TECIDOS CONJUNTIVOS (parte 1) Profª Patrícia Mendes Disciplina: Histologia Geral e Embriologia Curso: Medicina Veterinária

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TECIDOS CONJUNTIVOS (parte 1) Profª Patrícia Mendes Disciplina: Histologia Geral e Embriologia Curso: Medicina Veterinária"

Transcrição

1 TECIDOS CONJUNTIVOS (parte 1) Profª Patrícia Mendes Disciplina: Histologia Geral e Embriologia Curso: Medicina Veterinária

2 Tecidos Conjuntivos Tecido Conjuntivo propriamente dito Tecidos conjuntivos especiais - Em geral o tecido conjuntivo é constituído: Células Fibras Matriz de substância fundamental - Origem embriológica: mesoderme

3 CARACTERÍSTICAS Apresentam-se amplamente distribuídos pelo corpo. Forma o arcabouço que sustenta as partes moles do corpo, apoiando e ligando os demais tecidos. Grande quantidade de material intracelular e distanciamento das células e fibras. Alguns com importante função na difusão e fluxo de metabolismo. Participam ativamente nas funções de defesa do organismo.

4 CARACTERÍSTICAS Ao contrário dos epitélios, estes tecidos apresentam elevada quantidade de substância intercelular, com células que possuem formas e funções variadas. São quase sempre vascularizados, o que garante a nutrição e a oxigenação das células conjuntivas e epiteliais. O tecido conjuntivo cartilaginoso não é vascularizado. Formam a derme da Pele.

5 CLASSIFICAÇÃO DOS TECIDOS CONJUNTIVOS TECIDOS CONJUNTIVOS CONJUNTIVOS PROPRIAMENTE DITOS CONJUNTIVOS ESPECIAIS FROUXO DENSO ADIPOSO ÓSSEO TENDINOSO ou MODELADO CARTILAGINOSO HEMATOPOIÉTICO FIBROSO ou NÃO-MODELADO

6 CÉLULAS, SUBSTÂNCIAS e FIBRAS PRODUZIDAS PELOS TECIDOS CONJUNTIVOS

7 MEMBRANA BASAL É uma camada especializada de elementos da matriz extracelular Contém colágeno (sintetizado pelo epitélio) Permite uma adesão flexível das células epiteliais aos tecidos de sustentação subjacentes T.C. é responsável pela nutrição e sustentação do tecido epitelial, uma vez que esse é avascular.

8 MATRIZ EXTRACELULAR Preenche os espaços entre as células e apresenta-se constituída de duas porções: substância amorfa fibras

9 SUBSTÂNCIA INTERCELULAR AMORFA: Também chamadas de substância fundamental É produzida pelas células do tecido conjuntivo e circunda as células e fibras deste tecido Constituída principalmente por água, polissacarídeos, proteínas e o ácido hialurônico É uma substância viscosa escorregadia Une as células, lubrifica articulações e auxilia a manter o formato dos olhos

10 SUBSTÂNCIA INTERCELULAR AMORFA: Pode ser: Sólida e com rigidez considerável tecido ósseo Líquida plasma sanguíneo Tem papel importante na migração dos fagócitos durante o reparo e desenvolvimento de um ferimento São de 3 tipos: Colágenas Elásticas Reticulares FIBRAS

11 FIBRAS COLÁGENAS São as fibras mais freqüentes do tecido conjuntivo Formadas pelo colágeno São organizadas em feixes Possuem alta resistência à tração - são grossas, flexíveis e têm coloração esbranquiçada

12 FIBRAS ELÁSTICAS São mais finas que as colágenas Têm grande elasticidade Formadas pela proteína elastina Se enovela de forma aleatória

13 Fibras colágenas e elásticas Fotomicrografia de uma preparação por distensão de mesentério corada pela resorcina-fucsina. A delicada trama de fibras que se ramificam é composta de fibras elásticas (E). As fibras colágenas (C) são muito mais espessas e podem ser vistas cruzando o campo em várias direções sem se ramificarem.

14 FIBRAS RETICULARES Têm relação com as de colágeno Constituídas de fibrilas de colágeno, porém com diâmetro menor Não formam feixes grandes Em muitos locais ficam dispersas, isoladas por uma matriz Contém quantidade maior de grupos de açúcares São visualizadas em colorações especiais de impregnação pela prata, aparecendo em negro

15 Fibras reticulares Encontradas em torno dos adipócitos, dos pequenos vasos sangüíneos e dos nervos Fotomicrografia por uma preparação por impregnação pela prata, de uma linfonodo, mostrando a cápsula de tecido conjuntivo, na parte superior. As fibras reticulares formam uma rede irregular de anastomoses.

16 Células residentes ou regularmente presentes no Tecido Conjuntivo Frouxo TIPOS DE CÉLULAS DOS TECIDOS CONJUNTIVOS Fibroblastos Macrófagos do tecido conjuntivo (histiócitos) Mastócitos Plasmócitos Neutrófilos Células transitórias que migram do sangue Além disso pode conter Eosinófilos Monócitos Linfócitos Adipócitos Células mesenquimais indiferenciadas

17

18 CÉLULAS RESIDENTES OU REGULARMENTE PRESENTES NO TECIDO CONJUNTIVO FROUXO

19 FIBROBLASTO Célula com prolongamentos citoplasmáticos irregulares Núcleo grande, de forma ovóide com nucléolo evidente Citoplasma rico em RER e com CG desenvolvido Responsável pela formação das fibras e do material intercelular amorfo FIBRÓCITO Célula levemente fusiforme, menor do que o fibroblasto Núcleo alongado e menor Citoplasma com deficiência em RER e CG Sintetiza colágeno e proteoglicanas da substância fundamental amorfa

20

21 Corte histológico de tecido conjuntivo frouxo mostrando vários fibroblastos (F) ativos com núcleo grande, nucléolo evidente e citoplasma abundante e basófilo. Observe os inúmeros prolongamentos citoplasmáticos dos fibroblastos, que se destacam entre as fribrilas finas de colágeno.

22 MACRÓFAGOS Originam-se dos monócitos do sangue a partir da medula óssea São ativados em processos inflamatórios ou infecção bacteriana local Podem ser fixos ou móveis, sendo que uma forma pode se transformar em outra Fixos são fusiformes ou estrelados, com núcleo ovóide e cromatina condensada Móveis apresentam formas variadas devido à sua movimentação por pseudópodos, com núcleo em forma de rim

23 Atuam como elementos de defesa, com grande capacidade de pinocitose e de fagocitose, fagocitam restos de células, material intercelular alterado, bactérias e partículas inertes que penetram no organismo Desenho esquemático da ultra-estrutura de um macrófago, mostrando algumas etapas (1,2 e 3) da ingestão de material e da fusão do lisossomos com vacúolo contendo a partícula fagocitada. A digestão incompleta pode deixar um corpo residual. MACRÓFAGOS

24 MASTÓCITOS Armazenam potentes mediadores químicos do processo inflamatório Célula globosa e grande, com citoplasma carregado de grânulos, que contém heparina (ação anticoagulante) e histamina (provoca reações alérgicas) A superfície dos mastócitos contém receptores específicos para imunoglobulinae (IgE) O núcleo é esférico e central, podendo estar recoberto pelos grânulos citoplasmáticos Responsável pelas reações alérgicas ao liberar mediadores químicos armazenados

25 MASTÓCITOS Micrografia eletrônica Mastócito em repouso, com seus numerosos grânulos citoplasmáticos.

26 Corte histológico de língua de rato. Observe vários mastócitos no tecido conjuntivo que envolve as células musculares e vasos sanguíneos.

27 PLASMÓCITOS Originam-se a partir da diferenciação do linfócito B da medula óssea vermelha Sintetizam e secretam anticorpos Cada anticorpo formado é específico para o antígeno que provocou sua formação e combinase com o mesmo

28 PLASMÓCITOS Célula ovóide Núcleo esférico em posição excêntrica e com aspecto de roda devido à disposição da cromatina Citoplasma rico em RER; CG e o centro celular ficam ao lado do núcleo Aparece em grande quantidade nas áreas onde existe inflamação crônica Responsável pela síntese dos anticorpos circulantes encontrados no sangue

29 PLASMÓCITOS Desenho semiesquemático da ultraestrutura do plasmócito. Esta célula possui retículo endoplasmático muito desenvolvido. As cisternas deste retículo podem aparecer dilatadas pelo acúmulo das gamaglobulinas (anticorpos).

30 Porção de um vilo intestinal que apresenta um processo inflamatório crônico. Um conjunto de plasmócitos caracterizado por seu tamanho, abundante citoplasma basófilo (RER), envolvido na síntese inicial de anticorpos. O CG (setas) é desenvolvido e onde ocorre a glicosilação terminal de anticorpos (produção de glicoproteínas). *Os plasmócitos participam de modo importante nas reações imunes.

31 Corte histológico de uma região de inflamação no intestino causado pelo parasitismo por nematóide. Observe o acúmulo de eosinófilos e plasmócitos, os quais atuam principalmente no tecido conjuntivo, modulando o processo inflamatório.

32 LINFÓCITOS São glóbulos brancos, formados em diversos órgãos Possuem receptores com função de identificar invasores (virais) e somente é manifesta ao serem formados

33 LINFÓCITOS T OU CÉLULAS T Formados no timo (órgão linfático) Produzem anticorpos que ficam no sangue Atuam na imunidade celular Os linfócitos T citotóxicos são conhecidos como linfócitos assassinos, pois destroem as células infectadas e não o agente invasor que as infectam Os linfócitos T auxiliares ajudam os linfócitos T citotóxicos e estimulam os linfócitos B a produzir anticorpos

34 LINFÓCITOS B OU CÉLULAS B Formados na medula óssea Responsáveis pela produção de imunoglobulinas que neutralizam os antígenos Imunoglobulinas se transformam em plasmoblastos que originam centenas de plasmócitos Os plasmócitos tornam o organismo imune a uma nova invasão

35 Relação macrófago, linfócitob e o Plasmócito Os plasmócitos são numerosos nos locais sujeitos à penetração de bactérias e proteínas estranhas, como mucosa intestinal e predominam nas inflamações crônicas, juntamente com os linfócitos e macrófagos O macrófago passa informação (antígeno) para a célula que origina o plasmócito (LinfócitoB). Sob a ação do antígeno para o qual possui anticorpo na membrana, o linfócitob divide-se várias vezes e se transforma em plasmócito, que sintetizam as moléculas do anticorpo.

36 CLASSIFICAÇÃO DOS TECIDOS CONJUNTIVOS

37 Classificação dos tecidos conjuntivos Os elementos que constituem os tecidos conjuntivos (células, fibras e substâncias intercelulares) variam de acordo com as diversas modalidades desses tecidos. Considerando essa variação e, ainda, a função do tecido, pode-se classificar os tecidos conjuntivos em diversos tipos: Tecido Conjuntivo Propriamente dito Tecidos conjuntivos especiais

38 TECIDO CONJUNTIVO PROPRIAMENTE DITO (TCPD) Pode ser de 2 tipos: tecido conjuntivo frouxo tecido conjuntivo denso Fica distribuído em todo o corpo do animal Fornece sustentação e suporte aos órgãos e a outros tecidos e preenche espaços vazios

39 TECIDO CONJUNTIVO PROPRIAMENTE DITO (TCPD) O frouxo é constituído por uma grande quantidade de substância intercelular sua trama de poucas fibras lhe confere o aspecto frouxo O denso é rico em fibras colágenas e pobre em substância fundamental amorfa Pode ser modelado devido ao ordenamento de suas fibras, como no caso de tendões, ou não modelado (fibras não ordenadas) como no caso da derme da pele

40 TECIDO CONJUNTIVO FROUXO

41 TECIDO CONJUNTIVO FROUXO Caracteriza-se pela presença de abundante de substância intercelular amorfa, pobre em fibras, que se encontram frouxamente distribuídas Nesse tecido estão presentes todas as células típicas do tecido conjuntivo: Fibroblastos muito ativos na síntese protéica Macrófagos células com grande atividade fagocitária Plasmócitos produzem anticorpos Células adiposas armazenam lipídeos

42 TECIDO CONJUNTIVO FROUXO Funções básicas do tecido conjuntivo frouxo: preenchimento de espaços entre os órgãos viscerais suporte e nutrição dos epitélios envolvimento de nervos, vasos sanguíneos e linfáticos cicatrização de tecidos lesados

43 TECIDO CONJUNTIVO FROUXO

44 TECIDO CONJUNTIVO DENSO

45 TECIDO CONJUNTIVO DENSO É pobre em substância intercelular amorfa, rico em fibras, principalmente colágenas A célula mais freqüente nesse tecido é o fibroblasto Pode ser de 2 sub-tipos: Não-modelado Modelado

46 Sub-tipos: TECIDO CONJUNTIVO DENSO Não-modelado quando as fibras colágenas se distribuem de maneira difusa, não-ordenada Ex: derme da pele Modelado quando as fibras colágenas se acham dispostas de forma ordenada, formando feixes compactos e paralelo. Ex: tendões, estruturas dotadas de alta resistência à tração, que promovem a ligação entre os músculos esqueléticos e os ossos nos quais se inserem

47 TECIDO CONJUNTIVO DENSO NÃO MODELADO TECIDO CONJUNTIVO DENSO MODELADO

48 TECIDO CONJUNTIVO ADIPOSO

49 TECIDO CONJUNTIVO ADIPOSO As células ricas em lipídios são denominadas células adiposas ou adipócitos Substância intracelular é reduzida Possuem um grande vacúolo central de gordura, que aumenta ou diminui, dependendo do metabolismo: se o animal come pouco ou gasta muita energia, a gordura das células adiposas diminui; caso contrário, ela se acumula Em aves e mamíferos, tem ampla distribuição sob a pele (onde constitui a hipoderme) Ocorre também ao redor de alguns órgãos como os rins e o coração

50 TECIDO CONJUNTIVO ADIPOSO Funções: Reservatório energético as gorduras armazenadas podem ser facilmente utilizadas pelo em momentos de necessidade. Isolamento térmico promove a defesa do organismo contra perdas excessivas de calor. De maneira geral, aves e mamíferos de clima frio possuem uma rica camada gordurosa sob a pele, o que contribui para a sua adaptação ao frio intenso Proteger contra choques mecânicos (Ex: pés, coxins)

51 TECIDO CONJUNTIVO ADIPOSO

52 TECIDO CONJUNTIVO HEMATOPOIÉTICO

53 TECIDO CONJUNTIVO HEMATOPOIÉTICO Funções: Produzir células típicas do sangue e da linfa Promovem o transporte e a distribuição de substâncias diversas dentro do organismo Participam do mecanismo de defesa do corpo Existem 2 variações: Tecido hematopoiético milóide Tecido hematopoiético linfóide

54 TECIDO CONJUNTIVO HEMATOPOIÉTICO TECIDO HEMATOPOIÉTICO MIELÓIDE Todas as células do sangue são originadas na medula óssea vermelha, a partir das células indiferenciadas pluripotentes (células-tronco) Como conseqüência do processo de diferenciação celular, as células-filhas indiferenciadas assumem formas e funções especializadas Presente no interior do canal medular dos ossos esponjosos

55 TECIDO CONJUNTIVO HEMATOPOIÉTICO TECIDO HEMATOPOIÉTICO MIELÓIDE O tecido mielóide produz: Elementos figurados glóbulos vermelhos (hemácias), glóbulos brancos (leucócitos) e plaquetas Plasma parte amorfa, correspondendo a uma solução aquosa clara, constituída de água (mais de 90%), sais, aminoácidos, glicoses, vitaminas, hormônios, uréia, etc

56 TECIDO CONJUNTIVO HEMATOPOIÉTICO TECIDO HEMATOPOIÉTICO MIELÓIDE GLÓBULOS VERMELHOS: Hemácias ou eritrócitos (do grego, eruthrós = vermelho, e kútos = célula) São anucleados, possuem aspecto de disco bicôncavo e diâmetro de cerca de 7,2mm São ricos em hemoglobina, a proteína responsável pelo transporte dos gases (oxigênio e dióxido de carbono)

57 TECIDO CONJUNTIVO HEMATOPOIÉTICO TECIDO HEMATOPOIÉTICO MIELÓIDE GLÓBULOS BRANCOS: Também chamados de leucócitos (do grego, leukós = branco) São células sanguíneas envolvidas com a defesa do organismo Essa atividade pode ser exercida por fagocitose ou por meio da produção de proteínas de defesa, os anticorpos Costuma-se classificar os glóbulos brancos de acordo com a presença ou ausência, em seu citoplasma, de grânulos específicos, e agranulócitos, os que não contêm granulações específicas, comuns a qualquer célula

58 TECIDO CONJUNTIVO HEMATOPOIÉTICO TECIDO HEMATOPOIÉTICO MIELÓIDE GLÓBULOS BRANCOS: neutrófilo eosinófilo basófilo linfócito Tipos de leucócitos: neutrófilo (A), eosinófilo (B), basófilo (C), linfócito (D), monócito (E) e macrófago (F). monócito macrófago

59 TECIDO CONJUNTIVO HEMATOPOIÉTICO TECIDO HEMATOPOIÉTICO MIELÓIDE GLÓBULOS BRANCOS: Os leucócitos são maiores que as hemácias, no entanto a quantidade deles no sangue é bem menor Quando o organismo é atacado por vírus ou bactérias, o número de leucócitos aumenta significativamente Atuam na defesa do organismo de dois modos: Fagocitose Produção de anticorpos

60 TECIDO CONJUNTIVO HEMATOPOIÉTICO TECIDO HEMATOPOIÉTICO MIELÓIDE GLÓBULOS BRANCOS: Fagocitose nesse processo, as células sanguíneas de defesa englobam, digerem e destroem os microrganismos invasores Produção de anticorpos os anticorpos, proteínas especiais, neutralizam a ação das substâncias tóxicas produzidas pelos seres invasores ou presentes em alimentos e substâncias diversas. O pus que geralmente se acumula no local de um machucado é formado pelo conjunto de leucócitos, de microrganismos mortos, e também o líquido que sai dos capilares nos pontos infectados, provocando inchaço.

61 TECIDO CONJUNTIVO HEMATOPOIÉTICO TECIDO HEMATOPOIÉTICO MIELÓIDE PLAQUETAS: São restos celulares originados da fragmentação de células gigantes da medula óssea, conhecidas como megacariócitos Possuem substâncias ativas no processo de coagulação sangüínea, sendo, por isso, também conhecidas como trombócitos (do grego, thrombos = coágulo), que impedem a ocorrência de hemorragias

62 ANTICORPOS E VACINAS As vacinas são produtos constituídos por microorganismos mortos ou atenuados (enfraquecidos) ou, ainda, por toxinas produzidas por esses microorganismos, inativadas em laboratório Assim, as vacinas contêm antígenos incapazes de provocar a doença, mas capazes de induzir o nosso organismo a produzir anticorpos Dessa forma, se o animal, depois de vacinado, entrar em contato com esses microrganismos, o organismo já terá anticorpos suficientes para sua defesa.

63 ANTICORPOS E SOROS O organismo de um animal pode ser invadido por um microorganismo contra o qual ainda não está protegido Suponha que a ação desse microorganismo seja rápida e devastadora e que o animal não tenha tempo hábil para produzir anticorpos Nesse caso, é preciso que o animal receba o soro terapêutico, que já contém os anticorpos necessários à inativação dos antígenos A ciência moderna dispõe de soros terapêuticos contra a ação de toxinas produzidas por certos microorganismos e também contra toxinas presentes no veneno de certos animais, como cobras peçonhentas (soro antiofídico)

64 VACINAS, ANTICORPOS E SOROS Assim, enquanto as vacinas contêm antígenos e induzem o organismo a produzir anticorpos, os soros já contêm anticorpos prontos As vacinas, graças às células de memória, que podem garantir uma imunidade duradoura Os soros curam a doença, proporcionando uma proteção rápida, mas temporária

65 TECIDO CONJUNTIVO HEMATOPOIÉTICO TECIDO HEMATOPOIÉTICO LINFÓIDE É formado por um conjunto de vasos linfáticos e pelos órgãos linfóides, tais como o baço, o timo, os linfonodos e as tonsilas Natureza: partir da filtração dos excesso de líquido intercelular extravasado dos capilares sanguíneos Tem o papel de produzir certos tipos de glóbulos brancos (monócitos e linfócitos) As células mais abundantes são os linfócitos Desprovido de hemácias e de plaquetas

66 TECIDO CONJUNTIVO HEMATOPOIÉTICO TECIDO HEMATOPOIÉTICO LINFÓIDE FUNÇÕES tem o papel de auxiliar o sistema sanguíneo na remoção de impurezas, coletar e distribuir ácidos graxos e gliceróis absorvidos no intestino e contribuir para a defesa do organismo, através da produção de anticorpos e linfócitos Nos linfonodos, a linfa é filtrada através da ação de células que fagocitam corpos estranhos ao organismo, como bactérias e vírus Caso os micorganismos sejam patogênicos, podem produzir manifestações inflamatórios nos linfonodos, denominadas ínguas

FUNDAÇÃO CARMELITANA MÁRIO PALMÉRIO FACIHUS - FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS. Tecido Conjuntivo

FUNDAÇÃO CARMELITANA MÁRIO PALMÉRIO FACIHUS - FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS. Tecido Conjuntivo FUNDAÇÃO CARMELITANA MÁRIO PALMÉRIO FACIHUS - FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS Tecido Conjuntivo Disciplina: Histologia Prof. Me. Cássio Resende de Morais Características gerais Apresenta diferentes

Leia mais

Aulas Multimídias Santa Cecília Profª Edna Cordeiro Disciplina: Biologia Série: 1º ano EM

Aulas Multimídias Santa Cecília Profª Edna Cordeiro Disciplina: Biologia Série: 1º ano EM Aulas Multimídias Santa Cecília Profª Edna Cordeiro Disciplina: Biologia Série: 1º ano EM Colégio Santa Cecília Disciplina: Biologia Série: 1º Ano-Ensino Médio Profª.: Edna Cordeiro MAIO/2019 Origem, exceto

Leia mais

Histologia. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA

Histologia. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA Histologia. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA Histologia Ramo da Biologia que estuda os tecidos; Tecido - é um conjunto de células, separadas ou não por substâncias intercelulares e que realizam determinada

Leia mais

Tecido Conjuntivo. Prof Cristiano Ricardo Jesse

Tecido Conjuntivo. Prof Cristiano Ricardo Jesse Tecido Conjuntivo Prof Cristiano Ricardo Jesse Tecido conjuntivo Estabelecimento e manutenção da forma do corpo Conjunto de moléculas Conecta e liga as células e órgãos Suporte ao corpo Tecido conjuntivo

Leia mais

TECIDO CONJUNTIVO TECIDO CONJUNTIVO TECIDO CONJUNTIVO 25/10/2016. Origem: mesoderma Constituição: Funções:

TECIDO CONJUNTIVO TECIDO CONJUNTIVO TECIDO CONJUNTIVO 25/10/2016. Origem: mesoderma Constituição: Funções: TECIDO CONJUNTIVO TECIDO CONJUNTIVO Origem: mesoderma Constituição: Diversos tipos de células Matriz extracelular: substância fundamental e fibras TECIDO CONJUNTIVO Funções: Sustentação estrutural Preenchimento

Leia mais

BIOLOGIA. Moléculas, células e tecidos. Estudo dos tecidos Parte 2. Professor: Alex Santos

BIOLOGIA. Moléculas, células e tecidos. Estudo dos tecidos Parte 2. Professor: Alex Santos BIOLOGIA Moléculas, células e tecidos Parte 2 Professor: Alex Santos Tópicos em abordagem Parte 2 Tecido conjuntivo I Visão geral do tecido conjuntivo II O tecido conjuntivo propriamente dito(tcpd) 2.1

Leia mais

Histologia do Tecido Conjuntivo

Histologia do Tecido Conjuntivo Tecido epitelial Histologia do Tecido Conjuntivo VERA REGINA ANDRADE, 2015 Tecido Conjuntivo Características Constituintes Células Fibras Substância Fundamental Tipos de tecido conjuntivo Tecido conjuntivo

Leia mais

Variedades de Tecido Conjuntivo

Variedades de Tecido Conjuntivo Tecido Conjuntivo Variedades de Tecido Conjuntivo Propriamente dito (frouxo, denso modelado e não modelado) Com propriedades especiais (tecido elástico, reticular, adiposo, mielóide, linfóide, mucoso)

Leia mais

TECIDO CONJUNTIVO. O tecido conjuntivo apresenta: células, fibras e sua substância fundamental amorfa.

TECIDO CONJUNTIVO. O tecido conjuntivo apresenta: células, fibras e sua substância fundamental amorfa. TECIDO CONJUNTIVO FUNÇÕES: Estabelecimento e manutenção da forma corporal Conecta células e órgãos, dando suporte ao corpo Defesa e resposta imunológica Ajuda na reparação e cicatrização Faz troca de nutrientes

Leia mais

TECIDO CONJUNTIVO. Prof. Cristiane Oliveira

TECIDO CONJUNTIVO. Prof. Cristiane Oliveira TECIDO CONJUNTIVO Prof. Cristiane Oliveira Tecido Conjuntivo Introdução e Funções - Caracteriza-se pela grande variedade de células e abundância de matriz extracelular; - Termo CONJUNTIVO Algo que junta

Leia mais

TECIDO CONJUNTIVO São responsáveis pelo estabelecimento e

TECIDO CONJUNTIVO São responsáveis pelo estabelecimento e Prof. Bruno Pires TECIDO CONJUNTIVO São responsáveis pelo estabelecimento e do corpo. Isso ocorre pela presença de um conjunto de moléculas que conectam esse tecido aos outros, por meio da sua. Estruturalmente

Leia mais

Tecidos do Corpo Humano

Tecidos do Corpo Humano Tecidos do Corpo Humano Epitelial Conjuntivo Muscular Nervoso Nutrição, Fono_ 2018 Tecido Conjuntivo Constituído por um grupo de células com características diversificadas, imersas em matriz extracelular

Leia mais

Apresenta abundante material intersticial (matriz intersticial) e células afastadas.

Apresenta abundante material intersticial (matriz intersticial) e células afastadas. TECIDO CONJUNTIVO Apresenta abundante material intersticial (matriz intersticial) e células afastadas. A matriz intersticial apresenta: substância fundamental amorfa. fibras proteicas. Os principais tipos

Leia mais

BIOLOGIA. Moléculas, Células e Tecidos Estudo dos tecidos Parte II. Prof. Daniele Duó

BIOLOGIA. Moléculas, Células e Tecidos Estudo dos tecidos Parte II. Prof. Daniele Duó BIOLOGIA Moléculas, Células e Tecidos Estudo dos tecidos Parte II Prof. Daniele Duó - Os Tecidos são o objeto de estudo da HISTOLOGIA. - Tecidos: conjuntos de células que atuam de maneira integrada, desempenhando

Leia mais

TECIDO CONJUNTIVO. Depto de Morfologia, IB/UNESP-Botucatu

TECIDO CONJUNTIVO. Depto de Morfologia, IB/UNESP-Botucatu TECIDO CONJUNTIVO Depto de Morfologia, IB/UNESP-Botucatu TECIDO CONJUNTIVO Constituintes? - Matriz extracelular Proteínas fibrosas - Substância Fundamental - Células Residentes e Transitórias Variação

Leia mais

Tecido conjuntivo. Prof. Junior Riekehr.

Tecido conjuntivo. Prof. Junior Riekehr. Tecido conjuntivo Prof. Junior Riekehr www.apcbio.com.br Tecido Conjuntivo Considerado o "cimento" do organismo humano; está presente abundantemente em diversas estruturas. Características: 1. Diversos

Leia mais

Tecido Conjuntivo. Professora: Me. Gilcele

Tecido Conjuntivo. Professora: Me. Gilcele Tecido Conjuntivo Professora: Me. Gilcele Tecido Conjuntivo - Características Histológicas: Células separadas por muito material extracelular Menor densidade celular Vários tipos de células Vasos sangüíneos

Leia mais

Histologia. Professora Deborah

Histologia. Professora Deborah Histologia Professora Deborah Histologia Histologia (do grego hystos = tecido + logos = estudo) é o estudo dos tecidos biológicos, sua formação, estrutura e função. Tecidos É um conjunto de células que

Leia mais

TECIDO CONJUNTIVO. Constituintes? - Matriz extracelular. - Substância Fundamental. - Células Residentes e Transitórias

TECIDO CONJUNTIVO. Constituintes? - Matriz extracelular. - Substância Fundamental. - Células Residentes e Transitórias TECIDO CONJUNTIVO TECIDO CONJUNTIVO Constituintes? - Matriz extracelular - Substância Fundamental - Células Residentes e Transitórias Células do Tecido Conjuntivo 1. Residentes: estáveis, permanentes -

Leia mais

Tecido Conjuntivo. Tecido Conjuntivo Propriamente dito Tecidos conjuntivos especiais. Em geral o tecido conjuntivo é constituído:

Tecido Conjuntivo. Tecido Conjuntivo Propriamente dito Tecidos conjuntivos especiais. Em geral o tecido conjuntivo é constituído: www.wbio.com.br Tecido Conjuntivo Tecido Conjuntivo Propriamente dito Tecidos conjuntivos especiais Em geral o tecido conjuntivo é constituído: Células Fibras Matriz de substância fundamental amorfa (SFA)

Leia mais

Prof. Me. Leandro Parussolo

Prof. Me. Leandro Parussolo HISTOFISIOLOGIA ANIMAL AULA 4 - TECIDO CONJUNTIVO Prof. Me. Leandro Parussolo Introdução e Funções Caracteriza-se pela grande variedade de cells e abundância de matriz extracelular; Termo CONJUNTIVO Algo

Leia mais

O SANGUE HUMANO. Professora Catarina

O SANGUE HUMANO. Professora Catarina O SANGUE HUMANO Professora Catarina SANGUE Principais funções: Transportar O 2 e nutrientes a todas as células do corpo; Recolher CO 2 e excreções; Transportar hormônios; Proteger o corpo contra a invasão

Leia mais

HISTOLOGIA. Tecido Conjuntivo

HISTOLOGIA. Tecido Conjuntivo HISTOLOGIA Tecido Conjuntivo Tecido Conjuntivo Constituição: Células Matriz Extracelular: Fibras colágenas, elásticas e reticulares Substância Fundamental Amorfa glicosaminoglicanas e proteínas Líquido

Leia mais

TECIDOS CONJUNTIVOS CONECTIVOS. Prof. ÉDER

TECIDOS CONJUNTIVOS CONECTIVOS. Prof. ÉDER TECIDOS CONJUNTIVOS OU CONECTIVOS Prof. ÉDER ORIGEM: MESODERME CARACTERÍSTICAS: RICO EM MATERIAL INTERCELULAR (MATRIZ) VARIEDADE DE CÉLULAS TECIDO DE PREENCHIMENTO VASCULARIZADO RICO EM FIBRAS PROTÉICAS

Leia mais

Tecidos. Pele Humana

Tecidos. Pele Humana Tecidos Pele Humana Pele Humana Funções: Proteção / Barreira protetora; Sensibilidade táctil; Manutenção da T⁰ corporal. Constituição: Epiderme Ectoderme Derme - Mesoderme Epiderme Constituição: Camada

Leia mais

TECIDO CONJUNTIVO. Macrófago Adipócito. Fibra. colágena. Fibroblasto. Fibra elástica. Fibra. reticular. Mastócito. Plasmócito

TECIDO CONJUNTIVO. Macrófago Adipócito. Fibra. colágena. Fibroblasto. Fibra elástica. Fibra. reticular. Mastócito. Plasmócito TECIDO CONJUNTIVO São tecidos constituídos predominantemente por células mergulhadas em material intercelular a matriz extracelular - uma rede de fibras de proteínas em uma substância fundamental amorfa,

Leia mais

HISTOFISIOLOGIAANIMAL TECIDO CONJUNTIVO. Professora Melissa Kayser

HISTOFISIOLOGIAANIMAL TECIDO CONJUNTIVO. Professora Melissa Kayser HISTOFISIOLOGIAANIMAL TECIDO CONJUNTIVO Professora Melissa Kayser Tecido Conjuntivo Introdução e Funções Caracteriza-se pela grande variedade de células e abundância de matriz extracelular; Termo CONJUNTIVO

Leia mais

TECIDO HEMATOPOIÉTICO E SANGUÍNEO

TECIDO HEMATOPOIÉTICO E SANGUÍNEO TECIDO HEMATOPOIÉTICO E SANGUÍNEO CARACTERÍSTICAS Denomina-se hematopoiese o processo de formação dos elementos figurados do sangue; A hematopoiese antes do nascimento ocorre no saco vitelínico do embrião

Leia mais

Histologia 19/11/2018. Tecido epitelial. Histologia

Histologia 19/11/2018. Tecido epitelial. Histologia Histologia Histologia Tecido epitelial Tecido conjuntivo Definição de tecido : conjunto de células da mesma origem embrionária que desempenham uma atividade específica; Células; Substância intercelular

Leia mais

Tecido Conjuntivo. Prof Leonardo M. Crema

Tecido Conjuntivo. Prof Leonardo M. Crema Tecido Conjuntivo Prof Leonardo M. Crema Características: células separadas por muito material extracelular menor densidade celular vários tipos de células vasos sanguíneos, linfáticos, nervoso FUNÇÕES

Leia mais

Introdução. Sangue. Tecido líquido Elementos figurados. Plasma. Glóbulos Sanguíneos. Matriz Extracelular. Glóbulos Vermelhos. Plasma.

Introdução. Sangue. Tecido líquido Elementos figurados. Plasma. Glóbulos Sanguíneos. Matriz Extracelular. Glóbulos Vermelhos. Plasma. Introdução Sangue Tecido líquido Elementos figurados Glóbulos Sanguíneos Plasma Matriz Extracelular Plasma Glóbulos Vermelhos Capilar Plaquetas Glóbulos Brancos http://www.sobiologia.com.br/conteudos/histologia/epitelio16.php

Leia mais

Tecido Conjun,vo I: células. Patricia Coltri

Tecido Conjun,vo I: células. Patricia Coltri Tecido Conjun,vo I: células Patricia Coltri coltri@usp.br Nesta aula: Introdução ao tecido conjun,vo Funções Células (residentes e transitórias) Tecidos Tecidos Origem embriológica Mesoderma (folheto embrionário

Leia mais

BIOLOGIA. Moléculas, células e tecidos. Estudo dos tecidos Parte. Professor: Alex Santos

BIOLOGIA. Moléculas, células e tecidos. Estudo dos tecidos Parte. Professor: Alex Santos BIOLOGIA Moléculas, células e tecidos Parte Professor: Alex Santos Tópicos em abordagem Parte 6 Tecido sanguíneo I Características II Funções III Composição IV Visão geral da hematopoese: V Considerações

Leia mais

Tecido conjuntivo. Capítulos 5, 6, 7, 8 e 12 Histologia Básica Junqueira e Carneiro

Tecido conjuntivo. Capítulos 5, 6, 7, 8 e 12 Histologia Básica Junqueira e Carneiro Tecido conjuntivo Capítulos 5, 6, 7, 8 e 12 Histologia Básica Junqueira e Carneiro Tecido conjuntivo Tecido conjuntivo propriamente dito é composto de uma porção celular e de uma matriz extracelular que

Leia mais

Tecido conjuntivo de preenchimento. Pele

Tecido conjuntivo de preenchimento. Pele Tecido conjuntivo de preenchimento Pele derme epiderme Pele papila dérmica crista epidérmica corte histológico da pele observado em microscopia de luz Camadas da Epiderme proliferação e diferenciação dos

Leia mais

Tecido conjuntivo e tecido osseo

Tecido conjuntivo e tecido osseo Tecido conjuntivo e tecido osseo Tipos de tecido conjuntivo Tecidos responsáveis por unir, ligar, nutrir, proteger e sustentar os outros tecidos Tecidos Conjuntivos Propriamente Ditos Frouxo Denso Modelado

Leia mais

Histologia Básica. Prof. Mateus Grangeiro

Histologia Básica. Prof. Mateus Grangeiro Histologia Básica Prof. Mateus Grangeiro TECIDO CONJUNTIVO CARACTERÍSTICAS GERAIS Constituído por diferentes tipos celulares; Grande quantidade de material extracelular; Ricamente vascularizado; Origem

Leia mais

TECIDO HEMATOPOIETICO E SANGUÍNEO

TECIDO HEMATOPOIETICO E SANGUÍNEO TECIDO HEMATOPOIETICO E SANGUÍNEO CARACTERÍSTICAS O sangue é o único tecido conjuntivo líquido do copo; Funções: + Transporte (O 2, CO 2, nutrientes, resíduos, hormônios); + Regulação (ph, temperatura,

Leia mais

OS TECIDOS PROF LUIS BRUNO

OS TECIDOS PROF LUIS BRUNO OS TECIDOS PROF.: LUIS BRUNO HISTOLOGIA E TECIDOS Histologia (do grego hystos = tecido + logos = estudo) é o estudo dos tecidos biológicos, sua formação, estrutura e função. Tecidos, é um conjunto de células

Leia mais

Cap. 8: A arquitetura corporal dos animais. Equipe de Biologia

Cap. 8: A arquitetura corporal dos animais. Equipe de Biologia Cap. 8: A arquitetura corporal dos animais Equipe de Biologia Histologia Estuda os tecidos orgânicos. Tecido: Agrupamento de células com as mesmas características e função. Além de suas próprias células,

Leia mais

NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO DO SER HUMANO. CIÊNCIAS Prof. Simone Camelo

NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO DO SER HUMANO. CIÊNCIAS Prof. Simone Camelo NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO DO SER HUMANO CIÊNCIAS Prof. Simone Camelo MOLÉCULAS CÉLULAS TECIDOS ÓRGÃOS SISTEMAS ORGANISMO TECIDOS Conjunto de células semelhantes, que desempenham a mesma função. Existem quatro

Leia mais

TECIDO CONJUNTIVO PROPRIAMENTE DITO

TECIDO CONJUNTIVO PROPRIAMENTE DITO 1 TECIDO CONJUNTIVO PROPRIAMENTE DITO INDICAÇÃO DE LEITURA GARTNER, L. P. ; HIATT, J. L. Tratado de Histologia. 3 ed. Rio de Janeiro: Elsevier. 2007. Cap. 06, p.113-132. JUNQUEIRA, L. C. U. ; CARNEIRO,

Leia mais

Aula: Histologia I. Serão abordados os temas sobre Células Tronco,Tecido Epitelial, Tecido Conjuntivo TCPD, Cartilaginoso e Ósseo.

Aula: Histologia I. Serão abordados os temas sobre Células Tronco,Tecido Epitelial, Tecido Conjuntivo TCPD, Cartilaginoso e Ósseo. Aula: Histologia I Serão abordados os temas sobre Células Tronco,Tecido Epitelial, Tecido Conjuntivo TCPD, Cartilaginoso e Ósseo. PROFESSOR: Brenda Braga DATA: 03/04/2014 Histologia (Estudo dos Tecidos)

Leia mais

HISTOLOGIA ESTUDO DOS TECIDOS

HISTOLOGIA ESTUDO DOS TECIDOS HISTOLOGIA ESTUDO DOS TECIDOS TIPOS DE TECIDOS DO CORPO HUMANO O organismo humano é formado por quatro tipos básicos de tecidos: o epitelial, o conjuntivo, o muscular e o nervoso. Estes tecidos são formados

Leia mais

Histologia Animal. - Estuda a classificação, estrutura, distribuição e função dos tecidos animais.

Histologia Animal. - Estuda a classificação, estrutura, distribuição e função dos tecidos animais. Histologia Animal - Estuda a classificação, estrutura, distribuição e função dos tecidos animais. - Tecidos: Grupamento de células harmonizadas e diferenciadas que realizam uma determinada função. - Principais

Leia mais

Aulas Multimídias Santa Cecília Profª Edna Cordeiro Disciplina: Biologia Série: 1º ano EM

Aulas Multimídias Santa Cecília Profª Edna Cordeiro Disciplina: Biologia Série: 1º ano EM Aulas Multimídias Santa Cecília Profª Edna Cordeiro Disciplina: Biologia Série: 1º ano EM Colégio Santa Cecília Disciplina: Biologia Série: 1º Ano-Ensino Médio Profª.: Edna Cordeiro MAIO/2019 Definição:

Leia mais

Sangue e Sistema Linfoide

Sangue e Sistema Linfoide Sangue e Sistema Linfoide Objetivos da aula os estudantes deverão ser capazes de... Listar os componentes celulares (fração celular) e não celulares (fração fluida) do sangue e relatar sua morfologia e

Leia mais

Aulas Multimídias Santa Cecília. Profª Ana Gardênia

Aulas Multimídias Santa Cecília. Profª Ana Gardênia Aulas Multimídias Santa Cecília Profª Ana Gardênia HISTOLOGIA O ESTUDO DOS TECIDOS Do grego, hyston, tecido + logos, estudos. Cada grupo de células reunidas para executar uma ou mais funções específicas

Leia mais

BIOLOGIA. Histologia. Professora: Brenda Braga

BIOLOGIA. Histologia. Professora: Brenda Braga BIOLOGIA Histologia Professora: Brenda Braga Histologia (Estudo dos Tecidos) Tecidos conjunto de células especializadas em realizar uma ou mais funções. Células-tronco São praticamente indiferenciadas

Leia mais

Histologia Animal. 1º ano 2016 Profa. Rose Lopes

Histologia Animal. 1º ano 2016 Profa. Rose Lopes Histologia Animal 1º ano 2016 Profa. Rose Lopes Os tecidos animais 4 tipos básicos: Epitelial Conjuntivo Muscular Nervoso Tecidos epiteliais Células justapostas, com pouca ou nenhuma substância extracelular.

Leia mais

Tecido conjuntivo. Ø Unem (conectam) e sustentam outros tecidos, diversos 0pos. Ø Células não justapostas

Tecido conjuntivo. Ø Unem (conectam) e sustentam outros tecidos, diversos 0pos. Ø Células não justapostas Tecido conjuntivo Tecido conjuntivo Ø Unem (conectam) e sustentam outros tecidos, diversos 0pos Ø Células não justapostas Ø Matriz intercelular abundante ( tec epitelial) Ø Tipo de célula e composição

Leia mais

è Exemplificar situações de doença e desequilibrio do sistema imunitário.

è Exemplificar situações de doença e desequilibrio do sistema imunitário. è Relacionar a individualidade biológica com marcadores membranares determinados geneticamente. è Enumerar a grande diversidade de agentes patogénicos que podem invadir um organismo humano. è Distinguir

Leia mais

TECIDO EPITELIAL HISTOLOGIA ANIMAL

TECIDO EPITELIAL HISTOLOGIA ANIMAL HISTOLOGIA Histologia é a parte da Biologia que estuda os tecidos. Tecidos são agrupamentos de células semelhantes e/ou que possuem função semelhante, tomadas em conjunto com a substância intercelular.

Leia mais

Resumo Teórico: Histologia O Estudo dos Tecidos Vivos

Resumo Teórico: Histologia O Estudo dos Tecidos Vivos Nesse texto, vamos falar um pouco sobre os diversos tecidos que formam nosso corpo. Vamos entender as características de cada tipo de tecido e sua relação com o funcionamento do nosso corpo. Resumo Teórico:

Leia mais

Tecido Conjuntivo. Prof. Renato

Tecido Conjuntivo. Prof. Renato Tecido Conjuntivo Prof. Renato Função...unem outros tecidos, sustentando-os e dando conjunto ao corpo. Amabis & Martho (2001) PREENCHIMENTO Tecido Conectivo; Tecido ósseo, tecido sanguíneo e linfático??

Leia mais

Sangue: funções gerais

Sangue: funções gerais Sangue Sangue: funções gerais Transporte de nutrientes para órgãos e tecidos; Regulação térmica e hídrica; Transporte de gases para órgãos e tecidos; Defesa do organismo; Coagulação. Componentes do Sangue

Leia mais

Tema B TECIDO CONJUNTIVO

Tema B TECIDO CONJUNTIVO Tema B TECIDO CONJUNTIVO 1 Características gerais 2 Características dos principais tipos de tecido conjuntivo 2.1 Tecido conjuntivo propriamente dito 2.1.1 Laxo 2.1.2 Denso: modulado e não modulado 2.2

Leia mais

MSc. Romeu Moreira dos Santos

MSc. Romeu Moreira dos Santos MSc. Romeu Moreira dos Santos 2018 2015 INTRODUÇÃO As células do sistema imune (SI) inato e adaptativo estão presentes como: células circulantes no sangue e na linfa; aglomerados anatomicamente definidos

Leia mais

Defesa não Especifica. Realizado por: Ricardo Neves

Defesa não Especifica. Realizado por: Ricardo Neves Defesa não Especifica Realizado por: Ricardo Neves Como se defende o nosso corpo das doenças? Vacinas? Como são feitas? Como funcionam? http://www.theimmunology.com/animations/vaccine.htm Constituição

Leia mais

MSc. Romeu Moreira dos Santos

MSc. Romeu Moreira dos Santos MSc. Romeu Moreira dos Santos 2017 2015 INTRODUÇÃO As células do sistema imune (SI) inato e adaptativo estão presentes como: células circulantes no sangue e na linfa; aglomerados anatomicamente definidos

Leia mais

Tecido Conjuntivo/Células. Células Residentes: presença constante

Tecido Conjuntivo/Células. Células Residentes: presença constante Tecido Conjuntivo/Células Populações Distintas: Células Residentes: presença constante Células Transitórias: originadas do sangue circulante. Migram para o conjuntivo em processos inflamatórios Tecido

Leia mais

Tecido Conjuntivo. Prof a. Marta G. Amaral, Dra. Histofisiologia

Tecido Conjuntivo. Prof a. Marta G. Amaral, Dra. Histofisiologia Tecido Conjuntivo Prof a. Marta G. Amaral, Dra. Histofisiologia Origem: mesênquima Características: Células + material intercelular (SFA e fibras) Funções 1. Sustentação e preenchimento: osso, estroma

Leia mais

Disciplina Histologia 2017 REVISÃO

Disciplina Histologia 2017 REVISÃO Disciplina Histologia 2017 REVISÃO Introdução à Histologia Introdução à Histologia Estudo da estrutura do material biológico e das maneiras como os componentes relacionam estrutural e funcionalmente. individuais

Leia mais

Professora Sandra Nunes

Professora Sandra Nunes UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO Parte II Glóbulos Brancos Professora Sandra Nunes Leucócitos = glóbulos brancos Localização: (Sangue, linfa, órgãos linfóides e vários tecidos conjuntivos) Origem: Medula

Leia mais

Anexo 2. Chave de classificação. Célula-tronco hematopoética (CT-H)

Anexo 2. Chave de classificação. Célula-tronco hematopoética (CT-H) Anexo 2 Chave de classificação Célula-tronco hematopoética (CT-H) Principal característica: é uma célula-tronco multipotente, pois tem o potencial de gerar linhagens de células que darão origem aos diversos

Leia mais

SANGUE Funções (transporte):

SANGUE Funções (transporte): Funções (transporte): Nutrientes Produtos do metabolismo Metábolitos Hormônios e outras moléculas sinalizadoras Eletrólitos Funções (transporte): Células diapedese tecidos diapedese microorganismo diapedese

Leia mais

FUNDAÇÃO CARMELITANA MÁRIO PALMÉRIO FACIHUS - FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS

FUNDAÇÃO CARMELITANA MÁRIO PALMÉRIO FACIHUS - FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS FUNDAÇÃO CARMELITANA MÁRIO PALMÉRIO FACIHUS - FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS Hemocitopoese Disciplina: Histologia Prof. Me. Cássio Resende de Morais Introdução Elementos figurados; Hemácias: Transporte

Leia mais

1. Elementos dos tecidos conjuntivo propriamente dito. Observação de mastócitos e de fibras elásticas

1. Elementos dos tecidos conjuntivo propriamente dito. Observação de mastócitos e de fibras elásticas 1. Elementos dos tecidos conjuntivo propriamente dito Observação de mastócitos e de fibras elásticas Material: Mesentério Técnica: azul de toluidina Obs: O mesentério é a membrana fina que prende as alças

Leia mais

AULA PRÁTICA 05. Tecidos Conectivos - Matriz e Classificação LÂMINA Nº 90 - DIFERENTES CORTES DE PELE - ORCEÍNA

AULA PRÁTICA 05. Tecidos Conectivos - Matriz e Classificação LÂMINA Nº 90 - DIFERENTES CORTES DE PELE - ORCEÍNA AULA PRÁTICA 05 Tecidos Conectivos - Matriz e Classificação LÂMINA Nº 90 - DIFERENTES CORTES DE PELE - ORCEÍNA Pela técnica da HE, as fibras elásticas coram-se mal e irregularmente. Para a observação destas

Leia mais

HISTOLOGIA ESTUDO DOS TECIDOS

HISTOLOGIA ESTUDO DOS TECIDOS HISTOLOGIA ESTUDO DOS TECIDOS TIPOS DE TECIDOS DO CORPO HUMANO O organismo humano é formado por quatro tipos básicos de tecidos: o epitelial, o conjuntivo, o muscular e o nervoso. Estes tecidos são formados

Leia mais

Biologia. Tecidos Conjuntivos. Professor Enrico Blota.

Biologia. Tecidos Conjuntivos. Professor Enrico Blota. Biologia Tecidos Conjuntivos Professor Enrico Blota www.acasadoconcurseiro.com.br Biologia TECIDOS CONJUNTIVOS São constituídos predominantemente por material intercelular (matriz extracelular) que mantém

Leia mais

Citologia e Histologia I Tecido Sanguíneo. Docente: Sheila C. Ribeiro Maio/2016

Citologia e Histologia I Tecido Sanguíneo. Docente: Sheila C. Ribeiro Maio/2016 Citologia e Histologia I Tecido Sanguíneo Docente: Sheila C. Ribeiro Maio/2016 Introdução Hematopoese Hemocitopoese Hemopoese Produção células sanguíneas Diferenciação e Maturação Renovação, Proliferação

Leia mais

O sangue e seus constituintes. Juliana Aquino. O sangue executa tantas funções que, sem ele, de nada valeria a complexa organização do corpo humano

O sangue e seus constituintes. Juliana Aquino. O sangue executa tantas funções que, sem ele, de nada valeria a complexa organização do corpo humano O sangue e seus constituintes Juliana Aquino O sangue executa tantas funções que, sem ele, de nada valeria a complexa organização do corpo humano O sangue e seus constituintes É através da circulação sanguínea

Leia mais

Conjunto de células semelhantes e interdependentes. Condição básica da multicelularidade. Vantagens: aumento do tamanho, divisão de trabalho

Conjunto de células semelhantes e interdependentes. Condição básica da multicelularidade. Vantagens: aumento do tamanho, divisão de trabalho Conjunto de células semelhantes e interdependentes Condição básica da multicelularidade Vantagens: aumento do tamanho, divisão de trabalho Origens embrionárias dos tecidos animais: Ectoderme Mesoderme

Leia mais

NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO DOS SERES VIVOS. Prof.ª Leticia Pedroso

NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO DOS SERES VIVOS. Prof.ª Leticia Pedroso NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO DOS SERES VIVOS Prof.ª Leticia Pedroso NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO DOS SERES VIVOS Vamos estudar toda a escala que compõem um único individuo, desde o átomo como menor elemento até os sistemas.

Leia mais

HISTOLOGIA ANIMAL. Estudos dos principais tecidos animais. 05/08/2014 Telmo Giani - Direitos Protegidos 1

HISTOLOGIA ANIMAL. Estudos dos principais tecidos animais. 05/08/2014 Telmo Giani - Direitos Protegidos 1 HISTOLOGIA ANIMAL Estudos dos principais tecidos animais 05/08/2014 Telmo Giani - Direitos Protegidos 1 Níveis de Organização do Corpo Humano No corpo humano existem vários grupos de células semelhantes

Leia mais

Sistema Linfático. Prof. a Dr. a Tatiana Montanari Departamento de Ciências Morfológicas ICBS UFRGS

Sistema Linfático. Prof. a Dr. a Tatiana Montanari Departamento de Ciências Morfológicas ICBS UFRGS Sistema Linfático Prof. a Dr. a Tatiana Montanari Departamento de Ciências Morfológicas ICBS UFRGS FUNÇÕES TECIDO LINFOIDE ÓRGÃOS LINFOIDES FUNÇÕES As células do sistema linfático protegem o organismo

Leia mais

Capítulo 9 Histologia animal I Epitelial, Conjuntivo, adiposo, ósseo, cartilaginoso

Capítulo 9 Histologia animal I Epitelial, Conjuntivo, adiposo, ósseo, cartilaginoso Capítulo 9 Histologia animal I Epitelial, Conjuntivo, adiposo, ósseo, cartilaginoso TECIDO: conjunto de células com uma ou mais funções TECIDO LÍQUIDO - Sangue TECIDO GELATINOSO conjuntivo TECIDO ÓSSEO

Leia mais

Níveis de Organização do Corpo Humano

Níveis de Organização do Corpo Humano Níveis de Organização do Corpo Humano Ao estudar o corpo humano, podemos analisá-lo por meio de diferentes níveis de organização. Podemos estudá-lo analisando os sistemas do corpo ou então seus tecidos

Leia mais

06/11/2009 TIMO. Seleção e educação de linfócitos ÓRGÃOS LINFÓIDES E CÉLULAS DO SISTEMA IMUNE ÓRGÃOS LINFÓIDES. Primários: Medula óssea e timo

06/11/2009 TIMO. Seleção e educação de linfócitos ÓRGÃOS LINFÓIDES E CÉLULAS DO SISTEMA IMUNE ÓRGÃOS LINFÓIDES. Primários: Medula óssea e timo ÓRGÃOS LINFÓIDES Primários: Medula óssea e timo ÓRGÃOS LINFÓIDES E CÉLULAS DO SISTEMA IMUNE Secundários: Linfonodos Baço Tecidos linfóides associado a mucosa Prof. Renato Nisihara Ossos chatos Esterno,,

Leia mais

Profª MSc Monyke Lucena

Profª MSc Monyke Lucena Profª MSc Monyke Lucena Átomos Compostos químicos Célula Tecidos Órgão Sistema Organismo Os animais apresentam diferentes tipos de tecidos, que se agrupam de acordo com sua função. É possível distinguir

Leia mais

Capítulo 07: O SANGUE. CIÊNCIAS Profa. Jéssica 2019

Capítulo 07: O SANGUE. CIÊNCIAS Profa. Jéssica 2019 Capítulo 07: O SANGUE CIÊNCIAS Profa. Jéssica 2019 COMPOSIÇÃO DO SANGUE - O coração é o órgão que bombeia o sangue para todo o corpo humano. - O sangue é um tecido formado por: muitas células, fragmentos

Leia mais

Sistema Imunológico. 1) Introdução. É o sistema responsável pela defesa do organismo contra a ação de agente patogênicos (que causam doenças).

Sistema Imunológico. 1) Introdução. É o sistema responsável pela defesa do organismo contra a ação de agente patogênicos (que causam doenças). 1) Introdução É o sistema responsável pela defesa do organismo contra a ação de agente patogênicos (que causam doenças). 2) Componentes Células de defesa (Leucócitos ou glóbulos brancos) Órgãos linfáticos

Leia mais

Tecido Conjuntivo parte 1

Tecido Conjuntivo parte 1 Tecido Conjuntivo parte 1 Prof. Allan Giovanini 2h/a Introdução Características do tecido conjuntivo É derivado do mesênquima Serve de sustentação aos epitélios Possui abundantes substâncias intercelulares

Leia mais

Escola: Nome: Turma: N.º: Data: / / FICHA DE TRABALHO 1A. leucócitos figurados dissolvidas. água eritrócitos nutrientes. plasma plaquetas metabolismo

Escola: Nome: Turma: N.º: Data: / / FICHA DE TRABALHO 1A. leucócitos figurados dissolvidas. água eritrócitos nutrientes. plasma plaquetas metabolismo Conteúdo: Sangue FICHA DE TRABALHO 1A leucócitos figurados dissolvidas água eritrócitos nutrientes plasma plaquetas metabolismo O sangue é constituído por uma parte líquida, o, que transporta, em suspensão,

Leia mais

Tecido Conjuntivo de Transporte

Tecido Conjuntivo de Transporte Tecido Conjuntivo de Transporte Prof. a Sara Tatiana Moreira, Ph.D. UTFPR Campus Santa Helena 1 Elástico 1 Tecido Sanguíneo O sangue está contido em um compartimento fechado - aparelho circulatório - que

Leia mais

TECIDO CONJUNTIVO MÓDULO 3 HISTOLOGIA

TECIDO CONJUNTIVO MÓDULO 3 HISTOLOGIA TECIDO MÓDULO 3 HISTOLOGIA TECIDO Ao contrário do tecido epitelial, o TECIDO possui muita matriz extracelular, cujos principais componentes são a água, fibras elásticas e o colágeno. O colágeno é secretado

Leia mais

Capítulo 3 página 254 a ª série Professora Priscila Binatto

Capítulo 3 página 254 a ª série Professora Priscila Binatto Capítulo 3 página 254 a 270 2ª série Professora Priscila Binatto Elementos Figurados Glóbulos Vermelhos Hemácias ou eritrócitos formato bicôncavo Presente em todos vertebrados mamíferos anucleadas Gerada

Leia mais

CÉLULAS SANGUÍNEAS. Professora Janaina Serra Azul Monteiro Evangelista

CÉLULAS SANGUÍNEAS. Professora Janaina Serra Azul Monteiro Evangelista CÉLULAS SANGUÍNEAS Professora Janaina Serra Azul Monteiro Evangelista No nosso sangue circulam vários tipos de células Glóbulos vermelhos Que também podem ser chamados hemácias ou eritrócitos. Glóbulos

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DOS EPITÉLIOS DE REVESTIMENTO - SIMPLES X ESTRATIFICADO - FORMATO DAS CÉLULAS. células cúbicas. células prismáticas

CLASSIFICAÇÃO DOS EPITÉLIOS DE REVESTIMENTO - SIMPLES X ESTRATIFICADO - FORMATO DAS CÉLULAS. células cúbicas. células prismáticas HISTOLOGIA ANIMAL Histologia é a parte da Biologia que estuda os tecidos. Tecidos são agrupamentos de células semelhantes e/ou que possuem função semelhante, tomadas em conjunto com a substância intercelular.

Leia mais

SANGUE. um tecido conjuntivo especializado. NutriFono, 2017

SANGUE. um tecido conjuntivo especializado. NutriFono, 2017 SANGUE um tecido conjuntivo especializado NutriFono, 2017 Como todo tecido conjuntivo é constituido de Células Matriz extracelular Circula pelo sistema cardiovascular impulsionado pelo bombeamento do coração

Leia mais

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 12 HISTOLOGIA ANIMAL: TECIDO CARTILAGINOSO

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 12 HISTOLOGIA ANIMAL: TECIDO CARTILAGINOSO BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 12 HISTOLOGIA ANIMAL: TECIDO CARTILAGINOSO Pericôndrio Fibroblasto Condroblasto Cartilagem Lacuna Condrócito Cartilagem hialina Lacuna contendo condrócito Vista seccional da cartilagem

Leia mais

PDF created with pdffactory Pro trial version Sistema Circulatório

PDF created with pdffactory Pro trial version  Sistema Circulatório Sistema Circulatório Função Transporte de gases Transporte de nutrientes Transporte de resíduos Transporte de hormônios Transporte de calor Transporte de anticorpos e células de defesa Coagulação sanguínea

Leia mais

20/10/2014. TECIDO CONJUNTIVO ou CONECTIVO

20/10/2014. TECIDO CONJUNTIVO ou CONECTIVO TECIDO CONJUNTIVO ou CONECTIVO Poucas células, encontram-se separadas; Presença de grande quantidade de substância intercelular; Substância intercelular ou matriz extracelular Substância fundamental amorfa:

Leia mais

Ciências Naturais, 6º Ano. Ciências Naturais, 6º Ano FICHA DE TRABALHO 1A. Escola: Nome: Turma: N.º: Escola: Nome: Turma: N.º: Conteúdo: Sangue

Ciências Naturais, 6º Ano. Ciências Naturais, 6º Ano FICHA DE TRABALHO 1A. Escola: Nome: Turma: N.º: Escola: Nome: Turma: N.º: Conteúdo: Sangue Conteúdo: Sangue FICHA DE TRABALHO 1A leucócitos figurados dissolvidas Conteúdo: Sangue FICHA DE TRABALHO 1A leucócitos figurados dissolvidas água eritrócitos nutrientes água eritrócitos nutrientes plasma

Leia mais

Hematopoese. Prof. Archangelo P. Fernandes Profa. Alessandra Barone

Hematopoese. Prof. Archangelo P. Fernandes Profa. Alessandra Barone Hematopoese Prof. Archangelo P. Fernandes Profa. Alessandra Barone www.profbio.com.br Sangue Tecido fluido circulante, formado por uma fase sólida de células diferenciadas e por uma fase líquida denominada

Leia mais

SISTEMA SANGUINEO. Alegrai-vos sempre no Senhor! Repito: Alegrai-vos Fl. 4,4

SISTEMA SANGUINEO. Alegrai-vos sempre no Senhor! Repito: Alegrai-vos Fl. 4,4 SISTEMA SANGUINEO Alegrai-vos sempre no Senhor! Repito: Alegrai-vos Fl. 4,4 O QUE É O SANGUE? É um tecido conjuntivo líquido que circula pelo sistema vascular, sendo vital para a vida, de cor vermelho

Leia mais

Aula: Histologia II. Sangue e linfa. Funções de hemácias, plaquetas e leucócitos.

Aula: Histologia II. Sangue e linfa. Funções de hemácias, plaquetas e leucócitos. Sangue e linfa. Funções de hemácias, plaquetas e leucócitos. PROFESSORA: Brenda Braga DATA: 10/04/2014 7. Tecidos Conjuntivos de Transporte 7.1. Sangue Centrifugação 55 % Plasma 45 % Elementos figurados

Leia mais

Células do Sistema Imune

Células do Sistema Imune Células Células do Sistema Imune Linfócitos NK Células Dendríticas Macrófagos e Monócitos Neutrófilos Eosinófilos Mastócitos Basófilos 1 2 Linfócitos São as únicas células com receptores específicos para

Leia mais

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 14 HISTOLOGIA ANIMAL: TECIDOS ADIPOSO, HEMATOPOIÉTICO E SANGUÍNEO

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 14 HISTOLOGIA ANIMAL: TECIDOS ADIPOSO, HEMATOPOIÉTICO E SANGUÍNEO BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 14 HISTOLOGIA ANIMAL: TECIDOS ADIPOSO, HEMATOPOIÉTICO E SANGUÍNEO Célula mesenquimatosa indiferenciada Núcleo Lipoblasto Mitocôndria gotas de gordura as gotas de gordura coalescem

Leia mais