'DWD 7HPD $FRQWHFLPHQWR

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "'DWD 7HPD $FRQWHFLPHQWR"

Transcrição

1 1ž 'DWD 7HPD $FRQWHFLPHQWR 08/03 Economia 09/03 Comércio Internacional 14/03 Emprego 14/03 Inflação 15/03 Economia 15/03 Economia BCE divulgou projecções macroeconómicas para a Área Euro INE divulgou Estatísticas do Comércio Internacional Dezembro Eurostat divulgou informação relativa ao Emprego na UE25 4.º trimestre CAT_PREREL_YEAR_2007_MONTH_03/ EN-BP.PDF INE divulgou Índice de Preços no Consumidor Fevereiro BCE divulgou Boletim Mensal Março " FMI divulgou '( /01 / ) #$%!& '( )*,+ )-. De acordo com o Eurostat, em 2004, os valores do índice que permite comparar o 3,% SHU FDSLWD UHJLRQDOcom a média europeia, situaram-se entre os 23,6%, na região do Nordeste da Roménia, e os 302,9%, na região de Inner London Reino Unido. A evidência da forte disparidade entre as 268 regiões europeias analisadas pode constatar-se pela diferença entre os valores (em PPC) do PIB per capita das regiões mais ricas e das regiões menos favorecidas da União Europeia (UE27). Com efeito, tendo por referência a média da União Europeia ( euros por habitante), verificamos que a região de Inner London apresenta um PIB per capita três vezes superior à média europeia, enquanto a região do Nordeste da Roménia, a mais pobre da União, regista um valor quatro vezes inferior à referida média.

2 De notar ainda que das quinze regiões com menor PIB per capita da UE27, doze pertencem aos países que aderiram à União no princípio de 2007 a Bulgária e a Roménia, com especial destaque para a Roménia que tem sete regiões neste grupo. De acordo com o Eurostat, das 70 regiões que registavam, em 2004, um PIB per capita inferior a 75% da média europeia, quinze eram polacas, oito pertenciam à Grécia, tantas como as regiões romenas e sete pertenciam à República Checa. O somatório das regiões destes quatro países perfaz mais de metade das regiões elegíveis para o objectivo convergência. No quadro seguinte listam-se as quinze regiões europeias com o índice mais elevado da União, assim como as regiões que registam os valores mais baixos neste indicador. 3,%5HJLRQDOSHUFDSLWDQD8(HP (Em PPC, UE27 = 100) 0DLV(OHYDGRV 0DLV%DL[RV 1 Inner London (UK) Nord-Est (ROM) 24 2 Luxembourg (LUX) Severozapaden (BUL) 26 3 Bruxelles Cap. / Brussels Hfdst (BEL) Yuzhen tsentralen (BUL) 26 4 Hamburg (GER) Severen tsentralen (BUL) 26 5 Wien (AUT) Sud-Muntenia (ROM) 28 6 Île de France (FRA) Sud-Vest Oltenia (ROM) 29 7 Berkshire, Buckinghamshire & Oxfordshire (UK) Severoiztochen (BUL) 29 8 Oberbayern (DEN) Yugoiztochen (BUL) 30 9 Stockholm (SUE) Sud-Est (ROM) Utrecht (NED) Nord-Vest (ROM) Darmstadt (GER) Lubelskie (POL) Praha (CZE) Podkarpackie (POL) Southern & Eastern (IRL) Centru (ROM) Bremen (GER Podlaskie (POL) North Eastern Scotland (UK) Vest (ROM) 39 Em 2004, existiam 46 regiões com um PIB per capita acima dos 125% da média europeia, das quais oito pertencem à Alemanha, tantas quantas as pertencentes ao Reino Unido, sete são regiões de Itália e cinco holandesas. Praga, na República Checa, com um índice de 157, e Bratislava (129) na Eslováquia, foram as únicas regiões pertencentes aos doze países que aderiram mais recentemente à União Europeia que se encontravam nesta situação.

3 No que respeita às UHJL}HVSRUWXJXHVDV, Lisboa foi, em 2004, a única que registou um PIB per capita superior à média da UE 25 (105,8%). A 5HJLmR$XWyQRPDGD0DGHLUD (RAM), com um PIB per capita equivalente a 90,8% da média da UE 25, apresentou-se como a segunda região portuguesa com o índice mais elevado, à frente do Algarve (77,1%) e do Alentejo (70,3%). As regiões com os índices mais baixos do país eram, em 2004, a Região Autónoma dos Açores (65,9%), a Região Centro (64,3%) e a Região Norte (58,8%) ,%SHUFDSLWDGDVUHJL}HVSRUWXJXHVDVUHODWLYDPHQWHjPpGLDHXURSHLD 8( Lisboa RAM Algarve Alentejo RAA Centro Norte Comparativamente à média nacional (74,8), a Região Autónoma da Madeira apresentava, em 2004, uma diferença positiva já apreciável, que correspondia a 16 pontos no índice do PIB per capita calculado pelo Eurostat. De notar ainda as disparidades significativas registadas neste indicador pelas NUTS II portuguesas, conforme atesta o gráfico acima. Com efeito, entre a Região Norte e Lisboa a diferença atingiu os 47 pontos. A Região Norte era a quarta região mais pobre da UE15, ficando apenas à frente de duas regiões gregas Anatoliki Makedonia, Thraki (56,7) e Dytiki Ellada (54,5) e da Guiana francesa (54,4). 3RU SDtVHV, em 2004, o Luxemburgo encabeçava a lista do índice do PIB per capita dos 27 Estadosmembros, com um valor de 251, mais do dobro da média da UE27 e 77,5% acima do país com o segundo índice mais elevado, a Irlanda, que registou um índice de 141,4.

4 3RUWXJDO registou, em 2004, um índice de 74,8, o que o coloca na cauda da UE15, atrás da Grécia, que registou um PIB per capita igual a 84,8% da média da UE27, tendo sido, inclusivamente, ultrapassado pelo Chipre, pela Eslovénia e pela República Checa, países que apenas recentemente aderiram à União Europeia, conforme se pode comprovar pelo gráfico seguinte. Malta encontrava-se, em 2004, com um nível de PIB per capita muito próximo do nível de Portugal, registando uma diferença de apenas 0,4 pontos percentuais no indicador utilizado. Conforme podemos observar no gráfico seguinte, a Bulgária e a Roménia são os países que apresentam o PIB per capita mais baixo comparativamente à média da UE 27, não ultrapassando os 33,2% e os 34% da média comunitária, respectivamente. 3,%SHUFDSLWDHP8( Bulgária Roménia Letónia Polónia Lituânia Estónia Eslováquia Hungria Malta Portugal República Checa Eslovénia Grécia Chipre Espanha Itália França Finlândia Alemanha Suécia Reino Unido Bélgica Dinamarca Áustria Holanda Irlanda Luxemburgo 33,2 34,0 45,5 50,7 51,1 55,7 56,7 64,0 74,4 74,8 75,2 83,3 84,8 91,4 100,7 107,4 112,3 115,5 115,8 120,3 123,0 124,4 124,5 128,7 130,0 141,4 251,

5 De realçar ainda que a entrada da Bulgária e da Roménia para a análise deste indicador teve consequências no nível médio de rendimento per capita da UE, resultando assim numa descida estatística que contribuiu para que todos os Estados-Membros tivessem registado uma subida em termos de valor índice, com excepção da Itália que apesar de manter o nível de rendimento per capita acima da média comunitária, registou uma ligeira quebra (-0,5 pontos percentuais). Este Folheto Informativo também pode ser consultado em: /folhetoquinzenal.htm Sugestões e comentários: PIB per capita na UE

INE divulgou estatísticas da Actividade Turística Abril 2007

INE divulgou estatísticas da Actividade Turística Abril 2007 Data Tema Acontecimento 12/06 Turismo 14/06 Ciência & Tecnologia 14/06 Economia 18/06 Preços 21/06 Economia 21/06 Economia INE divulgou estatísticas da Actividade Turística Abril 2007 http://www.ine.pt/prodserv/destaque/2007/d070612-3/d070612-3.pdf

Leia mais

'DWD 7HPD $FRQWHFLPHQWR

'DWD 7HPD $FRQWHFLPHQWR 'DWD 7HPD $FRQWHFLPHQWR 19/03 Finanças Públicas 23/03 Demografia 28/03 Administração Pública 29/03 Sociedade 29/03 Preços 30/03 Emprego INE divulgou Procedimentos dos Défices Excessivos para Portugal 1.ª

Leia mais

PORTUGAL UMA NOVA CENTRALIDADE LOGÍSTICA. Dia Regional Norte do Engenheiro 2012

PORTUGAL UMA NOVA CENTRALIDADE LOGÍSTICA. Dia Regional Norte do Engenheiro 2012 Dia Regional Norte do Engenheiro 2012 Bragança, 29 de setembro de 2012 José António de Barros Presidente de AEP 1 Gráfico I 2 Tabela I 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Exportações Globais (Bens e Serviços),

Leia mais

Idade média das mulheres ao nascimento dos filhos e envelhecimento da população feminina em idade fértil,

Idade média das mulheres ao nascimento dos filhos e envelhecimento da população feminina em idade fértil, «Idade média das mulheres ao nascimento dos filhos e envelhecimento da população feminina em idade fértil, Departamento de Estatísticas Demográficas e Sociais Serviço de Estatísticas Demográficas 07/10/2016

Leia mais

Calendarização, por países, da obrigatoriedade da formação contínua para obtenção do CAM/CQM (prazos limite para frequência do primeiro curso)

Calendarização, por países, da obrigatoriedade da formação contínua para obtenção do CAM/CQM (prazos limite para frequência do primeiro curso) Calendarização, por países, da obrigatoriedade da formação contínua para obtenção do CAM/CQM (prazos limite para frequência do primeiro curso) Áustria Bélgica Carta de condução da categoria D: 2015 Carta

Leia mais

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento COM(2017) 217 final - ANEXO 1.

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento COM(2017) 217 final - ANEXO 1. Conselho da União Europeia Bruxelas, 12 de maio de 2017 (OR. en) 9046/17 ADD 1 EF 97 ECOFIN 351 AGRIFIN 50 NOTA DE ENVIO de: data de receção: 8 de maio de 2017 para: Secretário-Geral da Comissão Europeia,

Leia mais

União Europeia Docente: Pedro Moreira Ano Lectivo: 2012/2013

União Europeia Docente: Pedro Moreira Ano Lectivo: 2012/2013 União Europeia Docente: Pedro Moreira Ano Lectivo: 2012/2013 Como Nasceu a União Europeia? Depois da guerra...a paz, a solidariedade na Europa Em 1951, nasceu a primeira Comunidade - a Comunidade Europeia

Leia mais

O que é a União Europeia (UE)?

O que é a União Europeia (UE)? O que é a União Europeia (UE)? 28 Estados-Membros Mais de 500 milhões de habitantes Atuais candidatos à adesão à UE: Albânia, antiga República Iugoslava da Macedônia, Montenegro, Sérvia e Turquia Tratados

Leia mais

Newsletter Informação Semanal a

Newsletter Informação Semanal a EUR / Kg Peso Carcaça CONJUNTURA SEMANAL Newsletter Informação Semanal 04-01 a 10-01- As Newsletter do SIMA podem também ser consultadas no facebook em: https://www.facebook.com/sima.portugal Na semana

Leia mais

OEm Observatório da Emigração

OEm Observatório da Emigração OEm Observatório da Emigração Ficha 2014.01 Emigração Portuguesa na União Europeia Os Dados dos Censos de 2011 Mais de um milhão de portugueses estavam emigrados nos países da União Europeia e da EFTA

Leia mais

Em Portugal o PIB per capita expresso em Paridades de Poder de Compra foi 76% da média da União Europeia em 2007.

Em Portugal o PIB per capita expresso em Paridades de Poder de Compra foi 76% da média da União Europeia em 2007. 1111 DDEE DDEEZZEEMMBBRROO DDEE 22000088 Paridades de Poder de Compra 2007 Em Portugal o PIB per capita expresso em Paridades de Poder de Compra foi 76% da média da União Europeia em 2007. Com base em

Leia mais

Indicadores socioeconómicos dos Países de Língua Portuguesa 2013

Indicadores socioeconómicos dos Países de Língua Portuguesa 2013 Indicadores socioeconómicos dos Países de Língua Portuguesa 2013 O #Lusofonia (Cardinal Lusofonia) é uma publicação que se enquadra na promoção do conhecimento público sobre as economias dos Países de

Leia mais

Em Portugal o Produto Interno Bruto per capita expresso em Paridades de Poder de Compra

Em Portugal o Produto Interno Bruto per capita expresso em Paridades de Poder de Compra Paridades de Poder de Compra 2009 15 de Dezembro de 2010 Em Portugal o Produto Interno Bruto per capita expresso em Paridades de Poder de Compra situou-se se em 4/5 da média da União Europeia em 2009 Com

Leia mais

Newsletter Informação Semanal a

Newsletter Informação Semanal a EUR / Kg Peso Carcaça CONJUNTURA SEMANAL Newsletter Informação Semanal 19-10 a 25-10- COTAÇÕES MÉDIAS NACIONAIS - SEMANAIS As Newsletter do SIMA podem também ser consultadas no facebook em: https://www.facebook.com/sima.portugal

Leia mais

Em Portugal o Produto Interno Bruto per capita expresso em Paridades de Poder de Compra manteve-se em 76% da média da União Europeia em 2008.

Em Portugal o Produto Interno Bruto per capita expresso em Paridades de Poder de Compra manteve-se em 76% da média da União Europeia em 2008. Paridades de Poder de Compra 2008 15 de Dezembro de 2009 Em Portugal o Produto Interno Bruto per capita expresso em Paridades de Poder de Compra manteve-se em 76% da média da União Europeia em 2008. Com

Leia mais

Indicadores socioeconómicos dos Países de Língua Portuguesa

Indicadores socioeconómicos dos Países de Língua Portuguesa Publicação anual Outubro 2016 Indicadores socioeconómicos dos Países de Língua Portuguesa Comunidade em gráficos Área terrestre Milhares de km 2 População Milhões de habitantes, PIB EUR, mil milhões, preços

Leia mais

Newsletter Informação Semanal a

Newsletter Informação Semanal a EUR / Kg Peso Vivo CONJUNTURA SEMANAL - AVES Newsletter Informação Semanal 10-04 a 16-04- As Newsletter do SIMA podem também ser consultadas no facebook em: https://www.facebook.com/sima.portugal Na semana

Leia mais

Em Portugal o Produto Interno Bruto per capita expresso em Paridades de Poder de Compra situou-se em 77,4 % da média da União Europeia em 2011

Em Portugal o Produto Interno Bruto per capita expresso em Paridades de Poder de Compra situou-se em 77,4 % da média da União Europeia em 2011 13 de dezembro de 2012 Paridades de Poder de Compra 2011 Em Portugal o Produto Interno Bruto per capita expresso em Paridades de Poder de Compra situou-se em 77,4 % da média da União Europeia em 2011 Em

Leia mais

Paridades de Poder de Compra 2015 14 de dezembro de 2016 O Produto Interno Bruto per capita expresso em Paridades de Poder de Compra situou-se em 76.8% da média da União Europeia em 2015, valor idêntico

Leia mais

O COMBATE À POBREZA E ÀS DESIGUALDADES É UM DESAFIO IMEDIATO PARA PORTUGAL

O COMBATE À POBREZA E ÀS DESIGUALDADES É UM DESAFIO IMEDIATO PARA PORTUGAL O COMBATE À POBREZA E ÀS DESIGUALDADES É UM DESAFIO IMEDIATO PARA PORTUGAL I. ENQUADRAMENTO A pobreza e a desigualdade na distribuição de rendimentos são problemas que persistem na sociedade portuguesa,

Leia mais

Paridades de Poder de Compra 2014 11 de dezembro de 2015 O Produto Interno Bruto per capita expresso em Paridades de Poder de Compra situou-se em 78,1% da média da União Europeia em 2014 O Produto Interno

Leia mais

Impostos com relevância ambiental em 2014 representaram 6,5% do total das receitas de impostos e contribuições sociais

Impostos com relevância ambiental em 2014 representaram 6,5% do total das receitas de impostos e contribuições sociais Impostos e taxas com relevância ambiental 2014 02 de outubro de 2015 Impostos com relevância ambiental em 2014 representaram 6,5% do total das receitas de impostos e contribuições sociais Em 2014, o valor

Leia mais

Newsletter Informação Semanal a

Newsletter Informação Semanal a EUR / Kg Peso Carcaça CONJUNTURA SEMANAL Newsletter Informação Semanal 15-02 a 21-02- As Newsletter do SIMA podem também ser consultadas no facebook em: https://www.facebook.com/sima.portugal Na semana

Leia mais

Produção Científica Portuguesa: Séries Estatísticas

Produção Científica Portuguesa: Séries Estatísticas 2005-2015 ÍNDICE Nota Inicial.2 Gráfico 1 Número de publicações por milhão de habitantes nos vários países da União Europeia: 2005 e 2015 3 Gráfico 2 Taxa de crescimento médio anual, entre 2005 e 2015,

Leia mais

Newsletter Informação Mensal - JUNHO 2017

Newsletter Informação Mensal - JUNHO 2017 PREÇOS DO LEITE À PRODUÇÃO - Preços Médios Mensais (Leite de vaca cru com teores reais de matérias gordas e proteínas) Newsletter Informação Mensal - JUNHO As Newsletter do SIMA podem também ser consultadas

Leia mais

Como funciona a UE. Como funciona a UE

Como funciona a UE. Como funciona a UE Como funciona a UE Como funciona a UE Três instituições principais O Parlamento Europeu, a voz dos cidadãos Jerzy Buzek, Presidente do Parlamento Europeu O Conselho de Ministros, a voz dos Estados-Membros

Leia mais

Bruxelas, COM(2016) 90 final ANNEX 1 ANEXO. Proposta de

Bruxelas, COM(2016) 90 final ANNEX 1 ANEXO. Proposta de COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 26.2.2016 COM(2016) 90 final ANNEX 1 ANEXO da Proposta de DECISÃO DO CONSELHO relativa à assinatura, em nome da União Europeia e dos seus Estados-Membros, do Protocolo do Acordo

Leia mais

Características Gerais

Características Gerais Características Gerais Bloco mais antigo; Está no mais adiantado estágio de integração; Estágios de Integração Objetivos Zona de Livre Comércio União Aduaneira Mercado Comum União Monetária União Política

Leia mais

Proposta de aplicação do Pagamento Redistributivo no Pedido Único (PU) Comentário da CAP

Proposta de aplicação do Pagamento Redistributivo no Pedido Único (PU) Comentário da CAP INFORMAÇÃO Outubro 2016 Proposta de aplicação do Pagamento Redistributivo no Pedido Único (PU) 2017. Comentário da CAP O Governo português apresentou uma proposta de implementação de um pagamento de 50

Leia mais

, , , ,

, , , , 13. TRANSFERÊNCIAS (OUTROS CLIENTES) - FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Entrada em vigor: 01-julho-2016 13.1. Ordens de Transferência 1. Transferências Internas / Nacionais Emitidas 1.1. Entre Contas Bankinter

Leia mais

Preçário MAXPAY, INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTOS, LDA INSTITUIÇÕES PAGAMENTOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS

Preçário MAXPAY, INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTOS, LDA INSTITUIÇÕES PAGAMENTOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Preçário MAXPAY, INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTOS, LDA INSTITUIÇÕES PAGAMENTOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de O Preçário completo da MAXPAY-Instituição de Pagamento, Lda, contém o Folheto

Leia mais

RETIFICAÇÕES. («Jornal Oficial da União Europeia» L 139 de 26 de maio de 2016) O anexo II é inserido com a seguinte redação:

RETIFICAÇÕES. («Jornal Oficial da União Europeia» L 139 de 26 de maio de 2016) O anexo II é inserido com a seguinte redação: 3.6.2016 L 146/31 RETIFICAÇÕES Retificação do Regulamento de Execução (UE) 2016/799 da Comissão, de 18 de março de 2016, que dá execução ao Regulamento (UE) n. o 165/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho

Leia mais

ÍNDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR Dezembro de 2007

ÍNDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR Dezembro de 2007 15 de Janeiro de 2008 ÍNDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR Dezembro de 2007 EM 2007 A TAXA DE INFLAÇÃO SITUOU-SE EM 2,5% Em 2007, o Índice de Preços no Consumidor (IPC) registou uma taxa de variação média de

Leia mais

Taxa de Inflação homóloga diminuiu para 2,1%

Taxa de Inflação homóloga diminuiu para 2,1% ÍNDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR Agosto de 2007 14 de Setembro de 2007 Taxa de Inflação homóloga diminuiu para 2,1% Em Agosto, a taxa de variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) situou-se

Leia mais

Preçário. WiZink Bank, S.A.

Preçário. WiZink Bank, S.A. Preçário WiZink Bank, S.A. Instituição de Crédito com Sucursal em território nacional Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em Vigor: 21 abril 2017

Leia mais

Newsletter Informação Mensal - MAIO 2017

Newsletter Informação Mensal - MAIO 2017 PREÇOS DO LEITE À PRODUÇÃO - Preços Médios Mensais (Leite de vaca cru com teores reais de matérias gordas e proteínas) Newsletter Informação Mensal - MAIO As Newsletter do SIMA podem também ser consultadas

Leia mais

Newsletter Informação Mensal - MARÇO 2016

Newsletter Informação Mensal - MARÇO 2016 PREÇOS DO LEITE À PRODUÇÃO - Preços Médios Mensais PRODUTO (Leite de vaca cru com teores reais de matérias gordas e proteínas) Newsletter Informação Mensal - MARÇO dezembro As Newsletter do SIMA podem

Leia mais

Taxa de variação homóloga do IPC situou-se em 0,9%

Taxa de variação homóloga do IPC situou-se em 0,9% 12 de outubro de 2015 ÍNDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR Setembro de 2015 Taxa de variação homóloga do IPC situou-se em 0,9% Em setembro de 2015, a variação homóloga do IPC situou-se em 0,9%, taxa superior

Leia mais

Taxa de variação homóloga do IPC aumentou para 1,4%

Taxa de variação homóloga do IPC aumentou para 1,4% 12 de outubro de 2017 Índice de Preços no Consumidor Setembro de 2017 Taxa de variação homóloga do IPC aumentou para 1,4% A variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) aumentou para 1,4%

Leia mais

Newsletter Informação Semanal a

Newsletter Informação Semanal a CONJUNTURA SEMANAL - OVINOS Newsletter Informação Semanal 12-12 a 18-12- As Newsletter do SIMA podem também ser consultadas no facebook em: https://www.facebook.com/sima.portugal Na semana em análise verificou-se

Leia mais

Indicadores socioeconómicos dos Países de Língua Portuguesa

Indicadores socioeconómicos dos Países de Língua Portuguesa Publicação anual Outubro 2017 Indicadores socioeconómicos dos Países de Língua Portuguesa Comunidade em gráficos Área terrestre Milhares de km 2 População Milhões de habitantes, PIB EUR, mil milhões, preços

Leia mais

O Índice de Custo do Trabalho aumentou 0,5% face ao trimestre homólogo de 2015

O Índice de Custo do Trabalho aumentou 0,5% face ao trimestre homólogo de 2015 Índice de Custo do Trabalho 1.º trimestre de 216 13 de maio de 216 O Índice de Custo do Trabalho aumentou,% face ao trimestre homólogo de 21 O Índice de Custo do Trabalho ajustado de dias úteis registou

Leia mais

Newsletter Informação Semanal a

Newsletter Informação Semanal a CONJUNTURA SEMANAL - OVINOS Newsletter Informação Semanal 22-05 a 28-05- As Newsletter do SIMA podem também ser consultadas no facebook em: https://www.facebook.com/sima.portugal Na semana em análise as

Leia mais

ÍNDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR (*) E ÍNDICE HARMONIZADO DE PREÇOS NO CONSUMIDOR Janeiro de 2003

ÍNDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR (*) E ÍNDICE HARMONIZADO DE PREÇOS NO CONSUMIDOR Janeiro de 2003 Informação à Comunicação Social 21 de Fevereiro de 2003 ÍNDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR (*) E ÍNDICE HARMONIZADO DE PREÇOS NO CONSUMIDOR Janeiro de 2003 Tema: Economia e Finanças Preços no consumidor aumentam

Leia mais

CONSELHO EUROPEU Bruxelas, 31 de maio de 2013 (OR. en)

CONSELHO EUROPEU Bruxelas, 31 de maio de 2013 (OR. en) CONSELHO EUROPEU Bruxelas, 31 de maio de 2013 (OR. en) Dossiê interinstitucional: 2013/0900 (NLE) EUCO 110/13 INST 234 POLGEN 69 OC 295 ATOS JURÍDICOS Assunto: PROJETO DE DECISÃO DO CONSELHO EUROPEU que

Leia mais

Saldos migratórios OEm Fact Sheets 04 setembro de 2016

Saldos migratórios OEm Fact Sheets 04 setembro de 2016 oem Observatório da Emigração Saldos migratórios 2000-2013 Rui Pena Pires e Inês Espírito-Santo Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES-IUL),

Leia mais

A UNIÃO EUROPEIA E O DIÁLOGO INTERCULTURAL MNE DGAE

A UNIÃO EUROPEIA E O DIÁLOGO INTERCULTURAL MNE DGAE A UNIÃO EUROPEIA E O DIÁLOGO INTERCULTURAL O CAMINHO PARA A UNIÃO EUROPEIA O QUE SE COMEMORA NO ANO EUROPEU 2008 QUIZ O CAMINHO PARA A UNIÃO EUROPEIA No século XX, depois das Guerras Mundiais (a 2ª foi

Leia mais

Evolução da Sinistralidade Rodoviária. A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária

Evolução da Sinistralidade Rodoviária. A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária Evolução da Sinistralidade Rodoviária A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária DIMENSÃO DO PROBLEMA Relatório da Organização Mundial de Saúde (WHO) sobre Prevenção Rodoviária (2009) 2004 2030 POS

Leia mais

Coordenação Geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro

Coordenação Geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro Coordenação Geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro Equipe Técnica Kennya Beatriz Siqueira - Pesquisadora Embrapa Gado de Leite Alziro Vasconcelos Carneiro - Analista Embrapa Gado de

Leia mais

Recolocação de requerentes de proteção internacional

Recolocação de requerentes de proteção internacional European Asylum Support Office Recolocação de requerentes de proteção internacional Folheto informativo PT SUPPORT IS OUR MISSION «Que se entende por recolocação?» Por recolocação entende se a transferência

Leia mais

Preçário NOVACAMBIOS - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTO, SA

Preçário NOVACAMBIOS - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTO, SA Preçário NOVACAMBIOS - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTO, SA INSTI Sociedade financeira com sede em território nacional, de acordo com o previsto no Regime Geral das Instituições de Crédito e Sociedades Financeiras

Leia mais

Comissão Europeia. Conselho da União Europeia. Parlamento Europeu. Tribunal de Justiça. Tribunal de Contas. Comité Económico e Social

Comissão Europeia. Conselho da União Europeia. Parlamento Europeu. Tribunal de Justiça. Tribunal de Contas. Comité Económico e Social As instituições comunitárias Comissão Europeia Conselho da União Europeia Parlamento Europeu Tribunal de Justiça Tribunal de Contas Comité Económico e Social Comité das Regiões Banco Europeu de Investimentos

Leia mais

G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação_ e Relações Internacionais. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N.

G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação_ e Relações Internacionais. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N. Boletim Mensal de Economia Portuguesa N.º 09 setembro 2011 Gabinete de Estratégia e Estudos Ministério da Economia e do Emprego G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação_ e Relações Internacionais

Leia mais

O Índice de Custo do Trabalho aumentou 1,2% face ao trimestre homólogo de 2014

O Índice de Custo do Trabalho aumentou 1,2% face ao trimestre homólogo de 2014 14 de agosto de 21 Índice de Custo do Trabalho 2º trimestre de 21 O Índice de Custo do Trabalho aumentou 1,2 face ao trimestre homólogo de 214 O Índice de Custo do Trabalho ajustado de dias úteis registou

Leia mais

Preçário RAIZE SERVIÇOS DE GESTÃO, S. A. INSTITUIÇÕES PAGAMENTOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 01-dez-2016

Preçário RAIZE SERVIÇOS DE GESTÃO, S. A. INSTITUIÇÕES PAGAMENTOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 01-dez-2016 Preçário RAIZE SERVIÇOS DE GESTÃO, S. A. INSTITUIÇÕES PAGAMENTOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de O Preçário completo da RAIZE SERVIÇOS DE GESTÃO, S. A., contém o Folheto de Comissões

Leia mais

A UNIÃO EUROPEIA.

A UNIÃO EUROPEIA. A UNIÃO EUROPEIA O Centro de Informação Europeia Jacques Delors O Centro foi criado para informar os cidadãos sobre qualquer assunto relacionado com a União Europeia. Jacques Lucien Jean Delors Nasceu

Leia mais

Taxa de variação homóloga do IPC situou-se em -0,4%

Taxa de variação homóloga do IPC situou-se em -0,4% 10 de julho de 2014 ÍNDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR Junho de 2014 Taxa de variação homóloga do IPC situou-se em -0,4% Em junho de 2014, a variação homóloga do IPC situou-se em -0,4%, taxa igual à observada

Leia mais

TAXA DE INFLAÇÃO HOMÓLOGA AUMENTA PARA 3,1%

TAXA DE INFLAÇÃO HOMÓLOGA AUMENTA PARA 3,1% 17 de Abril de 2006 ÍNDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR Março de 2006 TAXA DE INFLAÇÃO HOMÓLOGA AUMENTA PARA 3,1% Em Março a taxa de variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) situou-se nos 3,1%,

Leia mais

Newsletter Informação Semanal a

Newsletter Informação Semanal a CONJUNTURA SEMANAL - OVINOS Newsletter Informação Semanal 25-01 a 31-01- As Newsletter do SIMA podem também ser consultadas no facebook em: https://www.facebook.com/sima.portugal Na semana em análise registou-se

Leia mais

O CONTRIBUTO DO IVA PARA AS RECEITAS PÚBLICAS

O CONTRIBUTO DO IVA PARA AS RECEITAS PÚBLICAS CONFERÊNCIA COMEMORATIVA DOS 30 ANOS DO IVA EM PORTUGAL II Painel: O funcionamento do IVA: A experiência do funcionamento do imposto em Portugal O CONTRIBUTO DO IVA PARA AS RECEITAS PÚBLICAS Jorge Oliveira*

Leia mais

Taxa de variação homóloga do IPC situou-se em 0,3%

Taxa de variação homóloga do IPC situou-se em 0,3% 13 de Abril de 2015 ÍNDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR Março de 2015 Taxa de variação homóloga do IPC situou-se em 0,3% Em março de 2015, a variação homóloga do IPC situou-se em 0,3%, taxa superior em 0,5

Leia mais

A EUROPA DÁ AS MÃOS. Ana Maria Magalhães Isabel Alçada MAPA D A EUROPA. Completar a legenda com o nome dos países da UE

A EUROPA DÁ AS MÃOS. Ana Maria Magalhães Isabel Alçada MAPA D A EUROPA. Completar a legenda com o nome dos países da UE FICHA S DE LEITUR A A EUROPA DÁ AS MÃOS Ana Maria Magalhães Isabel Alçada MAPA D A EUROPA O S PAÍSE S D A U N IÃO EUROPEIA Completar a legenda com o nome dos países da UE 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 20 12

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA GOVERNO REGIONAL SECRETARIA REGIONAL DOS RECURSOS HUMANOS DIRECÇÃO REGIONAL DO TRABALHO SALÁRIO MÍNIMO

REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA GOVERNO REGIONAL SECRETARIA REGIONAL DOS RECURSOS HUMANOS DIRECÇÃO REGIONAL DO TRABALHO SALÁRIO MÍNIMO REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA GOVERNO REGIONAL SECRETARIA REGIONAL DOS RECURSOS HUMANOS DIRECÇÃO REGIONAL DO TRABALHO SALÁRIO MÍNIMO (RETRIBUIÇÕES MÍNIMAS MENSAIS GARANTIDAS NA REGIÃO) Abril de 2009. ANEXO:

Leia mais

Taxa de variação homóloga do IPC situou-se em 0,4%

Taxa de variação homóloga do IPC situou-se em 0,4% 13 de maio de 2015 ÍNDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR Abril de 2015 Taxa de variação homóloga do IPC situou-se em 0,4% Em abril de 2015, a variação homóloga do IPC situou-se em 0,4%, taxa superior em 0,1 pontos

Leia mais

BPstat mobile inovação na difusão das estatísticas do Banco de Portugal

BPstat mobile inovação na difusão das estatísticas do Banco de Portugal BPstat mobile inovação na difusão das estatísticas do Banco de Portugal João Cadete de Matos Diretor do Departamento de Estatística 24 novembro 2015 Lisboa BPstat mobile Evolução da difusão estatística

Leia mais

Impostos com relevância ambiental em 2016 representaram 7,5% do total das receitas de impostos e contribuições sociais

Impostos com relevância ambiental em 2016 representaram 7,5% do total das receitas de impostos e contribuições sociais Impostos e taxas com relevância ambiental 2016 4 de outubro de 2017 Impostos com relevância ambiental em 2016 representaram 7,5% do total das receitas de impostos e contribuições sociais Em 2016, o valor

Leia mais

Programa de acção comunitário em matéria de formação profissional

Programa de acção comunitário em matéria de formação profissional 1 Uma porta aberta para a Europa Programa de acção comunitário em matéria de formação profissional Albino Oliveira Serviço de Relações Internacionais da Universidade do Porto 2 1 Cinco tipos de Acção Mobilidade

Leia mais

Cifras da Catalunha Generalitat de Catalunya Governo de Catalunha

Cifras da Catalunha Generalitat de Catalunya Governo de Catalunha www.idescat.cat Cifras da Generalitat de Catalunya Governo de POPULAÇÃO 5 Densidade (hab./km ) 3, 9,5 6, População (.) () 448 46 438 5 53 homens 49, 49, 48,8 mulheres 5, 5,9 5, Estrutura () -4 anos 5,

Leia mais

Taxa de gestão de resíduos

Taxa de gestão de resíduos Taxa de gestão de resíduos Inês Diogo Vogal do Conselho Diretivo da Agência Portuguesa do Ambiente, I.P. 30 de abril de 2013 Resumo 1. Enquadramento 2. Objetivo 3. Aplicação 4. Valores 5. Evolução 6. Destino

Leia mais

Taxa de variação homóloga do IPC aumentou para 1,1%

Taxa de variação homóloga do IPC aumentou para 1,1% 12 de setembro de 2017 Índice de Preços no Consumidor Agosto de 2017 Taxa de variação homóloga do IPC aumentou para 1,1% A variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) aumentou para 1,1% em

Leia mais

Preçário MUNDITRANSFERS - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTOS E CAMBIOS, LDA. INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTOS

Preçário MUNDITRANSFERS - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTOS E CAMBIOS, LDA. INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTOS Preçário MUNDITRANSFERS - INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTOS E CAMBIOS, LDA. INSTITUIÇÃO DE PAGAMENTOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo

Leia mais

Taxa de variação homóloga do IPC manteve-se em 1,4%

Taxa de variação homóloga do IPC manteve-se em 1,4% Índice de Preços no Consumidor Outubro de 2017 13 de novembro de 2017 Taxa de variação homóloga do IPC manteve-se em 1,4% A variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) foi de 1,4% em outubro

Leia mais

Taxa de variação homóloga do IPC manteve-se em 0,9%

Taxa de variação homóloga do IPC manteve-se em 0,9% 10 de agosto de 2017 ÍNDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR Julho de 2017 Taxa de variação homóloga do IPC manteve-se em 0,9% A variação homóloga do IPC situou-se em 0,9% em julho de 2017, taxa idêntica à registada

Leia mais

Taxa de variação homóloga do IPC situou-se em 1,4%

Taxa de variação homóloga do IPC situou-se em 1,4% 12 de abril de 2017 Índice de Preços no Consumidor Março de 2017 Taxa de variação homóloga do IPC situou-se em 1,4% A variação homóloga do IPC passou de 1,6% em fevereiro para 1,4% em março de 2017, refletindo

Leia mais

Impostos com relevância ambiental em 2011 representaram 9,8% do total das receitas de impostos e contribuições sociais

Impostos com relevância ambiental em 2011 representaram 9,8% do total das receitas de impostos e contribuições sociais Impostos e taxas com relevância ambiental 2006-2011 19 de outubro de 2012 Impostos com relevância ambiental em 2011 representaram 9,8% do total das receitas de impostos e contribuições sociais Em 2011,

Leia mais

O Índice de Custo do Trabalho diminuiu 2,8% face ao trimestre homólogo de 2014

O Índice de Custo do Trabalho diminuiu 2,8% face ao trimestre homólogo de 2014 1T09 2T09 3T09 4T09 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 2T11 3T11 4T11 1T12 2T12 3T12 4T12 1T13 2T13 3T13 4T13 1T14 2T14 3T14 4T14 1T15 2T15 3T15 13 de novembro de 2015 Índice de Custo do Trabalho 3.º trimestre de

Leia mais

Resultados dos exercícios de stress test ao Banco Espírito Santo e à Santander Totta, SGPS. 6 de Agosto de 2010

Resultados dos exercícios de stress test ao Banco Espírito Santo e à Santander Totta, SGPS. 6 de Agosto de 2010 Resultados dos exercícios de stress test ao Banco Espírito Santo e à Santander Totta, SGPS 6 de Agosto de 2010 O Banco Espírito Santo e a Santander Totta, SGPS solicitaram ao Banco de Portugal a realização

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE EMPRESAS PETROLÍFERAS

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE EMPRESAS PETROLÍFERAS ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE EMPRESAS PETROLÍFERAS Análise do Mercado dos Produtos Petrolíferos em 2011 Introdução O preço dos combustíveis é um tema sempre presente na nossa sociedade, que afeta todos os

Leia mais

Organizar a Escola para 12 anos de escolaridade obrigatória JOAQUIM AZEVEDO

Organizar a Escola para 12 anos de escolaridade obrigatória JOAQUIM AZEVEDO Organizar a Escola para 12 anos de escolaridade obrigatória JOAQUIM AZEVEDO 3º Ciclo de Seminários de Aprofundamento em Administração e Organização escolar UCP - 27 de fevereiro de 2013 Escolaridade de

Leia mais

Impostos com relevância ambiental em 2012 representaram 9,4% do total das receitas de impostos e contribuições sociais

Impostos com relevância ambiental em 2012 representaram 9,4% do total das receitas de impostos e contribuições sociais Impostos e taxas com relevância ambiental 2012 11 de outubro de 2013 Impostos com relevância ambiental em 2012 representaram 9,4% do total das receitas de impostos e contribuições sociais Em 2012, o valor

Leia mais

A fecundidade em Portugal: Como seria sem as mulheres imigrantes?

A fecundidade em Portugal: Como seria sem as mulheres imigrantes? A fecundidade em Portugal: Como seria sem as mulheres imigrantes? MADALENA RAMOS, ISCTE-IUL, CIES-IUL (madalena.ramos@iscte.pt) ANA CRISTINA FERREIRA, ISCTE-IUL, DINÂMIA/CET-ISCTE-IUL (cristina.ferreira@iscte.pt)

Leia mais

APESAR DE EXISTIR OUTRA SOLUÇÃO, O GOVERNO PREFERE AUMENTAR O IVA SOBRE O GÁS E A ELECTRICIDADE PENALIZANDO AS FAMILIAS DE MÉDIOS E BAIXOS RENDIMENTOS

APESAR DE EXISTIR OUTRA SOLUÇÃO, O GOVERNO PREFERE AUMENTAR O IVA SOBRE O GÁS E A ELECTRICIDADE PENALIZANDO AS FAMILIAS DE MÉDIOS E BAIXOS RENDIMENTOS APESAR DE EXISTIR OUTRA SOLUÇÃO, O GOVERNO PREFERE AUMENTAR O IVA SOBRE O GÁS E A ELECTRICIDADE PENALIZANDO AS FAMILIAS DE MÉDIOS E BAIXOS RENDIMENTOS Eugénio Rosa Uma análise objectiva, utilizando os

Leia mais

Evolução dos preços das telecomunicações 1

Evolução dos preços das telecomunicações 1 Evolução dos preços das telecomunicações 1 Síntese Em setembro de 2015, os preços das telecomunicações 1 não sofreram qualquer alteração face ao mês anterior. Em comparação com o mês homólogo do ano anterior,

Leia mais

Taxa de variação homóloga do IPC diminuiu para 0,9%

Taxa de variação homóloga do IPC diminuiu para 0,9% 12 de julho de 2017 Índice de Preços no Consumidor Junho de 2017 Taxa de variação homóloga do IPC diminuiu para 0,9% A variação homóloga do IPC passou de 1,5% em maio para 0,9% em junho de 2017, refletindo

Leia mais

Envolvimento de um 1973 (1º alargamento): Europa a 9, com a chegada do Reino Unido, Reforma institucional Espanha

Envolvimento de um 1973 (1º alargamento): Europa a 9, com a chegada do Reino Unido, Reforma institucional Espanha Alargamento da UE que realidade macroeconómica? Paulo Reis Mourão Estrutura da Comunicação Alargamento da U.E. As Raízes Alargamento da U.E. Implicações Macroeconómicas para os (actuais e futuros) países

Leia mais

NEGOCIAÇÕES DE ADESÃO DA BULGÁRIA E DA ROMÉNIA À UNIÃO EUROPEIA

NEGOCIAÇÕES DE ADESÃO DA BULGÁRIA E DA ROMÉNIA À UNIÃO EUROPEIA NEGOCIAÇÕES DE ADESÃO DA BULGÁRIA E DA ROMÉNIA À UNIÃO EUROPEIA Bruxelas, 31 de Março de 2005 (OR. en) AA 1/2/05 REV 2 TRATADO DE ADESÃO: ÍNDICE PROJECTO DE ACTOS LEGISLATIVOS E OUTROS INSTRUMENTOS Junto

Leia mais

Taxa de variação homóloga do IPC situou-se em 0,6%

Taxa de variação homóloga do IPC situou-se em 0,6% 11 de dezembro de 2015 Índice de Preços no Consumidor Novembro de 2015 Taxa de variação homóloga do IPC situou-se em 0,6% Em novembro de 2015, a variação homóloga do IPC manteve-se em 0,6%. O indicador

Leia mais

TAXA DE INFLAÇÃO HOMÓLOGA DIMINUI PARA 2,7% EM OUTUBRO

TAXA DE INFLAÇÃO HOMÓLOGA DIMINUI PARA 2,7% EM OUTUBRO ÍNDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR Outubro de 2006 15 de Novembro de 2006 TAXA DE INFLAÇÃO HOMÓLOGA DIMINUI PARA 2,7% EM OUTUBRO Em Outubro, a taxa de variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC)

Leia mais

COSMÉTICA AEP / DEPARTAMENTO DE ESTUDOS E DESENVOLVIMENTO

COSMÉTICA AEP / DEPARTAMENTO DE ESTUDOS E DESENVOLVIMENTO COSMÉTICA AEP / DEPARTAMENTO DE ESTUDOS E DESENVOLVIMENTO MARÇO DE 2003 Índice Panorama Nacional... 3 Panorama comunitário... 7 Anexo Estatístico... 8 2 Panorama Nacional O fabrico de produtos cosméticos

Leia mais

Taxa de variação homóloga do IPC situou-se em 0,4%

Taxa de variação homóloga do IPC situou-se em 0,4% 10 de março de 2016 Índice de Preços no Consumidor Fevereiro de 2016 Taxa de variação homóloga do IPC situou-se em 0,4% Em fevereiro de 2016, a variação homóloga do IPC situou-se em 0,4%, taxa inferior

Leia mais

Cidadania Europeia. Trabalho realizado por: Joana Ferreira 11ºH Área de Integração

Cidadania Europeia. Trabalho realizado por: Joana Ferreira 11ºH Área de Integração Cidadania Europeia Trabalho realizado por: Joana Ferreira 11ºH Área de Integração UNIÃO EUROPEIA Momentos Importantes da construção Europeia 1950 - A 9 de Maio deu-se a declaração de Robert Schuman; 1951

Leia mais

REDE DE ESTABELECIMENTOS POSTAIS RELATIVOS AOS CTT CORREIOS DE PORTUGAL, S.A., NO FINAL DO 1.º SEMESTRE DE 2012

REDE DE ESTABELECIMENTOS POSTAIS RELATIVOS AOS CTT CORREIOS DE PORTUGAL, S.A., NO FINAL DO 1.º SEMESTRE DE 2012 REDE DE ESTABELECIMENTOS POSTAIS RELATIVOS AOS CTT CORREIOS DE PORTUGAL, S.A., NO FINAL DO 1.º SEMESTRE DE 2012 ÍNDICE 1. SUMÁRIO EXECUTIVO... 1 2. ENQUADRAMENTO... 3 3. EVOLUÇÃO DA REDE DE ESTABELECIMENTOS

Leia mais

Despesas Descrição Orçamento Orçamento Variação (%)

Despesas Descrição Orçamento Orçamento Variação (%) PROJETO DE ORÇAMENTO RETIFICATIVO N.º 2/2014 VOLUME 1 - MAPA GERAL DE RECEITAS A. INTRODUÇÃO E FINANCIAMENTO DO ORÇAMENTO GERAL Financiamento do orçamento geral Dotações a cobrir durante o exercício de

Leia mais

Principais alterações:

Principais alterações: 1 eidas o novo Regulamento Europeu sobre certificação digital que substitui a legislação Portuguesa O que é o eidas? No próximo dia 1 de Julho entra em vigor o Regulamento nº910/2014 do Parlamento e do

Leia mais

ESTATÍSTICAS DO TRABALHO

ESTATÍSTICAS DO TRABALHO REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA GOVERNO REGIONAL SECRETARIA REGIONAL DOS RECURSOS HUMANOS DIRECÇÃO REGIONAL DO TRABALHO ESTATÍSTICAS DO TRABALHO SALÁRIO MÍNIMO (RETRIBUIÇÕES MÍNIMAS MENSAIS GARANTIDAS NA REGIÃO)

Leia mais

V. N. de Gaia Espaço Porto Cruz 17/06/2015. Hugo Marques Sousa

V. N. de Gaia Espaço Porto Cruz 17/06/2015. Hugo Marques Sousa V. N. de Gaia Espaço Porto Cruz 17/06/2015 Hugo Marques Sousa Contextualizaçã o 2 Setor tradicional Posicionamento Que resposta? + qualidade + inovação + valor acrescentado Eixos para o renascimento industrial

Leia mais

Desenvolvimento Económico Regional

Desenvolvimento Económico Regional Desenvolvimento Económico Regional Conceito Aumento sustentado do emprego, rendimento e produtividade Desenvolvimento = Desenvolvimento Económico? séc. XIX anos 40 do séc. XX O conceito de desenvolvimento

Leia mais

Contas Económicas da Silvicultura 2014

Contas Económicas da Silvicultura 2014 Contas Económicas da Silvicultura 214 29 de junho de 216 Em 214, o VAB da silvicultura aumentou,6% em valor e decresceu 2,1% em volume Em 215 o saldo da balança comercial dos produtos de origem florestal

Leia mais

Desenvolvimento Local

Desenvolvimento Local Desenvolvimento Local Aula 3 Globalização e desenvolvimento local. Regiões ganhadoras e regiões perdedoras. Comparação entre regiões usando como indicador o Índice de dispersão do PIB per capita. Dinâmicas

Leia mais

Taxa de variação homóloga do IPC aumentou para 2,0%

Taxa de variação homóloga do IPC aumentou para 2,0% 11 de maio de 2017 Índice de Preços no Consumidor Abril de 2017 Taxa de variação homóloga do IPC aumentou para A variação homóloga do IPC passou de 1,4% em março para em abril de 2017. O indicador de inflação

Leia mais