CRIANÇA SEGURA Safe Kids Brasil. Apresentação Institucional 2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CRIANÇA SEGURA Safe Kids Brasil. Apresentação Institucional 2015"

Transcrição

1 CRIANÇA SEGURA Safe Kids Brasil Apresentação Institucional 2015

2 Uma questão de Saúde Pública 830 mil crianças morrem vítimas de acidentes, anualmente, em todo o mundo*. Mais de 90% destas mortes acontece nos países em desenvolvimento. Nestes países, o acidente é a principal causa de morte de crianças de 1 a 14 anos. *Relatório Mundial sobre Prevenção de Acidentes com Crianças e Adolescentes OMS e UNICEF

3 No Brasil Os acidentes são a principal causa de morte de crianças na faixa etária de 1 a 14 anos*; Cerca de 4,6 mil crianças morrem por ano*; Em média, 122 mil são hospitalizadas*. *Fonte: Ministério da Saúde, Datasus 2013

4 A problemática da prevenção 4 crianças ficam com sequelas permanentes CONSEQUÊNCIAS FINANCEIRAS CONSEQUÊNCIAS SOCIAIS Para cada 1 criança que MORRE CONSEQUÊNCIAS EMOCIONAIS

5 Origem da Organização A instituição nasceu nos Estados Unidos em 1987 fundada pelo cirurgiãopediatra brasileiro Dr. Martin Eichelberger. Em 20 anos de atuação nos EUA, o índice de mortes de crianças por acidentes apresentou uma redução de 45%. Estudos indicam que 90% dos acidentes podem ser prevenidos*.

6 Onde Estamos

7 Safe Kids Worldwide Safe Kids Worldwide é a primeira e única rede internacional voltada exclusivamente para a prevenção de acidentes com crianças. Presente em 26 países espalhados pelos 5 continentes (recentemente México, Jordânia, Tailândia e República Tcheca).

8 CRIANÇA SEGURA Organização sem fins lucrativos, qualificada como OSCIP, presente no Brasil desde 2001, com atuação nacional. Missão: Promover a prevenção de acidentes com crianças e adolescentes até 14 anos. Meta Reduzir em 25% o número de mortes por acidentes com crianças e adolescentes de 0 à 14 anos até 2015.

9 Estratégia de atuação Promoção da Saúde; Tema multifacetado; Ações com base em evidências (Dados e Pesquisas); Conhecimento acumulado sobre a causa.

10 Comunicação - objetivo Sensibilizar a sociedade para a prevenção de acidentes com crianças e adolescentes. Assessoria de Imprensa; Campanhas TV, rádio e internet; Redes sociais.

11 Comunicação - resultados 500 matérias veiculadas/ano; Campanhas de TV, rádio e internet; visitações no site / ano.

12 Mobilização - objetivos Objetivo: Empoderar diferentes parceiros estratégicos, por meio de capacitação qualificada, criando uma rede de parceiros estratégicos multiplicadores da causa. Programas de Formação Presencial e EaD para diferentes públicos: pais educadores profissionais da saúde e trânsito comunidade

13 O EAD Criança Segura

14 O EAD Criança Segura

15 Mobilização - resultados 16 mil pessoas formadas. 500 mil famílias alcançadas.

16 Políticas Públicas - objetivo Fomentar a inserção da problemática dos acidentes com crianças e adolescentes na pauta dos espaços políticos e na proposição, articulação e monitoramento de políticas relacionadas à causa.

17 Políticas Públicas - resultados Obrigatoriedade do Selo do Inmetro nos dispositivos de retenção veicular. Resolução 277/2008 que regulamenta o transporte de crianças até 10 anos no veículo. Restrição da venda do álcool líquido para uso doméstico e do andador infantil. Incidência para aprovação de PL s. Participações:

18 Materiais Educativos

19 Materiais Educativos

20 Materiais Educativos

21 Como apoiar a nossa causa Sua empresa pode apoiar um de nossos projetos, fazer uma doação pontual ou contratar as nossas palestras e oficinas sobre prevenção de acidentes com crianças e adolescentes. Sua doação (*) pode ser deduzida do Imposto de Renda devido (*) Para fazer uma doação com incentivo fiscal basta que o Doador seja uma pessoa jurídica tributada pelo regime de lucro real. O incentivo permite que o Doador deduza integralmente o valor doado como despesa operacional, desde que esse valor seja inferior a 2% do seu lucro operacional bruto. A dedução é feita da base de cálculo do Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica ( IRPJ ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido ( CSLL ).

22 Como apoiar a nossa causa - Projetos Comunicação - Sensibilizar a sociedade para a prevenção de acidentes com crianças e adolescentes. Mobilização - Empoderar diferentes parceiros, por meio de capacitação qualificada, criando uma rede de multiplicadores da causa. Políticas públicas - Fomentar a inserção da problemática dos acidentes com crianças e adolescentes na pauta dos espaços políticos e na proposição, articulação e monitoramento de políticas relacionadas à causa. Cota Mantenedor acima de R$ 100 mil Cota Institucional De 50 mil a 100 mil Cota Apoiador De 20 mil a 50 mil

23 Prestação de serviços Palestras e Oficinas As palestras e oficinas CRIANÇA SEGURA sensibilizam para a causa e ensinam sobre prevenção de acidentes com crianças e adolescentes até 14 anos. A apresentação inclui a projeção de slides e vídeos educativos, o público é convidado a interagir e distribuímos material educativo.

24 Parcerias empresariais A CRIANÇA SEGURA pode realizar atividades com a temática da prevenção aos acidentes com crianças e adolescentes até 14 anos, sob medida para a sua empresa ou o seu negócio, como por exemplo: Formação de voluntariado para ações educativas, produção de conteúdo sobre prevenção para divulgação interna e externa.

25 Como apoiar a nossa causa - Doações Criança Segura Safe Kids Brasil CNPJ: / Banco Santander Agência: 3411 Conta: ou pelo nosso site

26 Nossos Parceiros no Brasil

27 Empresas que apoiam nossa causa

28 Estamos presentes nas redes sociais

29 CRIANÇA SEGURA Gabriela Guida de Freitas Coordenadora Nacional Paloma Peinado Coordenadora Desenvolvimento Institucional Obrigada!

30

MANTENEDORES INSTITUCIONAIS

MANTENEDORES INSTITUCIONAIS O Instituto Saúde e Sustentabilidade é uma OSCIP - Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, fundado em dezembro de 2008, que atua com soluções para promover a saúde humana nas cidades por meio

Leia mais

EspaCo Cultural ADAV., arte, educacao, ~ e cultura

EspaCo Cultural ADAV., arte, educacao, ~ e cultura EspaCo Cultural ADAV, arte, educacao, ~ e cultura o projeto O Espaço Cultural ADAV é uma parceria entre a Ponte entre Culturas e a ADAV - Associação Milton Campos para o Desenvolvimento de Talentos e

Leia mais

PROJETO VIDA NO TRÂNSITO PARANÁ

PROJETO VIDA NO TRÂNSITO PARANÁ PROJETO VIDA NO TRÂNSITO PARANÁ PACTO NACIONAL PELA REDUÇÃO DE ACIDENTES NO TRÂNSITO Ação do Governo Federal, lançada em 11/05/2011 pelos Ministérios da Saúde e das Cidades; Resposta brasileira à demanda

Leia mais

O SEU IMPOSTO DE RENDA PODE TER O DESTINO CERTO. Cartilha de Incentivo à doação com dedutibilidade do imposto de renda

O SEU IMPOSTO DE RENDA PODE TER O DESTINO CERTO. Cartilha de Incentivo à doação com dedutibilidade do imposto de renda O SEU IMPOSTO DE RENDA PODE TER O DESTINO CERTO Cartilha de Incentivo à doação com dedutibilidade do imposto de renda Uma pequena atitude de cidadania ajuda a construir um grande futuro para jovens e pessoas

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE IVAIPORÃ-PR PROGRAMA INTERSETORIAL DE ENFRENTAMENTO ÀS SITUAÇÕES DE VIOLÊNCIAS

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE IVAIPORÃ-PR PROGRAMA INTERSETORIAL DE ENFRENTAMENTO ÀS SITUAÇÕES DE VIOLÊNCIAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE IVAIPORÃ-PR PROGRAMA INTERSETORIAL DE ENFRENTAMENTO ÀS SITUAÇÕES DE VIOLÊNCIAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE IVAIPORÃ-PR Nova estratégia de gestão em redes em matéria

Leia mais

PROGRAMA AMIGOS DO MUSEU

PROGRAMA AMIGOS DO MUSEU O Museu da Cana é uma instituição sem fins lucrativos que busca na parceria com pessoas físicas e jurídicas recursos para: - manutenção de acordo com as boas práticas museológicas; - realização de seus

Leia mais

Políticas Públicas, Sustentabilidade e Captação de Recursos. Elton Bozzetto (51)

Políticas Públicas, Sustentabilidade e Captação de Recursos. Elton Bozzetto (51) Políticas Públicas, Sustentabilidade e Captação de Recursos Elton Bozzetto (51)99666 5592 eltonbozzetto@gmail.com SUSTENTABILIDADE Sustentabilidade: é a capacidade de uma organização de manter o seu projeto

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO CEBC COMO SE ASSOCIAR 2014

APRESENTAÇÃO DO CEBC COMO SE ASSOCIAR 2014 APRESENTAÇÃO DO CEBC 201 QUEM SOMOS FUNDADO EM 200, O CONSELHO EMPRESARIAL BRASIL CHINA CEBC É UMA INSTITUIÇÃO BILATERAL SEM FINS LUCRATIVOS FORMADA POR DUAS SEÇÕES INDEPENDENTES, NO BRASIL E NA CHINA,

Leia mais

Órgão Ministério do Turismo (MTur) Representação Efetiva Câmara Temática de Turismo Sustentável e Infância do CNT Representante Ana Paula de Siqueira

Órgão Ministério do Turismo (MTur) Representação Efetiva Câmara Temática de Turismo Sustentável e Infância do CNT Representante Ana Paula de Siqueira T U R I S M O Órgão Ministério do Turismo (MTur) Representação Efetiva Câmara Temática de Turismo Sustentável e Infância do CNT Representante Ana Paula de Siqueira Assessora Secretaria Geral da CNC Ações

Leia mais

Danilo Tiisel CAPTAÇÃO (MOBILIZAÇÃO) DE RECURSOS E SUSTENTABILIDADE

Danilo Tiisel CAPTAÇÃO (MOBILIZAÇÃO) DE RECURSOS E SUSTENTABILIDADE Danilo Tiisel CAPTAÇÃO (MOBILIZAÇÃO) DE RECURSOS E SUSTENTABILIDADE CONTEXTO: O TERCEIRO SETOR Terceiro Setor O Terceiro Setor é um tipo de Frankenstein : grande, heterogêneo, construído de pedaços, desajeitado,

Leia mais

WOOZ ARTE & CULTURA RELATÓRIO FINANCEIRO. Plano Anual Maio de 2012

WOOZ ARTE & CULTURA RELATÓRIO FINANCEIRO. Plano Anual Maio de 2012 WOOZ ARTE & CULTURA RELATÓRIO FINANCEIRO 2 0 1 1 Plano Anual 2010-2011 Maio de 2012 A Wooz Arte & Cultura é uma associação sem fins lucrativos qualificada como organização da Sociedade Civil de Interesse

Leia mais

Missão Educar para a cidadania ativa, solidária e responsável, em parceria com a escola, a família e a comunidade.

Missão Educar para a cidadania ativa, solidária e responsável, em parceria com a escola, a família e a comunidade. APRESENTAÇÃO O propósito deste folheto é orientar indivíduos e empresas sobre os incentivos fiscais existentes, para que façam doações para projetos de cunho social, contribuindo, assim, para o desenvolvimento

Leia mais

PLANO DE AÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PALHOÇA

PLANO DE AÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PALHOÇA 2012 PLANO DE AÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PALHOÇA POLÍTICAS DE PROTEÇÃO POLÍTICA PÚBLICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL/ PROTEÇÃO ESPECIAL META: COMBATE AO TRABALHO INFANTIL

Leia mais

PLANO DE AÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PALHOÇA

PLANO DE AÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PALHOÇA 2013 PLANO DE AÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PALHOÇA 1- POLÍTICAS DE PROTEÇÃO POLÍTICA PÚBLICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL/ PROTEÇÃO ESPECIAL 1.1- META: COMBATE AO TRABALHO

Leia mais

Acidentes com Crianças no Brasil e o Comportamento das Mães

Acidentes com Crianças no Brasil e o Comportamento das Mães Acidentes com Crianças no Brasil e o Comportamento das Mães Percepção X Realidade dos Números Iniciativa: Patrocínio: CRIANÇA SEGURA Safe Kids Brasil A CRIANÇA SEGURA Safe Kids Brasil é uma organização

Leia mais

8 de agosto de 2011 Brasília 16/08/2011 1

8 de agosto de 2011 Brasília 16/08/2011 1 MOBILIZAÇÃO SOCIAL, CAMPANHAS E ARTICULAÇÃO EM REDE Daniela Guedes 8 de agosto de 2011 Brasília 16/08/2011 1 Por que mobilizar? Melhores práticas em implantação de políticas públicas eficazes contam com

Leia mais

A APAE Barueri é uma organização da sociedade civil. Sem fins lucrativos, voltada à pessoa com deficiência.

A APAE Barueri é uma organização da sociedade civil. Sem fins lucrativos, voltada à pessoa com deficiência. DOAR É UM ATO DE AMOR - APAE BARUERI A APAE Barueri é uma organização da sociedade civil. Sem fins lucrativos, voltada à pessoa com deficiência. Fundada em 1996, integra uma federação de entidades similares,

Leia mais

RELATÓRIO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS PROJETO SEMENTE

RELATÓRIO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS PROJETO SEMENTE RELATÓRIO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS PROJETO SEMENTE Introdução Submissão de projetos SEMENTE: Transformando ideias em projetos é uma plataforma virtual que se destina a subsidiar os Promotores de Justiça

Leia mais

PROJETO Captação 2015

PROJETO Captação 2015 PROJETO Captação 2015 Quem somos O Instituto HAHAHA é uma organização cultural não governamental sem fins lucrativos. A Instituição é formada por artistas, gestores culturais e profissionais da saúde,

Leia mais

Relatório Dia da Responsabilidade Social 2016

Relatório Dia da Responsabilidade Social 2016 Relatório Dia da Responsabilidade Social 2016 Relatório do Marketing e da Assessoria de Imprensa da Fazu no Dia da Responsabilidade Social Gustavo Rodrigues e Daniela Miranda Pág. 01 Evento A cobertura

Leia mais

CRIANÇA SEGURA Safe Kids Brasil

CRIANÇA SEGURA Safe Kids Brasil CRIANÇA SEGURA Safe Kids Brasil Palestra Criança Segura no Carro II Seminário DENATRAN de Educação e Segurança no Trânsito Brasília, 23 de novembro de 2010. CRIANÇA SEGURA Organização sem fins lucrativos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO SEGURO SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO SEGURO SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE NÚCLEO MICRORREGIONAL PARA IMPLANTAÇÃO DAS LINHAS DE CUIDADO E EDUCAÇÃO PERMANENTE PARA ATENÇÃO BÁSICA (NEPSmr) RELATÓRIO DE GESTÃO ATIVIDADES E AVALIAÇÃO DA IMPLANTAÇÃO DO NEPSmr - 2010 Município: Porto

Leia mais

Incentivos fiscais e investimento social privado

Incentivos fiscais e investimento social privado Incentivos fiscais e investimento social privado Leandro Marins de Souza Doutor em Direito do Estado pela USP Presidente da Comissão de Direito do Terceiro Setor da OAB/PR Diretor do Centro de Ação Voluntária

Leia mais

A importância da rotulagem para a saúde pública o olhar do consumidor

A importância da rotulagem para a saúde pública o olhar do consumidor A importância da rotulagem para a saúde pública o olhar do consumidor Mariana Garcia I Simpósio de Rotulagem de Alimentos - CRQ-IV O que é o Idec? Organização não governamental fundada em 1987, sem fins

Leia mais

II - CADASTRO DA ORGANIZAÇÃO

II - CADASTRO DA ORGANIZAÇÃO PRÊMIO ITAÚ-UNICEF 2017 Parceria OSC e Escola Pública FICHA DE INSCRIÇÃO I Dados de Acesso Nº CNPJ da organização Nome da organização E-mail da organização Telefone da organização Nome do responsável pela

Leia mais

Troca Ecológica Premiada.

Troca Ecológica Premiada. Campanha de Educação Ambiental NÃO JOGUE LIXO RECICLÁVEL FORA AGORA ELE VALE PRÊMIOS Troca Ecológica Premiada. O projeto Troca Ecológica, que tem por finalidade a participação da comunidade no processo

Leia mais

NOVO PROGRAMA. Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL

NOVO PROGRAMA. Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL NOVO PROGRAMA Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL 2014-2018 1 PETROBRAS Fundada em 1953, a partir de uma campanha popular O petróleo é nosso. Empresa integrada de energia Sociedade anônima de capital aberto

Leia mais

DELEGACIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM CUIABÁ MATO GROSSO

DELEGACIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM CUIABÁ MATO GROSSO PROGRAMA DE DIVULGAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA/2016 DELEGACIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM CUIABÁ MATO GROSSO SETEMBRO/2016 PIR/2016 PALESTRA: FUNDO DO IDOSO Palestrante: Yuiti Shimada Renato Moreira Pinheiro

Leia mais

COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA Aplicação dos recursos arrecadados e sustentabilidade financeira da entidade delegatária CBH- PARANAIBA

COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA Aplicação dos recursos arrecadados e sustentabilidade financeira da entidade delegatária CBH- PARANAIBA COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA Aplicação dos recursos arrecadados e sustentabilidade financeira da entidade delegatária CBH- PARANAIBA 31/07/2014 - Brasília DF SERGIO RAZERA Diretor-Presidente Fundação Agência

Leia mais

Apoie a Orquestra Criança Cidadã por meio da Lei Rouanet.

Apoie a Orquestra Criança Cidadã por meio da Lei Rouanet. Conheça as vantagens de patrocinar a Orquestra Criança Cidadã por meio da Lei Rouanet Você sabia que é possível incentivar a cultura e a cidadania em Pernambuco com uma parte do imposto de renda da sua

Leia mais

Projeto de Lei Alterações Imposto de Renda. 06 de maio de 2016

Projeto de Lei Alterações Imposto de Renda. 06 de maio de 2016 1 Projeto de Lei Alterações Imposto de Renda 06 de maio de 2016 Correção na tabela do IRPF 2 Alteração em 5% da tabela progressiva mensal, nas deduções e limites de isenção Validade a partir de janeiro

Leia mais

Transforme seu imposto em música

Transforme seu imposto em música LEI FEDERAL DE INCETIVO À CULTURA LEI ROUANET Transforme seu imposto em música Associação Cultural Casa de Música de Ouro Branco O QUE É A LEI ROUANET A Lei Rouanet (Lei 8.313/1991), instituiu o Programa

Leia mais

Relatório de mídia Julho a Dezembro de 2016

Relatório de mídia Julho a Dezembro de 2016 Relatório de mídia Julho a Dezembro de 2016 Contexto brasileiro Demissões em massa no meio jornalístico Eleições municipais Olimpíadas e Paralimpíadas Rio 2016 Avaliação qualitativa O segundo semestre

Leia mais

TEMA: 1 - A MULHER NOS ESPAÇOS DO PODER. Implementação e implantação da Secretaria ou Departamento dos Direitos e das Políticas para a Mulher.

TEMA: 1 - A MULHER NOS ESPAÇOS DO PODER. Implementação e implantação da Secretaria ou Departamento dos Direitos e das Políticas para a Mulher. TEMA: 1 - A MULHER NOS ESPAÇOS DO PODER DIF IC UL DAD ES A falta de recursos financeiros (orçamentos específicos para a área) dos entes federados. Desconhecimento dos Conselhos dos Direitos da Mulher Falta

Leia mais

ESCLARECIMENTO SOBRE INCENTIVO FISCAL VIA LEI DA OSCIP

ESCLARECIMENTO SOBRE INCENTIVO FISCAL VIA LEI DA OSCIP ESCLARECIMENTO SOBRE INCENTIVO FISCAL VIA LEI DA OSCIP O que é uma OSCIP Uma OSCIP está situada no Terceiro Setor (considerando-se que o Primeiro Setor é formado pelo Estado e o Segundo Setor pelo Mercado,

Leia mais

Municípios e Comunidades. Saudáveis. Promovendo a qualidade de vida através da Estratégia de Municípios e Comunidades. Saudáveis

Municípios e Comunidades. Saudáveis. Promovendo a qualidade de vida através da Estratégia de Municípios e Comunidades. Saudáveis Organização Pan Americana da Saúde Oficina Regional da Organização Mundial da Saúde Municípios e Comunidades Saudáveis Guia dos prefeitos e outras autoridades locais Promovendo a qualidade de vida através

Leia mais

É IMPOSSÍVEL VIVER SEM ELA!!!!

É IMPOSSÍVEL VIVER SEM ELA!!!! É IMPOSSÍVEL VIVER SEM ELA!!!! Premissas básicas da Rede RPMe Missão Incentivar o desenvolvimento da metrologia e sua cultura no cotidiano para aumentar a competência e qualidade e competitividade dos

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2003

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2003 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2003 Altera a legislação do Imposto de Renda relativamente à concessão de benefícios fiscais para as doações destinadas à assistência e promoção social. O CONGRESSO NACIONAL

Leia mais

Diretoria APAMT Biênio 2013/14. Atividades da APAMT 2013

Diretoria APAMT Biênio 2013/14. Atividades da APAMT 2013 Diretoria APAMT Biênio 2013/14 Atividades da APAMT 2013 Associação Paranaense de Medicina do Trabalho MISSÃO Buscar o desenvolvimento técnico e científico dos associados da APAMT e fortalecer a participação

Leia mais

Passe Rápido. Projeto Multiesportivo Educacional. Proposta de Patrocínio Esportivo via Lei de Incentivo ao Esporte (IR)

Passe Rápido. Projeto Multiesportivo Educacional. Proposta de Patrocínio Esportivo via Lei de Incentivo ao Esporte (IR) Proposta de Patrocínio Esportivo via Lei de Incentivo ao Esporte (IR) Passe Rápido Projeto Multiesportivo Educacional Nº SLIE 1408014-13 - Aprovado com nº do processo 58701.001725/2014-10 Campinas, 18

Leia mais

Seja bem vindo! GIOVANNI MOCKUS Diretor Executivo

Seja bem vindo! GIOVANNI MOCKUS Diretor Executivo Nesse momento de crise política e econômica, percebe-se uma necessidade do mercado, tanto público quanto privado, pela prestação de serviços voltados para a capacitação profissional, técnicas de gestão,

Leia mais

FEIRA DO EMPREENDEDOR MG EDIÇÃO 2017

FEIRA DO EMPREENDEDOR MG EDIÇÃO 2017 FEIRA DO EMPREENDEDOR MG EDIÇÃO 2017 25 ANOS DE SUCESSO A Feira do Empreendedor foi criada em 1992 e tornou-se um dos maiores e mais importantes eventos de empreendedorismo do país. A feira é considerada

Leia mais

PROJETO: CURSO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS PREDIAIS (180H)

PROJETO: CURSO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS PREDIAIS (180H) PROJETO: CURSO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS PREDIAIS (180H) FUNDO: INSTITUTO CYRELA INSTITUTO TIBAGI Fone: (41) 3024-9848 E-mail: projetos@institutotibagi.org.br Curitiba, 25/01/2016 Sumário 1. Apresentação do

Leia mais

CREDENCIAIS DA FUNENSEG

CREDENCIAIS DA FUNENSEG CREDENCIAIS DA FUNENSEG Criação 1971 ( 34 anos 4 décadas) Personalidade Jurídica Entidade de direito privado, de natureza educativo - cultural, sem fins lucrativos. CREDENCIAIS DA FUNENSEG Mantenedores

Leia mais

A Vida é a nossa maior inspiração

A Vida é a nossa maior inspiração PLANO ACTIVIDADES & ORÇAMENTO 2017 A Vida é a nossa maior inspiração O ano de 2017 será um ano de crescimento. A partir de Janeiro de 2017, a Vida Norte alargará a sua intervenção para o concelho de Braga.

Leia mais

1. Quem pode direcionar parte do Imposto de Renda? 2. Qual é o limite máximo possível de redirecionamento de meu IR sem que eu tenha custo?

1. Quem pode direcionar parte do Imposto de Renda? 2. Qual é o limite máximo possível de redirecionamento de meu IR sem que eu tenha custo? 1. Quem pode direcionar parte do Imposto de Renda? Que façam declaração do Imposto de Renda por formulário completo. O cálculo é feito com base no valor do Imposto de Renda Devido, seja ele a pagar ou

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE CONTAS E ATIVIDADES TERCEIRO QUADRIMESTRE DE 2016 INDIGNAR-SE É IMPORTANTE. ATITUDE É FUNDAMENTAL

APRESENTAÇÃO DE CONTAS E ATIVIDADES TERCEIRO QUADRIMESTRE DE 2016 INDIGNAR-SE É IMPORTANTE. ATITUDE É FUNDAMENTAL APRESENTAÇÃO DE CONTAS E ATIVIDADES TERCEIRO QUADRIMESTRE DE 2016 INDIGNAR-SE É IMPORTANTE. ATITUDE É FUNDAMENTAL ATA DA 15ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Aos vinte dias do mês de setembro

Leia mais

CARTILHA DE INCENTIVOS FISCAIS* Nesta Cartilha, preparada a pedido da AMARRIBO, abordamos os seguintes incentivos fiscais:

CARTILHA DE INCENTIVOS FISCAIS* Nesta Cartilha, preparada a pedido da AMARRIBO, abordamos os seguintes incentivos fiscais: CARTILHA DE INCENTIVOS FISCAIS* Nesta Cartilha, preparada a pedido da AMARRIBO, abordamos os seguintes incentivos fiscais: A. Doação à AMARRIBO, que possui o título de OSCIP; B. Doação/Patrocínio de Projeto

Leia mais

gente bonita de verdade qualidadedevida é cuidar-se por inteiro

gente bonita de verdade qualidadedevida é cuidar-se por inteiro gente bonita de verdade na comunidade qualidadedevida é cuidar-se por inteiro r a z ã o d e s e r nossa Razão de Ser é criar e comercializar produtos e serviços que promovam o bem- estar/ estar bem bem-estar

Leia mais

Cartilha de Informações: Doações e Patrocínios.

Cartilha de Informações: Doações e Patrocínios. Cartilha de Informações: Doações e Patrocínios. O Instituto Abramundo é uma OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) e com isso pode receber doações e incentivos para a execução de seus

Leia mais

apresenta Grupo Girino espetáculo

apresenta Grupo Girino espetáculo apresenta Grupo Girino espetáculo Apresentação MetaForMose é um espetáculo de teatro de bonecos que aborda a temática da metamorfose e das transformações e anseios da condição humana. O espetáculo é fruto

Leia mais

Daniel Salgueiro Profº de Planejamento Tributário Universidade Federal de Alagoas

Daniel Salgueiro Profº de Planejamento Tributário Universidade Federal de Alagoas Daniel Salgueiro Profº de Planejamento Tributário Universidade Federal de Alagoas 1 Doações a Entidades Sem Fins Lucrativos Caracteriza-se como investimento social a doação voluntária da Pessoa Jurídica

Leia mais

DOAÇÕES DE PESSOA JURÍDICA

DOAÇÕES DE PESSOA JURÍDICA Assunto DOAÇÕES DE PESSOA JURÍDICA Vigência 01/10/2011 Departamento Jurídico Documento MAN-01 Página 01/10 1. INTRODUÇÃO 1.1 OBJETIVOS Procuraremos descrever aqui as possibilidades de uma pessoa jurídica

Leia mais

Campanha de Prevenção ao Trauma de Face: Promoção à Nome: Ladyanne Pavão de Menezes Coordenadora: Profª Drª Gabriela Granja Porto

Campanha de Prevenção ao Trauma de Face: Promoção à Nome: Ladyanne Pavão de Menezes Coordenadora: Profª Drª Gabriela Granja Porto Campanha de Prevenção ao Trauma de Face: Promoção à Nome: Ladyanne Pavão de Menezes Coordenadora: Profª Drª Gabriela Granja Porto Saúde e a Integridade Física dos Motociclistas Recife, 2016 Introdução

Leia mais

CRI R AN A ÇA Ç SEGURA R Safe Kids Bras B il il 2009

CRI R AN A ÇA Ç SEGURA R Safe Kids Bras B il il 2009 CRIANÇA SEGURA Safe Kids Brasil 2009 CRIANÇA SEGURA Organização sem fins lucrativos presente no Brasil desde 2001, com atuação nacional. Missão: Promover a prevenção de acidentes com crianças e adolescentes

Leia mais

INSTITUTO CEASA MINAS

INSTITUTO CEASA MINAS INSTITUTO CEASA MINAS É uma associação sem fins lucrativos que promove e colabora para o desenvolvimento de atividades de responsabilidade e inclusão social, em especial aquelas voltadas à promoção da

Leia mais

TÍTULO: CENTRO DE REFERÊNCIA EM DIREITOS HUMANOS

TÍTULO: CENTRO DE REFERÊNCIA EM DIREITOS HUMANOS TÍTULO: CENTRO DE REFERÊNCIA EM DIREITOS HUMANOS CATEGORIA: CONCURSO DE PRÁTICAS EXITOSAS Endereço: Rua Caldas Júnior, nº 352, bairro Centro Histórico. Cidade: Porto Alegre Estado: Rio Grande do Sul Autoras:

Leia mais

CONSERVATÓRIO DE MÚSICA CALOUSTE GULBENKIAN DE BRAGA

CONSERVATÓRIO DE MÚSICA CALOUSTE GULBENKIAN DE BRAGA CONSERVATÓRIO DE MÚSICA CALOUSTE GULBENKIAN DE BRAGA PLANO DE MELHORIA 2014 / 2016 ÍNDICE Introdução 3 Resultados da Avaliação Externa 4 Ações a contemplar no Plano de Melhoria 5 Conclusão 7 2 Introdução

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA Agosto de 2015 INTRODUÇÃO O Ministério de Educação (MEC) através do Sistema Nacional

Leia mais

Programa Olho Vivo no Dinheiro Público

Programa Olho Vivo no Dinheiro Público CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO CGU CONTROLADORIA REGIONAL DA UNIÃO NO ESTADO DO PARANÁ Programa Olho Vivo no Dinheiro Público Dorval dos Santos II SEMINÁRIO NACIONAL V SEMINÁRIO PARANAENSE II MOSTRA DE ARTE

Leia mais

proposta de serviços

proposta de serviços proposta de serviços comunicação marketing político mídia digital www.empirecomunicacao.com.br Apresentação A EMPIRE COMUNICAÇÃO nasceu da junção de parceiros, atuando no mercado de forma socialmente responsável,

Leia mais

Cartilha de Incentivo Fiscal via Lei da Oscip

Cartilha de Incentivo Fiscal via Lei da Oscip INCENTIVO FISCAL VIA LEI DA OSCIP O idestra Instituto para o Desenvolvimento dos Sistemas de Transportes é uma organização civil de direito privado, sem fins lucrativos, fundada em maio de 2012, com efetivo

Leia mais

COPATROCINADOR UNAIDS 2015 OMS ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE

COPATROCINADOR UNAIDS 2015 OMS ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE COPATROCINADOR UNAIDS 2015 OMS ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE COPATROCINADORES UNAIDS 2015 O QUE É A OMS? As novas orientações consolidadas de tratamento da OMS representam mais um salto adiante para uma

Leia mais

MANUAL DO PATROCINADOR Conselho Regional de Contabilidade - SC 31/08/2016

MANUAL DO PATROCINADOR  Conselho Regional de Contabilidade - SC 31/08/2016 MANUAL DO PATROCINADOR www.manualdopatrocinador.com.br Conselho Regional de Contabilidade - SC 31/08/2016 Panorama Panorama Incentivo Fiscal Estímulos concedidos pelo governo, na área fiscal, para viabilização

Leia mais

Assessoria de Comunicação Social - ASCOM

Assessoria de Comunicação Social - ASCOM UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Assessoria de Comunicação Social - ASCOM Petrolina - PE Julho de 2016 2ª Versão Apresentação A Assessoria de Comunicação Social (Ascom) da Univasf tem como

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DE ENSINO SUPERIOR DE LINHARES-FACELI FELIPE GARCIA COELHO SAMIRA CALEGARI BRUMATTI. Espécies de sociedade e estatuto social

FACULDADES INTEGRADAS DE ENSINO SUPERIOR DE LINHARES-FACELI FELIPE GARCIA COELHO SAMIRA CALEGARI BRUMATTI. Espécies de sociedade e estatuto social FACULDADES INTEGRADAS DE ENSINO SUPERIOR DE LINHARES-FACELI FELIPE GARCIA COELHO SAMIRA CALEGARI BRUMATTI Espécies de sociedade e estatuto social LINHARES 2010 FACULDADES INTEGRADAS DE ENSINO SUPERIOR

Leia mais

MODALIDADES PARTICIPATIVAS DE CONTRIBUIÇÃO AO INSTITUTO COI. 1. Doação ao ICOI, que possui o título de OSCIP

MODALIDADES PARTICIPATIVAS DE CONTRIBUIÇÃO AO INSTITUTO COI. 1. Doação ao ICOI, que possui o título de OSCIP MODALIDADES PARTICIPATIVAS DE CONTRIBUIÇÃO AO INSTITUTO COI 1. Doação ao ICOI, que possui o título de OSCIP 2. Doação/Patrocínio de Projeto Cultural por pessoa jurídica (art. 18 da Lei Rouanet) e 3. Doação/Patrocínio

Leia mais

O QUE É UM OBSERVATÓRIO SOCIAL

O QUE É UM OBSERVATÓRIO SOCIAL eeeee O QUE É UM OBSERVATÓRIO SOCIAL É um espaço democrático e apartidário; Reúne em sua estrutura o maior número possível de entidades representativas da sociedade civil; Tem como objetivo de contribuir

Leia mais

DEZ ANOS: trajetórias e repercussões

DEZ ANOS: trajetórias e repercussões DEZ ANOS: trajetórias e repercussões Criação do Programa Gestão Criação do Programa Em busca das referências legais Criação do Programa Portaria Ministerial 2.896/2004 Cria no âmbito da Secretaria de Educação

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS BAHIA

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS BAHIA PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS BAHIA OBJETIVO GERAL Promover ações integradas para o enfrentamento da epidemia de HIV/AIDS e outras DST

Leia mais

CARTILHA DE INCENTIVOS FISCAIS* Nesta Cartilha, preparada a pedido da AMARRIBO, abordamos os seguintes incentivos fiscais:

CARTILHA DE INCENTIVOS FISCAIS* Nesta Cartilha, preparada a pedido da AMARRIBO, abordamos os seguintes incentivos fiscais: CARTILHA DE INCENTIVOS FISCAIS* Nesta Cartilha, preparada a pedido da AMARRIBO, abordamos os seguintes incentivos fiscais: A. Doação à AMARRIBO, que possui o título de OSCIP; B. Doação/Patrocínio de Projeto

Leia mais

TERCEIRO SETOR. Financiamento com recursos do orçamento público e ou do setor privado

TERCEIRO SETOR. Financiamento com recursos do orçamento público e ou do setor privado TERCEIRO SETOR Financiamento com recursos do orçamento público e ou do setor privado Modalidade de apoio e financiamento por parte do Estado ESPÉCIE Auxílios Contribuições Subvenções PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM. Brasília, 18 de Novembro de 2013 Michelle Leite da Silva

POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM. Brasília, 18 de Novembro de 2013 Michelle Leite da Silva POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM Brasília, 18 de Novembro de 2013 Michelle Leite da Silva DAET- Departamento de Atenção Especializada e Temática Secretaria de Atenção à Saúde - SAS

Leia mais

GRUPOS DE TRABALHO DO OSB-SP

GRUPOS DE TRABALHO DO OSB-SP GRUPOS DE TRABALHO DO OSB-SP ETAPA: ORGANIZAÇÃO DO OBSERVATÓRIO SOCIAL DO BRASIL SÃO PAULO Diretoria GT Gestão GT Institucional e Sustentabilidade GT Marketing e Comunicação GT Legal, Contábil e Administrativo

Leia mais

PROJETO DE RENÚNCIA FISCAL 4% do IR a pagar - Isenção 100% Lei Federal de Incentivo à Cultura LEI ROUANET Valor total R$ ,25 Jan 2017 Dez

PROJETO DE RENÚNCIA FISCAL 4% do IR a pagar - Isenção 100% Lei Federal de Incentivo à Cultura LEI ROUANET Valor total R$ ,25 Jan 2017 Dez PROJETO DE RENÚNCIA FISCAL 4% do IR a pagar - Isenção 100% Lei Federal de Incentivo à Cultura LEI ROUANET Valor total R$ 3.142.841,25 Jan 2017 Dez 2017 Proponente: Ação Comunitária do Brasil - São Paulo

Leia mais

Os instrumentos institucionais para a internacionalização das empresas

Os instrumentos institucionais para a internacionalização das empresas Seminário Importância da internacionalização na BTID nacional Lisboa, 25 de Janeiro de 2013 Os instrumentos institucionais para a internacionalização das empresas O papel do QREN Tópicos Formas de internacionalização

Leia mais

DO PROGRAMA. Tem como objetivo gerenciar a coleta seletiva e valorizar a atividade do Catador (a) como agente de transformação ambiental.

DO PROGRAMA. Tem como objetivo gerenciar a coleta seletiva e valorizar a atividade do Catador (a) como agente de transformação ambiental. PROGRAMA DO PROGRAMA O Programa ECO RECICLA é uma iniciativa da OSCIP Ecolmeia em parceria com Cooperativas de Reciclagem, seus cooperados e Setores da Sociedade. Tem como objetivo gerenciar a coleta seletiva

Leia mais

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/018

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/018 UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/018 O UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância, a Organização mundial pioneira na defesa dos direitos das crianças e adolescentes, convida profissionais

Leia mais

Acidentes Rodoviários como Acidente de Trabalho Breve Revisão

Acidentes Rodoviários como Acidente de Trabalho Breve Revisão Acidentes Rodoviários como Acidente de Trabalho Breve Revisão J. Martins, P. Laranjeira, M. Rebelo, M. Lopes CIICESI, ESTG, Politécnico do Porto ICSLM Congress 24-11-2016, Covilhã, Portugal INTRODUÇÃO

Leia mais

República Federativa do Brasil Governo Federal. Educação a Distância. e as novas tecnologias

República Federativa do Brasil Governo Federal. Educação a Distância. e as novas tecnologias República Federativa do Brasil Governo Federal Ministério da Educação Educação a Distância e as novas tecnologias Educação Personalizada Vencendo as Barreiras Geográficas e Temporais EAD NO ENSINO PRESENCIAL

Leia mais

Lei Nacional de Incentivo à Cultura

Lei Nacional de Incentivo à Cultura Lei Nacional de Incentivo à Cultura Lei nº 8.313 de 23 de dezembro de 1991 Sancionada pelo ex-presidente Fernando Collor de Mello é a lei que institui políticas públicas para a cultura nacional, como o

Leia mais

VEJA AQUI, DE QUE FORMA: DEDUTIBILIDADE DE IMPOSTO DE RENDA DAS SOCIEDADES DOADORAS PARA OSCIPS:

VEJA AQUI, DE QUE FORMA: DEDUTIBILIDADE DE IMPOSTO DE RENDA DAS SOCIEDADES DOADORAS PARA OSCIPS: FAÇA UMA DOAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA (IRPJ) DE SUA EMPRESA AO ESPORTE CLUBE 2014 ( OSCIP- ORGANIZAÇÃO SOCIAL DE INTERESSE PÚBLICO) CNPJ 09.146.936/0001-08 QUALIFICAÇÃO COMO OSCIP- MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

Leia mais

Dia do Pacto na Escola mobiliza centenas de escolas em mais de 5 mil atividades

Dia do Pacto na Escola mobiliza centenas de escolas em mais de 5 mil atividades Página: 01 Dia do Pacto na Escola mobiliza centenas de escolas em mais de 5 mil atividades O próximo dia 18 de maio foi a data escolhida para mostrar o que a escola pública tem de melhor e a força da união

Leia mais

A saúde dos adolescentes em Portugal: respostas e desafios

A saúde dos adolescentes em Portugal: respostas e desafios A saúde dos adolescentes em Portugal: respostas e desafios Andreia Jorge Silva Direção de Serviços de Prevenção da Doença e Promoção da Saúde 1 PNS/ELS - Obesidade Saúde dos Adolescentes PNS/Saúde dos

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES E APLICAÇÃO DE RECURSOS EDITAL 01/ PONTINHOS DE CULTURA

RELATÓRIO DE ATIVIDADES E APLICAÇÃO DE RECURSOS EDITAL 01/ PONTINHOS DE CULTURA RELATÓRIO DE ATIVIDADES E APLICAÇÃO DE RECURSOS EDITAL 01/2012 - PONTINHOS DE CULTURA 1. Identificação da Entidade Nome do Proponente / Instituição: CNPJ: Título da Proposta: Território de Identidade:

Leia mais

Resolução do Conselho de Ministros n.º 77/2015, de 10 de Setembro

Resolução do Conselho de Ministros n.º 77/2015, de 10 de Setembro Comissão Executiva da Especialização em Engenharia de Segurança ORDEM DO 16 de Dezembro, 2015 ESTRATÉGIA NACIONAL DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO 2015-2020 - Por um trabalho seguro, saudável e produtivo

Leia mais

CINE PIPOQUINHA Nº PRONAC

CINE PIPOQUINHA Nº PRONAC CINE PIPOQUINHA Nº PRONAC 142869 SÍNTESE SÍNTESE DO PROJETO DO PROJETO Realização de Mostra de cinema infantil gratuita, voltada para crianças, adolescentes, pais e familiares da região de Indaiatuba-SP.

Leia mais

BALANÇO DA POLÍTICA HABITACIONAL URBANA PMCMV - ENTIDADES FUNDO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL - FDS

BALANÇO DA POLÍTICA HABITACIONAL URBANA PMCMV - ENTIDADES FUNDO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL - FDS BALANÇO DA POLÍTICA HABITACIONAL URBANA PMCMV - ENTIDADES 2009-2014 FUNDO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL - FDS MINHA CASA, MINHA VIDA - ENTIDADES PMCMV ENTIDADES/ FDS Produção e aquisição de unidades habitacionais

Leia mais

24 e 25 Março Pátio da Galé Terreiro do Paço

24 e 25 Março Pátio da Galé Terreiro do Paço 24 e 25 Março Pátio da Galé Terreiro do Paço +351 929 145 002 www.fef.com.pt miguel.cordeiro@empreendedor.com Apoio: FEF2017 FEIRA DE EMPREENDEDORISMO E FRANCHISING DE LISBOA O Empreendedor e a Associação

Leia mais

BASES PARA AS NOSSAS AÇÕES

BASES PARA AS NOSSAS AÇÕES QUEM SOMOS Uma Instituição sem fins econômicos, voltada para o estudo, pesquisa e divulgação de informações e conhecimentos técnicos e científicos que digam respeito à busca de respostas e soluções economicamente

Leia mais

REGULAMENTO DE INVESTIGAÇÃO - ESCS. Artigo 1º. Missão

REGULAMENTO DE INVESTIGAÇÃO - ESCS. Artigo 1º. Missão REGULAMENTO DE INVESTIGAÇÃO - ESCS Artigo 1º Missão Os grupos de investigação têm como objetivo a promoção e desenvolvimento de atividades de investigação & desenvolvimento no âmbito das áreas científicas

Leia mais

Evolution News - Edição 1

Evolution News - Edição 1 Pesquisa de Mercado, Treinamento de Vendas, Consultoria em Marketing SMGShare Marketing Group Evolution News Edição 1 Publicação Informativa SMG Share Marketing Group SMG fala Editorial Visite o Novo Site

Leia mais

CENÁRIO ATUAL e PERSPECTIVAS FUTURAS da AÇÃO SOCIAL. Jôer Corrêa Batista

CENÁRIO ATUAL e PERSPECTIVAS FUTURAS da AÇÃO SOCIAL. Jôer Corrêa Batista CENÁRIO ATUAL e PERSPECTIVAS FUTURAS da AÇÃO SOCIAL Jôer Corrêa Batista Considerações Preliminares. Filantropia Assistência Ação Social Transformação Social Tendências O amadorismo no Terceiro Setor vem

Leia mais

ANEXO I ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS FMIG 2016

ANEXO I ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS FMIG 2016 ANEXO I ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS FMIG 2016 Cada projeto deve conter no máximo 20 páginas 1. APRESENTAÇÃO Faça um resumo claro e objetivo do projeto, considerando a situação do idoso, os dados

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS A ONU ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS Criada em 1945, após a Segunda Guerra Mundial, surgiu para estabelecer regras de convivência e solucionar divergências entre os países de forma pacífica; Tem sede em

Leia mais

DGH HFRJ CÂMARA TÉCNICA DA QUALIDADE E SEGURANÇA CTQS HFRJ/DGH

DGH HFRJ CÂMARA TÉCNICA DA QUALIDADE E SEGURANÇA CTQS HFRJ/DGH DGH HFRJ CÂMARA TÉCNICA DA QUALIDADE E SEGURANÇA CTQS HFRJ/DGH Contextualização do Projeto Avaliação Diagnóstica dos HFRJ - 2010 Resultado crítico em relação aos padrões internacionais de qualidade e segurança,

Leia mais

DO PROGRAMA. www.ecolmeia.org.br

DO PROGRAMA. www.ecolmeia.org.br PROGRAMA DO PROGRAMA O Programa ECO RECICLA é uma iniciativa da OSCIP Ecolmeia em parceria com Cooperativas de Reciclagem, seus cooperados, o Primeiro e o Segundo Setor da Sociedade. Tem como objetivo

Leia mais

Projetos Culturais, Esportivos e Sociais: como aproveitar melhor os incentivos fiscais

Projetos Culturais, Esportivos e Sociais: como aproveitar melhor os incentivos fiscais A B B C Projetos Culturais, Esportivos e Sociais: como aproveitar melhor os incentivos fiscais MARCELO DE AGUIAR COIMBRA Graduado e Mestre em Direito pela USP/Doutorando pela Universidade de Colônia, Alemanha.

Leia mais

INVESTIMENTO CULTURAL UTILIZANDO O ICMS

INVESTIMENTO CULTURAL UTILIZANDO O ICMS INVESTIMENTO CULTURAL UTILIZANDO O ICMS CULTURA PARA DESENVOLVER A Cultura promove o desenvolvimento humano, social e econômico de uma sociedade. Ao patrocinar um projeto cultural, a empresa incentivadora

Leia mais

ACADEMIA NACIONAL DE FARMÁCIA Acadamia Brasileira de Ciências Farmacêuticas

ACADEMIA NACIONAL DE FARMÁCIA Acadamia Brasileira de Ciências Farmacêuticas Acadamia Brasileira de Ciências Farmacêuticas Em decorrência dos estímulos, incentivos e modelos promovidos por Dom João VI, no século XIX, os Farmacêuticos criaram em 1916 a Associação Brasileira de Farmacêuticos.

Leia mais