leia mais

Inovações da Instrução Normativa/SLTI n 06/2013. Repensando a contratação pública

Inovações da Instrução Normativa/SLTI n 06/2013. Repensando a contratação pública Inovações da Instrução Normativa/SLTI n 06/2013 Repensando a contratação pública 1. Breve contexto Impulso inicial para estudar soluções de melhoramento para as contratações de serviços terceirizados:

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. 1) ORGÃO INTERESSADO E LOCALIZAÇÃO 1.1) Órgão Interessado: Conselho Federal de Nutricionistas (CFN);

TERMO DE REFERÊNCIA. 1) ORGÃO INTERESSADO E LOCALIZAÇÃO 1.1) Órgão Interessado: Conselho Federal de Nutricionistas (CFN); TERMO DE REFERÊNCIA LICITAÇÃO/MODALIDADE: Pregão Presencial nº 01/2008 REGIME DE EXECUÇÃO: MENOR PREÇO 1) ORGÃO INTERESSADO E LOCALIZAÇÃO 1.1) Órgão Interessado: Conselho Federal de Nutricionistas (CFN);

Leia mais

LICITAÇÕES E CONTRATOS DE ACORDO COM A NOVA LEI DAS ESTATAIS

LICITAÇÕES E CONTRATOS DE ACORDO COM A NOVA LEI DAS ESTATAIS Foz do Iguaçu/PR LICITAÇÕES E CONTRATOS DE ACORDO COM A NOVA LEI DAS ESTATAIS Lei 13.303/2016 19 E 20 DE SETEMBRO Apresentação Em 1º de julho de 2016 foi publicada no Diário Oficial da União a Lei nº 13.303/2016,

Leia mais

Contratos Formalização, Gestão e Fiscalização

Contratos Formalização, Gestão e Fiscalização Contratos Formalização, Gestão e Fiscalização Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão seplan@tcu.gov.br Junho/2016 Foto: Lucila Rosa Formalização, Gestão e Fiscalização de Contratos Fundamentos

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 10.520, DE 17 DE JULHO DE 2002. Mensagem de veto Conversão da MPv nº 2.182-18, de 2001 Regulamento. Institui, no âmbito da

Leia mais