Protocolo. Data de. Entidade. Definição de articulação técnica DGSP

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Protocolo. Data de. Entidade. Definição de articulação técnica DGSP"

Transcrição

1 s Entidade Data de DGSP Instituto de Apoio à Emigração e Comunidades Portuguesas Fundação para o Desenvolvimento das Tecnologias da Educação Ministério da Ciência e Tecnologia Instituto Português da Juventude IAC Celta Editora Direcção Geral dos Serviços Penitenciários e de Reinserção Social de Cabo Verde Definição de articulação técnica Reinserção social dos portugueses residentes no estrangeiro Formação em Informática Assegurar o acesso ao conhecimento científico e tecnológico dos jovens internados nos CE Promoção de formas de articulação na área do apoio prestado a menores e jovens Obtenção de respostas integradas no domínio do apoio a crianças e jovens Promoção de uma linha editorial conjunta Supervisão técnica e cientifica de projectos e/ou programas Amnistia Internacional Formação de funcionários e educandos no âmbito do exercício da sua cidadania Ordem dos Advogados Criação de pólo de advogados para apoio jurídico na aplicação da LTE Fundação da Criança Planeta Azul Criação de um espaço de articulação da intervenção Fundação Calouste Gulbenkian Apoio sócio-educativo a menores e jovens Associação Ajuda de Mãe Estabelecimento de uma articulação estruturada para a prossecução das actividades desenvolvidas pela Associação Centro Protocolar de Formação Profissional para o sector da Justiça DGSP Regulamentar a comparticipação nas despesas de utilização, manutenção e conservação de serviços Colocação de reclusos em instalações do IRS

2 Data de Entidade Santa Casa da Misericórdia de Santarém Cercima Rumo Cooperativa de Solidariedade Social Pressley Ridge Schools Universidade Católica Portuguesa Escola Técnica Psico Social Universidade Independente Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa Fac. Psic. e Ciências da Educ. da Univ. de Lisboa Fac. de Direito da Univ. De Lisboa Instituto Superior de Ciências Educativas Instituto Piaget de Almada Instituto Superior de Psicologia Aplicada Instituto de Serviço Social de Lisboa Universidade Lusófona Cooperativa de Solidariedade Social Acompanha Câmara Municipal de Loures Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa Câmara Municipal de Peniche Polícia de Segurança Pública da Madeira Colectividade Cultural e Recreativa de Santa Catarina Santa Casa da Misericórdia de Lisboa Proporcionar respostas integradas aos menores, jovens e adultos em acompanhamento pelo Instituto Formação escolar e profissional e a inserção social de crianças e jovens com deficiência mental Formação de técnicos Formação de técnicos Promoção de formas de articulação na área do apoio prestado a menores e jovens Formação profissional de funcionários Implementação de vigilância electrónica Enquadramento educativo e/ou formativo de menores sujeitos a intervenção do IRS Prevenção da delinquência juvenil e apoio à reinserção social de indivíduos na área da justiça

3 Entidade Data de A União Câmara Municipal de Barcelos Província Portuguesa da Sociedade Salesiana Desenvolvimento de acções na prossecução da integração e reinserção social de delinquentes e ex-delinquentes Gestão e administração do CE St. Clara no âmbito da execução de medidas tutelares educativas institucionais Universidade do Minho Faculdade de Psicologia da Universidade do Porto Universidade Fernando Pessoa Instituto Superior da Maia Instituto Superior de Ciências da Saúde do Norte Associação para o Direito dos Menores e da Família Universidade Portucalense Infante D. Henrique Execução de medidas judiciais-tutelares educativas (não institucionais ou institucionais) Centro Social e Paroquial de Santo Condestável Faculdade de Direito da Universidade do Porto Serviço de Atendimento Integrado do Concelho de Matosinhos Universidade Lusíada do Porto Instituto Superior de Serviço Social do porto Melhoria das condições de vida da população residente Definição de estudos de investigação científica Apoiar indivíduos e famílias em dificuldade Definição de estudos de investigação científica

4 Instituto Superior Miguel Torga estágios Caritas Diocesana de Coimbra Centro de Dia Sol Nascente Desenvolvimento de actividades de prevenção secundária da toxicodependência Casa de Nossa Senhora do Rosário Definição e dinamização de uma rede de cooperação inter- -institucional Centro psiquiátrico de Recuperação de Arnes Reabilitação sócio-profissional de cidadãos portadores de patologia no foro de doença mental Caritas Diocesana de Coimbra Casa Nossa Senhora da Paz Desenvolvimento pessoal e social de mulheres ex-reclusas Universidade Internacional da Figueira da Foz estágios Escola Superior de Educação de Leiria estágios Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra estágios Instituto Piaget de Viseu estágios Instituto Superior Bissaya Barreto estágios Faculdade de Psicologia e de ciências da Educação da Universidade de estágios Coimbra Associação Académica de Coimbra Apoio sócio-educativo a menores e jovens Cruz Vermelha Portuguesa Voluntariado na área de enfermagem Associação Alma Mater Enquadramento educativo e/ou formativo de menores sujeitos a intervenção do IRS APEPI Execução de medidas judiciais Associação Integrar Execução de medidas judiciais Escola Superior de Educação de Coimbra estágios Universidade da Beira Interior estágios Sub-Região de Saúde de Coimbra Prestação de cuidados de saúde primários Associação Comercial e Industrial de Coimbra Integração em estágios e actividades profissionais

5 Entidade Data de Universidade do Algarve Universidade do Algarve Universidade de Évora

6 Entidade Data de Caritas Diocesana dos Açores (Subdelegação Caritas Regional de S.Miguel e revisto em Junho de 2002 Subdelegação Caritas Regional da Ilha da Terceira) Direcção Regional de Organização e Administração Pública (DROAP) IAC Açores e Procuradoria da República no Círculo Judicial de Ponta Delgada Universidade dos Açores Governo Regional dos Açores Plano Reg. P/ o Desenv. Integrado de Públicos Rede Solidária para Acesso ao Emprego Polícia de Segurança Pública dos Açores Rede de Suporte Sócio Cultural à Mobilidade Humana de São Miguel (Instituto de Acção Social dos Açores) Formação profissional de funcionários Serviço de mediação na Justiça Tutelar Educativa Criação e implementação do Plano de Cooperação Regional para o Desenvolvimento Integrado de Públicos Encaminhamento de públicos em situação de exclusão social Implementação da Vigilância Electrónica Avaliação de Programas de Intervenção

Institutions Index. State-run Higher Education- Universities. Name of Institutions

Institutions Index. State-run Higher Education- Universities. Name of Institutions Institutions Index Code Name of Institutions State-run Higher Education- Universities 6800 Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa Universidade dos Açores 0110 Universidade dos Açores -

Leia mais

Cursos Superiores de Tecnologias e Sistemas de Informação

Cursos Superiores de Tecnologias e Sistemas de Informação Anexo D Cursos Superiores de Tecnologias e Sistemas de Informação Índice Anexo D1 - Cursos Superiores de TSI - Situação em 1990...d.2 Anexo D2 - Cursos Superiores de TSI - Situação em 2000...d.5 Ordenação

Leia mais

Pág. 1/5. Entidades Ensino Superior Genérico Estágios Investigação Aplicada Formação

Pág. 1/5. Entidades Ensino Superior Genérico Estágios Investigação Aplicada Formação Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário, CRL CESPU 23/02/2011 23/02/2011 Cooperativa de Ensino Superior, Desenvolvimento Social, 26/01/2005 Económico e Tecnológico (CESDET) Escola de

Leia mais

- ALMA ALENTEJANA Associação para o Desenvolvimento Cooperação e Solidariedade Social Laranjeiro

- ALMA ALENTEJANA Associação para o Desenvolvimento Cooperação e Solidariedade Social Laranjeiro - ALMA ALENTEJANA Associação para o Desenvolvimento Cooperação e Solidariedade Social Laranjeiro Área de Intervenção: Idosos - Centros de Convívio, Centros de Dia e Apoio Domiciliário a idosos. NIF: 503776084

Leia mais

DIRECÇÃO REGIONAL DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

DIRECÇÃO REGIONAL DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL DIRECÇÃO REGIONAL DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL [DRQP] Centro Novas Oportunidades // Missão Assegurar a todos os cidadãos maiores de 18 anos uma oportunidade de qualificação e de certificação, adequada

Leia mais

COMUNIDADE DE INSERÇÃO SOCIAL DE ESPOSENDE REGULAMENTO

COMUNIDADE DE INSERÇÃO SOCIAL DE ESPOSENDE REGULAMENTO COMUNIDADE DE INSERÇÃO SOCIAL DE ESPOSENDE REGULAMENTO ESPOSENDE SOLIDARIO ASSOCIAÇÃO CONCELHIA PARA O DESENVOLVIMENTO INTEGRADO, é uma Organização Não Governamental Sem Fins Lucrativos e de Utilidade

Leia mais

Diploma. Decreto-Lei n.º 99/2001 de 28 de Março

Diploma. Decreto-Lei n.º 99/2001 de 28 de Março Diploma Coloca as escolas superiores de enfermagem e de tecnologia da saúde pública sob a tutela exclusiva do Ministério da Educação e procede à reorganização da sua rede, bem como cria os Institutos Politécnicos

Leia mais

Diploma. Decreto-Lei n.º 99/2001 de 28 de Março

Diploma. Decreto-Lei n.º 99/2001 de 28 de Março Diploma Coloca as escolas superiores de enfermagem e de tecnologia da saúde pública sob a tutela exclusiva do Ministério da Educação e procede à reorganização da sua rede, bem como cria os Institutos Politécnicos

Leia mais

INAUGURAÇÃO 16 DE MARÇO VISEU

INAUGURAÇÃO 16 DE MARÇO VISEU INAUGURAÇÃO 16 DE MARÇO VISEU 7 Perguntas SOBRE UMA ASSOCIAÇÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR, DE APOIO A FAMÍLIAS, DE MEDIAÇÃO E DE ARBITRAGEM 1. O que é a Beira Amiga? A BEIRA AMIGA (Associação de Defesa do

Leia mais

Índice de estabelecimentos Ensino Superior Público - Universitário 6800 Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa

Índice de estabelecimentos Ensino Superior Público - Universitário 6800 Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa Índice de estabelecimentos Ensino Superior Público - Universitário 6800 Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa Universidade dos Açores 0110 Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Morada Correio(s) electrónico(s) Maria Neves Rua do Passal, Nº 46, 1º D, 9500-096 Ponta Delgada Telemóvel 936602762 / 926592751

Leia mais

Ana Catarina Caetano da Silva Henriques

Ana Catarina Caetano da Silva Henriques Ana Catarina Caetano da Silva Henriques IDENTIFICAÇÃO Nome: Ana Catarina Caetano da Silva Henriques Data de Nascimento: 26 de Agosto de 1979 Telemóvel: 963 555 592 E-mail: kathenriques@clix.pt Carteira

Leia mais

Comissão Nacional. de Protecção das Crianças. e Jovens em Risco (CNPCJR) Que actividade em dois anos. de existência? Junho de 2000

Comissão Nacional. de Protecção das Crianças. e Jovens em Risco (CNPCJR) Que actividade em dois anos. de existência? Junho de 2000 Comissão Nacional de Protecção das Crianças e Jovens em Risco (CNPCJR) Que actividade em dois anos de existência? Junho de 2000 Decorridos dois anos na existência da Comissão Nacional de Protecção das

Leia mais

Universidade da Beira Interior

Universidade da Beira Interior Fundação das Universidades Portuguesas Inquérito à Satisfação dos Estudantes do Ensino Superior Resultados globais por Instituição participante Universidade da Beira Interior Projecto financiado pela FCT-Fundação

Leia mais

MODELO ORGANIZATIVO DA REDE

MODELO ORGANIZATIVO DA REDE 2 3 MODELO ORGANIZATIVO DA REDE O modelo organizativo da Rede de Referenciação Hospitalar de Psiquiatria da Infância e da Adolescência que se apresenta procura corresponder ao preconizado no Plano Nacional

Leia mais

Mapa de Adesão à Greve - Ministério da Saude. Trabalhadores

Mapa de Adesão à Greve - Ministério da Saude. Trabalhadores Data da greve: 30-11-2007 Mapa de Adesão à Greve - Ministério da Saude Trabalhadores Serviços desconcentrados ou periféricos Serviços Total Total - Adesão à Greve Total Encerrados devido à Greve Administração

Leia mais

Data da greve: Trabalhadores Serviços desconcentrados ou periféricos. Total - Adesão à Greve

Data da greve: Trabalhadores Serviços desconcentrados ou periféricos. Total - Adesão à Greve Data da greve: 18-10-2007 Trabalhadores Serviços desconcentrados ou periféricos Serviços Total Total - Adesão à Greve Total Encerrados devido à Greve Administração Central do Sistema de Saúde, IP 24 Administração

Leia mais

Responsabilidade Social Delta Cafés

Responsabilidade Social Delta Cafés Responsabilidade Social Delta Cafés Cláudia Cidraes Gama Coimbra, 12 de Novembro 2014 Em 1961, Rui Nabeiro, criou a Delta Cafés. Marca de sucesso no país e no mundo, exemplo de pioneirismo, inovação, vontade

Leia mais

Ficha de Caracterização Sumária das instituições de acolhimento

Ficha de Caracterização Sumária das instituições de acolhimento Plano de Intervenção Imediata 2006 Ficha de Caracterização Sumária das instituições de acolhimento (Modelo 2-A) INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO Ler atentamente as instruções antes de preencher. A preencher

Leia mais

DIAGNÓSTICO DE SITUAÇÃO DO CONCELHO DE BRAGA CARACTERIZAÇÃO DA ÁREA DE INTERVENÇÃO DA UNIDADE DE SAÚDE PÚBLICA DE BRAGA

DIAGNÓSTICO DE SITUAÇÃO DO CONCELHO DE BRAGA CARACTERIZAÇÃO DA ÁREA DE INTERVENÇÃO DA UNIDADE DE SAÚDE PÚBLICA DE BRAGA DIAGNÓSTICO DE SITUAÇÃO DO CONCELHO DE BRAGA CARACTERIZAÇÃO DA ÁREA DE INTERVENÇÃO DA UNIDADE DE SAÚDE PÚBLICA DE BRAGA Pedro Domingos Cunha Gomes Pereira 2009 DIAGNÓSTICO DE SITUAÇÃO DO CONCELHO DE BRAGA

Leia mais

MAPA XVII RESPONSABILIDADES CONTRATUAIS PLURIANUAIS DOS SERVIÇOS INTEGRADOS E DOS SERVIÇOS E FUNDOS AUTÓNOMOS, AGRUPADOS POR MINISTÉRIO (EM EURO)

MAPA XVII RESPONSABILIDADES CONTRATUAIS PLURIANUAIS DOS SERVIÇOS INTEGRADOS E DOS SERVIÇOS E FUNDOS AUTÓNOMOS, AGRUPADOS POR MINISTÉRIO (EM EURO) RESPONSABILIDADES CONTRATUAIS PLURIANUAIS DOS E DOS, AGRUPADOS POR MINISTÉRIO Página 1/8 01 - ENCARGOS GERAIS DO ESTADO CONSELHO ECONÓMICO E SOCIAL 20 981 20 981 20 981 20 981 ENTIDADE REGULADORA PARA

Leia mais

ATIVIDADE DA FUNDAÇÃO DE ACORDO COM AS LINHAS DE ORIENTAÇÃO ESTRATÉGICA

ATIVIDADE DA FUNDAÇÃO DE ACORDO COM AS LINHAS DE ORIENTAÇÃO ESTRATÉGICA MENSAGEM DO PRESIDENTE ATIVIDADE DA FUNDAÇÃO DE ACORDO COM AS LINHAS DE ORIENTAÇÃO ESTRATÉGICA ANÁLISE FINANCEIRA Análise global da atividade Atividade desenvolvida no âmbito da LOE I Projetos Próprios

Leia mais

ATIVIDADES DO SPO A - Apoio de natureza psicológica e/ou psicopedagógica a alunos e aos agentes educativos

ATIVIDADES DO SPO A - Apoio de natureza psicológica e/ou psicopedagógica a alunos e aos agentes educativos ATIVIDADES DO SPO A - Apoio de natureza psicológica e/ou psicopedagógica a alunos e aos agentes educativos. - individual - em grupo - consultoria a professores, encarregados de educação e pais B - Participação

Leia mais

AGIR PARA SOLUCIONAR PLANO DE ACÇÃO PARA 2010

AGIR PARA SOLUCIONAR PLANO DE ACÇÃO PARA 2010 PLANO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL DO MUNICÍPIO DE ARMAMAR AGIR PARA SOLUCIONAR PLANO DE ACÇÃO PARA 2010 Plano de Acção 20010 1 Após elaboração do Plano de Desenvolvimento Social, onde estão definidas as

Leia mais

GABINETE DO MINISTRO. (José David Gomes JustIno)

GABINETE DO MINISTRO. (José David Gomes JustIno) GABINETE DO MINISTRO Despacho nº / 2004 (2ª série) Considerando a necessidade de assegurar a possibilidade de recursos humanos docentes para leccionarem a disciplina de Tecnologias de Informação e Comunicação

Leia mais

Actividades de dinamização social e melhoria da qualidade de vida

Actividades de dinamização social e melhoria da qualidade de vida Actividades de dinamização social e melhoria da qualidade de vida O EXEMPLO DA CÂMARA MUNICIPAL DE VALONGO EUNICE NEVES OBJECTIVOS Igualdade Direitos Humanos Cidadania Activa e Inclusiva Conciliação Novas

Leia mais

Ensino, investigação e serviços à comunidade em saúde ocupacional - o contributo do ensino superior politécnico Carla Viegas

Ensino, investigação e serviços à comunidade em saúde ocupacional - o contributo do ensino superior politécnico Carla Viegas Ensino, investigação e serviços à comunidade em saúde ocupacional - o contributo do ensino superior politécnico Carla Viegas Environment & Health Research Group Lisbon School of Health Technology Polytechnic

Leia mais

IMSI16. Contributo para a Democracia. Adriano Neves José Fernandes Luis Silva Paulo Gama

IMSI16. Contributo para a Democracia. Adriano Neves José Fernandes Luis Silva Paulo Gama IMSI16 Contributo para a Democracia Adriano Neves José Fernandes Luis Silva Paulo Gama Instituição Particular de Solidariedade Social Organização de voluntariado que apoia de forma individualizada vítimas

Leia mais

PORTAL DAS ORGANIZAÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL COM INTERVENÇÃO NA SAÚDE

PORTAL DAS ORGANIZAÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL COM INTERVENÇÃO NA SAÚDE PORTAL DAS ORGANIZAÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL COM INTERVENÇÃO NA SAÚDE Sistema de Informação de Apoio à Gestão das Organizações da Sociedade Civil Direcção de Serviços de Prevenção e Controlo de Doenças Divisão

Leia mais

plano de Actividades [1]

plano de Actividades [1] plano de Actividades 2017 [1] 1 - Enquadramento... 3 2 - Composição dos Órgãos Sociais da Plataforma... 7 3 - Grupos de Trabalho... 8 4 - Prioridades de acção para 2017... 10 5 Orçamento Previsional...

Leia mais

SERVIÇOS DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO SPO

SERVIÇOS DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO SPO SERVIÇOS DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO SPO DECRETO-LEI Nº190/1991 DE 17 MAIO DECRETO-LEI Nº300/1997 DE 31 OUTUBRO / PORTARIA Nº 63 / 2001 DE 30 DE JANEIRO A escola e seus actores Agrupamento de Escolas de

Leia mais

PROTOCOLO. Núcleo de Planeamento e Intervenção Sem-Abrigo de Setúbal

PROTOCOLO. Núcleo de Planeamento e Intervenção Sem-Abrigo de Setúbal PROTOCOLO Núcleo de Planeamento e Intervenção Sem-Abrigo de Setúbal Preâmbulo A criação da Estratégia Nacional para a Integração de Pessoas Sem-Abrigo (ENIPSA) 2009-2015 decorreu fundamentalmente da necessidade

Leia mais

Legislação Educação Pré-Escolar

Legislação Educação Pré-Escolar Legislação Educação Pré-Escolar Lei n.º 5/97, de 10 de Fevereiro Apresenta a lei-quadro que consagra o ordenamento jurídico da educação pré-escolar, na sequência da Lei de Bases do Sistema Educativo Lei-quadro

Leia mais

Distrito Subsistema Tipo de ensino Nome do Estabelecimento Nome do Curso

Distrito Subsistema Tipo de ensino Nome do Estabelecimento Nome do Curso Distrito Subsistema Tipo de ensino Nome do Estabelecimento Nome do Curso Lisboa Privado Politécnico Academia Nacional Superior de Orquestra Direcção de Orquestra Lisboa Privado Politécnico Academia Nacional

Leia mais

CONSELHO CONSULTIVO DA JUVENTUDE REGULAMENTO 1º OBJECTIVOS E ENQUADRAMENTO

CONSELHO CONSULTIVO DA JUVENTUDE REGULAMENTO 1º OBJECTIVOS E ENQUADRAMENTO CONSELHO CONSULTIVO DA JUVENTUDE REGULAMENTO 1º OBJECTIVOS E ENQUADRAMENTO Os jovens são considerados como um dos pilares fundamentais para o desenvolvimento de uma política de juventude devidamente estruturada,

Leia mais

Câmara Municipal de Elvas. Plano de Acção. Conselho Local de Acção Social de Elvas

Câmara Municipal de Elvas. Plano de Acção. Conselho Local de Acção Social de Elvas Câmara Municipal de Elvas Plano de Acção 2007 Julho de 2006 Conselho Local de Acção Social de Elvas PROGRAMA REDE SOCIAL Co-financiado pelo Estado Português, Ministério da Segurança Social PLANO DE ACÇÃO

Leia mais

DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E REABILITAÇÃO

DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E REABILITAÇÃO DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E REABILITAÇÃO [DREER] A tem por missão assegurar a inclusão familiar, educacional e social de crianças, jovens e adultos com deficiência ou outras necessidades especiais.

Leia mais

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA (Decreto-Lei 203/2006, de 27 de Outubro) Guarda Nacional Republicana (GNR) Forças de Segurança Polícia de Segurança Pública (PSP) Forças de Segurança Serviço de Estrangeiros

Leia mais

CURSO DE EDUCAÇÃO Tecnológica em Intervenção em Toxicodependências

CURSO DE EDUCAÇÃO Tecnológica em Intervenção em Toxicodependências CURSO DE EDUCAÇÃO Tecnológica em Intervenção em Toxicodependências 1 Caracterização geral do curso de especialização tecnológica 1. Instituição de formação: Universidade dos Açores - Departamento de Ciências

Leia mais

CURSO E-LEARNING NEWSLETTER 33. Introdução ao e-learning e às ferramentas colaborativas. Curso/ação ou formação contínua equivalente a 3 ECTS =78 h

CURSO E-LEARNING NEWSLETTER 33. Introdução ao e-learning e às ferramentas colaborativas. Curso/ação ou formação contínua equivalente a 3 ECTS =78 h NEWSLETTER 33 Directora: Ana Maria Morais - Presidente da Direcção Nacional CURSO E-LEARNING Introdução ao e-learning e às ferramentas colaborativas Curso/ação ou formação contínua equivalente a 3 ECTS

Leia mais

DADOS PESSOAIS HABILITAÇÕES ACADÉMICAS

DADOS PESSOAIS HABILITAÇÕES ACADÉMICAS DADOS PESSOAIS Nome: Catarina Isabel Pimpão Lucas Residência: Rua Afonso de Albuquerque, nº 33-37. 2025-394 Amiais de Baixo Contacto: 934 259 376 E-mail: catarinapimpao@gmail.com Data de Nascimento: 10

Leia mais

Anexo C. Estabelecimentos de Ensino Superior. Índice

Anexo C. Estabelecimentos de Ensino Superior. Índice Anexo C Estabelecimentos de Ensino Superior Índice Anexo C1 - Estabelecimentos de Ensino Superior: Situação em 1980...c.2 Anexo C2 - Estabelecimentos de Ensino Superior: Situação em 1990...c.4 Anexo C3

Leia mais

ÁREAS TEMÁTICAS COMUNICAÇÃO CULTURA DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA EDUCAÇÃO MEIO AMBIENTE SAÚDE TECNOLOGIA E PRODUÇÃO TRABALHO

ÁREAS TEMÁTICAS COMUNICAÇÃO CULTURA DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA EDUCAÇÃO MEIO AMBIENTE SAÚDE TECNOLOGIA E PRODUÇÃO TRABALHO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO CAMPUS UNIVERSITÁRIO REITOR JOÃO DAVID FERREIRA LIMA - TRINDADE CEP: 88040-900 - FLORIANÓPOLIS - SC TELEFONE (048)

Leia mais

Oferta Formativa da UDIPSS Aveiro

Oferta Formativa da UDIPSS Aveiro Oferta Formativa da UDIPSS Aveiro Cursos: Formação Pedagógica Inicial de Formadores em Gerontologia homologado pelo IEFP Licenciados Destinatários: Legislação Laboral Contrato Colectivo de Trabalho Direcção

Leia mais

ORDEM DOS ENFERMEIROS. Dados Estatísticos a

ORDEM DOS ENFERMEIROS. Dados Estatísticos a ORDEM DOS ENFERMEIROS Dados Estatísticos a 31-12-2013 Departamento de Informática Jan de 2014 Índice 1. Evolução dos enfermeiros ativos por sexo:... 1 2. Evolução dos enfermeiros admitidos em comparação

Leia mais

Pediatria Médica ORDEM DOS MÉDICOS SECÇÃO REGIONAL DO NORTE

Pediatria Médica ORDEM DOS MÉDICOS SECÇÃO REGIONAL DO NORTE Pediatria Médica ORDEM DOS MÉDICOS SECÇÃO REGIONAL DO NORTE Idoneidade e de Serviços, para os Estágios do Internato Complementar de Pediatria no ano 2017, atribuídas pela Direcção do Colégio de Especialidade

Leia mais

REDE SOCIAL DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO PLANO DE ACÇÃO PARA 2010

REDE SOCIAL DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO PLANO DE ACÇÃO PARA 2010 REDE SOCIAL DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO PLANO DE ACÇÃO PARA 2010 EIXO I Promoção da Inclusão das famílias com especial enfoque às necessidades dos idosos OBJECTIVO GERAL Melhorar as condições de vida de

Leia mais

Dias Maia Nunes da Silva - Rute Maria

Dias Maia Nunes da Silva - Rute Maria curriculum vitae Informação pessoal Apelido(s) - Nome(s) Morada Dias Maia Nunes da Silva - Rute Maria Sagres, Vila do Bispo, Portugal Contactos telefónicos Telemóvel +351 910 547 848 Telefone +351 282

Leia mais

Tabela das correspondências dos cursos de engenharia professados em escolas nacionais e as especialidades estruturadas na Ordem

Tabela das correspondências dos cursos de engenharia professados em escolas nacionais e as especialidades estruturadas na Ordem Tabela das correspondências dos cursos de engenharia professados em escolas nacionais e as especialidades estruturadas na Ordem [de acordo com a alínea h) do artigo 147º do Estatuto da Ordem dos Engenheiros,

Leia mais

Associação Portuguesa para o Serviço Social Internacional (Instituição particular de solidariedade social) RELATÓRIO DE ACTIVIDADES

Associação Portuguesa para o Serviço Social Internacional (Instituição particular de solidariedade social) RELATÓRIO DE ACTIVIDADES Associação Portuguesa para o Serviço Social Internacional (Instituição particular de solidariedade social) RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2016 Relatório de Actividades 2016 (síntese) Objectivos Gerais Articular

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR - GUIAS PROVAS DE INGRESSO ALTERAÇÕES PARA 2017, 2018, 2019 PÚBLICO PRIVADO

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR - GUIAS PROVAS DE INGRESSO ALTERAÇÕES PARA 2017, 2018, 2019 PÚBLICO PRIVADO ACESSO AO ENSINO SUPERIOR - GUIAS PROVAS DE INGRESSO ALTERAÇÕES PARA 2017, 2018, 2019 PÚBLICO PRIVADO DIREÇÃO-GERAL DO ENSINO SUPERIOR Direção de Serviços de Acesso ao Ensino Superior Av. Duque D Ávila,

Leia mais

Formação Profissional

Formação Profissional JOANA CARNEIRO - Advogada Associada Nasceu em 2 de Outubro de 1980 Em 2003, licenciou-se em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade do Porto Fez estágio obrigatório na Ordem dos Advogados Portugueses

Leia mais

Base de dados I. Questionário de levantamento de recursos institucionais/ 2009

Base de dados I. Questionário de levantamento de recursos institucionais/ 2009 Base de dados I Nº de referência da instituição Nº de registo Questionário de levantamento de recursos institucionais/ 2009 Este questionário tem como objectivo proceder à actualização do Diagnóstico Social,

Leia mais

ROSA CRISTINA FERREIRA FERNANDES

ROSA CRISTINA FERREIRA FERNANDES ROSA CRISTINA FERREIRA FERNANDES MONTEMOR-O-VELHO, SETEMBRO DE 2013 1 ÍNDICE 1. DADOS PESSOAIS..3 2. FORMAÇÃO ACADÉMICA...4 2.1. EXPERIÊNCIA PRÉ-PROFISSIONAL... 5 2.2. EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL....5 3.

Leia mais

ORDEM DOS ENFERMEIROS. Dados Estatísticos a

ORDEM DOS ENFERMEIROS. Dados Estatísticos a ORDEM DOS ENFERMEIROS Dados Estatísticos a 31-12-2014 Departamento de Informática fev de 2015 Índice 1. Evolução dos enfermeiros ativos por sexo:... 1 2. Evolução dos enfermeiros ativos (cuidados gerais):...

Leia mais

Programa Cidadania Ativa. Participação das ONG na Conceção e Aplicação de Políticas Públicas, a Nível Nacional, Regional e Local

Programa Cidadania Ativa. Participação das ONG na Conceção e Aplicação de Políticas Públicas, a Nível Nacional, Regional e Local Programa Cidadania Ativa Participação das ONG na Conceção e Aplicação de Políticas Públicas, a Nível Nacional, Regional e Local Carta da Cidadania Infantojuvenil A Carta da Cidadania Infantojuvenil (Carta)

Leia mais

Mapa de Vagas IM-2009 B

Mapa de Vagas IM-2009 B Mapa de IM-2009 B colocação Centro Hospitalar do Porto, EPE colocação Hospital de São João, EPE - Porto colocação Anatomia Patológica Anestesiologia Cardiologia Hospitais da Universidade de Coimbra, EPE

Leia mais

ASSSSUNTTO Cria Agência Nacional para a gestão das 2ªs fases dos programas de acção comunitária: Leonardo da Vinci e Socrates

ASSSSUNTTO Cria Agência Nacional para a gestão das 2ªs fases dos programas de acção comunitária: Leonardo da Vinci e Socrates DIÁRIOS DA REPUBLLI ICA DEESSI IGNAÇÇÃO: : PPrrooggrraamaass EEMI ITTI IDO PPOR: : Ministério do Emprego e da Segurança Social ASSSSUNTTO Aprova o regime de apoio técnico e financeiro a programas de reabilitação

Leia mais

O Perfil do Psicólogo na Administração Local

O Perfil do Psicólogo na Administração Local CATEGORIA AUTORIA JANEIRO 15 Perfis do Psicólogo Gabinete de Estudos Técnicos O Perfil do Psicólogo na Administração Local Sugestão de Citação Ordem dos Psicólogos Portugueses (2015). O Perfil do Psicólogo

Leia mais

Promover condições de empregabilidade das pessoas com deficiências e incapacidades, visando a consagração do direito de exercício pleno da cidadania.

Promover condições de empregabilidade das pessoas com deficiências e incapacidades, visando a consagração do direito de exercício pleno da cidadania. Formação Profissional para Pessoas ou Grupos com Necessidades Especiais Práticas do Centro de Reabilitação Profissional da CERCIPENICHE Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados de

Leia mais

Perfil do Docente 2007/08

Perfil do Docente 2007/08 Perfil do Docente 2007/08 93 PERFIL DO DOCENTE 2009/2010 1 Índice FICHA TÉCNICA Título Perfil do Docente 2009/2010 Autoria Gabinete de Estatística e Planeamento da Educação (GEPE) Direcção de Serviços

Leia mais

Plano de Acção

Plano de Acção - 2 - Nota Prévia A Rede Social afirmou-se ao longo da sua criação como uma medida inovadora e com capacidade de produzir alterações positivas na intervenção social. Esta medida assumiu-se, desde início,

Leia mais

CLUBE DE EMPREGO SOCIOHABITAFUNCHAL PLANO DE ACTIVIDADES

CLUBE DE EMPREGO SOCIOHABITAFUNCHAL PLANO DE ACTIVIDADES PLANO DE ACTIVIDADES 2010 2011 Identificação Entidade: Sociohabitafunchal, E.M Animadora: Célia Dantas Localização: Centro Cívico de Santo António Designação O Clube de Emprego é um serviço promovido pelo

Leia mais

MAPA XVI REPARTIÇÃO REGIONALIZADA DOS PROGRAMAS E MEDIDAS. Continente Area

MAPA XVI REPARTIÇÃO REGIONALIZADA DOS PROGRAMAS E MEDIDAS. Continente Area ANO ECONÓMICO DE 2017 Página 1 do P-001-ORGAOS DE SOBERANIA 1 080 000 1 080 000 395 096 461 396 176 461 M-012-SEGURANÇA E ORDEM PÚBLICAS - SISTEMA JUDICIÁRIO 315 712 781 315 712 781 M-036-SERVIÇOS CULTURAIS,

Leia mais

Entidades sinalizadoras por distrito

Entidades sinalizadoras por distrito Entidades sinalizadoras por distrito Entidades sinalizadoras Os próprios 4 1,2 0 0,0 2 0,2 0 0,00 0 0,0 1 0,2 0 0,0 1 0,3 0 0,0 66 12,4 5 2,9 13 0,5 3 0,6 7 0,5 0 0,0 0 0,0 0 0,0 4 0,8 1 0,2 1 0,2 Os pais

Leia mais

Mapa de Projetos ERASMUS + Key Action 1: Learning Mobility of Individuals SVE

Mapa de Projetos ERASMUS + Key Action 1: Learning Mobility of Individuals SVE COMITÉ DESELEÇAO ROUND1e2 17e18JUL 2014 BRAGA SVE 2014-2-PT02-KA105-000429 Projeto Entidade Concelho Distrito Montante Aprovado Decisão Final ECOS - Cooperativa de Educação, Cooperação e Desenvolvimento,

Leia mais

Inauguração das instalações cedidas ao Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental

Inauguração das instalações cedidas ao Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental INTERVENÇÃO DO SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE OEIRAS Dr. Isaltino Afonso Morais Inauguração das instalações cedidas ao Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental do Centro Hospitalar de Lisboa

Leia mais

DSEP ESTATÍSTICA Setembro 2010 Paula Martins

DSEP ESTATÍSTICA Setembro 2010 Paula Martins JOVEN S ALVO DE MEDIDAS TUTELARES EDUCATIVAS NA COMUNIDADE Setembro de 2010 1200 1000 1.028 800 600 400 200 0 31 Reparação ao ofendido (9534) 7 Realização de prestações económicas a favor da comunidade

Leia mais

Nova Rede de Urgências

Nova Rede de Urgências Nova Rede de Urgências Objectivos Reunião da Comissão Técnica com a Comunicação Social O processo de definição da Rede de Urgências A Comissão Técnica de Apoio ao Processo de Requalificação das Urgências

Leia mais

INSTITUTO FONTE DE VIDA IPSS Instituição Particular de Solidariedade Social

INSTITUTO FONTE DE VIDA IPSS Instituição Particular de Solidariedade Social INSTITUTO FONTE DE VIDA IPSS Instituição Particular de Solidariedade Social PLANO DE ACTIVIDADES PARA 2016 1 - INTRODUÇÃO Ao longo de dezoito anos, um grupo de voluntários determinados, tem levado adiante,

Leia mais

ACOLHER, REPARAR E PROMOVER

ACOLHER, REPARAR E PROMOVER GESTÃO E ORGANIZAÇÃO INTERNA Planificação e organização; Elaboração do Plano Anual de Atividades 2016-2017; Definição de calendário de reuniões ordinárias 2016-2017: EE (mensal); ET (semanal), Funcionários

Leia mais

LABORATÓRIO ESTRATÉGICO DE TURISMO. Conhecimento, Emprego & Formação

LABORATÓRIO ESTRATÉGICO DE TURISMO. Conhecimento, Emprego & Formação LABORATÓRIO ESTRATÉGICO DE TURISMO Conhecimento, Emprego & Formação SETÚBAL, 6 de outubro de 2016 Nuno Fazenda O Turismo nos últimos 10 anos ESTRUTURA Gestão e Monitorização Grandes Desafios Referencial

Leia mais

Artigo 1º. Composição. 1. Integram o Conselho Municipal de Segurança de Braga: a) O Presidente da Câmara Municipal de Braga;

Artigo 1º. Composição. 1. Integram o Conselho Municipal de Segurança de Braga: a) O Presidente da Câmara Municipal de Braga; REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE SEGURANÇA DE BRAGA A lei n.º 33/98, de 18 de Julho veio criar os conselhos municipais de segurança que, segundo a terminologia utilizada pelo legislador, são entidades

Leia mais

Ficha de Caracterização de Entidade/Projecto CLDS - ESPIRAL

Ficha de Caracterização de Entidade/Projecto CLDS - ESPIRAL Ficha de Caracterização de Entidade/Projecto CLDS - ESPIRAL 2 A. IDENTIFICAÇÃO GERAL DA ENTIDADE Projecto(s) Projecto Espiral - Contrato Local de Desenvolvimento Promotor(es): CESIS - Centro de Estudos

Leia mais

Anexo IV Tabela das Áreas de Actividades

Anexo IV Tabela das Áreas de Actividades Actividades Relacionadas com o Património Cultural 101/801 Artes Plásticas e Visuais 102/802 Cinema e Audiovisual 103/803 Bibliotecas e Património Bibliográfico 104/804 Arquivos e Património Arquivistico

Leia mais

ENCONTRO NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE DAS COMISSÕES DE PROTEÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS EM Programa

ENCONTRO NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE DAS COMISSÕES DE PROTEÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS EM Programa Programa Dia 28 de novembro 2016 10h00 12h30m 14h00 14h30m Passeio Turístico Abertura do Secretariado Momento Cultural Sessão de Abertura Presidida por Miguel Albuquerque Presidente do Governo Regional

Leia mais

BASES JURÍDICAS PARA O PROCESSO LEGISLATIVO ORDINÁRIO. económico geral. das instituições

BASES JURÍDICAS PARA O PROCESSO LEGISLATIVO ORDINÁRIO. económico geral. das instituições ANEXO III BASES JURÍDICAS PARA O PROCESSO LEGISLATIVO ORDINÁRIO 1 Artigo 14.º Base jurídica Descrição Elementos processuais 1 Artigo 15.º, n. 3 Artigo 16.º, n. 2 Artigo 18.º Artigo 19.º, n. 2 Artigo 21.º,

Leia mais

EIXO 1: EMPREGO, QUALIFICAÇÃO, EMPREENDEDORISMO E INICIATIVA LOCAL

EIXO 1: EMPREGO, QUALIFICAÇÃO, EMPREENDEDORISMO E INICIATIVA LOCAL EIXO 1: EMPREGO, QUALIFICAÇÃO, EMPREENDEDORISMO E INICIATIVA LOCAL Desenvolver as condições facilitadoras da criação de emprego, combate ao desemprego e incentivo à iniciativa local referente ao empreendedorismo

Leia mais

Capítulo I. Definição, Objecto e Objectivos da RBAL. Cláusula 1.ª. Definição. Cláusula 2.ª. Objecto. Cláusula 3.ª. Objectivos

Capítulo I. Definição, Objecto e Objectivos da RBAL. Cláusula 1.ª. Definição. Cláusula 2.ª. Objecto. Cláusula 3.ª. Objectivos PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO Preâmbulo A Rede de Bibliotecas de Alcochete, adiante designada RBAL, visa a prossecução de uma dinâmica de trabalho colaborativo quer ao nível da organização, gestão e disponibilização

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Social

Plano de Desenvolvimento Social Plano de Desenvolvimento Social 65 6. Planear para Intervir Objectivos e Estratégias Numa fase seguinte, após a consequente identificação das vulnerabilidades concelhias /eixos estratégicos de intervenção

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES CLAS VISEU 2014

PLANO DE ATIVIDADES CLAS VISEU 2014 PLANO DE ATIVIDADES CLAS VISEU 2014 AÇÃO ATIVIDADES INTERVENIENTES Calendarização das Atividades J F M A M J J A S O N D 1) Realizar quatro reuniões plenárias durante o ano de 2014 1.1) Realização de uma

Leia mais

Justice, Freedom And Security

Justice, Freedom And Security European Comission Directorate-General Justice, Freedom And Security Missão da DGRS Definir e executar as políticas de prevenção criminal e reinserção social de jovens e adultos, designadamente nos domínios

Leia mais

Decreto-Lei n.º 554/77, de 31 de Dezembro. Competências das Direcções-Gerais dos Ensinos Básico e Secundário

Decreto-Lei n.º 554/77, de 31 de Dezembro. Competências das Direcções-Gerais dos Ensinos Básico e Secundário Decreto-Lei n.º 554/77, de 31 de Dezembro Competências das Direcções-Gerais dos Ensinos Básico e Secundário Cria os Serviços de Coordenação de Educação Física e Desporto Escolar Decreto-Lei n.º 554/77

Leia mais

Agrupamento de Escolas nº4 de Évora Escola Sede: Escola Secundária André de Gouveia 1. ÁREAS DE INTERVENÇÃO

Agrupamento de Escolas nº4 de Évora Escola Sede: Escola Secundária André de Gouveia 1. ÁREAS DE INTERVENÇÃO 1. ÁREAS DE INTERVENÇÃO 1.1. IMPLEMENTAR A ORGANIZAÇÃO E DESENVOLVIMENTO CURRICULAR - Aprimorar ação educativa. Otimizar o desempenho de funções de coordenação. Valorizar a centralidade da escola e do

Leia mais

A Taxa de Insucesso Escolar verificada no Concelho, revela-se bastante elevada quando comparada com a registada a nível nacional. De referir também,

A Taxa de Insucesso Escolar verificada no Concelho, revela-se bastante elevada quando comparada com a registada a nível nacional. De referir também, A Taxa de Insucesso Escolar verificada no Concelho, revela-se bastante elevada quando comparada com a registada a nível nacional. De referir também, o facto de o insucesso escolar aumentar à medida que

Leia mais

M ODELO EUROPEU DE INFORMAÇÃO PESSOAL EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL CURRICULUM VITAE

M ODELO EUROPEU DE INFORMAÇÃO PESSOAL EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL CURRICULUM VITAE M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Paulo Almeida de Rodrigues Morada Telefone Fax Correio electrónico capmarcogoncalves@gmail.com; Nacionalidade Portuguesa Data de nascimento 21.07.73

Leia mais

Grau Curso Ato Normativo Nivel de Ensino

Grau Curso Ato Normativo Nivel de Ensino Escola Artística do Porto - Guimarães Animação Digital n.º 6535/2008 de 06-03-08 240 600 Escola Artística do Porto - Guimarães Desenho - Áreas de especialização: Prática Artística; Desenho Científico e

Leia mais

Promoção da Inovação Empresarial

Promoção da Inovação Empresarial Promoção da Inovação Empresarial EMP-07: Centro de Assistência Técnica!! " $ # & % Entidade Executora: ISMAI Responsável do sub-projecto: Dr. José Sousa (jsousa@ismai.pt) Parceiros: santa Casa da Misericórdia

Leia mais

Cursos de Dupla Certificação - A Experiência do Cinform/Cercilei. ESECS - Leiria

Cursos de Dupla Certificação - A Experiência do Cinform/Cercilei. ESECS - Leiria Cursos de Dupla Certificação - A Experiência do Cinform/Cercilei ESECS - Leiria 1 de Abril de 2017 Apresentação será dividida em 3 momentos: 1º - Enquadramento legal e Cronologia 2º - Modalidade de Formação

Leia mais

A RESPONSABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL PARA UMA INCLUSÃO SUSTENTÁVEL

A RESPONSABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL PARA UMA INCLUSÃO SUSTENTÁVEL A RESPONSABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL PARA UMA INCLUSÃO SUSTENTÁVEL Seminário 19.Novembro.2012 Amadora, Agência Portuguesa do Ambiente PERCURSOS PELO AMBIENTE Organização: CESIS & COOPERACTIVA Autoras:

Leia mais

ÍNDICE. Índice de quadros...i Índice de gráficos...ii Índice de figuras... III

ÍNDICE. Índice de quadros...i Índice de gráficos...ii Índice de figuras... III ÍNDICE Pág. de quadros...i de gráficos...ii de figuras... III 1. Introdução...1 1.1. Preâmbulo...1 1.2. Conceito e finalidade...3 1.3. Conteúdo da Carta Educativa...6 1.4. Intervenientes e metodologia

Leia mais

Estudo sobre a situação profissional dos jovens enfermeiros em Portugal. Ordem dos Enfermeiros

Estudo sobre a situação profissional dos jovens enfermeiros em Portugal. Ordem dos Enfermeiros EMPREGABILIDADE Rede de Jovens Enfermeiros Setº 2009 Estudo sobre a situação profissional dos jovens enfermeiros em Portugal Ordem dos Enfermeiros Rede de Jovens Enfermeiros Introdução No início de 2008,

Leia mais

RECURSOS PREVISTOS PARA OS PROGRAMAS, INICIATIVAS E AÇÕES POR CATEGORIA DA DESPESA SEGUNDO ORGÃO E UNIDADE

RECURSOS PREVISTOS PARA OS PROGRAMAS, INICIATIVAS E AÇÕES POR CATEGORIA DA DESPESA SEGUNDO ORGÃO E UNIDADE GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA SECRETARIA DE ESTADO DO PLANEJAMENTO E GESTÃO PPA - Exercício - RECURSOS PREVISTOS PARA OS PROGRAMAS, INICIATIVAS E AÇÕES POR CATEGORIA DA DESPESA SEGUNDO ORGÃO E UNIDADE Órgão

Leia mais

21 de Outubro de

21 de Outubro de 21 de Outubro de 2008 1 Conceito e Finalidade Sistema de articulação de diferentes parceiros públicos e privados que tem por objectivos: Criar um ambiente institucional favorável à expansão de um voluntariado

Leia mais

OBJETIVOS ESTRATÉGICOS E PROCESSUAIS - MP 2016/2017

OBJETIVOS ESTRATÉGICOS E PROCESSUAIS - MP 2016/2017 OBJETIVOS ESTRATÉGICOS E PROCESSUAIS - MP 2016/2017 OBJECTIVOS ESTRATÉGICOS E PROCESSUAIS DO MINISTÉRIO PÚBLICO (MP) COMARCA DE PORTALEGRE (2016/2017) DECLARAÇÃO INTRODUTÓRIA O Ministério Público enquanto

Leia mais

Conteúdos sobre segurança e saúde no trabalho Organismos e instituições

Conteúdos sobre segurança e saúde no trabalho Organismos e instituições ISHST - Instituto para a Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho Criado em 2004, pelo Decreto-lei n.º 171, de 17 de Julho, o Instituto para a Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho (ISHST), I. P., é o organismo

Leia mais

Programa de Mobilidade Nacional Almeida Garrett Princípios Orientadores para 2014/2015

Programa de Mobilidade Nacional Almeida Garrett Princípios Orientadores para 2014/2015 Programa de Mobilidade Nacional Almeida Garrett Princípios Orientadores para 2014/2015 1. Enquadramento O Programa Almeida Garrett, adiante designado por Programa AG, é o programa de mobilidade nacional

Leia mais

Educação e Ciência. Universidade de Lisboa (UL) - Reitoria

Educação e Ciência. Universidade de Lisboa (UL) - Reitoria Educação e Ciência Universidade de Lisboa (UL) - Reitoria Mapa de fluxos de caixa em 31/12/2014 Valores em euros Ano: 2014 Código Recebimentos Importâncias Parcial Total Saldo da gerência anterior De Dotações

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 VAGAS E ABERTURA DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO INFORMAÇÃO COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE (QUINTA-FEIRA)

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 VAGAS E ABERTURA DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO INFORMAÇÃO COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE (QUINTA-FEIRA) ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 VAGAS E ABERTURA DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO NOTA INFORMAÇÃO COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE 21-07-2015 (QUINTA-FEIRA) 1. Inicia-se quarta-feira, 19 de julho, o prazo de candidatura

Leia mais

SEGURANÇA SOCIAL EM NÚMEROS

SEGURANÇA SOCIAL EM NÚMEROS SEGURANÇA SOCIAL SEGURANÇA SOCIAL EM NÚMEROS Continente e Regiões Autónomas SETEMBRO/2017 Direção-Geral da Segurança Social Instituto de Informática, I.P. Í NDICE PÁGINA Pirâmide etária da população residente

Leia mais