Quantização da carga. todos os objectos directamente observados na natureza possuem cargas que são múltiplos inteiros da carga do eletrão

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Quantização da carga. todos os objectos directamente observados na natureza possuem cargas que são múltiplos inteiros da carga do eletrão"

Transcrição

1 Eletricidade

2 Quantização da carga todos os objectos directamente observados na natureza possuem cargas que são múltiplos inteiros da carga do eletrão a unidade de carga C, é o coulomb

3 A Lei de Coulomb A primeira constatação de que a interacção entre cargas eléctricas obedece à lei de força Sendo: r - distância entre as cargas F - o módulo da força Esta constatação foi feita por Priestley em Priestley observou que um recipiente metálico carregado, não possui cargas na superfície interna, não exercendo forças sobre uma carga colocada dentro dele.

4 A Lei de Coulomb Medidas diretas da lei foram realizadas em 1785 por Coulomb, utilizando uma balança de torção. sendo

5 A Lei de Coulomb O resultado obtido por Coulomb pode ser expresso como q 1 e q 2 grandeza escalar que são ao valor o sinal das respectivas cargas r 12 - vector ^ unitário da carga 1 para a carga 2

6 O Campo eléctrico Consideremos a equação aplicada à força sentida por uma carga q 0, devida à N cargas q 1 q 2 q n onde é a distância desde a carga até o ponto do espaço onde se encontra a carga e é o vector unitário apontando na direcção da linha que une as cargas e, no sentido de para

7 O Campo eléctrico A mesma equação pode ser escrita formalmente como: sendo: A grandeza é denominada campo eléctrico

8 O campo elétrico Para que se possa observar, ou seja, medir, o campo eléctrico, é necessário posicionar uma carga num determinado ponto do espaço, medir a força sentida por esta carga e calcular a razão supondo uma situação idealizada, onde a carga campo produzido pelas outras cargas não altera o

9 O campo eléctrico a interação entre duas cargas ocorre em duas etapas: Primeiro a carga cria o campo, em seguida, a carga interage com o campo Este processo é de fundamental importância em problemas dependentes do tempo, tendo em vista que os sinais eletromagnéticos se propagam-se, no vácuo, com a velocidade da luz

10 Linhas de campo a visualização qualitativa do campo eléctrico pode ser feita usando as chamadas linhas de campo.

11 Linhas de campo As linhas são tangentes, em cada ponto, à direcção do campo eléctrico neste ponto. A intensidade do campo é proporcional ao número de linhas por unidade de área de uma superfície perpendicular às linhas.

12 Linhas de campo Linhas de campo de uma carga puntiforme positiva e de uma carga punctiforme negativa.

13 Linhas de campo Linhas do campo de um dipolo

14 Linhas de campo

15 Fluxo do campo eléctrico Campo uniforme área A atravessando uma superfície ortogonal de Campo uniforme atravessando uma superfície, cuja normal forma um ângulo com a direcção do campo

16 Lei de Gauss Q EdS=. SF ε o O fluxo do campo elétrico através de uma superfície fechada é igual à carga total no interior dessa superfície dividida por ε 0 - Lei equivalente à lei de Coulomb. - Formulação inversa através do conhecimento do campo podemos conhecer a carga total. -Permite-nos calcular o campo em problemas com distribuições simétricas de carga. ε = C 2 N 1 m 2

17 [Q] = coulomb

18 Campo Eléctrico O campo eléctrico é uma grandeza física. Rodeia qualquer carga e estende-se até o infinito. E=k Q r 2 F=qE E=V /d

19 Os átomos de um material vão interferir no movimento dos electrões e, portanto, também participarão das propriedades eléctricas do material.

20 Cargas elétricas (livres) podem movimentar-se sob a ação de campos elétricos e magnéticos, e em diversos ambientes. No caso de eletrões movendo-se em resistências, em regime estacionário, sob a acção de um campo eléctrico Deslocação Campo eléctrico

21 Intensidade da corrente elétrica Define-se intensidade de corrente elétrica como a quantidade de cargas que atravessa a secção recta de um condutor, por unidade de tempo. Isto é, i= q t A corrente eléctrica por unidade de área transversal define o módulo do vector densidade de corrente J. J= i A

22 Carga Elétrica A carga elétrica é uma propriedade fundamental da matéria. As cargas eléctricas do protão, do eletrão e do neutrão são, respetivamente Qp = e = 1.6*10-19 C Qe = -e = -1.6*10-19 C Qn = 0 C as massas em repouso são m p m n = 1.672*10-24 g m e = 9.11*10-28 e os raios, assumindo-as esféricas, são r p r n r e = 2.81*10-15 m

23 Força Elétrica A Lei de Coulomb estabelece que duas cargas elétricas pontuais se atraem ou repelem com uma força cuja intensidade é:

24 Campo Eléctrico O campo eléctrico é uma medida da acção que uma carga exerce sobre as cargas eléctricas localizadas no seu raio de acção. E campo eléctrico [ N/C ] q carga [ C ]

25 Densidade de corrente e velocidade de deslocação Supondo existirem n electrões por unidade de volume; esta será a densidade de portadores do material. A densidade de cargas no condutor será n e, e a carga total no segmento de condutor será Dq = n e AL Um electrão percorrerá este segmento no intervalo de tempo Dt = L/V d onde V d é a velocidade de deslocamento. Da definição de corrente, obtém-se i = Dq/Dt = n e AV d Da definição de densidade de corrente, obtém-se J = n e V d A corrente é o fluxo da densidade de corrente!

26 Corrente elétrica Chama-se corrente eléctrica à carga eléctrica em movimento Para que a carga eléctrica se desloque entre dois pontos de um condutor é necessário que exista entre esses dois pontos uma diferença de potencial. Os dispositivos que provocam essa deslocação são chamados geradores.

27 Efeitos da corrente eléctrica Efeito térmico - efeito de Joule Produção de campo magnético Efeito químico Efeitos fisiológicos

28 Geradores Eletrolíticos Mecânicos Termoelétricos

29 Função do gerador Para que haja corrente eléctrica num condutor, é necessário que os iões ou eletrões fiquem sujeitos a forças. Estas forças decorrem da existência de um campo elétrico. Os corpos ao serem formados de um número muito grande de partículas eletrizadas, a distribuição dessas partículas nos átomos faz com que o campo resultante seja nulo no condutor. Para que surja um campo no interior de um condutor, precisamos de um dispositivo gerador. Os iões positivos ficam sujeitos à força de mesmo sentido que o campo; os iões negativos ficam sujeitos à força que tem sentido oposto ao do campo. Assim, pode haver movimento de iões positivos num sentido e de iões negativos em sentido oposto.

30 Tipos de condução Condução eletrónica ou condução metálica condutores de 1ª classe - deslocamento de iões é desprezável em relação ao dos eletrões Condução eletrolítica - condutores de 2ª classe. Condução gasosa - condutores de 3ª classe.

31 Diferença de potencial Se em cada ponto A do condutor há um campo, também há um potencial V hipótese simplificadora: admitimos que todos os pontos de uma mesma secção transversal do condutor tenham o mesmo potencial

32 Diferença de potencial Admitamos que na secção S 1 todos os pontos tenham o mesmo potencial que o ponto B A diferença de potencial entre duas secções transversais S 1 e S 2 é igual à diferença de potencial entre um ponto qualquer B de S 1 e um ponto qualquer C de S 2

33 Diferença de potencial É indiferente referir diferença de potencial entre dois pontos do condutor ou entre duas secções transversais do condutor O trabalho realizado no deslocamento de uma carga q do potencial V A para o potencial V B

34 Intensidade de corrente elétrica Seja S uma secção transversal de um condutor e a carga elétrica que passa por essa secção durante o um intervalo de tempo

35 Intensidade de corrente eléctrica Se a intensidade média é constante para qualquer valor do intervalo de tempo Dt a carga Dq que passa por uma secção transversal do condutor é diretamente proporcional ao tempo (de passagem)

36 Intensidade de corrente eléctrica Neste caso chamamos simplesmente intensidade de corrente, em vez de intensidade média da corrente. Sendo t o tempo necessário à passagem da carga q, e i a intensidade de corrente, temos Ou seja, a intensidade de corrente eléctrica, constante numa secção transversal do condutor, é numericamente igual à carga eléctrica que passa pela secção durante a unidade de tempo.

37

Interacções fundamentais

Interacções fundamentais Eletricidade Interacções fundamentais As interacções entre os constituintes mais elementares da matéria, conhecidos até ao presente, podem ser classificadas em 4 tipos (em ordem crescente da intensidade

Leia mais

Força Elétrica. A Lei de Coulomb estabelece que duas cargas elétricas pontuais se atraem ou repelem com uma força cuja intensidade é:

Força Elétrica. A Lei de Coulomb estabelece que duas cargas elétricas pontuais se atraem ou repelem com uma força cuja intensidade é: Eletricidade Força Elétrica A Lei de Coulomb estabelece que duas cargas elétricas pontuais se atraem ou repelem com uma força cuja intensidade é: Campo Eléctrico O campo eléctrico é uma medida da ação

Leia mais

aplicada à força sentida por uma carga q 0, devida à N cargas q 1 q 2 q n

aplicada à força sentida por uma carga q 0, devida à N cargas q 1 q 2 q n Eletricidade O Campo eléctrico Consideremos a equação aplicada à força sentida por uma carga q 0, devida à N cargas q 1 q 2 q n onde é a distância desde a carga até o ponto do espaço onde se encontra a

Leia mais

Microfone e altifalante. Conversão de um sinal sonoro num sinal elétrico. sinal elétrico num sinal sonoro.

Microfone e altifalante. Conversão de um sinal sonoro num sinal elétrico. sinal elétrico num sinal sonoro. Microfone e altifalante Conversão de um sinal sonoro num sinal elétrico. Conversão de um sinal elétrico num sinal sonoro. 1 O funcionamento dos microfones e dos altifalantes baseia-se na: - acústica; -

Leia mais

Segunda aula de Fundamentos de Eletromagnetismo

Segunda aula de Fundamentos de Eletromagnetismo Segunda aula de Fundamentos de Eletromagnetismo Prof. Vicente Barros 1- Revisão de vetores. 2- Revisão sobre carga elétrica. 3- Revisão condutores e isolantes 4- Revisão sobre Lei de Coulomb. Revisão de

Leia mais

O campo eléctrico é definido em termos de uma. Por convenção esta partícula tem carga positiva

O campo eléctrico é definido em termos de uma. Por convenção esta partícula tem carga positiva FÍSICA 12º ANO CAMPO - 2014 CAMPO CARGA DE PROVA O campo eléctrico é definido em termos de uma carga chamada de carga de prova q carga, chamada de carga de prova, q o Por convenção esta partícula tem carga

Leia mais

FICHA DE TRABALHO DE FÍSICA E QUÍMICA A DEZEMBRO 2010

FICHA DE TRABALHO DE FÍSICA E QUÍMICA A DEZEMBRO 2010 FICHA DE TRABALHO DE FÍSICA E QUÍMICA A DEZEMBRO 2010 APSA Nº11 11º Ano de Escolaridade 1- Classifique como verdadeiras ou falsas cada uma das seguintes afirmações, corrigindo estas últimas sem recorrer

Leia mais

O ALTIFALANTE. No altifalante a corrente elétrica é transformada em vibrações mecânicas do ar, reconstituindo o som inicial.

O ALTIFALANTE. No altifalante a corrente elétrica é transformada em vibrações mecânicas do ar, reconstituindo o som inicial. Um microfone transforma as perturbações produzidas no ar pela voz e pela música em impulsos elétricos. O ALTIFALANTE No altifalante a corrente elétrica é transformada em vibrações mecânicas do ar, reconstituindo

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL JOÃO XXIII A Escola que a gente quer é a Escola que a gente faz!

ESCOLA ESTADUAL JOÃO XXIII A Escola que a gente quer é a Escola que a gente faz! ESCOLA ESTADUAL JOÃO XXIII A Escola que a gente quer é a Escola que a gente faz! NATUREZA DA ATIVIDADE: EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO - ELETROSTÁTICA DISCIPLINA: FÍSICA ASSUNTO: CAMPO ELÉTRICO, POTENCIAL ELÉTRICO,

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS CRITÉRIOS DE CORREÇÃO 4.º Teste Sumativo de Física 15. março. 2016

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS CRITÉRIOS DE CORREÇÃO 4.º Teste Sumativo de Física 15. março. 2016 ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS CRITÉRIOS DE CORREÇÃO 4.º Teste Sumativo de Física 15. março. 2016 12.º Ano Turma A e B Maria do Anjo Albuquerque Duração da prova: 90 minutos. Este teste é constituído

Leia mais

Lei de Gauss. O produto escalar entre dois vetores a e b, escrito como a. b, é definido como

Lei de Gauss. O produto escalar entre dois vetores a e b, escrito como a. b, é definido como Lei de Gauss REVISÃO DE PRODUTO ESCALAR Antes de iniciarmos o estudo do nosso próximo assunto (lei de Gauss), consideramos importante uma revisão sobre o produto escalar entre dois vetores. O produto escalar

Leia mais

Electricidade e magnetismo

Electricidade e magnetismo Electricidade e magnetismo Campo e potencial eléctrico 1ª Parte Prof. Luís Perna 2010/11 Carga eléctrica Carga eléctrica é a propriedade física dos corpos caracterizada pelas atracções e repulsões. É uma

Leia mais

superfície que envolve a distribuição de cargas superfície gaussiana

superfície que envolve a distribuição de cargas superfície gaussiana Para a determinação do campo elétrico produzido por um corpo, é possível considerar um elemento de carga dq e assim calcular o campo infinitesimal de gerado. A partir desse princípio, o campo total em

Leia mais

Forças de ação à distância têm atreladas a si um campo, que pode ser interpretado como uma região na qual essa força atua.

Forças de ação à distância têm atreladas a si um campo, que pode ser interpretado como uma região na qual essa força atua. Forças de ação à distância têm atreladas a si um campo, que pode ser interpretado como uma região na qual essa força atua. Por exemplo, a força gravitacional está relacionada a um campo gravitacional,

Leia mais

F = 1/4πɛ 0 q 1.q 2 /r 2. F = G m 1.m 2 /r 2 ENERGIA POTENCIAL 04/05/2015. Bacharelado em Engenharia Civil. Física III

F = 1/4πɛ 0 q 1.q 2 /r 2. F = G m 1.m 2 /r 2 ENERGIA POTENCIAL 04/05/2015. Bacharelado em Engenharia Civil. Física III ENERGIA POTENCIAL Bacharelado em Engenharia Civil Física III Prof a.: D rd. Mariana de Faria Gardingo Diniz A energia potencial é a energia que está relacionada a um corpo em função da posição que ele

Leia mais

Lei de Coulomb. Interação entre Duas Cargas Elétricas Puntiformes

Lei de Coulomb. Interação entre Duas Cargas Elétricas Puntiformes Lei de Coulomb Interação entre Duas Cargas Elétricas Puntiformes A intensidade F da força de interação eletrostática entre duas cargas elétricas puntiformes q 1 e q 2, é diretamente proporcional ao produto

Leia mais

Prof. Fábio de Oliveira Borges

Prof. Fábio de Oliveira Borges O campo elétrico Prof. Fábio de Oliveira Borges Curso de Física II Instituto de Física, Universidade Federal Fluminense Niterói, Rio de Janeiro, Brasil https://cursos.if.uff.br/!fisica2-0117/doku.php Campo

Leia mais

Duração do exame: 2:30h Leia o enunciado com atenção. Justifique todas as respostas. Identifique e numere todas as folhas da prova.

Duração do exame: 2:30h Leia o enunciado com atenção. Justifique todas as respostas. Identifique e numere todas as folhas da prova. Duração do exame: :3h Leia o enunciado com atenção. Justifique todas as respostas. Identifique e numere todas as folhas da prova. Problema Licenciatura em Engenharia e Arquitetura Naval Mestrado Integrado

Leia mais

Curso Técnico em Mecânica ELETRICIDADE

Curso Técnico em Mecânica ELETRICIDADE Curso Técnico em Mecânica - 2016 ELETRICIDADE Aula 03 Tensão e corrente Prof. Dra. Giovana Tripoloni Tangerino https://giovanatangerino.wordpress.com giovanatangerino@ifsp.edu.br giovanatt@gmail.com Relembrando

Leia mais

Prof. Fábio de Oliveira Borges

Prof. Fábio de Oliveira Borges O campo elétrico Prof. Fábio de Oliveira Borges Curso de Física II Instituto de Física, Universidade Federal Fluminense Niterói, Rio de Janeiro, Brasil http://cursos.if.uff.br/fisica2-2015/ Campo elétrico

Leia mais

REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE IV

REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE IV E HABILIDADES REVISÃO 1 REVISÃO 2 REVISÃO 3 REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE IV 2 Vídeo - Primeira Lei de Newton - Lei da Inércia 3 As três leis de Newton do movimento Sir Isaac Newton desenvolveu as três

Leia mais

Princípios de Eletricidade Magnetismo

Princípios de Eletricidade Magnetismo Princípios de Eletricidade Magnetismo Corrente Elétrica e Circuitos de Corrente Contínua Professor: Cristiano Faria Corrente e Movimento de Cargas Elétricas Embora uma corrente seja um movimento de partícula

Leia mais

Eletricidade e Magnetismo. Fluxo Elétrico Lei De Gauss

Eletricidade e Magnetismo. Fluxo Elétrico Lei De Gauss Eletricidade e Magnetismo Fluxo Elétrico Lei De Gauss 1. A figura seguinte mostra uma seção de uma barra cilíndrica de plástico infinitamente longo, com uma densidade linear de carga positiva uniforme.

Leia mais

Prof. Fábio de Oliveira Borges

Prof. Fábio de Oliveira Borges O Potencial Elétrico Prof. Fábio de Oliveira Borges Curso de Física II Instituto de Física, Universidade Federal Fluminense Niterói, Rio de Janeiro, Brasil https://cursos.if.uff.br/!fisica2-0117/doku.php

Leia mais

MÓDULO 1 Noções Básicas de Eletricidade

MÓDULO 1 Noções Básicas de Eletricidade Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos ESCOLA SECUNDÁRIA DE TOMAZ PELAYO SANTO TIRSO 402916 MÓDULO 1 Noções Básicas de Eletricidade Eletrónica Fundamental Prof.: Erika Costa Estrutura da Matéria

Leia mais

FÍSICA I. 02. Observa-se, na figura a seguir, uma corda fixa em suas extremidades na qual foi estabelecida uma onda estacionária.

FÍSICA I. 02. Observa-se, na figura a seguir, uma corda fixa em suas extremidades na qual foi estabelecida uma onda estacionária. FÍSICA I Esta prova tem por finalidade verificar seus conhecimentos das leis que regem a natureza. Interprete as questões do modo mais simples e usual. Não considere complicações adicionais por fatores

Leia mais

Interbits SuperPro Web

Interbits SuperPro Web 1. (Pucrj 013) Duas cargas pontuais q1 = 3,0μC e q = 6,0μC são colocadas a uma distância de 1,0 m entre si. Calcule a distância, em metros, entre a carga q 1 e a posição, situada entre as cargas, onde

Leia mais

Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora

Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora Curso Profissional de Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos Informação Prova da Disciplina de Física e Química - Módulo: 4 Circuitos elétricos. Modalidade

Leia mais

Prof. Fábio de Oliveira Borges

Prof. Fábio de Oliveira Borges A lei de Gauss Prof. Fábio de Oliveira Borges Curso de Física II Instituto de Física, Universidade Federal Fluminense Niterói, Rio de Janeiro, Brasil http://cursos.if.uff.br/fisica2-2015/ Fluxo de um campo

Leia mais

Tipos de forças fundamentais na Natureza

Tipos de forças fundamentais na Natureza Tipos de Forças Tipos de forças fundamentais na Natureza Existem quatro tipos de interações/forças fundamentais na Natureza que atuam entre partículas a uma certa distância umas das outras: Gravitacional

Leia mais

7. Potencial eletrostático

7. Potencial eletrostático 7. Potencial eletrostático Em 1989 Wolfgang Paul recebeu o prémio Nobel da física pela sua invenção da armadilha de iões que permite isolar um ião. Com essa invenção tornou-se possível estudar um átomo

Leia mais

Lei de Gauss. Quem foi Gauss? Um dos maiores matemáticos de todos os tempos. Ignez Caracelli 11/17/2016

Lei de Gauss. Quem foi Gauss? Um dos maiores matemáticos de todos os tempos. Ignez Caracelli 11/17/2016 Lei de Gauss Ignez Caracelli ignez@ufscar.br Quem foi Gauss? Um dos maiores matemáticos de todos os tempos Um professor mandou ue somassem todos os números de um a cem. Para sua surpresa, em poucos instantes

Leia mais

Cap. 22. Campo Elétrico. Prof. Oscar Rodrigues dos Santos Potencial elétrico 1

Cap. 22. Campo Elétrico. Prof. Oscar Rodrigues dos Santos Potencial elétrico 1 Cap. 22 Campo létrico Prof. Oscar Rodrigues dos Santos oscarsantos@utfpr.edu.br Potencial elétrico 1 Quando ocorre a interação no vácuo entre duas partículas que possuem cargas elétricas, como é possível

Leia mais

EFEITO MAGNÉTICO DA CORRENTE ELÉTRICA

EFEITO MAGNÉTICO DA CORRENTE ELÉTRICA EFEITO MAGNÉTICO DA CORRENTE ELÉTRICA Em 1819, Oersted ao aproximar uma bússola de um fio percorrido por corrente, observou que a agulha se movia, até se posicionar num plano perpendicular ao fio. Esta

Leia mais

Fluxos e Conservação Lei de Gauss Isolantes. III - Lei de Gauss. António Amorim, SIM-DF. Electromagnetismo e Óptica. Lei de Gauss /2011

Fluxos e Conservação Lei de Gauss Isolantes. III - Lei de Gauss. António Amorim, SIM-DF. Electromagnetismo e Óptica. Lei de Gauss /2011 III - Electromagnetismo e Óptica - 2010/2011 III - Índice 1 Fluxos e Conservação 2 3 III - Outline 1 Fluxos e Conservação 2 3 III - Distribuição Contínua (rev.) Denindo a densidade de carga por unidade

Leia mais

Prof. Fábio de Oliveira Borges

Prof. Fábio de Oliveira Borges Carga elétrica e a lei de Coulomb Prof. Fábio de Oliveira Borges Curso de Física II Instituto de Física, Universidade Federal Fluminense Niterói, Rio de Janeiro, Brasil https://cursos.if.uff.br/!fisica2-0117/doku.php

Leia mais

Força elétrica e Campo Elétrico

Força elétrica e Campo Elétrico Força elétrica e Campo Elétrico 1 Antes de Física III, um pouco de Física I... Massas e Campo Gravitacional 2 Força Gravitacional: Força radial agindo entre duas massas, m 1 e m 2. : vetor unitário (versor)

Leia mais

Engenharia Ambiental 3ª lista (Campo elétrico e Linhas de Campo elétrico)

Engenharia Ambiental 3ª lista (Campo elétrico e Linhas de Campo elétrico) 1. (G1) Defina Campo e cite 2 exemplos. 2. (G1) Defina "Campo elétrico". 3. (G1) Por que os prótons possuem carga positiva e os elétrons possuem carga negativa? 4. (Udesc 97) Na figura a seguir aparece

Leia mais

CONDUTORES E ISOLANTES

CONDUTORES E ISOLANTES ELETRICIDADE CONDUTORES E ISOLANTES O FÍSICO INGLÊS STEPHEN GRAY PERCEBEU QUE ALGUNS FIOS CONDUZIAM BEM A ELETRICIDADE E CHAMOU-OS DE CONDUTORES E, AOS QUE NÃO CONDUZIAM OU CONDUZIAM MAL A ELETRICIDADE,

Leia mais

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 11 ELETROSTÁTICA: POTENCIAL, TRABALHO E ENERGIA

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 11 ELETROSTÁTICA: POTENCIAL, TRABALHO E ENERGIA FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 11 ELETROSTÁTICA: POTENCIAL, TRABALHO E ENERGIA + - + + + + + A B + d + q q - - - - - Q q P d 6.V 5.V V -V c 2.d3.d 4.d 5.d 6.d d 4.V 3.V 2.V Q>0-2.V -3.V -4.V Q

Leia mais

Do que somos feitos? >>Vídeo: Física- Química- Os Primeiros Modelos Atômicos (Dalton, Thomson, Rutherford, Bohr)<<

Do que somos feitos? >>Vídeo: Física- Química- Os Primeiros Modelos Atômicos (Dalton, Thomson, Rutherford, Bohr)<< Prof. Gabriel Aká Do que somos feitos? >>Vídeo: Física Química Os Primeiros Modelos Atômicos (Dalton, Thomson, Rutherford, Bohr)>Átomo

Leia mais

CAMPO ELÉTRICO. Carga de teste. Carga central. Campo elétrico

CAMPO ELÉTRICO. Carga de teste. Carga central. Campo elétrico CAMPO ELÉTRICO O primeiro a propor o conceito de campo elétrico foi Michael Faraday. Foi a necessidade de explicar a ação de forças a distância que fez com que surgisse a necessidade de conceituá-lo. Podemos

Leia mais

Electricidade e Magnetismo

Electricidade e Magnetismo Electricidade e Magnetismo Prof.ª Rosa Pais e Marília Peres 1 CAMPO de FORÇAS Toda a região do espaço o no qual uma certa influência se faz sentir: uma partícula colocada em qualquer ponto dessa região

Leia mais

2. Duas partículas eletricamente carregadas com cargas Q 1 = +8, C e Q 2 = -5,0.10 -

2. Duas partículas eletricamente carregadas com cargas Q 1 = +8, C e Q 2 = -5,0.10 - EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA PROVA EAD 1. Duas cargas iguais de 54.10-8 C, se repelem no vácuo e estão separadas por uma distância de 30cm. Sabendo-se que a constante elétrica do vácuo é 9.10 9 Nm 2 /C 2,

Leia mais

FÍSICA (ELETROMAGNETISMO) CORRENTE ELÉTRICA E RESISTÊNCIA

FÍSICA (ELETROMAGNETISMO) CORRENTE ELÉTRICA E RESISTÊNCIA FÍSICA (ELETROMAGNETISMO) CORRENTE ELÉTRICA E RESISTÊNCIA FÍSICA (Eletromagnetismo) Nos capítulos anteriores estudamos as propriedades de cargas em repouso, assunto da eletrostática. A partir deste capítulo

Leia mais

2 Campos Elétricos. 2-2 Campos elétricos. Me. Leandro B. Holanda,

2 Campos Elétricos. 2-2 Campos elétricos. Me. Leandro B. Holanda, 2 Campos Elétricos No capítulo anterior vimos como determinar a força elétrica exercida sobre uma partícula 1 de carga +q 1 quando a partícula é colocada nas proximidades de uma partícula 2 de carga +q

Leia mais

- Carga elétrica - Força elétrica -Campo elétrico - Potencial elétrico - Corrente elétrica - Campo magnético -Força magnetica

- Carga elétrica - Força elétrica -Campo elétrico - Potencial elétrico - Corrente elétrica - Campo magnético -Força magnetica GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSOR: Jonas Tavares DISCIPLINA: Física SÉRIE: 3º ALUNO(a): Trabalho Recuperação 1º semestre No Anhanguera você é + Enem RELAÇÃO DE CONTEÚDOS PARA RECUPERAÇÃO - Carga elétrica - Força

Leia mais

FÍSICA E ELETROMAGNETISMO

FÍSICA E ELETROMAGNETISMO FÍSICA E ELETROMAGNETISMO As ciências em geral, e a física em particular pretendem descrever o universo material. Um dos bem sucedidos objetivos da física tem sido a descrição dos constituintes deste universo

Leia mais

Campo Magnética. Prof. Fábio de Oliveira Borges

Campo Magnética. Prof. Fábio de Oliveira Borges Campo Magnética Prof. Fábio de Oliveira Borges Curso de Física II Instituto de Física, Universidade Federal Fluminense Niterói, Rio de Janeiro, Brasil http://cursos.if.uff.br/fisica2-2015/ Campo magnético

Leia mais

Cap. 1 Princípios da Eletrostática

Cap. 1 Princípios da Eletrostática Cap. 1 Princípios da Eletrostática Instituto Federal Sul-rio-grandense Curso Técnico em Eletromecânica Disciplina de Eletricidade Básica Prof. Rodrigo Souza Sumário 1 - Princípios da Eletrostática 1.1

Leia mais

Conteúdos 5, 6 e 7 de Fundamentos do Eletromagnetismo

Conteúdos 5, 6 e 7 de Fundamentos do Eletromagnetismo Conteúdos 5, 6 e 7 de Fundamentos do Eletromagnetismo Prof. Dr. Vicente Barros 5- O campo elétrico 6- Comportamento de uma carga pontual e um dipolo. 7- Lei de Gauss elétrica Antes de mais nada Vamos testar

Leia mais

Prof. Fábio de Oliveira Borges

Prof. Fábio de Oliveira Borges Corrente Elétrica Prof. Fábio de Oliveira Borges Curso de Física II Instituto de Física, Universidade Federal Fluminense Niterói, Rio de Janeiro, Brasil http://cursos.if.uff.br/fisica2-0116/ Corrente elétrica

Leia mais

POTENCIAL ELÉTRICO I) RESUMO DE FÓRMULAS DE POTENCIAL ELÉTRICO O potencial elétrico é função da carga que cria o campo elétrico, e assim como o próprio campo elétrico, ele existe independente da existencia

Leia mais

Capítulo 2. Corrente eléctrica. 2.1 Introdução. Capítulo 2. F.Barão, L.F.Mendes Electromagnetismo e Óptica (MEEC-IST) 49

Capítulo 2. Corrente eléctrica. 2.1 Introdução. Capítulo 2. F.Barão, L.F.Mendes Electromagnetismo e Óptica (MEEC-IST) 49 Capítulo 2 Corrente eléctrica 2.1 Introdução Uma corrente eléctrica consiste no movimento ordenado de cargas eléctricas num dado meio. O número de cargas eléctricas que atravessam uma dada superfície por

Leia mais

Prof. Fábio de Oliveira Borges

Prof. Fábio de Oliveira Borges Corrente Elétrica Prof. Fábio de Oliveira Borges Curso de Física II Instituto de Física, Universidade Federal Fluminense Niterói, Rio de Janeiro, Brasil https://cursos.if.uff.br/!fisica2-0117/doku.php

Leia mais

Eletrostática. Antonio Carlos Siqueira de Lima. Universidade Federal do Rio de Janeiro Escola Politécnica Departamento de Engenharia Elétrica

Eletrostática. Antonio Carlos Siqueira de Lima. Universidade Federal do Rio de Janeiro Escola Politécnica Departamento de Engenharia Elétrica Eletrostática Antonio Carlos Siqueira de Lima Universidade Federal do Rio de Janeiro Escola Politécnica Departamento de Engenharia Elétrica Agosto 2008 1 Campo Elétrico Campo Elétrico Devido a Distribuições

Leia mais

FÍSICA (ELETROMAGNETISMO) LEI DE GAUSS

FÍSICA (ELETROMAGNETISMO) LEI DE GAUSS FÍSICA (ELETROMAGNETISMO) LEI DE GAUSS Carl Friedrich Gauss (1777 1855) foi um matemático, astrônomo e físico alemão que contribuiu significativamente em vários campos da ciência, incluindo a teoria dos

Leia mais

FIS1053 Projeto de Apoio Eletromagnetismo 09-Setembro Lista de Problemas 15 ant Revisão G4. Temas: Toda Matéria.

FIS1053 Projeto de Apoio Eletromagnetismo 09-Setembro Lista de Problemas 15 ant Revisão G4. Temas: Toda Matéria. FIS153 Projeto de Apoio Eletromagnetismo 9-Setembro-11. Lista de Problemas 15 ant Revisão G4. Temas: Toda Matéria. 1ª Questão (,): A superfície fechada mostrada na figura é constituída por uma casca esférica

Leia mais

Eletromagnetismo I. Prof. Daniel Orquiza. Eletromagnetismo I. Prof. Daniel Orquiza de Carvalho

Eletromagnetismo I. Prof. Daniel Orquiza. Eletromagnetismo I. Prof. Daniel Orquiza de Carvalho de Carvalho - Eletrostática Lei de Coulomb (Páginas 26 a 33 no Livro texto) Revisão da Lei de Coulomb Força entre cargas pontuais Intensidade de Campo Elétrico Princípio da Superposição 1 - Eletrostática

Leia mais

Campo Elétrico [N/C] Campo produzido por uma carga pontual

Campo Elétrico [N/C] Campo produzido por uma carga pontual Campo Elétrico Ao tentar explicar, ou entender, a interação elétrica entre duas cargas elétricas, que se manifesta através da força elétrica de atração ou repulsão, foi criado o conceito de campo elétrico,

Leia mais

Potencial elétrico e energia potencial elétrica Capítulo

Potencial elétrico e energia potencial elétrica Capítulo Potencial elétrico e energia potencial elétrica Capítulo Potencial elétrico e energia potencial elétrica Potencial elétrico Se uma carga de prova q for colocada em um campo elétrico, ficará sujeita a uma

Leia mais

Potencial Elétrico. Energia. Energia pode ser vista como trabalho armazenado, ou capacidade de realizar trabalho.

Potencial Elétrico. Energia. Energia pode ser vista como trabalho armazenado, ou capacidade de realizar trabalho. Potencial Elétrico Oliveira Ed. Basilio Jafet sala 202 crislpo@if.usp.br Energia Eletricidade e Magnetismo IGC Energia pode ser vista como trabalho armazenado, ou capacidade de realizar trabalho. Equipamentos

Leia mais

corpos eletrizados carg r a g s campo elétrico

corpos eletrizados carg r a g s campo elétrico Introdução A princípio vimos que corpos eletrizados ficam sujeitos a forças de atração ou de repulsão, dependendo dos tipos de cargas que possuem. Um corpo eletrizado é capaz de repelir e de ser repelido

Leia mais

C. -20 nc, e o da direita, com +20 nc., no ponto equidistante aos dois anéis? exercida sobre uma carga de 1,0 nc colocada no ponto equidistante?

C. -20 nc, e o da direita, com +20 nc., no ponto equidistante aos dois anéis? exercida sobre uma carga de 1,0 nc colocada no ponto equidistante? Profa. Dra. Ignez Caracelli (DF) 30 de outubro de 2016 LISTA DE EXERCÍCIOS 2: ASSUNTOS: FORÇA DE COULOMB, CAMPO ELÉTRICO, CAMPO ELÉTRICO PRODUZIDO POR CARGA PONTUAL - DISTRIBUIÇÃO DISCRETA DE CARGAS, CAMPO

Leia mais

INFORMAÇÕES GERAIS. Prof. Bruno Farias

INFORMAÇÕES GERAIS. Prof. Bruno Farias CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AGROALIMENTAR UNIDADE ACADÊMICA DE TECNOLOGIA DE ALIMENTOS DISCIPLINA: FÍSICA III INFORMAÇÕES GERAIS Prof. Bruno Farias Conteúdo Programático Arquivo em anexo: CONTEÚDO_PROGRAMÁTICO_FisicaIII.docx

Leia mais

FÍSICA MÓDULO 5. Corrente Elétrica I. Professor Sérgio Gouveia

FÍSICA MÓDULO 5. Corrente Elétrica I. Professor Sérgio Gouveia FÍSICA Professor Sérgio Gouveia MÓDULO 5 Corrente Elétrica I 1. CORRENTE ELÉTRICA Consideremos um condutor metálico. Os elétrons livres do condutor estão em movimento desordenado (caótico, aleatório) entre

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL FÍSICA. F = m a MÓDULO 1 FORÇAS E MOVIMENTOS. Prof: Marília Pacheco Ano lectivo

CURSO PROFISSIONAL FÍSICA. F = m a MÓDULO 1 FORÇAS E MOVIMENTOS. Prof: Marília Pacheco Ano lectivo CURSO PROFISSIONAL FÍSICA F = m a MÓDULO 1 FORÇAS E MOVIMENTOS Prof: Marília Pacheco Ano lectivo 2013-14 ÍNDICE 1. A FÍSICA ESTUDA A INTERACÇÃO ENTRE CORPOS... 2 1.1 INTERACÇÕES FUNDAMENTAIS... 2 FORÇAS...

Leia mais

AULA 03 O FLUXO ELÉTRICO. Eletromagnetismo - Instituto de Pesquisas Científicas

AULA 03 O FLUXO ELÉTRICO. Eletromagnetismo - Instituto de Pesquisas Científicas ELETROMAGNETISMO AULA 03 O FLUXO ELÉTRICO Vamos supor que exista certa superfície inserida em uma campo elétrico. Essa superfície possui uma área total A. Definimos o fluxo elétrico dφ através de um elemento

Leia mais

UFSC. Resposta: = 89. Comentário

UFSC. Resposta: = 89. Comentário Resposta: 01 + 08 + 16 + 64 = 89 01. Correta. 02. Incorreta. São ondas eletromagnéticas, transversais e tridimensionais. 04. Incorreta. Não viola a segunda lei da termodinâmica: Q F = W + Q Q. 08. Correta.

Leia mais

INDUÇÃO MAGNÉTICA. Indução Magnética

INDUÇÃO MAGNÉTICA. Indução Magnética INDUÇÃO MAGNÉTIA Prof. ergio Turano de ouza Lei de Faraday Força eletromotriz Lei de Lenz Origem da força magnética e a conservação de energia.. 1 Uma corrente produz campo magnético Um campo magnético

Leia mais

a) (1.0) Calcule o vetor força resultante sobre a carga +Q e desenhe-o no gráfico (deixe o resultado em função da constante k).

a) (1.0) Calcule o vetor força resultante sobre a carga +Q e desenhe-o no gráfico (deixe o resultado em função da constante k). P4 03//0 a Questão (.5) Três cargas puntiformes +q, -q e +Q, são mantidas fixas como representado na figura. As cargas +q e q estão localizadas sobre o eixo Y enquanto a carga de prova +Q encontra-se sobre

Leia mais

Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora

Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora Curso Profissional de Técnico de Multimédia Informação Prova da Disciplina de Física - Módulo: 1 Forças e Movimentos; Estática Modalidade da Prova: Escrita Ano

Leia mais

Professora Florence. 1,0 C e q3

Professora Florence. 1,0 C e q3 TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: Dados: Aceleração da gravidade: 10 m/s 3 Densidade do mercúrio: 13,6 g/cm Pressão atmosférica: 5 1,0 10 N/m Constante eletrostática: k 1 4,0 10 N m C 0 0 1. (Ufpe 01) Três

Leia mais

Energia potencial elétrica

Energia potencial elétrica Energia potencial elétrica Foi descoberto empiricamente que a força elétrica é uma força conservativa, portanto é possível associar a ela uma energia potencial. Quando uma força eletrostática age sobre

Leia mais

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 13 ELETROSTÁTICA: CAMPO ELÉTRICO UNIFORME

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 13 ELETROSTÁTICA: CAMPO ELÉTRICO UNIFORME FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 13 ELETROSTÁTICA: CAMPO ELÉTRICO UNIFORME ++ + ++++++++ + + + + + +++ - - - - - - - - - - - - - - - - - - - + + + + + A F B E - - - - - V A V B d P 2 { 1,0 cm + 10 cm P 1 { 1,0

Leia mais

E03 - CAMPO ELÉTRICO E MAPEAMENTO DE EQUIPOTENCIAIS. Figura 1: Materiais necessários para a realização desta experiência.

E03 - CAMPO ELÉTRICO E MAPEAMENTO DE EQUIPOTENCIAIS. Figura 1: Materiais necessários para a realização desta experiência. E03 - CAMPO ELÉTRICO E MAPEAMENTO DE EQUIPOTENCIAIS 1- OBJETIVOS Traçar as equipotenciais de um campo elétrico, em uma cuba eletrolítica. Determinar o campo elétrico, em módulo, direção e sentido, devido

Leia mais

Física 2 - MIEIC - Apontamentos

Física 2 - MIEIC - Apontamentos Física 2 - MIEIC - Apontamentos Jaime Villate Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto 2007-11-21 Capítulo 1 Carga e força eléctrica A fotografia mostra a máquina de Wimshurst, inventada na década

Leia mais

1 a PROVA Gabarito. Solução:

1 a PROVA Gabarito. Solução: INSTITUTO DE FÍSICA DA UFBA DEPARTAMENTO DE FÍSICA DO ESTADO SÓLIDO DISCIPLINA: FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL III FIS 123) TURMA: T02 SEMESTRE: 2 o /2012 1 a PROVA Gabarito 1. Três partículas carregadas

Leia mais

Eletricidade e magnetismo

Eletricidade e magnetismo Eletricidade e magnetismo Circuitos elétricos Prof. Luís Perna 014/15 Corrente elétrica Qual a condição para que haja corrente elétrica entre dois condutores A e B? Que tipo de corrente elétrica se verifica?

Leia mais

Cap. 24. Potencial Elétrico. Prof. Oscar Rodrigues dos Santos Potencial elétrico 1

Cap. 24. Potencial Elétrico. Prof. Oscar Rodrigues dos Santos Potencial elétrico 1 Cap. 24 Potencial Elétrico Prof. Oscar Rodrigues dos Santos oscarsantos@utfpr.edu.br Potencial elétrico 1 Energia Potencial Elétrica... O U x x f i F( x) dx F(x) x i x x f x Na Mecânica, nós definimos

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE BRAGANÇA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E DE GESTÃO FÍSICA III. Exercícios teórico-práticos FILIPE SANTOS MOREIRA

INSTITUTO POLITÉCNICO DE BRAGANÇA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E DE GESTÃO FÍSICA III. Exercícios teórico-práticos FILIPE SANTOS MOREIRA INSTITUTO POLITÉCNICO DE BRAGANÇA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E DE GESTÃO FÍSICA III Eercícios teórico-práticos FILIPE SANTOS MOREIRA Física 3 (EQ) Eercícios TP Índice Índice i Derivadas e integrais

Leia mais

Campo Elétrico. Campo elétrico de uma carga puntiforme: O campo elétrico em cargas com dimensões desprezíveis em relação à distância.

Campo Elétrico. Campo elétrico de uma carga puntiforme: O campo elétrico em cargas com dimensões desprezíveis em relação à distância. Campo Elétrico Campo elétrico: O campo elétrico desempenha o papel de transmissor de interações entre cargas elétrica, ou seja, é o campo estabelecido em todos os pontos do espaço sob a influência de uma

Leia mais

Leis de Biot-Savart e de Ampère

Leis de Biot-Savart e de Ampère Leis de Biot-Savart e de Ampère 1 Vimos que uma carga elétrica cria um campo elétrico e que este campo exerce força sobre uma outra carga. Também vimos que um campo magnético exerce força sobre uma carga

Leia mais

CAMPO ELÉTRICO E POTENCIAL ELÉTRICO

CAMPO ELÉTRICO E POTENCIAL ELÉTRICO AULA 24 1- CAMPO ELÉRTRICO CAMPO ELÉTRICO E POTENCIAL ELÉTRICO Campo elétrico é uma região do espaço modificada (perturbação eletrostática) pela presença de um corpo eletrizado (carga fonte). Considere

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS Capítulo

CONCEITOS BÁSICOS Capítulo . Sistema Internacional de Unidades. Sistema de Unidades-MKS (SI) A engenharia eléctrotécnica usa o sistema de medidas MKS na sua versão moderna, SI. Tabela. Unidades Mecânicas Fundamentais no Sistema

Leia mais

Apostila de Física 36 Capacitores

Apostila de Física 36 Capacitores Apostila de Física 36 Capacitores 1.0 Definições Na presença de um condutor neutro, um condutor eletrizado pode armazenar mais cargas elétricas com o mesmo potencial elétrico. Capacitor ou condensador

Leia mais

AULA 04 ENERGIA POTENCIAL E POTENCIAL ELÉTRICO. Eletromagnetismo - Instituto de Pesquisas Científicas

AULA 04 ENERGIA POTENCIAL E POTENCIAL ELÉTRICO. Eletromagnetismo - Instituto de Pesquisas Científicas ELETROMAGNETISMO AULA 04 ENERGIA POTENCIAL E POTENCIAL ELÉTRICO Se um carga elétrica se move de um ponto à outro, qual é o trabalho realizado sobre essa carga? A noção de mudança de posição nos remete

Leia mais

Sétima Lista - Lei de Faraday

Sétima Lista - Lei de Faraday Sétima Lista - Lei de Faraday FGE211 - Física III Sumário O fluxo magnético através de uma superfície S é definido como Φ B = B da A Lei da Indução de Faraday afirma que a força eletromotriz (fem) induzida

Leia mais

Fontes do Campo magnético

Fontes do Campo magnético Fontes do Campo magnético Lei de Biot-Savart Jean-Baptiste Biot (1774 1862) e Félix Savart (1791 1841) Realizaram estudos sobre as influências de um corrente elétrica sobre o campo magnético. Desenvolveram

Leia mais

Primeira Prova 2º. semestre de /01/2016 ALUNO TURMA PROF.

Primeira Prova 2º. semestre de /01/2016 ALUNO TURMA PROF. Física Teórica II Primeira Prova 2º. semestre de 2015 09/01/2016 ALUNO TURMA PROF. ATENÇÃO LEIA ANTES DE FAZER A PROVA 1 Assine a prova antes de começar. 2 - Os professores não poderão responder a nenhuma

Leia mais

CAMPO MAGNÉTICO E DINÂMICA DE UMA PARTÍCULA NO C.M.U.

CAMPO MAGNÉTICO E DINÂMICA DE UMA PARTÍCULA NO C.M.U. AULA 25 CAMPO MAGNÉTICO E DINÂMICA DE UMA PARTÍCULA NO C.M.U. 1- ÍMÃ Os ímãs são corpos que se diferenciam por apresentar algumas propriedades que comentaremos a seguir. Um ímã atrai pedaços de ferro e

Leia mais

Cap. 5 - Corrente, Resistência e Força Eletromotriz

Cap. 5 - Corrente, Resistência e Força Eletromotriz Universidade Federal do Rio de Janeiro Instituto de Física Física III 2014/2 Cap. 5 - Corrente, Resistência e Força Eletromotriz Prof. Elvis Soares Nesse capítulo, estudaremos a definição de corrente,

Leia mais

Lei de Gauss Φ = A (1) E da = q int

Lei de Gauss Φ = A (1) E da = q int Lei de Gauss Lei de Gauss: A lei de Gauss nos diz que o fluxo total do campo elétrico através de uma superfície fechada A é proporcional à carga elétrica contida no interior do volume delimitado por essa

Leia mais

Sistemas eléctricos e magnéticos

Sistemas eléctricos e magnéticos Sistemas eléctricos e magnéticos Indução electromagnética Prof. Luís Perna 2010/11 Origens do campo magnético O fenómeno do magnetismo era conhecido dos Gregos já no ano 800 a. C. Os Gregos descobriram

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 10 - FÍSICA III

LISTA DE EXERCÍCIOS 10 - FÍSICA III LISTA DE EXERCÍCIOS 10 - FÍSICA III 1. Dois prótons no núcleo de um átomo de U 238 estão separados de 6 x 10-15 m. Qual a energia potencial associada com a força elétrica que age entre essas duas partículas?

Leia mais

Carga elétrica. Carga elétrica é a propriedade física dos corpos caracterizada pelas atrações e repulsões.

Carga elétrica. Carga elétrica é a propriedade física dos corpos caracterizada pelas atrações e repulsões. Sumário Unidade II Eletricidade e Magnetismo 1- - Carga elétrica e sua conservação. - Condutores e isoladores. - Processos de eletrização. - Polarização de um isolador. APSA 20 Processos de eletrização.

Leia mais

Eletromagnetismo II. Prof. Daniel Orquiza. Prof. Daniel Orquiza de Carvalho

Eletromagnetismo II. Prof. Daniel Orquiza. Prof. Daniel Orquiza de Carvalho Eletromagnetismo II Prof. Daniel Orquiza Eletromagnetismo II Prof. Daniel Orquiza de Carvalho Eletromagnetismo II - Eletrostática Fluxo Magnético e LGM (Capítulo 7 Páginas 207a 209) Princípio da Superposição

Leia mais

CURSO E COLÉGIO OBJETIVO

CURSO E COLÉGIO OBJETIVO 1. (Ufpe 96) Duas cargas elétricas - Q e + q são mantidas nos pontos A e B, que distam 82 cm um do outro (ver figura). Ao se medir o potencial elétrico no ponto C, à direta de B e situado sobre a reta

Leia mais

Exercícios sobre Força de Coulomb

Exercícios sobre Força de Coulomb Exercícios sobre Força de Coulomb 1-Duas cargas elétricas iguais de 2 10 6 C se repelem no vácuo com uma força de 0,1 N. Sabendo que a constante elétrica do vácuo é de 9 10 9 N m 2 /C 2, qual a distância

Leia mais

Aula 3 Campo Elétrico

Aula 3 Campo Elétrico Universidade Federal do Paraná Setor de Ciências Exatas Departamento de Física Física III Prof. Dr. Ricardo Luiz Viana Referências bibliográficas: H. 4-, 4-, 4-8 S. -6, -8, 4-7 T. 18-4, 18-5 Aula Campo

Leia mais