VIESMANN VITOSOLIC. Dados técnicos VITOSOLIC 100 VITOSOLIC 200. Controlador para sistemas de energia solar

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "VIESMANN VITOSOLIC. Dados técnicos VITOSOLIC 100 VITOSOLIC 200. Controlador para sistemas de energia solar"

Transcrição

1 VIESMANN VITOSOLIC Controlador para sistemas de energia solar Nº de referência e preços: ver lista de preços VITOSOLIC 100 Controlador electrónico por diferença de temperatura Para sistemas com produção bivalente de água quente sanitária com colectores solares e caldeiras a gasóleo/ gás. Com indicador digital de temperatura, compensação de potência, supressão do aquecimento posterior da caldeira, aquecimento do volume de pré-aquecimento de água quente sanitária e sistema de diagnóstico. Para montagem mural. VITOSOLIC 200 Controlador electrónico por diferença de temperatura até quatro consumidores Para sistemas com produção bivalente de água quente sanitária produção bivalente de água quente sanitária e aquecimento de água de piscinas para aquecimento através de colectores solares e caldeiras a gasóleo/gás. Com indicador digital de temperatura, compensação de potência, supressão do aquecimento posterior da caldeira, aquecimento do volume de pré-aquecimento de água quente sanitária e sistema de diagnóstico. Com possibilidade de ligação para calorímetro e célula solar. Para montagem mural. 4/2007

2 Vitosolic 100 Estrutura e funcionamento Estrutura O controlador é composto por: & Sistema electrónico & Indicador digital & Teclas de ajuste & Bornes de ligação: Sensores Bombadocircuitosolar KM-BUS Ligação à rede eléctrica (o interruptor de alimentação deve ser montado pela empresa instaladora) & Relé para activar as bombas (consumidores) Funcionamento & Activar a bomba do circuito solar para produção de água quente sanitária para aquecimento de água de piscinas & Limitação electrónica da temperatura no acumulador de água quente sanitária (desactivação de segurança a 90 C) & Desactivação de segurança dos colectores & Compensação térmica através da medição da temperatura diferencial e da introdução do caudal volumétrico & Indicador da horas de serviço da bomba do circuito solar & Supressão do aquecimento posterior através da caldeira: Sistemas com controlador Vitotronic com KM-BUS No controlador do circuito da caldeira é codificado um terceiro valor nominal da temperatura da água quente sanitária. O acumulador de água quente sanitária só é aquecido pela caldeira quando este valor nominal não for atingido através do sistema de energia solar. Sistemas com tros controladores Viessmann (apenas em combinação com a extensão de terminal, acessórios): Através de uma resistência na extensão do terminal é simulada uma temperatura real de água quente sanitária de 10 ºC. O acumulador de água quente sanitária só é aquecido pela caldeira quando este valor nominal da temperatura da água quente sanitária não for atingido através do sistema de energia solar. & Função adicional para a produção de água quente sanitária (apenas em combinação com sistemas com controlador Vitotronic com KM-BUS e extensão de terminal, acessórios): Em sistemas com uma capacidade total do acumulador superior a 400 litros, o volume total da água deve ser aquecido, uma vez ao dia, a 60 C. No controlador Vitotronic é codificado um segundo valor nominal da temperatura da água quente sanitária e activada a quarta fase de água quente. Este sinal é transmitido ao controlador da energia solar e a bomba de recirculação é ligada. Nota Nos sistemas com controlador Vitotronic com KM-BUS é possível suprimir do reaquecimento através da caldeira e a função adicional para a produção de água quente sanitária. Em sistemas com tros controladores Viessmann estas funções são efectuadas apenas como alternativa. & Função de termóstato: Apenas em combinação com a extensão de terminal (acessórios). Com esta função é possível dispersar o excesso de calor o mais rápido possível. Esta função pode ser utilizada independentemente do funcionamento com energia solar Sensor de temperatura do colector Para ligar ao equipamento. Extensão do cabo de ligação fornecido pela empresa instaladora: & Cabo de 2 fios, comprimento máx. 60 m com um diâmetro de 1,5 mm 2 de cobre. & O cabo não deve ser instalado em conjunto com cabos de 230/ 400 V Comprimento do cabo 2,5 m IP 32 de acordo com a Modelo do sensor Pt500 Durante o funcionamento 20 a +180 C 20 a +70 C Sensor de temperatura do acumulador Para ligar ao equipamento. Extensão do cabo de ligação fornecido pela empresa instaladora: & Cabo de 2 fios, comprimento máx. 60 m com um diâmetro de 1,5 mm 2 de cobre. & O cabo não deve ser instalado em conjunto com cabos de 230/ 400 V Comprimento do cabo 3,75 m IP 32 de acordo com a Modelo do sensor Pt500 Durante o funcionamento 0 a +90 C 20 a +70 C Em sistemas com acumuladores de água quente sanitária Viessmann, o sensor de temperatura do acumulador deve ser montado na bainha de imersão do cotovelo roscado no retorno do circuito solar. 2 VIESMANN VITOSOLIC

3 Vitosolic 100 (continuação) Tensão nominal 230 V~ Frequência nominal 50 Hz Corrente nominal 4 A Potência consumida 2 W Classe de protecção II IP 20 de acordo com a Modo de operação Modelo 1B de acordo com a norma EN Durante o funcionamento 0 a +40 C Utilização em divisões e locais de instalação (condições ambientais normais) 20 a +65 C Capacidade de carga nominal das saídas de relé Relé semicondutor 1 0,5 A Relé 2 4(2) A, 230 V~ Total máx. 4 A Vitosolic 200 Estrutura e funcionamento Estrutura O controlador é composto por: & Sistema electrónico & Indicador digital & Teclas de ajuste & Bornes de ligação: Sensores Célula solar Bombas Entradas do contador de impulsos para ligação de medidores de volume KM-BUS Dispositivo de aviso colectivo de avarias V-BUS para registador de dados e/ instrumento para leitura à distância Ligação à rede eléctrica (o interruptor de alimentação deve ser montado pela empresa instaladora) & Relé para activar as bombas Funcionamento & Activar a bomba do circuito solar para produção de água quente sanitária e/ para aquecimento de água de piscinas tros consumidores & Limitação electrónica da temperatura no acumulador de água quente sanitária (desactivação de segurança a 90 C) & Desactivação de segurança dos colectores & Compensação térmica: Medição da temperatura diferencial e da introdução do caudal volumétrico Kit de ampliação do calorímetro com medidor de volume e 2 sensores de temperatura & Indicador da horas de funcionamento da bomba do circuito solar & Comutação by-pass com sensor da temperatura do colector e sensor by-pass com sensores da temperatura do colector e célula solar para melhorar o arranque do sistema & Supressão do aquecimento posterior através da caldeira: Sistemas com controlador Vitotronic com KM-BUS No controlador Vitotronic é codificado um terceiro valor nominal da temperatura da água quente sanitária. O acumulador de água quente sanitária só é aquecido pela caldeira quando este valor nominal não for atingido através do sistema de energia solar. Sistemas com tros controladores Viessmann Através de uma resistência efectuada pela empresa instaladora é simulada uma temperatura real de água quente sanitária de 10 ºC. O acumulador de água quente sanitária só é aquecido pela caldeira quando esta temperatura real não for atingida através do sistema de energia solar. & Função adicional para a produção de água quente sanitária: Em sistemas com uma capacidade total do acumulador superior a 400 litros, o volume total da água deve ser aquecido, uma vez ao dia, a 60 C. Sistemas com controlador Vitotronic com KM-BUS No controlador Vitotronic é codificado um segundo valor nominal da temperatura da água quente sanitária e activada a quarta fase de água quente. Este sinal é transmitido ao controlador da energia solar e a bomba de recirculação é ligada. Sistemas com tros controladores Viessmann A bomba de recirculação é ligada a uma hora ajustável se o acumulador de água quente sanitária não atingiu antes, pelo menosumavezaodia,atemperaturade60 C. Através de uma resistência efectuada pela empresa instaladora é simulado um valor real da temperatura da água quente sanitária de aprox. 35 C. & Produção de água quente sanitária e aquecimento de água de piscinas: A produção de água quente sanitária tem prioridade. Durante o aquecimento da água de piscinas (consumidor com a temperatura nominal mais baixa), a bomba de recirculação é desligada de acordo com o tempo para determinar se é possível reaquecer o acumulador de água quente sanitária (consumidor com a temperatura nominal mais alta). Se já está a aquecer a temperatura do fluido portador de calor não é suficiente para o aquecimento do acumulador de água quente sanitária, a água de piscinas continua a ser aquecida. VITOSOLIC VIESMANN 3

4 Vitosolic 200 (continuação) & Produção de água quente sanitária e aquecimento da água com depósito de armazenamento de água de aquecimento: A água do depósito de armazenamento é aquecida por energia solar. O depósito de armazenamento aquece a água sanitária. Se a temperatura no depósito de armazenamento de água quente sanitária ultrapassar o valor ajustado para a temperatura de retorno de aquecimento, é activada uma válvula de 3 vias e a água de retorno do aquecimento é conduzida através do depósito de armazenamento da água de aquecimento, arrastando a água quente para a caldeira. & Comando das bombas para o permutador de calor externo & Função de termóstato: Esta função pode ser utilizada independentemente do funcionamento com energia solar Sensor de temperatura do colector Para ligar ao equipamento. Extensão do cabo de ligação fornecido pela empresa instaladora: & Cabo de 2 fios, comprimento máx. 60 m com um diâmetro de 1,5 mm 2 de cobre. & O cabo não deve ser instalado em conjunto com cabos de 230/ 400 V Comprimento do cabo 2,5 m IP 32 de acordo com a Modelo do sensor Pt500 Durante o funcionamento 20 a +180 C 20 a +70 C Sensor de temperatura do acumulador sensor de temperatura (de piscinas/depósito de armazenamento de água de aquecimento) Para ligar ao equipamento. Extensão do cabo de ligação fornecido pela empresa instaladora: & Cabo de 2 fios, comprimento máx. 60 m com um diâmetro de 1,5 mm 2 de cobre. & O cabo não deve ser instalado em conjunto com cabos de 230/ 400 V Comprimento do cabo 3,75 m IP 32 de acordo com a Modelo do sensor Pt500 Durante o funcionamento 0 a +90 C 20 a +70 C Em sistemas com acumuladores de água quente sanitária Viessmann, o sensor de temperatura do acumulador deve ser montado na bainha de imersão do cotovelo roscado no retorno do circuito solar. Se for utilizado um sensor de temperatura (piscinas) para determinar a temperatura da água de piscinas, a bainha de imersão em aço inoxidável, disponível como acessório, pode ser montada directamente no tubo de retorno da piscina. Tensão nominal 230 V~ Frequência nominal 50 Hz Corrente nominal 6 A Potência consumida 6 W Classe de protecção II IP 20 de acordo com a Modo de operação Modelo 1B conforme EN Durante o funcionamento 0 a +40 C Utilização em divisões e locais de instalação (condições ambientais normais) 20 a +65 C Capacidade de carga nominal das saídas de relé Relé semicondutor 1 a 4 0,5 A Relé5a7 4(2)A,230V~ Total máx. 6 A Estado de fornecimento Vitosolic 100 Nº de referência & Vitosolic 100 & Sensor de temperatura do acumulador & Sensor de temperatura do colector 4 VIESMANN VITOSOLIC

5 Estado de fornecimento Vitosolic 200 Nº de referência & Vitosolic 200 & Sensor de temperatura do acumulador & Sensor de temperatura do colector & Sensor de temperatura (de piscinas/depósito de armazenamento da água de aquecimento) Acessórios Vitosolic 100 e 200 Contactor auxiliar Nº de referência Com 4 contactos normalmente fechados e 4 contactos normalmente abertos. Tensão da bobina Corrente nominal (I th ) 230 V~/50 Hz 16 A Sensor de temperatura (acumulador de água quente sanitária/depósito de armazenamento de água de aquecimento) Nº de referência Para comutação de circulação em sistemas com 2 acumuladores de água quente sanitária Para comutação de retorno entre a caldeira e o depósito de armazenamento de água de aquecimento Para aquecimento de tros consumidores. Extensão do cabo de ligação fornecido pela empresa instaladora: & Cabo de 2 fios, comprimento máx. 60 m com um diâmetro de 1,5 mm 2 de cobre. & O cabo não deve ser instalado em conjunto com cabos de 230/ 400 V Comprimento do cabo 3,75 m IP 32 de acordo com a Modelo do sensor Pt500 Durante o funcionamento 0 a +90 C 20 a +70 C Termóstato de segurança Nº de referência Z Com um sistema termostático. Com bainha de imersão em aço R½ x 200 mm. Com escala de ajuste e botão de reposição na caixa. VITOSOLIC VIESMANN 5

6 Acessórios Vitosolic 100 e 200 (continuação) Necessário caso haja por cada m 2 de superfície de absorção menos de 40 litros de volume de acumulador disponível. Assim pode-se evitar, de forma segura, temperaturas superiores a 95 C no acumulador de água quente sanitária. Ligação Cabo de 3 fios com um diâmetro de 1,5 mm 2 IP 41 de acordo com a norma EN Ponto de comutação 120 (110, 100, 95) C Diferencial de ligação máx. 11 C Potência de ligação do borne 1 a 2 6(1,5) A 250 V~ Função de comutação abre-se quando a temperatura aumenta Nº de registo DIN DIN STB DIN STB Regulador da temperatura Nº de referência Pode ser utilizado com: & Vitocell 100-B & Vitocell 100-V & Vitocell 340-M & Vitocell 360-M Com um sistema termostático. Sem bainha de imersão (a bainha de imersão é fornecida juntamente com o acumulador de água quente sanitária). Com botão de ajuste no exterior da caixa. Ligação Cabo de 3 fios com um diâmetro de 1,5 mm 2 IP 41 de acordo com a norma EN Margem de ajuste 30 a 60 C, ajustável até 110 C Diferencial de ligação máx. 11 C Potência de ligação 6(1,5) A 250 V~ Função de comutação quando a temperatura aumenta de 2 para 3 Nº de registo DIN DIN TR DIN TR DIN TR VIESMANN VITOSOLIC

7 Acessórios Vitosolic 100 e 200 (continuação) Regulador da temperatura Nº de referência Pode ser utilizado com: & Vitocell 300-B & Vitocell 300-V, modelo EVI Com um sistema termostático. Sem bainha de imersão. Com botão de ajuste no exterior da caixa. Ligação Cabo de 3 fios com um diâmetro de 1,5 mm 2 IP 41 de acordo com a norma EN Margem de ajuste 30 a 60 C, ajustável até 110 C Diferencial de ligação máx. 11 C Potência de ligação 6(1,5) A 250 V~ Função de comutação quando a temperatura aumenta de 2 para 3 Nº de registo DIN DIN TR DIN TR DIN TR Bainha de imersão em aço inoxidável, Nº de referência Para o regulador da temperatura, nº de referência , sensor de temperatura do acumulador sensor de temperatura (piscinas) Fornecido juntamente com os acumuladores de água quente sanitária Viessmann. Placa electrónica Necessária apenas em sistemas de aquecimentos existentes com os controladores indicados. Para comunicação do controlador da energia solar com o Vitotronic do sistema de aquecimento. Para supressão do aquecimento posterior do acumulador de água quente sanitária pela caldeira e/ para aquecimento do volume de pré-aquecimento. Controladores: & Vitotronic 200, modelo KW1, com o nº de referência e Vitotronic 200, modelo KW2, com o nº de referência e Vitotronic 300, modelo KW3. com o nº de referência e Nº de referência & Vitotronic 200, modelo GW1, com o nº de referência Vitotronic 300, modelo GW2, com o nº de referência Nº de referência & Vitotronic 333, modelo MW1, com o nº de referência Nº de referência VITOSOLIC VIESMANN 7

8 Acessórios Vitosolic 100 Extensão de terminal Nº de referência Com cabo de ligação com 4 fios, 0,5 m de comprimento. & Em sistemas com controlador Vitotronic com KM-BUS para ligar a bomba do circuito solar e a bomba de circulação para o aquecimento do volume de pré-aquecimento. & Em sistemas com tros controladores Viessmann para ligar a bomba de circuito solar e o contacto de comutação à supressão do reaquecimento através da caldeira. Acessórios Vitosolic 200 Regulador da temperatura como termóstato (limitação máxima) Nº de referência Z Com bainha de imersão em aço R½ x 200 mm. Comescaladeajustenacaixa. Ligação Cabo de 3 fios com um diâmetro de 1,5 mm 2 Margem de ajuste 30 a 80 C Diferencial de ligação máx. 11 C Potência de ligação 6(1,5) A 250 V~ Função de comutação quando a temperatura aumenta de 2 para 3 Nº de registo DIN DIN TR DIN TR DIN TR Kit de ampliação do calorímetro Componentes: & 2 Sensores de temperatura Pt500 com bainha de imersão, R ½ x45mm & Medidor do volume para registo do fluxo da mistura água-glicol: Calorímetro 06 Nº de referência Calorímetro 15 Nº de referência Calorímetro 25 Nº de referência VIESMANN VITOSOLIC

9 Acessórios Vitosolic 200 (continuação) Durante o funcionamento 0 a +40 C Durante o armazenamento e 20 a +70 C transporte Margem de ajuste da percentagem de glicol 0a70% Zona de medição dos sensores 30 a +150 C de temperatura Medidor do volume Medida (a) mm Índice de impulsos l/imp Diâmetro nominal DN Rosca de ligação no contador R Rosca de ligação da união roscada R ¾" ¾" ¾" Pressão máx. de serviço bar Temperatura máx. de serviço C Caudal nominal m 3 /h 0,6 1,5 2,5 Caudal máximo m 3 /h 1,2 3 5 Limite de separação ±3 % l/h Caudal mínimo l/h Perda de pressão com aprox. ⅔ do caudal nominal bar 0,1 0,1 0,1 Sensor de temperatura do colector Nº de referência Para sistemas com dois campos de colectores., consulte a página 4. Célula solar Nº de referência A célula solar detecta a intensidade da irradiação solar e envia esta informação ao controlador solar. Caso o limite de ligação ajustável seja ultrapassado, o controlador da energia solar liga a bomba by-pass. Com cabo de ligação, de 2,3 m. Extensão do cabo de ligação fornecido pela empresa instaladora: Cabo de 2 fios, comprimento máx. 35 m com um diâmetro de 1,5 mm 2 de cobre. Instrumento para a leitura à distância Nº de referência Para visualizar a temperatura do colector e do acumulador, bem como do rendimento térmico. Com ficha para a fonte de alimentação. VITOSOLIC VIESMANN 9

10 Acessórios Vitosolic 200 (continuação) Alimentação eléctrica Fonte de alimentação 12 V, modelo NG 1,5 A, 210 a 250 V~, 50 a 60 Hz Potência consumida máx. 12 VA Ligação BUS V-BUS IP 30 (em ambientes secos) durante o funcionamento, 0até40 C armazenamento e transporte Registador de dados Para montagem mural. Para funcionamento com rede telefónica fixa móvel é necessário um cartão SIM fornecido pela empresa instaladora. & Para registo, visualização e parametrização dos valores de medição e compensação de um sistema de energia solar & Com software & Preparado para ligar com cabo de alimentação, V-BUS e cabo null modem para ligar a uma interface serial Nº de referência Sem modem Nº de referência Registador de dados com modem analógico Nº de referência Registador de dados com modem GSM A Registador de dados B Vitosolic 200 C Cabo V-BUS, 1,5 m D Cabo de alimentação, 1,5 m E Cabo null modem, 3,0 m F Modem analógico/modem GSM G PC com os seguintes requisitos do sistema: & Sistema operativo Windows 2000 Windows XP superior & Interface serial livre & Em combinação com modem analógico: ligação telefónica e modem no PC & Em combinação com modem GSM: dados do cartão SIM e modem no PC Qualidade comprovada Homologação CE de acordo com as directivas CE vigentes. 10 VIESMANN VITOSOLIC

11 VITOSOLIC VIESMANN 11

12 Reserva-se o direito a alterações técnicas. Viessmann, S.L. Sociedade de responsabilidade limitada C/ Sierra Nevada, 13 Área Empresarial Andalucía Pinto (Madrid) Telefone: Fax: VIESMANN VITOSOLIC Impresso em papel ecológico, branqueado sem cloro.

VIESMANN VITOSOL 200-F Colectores planos para aproveitamento da energia solar

VIESMANN VITOSOL 200-F Colectores planos para aproveitamento da energia solar VIESMANN VITOSOL 200-F Colectores planos para aproveitamento da energia solar Dados técnicos Nº de referência e preços: ver lista de preços VITOSOL 200-F Modelo SV2A/B e SH2A/B Colector plano para montagem

Leia mais

VIESMANN VITOSOL. Instruções de planificação VITOSOL 200-F, 300-F VITOSOL 200-T VITOSOL 300-T

VIESMANN VITOSOL. Instruções de planificação VITOSOL 200-F, 300-F VITOSOL 200-T VITOSOL 300-T VIESMNN VITOSOL Instruções de planificação VITOSOL 200-F, 300-F Coletor plano, modelo SV e SH Para montagem em telhados inclinados, terraços, sobre estruturas de apoio ou para integração no telhado. Modelo

Leia mais

Lista de verificações para a manutenção de caldeiras de condensação murais a gás e caldeiras de condensação compactas a gás

Lista de verificações para a manutenção de caldeiras de condensação murais a gás e caldeiras de condensação compactas a gás Lista de verificações para a manutenção de caldeiras de condensação murais a gás e caldeiras de condensação compactas a gás A partir da data de fornecimento, Outubro de 2012, é assegurada uma garantia

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Depósitos Gama S ZB-Solar. www.vulcano.pt. Novembro 2014

FICHA TÉCNICA. Depósitos Gama S ZB-Solar. www.vulcano.pt. Novembro 2014 Departamento Comercial e Assistência Técnica: Av. Infante D. Henrique, lotes 2E-3E - 1800-220 LISBOA * Tel.: +351.218 500 300 Novembro 2014 FICHA TÉCNICA Depósitos Gama S ZB-Solar www.vulcano.pt FICHA

Leia mais

Economy Standard Comfort. Perda térmica (W/K) 2,38 2,72 3,27 3,48 3,80 Perda térmica (kwh/24h) (3) 2,28 2,61 3,14 3,34 3,64

Economy Standard Comfort. Perda térmica (W/K) 2,38 2,72 3,27 3,48 3,80 Perda térmica (kwh/24h) (3) 2,28 2,61 3,14 3,34 3,64 4 Informação técnica As seguintes tabelas e desenhos fornecem uma vista geral sobre as dimensões e os valores característicos mais importantes da SolvisMax Gás e da SolvisMax Gás Pur. 4.1 Volumes e perdas

Leia mais

Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma Antoine Lavoisier. energia solar

Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma Antoine Lavoisier. energia solar Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma Antoine Lavoisier energia solar Setembro 2013 O ser humano modifica a natureza. A humanidade constrói-se pela cultura, ao mesmo tempo que a cultura

Leia mais

ENERGÍA SOLAR TÉRMICA JULHO 2015. Thermowatt soluções inteligentes para pessoas exigentes... www.thermowatt.pt

ENERGÍA SOLAR TÉRMICA JULHO 2015. Thermowatt soluções inteligentes para pessoas exigentes... www.thermowatt.pt www.thermowatt.pt JULHO 2015 Thermowatt soluções inteligentes para pessoas exigentes... 28 / Soluçoes em kit CIRCULAÇÃO FORÇADA INTERACUMULADOR COLECTOR MODELO * SERPENTINA DIMENSÕES ABERTURA CLASSE ErP

Leia mais

Sistemas solares compactos Solar Easy AQS

Sistemas solares compactos Solar Easy AQS Solar Easy AQS Os sistemas SOLAR EASY AQS integram no mínimo espaço possível grupo hidráulico, vaso de expansão e central de regulação, totalmente ligados e cablados. A gama está composta por 14 sistemas

Leia mais

Bomba como bomba de água potável altamente eficiente. Calio-Therm S. Folheto do modelo

Bomba como bomba de água potável altamente eficiente. Calio-Therm S. Folheto do modelo Bomba como bomba de água potável altamente eficiente Calio-Therm S Folheto do modelo Ficha técnica Folheto do modelo Calio-Therm S Todos os direitos reservados. Os conteúdos aqui disponibilizados não podem

Leia mais

CALDEIRAS MURAIS DE CONDENSAÇÃO

CALDEIRAS MURAIS DE CONDENSAÇÃO CALDEIRAS MURAIS DE CONDENSAÇÃO BIOS CLASSE 5 NO X MELHORAR A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA É UMA DAS GRANDES METAS DA NOSSA SOCIEDADE NO SÉCULO XXI. A GAMA BIOS, BASEADA NA TECNOLOGIA DA CONDENSAÇÃO É UM DOS

Leia mais

1.1.2. Gama Platinum PLUS. Componentes opcionais GAMA PLATINUM. Caldeiras murais, de condensação, com painel digital BIOS PLUS (GRANDE POTÊNCIA)

1.1.2. Gama Platinum PLUS. Componentes opcionais GAMA PLATINUM. Caldeiras murais, de condensação, com painel digital BIOS PLUS (GRANDE POTÊNCIA) 1.1. Caldeiras murais a gás de condensação 1.1.2. Gama Platinum PLUS Componentes opcionais GAMA PLATINUM 140040385 Regulador climático programável THINK com cabos 145,00 140040437 Regulador climático programável

Leia mais

Kits solares para águas quentes sanitárias

Kits solares para águas quentes sanitárias Kit SOLAR A-2.4 e A1-2.4 - AQS 200 lts 1 a 3 pessoas com 1 Permutador apoio com resistência eléctrica 1 x Colector solar selectivo de alto rendimento de 2.4 m 2 1 x Acumulador 200lts de 1 Permutador c/resistência

Leia mais

AQUASTAR GREEN S O L U Ç Õ E S D E Á G U A Q U E N T E

AQUASTAR GREEN S O L U Ç Õ E S D E Á G U A Q U E N T E CALDEIRAS MURAIS DE CONDENSAÇÃO AQUASTAR GREEN S O L U Ç Õ E S D E Á G U A Q U E N T E Índice Gama Aquastar Green Condensação: Vantagens e características NOVO A nova caldeira mural de condensação Aquastar

Leia mais

Solução de Aquecimento de Águas de Elevada Eficiência

Solução de Aquecimento de Águas de Elevada Eficiência Solução de Aquecimento de Águas de Elevada Eficiência Gama 04 Gama de 2013 O que é Therma V? 06 O que é Therma V? Vantagens Therma V 08 Elevada Eficiência Energética 10 Programação Semanal 12 Instalação

Leia mais

ESQUENTADORES SENSOR GREEN

ESQUENTADORES SENSOR GREEN ESQUENTADORES SENSOR GREEN SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE Índice A eficiência na produção de água quente em grandes quantidades 03 Aplicações e Utilizações 05 Benefícios para o Instalador 06 Líder em Tecnologia

Leia mais

CALDEIRAS DE CHÃO DE CONDENSAÇÃO POWER HT

CALDEIRAS DE CHÃO DE CONDENSAÇÃO POWER HT CALDEIRAS DE CHÃO DE CONDENSAÇÃO POWER HT POWER HT MELHORAR A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA É UMA DAS GRANDES METAS DA NOSSA SOCIEDADE NO SÉCULO XXI. A GAMA POWER HT, BASEADA NA TECNOLOGIA DA CONDENSAÇÃO É UM

Leia mais

índice Rigsun 04 Sistema SANI 06 Sistema POLI 08 Sistema MEGA 10 Sistema GIGA 10 Legislação 11

índice Rigsun 04 Sistema SANI 06 Sistema POLI 08 Sistema MEGA 10 Sistema GIGA 10 Legislação 11 A sua energia solar índice Rigsun 04 Sistema SANI 06 Sistema POLI 08 Sistema MEGA 10 Sistema GIGA 10 Legislação 11 A sua energia solar.rigsun. A Rigsun é a nova marca nacional de sistemas solares térmicos.

Leia mais

» LINHA SOLAR Emmeti

» LINHA SOLAR Emmeti » LINHA SOLAR Emmeti Kit Solar Thermosyphon Modelo: 200 L / 1 Coletor Modelo: 300 L / 2 Coletor Colector SXM NX Dimensões m² 2030x1030x87 2 x 2030x1030x87 Peso em vazio Kg 48 44 Superficie total m² 2,23

Leia mais

Descubra o nosso portefólio de produtos

Descubra o nosso portefólio de produtos Descubra o nosso portefólio de produtos Tecnologia de regulação para sistemas solares térmicos e de aquecimento Reguladores Estações solares Acessórios para VBus www.resol.com REGULADORES SOLARES O portefólio

Leia mais

Instruções de instalação e de assistência técnica. Central de controlo solar. B-sol 300 6720613720-00.1 SD. 6720613744 (2007/04) pt

Instruções de instalação e de assistência técnica. Central de controlo solar. B-sol 300 6720613720-00.1 SD. 6720613744 (2007/04) pt Instruções de instalação e de assistência técnica Central de controlo solar -sol 300 pt 6720613720-00.1 SD Índice Índice 1 Instruções de segurança e esclarecimentos sobre os símbolos 5 1.1 Indicações gerais

Leia mais

Instruções de instalação, assistência e de manutenção

Instruções de instalação, assistência e de manutenção Instruções de instalação, assistência e de manutenção Sistema para grandes instalações Logasol SAT-DSP Logasol SAT-DES DHW DHW DHW DHW DCW DCW DCW DCW DHW DCW DHW DCW DHW DCW DHW DCW 6720619738-00.1 SD

Leia mais

Pack Tempérys. Tempérys. Ventilação de conforto com regulação integrada > ventilação. caixas com bateria de aquecimento integrada e auto-regulada

Pack Tempérys. Tempérys. Ventilação de conforto com regulação integrada > ventilação. caixas com bateria de aquecimento integrada e auto-regulada ventilação Tempérys caixa de insuflação com revestimento duplo e bateria de aquecimento eléctrico Pack Tempérys caixa de insuflação + caixa de extracção com revestimento duplo, sistema de comando e de

Leia mais

INOVAÇÃO LG, O BEM-ESTAR INSTALA-SE EM SUA CASA

INOVAÇÃO LG, O BEM-ESTAR INSTALA-SE EM SUA CASA Re Re INOVAÇÃO LG, O BEM-ESTAR INSTALA-SE EM SUA CASA THERMA V, UMA SOLUÇÃO QUE VAI DE ENCONTRO ÀS EXPECTATIVAS DO PÚBLICO Grande parte dos portugueses possuem habitação própria. Em 2006, 85% do consumo

Leia mais

Índice. Programa completo. 03 Caldeiras murais a gás de 6,5 a 900 kw. 04 Caldeiras de chão a gasóleo de 18 a 100 kw

Índice. Programa completo. 03 Caldeiras murais a gás de 6,5 a 900 kw. 04 Caldeiras de chão a gasóleo de 18 a 100 kw ^ Programa completo Índice Programa completo 03 Caldeiras murais a gás de 6,5 a 900 kw Tecnologia de condensação Tecnologia de baixa temperatura 04 Caldeiras de chão a gasóleo de 18 a 100 kw Tecnologia

Leia mais

VISÃO GERAL DOS ACUMULADORES

VISÃO GERAL DOS ACUMULADORES ACUMULADORES VISÃO GERAL DOS ACUMULADORES Designação do tipo Acumuladores de camadas PC Acumuladores de camadas PC 2WR Acumuladores de água fresca FS 1R página 119 página 120 página 161 Acumulador combinado

Leia mais

BOMBAS DE CALOR PARA A.Q.S. AQUASMART AQUASMART SPLIT SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE

BOMBAS DE CALOR PARA A.Q.S. AQUASMART AQUASMART SPLIT SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE BOMBAS DE CALOR PARA A.Q.S. AQUASMART AQUASMART SPLIT SOLUÇÕES DE ÁGUA QUENTE Índice Bombas de Calor para A.Q.S. Um novo grau de eficiência Sistemas eficientes de aquecimento de águas 03 Serviços de Apoio

Leia mais

Potência útil A.Q.S. Potência útil A.Q.S. Características básicas Gama PLATINUM MAX (Condensação com micro-acumulação eficiente. Potência útil A.Q.S.

Potência útil A.Q.S. Potência útil A.Q.S. Características básicas Gama PLATINUM MAX (Condensação com micro-acumulação eficiente. Potência útil A.Q.S. Características básicas Gama (Condensação) de Caudal instantâneo Modelo kcal/h kw kcal/h kw l/min com (Δt=25 C) e Água Quente instantânea 2/2 F 5.88 / 17.200 6,8 / 20 20.60 2 13,8 CL.5 28/28 F 7.82 / 20.60

Leia mais

Válvulas, controlos + sistemas

Válvulas, controlos + sistemas Inovação e Qualidade álvulas, controlos + sistemas Cocon QTZ/QTR/QFC Gama de produtos MADE IN G E R M A N Y Cocon QTZ álvula Reguladora e de Controlo Função, Construção 1 Legenda: 1a Unidade de Diafragma

Leia mais

Sistema de monitorização. Termómetro de Resistência Pt100. CPKN, CPKNO, CPKN-CHs HPK, HPK-L MegaCPK RPH. Instruções de funcionamento adicionais

Sistema de monitorização. Termómetro de Resistência Pt100. CPKN, CPKNO, CPKN-CHs HPK, HPK-L MegaCPK RPH. Instruções de funcionamento adicionais Sistema de monitorização Termómetro de Resistência Pt100 CPKN, CPKNO, CPKN-CHs HPK, HPK-L MegaCPK RPH Instruções de funcionamento adicionais Ficha técnica Instruções de funcionamento adicionais Termómetro

Leia mais

Instruções de instalação, assistência técnica e manutenção para técnicos especializados

Instruções de instalação, assistência técnica e manutenção para técnicos especializados Instruções de instalação, assistência técnica e manutenção para técnicos especializados Sistemas de grandes instalações para 3 - x unidades habitacionais LSS-DA, LSS-DI LSS-DA LSS-DI DHW DHW DHW DHW DCW

Leia mais

Água Quente. Supraeco W Supraeco W OS. Bombas de calor Ar - Água para produção de A.Q.S. julho 2014. Conforto para a vida

Água Quente. Supraeco W Supraeco W OS. Bombas de calor Ar - Água para produção de A.Q.S. julho 2014. Conforto para a vida Supraeco W Supraeco W OS Bombas de calor Ar - Água para produção de A.Q.S. Água Quente julho 0 Conforto para a vida Bombas de calor SUPRAECO energia água quente ar-água confortopoupança eficiênciacop calor

Leia mais

Sistemas de recuperação de águas pluviais

Sistemas de recuperação de águas pluviais Ambietel Tecnologias Ambientais, Lda UPTEC P.MAR Av. Liberdade, s/n 4450-718 Leça da Palmeira Telef: +351 225 096 087 Sistemas de recuperação de águas pluviais A água da chuva é um recurso natural que

Leia mais

Kit de água quente solar

Kit de água quente solar Kit de água quente solar Colector de módulos acumulador solar controlo solar Made in Tirol by Teufe & Schwarz Visão geral Kit de água quente solar O imprescindível kit inicial para o acesso inteligente

Leia mais

1 Indicações de segurança

1 Indicações de segurança Actuador regulador universal 1 canal, 50-210 W com entrada binária N.º art. 3210 UP Manual de instruções 1 Indicações de segurança A instalação e a montagem de aparelhos eléctricos apenas devem ser realizadas

Leia mais

Sistemas de recuperação de águas pluviais

Sistemas de recuperação de águas pluviais Ambietel Tecnologias Ambientais, Lda UPTEC P.MAR Av. Liberdade, s/n 4450-718 Leça da Palmeira Telef: +351 225 096 087 Sistemas de recuperação de águas pluviais A água da chuva é um recurso natural que

Leia mais

Conforto para a vida CERAPURSOLAR

Conforto para a vida CERAPURSOLAR CERAPURSOLAR Sistema integrado de alta eficiência adaptável a painéis solares para produção de água quente sanitária e aquecimento Setembro 200 Conforto para a vida Caldeira mural de condensação + sistema

Leia mais

VÁLVULA PROPORCIONAL DE REGULAÇÃO DE PRESSÃO ELECTRÓNICA DIGITAL SENTRONIC D. P302-PT-R4a

VÁLVULA PROPORCIONAL DE REGULAÇÃO DE PRESSÃO ELECTRÓNICA DIGITAL SENTRONIC D. P302-PT-R4a VÁLVULA PROPORCIONAL DE REGULAÇÃO DE PRESSÃO ELECTRÓNICA DIGITAL SENTRONIC D P02-PT-R4a Série 608 / 609 REGULAÇÃO DA PRESSÃO SENTRONIC D: Uma nova geração de reguladores electrónicos de pressão, de controlo

Leia mais

Dados técnicos. necessário. Consumo de corrente Placa de medição não abrangida 3 ma Placa de medição abrangida

Dados técnicos. necessário. Consumo de corrente Placa de medição não abrangida 3 ma Placa de medição abrangida 0102 Designação para encomenda Características Para montagem na caixa Montagem directa em accionamentos normais Directivas europeias para máquinas cumpridas Certificado de verificação de modelos TÜV99

Leia mais

24 25 e 29 25 e 29 25 e 31 25 e 31 25 a 31 25 e 29. sim sim sim. não não sim. atmosférico. atmosférico. mural interior.

24 25 e 29 25 e 29 25 e 31 25 e 31 25 a 31 25 e 29. sim sim sim. não não sim. atmosférico. atmosférico. mural interior. a gás gama completa CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Tipo de Equipamento Potência (kw) Tipo de Combustível Aquecimento (alta temperatura) Aquecimento (baixa temperatura) AQS Instantânea AQS Acumulação Incorporada

Leia mais

CALDEIRA MURAL A GÁS CM ACUMULAÇÃ DINÂMICA Conforto inteligente Agora com H-MD Alta modulação para um maior conforto e poupança Novo Acumulação dinâmica melhorada para o utilizador de água quente mais

Leia mais

Nova gama de caldeiras de condensação CERAPUR e CERAPUREXCELLENCE

Nova gama de caldeiras de condensação CERAPUR e CERAPUREXCELLENCE Nova gama de caldeiras de condensação CERAPUR e CERAPUREXCELLENCE Outubro 9 NOVA NOVA O que é a condensação? O conceito de condensação é muito simples; ao contrário das caldeiras convencionais que permitem

Leia mais

Ilhas de distribuição. Tamanho 26 mm - Série 503

Ilhas de distribuição. Tamanho 26 mm - Série 503 Ilhas de distribuição Tamanho 26 mm - Série 503 Um caudal máximo para um tamanho mínimo Dimensões reduzidas (26 mm) para instalações menos pesadas Um caudal de 1400 l/min para tamanho de 26 mm Uma conceção

Leia mais

Laboratório de Sistemas de Energia. Ensaio de Colectores Solares Térmicos e Módulos Fotovoltaicos

Laboratório de Sistemas de Energia. Ensaio de Colectores Solares Térmicos e Módulos Fotovoltaicos Laboratório de Sistemas de Energia Ensaio de Colectores Solares Térmicos e Módulos Fotovoltaicos LSE 05-2013 1 Laboratório de Sistemas de Energia Ensaio de Colectores Solares Térmicos segundo as Normas:

Leia mais

Solius 61 Manual de Instruções

Solius 61 Manual de Instruções Zona Industrial de Avintes, nº 103 4430 930 Avintes, V. N. de Gaia web: www.cirelius.pt e-mail: info@cirelius.pt tel: 227 843 817 fax: 227 843 819 Controlador Solar Solius 61 O controlador Solius 61 dispõe

Leia mais

Este manual de instruções é parte integrante do produto e deve ficar na posse do cliente final. Imagem 1: Vista frontal

Este manual de instruções é parte integrante do produto e deve ficar na posse do cliente final. Imagem 1: Vista frontal Painel de comando e sinalização N.º art. MBT 2424 Manual de instruções 1 Indicações de segurança A instalação e a montagem de aparelhos eléctricos apenas devem ser realizadas por electricistas especializados.

Leia mais

Dimensionamento de Solar T. para aquecimento de Piscinas

Dimensionamento de Solar T. para aquecimento de Piscinas Dimensionamento de Solar T. para aquecimento de Piscinas Pedro Miranda Soares Dimensionamento de Sistemas Solares Térmicos para aquecimento de Piscinas No dimensionamento de colectores solares para aquecimento

Leia mais

_ esquentadores solares a gás p.34. gama. solasis

_ esquentadores solares a gás p.34. gama. solasis _ esquentadores solares a gás p.34 gama solasis Esquentadores solares. Conforto com a máxima poupança. A Fagor, na sua constante busca de novas soluções que respeitem o ambiente, desenvolveu quatro modelos

Leia mais

MAPA DE PONTOS Diálogos por Protocolos. Analógica SA PRODUÇÃO DE FRIO E CALOR. kwh

MAPA DE PONTOS Diálogos por Protocolos. Analógica SA PRODUÇÃO DE FRIO E CALOR. kwh CHILLER BOMBA DE CALOR Ligação protocolo e interface Contacto seco Ordem de entrada de funcionamento Selecção de regime Contacto seco Alarme reagrupado Contacto seco Manómetro na entrada bar Manómetros

Leia mais

GUIA RÁPIDO CONTABILIZAÇÃO DE ENERGIA

GUIA RÁPIDO CONTABILIZAÇÃO DE ENERGIA GUIA RÁPIDO CONTABILIZAÇÃO DE ENERGIA 2015 CONTADORES DE ENERGIA CONTADOR DE ENERGIA DIRETO CONTECA cat. 01111 SÉRIE 7554 Contabilização para utilização doméstica ou centralizada Leitura local e/ou centralizada

Leia mais

CALDEIRAS DE CONDENSAÇÃO A GÁS

CALDEIRAS DE CONDENSAÇÃO A GÁS CALDEIRAS DE CONDENSAÇÃO A GÁS EFICIÊNCIA, FIABILIDADE E TRANQUILIDADE Como funciona uma caldeira de condensação? Os gases de exaustão da caldeira passam através de um condensador, para recuperar o calor

Leia mais

GESTRA. GESTRA Steam Systems. NRR 2-2e. Manual de Instruções 818464-00 Regulador de nível NRR 2-2e

GESTRA. GESTRA Steam Systems. NRR 2-2e. Manual de Instruções 818464-00 Regulador de nível NRR 2-2e GESTRA GESTRA Steam Systems Manual de Instruções 818464-00 Regulador de nível Dimensões Fig. 2 Fig. 1 Tampa transparente Rede (ver placa de características) Equipado com R m Regulador de esvaziamento Prefer

Leia mais

Sistemas Solares VELUX. Fevereiro 2009

Sistemas Solares VELUX. Fevereiro 2009 Sistemas Solares VELUX Fevereiro 2009 Racionalidade, benefícios e economia Porquê utilizar a energia solar? Racionalidade O sol produz uma quantidade de energia que nunca seremos capazes de consumir na

Leia mais

Lança de sucção para bombas de dosagem do motor PVC com interruptor de nível e retorno

Lança de sucção para bombas de dosagem do motor PVC com interruptor de nível e retorno Lança de sucção para bombas de dosagem do motor PVC com interruptor de nível e retorno Segurança Geral CUIDADO! Ter em atenção a ficha de segurança do meio de dosagem! O perigo para o pessoal operador

Leia mais

Módulo de Alimentação de Controlo do Motor LQSE-4M-D Controlador de Motor CA 4 saídas. Unidade do. Painel de parede seetouch QSR.

Módulo de Alimentação de Controlo do Motor LQSE-4M-D Controlador de Motor CA 4 saídas. Unidade do. Painel de parede seetouch QSR. LUTRON Módulo de de Controlo do Motor Controlador de Motor CA 4 saídas Módulo de de Controlo do Motor O módulo de alimentação de controlo do motor consiste numa interface que disponibiliza a integração

Leia mais

Monitor de Temperatura MONITEMP

Monitor de Temperatura MONITEMP ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MoniTemp foi desenvolvido para supervisionar até 3 (três) canais de temperatura simultaneamente, ele é utilizado para proteger

Leia mais

Energia Solar Térmica Ecosolar - Ecotop - Ecotube - Ecompack

Energia Solar Térmica Ecosolar - Ecotop - Ecotube - Ecompack Energia Solar Térmica Ecosolar - Ecotop - Ecotube - Ecompack Colectores Solares Equipamentos compactos Central de regulação Ecosolar Painel solar plano Provas de Certificação pelo CENER (cumpre EN-12975).

Leia mais

Albicalor, Lda. Rua Comendador Martins Pereira 3850-089 Albergaria-a-Velha

Albicalor, Lda. Rua Comendador Martins Pereira 3850-089 Albergaria-a-Velha Para produzir a cerâmica Majolica são necessárias duas semanas. O resultado é um produto exclusivo que não desgasta e tem propriedades termo condutoras. As imperfeições minusculas, tais como as micro pepitas,

Leia mais

ETAMAX. Unidade de tratamento de ar autónoma de elevada eficiência. versões. principais características. Feio & Comp

ETAMAX. Unidade de tratamento de ar autónoma de elevada eficiência. versões. principais características. Feio & Comp ETAMAX Unidade de tratamento de ar autónoma de elevada eficiência Caudais: 4.000-25.000 m 3 /h alta eficiência ETAMAX, são unidades de tratamento de ar novo de elevada eficiência do tipo compacto com circuito

Leia mais

Electron do Brasil. Tecnologia ao seu alcance. Tecnologia Digital. www.electrondobrasil.com. Catálogo Monitemp - rev3. Qualidade Comprovada!

Electron do Brasil. Tecnologia ao seu alcance. Tecnologia Digital. www.electrondobrasil.com. Catálogo Monitemp - rev3. Qualidade Comprovada! Electron do Brasil Tecnologia Digital Qualidade Comprovada! Ensaios de Tipo Realizados Tecnologia ao seu alcance Catálogo Monitemp - rev3 Produtos Certificados! www.electrondobrasil.com O Monitor de Temperatura

Leia mais

6 colectores solares térmicos ÍNDICE

6 colectores solares térmicos ÍNDICE ÍNDICE constituição e tipologias -2 armazenamento de energia -3 termossifão -4 avaliação de desempenho -5 experiência 1 - experiência 2-7 experiência 3-8 para saber mais... -9-1 constituição e tipologias

Leia mais

7,5 VA durante o funcionamento 3 VA em posição de descanso Nível de protecção eléctrica

7,5 VA durante o funcionamento 3 VA em posição de descanso Nível de protecção eléctrica VÁLVULA E ERIVAÇÃO E 3 VIAS PARA AQUEIMENTO E SOLAR escrição do produto Esta válvula de derivação de 3 vias com accionamento do motor eléctrico de 230 V é utilizada em circuitos solares e de aquecimento

Leia mais

DeltaSol AX. RESOL DeltaSol AX *48000290* Montagem Ligação Manuseamento Exemplos de utilização. Manual de instruções

DeltaSol AX. RESOL DeltaSol AX *48000290* Montagem Ligação Manuseamento Exemplos de utilização. Manual de instruções RESOL DeltaSol X Montagem Ligação Manuseamento Exemplos de utilização DeltaSol X *48000290* 48000290 Obrigado pela sua preferência por um aparelho da RESOL. Por favor leia cuidadosamente as seguintes instruções

Leia mais

Sunny String Monitor - Cabinet

Sunny String Monitor - Cabinet Sunny String Monitor - Cabinet Dados Técnicos O Sunny String Monitor-Cabinet, ou SSM-C na sua forma abreviada, da SMA monitoriza, de forma pormenorizada, o seu gerador fotovoltaico, de acordo com os padrões

Leia mais

Monitor de Temperatura M96

Monitor de Temperatura M96 ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura M96 foi desenvolvido para supervisionar até 8 (oito) canais de temperatura simultaneamente, ele é utilizado para proteger

Leia mais

CALDEIRAS SOLARES HIBRIDAS

CALDEIRAS SOLARES HIBRIDAS Caldeiras Solares Hibridas de Acumulação (Solar - Gasóleo) A caldeira combina num único conjunto, a utilização de energia solar, com energia a partir da combustão de gasóleo. Esta caldeira utiliza a radiação

Leia mais

PAINEIS SOLARES MEGASUN

PAINEIS SOLARES MEGASUN PAINEIS SOLARES MEGASUN Há mais de uma década a actuar no sector do aquecimento doméstico, a Jaqueciprolar é importador e representante dos Painéis Solares MEGASUN. A MEGASUN é um conceituado fabricante

Leia mais

Recuperadores de Energia RIS H/V...3.2. Recuperadores de Energia RECUP...3.6. Recuperadores de Energia RIS P...3.8

Recuperadores de Energia RIS H/V...3.2. Recuperadores de Energia RECUP...3.6. Recuperadores de Energia RIS P...3.8 Índice Recuperadores de Energia Recuperadores de Energia Recuperadores de Energia RIS H/V...3.2 Recuperadores de Energia RECUP...3.6 Recuperadores de Energia RIS P...3.8 Unidade de Fluxos Cruzados EBF...3.11

Leia mais

Tecnologia solar de alta eficiência para aquecimento de água

Tecnologia solar de alta eficiência para aquecimento de água [ Ar ] [ Água ] [ Terra ] Tecnologia Solar [ Buderus ] Tecnologia solar de alta eficiência para aquecimento de água Coletores Logasol Controladores Logamatic Estação Logasol Vasos de expansão Bomba circuladora

Leia mais

PS200 PS600 PS1200 ETAPUMP Altura manométrica 0-50 0-180 0-240

PS200 PS600 PS1200 ETAPUMP Altura manométrica 0-50 0-180 0-240 SISTEMAS DE BOMBAS SOLARES Existe uma relação natural entre a disponibilidade de energia solar e as necessidades de água. A necessidade de água cresce em dias de radiação elevada de sol, por outro lado

Leia mais

Purgador de condensados BK 212.. BK 212-ASME P T. Manual de Instruções 810769-01. P o r t u g u ê s

Purgador de condensados BK 212.. BK 212-ASME P T. Manual de Instruções 810769-01. P o r t u g u ê s Purgador de condensados BK 212.. BK 212-ASME P T P o r t u g u ê s Manual de Instruções 810769-01 Índice Pág. Informações Importantes Utilização... 3 Instruções de segurança... 3 Perigo... 3 Atenção...

Leia mais

2 Depósito de acumulação estratificado SolvisStrato

2 Depósito de acumulação estratificado SolvisStrato 2 Depósito de acumulação estratificado SolvisStrato 2.1 Utilização e estrutura O depósito de acumulação estratificado SolvisStrato (figura à direita) foi concebido especificamente para instalações solares.

Leia mais

Sistema de ligação para electroválvulas e distribuidores, compatíveis com bus de terreno PROFIBUS-DP, INTERBUS-S, DEVICE-NET

Sistema de ligação para electroválvulas e distribuidores, compatíveis com bus de terreno PROFIBUS-DP, INTERBUS-S, DEVICE-NET ValveConnectionSystem Sistema de ligação para electroválvulas e distribuidores, compatíveis com bus de terreno PROFIBUS-DP, INTERBUS-S, DEVICE-NET P20.PT.R0a O SISTEMA V.C.S. O sistema VCS é um conjunto

Leia mais

Válvulas solenoides de 2/2 vias servo operadas tipo EV220B 15 50

Válvulas solenoides de 2/2 vias servo operadas tipo EV220B 15 50 Catálogo técnico Válvulas solenoides de 2/2 vias servo operadas tipo EV220B 15 50 EV220B 15 50 é um programa universal de válvula solenoide de 2/2 vias indiretamente servo-operada. O corpo da válvula em

Leia mais

Sensor de temperatura sem rosca

Sensor de temperatura sem rosca SENSORS FOR FOOD AND BIOPHARMA. Informação sobre o produto TFP-49, -69, -169, -189, -06 FOOD Sensor de temperatura sem rosca Aplicação / Uso destinado Instalação em tubos e recipientes de paredes finas

Leia mais

TERMÓMETROS ECONÓMICOS PARA ALIMENTOS, FRIGORIFICOS ARCAS E FORNOS

TERMÓMETROS ECONÓMICOS PARA ALIMENTOS, FRIGORIFICOS ARCAS E FORNOS TERMÓMETROS ECONÓMICOS PARA ALIMENTOS, FRIGORIFICOS ARCAS E FORNOS VERSÕES ANALÓGICAS TERMÓMETRO DE FRIGORÍFICO E CONGELADOR (versão vertical) Este termómetro vertical Spirit-Filled indica temperaturas

Leia mais

Guia completo para o profissional sobre a nova Directiva de etiquetagem energética ErP

Guia completo para o profissional sobre a nova Directiva de etiquetagem energética ErP Guia completo para o profissional sobre a nova Directiva de etiquetagem energética ErP Sistemas de aquecimento Sistemas industriais Sistemas de refrigeração Directiva ErP A directiva ErP introduz a etiquetagem

Leia mais

Aquecimento. Catálogo. Todas as épocas CONFORTO DE CLIMATIZAÇÃO. Aquecimento. Ar Condicionado. Aplicações industriais.

Aquecimento. Catálogo. Todas as épocas CONFORTO DE CLIMATIZAÇÃO. Aquecimento. Ar Condicionado. Aplicações industriais. Aquecimento Todas as épocas CONFORTO DE CLIMATIZAÇÃO Aquecimento Catálogo Ar Condicionado Aplicações industriais Refrigeração Aquecimento - Água quente sanitária - Arrefecimento SOLUÇÕES COM EFICIÊNCIA

Leia mais

Condensação. Ciclo de refrigeração

Condensação. Ciclo de refrigeração Condensação Ciclo de refrigeração Condensação Três fases: Fase 1 Dessuperaquecimento Redução da temperatura até a temp. de condensação Fase 2 Condensação Mudança de fase Fase 3 - Subresfriamento Redução

Leia mais

entidade promotora financiamento GUIA DO INSTALADOR

entidade promotora financiamento GUIA DO INSTALADOR entidade promotora financiamento GUIA DO INSTALADOR José Maria Almeida Pedro.almeida@ineti.pt Jorge Cruz Costa Cruz.costa@ineti.pt Esquema unifilar utilização 8 INÍCIO Slides 4 a 12 9 7 1 CD 4 5 6 7 7

Leia mais

10 Informação técnica

10 Informação técnica 10 Informação técnica Volumes e perdas térmicas Tamanho do depósito 356 456 656 756 956 Volumes nominais [I] 350 450 650 750 950 Volumes reais [I] 365 448 623 695 886 Volume de disponibilização de AQS

Leia mais

GA-2 Dispositivo de Alarme de Separador de Massa Lubrificante com dois sensores Instruções de instalação e funcionamento

GA-2 Dispositivo de Alarme de Separador de Massa Lubrificante com dois sensores Instruções de instalação e funcionamento Labkotec Oy Myllyhaantie 6 FI-33960 PIRKKALA FINLAND Tel: + 358 29 006 260 Fax: + 358 29 006 1260 19.1.2015 Internet: www.labkotec.fi 1/12 GA-2 Dispositivo de Alarme de Separador de Massa Lubrificante

Leia mais

Domitop MISTA INSTANTÂNEA. Domitop H SÓ AQUECIMENTO MEMBRO DE FEGECA

Domitop MISTA INSTANTÂNEA. Domitop H SÓ AQUECIMENTO MEMBRO DE FEGECA Domitop MISTA INSTANTÂNEA Domitop H SÓ AQUECIMENTO MEMBRO DE FEGECA CALDEIRA MURAL DOMITOP R A Férroli desenvolveu e lança uma nova gama de caldeiras murais a gás DOMITOP. Caldeiras mistas para e produção

Leia mais

Página 1 105166 HIDRAFLEX DN - 20 9,16 105010 BOMBA.CIRC.SHARK 6/53 103,61

Página 1 105166 HIDRAFLEX DN - 20 9,16 105010 BOMBA.CIRC.SHARK 6/53 103,61 Página 1 105020 ELECT.V.AGUA.1/2" N/A-220V 63,50 105022 ELECT.V.AGUA.3/4" N/A-220V 57,19 105018 ELECT.V.AGUA.1" N/A-220V 86,66 105021 ELECT.V.AGUA.1/2" N/F-220V 51,56 105023 ELECT.V.AGUA.3/4" N/F-220V

Leia mais

MANUAL DA TORRE ARREFECIMENTO

MANUAL DA TORRE ARREFECIMENTO MANUAL DA TORRE ARREFECIMENTO Novembro de 2011 Índice 1. Regras básicas na realização da experiência... 2 2. Objectivos das experiências... 3 3. Descrição do equipamento... 4 3.1. Torre... 5 3.2. Pulverizadores

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem Instruções de montagem Módulos de função xm10 para Caldeiras de aquecimento Murais, de Chão e para a parede. Para os técnicos especializados Leia atentamente antes da montagem 7 747 005 078 03/003 PT Prefácio

Leia mais

Instruções de instalação

Instruções de instalação Instruções de instalação Acessórios Cabos de ligação do acumulador da caldeira de aquecimento Para técnicos especializados Ler atentamente antes da montagem. Logano plus GB225-Logalux LT300 6 720 642 644

Leia mais

SUNNY CENTRAL. 1 Introdução. Avisos relativos à operação de um gerador fotovoltaico ligado à terra

SUNNY CENTRAL. 1 Introdução. Avisos relativos à operação de um gerador fotovoltaico ligado à terra SUNNY CENTRAL Avisos relativos à operação de um gerador fotovoltaico ligado à terra 1 Introdução Alguns fabricantes de módulos recomendam ou exigem a ligação à terra negativa ou positiva do gerador fotovoltaico

Leia mais

Alimentação eléctrica de emergência 24 VDC Absorção de energia A 218 x L 230 x Profundidade 63 x mm

Alimentação eléctrica de emergência 24 VDC Absorção de energia A 218 x L 230 x Profundidade 63 x mm Central CANline A central CANline serve para mostrar os valores da concentração de gás e comandar o equipamento de detecção. A Central CANline podemos ligar até 32 detectores de gás, vários displays e

Leia mais

DE UTILIZAÇÃO PARA CONTABILIZAÇÃO DIRETA 258

DE UTILIZAÇÃO PARA CONTABILIZAÇÃO DIRETA 258 CAPÍTULO 8 CONTABILIZAÇÃO DE ENERGIA E DE CONSUMO HÍDRICO >CONTABILIZAÇÃO > INDIRETA (REPARTIDORES) 48 >MÓDULOS > DE UTILIZAÇÃO PARA CONTABILIZAÇÃO DIRETA 5 >SATÉLITES > DE UTILIZAÇÃO PARA CONTABILIZAÇÃO

Leia mais

Perspetivas soalheiras

Perspetivas soalheiras ROTEX Solaris Perspetivas soalheiras O sistema solar de alto desempenho ROTEX Solaris explora a energia do sol para a geração de água quente sanitária e aquecimento. Higiénico, com a máxima eficiência

Leia mais

1 Indicações de segurança. 2 Estrutura do aparelho. Facility Pilot Server. N.º art. : FAPV-SERVER-REG N.º art. : FAPVSERVERREGGB. Manual de instruções

1 Indicações de segurança. 2 Estrutura do aparelho. Facility Pilot Server. N.º art. : FAPV-SERVER-REG N.º art. : FAPVSERVERREGGB. Manual de instruções Facility Pilot Server N.º art. : FAPV-SERVER-REG Facility Pilot Server N.º art. : FAPVSERVERREGGB Manual de instruções 1 Indicações de segurança A instalação e a montagem de aparelhos eléctricos apenas

Leia mais

INDICE. Pag.2. Pag.3. Pag.4. Pag.5-6. Pag.7. Acessórios complementares

INDICE. Pag.2. Pag.3. Pag.4. Pag.5-6. Pag.7. Acessórios complementares INDICE Separador de Gorduras em PEAD para montagem apoiada: modelo KESSEL Euro G para aspiração directa ou aspiração à distância Separador de Gorduras em PEAD para montagem apoiada: modelo KESSEL Euro

Leia mais

Relé Auxiliar RCA 116

Relé Auxiliar RCA 116 Relé Auxiliar RCA 116 Aplicação, Estrutura e Funcionamento. Aplicação O Relé Auxiliar RCA 116 é especialmente apropriado para uso em instalações de comando manual, controles automáticos e supervisão. O

Leia mais

Equipamentos primários. L. Roriz

Equipamentos primários. L. Roriz Equipamentos primários L. Roriz Unidades de Arrefecimento Unidades de Arrefecimento de Ar Unidades Produtoras de Água Refrigerada Sistemas de compressão de vapor Sistemas de expansão directa Sistemas utilizando

Leia mais

Manual Instalador e Utilizador Caldeira de Gaseificação a Lenha OFA WOOD GP

Manual Instalador e Utilizador Caldeira de Gaseificação a Lenha OFA WOOD GP Manual Instalador e Utilizador Caldeira de Gaseificação a Lenha OFA WOOD GP ÍNDICE INTRODUÇÃO... 1. DESCRIÇÃO GERAL DA CALDEIRA DE GASEIFICAÇÃO A LENHA OFA WOOD GP... 2. COMPONENTES FORNECIDOS COM A CALDEIRA...

Leia mais

CO N C E P Ç ÃO, DESEN VO LV I MENTO E FABRI CO P ORTUGUÊ S BLOCO SOLAR ÁGUAS QUENTES SANITÁRIAS AQUECIMENTO CENTRAL CLIMATIZAÇÃO DE PISCINAS

CO N C E P Ç ÃO, DESEN VO LV I MENTO E FABRI CO P ORTUGUÊ S BLOCO SOLAR ÁGUAS QUENTES SANITÁRIAS AQUECIMENTO CENTRAL CLIMATIZAÇÃO DE PISCINAS CO N C E P Ç ÃO, DESEN VO LV I MENTO E FABRI CO P ORTUGUÊ S BLOCO SOLAR ÁGUAS QUENTES SANITÁRIAS AQUECIMENTO CENTRAL CLIMATIZAÇÃO DE PISCINAS ECONOMIA CONFORTO ECOLOGIA TRABALHA DE DIA, NOITE, COM CHUVA

Leia mais

Geradoras de água quente ("caldeiras") Soluções eficientes e sustentáveis para aquecimento de água, geração de vapor e cogeração

Geradoras de água quente (caldeiras) Soluções eficientes e sustentáveis para aquecimento de água, geração de vapor e cogeração Geradoras Logano e controladores Logamatic 1 Geradoras de água quente ("caldeiras") Soluções eficientes e sustentáveis para aquecimento de água, geração de vapor e cogeração 2 Geradoras Logano e controladores

Leia mais

Relés de Proteção Térmica Simotemp

Relés de Proteção Térmica Simotemp Relés de Proteção Térmica Simotemp Confiabilidade e precisão para controle e proteção de transformadores Answers for energy. A temperatura é o principal fator de envelhecimento do transformador Os relés

Leia mais

INSTALAÇÕES AT E MT. SUBESTAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO

INSTALAÇÕES AT E MT. SUBESTAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO INSTALAÇÕES AT E MT. SUBESTAÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO Sistemas de iluminação, tomadas interiores, extracção de fumos, ar condicionado, centrais de intrusão e incêndio Regras de execução Elaboração: GTRPT Homologação:

Leia mais