Observação: Responda no mínimo 70% das questões. (**) responda no mínimo duas questões com essa marcação

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Observação: Responda no mínimo 70% das questões. (**) responda no mínimo duas questões com essa marcação"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL - UFRGS FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO MBE- MASTER OF BUSINESS ECONOMICS DISCIPLINA: Comportamento Estratégico Prof. Sabino da Silva Porto Júnior Lista de exercício n Observação: Responda no mínimo 70% das questões. (**) responda no mínimo duas questões com essa marcação 1.. Dado o jogo matriz abaixo encontre se houver o Ponto sela em estratégias puras e em estratégia mista para os dois jogadores, use o método gráfico para resolver o jogo. 1 A Defina Pareto otimalidade e identifique no jogo Bimatriz abaixo os pontos que são Pareto ótimo. Esse jogo é estritamente solucionável? Por quê? 1,1 2,5 5,2 1, 1 3. No jogo abaixo encontre todos os Equilíbrios de Nash possíveis. Encontre a forma funcional da função de reação dos dois jogadores e construa o gráfico de melhor resposta dos dois jogadores. Identifique todos os equilíbrios encontrados. Friedman Futebol Opera Keynes Futebol 2,1 0,0 Opera 0,0 1,2 4. Marque Verdadeiro ou Falso: Considere o seguinte modelo de duopólio de Cournot. Existem duas firmas produzindo um produto homogêneo com funções de custo respectivamente: C 1 (q 1 ) = 5 q 1 2 e C 1 (q 1 ) = 2 q 2 2. A curva de demanda é dada por P = Q, onde Q = (q 1 + q 2 ). Assim: (0) A função de reação da firma é q 1 = (200 4 q 2 )/14 (1) No equilíbrio de Nash, a firma 2 produz 14 unidades (2) No equilíbrio de Nash, a firma 1 tem lucro superior a $ 500

2 (3) Se o problema fosse elaborado conforme o modelo de Stackelberg, sendo a firma 2 líder e a firma 1 seguidora, os lucros das duas firmas seriam menores. 5. Nos jogos na forma normal abaixo, encontre: Jogador 2 L R Jogador 1 U -3, -3 2,0 D 0, 2 1, 1 Jogador 2 L R Jogador 1 U 2,1 0,2 D 1,2 3,0 a) Que tipo de jogo é esse? b) Os Equilíbrios de Nash com estratégias puras e estratégias mistas. 6. Marque Verdadeiro ou Falso: Considere o jogo abaixo entre os agentes 1 e 2, cada um com duas possíveis estratégias. Suponha que os dois jogadores tomam sua decisão simultaneamente. Jogador 2 B1 B2 Jogador 1 A1 2,4 0,0 A2 1,2 6,3 Nesta situação: (0) A estratégia A2 é dominante para o jogador A. (1) (A2, B2) é o único equilíbrio de Nash em estratégias puras. (2) Não há equilíbrio com estratégias dominantes. (3) No equilíbrio com estratégias mistas, o jogador A escolhe a estratégia A1 com probabilidade 1/5 e a estratégia A2 com probabilidade 4/5. 7. No jogo abaixo encontre: a. Caracteriza esse jogo b. Indique claramente o(s) conjunto(s) de informação de cada jogador c. Encontre os subjogos existentes d. Encontre o(s) Equilíbrios(s) de Nash Perfeito em subjogos

3 -6,-6 0, ,-1 1, -1 3,-3 8. Resolva o jogo dinâmico apresentado abaixo. Que tipo de jogo é esse? Quais os Equilíbrios de Nash desse jogo e os Equilíbrio Perfeitos em subjogos? Como o resultado do jogo fica comprometido se o jogador A joga R em seu primeiro movimento? Como é possível interpretar esta ação do jogador A neste contexto e no contexto de jogos repetidos?

4 W a R W b r W a R 2, 1 D d D (3,3) (10, 0) (-1,10) 9. **(Rasmusen Old test): O político Smith tem fotos do político Jones as quais ele está vestido com roupas intimas femininas enquanto Jones tem fitas em que Smith promete a uma mulher um emprego público em troca de seus favores amorosos. O dano da exposição pública para Smith é 20 e para Jones é 50. Smith ameaça mostra as fotos se Jones votar contra a criação de uma tarifa de importação. Smith recebe uma utilidade extra de 3 se Jones vota a favor da taxa de importação mas Jones perde 4 em sua utilidade caso vote a favor. Smith ganharia 5 em sua utilidade mostrando as fotos de Jones e Jones ganharia 7 mostrando as fitas de Smith. A votação é daqui a um mês mas você pode assumir que ambos os políticos vivem para sempre. Considerando um jogo dinâmico com informação completa e perfeita responda: a)qual é o equilíbrio perfeito deste jogo? b)qual é o equilíbrio para este jogo que é Nash mas não é perfeito?

5 10. Identifique alguma estratégia dominante, dominada e algum equilíbrio de Nash no seguinte jogo: Jogador 2 Jogador 1 A M B E C D 1,4 5,-1 0,1-1,0-2,-2-3,4 0,3 9,-1 5,0 11. (Rasmusen 3.5) Se um jogador está jogando uma estratégia mista no equilíbrio então: (marque Verdadeiro ou falso e justifique) a) Todos os jogadores estão indiferentes entre todas as usas estratégias. b) O jogador é indiferente entre todas as suas estratégias. c) O jogador é indiferente entre as estratégias que ele deu uma probabilidade positiva de escolher-las no equilíbrio. d) O jogador é indiferente entre todas as estratégias exceto para aquela que é fracamente dominada. e) Nenhuma das opções acima. 12.** (Rasmusen 3.7) Três campainhas produzem pneus para o mercado Australiano. A curva de custo marginal para um firma i que produz q i pneus é cmg=20. A curva de demanda do mercado é P=100 N, onde N é o total de pneus do mercado. De acordo com o modelo de Counort. Qual é a quantidades escolhidas das firmas. E qual a quantidade total produzida neste mercado. 13. Considere os seguintes jogos: a) Jogo corrida ao Banco: descreva completamente o jogo e resolva por Indução Retroativa e justifique qual estratégia é mais apropriada para cada jogador em cada situação.

6 b) No jogo abaixo: elimine as Estratégias Estritamente dominadas e determine o Equilíbrio de Nash e o equilíbrio em estratégias mistas: Jogador 2 q p Jogador 1 X 2, 5 6, 0 Y 4, 0 7, 1 Z 5, -1 5, Dois importantes canais de TV a cabo estão concorrendo entre si para obter índices de audiência no horário entre 20:00 e 21:00horas e entre 21:00 e 2200horas em uma determinada noite na semana. Cada uma delas possui dois shows para preencher este horário e está se preparando para a disputa. Elas poderão veicular seu show principal no primeiro horário, ou então no segundo horário, das 21:00 às 22:00horas. As possíveis combinaçãoes de decisões levam aos seguintes resultados de pontos de audiência: Emissora 2 Primeiro Segundo Emissora 1 Primeiro 18, 18 23, 20 Segundo 4, 23 16, 16 a) Defina que tipo de jogo é este e compare-o com um jogo de informação completa e imperfeita. b) Descubra os Equilíbrios de Nash para este jogo supondo que ambas as emissoras toma suas decisões simultaneamente. c) Se as duas emissoras forem avessas ao risco e optarem por uma estratégia maximin, qual será o equilíbrio resultante? d) Qual seria o tipo de equilíbrio alcançado caso a Emissora 1 fizesse sua escolha primeiro? E se a emissora 2 fizesse sua escolha em primeiro lugar? Construa a representação na forma extensiva das duas situações.

7 e) Suponha que os administradores das duas empresas se reunissem para coordenar a programação. E a Emissora 1 prometesse apresentar seu show principal em primeiro lugar. Será que esta promessa seria acreditável, e qual seria o desfecho do jogo? 15. Considere um jogo entre duas firmas que devem decidir simultaneamente se entram ou não em um novo mercado. O custo de entrada para a firma 1 é maior que o custo de entrada para a firma 2, devido a diferenças na localização das firmas: c 1 = 8 e c 2 = 6. O valor do mercado é 10 (se apenas uma firma entrar ela lucrará 10 menos os seus custos; se ambas firmas entrarem, cada uma lucrará 5 menos os seus custos). a) Represente a forma normal deste jogo; indique se há estratégias dominantes para as firmas; encontre os equilíbrios de Nash em estratégias puras e mistas; interprete os resultados. b) Considere agora que o jogo se desenvolve de maneira seqüencial: no primeiro período, a firma 1 decide se entra ou não neste novo mercado; no segundo período, após observar a ação da firma 1, a firma toma sua decisão. Represente a forma extensiva deste jogo; encontre o equilíbrio perfeito em subjogos; discuta os resultados, considerando a possibilidade de ameaças não críveis. 16**. Considere uma barganha entre dois jogadores que querem dividir um real. O jogo é jogado em três estágios. No primeiro estágio o jogador 1 faz uma proposta de repartição onde ele recebe S 1 e o jogador 2 recebe 1-S 1. Se o jogador 2 aceita esta repartição proposta o jogo termina. Caso não aceite a proposta do jogador 1 o jogo vai para o segundo estágio e o jogador dois tem a oportunidade de propor uma repartição alternativa, onde o jogador 1 recebe S 2 e o jogador 2 recebe 1-S 2. Se o jogador 1 aceita esta nova repartição proposta o jogo termina, caso contrário o jogo vai para a terceira etapa. Nesta terceira etapa o jogo termina com uma repartição igual, isto é, o jogador 1 recebe 0,5 centavos e o jogador 2 recebe (1-0,5) cemtavos. Cada jogador tem um fator de desconto, e 0 1, com. 2 Obtenha o resultado deste jogo. 1 2 Discuta como a existência de dois fatores de desconto diferentes afeta o resultado. Qual seria o resultado se o fator de desconto fosse único?

8 17. Considere os seguintes jogos: a) Que tipo de jogo é esse? b) Encontre os Equilíbrios de Nash desse jogo. Existe algum em ameaça vazia? c) Quantos subjogos possui esse jogo? Aponte-os. d) Defina claramente os conjuntos de informação e o espaço de ações de cada jogador. e) Resolva por Indução Retroativa f) Resolva por perfeição em subjogos g) Represente esse jogo na forma normal J 1 D E J 2 D E J 1 J 3 E D J 3 E D E D (1,1,1) (0,0,0) (0,0,0) (3,2,2) (0,0,1) (4,4,0) Questão 18. Marque Verdadeiro ou Falso. Com relação à teoria dos jogos, é correto afirmar que: (0) Um jogo não-cooperativo tem sempre um equilíbrio de Nash em estratégias puras. (1) Um equilíbrio com estratégias dominantes é necessariamente um equilíbrio de Nash. (2) Um equilíbrio de Nash é necessariamente um equilíbrio com estratégias dominantes. (3) Um equilíbrio de Nash em estratégias mistas é sempre uma combinação de dois ou mais equilíbrios de Nash em estratégias puras.

9 Questão 19. Considere o seguinte modelo de duopólio de Cournot. Existem duas firmas produzindo um produto homogêneo, com funções de custo respectivamente c 1 (q 1 ) = 5 q 2 1 e c 2 (q 2 ) = 2 q 2 2. A curva de demanda é dada por P = Q, onde Q = q 1 + q 2. Marque Verdadeiro ou Falso. Assim: (0) A função de reação da firma 1 é q 1 = (200-4 q 2 ) / 14. (1) No equilíbrio de Nash, a firma 2 produz 14 unidades. (2) No equilíbrio de Nash, a firma 1 tem lucro superior a $500. (3) Se o problema fosse elaborado conforme o modelo de Stackelberg, sendo a firma 2 líder e a firma 1 seguidora, os lucros das duas firmas seriam menores. Questão 20. Considere o jogo abaixo entre os agentes A e B, cada um com duas possíveis estratégias (na matriz de ganhos, os valores à esquerda são referentes ao jogador A e os ganhos à direita são referentes ao jogador B). Suponha que os dois jogadores tomam sua decisão simultaneamente. B 1 B 2 A 1 2,4 0,0 A 2 1,2 6,3 Nesta situação: (0) A estratégia A 2 é dominante para o jogador A. (1) (A 2,B 2 ) é o único equilíbrio de Nash em estratégias puras. (2) Não há equilíbrio com estratégias dominantes. (3) No equilíbrio com estratégias mistas, o jogador A escolhe a estratégia A 1 com probabilidade 1 / 5 e a estratégia A 2 com probabilidade 4 / 5. Questão 21.Considere o jogo estático entre dois agentes apresentado a seguir. Marque verdadeiro ou falso. Agente 1 Agente 2 c d a 5,5 0,10 b 10,0 1,10 (0) O perfil de estratégias (a,d) é um equilíbrio de Nash desse jogo. (1) O jogo possui um único equilíbrio de Nash.

10 (2) b é uma estratégia dominante para o jogador 1. (3) Se o jogo for repetido um número infinito de vezes e os jogadores não descontarem o futuro, então existe um equilíbrio de Nash no jogo repetido no qual os jogadores sempre escolhem (a,c). (4) Todo equilíbrio de Nash num jogo estático é eficiente de Pareto. Questão 22: Considere o jogo abaixo, que ilustra uma situação na qual uma empresa tem de decidir se entra em um mercado onde outra empresa já se encontra instalada. Nesse caso, marque Verdadeiro ou Falso para cada assertiva abaixo. a) Identifique todos os equilíbrios de Nash que porventura existam. b) Identifique os subjogos presentes no jogo. c) Identifique que combinação de estratégias constitui equilíbrio de Nash perfeito em subjogos. d) Encontrar a solução do jogo aplicando indução inversa. e) Verificar se a solução do jogo encontrada em c) é eficiente de Pareto. f) Se a empresa entrante, antes de anunciar sua decisão de entrar no mercado, tomar conhecimento da seguinte ameaça da empresa estabelecida: qualquer nova entrada no segmento provocará uma guerra de preços. Haveria razão para se sentir intimidado? Por quê?

11 23.** Considere um duopólio com diferenciação de produtos em que as funções de demanda e custos sejam: q 1 = 88-4 p p 2, C 1 = 10 q 1 e q 2 = 56-4 p p 1, C 2 = 10 q 2. Obtenha os valores de equilíbrio do preço, da quantidade e do lucro de cada uma das firmas no modelos de Cournot. 24**. Em uma indústria com duas firmas com custos totais igual a zero e produto homogêneo, a demanda é dada por: P(Q) = 100 Q, Q = (q 1 + q 2 ). Calcule as quantidades, preços e taxas de lucro de equilíbrio nos modelos de Cournot.

Jogos. A teoria dos jogos lida com as interações estratégicas que ocorrem entre os agentes.

Jogos. A teoria dos jogos lida com as interações estratégicas que ocorrem entre os agentes. Jogos A teoria dos jogos lida com as interações estratégicas que ocorrem entre os agentes http://robguena.fearp.usp.br/anpec/tjogos.pdf a) Descrição de um jogo Teoria dos Jogos Jogadores: quem está envolvido

Leia mais

Lista 7 de exercícios Jogos Conceitos Microeconomia II Professora: Joisa Dutra Monitor: Pedro Bretan

Lista 7 de exercícios Jogos Conceitos Microeconomia II Professora: Joisa Dutra Monitor: Pedro Bretan Lista 7 de exercícios Jogos Conceitos Microeconomia II Professora: Joisa Dutra Monitor: Pedro Bretan 1) Defina precisamente as noções que estão listadas abaixo: a) Jogo; b) Jogo estático de informação

Leia mais

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO MICROECONOMICS 2009/2010

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO MICROECONOMICS 2009/2010 UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO MICROECONOMICS 2009/2010 References: - Gibbons, R. (1992), A Primer in Game Theory, Harvester Wheatsheaf (G) - Mas-Collel, A., M.

Leia mais

Mestrado em Finanças e Economia Empresarial Competição Estratégica e Organização de Mercados Primeira prova: 30/08/2003

Mestrado em Finanças e Economia Empresarial Competição Estratégica e Organização de Mercados Primeira prova: 30/08/2003 Mestrado em Finanças e Economia Empresarial Competição Estratégica e Organização de Mercados- 003 Primeira prova: 30/08/003 Questão 1: Considere o jogo do covarde(the Chicken Game), representado abaixo

Leia mais

Teoria dos Jogos. Prof. Maurício Bugarin Eco/UnB 2015-II. Aula 6 Teoria dos Jogos Maurício Bugarin

Teoria dos Jogos. Prof. Maurício Bugarin Eco/UnB 2015-II. Aula 6 Teoria dos Jogos Maurício Bugarin Teoria dos Jogos Prof. Maurício Bugarin Eco/UnB -II Roteiro Capítulo : Jogos dinâmicos com informação completa. Jogos Dinâmicos com Informação Completa e Perfeita Forma extensiva Estratégias Equilíbrio

Leia mais

A prova é SEM CONSULTA. Não são permitidas calculadoras ou quaisquer equipamentos eletrônicos. Celulares devem ser desligados e guardados.

A prova é SEM CONSULTA. Não são permitidas calculadoras ou quaisquer equipamentos eletrônicos. Celulares devem ser desligados e guardados. ELE2005: Análise Estratégica de Investimentos e de Decisões com Teoria dos Jogos e Jogos de Opções Reais. Primeira Prova 23/10/2007 A prova é SEM CONSULTA. Não são permitidas calculadoras ou quaisquer

Leia mais

Teoria dos Jogos. Jogos simultâneos. Roberto Guena de Oliveira USP. 31 de outubro de 2013

Teoria dos Jogos. Jogos simultâneos. Roberto Guena de Oliveira USP. 31 de outubro de 2013 Teoria dos Jogos Jogos simultâneos Roberto Guena de Oliveira USP 31 de outubro de 2013 Roberto Guena (USP) Teoria dos Jogos 31 de outubro de 2013 1 / 58 Sumário 1 Representação de jogos com movimentos

Leia mais

Teoria dos Jogos. Roberto Guena de Oliveira 1 de junho de 2017 USP

Teoria dos Jogos. Roberto Guena de Oliveira 1 de junho de 2017 USP Teoria dos Jogos Roberto Guena de Oliveira 1 de junho de 2017 USP 1 Introdução Os elementos de um jogo Jogadores Quais são os agentes envolvidos em um jogo? Em que número? Como serão denominados? 2 Os

Leia mais

Teoria dos Jogos e Estratégia Competitiva

Teoria dos Jogos e Estratégia Competitiva Teoria dos Jogos e Estratégia Competitiva 1. Jogos e Decisões Estratégicas 2. Estratégias Dominantes 3. O Equilíbrio de Nash Revisitado 4. Jogos Repetitivos 5. Jogos Sequenciais 6. Desencorajamento à entrada

Leia mais

Jogos seqüenciais Teoria Microeconômica II Economia Matutino - Marcelo Ranieri Cardoso

Jogos seqüenciais Teoria Microeconômica II Economia Matutino - Marcelo Ranieri Cardoso Jogos seqüenciais Jogos seqüenciais são aqueles nos quais os jogadores não fazem os movimentos simultaneamente, mas seqüencialmente. Jogos repetitivos são um caso específico de jogos seqüenciais. Empresa

Leia mais

Curso de Pós-Graduação em Economia CAEN Universidade Federal do Ceará

Curso de Pós-Graduação em Economia CAEN Universidade Federal do Ceará Curso de Pós-Graduação em Economia CAEN Universidade Federal do Ceará Exame de Qualificação em Microeconomia 06 de Março de 2009 Leia com a atenção as instruções abaixo:. A prova compõe-se de quatro questões

Leia mais

Unidade 1 Conceitos Preliminares e Importância do Estudo da Teoria dos Jogos

Unidade 1 Conceitos Preliminares e Importância do Estudo da Teoria dos Jogos MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS PLANO DE ENSINO Disciplina: Teoria dos Jogos CHS:

Leia mais

ELE2005: Análise Estratégica de Investimentos e de Decisões com Teoria dos Jogos e Jogos de Opções Reais.

ELE2005: Análise Estratégica de Investimentos e de Decisões com Teoria dos Jogos e Jogos de Opções Reais. ELE2005: Análise Estratégica de Investimentos e de Decisões com Teoria dos Jogos e Jogos de Opções Reais. Segunda Prova Extra (P2 de segunda chamada) 18/12/2006 OBS: 1) A prova é SEM CONSULTA. A nota da

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DISCIPLINA DE TEORIA DOS JOGOS - CURSO DE VERÃO PROF. SABINO PÔRTO JÚNIOR

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DISCIPLINA DE TEORIA DOS JOGOS - CURSO DE VERÃO PROF. SABINO PÔRTO JÚNIOR UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DISCIPLINA DE TEORIA DOS JOGOS - CURSO DE VERÃO PROF. SABINO PÔRTO JÚNIOR MONITOR: GUILHERME RISCO (guilhermerisco@gmail.com)

Leia mais

Análise de Decisão, Jogos & Negociação. Cesaltina Pires

Análise de Decisão, Jogos & Negociação. Cesaltina Pires Análise de Decisão, Jogos & Negociação Cesaltina Pires Fevereiro 2007 ii Conteúdo 1 Introdução (incompleto) 1 1.1 Decisão várias abordagens........................... 1 1.1.1 Decisões individuais versus

Leia mais

Modelos de Oligopólio. Paulo C. Coimbra

Modelos de Oligopólio. Paulo C. Coimbra Modelos de Oligopólio Paulo C. Coimbra 1 Modelos de Oligopólio Existem três modelos de oligopólio dominantes Cournot Bertrand Stackelberg líder-seguidora Eles são distinguidos pela variável de decisão

Leia mais

27.6. Um duopólio em que duas firmas idênticas estão em concorrência de Bertrand não irá distorcer preços a partir de seus níveis competitivos.

27.6. Um duopólio em que duas firmas idênticas estão em concorrência de Bertrand não irá distorcer preços a partir de seus níveis competitivos. Capítulo 27 Oligopólio Questões de verdadeiro ou falso 27.1. No equilíbrio de Cournot cada firma escolhe a quantidade que maximiza o seu próprio lucro assumindo que a firma rival vai continuar a vender

Leia mais

Equilíbrio Bayesiano Perfeito

Equilíbrio Bayesiano Perfeito Equilíbrio Bayesiano Perfeito Mas-collel et al. Cap. 9 (p. 282) Microeconomia II PPGEA/UFJF Prof a. Silvinha Vasconcelos 1. Introdução Vimos que o conceito de ENPS não é forte o suficiente para capturar

Leia mais

Roteiro da aula: Jogos dinâmicos com informação incompleta. Mas-Collel e Green capítulo 9 Refinamentos do conceito de Equilíbrio de Nash

Roteiro da aula: Jogos dinâmicos com informação incompleta. Mas-Collel e Green capítulo 9 Refinamentos do conceito de Equilíbrio de Nash Roteiro da aula: Jogos dinâmicos com informação incompleta Mas-Collel e Green capítulo 9 Refinamentos do conceito de quilíbrio de Nash Racionalidade seqüencial quilíbrio Bayesiano perfeito quilíbrio bayesiano

Leia mais

Concorrência Perfeita

Concorrência Perfeita UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS Disciplina: Teoria Microeconômica II Professor: Sabino da Silva Porto Junior Lista 1-2007/01 Concorrência Perfeita (ANPEC 97)

Leia mais

ELE2005: Análise Estratégica de Investimentos e de Decisões com Teoria dos Jogos e Jogos de Opções Reais.

ELE2005: Análise Estratégica de Investimentos e de Decisões com Teoria dos Jogos e Jogos de Opções Reais. ELE2005: Análise Estratégica de Investimentos e de Decisões com Teoria dos Jogos e Jogos de Opções Reais. Segunda Prova (P2) 12/12/2006 OBS: 1) A prova é SEM CONSULTA. A nota da prova é = mínimo{10; pontuação

Leia mais

Jogos Dinâmicos de Informação Completa

Jogos Dinâmicos de Informação Completa Jogos Dinâmicos de Informação Completa Dinâmico, em oposição a estático, signica que os jogadores não decidem suas estratégias simultaneamente. Os payos, porém, são recebidos apenas no nal do jogo, para

Leia mais

Notas esparsas Jogos Sequencias de Informação Completa I

Notas esparsas Jogos Sequencias de Informação Completa I Notas esparsas Jogos Sequencias de Informação Completa I 1. Lembram-se do jogo dos três deputados visto em sala? O exemplo é de Morrow (1994), p.125. Basicamente, três deputados votam o aumento de salário

Leia mais

Microeconomia. Prof.: Antonio Carlos Assumpção

Microeconomia. Prof.: Antonio Carlos Assumpção Microeconomia Oligopólio Prof.: Antonio Carlos Assumpção Interdependência e o Equilíbrio de Nash Concorrência via Quantidade O Modelo de Cournot Cartel Modelo de Stackelberg Os Modelos Comparados Concorrência

Leia mais

Teoria dos Jogos. Roberto Guena de Oliveira 1 de junho de 2017 USP

Teoria dos Jogos. Roberto Guena de Oliveira 1 de junho de 2017 USP Teoria dos Jogos Roberto Guena de Oliveira 1 de junho de 2017 USP 1 Introdução Os elementos de um jogo Jogadores Quais são os agentes envolvidos em um jogo? Em que número? Como serão denominados? Regras

Leia mais

Teoria Microeconômica II. Exercício1: Bundlingediscriminaçãodepreços

Teoria Microeconômica II. Exercício1: Bundlingediscriminaçãodepreços Teoria Microeconômica II Segunda lista de exercícios Esta lista de exercícios deve ser entregue, impreterivelmente, até as 18:00h da sexta-feira, dia 8 de setembro, para Bianca no departamento de economia.

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto Departamento de Economia

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto Departamento de Economia REC0224 MICROECONOMIA II EXERCÍCIOS SOBRE TEORIA DOS JOGOS E OLIGOPÓLIO. ROBERTO GUENA DE OLIVEIRA 1) João e Maria participam de um jogo no qual estão em disputa R$10.000,00. Nesse jogo, cada um deles

Leia mais

Jogos Dinâmicos de Informação Completa

Jogos Dinâmicos de Informação Completa Jogos Dinâmicos de Informação Completa Dinâmico, em oposição a estático, signica que os jogadores não decidem suas estratégias simultaneamente. Os payos, porém, são recebidos apenas no nal do jogo, para

Leia mais

Teoria dos Jogos Jogos na Forma Normal Com Informação Completa. Maurício Bugarin Fernando Meneguin Adriana Portugal

Teoria dos Jogos Jogos na Forma Normal Com Informação Completa. Maurício Bugarin Fernando Meneguin Adriana Portugal 1 Teoria dos Jogos Jogos na Forma Normal Com Informação Completa Maurício Bugarin Fernando Meneguin Adriana Portugal Brasília / UnB Lembrando: Ø Jogos estáticos: todos os jogadores jogam ao mesmo tempo

Leia mais

FICHA DE REVISÕES Micro 1

FICHA DE REVISÕES Micro 1 FIH DE REVISÕES Micro 1 1) Monopólio Num determinado mercado, servido só por uma empresa, a procura de mercado desse bem é dada por Q D = 100 P +, em que P é o preço do bem e os gastos em publicidade efectuados

Leia mais

a) Monte a situação acima na forma de um jogo, escrevendo a tabela de payoffs b) Encontre todos os equilíbrios de Nash em estratégias puras

a) Monte a situação acima na forma de um jogo, escrevendo a tabela de payoffs b) Encontre todos os equilíbrios de Nash em estratégias puras Universidade Federal do Rio Grande do Sul Faculdade de Ciências Econômicas Ecop 26 - Teoria Microeconômica II Prof. Sabino Porto Junior Teoria dos jogos 1 - Apresente os conceitos de: a) Equilíbrio em

Leia mais

Oligopólio. lio. Janaina da Silva Alves

Oligopólio. lio. Janaina da Silva Alves Oligopólio lio Janaina da Silva Alves Sumário Definição de oligopólio Modelos de competição imperfeita 3 Modelo de Cournot 4 Cartel ou conluio 5 Modelo de Stackelberg 6 Modelo de liderança de preços 7

Leia mais

Microeconomia. 8. Teoria dos Jogos. Francisco Lima. 1º ano 2º semestre 2015/2016 Licenciatura em Engenharia e Gestão Industrial

Microeconomia. 8. Teoria dos Jogos. Francisco Lima. 1º ano 2º semestre 2015/2016 Licenciatura em Engenharia e Gestão Industrial Microeconomia 8. Teoria dos Jogos Francisco Lima 1º ano 2º semestre 2015/2016 Licenciatura em Engenharia e Gestão Industrial Teoria dos Jogos Teoria dos jogos é o estudo de como os agentes se comportam

Leia mais

Microeconomia II. Cursos de Economia e de Matemática Aplicada à Economia e Gestão. AULA 2.4 Oligopólio e Cartel. Isabel Mendes

Microeconomia II. Cursos de Economia e de Matemática Aplicada à Economia e Gestão. AULA 2.4 Oligopólio e Cartel. Isabel Mendes Microeconomia II Cursos de Economia e de Matemática Aplicada à Economia e Gestão AULA 2.4 Oligopólio e Cartel Isabel Mendes 2007-2008 18-03-2008 Isabel Mendes/MICRO II 1 Nos modelos de oligopólio dados

Leia mais

CAPÍTULO 5 CONCEITOS BÁSICOS DE TEORIA DOS JOGOS E MEDIDAS DE CONCENTRAÇÃO DE MERCADO

CAPÍTULO 5 CONCEITOS BÁSICOS DE TEORIA DOS JOGOS E MEDIDAS DE CONCENTRAÇÃO DE MERCADO CAPÍTULO 5 CONCEITOS BÁSICOS DE TEORIA DOS JOGOS E MEDIDAS DE CONCENTRAÇÃO DE MERCADO 5.1 INTRODUÇÃO A Teoria dos Jogos é o instrumento natural para a avaliação de poder de mercado em ambientes competitivos.

Leia mais

EAE 5706: Microeconomia II: Teoria dos Jogos. Jogos de Informação Incompleta: Equilíbrio Bayesiano

EAE 5706: Microeconomia II: Teoria dos Jogos. Jogos de Informação Incompleta: Equilíbrio Bayesiano EAE 5706: Microeconomia II: Teoria dos Jogos Aula 8: Equilíbrio de Nash Bayesiano e Jogos Dinâmicos Marcos Y. Nakaguma 28/08/2017 1 Exemplo 3: Leilão de Segundo Preço com Informação Incompleta I Nestecaso,vamosassumirqueovaluationv

Leia mais

Combinando jogos simultâneos e seguenciais

Combinando jogos simultâneos e seguenciais Combinando jogos simultâneos e seguenciais Roberto Guena de Oliveira USP 15 de setembro de 2011 Roberto Guena de Oliveira (USP) Combinando 15 de setembro de 2011 1 / 45 Sumário 1 Representações nas formas

Leia mais

TP043 Microeconomia 23/11/2009 AULA 21 Bibliografia: PINDYCK capítulo 12 Competição monopolística e oligopólio.

TP043 Microeconomia 23/11/2009 AULA 21 Bibliografia: PINDYCK capítulo 12 Competição monopolística e oligopólio. TP043 Microeconomia 3//009 AULA Bibliografia: PINDYCK capítulo Competição monopolística e oligopólio. Características da competição monopolística:. Muitas empresas. Livre entrada e saída 3. Produtos diferenciados

Leia mais

Microeconomia. 8. Teoria dos Jogos. Francisco Lima. 1º ano 2º semestre 2013/2014 Licenciatura em Engenharia e Gestão Industrial

Microeconomia. 8. Teoria dos Jogos. Francisco Lima. 1º ano 2º semestre 2013/2014 Licenciatura em Engenharia e Gestão Industrial Microeconomia 8. Teoria dos Jogos Francisco Lima 1º ano 2º semestre 2013/2014 Licenciatura em Engenharia e Gestão Industrial Teoria dos Jogos Teoria dos jogos é o estudo de como os agentes se comportam

Leia mais

Microeconomia II. Competição Imperfeita Oligopólio. Pindyck Cap: 12

Microeconomia II. Competição Imperfeita Oligopólio. Pindyck Cap: 12 Microeconomia II Competição Imperfeita Oligopólio Pindyck Cap: 12 1. Oligopólio Oligopólio não cooperativo: Como existem poucas firmas no mercado, elas sabem que suas estratégias podem afetar o preço de

Leia mais

Interacção estratégica e Teoria de Jogos

Interacção estratégica e Teoria de Jogos Interacção estratégica e Teoria de Jogos IST, LEGI - Teoria Económica II Margarida Catalão Lopes 1 Nos mercados concorrenciais as empresas não interagem: são demasiado pequenas para influenciar o equilíbrio

Leia mais

Unidade IV ESTRATÉGIA APLICADA. Profª. Lérida Malagueta

Unidade IV ESTRATÉGIA APLICADA. Profª. Lérida Malagueta Unidade IV ESTRATÉGIA APLICADA TEORIA DOS JOGOS Profª. Lérida Malagueta Estratégia estritamente dominada Representa estrategicamente a fraqueza algébrica da escolha. Os jogadores têm uma ou mais opções

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais. Organização Industrial

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais. Organização Industrial UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Organização Industrial Diferenciação do Produto Exercício 1 Considere que numa determinada região existe apenas uma empresa

Leia mais

Prova de Microeconomia

Prova de Microeconomia Prova de Microeconomia 1) Acerca do comportamento do consumidor pode-se afirmar que: I. O formato das curvas de indiferença pode significar diferentes graus de desejo de substituir uma mercadoria por outra.

Leia mais

Lista 2 - Competição Estratégica - MFEE - EPGE/FGV - 3T2010 Monopólio e Oligopólio (Bierman & Fernandez, cap.2 - Cabral cap. 3)

Lista 2 - Competição Estratégica - MFEE - EPGE/FGV - 3T2010 Monopólio e Oligopólio (Bierman & Fernandez, cap.2 - Cabral cap. 3) Lista - Competição Estratégica - MFEE - EPGE/FGV - T010 Monopólio e Oligopólio (Bierman & Fernandez, cap. - Cabral cap. ) Professora: Joísa Dutra Saraiva Monitora: Lavinia Hollanda 1. Duas empresas aéreas

Leia mais

Modelos de Decisão. Cesaltina Pires

Modelos de Decisão. Cesaltina Pires Modelos de Decisão Cesaltina Pires ii Conteúdo 1 Introdução 1 1.1 Decisão váriasabordagens... 1 1.1.1 Decisões individuais versus decisões com vários agentes........ 2 1.1.2 Abordagensdescritiva,normativaeprescritiva...

Leia mais

Fundamentos de Teoria dos jogos

Fundamentos de Teoria dos jogos Fundamentos de Teoria dos jogos A Teoria dos Jogos é um ramo da matemática aplicada que estuda situações estratégicas em que jogadores escolhem diferentes ações na tentativa de melhorar seu retorno. Na

Leia mais

Perguntas. UFRJ Teoria dos Jogos e das Organizações Professor Alexandre B. Cunha Lista 1.2

Perguntas. UFRJ Teoria dos Jogos e das Organizações Professor Alexandre B. Cunha Lista 1.2 UFRJ Teoria dos Jogos e das Organizações Professor Alexandre B. Cunha Lista 1. Perguntas (1 Considere um mercado no qual existe um duopólio. As rmas produzem um bem homogêneo. A demanda de mercado é descrita

Leia mais

Lista de Exercícios 2

Lista de Exercícios 2 Programa de Pós-Graduação em Economia Microeconomia IV Prof.: Rogério Mazali Lista de Exercícios 2 18 de abril de 2016 NOTA: Para os problemas retirados do livro-texto, cheque par aver se você possui a

Leia mais

FEP WORKING PAPERS FEP WORKING PAPERS

FEP WORKING PAPERS FEP WORKING PAPERS FEP WORKING PAPERS FEP WORKING PAPERS Research Work in Progress n. 367, Mar 2010 Simulador de Mercados de Oligopólio Pedro Gonzaga Faculdade de Economia da Universidade do Porto Simulador de Mercados de

Leia mais

Tópicos Especiais em Redes: Introdução a Teoria dos Jogos com Aplicações a Redes de Computadores

Tópicos Especiais em Redes: Introdução a Teoria dos Jogos com Aplicações a Redes de Computadores Tópicos Especiais em Redes: Introdução a Teoria dos Jogos com Aplicações a Redes de Computadores Aula passada: Discussão sobre situações de conflito Exemplos de jogos Jogo em aula Aula de hoje: Introdução

Leia mais

Microeconomia II. Cursos de Economia e de Matemática Aplicada à Economia e Gestão

Microeconomia II. Cursos de Economia e de Matemática Aplicada à Economia e Gestão Microeconomia II Cursos de Economia e de Matemática Aplicada à Economia e Gestão AULA 2.3 Oligopólio em Restrições de Capacidade (Edgeworth). Oligopólio de Stackelberg. Variações Conjecturais Isabel Mendes

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS ANPEC:

LISTA DE EXERCÍCIOS ANPEC: LISTA DE EXERCÍCIOS ANPEC: 1993-004 ANPEC 1993: QUESTÃO 10 Considere um monopolista maximizador de lucros: (0) por ser o único vendedor no seu mercado, o monopolista pode ignorar a curva de demanda ao

Leia mais

PARTE I Questões discursivas

PARTE I Questões discursivas Universidade de São Paulo Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - FEA/USP Lista n o 4 EAE 110 - Fundamentos de Microeconomia 1º. Semestre de 2017 Professor: José Paulo Zeetano Chahad Auxiliar

Leia mais

Teoria dos Jogos. Prof. Maurício Bugarin Eco/UnB 2014-I. Aula 2 Teoria dos Jogos Maurício Bugarin. Roteiro. Horário da disciplina: 14h15 a 15h45

Teoria dos Jogos. Prof. Maurício Bugarin Eco/UnB 2014-I. Aula 2 Teoria dos Jogos Maurício Bugarin. Roteiro. Horário da disciplina: 14h15 a 15h45 Teoria dos Jogos Prof. Maurício Bugarin Eco/UnB 014-I Roteiro Horário da disciplina: 14h15 a 15h45 Introdução: Por que pensar estrategicamente? Exemplos de situações nas quais pensar estrategicamente faz

Leia mais

Teoria dos Jogos. Prof. Maurício Bugarin Eco/UnB. Aula 3 Teoria dos Jogos Maurício Bugarin. Roteiro

Teoria dos Jogos. Prof. Maurício Bugarin Eco/UnB. Aula 3 Teoria dos Jogos Maurício Bugarin. Roteiro Teoria dos Jogos Prof. Maurício Bugarin Eco/UnB Roteiro Introdução: Por que pensar estrategicamente? Exemplos de situações nas quais pensar estrategicamente faz sentido Conceitos básicos de jogos Capítulo

Leia mais

Uma Introdução à Teoria dos Jogos

Uma Introdução à Teoria dos Jogos Uma Introdução à Teoria dos Jogos Humberto José Bortolossi 1 Gilmar Garbugio 2 Brígida Alexandre Sartini 3 1 Departamento de Matemática Aplicada Universidade Federal Fluminense 2 Departamento de Matemática

Leia mais

3 Breve Introdução à Teoria dos Jogos

3 Breve Introdução à Teoria dos Jogos 3 Breve Introdução à Teoria dos Jogos Teoria dos Jogos é uma ferramenta matemática criada para melhor entender ou interpretar a maneira com que agentes que tomam decisões interagem entre si. Pense num

Leia mais

Competição Imperfeita. 16. Oligopólio. Estruturas de Mercado. Competição Imperfeita. Mercado com Apenas Alguns Vendedores

Competição Imperfeita. 16. Oligopólio. Estruturas de Mercado. Competição Imperfeita. Mercado com Apenas Alguns Vendedores Competição Imperfeita 16. Oligopólio Refere-se a estrutura de mercado que não pode ser considerada como sendo perfeitamente competitiva ou monopólios Inclui indústrias que possuem competidores mas que

Leia mais

Teoria dos Jogos. Prof. Maurício Bugarin Eco/UnB 2016-I. Aula 2 Teoria dos Jogos Maurício Bugarin. Roteiro

Teoria dos Jogos. Prof. Maurício Bugarin Eco/UnB 2016-I. Aula 2 Teoria dos Jogos Maurício Bugarin. Roteiro Teoria dos Jogos Prof. Maurício Bugarin Eco/UnB 016-I Roteiro Introdução: Por que pensar estrategicamente? Exemplos de situações nas quais pensar estrategicamente faz sentido Conceitos básicos de jogos

Leia mais

Microeconomia II. Cursos de Economia e de Matemática Aplicada à Economia e Gestão. AULA 1.3 Jogos na Forma Extensiva informação num jogo

Microeconomia II. Cursos de Economia e de Matemática Aplicada à Economia e Gestão. AULA 1.3 Jogos na Forma Extensiva informação num jogo Microeconomia II Cursos de Economia e de Matemática Aplicada à Economia e Gestão AULA 1.3 Jogos na Forma Extensiva informação num jogo Isabel Mendes 2007-2008 Na aula 1.1 falou-se ainda dos jogos sequenciais

Leia mais

Parte III Mercados. Concorrência Perfeita. Roberto Guena de Oliveira 28 de abril de 2017 USP

Parte III Mercados. Concorrência Perfeita. Roberto Guena de Oliveira 28 de abril de 2017 USP Parte III Mercados Concorrência Perfeita Roberto Guena de Oliveira 28 de abril de 2017 USP Sumário 1 Hipóteses 2 A demanda de mercado 3 Equilíbrio de curto prazo Oferta de curto prazo 4 Oferta da indústria

Leia mais

Microeconomia II. Cursos de Economia e de Matemática Aplicada à Economia e Gestão. AULA 2.2 Oligopólio em Preços (Bertrand)

Microeconomia II. Cursos de Economia e de Matemática Aplicada à Economia e Gestão. AULA 2.2 Oligopólio em Preços (Bertrand) Microeconomia II Cursos de Economia e de Matemática Aplicada à Economia e Gestão AULA 2.2 Oligopólio em Preços (Bertrand) Isabel Mendes 2007-2008 18-03-2008 Isabel Mendes/MICRO II 1 O modelo de Cournot

Leia mais

Oligopólio. Capítulo 17. Copyright 2001 by Harcourt, Inc.

Oligopólio. Capítulo 17. Copyright 2001 by Harcourt, Inc. Oligopólio Capítulo 17 All rights reserved. Copyright 2001 by Harcourt, Inc. Requests for permission to make copies of any part of the work should be mailed to: Permissions Department, Harcourt College

Leia mais

Microeconomia I Exame Final, 2006/07

Microeconomia I Exame Final, 2006/07 Licenciaturas em Economia e Administração e Gestão de Empresas Microeconomia I Exame Final, 006/07 6 de Janeiro de 007 Duração: h + 30 min Fernando Branco, Fernando Machado, Ana F. Antunes, João Granja,

Leia mais

Refinamentos de Equilíbrios de Nash

Refinamentos de Equilíbrios de Nash Refinamentos de Equilíbrios de Nash Prof. Leandro Chaves Rêgo Programa de Pós-Graduação em Estatística - UFPE Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção - UFPE Recife, 06 de Outubro de 2014 Equilíbrio

Leia mais

Tratamento em Jogos Evolucionários

Tratamento em Jogos Evolucionários : Um Tratamento em Jogos Evolucionários Alexandre Balduino Sollaci Orientador: Gil Riella Universidade de Brasília Março de 2011 Introdução Recursos naturais internacionais. Recursos que transcendem fronteiras

Leia mais

Teoria dos Jogos. Prof. Maurício Bugarin Eco/UnB 2014-I. Aula 12A Teoria dos Jogos Maurício Bugarin

Teoria dos Jogos. Prof. Maurício Bugarin Eco/UnB 2014-I. Aula 12A Teoria dos Jogos Maurício Bugarin Teoria dos Jogos Prof. Maurício Bugarin Eco/UnB 2014-I Roteiro Jogos Jogos Repetidos Desenvolver o modelo de jogo repetido Provar o teorema popular Aplicar para conluio ao dilema dos prisioneiros e aos

Leia mais

Teoria dos Jogos Repetidos

Teoria dos Jogos Repetidos Teoria dos Jogos Repetidos Os processos de interação estratégica nos quais os jogadores decidem sem conhecer as decisões dos demais podem ser tratados como jogos simultâneos. Já os processos de interação

Leia mais

Prova Final. Programa de Pós-Graduação em Economia. Microeconomia IV Prof.: Rogério Mazali. 30 de abril de 2016

Prova Final. Programa de Pós-Graduação em Economia. Microeconomia IV Prof.: Rogério Mazali. 30 de abril de 2016 Programa de Pós-Graduação em Economia Microeconomia IV Prof.: Rogério Mazali Prova Final 30 de abril de 2016 Instruções: Você tem 120 minutos para completar a prova. Seja preciso em suas respostas. Pontos

Leia mais

TEORIA MICROECONÔMICA I N

TEORIA MICROECONÔMICA I N CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DEPARTAMENTO DE ECONOMIA ECO 1113 TEORIA MICROECONÔMICA I N PROFESSOR: JULIANO ASSUNÇÃO TURMA: 2JA Monopólio 1. Indique se as afirmações a seguir são verdadeiras ou falsas e

Leia mais

Matemática Aplicada à Economia I Lista 3 Cálculo a Várias Variáveis. 1) Use o método das fatias para esboçar os gráficos das seguintes funções:

Matemática Aplicada à Economia I Lista 3 Cálculo a Várias Variáveis. 1) Use o método das fatias para esboçar os gráficos das seguintes funções: Matemática Aplicada à Economia I Lista 3 Cálculo a Várias Variáveis 1) Use o método das fatias para esboçar os gráficos das seguintes funções: f) 2) Esboce conjuntos de nível de cada uma das seguintes

Leia mais

Mercado. Cont. Fátima Barros Organização Industrial 1

Mercado. Cont. Fátima Barros Organização Industrial 1 Tópico 5. Entrada e Saída do Mercado Cont. Organização Industrial 1 Custos Afundados Exógenos (modelo de J. Sutton) Indústrias com Produto Homogéneo Organização Industrial 2 Custo de Instalação (setup

Leia mais

Notas de Aula 5: MONOPÓLIO (Varian cap.23) Uma firma em uma indústria Não há substitutos próximos para o bem que a firma produz Barreiras à entrada

Notas de Aula 5: MONOPÓLIO (Varian cap.23) Uma firma em uma indústria Não há substitutos próximos para o bem que a firma produz Barreiras à entrada TEORIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL UFRGS DEPARTAMENTO DE ECONOMIA CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DISCIPLINA: TEORIA MICROECONÔMICA II Primeiro Semestre/2001 Professor: Sabino da Silva Porto

Leia mais

ISCTE- INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA MICROECONOMIA

ISCTE- INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA MICROECONOMIA ISCTE- INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA MICROECONOMIA Exame 2ª Época, 1º Semestre 2012-2013 Tempo de duração: 2h30 Nome: Nº Turma PARTE I: Fundamentos de Economia (2,5) 1. (1,5 v) Na atual conjuntura

Leia mais

RMg = 10-2Q. P = 10-4 = $6.

RMg = 10-2Q. P = 10-4 = $6. Capítulo : Concorrência Monopolística e Oligopólio Pindyck & Rubinfeld, Capítulo, Oligopólio :: EXERCÍCIOS. Suponha que, após uma fusão, todas as empresas de um setor monopolisticamente competitivo se

Leia mais

Lista de exercícios 5 Microeconomia 1

Lista de exercícios 5 Microeconomia 1 Lista de exercícios 5 Microeconomia 1 Graduação em economia Exercícios para entrega 08 de junho de 2016 Exercício 1. Uma empresa produz bolas de gude e possui a seguinte função de produção: Q = 2(KL) 0.5,

Leia mais

Teoria dos Jogos Resolução do Exame Final da Época normal 12/06/08 AnoLectivode2007/ o semestre

Teoria dos Jogos Resolução do Exame Final da Época normal 12/06/08 AnoLectivode2007/ o semestre Teoria dos Jogos Resolução do Exame Final da Época normal /6/8 AnoLectivode7/8 o semestre Justifique claramente todas as suas respostas e cálculos.. (4.)Considereoseguintejogosequencialentreojogadore:

Leia mais

Teoria dos Jogos. Prof. Maurício Bugarin Eco/UnB 2015-II. Aula 2 Teoria dos Jogos Maurício Bugarin. Roteiro

Teoria dos Jogos. Prof. Maurício Bugarin Eco/UnB 2015-II. Aula 2 Teoria dos Jogos Maurício Bugarin. Roteiro Teoria dos Jogos Prof. Maurício Bugarin Eco/UnB 015-II Roteiro Introdução: Por que pensar estrategicamente? Exemplos de situações nas quais pensar estrategicamente faz sentido Conceitos básicos de jogos

Leia mais

Capítulo 9. Conclusão 184

Capítulo 9. Conclusão 184 9 Conclusão Esperamos com este trabalho ter demonstrado que a lógica Game Analysis Logic GAL, que é uma lógica modal de primeira-ordem baseada na lógica Computation Tree Logic, pode ser usada para representar

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 2ª PARTE:

LISTA DE EXERCÍCIOS 2ª PARTE: UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL - UFRGS FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DISCIPLINA: TEORIA MICROECONÔMICA II ESTÁGIO DOCÊNCIA: VÍVIAN DOS SANTOS QUEIROZ PROFESSOR:

Leia mais

UC: Economia da Empresa

UC: Economia da Empresa UC: Economia da Empresa 11ª Sessão Curso: Licenciatura em Gestão de Marketing Docente: Nuno J. Farinha 1 Estruturas de Mercado: Extremos Mercados imperfeitamente competitivos Mercados Perfeitamente Competitivos

Leia mais

AED Parte II Microeconomia Básica. Teoria dos Jogos

AED Parte II Microeconomia Básica. Teoria dos Jogos Teoria dos Jogos O que é Teoria dos Jogos? Diversas situações na sociedade envolvem a interação entre as pessoas. A Teoria dos Jogos procura entender como as decisões dos indivíduos se inter-relacionam

Leia mais

Prova de Microeconomia

Prova de Microeconomia Prova de Microeconomia 1) Acerca do comportamento do consumidor pode-se afirmar que: I. A relação de preferência é dita racional se ela é completa e transitiva; II. Somente a relação de preferência racional

Leia mais

Economia do Trabalho OFERTA DE TRABALHO. CAP. 2 Borjas

Economia do Trabalho OFERTA DE TRABALHO. CAP. 2 Borjas Economia do Trabalho OFERTA DE TRABALHO CAP. 2 Borjas 1. INTRODUÇÃO Indivíduos procuram maximizar bem estar, consumindo bens e lazer Existe trade-off entre trabalho e lazer Indivíduos precisam de trabalho

Leia mais

Microeconomia. Bibliografia. Estruturas de Mercado. Arilton Teixeira Mankiw, caps 15, 16 e 17.

Microeconomia. Bibliografia. Estruturas de Mercado. Arilton Teixeira Mankiw, caps 15, 16 e 17. Microeconomia Arilton Teixeira arilton@fucape.br 2012 1 Bibliografia Mankiw, caps 15, 16 e 17. Pindyck and Rubenfeld caps 10, 11 e 12. 2 Estruturas de Mercado Nesta parte do curso vamos estudar estrutura

Leia mais

Otimização. Otimização e Teoria dos Jogos. Paulo Henrique Ribeiro Gabriel Faculdade de Computação Universidade Federal de Uberlândia

Otimização. Otimização e Teoria dos Jogos. Paulo Henrique Ribeiro Gabriel Faculdade de Computação Universidade Federal de Uberlândia Otimização Otimização e Teoria dos Jogos Paulo Henrique Ribeiro Gabriel phrg@ufu.br Faculdade de Computação Universidade Federal de Uberlândia 2016/2 Paulo H. R. Gabriel (FACOM/UFU) GSI027 2016/2 1 / 26

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 1ª PARTE: Concorrência Perfeita, Concorrência Monopolística, Monopólio e Oligopólio.

LISTA DE EXERCÍCIOS 1ª PARTE: Concorrência Perfeita, Concorrência Monopolística, Monopólio e Oligopólio. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL - UFRGS FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DISCIPLINA: TEORIA MICROECONÔMICA II ESTÁGIO DOCÊNCIA: VÍVIAN DOS SANTOS QUEIROZ PROFESSOR:

Leia mais

Teoria dos Jogos Parte 1

Teoria dos Jogos Parte 1 Teoria dos Jogos Parte 1 GST0190 - MÉTODOS QUANTITATIVOS PARA TOMADA DE DECISÃO 3 de novembro de 2016 Slide 1 de 20 Teoria dos Jogos - Definição é o estudo de decisões interativas, no sentido de que os

Leia mais

8 Experimentos. de pelo menos uma solução. 2 Na verdade, poderíamos definir uma função que retorna o conjunto de equilíbrios de

8 Experimentos. de pelo menos uma solução. 2 Na verdade, poderíamos definir uma função que retorna o conjunto de equilíbrios de 8 Experimentos Neste capítulo tratamos da utilização do verificador de modelos na prática, e realizamos algumas comparações entre outros algoritmos existentes. Os experimentos foram executados em uma máquina

Leia mais

Teoria da Decisão. Rev.1)Vendedor ambulante de camisas esportivas: Paulo Lobo

Teoria da Decisão. Rev.1)Vendedor ambulante de camisas esportivas: Paulo Lobo Teoria da Decisão Rev.1)Vendedor ambulante de camisas esportivas: Teoria da Decisão Custo: $ 10 Preço: $ 35 Perda: 30 % Custos Fixos: $ 1.000 por dia Camisas não vendidas, Preço: $ 2/Unidade(Devolução)

Leia mais

2. São grupos, respectivamente, de crédito na Conta 1 (PIB) e débito na Conta 2 (RNDB) das Contas Nacionais:

2. São grupos, respectivamente, de crédito na Conta 1 (PIB) e débito na Conta 2 (RNDB) das Contas Nacionais: UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa Núcleo de Pós-Graduação e Pesquisa em Economia Mestrado Profissional em Desenvolvimento Regional e Gestão de Empreendimentos Locais

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2016 1º 1. Identificação Código 1.1 Disciplina: Microeconomia III 0760.223 1.2 Unidade:

Leia mais

Universidade da Beira Interior Departamento de Matemática. Ficha de exercícios nº3: Dualidade. Interpretação Económica.

Universidade da Beira Interior Departamento de Matemática. Ficha de exercícios nº3: Dualidade. Interpretação Económica. Ano lectivo: 2008/2009; Universidade da Beira Interior Departamento de Matemática INVESTIGAÇÃO OPERACIONAL Ficha de exercícios nº3: Dualidade. Interpretação Económica. Cursos: Economia 1. Formule o problema

Leia mais

Tópicos Especiais em IA: Introdução a Teoria dos Jogos

Tópicos Especiais em IA: Introdução a Teoria dos Jogos Tópicos Especiais em IA: Introdução a Teoria dos Jogos Mario Benevides UFRJ IM/DCC 1o. Semestre de 2011 Professor Mario Benevides - mario@cos.ufrj.br Sala H-322 (COPPE/PESC) Local de Encontro H-310A Website:

Leia mais

Curso de Pós-Graduação em Economia- CAEN Da Universidade Federal do Ceará. Exame de Qualificação em Microeconomia Novembro de 2015

Curso de Pós-Graduação em Economia- CAEN Da Universidade Federal do Ceará. Exame de Qualificação em Microeconomia Novembro de 2015 Curso de Pós-Graduação em Economia- CAEN Da Universidade Federal do Ceará Exame de Qualificação em Microeconomia Novembro de 2015 Leia com a atenção as instruções abaixo: 1) A prova compõe-se de quatro

Leia mais

EAE 5706: Microeconomia II: Teoria dos Jogos

EAE 5706: Microeconomia II: Teoria dos Jogos EAE 5706: Microeconomia II: Teoria dos Jogos Aula 10: Jogos Dinâmicos: Marcos Y. Nakaguma 11/09/2017 1 Revisão Naaulapassada,de nimosumsistemadecrenças µemumjogo extensivo Γ E comoumconjuntodeprobabilidades

Leia mais

Microeconomia I 2004/05

Microeconomia I 2004/05 Licenciaturas em Economia e Administração e Gestão de Empresas Microeconomia I 004/05 de Janeiro de 005 º Teste - Resolução Fernando Machado, Gisela Rua, Miguel Montenegro, Sara Filipe, Pedro Gardete ATENÇAO:

Leia mais

Modelos de Determinação de Preços em Oligopólio com Entrada. (Dixit 1982)

Modelos de Determinação de Preços em Oligopólio com Entrada. (Dixit 1982) Modelos de Determinação de Preços em Oligopólio com Entrada Modelo D (Dixit 1982) Desenvolvimento recente dos modelos de oligopólios a partir de Labini-Modigliani Objetivo do Modelo D continuar a investigação

Leia mais

Licenciaturas em Economia e Administração e Gestão de Empresas. Microeconomia I 2009/ de Janeiro de 2010 Duração: 2h15m + 30 min

Licenciaturas em Economia e Administração e Gestão de Empresas. Microeconomia I 2009/ de Janeiro de 2010 Duração: 2h15m + 30 min Licenciaturas em Economia e Administração e Gestão de Empresas Microeconomia I 009/0 0 de Janeiro de 00 Duração: h5m 0 min Fernando Machado, Ana Filipa Almeida, Bruno Pereira, Daniel Horta, Francisco Silva,

Leia mais