O Melhor presente de Natal

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O Melhor presente de Natal"

Transcrição

1 O Melhor presente de Natal

2 This ebook is distributed under Creative Common License You are free to copy, distribute and transmit this work under the following conditions: - You must attribute the work in the manner specified by the author or licensor (but not in any way that - You may not use this work for commercial purposes - You may not alter, transform, or build upon this work Ivan Parvov, The best Christmas gift Copyright 2011 by Ivan Parvov Text and illustrations by Ivan Parvov Translated by Gustavo Mazzarollo suggests that they endorse you or your use of the work)

3 Chegou o inverno e o vale da pequena raposa Lulu estava coberto de neve. Todos os animais estavam escondidos em suas casas. Lulu não gostava do inverno, mas havia um dia pelo qual ele esperava ansiosamente...

4 Amanhã é Natal e Lulu estava tão contente que nem conseguia dormir. Que presente o Papai Noel traria? Uma bola nova? Ou skates? Talvez uma bicicleta? Ou Talvez De repente alguma coisa apareceu brilhando no céu.

5 O que é isso? Uma estrela cadente? Um avião? Ou seria uma ave gigante? O que quer que fosse caiu depois da floresta negra. Lulu pulou da cama e colocou o cachecol...

6 Brrr...estava frio de verdade La fora. De tarde Lulu e seu pai limparam toda a neve ao redor de casa, mas o vale estava coberto de neve espessa.

7 O caminho a frente seria difícil e de deixar com medo...

8 Ele finalmente cruzou a floresta negra e começou a cheirar e olhar ao redor. Mesmo que ele cheirou um monte o nariz não conseguia sentir muito tinha um cheiro de alguma coisa desconhecida.

9 E finalmente ele encontrou! Era um saco vermelho grande. Muito estranho pensou Lulu Como é possível para um saco cair do céu? Sacos não voam... Então ele abriu e descobriu o que estava acontecendo...

10 Esse é o saco do Papai Noel! Aqui dentro está o presente para o porco espinho, para os patinhos, para o esquilo para todo o mundo. Evidentemente que o saco caiu do trenó, quando o papai Noel voava acima do vale.

11 Isso é ótimo disse Lulu. Ele pegou quantos pacotes era possível e correu de volta para o vale.

12 Primeiro ele parou na casa da toupeira e olhou através da janela. Estava muito bom la dentro o fogo estava queimando na lareira e o pinheiro de Natal brilhava. Lulu teve um sentimento como se quisesse voltar para casa, mas não tinha jeito ele colocou o presente perto da porta e foi embora rápido.

13 Então foi para a casa dos dois coelhos e deixou os presentes deles. Haviam risos e brincadeiras dentro da casa. Lulu gostaria muito de ter ficado brincando com os coelhos, mas essa noite tinha uma tarefa importante para fazer.

14 Então ele parou na arvore do esquilo. Já estava tarde e um ronco silencioso foi ouvido de dentro. Lulu sentiu sono então ele beliscou a sua cauda, pulou para cima e deixou o presente pendurado na frente do buraco.

15 Lulu entregou presentes a noite toda. Estava se tornando cada vez mais difícil ir adiante, começou um vento forte e logo iniciou uma tempestade pesada de neve.

16 Estava difícil continuar andando nessa tempestade de neve. Ele não conseguia ver nada e apenas o seu nariz aperfeiçoado ajudava a manter o caminho.

17 Então a tempestade se tornou tão terrível que Lulu, com medo, gelado e enfraquecido se protegeu dentro do saco. Ele queria tanto estar em casa com sua mãe e seu pai. Lulu se enrolou como uma bola, se embrulhou com sua cauda e pegou no sono.

18 O vento continuou soprando ainda mais forte. A neve estava cobrindo as pegadas de Lulu e o saco do Papai Noel...

19 Lulu espichou as pernas, e acordou. Ele estava coberto por um cobertor grosso. Estava quente e bem bom. Ele olhou ao redor surpreso ele estava em casa, perto da lareira na sala. Estaria eu sonhando? imaginou Lulu. Não, não é um sonho. Ele escutou uma voz familiar.

20 Mamãe! Papai! Lulu pulou com felicidade. Você nos assustou muito Lulu disse a sua mãe Todos os animais estavam procurando por você, mas não haviam pegadas. Nós tivemos sorte que o grande nariz do seu pai finalmente sentiu o seu cheiro e junto com as toupeiras conseguimos tirar o saco da neve. A coisa importante é que você está a salvo e todos ganharam os seus presentes de Natal. Não todo o mundo disse o seu pai Quando nós te encontramos havia mais um presente dentro do saco o seu presente. Vamos lá, abra ele. Deixe a gente ver se é uma coisa legal.

21 Lulu sorriu e disse: Eu já ganhei o melhor presente de Natal. Essa noite eu descobri que a única coisa que eu quero para o Natal é estar em casa com você e a mamãe. Isso é melhor que um saco cheio de presentes.

22 FIM Veja mais livros grátis em

O herói da montanha.

O herói da montanha. O herói da montanha www.bubutales.com This ebook is distributed under Creative Common License 3.0 http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/ You are free to copy, distribute and transmit this work

Leia mais

Não te esqueças de mim, Pai Natal! Autor: Norbert Landa Ilustrador: Marlis Scharff-Kniemeyer

Não te esqueças de mim, Pai Natal! Autor: Norbert Landa Ilustrador: Marlis Scharff-Kniemeyer Não te esqueças de mim, Pai Natal! Autor: Norbert Landa Ilustrador: Marlis Scharff-Kniemeyer No Inverno, não há no vale dos ursos nem cogumelos, nem amoras, nem o mel das abelhas. Em vez disso, só há neve,

Leia mais

Os Perigos da Floresta

Os Perigos da Floresta Rubens de Almeida Oliveira Os Perigos da Floresta Editora BPA Biblioteca Popular de Afogados Texto e Pesquisa de Imagens RUBENS DE ALMEIDA OLIVEIRA Os Perigos da Floresta RECIFE -PE JAN/2007 Coordenação

Leia mais

01/09/2010. Incubadoras. Benchmarking

01/09/2010. Incubadoras. Benchmarking Incubadoras Benchmarking 1 Você sabe o que é uma incubadora?! Incubadora: Possui um ambiente especialmente planejado; Tem como base o empreendedorismo e seu incentivo Visa difundir o conhecimento. Qual

Leia mais

O que é a Ética? Ética da pessoa... Princípios e Normas Éticas. Sócrates

O que é a Ética? Ética da pessoa... Princípios e Normas Éticas. Sócrates 1 O que é a Ética? Ética da pessoa... Princípios e Normas Éticas 2 Sócrates É sujeito ético moral somente aquele que sabe o que faz, conhece as causas e os fins de sua ação, o significado de suas intenções

Leia mais

Depois, levou os filhotes para o pátio do castelo. Todos parabenizaram a pata: a sua ninhada era realmente bonita... Exceto um: o patinho das penas

Depois, levou os filhotes para o pátio do castelo. Todos parabenizaram a pata: a sua ninhada era realmente bonita... Exceto um: o patinho das penas O patinho feio A mamãe pata havia feito um ninho no meio da folhagem, perto do velho castelo. Finalmente, após longa espera, os ovos se abriram, um após o outro, e surgiram patinhos amarelos. Porém, de

Leia mais

Se você encontrasse um amigo em dificuldade, você o ajudaria? Leia o texto que narra a história de quatro animais que são verdadeiros amigos.

Se você encontrasse um amigo em dificuldade, você o ajudaria? Leia o texto que narra a história de quatro animais que são verdadeiros amigos. Nome: Ensino: F undamental 4 o ano urma: Língua Por ortuguesa T Data: 11/8/2009 Se você encontrasse um amigo em dificuldade, você o ajudaria? Leia o texto que narra a história de quatro animais que são

Leia mais

Curso Básico do Ubuntu 8.04

Curso Básico do Ubuntu 8.04 Curso Básico do Ubuntu 8.04 Written by and attributed to Canonical Ltd. and the Ubuntu Training community 2007. This license is bound by the Creative Commons: CC by NC SA. Under this license, you are free:

Leia mais

O soldadinho de chumbo

O soldadinho de chumbo O soldadinho de chumbo U m menino ganhou de presente de aniversário uma caixa de papelão com vinte e cinco soldadinhos de chumbo, todos iguaizinhos. Um deles era perneta, pois durante a fabricação havia

Leia mais

DATA: 02 / 12 / 2013 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA:

DATA: 02 / 12 / 2013 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 0 / / 03 UNIDADE: III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

O Meu Primeiro Dia No Mercado

O Meu Primeiro Dia No Mercado You are free to download, copy, translate or adapt this story and use the illustrations as long as you attribute in the following way: O Meu Primeiro Dia No Mercado Author - Timothy Kabare and Ursula Nafula

Leia mais

Melhor Natal de Todos!

Melhor Natal de Todos! O Melhor Natal de Todos! Tiago suspirou enquanto observava da janela os flocos de neve flutuarem suavemente até o chão. Ele havia esperado ansiosamente pela época de Natal, mas agora estava triste. Ouviu-se

Leia mais

Era uma vez uma menina que alegremente carregava sua lanterna pelas ruas.

Era uma vez uma menina que alegremente carregava sua lanterna pelas ruas. Eu vou com minha lanterna e ela comigo vai No céu brilham estrelas, na Terra brilhamos nós Minha luz se apagou, pra casa eu vou, Com minha lanterna na mão. ( bis ) Era uma vez uma menina que alegremente

Leia mais

Portuguese. Anansi Dá As Histórias Às Pessoas Translators without Borders Wiehan de Jager

Portuguese. Anansi Dá As Histórias Às Pessoas Translators without Borders Wiehan de Jager Portuguese Anansi Dá As Histórias Às Pessoas Translators without Borders Wiehan de Jager 1 Há muito tempo, o Deus dos Céus, Nyame, guardava todas as histórias numa caixa de madeira, lá no céu. As pessoas

Leia mais

Anjo da Guarda e a Luz Noturna

Anjo da Guarda e a Luz Noturna O Anjo da Guarda e a Luz Noturna Papai, tenho mesmo que ir dormir agora? perguntou Telmo. Acho que já teve histórias suficientes por uma noite disse o pai. Por favor, papai. Só mais uma história suplicou

Leia mais

Leão e Facoquero. Translators without Borders and Isabel Ferreira. Wiehan de Jager. Portuguese

Leão e Facoquero. Translators without Borders and Isabel Ferreira. Wiehan de Jager. Portuguese Leão e Facoquero Translators without Borders and Isabel Ferreira Wiehan de Jager Portuguese Era uma vez um Leão, que era o animal mais forte e temido. Caçava os outros animais e comia-os. Mas uma manhã

Leia mais

O que é Legislação? Direito de Propriedade Material, Industrial e Intelectual

O que é Legislação? Direito de Propriedade Material, Industrial e Intelectual O que é Legislação? Direito de Propriedade Material, Industrial e Intelectual 1 A palavra " lei " se refere a limites em várias formas de comportamento. Lei= do verbo latinoligare=significa "aquilo que

Leia mais

Num bonito dia de inverno, um grupo de crianças brincava no recreio da sua escola,

Num bonito dia de inverno, um grupo de crianças brincava no recreio da sua escola, Pátio da escola Num bonito dia de inverno, um grupo de crianças brincava no recreio da sua escola, quando começara a cair encantadores flocos de neve. Entre eles estava o Bernardo, um menino muito curioso

Leia mais

É bom ser criança de vez em quando e nunca é melhor ser criança do que no Natal. Charles Dickens, em Um conto de Natal

É bom ser criança de vez em quando e nunca é melhor ser criança do que no Natal. Charles Dickens, em Um conto de Natal É bom ser criança de vez em quando e nunca é melhor ser criança do que no Natal. Charles Dickens, em Um conto de Natal Noite Feliz Maísa Zakzuk ilustrações de Aida Cassiano 3 a edição Texto Maísa Zakzuk

Leia mais

A rapariga e o homem da lua

A rapariga e o homem da lua A rapariga e o homem da lua (conto tradicional do povo tchuktchi) Viveu outrora, entre o povo Tchuktchi, um homem que só tinha uma filha. A filha era a melhor das ajudas que o pai podia ter. Passava o

Leia mais

Era uma tarde quente de verão e todos obedeciam à rotina diária. O labrador Mozart, chefe da matilha e cão mais velho, descansa suas pernas

Era uma tarde quente de verão e todos obedeciam à rotina diária. O labrador Mozart, chefe da matilha e cão mais velho, descansa suas pernas Era uma tarde quente de verão e todos obedeciam à rotina diária. O labrador Mozart, chefe da matilha e cão mais velho, descansa suas pernas doloridas, mas permanece atento a tudo o que acontece: ele é

Leia mais

Portuguese. Os Animais Cavam Um Poço João Carlos Brito

Portuguese. Os Animais Cavam Um Poço João Carlos Brito Portuguese Os Animais Cavam Um Poço João Carlos Brito 1 Aconteceu um ano a chuva deixar de cair. As árvores secaram e morreram. Os rios desapareceram e a água evaporou. As pessoas e os animais começaram

Leia mais

João Carlos Brito. Portuguese. Os Animais Cavam Um Poço. Author - Um conto tradicional dos Manyungwes de Moçambique

João Carlos Brito. Portuguese. Os Animais Cavam Um Poço. Author - Um conto tradicional dos Manyungwes de Moçambique You are free to download, copy, translate or adapt this story and use the illustrations as long as you attribute in the following way: Os Animais Cavam Um Poço Author - Um conto tradicional dos Manyungwes

Leia mais

A Menina Que Deixou. De Sonhar. Autora: Waleska Alves

A Menina Que Deixou. De Sonhar. Autora: Waleska Alves A Menina Que Deixou De Sonhar Autora: Waleska Alves 1. Era uma vez uma linda menina que sonhava com o natal, todas as noites antes de dormi ela olhava pela janela de seu quarto e imaginava papai noel em

Leia mais

Os Paus De Fogo Do Leão

Os Paus De Fogo Do Leão You are free to download, copy, translate or adapt this story and use the illustrations as long as you attribute in the following way: Os Paus De Fogo Do Leão Author - Traditional San story Translation

Leia mais

Era Urso? História original e ilustrações de FRANK TASHLIN. Tradução de ESDRAS DO NASCIMENTO

Era Urso? História original e ilustrações de FRANK TASHLIN. Tradução de ESDRAS DO NASCIMENTO 1 TASHLIN, Frank. Era urso? 3. ed. Rio de Janeiro: Ediouro, 1999. Era Urso? História original e ilustrações de FRANK TASHLIN Tradução de ESDRAS DO NASCIMENTO Era uma vez um urso que gostava muito de passear

Leia mais

Sugestões para o estudo em casa 2º ano

Sugestões para o estudo em casa 2º ano Leia silenciosamente o texto e depois em voz alta para um adulto. 1- Faça o que se pede e depois escreva, em seu caderno de estudos, cada número por extenso. 2- Complete as sequências abaixo: 0 - - - 3

Leia mais

DATA: 02 / 05 / 2016 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA:

DATA: 02 / 05 / 2016 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: 02 / 05 / 206 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A):

Leia mais

istória de Natal História de Natal do Seu Oscar

istória de Natal História de Natal do Seu Oscar A História de Natal do Seu Oscar Era inverno. O gelo se prendia aos galhos desnudos das árvores, e ali víamos Márico, um lindo e felpudo esquilinho cinza que vivia com sua família numa toca aconchegante

Leia mais

A casa que o amor construiu

A casa que o amor construiu Generosidade Generosidade O gesto de dar nem sempre é espontâneo. Os primeiros impulsos costumam ser egoístas e necessitam, por isso, de ser contrariados. A atenção aos outros ajuda ao desabrochar da

Leia mais

OS 8 PRINCIPAIS INDICADORES NA GESTÃO DE ESTOQUES

OS 8 PRINCIPAIS INDICADORES NA GESTÃO DE ESTOQUES OS 8 PRINCIPAIS INDICADORES NA GESTÃO DE ESTOQUES 2016 by Inbrasc. This work is licensed under the Creative Commons. If you want to use or share, you must give appropriate credit to Inbrasc. es de Supply

Leia mais

WORKSHOP: ANÁLISE DE VIABILIDADE FINANCEIRA

WORKSHOP: ANÁLISE DE VIABILIDADE FINANCEIRA : 2015 by Confeb. This work is licensed under the Creative Commons. If you want to use or share, you must give appropriate credit to Confeb. Análise do fluxo de caixa para implantação de projetos Fluxo

Leia mais

3.2 Como devem elas ser escritas?

3.2 Como devem elas ser escritas? Prova da 2.ª Fase do Concurso de Leitura Categoria A - alunos do 1º ciclo (4º ano) Nome: Nº Turma: Data: / / Classificação ( ) O Júri, Esta é a prova da 2.ª fase do Concurso de Leitura 12/13. Responde

Leia mais

É Quase Natal. Andam todos a brincar A correr, a saltar na floresta Mas não há tempo a perder Têm de preparar a festa

É Quase Natal. Andam todos a brincar A correr, a saltar na floresta Mas não há tempo a perder Têm de preparar a festa É Quase Natal No vale encantado Vive uma família especial São Bonecos de Neve E é quase Natal 2x Andam todos a brincar A correr, a saltar na floresta Mas não há tempo a perder Têm de preparar a festa Tanto

Leia mais

O Segredo Do Teu Beijo

O Segredo Do Teu Beijo O Segredo Do Teu Beijo Volume Único Thais Mendonça Copyright 2014 Thais Mendonça All rights reserved. ISBN-13: 978-1500980405 AGRADECIMENTOS Agradeço a Deus porque todos os momentos mesmo difíceis, não

Leia mais

Produção de texto. Observe a imagem e produza um texto narrativo, com no mínimo 10 linhas, a partir do título proposto

Produção de texto. Observe a imagem e produza um texto narrativo, com no mínimo 10 linhas, a partir do título proposto E. E. Ernesto Solon Borges Disciplina: Língua Portuguesa Profª. Regente: Vania Progetec: Cristina Ano: 8º Ano A Alunos: Dayane Sales e Emily Cristina Data: 12/11/2014 Produção de texto Se eu tivesse um

Leia mais

A abelha adormecida A menina dorminhoca. O esquilo esquisito. O que aconteceu no caldeirão da bruxa? O colibri e a sucuri Fim de jogo

A abelha adormecida A menina dorminhoca. O esquilo esquisito. O que aconteceu no caldeirão da bruxa? O colibri e a sucuri Fim de jogo Maternal Um longo dia A abelha adormecida A menina dorminhoca Ai que medo Meu primeiro dia de aula do O bolo de chocolate O esquilo esquisito Bibi come de tudo Fora do ar Adeus fraldas, adeus! do Sim,

Leia mais

Que Nevão! Teresa Dangerfield

Que Nevão! Teresa Dangerfield Que Nevão! Teresa Dangerfield Que Nevão! Teresa Dangerfield Mamã, Mamã, está tudo branquinho lá fora! gritou o Tomás muito contente assim que se levantou e espreitou pela janela. Mariana, vem ver depressa!

Leia mais

Nome: Dariane 4ª Série 2ª. Unidade: Bom Jesus Centro Cidade: Curitiba Estado: Paraná. O cachorro e o gato

Nome: Dariane 4ª Série 2ª. Unidade: Bom Jesus Centro Cidade: Curitiba Estado: Paraná. O cachorro e o gato Nome: Dariane 4ª Série 2ª O cachorro e o gato Era uma vez um gato e um cão. Um dia, o cachorro comentou com o gato que estava em apuros. O gato falou: O que houve? E o cachorro disse: Nada. Ha! ha! Porém,

Leia mais

1 von :36

1 von :36 1 von 22 24.05.2006 16:36 2 von 22 24.05.2006 16:36 Era uma vez, numa aldeia pequenina, uma menininha linda como uma flor; sua mãe gostava muito dela, e sua vovozinha ainda mais. 3 von 22 24.05.2006 16:36

Leia mais

Certa manhã, todos foram para a mata apanhar lenha e frutas silvrestres, mas os sete irmãos acabaram se perdendo

Certa manhã, todos foram para a mata apanhar lenha e frutas silvrestres, mas os sete irmãos acabaram se perdendo O pequeno Polegar E ra uma vez um casal de lenhadores muito pobre, com sete filhos pequenos. O caçula era magro e fraco, mas também esperto e inteligente. Ele recebeu o apelido de Polegar por ser muito

Leia mais

Um passinho outro passinho

Um passinho outro passinho Um passinho outro passinho Inácio tinha o mesmo nome do seu melhor amigo, o avô Nacho. Quando Inácio nasceu, o seu avô disse a toda a gente: O Inácio não irá a aprender a dizer avô antes dos três anos,

Leia mais

Capítulo I. Descendo pela toca do Coelho

Capítulo I. Descendo pela toca do Coelho Capítulo I Descendo pela toca do Coelho Alice estava começando a se cansar de ficar sentada ao lado da irmã à beira do lago, sem nada para fazer. Uma ou duas vezes ela tinha espiado no livro que a irmã

Leia mais

O segredo do rio. Turma 4 3º/4º anos EB1/JI da Póvoa de Lanhoso. Trabalho realizado no âmbito do PNL. (Plano Nacional de Leitura)

O segredo do rio. Turma 4 3º/4º anos EB1/JI da Póvoa de Lanhoso. Trabalho realizado no âmbito do PNL. (Plano Nacional de Leitura) Turma 4 3º/4º anos EB1/JI da Póvoa de Lanhoso Ano Lectivo 2009/2010 O segredo do rio Trabalho realizado no âmbito do PNL (Plano Nacional de Leitura) Era uma vez um rapaz que morava numa casa no campo.

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM NEGOCIAÇÃO AULA 6: CVB + ARGUMENTOS + ZOPA

ESPECIALIZAÇÃO EM NEGOCIAÇÃO AULA 6: CVB + ARGUMENTOS + ZOPA AULA 6: 2015 by Inbrasc. This work is licensed under the Creative Commons. If you want to use or share, you must give appropriate credit to Inbrasc. Relacionamento + Comunicação Planejamento Substância

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Tema Transversal: Cultivar e guardar a Criação Disciplina: Língua Portuguesa / ESTUDOS AUTÔNOMOS Ano: 5º - Ensino Fundamental - Data: 5 / 9 / 2017 LEIA o texto a seguir: OSCAR NIEMEYER:

Leia mais

Juiz insensato. Translators without Borders and. Brian Wambi. Portuguese. Author - Magabi Eynew Gessesse and Elizabeth Laird. Language - Portuguese

Juiz insensato. Translators without Borders and. Brian Wambi. Portuguese. Author - Magabi Eynew Gessesse and Elizabeth Laird. Language - Portuguese You are free to download, copy, translate or adapt this story and use the illustrations as long as you attribute in the following way: Juiz insensato Author - Magabi Eynew Gessesse and Elizabeth Laird

Leia mais

2º Ano do Ensino Fundamental INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DA PROVA. 1. Você está recebendo uma prova de Matemática e Língua Portuguesa.

2º Ano do Ensino Fundamental INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DA PROVA. 1. Você está recebendo uma prova de Matemática e Língua Portuguesa. FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI VESTIBULINHO/2017 Barueri, 27 de novembro de 2016. NOME: Nº DE INSCRIÇÃO 2º Ano do Ensino Fundamental INSTRUÇÕES PARA REALIZAÇÃO DA PROVA 1. Você está recebendo

Leia mais

O Estranho Homem. S. Esteves

O Estranho Homem. S. Esteves O Estranho Homem S. Esteves [ 2 ] O conteúdo desta obra literária inclusive as imagens, está protegido pela legislação autoral vigente no Brasil, e pelas regras internacionais estabelecidas na Convenção

Leia mais

Dia de Dar um Abraço e um Sorriso

Dia de Dar um Abraço e um Sorriso Dia de Dar um Abraço e um Sorriso O sol brilhava forte e refletia nas gotas de orvalho na janela. Tales acordou, espreguiçou-se e sorriu. Na noite anterior, quando já estava quase dormindo fizera um plano

Leia mais

O HOMEM-CONCHA. a casa do penhasco. Johnny Virgil

O HOMEM-CONCHA. a casa do penhasco. Johnny Virgil O HOMEM-CONCHA a casa do penhasco Johnny Virgil I Ele nasceu no mar. Quando a tempestade se acalmou e o oceano refreou a sua fúria, ele veio rastejando em direção à praia, com sua concha colada às costas.

Leia mais

PRÁTICA DE ENSINO: JOGOS INTERATIVOS

PRÁTICA DE ENSINO: JOGOS INTERATIVOS PRÁTICA DE ENSINO: JOGOS INTERATIVOS Livro digital recontando a história A Bonequinha preta da autora Alaíde Lisboa de Oliveira, livro escrito no ano de 1930, porém só foi publicado no ano de 2004 BELO

Leia mais

GRUPO I 1 o BIMESTRE PROVA A

GRUPO I 1 o BIMESTRE PROVA A A GERAÇÃO DO CONHECIMENTO Transformando conhecimentos em valores www.geracaococ.com.br Unidade Portugal Série: 6 o ano (5 a série) Período: TARDE Data: 16/3/2011 PROVA GRUPO GRUPO I 1 o BIMESTRE PROVA

Leia mais

Apoio: Patrocínio: Realização:

Apoio: Patrocínio: Realização: 1 Apoio: Patrocínio: Realização: 2 O PATINHO FEIO 3 O PATINHO FEIO Lá embaixo, na campina, escondido pela grama alta, havia um ninho cheio de ovos. Mamãe Pata deitava-se nele, toda feliz, aquecendo os

Leia mais

Arte em movimento - 3.º classificado Mariana Teixeira

Arte em movimento - 3.º classificado Mariana Teixeira Arte em movimento - 3.º classificado Mariana Teixeira Arte em movimento - 2.º classificado Daniel Merten Arte em movimento - 1.º classificado Leonor Dantas Pereira O Mundo da Fantasia - 3.º classificado:

Leia mais

Rafa olhou para a bola que tinha levado. Ele ainda tinha uma bola novinha em folha em casa. Se desse esta ao Dani e a seus amigos, ele os faria

Rafa olhou para a bola que tinha levado. Ele ainda tinha uma bola novinha em folha em casa. Se desse esta ao Dani e a seus amigos, ele os faria Ame o seu Próximo Parabéns Rafa. Muitas felicidades, muitos anos de vida! Era o aniversário do Rafa, ele estava fazendo seis anos. Há tempos esperava ansioso por esse dia. Dani, seu melhor amigo, tinha

Leia mais

Matemática - Ensino Fundamental. Exercícios - Lista 2-8o. Ano. Exercícios sobre equações de 1o. grau em questões de geometria 1.

Matemática - Ensino Fundamental. Exercícios - Lista 2-8o. Ano. Exercícios sobre equações de 1o. grau em questões de geometria 1. Matemática - Ensino Fundamental Exercícios - Lista 2-8o. Ano Exercícios sobre equações de 1o. grau em questões de geometria 1. Exemplos Resolvidos: 1- Encontre o valor de x, dado o segmento de reta AB,

Leia mais

Módulo: Liderança e Gestão de Equipe

Módulo: Liderança e Gestão de Equipe Módulo: Liderança e Gestão de Equipe Aula 01: Johari e Liderança Situacional 2015 by Ibramerc. This work is licensed under the Creative Commons. If you want to use or share, you must give appropriate credit

Leia mais

Módulo 5 Gestão por Categorias

Módulo 5 Gestão por Categorias Módulo 5 Gestão por Categorias 2015 by Inbrasc. This work is licensed under the Creative Commons. If you want to use or share, you must give appropriate credit to Inbrasc. Framework Valor Strategic Sourcing

Leia mais

Enquanto Seu Sono Não Vem

Enquanto Seu Sono Não Vem PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - LÍNGUA PORTUGUESA - 3 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== Texto 1 Enquanto Seu Sono Não

Leia mais

A Rata Era uma vez uma rata que estava sozinha na toquinha. Ela morava com sua mãe e seu padrasto no castelo do rei, ela não tinha medo de nada.

A Rata Era uma vez uma rata que estava sozinha na toquinha. Ela morava com sua mãe e seu padrasto no castelo do rei, ela não tinha medo de nada. Era Uma Vez A Rata Era uma vez uma rata que estava sozinha na toquinha. Ela morava com sua mãe e seu padrasto no castelo do rei, ela não tinha medo de nada. A ratinha tinha uma felpa de ferro e pensava

Leia mais

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães 2 Tudo no hospital ia na mais perfeita calma. E o movimento era o de sempre pelos corredores: crianças fazendo exames, mães

Leia mais

COLÉGIO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO PARALELA. 3ª Etapa 2010

COLÉGIO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO PARALELA. 3ª Etapa 2010 COLÉGIO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO PARALELA 3ª Etapa 2010 Disciplina: Língua Portuguesa. Educadora: Luise. Ano: 6º. Turmas: manhã e tarde. Caro educando, você está recebendo o conteúdo

Leia mais

Não há descrença que a fé não faça crer. Não há problema que Deus não possa resolver.

Não há descrença que a fé não faça crer. Não há problema que Deus não possa resolver. Fé é colocar seu sonho a prova, e esperar sem garantias. Não há descrença que a fé não faça crer. Não há problema que Deus não possa resolver. Não há ódio que o amor não o faça desaparecer. Nem há tristeza

Leia mais

01- De acordo com o texto 1, escreva os nomes dos bichos que aparecem no texto.

01- De acordo com o texto 1, escreva os nomes dos bichos que aparecem no texto. PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - LÍNGUA PORTUGUESA - 2 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== TEXTO 1 A VELHA A FIAR Estava

Leia mais

O Pequeno Trevo e os Amigos da Rua

O Pequeno Trevo e os Amigos da Rua O Pequeno Trevo e os Amigos da Rua De Pedro Santos de Oliveira Versão COMPLETA Por Pedro Santos de Oliveira Ilustrações de Luis de Lacerda Estrela PLIP009 www.plip.ipleiria.pt 2013 O Pequeno Trevo e os

Leia mais

Conto de fadas produzido coletivamente pelos alunos do 2º ano A, da EMEB Prof.ª Maria Aparecida Tomazini, sob orientação da prof.

Conto de fadas produzido coletivamente pelos alunos do 2º ano A, da EMEB Prof.ª Maria Aparecida Tomazini, sob orientação da prof. Conto de fadas produzido coletivamente pelos alunos do 2º ano A, da EMEB Prof.ª Maria Aparecida Tomazini, sob orientação da prof.ª Karen Bulgareli, como produto final do projeto Contos de fadas, do programa

Leia mais

texto Fabiana Zayat ilustrações Gil Soares de Mello

texto Fabiana Zayat ilustrações Gil Soares de Mello texto Fabiana Zayat ilustrações Gil Soares de Mello texto Fabiana Zayat ilustrações Gil Soares de Mello www.fazendohistoria.org.br texto Fabiana Zayat ilustrações Gil Soares de Mello projeto gráfico Fonte

Leia mais

Fichas de indicadores e fórmulas de planejamento e logística

Fichas de indicadores e fórmulas de planejamento e logística Fichas de indicadores e fórmulas de planejamento e logística 2016 by Inbrasc. This work is licensed under the Creative Commons. If you want to use or share, you must give appropriate credit to Inbrasc.

Leia mais

GRUPO I 1 o BIMESTRE PROVA A

GRUPO I 1 o BIMESTRE PROVA A A GERAÇÃO DO CONHECIMENTO Transformando conhecimentos em valores www.geracaococ.com.br Unidade Portugal Série: 6 o ano (5 a série) Período: MANHÃ Data: 16/3/2011 PROVA GRUPO GRUPO I 1 o BIMESTRE PROVA

Leia mais

Escrita e ilustrada pelos alunos da Escola Básica do Primeiro Ciclo da Benquerença Ano Lectivo 2008/2009

Escrita e ilustrada pelos alunos da Escola Básica do Primeiro Ciclo da Benquerença Ano Lectivo 2008/2009 A Família Desaparecida Escrita e ilustrada pelos alunos da Escola Básica do Primeiro Ciclo da Benquerença Ano Lectivo 2008/2009 NUMA BELA MANHÃ DE PRIMAVERA, UM MENINO CAMI NHAVA JUNTO A UM RIO E OLHAVA

Leia mais

Vilson Caetano de Sousa Jr. (ORG.) Ilustração: Rodrigo Siqueira

Vilson Caetano de Sousa Jr. (ORG.) Ilustração: Rodrigo Siqueira Vilson Caetano de Sousa Jr. (ORG.) Ilustração: Rodrigo Siqueira 2014 Enseada Indústria Naval S.A Todos os direitos reservados Qualquer parte desta publicação pode ser reproduzida, desde que citada a fonte

Leia mais

A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar...

A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar... O pequeno Will A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar... Então um dia tomei coragem e corri até mamãe e falei: - Mãeee queria tanto um irmãozinho, para brincar comigo!

Leia mais

Língua Portuguesa UMA HISTÓRIA COMO AS OUTRAS. 6º Ano do Ensino Fundamental II. Nome: Beatriz Fátima da Silva Santos

Língua Portuguesa UMA HISTÓRIA COMO AS OUTRAS. 6º Ano do Ensino Fundamental II. Nome: Beatriz Fátima da Silva Santos UMA HISTÓRIA COMO AS OUTRAS Língua Portuguesa 6º Ano do Ensino Fundamental II Nome: Beatriz Fátima da Silva Santos Professora: Maristela Mendes de Sousa Lara 2015 Era uma vez um menino chamado Pedro. Ele

Leia mais

Olhares. Rosângela Trajano. 2 - Por que não permitimos que os outros se aproximem de nós? 4 O que são as coisas mais simples do mundo para você?

Olhares. Rosângela Trajano. 2 - Por que não permitimos que os outros se aproximem de nós? 4 O que são as coisas mais simples do mundo para você? Olhares Ando pelas ruas e a multidão quase esbarra em mim. Tenho certeza que se me deitasse no chão seria pisoteada. As pessoas não olham mais para o chão, aliás as pessoas não olham mais nem para si mesmas.

Leia mais

O PEQUENO TREVO E OS AMIGOS DA RUA

O PEQUENO TREVO E OS AMIGOS DA RUA O PEQUENO TREVO E OS AMIGOS DA RUA LEITURA FÁCIL De Pedro Santos de Oliveira Ilustrações de Luis de Lacerda Estrela PLIP009 Adaptação e revisão de texto Ana Cristina Luz Desenvolvido no âmbito do projeto

Leia mais

Parte Um Minha_Vida_Agora.indd 7 Minha_Vida_Agora.indd 7 11/06/ :19:05 11/06/ :19:05

Parte Um Minha_Vida_Agora.indd 7 Minha_Vida_Agora.indd 7 11/06/ :19:05 11/06/ :19:05 Parte Um Minha_Vida_Agora.indd 7 11/06/2012 16:19:05 Minha_Vida_Agora.indd 8 11/06/2012 16:19:06 1 Meu nome é Elizabeth, mas ninguém nunca me chamou assim. Meu pai deu uma olhada em mim quando nasci e

Leia mais

16/11/2010. EMPOWERMENT ou empodeiramento EMPOWERMENT. O que é Empowerment? Liderança e motivação? Falência Motivacional! O que é?

16/11/2010. EMPOWERMENT ou empodeiramento EMPOWERMENT. O que é Empowerment? Liderança e motivação? Falência Motivacional! O que é? O que é Empowerment? Liderança e motivação? Falência Motivacional! O que é? Liderança e feedback... EMPOWERMENT ou empodeiramento Conceito Empowerment significa a descentralização de poderes pelos vários

Leia mais

Passo a passo de como montar sua matriz estratégica de categorias de compras. Febracorp University

Passo a passo de como montar sua matriz estratégica de categorias de compras. Febracorp University Passo a passo de como montar sua matriz estratégica de categorias de compras Matriz Kraljic - Definição A matriz de Kraljic, desenvolvida por Peter Kraljic, proporciona uma visão estratégica de compras,

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume II - 2º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume II 2º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume II 2º ano Projeto editorial

Leia mais

Ribeirão Preto, de de AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO XII 4 o BIMESTRE

Ribeirão Preto, de de AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO XII 4 o BIMESTRE Unidade Portugal Ribeirão Preto, de de 2010. Nome: 3 o ano (2 a série) AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO XII 4 o BIMESTRE Disciplina/Valor Pontos obtidos Português 3,0 Eixo temático Fantasia e realidade Matemática

Leia mais

Aos Poetas. Que vem trazer esperança a um povo tristonho, Fazendo os acreditar que ainda existem os sonhos.

Aos Poetas. Que vem trazer esperança a um povo tristonho, Fazendo os acreditar que ainda existem os sonhos. Aos Poetas Venho prestar homenagem a uma grande nação, Que são os nossos poetas que escrevem com dedicação, Os poemas mais lindos e que por todos são bemvindos, Que vem trazer esperança a um povo tristonho,

Leia mais

Verdinha estava triste. E por que ela estava triste? Ela achava que, como a bétula tinha tantas folhas, ninguém jamais iria reparar nela.

Verdinha estava triste. E por que ela estava triste? Ela achava que, como a bétula tinha tantas folhas, ninguém jamais iria reparar nela. a n i d r e V a n i l A Fo Verdina estava triste. E por que ela estava triste? Ela acava que, como a bétula tina tantas folas, ninguém jamais iria reparar nela. Qualquer pessoa que olasse para a árvore

Leia mais

Tudo no hospital ia na mais perfeita

Tudo no hospital ia na mais perfeita Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães Tudo no hospital ia na mais perfeita calma. E o movimento era o de sempre pelos corredores: crianças fazendo exames, mães aguardando

Leia mais

A menina Gotinha de Água. Papiniano Carlos. Fichas de leitura. Criação intelectual: Fátima Patronilho

A menina Gotinha de Água. Papiniano Carlos. Fichas de leitura. Criação intelectual: Fátima Patronilho A menina Gotinha de Água Papiniano Carlos Fichas de leitura Criação intelectual: Fátima Patronilho Fichas de leitura Ficha 1 Lê até ao fim da página 9. Depois da leitura, responde às questões. 1. Qual

Leia mais

WORKSHOP MÉTRICAS E INDICADORES DE TI

WORKSHOP MÉTRICAS E INDICADORES DE TI 2016 by ebusiness. This work is licensed under the Creative Commons. If you want to use or share, you must give appropriate credit to ebusiness. Dashboard Como Fazer Definir objetivo e público-alvo do

Leia mais

Do penhasco para a casa Da casa para o penhasco

Do penhasco para a casa Da casa para o penhasco Maria Angelita R. da Silva, Paloma Marques dos Santos, Clarissa Aleixo B. de Santana, Silvânia Paula da Silva, Amanda Pereira de Farias, Sandy Pereira de Farias, Diego N. Ferreira Do penhasco para a casa

Leia mais

*CRIE UMA CAPA PARA O LIVRO

*CRIE UMA CAPA PARA O LIVRO *CRIE UMA CAPA PARA O LIVRO LL PRODUÇÕES O fantástico mundo de L.L A visita a um misterioso mundo 2 Luan Patrick Nascimento da Costa, paraense, nascido em 21/01/2012 em Belém Pará. 3 A visita a um misterioso

Leia mais

DATA: 30 / 11 / 2016 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 2.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: VALOR: 10,0 CORAÇÃO ESPERTO

DATA: 30 / 11 / 2016 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 2.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: VALOR: 10,0 CORAÇÃO ESPERTO SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 30 / / 206 UNIDADE: III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 2.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A):

Leia mais

UM PÉ DE TATAJUBEIRA QUE APARECE UM ENCANTO

UM PÉ DE TATAJUBEIRA QUE APARECE UM ENCANTO UM PÉ DE TATAJUBEIRA QUE APARECE UM ENCANTO Dona Francisca da Tribo Tremembé contou que há muito tempo atrás, existia um pé de Tatajubeira que aparecia um encanto. Quando as pessoas passavam por lá viam

Leia mais

a garota dos olhos vermelhos

a garota dos olhos vermelhos a garota dos olhos vermelhos Era uma vez! Uma garota chamada luna ela morava com seus pais rene e cary nos EUA estados unidos, mais os pais de luna brigavam muito e ela só tinha 10 anos e ficava muito

Leia mais

A HISTÓRIA DE JONAS Lição Objetivos: Ensinar que devemos obedecer na primeira vez que sou mandada.

A HISTÓRIA DE JONAS Lição Objetivos: Ensinar que devemos obedecer na primeira vez que sou mandada. A HISTÓRIA DE JONAS Lição 66 1 1. Objetivos: Ensinar que devemos obedecer na primeira vez que sou mandada. 2. Lição Bíblica: Jonas 1 a 4 (Base bíblica para a história o professor) Versículo para decorar:

Leia mais

O quê?!? você irá exclamar, atônito. O que quer dizer isto: posso + posso = mesmo?? Que difícil!

O quê?!? você irá exclamar, atônito. O que quer dizer isto: posso + posso = mesmo?? Que difícil! Matemática - Ensino Fundamental Exercícios - Lista 3-6o. Ano Problemas envolvendo codificação 1. Problema Resolvido: Suponha que os algarismos tenham sido codificados por um espião, de forma que cada algarismo

Leia mais

Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de

Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de sair sozinho. E me chama de pirralho, o que me dá raiva.

Leia mais

Tupã no mundo da Lua Copyright 2017, Lourenço Marins Todos os direitos são reservados no Brasil.

Tupã no mundo da Lua Copyright 2017, Lourenço Marins Todos os direitos são reservados no Brasil. Tupã no mundo da Lua Copyright 2017, Lourenço Marins Todos os direitos são reservados no Brasil. PoD Editora Rua Imperatriz Leopoldina, 8 sala 1110 Centro Rio de Janeiro - 20060-030 Tel. 21 2236-0844 www.podeditora.com.br

Leia mais

Uma pequena mágica Não seria ótimo se você pudesse ir para a cama,

Uma pequena mágica Não seria ótimo se você pudesse ir para a cama, CAPÍTULO UM Uma pequena mágica Não seria ótimo se você pudesse ir para a cama, aconchegar-se debaixo das suas cobertas, fechar os olhos e adormecer sem nenhuma agitação ou medo? Sem ouvir barulhos ou pensar

Leia mais

A princesa do narizinho ranhoso

A princesa do narizinho ranhoso A princesa do narizinho ranhoso Como a pequena princesa ficou constipada Era uma vez, há muito, muito tempo, um palácio cor de púrpura no topo de um monte. Nele vivia uma pequena princesa chamada Paulina,

Leia mais

Ziraldo O SEGREDO DE. (com desenhos especiais de Célio César)

Ziraldo O SEGREDO DE. (com desenhos especiais de Célio César) Ziraldo O SEGREDO DE (com desenhos especiais de Célio César) http://groups.google.com/group/digitalsource Era uma vez uma letra que era muito interessante e que se chamava Úrsula. Parece nome de estrela

Leia mais

REDAÇÃO. Professora Rosane Reis MÓDULO 16 EXERCITANDO O TEXTO

REDAÇÃO. Professora Rosane Reis MÓDULO 16 EXERCITANDO O TEXTO REDAÇÃO Professora Rosane Reis MÓDULO 16 EXERCITANDO O TEXTO PRIMEIRA BATERIA DE EXERCÍCIOS Texto I Era uma vez, em um país muito distante, uma linda princesa, muito meiga. Certo dia estava ela a sonhar

Leia mais

Mentira tem perna curta de Emílio Carlos

Mentira tem perna curta de Emílio Carlos Mentira tem perna curta de Emílio Carlos Era uma tarde como outra qualquer. Pedro e Ana tinham chegado da escola e almoçado. Depois viram um pouco de TV e agora era a hora de fazer a tarefa. Enquanto Pedro

Leia mais