Estágios Curriculares: ateliê de aprendizagens na formação profissional

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estágios Curriculares: ateliê de aprendizagens na formação profissional"

Transcrição

1 Estágios Curriculares: ateliê de aprendizagens na formação profissional Profa. Dra Stela C. Bertholo Piconez Universidade de São Paulo Faculdade de Educação

2 ESTÁGIOS CURRICULARES SUPERVISIONADOS: desafios e perspectivas de seu projeto pedagógico Justificativas 1. Profundas transformações do mundo do trabalho 2. Avanços das TIC e de desenv. científico e tecnológico 3. Mudanças de valores, tendências e relações no mundo 4. Novas demandas para produção e gestão de conhecimentos e para exercício das profissões 5. Desafios para Universidade de repensar seu processo formador e a contribuição pedagógica do estágio

3 Estágios Curriculares Supervisionados: conceituação Trabalho profissional? Primeiro emprego? Atividade comunitária? Iniciação científica? Atividade pedagógica? Demanda do aluno? Estágio obrigatório? Demanda do mercado de trabalho? Imersão na realidade profissional?

4 Conceituação de Estágio: elementos estruturantes Ato educativo (Res( Res.CNE/CEB no. 1/01-04) 04) integrante da proposta pedagógica gica da instituição de ensino e do planejamento curricular dos cursos Componente do projeto pedagógico gico dos cursos (estratégia pedagógica gica de enriquecimento e complementação curricular) Instrumento de integração, em termos de formação prática, de aperfeiçoamento técnicot cnico-cultural, cultural, científico e de relacionamento humano Integrante da articulação prática/teoria/pr tica/teoria/prática e do envolvimento da instituição de ensino com as organizações

5 Conceituação de Estágio (continuação) Instrumento de capacitação técnica t de desenvolvimento de competências para o exercício cio da profissão ou para fins de preparação para o trabalho e para o exercício cio da cidadania Estratégia metódica de contextualização dos currículos culos escolares através s de práticas vivenciais no mundo do trabalho Estratégia permanente de reavaliação, atualização, aperfeiçoamento da estrutura curricular

6 Objetivo Geral do Estágio Desenvolvimento de competências (conhecimentos, habilidades e atitudes) em situações de ensino-aprendizagem conduzidas, articuladamente com a instituição de ensino, em ambiente profissional

7 Pressupostos e Fundamentos da natureza epistemológica dos estágios curriculares 1.Saberes de uma ação objetiva 2.Saberes das ações estratégicas do contexto da tomada de decisões 3.Saberes da ação interativa humana Pressupostos: o processo de formação profissional e o saber-fazer O trabalho como vetor epistemológico e sociológico da análise do fazer cotidiano O saber situado em contexto didático-pedagógico Habilidade de aprender a relacionar o aprendido com o observado Vivências de cidadania e de solidariedade

8 Contribuições dos estágios Exercício cio continuado do pensamento crítico tico-reflexivo sobre a realidade profissional Significado da construção das bases teórico rico-metodológica da ação a profissional Explicita a idéia ia de currículo culo-integração que conduz a um ensino de extensão Reduz a distância entre as disciplinas e áreas de conhecimento Advoga a tarefa educativa cooperativa, integradora e compartilhada necessária ao exercício cio crítico tico-responsável da vida cidadã

9 Os estagiários Base de conhecimentos Produtores de saberes Sujeitos éticos Construção de conhecimentos e pesquisa O trabalho em equipe Articulação da prática/teoria/pr tica/teoria/prática

10 Modalidades 1. Estágio profissional(obrigatório e decorrência da própria natureza da habilitação ou da qualificação profissional) 1. Estágio sócio-cultural ou científico(contextualização do currículo;educação para o trabalho e a cidadania; extensão universitária) 1. Estágios Complementares(enriquecimento curricular não-obrigatório) carga horária opcional; prestação de serviços á comunidade)

11 Desafios Utilização fraudulenta do estágio como instrumento para substituição de trabalhadores permanentes (redução de custos trabalhistas por intermédio de supressão de direitos) Desvinculação do estágio com o processo educativo Desvalorização do estágio como estratégia pedagógica no interior das próprias instituições Ausência de profissionais qualificados para atuarem nos campos de estágios (agentes externo de integração) Criação de espaço institucional permanente e próprio para discussão e reflexão sobre as principais questões acadêmicas, administrativas, pedagógicas e legais

12 Projeto Integrado: A experiência do NEA Faculdade de Educação/USP- ENSINO/PESQUISA/EXTENSÃO Stela C.Bertholo Piconez. A Prática de Ensino e o Estágio Supervisionado : a aproximação da realidade e a prática de reflexão, 9-3. Campinas: Papirus, 2000

13 Objetivos da proposta: caracterização política, epistemológica e profissional integrar a pesquisa na formação e a formação em pesquisa Envolver o coletivo de alunos, professores e campo de estágios Pensar os estágios como parte do currículo culo e no âmbito do projeto dos cursos Envolver a tripla dimensão da universidade: ensino, pesquisa e extensão

14 Algumas Implicações Finais Os estágios não devem ser responsabilizados isoladamente pela formação e qualificação profissional dos alunos Relevância das expectativas dos alunos (heterogêneas e imediatistas) Os estágios não se resumem em cumprimento formal de carga horária ria A observação da realidade necessita sempre de projeto pedagógico, gico, referencial bibliográfico, cronograma de atividades, avaliação e atividades de recuperação etc

LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA: A PRÁTICA DE ENSINO COMO ESPAÇO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA

LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA: A PRÁTICA DE ENSINO COMO ESPAÇO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA: A PRÁTICA DE ENSINO COMO ESPAÇO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA Resumo FINCK, Silvia Christina Madrid UEPG scmfinck@uol.com.br Área Temática: Educação: Práticas e Estágios

Leia mais

(s15h PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000065 - LETRAS Nivel: Superior

(s15h PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000065 - LETRAS Nivel: Superior (s15h PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000065 - LETRAS Nivel: Superior Area Profissional: 0004 - BIBLIOTECA Area de Atuacao: 0042 - ACERVO/BIBLIOTECA Analisar e processar

Leia mais

Estado: ESPIRITO SANTO RESPONSABILIDADES GERAIS DA GESTAO DO SUS

Estado: ESPIRITO SANTO RESPONSABILIDADES GERAIS DA GESTAO DO SUS PLANILHA DE PACTUAÇÃO DAS - TCG Data da Validação: 31/03/2010 Data da Homologação: 12/04/2010 Revisão Nº:001 Pedido de Revisão: 30/03/2010 Portaria: 2.846 Data da Publicação: 25/11/2008 Estado: ESPIRITO

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA: POSSIBILIDADES DE INTERVENÇÃO NO CONTEXTO ESCOLAR E DE FORMAÇÃO. FINCK, Silvia Christina Madrid UEPG scmfinck@uol.com.

EDUCAÇÃO FÍSICA: POSSIBILIDADES DE INTERVENÇÃO NO CONTEXTO ESCOLAR E DE FORMAÇÃO. FINCK, Silvia Christina Madrid UEPG scmfinck@uol.com. EDUCAÇÃO FÍSICA: POSSIBILIDADES DE INTERVENÇÃO NO CONTEXTO ESCOLAR E DE FORMAÇÃO FINCK, Silvia Christina Madrid UEPG scmfinck@uol.com.br EIXO: Formação de Professores / n. 10 Agência Financiadora: Sem

Leia mais

PAPG-IFES Programa de Apoio a Pós-P Graduaçã. ção o das IFES

PAPG-IFES Programa de Apoio a Pós-P Graduaçã. ção o das IFES PAPG-IFES Programa de Apoio a Pós-P Graduaçã ção o das IFES (Açõ ções propostas em discussão) o) Objetivo Geral Consolidar e expandir os programas de formaçã ção o pós-graduada p de pessoas pelas Instituiçõ

Leia mais

Parte 1 Código / Área Temática. Educação Especial

Parte 1 Código / Área Temática. Educação Especial NOME DO CURSO: O Ensino de Língua Portuguesa como segunda língua para estudantes surdos e/ou com deficiência auditiva Nível: Especialização Modalidade: Presencial Parte 1 Código / Área Temática Código

Leia mais

MANUAL DE DISTRIBUIÇÃO DAS ATIVIDADES DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO LETRAS/AJES 700 HORAS

MANUAL DE DISTRIBUIÇÃO DAS ATIVIDADES DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO LETRAS/AJES 700 HORAS MANUAL DE DISTRIBUIÇÃO DAS ATIVIDADES DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO LETRAS/AJES 700 HORAS 4º. Termo ESTÁGIO CURRICULAR 175 HORAS SUPERVISIONADO I Observação, participação e aplicação de conhecimentos (Observação

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO Regulamento do Estágio Supervisionado de prática Jurídica CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1º - A presente norma de Estágio Supervisionado refere-se à formação de bacharéis em Direito

Leia mais

A FORMAC AO DE PROFESSORES NO BRASIL: PROBLEMAS E PERSPECTIVAS

A FORMAC AO DE PROFESSORES NO BRASIL: PROBLEMAS E PERSPECTIVAS 1 A FORMAC AO DE PROFESSORES NO BRASIL: PROBLEMAS E PERSPECTIVAS Paini, Leonor Dias * Greco, Eliana Alves ** Amblard, Viviane Maria Lauer Bressan *** RESUMO: Este trabalho objetiva refletir sobre a situacionalidade

Leia mais

TOTAL - FISCAL 12.823.048 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 12.823.048

TOTAL - FISCAL 12.823.048 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 12.823.048 ORGAO : 14000 - JUSTICA ELEITORAL UNIDADE : 14101 - TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL 0570 GESTAO DO PROCESSO ELEITORAL 12.823.048 02 126 0570 2365 ATUALIZACAO E MANUTENCAO DO SISTEMA DE VOTACAO E APURACAO 02

Leia mais

TOTAL - FISCAL 48.333.886 TOTAL - SEGURIDADE 21.890.000 TOTAL - GERAL 70.223.886

TOTAL - FISCAL 48.333.886 TOTAL - SEGURIDADE 21.890.000 TOTAL - GERAL 70.223.886 UNIDADE : 26101 - MINISTERIO DA EDUCACAO 0910 OPERACOES ESPECIAIS: GESTAO DA PARTICIPACAO EM ORGANISMOS INTERNACIONAIS 500.000 OPERACOES ESPECIAIS 12 212 0910 00B9 CONTRIBUICAO A ORGANIZACAO DAS NACOES

Leia mais

BOLSAS DE EXTENSÃO PARA PROJETOS NA ÁREA DA SAÚDE

BOLSAS DE EXTENSÃO PARA PROJETOS NA ÁREA DA SAÚDE BOLSAS DE EXTENSÃO PARA PROJETOS NA ÁREA DA SAÚDE Edital Nº 003/2013 Em consonância com a Resolução Normativa 03/CUn/09 de 8 de dezembro de 2009 e com a Resolução Normativa N.º 09/CUn/10, de 7 de dezembro

Leia mais

ÇÃO COOPERATIVA: Os programas de ensino e pesquisa da UNESP/FFC

ÇÃO COOPERATIVA: Os programas de ensino e pesquisa da UNESP/FFC INTEGRAÇÃ ÇÃO COMUNITÁRIA ATRAVÉS DA EDUCAÇÃ ÇÃO COOPERATIVA: Os programas de ensino e pesquisa da UNESP/FFC Rosângela Formentini Caldas Larissa de Souza Machado rcaldas@marilia.unesp.br Gestao em processos

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000082 - SERVICO SOCIAL Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000082 - SERVICO SOCIAL Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000082 - SERVICO SOCIAL Nivel: Superior Area Profissional: 0035 - SOCIAL Area de Atuacao: 0044 - RECURSOS HUMANOS/SOCIAL Atuar na area de

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015 Ensin Técnic Códig: 0262 ETEC ANHANGUERA Municípi: Santana de Parnaíba Cmpnente Curricular: Cntabilidade Cmercial Eix Tecnlógic: Gestã e Negócis Módul: II C.

Leia mais

de Sistemas de Potência Aula 25 Compensação reativa Controles relacionados com a potência reativa disponíveis no sistema

de Sistemas de Potência Aula 25 Compensação reativa Controles relacionados com a potência reativa disponíveis no sistema Análise de Sistemas de Potência Aula 25 Compensação Reativa 7/06/2008 Compensação reativa O fluxo da potência reativa nos sistemas elétricos, está fortemente relacionado com a magnitude da tensão as perdas

Leia mais

O TRABALHO COLABORATIVO E O APOIO TECNOLÓGICO COMO ESTRATÉGIA DE PESQUISA PARA REFLEXÃO SOBRE AÇÃO DOCENTE

O TRABALHO COLABORATIVO E O APOIO TECNOLÓGICO COMO ESTRATÉGIA DE PESQUISA PARA REFLEXÃO SOBRE AÇÃO DOCENTE 1 O TRABALHO COLABORATIVO E O APOIO TECNOLÓGICO COMO ESTRATÉGIA DE PESQUISA PARA REFLEXÃO SOBRE AÇÃO DOCENTE Stela Conceição Bertholo Piconez Profa. Dra. da Faculdade de Educação da USP spiconez@uol.com.br

Leia mais

F 5 2 90 0 300 62.480.769 2.411.730 NACIONAL F 3 2 90 0 300 2.411.730 TOTAL - FISCAL 64.892.499 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 64.892.

F 5 2 90 0 300 62.480.769 2.411.730 NACIONAL F 3 2 90 0 300 2.411.730 TOTAL - FISCAL 64.892.499 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 64.892. ORGAO : 47000 - MINISTERIO DO PLANEJAMENTO, ORCAMENTO E GESTAO UNIDADE : 47101 - MINISTERIO DO PLANEJAMENTO, ORCAMENTO E GESTAO ANEXO I PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES

Leia mais

01 Legislativa. 031 Acao Legislativa. 0135 Gestao Administrativa do Poder Legi 0136 Gestao Legislativa 0289 Recuperacao de Localidades Atingida

01 Legislativa. 031 Acao Legislativa. 0135 Gestao Administrativa do Poder Legi 0136 Gestao Legislativa 0289 Recuperacao de Localidades Atingida CLASSIFICACAO FUNCIONAL-PROGRAMATICA: CODIGO E ESTRUTURA ANEXO 05 DA LEI 4.320/64 10/03/2015 FOLHA: 1 01 Legislativa 02 Judiciaria 03 Essencial a Justica 04 Administracao 031 Acao Legislativa 032 Controle

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS. Uma visão geral Baseado nas diretrizes do PMI

GESTÃO DE PROJETOS. Uma visão geral Baseado nas diretrizes do PMI GESTÃO DE PROJETOS Uma visã geral Bead n diretrizes d PMI 1 Intrduçã Objetiv da Apresentaçã O bjetiv é frnecer uma visã geral ds prcesss de Gestã de Prjets aplicads à Gestã de Empreendiments. O que é Prjet?

Leia mais

Qualificação dos Profissionais da. Administração Pública Local

Qualificação dos Profissionais da. Administração Pública Local Qualificação dos Profissionais da Administração Pública Local Amarante - 2009 A sessão de hoje 3 Novembro2009 Objectivos gerais: 1. a) Enquadramento Teórico b) Actividade n.º 1: Descobrindo as Etapas de

Leia mais

ESTÁGIO DOCENTE DICIONÁRIO

ESTÁGIO DOCENTE DICIONÁRIO ESTÁGIO DOCENTE Ato educativo supervisionado realizado no contexto do trabalho docente que objetiva a formação de educandos que estejam regularmente frequentando cursos e/ou programas de formação de professores

Leia mais

Planejar, administrar, desenvolver e implementar banco de dados e sistemas integrados de informacao.

Planejar, administrar, desenvolver e implementar banco de dados e sistemas integrados de informacao. PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000407 - REDES DE COMPUTADORES Nivel: Superior Area Profissional: 0018 - INFORMATICA Area de Atuacao: 0018 - BANCO DE DADOS/INFORMATICA

Leia mais

Planejar, administrar, desenvolver e implementar banco de dados e sistemas integrados de informacao.

Planejar, administrar, desenvolver e implementar banco de dados e sistemas integrados de informacao. PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000053 - ENGENHARIA DA COMPUTACAO Nivel: Superior Area Profissional: 0018 - INFORMATICA Area de Atuacao: 0018 - BANCO DE DADOS/INFORMATICA

Leia mais

Codigo Especificacao Projetos Atividades Oper. Especiais Total

Codigo Especificacao Projetos Atividades Oper. Especiais Total Estado do Parana Programa de Trabalho Folha: 1 Orgao...: 02 GOVERNO MUNICIPAL Unidade Orcamentaria: 02.01 GABINETE DO PREFEITO 04.000.0000.0.000.000 Administracao 31.191,67 31.191,67 04.122.0000.0.000.000

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000025 - COMUNICACAO SOCIAL - RELACOES PUBLICAS Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000025 - COMUNICACAO SOCIAL - RELACOES PUBLICAS Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000025 - COMUNICACAO SOCIAL - RELACOES PUBLICAS Nivel: Superior Area Profissional: 0006 - COMUNICACAO Area de Atuacao: 0113 - REL.PUBLICAS/COMUNICACAO

Leia mais

Liquidado. Liquidado. Corrig SUM

Liquidado. Liquidado. Corrig SUM 2010 2011 Liquidado Liquidado Corrig SUM Corrig SUM Corrigido pelo IGP-DI 2.010 2.011 variação em milhares de reais liquidado liquidado nominal INVESTIMENTOS 13.634.464 9.479.144-4.155.319 ARACATUBA 194.227

Leia mais

CREDITO SUPLEMENTAR E G R M I F FUNC PROGRAMATICA PROGRAMA/ACAO/SUBTITULO/PRODUTO S N P O U T VALOR F D D E

CREDITO SUPLEMENTAR E G R M I F FUNC PROGRAMATICA PROGRAMA/ACAO/SUBTITULO/PRODUTO S N P O U T VALOR F D D E ORGAO : 24000 - MINISTERIO DA CIENCIA E TECNOLOGIA UNIDADE : 24101 - MINISTERIO DA CIENCIA E TECNOLOGIA ANEXO I PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) 0461 PROMOCAO DA PESQUISA E DO DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO

Leia mais

A TEORIA E A PRÁTICA NO CURSO DE PEDAGOGIA: O LIMITE DO POSSÍVEL

A TEORIA E A PRÁTICA NO CURSO DE PEDAGOGIA: O LIMITE DO POSSÍVEL V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 A TEORIA E A PRÁTICA NO CURSO DE PEDAGOGIA: O LIMITE DO POSSÍVEL Celeida Belchior Cintra Pinto 1 ; Maria Eleusa Montenegro

Leia mais

COOPERAÇÃO E SOLIDARIEDADE: o programa COOPERJOVEM em turmas da EJA na Escola Municipal Maria Minervina de Figueiredo em Campina Grande-PB

COOPERAÇÃO E SOLIDARIEDADE: o programa COOPERJOVEM em turmas da EJA na Escola Municipal Maria Minervina de Figueiredo em Campina Grande-PB COOPERAÇÃO E SOLIDARIEDADE: o programa COOPERJOVEM em turmas da EJA na Escola Municipal Maria Minervina de Figueiredo em Campina Grande-PB Monaliza Silva Professora de ciências e biologia da rede estadual

Leia mais

EXPERIÊNCIAS NO ESTÁGIO BÁSICO: O CAMPO, AS POSSIBILIDADES E PERSPECTIVAS

EXPERIÊNCIAS NO ESTÁGIO BÁSICO: O CAMPO, AS POSSIBILIDADES E PERSPECTIVAS EXPERIÊNCIAS NO ESTÁGIO BÁSICO: O CAMPO, AS POSSIBILIDADES E PERSPECTIVAS Lucy Nunes Ratier Martins UCDB lucy@gersonmartins.jor.br Tania Rocha Nascimento UCDB taniarochapsi@hotmail.com Norma Celiane Cosmo

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 001844 - TECNOLOGIA EM ANALISE E DESENVOLV.DE SISTEMAS Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 001844 - TECNOLOGIA EM ANALISE E DESENVOLV.DE SISTEMAS Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 001844 - TECNOLOGIA EM ANALISE E DESENVOLV.DE SISTEMAS Nivel: Superior Area Profissional: 0018 - INFORMATICA Area de Atuacao: 0021 - OPERACAO

Leia mais

- CURSO DE DIREITO -

- CURSO DE DIREITO - REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO - CURSO DE DIREITO - FACULDADE METROPOLITANA DE CAMAÇARI FAMEC - SUMÁRIO CAPÍTULO I... 3 DOS PRINCÍPIOS GERAIS... 3 CAPÍTULO II... 3 DA NATUREZA... 3 CAPÍTULO III...

Leia mais

Planejar, administrar, desenvolver e implementar banco de dados e sistemas integrados de informacao.

Planejar, administrar, desenvolver e implementar banco de dados e sistemas integrados de informacao. PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000654 - TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES Nivel: Superior Area Profissional: 0018 - INFORMATICA Area de Atuacao: 0018 - BANCO DE DADOS/INFORMATICA

Leia mais

UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA.

UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA. UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA. REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO São Paulo 2010 CAPÍTULO I DO CONCEITO, FINALIDADE E OBJETIVOS Art. 1º - O Estágio

Leia mais

foi um dos principais resultados da Conferência Eco-92

foi um dos principais resultados da Conferência Eco-92 O que é AGENDA 21? A Agenda 21 foi um dos principais resultados da Conferência Eco-92 92,, ocorrida no Rio de Janeiro, Brasil,, em 1992. É um documento que estabeleceu a importância de cada país se comprometer

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO. Matriz 23

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO. Matriz 23 MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA Matriz 23 Junho de 2013 1 MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DO CURSO DE LICENCIATURA

Leia mais

Planejar, administrar, desenvolver e implementar banco de dados e sistemas integrados de informacao.

Planejar, administrar, desenvolver e implementar banco de dados e sistemas integrados de informacao. PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000184 - SISTEMAS DE INFORMACAO Nivel: Superior Area Profissional: 0018 - INFORMATICA Area de Atuacao: 0018 - BANCO DE DADOS/INFORMATICA

Leia mais

UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO UPE PROGRAMA Disciplina: Estágio Supervisionado II

UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO UPE PROGRAMA Disciplina: Estágio Supervisionado II UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO UPE PROGRAMA Disciplina: Estágio Supervisionado II Obrigatória: Sim Código da Disciplina: Carga Horária Semestral: 90 Número de Créditos: 03 Eletiva: Não Pré-requisito: Profa:

Leia mais

ATA N. 1 DA REUNIAO DO JURI TECNICO SUPERIOR/DIRETOR FINANCEIRO DO PROJETO

ATA N. 1 DA REUNIAO DO JURI TECNICO SUPERIOR/DIRETOR FINANCEIRO DO PROJETO Processo de seleccao/oferta ptiblica de emprego para o posto de trabalho de licenciado em Gestäo ou Economia da Turismo do Porto e Norte de Portugal, E.R. ATA N. 1 DA REUNIAO DO JURI TECNICO SUPERIOR/DIRETOR

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA PRÓ-REITORIA ACADÊMICA. Trabalho de Conclusão de Curso

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA PRÓ-REITORIA ACADÊMICA. Trabalho de Conclusão de Curso UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA PRÓ-REITORIA ACADÊMICA Trabalho de Conclusão de Curso Brasília 1º semestre de 2015 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA REITOR Prof. Dr. Gilberto Gonçalves Garcia PRÓ-REITOR

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego

Pesquisa Mensal de Emprego Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestăo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Diretoria de Pesquisas Departamento de Emprego e Rendimento Série Relatórios Metodológicos volume 23

Leia mais

Projeto Político-Pedagógico Estudo técnico de seus pressupostos, paradigma e propostas

Projeto Político-Pedagógico Estudo técnico de seus pressupostos, paradigma e propostas Projeto Político-Pedagógico Estudo técnico de seus pressupostos, paradigma e propostas Introdução A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional afirma que cabe aos estabelecimentos de ensino definir

Leia mais

Códigos de Classificação de Documentos da UFPA

Códigos de Classificação de Documentos da UFPA SERVIÇO PÚBLICO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ ARQUIVO CENTRAL Códigos de Classificação de Documentos da UFPA 000 POLITICA DE DESENVOLVIMENTO 001 PLANOS GERAIS 0011 NACIONAIS-PND 0012 ESTADUAIS E REGIONAIS

Leia mais

CREDITO SUPLEMENTAR PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, 00

CREDITO SUPLEMENTAR PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, 00 UNIDADE : 25101 - MINISTERIO DA FAZENDA 0681 GESTAO DA PARTICIPACAO EM ORGANISMOS INTERNACIONAIS 5 9. 11 5 04 212 0681 0368 CONTRIBUICAO AO GRUPO DE ACAO FINANCEIRA CON- 59. 115 TRA A LAVAGEM DE DINHEIRO

Leia mais

PROGRAMA Disciplina: Estágio Supervisionado I OBJETIVOS

PROGRAMA Disciplina: Estágio Supervisionado I OBJETIVOS UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO UPE CAMPUS PETROLINA PROGRAMA Disciplina: Estágio Supervisionado I Código da Disciplina: Obrigatória: Sim Eletiva: Não Carga Horária Semestral: 90 Número de Créditos: 03 Pré-requisito:

Leia mais

ANÁLISE DAS EXPERIÊNCIAS DA DISCIPLINA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LETRAS EM CURITIBA

ANÁLISE DAS EXPERIÊNCIAS DA DISCIPLINA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LETRAS EM CURITIBA ANÁLISE DAS EXPERIÊNCIAS DA DISCIPLINA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LETRAS EM CURITIBA Dinamara Pereira Machado PG-PUC-SP /FARESC 1 Paula Cristina Reis PG-UFPR/ FARESC 2 Siderly do Carmo Dahle

Leia mais

Curso de Serviço Social Manual do estagiário

Curso de Serviço Social Manual do estagiário Curso de Serviço Social Manual do estagiário I - Apresentação Caro aluno, A disciplina denominada Supervisão Acadêmica em Serviço Social, objetiva contribuir na compreensão das atividades relativas ao

Leia mais

ESTADO DE SERGIPE PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA PROJETO MOMENTO DE REFLEXÃO. Coordenação: Tatiane Aguiar Guimarães Silva Aracaju/SE, julho de 2011.

ESTADO DE SERGIPE PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA PROJETO MOMENTO DE REFLEXÃO. Coordenação: Tatiane Aguiar Guimarães Silva Aracaju/SE, julho de 2011. PROJETO MOMENTO DE REFLEXÃO Coordenação: Tatiane Aguiar Guimarães Silva Aracaju/SE, julho de 2011. 1. APRESENTAÇÃO O Ministério Público do Estado de Sergipe, seguindo uma linha de valorização do bemestar

Leia mais

Universidade Federal do Vale do São Francisco UNIVASF Pró-Reitoria de Extensão PROEX Núcleos de Extensão FORMULÁRIO DE VINCULAÇÃO DE PROJETO

Universidade Federal do Vale do São Francisco UNIVASF Pró-Reitoria de Extensão PROEX Núcleos de Extensão FORMULÁRIO DE VINCULAÇÃO DE PROJETO FORMULÁRIO DE VINCULAÇÃO DE PROJETO Título: I Jornada de Artrocospia e Traumatologia do Esporte Colegiado Proponente: Colegiado de Medicina - CMED Coordenador: Prof. Dr. Paulo César Fagundes Neves Docente

Leia mais

Segundo seu Regulamento, aprovado em 17/08/83, a Clínica Psicológica do Departamento da UFPE tem como objetivos:

Segundo seu Regulamento, aprovado em 17/08/83, a Clínica Psicológica do Departamento da UFPE tem como objetivos: Clínica Psicológica da UFPE Plano Institucional de Estágio Supervisionado Apresentação A Clínica Psicológica é uma entidade pública, ligada ao Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Pernambuco,

Leia mais

PROGRAMA DE TRABALHO RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, 00 TOTAL - GERAL 4.000.000

PROGRAMA DE TRABALHO RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, 00 TOTAL - GERAL 4.000.000 1062 DESENVOLVIMENTO DA EDUCACAO PROFISSIONAL E TECNOLOGICA 12 363 1062 2E13 REFORMA E MODERNIZACAO DE INFRA-ESTRUTURA FI- NOLOGICA 12 363 1062 2E13 0139 REFORMA E MODERNIZACAO DE INFRA-ESTRUTURA FI- NOLOGICA

Leia mais

EDITAL N. 010/2014 - ECI/ZICOSUR

EDITAL N. 010/2014 - ECI/ZICOSUR 1 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ - UEM ESCRITÓRIO DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL - ECI COMISSÃO PERMANENTE DE INTERNACIONALIZAÇÃO - CPInter PROGRAMA DE MOBILIDADE INTERNACIONAL EDITAL N. 010/2014 - ECI/ZICOSUR

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000571 - TECNOL.GESTAO FINANCEIRA Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000571 - TECNOL.GESTAO FINANCEIRA Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000571 - TECNOL.GESTAO FINANCEIRA Nivel: Superior Area Profissional: ECONOMIA Area de Atuacao: GESTAO FINANCEIRA/ECONOMIA Administrar os

Leia mais

Luiz Roberto Liza Curi. Conselheiro do Conselho Nacional de Educação incolarum@hotmail.com

Luiz Roberto Liza Curi. Conselheiro do Conselho Nacional de Educação incolarum@hotmail.com Luiz Roberto Liza Curi Conselheiro do Conselho Nacional de Educação incolarum@hotmail.com 1 Luiz Roberto Liza Curi Sociólogo Doutor em Economia Conselheiro do Conselho Nacional de Educação Diretor Nacional

Leia mais

CAPACITAÇÃO EM SIMULAÇÃO PARA O MUNDO REAL DA SAÚDE

CAPACITAÇÃO EM SIMULAÇÃO PARA O MUNDO REAL DA SAÚDE CAPACITAÇÃO EM SIMULAÇÃO PARA O MUNDO REAL DA SAÚDE Institut Instituiçã fcada na geraçã de sluções para a implementaçã e gestã pedagógica de Núcles de Treinament e Capacitaçã de prfissinais e acadêmics

Leia mais

CONTROLE SOCIAL: ESTUDOS E VIVÊNCIAS NO MUNICÍPIO DE GUARAPUAVA - PR. PALAVRAS-CHAVE Democracia. Controle Social. Observatório Social.

CONTROLE SOCIAL: ESTUDOS E VIVÊNCIAS NO MUNICÍPIO DE GUARAPUAVA - PR. PALAVRAS-CHAVE Democracia. Controle Social. Observatório Social. 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( X ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA CONTROLE

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO

ENGENHARIA DE SOFTWARE PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO (s15h PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 002312 - ENGENHARIA DE SOFTWARE Nivel: Superior Area Profissional: 0018 - INFORMATICA Area Atuacao: 0018 - BANCO DE DADOS/INFORMATICA

Leia mais

TOTAL - FISCAL 899.545 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 899.545

TOTAL - FISCAL 899.545 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 899.545 ORGAO : 32000 - MINISTERIO DE MINAS E ENERGIA UNIDADE : 32314 - EMPRESA DE PESQUISA ENERGETICA - EPE ANEXO I PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, 00 0750 APOIO ADMINISTRATIVO

Leia mais

PARECER AINDA NÃO HOMOLOGADO

PARECER AINDA NÃO HOMOLOGADO PARECER AINDA NÃO HOMOLOGADO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADOS: Ministério da Saúde e Ministério da Educação UF: DF ASSUNTO: Proposta de habilitação técnica para a profissão

Leia mais

POLÍTICA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL

POLÍTICA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL POLÍTICA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL Abril / 2014 Apresentação O Estágio Supervisionado em Serviço Social é um ato educativo que acontece no ambiente de trabalho e

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE - PADI DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE

REGULAMENTO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE - PADI DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE REGULAMENTO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE - PADI DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE 2013 REGULAMENTO DO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE PADI DA FACULDADE DE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÃDO

Leia mais

Em março de 1999, passaram a integrar o grupo, representantes da Secretaria do Tesouro Nacional e do Ministério da Educação.

Em março de 1999, passaram a integrar o grupo, representantes da Secretaria do Tesouro Nacional e do Ministério da Educação. PROGRAMA NACIONAL DE EDUCAÇÃO FISCAL PNEF 1 Antecedentes Historicamente, a relação fisco e sociedade, foram pautadas pelo conflito entre a necessidade de financiamento das atividades estatais e o retorno

Leia mais

SIC 57/07. Belo Horizonte, 22 de novembro de 2007. A NOVA LEI DO ESTÁGIO. Distribuído a assessorados da CONSAE.

SIC 57/07. Belo Horizonte, 22 de novembro de 2007. A NOVA LEI DO ESTÁGIO. Distribuído a assessorados da CONSAE. SIC 57/07 Belo Horizonte, 22 de novembro de 2007. A NOVA LEI DO ESTÁGIO Redação Bonde - Londrina, 27/06/2007 Câmara aprova nova lei de estágios Alteração provoca mudança na vida de milhões de estagiários

Leia mais

Programa Nacional de Apoio a Fundos Solidários

Programa Nacional de Apoio a Fundos Solidários Programa Nacional de Apoio a Fundos Solidários Elementos de uma Proposta REDE? SISTEMA? Beneficiários do Bolsa Família não conseguem financiamento para iniciar atividades produtivas Os Fundos Solidários

Leia mais

EDUCADOR INFANTIL E O PROCESSO FORMATIVO NA CONSTRUÇÃO DE ATORES REFLEXIVOS DA PRÁTICA PEDAGÓGICA

EDUCADOR INFANTIL E O PROCESSO FORMATIVO NA CONSTRUÇÃO DE ATORES REFLEXIVOS DA PRÁTICA PEDAGÓGICA GT-1 FORMAÇÃO DE PROFESSORES EDUCADOR INFANTIL E O PROCESSO FORMATIVO NA CONSTRUÇÃO DE ATORES REFLEXIVOS DA PRÁTICA PEDAGÓGICA RESUMO Maria de Lourdes Cirne Diniz Profa. Ms. PARFOR E-mail: lourdinhacdiniz@oi.com.br

Leia mais

A REFLEXÃO CRÍTICA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES: Entre Práticas e Saberes. Alciane Gonçalves Barbosa - Graduanda em Pedagogia/UFPI

A REFLEXÃO CRÍTICA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES: Entre Práticas e Saberes. Alciane Gonçalves Barbosa - Graduanda em Pedagogia/UFPI A REFLEXÃO CRÍTICA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES: Entre Práticas e Saberes Alciane Gonçalves Barbosa - Graduanda em Pedagogia/UFPI Maria Antonia Alves Lima Graduanda em Pedagogia /UFPI Bárbara Maria Macedo

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA Coronel Fabriciano 2012 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 1 2. OBJETIVOS 1 3. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL 2 4. ATRIBUIÇÕES 2 5. LOCAIS DE ESTÁGIO E AGENTES DE INTEGRAÇÃO

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS - FACULDADE TRIÂNGULO MINEIRO - FTM

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS - FACULDADE TRIÂNGULO MINEIRO - FTM CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS - FACULDADE TRIÂNGULO MINEIRO - FTM PROJETO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Área: Departamento de Pessoal Prof. Orientador: Prof. Msc Wilter Furtado Aluno: Ituiutaba - março de 2012

Leia mais

CREDITO SUPLEMENTAR 0083 PREVIDENCIA SOCIAL BASICA 68.062.776 AT I V I D A D E S

CREDITO SUPLEMENTAR 0083 PREVIDENCIA SOCIAL BASICA 68.062.776 AT I V I D A D E S ORGAO : 33000 - MINISTERIO DA PREVIDENCIA SOCIAL UNIDADE : 33201 - INSTITUTO NACIO DO SEGURO SOCIAL 0083 PREVIDENCIA SOCIAL BASICA 68.062.776 09 271 0083 2A57 REMUNERACAO DOS SERVICOS POSTAIS 38.000.000

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Profa. LUCIANE ALVES FERNANDES. Coordenação de Estágio e Trabalho de Conclusão.

MANUAL DE ESTÁGIO CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Profa. LUCIANE ALVES FERNANDES. Coordenação de Estágio e Trabalho de Conclusão. MANUAL DE ESTÁGIO CIÊNCIAS CONTÁBEIS Profa. LUCIANE ALVES FERNANDES Porto Alegre/RS 2014 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. O ESTÁGIO... 3 3. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL DO ESTÁGIO... 3 4. OBJETIVOS DO ESTÁGIO... 3

Leia mais

Associação Brasileira de Educação Médica ABEM PROJETO DE AVALIAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DAS MUDANÇAS NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA ÁREA DE SAÚDE CAEM/ABEM

Associação Brasileira de Educação Médica ABEM PROJETO DE AVALIAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DAS MUDANÇAS NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA ÁREA DE SAÚDE CAEM/ABEM PROJETO DE AVALIAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DAS MUDANÇAS NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA ÁREA DE SAÚDE CAEM/ABEM Título: Projeto de Avaliação e Acompanhamento das Mudanças nos Cursos de Graduação da Área de Saúde

Leia mais

35.000.000 DISTRITO FEDERAL F 3 2 90 0 300 200.000 F 5 2 90 0 112 5.740.126 F 5 2 90 0 300 19.361.703 F 5 2 90 0 312 9.698.171

35.000.000 DISTRITO FEDERAL F 3 2 90 0 300 200.000 F 5 2 90 0 112 5.740.126 F 5 2 90 0 300 19.361.703 F 5 2 90 0 312 9.698.171 ORGAO : 26000 - MINISTERIO DA EDUCACAO UNIDADE : 26290 - INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANISIO TEIXEIRA ANEXO I PROGRAMA DE TRABALHO RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, 00 1449

Leia mais

CAPITULO I. Disposicoes gerais

CAPITULO I. Disposicoes gerais enquadram 0 Regulamento Municipal do Banco Local de Voluntariado de Lagoa As bases do enquadramento juridico do voluntariado, bem como, os principios que trabalho de voluntario constam na Lei n." 71198,

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá. Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes. Departamento de Letras. Curso de Bacharelado em Tradução

Universidade Estadual de Maringá. Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes. Departamento de Letras. Curso de Bacharelado em Tradução Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Departamento de Letras Curso de Bacharelado em Tradução Estágio Curricular Supervisionado MANUAL DE NORMAS DE PROCEDIMENTOS PARA

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO. 2º Semestre de 2012

SERVIÇO SOCIAL MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO. 2º Semestre de 2012 SERVIÇO SOCIAL MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 2º Semestre de 2012 COORDENAÇÃO GERAL Diretor Geral Prof. Adalberto Miranda Distassi Coordenadoria Geral de Estágios Prof. Ricardo Constante Martins Coordenador

Leia mais

F 3 2 90 0 100 2.036.890 F 4 2 40 0 100 15.000.000 F 4 2 40 0 100 15.000.000 TOTAL - FISCAL 35.430.589 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 35.430.

F 3 2 90 0 100 2.036.890 F 4 2 40 0 100 15.000.000 F 4 2 40 0 100 15.000.000 TOTAL - FISCAL 35.430.589 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 35.430. ORGAO : 22000 - MINISTERIO DA AGRICULTURA, PECUARIA E ABASTECIMENTO UNIDADE : 22101 - MINISTERIO DA AGRICULTURA, PECUARIA E ABASTECIMENTO 0362 DESENVOLVIMENTO SUSTENTAVEL DAS REGIOES PRODUTORAS DE CACAU

Leia mais

PROJETO DE ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL

PROJETO DE ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL SISTEMA NACIONAL DE EMPREGO SINE/CE INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO IDT PROJETO DE ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL ORIENTAÇÃO PARA O TRABALHO São ações pontuais ou estruturadas de curta duração que acontecem

Leia mais

ANEXO 2 PROGRAMAS E AÇÕES DOS ESTADOS 2010-2012 AÇÕES - Alagoas 2010 2011 2012 Áreas dos DSS Ações Ações Ações

ANEXO 2 PROGRAMAS E AÇÕES DOS ESTADOS 2010-2012 AÇÕES - Alagoas 2010 2011 2012 Áreas dos DSS Ações Ações Ações ANEXO 2 PROGRAMAS E AÇÕES DOS ESTADOS 2010-2012 AÇÕES - Alagoas 2010 2011 2012 Áreas dos DSS Ações Ações Ações AGRI ANÁLISE PROTEÔMICA CULTIVARES DE CANA DE ACÚCAR EM APOIO ÀS FAMILIAS NA ORGANIZACAO AGRARIA

Leia mais

Palavras-chave: Fisioterapia; Educação Superior; Tecnologias de Informação e Comunicação; Práticas pedagógicas.

Palavras-chave: Fisioterapia; Educação Superior; Tecnologias de Informação e Comunicação; Práticas pedagógicas. A INTERAÇÃO DOS PROFESSORES DO CURSO DE FISIOTERAPIA COM AS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO PROCESSO PEDAGÓGICO Heloisa Galdino Gumueiro Ribeiro 1, Prof. Dirce Aparecida Foletto De Moraes 2

Leia mais

NORMAS DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA

NORMAS DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA 2015 SUMÁRIO 1 - DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 3 2 - OBJETIVO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO... 3 3 - ACOMPANHAMENTO E ORGANIZAÇÃO DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO... 4 4 - EXEMPLO DE ÁREAS PARA REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO...

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO LICENCIATURA EM PEDAGOGIA REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

CURSO DE GRADUAÇÃO LICENCIATURA EM PEDAGOGIA REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE GRADUAÇÃO LICENCIATURA EM PEDAGOGIA REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO GUARUJÁ 2013 REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PEDAGOGIA CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Artigo 1º - O Estágio

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e Faculdade de Tecnologia SENAI Jaraguá do Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e Faculdade de Tecnologia SENAI Jaraguá do Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Faculdade de Tecnlgia SENAI Flrianóplis e Faculdade de Tecnlgia SENAI Jaraguá d Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Pós-Graduaçã Lat Sensu MBA em Gestã de Prjets A Faculdade de Tecnlgia SENAI/SC em Flrianóplis

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO: ESPAÇO DE FORMAÇÃO E FOMENTAÇÃO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA DO PROFESSOR

ESTÁGIO SUPERVISIONADO: ESPAÇO DE FORMAÇÃO E FOMENTAÇÃO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA DO PROFESSOR ESTÁGIO SUPERVISIONADO: ESPAÇO DE FORMAÇÃO E FOMENTAÇÃO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA DO PROFESSOR Raimundo Dutra de Araújo José Augusto de Carvalho Mendes Sobrinho Resumo Esse artigo objetiva refletir sobre alguns

Leia mais

Raphael Moscatelli Frankel Rogério Thron Pereira Colégio Stockler Prof. Ivan Paganotti. Direito

Raphael Moscatelli Frankel Rogério Thron Pereira Colégio Stockler Prof. Ivan Paganotti. Direito Raphael Moscatelli Frankel Rogério Thron Pereira Colégio Stockler Prof. Ivan Paganotti Direito Endireitando-se para o futuro As disciplinas estudadas na faculdade surgem ao longo do curso. No início, as

Leia mais

REGULAMENTO DA ORIENTAÇÃO ACADÊMICA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

REGULAMENTO DA ORIENTAÇÃO ACADÊMICA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS AVANÇADO EM JANDAIA DO SUL COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO REGULAMENTO DA ORIENTAÇÃO ACADÊMICA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO JANDAIA

Leia mais

ACOMPANHAMENTO PSICOLÓGICO ÀS GESTANTES E ÀS SUAS FAMÍLIAS (REDE DE APOIO) NO POSTO DE SAÚDE DO BAIRRO CRUZEIRO DO SUL JUIZ DE FORA MG

ACOMPANHAMENTO PSICOLÓGICO ÀS GESTANTES E ÀS SUAS FAMÍLIAS (REDE DE APOIO) NO POSTO DE SAÚDE DO BAIRRO CRUZEIRO DO SUL JUIZ DE FORA MG PROJETO DE EXTENSÃO ACOMPANHAMENTO PSICOLÓGICO ÀS GESTANTES E ÀS SUAS FAMÍLIAS (REDE DE APOIO) NO POSTO DE SAÚDE DO BAIRRO CRUZEIRO DO SUL JUIZ DE FORA MG. IDENTIFICAÇÃO DO RESPONSÁVEL PELO PROJETO: Nome:

Leia mais

ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados. PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com.

ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados. PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com. ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com.br CPC Conceito Preliminar de Curso 1 - Nota dos Concluintes no ENADE

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 01/2015

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 01/2015 Página 1 de 6 EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 01/2015 O Centro Universitário Municipal de Franca Uni-FACEF, sediado à Avenida Major Nicácio, 2433, São José, neste Município de FRANCA, SP, inscrita no CNPJ

Leia mais

Políticas de Comunicação no Planejamento Estratégico Institucional

Políticas de Comunicação no Planejamento Estratégico Institucional Políticas de Comunicação no Planejamento Estratégico Institucional 2º Congresso Brasileiro de Gestão do Ministério Público Brasília, novembro 2011 Wilson da Costa Bueno wilson@comtexto.com.br O que é uma

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa DECRETO Nº 45.716, DE 20 DE JUNHO DE 2008. (publicado no DOE nº 118, de 23 de junho de 2008) Abre créditos suplementares

Leia mais

Regulamento de Estágio. Curso de Engenharia de Produção

Regulamento de Estágio. Curso de Engenharia de Produção Regulamento de Estágio Curso de Engenharia de Produção Coronel Fabriciano Julho, 2010 1. INTRODUÇÃO O Estágio Curricular Obrigatório no curso de Engenharia de Produção é uma atividade curricular obrigatória

Leia mais

CDJA: UM NOVO CAMPO DE ESTÁGIO EM SERVIÇO SOCIAL NO TJDFT Thaís Botelho Corrêa 1

CDJA: UM NOVO CAMPO DE ESTÁGIO EM SERVIÇO SOCIAL NO TJDFT Thaís Botelho Corrêa 1 CDJA: UM NOVO CAMPO DE ESTÁGIO EM SERVIÇO SOCIAL NO TJDFT Thaís Botelho Corrêa 1 O estágio supervisionado é o momento reservado para o aluno de graduação experimentar e exercitar a prática profissional

Leia mais

A RELAÇÃO ENTRE A GESTÃO ADOTADA NA ESCOLA E A CONSTRUÇÃO DO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO

A RELAÇÃO ENTRE A GESTÃO ADOTADA NA ESCOLA E A CONSTRUÇÃO DO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO A RELAÇÃO ENTRE A GESTÃO ADOTADA NA ESCOLA E A CONSTRUÇÃO DO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO Maribel Manfrim Rohden PUCPR Ana Maria Eyng PUCPR Este trabalho apresenta a reflexão desenvolvida num projeto de

Leia mais

METODOLOGIA PARA O DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO FINAL DE CURSO DE ENGENHARIA DE TELECOMUNICAÇÕES DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE

METODOLOGIA PARA O DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO FINAL DE CURSO DE ENGENHARIA DE TELECOMUNICAÇÕES DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE METODOLOGIA PARA O DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO FINAL DE CURSO DE ENGENHARIA DE TELECOMUNICAÇÕES DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE Adriana M. Tonini atonini@unibh.br Centro Universitário de Belo

Leia mais

e/ou o recorte dessa área sempre foi uma temática central para pensar a ação de formar profissionais. O professor universitário, historicamente,

e/ou o recorte dessa área sempre foi uma temática central para pensar a ação de formar profissionais. O professor universitário, historicamente, O COMPROMISSO DA UNIVERSIDADE NO EXERCÍCIO DA DOCÊNCIA BROILO, Cecília Luiza UNISINOS ceciliab@unisinos.br FAGUNDES, Maurício César UNISINOS mc.fagundes@terra.com.br GOMES, Marta Quintanilha UNISINOS martaqg@unisinos.br

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2015 2 1. Identificação Código 1.1 Disciplina: Pós estágio em Ensino de Física 0090168

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO FACEX EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA BOLSISTAS PIBID 2013 CAPES

CENTRO UNIVERSITÁRIO FACEX EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA BOLSISTAS PIBID 2013 CAPES EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA BOLSISTAS PIBID 2013 CAPES EDITAL Nº01/2014 A Coordenação Institucional do Programa PIBID/UNIFACEX, constituída pela Reitoria, torna público aos interessados que estarão

Leia mais

TÍTULO: O SERVIÇO SOCIAL NA ÁREA PRIVADA E A ELABORAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS

TÍTULO: O SERVIÇO SOCIAL NA ÁREA PRIVADA E A ELABORAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS TÍTULO: O SERVIÇO SOCIAL NA ÁREA PRIVADA E A ELABORAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: SERVIÇO SOCIAL INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO PRETO

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Smstr/2015 Ensin Técnic Códig: 0262 ETEC ANHANGUERA Municípi: Santana d Parnaíba Cmpnnt Curricular: Gstã Emprsarial Módul: 1 Eix Tcnlógic: Sgurança C. H. Smanal: 2,5 Habilitaçã

Leia mais