Educação Pré-Escolar

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Educação Pré-Escolar"

Transcrição

1 Educação Pré-Escolar Sendo a primeira etapa na educação básica, as competências gerais para a Educação Pré Escolar constituem um conjunto de princípios para apoiar o Educador de Infância na sua prática, por forma a conduzir e refletir sobre o processo educativo adequando a aprendizagem aos interesses e necessidades das crianças. A construção da matriz curricular da Educação Pré-Escolar neste Agrupamento tem subjacentes as Orientações Curriculares do Ministério de Educação e Ciência, referência comum para todos os educadores da Rede Nacional de Educação Pré-Escolar, e as Metas de Aprendizagem. Área de Formação Pessoal e Social Áreas de Conteúdo Área de Expressão e Comunicação (três domínios):.º Domínio das expressões nas diferentes vertentes, motora, dramática, plástica e musical; 2.º Domínio da linguagem e abordagem à escrita;.º Domínio da Matemática. Área de Conhecimento do Mundo 25 Horas

2 Ensino Básico O ensino básico insere-se no quadro de uma formação global e abrangente cujo objetivo principal é o de dotar os jovens das ferramentas necessárias e das competências essenciais por forma melhorar os seus níveis de desempenho escolar. Constitui-se como a etapa da escolaridade em que se concretiza o princípio democrático que deverá estar subjacente a todo o sistema educativo, quer promovendo a realização individual de todos os cidadãos, quer preparando-os para uma intervenção útil e responsável na comunidade. º Ciclo Componentes do currículo Carga horária semanal (horas) º Ano 2º Ano º Ano 4º Ano Língua Portuguesa Áreas Disciplinares Curriculares Matemática Estudo do Meio Expressões Oferta complementar Apoio ao estudo Total 25 horas a) Atividades de Enriquecimento Curricular 5 horas a) Atividades de frequência facultativa

3 2 2º Ciclo Componentes do Currículo Carga horária semanal (X 90 minutos) 5º Ano 6º Ano Português Línguas e Estudos Sociais Inglês,5,5 História e Geografia de Portugal,5,5 Matemática e Ciências Matemática Ciências Naturais,5,5 Educação Visual Educação Artística e Tecnológica Educação Tecnológica Educação Musical Educação Física,5,5 a)educação Moral e Religiosa 0,5 0,5 b)apoio ao Estudo 5X0,5 5X0,5 Educação Para a Cidadania 0,5 0,5 a) Disciplina de frequência facultativa b) Frequência facultativa, sendo obrigatória por indicação do Conselho de Turma e obtido o acordo dos Encarregados de Educação (ponto 2 do art.º º do Decreto Lei n.º 9/202 de 5 de Julho)

4 º Ciclo Componentes do Currículo Carga horária semanal (X 90minutos) 7º Ano 8º Ano 9º Ano Português 2,5 2,5 2,5 Inglês,5 2X0,5,5 Línguas Estrangeiras Francês,5,5 a) Espanhol,5,5 Ciências Humanas e Sociais História,5,5,5 Geografia 2X0,5 2X0,5,5 Matemática 2,5 2,5 2,5 Ciências Físicas e Naturais Ciências Naturais,5,5,5 Físico-Química,5,5,5 Educação Visual,5 Expressões e Tecnologias b) Introdução às Tec. Informação e Comunicação Oficina de Artes Educação Tecnológica c) Educação Musical Educação Física,5,5,5 d) Educação Moral e Religiosa 0,5 0,5 0,5 Educação Para a Cidadania 0,5 0,5 0,5 a) Opção pela Língua Estrangeira II: o aluno deve indicar as várias disciplinas por ordem de preferência; b) Disciplina semestral em articulação com a oferta de escola funcionando sequencialmente no 7º e 8º anos; c) Oferta de escola: o aluno deve indicar as várias disciplinas por ordem de preferência. d)disciplina de frequência facultativa.

5 4 Curso vocacional Este curso visa desenvolver a escolaridade básica promovendo a participação nas atividades escolares, a assimilação de regras de trabalho de equipa, o espírito de iniciativa e o sentido de responsabilidade dos alunos, levando-os a adquirir conhecimentos e a desenvolver capacidades práticas que facilitem a sua integração no mundo do trabalho. Componente de Formação Disciplinas Carga Horária Semanal (x90 minutos) Geral Complementar Vocacional Português Inglês Matemática Educação Física História Geografia Ciências-naturais Físico-química Artes manuais Informática Secretariado,5,5 Prática Formação em contexto de trabalho horas

6 5 PIEF (Programa Integrado de Educação e Formação) Este programa pretende criar resposta integradas favorecendo o cumprimento da escolaridade obrigatória e a certificação escolar e profissional dos jovens Componentes de Formação Sóciocultural Artística ou Científico- Tecnológica Vocacional Área de Competência Línguas, Cultura e comunicação Cidadania e Sociedade Matemática Desporto Tecnologias de Informação Tecnologias Específicas Formação Vocacional Domínios / Unidades de Formação Viver em Português Comunicar em Inglês Carga Horária Semanal (x90 minutos) 2,5 Ciências Sociais Ciências Naturais Matemática e Realidade 2,5 Educação Física,5 Tecnologias de Informação e Comunicação Ciências Físicas e Naturais Madeiras Manutenção de Espaços 4 Desenvolvimento Social e Pessoal 0,5

1 - Educação Pré- Escolar (Despacho n.º 5220/97, de 4 de agosto) 2-1.º Ciclo do Ensino Básico (DL n.º 139/2012, de 5 de julho, com as alterações

1 - Educação Pré- Escolar (Despacho n.º 5220/97, de 4 de agosto) 2-1.º Ciclo do Ensino Básico (DL n.º 139/2012, de 5 de julho, com as alterações 1 - Educação Pré- Escolar (Despacho n.º 5220/97, de 4 de agosto) 2-1.º Ciclo do Ensino Básico (DL n.º 139/2012, de 5 de julho, com as alterações introduzidas pelo DL n.º 91/2013, de 10 de julho) 3-2.º

Leia mais

Agrupamento de Escolas Júlio Dantas

Agrupamento de Escolas Júlio Dantas Agrupamento de Escolas Júlio Dantas Proposta de Oferta Formativa 2016/2017* Largo Prof Egas Moniz, Apartado 302 8601 904 Lagosl Telefone: 282 770 990 Email: info @ aejd.pt http://www.aejd.pt/ * A abertura

Leia mais

PLANOS CURRICULARES Ano Letivo

PLANOS CURRICULARES Ano Letivo 1 PLANOS CURRICULARES 2 PLANOS CURRICULARES Curso de PROFIJ - Nível II Tipo 2 Acompanhante de Crianças Componentes de Formação Áreas de Competência Línguas, Cultura e Comunicação Domínios de Formação 1

Leia mais

GUIÃO PARA A ELABORAÇÃO DO PROJECTO CURRICULAR DE AGRUPAMENTO

GUIÃO PARA A ELABORAÇÃO DO PROJECTO CURRICULAR DE AGRUPAMENTO GUIÃO PARA A ELABORAÇÃO DO PROJECTO CURRICULAR DE AGRUPAMENTO Após a aprovação no último Conselho Pedagógico de 13 de Outubro de 2010, das líneas orientadoras para a definição das opções estratégicas do

Leia mais

PLANO CURRICULAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MURALHAS DO MINHO, VALENÇA. Ano letivo

PLANO CURRICULAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MURALHAS DO MINHO, VALENÇA. Ano letivo PLANO CURRICULAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MURALHAS DO MINHO, VALENÇA Ano letivo 05-6 Índice -Introdução. - Matriz Curricular.... - Educação Pré-Escolar....- Ensino Básico... 4.. º Ciclo... 4.. º Ciclo...

Leia mais

PLANO CURRICULAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MURALHAS DO MINHO, VALENÇA

PLANO CURRICULAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MURALHAS DO MINHO, VALENÇA PLANO CURRICULAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MURALHAS DO MINHO, VALENÇA Índice - Introdução... - Matriz Curricular... 4. - Educação Pré-Escolar... 4.- Ensino Básico... 4.. º Ciclo... 5.. º Ciclo... 6..

Leia mais

Oferta Educativa. Curso Científico - Humanísticos. Cursos EFA. CEF Pastelaria / Panificação. 3º ciclo do Ensino Básico. Cursos Profissionais

Oferta Educativa. Curso Científico - Humanísticos. Cursos EFA. CEF Pastelaria / Panificação. 3º ciclo do Ensino Básico. Cursos Profissionais OFERTA CURRICULAR 3º ciclo do Ensino Básico Cursos Profissionais Curso Científico - Humanísticos Oferta Educativa Cursos EFA Centro Novas Oportunidades CEF Pastelaria / Panificação F.Pessoal e social A.

Leia mais

Agrupamento de Escolas Dr. Bissaya Barreto Castanheira de Pera. Plano. Estudos. Desenvolvimento. Currículo

Agrupamento de Escolas Dr. Bissaya Barreto Castanheira de Pera. Plano. Estudos. Desenvolvimento. Currículo Agrupamento de Escolas Dr. Bissaya Barreto Castanheira de Pera Plano de Estudos e Desenvolvimento do Currículo Educação Pré Escolar A Educação Pré-Escolar afigura-se como a primeira etapa da educação básica

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE INFIAS - VIZELA

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE INFIAS - VIZELA Matriz curricular -.º Ciclo (2015/ 2017) Componentes de Formação Total de horas anuais efetivas (60 ) Geral Português 110 Matemática 110 Inglês 65 Educação Física 65 Subtotal 50 Complementar Ciências Sociais

Leia mais

Orientação Escolar e Profissional. 9.º Ano e Agora. Serviço de Psicologia e Orientação. Psicóloga Eduarda Seabra

Orientação Escolar e Profissional. 9.º Ano e Agora. Serviço de Psicologia e Orientação. Psicóloga Eduarda Seabra Orientação Escolar e Profissional 9.º Ano e Agora Serviço de Psicologia e Orientação Psicóloga Eduarda Seabra Dossier Informação Escolar e Profissional Pág.1 1 Natureza dos Cursos Científico-Humanísticos

Leia mais

Ponderações DOMÍNIO DAS ATITUDES E VALORES

Ponderações DOMÍNIO DAS ATITUDES E VALORES Ponderações 1.º Ciclo Educação Moral e Religiosa Católica ATITUDES E VALORES 4% - TPC/ Estudo 4% conhecimento - Outros Educação Físico-Motora Expressões Artísticas (, Expressão e Educação Dramática, Educação

Leia mais

OFERTA FORMATIVA 2015 / 2016

OFERTA FORMATIVA 2015 / 2016 OFERTA FORMATIVA 2015 / 2016 CURSOS CIENTÍFICOS HUMANÍSTICOS CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS CIÊNCIAS SOCIOECONÓMICAS ARTES VISUAIS LÍNGUAS E HUMANIDADES CURSOS PROFISSIONAIS / Diploma de Nível 4 TÉCNICO DE ANÁLISE

Leia mais

Agrupamento de Escolas Fernão de Magalhães Oferta Educativa

Agrupamento de Escolas Fernão de Magalhães Oferta Educativa Agrupamento de Escolas Fernão de Magalhães Oferta Educativa Agarra o futuro vem até à Fernão, a escolha é tua. Ensino Secundário Diurno _ Cursos Científico Humanísticos Ciências e Tecnologias Matemática

Leia mais

RELAÇÃO DOS LIVROS A ATRÍBUIR AOS ALUNOS COM SUBSÍDIO DE A.S.E / 2017

RELAÇÃO DOS LIVROS A ATRÍBUIR AOS ALUNOS COM SUBSÍDIO DE A.S.E / 2017 RELAÇÃO DOS LIVROS A ATRÍBUIR AOS ALUNOS COM SUBSÍDIO DE A.S.E. 2016 / 2017 CEF Empregado Comercial 1º Ano 0 Matemática Aplicada, Língua Portuguesa, Inglês. 1 Matemática Aplicada, Língua Portuguesa, Inglês.

Leia mais

Irene Santos Diretora Pedagógica da Didáxis Cooperativa de Ensino

Irene Santos Diretora Pedagógica da Didáxis Cooperativa de Ensino Diretora Pedagógica da Didáxis Cooperativa de Ensino 13 de maio 2015 Resultados preliminares AEEP 39% Escolas que adotam tempos letivos diferentes de 45/90 61% Escolas que adotam uma organização curricular

Leia mais

Sistemas de Ensino. Ana Nobre, Hélder Pereira, Ademiro do Rosário Teresa Vieira, António Chimuzu. Portugal, Cabo Verde, Angola, Moçambique e Brasil

Sistemas de Ensino. Ana Nobre, Hélder Pereira, Ademiro do Rosário Teresa Vieira, António Chimuzu. Portugal, Cabo Verde, Angola, Moçambique e Brasil Sistemas de Ensino Ana Nobre, Hélder Pereira, Ademiro do Rosário Teresa Vieira, António Chimuzu Portugal, Cabo Verde, Angola, Moçambique e Brasil É objetivo desta publicação evidenciar diferentes sistemas

Leia mais

EXTERNATO JOÃO ALBERTO FARIA Ano Letivo 2014/15

EXTERNATO JOÃO ALBERTO FARIA Ano Letivo 2014/15 EXTERNATO JOÃO ALBERTO FARIA Ano Letivo 2014/15 AVALIAÇÃO 5º ANO 1 Ordem de Trabalhos Ponto um Boas- vindas/apresentação dos intervenientes Ponto dois Desenho curricular e sistema de avaliação no Ensino

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO 1º CICLO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO 1º CICLO ANO LETIVO 2017-2018 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO 1º CICLO Agrupamento de Escolas José Maria dos Santos Departamento do 1º ciclo CRITÉRIOS de AVALIAÇÃO 1º CICLO Enquadramento A avaliação interna das aprendizagens

Leia mais

Artes (Base Nacional Comum/ ETIM) Arte (LP) Arte(s) com Habilitação em Artes Visuais ( LP) Arte(s) com Habilitação em Artes Cênicas (LP) Arte(s) com

Artes (Base Nacional Comum/ ETIM) Arte (LP) Arte(s) com Habilitação em Artes Visuais ( LP) Arte(s) com Habilitação em Artes Cênicas (LP) Arte(s) com Artes (Base Nacional Comum/ ETIM) Arte (LP) Arte(s) com Habilitação em Artes Visuais ( LP) Arte(s) com Habilitação em Artes Cênicas (LP) Arte(s) com Habilitação em Artes Plásticas (LP) Arte(s) com Habilitação

Leia mais

Critérios Gerais de Avaliação do 1º Ciclo ANO LETIVO

Critérios Gerais de Avaliação do 1º Ciclo ANO LETIVO Critérios Gerais de Avaliação do 1º Ciclo ANO LETIVO 2015-2016 Avaliação (Decreto-Lei n.º 139/2012 de 5 de julho; Despacho Normativo nº 17-A/2015 de 22 de Setembro e Despacho Normativo nº 13/2014 de 15

Leia mais

Critérios de avaliação. Matriz Curricular Ensino Básico - 1.º ciclo (*)

Critérios de avaliação. Matriz Curricular Ensino Básico - 1.º ciclo (*) Matriz Curricular Ensino Básico - 1.º ciclo (*) Componentes do currículo Áreas disciplinares de frequência obrigatória: Português Matemática Estudo do Meio Expressões: Artísticas e Físico-Motoras. Apoio

Leia mais

Inquérito do 2º e 3º CEB e Secundário sobre horários de trabalho dos docentes Portugueses realizado entre 19/12/2016 e 31/01/2017

Inquérito do 2º e 3º CEB e Secundário sobre horários de trabalho dos docentes Portugueses realizado entre 19/12/2016 e 31/01/2017 Inquérito do 2º e 3º CEB e Secundário sobre horários de trabalho dos docentes Portugueses realizado entre 19/12/2016 e 31/01/2017 Componente letiva e não letiva Grupo disciplinar 200 - Português e Estudos

Leia mais

Ensino Básico Vocacional. Marinha Grande, 14 de dezembro de 2012

Ensino Básico Vocacional. Marinha Grande, 14 de dezembro de 2012 Ensino Básico Vocacional Marinha Grande, 14 de dezembro de 2012 Objetivos Criar uma via que corresponda às necessidades dos alunos tendo como finalidade a inclusão de todos na escolaridade obrigatória.

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2016 / º CICLO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2016 / º CICLO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2016 / 207 2.º CICLO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E EXPERIMENTAIS Disciplinas: Ciências Naturais e Ciências Físico-Químicas Ano Letivo 2016/2017 Produção de trabalhos escritos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA QUINTA DO CONDE Escola Básica Integrada/JI da Quinta do Conde Escola Básica 1/JI do Casal do Sapo

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA QUINTA DO CONDE Escola Básica Integrada/JI da Quinta do Conde Escola Básica 1/JI do Casal do Sapo Índice 1. CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO... 3 1.1. TERMINOLOGIA DE CLASSIFICAÇÃO... 4 1.2. ELEMENTOS DE AVALIAÇÃO... 4 1.3. DOS DEPARTAMENTOS CURRICULARES/DISCIPLINAS... 5 1.3.1. DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR...

Leia mais

PLANOS DE ESTUDO Anexo ao Projeto Educativo setembro 2014

PLANOS DE ESTUDO Anexo ao Projeto Educativo setembro 2014 PLANOS DE ESTUDO Anexo ao Projeto Educativo setembro 014 ÍNDICE Introdução Educação Pré-Escolar 4 1ºCEB º CEB - Ensino Regular 7 º CEB - Ensino Articulado de Música 8 º CEB - Ensino Articulado de Dança

Leia mais

DOCUMENTO ORIENTADOR DE AVALIAÇÃO

DOCUMENTO ORIENTADOR DE AVALIAÇÃO DOCUMENTO ORIENTADOR DE AVALIAÇÃO Legislação relativa à avaliação Orientação técnica nº 3/2016, de setembro (ANQEP) Cursos de Educação e Formação nível básico (ano letivo 2016/2017). Orientação técnica

Leia mais

oferta educativa e formativa (a aguardar confirmação)

oferta educativa e formativa (a aguardar confirmação) oferta educativa e formativa (a aguardar confirmação) 2017 2018 ENSINO BÁSICO/3º ciclo ENSINO SECUNDÁRIO anos da escolaridade: 10º, 11º e 12º CURSOS CIENTÍFICO-HUMANÍSTICOS* - Ciências e Tecnologias -

Leia mais

Autonomia e Flexibilidade Curricular. III Reunião com as Escolas do Projeto Julho de 2017

Autonomia e Flexibilidade Curricular. III Reunião com as Escolas do Projeto Julho de 2017 Autonomia e Flexibilidade Curricular III Reunião com as Escolas do Projeto Julho de 2017 AUTONOMIA E FLEXIBILIDADE CURRICULAR C RESPONSABILIDADE N F A U T O N O M I A A ACOMPANHAMENTO Ç F L E X I B I L

Leia mais

AVALIAÇÃO 5º ANO. 21/10/15 Avaliação 1

AVALIAÇÃO 5º ANO. 21/10/15 Avaliação 1 AVALIAÇÃO 5º ANO 21/10/15 Avaliação 1 Ordem de Trabalhos Ponto um Boas- vindas/apresentação dos intervenientes Ponto dois Desenho curricular e sistema de avaliação no Ensino Básico Ponto três Assiduidade

Leia mais

Avaliação 1

Avaliação 1 AVALIAÇÃO 5º ANO 01-10-2013 Avaliação 1 Ordem de Trabalhos Ponto um Boas-vindas/Apresentação dos intervenientes Ponto dois Desenho curricular e sistema de avaliação no Ensino Básico Ponto três Assiduidade

Leia mais

Orientação Escolar e Profissional. 9.º Ano e Agora. Serviço de Psicologia e Orientação. Psicóloga Eduarda Seabra

Orientação Escolar e Profissional. 9.º Ano e Agora. Serviço de Psicologia e Orientação. Psicóloga Eduarda Seabra Orientação Escolar e Profissional 9.º Ano e Agora Serviço de Psicologia e Orientação Psicóloga Eduarda Seabra Dossier Informação Escolar e Profissional Pág.1 17 Natureza dos Cursos Científico-Humanísticos

Leia mais

Sessão de Esclarecimento para Pais e Encarregados/as de Educação dos/as Alunos/as do 9º ano

Sessão de Esclarecimento para Pais e Encarregados/as de Educação dos/as Alunos/as do 9º ano AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CORONADO E CASTRO, TROFA Sessão de Esclarecimento para Pais e Encarregados/as de Educação dos/as Alunos/as do 9º ano Ano letivo 2014/2015 OFERTAS EDUCATIVAS APÓS O 9º ANO Cursos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO JOÃO DO ESTORIL Departamento 1º Ciclo

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO JOÃO DO ESTORIL Departamento 1º Ciclo AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO JOÃO DO ESTORIL Departamento 1º Ciclo ELEMENTOS DE AVALIAÇÃO Serão tidos em consideração os elementos de avaliação a seguir enumerados, essenciais para o desenvolvimento do

Leia mais

Cursos Científico-Humanísticos

Cursos Científico-Humanísticos Cursos Científico-Humanísticos Correspondem a diferentes domínios do conhecimento e têm como objetivo principal a preparação para continuar os estudos no Ensino Superior. Conferem um diploma de Ensino

Leia mais

Documento de critérios de avaliação

Documento de critérios de avaliação Disciplina - PORTUGUÊS Metas curriculares (Despacho n.º 5122/2013, de 16 de abril) As Metas Curriculares identificam a aprendizagem essencial a realizar, tendo por base os conteúdos do programa em vigor.

Leia mais

Sistema Educativo de Portugal

Sistema Educativo de Portugal Departamento de Ciências da Educação Curso de 1.º Ciclo em Ciências da Educação Unidade Curricular: Educação Comparada Ano lectivo - 2009/2010 2.ºAno 1.º Semestre Sistema Educativo de Portugal Investigação

Leia mais

LEGISLAÇÃO DE REFERÊNCIA

LEGISLAÇÃO DE REFERÊNCIA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VERGÍLIO FERREIRA LEGISLAÇÃO DE REFERÊNCIA Autonomia Avaliação externa dos estabelecimentos de educação e ensino Delegação de competências Professor bibliotecário Manuais escolares

Leia mais

CALENDÁRIO DE EXAMES DA ÉPOCA NORMAL. Ano Letivo 2016/2017-1º SEMESTRE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO

CALENDÁRIO DE EXAMES DA ÉPOCA NORMAL. Ano Letivo 2016/2017-1º SEMESTRE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO 1º ANO Métodos de Investigação em Comunicação 06.01 14h30 Anf. Língua Portuguesa 09.01 15h00 97 Língua Estrangeira I Inglês 13.01 10h00 102 Língua Estrangeira I Francês 13.01 10h00

Leia mais

1º Ciclo. Competências Gerais do Ensino Básico

1º Ciclo. Competências Gerais do Ensino Básico 1º Ciclo Ao longo do 1º ciclo do Ensino Básico, todos os alunos devem desenvolver as competências gerais do Ensino Básico. Competências Gerais do Ensino Básico 1. Mobilizar saberes culturais, científicos

Leia mais

http://www3.esvilela.pt/exames-nacionais PROVAS DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA (1º E 2º CICLO) 2016 QUAIS AS CONDIÇÕES DE APROVAÇÃO? No final do 1º ciclo do ensino básico o aluno obtém a menção de Aprovado

Leia mais

Sistema Educativo Português 2011/2012

Sistema Educativo Português 2011/2012 Sistema Educativo Português 011/01 Objectivos Promover a auto - exploração (interesses, capacidades e valores profissionais) Auto Conhecimento; Explorar o Mundo das Profissões; Explorar as oportunidades

Leia mais

OFERTA FORMATIVA

OFERTA FORMATIVA OFERTA FORMATIVA 2016-17 OFERTA FORMATIVA (ensino diurno) Ensino Secundário: Parte I - Cursos Científico-Humanísticos *Ciências e Tecnologias; *Ciências Socioeconómicas; *Línguas e Humanidades; *Artes

Leia mais

PLANO DE ARTICULAÇÃO. Agrupamento de Escolas Rio Arade. Ano letivo 2012/2013 [Escolha a data] Plano de Articulação / 2013

PLANO DE ARTICULAÇÃO. Agrupamento de Escolas Rio Arade. Ano letivo 2012/2013 [Escolha a data] Plano de Articulação / 2013 Agrupamento de Escolas Rio Arade PLANO DE ARTICULAÇÃO Ano letivo 2012/2013 [Escolha a data] 1 / 9 Índice Nota introdutória... 3 Objetivos Gerais... 4 Estratégias de intervenção... 5 Organização... 6 Procedimentos

Leia mais

Questionários aos docentes

Questionários aos docentes Questionários aos docentes Distribuição das respostas, de escolha fechada, aos questionários recebidos pelo sistema informático e no formulário de registo de dados agrupados. Grupo de recrutamento 200

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DA RAMADA CRITÉRIOS GERAIS PARA A DISTRIBUIÇÃO DE SERVIÇO E ELABORAÇÃO DE HORÁRIOS

ESCOLA SECUNDÁRIA DA RAMADA CRITÉRIOS GERAIS PARA A DISTRIBUIÇÃO DE SERVIÇO E ELABORAÇÃO DE HORÁRIOS ESCOLA SECUNDÁRIA DA RAMADA CRITÉRIOS GERAIS PARA A DISTRIBUIÇÃO DE SERVIÇO E ELABORAÇÃO DE HORÁRIOS ANO LETIVO 2016/2017 A distribuição do serviço docente da Escola Secundária da Ramada (doravante designada

Leia mais

c) O número de grupos/ turmas a considerar em cada ciclo e anos é o aprovado na rede de oferta formativa para o ano letivo 2016/2017, a saber:

c) O número de grupos/ turmas a considerar em cada ciclo e anos é o aprovado na rede de oferta formativa para o ano letivo 2016/2017, a saber: CRITÉRIOS PARA A CONSTITUIÇÃO DE TURMAS ANO LETIVO 2016/2017 Os professores responsáveis pela constituição de turmas devem ter em atenção as seguintes orientações: a) Na constituição de turmas, aplicam-se

Leia mais

Reunião - Encarregados de Educação. 1.º Ciclo. Ano Letivo 2016/ de setembro de 2016

Reunião - Encarregados de Educação. 1.º Ciclo. Ano Letivo 2016/ de setembro de 2016 Reunião - Encarregados de Educação 1.º Ciclo Ano Letivo 2016/2017 09 de setembro de 2016 Ordem de Trabalhos 1 Projeto Educativo 2 Normas de funcionamento 3 Apresentação 4 Plano Anual de Atividades 2 Ordem

Leia mais

EXAMES ÉPOCA RECURSO E MELHORIA

EXAMES ÉPOCA RECURSO E MELHORIA Artes Visuais e Tecnologias Artísticas Dia Hora Ano Unidade Curricular Sala 09.30 h 2º HA: do Renascimento ao Barroco 3 1º Desenho e Imagem por Computador 16 14.30 h 3º Educação e Dinâmicas Sociais 3 14.30

Leia mais

2º Ciclo do Ensino Básico Critérios de avaliação 6º Ano

2º Ciclo do Ensino Básico Critérios de avaliação 6º Ano CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO A avaliação do aluno nas diferentes disciplinas e áreas curriculares disciplinares realiza-se em três domínios: afetivo, cognitivo, e psicomotor. Ou, usando uma terminologia

Leia mais

Critérios de Avaliação. 1º Ciclo. Ano Letivo 2016/2017. A Presidente do Conselho Pedagógico Felicidade Alves

Critérios de Avaliação. 1º Ciclo. Ano Letivo 2016/2017. A Presidente do Conselho Pedagógico Felicidade Alves Critérios de Avaliação 1º Ciclo Ano Letivo 2016/2017 A Presidente do Conselho Pedagógico Felicidade Alves Princípios Orientadores - Processo regulador das aprendizagens, orientador do percurso escolar

Leia mais

Oferta Educativa no Ensino Secundário. Que opções tenho para o secundário?

Oferta Educativa no Ensino Secundário. Que opções tenho para o secundário? Oferta Educativa no Ensino Secundário Que opções tenho para o secundário? Ela bora do por Lisboa fev 2014 Índice 1 Que tipo de cursos existem?... 3 A. Cursos Científico-humanísticos... 3 Curso de Ciências

Leia mais

Revisão da Estrutura Curricular dos cursos básicos e secundários do Ensino Artístico Especializado nas áreas da Dança e da Música

Revisão da Estrutura Curricular dos cursos básicos e secundários do Ensino Artístico Especializado nas áreas da Dança e da Música Revisão da Estrutura Curricular dos cursos básicos e secundários do Ensino Artístico Especializado nas áreas da Dança e da Música /0/0 O Ministério da Educação e Ciência apresenta a versão final da Revisão

Leia mais

AERT CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DO 1.º CICLO

AERT CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DO 1.º CICLO AERT CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DO 1.º CICLO (De acordo com o Despacho Normativo n. 17-A/2015 de 22 de setembro e com o Decreto-Lei n. 139/2012 de 5 de julho) Disposições Gerais A avaliação tem uma

Leia mais

PORTUGUÊS CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE ALUNOS. ENSINO BÁSICO (2.º e 3.º CICLOS) ENSINO SECUNDÁRIO

PORTUGUÊS CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE ALUNOS. ENSINO BÁSICO (2.º e 3.º CICLOS) ENSINO SECUNDÁRIO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº 4 DE ÉVORA SEDE: ESCOLA SECUNDÁRIA ANDRÉ DE GOUVEIA CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE ALUNOS PORTUGUÊS ENSINO BÁSICO (2.º e 3.º CICLOS) ENSINO SECUNDÁRIO outubro

Leia mais

1º Ciclo. Componentes do currículo Áreas disciplinares de frequência obrigatória (a):

1º Ciclo. Componentes do currículo Áreas disciplinares de frequência obrigatória (a): 1º Ciclo Componentes do currículo Áreas disciplinares de frequência obrigatória (a): Áreas não disciplinares (b): Português Matemática Estudo do Meio Expressões: Artísticas Físico-motoras Área de projeto

Leia mais

Escolaridade e Transição Alguns Caminhos

Escolaridade e Transição Alguns Caminhos Escolaridade e Transição Alguns Caminhos RITA SERPA SOARES Outubro 2015 9º Ano Projeto de vida do aluno promotor de ações e atividades com o objetivo de uma inserção social adequada Perspetiva processo

Leia mais

INSTITUTO MACHADO DE ASSIS Seriedade, compromisso e competência.

INSTITUTO MACHADO DE ASSIS Seriedade, compromisso e competência. CARGO: PROFESSOR ANOS INICIAIS D B C A D B C B N D C A B D B A C B B B D A D D D D D C D A A A D C A A B N C N CARGO: ASSISTENTE SOCIAL N A C D C D A B B C C A B D B A C D D D C C N A A B B D A A N B C

Leia mais

I - Regulamento para a constituição, funcionamento e avaliação de turmas com Percursos Curriculares Alternativos (PCA) para o ano letivo de 2015/2016

I - Regulamento para a constituição, funcionamento e avaliação de turmas com Percursos Curriculares Alternativos (PCA) para o ano letivo de 2015/2016 I - Regulamento para a constituição, funcionamento e avaliação de turmas com Percursos Curriculares Alternativos (PCA) para o ano letivo de 2015/2016 O Ministério da Educação e Ciência, através da publicação

Leia mais

Plano de Ações de Melhoria

Plano de Ações de Melhoria Plano de Ações de Escola Básica Elias Garcia Escola Básica Miquelina Pombo J. I. da Sobreda 2014/2015 1 INTRODUÇÃO O presente plano de ações de melhoria 2014/15 - resulta da avaliação do plano de ações

Leia mais

percursos com futuro...

percursos com futuro... percursos com futuro... > ESCOLAS DO AGRUPAMENTO Mouzinho da Silveira (3ºC/SEC) (JI/1C) Praceta Cristóvão Falcão (2ºC) (JI/1C) Monte Carvalho (JI/1C) Alagoa Corredoura (JI/1C) Fortios (JI/1C) Fonte: PORDATA

Leia mais

Seminário A infância em debate. Uma leitura a partir de Portugal: resposta educativa para as crianças dos 3 aos 6 anos. Salamanca 27 a 30 Abril 2015

Seminário A infância em debate. Uma leitura a partir de Portugal: resposta educativa para as crianças dos 3 aos 6 anos. Salamanca 27 a 30 Abril 2015 Seminário A infância em debate. Uma leitura a partir de Portugal: resposta educativa para as crianças dos 3 aos 6 anos. Salamanca 27 a 30 Abril 2015 Amélia de Jesus Marchão ameliamarchao@esep.pt 1 Objetivo

Leia mais

PLANO DE ESTUDO E DE DESENVOLVIMENTO DO CURRÍCULO

PLANO DE ESTUDO E DE DESENVOLVIMENTO DO CURRÍCULO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CAMPO ABERTO BEIRIZ PLANO DE ESTUDO E DE DESENVOLVIMENTO DO CURRÍCULO 2013/2017 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. PRIORIDADES DO PLANO DE ESTUDO E DE DESENVOLVIMENTO DO CURRÍCULO... 4

Leia mais

Departamento Curricular do 1º Ciclo do Ensino Básico

Departamento Curricular do 1º Ciclo do Ensino Básico Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal Departamento Curricular do 1º Ciclo do Ensino Básico Critérios Específicos de Avaliação 2013/2014 Introdução Os conhecimentos e capacidades a adquirir e a desenvolver

Leia mais

PROGRAMA EDUCATIVO INDIVIDUAL

PROGRAMA EDUCATIVO INDIVIDUAL PROGRAMA EDUCATIVO INDIVIDUAL Decreto-Lei nº 3/2008 de 7 de janeiro Pela 1ª vez: Revisão (final de ciclo) : ESCOLA: Ano Letivo: 1. Identificação do Aluno: Nome: Data de nascimento: / / Ano: Turma: Nível

Leia mais

PLANO DO DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS

PLANO DO DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PLANO DO DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS ANO LECTIVO 2010/2011 Introdução O Plano do Departamento de Línguas tem como pressupostos o Projecto Educativo em vigor da Escola Secundária da Baixa da Banheira cujos

Leia mais

Agrupamento de Escolas nº4 de Évora Escola Sede: Escola Secundária André de Gouveia 1. ÁREAS DE INTERVENÇÃO

Agrupamento de Escolas nº4 de Évora Escola Sede: Escola Secundária André de Gouveia 1. ÁREAS DE INTERVENÇÃO 1. ÁREAS DE INTERVENÇÃO 1.1. IMPLEMENTAR A ORGANIZAÇÃO E DESENVOLVIMENTO CURRICULAR - Aprimorar ação educativa. Otimizar o desempenho de funções de coordenação. Valorizar a centralidade da escola e do

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS PARA A DISTRIBUIÇÃO DE SERVIÇO E ELABORAÇÃO DE HORÁRIOS

CRITÉRIOS GERAIS PARA A DISTRIBUIÇÃO DE SERVIÇO E ELABORAÇÃO DE HORÁRIOS CRITÉRIOS GERAIS PARA A DISTRIBUIÇÃO DE SERVIÇO E ELABORAÇÃO DE HORÁRIOS ANO LETIVO 2015/2016 No âmbito da distribuição de serviço docente o Conselho Pedagógico reafirma o primado da importância fulcral

Leia mais

RELATÓRIO DO 1.º PERÍODO 2015/2016

RELATÓRIO DO 1.º PERÍODO 2015/2016 AUTOAVALIAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE GRÂNDOLA MONITORIZAÇÃO DAS COMPETÊNCIAS E DOS RESULTADOS ESCOLARES DAS CRIANÇAS E DOS ALUNOS RELATÓRIO DO 1.º PERÍODO 2015/2016 Departamento de Monitorização,

Leia mais

Curso científico-humanístico de Ciências e Tecnologias. Alunos do 11º Ano -Turmas 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12 e 13*

Curso científico-humanístico de Ciências e Tecnologias. Alunos do 11º Ano -Turmas 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12 e 13* Curso científico-humanístico de Ciências e Tecnologias Alunos do 11º Ano -Turmas 1,, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 1 e 13* Carga horária,5 Matemática A 3,5 Opções 1) Conj.de opções a): Biologia ) Geologia

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços da Região Centro CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO SETOR DE COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO PEDAGÓGICA ANO LETIVO DE 2017 2018 PORTUGUÊS

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DOS DEPARTAMENTOS CURRICULARES, ÁREAS DISCIPLINARES, CONSELHOS DE DOCENTES, EQUIPAS PEDAGÓGICAS

REGIMENTO INTERNO DOS DEPARTAMENTOS CURRICULARES, ÁREAS DISCIPLINARES, CONSELHOS DE DOCENTES, EQUIPAS PEDAGÓGICAS REGIMENTO INTERNO DOS DEPARTAMENTOS CURRICULARES, ÁREAS DISCIPLINARES, CONSELHOS DE DOCENTES, EQUIPAS PEDAGÓGICAS Artigo 1.º Organização 1. O agrupamento de escolas possui quatro departamentos curriculares

Leia mais

NA MATEMÁTICA TU CONTAS

NA MATEMÁTICA TU CONTAS PLANO AÇÃO ESTRATÉGICA 41ª MEDIDA NA MATEMÁTICA TU CONTAS OBJETIVO Melhorar o sucesso em Matemática. ANO(S) ESCOLARIDA A ABRANGER - Do 1.º ao 9.º de escolaridade. ATIVIDAS A SENVOLVER NO ÂMBITO DA MEDIDA:

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO. EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR, ENSINOS BÁSICO e SECUNDÁRIO. NOTA INTRODUTÓRIA Ano letivo 2016/2017

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO. EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR, ENSINOS BÁSICO e SECUNDÁRIO. NOTA INTRODUTÓRIA Ano letivo 2016/2017 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR, ENSINOS BÁSICO e SECUNDÁRIO NOTA INTRODUTÓRIA Ano letivo 2016/2017 Sendo a avaliação um «processo regulador do ensino, orientador do percurso escolar

Leia mais

Matrículas no 12.º ano- Ano letivo 2014/2015 Elencos de disciplinas. Curso científico-humanístico de Ciências e Tecnologias

Matrículas no 12.º ano- Ano letivo 2014/2015 Elencos de disciplinas. Curso científico-humanístico de Ciências e Tecnologias Matrículas no 1.º ano- Ano letivo 014/015 Elencos de disciplinas Curso científico-humanístico de Ciências e Tecnologias Alunos do 11.º Ano -Turmas 1,, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 1,5 Matemática A 3,5

Leia mais

Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Santo António

Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Santo António Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Santo António Exames Nacionais de Língua Portuguesa e Matemática 9º ANO As provas de exame de Língua Portuguesa e de Matemática incidem sobre as aprendizagens e competências

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Diário da República, 1.ª série N.º 23 2 de Fevereiro de

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Diário da República, 1.ª série N.º 23 2 de Fevereiro de Diário da República, 1.ª série N.º 23 2 de Fevereiro de 2011 659 m) Artigo 32.º e artigos 34.º a 38.º do regulamento anexo ao Decreto Regulamentar n.º 10/2006, de 20 de Julho, que aprova o PROF da Beira

Leia mais

Educação Gabinetes da Secretária de Estado Adjunta e da Educação e do Secretário de Estado da Educação Despacho O presente calendário procura

Educação Gabinetes da Secretária de Estado Adjunta e da Educação e do Secretário de Estado da Educação Despacho O presente calendário procura Educação Gabinetes da Secretária de Estado Adjunta e da Educação e do Secretário de Estado da Educação Despacho O presente calendário procura conjugar o desenvolvimento de atividades educativas e letivas,

Leia mais

Catálogo de Requisitos de Titulação. Habilitação: Ensino Medio - BNC / PD

Catálogo de Requisitos de Titulação. Habilitação: Ensino Medio - BNC / PD Habilitação: Ensino Medio - BNC / PD Aviso: Este catálogo é constantemente atualizado pelo Centro Paula Souza para obter informações atualizadas consulte o site: www.cpscetec.com.br/crt Ensino Medio -

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS. Nº de Horas Semanais

NOTAS EXPLICATIVAS. Nº de Horas Semanais NOTAS EXPLICATIVAS Nif Ao colocar o nif surge automaticamente o nome do docente. Nº de Horas Semanais É a componente letiva do docente, nos termos da legislação em vigor designadamente art.º 75º do Estatuto

Leia mais

Cursos Profissionais

Cursos Profissionais Ensino Secundário - Cursos Científico-Humanísticos Artes Visuais Línguas e Humanidades Ciências Socioeconómicas Ciências e Tecnologias Agrupamento de Escola de Anadia Cursos Profissionais Condições de

Leia mais

MOVIMENTO DA ESCOLA MODERNA

MOVIMENTO DA ESCOLA MODERNA e-mail: mem@mail.telepac.pt Índice ordinal (2005-2011) (2005) Niza, S. (2005). Editorial. Escola Moderna, 23 (5), 3-4. Mata Pereira, M. (2005). O Currículo por Competências: A construção de um instrumento

Leia mais

f931b761df3c49db984136ffea35aa3e

f931b761df3c49db984136ffea35aa3e DL 433/2014 2014.10.16 De acordo com as prioridades estabelecidas no programa do XIX Governo Constitucional, o Ministério da Educação e Ciência tem vindo a introduzir alterações graduais no currículo nacional

Leia mais

Edicão Numero 98 de 23/05/2007. Ministério da Educação Gabinete do Ministro

Edicão Numero 98 de 23/05/2007. Ministério da Educação Gabinete do Ministro Edicão Numero 98 de 23/05/2007 Ministério da Educação Gabinete do Ministro! #%# #% ' #0 :,2039,4574.088480 09 ;4/4!74 7,2,&3 ;078 /,/05,7,%4/48!74&3 701070390,480 :3/480208970/0 $%# $% & 34 :84 /0 8:,8,97

Leia mais

Dia Hora Planeamento do ano letivo 2017/2018 Local

Dia Hora Planeamento do ano letivo 2017/2018 Local Dia Hora Planeamento do ano letivo 2017/2018 Local 11 set 9h Apresentação para o Préescolar e 1º ano EB1/JI 11 set 15h Apresentação para o 5º ano EB SM 12 set 15h Apresentação para os 7º e 10º anos EB

Leia mais

ÁREA - CONHECIMENTOS. 9º Ano

ÁREA - CONHECIMENTOS. 9º Ano ÁREA - CONHECIMENTOS 9º Ano EDUCAÇÃO FÍSICA E DESPORTO A BASE DO SISTEMA EDUCATIVO É O ALUNO, E A ESCOLA UMA VIA INSTITUCIONAL ENTRE OUTRAS, DE ACESSO À EDUCAÇÃO E IMPLICITAMENTE À PRÁTICA DE ATIVIDADES

Leia mais

Carta de solicitação ao Instituto de Avaliação Educativa, I.P., n.º 1/2017

Carta de solicitação ao Instituto de Avaliação Educativa, I.P., n.º 1/2017 Carta de solicitação ao Instituto de Avaliação Educativa, I.P., n.º 1/2017 A avaliação das aprendizagens dos alunos integra, de acordo com os normativos em vigor, a realização de provas de aferição, de

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DO SERVIÇO LETIVO PARA 2012/2013 ESTUDO COMPARATIVO DE ORGANIZAÇÃO DOS TEMPOS LETIVOS EM 45/50 MINUTOS

ORGANIZAÇÃO DO SERVIÇO LETIVO PARA 2012/2013 ESTUDO COMPARATIVO DE ORGANIZAÇÃO DOS TEMPOS LETIVOS EM 45/50 MINUTOS ORGANIZAÇÃO DO SERVIÇO LETIVO PARA 2012/2013 ESTUDO COMPARATIVO DE ORGANIZAÇÃO DOS TEMPOS LETIVOS EM 45/50 MINUTOS 1. Quadro resumo Importante: 1 hora de serviço docente = 50 MATRIZES COM TEMPOS ORGANIZADOS

Leia mais

Oferta Formativa Ensino Secundário

Oferta Formativa Ensino Secundário Oferta Formativa 2012017 Ensino Secundário Que caminho seguir Cursos gerais Cursos profissionais INTERESSES APTIDÕES EMPREGABILIDDAE O teu futuro profissional começa agora Faz uma escolha ponderada e consciente

Leia mais

OFERTA FORMATIVA 2017/2018

OFERTA FORMATIVA 2017/2018 OFERTA FORMATIVA 2017/2018 www.esenviseu.net 2017/2018 OFERTA FORMATIVA Ensino Básico - 3º Ciclo 7º, 8º e 9º Ensino Regular Ensino Artístico Especializado de Música ou Dança Ensino Secundário Cursos Científico-Humanísticos

Leia mais

Pedagogia Licenciatura S-20 - Educação e Diversidade S-20 - Filosofia Geral

Pedagogia Licenciatura S-20 - Educação e Diversidade S-20 - Filosofia Geral Página 0001 de 0004 1º Período 6387-02S-20 - Educação e Diversidade 0 40-040 0491-02S-20 - Filosofia Geral 0 40-040 PED 0845-02S-20 - História da Educação I 0 40-040 PED 0752-02S-20 - Introdução à 0 40-040

Leia mais

ENSINO BÁSICO 2016/2017 NORMAS DE TRANSIÇÃO E APROVAÇÃO E CONDIÇÕES DE ADMISSÃO ÀS PROVAS FINAIS DO 9.º ANO DE ESCOLARIDADE

ENSINO BÁSICO 2016/2017 NORMAS DE TRANSIÇÃO E APROVAÇÃO E CONDIÇÕES DE ADMISSÃO ÀS PROVAS FINAIS DO 9.º ANO DE ESCOLARIDADE ENSINO BÁSICO 2016/2017 NORMAS DE TRANSIÇÃO E APROVAÇÃO E CONDIÇÕES DE ADMISSÃO ÀS PROVAS FINAIS DO 9.º ANO DE ESCOLARIDADE As normas de transição para os anos não terminais de ciclo constituem normas

Leia mais

Domínio Parâmetros Peso (%)

Domínio Parâmetros Peso (%) 2ºCiclo Matemática Testes. 75% Sócio afetivas Atitudes e valores: Responsabilidade e autonomia; Assiduidade e pontualidade; Cooperação e respeito; Postura na sala de aula; Espírito Crítico; Trabalhos de

Leia mais

ESCOLAS E.B.1 C/ J.I. DA COCA MARAVILHAS E DE VENDAS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º CICLO ( )

ESCOLAS E.B.1 C/ J.I. DA COCA MARAVILHAS E DE VENDAS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º CICLO ( ) Critérios de Avaliação 1.º Ciclo Ano letivo 2016/2017 ESCOLAS E.B.1 C/ J.I. DA COCA MARAVILHAS E DE VENDAS A avaliação incide sobre os conhecimentos e capacidades definidas no currículo nacional e nas

Leia mais

Adenda ao Projeto Educativo

Adenda ao Projeto Educativo Adenda ao Projeto Educativo Novembro 01 Índice 1. Introdução.... Critérios para a constituição de turmas/grupos... 4. Critérios para a elaboração de horários... 4.1. Horários de alunos... 4.. Horários

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARELEJA. Critérios de avaliação do 3.º ciclo

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARELEJA. Critérios de avaliação do 3.º ciclo AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARELEJA Critérios de avaliação do 3.º ciclo Ano letivo 2017-18 Domínio das atitudes e valores nas disciplinas de Português, Inglês, Francês, Espanhol, Matemática, Ciências Naturais,

Leia mais

Insucesso/Sucesso Escolar Exames/Provas Nacionais. Ensino Básico Ensino Secundário. Anos letivos 2015/2016 e 2016/2017

Insucesso/Sucesso Escolar Exames/Provas Nacionais. Ensino Básico Ensino Secundário. Anos letivos 2015/2016 e 2016/2017 Agrupamento de Escolas de Benavente Insucesso/Sucesso Escolar Exames/Provas Nacionais Ensino Básico Ensino Secundário Anos letivos 2015/2016 e 2016/2017 2017/2018 1 Índice 1. Taxa sucesso por de escolaridade/

Leia mais

AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO INTERNA SEGUNDO CICLO DO ENSINO BÁSICO 6.º ANO. Ano letivo 2013/2014

AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO INTERNA SEGUNDO CICLO DO ENSINO BÁSICO 6.º ANO. Ano letivo 2013/2014 AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO SEGUNDO CICLO DO ENSINO BÁSICO 6.º ANO Ano letivo 2013/2014 AVALIAÇÃO INTERNA A avaliação é um elemento integrante e regulador da prática educativa que permite a recolha

Leia mais

CURSOS CIENTÍFICO-HUMANÍSTICOS

CURSOS CIENTÍFICO-HUMANÍSTICOS OFERTA FORMATIVA NÍVEL SECUNDÁRIO CURSOS CIENTÍFICO-HUMANÍSTICOS Os Cursos Científicos- Humanísticos destinam -se a jovens com o 9º ano de escolaridade ou equivalente que desejam prosseguir estudos 2 CURSO

Leia mais