REGULAMENTO ESPECÍFICO DE NATAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTO ESPECÍFICO DE NATAÇÃO"

Transcrição

1 REGULAMENTO ESPECÍFICO DE NATAÇÃO

2 Índice 1. Introdução Calendarização Escalões Etários Competições Quadro de provas Inscrição Classificação Equipamento Desportivo Programa/Horário das Competições Prémios Acompanhamento dos Alunos Regulamento Técnico Específico Partida Costas Bruços Mariposa Casos Omissos... 7 eixod_v.3_10abr12 Câmara Municipal de Ílhavo 2

3 1. Introdução Este regulamento específico aplica-se à competição de Natação realizadas no âmbito do Programa Municipal OlimpÍlhavo, em conformidade com o estipulado no regulamento geral de provas e normas para da organização. O regulamento técnico rege-se pelas regras oficiais em vigor da Federação Portuguesa de Natação (FPN), contudo, devido às características da modalidade no meio escolar, aos espaços e aos recursos humanos, poderão verificar-se adaptações ao nível da arbitragem. 2. Calendarização As provas realizam-se no dia 18 de abril de 2012, na Piscina Municipal de Ílhavo. 3. Escalões Etários ANO LECTIVO ANO DE NASCIMENTO INFANTIL A INFANTIL B INICIADO JUVENIL JÚNIOR 2011/ / / / / e anteriores 4. Competições 4.1. Quadro de provas Aquecimento: 09:30h Início das Provas: 10:00h Prova Distância Estilo Sexo Escalão 1ª Prova 25 mts Crol Fem Infantil A 2ª Prova 25 mts Crol Masc Infantil A 3ª Prova 25 mts Costas Fem Infantil A 4ª Prova 25 mts Costas Masc Infantil A 5ª Prova 25 mts MI Crol Fem Infantil A 6ª Prova 25 mts MI Crol Masc Infantil A 7ª Prova 25 mts MI Costas Fem Infantil A 8ª Prova 25 mts MI Costas Masc Infantil A 9ª Prova 4x25mts Crol Mistos Infantil A eixod_v.3_10abr12 Câmara Municipal de Ílhavo 3

4 10ª Prova 25 mts Crol Fem Infantil B 11ª Prova 25 mts Crol Masc Infantil B 12ª Prova 25 mts Costas Fem Infantil B 13ª Prova 25 mts Costas Masc Infantil B 14ª Prova 25 mts Bruços Fem Infantil B 15ª Prova 25 mts Bruços Masc Infantil B 16ª Prova 4x25mts Crol Mistos Infantil B 17ª Prova 25 mts Crol Fem Iniciados 18ª Prova 25 mts Crol Masc Iniciados 19ª Prova 25 mts Costas Fem Iniciados 20ª Prova 25 mts Costas Masc Iniciados 21ª Prova 25 mts Bruços Fem Iniciados 22ª Prova 25 mts Bruços Masc Iniciados 23ª Prova 4x25 mts Crol Fem Iniciados 24ª Prova 4x25 mts Crol Masc Iniciados 25ª Prova 50 mts Livres Fem Juvenis 26ª Prova 50 mts Livres Masc Juvenis 27ª Prova 50 mts Costas Fem Juvenis 28ª Prova 50 mts Costas Masc Juvenis 29ª Prova 50 mts Bruços Fem Juvenis 30ª Prova 50 mts Bruços Masc Juvenis 31ª Prova 4x25 mts Crol Fem Juvenis 32ª Prova 4x25 mts Crol Masc Juvenis 33ª Prova 50 mts Crol Fem Juniores 34ª Prova 50 mts Crol Masc Juniores 35ª Prova 50 mts Costas Fem Juniores 36ª Prova 50 mts Costas Masc Juniores 37ª Prova 50 mts Bruços Fem Juniores 38ª Prova 50 mts Bruços Masc Juniores 39ª Prova 25 mts Mariposa Fem Juniores 40ª Prova 25 mts Mariposa Masc Juniores 41ª Prova 4x25 mts Crol Fem Juniores 42ª Prova 4x25 mts Crol Masc Juniores eixod_v.3_10abr12 Câmara Municipal de Ílhavo 4

5 4.2. Inscrição Cada nadador poderá participar no máximo em quatro provas (três provas individuais e uma de estafeta), e a sua inscrição deve ser efetuada na respetiva ficha de inscrição e enviada para a CMI, até ao dia 16 de abril. Na ficha de inscrição dever-se-á repetir o nome do aluno, tantas vezes conforme o número de provas em que se inscreve Classificação Será efetuada uma classificação individual por ordem crescente do tempo obtido pelos alunos em cada prova/escalão/sexo Equipamento Desportivo Os alunos participantes deverão ser portadores de equipamento desportivo adequado à prática da modalidade, nomeadamente fato de banho ou calção de banho, touca e chinelos. Sugere-se a utilização de T-shirt durante o decorrer do Encontro. 5. Programa/Horário das Competições O Programa/horário é definido pela organização da prova, tendo no entanto sempre em consideração que cada sessão de provas deverá contemplar os seguintes períodos: Receção dos participantes e entrega do calendário de provas; Período de aquecimento dos nadadores; Reunião técnica com os Professores dos grupos/equipas e organização; Início e desenvolvimento das provas, atendendo a que as provas de estafetas devem ser realizadas no final do calendário de provas. 6. Prémios Serão entregues medalhas e diploma de classificação aos alunos melhores classificados (3 primeiros lugares), diplomas de participação aos restantes participantes 7. Acompanhamento dos Alunos Os Professores acompanhantes são os responsáveis pelo devido enquadramento e orientação dos alunos durante a realização das provas, pelo que devem orientar os alunos no período de aquecimento, propondo e controlando os exercícios de aquecimento. eixod_v.3_10abr12 Câmara Municipal de Ílhavo 5

6 No decorrer das provas, devem também permanecer sempre junto dos seus alunos na bancada, devendo encaminhá-los para a câmara de chamada com a devida antecedência (três séries relativamente ao decorrer do calendário de provas), pois os alunos que não responderem à chamada não efetuarão a sua prova, sendo-lhes atribuída falta. 8. Regulamento Técnico Específico As regras em vigor regem-se de acordo com as Regras Técnicas de Natação Pura Desportiva da Federação Portuguesa de Natação, nomeadamente para as partidas, para cada uma das técnicas de nado, estilos e prova, pelo que este Regulamento faz referência a alguns pontos que necessitam de maior atenção Partida A partida de Livres, Bruços e Mariposa será efetuada por meio de salto, enquanto a partida de Costas será efetuada dentro da água. Ao apito prolongado os nadadores devem subir para o bloco de partida (Livres, Bruços, Mariposa) ou entrar na água (Costas), quando soar a voz de aos seus lugares os nadadores deverão colocar-se na posição de partida e quando estes estiverem totalmente imóveis o Juiz dará o sinal de partida Costas O nadador deverá sair da parede e nadar em posição dorsal durante toda a prova. Na viragem o nadador poderá tocar a parede mantendo a posição dorsal ou efetuar cambalhota, em que os ombros poderão rodar para além da vertical para bruços, após o que um movimento contínuo de um braço, ou um movimento contínuo dos dois braços pode ser utilizado para fazer a viragem. Uma vez que o corpo tenha perdido a posição de costas, não poderá haver nenhum movimento de pernas ou braços, que seja independente do movimento contínuo da viragem. Ao terminar a prova, o nadador deve tocar a parede na posição de costas Bruços O corpo deve permanecer sempre na posição de bruços e todos os movimentos de braços devem ser simultâneos e no mesmo plano horizontal, sem movimentos alternados, sendo feita a mesma exigência para os movimentos das pernas. As mãos não devem ser puxadas atrás para além da linha das ancas, exceto durante a primeira braçada após a partida e após cada viragem. Em cada viragem e no final da prova, o toque na parede deve ser efetuado com ambas as mãos simultaneamente. Durante cada ciclo completo de uma braçada e de uma pernada, por essa ordem, alguma parte da cabeça do nadador deve quebrar a superfície da água, eixod_v.3_10abr12 Câmara Municipal de Ílhavo 6

7 exceto depois da partida e após cada viragem, em que o nadador pode dar uma braçada completamente para trás até às pernas e uma pernada enquanto completamente submerso Mariposa O corpo deve permanecer na posição ventral e os ombros deverão estar em linha com a superfície normal da água. 9. Casos Omissos Os casos omissos neste Regulamento Específico serão analisados e resolvidos pela entidade organizadora do evento. eixod_v.3_10abr12 Câmara Municipal de Ílhavo 7

PATINAGEM DE VELOCIDADE ÉPOCA 2015 PROTOCOLO. Alenquer Pavilhão Municipal de Alenquer. Balneários, casas de banho

PATINAGEM DE VELOCIDADE ÉPOCA 2015 PROTOCOLO. Alenquer Pavilhão Municipal de Alenquer. Balneários, casas de banho PATINAGEM DE VELOCIDADE ÉPOCA 2015 PROTOCOLO O Comité de Patinagem de Velocidade desta Associação vai levar a efeito a realização do 2º ENCONTRO REGIONAL INDOOR, pelo que informamos: Local: Alenquer Pavilhão

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO REMO

REGULAMENTO ESPECÍFICO REMO REGULAMENTO ESPECÍFICO REMO 2014-2017 Índice 1. Introdução 2 2. Participação 2 3. Escalões Etários 2 4. Competições Encontros/Escolares 2 5. Regulamento Técnico 5 6. Casos Omissos 5 Regulamento Específico

Leia mais

Regulamentos das Modalidades do INTERISCAS Coimbra 2015

Regulamentos das Modalidades do INTERISCAS Coimbra 2015 Regulamentos das Modalidades do INTERISCAS Coimbra 2015 Índice Matraquilhos... 6 1) Organização do Torneio:... 6 2) Fases dos jogos:... 6 3) Regras específicas:... 6 4) Faltas e penaltis:... 6 5) Duração

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO REMO (Revisto em setembro de 2015)

REGULAMENTO ESPECÍFICO REMO (Revisto em setembro de 2015) REGULAMENTO ESPECÍFICO REMO 2014-2017 (Revisto em setembro de 2015) Índice 1. Introdução 2 2. Participação 2 3. Escalões Etários 2 4. Competições Encontros/Escolares 2 5. Regulamento Técnico 5 6. Casos

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE NATAÇÃO DO ALENTEJO REGULAMENTO REGIONAL DE COMPETIÇÕES NATAÇÃO PURA

ASSOCIAÇÃO DE NATAÇÃO DO ALENTEJO REGULAMENTO REGIONAL DE COMPETIÇÕES NATAÇÃO PURA ASSOCIAÇÃO DE NATAÇÃO DO ALENTEJO REGULAMENTO REGIONAL DE COMPETIÇÕES NATAÇÃO PURA ÉPOCA 2014/2015 DISPOSIÇÕES GERAIS 1 Introdução: O documento que se apresenta regulamentará todas as provas de Atletas

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO ESGRIMA

REGULAMENTO ESPECÍFICO ESGRIMA REGULAMENTO ESPECÍFICO ESGRIMA Índice Introdução 3 Capítulo I Regulamentação Geral 4 1. Condições Gerais de Participação 4 2. Escalões Etários 4 Capítulo II Participação / Organização 4 3. Formas de Competição

Leia mais

CIRCUITO DE ÁGUAS ABERTAS DOS AÇORES 2014

CIRCUITO DE ÁGUAS ABERTAS DOS AÇORES 2014 1. Organização CIRCUITO DE ÁGUAS ABERTAS DOS AÇORES 2014 REGULAMENTO DA PROVA DAS SANJOANINAS ANARA Associação de Natação da Região Açores Comissão de Festas das Sanjoaninas -2014 2. Data 24 de junho de

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE VOLEIBOL

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE VOLEIBOL REGULAMENTO ESPECÍFICO DE VOLEIBOL Índice 1. Introdução 3 2. Escalões Etários/Bola de Jogo/Duração de Jogo 3 3. Constituição da Equipa 4 4. Classificação/Pontuação 4 5. Arbitragem 5 6. Mesa de Secretariado

Leia mais

XL Mini Olimpíadas Concelhias de Santa Maria da Feira 2016

XL Mini Olimpíadas Concelhias de Santa Maria da Feira 2016 XL Mini Olimpíadas Concelhias de Santa Maria da Feira 2016 REGULAMENTO DE ATLETISMO 1º - As provas de Atletismo serão realizadas no Estádio do Caldas de São Jorge Sport Clube, nos dias 9 e 10 de Julho

Leia mais

Regulamento Específico GINÁSTICA ARTÍSTICA

Regulamento Específico GINÁSTICA ARTÍSTICA ÍNDICE Programa de competição... 3 Escalões etários... 3 Generalidades... 3 Desenrolar da competição... 3 Equipamento... 4 Pontuação... 4 Solo... 4 Barra fixa, Paralelas e Trave... 4 Saltos de Plinto...

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO SURF. (Revisto em setembro de 2015)

REGULAMENTO ESPECÍFICO SURF. (Revisto em setembro de 2015) REGULAMENTO ESPECÍFICO SURF 2013 2017 (Revisto em setembro de 2015) ÍNDICE Introdução 3 1- Participação 4 2- Escalões etários 4 3- Modelo de competição 5 3.1. Competição Formal 5 3.2. Classificações 6

Leia mais

REGIMENTO ESPECÍFICO XADREZ. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição

REGIMENTO ESPECÍFICO XADREZ. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição REGIMENTO ESPECÍFICO XADREZ Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição Índice Preâmbulo Artigo 1.º Participação Artigo 2.º Escalões Etários Artigo 3.º Constituição das Equipas

Leia mais

9ª Milha Urbana de São Marcos

9ª Milha Urbana de São Marcos 9ª Milha Urbana de São Marcos 19 DE MARÇO DE 2016 UNIÃO DAS FREGUESIAS DO CACÉM E SÃO MARCOS Tel.: 21 912 93 80 Fax: 21 912 93 89 E-mail: secretariageral@uf-cacemsmarcos.pt 1 ORGANIZAÇÃO A União das Freguesias

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO SURF. (Revisto em outubro 2014)

REGULAMENTO ESPECÍFICO SURF. (Revisto em outubro 2014) REGULAMENTO ESPECÍFICO SURF 2013 2017 (Revisto em outubro 2014) ÍNDICE Introdução 3 1- Participação 4 2- Escalões etários 4 3- Modelo de competição 5 3.1. Competição Formal 5 3.2. Classificações 6 3.2.1

Leia mais

COMPETIÇÃO ÁGUAS ABERTAS FAFE Sala de Visitas do Minho 6ª EDIÇÃO BARRAGEM DA QUEIMADELA

COMPETIÇÃO ÁGUAS ABERTAS FAFE Sala de Visitas do Minho 6ª EDIÇÃO BARRAGEM DA QUEIMADELA COMPETIÇÃO ÁGUAS ABERTAS FAFE Sala de Visitas do Minho 6ª EDIÇÃO BARRAGEM DA QUEIMADELA 1. Organização: Associação de do Norte de Portugal 2. Apoios: Câmara Municipal de Fafe Associação Desportiva de Fafe

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE TÉNIS DE MESA

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE TÉNIS DE MESA REGULAMENTO ESPECÍFICO DE TÉNIS DE MESA Índice 1. Introdução 3 2. Escalões Etários/Material de Jogo 3 3. Constituição da Equipa 4 4. Sistema Classificativo 4 5. Classificação/Pontuação 5 6. Arbitragem

Leia mais

17h00 CAMINHEIROS 17H30 - ATLETAS

17h00 CAMINHEIROS 17H30 - ATLETAS 17h00 CAMINHEIROS 17H30 - ATLETAS Partida junto à Igreja Matriz da Aldeia Viçosa (altitude: 525m) Um aspecto da Calçada Romana do Tintinolho O ponto mais alto 1 056m Torre de Menagem do Castelo - Guarda

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO ANDEBOL

REGULAMENTO ESPECÍFICO ANDEBOL REGULAMENTO ESPECÍFICO ANDEBOL 2013 2017 Índice 1. Introdução 2 2. Escalões etários 2 3. Constituição das Equipas 3 3.1. Infantis (andebol de 5) 3 3.2. Iniciados, Juvenis e Juniores (andebol de 7) 3 4.

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO SURF. ( Revisto em setembro de 2016)

REGULAMENTO ESPECÍFICO SURF. ( Revisto em setembro de 2016) REGULAMENTO ESPECÍFICO SURF 2013 2017 ( Revisto em setembro de 2016) ÍNDICE Introdução 3 1- Participação 4 2- Escalões etários 4 3- Modelo de competição 5 3.1. Competição Formal 5 3.2. Classificações 6

Leia mais

REGULAMENTO ESPECIFICO DOS TORNEIOS ESCOLARES DE CORFEBOL

REGULAMENTO ESPECIFICO DOS TORNEIOS ESCOLARES DE CORFEBOL REGULAMENTO ESPECIFICO DOS TORNEIOS ESCOLARES DE CORFEBOL ÍNDICE INTRODUÇÃO 1. ESCALÕES ETÁRIOS, BOLA, DURAÇÃO DO JOGO E VARIANTES DA MODALIDADE 2. CONSTITUIÇÃO DA EQUIPA 3. ARBITRAGEM 4. CLASSIFICAÇÃO,

Leia mais

Regulamento do 29.º Troféu de Atletismo do Seixal 2016

Regulamento do 29.º Troféu de Atletismo do Seixal 2016 Regulamento do 29.º Troféu de Atletismo do Seixal 2016 1. Definição O Troféu de Atletismo do Seixal (também designado por T.A.S. ), compreende um conjunto de provas organizadas, no ano 2016, pelas Coletividades

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL. (Revisto em setembro de 2015)

REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL. (Revisto em setembro de 2015) REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL 2013 2017 (Revisto em setembro de 2015) ÍNDICE 1. Introdução 2 2. Escalões etários 3 3. Constituição das Equipas 4 4. Regulamento Técnico-Pedagógico 5 5. Classificação,

Leia mais

Torneio de Atletismo de Pavilhão Local: Centro Escolar do Cávado - Monsul

Torneio de Atletismo de Pavilhão Local: Centro Escolar do Cávado - Monsul Local: Centro Escolar do Cávado - Monsul Data: 5 de março de 2016 Horário: 09h30 às 12h30 Organização: *Centro de Formação Desportiva de Atletismo Gonçalo Sampaio Agrupamento de Escolas Gonçalo Sampaio

Leia mais

[Type text] [Type text] [Type text] FPN FESTIVAL ESTRELAS DO MAR 25 E 26 DE JUNHO 2016 CADERNO DE ENCARGOS FESTIVAL DE ESTRELAS 1

[Type text] [Type text] [Type text] FPN FESTIVAL ESTRELAS DO MAR 25 E 26 DE JUNHO 2016 CADERNO DE ENCARGOS FESTIVAL DE ESTRELAS 1 [Type text] [Type text] [Type text] FPN FESTIVAL ESTRELAS DO MAR 25 E 26 DE JUNHO 2016 CADERNO DE ENCARGOS FESTIVAL DE ESTRELAS 1 REGULAMENTO ÂMBITO O presente regulamento aplica-se ao 11º Festival de

Leia mais

REGULAMENTO ESPECIFICO TORNEIOS JOVENS CORFEBOL

REGULAMENTO ESPECIFICO TORNEIOS JOVENS CORFEBOL REGULAMENTO ESPECIFICO TORNEIOS JOVENS CORFEBOL ÍNDICE INTRODUÇÃO 1. ESCALÕES ETÁRIOS, BOLA, DURAÇÃO DO JOGO E VARIANTES DA MODALIDADE 2. CONSTITUIÇÃO DA EQUIPA 3. ARBITRAGEM 4. QUADRO COMPETITIVO E CRITÉRIOS

Leia mais

EQUIPA DE APOIO ÀS ESCOLAS DO SOUSA E BAIXO TÂMEGA REGIONAL DE NATAÇÃO. 2 e 3 de Maio Piscina Municipal de Penafiel

EQUIPA DE APOIO ÀS ESCOLAS DO SOUSA E BAIXO TÂMEGA REGIONAL DE NATAÇÃO. 2 e 3 de Maio Piscina Municipal de Penafiel EQUIPA DE APOIO ÀS ESCOLAS DO SOUSA E BAIXO TÂMEGA Iniciados e Juvenis Masculinos e Femininos REGIONAL DE NATAÇÃO 2 e 3 de Maio Piscina Municipal de Penafiel Índice Organização... 3 Introdução 4 Programa

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ. (Revisto em novembro de 2015)

REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ. (Revisto em novembro de 2015) REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ 2013 2017 (Revisto em novembro de 2015) ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO P.2 2. ESCALÕES ETÁRIOS P.3 3. CONSTITUIÇÃO DAS EQUIPAS P.3 4. REGULAMENTO TÉCNICO-PEDAGÓGICO P.4 4.1. FASE LOCAL

Leia mais

Regulamento. 1. O Mocidade Sangemil AC organiza a Corrida e Caminha dos 40 Anos do Mocidade Sangemil

Regulamento. 1. O Mocidade Sangemil AC organiza a Corrida e Caminha dos 40 Anos do Mocidade Sangemil Regulamento 1. O Mocidade Sangemil AC organiza a Corrida e Caminha dos 40 Anos do Mocidade Sangemil AC, com o apoio técnico da Desportave - Eventos Desportivos, que tem a finalidade de estimular a prática

Leia mais

Campeonato Nacional de Salvamento Aquático Desportivo PRAIA

Campeonato Nacional de Salvamento Aquático Desportivo PRAIA Campeonato Nacional de Salvamento Aquático Desportivo PRAIA REGULAMENTO VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO 2015 MONTE GORDO Índice 1. Introdução... 3 2. Participação... 3 3. Calendário... 4 4. Inscrições... 5

Leia mais

Índice. Final Nacional Mega Sprinter Vagos, 13 e 14 de abril de 2012

Índice. Final Nacional Mega Sprinter Vagos, 13 e 14 de abril de 2012 Índice Índice... 1 Organização... 2 Organograma da Organização... 3 Programa Geral... 3 Escalões Etários... 4 Programa das Provas - Jornada 1... 4 Programa das Provas - Jornada 2... 5 Participantes...

Leia mais

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 escalões - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 escalões - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B 10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 escalões - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos. 10.2 Modalidades: N. Escalão A Escalão B Escalão C Corridas Escalão D Escalão E 1 50 m 2 60 m 3 100 m 100 m 100 m

Leia mais

DUATLO BTT DO BARREIRO 28 DE FEVEREIRO DE 2016

DUATLO BTT DO BARREIRO 28 DE FEVEREIRO DE 2016 DUATLO BTT DO BARREIRO 28 DE FEVEREIRO DE 2016 TAÇA DE PORTUGAL PORTERRA PROVA ABERTA REGULAMENTO 1. ORGANIZAÇÃO / ENQUADRAMENTO O Duatlo BTT do Barreiro é uma organização conjunta da Câmara Municipal

Leia mais

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B. Masculino Escalão C Corridas

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B. Masculino Escalão C Corridas 10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos. 10.2 Modalidades: N. Escalão A Escalão B Escalão C Corridas Escalão D Escalão E 1 50 m 2 60 m 3 100 m 100 m 100 m 4 200 m 200

Leia mais

REGULAMENTO ESPECIFICO DE GINÁSTICA ARTÍSTICA

REGULAMENTO ESPECIFICO DE GINÁSTICA ARTÍSTICA GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR REGULAMENTO ESPECIFICO DE GINÁSTICA ARTÍSTICA (CÓDIGO DE PONTUAÇÃO) 2002-2003 GINÁSTICA ARTÍSTICA Programa obrigatório: SOLO SALTOS APARELHO FACULTATIVO SOLO SALTOS

Leia mais

DEFINIÇÃO DE COMPETÊNCIAS

DEFINIÇÃO DE COMPETÊNCIAS REGULAMENTO NOTA JUSTIFICATIVA A promoção e generalização da prática desportiva junto da população é um fator essencial de melhoria da qualidade de vida e de formação pessoal, social e desportiva. Neste

Leia mais

GesLoures, E.M. Quadro Normativo (Anexo IV) Área Desportiva Época 2015/2016

GesLoures, E.M. Quadro Normativo (Anexo IV) Área Desportiva Época 2015/2016 GesLoures, E.M. Artigo 1º Regime Especial de Frequência 1. O acesso às classes de pré-treino e treino constitui um benefício acrescido proporcionado aos alunos das aulas de natação, que se traduz no aumento

Leia mais

Circuito de Atletismo do Barreiro. 2ª Prova de Estrada Futebol Clube Beira Mar

Circuito de Atletismo do Barreiro. 2ª Prova de Estrada Futebol Clube Beira Mar 2ª Prova de Estrada Futebol Clube Beira Mar REGULAMENTO DE PROVA 1. Esta prova de estrada é aberta a atletas de ambos os sexos em representação de clubes, escolas, comissões de moradores, bairros, atletas

Leia mais

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS XII CORTA MATO DO C.I.C.

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS XII CORTA MATO DO C.I.C. COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS XII CORTA MATO DO C.I.C. DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E DESPORTO OUTUBRO DE 2008 Regulamento do Corta Mato 2008/2009 do Colégio Internato dos Carvalhos Organização do

Leia mais

1 FESTIVAL DE NATAÇÃO GINASTICA/ON LINE. Regulamento

1 FESTIVAL DE NATAÇÃO GINASTICA/ON LINE. Regulamento 1 FESTIVAL DE NATAÇÃO GINASTICA/ON LINE Regulamento DA ORGANIZAÇÃO: Art. 1 O Primeiro 1ª FESTIVAL DE NATAÇÃO SOCIEDADE GINÁSTICA/ ON LINE é uma competição de âmbito regional, organizada pela Sociedade

Leia mais

Jogos Desportivos da União das Freguesias de Caparica e Trafaria Torneio de Ténis de Mesa

Jogos Desportivos da União das Freguesias de Caparica e Trafaria Torneio de Ténis de Mesa Jogos Desportivos da União das Freguesias de Caparica e Trafaria 2014 Torneio de Ténis de Mesa Regulamento 1. Disposições iniciais Este Regulamento define as normas de organização do Torneio de Ténis de

Leia mais

V Grande Prémio de Atletismo de Almargem do Bispo

V Grande Prémio de Atletismo de Almargem do Bispo V Grande Prémio de Atletismo de Almargem do Bispo 17 DE JULHO DE 2016 REGULAMENTO UNIÃO DAS FREGUESIAS DE ALMARGEM DO BISPO, PERO PINHEIRO E MONTELAVAR Avenida D. Afonso Henriques, 2 2715-214 ALMARGEM

Leia mais

Normas. Departamento de Cultura, Juventude e Desporto Divisão de Desporto e Juventude Núcleo de Actividades Desportivas

Normas. Departamento de Cultura, Juventude e Desporto Divisão de Desporto e Juventude Núcleo de Actividades Desportivas Normas Departamento de Cultura, Juventude e Desporto Núcleo de Actividades Desportivas Índice 1 Organização... 3 2 Calendarização e Local de Realização dos Jogos... 3 3 Inscrição... 3 3.1 Período de Inscrição...

Leia mais

REGULAMENTO. 3. O MT será constituído por 8 (oito) provas, bem como pelo Campeonato Regional por Equipas de Sub10 (Interclubes).

REGULAMENTO. 3. O MT será constituído por 8 (oito) provas, bem como pelo Campeonato Regional por Equipas de Sub10 (Interclubes). REGULAMENTO 1. O ATL MINI TOUR 2014 (MT) é um circuito de provas para os escalões de Sub8 e Sub10, promovido pela Associação de Ténis de Lisboa (ATL), havendo uma calendarização das provas através de um

Leia mais

CAMINHADA/GRANDE PRÉMIO DE ATLETISMO DE VIEIRA DO MINHO. 30 de março de H30/16h30

CAMINHADA/GRANDE PRÉMIO DE ATLETISMO DE VIEIRA DO MINHO. 30 de março de H30/16h30 CAMINHADA/GRANDE PRÉMIO DE ATLETISMO DE VIEIRA DO MINHO 30 de março de 2013 15H30/16h30 REGULAMENTO 11 ORGANIZAÇÃO E DATA Numa organização da Câmara Municipal de Vieira do Minho com o apoio da Associação

Leia mais

XIX TRIATLO DE OEIRAS Domingo, 19 de Junho de 2016 REGULAMENTO

XIX TRIATLO DE OEIRAS Domingo, 19 de Junho de 2016 REGULAMENTO XIX TRIATLO DE OEIRAS Domingo, 19 de Junho de 2016 TAÇA DE PORTUGAL DE TRIATLO: 09H00 PROVA ABERTA: 11H30 REGULAMENTO 1- ORGANIZAÇÃO / ENQUADRAMENTO O XIX Triatlo de Oeiras é uma organização da Câmara

Leia mais

19º Circuito de Mar do Algarve Leões do Sul Futebol Clube PROVA DE DIVULGAÇÃO

19º Circuito de Mar do Algarve Leões do Sul Futebol Clube PROVA DE DIVULGAÇÃO 19º Circuito de Mar do Algarve - 2011 Leões do Sul Futebol Clube PROVA DE DIVULGAÇÃO 2ª Prova de Natação de mar Praia da Alagoa Altura Castro Marim 14 De Agosto Inserida no 19º Circuito de Mar do Algarve

Leia mais

REGIMENTO ESPECÍFICO FUTEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 3ª edição

REGIMENTO ESPECÍFICO FUTEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 3ª edição REGIMENTO ESPECÍFICO FUTEBOL Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 3ª edição Índice Preâmbulo 5 Artigo 1.º Escalões Etários, Dimensões do Campo, Bola, Tempo de Jogo e Variantes

Leia mais

Regulamento Prova TÉNIS DE MESA

Regulamento Prova TÉNIS DE MESA Regulamento Prova TÉNIS DE MESA Gabinete de Actividades Desportivas da Universidade do Porto GADUP Rua da Boa Hora n.º 18-A 4050-099 Porto Telefone: 222 074 164 Fax: 222 003 067 E-mail: gadup@sas.up.pt

Leia mais

Regulamento Interno Competição

Regulamento Interno Competição Regulamento Interno Competição O presente regulamento destina-se a definir os direitos e deveres dos intervenientes nas atividades desportivas de competição. [1] Índice 1. DESPORTISTA:...3 1.1 DIREITOS:...3

Leia mais

FPN REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES NACIONAIS 2014/2015 NATAÇÃO PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

FPN REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES NACIONAIS 2014/2015 NATAÇÃO PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA 1 FPN REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES NACIONAIS 2014/2015 NATAÇÃO PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA Campeonato da Europa de Natação Adaptada 2016 Pág. 1 de SECTIONPAGES 1 Índice DISPOSIÇÕES GERAIS... 3 1. Introdução...

Leia mais

Junta de Freguesia de Marvila

Junta de Freguesia de Marvila Junta de Freguesia de Marvila MARVILA RUN PELOURO DO DESPORTO E JUVENTUDE JFM Marvila maio de 2016 Conteúdo Artigo 1º - Organização... 2 Artigo 2º - Objetivos... 2 Artigo 3º - Participação... 2 Artigo

Leia mais

* Saltos para a água. * Águas abertas. * Natação sincronizada. * Masters. * Mergulho Aquático. 1) Natacao pura

* Saltos para a água. * Águas abertas. * Natação sincronizada. * Masters. * Mergulho Aquático. 1) Natacao pura A natação é conhecida desde tempos pré-históricos, o registro mais antigo sobre a natação remonta às pinturas rupestres de cerca de 7.000 anos atrás. As referências escritas remontam a 2000 a. C. Algumas

Leia mais

TAÇA DE PROMOÇÃO DA ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA GUARDA

TAÇA DE PROMOÇÃO DA ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA GUARDA ÉPOCA 2014-2015 TAÇA DE PROMOÇÃO DA ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA GUARDA REGULAMENTO Regulamento da Taça de Promoção da Associação de Futebol da Guarda Época 2014-2015 Artigo 1.º Objeto 1. O presente Regulamento

Leia mais

MUNICÍPIOS DA REGIÃO DE SETÚBAL, ASSOCIAÇÕES e ESCOLAS JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 TÉNIS DE MESA REGULAMENTO

MUNICÍPIOS DA REGIÃO DE SETÚBAL, ASSOCIAÇÕES e ESCOLAS JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 TÉNIS DE MESA REGULAMENTO JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 TÉNIS DE MESA REGULAMENTO 1. Organização A organização da modalidade de Ténis de Mesa nos Jogos do Futuro da Região de Setúbal 2016 é da responsabilidade da, da

Leia mais

2 os Jogos Desportivos Populares de Macau. Regulamento

2 os Jogos Desportivos Populares de Macau. Regulamento 2 os Jogos Desportivos Populares de Macau Regulamento Organização: Instituto do Desporto do Governo da RAEM Co-organização: Associação Geral de Atletismo de Macau, Associação Geral de Natação de Macau,

Leia mais

REGULAMENTO ESPECIFICO. Campeonato de Abertura CORFEBOL

REGULAMENTO ESPECIFICO. Campeonato de Abertura CORFEBOL REGULAMENTO ESPECIFICO Campeonato de Abertura CORFEBOL CAMPEONATO DE ABERTURA ENQUADRAMENTO O Campeonato de Abertura surge como complemento às competições seniores da Federação Portuguesa de Corfebol:

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA Benjamins (Futebol) Época Organização Competitiva e Regulamento Específico

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA Benjamins (Futebol) Época Organização Competitiva e Regulamento Específico DE Benjamins (Futebol) Época 2015-2016 Organização Competitiva e Regulamento Específico CLUBES PARTICIPANTES ILHA DO FAIAL ANGÚSTIAS ATLÉTICO CLUBE FAYAL SPORT CLUB CLUBE FLAMENGOS GRUPO DESPORTIVO CEDRENSE

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO ATLETISMO

REGULAMENTO TÉCNICO ATLETISMO 1. A competição de atletismo não obriga a existência de espaço formal para o Atletismo; 2. É uma competição inclusiva que não exige rigores técnicos: correr, saltar e lançar, são os desafios; 3. A competição

Leia mais

SECTORES INFANTIS INICIADOS JUVENIS Velocidade e Estafetas. Barreiras 60m barreiras 80m barreiras (F) 100m barreiras (M) 250m barreiras Meio-Fundo

SECTORES INFANTIS INICIADOS JUVENIS Velocidade e Estafetas. Barreiras 60m barreiras 80m barreiras (F) 100m barreiras (M) 250m barreiras Meio-Fundo PROGRAMA DE PROVAS DOS ESCALÕES JOVENS VERSÃO FINAL (Infantis, Iniciados e juvenis) SECTORES INFANTIS INICIADOS JUVENIS Velocidade e Estafetas 60m 150m 4x 60m 80m 250m 4x 80m 100m 200m 300m 4x 100m Barreiras

Leia mais

BARREIRO. Documento Orientador. Quinta do Braamcamp, 12 de janeiro 2017 (10h00) CORTA MATO CONCELHIO 2017 CORTA MATO CONCELHIO

BARREIRO. Documento Orientador. Quinta do Braamcamp, 12 de janeiro 2017 (10h00) CORTA MATO CONCELHIO 2017 CORTA MATO CONCELHIO Documento Orientador CORTA MATO CONCELHIO BARREIRO Quinta do Braamcamp, 12 de janeiro 2017 (10h00) Organização: Desporto Escolar Península de Setúbal Câmara Municipal do Barreiro Apoio: Associação de Atletismo

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE XADREZ DO DISTRITO DE SETÚBAL REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES

ASSOCIAÇÃO DE XADREZ DO DISTRITO DE SETÚBAL REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES ASSOCIAÇÃO DE XADREZ DO DISTRITO DE SETÚBAL REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES Aprovado em Assembleia Geral de 13 de Outubro de 2014 PRIMEIRA PARTE Disposições Gerais Artigo 1 (Âmbito de Aplicação) 1. O presente

Leia mais

REGULAMENTO PARTICULAR DO CAMPEONATO NACIONAL XCO 2012 (Actualizado a )

REGULAMENTO PARTICULAR DO CAMPEONATO NACIONAL XCO 2012 (Actualizado a ) REGULAMENTO PARTICULAR DO CAMPEONATO NACIONAL XCO 2012 (Actualizado a 28.03.2012) 1- INTRODUÇÃO 1.1- O Campeonato Nacional Cross Country Olímpico (XCO) é propriedade exclusiva da UVP/Federação Portuguesa

Leia mais

REGULAMENTO. 1. Organização do 1.º Grande premio de Atletismo de Trilhos da Gardunha/ Louriçal do Campo

REGULAMENTO. 1. Organização do 1.º Grande premio de Atletismo de Trilhos da Gardunha/ Louriçal do Campo REGULAMENTO 1. Organização do 1.º Grande premio de Atletismo de Trilhos da Gardunha/ Louriçal do Campo A Corrida do Grande premio de Atletismo de Trilhos da Gardunha/Louriçal do Campo é uma prova de atletismo

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA Infantis (Futebol) Época Organização Competitiva e Regulamento Específico

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA Infantis (Futebol) Época Organização Competitiva e Regulamento Específico DE Infantis (Futebol) Época 2015-2016 Organização Competitiva e Regulamento Específico CLUBES PARTICIPANTES ILHA DO FAIAL ANGÚSTIAS ATLÉTICO CLUBE FAYAL SPORT CLUB CLUBE FLAMENGOS GRUPO DESPORTIVO CEDRENSE

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DESPORTOS PARA DEFICIENTES INTELECTUAIS

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DESPORTOS PARA DEFICIENTES INTELECTUAIS CAMPEONATO BRASILEIRO DE NATAÇÃO ABDEM REGULAMENTO GERAL I - Das disposições Preliminares Art.1º - O Campeonato Brasileiro de Natação será promovido pela Associação Brasileira de Desportos para Deficientes

Leia mais

REGULAMENTO DA TAÇA XCM DO CENTRO 2015

REGULAMENTO DA TAÇA XCM DO CENTRO 2015 1. INTRODUÇÃO REGULAMENTO DA TAÇA XCM DO CENTRO 2015 A TAÇA DE XCM DO CENTRO é um troféu oficial da Associação de Ciclismo do Aveiro e consta de um conjunto de provas a decorrer entre Março e Outubro com

Leia mais

CAMPEONATO DO ALGARVE 2016 BMX RACE REGULAMENTO PARTICULAR ( )

CAMPEONATO DO ALGARVE 2016 BMX RACE REGULAMENTO PARTICULAR ( ) CAMPEONATO DO ALGARVE 2016 BMX RACE (19.10.2016) 1- INTRODUÇÃO 1.1- O Campeonato Regional do Algarve de BMX Race é propriedade exclusiva da UVP/Federação Portuguesa de Ciclismo e consta de uma prova única.

Leia mais

Regulamento do Circuito Smashtour 2012

Regulamento do Circuito Smashtour 2012 REGULAMENTO CIRCUITO SMASHTOUR 2012 Regulamento do Circuito Smashtour 2012 1 - O Circuito será disputado em três fases, com um mínimo de 19 provas Mínimo de 1 e máximo de 4 por Associação Regional (Algarve,

Leia mais

Regulamento Piscina do Centro Cénico Cela

Regulamento Piscina do Centro Cénico Cela Regulamento Piscina do Centro Cénico Cela Norma I Plano de atividade interrupções das aulas Inicio das aulas setembro Fim das aulas julho Interrupções: -Véspera de Natal -Véspera de Ano Novo Norma II Condições

Leia mais

COMUNICADO OFICIAL N.º 1

COMUNICADO OFICIAL N.º 1 COMUNICADO OFICIAL N.º 1 Quadros Competitivos 1 BAMBIS / MINIS (misto) 1.1 Calendarização Propõe-se assim a realização de 8 Encontros / Festand s, distribuídos por toda a época desportiva, nas seguintes

Leia mais

3ª Corrida S. Silvestre dos Madeiros. 26 de dezembro de 2015

3ª Corrida S. Silvestre dos Madeiros. 26 de dezembro de 2015 26 de dezembro de 2015 Regulamento 1 Local, Data e Organização 1.1 A é uma prova de atletismo que se vai disputar, no dia 26 de dezembro de 2015 na cidade de Castelo Branco, distrito de Castelo Branco.

Leia mais

Regulamento Específico de Andebol

Regulamento Específico de Andebol Regulamento Específico de Andebol Regulamento Andebol 1 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ESCALÕES ETÁRIOS / BOLA DE JOGO... 4 3. CONSTITUIÇÃO DA EQUIPA... 4 4. MESA DE JOGO... 4 5. ARBITRAGEM... 5 6. DURAÇÃO

Leia mais

Regulamento Técnico Jogos Estudantis para Todos 2012 Secretaria Municipal de Educação e Desporto Novo Hamburgo

Regulamento Técnico Jogos Estudantis para Todos 2012 Secretaria Municipal de Educação e Desporto Novo Hamburgo Regulamento Técnico Jogos Estudantis para Todos 2012 Secretaria Municipal de Educação e Desporto Novo Hamburgo CAPÍTULO I Das Disposições Gerais Art. 1º - Este regulamento é o conjunto das disposições

Leia mais

REGULAMENTO CORRIDA P LA VIDA

REGULAMENTO CORRIDA P LA VIDA REGULAMENTO CORRIDA P LA VIDA A União das Freguesias de Caldas da Rainha Nossa Senhora do Pópulo, Coto e S. Gregório leva a efeito no próximo dia 03 de Dezembro de 2016 a VII Prova de Atletismo, Corrida

Leia mais

CAMPEONATOS REGIONAIS DE EQUIPAS

CAMPEONATOS REGIONAIS DE EQUIPAS CAMPEONATOS REGIONAIS DE EQUIPAS 2015-2016 Pressupostos básicos - Poderão participar nestes Campeonatos todos os atletas filiados na ATMM, independentemente do seu escalão. - Para poder participar num

Leia mais

Evento de corridas, saltos e lançamentos REGULAMENTO 3. COMPOSIÇÃO DAS EQUIPAS 8. RECEPÇÃO DAS EQUIPAS 13. CENTRAL DE INFORMAÇÃO

Evento de corridas, saltos e lançamentos REGULAMENTO 3. COMPOSIÇÃO DAS EQUIPAS 8. RECEPÇÃO DAS EQUIPAS 13. CENTRAL DE INFORMAÇÃO Kids athletics Evento de corridas, saltos e lançamentos REGULAMENTO 1. 6. REGRAS TREINADOR 11. EQUIPAMENTOS 2. QUADRO COMPETITIVO 7. INSCRIÇÃO DOS ATLETAS 12. SEGUROS 3. COMPOSIÇÃO DAS EQUIPAS 8. RECEPÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO PARA O NÍVEL PRINCIPIANTE NOS CAMPEONATOS E TORNEIOS BRASILEIROS

REGULAMENTO PARA O NÍVEL PRINCIPIANTE NOS CAMPEONATOS E TORNEIOS BRASILEIROS REGULAMENTO PARA O NÍVEL PRINCIPIANTE NOS CAMPEONATOS E TORNEIOS BRASILEIROS Art. 1º As mesmas regras que regem cada um dos Campeonatos/Torneios, será a que regerá o Campeonato/Torneio do nível Principiante

Leia mais

REGULAMENTO II CORRIDA VERDE DO MONDEGO

REGULAMENTO II CORRIDA VERDE DO MONDEGO REGULAMENTO II CORRIDA VERDE DO MONDEGO Vai realizar-se no próximo dia 5 de Junho de 2016 a II Corrida Verde do Mondego, organizada pela Escola de Atletismo de Coimbra / A. R. Casaense, com o seguinte

Leia mais

Regulamento Específico. Tênis de Mesa

Regulamento Específico. Tênis de Mesa Regulamento Específico Tênis de Mesa 2015 Art. 1º - A competição do Tênis de Mesa dos Escolares de Minas Gerais JEMG/2015 obedecerá às regras oficiais da Federação Internacional de Tênis de Mesa - ITTF

Leia mais

I Torneio de Voleibol do Cadaval

I Torneio de Voleibol do Cadaval I Torneio de Voleibol do Cadaval MUNICÍPIO DO CADAVAL Serviço de Desporto MUNICÍPIO DO CADAVAL Serviço de Desporto INDICE 1- PARTICIPAÇÃO 03 2- INSCRIÇÕES 03 3- CONSTITUIÇÃO DAS EQUIPAS 04 4 REALIZAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL. (Revisto em Setembro de 2014)

REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL. (Revisto em Setembro de 2014) REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL 2013 2017 (Revisto em Setembro de 2014) Índice 1. Introdução 2 2. Escalões etários 3 3. Constituição das Equipas 4 4. Regulamento Técnico Pedagógico 5 5. Classificação,

Leia mais

As modalidades são: andebol, natação, polo aquático, boccia, ténis de mesa, gira-volei, atletismo (kids athletics) e futsal.

As modalidades são: andebol, natação, polo aquático, boccia, ténis de mesa, gira-volei, atletismo (kids athletics) e futsal. REGULAMENTO GERAL 1. INTRODUÇÃO A realização dos I Jogos Desportivos do Município de Armamar visa promover a continuação da prática desportiva nos jovens, bem como continuar a procurar fomentar e dinamizar

Leia mais

Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas

Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas Torneio de Snooker bola oito Regulamento 2 CAMPEONATO INTERBANCÁRIO DE SNOOKER REGULAMENTO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO E FINS Artigo 1.º ORGANIZAÇÃO 1. A comissão Organizadora

Leia mais

3ª CORRIDA SÃO SILVESTRE DA GOLEGÃ e 2ª CAMINHADA DE NATAL

3ª CORRIDA SÃO SILVESTRE DA GOLEGÃ e 2ª CAMINHADA DE NATAL NORMAS DE PARTICIPAÇÃO 1. Organização Numa organização da Corrida São Silvestre da Golegã 2016, A Câmara Municipal da Golegã, vai realizar, no dia 30 de Dezembro de 2016 pelas 20 horas, uma corrida e uma

Leia mais

1º CAMPEONATO INTERNO DA UNIOESTE CAMPUS TOLEDO FUTEBOL SETE SINTÉTICO REGULAMENTO GERAL

1º CAMPEONATO INTERNO DA UNIOESTE CAMPUS TOLEDO FUTEBOL SETE SINTÉTICO REGULAMENTO GERAL 1º CAMPEONATO INTERNO DA UNIOESTE CAMPUS TOLEDO FUTEBOL SETE SINTÉTICO - 2010 - REGULAMENTO GERAL DAS FINALIDADES 1 O Campeonato Interno da Unioeste / Campus de Toledo tem por finalidade a integração e

Leia mais

Regulamento. 2. Organização

Regulamento. 2. Organização Regulamento 1. Definição O Ciclo-BTT de Grândola é uma competição de ciclismo constituída por dois percursos distintos, um setor de Estrada e um setor de BTT. Os dois percursos serão percorridos numa única

Leia mais

Associação de Ginástica do Distrito de Setúbal. Sociedade Filarmónica Recreio e União Alhosvedrense

Associação de Ginástica do Distrito de Setúbal. Sociedade Filarmónica Recreio e União Alhosvedrense Associação de Ginástica do Distrito de Setúbal Sociedade Filarmónica Recreio e União Alhosvedrense III TROFÉU TIAGO FAQUINHA II Encontro Nacional Infantil Gala Nacional de Ginástica Aeróbica REGULAMENTO

Leia mais

1 I MEETING INTERNACIONAL NATAÇÃO MASTER CLUBE FLUVIAL PORTUENSE

1 I MEETING INTERNACIONAL NATAÇÃO MASTER CLUBE FLUVIAL PORTUENSE 1 I MEETING INTERNACIONAL NATAÇÃO MASTER CLUBE FLUVIAL PORTUENSE 2 I MEETING INTERNACIONAL NATAÇÃO MASTER CLUBE FLUVIAL PORTUENSE PROGRAMA GERAL Organização: Clube Fluvial Portuense Local: Piscina do Clube

Leia mais

CAMPEONATO DISTRITAL DE LISBOA DE JOVENS PARTIDAS LENTAS AXL 2015/1016 REGULAMENTO

CAMPEONATO DISTRITAL DE LISBOA DE JOVENS PARTIDAS LENTAS AXL 2015/1016 REGULAMENTO CAMPEONATO DISTRITAL DE LISBOA DE JOVENS PARTIDAS LENTAS AXL 2015/1016 6 a 10 de Fevereiro de 2016 REGULAMENTO 1. Organização O Campeonato Distrital de Lisboa de Jovens de partidas lentas é organizado

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES COMPLEXO ESPORTIVO 9ª COPA UNIVATES/DCE 2016 REGULAMENTO GERAL

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES COMPLEXO ESPORTIVO 9ª COPA UNIVATES/DCE 2016 REGULAMENTO GERAL CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES COMPLEXO ESPORTIVO 9ª COPA UNIVATES/DCE 2016 REGULAMENTO GERAL DA PROMOÇÃO E ORGANIZAÇÃO: A promoção e a organização são do Centro Universitário UNIVATES/Complexo Esportivo

Leia mais

2.ª Corrida dos Fósseis Penha Garcia

2.ª Corrida dos Fósseis Penha Garcia 2.ª Corrida dos Fósseis Penha Garcia Regulamento 1- Organização A "2.ª Corrida dos Fósseis é um evento de natureza desportiva que terá lugar no dia 26 de Março de 2016, numa organização do Núcleo do Sporting

Leia mais

REGULAMENTO CURSO DE GRAU II TREINADOR DE NATAÇÃO PURA, NATAÇÃO SINCRONIZADA E POLO AQUÁTICO

REGULAMENTO CURSO DE GRAU II TREINADOR DE NATAÇÃO PURA, NATAÇÃO SINCRONIZADA E POLO AQUÁTICO REGULAMENTO CURSO DE GRAU II 1. ORGANIZAÇÃO A organização do Curso de Grau II de Treinador de Natação Pura, Natação Sincronizada e Polo Aquático é da responsabilidade da Federação Portuguesa de Natação..

Leia mais

Jogos Champagnat 2013

Jogos Champagnat 2013 Jogos Champagnat 2013 Capítulo I Geral Art. 1º - Este Regulamento é o conjunto das disposições que regem os Jogos Champagnat 2013. Art. 2º - Os Jogos Champagnat são organizados pelo Colégio Marista Santa

Leia mais

A Corrida terá o seu inicio pelas 9,30h e a duração máxima de 120min

A Corrida terá o seu inicio pelas 9,30h e a duração máxima de 120min REGULAMENTO CORRIDA DO VITÓRIA A Corrida Do Vitoria, é um evento de natureza desportiva que visa comemorar o 106º Aniversário do Vitória Futebol Clube e decorrerá no dia 27 de Novembro de 2016, numa organização

Leia mais

JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016

JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 1. Organização REGULAMENTO GERAL Os Jogos do Futuro da Região de Setúbal 2016, adiante designados por Jogos do Futuro 2016, são uma organização conjunta das Câmaras

Leia mais

REGULAMENTO DE PROVAS REGIONAIS DE ESGRIMA

REGULAMENTO DE PROVAS REGIONAIS DE ESGRIMA REGULAMENTO DE PROVAS REGIONAIS DE ESGRIMA 1. RESPONSABILIDADE Os atiradores armam-se, equipam-se, vestem-se e combatem sob a sua própria responsabilidade e por sua conta e risco, nos termos do art.º 10º.

Leia mais

Normas do Programa Municipal de Férias e Tempos Livres para Crianças e Jovens do Concelho de Aljustrel

Normas do Programa Municipal de Férias e Tempos Livres para Crianças e Jovens do Concelho de Aljustrel MUNICÍPIO DE ALJUSTREL CÂMARA MUNICIPAL Normas do Programa Municipal de Férias e Tempos Livres para Crianças e Jovens do Concelho de Aljustrel 1- Definição a) O Programa Municipal de Férias e Tempos livres

Leia mais

REGULAMENTO X TORNEIO INTERNO DE FUTSAL 2016

REGULAMENTO X TORNEIO INTERNO DE FUTSAL 2016 REGULAMENTO X TORNEIO INTERNO DE FUTSAL 2016 Local e horário Os jogos serão realizados no Pavilhão Gimnodesportivo do CCDTCMP, aos sábados de manhã, entre as 09h00 e as 13h00. Inscrições a) Cada equipa

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA. Infantis-Benjamins (Futsal) Época Organização Competitiva e Regulamento Específico

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA. Infantis-Benjamins (Futsal) Época Organização Competitiva e Regulamento Específico DE Infantis-Benjamins (Futsal) Época 2015-2016 Organização Competitiva e Regulamento Específico CLUBES PARTICIPANTES ILHA DO CORVO CLUBE DESPORTIVO ESCOLAR DO CORVO ILHA DO FAIAL CLUBE FLAMENGOS ILHA DAS

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO DE DANÇA COLEGIO REGINA MUNDI

REGULAMENTO CONCURSO DE DANÇA COLEGIO REGINA MUNDI REGULAMENTO CONCURSO DE DANÇA COLEGIO REGINA MUNDI O CONCURSO DE DANÇA DO COLÉGIO REGINA MUNDI TÊM COMO OBJETIVO DIVULGAR, DIFUNDIR E MOTIVAR OS ALUNOS NA PRATICA DA DANÇA, ATRAVÉS DAS APRESENTAÇÕES E

Leia mais