Participação política na internet: o caso do website Vote na web

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Participação política na internet: o caso do website Vote na web"

Transcrição

1 Participação política na internet: o caso do website Vote na web Lívia Cadete da Silva 1 Lucas Arantes Zanetti 2 Orientadora: Caroline Kraus Luvizotto 3 Universidade Estadual Paulista, Bauru, SP RESUMO O projeto busca fazer uma análise das ferramentas online que contribuem para o participação e deliberação na internet. Com os avanços da estrutura da Web e a expansão dos seus instrumentos de conectividade, a internet revelou ser um aparato tecnológico que permite a comunicação dos atores sociais no processo de criação, organização e disseminação de suas demandas políticas e sociais. Neste sentido, este estudo analisa como as ferramentas da web 2.0 potencializam a participação e a deliberação na internet. A análise se concentra no website Votenaweb, um espaço que possui uma estrutura de rede para disseminar informação e discussão coletiva a respeito dos projetos de lei que tramitam no congresso nacional. PALAVRA-CHAVES: Participação politica; Cidadania; Internet; Vote na web. INTRODUÇÃO Criada durante a década de 70, o que nós conhecemos atualmente como internet nasceu durante a Guerra Fria como uma plataforma simples de troca de mensagens para manter a comunicação entre as bases militares. Hoje a internet é uma estrutura capaz de facilitar a propagação de informação e colaboração mundial independentemente da localização geográfica (ALMEIDA, 2005). O crescente número de usuários resultou em uma grande demanda por melhorias nas ferramentas da web. A empresa O Reilly s Media e CMP lançou uma conferência que mostrava para onde essas inovações apontavam. Assim, nasceu uma nova era online chamada de Web 2.0: Web 2.0 é um conjunto de tendências econômicas, sociais e tecnológicas que coletivamente formam a base para a próxima geração da Internet - a médio mais maduro, distintivo caracterizado pela participação do usuário, abertura e efeitos de rede (MUSSER, O REILLY, 2007, p. 5). 1 Graduanda em Comunicação Social Jornalismo na Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da Unesp Universidade Estadual Paulista, Campus de Bauru. Bolsista de Iniciação Científica Primeiros Projetos PROPe/UNESP. Membro do Grupo de Pesquisa Mídia e Sociedade (UNESP), 2 Graduando em Comunicação Social Jornalismo na Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da Unesp Universidade Estadual Paulista, Campus de Bauru. Bolsista de Iniciação Científica PIBIC/CNPq. Membro do Grupo de Pesquisa Mídia e Sociedade (UNESP), 3 Socióloga, doutora em Ciências Sociais, docente do Programa de Pós-graduação em Comunicação da Unesp Universidade Estadual Paulista, Campus de Bauru. Pesquisadora do Grupo de Pesquisa Mídia e Sociedade (UNESP),

2 A segunda geração da plataforma de serviços online foi criada para potencializar os recursos e ferramentas que já não eram suficientes na web 1.0. Suas principais características são a expansão das formas de publicação, compartilhamento e interação entre os participantes desse meio. Dentro desse contexto de melhoramento e das ferramentas da web que surge grandes repercussões sociais (PRIMO, 2007). Com os avanços da estrutura da Web e a expansão dos seus instrumentos de conectividade, a internet revelou ser um aparato tecnológico que permite a comunicação dos atores sociais no processo de criação, organização e disseminação de suas demandas políticas e sociais. Neste sentido, este estudo analisa como as ferramentas da web 2.0 potencializam a participação política na internet. A análise se concentra no website Votenaweb, um espaço que possui uma estrutura de rede para disseminar informação e discussão coletiva a respeito dos projetos de lei que tramitam no congresso nacional. Metodologicamente, a exemplo do trabalho feito no Brasil por Recuero, Fragoso e Amaral (2011), este estudo se utilizou do estudo das redes on-line e suas ferramentas para analisar o objeto empírico. DESCRIÇÃO DOS ESTUDOS E DISCUSSÕES O processo de entendimento se desenvolve através de discussões e revisões bibliográficas sobre os temas de maior relevância para a pesquisa: participação política, participação política na internet, tecnologias web 2.0, cidadania, website vote na web. A participação pode ser caracterizada, segundo Bordenave (1983, p.23) como fazer parte, tomar parte ou ter parte. Para ele, de nada adianta fazer parte sem tomar parte. A participação está ligada a atividade e ao engajamento. A participação seria inata ao ser humano devido as suas necessidades criativa e racional e a democracia seria um estado da participação (BORDENAVE, 1983). Com o surgimento da internet e o desenvolvimento das tecnologias web 2.0 ampliaram-se os espaços de participação e os cidadãos passaram a manifestar-se em websites, blogs e redes sociais sobre assuntos das mais diversas áreas e relevância. A web atual, revela-se um aparato tecnológico que permite a comunicação de atores sociais no processo de criação, organização e disseminação de suas demandas políticas e sociais. A nova geração da web 2.0 possibilita a transição entre um ambiente online de publicação para um ambiente online de participação, devido ao melhoramento e expansão de algumas ferramentas como: blogs com a ferramenta de comentários, assinaturas de home-

3 pages, álbuns virtuais, como a criação do Flickr, onde os usuários não só podem publicar suas fotos como podem buscar fotos pelo sistema; diretórios, enciclopédias, jornais, revistas, enciclopédias escritas com colaboração do conteúdo de todos usuários, como a Wikipédia, e sites como webjornalismo participativo, entre outras. É a partir desse aprimoramento das funções de interação que a web torna-se local de encontro para cidadãos interessados em dar força à suas causas e discutir assuntos de cunho social. Diversos questionamentos surgem diante do uso crescente da internet como mecanismo de apoio a participação política e social: qual será o impacto da internet sobre a vida política das sociedades contemporâneas? E como ela afetará a representação e a participação da sociedade civil nos contextos políticos em nosso país? A partir destas indagações e com o intuito de compreender como as ferramentas da internet contribuem para esse novo cenário de participação política no Brasil, identificamos um website caracterizado por ser um canal de participação de cidadãos em questões governamentais, objetivando fortalecer a luta pela cidadania e justiça social: o Vote na Web. O website Vote na Web apresenta os projetos que estão em tramitação nas assembleias legislativas do Brasil para votação popular, propondo um espaço de debate e com dados a respeito do gênero, da idade e a qual unidade da federação reside o usuário que votou em determinado fórum. Uma das principais características do Vote na Web são os resumos apresentados, formulados por analistas a partir do texto do projeto de lei original que buscam traduzir os termos utilizados para uma linguagem mais próxima a do público. Quando a lei passa por votação na Câmara e no Senado o site apresenta uma comparação entre o voto dos legisladores e dos usuários. Outros aspectos da arquitetura do referido site podem ser citados, como por exemplo, a divisão dos projetos de lei apresentados em categorias, como, economia, saúde, trabalho, cidades, cultura, esporte, transporte, entre outras. No site, também há duas ferramentas de busca, por filtros pré-estabelecidos, ou por palavras-chave. Na figura a seguir é possível verificar a interface do ambiente:

4 Figura 1 Website Vote na Web Fonte: Acesso em 02 de fevereiro de Votenaweb oferece uma maneira simples e didática para o cidadão acompanhar o trabalho dos políticos brasileiros. O site é uma plataforma de participação democrática, apartidária e nele o cidadão pode visualizar o projeto de lei, votar sim ou não, comentar e classificar a relevância do projeto. CONSIDERAÇOES FINAIS Nossa pesquisa consiste em compreender o conceito de participação política na internet a partir do exemplo do Vote na Web. Estamos iniciando a etapa da descrição e análise do website VotenaWeb no contexto da participação online, buscando verificar sua abrangência e performance e estimar o seu potencial na busca de uma sociedade mais justa e na efetivação da cidadania. Como resultados preliminares compreendemos que a análise deste ambiente de comunicação é fundamental para o fomento da discussão de uma democracia mais igualitária. Afinal, são discutidos projetos que podem vir a se tornar lei no país. Ademais, o Vote na Web

5 representa um ambiente comunicacional independente, onde o fluxo parte da esfera civil, debatendo temas que em uma esfera pública eram de discussão exclusiva dos estadistas. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ALMEIDA, José Maria Fernandes de. Breve história da INTERNET. Universidade do Minho Disponível em: <http://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/3396/1/internet.pdf> Acesso em 29/03/15. BORDENAVE, J. D. O que é participação. Brasiliense. São Paulo FRAGOSO, Suely; RECUERO, Raquel; AMARAL, Adriana. Métodos de pesquisa para internet. Porto Alegre: Sulina, MUSSER, John, O REILLY, TIM. Web 2.0 Principles and Best Practices. O'Reilly Publishing, PRIMO, Alex. O aspecto relacional das interações na Web 2.0. Revista da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação, 2007.

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico registro sob o nº em 08/05/2015 da Empresa UNIMED JUIZ DE FORA COOPERATIVA DE TRABALHO

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico registro sob o nº em 08/05/2015 da Empresa UNIMED JUIZ DE FORA COOPERATIVA DE TRABALHO pág. 16/49 pág. 17/49 pág. 18/49 pág. 19/49 pág. 20/49 pág. 21/49 pág. 22/49 pág. 23/49 pág. 24/49 pág. 25/49 pág. 26/49 pág. 27/49 pág. 28/49 pág. 29/49 pág. 30/49 pág. 31/49 pág. 32/49 pág. 33/49 pág.

Leia mais

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico registro sob o nº em 21/11/2014 da Empresa ANDRADE GUTIERREZ S/A, Nire e

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico registro sob o nº em 21/11/2014 da Empresa ANDRADE GUTIERREZ S/A, Nire e pág. 1/46 pág. 2/46 pág. 3/46 pág. 4/46 pág. 5/46 pág. 6/46 pág. 7/46 pág. 8/46 pág. 9/46 pág. 10/46 pág. 11/46 pág. 12/46 pág. 13/46 pág. 14/46 pág. 15/46 pág. 16/46 pág. 17/46 pág. 18/46 pág. 19/46 pág.

Leia mais

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico que este documento da empresa COOPERNOVA COOPERATIVA NOVALIMENSE DE TRANSPORTE DE CARGAS E

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico que este documento da empresa COOPERNOVA COOPERATIVA NOVALIMENSE DE TRANSPORTE DE CARGAS E pág. 1/23 pág. 2/23 pág. 3/23 pág. 4/23 pág. 5/23 pág. 6/23 pág. 7/23 pág. 8/23 pág. 9/23 pág. 10/23 pág. 11/23 pág. 12/23 pág. 13/23 pág. 14/23 pág. 15/23 pág. 16/23 pág. 17/23 pág. 18/23 pág. 19/23 pág.

Leia mais

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico registro sob o nº em 19/10/2015 da Empresa COOPERATIVA DE CONSUMO DOS SERVIDORES DO

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico registro sob o nº em 19/10/2015 da Empresa COOPERATIVA DE CONSUMO DOS SERVIDORES DO pág. 1/26 pág. 2/26 pág. 3/26 pág. 4/26 pág. 5/26 pág. 6/26 pág. 7/26 pág. 8/26 pág. 9/26 pág. 10/26 pág. 11/26 pág. 12/26 pág. 13/26 pág. 14/26 pág. 15/26 pág. 16/26 pág. 17/26 pág. 18/26 pág. 19/26 pág.

Leia mais

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico registro sob o nº em 13/04/2016 da Empresa ALGAR TI CONSULTORIA S/A, Nire e

Junta Comercial do Estado de Minas Gerais Certifico registro sob o nº em 13/04/2016 da Empresa ALGAR TI CONSULTORIA S/A, Nire e pág. 1/71 pág. 2/71 pág. 3/71 pág. 4/71 pág. 5/71 pág. 6/71 pág. 7/71 pág. 8/71 pág. 9/71 pág. 10/71 pág. 11/71 pág. 12/71 pág. 13/71 pág. 14/71 pág. 15/71 pág. 16/71 pág. 17/71 pág. 18/71 pág. 19/71 pág.

Leia mais

Certifico que este documento da empresa UNIMED MONTES CLAROS COOPERATIVA DE TRABALHO MEDICO, Nire: , foi deferido e arquivado na Junta

Certifico que este documento da empresa UNIMED MONTES CLAROS COOPERATIVA DE TRABALHO MEDICO, Nire: , foi deferido e arquivado na Junta pág. 1/34 pág. 2/34 pág. 3/34 pág. 4/34 pág. 5/34 pág. 6/34 pág. 7/34 pág. 8/34 pág. 9/34 pág. 10/34 pág. 11/34 pág. 12/34 pág. 13/34 pág. 14/34 pág. 15/34 pág. 16/34 pág. 17/34 pág. 18/34 pág. 19/34 pág.

Leia mais

APLICAÇÃO DE ALGORITMO DE APRENDIZAGEM DE MÁQUINA NÃO-SUPERVISIONADO PARA CLASSIFICAÇÃO DE USUÁRIOS NA REDE SOCIAL ACADÊMICA SCIENTIA.

APLICAÇÃO DE ALGORITMO DE APRENDIZAGEM DE MÁQUINA NÃO-SUPERVISIONADO PARA CLASSIFICAÇÃO DE USUÁRIOS NA REDE SOCIAL ACADÊMICA SCIENTIA. APLICAÇÃO DE ALGORITMO DE APRENDIZAGEM DE MÁQUINA NÃO-SUPERVISIONADO PARA CLASSIFICAÇÃO DE USUÁRIOS NA REDE SOCIAL ACADÊMICA SCIENTIA.NET Heloína Alves Arnaldo (bolsista do PIBIC/UFPI), Vinicius Ponte

Leia mais

ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS (AACC) EM FISIOTERAPIA

ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS (AACC) EM FISIOTERAPIA ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS (AACC) EM FISIOTERAPIA As AACC são componentes curriculares obrigatórios propostos para complementar a formação do aluno e futuro profissional. Conforme a legislação

Leia mais

BPMN e BPMS. Ad, Décio, Marcos, Yuri

BPMN e BPMS. Ad, Décio, Marcos, Yuri BPMN e BPMS Ad, Décio, Marcos, Yuri BPM - Business Process Management Surgimento Contexto Conceito Prós e Contras Ciclo de vida Design Modelagem Execução Monitoramento Otimização Reengenharia BPMn - Business

Leia mais

Especialização em Marketing Digital EDIÇÕES Porto Coimbra Viseu Aveiro

Especialização em Marketing Digital EDIÇÕES Porto Coimbra Viseu Aveiro Especialização em Marketing Digital EDIÇÕES 2017 Porto Coimbra Viseu Aveiro Especialização em Marketing Digital ESPECIALIZAÇÃO Marketing Digital - 100 horas (NOTA: com base no Catálogo Nacional de Qualificações)

Leia mais

AULA 5. Curso de capacitação no uso das Tecnologias de Informação e Comunicação na sala de aula do Ensino Fundamental

AULA 5. Curso de capacitação no uso das Tecnologias de Informação e Comunicação na sala de aula do Ensino Fundamental Curso de capacitação no uso das Tecnologias de Informação e Comunicação na sala de aula do Ensino Fundamental Promoção: Secretaria Municipal de Educação AULA 5 Ms. Natália Nakano - bolsista CAPES Ba. Talita

Leia mais

COMO GANHAR DINHEIRO COM A LOMADEE

COMO GANHAR DINHEIRO COM A LOMADEE COMO GANHAR DINHEIRO COM A LOMADEE Agata Com mais de 6 anos de experiência em Mídia On Line, atuando diretamente com negociações e relacionamentos diário de grandes e-commerces, análise e estratégia de

Leia mais

RESUMO. Palavras-chave: ouvidorias virtuais; hospitais universitários; comunicação. organizacional. Introdução

RESUMO. Palavras-chave: ouvidorias virtuais; hospitais universitários; comunicação. organizacional. Introdução Ouvidorias Virtuais em Hospitais Universitários 1 Larissa Lofrano Souza (bolsista) 2 Laís Marcolin Lucca (bolsista) 3 Diana Ferreira Quevedo (bolsista) 4 Profª. Dr. Cleusa Maria Andrade Scroferneker (coordenadora)

Leia mais

Planos de Mobilidade: princípios e desafios

Planos de Mobilidade: princípios e desafios Planos de Mobilidade: princípios e desafios Questão Primária: Afinal, o que é Mobilidade? O termo é relativamente recente.; Ainda causa confusão pelo vasto campo técnicocientífico em que vem sendo utilizado.

Leia mais

À vista da Portaria Unesp nº 41 de 26/01/2017, seguem abaixo informações sobre as eleições para representantes

À vista da Portaria Unesp nº 41 de 26/01/2017, seguem abaixo informações sobre as eleições para representantes Senhoras e Senhores, À vista da Portaria Unesp nº 41 de 26/01/2017, seguem abaixo informações sobre as eleições para representantes junto aos Órgãos Colegiados Centrais: 1) Inscrições, nos dias úteis,

Leia mais

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO 1. Projeto: Aprimoramento da sistemática de gestão

Leia mais

LABORATÓRIO ESTRATÉGICO DE TURISMO. Tendências & Agenda Internacional

LABORATÓRIO ESTRATÉGICO DE TURISMO. Tendências & Agenda Internacional LABORATÓRIO ESTRATÉGICO DE TURISMO Tendências & Agenda Internacional PORTO, 13 de outubro de 2016 Nuno Fazenda O Turismo nos últimos 10 anos ESTRUTURA Gestão e Monitorização Grandes Desafios Referencial

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Alameda: https://fenix.ist.utl.pt/disciplinas/sdis-5/2009-2010/2-semestre leic-alameda-sod@disciplinas.ist.utl.pt Tagus: https://fenix.ist.utl.pt/disciplinas/sdis4/2009-2010/2-semestre

Leia mais

Os avanços do código de defesa do consumidor nos 25 anos. Março/2016. Kleber José Trinta Moreira e Lopes Coordenador-Geral

Os avanços do código de defesa do consumidor nos 25 anos. Março/2016. Kleber José Trinta Moreira e Lopes Coordenador-Geral Os avanços do código de defesa do consumidor nos 25 anos Março/2016 Kleber José Trinta Moreira e Lopes Coordenador-Geral Quem somos Secretaria Nacional do Consumidor - Senacon Ligada ao Ministério da Justiça

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamento e Formulário de Certificação

ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamento e Formulário de Certificação ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamento e Formulário de Certificação Aprovados em ata da décima segunda reunião ordinária do Departamento de Letras, realizada no dia 10 de junho de 2016. O ambiente intelectual

Leia mais

CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO DE TÍTULOS E TRABALHOS EM CONCURSOS PÚBLICOS DE PROVAS E TÍTULOS DO DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA

CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO DE TÍTULOS E TRABALHOS EM CONCURSOS PÚBLICOS DE PROVAS E TÍTULOS DO DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO DE TÍTULOS E TRABALHOS EM CONCURSOS PÚBLICOS DE PROVAS E TÍTULOS

Leia mais

EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX- CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM 003/2016

EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX- CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM 003/2016 EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX- CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM 003/2016 Chamada para submissão de Projetos de Iniciação Científica e Tecnológica A Direção Geral da FACULDADE

Leia mais

BVS Ministério da Saúde Modelo BVS Interoperabilidade e Web 2.0

BVS Ministério da Saúde Modelo BVS Interoperabilidade e Web 2.0 BVS Ministério da Saúde Modelo BVS Interoperabilidade e Web 2.0 Márcia Helena G. Rollemberg Coordenadora-Geral de Documentação e Informação Brasília, 12 de agosto de 2009 Plataforma Web 2.0 Rede de comunicação

Leia mais

Horizonte 2020 Desafio Societal 6: Europa num mundo em mudança: sociedades inclusivas, inovadoras e reflexivas

Horizonte 2020 Desafio Societal 6: Europa num mundo em mudança: sociedades inclusivas, inovadoras e reflexivas Fundação para a Ciência e Tecnologia Agência de Inovação Horizonte 2020 Desafio Societal 6: Europa num mundo em mudança: sociedades inclusivas, inovadoras e reflexivas Ricardo Migueis Marisa Borges Daniela

Leia mais

Tarefa Formativa 01. Descrição do Trabalho a ser desenvolvido (I. Chamovitz, 21/10/2008)

Tarefa Formativa 01. Descrição do Trabalho a ser desenvolvido (I. Chamovitz, 21/10/2008) Tarefa Formativa 01 Descrição do Trabalho a ser desenvolvido (I. Chamovitz, 21/10/2008) Esta fase da tarefa 01 consiste em avaliar mensagens geradas por vocês ao longo das últimas semanas em 5 fóruns de

Leia mais

A EVOLUÇÂO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO

A EVOLUÇÂO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO A EVOLUÇÂO DOS PROJETOS DE EXTENSÃO NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Carlos A. Pereira pereiraufop@gmail.com Nathália L. N. de Carvalho nathalia.luiza_carvalho@hotmail.com Francielle C. Nogueira franciellenoguera@yahoo.com.br

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DE UM SITE E-COMMERCE

IMPLEMENTAÇÃO DE UM SITE E-COMMERCE 48 IMPLEMENTAÇÃO DE UM SITE E-COMMERCE Rodrigo Costa Guimarães 1 Ana Paula Ambrósio ZANELATO 2 RESUMO: Este artigo trata do desenvolvimento de um website de comércio eletrônico (e-commerce) para a empresa

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Nesta PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS, nas questões objetivas de a, que valem dez pontos dois pontos para cada questão, marque, em cada uma, a única opção correta, de acordo com o respectivo comando.

Leia mais

Se você tem um livro para escrever, escreva. Se você quer gravar um álbum, grave. Não há necessidade de esperar que alguém num cubículo a quilômetros de você decida se você tem mérito. percepção

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE MEDICINA DE BOTUCATU PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM CURSO MESTRADO PROFISSIONAL

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE MEDICINA DE BOTUCATU PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM CURSO MESTRADO PROFISSIONAL UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE MEDICINA DE BOTUCATU PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM CURSO MESTRADO PROFISSIONAL Instrução normativa nº 006/2014 institui a regulamentação para a apresentação

Leia mais

EM REDE. Apresentação

EM REDE. Apresentação ESCOL@S EM REDE Olira Saraiva Rodrigues Mary Aurora Marcon Cláudia Helena dos Santos Araújo Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia de Anápolis-GO Universidade Católica de Goiás Por: Coordenação

Leia mais

LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO EM GOVERNO. Criação e Operação. 21 de setembro (online) 5 a 7 de outubro (presencial) Florianópolis

LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO EM GOVERNO. Criação e Operação. 21 de setembro (online) 5 a 7 de outubro (presencial) Florianópolis LABORATÓRIO DE INOVAÇÃO EM GOVERNO Criação e Operação 21 de setembro (online) 5 a 7 de outubro (presencial) Florianópolis O CURSO Porque este curso? Sabemos que, além dos aspectos arquitetônicos, de equipamentos,

Leia mais

ÓRGÃO OFICIAL ELETRÔNICO PREFEITURA MUNICIPAL DE BRASILÂNDIA DO SUL

ÓRGÃO OFICIAL ELETRÔNICO PREFEITURA MUNICIPAL DE BRASILÂNDIA DO SUL Brasilândia do Sul-Pr, quinta-feira, 12 de maio de 2016 Ano V Edição nº 41 Pág. 1 Diário Oficial Eletrônico da Prefeitura Municipal de Brasilândia do Sul Lei Municipal nº 507/2012, de 15 de fevereiro de

Leia mais

Luis Miguel Valadas Diretor Fone: (11) Canal Credenciado

Luis Miguel Valadas Diretor Fone: (11) Canal Credenciado SOFTWARE GED PARA GESTÃO DOCUMENTAL Luis Miguel Valadas Diretor Fone: (11) 4194-5493 E-mail: laser@lasersystems.com.br Canal Credenciado Taugor GED Software de Gestão Documental O Taugor GED é uma solução

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec: ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Habilitação Profissional: Técnica de nível médio de

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE GOVERNADOR VALADARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE GOVERNADOR VALADARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE GOVERNADOR VALADARES FUNDAÇÃO FUPAC REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES Art. 1º - As Atividades Complementares integram

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdade de Ciências e Letras UNESP Câmpus de Assis

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdade de Ciências e Letras UNESP Câmpus de Assis ANEXO À PORTARIA Nº 149/2012-D UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdade de Ciências e Letras UNESP Câmpus de Assis REGULAMENTAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA TÍTULO I

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO ESPORTE DIREÇÃO GERAL

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO ESPORTE DIREÇÃO GERAL RESOLUÇÃO Nº 01/2011/CEFID Regulamenta as Atividades Complementares nos Cursos de Graduação do Centro de Ciências da Saúde e do Esporte da Universidade do Estado de Santa Catarina. O Presidente do Conselho

Leia mais

16º Congresso do IBGC O Acionista do Futuro

16º Congresso do IBGC O Acionista do Futuro 16º Congresso do IBGC O Acionista do Futuro Geraldo Soares Superintendente de Rl do Itaú Unibanco Holding S.A. Presidente do Conselho de Administração do IBRI Coordenador da Comissão de Comunicação do

Leia mais

GIOV Divisão INTRAGOV

GIOV Divisão INTRAGOV GIOV Divisão INTRAGOV INTRAGOV Agenda Números da INTRAGOV Contrato PRO.00.6563 Informações sobre a INTRAGOV Novidades da INTRAGOV IV Próximas etapas Site INTRAGOV Números da INTRAGOV Unidades ativas =

Leia mais

A solução inovadora em gerenciamento e compartilhamento seguro de arquivos e de ambiente colaborativo.

A solução inovadora em gerenciamento e compartilhamento seguro de arquivos e de ambiente colaborativo. A solução inovadora em gerenciamento e compartilhamento seguro de arquivos e de ambiente colaborativo www.oodrive.com Colabore com eficácia e em tempo real com colaboradores em situação de mobilidade,

Leia mais

A PUBLICIDADE ENTRE AS GERAÇÕES

A PUBLICIDADE ENTRE AS GERAÇÕES A PUBLICIDADE ENTRE AS GERAÇÕES ABA Insights 27 de Outubro de 26 CONTEÚDO GERAÇÕES Y Z 2 3 Quem são eles? O que eles pensam sobre publicidade? Como eles evitam a publicidade? 2 GERAÇÕES GERAÇÕES Y Z Gen

Leia mais

GOVERNANÇA E GESTÃO DE TIC. Câmara dos Deputados

GOVERNANÇA E GESTÃO DE TIC. Câmara dos Deputados GOVERNANÇA E GESTÃO DE TIC Câmara dos Deputados GOVERNANÇA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS Comitê de Gestão Estratégica Escritório Corporativo de Gestão Estratégica Comitês Setoriais de Gestão Escritórios Setoriais

Leia mais

Revenda Autorizada (11)

Revenda Autorizada  (11) Revenda Autorizada Tour pelo Produto Você não vai encontrar em nenhum outro lugar uma solução que inclua um conjunto completo de ferramentas para obter criatividade, controle e publicação de conteúdo,

Leia mais

O Baobá. é a árvore da vida, e tem em si a mais profunda mensagem de sustentabilidade e prosperidade.

O Baobá. é a árvore da vida, e tem em si a mais profunda mensagem de sustentabilidade e prosperidade. O Baobá é a árvore da vida, e tem em si a mais profunda mensagem de sustentabilidade e prosperidade. Especializada em gestão e sociedade, com foco em sustentabilidade para os setores público e privado.

Leia mais

ROTEIRO PARA RELATÓRIO SEMESTRAL (Fase de elaboração da dissertação/tese) Relatório nº

ROTEIRO PARA RELATÓRIO SEMESTRAL (Fase de elaboração da dissertação/tese) Relatório nº ROTEIRO PARA RELATÓRIO SEMESTRAL (Fase de elaboração da dissertação/tese) Relatório nº Ano/Sem.: Nome do Aluno: Endereço: Tel. p/ contato: Título da dissertação/tese: Orientador: Prof. (a) Dr. (a). Coorientador:

Leia mais

Abaixo podemos acompanhar alguns resultados desta guerra que está sendo vencida pela internet, e algumas baixas importantes de mídias tradicionais:

Abaixo podemos acompanhar alguns resultados desta guerra que está sendo vencida pela internet, e algumas baixas importantes de mídias tradicionais: Estamos vivenciando uma das maiores revoluções nas comunicações e na industria de mídia já vista na história. A chamada "convergência digital" está se consolidando cada vez mais, e a cada dia, recebemos

Leia mais

Organização da informação sobre o método de coordenação da qualidade na cadeia de processamento mínimo da alface americana

Organização da informação sobre o método de coordenação da qualidade na cadeia de processamento mínimo da alface americana Organização da informação sobre o método de coordenação da qualidade na cadeia de processamento mínimo da alface americana Kátia Cristina Suzigan 1 Adriana Delfino dos Santos 2 Introdução Embora o mercado

Leia mais

Franquia Área Brasil

Franquia Área Brasil Conhecendo a Área Brasil Linha do tempo Aos 17 anos Cayo Matheus Ferro ingressa na UFF RJ Ingressam como funcionários em um negócio de ensino de informática quadriplicando o resultado da escola em 2 anos.

Leia mais

Netbeans 6.0. Thiago S. Gonzaga. Embaixador da Sun UNESP Rio Preto

Netbeans 6.0. Thiago S. Gonzaga. Embaixador da Sun UNESP Rio Preto Netbeans 6.0 Thiago S. Gonzaga Embaixador da Sun UNESP Rio Preto thi_gonzaga@yahoo.com.br Tópicos O que é Netbeans? O que há de novo no Netbeans 6? Características Demonstrações O que fazer/onde ir O que

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CLÍNICA E ODONTOLOGIA PREVENTIVA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CLÍNICA E ODONTOLOGIA PREVENTIVA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CLÍNICA E ODONTOLOGIA PREVENTIVA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 05,

Leia mais

Manual do Estudante AVA - Moodle/Unesp (versão 3.0) FÓRUM DE DISCUSSÃO

Manual do Estudante AVA - Moodle/Unesp (versão 3.0) FÓRUM DE DISCUSSÃO Manual do Estudante AVA - Moodle/Unesp (versão 3.0) FÓRUM DE DISCUSSÃO Livro Manual do Professor: AVA Moodle/UNESP (versão 3.0) UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Júlio de Mesquita Filho Reitor Julio Cezar

Leia mais

PARTE L - CONTRATOS PÚBLICOS

PARTE L - CONTRATOS PÚBLICOS Quarta-Feira, 7 de Novembro de 2012 Número 215 PARTE L - CONTRATOS PÚBLICOS INOVA - EMPRESA DE DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E SOCIAL DE CANTANHEDE, E.M. Anúncio de procedimento n.º 4348/2012 MODELO DE ANÚNCIO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO. Semestre letivo. 1. Identificação Código

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO. Semestre letivo. 1. Identificação Código MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2016 2 1. Identificação Código 1.1 Disciplina: Engenharia da Informação 1640066 1.2

Leia mais

Manipulação de Dados em PHP (Integração PHP e MySql) Parte 1

Manipulação de Dados em PHP (Integração PHP e MySql) Parte 1 Desenvolvimento Web III Manipulação de Dados em PHP (Integração PHP e MySql) Parte 1 Prof. Mauro Lopes 1-31 21 Objetivos Nesta aula iremos trabalhar a manipulação de banco de dados através da Linguagem

Leia mais

Curso de Especialista em Social Media na Restauração

Curso de Especialista em Social Media na Restauração 50 horas letivas Formação Online A Academia de formação AHRESP tem como objetivo profissionalizar o setor da restauração e hotelaria ao nível gastronómico e empresarial. Academia AHRESP Uma porta aberta

Leia mais

PORTARIA FCE Nº 035/2016 DE 01 DE AGOSTO DE CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

PORTARIA FCE Nº 035/2016 DE 01 DE AGOSTO DE CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES PORTARIA FCE Nº 035/2016 DE 01 DE AGOSTO DE 2016. Dispõe sobre a nova regulamentação das s Complementares do Curso de Administração, da Faculdade de Ciências e Engenharia. O Diretor da, Câmpus de Tupã,

Leia mais

Unidade Sede: Rua Marquês do Herval, 701 Centro Caxias do Sul (RS) CEP: Unidade Ana Rech: Avenida Rio Branco, 1595 Bairro Ana Rech Caxias

Unidade Sede: Rua Marquês do Herval, 701 Centro Caxias do Sul (RS) CEP: Unidade Ana Rech: Avenida Rio Branco, 1595 Bairro Ana Rech Caxias OBJETIVO: As Atividades Complementares têm por objetivos: a) desenvolver a autonomia intelectual do acadêmico, favorecendo sua participação em atividades de estudos diversificados que contribuam para a

Leia mais

Especialização em Marketing Digital EDIÇÕES Porto Coimbra Viseu Aveiro

Especialização em Marketing Digital EDIÇÕES Porto Coimbra Viseu Aveiro Especialização em Marketing Digital EDIÇÕES 2017 Porto Coimbra Viseu Aveiro Especialização em Marketing Digital ESPECIALIZAÇÃO Marketing Digital - 100 horas (NOTA: com base no Catálogo Nacional de Qualificações)

Leia mais

NORMATIZAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO BINACIONAL CONTEXTUALIZAÇÃO E JUSTIFICATIVA

NORMATIZAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO BINACIONAL CONTEXTUALIZAÇÃO E JUSTIFICATIVA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CÂMPUS DE SANTA VITÓRIA DO PALMAR INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA INFORMAÇÃO COMITÊ ASSESSOR DO CURSO DE TURISMO BINACIONAL NORMATIZAÇÃO

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Conteúdo Complementar Introdução à Informática FORMAÇÃO TÉCNICA Curso Técnico em Agronegócio Introdução à Informática Sumário Ferramentas colaborativas na Internet 5 Armazenamento de arquivos online 6

Leia mais

IPTV. Fundamentos e Sistemas Multimídia. Alex da Costa Castro e Fabiano Rocha Abreu UFF Universidade Federal Fluminense Profª.

IPTV. Fundamentos e Sistemas Multimídia. Alex da Costa Castro e Fabiano Rocha Abreu UFF Universidade Federal Fluminense Profª. IPTV Fundamentos e Sistemas Multimídia Alex da Costa Castro e Fabiano Rocha Abreu UFF Universidade Federal Fluminense Profª.: Débora IPTV Introdução Serviços IPTV Componentes da Infra-estrutura da Rede

Leia mais

RELATÓRIO DE VIAGEM DOCENTE

RELATÓRIO DE VIAGEM DOCENTE RELATÓRIO DE VIAGEM DOCENTE Arqto. Prof. Dr. João Gualberto de Azevedo Baring Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP - Departamento de Tecnologia da Arquitetura. PERÍODO DE AFASTAMENTO 23 a 27 de

Leia mais

Centro Digital Aula 3

Centro Digital Aula 3 Centro Digital Aula 3 Dê um duplo clique na Aula 01 no Menu, irá abrir a pagina modelo, faça as alterações a seguir: Utilize alinhamento Justificado, tamanho de fonte 16. 2 Clique em Editar Conteúdo abaixo:

Leia mais

PROPALE. SUA PRÓXIMA AGÊNCIA.

PROPALE. SUA PRÓXIMA AGÊNCIA. PROPALE. SUA PRÓXIMA AGÊNCIA. Somos múltiplos, formados por diferentes núcleos de atuação, unimos pessoas inteligentes com a ambição por realizar projetos memoráveis. A Propale é a soma de suas estratégias,

Leia mais

Entre em contato com o mundo dos cães. Media & Propaganda

Entre em contato com o mundo dos cães. Media & Propaganda Entre em contato com o mundo dos cães Media & Propaganda O começo - A idéia Desde 2005 o working-dog conecta donos de cães ao redor do mundo, trazendo para eles perfis online com pedigrees de cães, e permitindo

Leia mais

Agenda. Relembrando as Diretrizes Plataforma da Marca Workshop Arquitetura de Marcas e Posicionamento

Agenda. Relembrando as Diretrizes Plataforma da Marca Workshop Arquitetura de Marcas e Posicionamento Agenda Relembrando as Diretrizes Plataforma da Marca Workshop Arquitetura de Marcas e Posicionamento Branding para a Eletrobrás por onde passamos: Reunião de kickoff Entrevistas com executivos da Eletrobrás

Leia mais

Sistema próprio meu, desenvolvido por mim (tanto design quanto programação), que vendo ou alugo a leiloeiros interessados.

Sistema próprio meu, desenvolvido por mim (tanto design quanto programação), que vendo ou alugo a leiloeiros interessados. Sistemas Web e Sites Plataforma completa para leilões online,simultâneos e presenciais Sistema próprio meu, desenvolvido por mim (tanto design quanto programação), que vendo ou alugo a leiloeiros interessados.

Leia mais

ISTO É GAZETA. A emissora integra a Fundação Cásper Líbero que em 2016 completa 72 anos.

ISTO É GAZETA. A emissora integra a Fundação Cásper Líbero que em 2016 completa 72 anos. ISTO É GAZETA Fundada no aniversário da cidade de São Paulo, a TV Gazeta fala com uma metrópole globalizada com a intimidade de quem esteve presente na vida e no coração dos paulistanos por mais de 40

Leia mais

UNIDADE 3. Ensino/aprendizagem e Novas tecnologias. Educação à distância: conceitos básicos. Olá turma! Bem-vindos de volta.

UNIDADE 3. Ensino/aprendizagem e Novas tecnologias. Educação à distância: conceitos básicos. Olá turma! Bem-vindos de volta. Olá turma! Bem-vindos de volta. UNIDADE 3 Educação à distância: conceitos básicos Ensino/aprendizagem e Novas tecnologias Você sabe o que são NTICs? Como elas poderiam auxiliar no seu processo de aprendizagem?

Leia mais

Gêneros Jornalísticos

Gêneros Jornalísticos Texto Jornalístico Narrando o cotidiano Gêneros Jornalísticos Obrigatoriedade de serem interessantes e motivadoras para o leitor, ou seja, definidas por sua forma mais vendável Há também uma corrente que

Leia mais

RESOLUÇÃO* Nº 001/2015, DO COLEGIADO DO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS LINGUÍSTICOS CURSOS DE MESTRADO E DOUTORADO

RESOLUÇÃO* Nº 001/2015, DO COLEGIADO DO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS LINGUÍSTICOS CURSOS DE MESTRADO E DOUTORADO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE LETRAS E LINGUÍSTICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS LINGUÍSTICOS CURSOS DE MESTRADO E DOUTORADO Av. João Naves de Ávila, 2121 Campus Sta. Mônica, Bl.G

Leia mais

SISTEMA HIPERMÍDIA ADAPTATIVO BASEADO EM ESTILOS COGNITIVOS. VIII Ciclo de Palestras sobre Novas Tecnologias na Educação

SISTEMA HIPERMÍDIA ADAPTATIVO BASEADO EM ESTILOS COGNITIVOS. VIII Ciclo de Palestras sobre Novas Tecnologias na Educação SISTEMA HIPERMÍDIA ADAPTATIVO BASEADO EM ESTILOS COGNITIVOS VIII Ciclo de Palestras sobre Novas Tecnologias na Educação MARLISE GELLER* CLARISSA TARRAGÔ CANDOTTI** SIDNEI RENATO SILVEIRA** ELTON MONTEIRO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 16, de 30 de

Leia mais

Objetos de Aprendizagem para professores da Ciberinfância

Objetos de Aprendizagem para professores da Ciberinfância Objetos de Aprendizagem para professores da Ciberinfância Profa. Dra. Patricia Alejandra Behar Profa. Dra. Leni Vieira Dornelles Mestranda Ana Paula Frozi Mestranda Caroline Bohrer do Amaral Contexto das

Leia mais

SOLUÇÕES EM GESTÃO DE RELACIONAMENTO

SOLUÇÕES EM GESTÃO DE RELACIONAMENTO SOLUÇÕES EM GESTÃO DE RELACIONAMENTO Hoje as empresas necessitam e muito de uma ferramenta de Gestão de Clientes! Porém, o alto custo de tal ferramenta inviabiliza sua implantação em empresas de pequeno

Leia mais

E-Guide A GESTÃO DE PLATAFORMAS UNIFICADAS PARA UC EM NUVENS HÍBRIDAS É UMA NECESSIDADE

E-Guide A GESTÃO DE PLATAFORMAS UNIFICADAS PARA UC EM NUVENS HÍBRIDAS É UMA NECESSIDADE E-Guide A GESTÃO DE PLATAFORMAS UNIFICADAS PARA UC EM NUVENS HÍBRIDAS É UMA NECESSIDADE A s i n s t a l a ç õ e s m a i s maduras de comunicações unificadas em nuvem híbrida oferecem um equilíbrio entre

Leia mais

Os usos e abusos da cidadania no Brasil oitocentista. Diogo da Silva Roiz *

Os usos e abusos da cidadania no Brasil oitocentista. Diogo da Silva Roiz * Os usos e abusos da cidadania no Brasil oitocentista Diogo da Silva Roiz * CARVALHO, J. M. (org.) Nação e cidadania no Império: novos horizontes. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007, 473p. Livros

Leia mais

MARILZA VIEIRA CUNHA RUDGE Vice-Reitora no exercício da Reitoria

MARILZA VIEIRA CUNHA RUDGE Vice-Reitora no exercício da Reitoria RESOLUÇÃO UNESP Nº 35, DE 11 DE ABRIL DE 2014 Publicada no D.O.E. de 12.04.14, Seção I, pág. 70 Aprova o Regulamento do Programa de Pósgraduação em Arquitetura e Urbanismo, Curso de Mestrado Acadêmico,

Leia mais

A EMIGRAÇÃO E OS JOVENS

A EMIGRAÇÃO E OS JOVENS Universidade do Algarve Escola Superior de Educação e Comunicação Ciências da Comunicação Projeto Multimédia Prº Fernando Carrapiço 2011/2012 PROPOSTA DE PROJETO A EMIGRAÇÃO E OS JOVENS Discentes: Carolina

Leia mais

Projecto Jornalismo e Sociedade. Princípios e desafios do jornalismo na época dos media digitais em rede

Projecto Jornalismo e Sociedade. Princípios e desafios do jornalismo na época dos media digitais em rede Projecto Jornalismo e Sociedade Princípios e desafios do jornalismo na época dos media digitais em rede Esta pequena auscultação visa complementar os resultados de um conjunto de fóruns sobre o presente

Leia mais

ebook COMO UTILIZAR A REDE DE TROCA EX&CO NA SUA EMPRESA OU ASSOCIAÇÃO? Pense diferentemente, seja criativo! ex&co reinventemos a economia local

ebook COMO UTILIZAR A REDE DE TROCA EX&CO NA SUA EMPRESA OU ASSOCIAÇÃO? Pense diferentemente, seja criativo! ex&co reinventemos a economia local ebook COMO UTILIZAR A REDE DE TROCA EX&CO NA SUA EMPRESA OU ASSOCIAÇÃO? Pense diferentemente, seja criativo! ex&co reinventemos a economia local Sumário O que pode trocar com outras empresas ou associações?

Leia mais

Branding Estratégias de Posicionamento e Valor da Marca no mercado imobiliário

Branding Estratégias de Posicionamento e Valor da Marca no mercado imobiliário Branding Estratégias de Posicionamento e Valor da Marca no mercado imobiliário Sérgio Santos Setembro de 2012 1 Objetivos APRESENTAR ESTRATÉGIAS DE POSICIONAMENTO ESUAIMPORTÂNCIA APRESENTAR CONCEITOS DE

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Web I

Desenvolvimento de Aplicações Web I Construção e Administração de Websites Desenvolvimento de Aplicações Web I ECTS: 7 Horas de contacto: 160 TP Horas de trabalho total: 189 DOCENTES Desenvolvimento de Aplicações Web I Módulo 1 Nome: Carlos

Leia mais

Intranet: solução que otimiza a comunicação interna na sua Unimed

Intranet: solução que otimiza a comunicação interna na sua Unimed Intranet: solução que otimiza a comunicação interna na sua Unimed Um pouco sobre o Portal O Portal Unimed é uma empresa de tecnologia, responsável por fornecer soluções web, contribuindo para a comunicação,

Leia mais

Programática não é mais o futuro, é o presente

Programática não é mais o futuro, é o presente Programática não é mais o futuro, é o presente foto: Luciana Aith Publicado Seja cross-device, mobile ou vídeo, a programática Outubro 2015 pode otimizar os esforços em performance e Topicos Cross Media

Leia mais

Resolução Nº 01/2016

Resolução Nº 01/2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA FACULDADE DE ENGENHARIA CONSELHO DE UNIDADE Resolução Nº 01/2016 Dispõe sobre os Critérios de Pontuação das Provas de Títulos para fins de Concursos

Leia mais

Cenário de Prova: Apêndice ao Enunciado da P1 de INF1403 Introdução a IHC, Turma 3WB, Profa Clarisse

Cenário de Prova: Apêndice ao Enunciado da P1 de INF1403 Introdução a IHC, Turma 3WB, Profa Clarisse Cenário de Prova: Apêndice ao Enunciado da P1 de INF1403 Introdução a IHC, Turma 3WB, Profa Clarisse Este material foi disponibilizado para os alunos com mais de 48 horas de antecedência à data de prova,

Leia mais

XX CONGRESSO ENGENHARIA 2020 UMA ESTRATÉGIA PARA PORTUGAL 17 a 19 de outubro de 2014 ALFÂNDEGA DO PORTO

XX CONGRESSO ENGENHARIA 2020 UMA ESTRATÉGIA PARA PORTUGAL 17 a 19 de outubro de 2014 ALFÂNDEGA DO PORTO XX CONGRESSO ENGENHARIA 2020 UMA ESTRATÉGIA PARA PORTUGAL 17 a 19 de outubro de 2014 ALFÂNDEGA DO PORTO DESAFIOS DA EDUCAÇÃO E QUALIFICAÇÃO Fontainhas Fernandes UTAD 18 de outubro de 2014 Fontainhas Fernandes

Leia mais

NOVA SOLUÇÃO DE ENTREGA KIT DIGITAL MAPFRE

NOVA SOLUÇÃO DE ENTREGA KIT DIGITAL MAPFRE NOVA SOLUÇÃO DE ENTREGA KIT DIGITAL MAPFRE DESAFIOS: Exigência Legal - Fonte 12 = + papéis para entrega e arquivo Decisão pelo não envio das CGerais, conquistamos economia de R$ 2 milhões Posicionamento

Leia mais

Criando uma Líder Global no setor de Cosméticos

Criando uma Líder Global no setor de Cosméticos Criando uma Líder Global no setor de Cosméticos 1 Visão Geral da Transação (CFO 5 min.) Racional Estratégico (CEO 10 min,) Destaques da The Body Shop (VP Internacional 15 min.) Perguntas e Respostas (30

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 05, de

Leia mais

PRATICAS PEDAGÓGICAS DO BIBLIOTECÁRIO: UMA ANÁLISE DA PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO DA REDE FEDERAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL, CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA.

PRATICAS PEDAGÓGICAS DO BIBLIOTECÁRIO: UMA ANÁLISE DA PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO DA REDE FEDERAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL, CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA. PRATICAS PEDAGÓGICAS DO BIBLIOTECÁRIO: UMA ANÁLISE DA PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO DA REDE FEDERAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL, CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA. INTRODUÇÃO Vanessa Oliveira de Macêdo Cavalcanti PPGEP-IFRN

Leia mais

Portal da Transparência - WebService Manual Técnico

Portal da Transparência - WebService Manual Técnico - WebService Manual Técnico ÍNDICE 1. Introdução...2 2. Descrição do Serviço...3 2.1 Autenticação...4 2.2 Operação Consulta Despesas Liquidadas...5 2.3 Operação Consulta Despesas Pagas...6 2.4 Operação

Leia mais

Copyri g h t 2013 OSIso f t, LLC. 1

Copyri g h t 2013 OSIso f t, LLC. 1 Copyri g h t 2013 OSIso f t, LLC. 1 PI Coresight Mobile Presented by Anderson Amaral Copyri g h t 2013 OSIso f t, LLC. Os dispositivos móveis têm tido um impacto dramático sobre as nossas vidas. Copyri

Leia mais