As Actividades de Lazer e Recreação: A Dança Tradicional na Ocupação dos Tempos Livres nas Diferentes Idades. Batalha, Ana Paula - FMH / UTL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "As Actividades de Lazer e Recreação: A Dança Tradicional na Ocupação dos Tempos Livres nas Diferentes Idades. Batalha, Ana Paula - FMH / UTL"

Transcrição

1 8º Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa FMH/Portugal Dez/ 2000 As Actividades de Lazer e Recreação: A Dança Tradicional na Ocupação dos Tempos Livres nas Diferentes Idades Varregoso, Isabel - ESE Leiria / IPL Batalha, Ana Paula - FMH / UTL

2 Sociedade Actual Aumento do Tempo Livre Necessidade de Tempo Livre Necessidade da Ocupação Positiva do Tempo Livre Existência de Muito Tempo Livre

3 Promoção do Saúde INDIVIDUAL Promoção da Bem-Estar Prevenção da Doença Combate ao Sedentarismo Ao Longo da Vida desde a Infância Benefício de Ser Activo SOCIAL Manutenção da Vitalidade Combate à Inactividade Ocupação Positiva do Tempo Livre

4 As DTP como Actividade CORPORAL Vida Activa Melhoria da Saúde Funções Biológicas Obesidade Motricidade Condição Física Necessidade de Movimento Vitalidade Autonomia

5 As DTP como Actividade de LAZER Lazer Activo Ocupação Tempos Livres Bem-Estar Colectivo Bem-Estar Individual

6 As DTP como Actividade RECREATIVA Bem-Estar Psicológico Comunicação Convívio Relações Afectivas e Sociais Combate Stress /Ansiedade Integração Auto-Estima Social Auto-Conceito Equilíbrio Divertimento Psicológico e Emocional

7 As DTP como Actividade EDUCATIVA Desenvolvimento Conhecimentos Aprendizagem Valores e Atitudes Funções Cognitivas Vocabulário Formação Musical

8 As DTP como Actividade ARTÍSTICA e CULTURAL Individualidade Estético- Artístico Expressivo- Comunicativo Identidade Cultura Valores Tradicionais Desenvolvimento Histórico-Cultural

9 As DTP e os Programas de Actividades Variedade das Danças Acessibilidade das Danças Quantidade de Danças Adaptabilidade das Danças ADAPTAM-SE para DIFERENTES OBJECTIVOS, MOTIVAÇÕES, IDADES, CAPACIDADES

10 As DTP e os Benefícios para Todos Alegria, Recreação, Autonomia Prazer, Festa Crescimento Saúde Vida Activa Conhecimento Socialização Necessidades: Pessoal movimento, e dos Outros recreação, Desenvolvimento expressão, convívio e Aprendizagem e comunicação CRIANÇAS, JOVENS, ADULTOS e IDOSOS

11 As DTP e as Diferentes Idades Crianças 3-10 Idosos Jovens Idosos Jovens Adultos Idosos Rodas e Jogos Cantados Danças Colectivas Danças Tradicionais

12 Lenga-lengas Canções Mimadas Rimas Cantilenas Dramatizações Canções de Roda Jogos Cantados Rodas Cantadas (simples) As DTP e as Diferentes Idades 3 / 5 anos - Jardim de Infância Jogar com: música (ritmo) gesto batimentos (instrumentos) deslocamentos simples movimentos simples progressivamente colectivos, suscitando a espontaneidade Movimentos: andar, correr, saltar 2/2, galopar, rodar (rodar c/ par), oscilar, baixar/elevar, tremer, torcer, acenar,... Evoluções: sentado, de pé parado, a andar disperso, em roda parada, roda grande, roda de 2, farândola... ouvir música... falar ritmado... fazer gestos (mimar)... mexer-se... jogar com as palavras... cantar... sozinho...e com o outro(s)

13 6 / 8 anos - Ensino Básico - 1º Ciclo (1ª fase) Canções de Roda Jogos Cantados Rodas Cantadas As DTP e as Diferentes Idades Jogar com: música (ritmo) gesto batimentos (instrumentos) movimentos deslocamentos ordenados (evoluções simples) descobrindo e inventando c/ o(s) outro(s) (relações simples) Movimentos: saltitares Evoluções: roda grande, rodas pequenas, abertas e fechadas, túnel, cortejo Passos: Marcha, Carreira, Passo e Toca, Galope, Corridinho, Saltitado... realizar e recriar Rodas e Jogos Cantados (RJC)... usando os gestos, movimentos, deslocamentos e relações de acordo com a simbolização...

14 9 / 12 anos - Ens. Básico - 1º Ciclo (2ª fase) e 2º Ciclos Canções de Roda Jogos Cantados Rodas Cantadas Danças Colectivas As DTP e as Diferentes Idades Jogar com: música (ritmo) gesto batimentos (instrumentos) movimentos evoluções e relações progressivamente mais complexas e variadas levando à criação colectiva Movimentos: saltitares - 1/1, 1/2, 2/1 Evoluções: roda dupla, roda de pares, fila, fileira, quadrilha, enleio, oito, volta de mãos Passos: Malhão, Vira, Valseado, Chula Troca Passo... outros... realizar e criar (RJC) e Danças Colectivas... usando os gestos, movimentos, deslocamentos e relações de acordo com a simbolização...

15 As DTP na ESCOLA e na COMUNIDADE ESCOLA Interdisciplinaridade: Português outras línguas História Geografia Educação Visual Educação Musical Festa e Celebração: festas encontros/convívios datas especiais Partilha e Descoberta da Identidade e da Diferença COMUNIDADE Escolar: alunos professores funcionários Extra-Escolar: família outros elementos da comunidade (profissões, locais, acontecimentos sociais, religiosos, recreativos...)

16 As DTP na ESCOLA e na COMUNIDADE Ficha de RECOLHA das DANÇAS TRADICIONAIS NOME(s) REGIÃO (onde foi feita a recolha) ORIGEM SIGNIFICADO MÚSICA e VERSOS COREOGRAFIA (descrição): passos, posições, formações e evoluções IDENTIFICAÇÃO (quem recolheu, onde e quando) OBSERVAÇÕES (trajos, instrumentos musicais, lendas, etc..)

17 As DTP no LAZER e RECREAÇÃO Actividade Curricular J. Infância 1º, 2º, 3º Ciclos E.B. E. Secundário Actividade Extracurricular Crianças Jovens Actividade Extra-Escolar e Extra-Trabalho Crianças, Jovens, Adultos e Idosos OCUPAÇÃO POSITIVA dos TEMPOS LIVRES

18 Necessidades Actuais Ocupar positivamente os tempos livres Educar para a vida activa Promover as actividades recreativas como meio para a saúde, bem-estar e qualidade de vida

19 DANÇAS TRADICIONAIS PORTUGUESAS (DTP) programas diversos actividade promotora de saúde e bem-estar para todas as idades LAZER e RECREAÇÃO ACTIVOS no TEMPO LIVRE

BIBLIOGRAFIA (pode ter acesso a alguns destes documentos por )

BIBLIOGRAFIA (pode ter acesso a alguns destes documentos por  ) Danças Tradicionais e Populares Portuguesas (DTPP) BIBLIOGRAFIA (pode ter acesso a alguns destes documentos por e-mail) BATALHA, A. P. (1983). As Estruturas Etnocoreográficas na Educação. Revista Ludens,

Leia mais

Planificações 1º PERÍODO - 3/4 anos Educação Pré-escolar Ano lectivo 2016/2017

Planificações 1º PERÍODO - 3/4 anos Educação Pré-escolar Ano lectivo 2016/2017 Planificações 1º PERÍODO - 3/4 anos Educação Pré-escolar Ano lectivo 2016/2017 ÁREAS COMPONENTES OBJETIVOS ATIVIDADES/ESTRATÉGIAS ÁREA DA FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIA Construção da identidade e da auto estima

Leia mais

Janeiro. Março/Abril

Janeiro. Março/Abril Outubro Jogos de exploração da voz Planificação Anual Expressão e Educação Musical 1.º ano 1º Período 2º Período 3º Período Dizer e entoar rimas e lengalengas Experimentar sons vocais (todos os que a criança

Leia mais

1.1. Creche Objectivos gerais

1.1. Creche Objectivos gerais 1.1. Creche 1.1.1. Objectivos gerais Os processos de ensino e aprendizagem deverão contribuir nesta primeira etapa da Educação para a Infância, para que as crianças alcancem os seguintes objectivos: -

Leia mais

DANÇA PARA IDOSOS. I. VARREGOSO ESE-IPLeiria (Portugal) Investigadora do CIID

DANÇA PARA IDOSOS. I. VARREGOSO ESE-IPLeiria (Portugal) Investigadora do CIID DANÇA PARA IDOSOS I. VARREGOSO ESE-IPLeiria (Portugal) ivarr@esel.ipleiria.pt Investigadora do CIID www.identidades.ipleiria.pt Resumo. Numa perspectiva de educação permanente, a Dança é, hoje em dia,

Leia mais

Centro Social de Santa Maria de Sardoura Plano Anual de Atividades - Prolongamento Escolar

Centro Social de Santa Maria de Sardoura Plano Anual de Atividades - Prolongamento Escolar Ano Letivo: 2015 /2016 Data Comemoração Objetivos Atividades/Local Recursos Humanos e Materiais (Internos/Externos) Observações 01 a 30 de setembro Receção e integração das crianças Promover o conhecimento

Leia mais

Centro Social Monsenhor Júlio Martins

Centro Social Monsenhor Júlio Martins Centro Social Monsenhor Júlio Martins Plano Anual de Atividades 2014/2015 Tema do Projeto Educativo: Brincar a Aprender Tema do Projeto Curricular de Turma: Descobrir com as emoções Sala dos 3,4 e 5 anos

Leia mais

PLANIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES DE ANIMAÇÃO E DE APOIO À FAMILIA. Ano letivo 2016/2017

PLANIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES DE ANIMAÇÃO E DE APOIO À FAMILIA. Ano letivo 2016/2017 Ano letivo 2016/2017 ATIVIDADE DE EXPRESSÃO MOTORA 1º/2º/3º Período Deslocamentos e - Desenvolver a coordenação - Realização de corrida e transposição de obstáculos; Participação e equilíbrios motora global

Leia mais

Plano Anual de Actividades do ATL 2016/2017

Plano Anual de Actividades do ATL 2016/2017 Setembro Acolhimento das crianças Organização dos espaços Regras e rotinas Promover a adaptação e readaptação das crianças Criar laços de afecto e confiança entre os adultos, as crianças e as famílias

Leia mais

De acordo com o lema A variedade dá sabor à vida, elaboramos a seguinte planificação anual, tendo em conta a articulação horizontal.

De acordo com o lema A variedade dá sabor à vida, elaboramos a seguinte planificação anual, tendo em conta a articulação horizontal. PRIMEIRO PERÍODO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DO 1.º CICLO ANO LETIVO 2011-2012 De acordo com o lema A variedade dá sabor à vida, elaboramos a seguinte planificação anual, tendo em conta a articulação horizontal.

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES SÓCIO CULTURAIS.

PLANO DE ATIVIDADES SÓCIO CULTURAIS. PLANO DE ATIVIDADES SÓCIO CULTURAIS 2017 www.scmbaiao.com O Plano de Actividades Sócio-culturais para o ano de 2017, foi direccionado essencialmente para as valências sociais da Instituição: Terceira Idade

Leia mais

Agrupamento de Escolas José Maria dos Santos - Escola Básica Zeca Afonso Plano Anual de Atividades 2011/2012 Departamento do Pré escolar

Agrupamento de Escolas José Maria dos Santos - Escola Básica Zeca Afonso Plano Anual de Atividades 2011/2012 Departamento do Pré escolar Atividades Objetivos Intervenientes Recursos/Custos Calendário Avaliação Receção na sala de aula (cada sala será identificada por uma fruta) Apresentação das equipes de sala às crianças Exploração de materiais

Leia mais

Jardim de Infância Professor António José Ganhão

Jardim de Infância Professor António José Ganhão Jardim de Infância Professor António José Ganhão Jardim de Infância da Lezíria Jardim de Infância do Centro Escolar de Samora Correia Jardim de Infância do Centro Escolar de Porto Alto Jardim de Infância

Leia mais

Atividades rítmicas e expressão corporal

Atividades rítmicas e expressão corporal Atividades rítmicas e expressão corporal LADAINHAS CANTIGAS BRINQUEDOS CANTADOS FOLCLORE MOVIMENTOS COMBINADOS DE RÍTMOS DIFERENTES RODAS Estas atividades estão relacionados com o folclore brasileiro,

Leia mais

Centro Social de Santa Maria de Sardoura Plano Anual de Atividades Prolongamento Escolar

Centro Social de Santa Maria de Sardoura Plano Anual de Atividades Prolongamento Escolar Data Comemoração Objetivos Atividades/Local 1 a 30 de setembro Receção e integração das crianças Bem-vindos Promover o conhecimento entre colegas; Conhecer as regras do Prolongamento; Conhecer os diferentes

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO COLÉGIO NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO PLANEJAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA 2016 Professores Responsáveis Prof. Ana Paula da Costa Ricart Prof. Danielle Naegele Fernandes Prof. Eduardo Henrique Leal Prof. Idalina

Leia mais

Construir o Futuro (I, II, III e IV) Pinto et al. Colectiva. Crianças e Adolescentes. Variável. Nome da prova: Autor(es): Versão: Portuguesa

Construir o Futuro (I, II, III e IV) Pinto et al. Colectiva. Crianças e Adolescentes. Variável. Nome da prova: Autor(es): Versão: Portuguesa Nome da prova: Autor(es): Versão: Tipo de aplicação: População: Tempo de aplicação: Objectivos: Materiais incluídos no jogo (kit) completo: Construir o Futuro (I, II, III e IV) Pinto et al. Portuguesa

Leia mais

Plano Anual de Atividades. Mês Atividade/Tarefa Objetivos Intervenientes

Plano Anual de Atividades. Mês Atividade/Tarefa Objetivos Intervenientes Mês Atividade/Tarefa Objetivos Intervenientes Setembro Integração e adaptação das Crianças Reunião de pais - Promover a (re)integração e adaptação das crianças à creche; - Proporcionar um ambiente que

Leia mais

Plano Anual de Atividades Sociopedagógicas C. A. T. L.

Plano Anual de Atividades Sociopedagógicas C. A. T. L. Ano Letivo: 2015/2016 Data Comemoração Objetivos Atividades/Local 1 a 30 de setembro Receção e integração das crianças Promover o conhecimento entre colegas; Conhecer as regras do C.A.T.L; Conhecer os

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL. Documento(s) Orientador(es): Programa de Expressões do 1º Ciclo

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL. Documento(s) Orientador(es): Programa de Expressões do 1º Ciclo AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa de Expressões do 1º Ciclo 1º CICLO EXPRESSÃO E EDUCAÇÃO MUSICAL 3º E 4º ANOS TEMAS/DOMÍNIOS

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

DANÇA PARA ADOLESCENTES COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL

DANÇA PARA ADOLESCENTES COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL DANÇA PARA ADOLESCENTES COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL Kamila Pimentel dos Santos Leila Márcia Azevedo Nunes Lionela da Silva Corrêa Universidade Federal do Amazonas - UFAM Práticas Pedagógicas inclusivas

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III, IV e V EDUCAÇÃO FÍSICA

DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III, IV e V EDUCAÇÃO FÍSICA CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN ENSINO INFANTIL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III, IV e V EDUCAÇÃO FÍSICA OBJETIVOS GERAIS Favorecer o desenvolvimento corporal e mental harmônicos, a melhoria

Leia mais

DEPARTAMENTO PRÉ-ESCOLAR - PLANIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES

DEPARTAMENTO PRÉ-ESCOLAR - PLANIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES 0 DEPARTAMENTO PRÉ-ESCOLAR - PLANIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES Na planificação das atividades daremos continuidade ao projeto Crescer, Brincar e Aprender, do Departamento Pré Escolar que se concretizará também

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES CURRICULARES 2º Período Ano: 3º Turma: 1º Ciclo

PLANO DE ATIVIDADES CURRICULARES 2º Período Ano: 3º Turma: 1º Ciclo Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto Escola Básica e Secundária de Refojos de Basto Telefone 253 662 338 * Fax 253 662 826 PLANO DE ATIVIDADES CURRICULARES 2º Período Ano: 3º Turma: 1º Ciclo Língua

Leia mais

Interpretação e Dizer rimas e lengalengas; Criação e experimentação

Interpretação e Dizer rimas e lengalengas; Criação e experimentação AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MARQUÊS DE MARIALVA - CANTANHEDE ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR DO 1.º CEB - ATIVIDADES LÚDICO-EXPRESSIVAS - EXPRESSÃO MUSICAL Planificação Anual 1 e 2º Anos 2015/2016 Blocos

Leia mais

Departamento da Educação Pré-Escolar. Perfil de Aprendizagens Específicas, no final dos 4 Anos

Departamento da Educação Pré-Escolar. Perfil de Aprendizagens Específicas, no final dos 4 Anos DGEstE Direção de Serviços da Região Norte Agrupamento de Escolas LEONARDO COIMBRA FILHO, PORTO Código 152213 Departamento da Educação Pré-Escolar Ano Letivo 2016/2017 Perfil de Aprendizagens Específicas,

Leia mais

PLANIFICAÇÃO CURRICULAR Educação Pré-escolar Ano lectivo 2016/2017

PLANIFICAÇÃO CURRICULAR Educação Pré-escolar Ano lectivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO CURRICULAR Educação Pré-escolar Ano lectivo 2016/2017 ÁREAS COMPONENTES APRENDIZAGENS A PROMOVER Construção da identidade e da auto estima *Conhecer e aceitar as suas caraterísticas pessoais

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO RESTELO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO RESTELO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO RESTELO CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÂO DA DISCIPLINA DE PORTUGUÊS 2º CICLO ANO LETIVO 2015 / 2016 DOMÍNIOS DE APRENDIZAGEM DOMÍNIOS DE REFERÊNCIA PONDERAÇÃO INSTRUMENTOS DE

Leia mais

REFERENCIAL DE RVCC PROFISSIONAL

REFERENCIAL DE RVCC PROFISSIONAL REFERENCIAL DE RVCC PROFISSIONAL Código e Designação da Qualificação 761174 - Acompanhante de Crianças Nível de qualificação do QNQ: 2 Nível de qualificação do QEQ: 2 Unidades de Competencia (UC) Designação

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular EXPRESSÃO CORPORAL E ARTÍSTICA Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular EXPRESSÃO CORPORAL E ARTÍSTICA Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular EXPRESSÃO CORPORAL E ARTÍSTICA Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Motricidade Humana 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

CRITÉRIOS/INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO DO 1ºCICLO

CRITÉRIOS/INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO DO 1ºCICLO CRITÉRIOS/INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO DO 1ºCICLO CRITÉRIOS/INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO - 1ºAno e 2ºAno de escolaridade Domínios Competências Avaliação Sabe escutar para reproduzir pequenas mensagens e para

Leia mais

SERVIÇOS DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO SPO

SERVIÇOS DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO SPO SERVIÇOS DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO SPO DECRETO-LEI Nº190/1991 DE 17 MAIO DECRETO-LEI Nº300/1997 DE 31 OUTUBRO / PORTARIA Nº 63 / 2001 DE 30 DE JANEIRO A escola e seus actores Agrupamento de Escolas de

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL 1º Período

EDUCAÇÃO INFANTIL 1º Período EDUCAÇÃO INFANTIL 1º Período Objetivo Geral Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações; Descobrir

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

CRECHE. Educadora Responsável. Cristiana Andias. 4 aos 12 meses sala A A CONTEXTUALIZAÇÃO DO PROJECTO PEDAGÓGICO

CRECHE. Educadora Responsável. Cristiana Andias. 4 aos 12 meses sala A A CONTEXTUALIZAÇÃO DO PROJECTO PEDAGÓGICO Educadora Responsável Cristiana Andias 4 aos 12 meses sala A A CONTEXTUALIZAÇÃO DO A Creche constitui uma das primeiras experiências da criança num sistema organizado, exterior ao seu circulo familiar,

Leia mais

PLANEJAMENTO Julho. Professor (a): Janete Neusa Perin NOME DO LIVRO: Objetivo geral:

PLANEJAMENTO Julho. Professor (a): Janete Neusa Perin NOME DO LIVRO: Objetivo geral: PLANEJAMENTO Julho NOME DO LIVRO: Estratégias de outras áreas do conhecimento A BRUXA SALOMÉ Leitura e escrita; Oralidade; Dias da Semana; Rimas. -Desenvolver o gosto pela leitura, valorizando a como fonte

Leia mais

PLANO DE INTERVENÇÃO

PLANO DE INTERVENÇÃO DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES EQUIPA INTERDISCIPLINAR PLANO DE INTERVENÇÃO ANOS LECTIVOS 2009/2010 e 2010/2011 ÍNDICE Nota Introdutória.. 3 Parte I - Caracterização..4 1.1 Caracterização do Ambiente Interno.4

Leia mais

UNIDADE DE ESTUDO - 3ª ETAPA

UNIDADE DE ESTUDO - 3ª ETAPA OBJETIVOS GERAIS: UNIDADE DE ESTUDO - 3ª ETAPA - 2016 Disciplina: Linguagem Oral e Escrita Professoras: Anália, Carla, Fabiana e Roberta Período: 2º Segmento: Educação Infantil Mostrar autonomia na utilização

Leia mais

Educar para a Cidadania Contributo da Geografia Escolar

Educar para a Cidadania Contributo da Geografia Escolar Iª JORNADAS IGOT DOS PROFESSORES DE GEOGRAFIA Educar para a Cidadania Contributo da Geografia Escolar Maria Helena Esteves 7 de Setembro de 2013 Apresentação O que é a Educação para a Cidadania Educação

Leia mais

PROGRAMA DE COMPETÊNCIAS SOCIAIS PROGRAMA DE COMPETÊNCIAS SOCIAIS COMPETÊNCIA SOCIAL... COMPETÊNCIA SOCIAL... COMPETÊNCIA SOCIAL...

PROGRAMA DE COMPETÊNCIAS SOCIAIS PROGRAMA DE COMPETÊNCIAS SOCIAIS COMPETÊNCIA SOCIAL... COMPETÊNCIA SOCIAL... COMPETÊNCIA SOCIAL... 5º CONGRESSO CERCILEI HUMANIZAR PARA INTEGRAR A IMPORTÂNCIA DA DIFERENÇA A NO PROJECTO SER PESSOA PROGRAMA DE SOCIAIS PROGRAMA DE SOCIAIS Celeste Simões DEER / FMH / UTL o O que é a competência social

Leia mais

1. Princípios orientadores e funções da avaliação Objetivos da avaliação Processos de avaliação Avaliação Diagnóstica 3

1. Princípios orientadores e funções da avaliação Objetivos da avaliação Processos de avaliação Avaliação Diagnóstica 3 Índice 1. Princípios orientadores e funções da avaliação 2 2. Objetivos da avaliação 2 3. Processos de avaliação 3 3.1. Diagnóstica 3 3.2. Formativa 3 3.3. Instrumentos de avaliação 4 3.3. Períodos de

Leia mais

PLANIFICAÇÃO Dezembro 2016 Da minha Escola viajo pelo Mundo

PLANIFICAÇÃO Dezembro 2016 Da minha Escola viajo pelo Mundo PLANIFICAÇÃO Dezembro 2016 Da minha Escola viajo pelo Mundo Jardim de Infância do Ingote através do etwinning Áreas de Conteúdo Objetivos Estratégias/Atividades Sim Avaliação Não Formação Pessoal E Social

Leia mais

ÁREAS OBJETIVOS ATIVIDADES

ÁREAS OBJETIVOS ATIVIDADES Ano lectivo 2015/2016 Departamento de Educação Pré-escolar PLANIFICAÇÃO 3º PERÍODO 3 e 4 ANOS ÁREAS OBJETIVOS ATIVIDADES - Atividades na sala e no exterior; - Pequenos registos individuais e coletivos;

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

REFERENCIAL DO PERFIL DE COMPETÊNCIAS AVALIAÇÃO 3 ANOS. Aprendizagens. Construção da identidade e da autoestima

REFERENCIAL DO PERFIL DE COMPETÊNCIAS AVALIAÇÃO 3 ANOS. Aprendizagens. Construção da identidade e da autoestima ANO LETIVO 2016/217 REFERENCIAL DO PERFIL DE COMPETÊNCIAS AVALIAÇÃO 3 ANOS Área de Construção da identidade e da autoestima Sabe o seu primeiro nome Sabe a idade Tem consciência de si e do outro Reconhece

Leia mais

Plano Anual de Actividades

Plano Anual de Actividades Plano Anual de Actividades 2015/2016 Dia 02 de Setembro Dias 22 a 25 de Setembro Recepção das crianças à escola Reunião de pais e Encarregados de Educação Promover a integração das crianças que frequentam

Leia mais

Plano de atividades 3ª Idade - Janeiro a Agosto de 2017

Plano de atividades 3ª Idade - Janeiro a Agosto de 2017 Plano de atividades 3ª Idade - Janeiro a Agosto de 2017 Atividades Descrição Periodicidade Local Objetivos Recursos Humanos Comemoração dos aniversários dos utentes Realização de um lanche convivio, com

Leia mais

Escola Básica do 1º Ciclo de Caia e Nave Longa

Escola Básica do 1º Ciclo de Caia e Nave Longa Escola Básica do 1º Ciclo de Caia e Nave Longa Regresso à Escola "Baptismo" Facilitar a integração dos alunos e encarregados 01-09-2004 Alunos dos alunos do 1.ºano de educação na comunidade escolar Quadros

Leia mais

Plano de Atividades 2017

Plano de Atividades 2017 Plano de Atividades 2017 A finalidade da planificação de atividades socioculturais do Centro Social e Paroquial Pe. António Mendonça consiste na ocupação do utente e no seu envolvimento nas atividades,

Leia mais

Irene Santos Diretora Pedagógica da Didáxis Cooperativa de Ensino

Irene Santos Diretora Pedagógica da Didáxis Cooperativa de Ensino Diretora Pedagógica da Didáxis Cooperativa de Ensino 13 de maio 2015 Resultados preliminares AEEP 39% Escolas que adotam tempos letivos diferentes de 45/90 61% Escolas que adotam uma organização curricular

Leia mais

Colégio São Francisco de Assis Educar para a Paz e o Bem Província do SS. Nome de Jesus do Brasil.

Colégio São Francisco de Assis Educar para a Paz e o Bem Província do SS. Nome de Jesus do Brasil. Colégio São Francisco de Assis Educar para a Paz e o Bem Província do SS. Nome de Jesus do Brasil. Senhores pais ou responsável: Iremos iniciar as matrículas das atividades extracurriculares. INÍCIO DAS

Leia mais

OBJETIVOS ATIVIDADES INTERVENIENTES ESPAÇO

OBJETIVOS ATIVIDADES INTERVENIENTES ESPAÇO CALENDARIZAÇÃO E TEMÁTICA Setembro / Outubro Integração das crianças no Outubro / Novembro O Outono Outubro Dia Mundial da Alimentação OBJETIVOS ATIVIDADES INTERVENIENTES ESPAÇO - Organizar o ambiente

Leia mais

Plano Anual de Atividades 2016/2017

Plano Anual de Atividades 2016/2017 Plano Anual de 2016/2017 Colégio de Santa Clara Plano Anual de 2016/2017 Deus criou o Homem e a Natureza em sintonia perfeita. Corpo, alimento e movimento coexistem desde sempre, destinados a criar felicidade.

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 1º Trimestre DAR VIDA no(s) encontro(s) com os amigos descobrindo o Amigo Jesus Manhã Início do ano letivo Portaria Sala Polivalente Todo o pessoal entra mais cedo para acolher cada criança e os pais Proporcionar

Leia mais

CRITÉRIOS/INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO DO 1ºCICLO

CRITÉRIOS/INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO DO 1ºCICLO CRITÉRIOS/INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO DO 1ºCICLO CRITÉRIOS/INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA 1ºAno e 2ºAno de escolaridade Domínios Competências Sabe escutar para reproduzir pequenas mensagens

Leia mais

Plano Anual de Atividades 2014/2015 CENTRO SOCIAL PAROQUIAL DE SÃO PEDRO DE LOUSA

Plano Anual de Atividades 2014/2015 CENTRO SOCIAL PAROQUIAL DE SÃO PEDRO DE LOUSA CENTRO SOCIAL PAROQUIAL DE SÃO PEDRO DE LOUSA Mês Temas/conteúdos Atividades Objetivos gerais Intervenientes Espaço -Início do Ano Escolar; -Recepção dos Alunos. - Atividades de grupo; -Acolhimento e receção

Leia mais

Personal Training na sala de musculação: estratégias de atendimento e retenção

Personal Training na sala de musculação: estratégias de atendimento e retenção Personal Training na sala de musculação: estratégias de atendimento e retenção Convenção Internacional Promofitness Sport Zone Porto 26.03.2006 pjrsena@sapo.pt www.paulosena Coisas simples muito bem feitas

Leia mais

Designação do Módulo: Técnicas de Animação

Designação do Módulo: Técnicas de Animação Módulo N.º 3258 Designação do Módulo: Técnicas de Animação Planificar e dinamizar a animação com caráter interdisciplinar, como forma de desenvolver competências e autonomias. Expressão livre e animação

Leia mais

OBJETIVOS DO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES

OBJETIVOS DO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES OBJETIVOS DO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2012-2013 Promover o sucesso académico Reforçar a organização, coordenação e articulação curricular Promover a participação dos Encarregados de Educação no processo

Leia mais

Planificação Anual Atividade Física e Desportiva. "O rigor e a alegria de Brincar combinam?".

Planificação Anual Atividade Física e Desportiva. O rigor e a alegria de Brincar combinam?. Planificação Anual Atividade Física e Desportiva "O rigor e a alegria de Brincar combinam?". As brincadeiras permitem às crianças identificar, classificar, agrupar, ordenar, seriar, simbolizar, combinar

Leia mais

E.S.S.A ESCOLA SECUNDÁRIA DE SANTO ANDRÉ BARREIRO QUINTA DA LOMBA

E.S.S.A ESCOLA SECUNDÁRIA DE SANTO ANDRÉ BARREIRO QUINTA DA LOMBA E.S.S.A ESCOLA SECUNDÁRIA DE SANTO ANDRÉ QUINTA DA LOMBA BARREIRO A ACTIVIDADE FÍSICA e AQUISIÇÃO DE UM ESTILO DE VIDA SAUDÁVEL PROJECTO DE ESCOLA EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE HÁBITOS DE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

Leia mais

GESTÃO DE CONTEÚDOS 2017/2018

GESTÃO DE CONTEÚDOS 2017/2018 GESTÃO DE CONTEÚDOS 2017/2018 Ensino Básico 1.º Ciclo EXPRESSÕES ARTÍSTICAS 3.º ANO Domínios Subdomínios Conteúdos programáticos Nº Tempos previstos (Horas) Modelagem e escultura. Construções. - Estimular

Leia mais

Departamento da Educação Pré-Escolar. Perfil de Aprendizagens Específicas, no final dos 3 Anos

Departamento da Educação Pré-Escolar. Perfil de Aprendizagens Específicas, no final dos 3 Anos DGEstE Direção de Serviços da Região Norte Agrupamento de Escolas LEONARDO COIMBRA FILHO, PORTO Código 152213 Departamento da Educação Pré-Escolar Ano Letivo 2016/2017 Perfil de Aprendizagens Específicas,

Leia mais

Natação para Bebés. Nas aulas de B6 (dos 6 aos 11 meses) o seu bebé é desafiado a

Natação para Bebés. Nas aulas de B6 (dos 6 aos 11 meses) o seu bebé é desafiado a segurança, a independência e melhora a capacidade relacional da criança mesmo nesta idade precoce. O seu bebé está a aprender sobre o mundo de diferentes maneiras, usando a sua crescente capacidade de

Leia mais

1º Período Recursos materiais

1º Período Recursos materiais Actividades de Enriquecimento Curricular no 1º Ciclo - Animação Cultural Plano de Actividades 2010/2011 Calendarização Actividades Objectivos Intervenientes 1º Período Setembro (Outono), a partir do dia

Leia mais

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO 1.º Ciclo PORTUGUÊS

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO 1.º Ciclo PORTUGUÊS PORTUGUÊS Oralidade Leitura e escrita Iniciação à Educação Literária Gramática - Fichas de avaliação 50% - Outros: fichas de trabalho (trabalho individual, trabalhos de grupo, trabalhos de pesquisa, ditados,

Leia mais

CENTRO DE CONVIVÊNCIA ESCOLA BAIRRO

CENTRO DE CONVIVÊNCIA ESCOLA BAIRRO CENTRO DE CONVIVÊNCIA ESCOLA BAIRRO ESTRUTURA DE TRABALHO Os CCEB atendem a comunidade escolar no contra turno com oficinas diversificadas que atendem os alunos da faixa etária de 6 à 12 anos que estudam

Leia mais

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014

PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014 C O L É G I O L A S A L L E Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Guarani, 2000 - Fone (045) 3252-1336 - Fax (045) 3379-5822 http://www.lasalle.edu.br/toledo/ PROGRAMA DE CONTEÚDOS 2014 DISCIPLINA:

Leia mais

Plano de Actividades Centro de Dia e Lar 2012

Plano de Actividades Centro de Dia e Lar 2012 de Reis Campeonato Regional de Boccia Sénior na Zona Centro Comemoração do Carnaval Cantar os reis pelas ruas da povoação de Aguim e pelos restaurantes que se encontram perto da Instituição. Realização

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES 2013 Resposta Social Serviço de Apoio ao Domicílio

PLANO DE ACTIVIDADES 2013 Resposta Social Serviço de Apoio ao Domicílio PLANO DE ACTIVIDADES 2013 Resposta Social Serviço de Apoio ao Domicílio DATA ATIVIDADE OBJETIVOS INTERVENIENTES RECURSOS Fevereiro Dia 12 Carnaval - Baile de Carnaval - - Participação em Festa de Carnaval

Leia mais

Competências Transversais Objetivos Específicos Conteúdos Disciplinares Estratégias e Metodologias

Competências Transversais Objetivos Específicos Conteúdos Disciplinares Estratégias e Metodologias ATIVIDADES LÚDICO-EXPRESSIVAS EXPRESSÃO DRAMÁTICA «As atividades de exploração do corpo, da voz, do espaço, de objetos, são momentos de enriquecimento das experiências que as crianças, espontaneamente,

Leia mais

Sistema Educativo Português 2011/2012

Sistema Educativo Português 2011/2012 Sistema Educativo Português 011/01 Objectivos Promover a auto - exploração (interesses, capacidades e valores profissionais) Auto Conhecimento; Explorar o Mundo das Profissões; Explorar as oportunidades

Leia mais

CONTEÚDO OBJETIVOS ESTRATÉGIAS RECURSOS AVALIAÇÃO. - Roda de música. cantadas - Momentos

CONTEÚDO OBJETIVOS ESTRATÉGIAS RECURSOS AVALIAÇÃO. - Roda de música. cantadas - Momentos CUIDAR DE I, DO OUTRO E DO AMBIENTE. CONTEÚDO OBJETIVO ETRATÉGIA RECURO Higiene e cuidado pessoal Reconhecimento do próprio corpo Respeito às características pessoais relacionadas ao gênero, etnia, peso,

Leia mais

Plano de Actividades Ano lectivo 2008/2009 Tema: A aventura dos livros

Plano de Actividades Ano lectivo 2008/2009 Tema: A aventura dos livros Plano de Actividades Ano 2008/2009 Tema: A aventura dos livros 1 ACTIVIDADES DE ORGANIZAÇÃO Actividades Objectivos Intervenientes Calendarização Proceder à gestão de colecções. Organização e gestão do

Leia mais

Projeto Clube Descobrir e Aprender com as brincadeiras

Projeto Clube Descobrir e Aprender com as brincadeiras Projeto Clube Descobrir e Aprender com as brincadeiras Atividade de Enriquecimento Curricular Docente: Carla Sofia Nunes Pote de Oliveira EB1/PE da Nazaré [2015/2016] Índice INTRODUÇÃO... 2 CARATERIZAÇÃO

Leia mais

JARDIM INFANTIL POPULAR DA PONTINHA PROJECTO PEDAGÓGICO SALA 6 ALEGRES PICASSOS. 2 Anos. Educadora: Elisabete Nunes

JARDIM INFANTIL POPULAR DA PONTINHA PROJECTO PEDAGÓGICO SALA 6 ALEGRES PICASSOS. 2 Anos. Educadora: Elisabete Nunes JARDIM INFANTIL POPULAR DA PONTINHA PROJECTO PEDAGÓGICO SALA 6 ALEGRES PICASSOS 2 Anos Educadora: Elisabete Nunes Ano Lectivo:2013/2014 0 A melhor forma de não perder nada, não é guardar: mas compartilhar

Leia mais

Programa Prevenção de Quedas. Educação e reabilitação pelo Movimento

Programa Prevenção de Quedas. Educação e reabilitação pelo Movimento Programa Prevenção de Quedas. Educação e reabilitação pelo Movimento (*) Maria Teresa Ramilo. Grupo Desporto APP (**) Programa Piloto (1.ª Edição), Parcerias: Lisboa Ginásio Clube; UFS da Sétima Colina;

Leia mais

Dia. Actividade Objectivos Organização /Local Visita do Movimento Paroquial da Palavra de Vida Leitura e reflexão da mensagem mensal de Chiara Lubich

Dia. Actividade Objectivos Organização /Local Visita do Movimento Paroquial da Palavra de Vida Leitura e reflexão da mensagem mensal de Chiara Lubich Mês 04 (3ªfeira) 07 (6ªfeira) Dia (Data a 31 (2ªfeira) 31 (2ªfeira) 01 (3ªfeira) (data a 28 (2ªfeira) 28 (2ªfeira) 01 (3ªfeira) (data a 22 (3ª feira) Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software Actividade

Leia mais

CALENDARIZAÇÃO ATIVIDADES OBJETIVOS RECURSOS HUMANOS/ FÍSICOS / PARCERIAS. Vivenciar tradições

CALENDARIZAÇÃO ATIVIDADES OBJETIVOS RECURSOS HUMANOS/ FÍSICOS / PARCERIAS. Vivenciar tradições Período de vigência: Ano letivo 2017/2018 CALENDARIZAÇÃO ATIVIDADES OBJETIVOS RECURSOS HUMANOS/ FÍSICOS / PARCERIAS Setembro: 01- Início do ano escolar - Início do ano letivo Preparar o ano letivo Criar

Leia mais

UNIDADE DE ESTUDO 2ª ETAPA - 2016

UNIDADE DE ESTUDO 2ª ETAPA - 2016 OBJETIVOS GERAIS: UNIDADE DE ESTUDO 2ª ETAPA - 2016 Disciplina: Linguagem Oral e Escrita Professoras: Anália, Carla, Fabiana e Roberta Período: 2º Segmento: Educação Infantil Adquirir habilidades para

Leia mais

Planificação Anual Disciplina - Expressões - 4 º Ano. Ano letivo: 2017/2018. Expressão Físico- Motora

Planificação Anual Disciplina - Expressões - 4 º Ano. Ano letivo: 2017/2018. Expressão Físico- Motora Planificação Anual Disciplina - Expressões - 4 º Ano Ano letivo: 2017/2018 Calendarização Bloco/Conteúdos N.º de aulas Expressão Físico- Motora Ginástica - Realização de habilidades gímnicas básicas em

Leia mais

SEMINÁRIO Prevenção Que Estratégias

SEMINÁRIO Prevenção Que Estratégias SEMINÁRIO Prevenção Que Estratégias O CONTRIBUTO DO JOGO, E DA ACTIVIDADE FÍSICA E DESPORTIVA COMO INSTRUMENTO EM PREVENÇÃO PRIMÁRIA O Jogo como Estratégia de Intervenção nas Escolas Francisco Batista

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM LUDOPEDAGOGIA

PÓS-GRADUAÇÃO EM LUDOPEDAGOGIA PÓS-GRADUAÇÃO EM LUDOPEDAGOGIA Instituição Certificadora: FALC Amparo Legal: Resolução CNE CES 1 2001 Resolução CNE CES 1 2007 Texto orientador Referente ao Marco Regulatório dos Cursos de Pós-Graduação

Leia mais

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades Externato Cantinho Escolar Plano Anual de Atividades Ano letivo 2016 / 2017 Pré-escolar e 1º Ciclo Receção dos Fomentar a integração da criança no meio escolar. Promover a socialização dos alunos. Receção

Leia mais

Plano anual. Actividades

Plano anual. Actividades Plano anual De Actividades Tema: Família Ano Lectivo: 2006/2007 Valência: Lar e Centro de Dia Objectivos Promover o desenvolvimento Pessoal e Social; Promover o elo de ligação entre idosos, família e instituição;

Leia mais

DISCIPLINA: ESTAFETAS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

DISCIPLINA: ESTAFETAS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ESTAFETAS 192 DOMÍNIO DAS TÉCNICAS III FASE - APERFEIÇOAMENTO TÉCNICO B FASES / NÍVEIS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS I- Ensino / Aprendizagem - Aquisição da noção de transmissão, através de jogos. - Aquisição

Leia mais

Plano Anual de Atividades Centro de Dia/Centro de Convívio/SAD

Plano Anual de Atividades Centro de Dia/Centro de Convívio/SAD Mês Temas Objetivos Atividades Intervenientes Facilitar a integração dos Identificação das necessidades dos Utentes Adaptação dos utentes/clientes no meio utentes/clientes; Equipa Técnica utentes/clientes

Leia mais

CALENDARIZAÇÃO - FORMAÇÃO MODULAR CERTIFICADA

CALENDARIZAÇÃO - FORMAÇÃO MODULAR CERTIFICADA Acção: 3247 Assistência a Crianças no Domicílio - Alimentação da Criança Data Início: 16.Jan.2012 Duração: 25 Nível: 2 Data Fim: 06.Fev.2012 761174 - Acompanhante de Crianças Meses Horário 2012 1 2 3 4

Leia mais

Escola Básica Integrada de Angra do Heroísmo

Escola Básica Integrada de Angra do Heroísmo Escola Básica Integrada de Angra do Heroísmo Área: Língua Portuguesa Programa de Recuperação de Escolaridade 2º/3º ANO Blocos/Conteúdos Objectivos Avaliação Comunicação Oral - Comunica oralmente, com progressiva

Leia mais

PLANIFICAÇÃO fevereiro 2017 Da minha Escola viajo pelo Mundo

PLANIFICAÇÃO fevereiro 2017 Da minha Escola viajo pelo Mundo PLANIFICAÇÃO fevereiro 2017 Da minha Escola viajo pelo Mundo Jardim de Infância do Ingote através do etwinning Áreas de Conteúdo Objetivos Estratégias/Atividades Sim Avaliação Não Sensibilizar as crianças

Leia mais

Oficina: Brincando e aprendendo com a bandinha. Dinamizadoras: Rosilene de Souza Ruana Viana

Oficina: Brincando e aprendendo com a bandinha. Dinamizadoras: Rosilene de Souza Ruana Viana Oficina: Brincando e aprendendo com a bandinha Dinamizadoras: Rosilene de Souza Ruana Viana Segundo Jeandot (1990), a receptividade à música é um fenômeno corporal. Ao nascer, a criança entra em contato

Leia mais

EXPRESSÃO E DRAMA Música nas Actividades de Enriquecimento Curricular. Cursos de Formação de Professores

EXPRESSÃO E DRAMA Música nas Actividades de Enriquecimento Curricular. Cursos de Formação de Professores Música nas Actividades de Enriquecimento Curricular Cursos de Formação de Professores Andrea Mesquita 3/6/2008 1. FINALIDADES São finalidades do ensino das actividades de Expressão e Drama ao nível do

Leia mais

AEC ALE EXPRESSÃO MUSICAL. Orientações Pedagógicas. 1.º Ciclo do Ensino Básico

AEC ALE EXPRESSÃO MUSICAL. Orientações Pedagógicas. 1.º Ciclo do Ensino Básico ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LETIVO 2015/2016 AEC ALE EXPRESSÃO MUSICAL Orientações Pedagógicas 1.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução A atividade de enriquecimento curricular, ALE (atividades

Leia mais

ÁREA DE FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL

ÁREA DE FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL PLANO CURRICULAR ÁREA DE FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL Componentes Construção da identidade e da autoestima Conhecer e aceitar as suas características pessoais e a sua identidade social e cultural, situando-as

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES 2010/2011

PLANO DE ACTIVIDADES 2010/2011 PLANO DE ACTIVIDADES 2010/2011 O Plano Anual de Actividades deve ser entendido como o instrumento da planificação das actividades es, para um ano lectivo, no qual estão plasmadas as decisões sobre os objectivos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE GUAÍRA SP PROCESSO SELETIVO EDITAL 001/2017

PREFEITURA MUNICIPAL DE GUAÍRA SP PROCESSO SELETIVO EDITAL 001/2017 PRIMEIRA RETIFICAÇÃO A Prefeitura Municipal de Guaíra, Estado de São Paulo, torna público que realizará por meio do INSTITUTO EXCELÊNCIA LTDA - ME, na forma prevista no artigo 37, inciso IX, da Constituição

Leia mais

Futebol Voleibol - Ginástica Desportos Coletivos Hip Hop

Futebol Voleibol - Ginástica Desportos Coletivos Hip Hop Participações em Competições / Exibições Futebol Voleibol - Ginástica Desportos Coletivos Hip Hop ATIVIDADES EXTRA CURRICULARES DESPORTIVAS Um estilo de vida com atividade física está associado a benefícios

Leia mais

Centro de Assistência Paroquial de Caria CATL CENTRO DE ATIVIDADES E TEMPOS LIVRES

Centro de Assistência Paroquial de Caria CATL CENTRO DE ATIVIDADES E TEMPOS LIVRES Centro de Assistência Paroquial de Caria CATL CENTRO DE ATIVIDADES E TEMPOS LIVRES Plano de Atividades 2015/2016 Semear o Futuro O tema anual do plano de atividades para o ano letivo 2015/16 tem como conceito

Leia mais

GESTÃO DE CONTEÚDOS 2017/2018

GESTÃO DE CONTEÚDOS 2017/2018 GESTÃO DE CONTEÚDOS 2017/2018 Ensino Básico 1.º Ciclo EXPRESSÕES ARTÍSTICAS 1.º ANO Domínios Subdomínios Conteúdos programáticos Modelagem e Escultura -Desenvolver a motricidade fina. - Explorar e tirar

Leia mais