U.C. I 7ª e 8ª Aulas. DentaScan Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "U.C. I 7ª e 8ª Aulas. DentaScan Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 1"

Transcrição

1 U.C. I 7ª e 8ª Aulas DentaScan Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 1 História para corresponder aos anseios dos doentes, de substituição de dentes em falta, por próteses funcional e estéticamente satisfatórias, foram desenvolvidos os implantes dentários criou-se assim uma nova disciplina dentro da cirurgia oral e da periodontologia, a qual necessitava de novas técnicas de avaliação radiográfica Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 2

2 História estas técnicas deveriam permitir avaliar adequadamente, no decurso da fase de planeamento do tratamento, o estado das cristas alveolares, as relações posicionais/ espaciais entre estruturas anatómicas adjacentes, bem como a qualidade e quantidade do osso destinado a receber o implante. a introdução da T. C., com as suas capacidades multiplanares, foi o grande avanço nesta área Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 3 Introdução o DentaScan (Dental C. T. Imhof, 1992), permite uma análise métrica dos cortes axiais da mandíbula em três dimensões quer o doente tenha dentição completa ou incompleta, recomenda-se que os cortes sejam ajustados paralelamente à crista alveolar, de modo a que os eixos dos dentes sejam tão perpendiculares quanto possível ao raio central Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 4

3 Introdução assim sendo, para evitar distorções que levariam a erros durante a análise métrica dos cortes secundários, os planos dos cortes não devem ser orientados, nem de acordo com o pavimento dos seios maxilares, nem com o bordo inferior da mandíbula as medições das distâncias na região dos terceiros molares impactados só devem ser feitas nos cortes secundários, apenas quando os cortes primários são ajustados paralelamente ao trajecto do canal mandibular Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 5 Introdução a T. C. pode ser utilizada para visualizar e examinar o esqueleto da face em outros planos, para alem do axial. apesar da sua excelente resolução espacial, existem algumas estruturas, como p.e. o ligamento periodontal que são de difícil visualização. Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 6

4 T. C. - Protocolo de investigação scans axiais dos maxilares reconstruções multiplanares curvas e ortoradiais melhor resolução possível qualidade de imagem Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 7 Importância avaliação anatómica dos maxilares (implantes dentários) diagnóstico de patologia maxilar ou mandibular associada aos dentes Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 8

5 Maior desvantagem T. C. maxilar: artefactos metálicos (obturações dentárias) plano axial artefactos no plano de oclusão pouca distorção dos ossos maxilares medição exacta das dimensões vertical e buco-lingual dos maxilares Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 9 Paciente o posicionamento (e a sua manutenção) da mandíbula é muito importante, especialmente nos idosos e nos pacientes edentulados, e sempre que possível deve-se utilizar uma placa transparente à radiação para o paciente morder, de modo a evitar movimentos espontâneos da mandíbula durante a aquisição das imagens, p.e. devido a espasmos musculares Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 10

6 Paciente posição supina ligeira extensão da coluna cervical cabeça presa a um suporte alinhamento simétrico (ramos e ângulos da mandíbula alinhados) instrução para não se movimentar ou deglutir durante o exame imobilização da mandíbula (ex: rolo de algodão) Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 11 Protocolo T. C. (convencional, espiral ou multicorte) scans de alta resolução cortes com espessura 1,5 mm avanço da mesa 1 mm técnica espiral 1 seg/rotação avaliação pré-implante 2 seg/rotação avaliação de patologia Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 12

7 Protocolo FOV 120mm evitar coluna, pescoço e fossa craniana posterior sentido do scan: caudocranial mandíbula - início: base da mandíbula - inclui: crista alveolar maxila - início: crista alveolar - inclui: extremidades das raízes Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 13 Redução da dose excelente contraste entre osso e partes moles reduzir os ma espessura de corte 1,5 mm técnica espiral com pitch >1 - limitações: - pior visualização do canal mandibular - pior visualização de lesões císticas limitar a extensão da investigação (excluir a região de oclusão) Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 14

8 Reconstruções cortes axiais estação de trabalho reconstruções Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 15 Reconstruções Linha de planeamento - desenhada manualmente pelo técnico - centro do arco do maxilar - base para as reconstruções multiplanares - ortoradiais - panorâmicas Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 16

9 Reconstruções Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 17 Reconstruções Ortoradiais perpendiculares à linha de planeamento cortes distância entre os cortes 1,5 3 mm Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 18

10 Reconstruções Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 19 Reconstruções Panorâmicas ao longo da linha de planeamento duas a quatro reconstruções adicionais paralelas à linha de planeamento (2 mm) similares às radiografias panorâmicas convencionais Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 20

11 Reconstruções Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 21 Crista alveolar Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 22

12 Base mandibular Canal mandibular cortes axiais reconstruções ortoradiais - visualização depende do osso cortical - obscurecido pelo osso trabecular Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 23 Base mandibular Canal mandibular Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 24

13 Base mandibular Canal mandibular lesões: - paralisia e alterações da sensibilidade do mento e região adjacente às comissuras labiais - perda súbita da vitalidade de todos os dentes de um quadrante Cuidado: - colocação de implantes - extração do terceiro molar Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 25 Seio maxilar pode estender-se entre as raízes dos molares e prémolares afectado por patologia inflamatória e lesões císticas dos dentes adjacentes variante frequente: septo de Underwood (septo ósseo no pavimento sinusal) pode complicar procedimentos cirúrgicos préimplante Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 26

14 Seio maxilar Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 27 Volume ósseo perda de dentes atrofia da crista alveolar perda completa da crista alveolar Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 28

15 Densidade óssea a densidade óssea, de particular interesse para os implantologistas dentários, é apresentada de acordo com a classificação de Misch (1990), com valores de 500 a 1330 HU para o osso compacto e 100 a 240 HU para o osso trabecular Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 29 Volume ósseo Cawood e Howell descreveram e classificaram a perda do volume ósseo aplicação Dentascan - perfeita visualização da crista alveolar nos planos ortoradiais classes de reabsorção - representam aspectos típicos de atrofia maxilar após perda de dentes Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 30

16 Volume ósseo Classificação da atrofia óssea - Classes de reabsorção Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 31 Volume ósseo Classes de reabsorção consideração importante na colocação de implantes influenciam a escolha do tamanho e tipo de implante influenciam a escolha da possível cirurgia pré-implante Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 32

17 Qualidade óssea Lekholm e Zarb importância no sucesso da colocação de implantes 4 classes: representam a relação entre o osso cortical e trabecular numa região específica do maxilar Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 33 Qualidade óssea Osso cortical estabilidade primária do implante Osso trabecular estabilidade a longo termo Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 34

18 Qualidade óssea Classe I estabilidade óptima do implante Classes II e III melhores resultados a longo termo Classe IV perda prematura do implante Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 35 Medições / Implantes Avaliação da quantidade óssea medição da altura e largura da crista alveolar numa região específica Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 36

19 Medições / Implantes Atenção: - estes valores servem como uma avaliação global da quantidade óssea e não como uma sugestão das dimensões do implante - existem múltiplas opções de locais de implante e direcções de implante utilizando diferentes angulações e diâmetros Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 37 Medições / Implantes A escolha do local e direcção do implante depende: quantidade disponível de osso factores prostodônticos factores estéticos Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 38

20 Medições / Implantes Canal pré-implante (1-2 mm mais longo) lesão de estruturas anatómicas O relatório do Radiologista relativamente às medições não pode ser usado como único factor na escolha do implante! Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 39 Investigação de patologia métodos convencionais filme dental radiografia panorâmica Dentascan - características adicionais - localizar a lesão - excluir patologia Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 40

21 Periodontite apical crónica Achado frequente em doentes com: pulpite após preenchimentos do canal radicular Características: aumento do espaço periodontal na região periapical do dente Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 41 Periodontite apical crónica Dentascan: extremidade da raíz dentro de uma região osteolítica Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 42

22 Periodontite apical crónica Osteíte esclerosante: osteomielite crónica as bactérias atingem o osso trabecular alargamento reactivo das trabéculas Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 43 Periodontite apical crónica Quando atinge o osso cortical: reacção periosteal sinusite reactiva Quando ocorre perfuração: edema dos tecidos moles Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 44

23 Periodontite apical crónica Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 45 Quisto radicular Quando uma periodontite apical crónica não é tratada: cresce lesão cística delimitada por epitélio É o tipo mais comum de lesões císticas dos maxilares Têm risco de fractura Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 46

24 Quisto radicular Características: radiolucência grande e bem definida (>1cm) no epicentro da lesão encontra-se o ápex de uma raíz desvitalizada Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 47 Quisto radicular A distinção radiológica com periodontite apical crónica baseia-se apenas em critérios dimensionais Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 48

25 Quisto dentígero Quisto folicular Segundo tipo mais comum de lesão cística dos maxilares Localizado à volta da coroa de um dente incluso Ligado à junção esmalte-cimento Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 49 Quisto dentígero Características: bem delimitado expansão local da placa cortical bucal ou lingual raízes dos dentes adjacentes não estão completamente rodeadas pelo quisto Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 50

26 Fracturas radiculares Horizontais: exame clínico técnicas radiográficas convencionais Verticais: filme dentário (necessita que a linha de fractura esteja orientada com o feixe de raio X) dentascan Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 51 Fracturas radiculares Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 52

27 Fracturas radiculares Falsos negativos com o Dentascan : fissuras pequenas artefactos metálicos de obturações dentárias fracturas horizontais no plano de aquisição são de difícil visualização Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 53 Fístula sinusal Complicação após : extracção dentária ressecção de raízes na região molar maxilar deve ser tratada para prevenir a inflamação do seio maxilar Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 54

28 Fístula sinusal Dentascan : localiza o defeito ósseo planeamento pré-operatório com reconstruções ortoradiais Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 55 Corpos estranhos Instrumentos e material dentário: preenchimentos de raíz ou coroa instrumentos endodônticos outros Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 56

29 Corpos estranhos Localizações mais frequentes: seio maxilar crista alveolar tecidos moles adjacentes Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 57 Periimplantite Características: região osteolítica rodeando o implante Causas: infecção crónica má oclusão Indicador radiológico importante de perda eminente do implante Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 58

30 Periimplantite Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 59 Dentes inclusos Vantagens do Dentascan: boa visualização planeamento terapêutico Aspectos a considerar: posição do dente na crista alveolar relação com as estruturas circundantes Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 60

31 Dentes inclusos Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 61 Dentascan Excelentes qualidades como método imagiológico Anatomia Patologia Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 62

PRINCÍPIOS BÁSICOS PARA INTERPRETAÇÃO RADIOGRÁFICA

PRINCÍPIOS BÁSICOS PARA INTERPRETAÇÃO RADIOGRÁFICA PRINCÍPIOS BÁSICOS PARA INTERPRETAÇÃO RADIOGRÁFICA - CONCEITOS ESSENCIAIS OBJETO RADIOPACO OBJETO RADIOLÚCIDO CONCEITOS ESSENCIAIS LUZ OBJETO TRANSPARENTE OBJETO OPACO I BOA QUALIDADE DA IMAGEM II CONHECIMENTO

Leia mais

INAPÓS - Faculdade de Odontologia e Pós Graduação. Disciplina de Periodontia 5 o período PERIODONTIA X OUTRAS ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS

INAPÓS - Faculdade de Odontologia e Pós Graduação. Disciplina de Periodontia 5 o período PERIODONTIA X OUTRAS ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS INAPÓS - Faculdade de Odontologia e Pós Graduação Disciplina de Periodontia 5 o período PERIODONTIA X OUTRAS ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira http://lucinei.wikispaces.com

Leia mais

ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE

ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE O órgão dentário, um dos elementos do aparelho mastigatório, é constituído por tecidos especificamente dentais (esmalte, dentina, polpa) e por tecidos periodontais

Leia mais

CAPÍTULO SUMÁRIO. CAPÍTULO 1 Histórico da implantodontia dentária: da antiguidade aos dias de hoje 1. CAPÍTULO 2 Anatomia maxilar e mandibular 13

CAPÍTULO SUMÁRIO. CAPÍTULO 1 Histórico da implantodontia dentária: da antiguidade aos dias de hoje 1. CAPÍTULO 2 Anatomia maxilar e mandibular 13 CAPÍTULO SUMÁRIO CAPÍTULO 1 Histórico da implantodontia dentária: da antiguidade aos dias de hoje 1 I Período antigo (a.c. a 1000 d.c.)... 1 A Localização geográfica... 1 B Materiais utilizados... 1 C

Leia mais

Tomografia Computorizada Dental

Tomografia Computorizada Dental + Universidade do Minho M. I. Engenharia Biomédica Beatriz Gonçalves Sob orientação de: J. Higino Correia Tomografia Computorizada Dental 2011/2012 + Casos Clínicos n Dentes privados do processo de erupção

Leia mais

Procedimentos Cirúrgicos de Interesse Protético/Restaurador - Aumento de Coroa Clínica - Prof. Luiz Augusto Wentz

Procedimentos Cirúrgicos de Interesse Protético/Restaurador - Aumento de Coroa Clínica - Prof. Luiz Augusto Wentz 1 2 3 Procedimentos Cirúrgicos de Interesse Protético/Restaurador - Aumento de Coroa Clínica - Prof. Luiz Augusto Wentz Aumento de Coroa Clínica Qualquer procedimento (cirúrgico ou não-cirúrgico) que vise

Leia mais

IMAGENS DA ANATOMIA RADIOGRÁFICA DA MAXILA

IMAGENS DA ANATOMIA RADIOGRÁFICA DA MAXILA IMAGENS DA ANATOMIA RADIOGRÁFICA DA MAXILA O exame radiográfico periapical para avaliação dos dentes e estruturas da maxila permite a observação de imagens de estruturas anatômicas, características de

Leia mais

2

2 2 3 4 DESCRIÇÃO R$ DIAGNÓSTICO Consulta inicial Consulta e orientação aos idosos URGÊNCIA Procedimentos de urgência Curativo em caso de hemorragia Curativo em caso de odontalgia aguda/pulpectomia Consulta

Leia mais

UNIODONTO PORTO ALEGRE

UNIODONTO PORTO ALEGRE UNIODONTO PORTO ALEGRE CÓDIGO PROCEDIMENTO U.S. Flex 30% GRUPO Valor da US 0,32 Coeficiente 0,30 87000032 CONDICIONAMENTO EM ODONTOLOGIA PARA PACIENTES COM NECESSIDADES ESPECIAIS 72,00 R$ 6,91 CONSULTAS

Leia mais

TABELA PLANO PRÉ-PAGAMENTO UNIODONTO VALE DO SINOS 2016/2017

TABELA PLANO PRÉ-PAGAMENTO UNIODONTO VALE DO SINOS 2016/2017 TABELA PLANO PRÉ-PAGAMENTO UNIODONTO VALE DO SINOS 2016/2017 Cód. DIAGNÓSTICO Plano 81000030 Consulta Odontológica PPP 81000049 Consulta Odontológica de Urgência PPP 81000057 Consulta Odontológica de Urgência

Leia mais

REDE CREDENCIADA ATHUS BRASIL TABELA ODONTOLÓGICA - V

REDE CREDENCIADA ATHUS BRASIL TABELA ODONTOLÓGICA - V CÓDIGO GRUPO DESCRIÇÃO VALOR GARANTIA (DIAS) 81000065 CONSULTA Consulta odontológica inicial (exame clínico e plano de tratamento) R$ 22,00 90-81000111 CIRURGIA ODONTOLÓGICA Acompanhamento de tratamento/

Leia mais

TABELA DE FRANQUIA - PLANO ODONTOLÓGICO ESSENCIAL - Nº REG. ANS: /17-7. Valor em Reais Diagnóstico

TABELA DE FRANQUIA - PLANO ODONTOLÓGICO ESSENCIAL - Nº REG. ANS: /17-7. Valor em Reais Diagnóstico Diagnóstico 81.000.065 Consulta Odontológica Inicial R$ - Emergência 81.000.049 Consulta odontológica de Urgência 81.000.057 Consulta odontológica de Urgência 24 hs 82.000.468 Controle de hemorragia com

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DOS ESTRUTURAS DO DENTE

ASPECTO RADIOGRÁFICO DOS ESTRUTURAS DO DENTE ASPECTO RADIOGRÁFICO DOS ESTRUTURAS DO DENTE O órgão dentário, um dos elementos do aparelho mastigatório, é constituído por tecidos especificamente dentários (esmalte, dentina, polpa) e por tecidos periodontais

Leia mais

TABELA DE PROCEDIMENTOS PLANO REFERÊNCIA. O Primeiro Plano Odontológico do Brasil 2017 Todos os direitos reservados.

TABELA DE PROCEDIMENTOS PLANO REFERÊNCIA. O Primeiro Plano Odontológico do Brasil 2017 Todos os direitos reservados. TABELA DE PROCEDIMENTOS PLANO REFERÊNCIA 195 O Primeiro Plano Odontológico do Brasil 2017 Todos os direitos reservados. 2 TABELA DE PROCEDIMENTOS DIAGNÓSTICO Consulta Diagnóstico anatomopatológico em citologia

Leia mais

TABELA DE COBERTURA 01. DIAGNÓSTICO

TABELA DE COBERTURA 01. DIAGNÓSTICO Garante a manutenção da estética de seu sorriso e a funcionalidade de sua mastigação, através de acesso a todos os tratamentos do PLANO MASTER, além de coberturas exclusivas ARM como clareamento dentário,

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIÁPICE

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIÁPICE ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIÁPICE AMPLIAR AS IMAGENS E ESTUDAR COM MUITA ATENÇÃO - EXISTEM MUITOS DETALHES O órgão pulpar é semelhante a outros tecidos conjuntivos que reage a infecção bacteriana

Leia mais

TABELA DE COPARTICIPAÇÃO - PLANO ODONTOLÓGICO OURO - ASPER

TABELA DE COPARTICIPAÇÃO - PLANO ODONTOLÓGICO OURO - ASPER TABELA DE COPARTICIPAÇÃO - PLANO ODONTOLÓGICO OURO - ASPER Código Procedimento Procedimento Valor de Coparticipação Vigente (Novembro/2016) Valor de Coparticipação (Novembro/2015) 85400025 Ajuste Oclusal

Leia mais

INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Na imagem radiográfica de um dente íntegro todas as partes são facilmente identificáveis, pois já conhecemos a escala de radiopacidade. Agora começamos

Leia mais

Cobertura RN 338 Lei 9656/98:

Cobertura RN 338 Lei 9656/98: Cobertura RN 338 Lei 9656/98: CÓDIGO PROCEDIMENTO GRUPO 87000032 CONDICIONAMENTO EM ODONTOLOGIA PARA PACIENTES COM NECESSIDADES ESPECIAIS CONSULTAS 81000030 CONSULTA ODONTOLÓGICA CONSULTAS 81000073 CONSULTA

Leia mais

ANEXO II TABELA DO IAMESC. Valor do CHO em reais- R$0,32 CLÍNICO GERAL

ANEXO II TABELA DO IAMESC. Valor do CHO em reais- R$0,32 CLÍNICO GERAL ANEXO II TABELA DO IAMESC Valor do CHO em reais- R$0,32 CLÍNICO GERAL COD PROCEDIMENTOS CHO Valor seg. Valor inst. Valor total 01 70110000 Consulta Inicial 157 15,07 35,16 50,24 02 70115000 Profilaxia

Leia mais

INTERPRETAÇÃO RADIOGRÁFICA POR ACADÊMICO DE ENFERMAGEM: PERSPECTIVAS DE DESENVOLVIMENTO DE TÉCNICAS DE PROCESSAMENTO DIGITAL

INTERPRETAÇÃO RADIOGRÁFICA POR ACADÊMICO DE ENFERMAGEM: PERSPECTIVAS DE DESENVOLVIMENTO DE TÉCNICAS DE PROCESSAMENTO DIGITAL INTERPRETAÇÃO RADIOGRÁFICA POR ACADÊMICO DE ENFERMAGEM: PERSPECTIVAS DE DESENVOLVIMENTO DE TÉCNICAS DE PROCESSAMENTO DIGITAL Davide Carlos Joaquim 1, Ana Caroline Rocha Melo de Leite 2, Ciro Benevides

Leia mais

TABELA ODONTOLÓGICA 2017

TABELA ODONTOLÓGICA 2017 TABELA ODONTOLÓGICA 2017 VIGÊNCIA A PARTIR DE 26/03/2017 Conteúdo DIAGNÓSTICO E AVALIAÇÃO TÉCNICA... 3 URGÊNCIA/EMERGÊNCIA... 4 RADIOLOGIA... 5 TESTES E EXAMES DE LABORATÓRIO... 6 PREVENÇÃO... 7 ODONTOPEDIATRIA...

Leia mais

Universidade Federal do Ceará Faculdade de Medicina Liga de Cirurgia de Cabeça e Pescoço. Jônatas Catunda de Freitas

Universidade Federal do Ceará Faculdade de Medicina Liga de Cirurgia de Cabeça e Pescoço. Jônatas Catunda de Freitas Universidade Federal do Ceará Faculdade de Medicina Liga de Cirurgia de Cabeça e Pescoço Jônatas Catunda de Freitas Fortaleza 2010 Lesões raras, acometendo principalmente mandíbula e maxila Quadro clínico

Leia mais

Molares Decíduos Decíduos

Molares Decíduos Decíduos Ô Ô Ô Ô Osso Frontal e Ossos Próprios do Nariz. Ô Osso Frontal e Ossos Próprios do Nariz. Ossos Esfenóide e Occipital. Ô Osso Frontal e Ossos Próprios do Nariz. Ossos Esfenóide e Occipital. Meato Acústico

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE

UNIVERSIDADE PAULISTA FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE UNIVERSIDADE PAULISTA FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE Brasilia UNIP Prof. Dr. Ricardo F. Paulin ANÁLISE FACIAL ð Interdependência Beleza Facial x Oclusão ð Inadequação do padrão dento-esquelético na avaliação

Leia mais

CIRURGIAS PERIODONTAIS

CIRURGIAS PERIODONTAIS CIRURGIAS PERIODONTAIS Classificação das Técnicas Cirúrgicas empregadas em Periodontia I Quanto à área a ser atingida: - Gengivais - Periodontais - Mucogengivais II Quanto à intenção: - eliminação de bolsas

Leia mais

Displasia Fibrosa Aspectos Radiográficos e Tomográficos

Displasia Fibrosa Aspectos Radiográficos e Tomográficos Displasia Fibrosa Aspectos Radiográficos e Tomográficos De modo geral a substituição da arquitetura óssea por tecido fibroso caracteriza um grupo de patologias denominadas de lesões fibro ósseas; dentro

Leia mais

WALABONSO BENJAMIN GONÇALVES FERREIRA NETO FRATURA DA CABEÇA DA MANDÍBULA. CARACTERÍSTICAS, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO.

WALABONSO BENJAMIN GONÇALVES FERREIRA NETO FRATURA DA CABEÇA DA MANDÍBULA. CARACTERÍSTICAS, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO. WALABONSO BENJAMIN GONÇALVES FERREIRA NETO FRATURA DA CABEÇA DA MANDÍBULA. CARACTERÍSTICAS, DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO. Monografia apresentada à Fundação para o Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico da

Leia mais

UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO. Departamento ODT - Odontologia

UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO. Departamento ODT - Odontologia UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Nome da disciplina ODT 7007 Prótese Total Pré-Clínica Departamento ODT - Odontologia

Leia mais

ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA

ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA ESPECIALIDADE MEDICINA DENTÁRIA CIRURGIA ORAL A Cirurgia Oral é uma especialidade da Medicina Dentária que inclui o diagnóstico e o tratamento cirúrgico de patologias dos tecidos moles e tecidos duros

Leia mais

Com efeito a partir de 11 de Setembro de 2015

Com efeito a partir de 11 de Setembro de 2015 Com efeito a partir de 11 de Setembro de 2015 Hx Consulta de Medicina Dentária/exame clínico, plano de tratamento e radiografia panorâmica 10 5 quando não for necessária radiografia panorâmica MEDICINA

Leia mais

TABELA DE MEDICINA DENTÁRIA ANEXO I

TABELA DE MEDICINA DENTÁRIA ANEXO I TABELA DE MEDICINA DENTÁRIA ANEXO I PROTOCOLO - INATEL TRATAMENTOS PARTICULAR INATEL Consulta 30,00 20,00 DENTISTERIA Restauração amálgama e compósitos Em cavidade c/ compromisso de 1 só face 60,00 25,00

Leia mais

TABELA DE CÓDIGOS E NOMENCLATURA BONFANTE DENTAL CLINIC

TABELA DE CÓDIGOS E NOMENCLATURA BONFANTE DENTAL CLINIC TABELA DE CÓDIGOS E NOMENCLATURA BONFANTE DENTAL CLINIC 01 CONSULTA A1.01.01.02 A1.01.01.03 A1.01.01.05 A1.01.01.06 Consulta de medicina dentária 35 Consulta para apresentação e discussão de plano de tratamento

Leia mais

ANATOMIA RADIOGRÁFICA DA MAXILA EM RADIOGRAFIAS PERIAPICAIS

ANATOMIA RADIOGRÁFICA DA MAXILA EM RADIOGRAFIAS PERIAPICAIS ANATOMIA RADIOGRÁFICA DA MAXILA EM RADIOGRAFIAS PERIAPICAIS O exame radiográfico pelo método periapical para avaliação dos dentes e estruturas da maxila permite a observação de uma série de imagens de

Leia mais

ENSALAMENTO. Terça-feira, dia 12 de Setembro. Acadêmico iniciante Painel (apresentações em Banner) M10 Horário: Tarde

ENSALAMENTO. Terça-feira, dia 12 de Setembro. Acadêmico iniciante Painel (apresentações em Banner) M10 Horário: Tarde OBSERVAÇÃO: ENSALAMENTO Aconselhamos aos participantes que cheguem ao local da apresentação 30 minutos antes do início das apresentações (turno da manhã chegar às 07:30, e turno da tarde chegar às 13:30);

Leia mais

Patologia Buco Dental Prof. Dr. Renato Rossi Jr.

Patologia Buco Dental Prof. Dr. Renato Rossi Jr. Cistos Odontogênicos Introdução Os cistos derivados dos tecidos odontogênicos são caracterizados como lesões de extraordinária variedade. O complexo desenvolvimento das estruturas dentárias é refletido

Leia mais

ANEXO I TABELA DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS DA UNIODONTO CATARINENSE MARFIM EMPRESARIAL

ANEXO I TABELA DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS DA UNIODONTO CATARINENSE MARFIM EMPRESARIAL ANEXO I TABELA DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS DA UNIODONTO CATARINENSE MARFIM EMPRESARIAL Produto Nº 463.787/11-9 Edição outubro/2011 - Terminologia Unificada da Saúde Suplementar (TUSS) Essa tabela é

Leia mais

TABELA DE PROCEDIMENTOS UNIODONTO - Catarinense Produto ANS nº: e BRILHANTE INTEGRAL OPERACIONAL

TABELA DE PROCEDIMENTOS UNIODONTO - Catarinense Produto ANS nº: e BRILHANTE INTEGRAL OPERACIONAL TABELA DE PROCEDIMENTOS UNIODONTO - Catarinense Produto ANS nº: 463.788.11.7 e 463.720.11.8 BRILHANTE INTEGRAL OPERACIONAL Baseado na Lei 9656 e RN 211 - Edição janeiro/2014 - Terminologia Unificada da

Leia mais

ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE

ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE O órgão dentário, um dos elementos do aparelho mastigatório, é constituído por tecidos especificamente dentais (esmalte, dentina, polpa) e por tecidos periodontais

Leia mais

TABELAS DE ODONTOLOGIA

TABELAS DE ODONTOLOGIA TABELAS DE ODONTOLOGIA 710001- Clínico Geral. 01 70110000 Consulta Inicial 178,57 15,00 35,00 50,00 02 70115000 Profilaxia + Raspagem Coronária 90,85 7,63 17,81 25,44 03 73910000 Rest. de Amálgama 1 face

Leia mais

Curso de Especialização em Endodontia

Curso de Especialização em Endodontia Curso de Especialização em Endodontia Associação Brasileira de Odontologia Secção Ceará Coordenador: Prof. Nilton Vivacqua EndodontiaAvancada.com OBJETIVOS DO CURSO Este curso tem como objetivos colocar

Leia mais

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO EXAME CLÍNICO DA DOENÇA PERIODONTAL DIAGNÓSTICO PERIODONTAL CONSISTE O DIAGNÓSTICO NA ANÁLISE DO PERIODONTAL HISTÓRICO DO CASO, NA AVALIAÇÃO DOS SINAIS CLÍNICOS E SINTOMAS, COMO TAMBÉM DOS RESULTADOS DE

Leia mais

Assessoria ao Cirurgião Dentista papaizassociados.com.br. Publicação mensal interna da Papaiz edição XV Julho de 2016

Assessoria ao Cirurgião Dentista papaizassociados.com.br. Publicação mensal interna da Papaiz edição XV Julho de 2016 Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna da Papaiz edição XV Julho de 2016 Dr. André Simões, radiologista da Papaiz Diagnósticos Odontológicos por Imagem 11 3894 3030 papaizassociados.com.br

Leia mais

TABELA DE DESCONTOS. Anexo I. Procedimentos %

TABELA DE DESCONTOS. Anexo I. Procedimentos % Escritório Regional - MA Secretaria : Valéria Contato: 3303 5755 / 9 9618 5792 / 9 8235 1149 Email: sãoluis@vipcartao.com.br TABELA DE DESCONTOS Anexo I CARTÃO DESCONTO - MASTER * * Procedimentos % Descontos

Leia mais

O MANUAL DA DOR DE DENTE

O MANUAL DA DOR DE DENTE E S C R I T O P E L A D R A. C R I S T I N A S H I D O M I O MANUAL DA DOR DE DENTE Vamos conhecer melhor as estruturas dos dentes, assim podemos entender porque ocorre a sensação incômoda da dor de dente,

Leia mais

SISTEMA ÓSSEO - COMPLICAÇÕES

SISTEMA ÓSSEO - COMPLICAÇÕES SISTEMA ÓSSEO - COMPLICAÇÕES NÃO UNIÃO Não é observada a formação do calo ósseo Bordas: lisas, arredondadas e escleróticas Imagens: domínio público PROFA. DRA. JULIANA PELOI VIDES ocorre quando há falha

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ COORDENADORIA DE CONCURSOS CCV

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ COORDENADORIA DE CONCURSOS CCV UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ COORDENADORIA DE CONCURSOS CCV Evento: Concurso Público para Provimento de Cargos Técnico-Administrativos em Educação Edital N 101/2014 PARECER A Comissão Examinadora da Prova

Leia mais

PLANEJAMENTO DAS PRÓTESES UNITÁRIAS, FIXAS E SOBRE IMPLANTES NAS REABILITAÇÕES ORAIS

PLANEJAMENTO DAS PRÓTESES UNITÁRIAS, FIXAS E SOBRE IMPLANTES NAS REABILITAÇÕES ORAIS UNITÁRIAS, FIXAS E SOBRE IMPLANTES NAS REABILITAÇÕES ORAIS Dr. Dario Adolfi Data: 03 de setembro de 2010 Valor: R$ 200,00 a vista até 27/08/2010 R$ 250,00 a vista de 27/08/2010 até a data do evento Uma

Leia mais

TABELAS DE ESTOMATOLOGIA

TABELAS DE ESTOMATOLOGIA Circular nº 1 / 2006 TABELAS DE ESTOMATOLOGIA 1) Junto enviamos Resumo de Tabelas de Estomatologia, actualizadas a esta data. 2) Reiteramos o disposto no funcionamento desta especialidade, lembrando que

Leia mais

DOS TECIDOS BUCAIS. Periodontopatias. Pulpopatias. Periapicopatias TIPOS: -INCIPIENTE -CRÔNICA -HIPERPLÁSICA. Causada pelo biofilme bacteriano

DOS TECIDOS BUCAIS. Periodontopatias. Pulpopatias. Periapicopatias TIPOS: -INCIPIENTE -CRÔNICA -HIPERPLÁSICA. Causada pelo biofilme bacteriano LESÕES INFLAMATÓRIAS DOS TECIDOS BUCAIS PERIODONTOPATIAS PERIODONTOPATIAS DOENÇAS DO PERIODONTO Periodontopatias Pulpopatias Periapicopatias Inflamação limitada aos tecidos moles que circundam os dentes(tec.peridentais).

Leia mais

DISFUNÇÃO TÊMPORO MANDIBULAR E DOR OROFACIAL

DISFUNÇÃO TÊMPORO MANDIBULAR E DOR OROFACIAL Plano Básico DIAGNÓSTICO Consulta odontológica inicial Consulta odontológica para avaliação técnica de auditoria Diagnóstico anatomopatológico em citologia esfoliativa na região BMF Diagnóstico anatomopatológico

Leia mais

Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna da Papaiz edição XIX Setembro de papaizassociados.com.

Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna da Papaiz edição XIX Setembro de papaizassociados.com. Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna da Papaiz edição XIX Setembro de 2016 Dr. André Simões, radiologista da Papaiz Diagnósticos Odontológicos por Imagem 11 3894 3030 papaizassociados.com.br

Leia mais

POSIÇÃO DO ÁPICE DENTÁRIO EM RELAÇÃO AO PROCESSO ALVEOLAR DO OSSO MAXILAR. ESTUDO EM TOMOGRAFIAS DE CONE-BEAM

POSIÇÃO DO ÁPICE DENTÁRIO EM RELAÇÃO AO PROCESSO ALVEOLAR DO OSSO MAXILAR. ESTUDO EM TOMOGRAFIAS DE CONE-BEAM POSIÇÃO DO ÁPICE DENTÁRIO EM RELAÇÃO AO PROCESSO ALVEOLAR DO OSSO MAXILAR. ESTUDO EM TOMOGRAFIAS DE CONE-BEAM Sabrina Vieira Botelho(PIBIC/CNPq-FA/UEM), Cléverson de Oliveira e Silva (Orientador) e Maurício

Leia mais

TABELAS DE ODONTOLOGIA

TABELAS DE ODONTOLOGIA TABELAS DE ODONTOLOGIA 710001- Clínico Geral COD PROCEDIMENTO CHO V. PREV. V. IPASGO V. TOTAL 01 70110000 Consulta Inicial 142,85 15,00 35,00 50,00 02 70115000 Profilaxia + Raspagem Coronária 72,00 5,87

Leia mais

EXAMES RADIOGRÁFICOS EXTRABUCAIS E INTRABUCAIS

EXAMES RADIOGRÁFICOS EXTRABUCAIS E INTRABUCAIS EXAMES RADIOGRÁFICOS EXTRABUCAIS E INTRABUCAIS Marinei do Rocio Pacheco dos Santos 1 1 Considerações Iniciais Os exames radiográficos realizados em odontologia são divididos em exames extrabucais e intrabucais.

Leia mais

pág. 1 Rua Caruaru, casa 1 - Grajaú - Rio de Janeiro / RJ

pág. 1 Rua Caruaru, casa 1 - Grajaú - Rio de Janeiro / RJ Planos de Cera março. 2014 pág. 1 PLANOS DE ORIENTAÇÃO Pode-se dizer que a fase do plano de cera equivale à confecção de um projeto de engenharia. Essa fase deve ser atentamente observada, avaliada e,

Leia mais

Avaliação Estética de Prof. Dr. Fernando Mandarino. Nome do Paciente:, Data: / /.

Avaliação Estética de Prof. Dr. Fernando Mandarino. Nome do Paciente:, Data: / /. Avaliação Estética de Prof. Dr. Fernando Mandarino Nome do Paciente:, Data: / /. 1. Questões Preliminares 1.1 Se houvesse algo que você pudesse fazer para modificar seu sorriso, o que seria? 1.2 Você prefere

Leia mais

A SOLUÇÃO PARA CIRURGIAS DE IMPLANTE MENOS INVASIVAS E MAIS SEGURAS.

A SOLUÇÃO PARA CIRURGIAS DE IMPLANTE MENOS INVASIVAS E MAIS SEGURAS. A SOLUÇÃO PARA CIRURGIAS DE IMPLANTE MENOS INVASIVAS E MAIS SEGURAS. Na prática clínica, tempo, segurança e previsibilidade são valiosos. Pensando nisso, desenvolvemos um conjunto de soluções de alta tecnologia

Leia mais

3 Materiais e Métodos

3 Materiais e Métodos 37 3 Materiais e Métodos 3.1. Obtenção dos modelos Para análise de elementos finitos, adotou-se modelos bi-dimensionais pelo fato que esta modelagem está associada a uma menor complexidade, porém apresentando

Leia mais

Tomografia Computadorizada Quantitativa Diagnóstico da Osteoporose

Tomografia Computadorizada Quantitativa Diagnóstico da Osteoporose 1 Universidade do Minho Departamento de Eletrónica Industrial Tomografia Computadorizada Quantitativa Diagnóstico da Osteoporose Marino Maciel Nº52557 Orientador: Prof. Higino Correia 2011/2012 Mestrado

Leia mais

CIRURGIA PERIODONTAL

CIRURGIA PERIODONTAL Disciplina de Periodontia 5 o período CIRURGIA PERIODONTAL Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira http://lucinei.wikispaces.com 2012 Instrumentos Usados em Cirurgia Periodontal CIRURGIA PERIODONTAL INSTRUMENTAIS

Leia mais

3.Propriedades Físicas dos Instrumentos Estresse. 3.Propriedades Físicas dos Instrumentos. 3.Propriedades Físicas dos Instrumentos

3.Propriedades Físicas dos Instrumentos Estresse. 3.Propriedades Físicas dos Instrumentos. 3.Propriedades Físicas dos Instrumentos 3.Propriedades Físicas dos Estresse Ponto de concentração de Estresse Tensão Limite elástico Deformação Elástica Memória de forma Deformação plástica Resistência Mecânica Força Flexibilidade Rigidez Elasticidade

Leia mais

ESTÉTICA E FUNÇÃO NAS REABILITAÇÕES ORAIS PARA DENTES NATURAIS E SOBRE IMPLANTES

ESTÉTICA E FUNÇÃO NAS REABILITAÇÕES ORAIS PARA DENTES NATURAIS E SOBRE IMPLANTES Dr. Dario Adolfi Dr. Oswaldo Scopin de Andrade Dr. Maurício Adolfi Data: 15 a 18 de maio de 2012 OBJETIVOS: Saiba como planejar uma reabilitação total e mostrar ao paciente todas as suas possibilidades.

Leia mais

Introdução. Doenças periodontais

Introdução. Doenças periodontais Introdução 1 Periodontia é o estudo dos tecidos que suportam o dente, o periodonto. O periodonto é composto por tecidos que envolvem cada dente e que permitem a sua ancoragem no processo alveolar (do grego:

Leia mais

TABELA DE Preços Particular

TABELA DE Preços Particular TABELA DE Preços Particular 01 CONSULTA A1.01.01.01 Primeira consulta de medicina dentária A1.01.01.05 Consulta de urgência A1.01.01.06 Sedação Inalatória Consciente e a(s) face(s) 02 MEDICINA DENTÁRIA

Leia mais

Traumatologia Infantil. O Esqueleto da Criança Não É O Esqueleto do Adulto em Miniatura

Traumatologia Infantil. O Esqueleto da Criança Não É O Esqueleto do Adulto em Miniatura O Esqueleto da Criança Não É O Esqueleto do Adulto em Miniatura Formação do Osso e Ossificação Esboço Cartilaginoso Pontos de Ossificação Primária Pontos de Ossificação Secundária Formação da Epífise

Leia mais

Técnicas radiográficas. Técnicas Radiográficas Intraorais em Odontologia. Técnicas Radiográficas Intraorais. Técnicas Radiográficas

Técnicas radiográficas. Técnicas Radiográficas Intraorais em Odontologia. Técnicas Radiográficas Intraorais. Técnicas Radiográficas Técnicas Radiográficas Intraorais em Odontologia Técnicas radiográficas Divididas em dois grandes grupos: Técnicas Intraorais Profª Paula Christensen Técnicas Radiográficas Técnicas Extraorais Técnicas

Leia mais

CIRURGIA PERIODONTAL

CIRURGIA PERIODONTAL Disciplina de Periodontia 5 o período CIRURGIA PERIODONTAL Parte 2 Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira http://lucinei.wikispaces.com 2014 Instrumentos Usados em Cirurgia Periodontal CIRURGIA PERIODONTAL

Leia mais

do alvéolo preservação

do alvéolo preservação Técnicas cirúrgicas de preservação do alvéolo Casos de reabilitação posterior Pág.2o Técnicas cirúrgicas de preservação do alvéolo em reabilitações finais com implantes Preservar o alvéolo pós-extraçào

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ESTUDAR COM ATENÇÃO AMPLIAR AS IMAGENS PARA OBSERVAR OS DETALHES O periodonto (peri= em redor de; odontos = dente) compreende a gengiva, o ligamento periodontal,

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA. Curso: Odontologia Período de oferta da disciplina: 2 o P.

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA. Curso: Odontologia Período de oferta da disciplina: 2 o P. UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: HISTOLOGIA BUCO DENTAL Código da Disciplina: ODO110 Curso: Odontologia Período de oferta da disciplina: 2 o P. Faculdade

Leia mais

Estudo do Sistema Musculo-Esquelético

Estudo do Sistema Musculo-Esquelético Estudo do Sistema Musculo-Esquelético Meios de estudo Radioanatomia Indicações e limites Os traumatismos Osteonecroses 1. Meios de estudo Radiologia convencional - anatomia radiográfica Componentes radiopacos

Leia mais

SIMPLES E EFICIENTES PROCEDIMENTOS PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE DENTES NATURAIS E IMPLANTES

SIMPLES E EFICIENTES PROCEDIMENTOS PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE DENTES NATURAIS E IMPLANTES PARA AS REABILITAÇÕES ORAIS SOBRE Dr. Dario Adolfi Dr. Oswaldo Scopin de Andrade Dr. Maurício Adolfi Data: 8 a 12 de abril de 2013 OBJETIVOS: Saiba como planejar uma reabilitação total e mostrar ao paciente

Leia mais

ODONTOLOGIA PREVENTIVA. Saúde Bucal. Periodontite. Sua saúde começa pela boca!

ODONTOLOGIA PREVENTIVA. Saúde Bucal. Periodontite. Sua saúde começa pela boca! ODONTOLOGIA PREVENTIVA Saúde Bucal Periodontite. Sua saúde começa pela boca! O que é doença periodontal ou periodontite? ESMALTE DENTINA GENGIVAS POLPA PERIODONTITE OSSO ALVEOLAR CEMENTO NERVOS E VASOS

Leia mais

MEDICINA DENTÁRIA E ESTOMATOLOGIA TABELA DE CÓDIGOS E NOMENCLATURA

MEDICINA DENTÁRIA E ESTOMATOLOGIA TABELA DE CÓDIGOS E NOMENCLATURA MEDICINA DENTÁRIA E ESTOMATOLOGIA TABELA DE CÓDIGOS E NOMENCLATURA 01 CONSULTA A1.01.01.02 Consulta de medicina dentária Nota 01 Nota 01 - Serão pagas somente as primeiras consultas, que devem ser referidas

Leia mais

ORTHOPANTOMOGRAPH OP200 D ORTHOCEPH OC200 D OP200 D OC200 D. Sistema digital de imagem panorâmica. Sistema digital de imagem cefalométrica

ORTHOPANTOMOGRAPH OP200 D ORTHOCEPH OC200 D OP200 D OC200 D. Sistema digital de imagem panorâmica. Sistema digital de imagem cefalométrica OP200 D OC200 D Sistema digital de imagem panorâmica Sistema digital de imagem cefalométrica ORTHOPANTOMOGRAPH OP200 D ORTHOCEPH OC200 D 1 OP200_pt_03.indd 1 21/11/2013 11:06:53 Líder comprovado em imagem

Leia mais

Recubrimento radicular

Recubrimento radicular Recubrimento radicular A propósito de um caso clínico 46 MAXILLARIS JUNHO 2016 Ciência e prática Carla Casais Médica dentista. Licenciada em Medicina Dentária pela Faculdade de Medicina Dentária da Universidade

Leia mais

Tabela de preços convencionada para medicina dentária e estomatologia

Tabela de preços convencionada para medicina dentária e estomatologia Tabela de preços convencionada para medicina dentária e estomatologia Em consequência de condições específicas convencionadas com os prestadores, o valor assumido pela Pessoa Segura poderá, em algumas

Leia mais

CONTRATO DE COBERTURA DE ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA PESSOA FÍSICA A DENTAL 50 NE WEB CÓDIGO DO PROCEDIMENTO PROCEDIMENTO

CONTRATO DE COBERTURA DE ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA PESSOA FÍSICA A DENTAL 50 NE WEB CÓDIGO DO PROCEDIMENTO PROCEDIMENTO A Amil Dental oferece uma ampla Rede Credenciada composta por dentistas, serviços de radiologia e clínicas de urgência. Conheça abaixo os procedimentos cobertos pelo plano Amil Dental D 50 NE: 85100242

Leia mais

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Técnicas Radiográficas Periapical Exame do dente e osso alveolar que o rodeia; Interproximal Diagnóstico de cáries proximais, excessos marginais de restaurações;

Leia mais

TABELA DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS

TABELA DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS TABELA DE S ODONTOLÓGICOS VALOR Dente ou Região Dente/face/ Região Raio-X Periodicidade AutorizaçãoEspecial 81000030 Consulta odontológica R$ 29,58 R ASAI N 6 MESES N N N 81000065 81000073 81000111 81000138

Leia mais

Radiografia Intra-Oral

Radiografia Intra-Oral Unidade Clínica I Radiografia Intra-Oral 22.11.2012 1 Introdução O que é um Rx intra-oral? 2 Classificação radiográfica intra-oral Periapicais Interproximais Oclusais 3 Classificação radiográfica intra-oral

Leia mais

Implantes. dentários.... A con ança que você precisa.

Implantes. dentários.... A con ança que você precisa. Implantes dentários....................................... A con ança que você precisa. E-Book Implantes Dentários Este guia foi criado para que você conheça um pouco mais sobre o tratamento com implantes

Leia mais

Visto PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. (A) rpm. (B) rpm. (C) rpm. (D) rpm. (E) rpm.

Visto PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. (A) rpm. (B) rpm. (C) rpm. (D) rpm. (E) rpm. CONCURSO DE ADMISSÃO 2012 ao CFO/Odonto - 2013 PAG - 11 31. De acordo com os princípios de biomecânica clínica na Implantodontia podemos afirmar que (A) as forças de cisalhamento separam os objetos e as

Leia mais

OMS ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE

OMS ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE ONU Ancoragem Zigomática REABILITAÇÃO EM MAXILAS ATRÓFICAS Marcelo da Rocha BRASIL 2000 => 25 milhões de edêntulos (15%) 2025 => 33 milhões de habitantes com mais de 65 anos OMS ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE

Leia mais

Imagens para prova prática diagnóstico por imagem Professora: Juliana Peloi Vides

Imagens para prova prática diagnóstico por imagem Professora: Juliana Peloi Vides Imagens para prova prática diagnóstico por imagem Professora: Juliana Peloi Vides Imagem 1 Projeções Ventro-dorsal e Látero-lateral de cavidade abdominal. Nas imagens radiográficas foi possível observar

Leia mais

SISTEMA ÓSSEO OSSOS OSSOS 04/05/2017 RADIOGRAFIA ESTRUTURA OSSO LONGO

SISTEMA ÓSSEO OSSOS OSSOS 04/05/2017 RADIOGRAFIA ESTRUTURA OSSO LONGO OSSOS SISTEMA ÓSSEO Profa. Dra. Juliana Peloi Vides Constituído por cálcio e fósforo Relativamente denso facilmente observado ao exame radiográfico Desenvolvimento: ossificação endocondral ossificação

Leia mais

Fraturas da Diáfise do Fêmur: Generalidades: É a fratura que compromete o fêmur abaixo do trocanter menor até o tubérculo dos adutores É uma fratura

Fraturas da Diáfise do Fêmur: Generalidades: É a fratura que compromete o fêmur abaixo do trocanter menor até o tubérculo dos adutores É uma fratura Prof André Montillo Generalidades: É a fratura que compromete o fêmur abaixo do trocanter menor até o tubérculo dos adutores É uma fratura Muito Importante porque compromete o maior e o mais resistente

Leia mais

COBERTURA DO PLANO PLENO

COBERTURA DO PLANO PLENO COBERTURA DO PLANO PLENO TUSS PROCEDIMENTOS ROL Pleno 81000030 CONSULTA ODONTOLÓGICA SIM S 81000065 CONSULTA ODONTOLÓGICA INICIAL SIM S 81000014 CONDICIONAMENTO EM ODONTOLOGIA SIM S 87000032 CONDICIONAMENTO

Leia mais

Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont.

Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont. Tabela A. 1. Amostra composta por 45 indivíduos adultos da necrópole Largo Cândido dos Reis com os respetivos números de enterramentos e contentores. Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont. Nº Ent. Nº Cont.

Leia mais

RADIOLOGIA PULMONAR INCIDÊNCIA : PÓSTERO-ANTERIOR (PA)

RADIOLOGIA PULMONAR INCIDÊNCIA : PÓSTERO-ANTERIOR (PA) RADIOLOGIA PULMONAR RADIOLOGIA PULMONAR INCIDÊNCIA : PÓSTERO-ANTERIOR (PA) É A MAIS UTILIZADA NA RADIOGRAFIA SIMPLES DO TÓRAX. É NECESSÁRIA UMA DISTÂNCIA MÍNIMA PARA A SUA REALIZAÇÃO, DA ORDEM DE 1,50

Leia mais

Métodos radiográficos no diagnóstico de quartos molares mandibulares

Métodos radiográficos no diagnóstico de quartos molares mandibulares Métodos radiográficos no diagnóstico de quartos molares mandibulares Radiographics methods in the diagnosis of fourths molars Daniela Nascimento Silva* Marcelo Ferraro Bezerra** Karis Barbosa Guimarães**

Leia mais

- ADITEME - Atendimento Especial de Pacientes com Disfunção da Articulação Temporomandibular

- ADITEME - Atendimento Especial de Pacientes com Disfunção da Articulação Temporomandibular Universidade Federal de Pelotas Faculdade de Odontologia Extensão Universitária - ADITEME - Atendimento Especial de Pacientes com Disfunção da Articulação Temporomandibular Conceitos Restauradores de Oclusão:

Leia mais

C A D E R N O D E P R O V A S

C A D E R N O D E P R O V A S CONCURSO PÚBLICO ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MINAS GERAIS C A D E R N O D E P R O V A S CADERNO 6 ESPECIALIDADE: DENTISTA PROVA: CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS - DISCURSIVA LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES

Leia mais

Tabela de Preços/Descontos. Público em geral. Consulta de Medicina Dentária. Dentisteria e Estética. Restauração com Compósito ou Amálgama 50 45

Tabela de Preços/Descontos. Público em geral. Consulta de Medicina Dentária. Dentisteria e Estética. Restauração com Compósito ou Amálgama 50 45 SMILt Tabela de Preços/Descontos Designação Público em geral Comunidade IPLeiria Consulta de Medicina Dentária Consulta de Medicina Dentária 50 45 Consulta de Urgência 50 45 Dentisteria e Estética Restauração

Leia mais

EXAMES E DOCUMENTAÇÃO PARA A IMPLANTODONTIA

EXAMES E DOCUMENTAÇÃO PARA A IMPLANTODONTIA 2 EXAMES E DOCUMENTAÇÃO PARA A IMPLANTODONTIA SANTOS, Annie Gabrielle Nabiça Perez Odontologia/ESAMAZ BEZERRA, Francisco de Assis Pinto Economista/UFPA 1 Sinopse Avalia-se a importância dos exames e da

Leia mais

MORDIDAS CRUZADAS. Etiologia

MORDIDAS CRUZADAS. Etiologia MORDIDAS CRUZADAS Mordida Cruzada é uma alteração da oclusão dentária normal, no sentido ântero-posterior para os dentes anteriores, ou no sentido transversal para os dentes posteriores. Etiologia Baseia-se

Leia mais

Leia estas instruções:

Leia estas instruções: Leia estas instruções: 1 2 3 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Caso se identifique em qualquer outro local deste

Leia mais

Tabela de Conversão de codificação de atos médicos PT-ACS e Multicare Nota: Apenas estarão disponiveis para facturação os atos constantes no contrato

Tabela de Conversão de codificação de atos médicos PT-ACS e Multicare Nota: Apenas estarão disponiveis para facturação os atos constantes no contrato Tabela de Conversão de codificação de atos médicos PT-ACS e PT ACS CONSULTAS B01900053 00008888 Consulta de Estomatologia/Medicina Dentária/Ortodôncia(2)(3)(4) 01000013 00008889 Consulta para estudo da

Leia mais

PA (póstero-anterior) e o perfil esquerdo.

PA (póstero-anterior) e o perfil esquerdo. ESTUDO RADIOGRÁFICO DO CRÂNIO Pontos anatômicos de referência superficial da cabeça São úteis para a identificação de estruturas anatômicas, facilitando a realização do exame radiográfico. Os principais

Leia mais