As pessoas primeiro. 10º Congresso da Manutenção Associação Portuguesa de Manutenção Industrial Figueira da Foz, 19 e 20 de Novembro de 2009

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "As pessoas primeiro. 10º Congresso da Manutenção Associação Portuguesa de Manutenção Industrial Figueira da Foz, 19 e 20 de Novembro de 2009"

Transcrição

1 Profitability Engineers, º Congresso da Manutenção Associação Portuguesa de Manutenção Industrial Figueira da Foz, 19 e 20 de Novembro de 2009 As pessoas primeiro A base para a eficiência

2 Pontos prévios......não vos vamos afogar em números e em gráficos incompreensíveis!...não vamos ofender os estimados praticantes da Manutenção ;...não vos vamos maçar com assuntos assim assim ;...nem queremos inventar uma nova ordem no mundo Industrial... 2

3 Estamos num mundo duro Necessitamos de lucros para sobreviver e prosperar Os mercados estão saturados O mercado está cada vez mais competitivo... Só os melhores conseguirão sobreviver Existe uma clara sobre-capacidade na maioria das indústrias As empresas tendem a funcionar de forma global e flexível Os países em desenvolvimento estão a melhorar e a aprender, cada vez mais depressa E ainda por cima, esta crise!!! 3

4 No mundo actual há dois tipos de empresas....as rápidas, e as mortas!

5 Instabilidade na mão-de-obra Ás vezes, por vezes, muitas vezes Recursos designados para o processo (ou a mais ou a menos); Falta de formação para a tarefa, função, posto de trabalho; As pessoas não se dão ( ó pá não nos damos!); Falta de métodos de documentação das tarefas, de formação das pessoas, ou de melhoria; Os supervisores/ encarregados/ team leaders / chefes de equipa não sabem como gerir as situações Continuamos a insistir na ideia do Erro humano ; Faz-se muita Engenharia de Piano, mas na prática 5

6 As ferramentas do Lean Production Melhoria Contínua TPM SMED Kanban Jidoka Poka-Yoke Gestão Visual Flexibilidade Heijunka KVP 2 /Kaizen Resolução de Problemas Operações 5S Standard Layouts Eficientes Redução de desperdícios Trabalho em equipa Value Stream Mapping / Análise da Cadeia de Valor 6

7 Mas será que chegam? Formação??? Mas já estamos fartos de lhes dar formação!!!! E quem é que trabalha? Ferramentas e métodos??? Pfffft! Mais???? E para que é que servem? Nada! Mas, são giras! Mas não servem para nada! Mas são giras... UUUUiiiiiiiiii... Outra vez? Mas isso aqui não dá! Mas nós até já temos SAP e Supermercados!!!! Cultura da empresa??? Ah, e tal... Isso são coisas lá dos japoneses! Pois é... Mas como é que vamos ensinar essas coisas? 7

8 Quando temos liberdade para escolher......imitamo-nos uns aos outros!

9 Mas as pessoas, não são máquinas 9

10 Gestão da mudança O êxito na implementação do Lean Production não é um problema técnico ou de ferramentas: Os princípios são simples; As ferramentas são simples; Os benefícios são tremendos e mensuráveis!!! A mudança é um problema das pessoas!!!!

11 Mas... e as pessoas??? Eu não acredito que seja fácil influenciar as pessoas, no Gemba, a mudar... Para as convencer a fazer kaizen, têm que as convencer e ajudá-las a compreender! E como é que as convencemos? Tem que haver lógica nos argumentos e, além disso, temos que estar confiantes que temos razão! 11

12 A filosofia... Operacionalizar uma filosofia é dar corpo à inteligência, à imaginação e à criatividade. [...] [...] Criar intenções e hábitos. Tornar consciente, e depois subconsciente, um conjunto de princípios, de forma a exponenciar naturalmente uma determinada forma de jogar. [actuar]. José Mourinho,

13 Competitividade e o Gemba Leadership TM Aqui entra o Gemba Leadership TM, o terreno em que vamos semear as sementes do Lean Production. Para ter uma boa colheita é necessário ter um bom solo -o conceito do Gemba Leadership TM pode ser entendido como a preparação do solo. As barreiras humanas são as mais difíceis de ultrapassar o Gemba Leadership TM, é um programa que prepara as pessoas para a mudança; Para lhes dar as ferramentas correctas para a aplicação do Lean Manufacturing/Lean Production, no terreno; Porque, na prática, mais importante do que só conhecer as ferramentas, é vital as pessoas perceberem as vantagens de as usar e quererem a mudança. 13

14 Gemba Leadership TM O programa Gemba Leadership foi desenvolvido à imagem do programa TWI [Training Within Industry], criado nos EUA nos anos 40, para apoiar o esforço da produção industrial para a 2.ª Guerra Mundial, tendo sido um sucesso sem precedentes: 86% das empresas aumentaram a produtividade em pelo menos 25% 55% reduziram os desperdícios em pelo menos 25% 100% reduziram as reclamações/ defeitos em mais de 25% 14

15 As origens do TWI Foi introduzido no Japão pelos EUA, nos anos 50, para ajudar a reconstrução industrial e económica no pós-guerra. Foi absorvido por grandes empresas, como a Toyota Concebido em tempo de guerra, o programa TWI tem provas dadas em termos de aumentos drásticos de produtividade e qualidade. Podem muito bem ser o melhor programa de treino de supervisores alguma vez criado. A TOYOTA utiliza estes métodos desde então, e os seus conteúdos estão praticamente inalterados desde

16 As origens do TWI Surgem assim 3 programas fundamentais de treino de supervisores 16

17 Job Instruction Ensina os supervisores a formar rapidamente os seus colaboradores, para que façam o seu trabalho correctamente, com segurança e conscienciosamente; Os supervisores são ensinados a detalhar as operações, passo-a-passo. O método realça a preparação do operador para a aprendizagem, a demonstração adequada da tarefa, identificação dos pontos-chave da tarefa, observar o operador durante o ensaio e oferecendo apoio e seguimento contínuos. 17

18 Job Methods Ensina os supervisores a melhorar a forma como as tarefas e as operações são executadas. O objectivo deste programa é ajudar a produzir maiores quantidades de produtos de qualidade, e em menos tempo, ao fazer uma melhor utilização dos recursos humanos, das máquinas e dos materiais já disponíveis. Os supervisores são ensinados a detalhar as tarefas e operações, passo-a-passo. Questionam todos os detalhes e desenvolvem novos métodos ao eliminar, combinar e reajustar as operações. 18

19 Job Relations Ensina os supervisores a criar relações de trabalho positivas com os seus colaboradores, a aumentar a cooperação e a motivação, e a resolver eficazmente os conflitos. Este módulo valoriza o facto que os colaboradores devem ser tratados como indivíduos. Os supervisores aprendem as bases para desenvolver e manter boas relações de trabalho e evitar que surjam conflitos entre os membros da equipa. 19

20 Job Relations Os princípios incluem: Dar um feedback construtivo, elogiar quando devido, informar (à priori) as pessoas sobre as mudanças que as irão afectar, fazer o melhor uso das capacidades de cada um, e obter a lealdade e cooperação dos colaboradores. Quando surjam problemas, ensina os supervisores a obter os factos, pesálos, tomar uma decisão, agir e verificar os resultados. 20

21 Factores de sucesso do Gemba Leadership TM Proporciona uma motivação extraordinária para a mudança os colaboradores querem mudar porque o seu trabalho se torna mais fácil e mais produtivo (parece uma contradição, mas este é um dos factores fundamentais do Lean Production ). Os métodos de melhoria são utilizados pelos colaboradores, no Gemba, resultando numa maior auto-responsabilização pela melhoria sistemática e sustentada, através da eliminação de desperdícios (que muitas vezes só são conhecidos por quem os sente, no dia-a-dia). Melhora a comunicação e o trabalho em equipa Os líderes são ensinados a gerir a equipa em função dos indicadores e resultados operacionais (da equipa ou célula de produção), em tempo real; a resolver problemas de forma rápida, lógica e eficaz, envolvendo as funções de suporte (manutenção, qualidade, engenharia) na procura das melhorias. 21

22 Factores de sucesso do Gemba Leadership TM Os métodos e ferramentas utilizados são simples e eficazes não só são aprendidos, como são lembrados e aplicados no dia-a-dia; O segredo é simples aprender, fazendo e aplicando nos seus postos de trabalho. A metodologia encoraja a participação e incentiva a apresentação de sugestões de melhoria resultando num desempenho operacional cada vez melhor e com reflexos na rentabilidade da empresa. Inclui o acompanhamento ao longo do tempo e Um dia na vida de um Gemba Leader que proporciona que a direcção experimente (e conheça) as dificuldades do dia-a-dia da produção e a alinhar a organização para a adição de valor. 22

23 Factores de sucesso do Gemba Leadership TM O Gemba Leadership TM encoraja as pessoas a pensar não lhes dá respostas específicas (não se lhes dá o peixe, ensina-lhes a pescar!). Com as ferramentas correctas qualquer colaborador pode resolver problemas e sugerir melhorias não é por acaso que a Toyota lhe chama o Thinking Production System [o sistema de produção que pensa]. O Gemba Leadership TM não se concentra apenas nos métodos e ferramentas a implementação é tudo as sugestões transformam-se em melhorias reais, mensuráveis e que fazem a diferença. 23

24 24 Quando Como Quem Onde 6 perguntas de ataque O quê Porquê

25 Porquê o Gemba Leadership TM? Tal como no futebol: O grau de coesão de uma equipa, aumenta com a melhoria da percepção, por todos os seus membros, de quais as tarefas e responsabilidades que lhes cabem no colectivo. José Mourinho 25

26 Programa típico Coaching Formação Dias de projecto 2 dias 2 dias 8 dias ½dia por participante 6 dias ½dia por participante 1 dia Fases 1 1a Preparação Workshop Gemba Masters Formação Gemba Leaders Coaching 3J s Formação Métodos Lean 5 6 Coaching Operacional Avaliação & Plano Desenvolvimento 26

27 Resultados [reais] após 6 meses Tangíveis Produtividade aumento de 30% Disponibilidade de equipamentos melhoria de 10% Bem à primeira melhoria de 6,5% (92% para 98%) Sucata & retrabalhos melhoria de 75% (8% para 2%) Stock em Linha (WIP) Redução do Stock médio de 3 semanas para 2 dias (redução de 87%) Sugestões 20x mais sugestões por mês (de 1 sugestão/mês para 20) 27

28 Mas é preciso dar o exemplo 28

29 Web: profitability.pt Profitability Engineers,

Portugal. Alemanha. França. Rússia. Holanda. Directivas Comunitárias. Fundada em 1978. UP - Serpins. UP - Serpins II

Portugal. Alemanha. França. Rússia. Holanda. Directivas Comunitárias. Fundada em 1978. UP - Serpins. UP - Serpins II EMPRESA FABRIL DE PRODUTOS ELÉCTRICOS, SA O Lean Lean na EFAPEL Carlos Ramos Gestão de Operações carlos.ramos@efapel.pt A EFAPEL no Mundo Exportamos para mais de 40 países da Europa,, Ásia, Europa Ásia,

Leia mais

Formação Interempresas 2015

Formação Interempresas 2015 Formação Interempresas 2015 1 1 Formação Interempresas 2015 As ferramentas e metodologias seleccionadas têm como objectivo apoiar as organizações a adquirir conhecimentos que lhes permitam eliminar os

Leia mais

Formação Interempresas 2015 2.º semestre

Formação Interempresas 2015 2.º semestre Formação Interempresas 2015 2.º semestre 1 1 Formação Interempresas 2015 As ferramentas e metodologias seleccionadas têm como objectivo apoiar as organizações a adquirir conhecimentos que lhes permitam

Leia mais

A Profitability Engineers

A Profitability Engineers CATÁLOGO DE FORMAÇÃO A Profitability Engineers Em Portugal desde 1999, a ProfitAbility Engineers é uma empresa de consultoria e formação, especializada na melhoria qualidade e da produtividade; Somos

Leia mais

As ferramentas e metodologias seleccionadas têm como objectivo apoiar as organizações a adquirir conhecimentos que lhes permitam eliminar os

As ferramentas e metodologias seleccionadas têm como objectivo apoiar as organizações a adquirir conhecimentos que lhes permitam eliminar os Formação Interempresas 2016 11 Formação Interempresas 2016 As ferramentas e metodologias seleccionadas têm como objectivo apoiar as organizações a adquirir conhecimentos que lhes permitam eliminar os desperdícios,

Leia mais

Profitability Engineers

Profitability Engineers Profitability Engineers Lean Experts 2015 Lean Experts É uma abordagem sistematizada de melhoria contínua, cujo âmbito está na procura metódica da melhoria dos processos através da redução de desperdícios

Leia mais

Profitability Engineers. 2.ª Edição de 2015

Profitability Engineers. 2.ª Edição de 2015 Profitability Engineers Lean Experts 2.ª Edição de 2015 Lean Experts É uma abordagem sistematizada de melhoria contínua, cujo âmbito está na procura metódica da melhoria dos processos através da redução

Leia mais

Considerações sobre a Parte I - Histórico e componentes do lean, 74

Considerações sobre a Parte I - Histórico e componentes do lean, 74 Sumário Prefácio, xi Introdução, 1 Parte I - HISTÓRICO E COMPONENTES DO LEAN, 5 1 Conceito Enxuto: das Origens à Consolidação, 6 As indústrias da produção em massa, 8 Crise na indústria automobilística

Leia mais

Profitability Engineers 1

Profitability Engineers 1 Profitability Engineers 1 Em Portugal desde 1999, a ProfitAbility Engineers é uma empresa de consultoria e formação, especializada na melhoria da eficácia [qualidade] e da eficiência [produtividade]; A

Leia mais

Preço da Venda. Custo operacional Preço de venda Melhoria

Preço da Venda. Custo operacional Preço de venda Melhoria Prof. Marcio Santos Antigamente Custo Operacional Preço da Venda Lucro Hoje Custo Operacional Preço de Mercado Lucro O mercado determina o preço! Custo operacional Preço de venda Lucro Melhoria Não me

Leia mais

Formação Interempresas 2014

Formação Interempresas 2014 Formação Interempresas 2014 Curso Métodos e Tempos Cronograma 2014 Formação Duração 1 Dia Preço/Participant e Contactar a APMI Data 19 de Setembro 2014 Six Sigma - ISO 31000:2009 - Gestão de Risco 1 Dia

Leia mais

DEFINIÇÃO DE LEAN MANUFACTURING

DEFINIÇÃO DE LEAN MANUFACTURING MANUFATURA ENXUTA DEFINIÇÃO DE LEAN MANUFACTURING A ORIGEM DA PALAVRA LEAN O termo LEAN foi cunhado originalmente no livro A Máquina que Mudou o Mundo de Womack, Jones e Roos, publicado nos EUA em 1990.

Leia mais

CATÁLOGO DE FORMAÇÃO ACTIO 2015

CATÁLOGO DE FORMAÇÃO ACTIO 2015 Catálogo de Formação ACTIO 2015 Lean - Nível Executivo Lean Production Executivo Manutenção Lean Executivo Six Sigma - Champion Lean - Nível Master Lean Production Master Manutenção Lean Master Lean nos

Leia mais

pense lean, seja ágil

pense lean, seja ágil COMUNIDADE LEAN THINKING Departamento de Formação, Coaching e Treino OFERTA FORMATIVA EM LEAN OPERATIONS MANAGEMENT pense lean, seja ágil 2013/15 www.cltservices.net PROPOSTA DE FORMAÇÃO E TREINO CLT SERVICES,

Leia mais

Portfólio de Treinamentos. Exo Excelência Operacional // 2014

Portfólio de Treinamentos. Exo Excelência Operacional // 2014 Portfólio de Treinamentos Exo Excelência Operacional // 2014 Treinamentos Exo Excelência Operacional A Exo Excelência Operacional traz para você e sua empresa treinamentos fundamentais para o desenvolvimento

Leia mais

SEMINÁRIO CENTIMFE KAIZEN JULHO 2011

SEMINÁRIO CENTIMFE KAIZEN JULHO 2011 SEMINÁRIO CENTIMFE JULHO 2011 are trademarks of the Institute Introdução ao Kaizen: Qual o significado? K A I Z E N Mudar Melhor K A I Z E N = Melhoria Contínua Todas as Pessoas (Everybody)! Todos os Dias

Leia mais

5S (good housekeeping) PROPOSTA DE FORMAÇÃO E TREINO CLT SERVICES, 2014/16

5S (good housekeeping) PROPOSTA DE FORMAÇÃO E TREINO CLT SERVICES, 2014/16 5S (good housekeeping) GL5S PROPOSTA DE FORMAÇÃO E TREINO CLT SERVICES, 2014/16 A Comunidade Lean Thinking (CLT Services) é uma organização que se destaca pela sua actividade de criação e transferência

Leia mais

O papel da gerência em um ambiente de manufatura lean. Gary Convis, Presidente, Toyota Motor Manufacturing de Kentucky

O papel da gerência em um ambiente de manufatura lean. Gary Convis, Presidente, Toyota Motor Manufacturing de Kentucky O papel da gerência em um ambiente de manufatura lean Gary Convis, Presidente, Toyota Motor Manufacturing de Kentucky Tradução: Diogo Kosaka Gostaria de compartilhar minha experiência pessoal como engenheiro

Leia mais

O Círculo de Kaizen para a sustentação do Lean. I. Círculo de Kaizen: objetivos, estrutura, vínculos com os negócios e benefícios

O Círculo de Kaizen para a sustentação do Lean. I. Círculo de Kaizen: objetivos, estrutura, vínculos com os negócios e benefícios O Círculo de Kaizen para a sustentação do Lean Marino Kishida* As empresas que iniciaram a jornada lean frequentemente empolgam-se com os ganhos iniciais de produtividade, produção, qualidade, redução

Leia mais

FORMAÇÃO PRÁTICA LEAN

FORMAÇÃO PRÁTICA LEAN TREINAMENTOS PRESENCIAIS PRÁTICOS FORMAÇÃO PRÁTICA LEAN Oportunidade ideal para gerar resultados reais na sua carreira e empresa. Capacitação com implementação prática de projeto KPO Fevereiro 2016 Informações

Leia mais

Trabalho padrão do líder: uma das chaves para sustentar os ganhos de desempenho. Joe Murli

Trabalho padrão do líder: uma das chaves para sustentar os ganhos de desempenho. Joe Murli Trabalho padrão do líder: uma das chaves para sustentar os ganhos de desempenho Joe Murli O trabalho padrão do líder, incluindo o comportamento de liderança lean, é um elemento integral de um sistema de

Leia mais

APRESENTAÇÃO. www.get-pt.com 1

APRESENTAÇÃO. www.get-pt.com 1 APRESENTAÇÃO www.get-pt.com 1 -2- CULTURA GET -1- A nossa Visão Acreditamos que o elemento crítico para a obtenção de resultados superiores são as Pessoas. A nossa Missão A nossa missão é ajudar a melhorar

Leia mais

Ciclo de Formação e Treino em Manutenção e TPM

Ciclo de Formação e Treino em Manutenção e TPM Manutenção e A MANUTENÇÃO O PILAR ESSENCIAL DOS SISTEMAS PRODUTIVOS Não seria excelente se existisse um sistema de manutenção que reparasse o seu equipamento antes de ele avariar? Sim, pois quando os equipamentos

Leia mais

Lean nos serviços - um caso prático. (Aplicação da filosofia Lean numa empresa de serviços)

Lean nos serviços - um caso prático. (Aplicação da filosofia Lean numa empresa de serviços) Lean nos serviços - um caso prático (Aplicação da filosofia Lean numa empresa de serviços) Palavras-chave Lean nos serviços, Ferramentas Lean, 5S, VSM Resumo Num mercado cada vez mais competitivo, é imperativo

Leia mais

T&E Tendências & Estratégia

T&E Tendências & Estratégia FUTURE TRENDS T&E Tendências & Estratégia Newsletter número 1 Março 2003 TEMA deste número: Desenvolvimento e Gestão de Competências EDITORIAL A newsletter Tendências & Estratégia pretende ser um veículo

Leia mais

Gestão visual e Manutenção

Gestão visual e Manutenção 10º Congresso da Manutenção Associação Portuguesa de Manutenção Industrial Figueira da Foz, 19 e 20 de Novembro de 2009 Gestão visual e Manutenção Não é fácil gerir tanta informação 2 Tem a certeza? Os

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL Entrevista com Eng.º Victor Sá Carneiro N uma época de grandes transformações na economia dos países, em que a temática do Empreendedorismo assume uma grande relevância

Leia mais

processos de qualidade como um todo. Este conceito, muitas vezes como parte de uma iniciativa mais ampla "gestão enxuta", muitas organizações abraçam

processos de qualidade como um todo. Este conceito, muitas vezes como parte de uma iniciativa mais ampla gestão enxuta, muitas organizações abraçam 2 1 FILOSOFIA KAIZEN Segundo IMAI, MASAAKI (1996) KAIZEN é uma palavra japonesa que traduzida significa melhoria continua, que colabora em melhorias sequenciais na empresa como um todo, envolvendo todos

Leia mais

ajfa@dem.isel.ipl.pt Seminário - Manutenção e Gestão Lean Auditório da Sede da Ordem dos Engenheiros, Lisboa 9 de Novembro de 2011

ajfa@dem.isel.ipl.pt Seminário - Manutenção e Gestão Lean Auditório da Sede da Ordem dos Engenheiros, Lisboa 9 de Novembro de 2011 O Papel da Cultura Lean no Contexto Actual António Abreu ajfa@dem.isel.ipl.pt Seminário - Manutenção e Gestão Lean Auditório da Sede da Ordem dos Engenheiros, Lisboa 9 de Novembro de 2011 Sumário i. O

Leia mais

Gestão da Produção - Optimizar a produção através do LEAN

Gestão da Produção - Optimizar a produção através do LEAN Gestão da Produção - Optimizar a produção através do LEAN Introdução Lean é uma filosofia de produção nascida após a segunda guerra mundial no sector automóvel com intuito de optimizar o sistema de produção.

Leia mais

Coach / Coach Treinador

Coach / Coach Treinador Coach / Coach Treinador Um Processo de Autodescoberta / Descoberta Guiada Isabel Lourenço e Maria João Martins Psicólogas e Coaches Objetivos e Programa Objetivo: Caracterizar e identificar as diferenças

Leia mais

LEAN-CURSOS E WORKSHOPS Cursos otimizados para as necessidades do Cliente Cursos Padrão Workshops de Capacitação

LEAN-CURSOS E WORKSHOPS Cursos otimizados para as necessidades do Cliente Cursos Padrão Workshops de Capacitação LEAN-CURSOS E WORKSHOPS Cursos otimizados para as necessidades do Cliente Cursos Padrão Workshops de Capacitação Serviços : Cursos e workshops especialmente criados para capacitar a sua organização no

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING CENÁRIO E TENDÊNCIAS DOS NEGÓCIOS 8 h As mudanças do mundo econômico e as tendências da sociedade contemporânea.

Leia mais

LEAN OFFICE - ELIMINANDO OS DESPERDÍCIOS NAS ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS

LEAN OFFICE - ELIMINANDO OS DESPERDÍCIOS NAS ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS LEAN OFFICE - ELIMINANDO OS DESPERDÍCIOS NAS ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS 1. Por que adotar o Lean Office? Parabéns! Você já conseguiu estabelecer o fluxo contínuo em suas atividades do chão de fábrica.

Leia mais

GembaConsulting. Aumentamos a LUCRATIVIDADE e COMPETITIVIDADE. de nossos clientes

GembaConsulting. Aumentamos a LUCRATIVIDADE e COMPETITIVIDADE. de nossos clientes Aumentamos a LUCRATIVIDADE e COMPETITIVIDADE de nossos clientes Atuação em todos os processos e atividades industriais ou administrativas que ocorrem entre a realização do pedido e a entrega do produto

Leia mais

Que Liderança hoje? A Transformação acontece aqui e agora o que permanecerá? Mentoring, Tutoring, Coaching A Inteligência Emocional

Que Liderança hoje? A Transformação acontece aqui e agora o que permanecerá? Mentoring, Tutoring, Coaching A Inteligência Emocional Que Liderança hoje? A Transformação acontece aqui e agora o que permanecerá? Mentoring, Tutoring, Coaching A Inteligência Emocional Estamos numa encruzilhada Não é a falta de saídas que é problemática,

Leia mais

Excelência Operacional

Excelência Operacional Excelência Operacional Inter-relação entre Lean Manufacturing e TPM ( Total Productive Management) Paulo Yida - Diretor Solving Efeso America do Sul Renato Cosloski Iamondi Consultor Senior Solving Efeso

Leia mais

TPM no Coração do Lean Autor: Art Smalley. Tradução: Odier Araújo.

TPM no Coração do Lean Autor: Art Smalley. Tradução: Odier Araújo. TPM no Coração do Lean Autor: Art Smalley. Tradução: Odier Araújo. A Manutenção Produtiva Total (TPM) tem sido uma ferramenta muito importante para os setores de manufatura intensivos em equipamentos.

Leia mais

Lean manufacturing ou Toyotismo

Lean manufacturing ou Toyotismo ou Toyotismo Gestão da Qualidade Resultados impressionantes 1 Trimestre 2007 Toyota supera GM como líder mundial em vendas Vendas Mundiais 1º Trimestre Nº Carros Toyota 2.348.000 GM 2.260.000 2007 termina

Leia mais

Metodologia Simplificada de. Melhoria Contínua. Portal Fox

Metodologia Simplificada de. Melhoria Contínua. Portal Fox Metodologia Simplificada de Melhoria Contínua 2012 Portal Fox Metodologia de Melhoria Contínua Apresentaremos a seguir um método simplificado de melhoria contínua, onde o objetivo principal é tornar os

Leia mais

LEAN MANUFACTURING FERRAMENTAS E APLICAÇÕES EM PROCESSOS PRODUTIVOS E TRANSACIONAIS

LEAN MANUFACTURING FERRAMENTAS E APLICAÇÕES EM PROCESSOS PRODUTIVOS E TRANSACIONAIS LEAN MANUFACTURING FERRAMENTAS E APLICAÇÕES EM PROCESSOS PRODUTIVOS E TRANSACIONAIS Semana LIAG Limeira: 09/05/2011 1 Apresentação Palestrante: José Augusto Buck Marcos Engenheiro com formação e especialização

Leia mais

ABR/MAI.2015 WORKSHOPS TEMÁTICOS

ABR/MAI.2015 WORKSHOPS TEMÁTICOS ABR/MAI.2015 TEMÁTICOS REGIÃO CENTRO ÁREA INOVAÇÃO NP4457:2007 SENSIBILIZAÇÃO E CASOS DE SUCESSO No final da sessão os participantes deverão estar aptos a: Alinhar a Estratégia de negócio incorporando

Leia mais

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LI ESTAMOS PASSANDO PELA MAIOR TRANSFORMAÇÃO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE. VALORIZAR PESSOAS

Leia mais

Sales Coaching Melhorar o Desempenho

Sales Coaching Melhorar o Desempenho Sales Coaching Melhorar o Desempenho SALES COACHING O que traz de novo? Um componente chave na gestão das pessoas, é ajudá-las a formar as suas capacidades e desenvolver as suas potencialidades. Uma forma

Leia mais

Ajudamos a (sua) empresa a crescer.

Ajudamos a (sua) empresa a crescer. CONSULTORIA Ajudamos a (sua) empresa a crescer. O QUE FAZEMOS SISTEMAS DE GESTÃO GESTÃO DA PRODUÇÃO E DAS PRODUÇÕES PRODUTIVIDADE E INOVAÇÃO INTERNACIONALIZAÇÃO PROJECOS DE INVESTIMENTO E INCENTIVOS

Leia mais

sistema de gestão do desempenho e potencial Directório de Competências e de Perfis Profissionais

sistema de gestão do desempenho e potencial Directório de Competências e de Perfis Profissionais SGDP sistema de gestão do desempenho e potencial :: Directório de Competências e de Perfis Profissionais :: Directório de Competências e de Perfis Profissionais ÍNDICE Competências Inovação e Criatividade

Leia mais

ACADEMY ACADEMY. Leanop 2010 all rights reserved Leanop 2010 todos os direitos reservados

ACADEMY ACADEMY. Leanop 2010 all rights reserved Leanop 2010 todos os direitos reservados ACADEMY ACADEMY Índice O que fazemos Formações disponíveis Alinhamento Fluxo TQM TPM Gestão da Rotina Lean Office Competências Cursos 2 3 4 12 21 25 33 41 46 47 2 O que fazemos Aceleramos a transferência

Leia mais

Toyota Way. FDEABrandão. (Fonte de Força Competitiva da Toyota) Antes de você dizer que não consegue fazer alguma coisa, experimente!

Toyota Way. FDEABrandão. (Fonte de Força Competitiva da Toyota) Antes de você dizer que não consegue fazer alguma coisa, experimente! (Fonte de Força Competitiva da Toyota) Antes de você dizer que não consegue fazer alguma coisa, experimente! Sakichi Toyoda - Fundador do grupo TOYOTA. (Fonte de Força Competitiva da Toyota) O é um Ideal,

Leia mais

Lean manufacturing ou Toyotismo. Lean manufacturing

Lean manufacturing ou Toyotismo. Lean manufacturing ou Toyotismo Resultados impressionantes 1 Trimestre 2007 Toyota supera GM como líder mundial em vendas Vendas Mundiais 1º Trimestre Nº Carros Toyota 2.348.000 GM 2.260.000 2007 termina empatado tecnicamente

Leia mais

Apresentações Impactantes e Atractivas! 28 de Abril

Apresentações Impactantes e Atractivas! 28 de Abril EXPRESS SESSIONS CURTAS, EXPERIENCIAIS ENERGIZANTES! As Express Sessions são cursos intensivos (120 minutos) e altamente práticos e experienciais, focados em competências comportamentais específicas, desenvolvidos

Leia mais

INTRODUÇÃO objectivo

INTRODUÇÃO objectivo INTRODUÇÃO O tema central deste trabalho é o sistema de produção just-in-time ou JIT. Ao falarmos de just-in-time surge de imediato a ideia de produção sem stocks, inventários ao nível de zero, produção

Leia mais

PROGRAMA LIDERANÇA E FUTURO

PROGRAMA LIDERANÇA E FUTURO PROGRAMA Desenvolvido por: Isabel Maria Jorge de Melo - meloimster@gmail.com tel: + 351 916119487 Paula de Matos Castilho Borges - pcastilhoborges@gmail.com tel: + 351 919678828 1 1. Situação de Partida

Leia mais

Formação 2010. Nov. TQM (Total Quality Management)

Formação 2010. Nov. TQM (Total Quality Management) ACADEMY Nº máx. inscritos: 15 Nº máx. inscritos : 15 Nº máx. inscritos: 15 Formação 2010 07 Jul. TQM (Total Quality Management) Resolução de Problemas Conteúdos: (Duração: 8h) -Transformar problemas em

Leia mais

Liderança Estratégica

Liderança Estratégica Liderança Estratégica A título de preparação individual e antecipada para a palestra sobre o tema de Liderança Estratégica, sugere-se a leitura dos textos indicados a seguir. O PAPEL DE COACHING NA AUTO-RENOVAÇÃO

Leia mais

LEARNING MENTOR. Leonardo da Vinci DE/09/LLP-LdV/TOI/147 219. Perfil do Learning Mentor. Módulos da acção de formação

LEARNING MENTOR. Leonardo da Vinci DE/09/LLP-LdV/TOI/147 219. Perfil do Learning Mentor. Módulos da acção de formação LEARNING MENTOR Leonardo da Vinci DE/09/LLP-LdV/TOI/147 219 Perfil do Learning Mentor Módulos da acção de formação 0. Pré-requisitos para um Learning Mentor 1. O papel e a função que um Learning Mentor

Leia mais

(LOQ4208) Processos da Indústria de Serviços 05 Lean Office

(LOQ4208) Processos da Indústria de Serviços 05 Lean Office Processos da Indústria de Serviços (LOQ4208) 5 Lean Office Isto não é... LEAN OFFICE 1 Aqui parece ser... LEAN OFFICE Lean Thinking: Os 5 Princípios Fundamentais 1. Definir o que é VALOR sob a ótica do

Leia mais

O DESAFIO DOS EXECUTIVOS

O DESAFIO DOS EXECUTIVOS COACHING EXECUTIVO O DESAFIO DOS EXECUTIVOS Os executivos das empresas estão sujeitos a pressões crescentes para entregarem mais e melhores resultados, liderando as suas organizações através de mudanças

Leia mais

Colaborações em ambientes online predispõem a criação de comunidades de

Colaborações em ambientes online predispõem a criação de comunidades de Ficha de Leitura Tipo de documento: Artigo Título: Colaboração em Ambientes Online na Resolução de Tarefas de Aprendizagem Autor: Miranda Luísa, Morais Carlos, Dias Paulo Assunto/Sinopse/Resenha: Neste

Leia mais

KANBAN. Kanban. Just in Time. Desperdícios. A Simplicidade no Controle das Operações

KANBAN. Kanban. Just in Time. Desperdícios. A Simplicidade no Controle das Operações KANBAN Kanban A Simplicidade no Controle das Operações Desmistificando JIT e Kanban; O Problema dos altos estoques; O Sistema MRP Os desperdícios 1 2 Just in Time Desperdícios A Filosofia Just in Time

Leia mais

Lean Management. Lean Process Industries. Lean Manufacturing. Lean Maintenance Lean Services Lean Healthcare

Lean Management. Lean Process Industries. Lean Manufacturing. Lean Maintenance Lean Services Lean Healthcare Lean Management Lean Manufacturing Lean Process Industries Lean Maintenance Lean Services Lean Healthcare 1 Cultura Lean Management CONSULTORIA PORQUÊ? Para sustentar e fortalecer as actividades de melhoria

Leia mais

B U S I N E S S I M P R O V E M E N T

B U S I N E S S I M P R O V E M E N T BUSINESS IMPROVEMENT A I N D E V E QUEM É A Indeve é uma empresa especializada em Business Improvement, composta por consultores com uma vasta experiência e com um grande conhecimento do mundo empresarial

Leia mais

Simulação e Lean Manufacturing

Simulação e Lean Manufacturing Capítulo 2 Simulação e Lean Manufacturing Neste capítulo é feita uma breve introdução a dois temas centrais neste trabalho: simulação e Lean Manufacturing, ou simplesmente Lean. Sobre o primeiro destes

Leia mais

Euclides Coimbra Managing Director, Kaizen Institute Iberia

Euclides Coimbra Managing Director, Kaizen Institute Iberia KAIZEN COLLEGE A Melhoria Contínua (também designada de Excelência no Negócio) é hoje em dia parte da estratégia das melhores empresas mundiais e, quando corretamente aplicada, gera excelentes resultados

Leia mais

JOGO DE NEGÓCIO SIMULADOR DOS EFEITOS POSITIVOS DA APLICAÇÃO DAS FERRAMENTAS LEAN PARA FUNCIONÁRIOS OPERACIONAIS E LIDERANÇAS DO CHÃO DE FÁBRICA

JOGO DE NEGÓCIO SIMULADOR DOS EFEITOS POSITIVOS DA APLICAÇÃO DAS FERRAMENTAS LEAN PARA FUNCIONÁRIOS OPERACIONAIS E LIDERANÇAS DO CHÃO DE FÁBRICA JOGO DE NEGÓCIO SIMULADOR DOS EFEITOS POSITIVOS DA APLICAÇÃO DAS FERRAMENTAS LEAN PARA FUNCIONÁRIOS OPERACIONAIS E LIDERANÇAS DO CHÃO DE FÁBRICA Gece Wallace Santos Reno (UFSCar) gece.reno@uol.com.br Carolina

Leia mais

21 Mandamentos do Grandes Ideias

21 Mandamentos do Grandes Ideias 21 Mandamentos do Grandes Ideias 21 Mandamentos do Grandes Ideias Ideias simples mas que fazem toda a diferença na motivação dos nossos alunos!! 1. Conhecer os alunos e fazê-los sentirem-se amados pela

Leia mais

Sistemas de Gestão da Qualidade

Sistemas de Gestão da Qualidade Sistemas de estão da Qualidade Transparências de apoio à disciplina de estão da Qualidade rupo de ontrolo e estão Normas de arantia da Qualidade Historicamente Imposição dos grandes compradores e detentores

Leia mais

Marketing e Comunicação Interna

Marketing e Comunicação Interna Marketing e Comunicação Interna Mestrado em Gestão e Desenvolvimento de RH 2º Semestre Cristina Mouta 2 Conteúdo Programático 2. Marketing interno 2.1. Conceito 2.2. Teorias e ferramentas do Marketing

Leia mais

COMPETÊNCIAS CHAVE PARA O EMPREENDEDORISMO

COMPETÊNCIAS CHAVE PARA O EMPREENDEDORISMO COMPETÊNCIAS CHAVE PARA O EMPREENDEDORISMO DEFINIÇÕES OPERACIONAIS E INDICADORES COMPORTAMENTAIS Pag. 1 Elaborada por Central Business Abril 2006 para o ABRIL/2006 2 COMPETÊNCIAS CHAVE PARA O EMPREENDEDORISMO

Leia mais

Lean Management Eng. Eduardo Martins Vila Nova de Gaia, 5, 6, 12, 13 e 19 de Dezembro de 2014

Lean Management Eng. Eduardo Martins Vila Nova de Gaia, 5, 6, 12, 13 e 19 de Dezembro de 2014 Lean Management Eng. Eduardo Martins Vila Nova de Gaia, 5, 6, 12, 13 e 19 de Dezembro de 2014 Introdução O pensamento Lean introduz uma mudança de paradigma na forma como produzimos e entregamos valor

Leia mais

TPM. José Pedro A. R. Silva

TPM. José Pedro A. R. Silva CICLOS DE FORMAÇÃO EMPRESARIAL Metodologias Avançadas para a Indústria e Serviços TPM José Pedro A. R. Silva 1 CICLOS DE FORMAÇÃO EMPRESARIAL Ciclo de formação e treino em Lean TPM Ciclo de formação e

Leia mais

1. Liderança: é melhor ser o primeiro do que ser o melhor. Nós sempre lembramos do primeiro que fez alguma coisa.

1. Liderança: é melhor ser o primeiro do que ser o melhor. Nós sempre lembramos do primeiro que fez alguma coisa. Autor: Al Ries 1. Liderança: é melhor ser o primeiro do que ser o melhor. Nós sempre lembramos do primeiro que fez alguma coisa. - Se uma marca for líder em qualquer categoria, sempre será líder na mente

Leia mais

Gestão do Conhecimento

Gestão do Conhecimento Gestão do Conhecimento Como mensurar resultados da Gestão do Conhecimento Atualmente, o que mais agrega valor... Os valores intangíveis que agregam valor a maioria dos produtos e serviços são baseados

Leia mais

Introdução ao Lean Manufacturing. Dário Spinola

Introdução ao Lean Manufacturing. Dário Spinola Introdução ao Lean Manufacturing Dário Spinola Dário Uriel P. Spinola Sócio da Táktica Consultoria em Manufatura MBA em Conhecimento, Tecnologia e Inovação pela FIA/FEA USP Mestrando e Engenheiro de Produção

Leia mais

Realidade Empresarial,Globalização da Informação e Segurança

Realidade Empresarial,Globalização da Informação e Segurança Culture OnLine, 5-7.6 Realidade Empresarial,Globalização da Informação e Segurança Peering down the Wormhole Dr. Susan Hazan Filomena Pedroso Realidade Empresarial em Portugal Incerteza nos mercados recomenda

Leia mais

DESENVOLVER E GERIR COMPETÊNCIAS EM CONTEXTO DE MUDANÇA (Publicado na Revista Hotéis de Portugal Julho/Agosto 2004)

DESENVOLVER E GERIR COMPETÊNCIAS EM CONTEXTO DE MUDANÇA (Publicado na Revista Hotéis de Portugal Julho/Agosto 2004) DESENVOLVER E GERIR COMPETÊNCIAS EM CONTEXTO DE MUDANÇA (Publicado na Revista Hotéis de Portugal Julho/Agosto 2004) por Mónica Montenegro, Coordenadora da área de Recursos Humanos do MBA em Hotelaria e

Leia mais

Euclides Coimbra Managing Director, Kaizen Institute Iberia

Euclides Coimbra Managing Director, Kaizen Institute Iberia Kaizen College 015 A Melhoria Contínua (também designada de Excelência no Negócio) é hoje em dia parte da estratégia das melhores empresas mundiais e, quando corretamente aplicada, gera excelentes resultados

Leia mais

TREINAMENTOS PRESENCIAIS PRÁTICOS PROGRAMAÇÃO CURSOS. Formação prática em ferramentas essenciais para a. redução de desperdícios.

TREINAMENTOS PRESENCIAIS PRÁTICOS PROGRAMAÇÃO CURSOS. Formação prática em ferramentas essenciais para a. redução de desperdícios. TREINAMENTOS PRESENCIAIS PRÁTICOS PROGRAMAÇÃO 2016 CURSOS Formação prática em ferramentas essenciais para a melhoria dos processos e redução de desperdícios. Desenvolvimento de 1 Pessoas Propósito é o

Leia mais

Tecnologia da Informação: Otimizando Produtividade e Manutenção Industrial

Tecnologia da Informação: Otimizando Produtividade e Manutenção Industrial Tecnologia da Informação: Otimizando Produtividade e Manutenção Industrial Por Christian Vieira, engenheiro de aplicações para a América Latina da GE Fanuc Intelligent Platforms, unidade da GE Enterprise

Leia mais

Senhor Presidente. Senhoras e Senhores Deputados. Senhoras e Senhores Membros do Governo

Senhor Presidente. Senhoras e Senhores Deputados. Senhoras e Senhores Membros do Governo Senhor Presidente Senhoras e Senhores Deputados Senhoras e Senhores Membros do Governo O actual momento de crise internacional que o mundo atravessa e que, obviamente, afecta a nossa Região, coloca às

Leia mais

LIFE - CYCLE, TARGET AND KAIZEN COSTING

LIFE - CYCLE, TARGET AND KAIZEN COSTING LIFE - CYCLE, TARGET AND KAIZEN COSTING NOVAS TENDÊNCIAS DE CONTABILIDADE DE GESTÃO MESTRADO CONTABILIDADE E FINANÇAS 2009/2010 1 Introdução Actualmente, com a transformação de uma economia localizada

Leia mais

O guia do profissional de Recursos Humanos. Como melhorar o desenvolvimento da equipe

O guia do profissional de Recursos Humanos. Como melhorar o desenvolvimento da equipe O guia do profissional de Recursos Humanos Como melhorar o desenvolvimento da equipe 1 Introdução 03 Conhecendo as dores do seu time 05 Investir nos colaboradores! 08 Estabelecendo metas 11 A meditação

Leia mais

Transferência da Aprendizagem conduz a resultados sustentados Optimização da Formação em 186%

Transferência da Aprendizagem conduz a resultados sustentados Optimização da Formação em 186% Transferência da Aprendizagem conduz a resultados sustentados Optimização da Formação em 186% Resumo do Estudo Para efeitos deste estudo, analisámos 32 pesquisas que comparam o impacto da formação isolada

Leia mais

Como Eu Começo meu A3?

Como Eu Começo meu A3? Como Eu Começo meu A3? David Verble O pensamento A3 é um pensamento lento. Você está tendo problemas para começar seu A3? Quando ministro treinamentos sobre o pensamento, criação e uso do A3, este assunto

Leia mais

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Avaliação de: Sr. Antônio Modelo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Especialistas The Inner

Leia mais

Auto-formação para colaboradores

Auto-formação para colaboradores Formação e familiarização directa com o posto de trabalho é, muitas vezes, da responsabilidade da organização. Para uma organização eficaz desta tarefa, o instrutor/tutor necessita não só do conhecimento

Leia mais

LEAN PRODUCTION Produção Magra. Processo Criativo. Instituto Superior de Educação e Ciências

LEAN PRODUCTION Produção Magra. Processo Criativo. Instituto Superior de Educação e Ciências Instituto Superior de Educação e Ciências LEAN PRODUCTION Produção Magra Processo Criativo Ana Celina Militão da Silva 4ª Edição - Mestrado em Tecnologias Gráficas Gestão da Produção Gráfica Junho de 2012

Leia mais

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO.

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Workshop para empreendedores e empresários do Paranoá DF. SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Dias 06 e 13 de Dezembro Hotel Bela Vista Paranoá Das 08:00 às 18:00 horas Finanças: Aprenda a controlar

Leia mais

ATENDIMENTO AO CLIENTE

ATENDIMENTO AO CLIENTE ATENDIMENTO AO CLIENTE 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 PROBLEMAS PARA CLIENTES SÃO PROVOCADOS POR: PROPRIETÁRIOS GERENTES SUPERVISORES SINTOMAS DE MAU ATENDIMENTO VOCÊ PODE TER CERTEZA

Leia mais

Coaching Para a EXCELÊNCIA

Coaching Para a EXCELÊNCIA Coaching Para a EXCELÊNCIA António Santos António Santos Coaching ferramenta que permite elevar o nível de lucidez Mudanças que alargam horizontes. COACHING para a EXCELÊNCIA Mudanças que alargam horizontes.

Leia mais

Perguntas mais frequentes

Perguntas mais frequentes Perguntas mais frequentes Sucesso ao Alcance de Todos Pág: 1 de 8 Índice 1. Que posso conseguir com esta oportunidade?...3 2. Tenho de ter exclusividade?...3 3. Será que funciona? Será um negócio de futuro?...4

Leia mais

AVALIAÇÃO: Teste escrito

AVALIAÇÃO: Teste escrito Aulas de Ciências do Comportamento 24 Novembro (quarta) Introdução à Psic. Desporto Conhecimento do atleta Motivação 3 Dezembro (quarta) Comunicação e aprendizagem Auto-confiança Formulação de objectivos

Leia mais

A percepção da responsabilidade social em Portugal

A percepção da responsabilidade social em Portugal A percepção da responsabilidade social em Portugal Estudo concebido pela Sair da Casca e realizado pela Multivária entre Julho de 2003 e Janeiro de 2004 _ Índice _ Introdução.............................................................

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE NECESSIDADES DE FORMAÇÃO EM ESTABELECIMENTOS PRISIONAIS

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE NECESSIDADES DE FORMAÇÃO EM ESTABELECIMENTOS PRISIONAIS QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE NECESSIDADES DE FORMAÇÃO EM ESTABELECIMENTOS PRISIONAIS Dados sócio-demográficos: Género: F M Idade:... (anos) Escolaridade: Ensino Secundário Licenciatura Mestrado Doutoramento

Leia mais

O Processo De Melhoria Contínua

O Processo De Melhoria Contínua O Processo De Melhoria Contínua Não existe mais dúvida para ninguém que a abertura dos mercados e a consciência da importância da preservação do meio ambiente e a se transformaram em competitividade para

Leia mais

A Profitability Engineers organiza com a Heliflex, nas suas instalações em Aveiro, um conjunto de acções de formação com especial enfoque nas

A Profitability Engineers organiza com a Heliflex, nas suas instalações em Aveiro, um conjunto de acções de formação com especial enfoque nas Formação Interempresas Aveiro 2.º Semestre 2015 1 1 Formação Interempresas 2015 - Aveiro A Profitability Engineers organiza com a Heliflex, nas suas instalações em Aveiro, um conjunto de acções de formação

Leia mais

#CRIESEUCAMINHO AULA 1 - EXERCÍCIOS DE REFLEXÃO MEDO DE MUDAR VONTADE DE MUDAR

#CRIESEUCAMINHO AULA 1 - EXERCÍCIOS DE REFLEXÃO MEDO DE MUDAR VONTADE DE MUDAR CRIE SEU CAMINHO AULA 1 - EXERCÍCIOS DE REFLEXÃO Na primeira aula do curso introdutório do Programa Crie seu Caminho, você pôde compreender a origem da dor que se manifesta em todas as pessoas que desejam

Leia mais

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas. Módulo: Administração de Materiais. Profª Neuza

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas. Módulo: Administração de Materiais. Profª Neuza FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo: Administração de Materiais Profª Neuza AULA ANTERIOR: Compras O que é??? É uma atividade de aquisição que visa garantir o abastecimento da empresa

Leia mais

OS NOVOS PARADIGMAS DA FORMAÇÃO CONTINUADA: DA EDUCAÇÃO BÁSICA À PÓSGRADUAÇÃO

OS NOVOS PARADIGMAS DA FORMAÇÃO CONTINUADA: DA EDUCAÇÃO BÁSICA À PÓSGRADUAÇÃO OS NOVOS PARADIGMAS DA FORMAÇÃO CONTINUADA: DA EDUCAÇÃO BÁSICA À PÓSGRADUAÇÃO Profa. Drª. Ana Maria Maranhão 1 Resumo: A tecnologia da Informação e de modo específico o computador, oferece as diferentes

Leia mais

A leitura, um bem essencial

A leitura, um bem essencial A leitura, um bem essencial A leitura, um bem essencial A leitura é uma competência básica que todas as pessoas devem adquirir para conseguirem lidar de forma natural com a palavra escrita. Mas aprender

Leia mais

IMPACTOS Agudos / de Momento e Crónicos / Constantes.

IMPACTOS Agudos / de Momento e Crónicos / Constantes. Wash Scoring (Limpar a Pontuação) por Tom Tait (treinador de Voleibol dos EUA Penn State University e ex-adjunto das Selecções Sénior Masculinas; USA All-Time Great Coach Award) UM POUCO DE HISTÓRIA Em

Leia mais