Móveis e Artigos para decoração nos Países Árabes

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Móveis e Artigos para decoração nos Países Árabes"

Transcrição

1 Móveis e Artigos para decoração nos Países Árabes Câmara de Comércio Árabe Brasileira São Paulo Setembro de 2006

2 Negociando com os Árabes Câmara de Comércio Árabe Brasileira São Paulo Agosto 2006

3 Os Países Árabes Arábia Saudita Argélia Bahrein Catar Djibuti Egito Emirados Árabes Unidos Iêmen Ilhas Comores Iraque Jordânia Kuwait Libano Líbia Marrocos Mauritânia Omã Palestina Síria Somália Sudão Tunísia

4 Os 22 Países Árabes Golfo Arábico ARÁBIA SAUDITA BAHREIN EMIRADOS ÁRABES UNIDOS KUWAIT OMÃ CATAR IÊMEN

5 Os 22 Países Árabes Países Árabes da África ARGÉLIA DJIBOUTI EGITO ILHAS COMORES LÍBIA MARROCOS MAURITÂNIA SOMÁLIA SUDÃO TUNÍSIA

6 Os 22 Países Árabes Países Árabes do Levante (Cham) JORDÂNIA LÍBANO SÍRIA PALESTINA IRAQUE

7 Desafios e Conquistas - Diversidade Língua Árabe e Inglês ou Francês 22 países e 2 Continentes: africano e asiático Diferenças de costumes, legislações, dias da semana, etc Dificuldades logísticas Instabilidade Geopolítica Concorrentes USA, Ásia e União Européia

8 Desafios Língua Árabe Inglês Francês Dificuldades Logísticas Instabilidade Geopolítica Diversidades Concorrentes

9 Países Árabes com Representação Diplomática no Brasil Arábia Saudita Argélia Egito Emirados Árabes Unidos Iraque Jordânia Kuwait Líbano Líbia Marrocos Palestina Síria Sudão Tunísia

10 Exportações Brasil 1º Semestre (Valores em US$ Milhões) Posição País 2005 % LA * Mundo ,17 Liga Árabe 2.196,57 100% 1 Arábia Saudita 469,95 21,39% 2 Egito 392,16 17,85% 3 EAU 285,92 13,02% 4 Marrocos 222,06 10,11% 5 Argélia 211,92 9,65% 6 Iêmen 87,98 4,01% 7 Kuwait 86,24 3,93% 8 Líbia 74,97 3,41% 9 Síria 68,68 3,13% 10 Bahrain 60,40 2,75% 11 Líbano 55,27 2,52% 12 Tunísia 44,45 2,02% 13 Jordânia 43,76 1,99% 14 Catar 21,60 0,98% 15 Omã 21,32 0,97% 16 Mauritânia 19,72 0,90% 17 Somália 17,20 0,78% 18 Sudão 8,43 0,38% 19 Iraque 2,65 0,12% 20 Djibouti 1,32 0,06% 21 Ilhas Comores 0,55 0,03% Posição País 2006 % LA * Mundo ,30 Liga Árabe 2.674,77 100% 1 Arábia Saudita 642,19 24,01% 2 Egito 591,26 22,11% 3 EAU 379,88 14,20% 4 Marrocos 196,07 7,33% 5 Argélia 190,02 7,10% 6 Iêmen 97,77 3,66% 7 Líbano 91,86 3,43% 8 Líbia 83,45 3,12% 9 Bahrain 54,38 2,03% 10 Kuwait 53,94 2,02% 11 Tunísia 51,14 1,91% 12 Jordânia 41,47 1,55% 13 Somália 38,38 1,43% 14 Síria 38,02 1,42% 15 Iraque 33,80 1,26% 16 Catar 27,79 1,04% 17 Omã 22,92 0,86% 18 Sudão 19,43 0,73% 19 Mauritânia 13,51 0,51% 20 Djibouti 6,34 0,24% 21 Ilhas Comores 1,16 0,04% % 06/05 13,46 21,77 36,65 50,77 32,86-11,7-10,34 11,12 66,2 11,3-9,97-37,46 15,05-5,23 123,13-44, ,94 28,65 7,53 130,38-31,49 379,86 109,57 * Do total exportado pelo Brasil à Liga Árabe. Fonte: SECEX

11 Importações Brasil 1º Semestre (Valores em US$ Milhões) Posição País 2005 % LA * Posição País 2006 % LA * % 06/05 Mundo ,75 Liga Árabe 2.020,21 100% 1 Argélia 1.090,74 54% 2 Arábia Saudita 569,20 28% 3 Marrocos 161,33 8% 4 Iraque 80,26 4% 5 Líbia 34,49 2% 6 Síria 30,13 1% 7 EAU 28,91 1% 8 Tunísia 15,05 1% 9 Egito 8,86 0% 10 Jordânia 0,53 0% 11 Líbano 0,41 0% 12 Omã 0,21 0% 13 Somália 0,06 0% 14 Sudão 0,03 0% 15 Ilhas Comores 0,01 0% 16 Kuwait 0,00 0% 17 Mauritânia 0,00 0% 18 Iêmen 0,00 0% 19 Catar 0,00 0% 20 Djibouti - 0% 21 Bahrain - 0% Mundo ,60 Liga Árabe 2.815,22 100% 1 Argélia 1.233,00 43,80% 2 Arábia Saudita 861,10 30,59% 3 Iraque 349,60 12,42% 4 EAU 134,87 4,79% 5 Marrocos 99,80 3,55% 6 Líbia 50,92 1,81% 7 Bahrain 32,56 1,16% 8 Síria 20,11 0,71% 9 Tunísia 20,08 0,71% 10 Egito 9,19 0,33% 11 Jordânia 2,17 0,08% 12 Líbano 0,95 0,03% 13 Omã 0,38 0,01% 14 Kuwait 0,17 0,01% 15 Catar 0,14 0,00% 16 Mauritânia 0,08 0,00% 17 Sudão 0,07 0,00% 18 Iêmen 0,01 0,00% 19 Ilhas Comores 0,00 0,00% 20 Somália 0,00 0,00% 21 Djibouti - 0,00% 21,57 39,35 13,04 51,28 335,61 366,58-38,14 47, ,26 33,46 3,68 313,53 133,55 87, , , ,1 146,42 180,57-91,69-99,9 0 * Do total importado pelo Brasil da Liga Árabe. Fonte: SECEX

12 Dicas Úteis para o Exportador Preços Definidos em US$ (INCOTERMS 00) Catálogos e materiais para vendas em Inglês e Árabe ou Francês e Árabe Vídeos Amostras Cartão de Visita em Inglês/Francês e Árabe Certificado de Origem emitido pela CCAB

13 Conhecer o Importador Árabe Principais Características nos Negócios Relações Interpessoais Gosta de falar sobre a família Não gosta de falar sobre religião e política Gosta de discutir futebol, principalmente sobre a seleção brasileira Importância da Cultura Árabe Gosta de ser elogiado em relação aos seus costumes Gosta que elogiem o seu país, nos aspectos históricos, tecnológicos e culturais

14 Conhecer o Importador Árabe Principais Características nos Negócios Continuidade nas Parcerias Paciência, Perseverança e Resultados Eficiência, Qualidade, Prazo de Entrega Preços Competitivos e Target Price Prometer e Cumprir

15 Panorama Setorial Móveis e artigos para Decoração - A maioria dos países árabes não produz móveis e artigos para decoração tradicionalmente. - A maior parte da demanda por produtos do setor é suprida pelas importações. - As exportações brasileiras do setor ao mundo árabe, em 2005, atingiram US$ 22,53 milhões.

16 Panorama Setorial Móveis e artigos para Decoração - A Liga Árabe ficou entre os 10 maiores importadores de produtos brasileiros no setor, em 2005, com um crescimento de 40% em relação a Os principais mercados árabes do setor são Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Egito e Argélia. - A corrente comercial entre o Brasil e o mundo árabe no setor atingiu, em 2005, o montante de US$ milhões.

17 Panorama Setorial de Móveis e artigos para Decoração - Em 2005, os EAU mantiveram-se como o maior importador árabe do setor, representando 35% do total. Em segundo lugar, ficou a Arábia Saudita com 21%, seguida por Argélia com 16% e Egito com 10%. - Na região do Golfo Arábico o mercado de móveis tem grande correlação com o setor de construção (em 2005 importaram US$1,2 bilhão). - Os gastos em construção no Golfo em 2004 alcançaram US$ 50 bilhões, com taxa de crescimento de 10% ao ano.

18 O Mercado nos Emirados Árabes Unidos - O país é uma referência em hotelaria, e o grande centro de negócios da região (Dubai) - Em 2004, as importações do segmento alcançaram US$ 441 milhões, representando um acréscimo de 50% sobre o ano de Um grande volume de móveis importados pelos EAU são re-exportados para outros países do Golfo.

19 O Mercado nos Emirados Árabes Unidos - O setor moveleiro no país é dividido em duas categorias: os produtos de alto e médio padrão, com design bastante sofisticado, e os móveis de qualidade inferior. - Cerca de 84% dos móveis comercializados são residenciais. Em 2004, o país importou 383 milhões de móveis pra fins residenciais. - O segmento de móveis para escritório é altamente competitivo. Em 2004 foram importados US$ 54 milhões.

20 O Mercado nos Emirados Árabes Unidos

21 O Mercado nos Emirados Árabes Unidos - Em 2004 o país importou US$ 4,2 milhões em móveis de cozinha. Estes móveis são produzidos principalmente em madeira. - Em 2005, as exportações brasileiras do setor ao emirado foram de US$ 7,9 milhões, com crescimento de 36% em relação a Estilo contemporâneo e preferência pelo estilo ocidental são pontos positivos do exportador brasileiro.

22 O Mercado da Arábia Saudita - O aumento da população na Arábia Saudita espera gerar uma demanda para meio milhão de novas moradias nos próximos cinco anos. - Em 2005, o total das exportações brasileiras no setor chegou a US$ 4,8 milhões, com crescimento de 184% em relação a O mercado de móveis e interiores tem uma previsão de crescimento de US$ 2 bilhões nos próximos anos.

23 O Mercado do Egito - A produção local de móveis é competitiva. - As fábricas possuem uma boa tecnologia e mão de obra qualificada. Todavia, a indústria sofre com a falta de matéria prima, maquinário e qualidade nos produtos finais de acabamento. -A clientela de alto poder aquisitivo paga mais pelos móveis importados. - Em 2005, as exportações brasileiras do setor ao Egito totalizaram US$ 2,4 milhões.

24 O Mercado da Argélia - Estima-se que a demanda por moradias na Argélia seja de 2 milhões de unidades. - O mercado de móveis, iluminação e artigos de decoração para cozinha e banheiro está entre um dos mais lucrativos. - Reestruturação e novas construções no setor imobiliário servem de oportunidade para as exportações brasileiras - No setor, as exportações brasileiras ao país em 2005 chegaram a US$ 3,6 milhões, com crescimento de 48% em relação a 2004.

25 Produtos mais exportados aos países da Liga Árabe - Os principais produtos exportados para os países árabes no segmento foram: móveis, artigos em vidro, assentos e luminárias. Exportações brasileiras do setor aos paises árabes (2005) Assentos 7% Lum inárias 3% Outros 3% Artigos em Vidro 33% Móveis 54%

26 Móveis - Os países árabes, somaram juntos US$ 12 milhões em compras de móveis brasileiros, com um crescimento de 37,4% em relação a Os países da Liga Árabe para os quais o Brasil mais exportou móveis foram os Emirados Árabes Unidos (US$ 6.9 mi. cresc. de 41% 05/04) seguido pela Argélia (US$ 2.6 mi. cresc. de 23% 05/04) e Arábia Saudita (US$ 1.4 mi. cresc. de 253.4% de 05/04). - Em 2005 foram exportados principalmente os móveis para quarto, móveis de metal, móveis para cozinha e móveis para escritório.

27 Móveis

28 Móveis -Móveis para quarto somaram US$ 2.2 milhões em compras, em 2005, o que representou 19% das exportações de móveis para os países árabes. - Em 2005, o Brasil exportou US$ 1.3 milhões em móveis de metal, com uma participação de 11% nas exportações de móveis aos países árabes. A Arábia Saudita foi o maior comprador, seguido pelo Kuwait e Emirados Árabes.

29 Móveis

30 Móveis Contando com uma pequena participação nas exportações, móveis para cozinha e móveis para escritório são exportados principalmente para Emirados Árabes, Argélia e Arábia Saudita, porém nos Emirados Árabes, em 2005, houve um aumento de 1.363% nas exportações de 2004.

31 Promoção -Um dos melhores canais para se iniciar a promoção são feiras internacionais; -A Index em Dubai é um dos mais importantes eventos do mundo árabe no setor; -A edição de 2005 contou com 1443 expositores visitantes dos quais 65% foram estrangeiros; -Para a feira os produtos de alta qualidade são mais adequados, os visitantes esperam encontrar sofisticação nos estandes; -Além dos compradores árabes, é comum a presença de africanos e centro-asiáticos;

32 Recomendações Como acontece na maior parte dos setores, é importante estar atendo às necessidades do mercado local, da concorrência, e da colocação do Brasil em termos de qualidade e preço. As chances de móveis e artigos de decoração brasileiros de alto padrão são maiores no golfo, já que é um mercado bastante exigente. Móveis modernos, arrojados, robustos e de grandes dimensões costumam chamar a atenção do consumidor. Os ítens populares podem encontrar mercado em alguns países do norte da África como, por exemplo, a Argélia. A qualidade dos produtos brasileiros de alto padrão, muitas vezes se equipara à européia o que já é conhecido no mundo árabe. É necessário transmitir esta imagem do produto brasileiro. É importante estar atento à concorrência, principalmente asiática. Países como Turquia, Malásia, Tailândia têm adaptado seus produtos à mais altos padrões para os consumidores do golfo.

33 Câmara de Comércio Árabe Brasileira Trabalhando para Aproximar Árabes e Brasileiros

34 A CÂMARA ÁRABE Mais de meio século de atuação. Representa os 22 países árabes (Membro da Liga dos Estados Árabes. Única Câmara no Brasil reconhecida pela Liga dos Países Árabes e membro da União Geral das Câmaras de Comércio, Indústria e Agricultura dos Países Árabes.

35 A CÂMARA ÁRABE Trabalhando para Aproximar Árabes e Brasileiros Principais Parceiros: Ministério das Relações Exteriores; Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior; APEX-Brasil (Agência de Promoção de Exportações e Investimentos) Ministério do Turismo; Governo do Estado de São Paulo; Câmaras de Comércio e Indústria nos Países Árabes.

36 A CÂMARA ÁRABE Trabalhando para Aproximar Árabes e Brasileiros Estrutura Operacional: Mais de 60 colaboradores Serviços: Consulta Comercial; Certificação de Documentos; Traduções Técnicas e Comerciais; Inteligência de Mercado; Organização de Eventos, Comunicação e Marketing; ANBA.

37 O principal desafio é... Promover a integração Comercial e Cultural entre o Brasil e os Países Árabes.

38 ANBA Agência de Notícias Brasil Árabe

39 Câmara de Comércio Árabe-Brasileira Avenida Paulista, º e 18º andar São Paulo / SP Tel: (11) Fax: (11) Site: Anba:

Aspectos culturais e negociação com Países Árabes. Michel Alaby Diretor Geral

Aspectos culturais e negociação com Países Árabes. Michel Alaby Diretor Geral Aspectos culturais e negociação com Países Árabes Michel Alaby Diretor Geral Quem são os árabes? Que línguas falam? Religião. Liga Árabe Marrocos Argélia Tunísia Líbia Líbano Palestina Egito Síria Iraque

Leia mais

FIEMG sedia encontro da ABIROCHAS com RAKEZ e CCAB

FIEMG sedia encontro da ABIROCHAS com RAKEZ e CCAB FIEMG sedia encontro da ABIROCHAS com RAKEZ e CCAB Como parte do trabalho de Inteligência Competitiva objetivado pela ABIROCHAS, para os mercados de rochas ornamentais do Oriente Médio, foi realizado um

Leia mais

REFLEXÕES SOBRE O MUNDO ÁRABE CONTEMPORÂNEO

REFLEXÕES SOBRE O MUNDO ÁRABE CONTEMPORÂNEO AULA 1: GEOGRAFIA FÍSICA, HUMANA E ECONÔMICA DO MUNDO ÁRABE Palestrante: Prof. Nelson Bacic Olic Programa: Localização e países componentes do Mundo Árabe Relevo e clima Recursos minerais e centros industriais

Leia mais

VW do Brasil voltou a vender para os árabes e espera exportar até 5,5 mil carros por ano à região

VW do Brasil voltou a vender para os árabes e espera exportar até 5,5 mil carros por ano à região Agência de Notícias Brasil-Árabe - SP 26/03/2004-07:00 VW do Brasil voltou a vender para os árabes e espera exportar até 5,5 mil carros por ano à região Na quinta e última reportagem da série sobre as

Leia mais

MUNDO ÁRABE CONTEMPORÂNEO: HISTÓRIA E GEOPOLÍTICA

MUNDO ÁRABE CONTEMPORÂNEO: HISTÓRIA E GEOPOLÍTICA AULA 1: GEOGRAFIA E HISTÓRIA DO MUNDO ÁRABE Apresentação: Prof. Dr. Aziz Ab`Saber (USP) e Profª Dra. Soraya Smaili (EPM/UFSP) PARTE I: GEOGRAFIA FÍSICA, HUMANA E ECONÔMICA DO MUNDO ÁRABE Palestrante: Prof.

Leia mais

Vale do Rio Doce tem fábrica no Bahrein e vai fazer pesquisa mineral na Arábia Saudita

Vale do Rio Doce tem fábrica no Bahrein e vai fazer pesquisa mineral na Arábia Saudita Agência de Notícias Brasil-Árabe - SP 23/03/2004-00:00 Vale do Rio Doce tem fábrica no Bahrein e vai fazer pesquisa mineral na Arábia Saudita Na segunda reportagem da série sobre as maiores empresas exportadoras

Leia mais

Regras Especiais de Procedimento para o Comitê de Políticas Especiais e Descolonização (SpecPol)

Regras Especiais de Procedimento para o Comitê de Políticas Especiais e Descolonização (SpecPol) Regras Especiais de Procedimento para o Comitê de Políticas Especiais e Descolonização (SpecPol) 1. Fluxo do debate 1.1. No debate formal, o tempo limite para discurso será de 2 (dois) minutos. 1.2. Nos

Leia mais

Análise econômica e suporte para as decisões empresariais

Análise econômica e suporte para as decisões empresariais Cenário Moveleiro Análise econômica e suporte para as decisões empresariais Número 08/2007 Cenário Moveleiro Número 08/2007 1 Cenário Moveleiro Análise econômica e suporte para as decisões empresariais

Leia mais

Como Negociar com os Países Árabes

Como Negociar com os Países Árabes Como Negociar com os Países Árabes 6 de abril de 2006 Rubens Hannun Vice-Presidente de Marketing Michel Abdo Alabi Secretário Geral e Diretor de Comércio Exterior As atratividades são muitas... Países

Leia mais

Desafios para a Consolidação da Presença Brasileira nos Países Árabes do Golfo

Desafios para a Consolidação da Presença Brasileira nos Países Árabes do Golfo Desafios para a Consolidação da Presença Brasileira nos Países Árabes do Golfo Apex-Brasil Ulisses Pimenta Unidade de Inteligência Comercial e Competitiva Núcleo África e Oriente Médio CARACTERÍSTICAS

Leia mais

Câmara de Comércio e Indústria Árabe- Portuguesa

Câmara de Comércio e Indústria Árabe- Portuguesa Câmara de Comércio e Indústria Árabe- Portuguesa Empresa Portuguesa Criamos Fabricamos Exportamos História Inicio de atividade em 2012; Foco no mercado privado; Internacionalização 2015; Plano de fabrico/exportação

Leia mais

TEMA 3. Prof. Janderson Barros

TEMA 3. Prof. Janderson Barros TEMA 3 Prof. Janderson Barros Oriente Médio é um termo que se refere a uma área geográfica à volta das partes leste e sul do mar Mediterrâneo. Prof. Janderson Barros Local estratégico em termos econômicos

Leia mais

Compreender as DIFERENÇAS e SEMELHANÇAS O que nos afasta? O que nos aproxima?

Compreender as DIFERENÇAS e SEMELHANÇAS O que nos afasta? O que nos aproxima? Maio 2014 Apresentar a Indústria de MT Compreender as DIFERENÇAS e SEMELHANÇAS O que nos afasta? O que nos aproxima? Diagnosticar as NECESSIDADES MÚTUAS Do que precisamos? Do que podemos fornecer mutuamente?

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA

RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA ÍNDICE OUTUBRO 2014 FRANCA Página População...... 2 Piso salarial do sapateiro... 2 Número de funcionários na indústria de calçados...... 2 Admissões e demissões do

Leia mais

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Dezembro 2016

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Dezembro 2016 >> Exportações de produtos industriais Mato Grosso do Sul - Exportação de Produtos Industriais (Receita - US$) Grupos de Produtos Industriais Dezembro Janeiro a Dezembro 2015 2016 Var. % 2015 2016 Var.

Leia mais

MERCADO MADEIRA SERRADA

MERCADO MADEIRA SERRADA Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente Painel: A MADEIRA NO MERCADO - DESAFIOS, APLICAÇÕES E USOS MERCADO MADEIRA SERRADA Curitiba, 08 de Março de 2016 Mercado Brasileiro

Leia mais

Aquisição da Banvit. 9 de janeiro de 2017

Aquisição da Banvit. 9 de janeiro de 2017 Aquisição da Banvit 9 de janeiro de 2017 Racional Estratégico da Transação A Turquia representa o maior mercado consumidor halal no mundo e a Banvit é a líder neste mercado A Turquia representa o maior

Leia mais

SEMINÁRIO FIEP CURITIBA / PR 17/07/2015

SEMINÁRIO FIEP CURITIBA / PR 17/07/2015 SEMINÁRIO FIEP CURITIBA / PR 17/07/2015 QUEM SOMOS Uma instituição do Governo do Chile, vinculada ao Ministério de Relações Exteriores, que promove as exportações de bens e serviços chilenos, em todo o

Leia mais

REFLEXÕES SOBRE O MUNDO ÁRABE CONTEMPORÂNEO

REFLEXÕES SOBRE O MUNDO ÁRABE CONTEMPORÂNEO Publicado no site da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira: www.ccab.org.br A Arábia Saudita é o maior país do Oriente Médio, ocupando mais de 4/5 da Península Arábica. O Reino é dividido em treze províncias.

Leia mais

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Junho 2017

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Junho 2017 >> Exportações de produtos industriais Grupos de Produtos Industriais Junho - US$ Janeiro a Junho - US$ 2016 2017 Var. % 2016 2017 Var. % Celulose e Papel 84.431.684 90.047.004 7% 522.390.072 501.962.469-4%

Leia mais

Membros da MIGA. Agência Multilateral de Garantia de Investimentos. Data de afiliação

Membros da MIGA. Agência Multilateral de Garantia de Investimentos. Data de afiliação Membros da MIGA Agência Multilateral de Garantia de Investimentos Membro Data de afiliação África do Sul 10 de março de 1994 Albânia 15 de outubro de 1991 Alemanha 12 de abril de 1988 Angola 19 de setembro

Leia mais

VISTOS CONSULARES. Afeganistão Sim Sim. África do Sul Não Não. Albânia Sim Sim. Alemanha Não Não. Andorra Não Sim. Angola Sim Sim

VISTOS CONSULARES. Afeganistão Sim Sim. África do Sul Não Não. Albânia Sim Sim. Alemanha Não Não. Andorra Não Sim. Angola Sim Sim VISTOS CONSULARES - Você vai para o exterior? Uma das primeiras providências a ser tomada é procurar saber se o país de seu destino exige visto no passaporte junto à embaixada ou ao consulado para permitir

Leia mais

Questões Geopolíticas Contemporâneas

Questões Geopolíticas Contemporâneas Questões Geopolíticas Contemporâneas Questões Geopolíticas Contemporâneas 1. no século XXI como grande foco de tensão mundial: lá se desenvolvem intrincados e importantes conflitos desta nossa época. Suas

Leia mais

ANEXO B. DADOS MUNDIAIS DE ENERGIA

ANEXO B. DADOS MUNDIAIS DE ENERGIA ANEXO B. DADOS MUNDIAIS DE ENERGIA 1. OFERTA MUNDIAL DE ENERGIA GRÁFICO B.1: OFERTA MUNDIAL DE ENERGIA POR FONTE GRÁFICO B.2: OFERTA MUNDIAL DE ENERGIA POR REGIÃO (*) (*) Excluindo bunkers marítimos internacionais

Leia mais

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL Março/2014 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Mundial 05. População

Leia mais

Oriente Médio: aspectos físicos e humanos gerais

Oriente Médio: aspectos físicos e humanos gerais Oriente Médio: aspectos físicos e humanos gerais 1. Oriente Médio: uma visão eurocêntrica A expressão Oriente Médio designa a região da Península Arábica. Oriente Próximo: Turquia, Líbano e Síria. Extremo

Leia mais

SEÇÃO 1 Panorama Internacional. Petróleo 1.1 Reservas 1.2 Produção 1.3 Refino 1.4 Preços. Gás Natural 1.5 Reservas 1.6 Produção

SEÇÃO 1 Panorama Internacional. Petróleo 1.1 Reservas 1.2 Produção 1.3 Refino 1.4 Preços. Gás Natural 1.5 Reservas 1.6 Produção SEÇÃO 1 Panorama Internacional Petróleo 1.1 Reservas 1.2 Produção 1.3 Refino 1.4 Preços Gás Natural 1.5 Reservas 1.6 Produção 1 Esta seção apresenta informações sobre o desempenho da indústria mundial

Leia mais

África e Oriente Médio Perspectivas para 2013

África e Oriente Médio Perspectivas para 2013 África e Oriente Médio Perspectivas para 13 Janeiro - 13 Resumo Executivo As economias do Oriente Médio, Norte da África e África Subsaariana vêm apresentando um desempenho bastante favorável desde o começo

Leia mais

Oriente Médio. Palco de instabilidade da política mundial

Oriente Médio. Palco de instabilidade da política mundial Oriente Médio Palco de instabilidade da política mundial Conhecido como Oriente Próximo Está limitado pelo Oceano Índico e pelos mares Mediterrâneo, Negro, Vermelho e Cáspio. Paisagem marcado por áreas

Leia mais

Brazilian Festival. Cairo - Egito : Setembro de 2016

Brazilian Festival. Cairo - Egito : Setembro de 2016 Brazilian Festival Cairo - Egito : 06-09 Setembro de 2016 Dados de Importação Brasil - Egito 2 Egito em Números População: 90 milhões PIB per Capita: US$ 3.242 Distancia Marítima: 26d14h Principais produtos

Leia mais

Recursos e oferta de energia - petróleo e gás natural. Ano base 2004 (Resources and energy supplies - oil and natural gas.

Recursos e oferta de energia - petróleo e gás natural. Ano base 2004 (Resources and energy supplies - oil and natural gas. Recursos e Ofertas de Energia Recursos e oferta de energia - petróleo e gás natural. Ano base 2004 (Resources and energy supplies - oil and natural gas. Base year 2004) Eng. Doutoranda Vanessa Meloni Massara

Leia mais

EMIRADOS ÁRABES UNIDOS Comércio Exterior

EMIRADOS ÁRABES UNIDOS Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC EMIRADOS ÁRABES UNIDOS Comércio Exterior Novembro de 2014 Índice.

Leia mais

Exportações de Carnes agronegócio Janeiro a Dezembro de Exportações de carnes BRASIL

Exportações de Carnes agronegócio Janeiro a Dezembro de Exportações de carnes BRASIL Exportações de Carnes agronegócio Janeiro a Dezembro de 2014 1. Exportações de carnes BRASIL Ao longo dos últimos dez anos as exportações de carne no Brasil aumentaram. Para a carne de frango o aumento

Leia mais

LÍBANO Comércio Exterior

LÍBANO Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC LÍBANO Comércio Exterior Junho de 2014 Índice. Dados Básicos. Principais

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA

RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA ÍNDICE AGOSTO 2012 FRANCA 01) População 02) Piso salarial do sapateiro 03) Número de funcionários na indústria de calçados 04) Admissões e demissões do setor calçadista

Leia mais

Exportação de Farinhas e Gorduras de Origem Animal

Exportação de Farinhas e Gorduras de Origem Animal 14:58 Exportação de Farinhas e Gorduras de Origem Animal Projeto Programa Brasileiro para a Expansão das Exportações das Farinhas e gorduras de origem animal Objetivo Identificar a situação encontrada

Leia mais

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Julho 2016

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Julho 2016 >> Exportações de produtos industriais Mato Grosso do Sul - Exportação de Produtos Industriais (Receita - US$) Grupos de Produtos Industriais Julho Janeiro a Julho 2015 2016 Var. % 2015 2016 Var. % Celulose

Leia mais

INFORMATIVO EXPORTAÇÕES

INFORMATIVO EXPORTAÇÕES INFORMATIVO EXPORTAÇÕES DEZEMBRO 2011 ÍNDICE: 1. Exportações Brasileiras de Rochas Dezembro 2010 X 2011 Pg.02 2. Exportações Capixabas Rochas Dezembro 2010 X 2011 Pg.02 3. Participação das Exportações

Leia mais

Primavera Árabe. Subtema: A MORTE DE KADAFI

Primavera Árabe. Subtema: A MORTE DE KADAFI Primavera Árabe Subtema: A MORTE DE KADAFI O que é a Primavera Árabe? Os protestos no mundo árabe em 2010-2011, também conhecido como a Primavera Árabe, uma onda revolucionária de manifestações e protestos

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio. Balança Comercial do Agronegócio Agosto/2017

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio. Balança Comercial do Agronegócio Agosto/2017 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Balança Comercial do Agronegócio Agosto/2017 I Resultados do mês (comparativo Agosto/2017 Agosto/2016)

Leia mais

GEOGRAFIA. Prof.: Zidane e Wilton Pires

GEOGRAFIA. Prof.: Zidane e Wilton Pires GEOGRAFIA Prof.: Zidane e Wilton Pires AGROPECUÁRIA QUESTÕES AGRÁRIAS (DISTRIBUIÇÃO DAS TERRAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS) Concentração fundiária (origem do período colonial: sesmarias, capitanias hereditárias);

Leia mais

Resultados de 2015 Perspectivas para Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio

Resultados de 2015 Perspectivas para Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Resultados de 2015 Perspectivas para 2016 Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Agronegócio na Balança Comercial 300 250 37,9% 37,1% 39,5% 41,3% 43,0% 45,9% 50% 45% 40% 200 35% 30% US$ Bilhões

Leia mais

Seminário Financiamento à Exportação Brasileira. 2 de Dezembro de 2014

Seminário Financiamento à Exportação Brasileira. 2 de Dezembro de 2014 Seminário Financiamento à Exportação Brasileira 2 de Dezembro de 2014 África: Nosso Cartão Postal 1 Visão Geral do Grupo Presença na África Estabelecido em 1862; ICBC, o maior banco chinês, detém participação

Leia mais

Arábia Saudita quer empresas brasileiras no setor de mineração

Arábia Saudita quer empresas brasileiras no setor de mineração Agência de Notícias Brasil-Árabe - SP 06/02/2006-07:00 Arábia Saudita quer empresas brasileiras no setor de mineração O governo do país árabe abriu o segmento à exploração privada e o presidente da mineradora

Leia mais

Estrutura da Apresentação

Estrutura da Apresentação Estrutura da Apresentação Panorama Mundial em 2015 Comércio Exterior Brasileiro em 2015 Comércio Exterior Catarinense em 2015 Resultados da Pesquisa Conclusões Panorama Mundial em 2015 Panorama Mundial

Leia mais

10 de agosto de 2009

10 de agosto de 2009 10 de agosto de 2009 1 A Missão Empresarial Brasileira à China 2009 faz parte do Programa de Ações Integradas de Promoção Comercial, desenvolvido pela Rede Brasileira de Centros Internacionais de Negócios

Leia mais

PLANO NACIONAL DA CULTURA EXPORTADORA. Curitiba, 26 de abril de 2016

PLANO NACIONAL DA CULTURA EXPORTADORA. Curitiba, 26 de abril de 2016 PLANO NACIONAL DA CULTURA EXPORTADORA Curitiba, 26 de abril de 2016 Sumário Fundamentos do PNCE Referencial Estratégico do PNCE Gestão do Referencial Estratégico PNCE e Chama Empreendedora 2 FUNDAMENTOS

Leia mais

EXPORTAÇÕES DAS COOPERATIVAS BRASILEIRAS NOS 5 PRIMEIROS MESES DE 2011 (JANEIRO A MAIO)

EXPORTAÇÕES DAS COOPERATIVAS BRASILEIRAS NOS 5 PRIMEIROS MESES DE 2011 (JANEIRO A MAIO) EXPORTAÇÕES DAS COOPERATIVAS BRASILEIRAS NOS 5 PRIMEIROS MESES DE 2011 (JANEIRO A MAIO) I. COOPERATIVAS DO BRASIL Quadro 01 Exportações das cooperativas brasileiras de janeiro a maio de 2005 a 2011 (US$

Leia mais

Países árabes aparecem entre os maiores compradores de carne bovina brasileira em janeiro

Países árabes aparecem entre os maiores compradores de carne bovina brasileira em janeiro Agência de Notícias Brasil-Árabe - SP 13/02/2004-07:00 Países árabes aparecem entre os maiores compradores de carne bovina brasileira em janeiro No mês passado, o Egito ficou em primeiro lugar em quantidades

Leia mais

Quem somos e o quê fazemos?

Quem somos e o quê fazemos? Quem somos e o quê fazemos? Uma entidade sem fins lucrativos dedicada a pensar estrategicamente o setor, conduzindo programas direcionados ao desenvolvimento tecnológico das empresas e a sua inserção no

Leia mais

Exportações no período acumulado de janeiro até maio de Total das exportações do Rio Grande do Sul.

Exportações no período acumulado de janeiro até maio de Total das exportações do Rio Grande do Sul. Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de maio de 2015. Total das exportações do Rio Grande do

Leia mais

MISSÃO EMPRESARIAL BRASILEIRA À CHINA ª CANTON FAIR

MISSÃO EMPRESARIAL BRASILEIRA À CHINA ª CANTON FAIR MISSÃO EMPRESARIAL BRASILEIRA À CHINA 2012 112ª CANTON FAIR De 09 a 19 de outubro - Visitantes De 11 a 21 de outubro - Expositores MISSÃO EMPRESARIAL BRASILEIRA À CHINA 2012 A Federação das Indústrias

Leia mais

SISTEMA FARSUL MAPEAMENTO DAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE CARNE BOVINA:

SISTEMA FARSUL MAPEAMENTO DAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE CARNE BOVINA: SISTEMA FARSUL ASSESSORIA ECONÔMICA MAPEAMENTO DAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE CARNE BOVINA: 2006-2016 PORTO ALEGRE 2017 MAPEAMENTO DAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE CARNE BOVINA 1.0 INTRODUÇÃO E METODOLOGIA

Leia mais

POLIONU LISTA DE PAÍSES

POLIONU LISTA DE PAÍSES AGH Bolívia 2 Brasil 2 Chile 2 China 2 Colômbia 2 Cuba 2 Equador 2 Espanha 2 Estados Unidos da América 2 França 2 Honduras 2 Israel 2 Itália 2 México 2 Nigéria 2 Panamá 2 Peru 2 Reino Unido 2 Senegal 2

Leia mais

Análise de Mercado. Transporte Aéreo Internacional BRASIL ÁSIA

Análise de Mercado. Transporte Aéreo Internacional BRASIL ÁSIA Análise de Mercado Transporte Aéreo Internacional BRASIL ÁSIA SRI - Superintendência de Relações Internacionais GAMI Gerência de Análise de Mercados Internacionais Última atualização: 08 de outubro de

Leia mais

OMC CONDENA INDONÉSIA POR PROIBIR ACESSO DAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE CARNE DE FRANGO

OMC CONDENA INDONÉSIA POR PROIBIR ACESSO DAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE CARNE DE FRANGO OMC CONDENA INDONÉSIA POR PROIBIR ACESSO DAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE CARNE DE FRANGO Nesta terça-feira (17), a Organização Mundial do Comércio (OMC) circulou o relatório do Painel da disputa iniciada

Leia mais

REDE BRASILEIRA DE CENTROS INTERNACIONAIS DE NEGÓCIOS COORDENADA PELA CNI PRESENTE NOS 27 ESTADOS PARCEIROS NACIONAIS E INTERNACIONAIS

REDE BRASILEIRA DE CENTROS INTERNACIONAIS DE NEGÓCIOS COORDENADA PELA CNI PRESENTE NOS 27 ESTADOS PARCEIROS NACIONAIS E INTERNACIONAIS REDE BRASILEIRA DE CENTROS INTERNACIONAIS DE NEGÓCIOS COORDENADA PELA CNI PRESENTE NOS 27 ESTADOS PARCEIROS NACIONAIS E INTERNACIONAIS ÁREA INTERNACIONAL DA FIEP PROMOVER A INTERNACIONALIZAÇÃO DAS EMPRESAS

Leia mais

página 12 Jornal Notícias do Congresso Nacional IDELB Ano III Nº 13 Julho / Agosto / Setembro 2014

página 12 Jornal Notícias do Congresso Nacional IDELB Ano III Nº 13 Julho / Agosto / Setembro 2014 página 12 Jornal Notícias do Congresso Nacional IDELB Ano III Nº 13 Julho / Agosto / Setembro 2014 Dr. Josué dos Santos Ferreira Fundador e Presidente Nacional do Instituto de Estudos Legislativos Brasileiro

Leia mais

Exportação Passo a Passo

Exportação Passo a Passo Sumário 3 4 5 6 1. INTRODUÇÃO 7 2. IMPORTÂNCIA DA ATIVIDADE EXPORTADORA POR QUE EXPORTAR? 9 2.1. A internacionalização da empresa 10 2.2. Etapas da internacionalização da empresa 2.3. Considerações importantes

Leia mais

InfoBiz. Países Árabes. Móveis e Artigos para Decoração

InfoBiz. Países Árabes. Móveis e Artigos para Decoração Países Árabes Móveis e Artigos para Decoração Salim Taufic Schahin Presidente Wladimir Freua Vice Presidente de Comércio Exterior Michel Alaby Secretario Geral Equipe Técnica Responsável Rodrigo Solano

Leia mais

COMÉRCIO EXTERIOR MAIO

COMÉRCIO EXTERIOR MAIO MAIO EXPORTAÇÕES No mês de maio de 2017, as exportações catarinenses somaram US$ 802,8 milhões, o que representou um avanço de 15,8% frente a maio de 2016. Esse crescimento é o melhor para o mês desde

Leia mais

Aprendendo a Exportar Tecnologia e Gestão, Requisitos Técnicos e Promoção Comercial Exportage

Aprendendo a Exportar Tecnologia e Gestão, Requisitos Técnicos e Promoção Comercial Exportage Aprendendo a Exportar Tecnologia e Gestão, Requisitos Técnicos e Promoção Comercial Exportage Grupo Bárbara Lobo, Flávia Biagi, Jacqueline Hisatomi, Pedro Ornellas, Taiame Souza e Tatiana Tamagawa Gestão

Leia mais

NOMES DE PAÌSES EM PORTUGUÊS. Lista da ONU

NOMES DE PAÌSES EM PORTUGUÊS. Lista da ONU NOMES DE PAÌSES EM PORTUGUÊS Lista da ONU Países-membros das Nações Unidas Segue-se a lista dos 192 países-membros das Nações Unidas, de acordo com a ordem alfabética de seus nomes em português, com as

Leia mais

APRESENTAÇÃO APIMEC - BA

APRESENTAÇÃO APIMEC - BA APRESENTAÇÃO APIMEC - BA Agosto/2017 EQUIPE DE RI Geraldo Luciano Vice-Presidente de Investimentos e Controladoria Fabio Cefaly Diretor de Novos Negócios e Relações com Investidores Fernanda Carvalho Gerente

Leia mais

DADOS BÁSICOS E PRINCIPAIS INDICADORES ECONÔMICO-COMERCIAIS I R A Q U E

DADOS BÁSICOS E PRINCIPAIS INDICADORES ECONÔMICO-COMERCIAIS I R A Q U E Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC DADOS BÁSICOS E PRINCIPAIS INDICADORES ECONÔMICO-COMERCIAIS I R

Leia mais

África Comércio e Oportunidades

África Comércio e Oportunidades África Comércio e Oportunidades Gerência Executiva de Inteligência Comercial e Estratégia de Negócios Gerência de Inteligência Comercial Núcleo África e Oriente Médio Balança comercial Mundo-África e Brasil-África

Leia mais

Workshop da Cadeia Produtiva da Proteína Animal Componente FRANGO

Workshop da Cadeia Produtiva da Proteína Animal Componente FRANGO Workshop da Cadeia Produtiva da Proteína Animal Componente FRANGO Pauta Boas vindas Abertura Apresentação da Metodologia de Planejamento: próximos passos Caracterização da cadeia Validação dos Problemas:

Leia mais

Agroexportações. agronegócio e cooperativismo

Agroexportações. agronegócio e cooperativismo Agroexportações 1. Resumo agronegócio e cooperativismo Janeiro a Dezembro Em as cooperativas brasileiras exportaram US$ 5,14 bilhões; As cooperativas do Estado do Paraná atingiram o valor de US$ 2,03 bilhões

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA

RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA ÍNDICE FEVEREIRO 2015 FRANCA Página População...... 2 Piso salarial do sapateiro... 2 Número de funcionários na indústria de calçados...... 2 Admissões e demissões do

Leia mais

Política de Escopo Geográfico de Certificação de Produtor para o Comércio Justo Fairtrade

Política de Escopo Geográfico de Certificação de Produtor para o Comércio Justo Fairtrade Política de Escopo Geográfico de Certificação de Produtor para o Comércio Justo Fairtrade 19.01.2015 Objetivo O objetivo do escopo geográfico da Fairtrade International é determinar em quais países as

Leia mais

EVOLUÇÃO E POTENCIAL DOS MERCADOS DO ORIENTE MÉDIO PARA A CARNE BOVINA BRASILEIRA THAIS MENEZES ZIMBRES; SILVIA HELENA GALVÃO DE MIRANDA;

EVOLUÇÃO E POTENCIAL DOS MERCADOS DO ORIENTE MÉDIO PARA A CARNE BOVINA BRASILEIRA THAIS MENEZES ZIMBRES; SILVIA HELENA GALVÃO DE MIRANDA; EVOLUÇÃO E POTENCIAL DOS MERCADOS DO ORIENTE MÉDIO PARA A CARNE BOVINA BRASILEIRA THAIS MENEZES ZIMBRES; SILVIA HELENA GALVÃO DE MIRANDA; CEPEA-ESALQ/USP PIRACICABA - SP - BRASIL thazim@esalq.usp.br APRESENTAÇÃO

Leia mais

Marcas: Hyundai, Kia, Samsung, Daewoo, LG e Pantech

Marcas: Hyundai, Kia, Samsung, Daewoo, LG e Pantech A Coreia do Sul possui a décima segunda maior economia do mundo, sendo o principal dos dragões asiáticos, o país atingiu um rápido crescimento económico com a exportação de produtos manufacturados. Na

Leia mais

Banda Larga - Definià à o Tecnica

Banda Larga - Definià à o Tecnica Banda Larga - Definià à o Tecnica O que e Banda Larga? (Broadband) Banda Larga refere-se à telecomunicação que fornece múltiplos canais de dados por cima de um meio de comunicações único, tipicamente usando

Leia mais

Portas Automáticas. Resistentes ao Fogo

Portas Automáticas. Resistentes ao Fogo Portas Automáticas Resistentes ao Fogo 1 Criada em 1966, a Manusa é uma empresa líder no mercado das portas automáticas graças ao desenvolvimento de uma tecnologia própria e a uma equipa de profissionais

Leia mais

MERCADO INTERNACIONAL DE MANGA: SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS

MERCADO INTERNACIONAL DE MANGA: SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS MERCADO INTERNACIONAL DE MANGA: SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS Carlos Roberto Machado Pimentel Ricardo Elesbão Alves Heloísa Almeida Cunha Filgueiras INTRODUÇÃO Do conjunto de frutas atualmente comercializado,

Leia mais

O cenário das revoltas no Norte da África e no Oriente Médio

O cenário das revoltas no Norte da África e no Oriente Médio O cenário das revoltas no Norte da África e no Oriente Médio O mundo árabe é formado por um conjunto de países localizados no norte da África e no Oriente Médio. A maneira mais usual de identificar as

Leia mais

Instituto de Estudos e Marketing Industrial. Pesquisa de Mercado - Estudos Setoriais - Assessoria Empresarial - Publicações

Instituto de Estudos e Marketing Industrial. Pesquisa de Mercado - Estudos Setoriais - Assessoria Empresarial - Publicações Instituto de Estudos e Marketing Industrial Pesquisa de Mercado - Estudos Setoriais - Assessoria Empresarial - Publicações Apresentação Brasil Móveis 2006 Relatório Setorial da Indústria de Móveis no Brasil

Leia mais

Tarifário 2016 Em vigor a partir de 5/9/2016

Tarifário 2016 Em vigor a partir de 5/9/2016 Uzo Original Destino Preço por Minuto/SMS/MMS Voz Todas as redes nacionais 0,193 Voz (tarifa reduzida) Todas as redes nacionais 0,145 SMS Todas as redes nacionais 0,098 SMS (tarifa reduzida) Todas as redes

Leia mais

ASSUNTO: Organização comum de mercado no sector das matérias gordas regimes de importação de azeite

ASSUNTO: Organização comum de mercado no sector das matérias gordas regimes de importação de azeite DSRA P. 16.2.14(1)/2003 Circular n.º 47/2003 Série II ASSUNTO: Organização comum de mercado no sector das matérias gordas regimes de importação de azeite Considerando que o Regulamento () n.º 2005/97 do

Leia mais

P a r c e r i a IMPORTADORES 1 / 5 CCIAP. Agosto 10 BOLETIM DA CÂMARA DO COMÉRCIO E INDÚSTRIA ÁRABE PORTUGUESA N.º 258 EGIPTO MARROCOS LÍBIA

P a r c e r i a IMPORTADORES 1 / 5 CCIAP. Agosto 10 BOLETIM DA CÂMARA DO COMÉRCIO E INDÚSTRIA ÁRABE PORTUGUESA N.º 258 EGIPTO MARROCOS LÍBIA 0. P a r c e r i a Agosto 10 BOLETIM DA CÂMARA DO COMÉRCIO E INDÚSTRIA ÁRABE PORTUGUESA N.º 258 EMIRATOS: NIVEIS DE CONIFIANÇA COMERCIAL NO MÁXIMO IMPORTADORES Introdução De acordo com o HSBC Trade Confidence

Leia mais

Exportações de Carnes agronegócio Janeiro a Dezembro de 2015

Exportações de Carnes agronegócio Janeiro a Dezembro de 2015 Exportações de Carnes agronegócio Janeiro a Dezembro de 2015 1. Exportações de carnes de janeiro a dezembro de 2015 BRASIL As exportações brasileiras de carnes somaram US$ 14,7 bilhões no período de janeiro

Leia mais

a primavera arabe Ditaduras Pobreza Corrupção Radicalismo religioso Internet Desemprego Direitos Humanos Caminhos da Democracia do Mundo Muçulmano

a primavera arabe Ditaduras Pobreza Corrupção Radicalismo religioso Internet Desemprego Direitos Humanos Caminhos da Democracia do Mundo Muçulmano a primavera arabe Corrupção Pobreza Ditaduras Radicalismo religioso Internet Desemprego Direitos Humanos Caminhos da Democracia do Mundo Muçulmano Mapa dos Levantes Os acontecimentos iniciaram na Tunísia

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio. Balança Comercial do Agronegócio Abril/2017

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio. Balança Comercial do Agronegócio Abril/2017 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Balança Comercial do Agronegócio Abril/2017 I Resultados do mês (comparativo Abril/2017 Abril/2016)

Leia mais

Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos

Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos VIII Congresso Brasileiro de Marketing Rural Como a agroindústria brasileira está se adaptando às exigências do mercado internacional São Paulo, 28

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio. Balança Comercial do Agronegócio Julho/2013

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio. Balança Comercial do Agronegócio Julho/2013 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Balança Comercial do Agronegócio Julho/2013 I - Resultados do mês As exportações brasileiras do

Leia mais

Apex-Brasil Resultados e ações de apoio ao exportador

Apex-Brasil Resultados e ações de apoio ao exportador Apex-Brasil Resultados e ações de apoio ao exportador Exportações Empresas apoiadas pela Apex-Brasil e Brasil APEX-BRASIL EM NÚMEROS JANEIRO a DEZEMBRO 2016 O TRABALHO DESENVOLVIDO PELA APEX-BRASIL JUNTO

Leia mais

Análisis Prospectivo del Comercio Agroalimentario Internacional. Prof. Dra. Susan E. Martins Cesar de Oliveira (Universidade de Brasília - UnB)

Análisis Prospectivo del Comercio Agroalimentario Internacional. Prof. Dra. Susan E. Martins Cesar de Oliveira (Universidade de Brasília - UnB) Análisis Prospectivo del Comercio Agroalimentario Internacional Prof. Dra. Susan E. Martins Cesar de Oliveira (Universidade de Brasília - UnB) ÍNDICE Tendências do mercado global; Perspectivas para o comércio

Leia mais

MISSÃO EMPRESARIAL BRASILEIRA À CHINA 112ª CANTON FAIR

MISSÃO EMPRESARIAL BRASILEIRA À CHINA 112ª CANTON FAIR MISSÃO EMPRESARIAL BRASILEIRA À CHINA 112ª CANTON FAIR De 09 a 19 de outubro de 2012 Visitantes De 11 a 21 de outubro de 2012 - Expositores MISSÃO EMPRESARIAL BRASILEIRA À CHINA A Federação das Indústrias

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 07/12/2016) Legenda

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 07/12/2016) Legenda Ministério das Relações Exteriores Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos Divisão de Imigração Quadro Geral de Regime de Vistos para

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 08/04/2016) Legenda

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 08/04/2016) Legenda Ministério das Relações Exteriores Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos Divisão de Imigração Quadro Geral de Regime de Vistos para

Leia mais

Relatório Mundial de Saúde 2006

Relatório Mundial de Saúde 2006 170 Relatório Mundial de Saúde 2006 Anexo Tabela 1 Indicadores básicos para todos os Estados-Membros Números computados pela OMS para assegurar comparabilidade a ; não são necessariamente estatísticas

Leia mais

Agosto , , , ,9

Agosto , , , ,9 BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA AGOSTO 2010 US$ milhões FOB EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO CORR. COMÉRCIO SALDO Período Dias Valor Média Valor Média Valor Média Valor Média Úteis p/dia útil p/dia útil p/dia útil p/dia

Leia mais

Brasil investe na exportação de vinhos finos

Brasil investe na exportação de vinhos finos Agência de Notícias Brasil-Árabe - SP 09/11/2004-07:00 Brasil investe na exportação de vinhos finos Até setembro, as exportações brasileiras cresceram 42% em relação ao total do ano passado. Dirigentes

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA

RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA ÍNDICE MARÇO 2015 FRANCA Página População...... 2 Piso salarial do sapateiro... 2 Número de funcionários na indústria de calçados...... 2 Admissões e demissões do setor

Leia mais

ORIENTAÇÕES DE ESTUDO 5º ANO / 4º BIMESTRE

ORIENTAÇÕES DE ESTUDO 5º ANO / 4º BIMESTRE ORIENTAÇÕES DE ESTUDO 5º ANO / 4º BIMESTRE * CLIQUE NO LINK DESEJADO PARA VISUALIZAR * Ed. Física História Geografia Ciências Inglês Artes Português / Redação Matemática Informática Árabe Cultura Árabe

Leia mais

Nesta unidade. Formação do território africano. Colonização e independência. Clima e vegetação. População e economia. Regiões. p.

Nesta unidade. Formação do território africano. Colonização e independência. Clima e vegetação. População e economia. Regiões. p. Frente B Unidade 4 África Nesta unidade Formação do território africano. Colonização e independência. Clima e vegetação. População e economia. Regiões. p. 86 Prof. Luiz Gustavo - Profão Capítulo 2 África:

Leia mais

Balanço 2016 Perspectivas Balança Comercial do Agro

Balanço 2016 Perspectivas Balança Comercial do Agro Balança Comercial do Agro 39 40 Balanço 2016 Perspectivas 2017 Perspectivas 2017 INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURA, INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE SERÃO ESSENCIAIS PARA AUMENTO DAS EXPORTAÇÕES As projeções

Leia mais

FIESP 2008 Seminário em vídeo-conferência sobre a FOODEX JAPAN

FIESP 2008 Seminário em vídeo-conferência sobre a FOODEX JAPAN FIESP 2008 Seminário em vídeo-conferência sobre a FOODEX JAPAN 2008-27.02.2008 Lâmina 1. Introdução A FOODEX JAPAN está completando este ano 33 anos de realização contínua. É considerada hoje a terceira

Leia mais

O Setor em Grandes Números 2015

O Setor em Grandes Números 2015 O Setor em Grandes Números 2015 Apresentação Esta publicação reúne dados oficiais de fontes no Brasil e no exterior sobre o desempenho do Setor de Gemas, Joias e Metais Preciosos em 2015. Muitos dos números

Leia mais

Análise de mercados potenciais Seminário de Comércio Exterior sobre Flores

Análise de mercados potenciais Seminário de Comércio Exterior sobre Flores Análise de mercados potenciais Seminário de Comércio Exterior sobre Flores Março/2017 Manoel Franco Junior Analista - Coordenação de Inteligência de Mercado Estrutura da apresentação: 1) Ferramentas de

Leia mais