DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS TECNISA S.A. 1T15

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS TECNISA S.A. 1T15"

Transcrição

1 São Paulo, 29 de abril de DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS TECNISA S.A. Vendas Contratadas crescem 80% em relação ao trimestre anterior, impulsionando Lucro Líquido para R$ 30 milhões. Repasses alcançam R$ 287 milhões, com Geração de Caixa de R$ 91 milhões. A TECNISA S.A. (BMF&BOVESPA: TCSA3), uma das maiores incorporadoras de empreendimentos residenciais do Brasil, que trabalha de forma integrada (incorporação, construção e intermediação de vendas), divulga hoje os resultados do primeiro trimestre de 2015 (), apresentado conforme as práticas contábeis adotadas no Brasil, em Reais (R$), de acordo com a legislação societária. PRINCIPAIS INDICADORES Caixa e Aplicações Financeiras sobem 43% em relação ao, encerrando o em R$ 367 milhões. Dívida Corporativa Líquida sobre o Patrimônio Líquido recua 6 p.p em relação ao, para 19%. Venda Líquida de Unidades Concluídas atinge R$ 165 milhões e Estoque de Prontos cai para 13%. DESTAQUES Em função de um cenário mais desafiador de mercado, com promoções e campanhas de desconto, ao longo do, a TECNISA optou por focar na comercialização de seus estoques, não realizando Lançamentos no período; As Vendas Contratadas Brutas, parcela TECNISA, alcançaram R$ 391 milhões no, contribuindo para uma velocidade de venda, medida pelo indicador de Vendas sobre Oferta ( VSO ) Bruta de 20%. Os Distratos alcançaram R$ 146 milhões, totalizando Vendas Contratadas Líquidas de R$ 246 milhões no trimestre, crescimento de 80% em relação ao e equivalente a uma VSO Líquida de 12%; Entregas no trimestre alcançaram R$ 384 milhões, em VGV histórico e parte TECNISA, distribuídos em unidades; Receita Líquida atingiu R$ 382 milhões no, com Margem Bruta Ajustada de 38%, estável em relação ao ; A TECNISA concluiu o com um Lucro Líquido de R$ 30 milhões, representando um Retorno Sobre o Patrimônio Líquido ( ROE ) de 11% nos últimos 12 meses; A Companhia repassou unidades à instituições financeiras no, totalizando um volume de R$ 287 milhões. A Geração de Caixa no período foi de R$ 91 milhões dando continuidade ao processo de desalavancagem: [i] o indicador de Dívida Corporativa Líquida sobre Patrimônio Líquido, utilizado como covenant para as dívidas emitidas pelas Companhia, recuou 6 p.p. em relação ao, encerrando o trimestre em 19%, menor índice dos últimos 4 anos e bem longe do limite de 80% acordado junto as instituições financeiras; bem como [ii] o indicador de Dívida Líquida sobre o Patrimônio Líquido recuou 9 p.p. para 115%, quarta queda trimestral consecutiva. No que se refere à gestão do endividamento, no foram captados R$ 100 milhões em dívidas corporativas visando a rolagem de vencimentos, com prazo médio de 21 meses. Como resultado, a Posição de Caixa da Companhia ao final do trimestre era 27% superior ao volume de amortizações de dívidas corporativas programada para Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

2 SUMÁRIO 1. TECNISA EM NÚMEROS DADOS OPERACIONAIS... 4 LANÇAMENTOS... 4 VENDAS CONTRATADAS... 5 TECNISA VENDAS... 6 VENDAS ORIGINADAS PELA INTERNET... 7 CARTEIRA DE TERRENOS (LAND BANK)... 7 ESTOQUE A VALOR DE MERCADO... 8 ENTREGA DE EMPREENDIMENTOS... 9 REPASSE DE UNIDADES DESEMPENHO ECONÔMICO-FINANCEIRO RECEITA OPERACIONAL BRUTA RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA CUSTO DOS IMÓVEIS VENDIDOS E DOS SERVIÇOS PRESTADOS LUCRO BRUTO E MARGEM BRUTA RESULTADOS A APROPRIAR DESPESAS COM VENDAS DESPESAS GERAIS E ADMINISTRATIVAS EQUIVALÊNCIA PATRIMONIAL OUTRAS RECEITAS (DESPESAS) OPERACIONAIS EBITDA RESULTADO FINANCEIRO IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL RESULTADO LÍQUIDO POSIÇÃO DE CAIXA E ENDIVIDAMENTO CONTAS A RECEBER DE CLIENTES ATIVO LÍQUIDO TELECONFERÊNCIA DOS RESULTADOS DO CONTATO RI ANEXOS ANEXO 1 - DRE TECNISA S.A. CONSOLIDADO (EM MILHARES DE REAIS) ANEXO 2 - BALANÇO PATRIMONIAL TECNISA S.A. CONSOLIDADO (EM MILHARES DE REAIS) ANEXO 3 - FLUXO DE CAIXA TECNISA S.A. CONSOLIDADO (EM MILHARES DE REAIS) ANEXO 4 - VENDAS CONTRATADAS Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

3 1 TECNISA EM NÚMEROS Lançamentos 1T14 vs. Empreendimentos lançados ,0% 4-100,0% Unidades lançadas ,0% ,0% Área útil lançada (m²) ,0% ,0% VGV lançado (R$ mil) - 100% ,0% ,0% VGV lançado (R$ mil) - % TECNISA ,0% ,0% Preço médio de lançamento (R$/m²) ,0% ,0% Vendas Contratadas 1T14 vs. Unidades vendidas ,2% ,5% Área útil comercializada (m²) ,9% ,7% Vendas contratadas (R$ mil) - 100% ,4% ,5% Vendas contratadas (R$ mil) - % TECNISA ,5% ,2% Preço médio de venda (R$/m²) ,9% ,6% Banco de Terrenos 1T14 vs. Landbank (R$ milhões) - 100% ,6% ,6% Landbank (R$ milhões) - % TECNISA ,4% ,5% Indicadores Financeiros 1T14 vs. Receita operacional líquida ,8% ,0% Lucro bruto ajustado ,4% ,7% Margem bruta ajustada (%) 38,0% 36,8% 1,3 p.p. 38,5% -0,4 p.p. EBITDA ajustado ,3% ,4% Margem EBITDA ajustada (%) 22,9% 23,2% -0,3 p.p. 17,8% 5,0 p.p. Lucro líquido do período ,7% ,4% Margem líquida (%) 7,9% 9,7% -1,8 p.p. 2,5% 5,3 p.p. Lucro por ação (ex-tesouraria) 0,1674 0, ,7% 0, ,4% Receita líquida a apropriar ,6% ,7% Lucro bruto a apropriar ,9% ,8% Margem bruta a apropriar (%) 43,1% 43,4% -0,3 p.p. 44,2% -1,1 p.p. Endividamento 1T14 vs. Patrimônio líquido (1) ,1% ,3% Caixa e Equivalentes de Caixa ,6% ,0% Títulos e Valores Mobiliários ,3% ,0% Total das disponibilidades e aplic. financeiras ,5% ,5% (-) Debêntures ( ) ( ) -50,7% ( ) -21,9% (-) Outras dívidas corporativas ( ) ( ) 35,4% ( ) 24,0% Endividamento líquido (ex-sfh) ( ) ( ) -33,4% ( ) -20,0% Endividamento líquido (ex-sfh) / Patrim. líquido -19,0% -31,7% 12,7 p.p. -24,5% 5,5 p.p. (-) Financiamento à produção ( ) ( ) 3,0% ( ) -0,5% Endividamento líquido ( ) ( ) -5,5% ( ) -4,3% Endividamento líquido / Patrim. líquido -115,1% -135,3% 20,2 p.p. -124,2% 9,1 p.p. Geração (Consumo) de caixa no período (2) ( ) -147,1% ,6% ¹ Patrimônio Líquido inclui participação de minoritários. ² A queima de caixa do 1T14 está ajustada em R$ 15 milhões referente a recompra de ações.. 3 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

4 DADOS OPERACIONAIS LANÇAMENTOS Em função de um cenário mais desafiador de mercado, com promoções e campanhas de desconto, ao longo do, a TECNISA optou por focar na comercialização de seus estoques, não realizando Lançamentos no período. Lançamentos (% TECNISA) (R$ milhões) T14 - Lançamentos 1T14 vs. Empreendimentos lançados ,0% 4-100,0% Unidades lançadas ,0% ,0% Área útil lançada (m²) ,0% ,0% VGV lançado (R$ mil) - 100% ,0% ,0% VGV lançado (R$ mil) - % TECNISA ,0% ,0% Preço médio de lançamento (R$/m²) ,0% ,0% Empreendimentos lançados - Premium ,0% 3-100,0% Unidades lançadas - Premium ,0% ,0% Área útil lançada (m²) - Premium ,0% ,0% VGV lançado (R$ mil) - Premium - 100% ,0% ,0% VGV lançado (R$ mil) - Premium - % TECNISA ,0% ,0% Preço médio de lançamento (R$/m²) - Premium ,0% ,0% Empreendimentos lançados - Flex ,0% 1-100,0% Unidades lançadas - Flex ,0% ,0% Área útil lançada (m²) - Flex ,0% ,0% VGV lançado (R$ mil) - Flex - 100% ,0% ,0% VGV lançado (R$ mil) - Flex - % TECNISA ,0% ,0% Preço médio de lançamento (R$/m²) - Flex ,0% ,0% 4 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

5 VENDAS CONTRATADAS As Vendas Contratadas Brutas, parcela TECNISA, somaram R$ 391 milhões no trimestre, um aumento de 47% e 24% em relação ao 1T14 e, respectivamente, fazendo com que a velocidade de vendas, expressa pelo indicador Vendas Sobre Oferta ( VSO ) 2 Bruta, fosse de 20%. Essa performance é resultado de uma estratégia comercial mais agressiva, em linha com a estratégia de monetização de ativos defendida pela Companhia. Os Distratos no período totalizaram R$ 146 milhões, redução de 18% em relação ao trimestre anterior. Apesar da redução, nominalmente o volume de cancelamentos permanece elevado, reflexo do maior volume de entregas ao longo dos últimos trimestres e de critérios mais rigorosos das instituições financeiras para aprovação de crédito aos consumidores. Cabe ressaltar que os Distratos não representam prejuízo para a Companhia dado que as unidades retornam para o estoque para serem recomercializadas. Dessa forma, as Vendas Contratadas, parcela TECNISA e líquidas de distratos, totalizaram R$ 246 milhões no, aumento de 54% e 80% em relação ao 1T14 e, respectivamente, com VSO Líquida de 12%. Vale mencionar que as Vendas Contratadas do trimestre incluem R$ 21 milhões em descontos potenciais futuros da campanha de vendas Mega Bônus, o qual poderá ser realizado na ocasião da contratação do financiamento caso o cliente seja adimplente com todas as parcelas contratuais. Esse valor já está integralmente provisionado nas demonstrações financeiras da Companhia, não gerando impactos futuros no resultado. VSO Bruta = Vendas Contratadas Brutas (% TECNISA) (R$ milhões) 11% 13% 20% VSO 1T14 Vendas Contratadas Líquidas (% TECNISA) (R$ milhões) Liquida 7% 6% 12% T14 2 VSO = Vendas Contratadas / (Estoque Inicial + Lançamentos no Período) 5 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

6 Breakdown da Venda Contratada Líquida (R$ milhões) Venda Bruta Distratos Venda Líquida Não Concluídos Concluídos Total A tabela a seguir descreve o perfil das Vendas Contratadas da TECNISA. Vendas Contratadas 1T14 vs. Vendas Brutas (R$ mil) - % TECNISA ,4% ,2% Distratos (R$ mil) - % TECNISA ( ) ( ) 36,7% ( ) -18,4% Unidades vendidas ,2% ,5% Área útil comercializada (m²) ,9% ,7% Vendas contratadas (R$ mil) - 100% ,4% ,5% Vendas contratadas (R$ mil) - % TECNISA ,5% ,2% Preço médio de venda (R$/m²) ,9% ,6% Unidades vendidas - Premium ,1% ,4% Área útil comercializada (m²) - Premium ,4% ,1% Vendas contratadas (R$ mil) - 100% - Premium ,6% ,5% Vendas contratadas (R$ mil) - % TECNISA - Premium ,6% ,4% Preço médio de venda (R$/m²) - Premium ,1% ,6% Unidades vendidas - Flex ,3% ,6% Área útil comercializada (m²) - Flex ,6% ,3% Vendas contratadas (R$ mil) - 100% - Flex ,0% ,9% Vendas contratadas (R$ mil) - % TECNISA - Flex ,5% ,3% Preço médio de venda (R$/m²) - Flex ,5% ,0% TECNISA VENDAS A equipe própria de vendas da TECNISA, atualmente com 376 corretores, foi responsável por 76% das vendas realizadas no trimestre. Além da economia gerada na corretagem (em média, cada venda via TECNISA VENDAS economiza 2,3 p.p. de corretagem em relação às vendas realizadas através de imobiliárias terceiras), a equipe própria de vendas garante à Companhia uma melhor velocidade de vendas de unidades em estoque, além de fornecer inteligência imobiliária para a antecipação de tendências de consumo e uma melhor precificação dos produtos. 6 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

7 VENDAS ORIGINADAS PELA INTERNET As Vendas Originadas pela Internet representaram R$ 101 milhões no trimestre. Cabe ressaltar que além de alavancar a venda de imóveis, o site da Companhia ( aumenta o número de visitas nos estandes e contribui para a consolidação da marca TECNISA, reduzindo assim os investimentos com publicidade institucional. CARTEIRA DE TERRENOS (LAND BANK) No, a Carteira de Terrenos da Companhia registrou um VGV potencial de R$ milhões, parcela TECNISA. No primeiro trimestre de 2015, a TECNISA não adquiriu terrenos. Distribuição Geográfica () 4% 11% Distribuição por Segmento () 11% 10% 75% 89% São Paulo Distrito Federal Paraná Outros Estados Premium Flex Landbank - % TECNISA - Ano de Aquisição Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

8 Evolução do Landbank no (R$ Milhões) Ajustes Ao final do, 79% da carteira de terrenos, parcela TECNISA, havia sido adquirida em dinheiro, 14% através de permutas puras e o restante por estruturas híbridas de dinheiro e permuta. ESTOQUE A VALOR DE MERCADO A TECNISA encerrou o com R$ milhões em Estoque a Valor de Mercado, dos quais R$ milhões referentes a participação TECNISA. Esse valor representa uma queda de 19% em relação ao 1T14 e uma queda de 11% em relação ao. O estoque de unidades concluídas representa 13% do total, apesar de um número expressivo de Instalações de Condomínio no, conforme demonstrado na seção Entrega de Empreendimentos, evento esse que marca o início da operação dos projetos. Distribuição Geográfica (1T14) 13% 6% Distribuição por Segmento () 11% 21% 59% 89% São Paulo Paraná Distrito Federal Outros Estados Premium Flex 8 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

9 R$ MM 100% A.V. (%) R$ MM % TECNISA A.V. (%) Área útil (m²) A.V. (%) Unidades A.V. (%) Unidades em estoque ,0% 1.759,4 100,0% ,0% ,0% Lançamentos ,0% - 0,0% 0 0,0% 0 0,0% Lançamentos ,7 15,8% 271,9 15,5% ,9% ,0% Lançamentos ,3 28,0% 507,1 28,8% ,7% ,2% Lançamentos ,8 15,6% 274,1 15,6% ,8% ,5% Lançamentos ,5 24,6% 376,6 21,4% ,6% ,7% Lançamentos ,8 12,8% 264,8 15,1% ,6% ,6% Lançamentos ,1 0,5% 9,8 0,6% ,6% 22 0,5% Lançamentos ,8 2,0% 39,4 2,2% ,1% 135 2,9% Lanç. Anteriores a ,2 0,8% 15,7 0,9% ,7% 28 0,6% Concluídas 288,1 12,7% 230,1 13,1% ,3 17,7% ,0% Em construção 1.871,1 82,5% 1.461,3 83,1% ,3 78,6% ,7% Obras não iniciadas 110,0 4,8% 68,0 3,9% ,7% 107 2,3% ENTREGA DE EMPREENDIMENTOS A Companhia entregou 6 empreendimentos no, totalizando unidades e correspondendo a um VGV, participação TECNISA, de R$ 384 milhões, volume estavel em comparação ao realizado em 1T14 e. Entrega de Empreendimentos 1T14 vs. Empreendimentos concluídos 6 6 0,0% 7-14,3% Unidades entregues ,6% ,7% VGV entregue (R$ mil) - % TECNISA ,4% ,6% Segue abaixo a programação das entregas de acordo com o ano de lançamento. Abertura do ano de Entrega por Ano de Lançamento 3% 18% 31% 43% 9% 100% 100% 95% 82% 51% 55% 49% 51% Ano de Lançamento 9% 5% Entregue Data base de 31 de março de Para obras adiantadas/no prazo, considera-se como data de conclusão o critério de Término Contratual, sendo nas demais obras adotado o critério de Habite-se. 9 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

10 Como forma de permitir um melhor acompanhamento da conclusão dos empreendimentos, demonstra-se a seguir a reconciliação das entregas nos últimos trimestres de acordo com os critérios de Habite-se e Instalação de Condomínio. Entregas Realizadas "Habite-se vs Instalação de Condomínio" VGV % TCSA T14 2T14 3T14 Habite-se Instalação de condomínio Entregas Realizadas "Habite-se vs Instalação de Condomínio" Em unidades T14 2T14 3T14 Habite-se Instalação de condomínio REPASSE DE UNIDADES Em relação ao Repasse de Unidades a instituições financeiras, no foram repassadas unidades, equivalente a R$ 287 milhões, aumento de 428% e redução de 19% em relação ao 1T14 e, respectivamente. O maior volume de Repasse de Unidades nos últimos trimestres é reflexo do aumento do volume de entregas. O valor informado de Repasse refere-se ao saldo devedor ou número de unidades transferido à instituições financeiras na ocasião da conclusão do projeto, não havendo reconciliação com o VGV histórico das unidades. Dessa forma, efeitos como [i] recebimento de parte dos valores ao longo da construção; [ii] quitação de unidades por clientes que usam recursos próprios; [iii] financiamento direto com a TECNISA (ver Recebíveis Performados Tabela Direta ); [iv] unidades em estoque; ou mesmo [v] unidades dadas ao antigo proprietário do terreno como forma pagamento (permutas) afetam a comparação. Repasse 1T14 vs. Unidades repassadas ,1% ,1% Saldo devedor repassado (R$ mil) ,2% ,5% 10 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

11 DESEMPENHO ECONÔMICO-FINANCEIRO RECEITA OPERACIONAL BRUTA No a Receita Bruta de venda de imóveis e serviços prestados foi de R$ 392 milhões, incremento de 26% em relação ao. Esse aumento é justificado, principalmente, pelo maior volume de Vendas Contratadas, com destaque para a comercialização, parte TECNISA e líquida de distratos, de R$ 165 milhões em unidades concluídas, vendas essas que, pelo método contábil de reconhecimento via percentual de evolução financeira (Percetage of Completion PoC), tem impacto integral no resultado do trimestre da realização da venda. Em relação ao 1T14, a Receita Bruta apresentou incremento de 3%. A menor expansão de faturamento é justificada, principalmente, pelo menor volume de execução de obras, reflexo de conclusão de empreendimentos. O Índice Nacional de Custo da Construção INCC, que corrige a carteira de recebíveis de obras em andamento, totalizou 1,31% no versus 0,77% no e 1,31% no 1T14. O efeito do AVP (Lei /07) no foi R$ 3,1 milhões negativo, versus R$ 2,3 milhões positivo e R$ 3,8 milhões negativo no 1T14 e, respectivamente. Além disso, no a atividade de incorporação foi responsável por 96% da Receita Bruta. Receita Operacional Bruta (R$ milhões) T14 Receita de imóveis vendidos Receita de serviços prestados 11 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

12 RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA A Receita Líquida no foi de R$ 382 milhões, crescimento de 26% em relação ao. Comparado ao 1T14 houve um crescimento de 3%. O impacto do AVP e os principais motivos das oscilações da conta estão detalhados no item Receita Bruta Operacional. Receita Operacional Líquida (R$ milhões) T14 Em 31 de março de 2015, o percentual dos ativos consolidados nas demonstrações financeiras beneficiados com o Regime Especial de Tributação ( RET ) de 4,00% sobre a receita (PIS/COFINS de 2,08% e IR/CSLL de 1,92%) era de 88%. Cabe ressaltar que o benefício do RET é originado pela submissão dos empreendimentos ao Patrimônio de Afetação. CUSTO DOS IMÓVEIS VENDIDOS E DOS SERVIÇOS PRESTADOS O Custo dos Imóveis Vendidos e dos Serviços Prestados no foi de R$ 281 milhões, aumento de 27% quando comparado aos R$ 222 milhões reportado no, crescimento em linha com a expansão do faturamento e resultado de um maior volume de vendas contratadas no período. Em comparação ao 1T14, o Custo dos Imóveis Vendidos e dos Serviços Prestados apresentou aumento de 1%. Os encargos financeiros apropriados ao Custo dos Imóveis Vendidos (dívidas corporativas relacionadas a projetos e financiamento à produção) foram de R$ 44 milhões no, versus R$ 43 milhões e R$ 35 milhões reportados no 1T14 e, respectivamente. A variação justifica-se, principalmente, pelo maior volume de Vendas Contratadas no período, dado que, na ocasião da venda, todos os encargos financeiros até então capitalizados da respectiva unidade transitam no resultado. Custo dos Imóveis Vendidos e Serviços Prestados 1T14 vs. Terrenos ,9% ,7% Obras ,5% ,3% Custo Financeiro ,2% ,9% Incorporação e Outros ,4% ,2% Custo dos Imóveis Vendidos e Serv. Prestados ( ) ( ) 1,0% ( ) 26,5% 12 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

13 % 0 % -5 0 % % % % % % % % Custo dos Imóveis Vendidos e Serviços Prestados () 16% 7% 7% 70% Obras Terrenos Custo Financeiro Incorporação e Outros LUCRO BRUTO E MARGEM BRUTA O Lucro Bruto do foi de R$ 101 milhões, representando um crescimento de 25% em relação ao, resultando em uma Margem Bruta de 27%, em linha com o trimestre anterior. Em comparação ao 1T14, o Lucro Bruto apresentou um aumento de 6%, com expansão de 2 p.p. da Margem Bruta, resultado de um melhor mix de receitas em função da entrega de projetos antigos, que possuíam margens mais pressionadas, e da realização de novas vendas com margens superiores. Excluindo os efeitos dos encargos financeiros apropriados ao Custo dos Imóveis Vendidos, a Margem Bruta Ajustada foi de 38%, que se compara aos 37% e 38% apresentados no 1T14 e, respectivamente. A maior previsibilidade de margens da Companhia observadas ao longo dos últimos trimestre é resultado da evolução e da consolidação dos processos de engenharia e de controle após um período de absorção de obras que eram executadas por terceiros. Lucro Bruto (R$ milhões) & Margem (%) 25% 27% 27% T14 13 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

14 Lucro Bruto e Margem Bruta Ajustada 1T14 vs. Receita liquída ,8% ,0% Lucro bruto ,8% ,5% (+) Encargos financeiros no CIV ,2% ,9% Lucro bruto ajustado ,4% ,7% Margem bruta ajustada (%) 38,0% 36,8% 1,3 p.p. 38,5% -0,4 p.p. RESULTADOS A APROPRIAR A TECNISA encerrou o com R$ milhões de Receitas a Apropriar, com Margem Bruta a Apropriar correspondente de 43%, após a dedução de impostos sobre vendas (PIS/COFINS), retração de 0,3 p.p. em relação ao mesmo período do ano anterior. Resultado a Apropriar 1T14 vs. Receita de imóveis vendidos a apropriar ,6% ,7% (-) Imposto sobre vendas (PIS/COFINS) (23.137) (38.292) -39,6% (26.807) -13,7% Receita líquida a apropriar ,6% ,7% (-) Custo orçado de imóveis vendidos a apropriar ( ) ( ) -39,3% ( ) -12,1% (=) Lucro bruto a apropriar ,9% ,8% Margem bruta a apropriar (%) 43,1% 43,4% -0,3 p.p. 44,2% -1,1 p.p. Cabe ressaltar que o Lucro Bruto a Apropriar não contempla [i] encargos financeiros, [ii] provisão para garantia no custo orçado e [iii] Ajuste a Valor Presente (AVP) na receita. Como forma de aumentar a previsibilidade dos resultados, segue abaixo a abertura do Resultado a Apropriar por ano de lançamento. DESPESAS COM VENDAS As Despesas com Vendas no foram de R$ 10 milhões, representando 3% da Receita Líquida. Para efeitos comparativos, as Despesas com Vendas no 1T14 e no foram de R$ 15 milhões e R$ 11 milhões, representando 4% e 4% da Receita Líquida, respectivamente. Além das despesas com publicidade e propaganda ocorridas no trimestre, as Despesas com Vendas contemplam ainda os gastos com a manutenção e depreciação dos estandes de venda. Dessa forma, a queda da rubrica é reflexo, principalmente, do menor volume de lançamentos nos últimos trimestres. Na comparação com Vendas Contratadas o percentual do foi de 4% versus 9% e 8% no 1T14 e. O mesmo indicador, considerando os valores acumulados dos últimos 12 meses, o percentual do foi de 8% versus 6% e 9% no 1T14 e. 14 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

15 Despesa Comercial 1T14 vs. Publicidade e Propaganda (4.328) (6.818) -36,5% (4.466) -3,1% Estandes de venda (1.930) (6.230) -69,0% (4.925) -60,8% Comissões de vendas (1.736) (1.808) -4,0% (1.753) -1,0% Despesa comercial (9.648) (14.856) -35,1% (11.144) -13,4% Despesa comercial / Receita líquida -2,5% -4,0% 1,5 p.p. -3,7% 1,1 p.p. Despesa comercial / VGV Lançado n.a. -13,2% n.a -6,1% n.a Despesa comercial / Vendas contratadas -3,9% -9,3% 5,4 p.p. -8,2% 4,2 p.p. DESPESAS GERAIS E ADMINISTRATIVAS No, as Despesas Gerais e Administrativas alcançaram o montante de R$ 45 milhões, representando 12% da Receita Líquida. Para efeitos de comparação, as Despesas Gerais e Administrativas no 1T14 e no foram de R$ 42 milhões e R$ 47 milhões, representando, respectivamente, 11% e 16% da Receita Líquida dos períodos mencionados. Em linha com a estratégia de monetização de ativos, a Administração busca aumentar a eficiência nas Despesas Gerais e Administrativas, haja visto o tamanho atual da operação. Para isso, ao longo do, [i] realizou uma readequação do quadro administrativo, com a redução de 15% do número de colaboradores; [ii] deu início a renegociação de contratos com terceiros, bem como [iii] iniciou obras de infraestrutura para viabilizar a redução da sede administrativa. As iniciativas concluídas no período apresentam uma penalidade rescisória de R$ 2 milhões, frente a um benefício anualizado de R$ 12 milhões. Os ganhos com as demais iniciativas serão oportunamente divulgadas nos próximos trimestres. Despesa Administrativa e Honorários da Administração 1T14 vs. Pessoal (17.679) (12.605) 40,3% (14.399) 22,8% Ocupação (5.202) (5.123) 1,5% (5.238) -0,7% Utilidades e serviços (4.241) (4.109) 3,2% (3.691) 14,9% Serviços de Terceiros (6.290) (2.892) 117,5% (14.142) -55,5% Marketing Institucional (226) (562) -59,8% (237) -4,6% Depreciação e amortização (2.840) (2.806) 1,2% (2.947) -3,6% Despesas gerais (3.400) (7.166) -52,6% (1.060) 220,8% Honorários da administração (5.434) (6.612) -17,8% (5.467) -0,6% Despesa administrativa (45.312) (41.875) 8,2% (47.181) -4,0% EQUIVALÊNCIA PATRIMONIAL A Equivalência Patrimonial no alcançou um lucro de R$ 6 milhões, comparado a um lucro R$ 10 milhões e R$ 4 milhões no 1T14 e, respectivamente. A variação em relação a trimestres anteriores justifica-se, principalmente, pela [i] oscilação do volume de vendas e distratos em empreendimentos consolidados por 15 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

16 Equivalência Patrimonial ao longo dos períodos; e pela [ii] redução do volume de obras em andamento com parceiros, resultado da conclusão de projetos em Águas Claras, Salvador e Fortaleza. Criada pela adoção dos IFRSs 10, 11 e 12, a rubrica de Equivalência Patrimonial consolida o lucro líquido, participação TENCISA, de todos os empreendimentos com sócios nos quais a TECNISA não exerce o controle integral. OUTRAS RECEITAS (DESPESAS) OPERACIONAIS As Outras Receitas (Despesas) Operacionais somaram uma despesa de R$ 18 milhões no, representando -5% da Receita Líquida, contra despesa de R$ 14 milhões no 1T14, que representou -4% da Receita Líquida e despesa de R$ 14 milhões no (-5% da Receita Líquida). A existência de Outras Despesas Operacionais no foi justificada, majoritariamente, pela a necessidade de incremento de provisões cíveis, dado a existência de obras com atrasos superiores a 6 meses. EBITDA No o EBITDA 3 totalizou um lucro de R$ 39 milhões, o que representou uma Margem EBITDA de 10%. Para efeitos comparativos, a TECNISA apresentou lucro de R$ 41 milhões com margem de 11% no 1T14 e lucro de R$ 18 milhões uma margem de 6% no. Incorporando os encargos financeiros apropriados no Custo dos Imóveis Vendidos no cálculo e as despesas com stock options, as quais não tem impacto de caixa, o EBITDA Ajustado totaliza um lucro de R$ 87 milhões, com Margem EBITDA Ajustada de 23% no. EBITDA 1T14 vs. Receita liquída ,8% ,0% Lucro líquido antes do imposto de renda e contribuição social ,3% ,2% (-) Resultado financeiro (22.894) (18.990) 20,6% (15.298) 49,7% (+) Depreciação/amortização/ágio ,6% ,4% EBITDA ,9% ,7% Margem EBITDA (%) 10,2% 10,9% -0,7 p.p. 5,9% 4,3 p.p. (+) Encargos financeiros no CIV ,2% ,9% (+) Stock options ,3% ,1% EBITDA ajustado ,3% ,4% Margem EBITDA ajustada (%) 22,9% 23,2% -0,3 p.p. 17,8% 5,0 p.p. 3 O EBITDA é igual ao lucro líquido antes do imposto de renda e contribuição social, do resultado financeiro líquido e das despesas sem impacto de caixa (depreciação, amortização e ágio). O EBITDA não é uma linha de demonstrações financeiras pelas Práticas Contábeis Adotadas no Brasil e não representa o fluxo de caixa para os períodos apresentados. 16 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

17 % 0 % -5 0 % % % % % % % % EBITDA Ajust. (R$ milhões) & Margem (%) 23% 18% 23% T14 RESULTADO FINANCEIRO No a TECNISA apresentou um Resultado Financeiro Líquido de R$ 23 milhões positivo, que se compara a R$ 19 milhões positivo observados no 1T14, um incremento de 21%; e a R$ 15 milhões positivo, no um incremento de 50%. Apesar do processo de desalavancagem e de redução do custo médio das dívidas corporativas, o aumento da Despesa Financeira em relação a trimestres anteriores está relacionado ao [i] aumento da taxa básica de juros brasileira SELIC; [ii] a realocação dos juros de dívidas atreladas a projetos que, no momento em que os respectivos empreendimentos são entregues, passam a transitar, independentemente da fração vendida, na despesa financeira e não mais no custo dos imóveis vendidos; bem como [iii] pela flutuação dos índices monetários que indexam as dívidas da Companhia. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo IPCA totalizou 3,27% no, versus 1,51% no e 2,18% no 1T14. Já o Índice Geral de Preços - Mercado IGP-M totalizou inflação de 1,66% no versus 1,47% nos e 1T14. Já a ampliação na Receita Financeira justifica-se pela expansão da Variação Monetária Ativa e Juros, a qual contempla os ganhos financeiros da carteira de recebíveis de obras concluídas, beneficiada pelo maior IPCA e IGP- M do período. Em 31 de março de 2015, 18% da carteira de recebíveis performados tinha variação monetária atrelada ao IGP-M e 82% ao IPCA, ambos acrescidos de juros reais de 12% ao ano. 17 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

18 % 0 % -1 0 % -2 0 % -3 0 % -4 0 % -5 0 % -6 0 % -7 0 % Resultado Financeiro 1T14 vs. Atualização monetária e juros (10.935) (6.249) 75,0% (10.209) 7,1% Despesas bancárias (547) (845) -35,3% (587) -6,8% Outras despesas financeiras (1.194) (988) 20,9% (956) 24,9% Despesa financeira (12.676) (8.082) 56,8% (11.752) 7,9% Receitas de aplicações financeiras ,7% ,0% Variação monetária ativa e juros ,5% ,3% Juros e atualizações sobre empréstimos ,4% ,0% Outras receitas financeiras ,8% ,3% Receita financeira ,4% ,5% Resultado Financeiro ,6% ,7% IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL Imposto de Renda e Contribuição Social 1T14 vs. Diferido (2.023) -166,0% ,7% Do exercício (9.734) (6.521) 49,3% (10.483) -7,1% Imposto de renda e contribuição social (8.398) (8.544) -1,7% (6.804) 23,4% RESULTADO LÍQUIDO Como resultado dos efeitos anteriormente analisados, a TECNISA finalizou o com ganho de R$ 30 milhões, crescimento de 290% em relação ao lucro de lucro de R$ 8 milhões apurado no, e a redução de 17% em relação ao 1T14. Com isso, no trimestre a Companhia apresentou uma Margem Líquida de 8% versus 10% e 3%, respectivamente, no 1T14 e Resultado Líquido (R$ milhões) & Margem (%) 10% 3% 8% T14 18 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

19 3 0% 2 5% 2 0% 1 5% 1 0% 5 % 0 % Segue abaixo a evolução do Retorno sobre o Patrimônio Líquido (ROE) da TECNISA. ROE anualizado 11% 8% 2% POSIÇÃO DE CAIXA E ENDIVIDAMENTO 1T14 A TECNISA encerrou o primeiro trimestre de 2015 com uma posição consolidada de caixa (Disponibilidades e Aplicações Financeiras) de R$ 367 milhões, volume 17% superior ao registrado no mesmo período do ano anterior e 43% superior ao registrado no. No que se refere à gestão do endividamento, no foram ralizadas operações de captações de dívidas corporativas visando rolagem de vencimentos no montande de R$ 100 milhões, com prazo médio de 21 meses. Como resultado, a posição de caixa da Companhia ao final do trimestre era 27% superior ao volume de amortizações de dívidas corporativas programadas para O Endividamento Líquido consolidado ficou em R$ milhões. Do Endividamento Total, R$ 700 milhões correspondem a dívidas corporativas e R$ milhões correspondem a dívidas de financiamento à produção. A variação da dívida líquida no resultou em uma geração de caixa de R$ 91 milhões, que se compara a uma geração de caixa de R$ 104 milhões no. Esse resultado de geração de caixa foi alcançado graças ao aumento do volume de repasses realizados no trimestre. Dessa forma, a TECNISA deu continuidade ao seu processo de desalavancagem: [i] o indicador de Dívida Corporativa Líquida sobre Patrimônio Líquido (que exclui os financiamentos a produção, os quais são pagos com recebíveis), utilizado como covenant para as dívidas emitidas pelas Companhia, recuou 6 p.p. em relação ao, encerrando o trimestre em 19%, menor índice dos últimos 4 anos e bem longe do limite de 80% acordado junto as instituições financeiras; bem como [ii] o indicador de Dívida Líquida sobre o Patrimônio Líquido recuou 9 p.p. para 115%, quarta queda trimestral consecutiva. 19 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

20 Endividamento 1T14 vs. Patrimônio líquido (1) ,1% ,3% Caixa e Equivalentes de Caixa ,6% ,0% Títulos e Valores Mobiliários ,3% ,0% Total das disponibilidades e aplic. financeiras ,5% ,5% (-) Debêntures ( ) ( ) -50,7% ( ) -21,9% (-) Outras dívidas corporativas ( ) ( ) 35,4% ( ) 24,0% Endividamento líquido (ex-sfh) ( ) ( ) -33,4% ( ) -20,0% Endividamento líquido (ex-sfh) / Patrim. líquido 19,0% 31,7% -12,7 p.p. 24,5% -5,5 p.p. (-) Financiamento à produção ( ) ( ) 3,0% ( ) -0,5% Endividamento líquido ( ) ( ) -5,5% ( ) -4,3% Endividamento líquido / Patrim. líquido 115,1% 135,3% -20,2 p.p. 124,2% -9,1 p.p. (2) Geração (Consumo) de caixa no período ( ) -147,1% ,58% A seguir é apresentado o cronograma do pagamento das dívidas. Cronograma de Vencimento da Dívida Após Corporativa Financiamento a Produção / SFH ¹ Patrimônio Líquido inclui participação de minoritários. ² A queima de caixa do 1T14 está ajustada em R$ 15 milhões referente a recompra de ações. 20 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

21 CONTAS A RECEBER DE CLIENTES Contas a Receber de Clientes 1T14 vs. Contas a receber de clientes ("on-balance") ,0% ,2% Ajuste a valor presente ("on-balance") (37.079) (31.099) 19,2% (33.956) 9,2% Provisão de créditos de liquidação duvidosa (1.568) (2.573) -39,1% (1.568) 0,0% Total contas a receber de clientes "on-balance" ,3% ,4% Contas a receber de clientes ("off-balance") ,5% ,4% Total contas a receber de clientes "off-balance" ,5% ,4% Total contas a receber de clientes ,1% ,1% Receb. Performados - Tabela Direta (VP) ,5% ,3% ¹ São considerados recebíveis performados os recebíveis de projetos que já tiveram Instalação de Condomínio. A seguir é apresentado o cronograma de recebimento das Contas a Receber de Clientes. Cronograma de Recebimento Após Obras Concluídas¹ Obras em Construção ATIVO LÍQUIDO São considerados recebíveis de Obras Concluídas os recebíveis de projetos que já tiveram a emissão do Habite-se. Ao final do, a TECNISA possuía um Ativo Líquido de R$ 13,60 por ação, o que representa um redução de 5% em relação ao trimestre anterior e uma valorização potencial de 250% em relação a cotação de 29.abr Cabe ressaltar que caso o valor do terreno remanescente do projeto Jardim das Perdizes seja considerado ao valor do último laudo de avaliação do terreno, realizado em 27.jan.2015, o Ativo Líquido da Companhia atingiria R$ 15,45 por ação. O cálculo do Ativo Líquido da Companhia toma por base dados e informações constantes nas demonstrações financeiras, complementados por algumas informações gerenciais, quais sejam: [i] valor de mercado das unidades em estoque, participação TECNISA; [ii] custo orçado a incorrer das unidades em estoque, participação TECNISA; [iii] ajustes para empreendimentos que comercialmente são considerados faseados, mas que impactam integralmente as demonstrações financeiras; [iv] resultado a apropriar de empreendimentos consolidados por equivalência 21 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

22 patrimonial e [v] participação de minoritários do resultado a apropriar de empreendimentos integralmente consolidados. O objetivo com essa iniciativa é demonstrar a reserva líquida de valor constituída exclusivamente pelas operações e projetos da Companhia em carteira, desconsiderando-se a capacidade de geração de novos negócios / oportunidades e o valor da marca TECNISA. 22 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

23 Ativo Líquido Ajustado¹ Disponibilidade e aplicações financeiras Empréstimos, financiamentos e debênures a pagar ( ) ( ) Endividamento líquido ( ) ( ) Contas a receber de clientes "on-balance" Contas a receber de clientes "off-balance" Adiantamento de clientes ( ) ( ) Reversão ajuste a valor presente Impostos sobre contas a receber de clientes ( ) ( ) Contas a receber de clientes líquido de impostos Obrigações de construção de imóveis vendidos ( ) ( ) Parceiros de negócios a receber (pagar) Outras contas a receber (pagar) ( ) ( ) Unidades em estoque a valor de mercado Impostos sobre comercialização de unidades em estoque (70.377) (70.377) Custo orçado a incorrer de imóveis em estoque ( ) ( ) Ajuste de empreendimentos contabilmente considerados lançados Estoque líquido Terrenos em estoque Terrenos e aquisições societárias a pagar (85.290) (85.290) Adiantamento de clientes (permuta física de empreendimentos não lançados) (22.887) (22.887) Terrenos - NAV Projetos consolidados por equivalência patrimonial "on-balance" Projetos consolidados por equivalência patrimonial "off-balance" Projetos consolidados por equivalência patrimonial Participação de minoritários "on-balance" ( ) ( ) Participação de minoritários "off-balance" (99.988) (99.988) Participação de minoritários - NAV ( ) ( ) Ativo líquido Quantidade de ações ex-tesouraria ('000) Ativo líquido por ação 13,60 15,45 ¹ Terreno do Jardim das Perdizes ajustado a valores de mercado, realizado em 27 de Janeiro de Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

24 TELECONFERÊNCIA DOS RESULTADOS DO Apresentação em Português (Tradução Simultânea) 30 de abril 5ª feira 12h00 horário de Brasília 11h00 - horário de Nova York Telefone: +55 (11) Código da teleconferência: TECNISA Transmissão ao vivo pela Internet: CONTATO RI Área de Relações com Investidores Tel : +55 (11) Fax: +55 (11) Algumas das afirmações aqui contidas são perspectivas futuras que expressam ou implicam em resultados, performance ou eventos esperados. Essas perspectivas incluem resultados futuros que podem ser influenciados por resultados históricos, pelas afirmações feitas em Perspectivas. Os atuais resultados, desempenho e eventos podem diferir significativamente das hipóteses e perspectivas e envolvem riscos como: condições gerais e econômicas no Brasil e outros países; níveis de taxa de juros e de câmbio, medidas protecionistas nos EUA, Brasil e outros países, mudanças em leis e regulamentos e fatores competitivos gerais (em base global, regional ou nacional). 24 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

25 ANEXOS ANEXO 1 - DRE TECNISA S.A. CONSOLIDADO (EM MILHARES DE REAIS) DRE Consolidado 1T14 vs. Receita de imóveis vendidos ,1% ,4% Receita de serviços prestados ,1% ,9% Receita operacional bruta ,8% ,9% Impostos sobre as vendas (9.562) (9.046) 5,7% (7.748) 23,4% Receita operacional líquida ,8% ,0% Custo das vendas e serviços ( ) ( ) 1,0% ( ) 26,5% Custo dos imóveis vendidos ( ) ( ) 0,5% ( ) 30,3% Custo dos serviços prestados (13.362) (11.843) 12,8% (16.724) -20,1% Lucro bruto ,8% ,5% Margem bruta (%) 26,5% 25,3% 1,2 p.p. 26,8% -0,3 p.p. Receitas (despesas) operacionais (67.205) (60.300) 11,5% (68.173) -1,4% Vendas (9.648) (14.856) -35,1% (11.144) -13,4% Gerais e administrativas (39.878) (35.263) 13,1% (41.714) -4,4% Honorários da administração (5.434) (6.612) -17,8% (5.467) -0,6% Equivalência Patrimonial ,7% ,3% Outras receitas (despesas) operacionais (18.389) (13.761) 33,6% (14.105) 30,4% Resultado Financeiro ,6% ,7% Despesas financeiras (12.676) (8.082) 56,8% (11.752) 7,9% Receitas financeiras ,4% ,5% Resultado operacional ,3% ,2% Outras receitas (despesas) não operacionais - - n.a. - n.a. Lucro antes de IR e CS ,3% ,2% Imposto de renda e contribuição social (8.398) (8.544) -1,7% (6.804) 23,4% Diferido (2.023) -166,0% ,7% Do exercício (9.734) (6.521) 49,3% (10.483) -7,1% Lucro líq. antes da partic. de minoritários ,2% ,2% Participação de minoritários - DRE (18.599) (8.046) 131,2% (13.997) 32,9% Lucro líquido do período ,7% ,4% Margem líquida (%) 7,9% 9,7% -1,8 p.p. 2,5% 5,3 p.p. 25 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

26 ANEXO 2 - BALANÇO PATRIMONIAL TECNISA S.A. CONSOLIDADO (EM MILHARES DE REAIS) Balanço Patrimonial 1T14 vs. Ativo Circulante ,1% ,7% Caixa e Equivalentes de Caixa ,6% ,0% Títulos e Valores Mobiliários ,3% ,0% Contas a receber de clientes - CP ,8% ,3% Imóveis a comercializar - CP ,2% ,5% Despesas pagas antecipadamente ,1% ,5% Impostos a recuperar ,6% ,6% Outras contas a receber - CP ,2% ,5% Realizável a longo prazo ,1% ,2% Contas a receber de clientes - LP ,5% ,2% Imóveis a comercializar - LP ,8% ,1% Partes Relacionadas - AT ,3% ,9% Parceiro em Negócios - AT ,7% ,7% Participações em consórcios ,2% ,9% Outras contas a receber - LP ,4% ,7% Permanente ,6% ,4% Investimentos ,7% ,9% Imobilizado ,0% ,7% Intangível ,7% ,0% Total do ativo ,6% ,7% 26 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

27 Balanço Patrimonial 1T14 vs. Passivo Circulante ,2% ,8% Empréstimos e financiamentos - CP ,2% ,2% Fornecedores ,4% ,8% Impostos e contribuições a recolher ,4% ,9% Salários e encargos a recolher ,3% ,7% Contas a pagar por aquisição de imóveis - CP ,6% ,7% Dividendos propostos - CP ,1% ,0% Partes Relacionadas - PS ,3% ,6% Parceiro em Negócios - PS ,0% ,5% Adiantamento de clientes - CP ,4% ,3% Provisão para IR e CS ,3% ,5% Impostos e contribuições diferidos - CP ,0% ,3% Aquisição de participação societária a pagar ,1% ,0% Outras contas a pagar - CP ,6% ,6% Não circulante ,0% ,0% Empréstimos e financiamentos - LP ,2% ,5% Adiantamento de clientes - LP ,1% ,1% Contas a pagar por aquisição de imóveis - LP ,0% ,0% Provisão para riscos ,2% ,5% Provisão para garantias ,3% ,2% Impostos e contribuições diferidos - LP ,3% ,3% Participação em consórcios ,5% ,1% Outras contas a pagar - LP ,0% ,0% Acionistas não controladores ,1% ,0% Patrimônio líquido ,2% ,3% Capital social ,0% ,0% Reservas de lucros ,6% ,0% Ações em tesouraria (4.904) (4.904) 0,0% (4.904) 0,0% Lucros/Prejuízos acumulados ,7% - n.a. Outros ,3% ,4% Total do passivo e PL ,6% ,7% 27 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

28 ANEXO 3 - FLUXO DE CAIXA TECNISA S.A. CONSOLIDADO (EM MILHARES DE REAIS) Fluxo de Caixa 1T14 Fluxo de caixa das atividades operacionais Lucro antes do imposto de renda e contribuição social Ajustes para reconciliar o lucro líquido com o caixa gerado pelas atividades operacionais Depreciação - FCX Amortização de ágios e deságios (líquido) - FCX Baixa de imobilizado / intangível - FCX Equivalência patrimonial - FCX (6.144) (10.192) Remuneração baseada em acões - FCX Juros e encargos financeiros liquidos - FCX Imposto de renda e contribuição social diferidos - FCX (1.476) Provisões - FCX Diminuição (aumento) nas contas dos ativos e passivos ( ) Contas a receber - FCX (92.374) Títulos mantidos até o vencimento - FCX Créditos diversos - FCX (23.386) (27.336) Imóveis a comercializar - FCX (96.692) Despesas pagas antecipadamente - FCX (405) (368) Impostos a recuperar - FCX 101 (314) Outras contas a receber - FCX (2.122) (942) Partes relacionadas - FCX (17.176) (17.977) Participações em consórcios - FCX (248) Fornecedores - FCX Impostos, contribuições e salários - FCX Imposto de renda e contribuição social corrente - FCX (10.780) (8.936) Adiantamento de clientes - FCX (14.823) (17.101) Contas a pagar por aquisição de imóveis - FCX (5.872) Impostos sobre vendas diferidos - FCX Aquisições de participação societária - FCX (2.437) - Outras contas a pagar - FCX Disponibilidades líquidas (aplicadas nas) geradas pelas atividades operacionais ( ) Fluxo de caixa das atividades de investimentos Intangível - FCX (1.805) (2.179) Compras de imobilizado - FCX (488) (2.855) Aumento (redução) dos investimentos - FCX (5.383) Disponibilidades líquidas aplicadas nas atividades de investimentos (7.676) (611) Fluxo de caixa das atividades de financiamentos Ações em tesouraria adquiridas - FCX - (14.815) Variação líquida dos empréstimos tomados - FCX Juros pagos (72.226) (58.172) Participação de acionistas não controladores em controladas - FCX Disponibilidades líquidas (aplicadas nas) geradas pelas atividades de financiamentos (51.194) (Redução) aumento nas disponibilidades (24.549) 28 Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

29 ANEXO 4 - VENDAS CONTRATADAS Vendas contratadas Vendas contratadas Área útil Unidades (R$ MM) - 100% (R$ MM) - % TECNISA comercializada (m²) vendidas 1T14 1T14 1T14 1T14 Vendas Contratadas Premium 129,0 141,3 177,6 99,9 106,5 153, Flex 55,4 30,8 96,4 44,5 27,2 89, Comercial 17,4 2,9 3,3 14,5 2,5 3, Lançamentos 2014 Premium 7,7 43,4 15,9 7,7 29,8 11, Flex Comercial Lançamentos 2013 Premium 45,3 (10,4) 21,8 37,3 (9,2) 19, (2.147) (16) 23 Flex 7,0 11,5 8,8 7,1 11,5 8, Comercial 4,5 0,8 (0,1) 4,5 0,8 (0,1) (15) 14 3 (1) Lançamentos 2012 Premium 3,6 12,5 32,6 2,7 11,6 28, Flex 36,4 13,2 27,8 27,3 10,1 24, Comercial (0,0) (0,5) 0,8 (0,0) (0,5) 0,8 44 (77) (1) 3 Lançamentos 2011 Premium 43,0 10,8 26,1 31,7 10,3 24, Flex 8,6 2,7 41,0 7,3 2,3 38, (829) (14) 115 Comercial 4,8 1,3 2,6 4,8 1,3 2, Lançamentos 2010 Premium (8,4) 8,6 12,8 (9,6) 9,9 11,8 (2.182) (531) 789 (38) (14) (16) Flex 2,8 1,6 15,1 2,3 1,5 13,5 643 (1.533) (24) 34 Comercial 1,1 0,5 0,0 1,1 0,5 0, Lançamentos 2009 Premium 2,4 3,7 6,8 2,2 3,7 6, Flex 0,6 0,8 4,2 0,5 0,8 4,2 78 (192) (3) 13 Comercial Lançamentos 2008 Premium 25,5 50,8 55,7 23,0 41,1 46, Flex - 1,0 (0,5) - 1,0 (0,5) (330) - 3 (4) Comercial Lançamentos 2007 Premium 9,2 16,3 2,7 4,1 3,8 1, Flex Comercial 7,1 0,9-4,2 0, Lanç. Anteriores a 2007 Premium 0,8 5,5 3,2 0,8 5,5 3, Flex Comercial Divulgação de Resultados TECNISA S.A.

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS TECNISA S.A. 3T15

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS TECNISA S.A. 3T15 São Paulo, 12 de novembro de 2015. DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS TECNISA S.A. TECNISA mantém ciclo de Geração de Caixa, com positivos R$ 50 milhões no, totalizando R$ 217 milhões. Lucro Líquido atinge R$ 8

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS TECNISA S.A. 1T17.

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS TECNISA S.A. 1T17. São Paulo, 10 de maio de 2017. DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS TECNISA S.A. 1T17. Vendas Contratadas Líquidas atingem R$ 122 milhões no 1T17. Despesas Administrativas somam R$ 24 milhões, redução de 8% em relação

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS TECNISA S.A. 4T16 E 2016.

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS TECNISA S.A. 4T16 E 2016. São Paulo, 23 de março de 2017. DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS TECNISA S.A. E. Entregas somam VGV recorde de R$2,2 bilhões em. Geração de Caixa, ajustada pelos efeitos da equivalência patrimonial e do aumento

Leia mais

São Paulo, 22 de março de PRINCIPAIS INDICADORES DESTAQUES

São Paulo, 22 de março de PRINCIPAIS INDICADORES DESTAQUES São Paulo, 22 de março de 2016. DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS TECNISA S.A. E. TECNISA tem Lucro Líquido recorde de R$ 168 milhões no, com redução do nível de Endividamento Líquido para 64%, consolidando ciclo

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T16. Viver Anuncia os Resultados do Primeiro Trimestre de Destaques

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T16. Viver Anuncia os Resultados do Primeiro Trimestre de Destaques DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T16 Teleconferência de Resultados Segunda-feira, 16 de maio de 2016 Português - com tradução simultânea para o inglês 10h00 (horário de Brasília) 09h00 (horário de Nova York)

Leia mais

Queda da Dívida Corporativa com melhoria do perfil de endividamento.

Queda da Dívida Corporativa com melhoria do perfil de endividamento. São Paulo, 13 de agosto de 2012 Divulgação de Resultados TECNISA S.A. Receita Líquida cresce 34%, com retomada do Lucro Líquido. Queda do nível de alavancagem corporativa gerencial. A TECNISA S.A. (BMF&BOVESPA:

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS TECNISA S.A. 2T17.

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS TECNISA S.A. 2T17. São Paulo, 10 de agosto de 2017. DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS TECNISA S.A. 2T17. Em linha a sua estratégia, Vendas Contratadas Brutas crescem 23% e somam R$ 233 milhões no 2T17. Alienação de terrenos não-estratégicos

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T14. Viver Anuncia os Resultados do Quarto Trimestre e do Ano de Destaques

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T14. Viver Anuncia os Resultados do Quarto Trimestre e do Ano de Destaques DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T14 Teleconferência de Resultados Quarta-feira, 01 de abril de 2015 Português (com tradução simultânea para o inglês) 10h00 (horário de Brasília) 09h00 (horário de Nova York)

Leia mais

Divulgação de Resultados TECNISA S.A. 1T12 Recuperação da margem bruta para 31%, com margem líquida negativa devido ao baixo nível de receitas.

Divulgação de Resultados TECNISA S.A. 1T12 Recuperação da margem bruta para 31%, com margem líquida negativa devido ao baixo nível de receitas. São Paulo, 14 de maio de 2012 Divulgação de Resultados TECNISA S.A. Recuperação da margem bruta para 31%, com margem líquida negativa devido ao baixo nível de receitas. A TECNISA S.A. (BMF&BOVESPA: TCSA3),

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2T17. Viver Anuncia os Resultados do Segundo Trimestre do Ano de Destaques

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2T17. Viver Anuncia os Resultados do Segundo Trimestre do Ano de Destaques DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2T17 Teleconferência de Resultados Segunda-feira, 14 de agosto de 2017 Português - com tradução simultânea para o inglês 10h00 (horário de Brasília) 09h00 (horário de Nova York)

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS TECNISA S.A. 3T16.

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS TECNISA S.A. 3T16. São Paulo, 10 de novembro de 2016. DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS TECNISA S.A. 3T16. Conclusão bem sucedida da Oferta de Ações de R$200 milhões. Endividamento cai para o 58% do Patrimônio Líquido, menor índice

Leia mais

SOMOS Educação DR 2T17

SOMOS Educação DR 2T17 SOMOS Educação DR 2T17 São Paulo, 14 de agosto de 2017 A SOMOS Educação S.A. (BM&FBOVESPA: SEDU3) divulga seus resultados do 2º trimestre de 2017 ( 2T17 ) e do primeiro semestre de 2017 ( 1S17 ). Os comentários

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ LOJAS AMERICANAS SA Versão : 1. Balanço Patrimonial Ativo 1. Balanço Patrimonial Passivo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ LOJAS AMERICANAS SA Versão : 1. Balanço Patrimonial Ativo 1. Balanço Patrimonial Passivo 2 Índice DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 1 Balanço Patrimonial Passivo 2 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração do Fluxo de Caixa 7 Demonstração das Mutações

Leia mais

EARNINGS RELEASE 3T17

EARNINGS RELEASE 3T17 Recuperação do Lucro Líquido e margem EBITDA crescendo em torno de 10 p.p.. São Paulo, 31 de Outubro de 2017 - A Inbrands S.A. ( Inbrands ou Companhia ), uma empresa brasileira consolidadora e operadora

Leia mais

TRISUL S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T17

TRISUL S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T17 TRISUL S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T17 Português TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 2017 16 de maio de 2017 Hora: 11h (Brasília) 10h (US-EST) Telefone: +55 (11) 2188-0155 Código: Trisul Replay disponível

Leia mais

TRISUL S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 4T16 E 2016

TRISUL S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 4T16 E 2016 TRISUL S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 4T16 E 2016 Português TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 2016 20 de março de 2017 Hora: 11h (Brasília) 10h (US-EST) Telefone: +55 (11) 2188-0155 Código: Trisul Replay disponível

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

A Companhia. Destaques. da Controladora. do Consolidado RESULTADOS DO 4T14 1/9. Fundada em 1950, a Companhia Grazziotin teve seu capital aberto

A Companhia. Destaques. da Controladora. do Consolidado RESULTADOS DO 4T14 1/9. Fundada em 1950, a Companhia Grazziotin teve seu capital aberto A Companhia Passo Fundo, 05 de março de 2014 Fundada em 1950, a Companhia Grazziotin teve seu capital aberto Dados em 31/12/2014 em 1979. Desde 1950 Grazziotin PN (CGRA4) R$ 17,28 Sua sede fica em Passo

Leia mais

TRISUL S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 4T15 e 2015

TRISUL S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 4T15 e 2015 TRISUL S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 4T15 e 2015 Português TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 4T15 E 2015 21 de março de 2016 Hora: 11h (Brasília) 10h (US-EST) Telefone: +55 (11) 2188-0155 Código: Trisul São

Leia mais

Divulgação de resultados 2T13

Divulgação de resultados 2T13 Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre do ano de 2013 Rio de Janeiro, 13 de agosto de 2013. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado

Leia mais

SOMOS Educação ER 1T17

SOMOS Educação ER 1T17 SOMOS Educação ER 1T17 1 São Paulo, 15 de maio de 2017 A SOMOS Educação S.A. (BM&FBOVESPA: SEDU3) divulga seus resultados do 1º trimestre de 2017 ( 1T17 ). Os comentários aqui incluídos referem-se aos

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ ROSSI RESIDENCIAL SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ ROSSI RESIDENCIAL SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

ROSSI RESIDENCIAL S.A. COMENTÁRIOS SOBRE O DESEMPENHO CONSOLIDADO NO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2.002

ROSSI RESIDENCIAL S.A. COMENTÁRIOS SOBRE O DESEMPENHO CONSOLIDADO NO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2.002 ROSSI RESIDENCIAL S.A. COMENTÁRIOS SOBRE O DESEMPENHO CONSOLIDADO NO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2.002 Estratégia e Performance Operacional: Durante o ano de 2001, a escassez de linhas de financiamentos e o

Leia mais

Even divulga os resultados do 1T17

Even divulga os resultados do 1T17 Even divulga os resultados do 1T17 São Paulo, 15 de maio de 2017 A Even Construtora e Incorporadora S.A. EVEN (BM&FBOVESPA: EVEN3), com atuação em São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul e foco nos

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T15

Teleconferência de Resultados 2T15 Teleconferência de Resultados DESTAQUES - RECEITA A Receita Operacional Líquida (ROL) atingiu R$ 821,8 MM no, uma redução de 5% em relação ao e de 1% sobre. Conforme divulgado anteriormente, houve uma

Leia mais

EARNINGS RELEASE. 3T12 e 9M12

EARNINGS RELEASE. 3T12 e 9M12 EARNINGS RELEASE 3T12 e 9M12 São Paulo, 01 de abril de 2013 - A Inbrands S.A. ( Inbrands ou Companhia ), uma empresa de consolidação e gestão de marcas de lifestyle e moda premium do Brasil, anuncia hoje

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ FRAS-LE SA Versão : 1. Balanço Patrimonial Ativo 1. Balanço Patrimonial Passivo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ FRAS-LE SA Versão : 1. Balanço Patrimonial Ativo 1. Balanço Patrimonial Passivo 2 Índice DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 1 Balanço Patrimonial Passivo 2 Demonstração do Resultado 3 Demonstração do Resultado Abrangente 4 Demonstração do Fluxo de Caixa 5 Demonstração das Mutações

Leia mais

Divulgação de resultados 4T13

Divulgação de resultados 4T13 Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre e do ano de 2013 Rio de Janeiro, 18 de março de 2013. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado

Leia mais

Teleconferência dos Resultados do 4T16 e 2016

Teleconferência dos Resultados do 4T16 e 2016 Teleconferência dos Resultados do 4T16 e 2016 Greenville Lumno Salvador/BA 30 de Março de 2017 Recuperação Judicial Agenda DRE, Balanço e Ajustes Contábeis Ações - Plano de Reestruturação Sumário Executivo

Leia mais

Even divulga os resultados do 2T17

Even divulga os resultados do 2T17 Even divulga os resultados do 2T17 São Paulo, 14 de agosto de 2017 A Even Construtora e Incorporadora S.A. EVEN (B3: EVEN3), com atuação em São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul e foco nos empreendimentos

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T14 e 9M14

Apresentação de Resultados 3T14 e 9M14 Apresentação de Resultados 3T14 e 9M14 Highligts i. Geração de caixa. Geração de caixa nos nove primeiros meses de R$ 169,0 milhões (proporcional) e de R$ 86,9 milhões no trimestre, crescimento significativo

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ ROSSI RESIDENCIAL SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ ROSSI RESIDENCIAL SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A.

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo Passivo e patrimônio líquido Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa (Nota 6) 25.888 67.330 Fornecedores 4.797 8.340 Aplicações financeiras 3.341

Leia mais

Balanço patrimonial em 31 de dezembro Em milhares de reais

Balanço patrimonial em 31 de dezembro Em milhares de reais Balanço patrimonial em 31 de dezembro Em milhares de reais Ativo 2016 2015 Passivo e patrimônio líquido 2016 2015 Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa (Nota 6) 25.431 27.730 Fornecedores

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T09

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T09 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T09 LOPES ALCANÇA R$1,4 BILHÕES EM VENDAS CONTRATADAS NO 1T09 São Paulo, 14 de maio de 2009 A Lopes LPS Brasil (Bovespa: LPSB3; Reuters: LPSB3.SA; Bloomberg: LPSB3.BZ), maior

Leia mais

Hypermarcas anuncia Lucro Líquido Ajustado* de R$65,5 milhões no 1T08 ou R$0,53 por ação

Hypermarcas anuncia Lucro Líquido Ajustado* de R$65,5 milhões no 1T08 ou R$0,53 por ação Hypermarcas anuncia Lucro Líquido Ajustado* de R$65,5 milhões no 1T08 ou R$0,53 por ação São Paulo, 13 de Maio de 2008 A Hypermarcas S.A. (Bovespa: HYPE3; Reuters: HYPE3.SA; Bloomberg: HYPE3 BZ) anuncia

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ ODONTOPREV S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ ODONTOPREV S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

4. INFORMAÇÕES RELATIVAS À EMISSORA Informações Financeiras Selecionadas da Companhia Análise e Discussão da Administração sobre Demonstrações

4. INFORMAÇÕES RELATIVAS À EMISSORA Informações Financeiras Selecionadas da Companhia Análise e Discussão da Administração sobre Demonstrações 4. INFORMAÇÕES RELATIVAS À EMISSORA Informações Financeiras Selecionadas da Companhia Análise e Discussão da Administração sobre Demonstrações Financeiras e Resultados Operacionais da Emissora Eventos

Leia mais

Divulgação de Resultado 4T15

Divulgação de Resultado 4T15 Divulgação de Resultado 4T15 1 Dados de mercado em 17/03/2016 Cotação: R$2,12 Valor de Mercado: R$140.103.091,68 T e l e c o n f e r ê n c i a 4T15 Teleconferência em português: 18 de março de 2016 Sexta-feira,

Leia mais

Confab Anuncia Resultados para o Terceiro Trimestre de 2008

Confab Anuncia Resultados para o Terceiro Trimestre de 2008 Confab Anuncia Resultados para o Terceiro Trimestre de 2008 São Paulo, 30 de outubro de 2008. Confab Industrial S.A. (BOVESPA: CNFB4), uma empresa Tenaris, anunciou hoje os resultados correspondentes ao

Leia mais

Elekeiroz S.A. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2013

Elekeiroz S.A. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2013 Elekeiroz S.. Demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e com o IFRS em 31 de dezembro de 2013 Balanço patrimonial tivo Circulante Nota 31 de dezembro de 2013 31 de

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T16 e 2016

Teleconferência de Resultados 4T16 e 2016 Teleconferência de Resultados 4T16 e 2016 1 Destaques & Portfólio Destaques do 4T16 e 2016 BR Properties registra Lucro Líquido Ajustado (FFO) de R$74,6 milhões em 2016 A BR Properties registrou em 2016

Leia mais

Apresentação de Resultados Teleconferência 1T17

Apresentação de Resultados Teleconferência 1T17 Apresentação de Resultados Teleconferência 12 de Maio de 2017 Agenda Ricardo Ribeiro Vice Presidente Destaques Operacionais Carlos Wollenweber CFO / RI Destaques Financeiros 2 Destaques (1/2) Lançamentos

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ DIRECIONAL ENGENHARIA SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ DIRECIONAL ENGENHARIA SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Cyrela atinge geração de caixa de R$ 187 milhões no 3T14 e R$ 505 milhões no ano.

Cyrela atinge geração de caixa de R$ 187 milhões no 3T14 e R$ 505 milhões no ano. Cyrela atinge geração de caixa de R$ 187 milhões no e R$ 505 milhões no ano. São Paulo, 13 de novembro de 2014 - A Cyrela Brazil Realty S.A. Empreendimentos e Participações ( CBR ou Companhia ou Cyrela

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 ATIVO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades

Leia mais

Apresentação de Resultados 2T14 e 1S14

Apresentação de Resultados 2T14 e 1S14 Apresentação de Resultados 2T14 e 1S14 Destaques do Período Geração de caixa. Geração de caixa no semestre de R$ 82 milhões (proporcional) e R$ 64 milhões (IFRS). Redução de alavancagem no semestre. Dívida

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AMBEV S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AMBEV S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Divulgação de Resultados 2008

Divulgação de Resultados 2008 LOPES ALCANÇA R$10,1 BILHÕES EM VENDAS CONTRATADAS AO LONGO DE 2008 São Paulo, 19 de fevereiro de 2009 A Lopes LPS Brasil (Bovespa: LPSB3; Reuters: LPSB3.SA; Bloomberg: LPSB3.BZ), maior empresa de consultoria

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ HELBOR EMPREENDIMENTOS S.A / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ HELBOR EMPREENDIMENTOS S.A / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/27 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ BROOKFIELD INCORPORAÇÕES S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ BROOKFIELD INCORPORAÇÕES S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

FORJAS TAURUS S.A. 3T11

FORJAS TAURUS S.A. 3T11 FORJAS TAURUS S.A. 3T11 Cotações (30-09-11): FJTA3 R$ 1,91 FJTA4 R$ 1,79 Porto Alegre, 11 de novembro de 2011 - A Forjas Taurus S.A. (Bovespa: FJTA3, FJTA4), maior produtora de armas curtas da América

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS-AMBEV Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS-AMBEV Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Resultados Preliminares Não Auditados de Abril de 2012

Resultados Preliminares Não Auditados de Abril de 2012 Resultados Preliminares Não Auditados 2011 2 de Abril de 2012 1 Aviso Nós fazemos declarações prospectivas que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições

Leia mais

Earnings Release 3T13

Earnings Release 3T13 UNIPAR CARBOCLORO ANUNCIA OS RESULTADOS DO 3T13 E DOS 9M13 São Paulo, 12 de novembro de 2013 A UNIPAR CARBOCLORO S.A. (BM&FBOVESPA: UNIP3, UNIP5 e UNIP6) divulga hoje os resultados referentes ao terceiro

Leia mais

2T17. Divulgação de Rsultados 2T17 e 1S17. carros

2T17. Divulgação de Rsultados 2T17 e 1S17. carros 2T17 Divulgação de Rsultados 2T17 e 1S17 carros Divulgação de Resultados 2T17 e 1S17 Frota em 30/06/2017: 151.750 carros Destaques Operacionais Diárias - Aluguel de Carros (mil) Destaques Financeiros Receita

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ BANCO BRADESCO S.A. Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ BANCO BRADESCO S.A. Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2016 - BANCO BRADESCO S.A. Versão : 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ SARAIVA SA LIVREIROS EDITORES Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ SARAIVA SA LIVREIROS EDITORES Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais Balanços patrimoniais em 31 de dezembro de 2014 e 2013 Ativo Nota 2014 2013 Passivo Nota 2014 2013 (Ajustado) (Ajustado) Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 5 48.650 835 Fornecedores 10

Leia mais

Conta Classificação Registra Natureza do saldo caixa ativo circulante dinheiro e cheques no estabelecimento da devedora

Conta Classificação Registra Natureza do saldo caixa ativo circulante dinheiro e cheques no estabelecimento da devedora 1 Conta Classificação Registra Natureza do saldo caixa dinheiro e cheques no estabelecimento da bancos conta saldos das contas bancárias que a movimento movimenta clientes valores a receber dos clientes

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ UNIPAR - UNIÃO DE INDS. PETROQUÍMICAS SA / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ UNIPAR - UNIÃO DE INDS. PETROQUÍMICAS SA / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/28 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A. 6ª Emissão Pública de Debêntures

EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A. 6ª Emissão Pública de Debêntures EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A. 6ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2014 EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A. 6ª Emissão Pública de Debêntures Relatório

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T14

Apresentação de Resultados 3T14 Apresentação de Resultados 14 de Novembro de 2014 Teleconferência Português Data: 14/11/14 11:00 Brasília (08:00 NY) Tel: (11) 2188-0155 Password: Qualicorp Webcast: www.qualicorp.com.br/ri Inglês Data:

Leia mais

RESULTADOS 4T15 / DE MARÇO DE 2016

RESULTADOS 4T15 / DE MARÇO DE 2016 RESULTADOS / 24 DE MARÇO DE 2016 INTRODUÇÃO RAPHAEL HORN RESULTADO OPERACIONAL RAPHAEL HORN RESULTADO FINANCEIRO ERIC ALENCAR DESTAQUES CYRELA Lançamentos de R$ 760 milhões no, 24,6% maior vs. e 66,4%

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S/A Versão : 3. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S/A Versão : 3. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ DIRECIONAL ENGENHARIA SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ DIRECIONAL ENGENHARIA SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente 7 Demonstração

Leia mais

Resultados 2T12 Teleconferência. 10 de Agosto de 2012

Resultados 2T12 Teleconferência. 10 de Agosto de 2012 Resultados 2T12 Teleconferência 10 de Agosto de 2012 1 Aviso Nós fazemos declarações prospectivas que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições de nossa

Leia mais

TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA OS RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 1999.

TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA OS RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 1999. Contatos: Walmir Urbano Kesseli Joana Dark Fonseca Serafim Telefone: (041)305-5447 Fax: (041)305-3074 E-mail: joana.serafim@telecelularsul.com.br Homepage: www.telecelularsul.com.br TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ TECNISA S.A / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ TECNISA S.A / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/29 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ BROOKFIELD INCORPORAÇÕES S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ BROOKFIELD INCORPORAÇÕES S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ BROOKFIELD INCORPORAÇÕES S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ BROOKFIELD INCORPORAÇÕES S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração

Leia mais

Informações Trimestrais 31/03/2016. Localiza Rent a Car S.A. CNPJ/MF: /

Informações Trimestrais 31/03/2016. Localiza Rent a Car S.A. CNPJ/MF: / Informações Trimestrais 31/03/2016 Localiza Rent a Car S.A. CNPJ/MF: 16.670.085/0001 55 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ DROGASIL SA / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ DROGASIL SA / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/27 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ EMBRAER S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ EMBRAER S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

2

2 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 Controladora Consolidado ATIVO Jun 2009 Set 2009 Jun 2009 Set 2009 Circulante Disponibilidades 23,0 37,4 56,1 92,1 Contas a receber de clientes 62,8 72,8 114,2 125,9 Estoques

Leia mais

Energisa Borborema - Distribuidora de Energia S/A Resultados do 1º trimestre de 2016

Energisa Borborema - Distribuidora de Energia S/A Resultados do 1º trimestre de 2016 Resultados do 1º trimestre de 2016 Cataguases, 13 de maio de 2016 A Administração da ( Energisa Borborema ou Companhia ) apresenta os resultados do primeiro trimestre (1T16). As informações financeiras

Leia mais

Resultados 1º Trimestre de de Abril de 2017

Resultados 1º Trimestre de de Abril de 2017 Resultados 1º Trimestre de 2017 28 de Abril de 2017 Principais Destaques R$ mil 1T17 Alimentar Multivarejo Assaí Variação vs. 1T16 1T17 Variação vs. 1T16 1T17 Variação vs. 1T16 Receita líquida 10,552 +6.7%

Leia mais

Resultados 1º Trimestre de de Abril de 2017

Resultados 1º Trimestre de de Abril de 2017 Resultados 1º Trimestre de 2017 28 de Abril de 2017 Principais Destaques R$ mil 1T17 Alimentar Multivarejo Assaí Variação vs. 1T16 (1) EBITDA e Lucro líquido (prejuízo) ajustados por Outras Receitas e

Leia mais

Iochpe-Maxion S.A. e Controladas

Iochpe-Maxion S.A. e Controladas Iochpe-Maxion S.A. e Controladas Informações Contábeis Intermediárias Individuais e Consolidadas Referentes aos Períodos de Três e Nove Meses Findos em 30 de Setembro de 2016 e Relatório sobre a Revisão

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ ODONTOPREV S.A / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ ODONTOPREV S.A / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/27 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ SUL AMERICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ SUL AMERICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Iochpe-Maxion S.A. e Controladas

Iochpe-Maxion S.A. e Controladas Iochpe-Maxion S.A. e Controladas Informações Contábeis Intermediárias Individuais e Consolidadas Referentes aos Períodos de Três e Nove Meses Findos em 30 de Setembro de 2017 e Relatório sobre a Revisão

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T16 06 de maio de Empreendimento: Bosques da Lapa

Divulgação de Resultados 1T16 06 de maio de Empreendimento: Bosques da Lapa Divulgação de Resultados 1T16 06 de maio de 2016 Empreendimento: Bosques da Lapa Lançamentos Lançamentos de 2016 (3 projetos lançados com VGV médio de R$ 42,8 milhões) 1º trimestre Empreendimento Região

Leia mais

ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. 3ª Emissão de Debêntures. Série Única. Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015

ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. 3ª Emissão de Debêntures. Série Única. Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. 3ª Emissão de Debêntures Série Única Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 PARTICIPANTES EMISSORA COORDENADOR(ES) ESCRITURADOR LIQUIDANTE

Leia mais

Resultados do 1 Trimestre de 2017

Resultados do 1 Trimestre de 2017 Resultados do 1 Trimestre de 2017 Destaques Resultado (R$ Milhões) 1T17 4T16 Trim 12M Lucro Líquido Ajustado 4.648 4.385 6,0% 13,0% Margem Financeira de Juros 15.900 16.743 (5,0%) 7,9% Receitas de Prestação

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ PROFARMA DISTRIB. PRODUTOS FARMACEUTICOS Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ PROFARMA DISTRIB. PRODUTOS FARMACEUTICOS Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração

Leia mais

INFORMAÇÃO IMPORTANTE

INFORMAÇÃO IMPORTANTE RESULTADOS INFORMAÇÃO IMPORTANTE Este documento conte m considerac o es futuras referentes a s perspectivas do nego cio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e a s perspectivas de crescimento

Leia mais

Gas Brasiliano Distribuidora S.A.

Gas Brasiliano Distribuidora S.A. Balanço patrimonial em 31 de março (não auditado) Ativo 2016 2015 Passivo e patrimônio líquido 2016 2015 Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 78.050 132.536 Fornecedores 23.096 19.064 Contas

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ EMBRAER S/A Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ EMBRAER S/A Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T de novembro de 2016

Divulgação de Resultados 3T de novembro de 2016 Divulgação de Resultados 04 de novembro de 2016 Aviso Importante Algumas das afirmações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração da Companhia que poderiam ocasionar

Leia mais

JOÃO FORTES - RESULTADOS DE 2T16

JOÃO FORTES - RESULTADOS DE 2T16 JOÃO FORTES - RESULTADOS DE 2T16 Rio de Janeiro, 12 de agosto de 2016 - A João Fortes Engenharia S.A (BOVESPA: JFEN3), tradicional construtora e incorporadora do país e pioneira na abertura de capital

Leia mais

Apresentação de Resultados Teleconferência 3T16

Apresentação de Resultados Teleconferência 3T16 Apresentação de Resultados Teleconferência 16 de Novembro de 2016 Agenda Ricardo Ribeiro Vice Presidente Destaques Operacionais Fernando Ramos CFO e Diretor de RI Destaques Financeiros 2 Evolução no segmento

Leia mais

Disciplina: Noções de Contabilidade para Administradores (EAC0111) Turmas: 01 e 02 Tema 4: Balanço Patrimonial Prof.: Márcio Luiz Borinelli

Disciplina: Noções de Contabilidade para Administradores (EAC0111) Turmas: 01 e 02 Tema 4: Balanço Patrimonial Prof.: Márcio Luiz Borinelli USP/FEA/EAC Curso de Graduação em Administração Disciplina: Noções de Contabilidade para Administradores (EAC0111) Turmas: 01 e 02 Tema 4: Balanço Patrimonial Prof.: Márcio Luiz Borinelli 1 DEMONSTRAÇÕES

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ EZ TEC EMPREEND. E PARTICIPAÇÕES S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ EZ TEC EMPREEND. E PARTICIPAÇÕES S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

TRISUL S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 3T14 E 9M14

TRISUL S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 3T14 E 9M14 TRISUL S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 3T14 E 9M14 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 2T14 12 de Novembro de 2014 Português Data: 12 de novembro de 2014 Hora: 11h (Brasília) 8h (US-EST) Telefone: +55 (11) 2188-0155

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ CONSTRUTORA TENDA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ CONSTRUTORA TENDA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ TECNISA S.A / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ TECNISA S.A / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/29 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Reapresentação Espontânea O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES

Leia mais

Divulgação de Resultados do 2T10 e 1S10

Divulgação de Resultados do 2T10 e 1S10 Divulgação de Resultados do 2T10 e 1S10 As informações financeiras preliminares são apresentadas em milhões de Reais, exceto onde indicado o contrário, e têm como base as demonstrações financeiras preparadas

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 ATIVO NE 31/12/2013 31/12/2012 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO NE 31/12/2013 31/12/2012 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades 4 85.142.911 86.881.544

Leia mais

CONTABILIDADE II CAPÍTULO 01 BALANÇO PATRIMONIAL BP

CONTABILIDADE II CAPÍTULO 01 BALANÇO PATRIMONIAL BP CONTABILIDADE II CAPÍTULO 01 BALANÇO PATRIMONIAL BP ATIVO PASSIVO CIRCULANTE CIRCULANTE Caixa Fornecedores Banco Conta Movimento Duplicatas a pagar Aplicações Financeiras ICMS a recolher Duplicatas a receber

Leia mais