COMPOSTO DE MARKETING NA ABORDAGEM DAS UNIDADES DE INFORMAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMPOSTO DE MARKETING NA ABORDAGEM DAS UNIDADES DE INFORMAÇÃO"

Transcrição

1 COMPOSTO DE MARKETING NA ABORDAGEM DAS UNIDADES DE INFORMAÇÃO CALDAS, Rosângela Formentini Departamento de Ciência da Informação UNESP/Marília A definição de marketing ainda permanece enquanto uma discussão que cria a idéia de infinitas possibilidades mercadológicas e que se relaciona diretamente à sua aplicabilidade proporcionada aos diferentes seguimentos organizacionais. O elo que representa um maior poder de sentidos ao posicionamento do termo, parece ser a demonstração cada vez mais premente do processo de desenvolvimento entre a relação da instituição organizacional e seus clientes. O aparecimento da terminologia marketing, deu-se no início do século XX e definia-se como a criação de uma necessidade na existência de um produto a um determinado público específico, quaisquer que fosse este. Em cada necessidade criada para o público em valorizar um consumo de produto e/ou serviço, realizava-se o marketing. O objeto principal resultante deste mecanismo era de proporcionar a satisfação desejada pelo mercado. Mas o que ocorreu, diante do mercado de variados produtos a serem comercializados e oferecidos em seus segmentos de consumo, foi a absorção da definição do termo marketing para o mercado de vendas - já que poderiam ser criadas, no consumidor, necessidades específicas do 1

2 oferecimento de produtos em diferentes marcas empresariais. A concorrência visualizava-se de um ponto de vista inovador, pois determinavam-se mecanismos que possibilitavam a escolha do público através do pensamento de criação do oferecimento de um produto e/ou serviço. Dessa maneira, o sistema que mais se utilizou da definição de marketing, foi o processo de vendas de produtos empresariais gerando paralelamente no consumidor uma visão algumas vezes confusa e unificada do significado de marketing com o ato de vendas. O conceito de vendas tem por abrangência a produção e a promoção dos produtos como resultado da técnica do oferecimento dos mesmos através de uma conquista de seu público. O importante é o aceitar de seus produtos para o público-alvo, não se definindo exatamente "quem" ou mesmo "porque" se consome. O conceito de marketing inicia-se a partir do mercado e concentra-se nas necessidades do consumidor, o lucro é realizado na relação de satisfação e valor dado a este. As organizações tomam cuidado em produzir as necessidades de seus consumidores e com a satisfação deles, conseguem promover a valorização dos seus produtos e serviços. Assim, quanto ao atendimento e observação das necessidades de consumo, o marketing volta-se a uma atividade dedicada à concepção de um sistema eficiente e correto (em termos de uso dos recursos e distribuição dos produtos), sistema esse que dirigirá o fluxo dos produtos e serviços com o foco nos objetivos a serem atingidos, no alcance de uma comunidade específica. Enquanto o marketing demonstra, através de seus conceitos e características, importar-se com a conquista de mercados existentes para fins de uma melhor estruturação de alicerces junto aos consumidores resultados de pesquisas que evidenciam um estado de satisfação da sociedade, as unidades de informação empregam-se de tentativas, para se adotar uma compreensão exclusiva da área para tornar viável a conquista do seu usuário consumidor. Observou-se, entretanto, a necessidade de pesquisas que proporcionassem a atualização da aplicabilidade dos conceitos de marketing para unidades de informação, inicialmente do composto - por tratar-se de um primeiro passo para descrição do planejamento institucional, sendo ferramenta diretiva e auxiliar no desenvolvimento do projeto do Plano de Marketing realizado na Biblioteca da Faculdade de Filosofia Ciências e Letras (FFC) da Unesp. A proposta objetivou analisar as características do composto de marketing e sua adequação para as unidades de informação, perpassando-se a verificação no contexto histórico do termo, pois se entende que a solidificação do enfoque no crescimento entre as áreas de marketing e 2

3 administração de bibliotecas promova, além do seu completo entrosamento de idéias, o resultado da consecução efetiva de um plano de marketing. A biblioteca procura encontrar em seus profissionais, participação em seu processo de melhoria contínua, com a geração e oferecimento de produtos e serviços (como a valorização proposta no quadro de satisfação do cliente). Portanto, conhecimentos e aplicabilidades relacionados ao marketing reúnem-se em amostras das constantes preocupações evidenciadas na progressão de ambientes cada vez mais próximos das necessidades sentidas pelo seu mercado consumidor. Kotler (1999) sugere a passagem do conceito de marketing por três períodos distintos que ele denomina como eras: da produção, antes da década de 30; de vendas, de e de marketing que compreende o período pós 50. Enfocando-se estes com o desenvolvimento da escola administrativa e o crescimento das sociedades, pode-se determinar a influência que o marketing sofre, mas que contudo caminha conjuntamente com a história. A era da produção que acompanha o processo da teoria administrativa na Revolução Industrial é determinada pela ênfase na produção excessiva de produtos, pautada diante do encantamento de um inovador método que viria produzir quantidades de bens anteriormente inimagináveis. A produção é o foco principal e a demanda não é atentada, não sendo possível a estabilidade do mercado. Durante a era de vendas, a preocupação recorreu a esforços na tentativa de um equilíbrio de mercado em relação à produção e sua demanda. As escolas administrativas iniciam o movimento de um olhar voltado ao indivíduo organizacional. A promoção à socialização e a projeção humana do ser com necessidades, aspirações e desejos fornecendo uma visão integrada da organização em sua estrutura, porém parcial e fragmentada. Assim somente na era de marketing, o mercado alcançou sua melhor projeção ao esperado em produção e consumo. A administração entoa-se a observar a estratégia e o empreendedorismo da participação dos funcionários e conseqüentemente o interesse ao sistema organizacional, em seu comportamento, cultura e desenvolvimento. Com o oferecimento em massa de produtos e o livre consumo, o marketing atenta para a exploração dos serviços como um diferencial ao mercado. Estabelece-se o momento da valoração ao oferecimento do intangível, daquilo que não mais está discriminado ao preço de aquisição, sem padronização, porém que é peça fundamental na visão e escolha do consumidor. A gratificação do processo de incentivo ao mercado de consumo em uma biblioteca, poderia pautar-se na idéia de não apenas difundir a informação, mas considerá-la como mecanismos de audiência do público-alvo. O incentivo a esse mercado poderia ser não apenas no papel 3

4 desempenhado em ser fonte de informação, mas também no acesso ao processo determinante de mercado, que partiria da análise de variados recursos existentes visualizando-se sua melhor utilização - como pessoal, tecnológico e institucional - facilitando-se assim a sua ordenação para com os objetivos pretendidos pela organização. O processo de marketing nas bibliotecas poderia proporcionar a efetivação do fechamento do significado de centros de saber a essas unidades de informação. Termo este que contextualiza a ansiedade dessas unidades a uma maior participação no ambiente das instituições ao qual estão inseridas, observado em pesquisas realizadas no levantamento da literatura da área de ciência da informação. Amaral (2001) retrata que a inserção ao ambiente institucional através do incentivo ao mercado de consumo, analisaria os recursos participantes do sistema de um processo de marketing especificamente à biblioteca enquanto unidade informacional. A biblioteca elencaria ser um centro de saber na proporção destinada a determinar: A ação de seus profissionais na específica atenção dada ao sistema mercadológico; atuação e necessidades do público-alvo; o mercado participante, na forma de outras bibliotecas e/ou unidades de informação que colaboram para o atendimento das necessidades locais e os fornecedores que prestam assessoria para aquisição de recursos informacionais. Formando para tanto, uma imagem de identidade aqueles que se propuserem a participarem deste sistema em um processo mercadológico de marketing. Em pesquisa realizada por Garcia (2003), que analisava a abordagem do marketing em unidades de informação, a proposta concluída deixou evidente que seria preciso a continuidade de novos estudos com o enfoque de verificar a ação dos profissionais bibliotecários em relação a desenvolver a imagem de uma unidade de informação, criando-se a identidade do consumidor, vinculada ao desenvolvimento social, político e educacional. Na criação de uma imagem desenvolvida no processo social, político e educacional, o marketing registra o argumento de: capacitar uma biblioteca ao oferecimento de trocas em bens tangíveis; comprometer-se aos serviços que poderiam vir da maneira intangível ao mercado consumidor e principalmente o oferecer de bens na forma de produtos gerados para sua própria demanda. O plano de marketing torna possível o desafio de criar a identidade de uma biblioteca, na relação de traçar a sua imagem ao aspecto do processo de sistema de marketing. O sistema de marketing é uma integração de contextos da filosofia do planejamento organizacional com a troca ao seu ambiente. Para a estratégia de confecção ao plano de marketing, a biblioteca deveria atentar aos elementos classificados por Sarkisian e Johson (2003): 4

5 a. Quanto à análise inicial do ambiente de pesquisa, os questionamentos referentes às necessidades da unidade: "Quem", "quando", "como" e "por que"; b. Em sua consecução das descrições: o na identificação da missão da unidade focada no local ou na posição que a biblioteca desempenha em sua comunidade; o nos objetivos de ação que são específicos em pensar suas diretivas em função da identificação da missão; o nos objetivos de imagem, relata-se a imagem que a biblioteca quer oferecer como exemplo pode-se citar se deseja definir os lugares que a biblioteca quer obter suas informações ou mesmo se existe o interesse de conhecer a comunidade que é assistida; o na identificação da posição na tomada de decisão, e na o descrição dos passos dos seis "Ps" do marketing que são: produto (quais são seus programas e serviços?), público (quem são as pessoas envolvidas?), preço (qual é o seu custo para funcionar?), praça (sua biblioteca é acessível?), produção (você pode suprir sua demanda?) e promoção (como você pode informar seu público?) Figura : Composto de marketing no ambiente da unidade de informação. Referências AMARAL, S.A. Promoção: o marketing visível da informação. Brasília: Brasília Jurídica,

6 GARCIA, I. B. Abordagem do marketing na Ciência da Informação. Marília. Trabalho de Conclusão de Curso (bacharel) apresentado ao curso de Biblioteconomia da Faculdade de Filosofia e Ciências, Unesp, Campus de Marília, KOTLER, P. Princípios de marketing. Rio de Janeiro: LTC, SARKISIAN, A. H.; JOHSON, R. Funding and Marketing the E-ssencial Library. Library administration & Management. v. 17, n. 2, Spring

MARKETING NA ABORDAGEM DAS UNIDADES DE INFORMAÇÃO

MARKETING NA ABORDAGEM DAS UNIDADES DE INFORMAÇÃO MARKETING NA ABORDAGEM DAS UNIDADES DE INFORMAÇÃO Rosângela Formentini Caldas rcaldas@marilia.unesp.br Departamento de Ciência da Informação UNESP/FFC / Marília Conceito e aplicabilidade O aparecimento

Leia mais

GESTÃO DE MARKETING RECAPITULANDO. Prof. Marcopolo Marinho

GESTÃO DE MARKETING RECAPITULANDO. Prof. Marcopolo Marinho GESTÃO DE MARKETING RECAPITULANDO Prof. Marcopolo Marinho Marketing: É a área do conhecimento que engloba todas as atividades referente às relações de troca de bens entre pessoas ou instituições, buscando

Leia mais

CAPITAL INTELECTUAL DA EMPRESA: PROTEÇÃO E GESTÃO DO CONHECIMENTO

CAPITAL INTELECTUAL DA EMPRESA: PROTEÇÃO E GESTÃO DO CONHECIMENTO CAPITAL INTELECTUAL DA EMPRESA: PROTEÇÃO E GESTÃO DO CONHECIMENTO Resende, J.M.; Nascimento Filho, W.G.; Costa S.R.R. INEAGRO/UFRuralRJ INTRODUÇÃO O patrimônio de uma empresa é formado por ativos tangíveis

Leia mais

Estimativas Profissionais Plano de Carreira Empregabilidade Gestão de Pessoas

Estimativas Profissionais Plano de Carreira Empregabilidade Gestão de Pessoas By Marcos Garcia Como as redes sociais podem colaborar no planejamento e desenvolvimento de carreira (individual e corporativo) e na empregabilidade dos profissionais, analisando o conceito de Carreira

Leia mais

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO.

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Workshop para empreendedores e empresários do Paranoá DF. SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Dias 06 e 13 de Dezembro Hotel Bela Vista Paranoá Das 08:00 às 18:00 horas Finanças: Aprenda a controlar

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DO RELACIONAMENTO COM O CLIENTE

ADMINISTRAÇÃO DO RELACIONAMENTO COM O CLIENTE ADMINISTRAÇÃO DO RELACIONAMENTO COM O CLIENTE Módulo 2 CLIENTES: DEFINIÇÕES E ENTENDIMENTOS Objetivo: Ao final desse módulo, você estará capacitado a termos, como: cliente, comprador, cliente final, consumidor,

Leia mais

Marketing Turístico e Hoteleiro

Marketing Turístico e Hoteleiro 1 CAPÍTULO I Introdução ao Marketing Introdução ao Estudo do Marketing Capítulo I 1) INTRODUÇÃO AO MARKETING Sumário Conceito e Importância do marketing A evolução do conceito de marketing Ética e Responsabilidade

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV MANUAL DA QUALIDADE Manual da Qualidade - MQ Página 1 de 15 ÍNDICE MANUAL DA QUALIDADE 1 INTRODUÇÃO...3 1.1 EMPRESA...3 1.2 HISTÓRICO...3 1.3 MISSÃO...4 1.4 VISÃO...4 1.5 FILOSOFIA...4 1.6 VALORES...5

Leia mais

GESTÃO NO DESIGN DE INTERIORES: O Designer, Métodos e Práticas Interdisciplinares I. Professora: Bárbara Ribeiro

GESTÃO NO DESIGN DE INTERIORES: O Designer, Métodos e Práticas Interdisciplinares I. Professora: Bárbara Ribeiro GESTÃO NO DESIGN DE INTERIORES: O Designer, Métodos e Práticas Interdisciplinares I Professora: Bárbara Ribeiro B-RIBEIRO.COM Aula 06: 08-Junho GESTÃO BRANDING, MARKETING, PLANO DE NEGÓCIOS OBJETIVO VIABILIZAR

Leia mais

6h diárias - 11 meses

6h diárias - 11 meses 6h diárias - 11 meses PROPOSTA PEDAGÓGICA PROGRAMA DE APRENDIZAGEM EM AUXILIAR DE VAREJO ÍNDICE 1 - Apresentação da Entidade ijovem 3 2 - Justificativa do Programa. 3 3 Público-alvo: 4 4 Objetivo geral:

Leia mais

GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING DENOMINAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING / ÁREA PROFISSIONAL: GESTÃO E NEGÓCIOS.

GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING DENOMINAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING / ÁREA PROFISSIONAL: GESTÃO E NEGÓCIOS. GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CARACTERIZAÇÃO DO CURSO DENOMINAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING / ÁREA PROFISSIONAL: GESTÃO E NEGÓCIOS. DIPLOMA CONFERIDO: TECNÓLOGO DE

Leia mais

Estratégias em Propaganda e Comunicação

Estratégias em Propaganda e Comunicação Ferramentas Gráficas I Estratégias em Propaganda e Comunicação Tenho meu Briefing. E agora? Planejamento de Campanha Publicitária O QUE VOCÊ DEVE SABER NO INÍCIO O profissional responsável pelo planejamento

Leia mais

PROPOSTA PEDAGOGICA CENETEC Educação Profissional. Índice Sistemático. Capitulo I Da apresentação...02. Capitulo II

PROPOSTA PEDAGOGICA CENETEC Educação Profissional. Índice Sistemático. Capitulo I Da apresentação...02. Capitulo II Índice Sistemático Capitulo I Da apresentação...02 Capitulo II Dos objetivos da proposta pedagógica...02 Capitulo III Dos fundamentos da proposta pedagógica...02 Capitulo IV Da sinopse histórica...03 Capitulo

Leia mais

P á g i n a 3 INTRODUÇÃO

P á g i n a 3 INTRODUÇÃO P á g i n a 3 INTRODUÇÃO A Administração de Materiais compreende as decisões e o controle sobre o planejamento, programação, compra, armazenamento e distribuição dos materiais indispensáveis à produção

Leia mais

FAZER ESTES ITENS NO FINAL, QUANDO O TRABALHO ESTIVER PRONTO

FAZER ESTES ITENS NO FINAL, QUANDO O TRABALHO ESTIVER PRONTO 1. CAPA 2. SUMÁRIO 3. INTRODUÇÃO FAZER ESTES ITENS NO FINAL, QUANDO O TRABALHO ESTIVER PRONTO 4. DESCRIÇÃO DA EMPRESA E DO SERVIÇO 4.1 Descrever sua Visão, VISÃO DA EMPRESA COMO VOCÊS IMAGINAM A EMPRESA

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS: UM PLANEJAMENTO INDISPENSÁVEL

ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS: UM PLANEJAMENTO INDISPENSÁVEL ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS: UM PLANEJAMENTO INDISPENSÁVEL DUMAS, Ana Carolina¹ Guirado CALDAMONE,Camila¹ Guerino FRANCO, Nathália¹ Ribeiro; Acadêmicos do curso de Administração da Faculdade de Ciências

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA SANTA CASA BH CONHECIMENTO NA DOSE CERTA PARA O SEU SUCESSO PROFISSIONAL

ESCOLA TÉCNICA SANTA CASA BH CONHECIMENTO NA DOSE CERTA PARA O SEU SUCESSO PROFISSIONAL ESCOLA TÉCNICA SANTA CASA BH CONHECIMENTO NA DOSE CERTA PARA O SEU SUCESSO PROFISSIONAL A SANTA CASA BH TEM TODOS OS CUIDADOS PARA VOCÊ CONQUISTAR UMA CARREIRA SAUDÁVEL. Missão Humanizar a assistência

Leia mais

Uma nova visão do marketing pessoal: o marketing pessoal estratégico.

Uma nova visão do marketing pessoal: o marketing pessoal estratégico. Uma nova visão do marketing pessoal: o marketing pessoal estratégico. Posiciono o marketing pessoal num espaço de tempo e que eu denomino de as três eras do mesmo. A 1ª era, num tempo não muito distante,

Leia mais

Política de Patrocínio

Política de Patrocínio SUMÁRIO APRESENTAÇÃO...02 1. OBJETIVO INSTITUCIONAL...03 2. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS...04 3. LINHAS DE ATUAÇÃO...05 3.1 Projetos prioritários...05 3.2 Projetos que não podem ser patrocinados...05 4. ABRANGÊNCIA...06

Leia mais

Unidade IV. Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas. Prof a. Daniela Menezes

Unidade IV. Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas. Prof a. Daniela Menezes Unidade IV Gerenciamento de Produtos, Serviços e Marcas Prof a. Daniela Menezes Tipos de Mercado Os mercados podem ser divididos em mercado de consumo e mercado organizacional. Mercado de consumo: o consumidor

Leia mais

Empresa como Sistema e seus Subsistemas. Professora Cintia Caetano

Empresa como Sistema e seus Subsistemas. Professora Cintia Caetano Empresa como Sistema e seus Subsistemas Professora Cintia Caetano A empresa como um Sistema Aberto As organizações empresariais interagem com o ambiente e a sociedade de maneira completa. Uma empresa é

Leia mais

POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS. Sistema. Eletrobrás

POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS. Sistema. Eletrobrás POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS Sistema Eletrobrás Política de Logística de Suprimento do Sistema Eletrobrás POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO 4 POLÍTICA DE Logística de Suprimento

Leia mais

Modelo para elaboração do Plano de Negócios

Modelo para elaboração do Plano de Negócios Modelo para elaboração do Plano de Negócios 1- SUMÁRIO EXECUTIVO -Apesar de este tópico aparecer em primeiro lugar no Plano de Negócio, deverá ser escrito por último, pois constitui um resumo geral do

Leia mais

PLANEJAMENTO DE MARKETING

PLANEJAMENTO DE MARKETING PLANEJAMENTO DE MARKETING A análise ambiental e o planejamento beneficiam os profissionais de marketing e a empresa como um todo, ajudando os gerentes e funcionários de todos os níveis a estabelecer prioridades

Leia mais

CRM Uma ferramenta tecnológica inovadora

CRM Uma ferramenta tecnológica inovadora CRM Uma ferramenta tecnológica inovadora Nelson Malta Callegari (UTFPR) nelson.estudo@gmail.com Prof Dr. João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefet.br Prof Dr. Antonio Carlos de Francisco (UTFPR) acfrancisco@pg.cefetpr.br

Leia mais

Faculdade Pitágoras de Uberlândia. Administração

Faculdade Pitágoras de Uberlândia. Administração Faculdade Pitágoras de Uberlândia Apostila de Administração Prof. Walteno Martins Parreira Júnior www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2014 SUMÁRIO 1 O PLANO DE NEGÓCIOS...2 1.1 SUMÁRIO EXECUTIVO...5

Leia mais

Formulação da Visão e da Missão

Formulação da Visão e da Missão Formulação da Visão e da Missão Zilta Marinho zilta@globo.com Os grandes navegadores sempre sabem onde fica o norte. Sabem aonde querem ir e o que fazer para chegar a seu destino. Com as grandes empresas

Leia mais

GUIA DE ELABORAÇÃO DE PLANO DE NEGÓCIOS

GUIA DE ELABORAÇÃO DE PLANO DE NEGÓCIOS GUIA DE ELABORAÇÃO DE PLANO DE NEGÓCIOS Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. PLANO DE NEGÓCIOS:... 2 2.1 RESUMO EXECUTIVO... 3 2.2 O PRODUTO/SERVIÇO... 3 2.3 O MERCADO... 3 2.4 CAPACIDADE EMPRESARIAL... 4 2.5

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico Introdução Prof. Dr. Alexandre H. de Quadros Planejamento: processo desenvolvido para o alcance de uma situação desejada de um modo mais eficiente, eficaz e efetivo, com a melhor

Leia mais

UNIDADE 5 A estrutura de um Plano de Negócios

UNIDADE 5 A estrutura de um Plano de Negócios UNIDADE 5 A estrutura de um Plano de Negócios É evidente a importância de um bom plano de negócios para o empreendedor, mas ainda existem algumas questões a serem respondidas, por exemplo: Como desenvolver

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: São José do Rio Pardo Código: 150 Município: São José do Rio Pardo Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível

Leia mais

A Tecnologia da Informação aplicada no Desenvolvimento do Turismo na região Centro Oeste: Contextualização.

A Tecnologia da Informação aplicada no Desenvolvimento do Turismo na região Centro Oeste: Contextualização. Apresentação Condomínio de TI é a entidade de empresas ligadas a Tecnologia da Informação (TI) provendo um conjunto de todas as atividades e soluções providas por recursos de computação que visam permitir

Leia mais

Política de Logística de Suprimento

Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento 5 1. Objetivo Aumentar a eficiência e competitividade das empresas Eletrobras, através da integração

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 141, DE 24 DE JUNHO DE 2009

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 141, DE 24 DE JUNHO DE 2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 141, DE 24 DE JUNHO DE 2009 O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Leia mais

Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores!

Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores! Empreendedores Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores! Por meio de um método de aprendizagem único,

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Comunicação Social. Aline Camargo Luciane Padilha Aragon Patrícia Lima da Silva

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Comunicação Social. Aline Camargo Luciane Padilha Aragon Patrícia Lima da Silva Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Comunicação Social Aline Camargo Luciane Padilha Aragon Patrícia Lima da Silva Porto Alegre 2008 Aline Camargo Luciane Padilha Aragon

Leia mais

FACULDADE ANHANGUERA DE ITAPECERICA DA SERRA

FACULDADE ANHANGUERA DE ITAPECERICA DA SERRA FACULDADE ANHANGUERA DE ITAPECERICA DA SERRA Profº Paulo Barreto Paulo.santosi9@aedu.com www.paulobarretoi9consultoria.com.br 1 Analista da Divisão de Contratos da PRODESP Diretor de Esporte do Prodesp

Leia mais

Aula 7: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO

Aula 7: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO Aula 7: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO OBJETIVOS Definir com maior precisão o que é marketing; Demonstrar as diferenças existentes entre marketing externo, marketing interno e marketing de treinamento;

Leia mais

Função do órgão GP NEAF. Contexto da GP. Objetivos da GP. Gestão de Pessoas:

Função do órgão GP NEAF. Contexto da GP. Objetivos da GP. Gestão de Pessoas: Gestão de Pessoas: Conceitos, importância, relação com os outros sistemas de organização. Fundamentos, teorias, escolas da administração e o seu impacto na gestão de pessoas. Função do órgão de recursos

Leia mais

BENEFÍCIOS COM A SMALL

BENEFÍCIOS COM A SMALL BENEFÍCIOS COM A SMALL 2012. Small Consultoria Avenida Engenheiro Caetano Álvares, 530 Casa Verde, São Paulo S.P. Tel. 11 2869.9699 / 11 2638.5372 Todos os direitos reservados. A IDEIA Dentre os exemplos

Leia mais

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional.

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Empresa MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Nossa filosofia e oferecer ferramentas de gestão focadas na

Leia mais

Marketing Estratégico no Agronegócio Brasileiro

Marketing Estratégico no Agronegócio Brasileiro Marketing Estratégico no Agronegócio Brasileiro Prof. Adriano Alves Fernandes DCAB - Departamento de Ciências Agrárias e Biológicas CEUNES - Universidade Federal do Espírito Santo 1- Introdução Uma grande

Leia mais

Estratégia Empresarial. Prof. Felipe Kovags

Estratégia Empresarial. Prof. Felipe Kovags Estratégia Empresarial Prof. Felipe Kovags Conteúdo programático Planejamento: definição, origem, espírito, princípios e tipos empresariais Planejamento estratégico por negócio Formulação de estratégia:

Leia mais

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida Apresentação Institucional Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida A empresa que evolui para o seu crescimento A VCN Virtual Communication Network, é uma integradora de Soluções Convergentes

Leia mais

Cliente Empreendedorismo Metodologia e Gestão Lucro Respeito Ética Responsabilidade com a Comunidade e Meio Ambiente

Cliente Empreendedorismo Metodologia e Gestão Lucro Respeito Ética Responsabilidade com a Comunidade e Meio Ambiente Código de Ética OBJETIVO Este código de ética serve de guia para atuação dos empregados e contratados da AQCES e explicita a postura que deve ser adotada por todos em relação aos diversos públicos com

Leia mais

Relatos de Experiência Paraisópolis: relato do processo de transformação da Biblioteca Comunitária em rede do conhecimento

Relatos de Experiência Paraisópolis: relato do processo de transformação da Biblioteca Comunitária em rede do conhecimento S. M. R. Alberto 38 Relatos de Experiência Paraisópolis: relato do processo de transformação da Biblioteca Comunitária em rede do conhecimento Solange Maria Rodrigues Alberto Pedagoga Responsável pelo

Leia mais

Alta Performance Empresarial. A solução que faltava para sua empresa.

Alta Performance Empresarial. A solução que faltava para sua empresa. Alta Performance Empresarial A solução que faltava para sua empresa. Webinar: Performance Empresarial PALESTRANTE GUSTAVO RUEDA Diretor Regional da Net Profit Unidade Luhal Advanced Coaching Master CAC

Leia mais

estão de Pessoas e Inovação

estão de Pessoas e Inovação estão de Pessoas e Inovação Luiz Ildebrando Pierry Secretário Executivo Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Prosperidade e Qualidade de vida são nossos principais objetivos Qualidade de Vida (dicas)

Leia mais

ATENDIMENTO AO CLIENTE - 15H (R$ 90,00)

ATENDIMENTO AO CLIENTE - 15H (R$ 90,00) 3 ABRIL ATENDIMENTO AO CLIENTE - 15H (R$ 90,00) DATA: 06 a 10/04/2015 HORÁRIO: 19h às 22h CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: Bem tratado ou bem atendido? Momentos da verdade das empresas O perfil do profissional de

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014

Plano de Trabalho Docente 2014 Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC Profª Nair Luccas Ribeiro Código: 156 Município: Teodoro Sampaio Eixo Tecnológico: Gestão e Negócio Habilitação Profissional: Técnico em Administração

Leia mais

Item 2- Marketing. Atendimento

Item 2- Marketing. Atendimento Item 2- Marketing Atendimento Item 2- Marketing Atendimento Processo usado para determinar quais produtos ou serviços poderão interessar aos consumidores e qual a melhor estratégia a ser utilizada nas

Leia mais

Programa de Capacitação em Gestão da Responsabilidade Social Empresarial e Desenvolvimento PETROBRÁS

Programa de Capacitação em Gestão da Responsabilidade Social Empresarial e Desenvolvimento PETROBRÁS Programa de Capacitação em Gestão da Responsabilidade Social Empresarial e Desenvolvimento PETROBRÁS OFICINA 2 Professora: Izabel Portela izabel@institutoiris.org.br Novembro - 2007 1 M A R K E T I N G

Leia mais

POLÍTICA CORPORATIVA Código PC.00.001. PRESIDÊNCIA Revisão 00

POLÍTICA CORPORATIVA Código PC.00.001. PRESIDÊNCIA Revisão 00 Páginas 1/8 1. OBJETIVO O Código de Ética é um conjunto de diretrizes e regras de atuação, que define como os empregados e contratados da AQCES devem agir em diferentes situações no que diz respeito à

Leia mais

Comunicação Empresarial MANUAL DO CURSO

Comunicação Empresarial MANUAL DO CURSO Comunicação Empresarial MANUAL DO CURSO ESPM Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo - SP Informações Central de Relacionamento: (11) 5081-8200 (opção 1) Segunda a sexta 9h às 20h45 Sábado 9h às

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS O plano de negócios deverá conter: 1. Resumo Executivo 2. O Produto/Serviço 3. O Mercado 4. Capacidade Empresarial 5. Estratégia de Negócio 6. Plano de marketing

Leia mais

Fluxo Ampliado de Marketing

Fluxo Ampliado de Marketing Fluxo Ampliado de Marketing No estudo deste fluxo ampliado de marketing, chega-se a conclusão da importância de um composto mercadológico mais intenso e realmente voltado ao atendimento das necessidades

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Pequenas e Médias Empresas no Canadá Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios De acordo com a nomenclatura usada pelo Ministério da Indústria do Canadá, o porte

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária Área de Comunicação Tecnologia em Produção Publicitária Curta Duração Tecnologia em Produção Publicitária CARREIRA EM PRODUÇÃO PUBLICITÁRIA Nos últimos anos, a globalização da economia e a estabilização

Leia mais

Programa de Comunicação Interna e Externa

Programa de Comunicação Interna e Externa Programa de Comunicação Interna e Externa Aprovado na Reunião do CONASU em 21/01/2015. O Programa de Comunicação Interna e Externa das Faculdades Integradas Ipitanga FACIIP pretende orientar a execução

Leia mais

ESCOLAS E FACULDADES QI MBA DE GESTÃO DE PESSOAS E NOGÓCIOS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E OS SISTEMAS DE GESTÃO DE PESSOAS TIANE RIBEIRO BERNY

ESCOLAS E FACULDADES QI MBA DE GESTÃO DE PESSOAS E NOGÓCIOS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E OS SISTEMAS DE GESTÃO DE PESSOAS TIANE RIBEIRO BERNY ESCOLAS E FACULDADES QI MBA DE GESTÃO DE PESSOAS E NOGÓCIOS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E OS SISTEMAS DE GESTÃO DE PESSOAS TIANE RIBEIRO BERNY O COACH NO MUNDO CORPORATIVO GRAVATAÍ 2011 TIANE RIBEIRO BENRY

Leia mais

PLANEJAMENTO OPERACIONAL - MARKETING E PRODUÇÃO MÓDULO 5 CONCEITOS DO PLANEJAMENTO OPERACIONAL

PLANEJAMENTO OPERACIONAL - MARKETING E PRODUÇÃO MÓDULO 5 CONCEITOS DO PLANEJAMENTO OPERACIONAL PLANEJAMENTO OPERACIONAL - MARKETING E PRODUÇÃO MÓDULO 5 CONCEITOS DO PLANEJAMENTO OPERACIONAL Índice 1. Conceitos do planejamento...3 1.1. Planejamento... 5 1.2. Conceituação de planejamento... 5 1.3.

Leia mais

Endomarketing: um estudo de caso em uma agência de uma instituição financeira de Bambuí- MG

Endomarketing: um estudo de caso em uma agência de uma instituição financeira de Bambuí- MG Endomarketing: um estudo de caso em uma agência de uma instituição financeira de Bambuí- MG Bruna Jheynice Silva Rodrigues 1 ; Lauriene Teixeira Santos 2 ; Augusto Chaves Martins 3 ; Afonso Régis Sabino

Leia mais

A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente.

A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente. .a agência A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente. Nosso compromisso é auxiliar empresas e organizações

Leia mais

Marketing e Comunicação Cláudio Pessanha

Marketing e Comunicação Cláudio Pessanha Marketing e Comunicação Cláudio Pessanha Vamos Discutir... Um produto fala? Mesmo sendo esse produto um chinelo? Leiam o texto abaixo e falem comigo. Um produto tem o poder de falar por si só? E de que

Leia mais

Introdução ao Marketing. História do Conceito

Introdução ao Marketing. História do Conceito História do Conceito O termo marketing, de acordo com Cobra (1988, p. 34) é uma expressão anglo-saxônica derivada da palavra mercari, do latim, que significa comércio, ou ato de mercar, comercializar ou

Leia mais

Plano de Marketing. Introdução (breve) ao Marketing Análise de Mercado Estratégias de Marketing

Plano de Marketing. Introdução (breve) ao Marketing Análise de Mercado Estratégias de Marketing Plano de Marketing Introdução (breve) ao Marketing Análise de Mercado Estratégias de Marketing 1 Plano de Marketing É o resultado de um processo de planejamento. Define o quevai ser vendido, por quanto,

Leia mais

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Planejamento Prof.º Fábio Diniz

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Planejamento Prof.º Fábio Diniz FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Planejamento Prof.º Fábio Diniz COMPETÊNCIAS A SEREM DESENVOLVIDAS CONHECER A ELABORAÇÃO, CARACTERÍSTICAS E FUNCIONALIDADES UM PLANO DE NEGÓCIOS.

Leia mais

ISO Revisions. ISO Revisions. Revisões ISO. Qual é a diferença entre uma abordagem de procedimentos e de processo? Abordando a mudança

ISO Revisions. ISO Revisions. Revisões ISO. Qual é a diferença entre uma abordagem de procedimentos e de processo? Abordando a mudança Revisões ISO ISO Revisions Qual é a diferença entre uma abordagem de procedimentos e de processo? Abordando a mudança Processos vs procedimentos: o que isto significa? O conceito da gestão de processo

Leia mais

ANEXO AO MODELO DO PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2015.1

ANEXO AO MODELO DO PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2015.1 ANEXO AO MODELO DO PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2015.1 ARQUITETURA E URBANISMO Graduar arquitetos e urbanistas com uma sólida formação humana, técnico-científica e profissional,

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA APLICADO AOS ATORES DIRETOS

CÓDIGO DE ÉTICA APLICADO AOS ATORES DIRETOS Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação e Comunicação da Região Central do Centro do Rio Grande do Sul CÓDIGO DE ÉTICA APLICADO AOS ATORES DIRETOS Outubro de 2013 MISSÃO Fortalecer, qualificar,

Leia mais

A importância do marketing de relacionamento na gestão de bibliotecas universitárias

A importância do marketing de relacionamento na gestão de bibliotecas universitárias Autorização concedida ao Repositório da Universidade de Brasília (RIUnB) pelo organizador do evento, em 31 de janeiro de 2014, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 3.0, que

Leia mais

Criação Publicitária: Colocando a Mão na Massa (Encefálica)

Criação Publicitária: Colocando a Mão na Massa (Encefálica) 12 de maio 09 às 13 horas CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DOS CURSOS DESTE PERÍODO A Logística dos Granéis Líquidos e Gasosos Área: Portos & Logística Definição de granéis, equipamentos para manuseio de Granéis

Leia mais

Marketing: an essential tool for the information professional

Marketing: an essential tool for the information professional MARKETING: E O PROFISSIONAL DA INFORMAÇÃO 83 COMUNICAÇÃO Marketing: uma ferramenta fundamental para o profissional da informação Marketing: an essential tool for the information professional Cibele Roberta

Leia mais

PLANO DE AÇÃO . TREINAMENTOS . PROGRAMAS . PALESTRAS PARANAÍBA MS

PLANO DE AÇÃO . TREINAMENTOS . PROGRAMAS . PALESTRAS PARANAÍBA MS PLANO DE AÇÃO. TREINAMENTOS. PROGRAMAS. PALESTRAS PARANAÍBA MS 2015 TREINAMENTO - Ciclo de Palestras - Auxiliar o empresário, ou potencial empreendedor, desde a tomada de decisão de abrir um novo negócio

Leia mais

RUA TERCEIRA DO PARQUE, 08, 1 ANDAR, SALA 02, GLEBA B. CAMAÇARI-BA. FONE: + 55 (71) 8846-0196 (Aparecida). E-MAIL: consultoria.marca@gmail.

RUA TERCEIRA DO PARQUE, 08, 1 ANDAR, SALA 02, GLEBA B. CAMAÇARI-BA. FONE: + 55 (71) 8846-0196 (Aparecida). E-MAIL: consultoria.marca@gmail. PORTFÓLIO MARCA CONSULTORIA & TREINAMENTOS RUA TERCEIRA DO PARQUE, 08, 1 ANDAR, SALA 02, GLEBA B. CAMAÇARI-BA. FONE: + 55 (71) 8846-0196 (Aparecida). E-MAIL: consultoria.marca@gmail.com SUMÁRIO 1 QUEM

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO MARKETING E COMUNICAÇÃO DE MODA

PÓS-GRADUAÇÃO MARKETING E COMUNICAÇÃO DE MODA PÓS-GRADUAÇÃO MARKETING E COMUNICAÇÃO DE MODA Coordenadora: Gláucia Centeno 13/04/2015 > 09/2016 400 horas Idioma: Português Aulas: Segundas e quartas das 19h30 às 22h30 PÚBLICO-ALVO Profissionais com

Leia mais

Resumo Executivo. Modelo de Planejamento. Resumo Executivo. Resumo Executivo. O Produto ou Serviço. O Produto ou Serviço 28/04/2011

Resumo Executivo. Modelo de Planejamento. Resumo Executivo. Resumo Executivo. O Produto ou Serviço. O Produto ou Serviço 28/04/2011 Resumo Executivo Modelo de Planejamento O Resumo Executivo é comumente apontada como a principal seção do planejamento, pois através dele é que se perceberá o conteúdo a seguir o que interessa ou não e,

Leia mais

AULA 20. Atendimento

AULA 20. Atendimento AULA 20 Atendimento Marketing em Serviços Marketing em serviços pode ser definido com o conjunto de atividades que objetivam a análise, o planejamento, a implementação e o controle de programas destinados

Leia mais

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Outubro 2009 Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Sustentabilidade Articulação Ampliação dos limites Sistematização Elementos do Novo Modelo Incubação

Leia mais

Inovação no acervo e acesso de informações: o sistema de repositório institucional nos Tribunais de Contas do Brasil

Inovação no acervo e acesso de informações: o sistema de repositório institucional nos Tribunais de Contas do Brasil Powered by TCPDF (www.tcpdf.org) Inovação no acervo e acesso de informações: o sistema de repositório institucional nos Tribunais de Contas do Brasil Sílvia Maria Berté Volpato (TCE/SC) - silviaberte@hotmail.com

Leia mais

INTEGRAÇÃO COMUNITÁRIA ATRAVÉS DA EDUCAÇÃO COOPERATIVA: Os programas de ensino e pesquisa da UNESP/FFC

INTEGRAÇÃO COMUNITÁRIA ATRAVÉS DA EDUCAÇÃO COOPERATIVA: Os programas de ensino e pesquisa da UNESP/FFC INTEGRAÇÃO COMUNITÁRIA ATRAVÉS DA EDUCAÇÃO COOPERATIVA: Os programas de ensino e pesquisa da UNESP/FFC Rosangela Formentini Caldas i Larissa de Souza Machado ii UNESP - Universidade Estadual Paulista rcaldas@marilia.unesp.br

Leia mais

ELEMENTOS DO PLANO DE NEGÓCIOS

ELEMENTOS DO PLANO DE NEGÓCIOS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ - CAMPUS DE PARNAÍBA CURSO: Técnico em Informática DISCIPLINA: Empreendedorismo PROFESSORA: CAROLINE PINTO GUEDES FERREIRA ELEMENTOS DO PLANO

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR PROJETO INTEGRADOR 1. INTRODUÇÃO Conforme as diretrizes do Projeto Pedagógico dos Cursos Superiores de Tecnologia da Faculdade Unida de Suzano

Leia mais

Título do Case: Departamento Comercial com foco nas expectativas do cliente Categoria: Projeto Interno

Título do Case: Departamento Comercial com foco nas expectativas do cliente Categoria: Projeto Interno Título do Case: Departamento Comercial com foco nas expectativas do cliente Categoria: Projeto Interno Resumo O presente case mostra como ocorreu o processo de implantação do Departamento Comercial em

Leia mais

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Gestão do ciclo completo de relacionamento com o aluno SRM da Universidade Feevale 1.1 Histórico da Prática Eficaz Por meio do Departamento

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS - UNISINOS CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO CURSO DE RELAÇÕES PÚBLICAS. Daniela Valdez Rodrigues

UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS - UNISINOS CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO CURSO DE RELAÇÕES PÚBLICAS. Daniela Valdez Rodrigues UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS - UNISINOS CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO CURSO DE RELAÇÕES PÚBLICAS Daniela Valdez Rodrigues A RELAÇÃO DO MARKETING DE RELACIONAMENTO COM RELAÇÕES PÚBLICAS São Leopoldo

Leia mais

ANEXO B CONTEXTUALIZAÇÃO DA PROMOÇÃO DA SAÚDE EM MODELO DE GESTÃO ORGANIZACIONAL DE ALTO DESEMPENHO

ANEXO B CONTEXTUALIZAÇÃO DA PROMOÇÃO DA SAÚDE EM MODELO DE GESTÃO ORGANIZACIONAL DE ALTO DESEMPENHO ANEXO B CONTEXTUALIZAÇÃO DA PROMOÇÃO DA SAÚDE EM MODELO DE GESTÃO ORGANIZACIONAL DE ALTO DESEMPENHO Autoria: Elaine Emar Ribeiro César Fonte: Critérios Compromisso com a Excelência e Rumo à Excelência

Leia mais

Reunião do Comitê de Marketing 13 e 14 de janeiro de 2011

Reunião do Comitê de Marketing 13 e 14 de janeiro de 2011 ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Reunião do Comitê de Marketing 13 e 14 de janeiro de 2011 Memória Presentes: membros do

Leia mais

Especialização em Gestão de Negócios

Especialização em Gestão de Negócios Especialização em Gestão de Negócios e Projetos Rio de Janeiro Presença nacional, reconhecimento mundial. Conheça a Fundação Dom Cabral Uma das melhores escolas de negócios do mundo, pelo ranking de educação

Leia mais

FACULDADE DA REGIÃO DOS LAGOS INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS ECONÔMICAS

FACULDADE DA REGIÃO DOS LAGOS INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS ECONÔMICAS 1. Princípios Teórico-Filosóficos A Faculdade da Região dos Lagos vem se destacando como uma das principais instituições na formação de administradores, empresários e gerentes em nossa região. Além disso,

Leia mais

BOLSA DO EMPREENDEDORISMO 2015. Sara Medina saramedina@spi.pt. IDI (Inovação, Investigação e Desenvolvimento) - Algumas reflexões

BOLSA DO EMPREENDEDORISMO 2015. Sara Medina saramedina@spi.pt. IDI (Inovação, Investigação e Desenvolvimento) - Algumas reflexões BOLSA DO EMPREENDEDORISMO 2015 INSERIR IMAGEM ESPECÍFICA 1 I. Sociedade Portuguesa de Inovação (SPI) Missão: Apoiar os nossos clientes na gestão de projetos que fomentem a inovação e promovam oportunidades

Leia mais

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 Critérios Descrições Pesos 1. Perfil da Organização Breve apresentação da empresa, seus principais produtos e atividades, sua estrutura operacional

Leia mais

FACULDADE ANHANGUERA DE ITAPECERICA DA SERRA

FACULDADE ANHANGUERA DE ITAPECERICA DA SERRA FACULDADE ANHANGUERA DE ITAPECERICA DA SERRA Profº Paulo Barreto Paulo.santosi9@aedu.com www.paulobarretoi9consultoria.com.br 1 DO MARKETING À COMUNICAÇÃO Conceitualmente, Marketing é definido por Kotler

Leia mais

VENHA FAZER PARTE DA NOSSA EQUIPE DE VENCEDORES! PROPOSTA DISTRIBUIDOR LA POZZI

VENHA FAZER PARTE DA NOSSA EQUIPE DE VENCEDORES! PROPOSTA DISTRIBUIDOR LA POZZI VENHA FAZER PARTE DA NOSSA EQUIPE DE VENCEDORES! PROPOSTA DISTRIBUIDOR LA POZZI INTRODUÇÃO A LaPozzi Professional Cosméticos fornece ao mercado de cosméticos capilar profissional, produtos inovadores,

Leia mais

FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃODE RECURSOS HUMANOS DA ANTT

FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃODE RECURSOS HUMANOS DA ANTT FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃODE RECURSOS HUMANOS DA ANTT Quadro de Servidores SITUAÇÃO 2008 2009 Abril 2010 CARGOS EFETIVOS (*) 429 752 860 Analista Administrativo 16 40 41 Especialista em Regulação 98 156 169

Leia mais

EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ

EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ O presente edital regulamenta o processo de recrutamento, seleção e ingresso de projetos empresariais na Incubadora

Leia mais

Capítulo 1 Abordagem da localização da Gestão de Pessoas na estrutura organizacional da empresa

Capítulo 1 Abordagem da localização da Gestão de Pessoas na estrutura organizacional da empresa Capítulo 1 Abordagem da localização da Gestão de Pessoas na estrutura organizacional da empresa - Abordagem da localização da Gestão de Pessoas na estrutura organizacional da empresa A teoria clássica

Leia mais

IMPORTANTES ÁREAS PARA SUCESSO DE UMA EMPRESA

IMPORTANTES ÁREAS PARA SUCESSO DE UMA EMPRESA IMPORTANTES ÁREAS PARA SUCESSO DE UMA EMPRESA SILVA, Paulo Henrique Rodrigues da Discente da Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerencias E-mail: ph.rs@hotmail.com SILVA, Thiago Ferreira da Docente da Faculdade

Leia mais