FISIOTERAPIA ORTOPÉDICA COM ÊNFASE EM TERAPIA MANUAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FISIOTERAPIA ORTOPÉDICA COM ÊNFASE EM TERAPIA MANUAL"

Transcrição

1 EMENTA

2 FISIOTERAPIA ORTOPÉDICA COM ÊNFASE EM TERAPIA MANUAL DISCIPLINA: Bases Anatômicas e Biomecânicas I ( Membros Superiores) EMENTA: Estudo da anatomobiomecânica das articulações dos membros superiores a fim de conduzir o aluno ao entendimento da cinesiologia humana, de forma segmentar e integrada correlacionando a anatomia funcional, palpatória e semiologia ortopédica. DISCIPLINA: Bases anatômicas e Biomecânicas II (Membros Inferiores) EMENTA: Estudo da anatomobiomecânica das articulações dos membros inferiores a fim de conduzir o aluno ao entendimento da cinesiologia humana, de forma segmentar e integrada correlacionando a anatomia funcional, palpatória e semiologia ortopédica. DISCIPLINA: Bases Anatômicas e Biomecânicas III (crânio, tronco coluna e função respiratória) EMENTA Estudo da anatomobiomecânica do crânio, tronco e da função respiratórias a fim de conduzir o aluno ao entendimento da cinesiologia humana, de forma segmentar e integrada correlacionando a anatomia funcional, palpatória e semiologia ortopédica. DISCIPLINA: Métodos e Técnicas de Avaliação das Disfunções Músculo-Esqueléticas CARGA-HORÁRIA: 20 horas EMENTA: Capacitar profissionais para o diagnóstico e avaliação das disfunções músculo esqueléticas de origem traumática, esportiva ou não, ortopédica e reumatológica. Analisar os fundamentos e conceitos do movimento humano, aplicando os métodos e técnicas de avaliação fisioterapêuticas das principais disfunções do aparelho músculo-esquelético. DISCIPLINA: Diagnóstico por imagem em Ortopedia

3 EMENTA: Estudo, análise crítica e científica de disfunções ortopédicas através de exames Radiográficos; Ressonância Magnética; Tomografia Computadorizada; Cintilografia; Ultrassonagrafia; Análise e interpretação científica dos exames complementares. DISCIPLINA: Metodologia Científica I EMENTA: Iniciação às atividades científicas, observando: procedimentos da pesquisa e seus aspectos metodológicos para análise de dados e redação do trabalho científico. DISCIPLINA: Abordagem interdisciplinar no controle da dor CARGA-HORÁRIA: 20 horas EMENTA: O controle da dor, tanto aguda como das síndromes dolorosas crônicas, continua sendo tratado de forma específica e não interdisciplinar, causando complicações em diversos órgãos e sistemas. Isso ocorre em decorrência do uso inadequado de técnicas que não visam o ser humano como todo, da falta de conhecimento da fisiopatologia da dor, da falta de conhecimento de abordagens terapêuticas complementares, do número reduzido de Serviços especializados para o ensino e da falta de dedicação dos profissionais ao tratamento da dor. Formar profissionais capacitados para diagnosticar e tratar as principais síndromes dolorosas, reconhecendo a importância da abordagem multiprofissional. Tratar a dor Pós-operatória e Outras causas de Dor Aguda. Diagnosticar e Tratar as principais síndromes dolorosas Crônicas. Saber utilizar recursos terapêuticos de maneira correta para tratamento da dor. DISCIPLINA: Hidrocinesioterapia Aplicada a Fisioterapia Ortopédica EMENTA: Propiciar aos alunos conhecimentos teórico-práticos sobre atendimentos realizados em piscina terapêutica, para a reabilitação de pacientes com lesões ortopédicas. A partir de conceitos como o tipo de construção ideal de piscina, tratamento da água, aplicabilidade das propriedades físico-química da água como a pressão hidrostática, empuxo, viscosidade, efeito metacêntrico, refração, reflexão, turbulência, densidade. Indicações e contra-indicações dafisioterapia aquática, tendo em vista a fisiologia da imersão e as diferentes técnicas

4 utilizadas, como o Halliwick e o Bad Ragaz. DISCIPLINA: Bandagens Funcionais/Kinesio Taping CARGA-HORÁRIA: 20 horas EMENTA: A disciplina versará acerca das principais bandagens utilizadas no dia-a-dia da prática ortopédica, desportiva, traumatológica, reumatológica e neurológica. DISCIPLINA: Massagem Transversa Profunda, Clássica e Reflexologia EMENTA: Estudo e prática das técnicas da Massagem Clássica, Transversa profunda e reflexologia associado ao conhecimento dos efeitos fisiológicos da Massagem para a promoção da saúde e prevenção de patologias neuromusculares, tendíneas e ortopédicas. DISCIPLINA: Metodologia Científica II EMENTA: Introdução. Séries e Gráficos Estatísticos. Análise Descritiva e Exploratória de Dados. Técnicas de Amostragem. Pesquisas de opinião e mercado. Probabilidade e Valor Esperado. Distribuições de Probabilidade. Estimativa. Testes de Hipóteses. Levantamentos Amostrais e Experimentação. Delineamentos Experimentais. Testes de comparações de Média. Regressão linear simples e correlação. Seminários sobre o uso de Estatística Multivariada Aplicada. Uso de recursos computacionais aplicados à bioestatística usando os programas Excel. e SPSS DISCIPLINA: Cadeias Musculares (Noções de RPG e Pilates) EMENTA: Introdução, Avaliação Postural Global, Tratamento por Cadeias musculares, Família de Posturas, Posturas, Demonstração e prática das posturas de tratamento. DISCIPLINA: Liberação Miofacial e Trigger Points EMENTA: Apresentar ao aluno conhecimentos morfofuncionais, biomecânicos, cinesiológicos e

5 fisiológicos, segundo a visão da Mioterapia através da mobilização miofascial com o objetivo de liberar o tecido conjuntivo, a fáscia. Propor abordagem terapêutica manual do tratamento de Trigger Points e liberação fascial, que lhes permitam enriquecer o seu poder de decisão terapêutica e modificação do comportamento cinético de um ou mais tecidos moles, periarticulares e suas estruturas adjacentes. Discutir a Fisiopatogenia das síndromes miofasciais. DISCIPLINA: Metodologia do Ensino Superior EMENTA: A Educação Superior diante da nova realidade social. Abordagens do processo ensino-aprendizagem. O planejamento de Ensino como instrumento da ação educativa. Procedimentos Didáticos no cotidiano da sala de aula universitária: desafios e possibilidades. A avaliação da Aprendizagem no Ensino Superior: desafios e alternativas. DISCIPLINA: Noções de Terapias Manuais I (Bolas Suíças) EMENTA: A utilização da bola suíça na prevenção e tratamento de desvios posturais e lesões ortopédicas, suas indicações e contra-indicações; como ser utilizada de acordo com os objetivos do tratamento; conhecimento e aprofundamento das habilidades referentes às técnicas específicas e os métodos de tratamento por meio da Bola Suíça; programa de exercícios terapêuticos com a bola. DISCIPLINA: Noções de Terapias Manuais II (Pompagens, Sensações Somáticas) EMENTA: Abordagem da percepção do corpo como um todo, a partir de vivências práticas de sensações corporais, envolvendo receptores mecânicos, térmicos, táteis, auditivos, esteroceptores, proprioceptores, entre outros. Trabalho de reintegração do esquema corporal, através da sensopercepção como meio de realizar mudanças verdadeiras na postura do indivíduo (imagem corporal normal).

6 DISCIPLINA: Noções de Terapias Manuais III (Mobilização Neural) EMENTA: Anatomia do Plexo Braquial e Plexo Lombo-Sacral; Movimentos Graduados de Mobilização Articular; Neurobiomecânica, Neurodinâmica, Patomecânica e Tensão Neural Adversa; Testes de Provocação Neural dos Nervos dos MMSS e MMII; Testes de Sensibilização e Dessensibilização do Sistema Nervoso; Palpação de Áreas Críticas dos Nervos Periféricos; Diagnóstico das Disfunções Neuro-Articulares; Tratamento de Mobilização Neural das Disfunções Neurais dos MMSS e MMII; Tratamento das Disfunções Neuro-Articulares. DISCIPLINA: Terapia Manual em Ortopedia I (Disfunções da coluna vertebral) EMENTA: Propiciar ao aluno total conhecimento sobre os distúrbios e lesões do Sistema Músculo-esquelético, suas causas, sinais clínicos, sua prevenção e seu tratamento e, conseqüentemente, torná-lo apto a avaliar, planejar, prescrever e realizar o tratamento fisioterapêutico em problemas ortopédicos e traumatológicos. DISCIPLINA: Terapia Manual em Ortopedia II (Disfunções dos Membros Superiores) EMENTA: Estudo da Terapia manual através de técnicas manipulativas e mobilizativas para a terapêutica das disfunções de Membros Superiores. DISCIPLINA: Terapia Manual em Ortopedia III (Disfunções dos Membros Inferiores) EMENTA: Propiciar ao aluno total conhecimento sobre os distúrbios e lesões do Sistema Músculo-esquelético, suas causas, sinais clínicos e seu tratamento. A partir daí, que o mesmo esteja apto a avaliar, planejar, prescrever e realizar o tratamento fisioterapêutico em problemas ortopédicos e traumatológicos. DISCIPLINA: Terapia Manual em Ortopedia IV (Disfunções Craniocervicomandibulares) CARGA-HORÁRIA: 20 horas

7 EMENTA: O objetivo da Disciplina é proporcionar ao aluno bases teórica e prática de avaliação e tratamento das Disfunções Craniomandibulares (DCM). Fornecer conhecimento teórico científico de anatomia e biomecânica da Articulação Temporomandibular (ATM), dos fundamentos básicos de oclusão, dos sinais e sintomas das afecções crânio-mandibulares. Aprender a diagnosticar, classificar e avaliar as DCM, além de propor tratamento utilizando recursos terapêuticos manuais. Estimular o raciocínio crítico no diagnóstico diferencial das DCM e sua inter-relação com as desordens posturais. DISCIPLINA: Fisioterapia Ortopédica e Promoção de Saúde EMENTA: Conceitos de promoção de saúde. O fisioterapeuta como agente de saúde. Processo de prevenção em todas as áreas de abrangência da Fisioterapia, abordagem sobre a saúde coletiva, dando ênfase à Estratégia de Saúde da Família e ao Núcleo de Apoio à Saúde da Família NASF. O papel do fisioterapeuta na saúde coletiva, as possibilidades de atuação e experiências bem-sucedidas.

8

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 3-CEPE/UNICENTRO, DE 28 DE JANEIRO DE 2013. REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 12/2015-CEPE/UNICENTRO. Aprova o Curso de Especialização em Fisioterapia Traumato-Ortopédica Funcional, modalidade modular,

Leia mais

Cursos de Extensão. Técnicas Miofasciais (Tratamento da Disfunção dos Tecidos Moles)

Cursos de Extensão. Técnicas Miofasciais (Tratamento da Disfunção dos Tecidos Moles) Cursos de Extensão Técnicas Miofasciais (Tratamento da Disfunção dos Tecidos Moles) Duração do Curso: - 2 dias, horário integral, perfazendo a carga horária de 20 horas de teoria e prática, sendo 80% prático;

Leia mais

Ementas das Disciplinas de Fisioterapia

Ementas das Disciplinas de Fisioterapia s das Disciplinas de Fisioterapia s das Disciplinas (Semestre/Ano/Período/Termo/Módulo) Carga horária ATIVIDADES COMPLEMENTARES 204 INTRODUÇÃO E PRÁTICA FISIOTERAPÊUTICA I (405576) 34 Abordagem histórica,

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 52-CEPE/UNICENTRO, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2015. Aprova o Curso de Especialização em Recursos Terapêuticos Manuais: Ênfase em Terapia Manual, modalidade modular, da UNICENTRO. O REITOR DA UNIVERSIDADE

Leia mais

TERAPIA MANUAL SEGUNDO O CONCEITO OSTEOETIOPÁTICO (CERTIFICAÇÃO ATMS) - PORTO - MÓDULO 5 (MEMBRO SUPERIOR)

TERAPIA MANUAL SEGUNDO O CONCEITO OSTEOETIOPÁTICO (CERTIFICAÇÃO ATMS) - PORTO - MÓDULO 5 (MEMBRO SUPERIOR) TERAPIA MANUAL SEGUNDO O CONCEITO OSTEOETIOPÁTICO (CERTIFICAÇÃO ATMS) - PORTO - MÓDULO 5 (MEMBRO SUPERIOR) Terapia Manual segundo o Conceito Osteoeti alguns dos maiores nomes da fisioterapia em Manual.

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE FISIOTERAPIA INTRODUÇÃO E PRÁTICA FISIOTERAPÊUTICA I 34 Abordagem histórica, generalista, ética e científica sobre aspectos fundamentais da profissão de fisioterapia

Leia mais

TRATAMENTO (DEZ 2017) - LISBOA

TRATAMENTO (DEZ 2017) - LISBOA FISIOTERAPIA NO OMBRO: AVALIAçãO E TRATAMENTO (DEZ 2017) - LISBOA Um dos complexos articulares com maior incidência de patologia músculo-esquelética é sem dúvida o ombro. Neste curso bastante prático abordará

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE FISIOTERAPIA INTRODUÇÃO E PRÁTICA FISIOTERAPÊUTICA I Abordagem histórica, generalista, ética e científica sobre aspectos fundamentais da profissão de fisioterapia

Leia mais

Componente Curricular: Fisioterapia Ortopedia e Traumatologia. Titulação: Especialista em Terapia Manual e Postural, CESUMAR/ PR PLANO DE CURSO

Componente Curricular: Fisioterapia Ortopedia e Traumatologia. Titulação: Especialista em Terapia Manual e Postural, CESUMAR/ PR PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisioterapia Ortopedia e Traumatologia Código: Fisio 213 Pré-Requisito: -------

Leia mais

CURSO: FISIOTERAPIA EMENTAS º PERÍODO

CURSO: FISIOTERAPIA EMENTAS º PERÍODO CURSO: FISIOTERAPIA EMENTAS 2017.1 1º PERÍODO DISCIPLINA: ANATOMIA DO SISTEMA LOCOMOTOR Introdução ao estudo anatômico. Posição Anatômica. Termos de Posição Anatômica. Anatomofisiologia dos Sistemas Esquelético

Leia mais

Faculdade da Alta Paulista

Faculdade da Alta Paulista Plano de Ensino Disciplina: Recursos Terapêuticos Manuais e Acupuntura Curso: Fisioterapia Código: Série: 2ª Série Obrigatória (X ) Optativa ( ) CH Teórica: 80 CH Prática: 80 CH Total: 160 I - Objetivos

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA. PROGRAMA DE DISCIPLINA/ ESTÁGIO Ano: 2008 IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DISCIPLINA OU ESTÁGIO SERIAÇÃO IDEAL

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA. PROGRAMA DE DISCIPLINA/ ESTÁGIO Ano: 2008 IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DISCIPLINA OU ESTÁGIO SERIAÇÃO IDEAL unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE MARÍLIA Faculdade de Filosofia e Ciências PROGRAMA DE DISCIPLINA/ ESTÁGIO Ano: 2008 UNIDADE UNIVERSITÁRIA: Faculdade de Filosofia e Ciências CURSO: Fisioterapia

Leia mais

TERMO ADITIVO DO NÚMERO DE VAGAS REFERENTE AO EDITAL

TERMO ADITIVO DO NÚMERO DE VAGAS REFERENTE AO EDITAL TERMO ADITIVO DO NÚMERO DE VAGAS REFERENTE AO EDITAL 2017.2 Curso Administração e Contábeis Disciplina: Matemática Financeira. Turno: Manhã/Tarde/Noite Vagas: 2 para cada turno Juros simples Juros compostos

Leia mais

CURSO: FISIOTERAPIA EMENTAS º PERÍODO

CURSO: FISIOTERAPIA EMENTAS º PERÍODO CURSO: FISIOTERAPIA EMENTAS - 2016.1 1º PERÍODO DISCIPLINA: ANATOMIA DO SISTEMA LOCOMOTOR Terminologia Anatômica. Sistema Esquelético. Sistema Articular. Sistema Muscular. DISCIPLINA: SISTEMAS BIOLÓGICOS

Leia mais

Especialização em Anatomia e Biomecânica do Sistema Locomotor - NOVO

Especialização em Anatomia e Biomecânica do Sistema Locomotor - NOVO Especialização em Anatomia e Biomecânica do Sistema Locomotor - NOVO Apresentação Previsão de Início Julho/2013 Inscrições em Breve - Turma 01 - Campus Stiep O curso de Especialização em Anatomia e Biomecânica

Leia mais

RESOLUÇÃO. Bragança Paulista, 4 de março de Prof. Milton Mayer Presidente

RESOLUÇÃO. Bragança Paulista, 4 de março de Prof. Milton Mayer Presidente RESOLUÇÃO CONSEAcc-BP 4/2005 ALTERA AS EMENTAS DO CURSO DE FISIOTERAPIA, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA O Presidente do Conselho Acadêmico por Câmpus, do câmpus de Bragança

Leia mais

TERAPIA MANUAL SEGUNDO O CONCEITO OSTEOETIOPáTICO (CERTIFICAÇÃO ATMS) - MóDULO 10 - LISBOA

TERAPIA MANUAL SEGUNDO O CONCEITO OSTEOETIOPáTICO (CERTIFICAÇÃO ATMS) - MóDULO 10 - LISBOA TERAPIA MANUAL SEGUNDO O CONCEITO OSTEOETIOPáTICO (CERTIFICAÇÃO ATMS) - MóDULO 10 - LISBOA Terapia Manual segundo o Conceito Osteoetiopático é uma formação única, reconhec alguns dos maiores nomes da fisioterapia

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Semiologia Fisioterapêutica Código: Fisio 207 Pré-requisito: Cinesiologia e Biomecânica

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Cinesiologia e Biomecânica

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Cinesiologia e Biomecânica CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Cinesiologia e Biomecânica CÓDIGO: Fisio 204 CH TOTAL: 60h PRÉ-REQUISITO: Anatomia

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA. PROGRAMA DE DISCIPLINA/ ESTÁGIO Ano: 2008 IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DISCIPLINA OU ESTÁGIO SERIAÇÃO IDEAL

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA. PROGRAMA DE DISCIPLINA/ ESTÁGIO Ano: 2008 IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DISCIPLINA OU ESTÁGIO SERIAÇÃO IDEAL unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE MARÍLIA Faculdade de Filosofia e Ciências PROGRAMA DE DISCIPLINA/ ESTÁGIO Ano: 2008 UNIDADE UNIVERSITÁRIA: Faculdade de Filosofia e Ciências CURSO: Fisioterapia

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA EM REABILITAÇÃO AQUÁTICA

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso de Fisioterapia Campus: Macaé Missão O curso de Fisioterapia da Universidade Estácio de Sá, através de uma estrutura embasada em princípios contemporâneos, tem por missão

Leia mais

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / HORARIO Manhã - 9:00 às 13:00 Tarde - 14:00 às 18:00 INVESTIMENTO FORMADOR

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / HORARIO Manhã - 9:00 às 13:00 Tarde - 14:00 às 18:00 INVESTIMENTO FORMADOR FISIOTERAPIA AQUáTICA (DEZ 2015) LISBOA A Fisioterapia Aquática pode ser utilizada na prevenção e intervenção em diversas patologias. Esta exige do terapeuta competências específicas. Junte-se a Alexandre

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Anatomia II PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Anatomia II PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Anatomia II Código: Fisio 105 CH Total: 60h Pré-requisito: Anatomia I Período Letivo:

Leia mais

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Fisioterapia - Campus Mossoró) 3ª série

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Fisioterapia - Campus Mossoró) 3ª série - Semiologia Geral ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN 2016.1 Fisioterapia - Campus Mossoró) 3ª série - Generalidades sobre diagnóstico e avaliação AVALIAÇÃO DIAGNOSTICA EM II - Avaliação da coluna (postura) -

Leia mais

1. MATRIZ CURRICULAR. C/H SEMESTRAL Pré-Requisito. C/H Sem. Nº DISCIPLINA - 1 SEMESTRE

1. MATRIZ CURRICULAR. C/H SEMESTRAL Pré-Requisito. C/H Sem. Nº DISCIPLINA - 1 SEMESTRE INÍCIO DO CURSO: 01/02/2011 AUTORIZAÇÃO: N 1.562 de 24 de setembro de 2010. DURAÇÃO DO CURSO: 5 anos TURNOS: Diurno TÍTULO DE GRADUAÇÃO: Fisioterapeuta O perfil do profissional a ser formado é de um fisioterapeuta

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso de Fisioterapia Campus: Niterói Missão O curso de Fisioterapia da Universidade Estácio de Sá, através de uma estrutura embasada em princípios contemporâneos, tem por missão

Leia mais

Disciplina. 1 ano - 2 Semestre. Disciplina

Disciplina. 1 ano - 2 Semestre. Disciplina 1 ano - 1 Semestre Anatomia Humana I 60 4 Estudo da Genética e da Evolução 60 4 Necessidades Educacionais Especiais 60 4 História e Fundamentos da Fisioterapia 45 3 Antropologia 30 2 Fisiologia 60 4 Saúde

Leia mais

EXIN FISIOTERAPIA

EXIN FISIOTERAPIA EXIN FISIOTERAPIA 2016.2 SÉRIE 4MA e 4MB Assuntos Avaliação do Tônus e Força Muscular. Avaliação da Marcha. Noções de Avaliação em Fisioterapia Neurológica. ADF 3 Avaliação da Coordenação e Equilíbrio.

Leia mais

TERAPIA MANUAL SEGUNDO O CONCEITO OSTEOETIOPÁTICO (CERTIFICAÇÃO ATMS) - LISBOA (NOVA TURMA 2017) - CURSO COMPLETO

TERAPIA MANUAL SEGUNDO O CONCEITO OSTEOETIOPÁTICO (CERTIFICAÇÃO ATMS) - LISBOA (NOVA TURMA 2017) - CURSO COMPLETO TERAPIA MANUAL SEGUNDO O CONCEITO OSTEOETIOPÁTICO (CERTIFICAÇÃO ATMS) - LISBOA (NOVA TURMA 2017) - CURSO COMPLETO Terapia Manual segundo o Conc alguns dos maiores nomes da f Manual. Esta é a oportunidade

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Anatomia II Código: Fisio-105 Pré-requisito: Anatomia I Período Letivo: 2016.1

Leia mais

RESOLUÇÃO. Parágrafo único. O novo currículo é o 0003-LS, cujas ementas e objetivos das disciplinas também constam do anexo.

RESOLUÇÃO. Parágrafo único. O novo currículo é o 0003-LS, cujas ementas e objetivos das disciplinas também constam do anexo. RESOLUÇÃO CONSEPE 27/2016 ALTERA MATRIZ CURRICULAR E APROVA O PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS- GRADUAÇÃO LATO SENSU EM FISIOTERAPIA HOSPITALAR DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO USF. O Presidente do Conselho

Leia mais

Matriz 1 - Fisioterapia Semipresencial

Matriz 1 - Fisioterapia Semipresencial Matriz 1 - Fisioterapia Semipresencial 1º PERÍODO Pré-requisito Projeto Integrador I 20 1 0 1 Ambientação em EAD 40 2 1 1 Primeiros Socorros 40 2 1 1 Sociologia e Antropologia 40 2 1 1 Ética e Bioética

Leia mais

CURSO DE PILATES APLICADO ÀS LESÕES OSTEOMUSCULARES

CURSO DE PILATES APLICADO ÀS LESÕES OSTEOMUSCULARES CURSO DE PILATES APLICADO ÀS LESÕES OSTEOMUSCULARES INTRODUÇÃO Um número cada vez maior de pessoas apresenta, em seu cotidiano, atividades repetitivas e restritivas, que conduzem a uma perda do sinergismo

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Curso de Fisioterapia

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Curso de Fisioterapia MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE FISIOTERAPIA GRADE 5 Currículo Pleno aprovado pelo Conselho de Curso para o ano de 2010 Cód. Disc. DISCIPLINAS 1º SEMESTRE CRÉD. CH TOTAL TEÓRICA PRÁTICA 5401-1 Anatomia I

Leia mais

Dia Tema Palestrante CH Resumo Nº de Vaga s 23/10/2017 8:00 - Abertura do evento. 8h:15min 10h

Dia Tema Palestrante CH Resumo Nº de Vaga s 23/10/2017 8:00 - Abertura do evento. 8h:15min 10h Dia Tema Palestrante CH Resumo Nº de Vaga s 23/10/2017 8:00 - Abertura do evento Local 23/10/2017 NOÇÕES BÁSICAS DE PODOPOSTUROL OGIA Dr. Zari Neto Fisioterapeuta- Crefito10 127789-F Responsável Técnico

Leia mais

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / Manhã - 08h30-13h30 Tarde - 14h30-19h30

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / Manhã - 08h30-13h30 Tarde - 14h30-19h30 ATM AVALIAçãO E TRATAMENTO DA DISFUNçãO CRANEO-CERVICO-MANDIBULAR (NOV 2014) - PORTO Sabia que a disfunções da articulação temporo-mandibular (ATM) além de afetarem funções, como falar e mastigar, podem

Leia mais

DANIEL VALPAçOS Daniel Valpaços é Osteopata e Pós-graduado em Osteopatia Pediátrica e Desportiva. Prazo Tardio - entre e

DANIEL VALPAçOS Daniel Valpaços é Osteopata e Pós-graduado em Osteopatia Pediátrica e Desportiva. Prazo Tardio - entre e ANATOMIA PALPATóRIA (JUL 2017) - LISBOA De que serve ter um vasto conhecimento de técnicas quando há ainda muitas falhas ao nível do conhecimento base em anatomia? Esta área de formação é por vezes descurada

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisioterapia em Neurologia

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisioterapia em Neurologia CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisioterapia em Neurologia Código: Fisio 214 Pré-Requisito: Semiologia Período

Leia mais

VERTEBRAL (OUT 2016) - PORTO

VERTEBRAL (OUT 2016) - PORTO MANIPULAçãO VERTEBRAL (OUT 2016) - PORTO A manipulação vertebral é um recurso da terapia manual bastante popular entre os profissionais de saúde, um dos mais procurados e que maior impacto causa junto

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Diagnóstico por Imagem

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Diagnóstico por Imagem CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Diagnóstico por Imagem CÓDIGO: Fisio 118 CH TOTAL: 30h PRÉ-REQUISITO: ------ PERÍODO

Leia mais

RESOLUÇÃO. Parágrafo único. O novo currículo é o 0003-LS, cujas ementas e objetivos das disciplinas também constam do anexo.

RESOLUÇÃO. Parágrafo único. O novo currículo é o 0003-LS, cujas ementas e objetivos das disciplinas também constam do anexo. RESOLUÇÃO CONSEPE 26/2016 ALTERA MATRIZ CURRICULAR E APROVA O PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS- GRADUAÇÃO LATO SENSU EM FISIOTERAPIA DESPORTIVA DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO USF. O Presidente do Conselho

Leia mais

TERAPIAS MIOFASCIAIS (OUT 2017) - PORTO

TERAPIAS MIOFASCIAIS (OUT 2017) - PORTO TERAPIAS MIOFASCIAIS (OUT 2017) - PORTO As técnicas miofasciais têm na sua génese uma abordagem global e integrada do corpo. São técnicas extremamente suaves, muito bem toleradas pelos indivíduos. Em Terapias

Leia mais

MUSCULAÇÃO E PERSONAL TRAINER

MUSCULAÇÃO E PERSONAL TRAINER EMENTA MUSCULAÇÃO E PERSONAL TRAINER DISCIPLINA: Fisiologia neural: estrutura, funcionamento e adaptações ao treinamento EMENTA: Arranjo funcional das unidades motoras e as mudanças plásticas das influências

Leia mais

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / Manhã - 08h30-13h00 Tarde - 14h00-19h30

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / Manhã - 08h30-13h00 Tarde - 14h00-19h30 ATM - ARTICULAçãO TEMPOROMANDIBULAR (OUT 2016) - PORTO Sabia que a disfunções da articulação temporo-mandibular (ATM) além de afetarem funções, como falar e mastigar, podem provocar outras patologias e

Leia mais

TERAPIA MANUAL SEGUNDO O CONCEITO OSTEOETIOPáTICO (CERTIFICAÇÃO ATMS) - MóDULO 2 - LISBOA

TERAPIA MANUAL SEGUNDO O CONCEITO OSTEOETIOPáTICO (CERTIFICAÇÃO ATMS) - MóDULO 2 - LISBOA TERAPIA MANUAL SEGUNDO O CONCEITO OSTEOETIOPáTICO (CERTIFICAÇÃO ATMS) - MóDULO 2 - LISBOA Terapia Manual segundo o Conceito Osteoetiopático é uma formação única, reconhec alguns dos maiores nomes da fisioterapia

Leia mais

FISIOTERAPIA PEDIÁTRICA

FISIOTERAPIA PEDIÁTRICA FISIOTERAPIA PEDIÁTRICA A Fisioterapia Pediátrica é o ramo da Fisioterapia que utiliza uma abordagem com base em técnicas neurológicas e cardiorrespiratórias especializadas, buscando integrar os objetivos

Leia mais

FACULDADE DE JAGUARIÚNA

FACULDADE DE JAGUARIÚNA Noturno 01 1 1150027 Anatomia Humana 80 1 1150029 Bases e História da Fisioterapia 20 20 1 1150038 Ciências Sociais em Saúde 30 10 1 1150219 Citologia e Genética 20 1 1150009 Fundamentos de Ética Profissional

Leia mais

Pompagem e tensionamento fascial

Pompagem e tensionamento fascial Pompagem e tensionamento fascial Dentre as várias técnicas da terapia manual, a Pompagem é uma das mais simples de ser aplicada e traz benefícios aos pacientes quase de imediato. Foi desenvolvida por um

Leia mais

CURSOS INICIAIS. Abordagem Fisioterapêutica Avaliação e Tratamento do Equilíbrio Corporal. Abordagem Fisioterapêutica na Cicatrização de Feridas

CURSOS INICIAIS. Abordagem Fisioterapêutica Avaliação e Tratamento do Equilíbrio Corporal. Abordagem Fisioterapêutica na Cicatrização de Feridas CURSOS INICIAIS Abordagem Fisioterapêutica Avaliação e Tratamento do Equilíbrio Corporal Abordagem Fisioterapêutica na Cicatrização de Feridas Eletrotermofototerapia Baseado em Evidências Hidroterapia

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisioterapia em Angiologia Código: Fisio 228 Pré-Requisito: ------- Período Letivo:

Leia mais

Dia Tema Palestrante CH Resumo Nº de Vagas. 08h:15min 10h

Dia Tema Palestrante CH Resumo Nº de Vagas. 08h:15min 10h Dia Tema Palestrante CH Resumo Nº de Vagas Local 23/10/2017 08:00 - Abertura do evento 23/10/2017 NOÇÕES BÁSICAS DE PODOPOSTUROLOGIA 08h:15min 10h Dr. Zari Neto - Crefito10 127789-F Responsável Técnico

Leia mais

Proposta de Criação do Curso Pós-Graduado em Disfunção da ATM e Dor Orofacial

Proposta de Criação do Curso Pós-Graduado em Disfunção da ATM e Dor Orofacial UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO UNIVERSIDADE DO PORTO FACULDADE DE MEDICINA Proposta de Criação do Curso Pós-Graduado em Disfunção da ATM e Dor Orofacial

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO DE FISIOTERAPIA EM SAÚDE DA MULHER

ESPECIALIZAÇÃO DE FISIOTERAPIA EM SAÚDE DA MULHER INSTITUTO CENTRAL Hospital das Clínicas da Faculdade da Medicina da Universidade de São Paulo Av. Enéas de Carvalho Aguiar n.º 255 CEP 05403-900 São Paulo Brasil ANEXO 1 ESPECIALIZAÇÃO DE FISIOTERAPIA

Leia mais

#Fisioterapeuta, #Osteopata com Cedula, #Estudante Finalista. Inscrição Antecipada ( ) Inscrição Normal ( ) 439.

#Fisioterapeuta, #Osteopata com Cedula, #Estudante Finalista. Inscrição Antecipada ( ) Inscrição Normal ( ) 439. QUIROPRAXIA - TRATAMENTO DA COLUNA VERTEBRAL (NOV 2017) - PORTO A Quiropraxia é uma técnica de terapia manual, eficaz, segura e com reconhecimento científico, baseada na manipulação do corpo humano com

Leia mais

DANIEL VALPAçOS Daniel Valpaços é Osteopata e Pós-graduado em Osteopatia Pediátrica e Desportiva.

DANIEL VALPAçOS Daniel Valpaços é Osteopata e Pós-graduado em Osteopatia Pediátrica e Desportiva. ANATOMIA PALPATóRIA NO DIAGNóSTICO CLíNICO (MAI 2016) - PORTO De que serve ter um vasto conhecimento de técnicas quando há ainda muitas falhas ao nível do conhecimento base em anatomia? Esta área de formação

Leia mais

Prof. Kemil Rocha Sousa

Prof. Kemil Rocha Sousa Prof. Kemil Rocha Sousa Miostática (miogênica)- A unidade musculotendínea está adaptativamente encurtada com perda significativa de ADM, mas sem patologia muscular específica. Embora possa haver uma redução

Leia mais

FISIOTERAPIA 1º PERÍODO

FISIOTERAPIA 1º PERÍODO FISIOTERAPIA 1º PERÍODO DISCIPLINA: Fisioterapia Geral B108516 02 1º 40 Introdução aos aspectos gerais da Fisioterapia como: história, conceito, perfil profissional, campos de atuação, noções quanto à

Leia mais

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / Manhã - 08h30-13h00 Tarde - 14h00-19h30

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / Manhã - 08h30-13h00 Tarde - 14h00-19h30 ATM - ARTICULAçãO TEMPOROMANDIBULAR (NOV 2015) - PORTO Sabia que a disfunções da articulação temporo-mandibular (ATM) além de afetarem funções, como falar e mastigar, podem provocar outras patologias e

Leia mais

COM ANDRZEJ PILAT (OUT 2015) LISBOA

COM ANDRZEJ PILAT (OUT 2015) LISBOA INDUçãO MIOFASCIAL: TéCNICAS ESTRUTURAIS COM ANDRZEJ PILAT (OUT 2015) LISBOA A Indução Miofascial é um método de avaliação e de tratamento das disfunções do sistema fascial com o objetivo de aliviar a

Leia mais

REFERENCIAL DE FISIOTERAPIA - ATUALIZADA 01/01/2017 Adequado à terminologia Unificada da Saúde Suplementar TUSS do Padrão TISS, regulamentado pela ANS

REFERENCIAL DE FISIOTERAPIA - ATUALIZADA 01/01/2017 Adequado à terminologia Unificada da Saúde Suplementar TUSS do Padrão TISS, regulamentado pela ANS REFERENCIAL DE FISIOTERAPIA - ATUALIZADA 01/01/2017 Adequado à terminologia Unificada da Saúde Suplementar TUSS do Padrão TISS, regulamentado pela ANS Código Procedimento Autorização Prévia Valor 2.01.03.00-0

Leia mais

REFERENCIAL DE FISIOTERAPIA - ATUALIZADA 01/01/2016 Adequado à terminologia Unificada da Saúde Suplementar TUSS do Padrão TISS, regulamentado pela ANS

REFERENCIAL DE FISIOTERAPIA - ATUALIZADA 01/01/2016 Adequado à terminologia Unificada da Saúde Suplementar TUSS do Padrão TISS, regulamentado pela ANS REFERENCIAL DE FISIOTERAPIA - ATUALIZADA 01/01/2016 Adequado à terminologia Unificada da Saúde Suplementar TUSS do Padrão TISS, regulamentado pela ANS Código Procedimento Autorização Prévia Valor 2.01.03.00-0

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular CICLO GERAL OU CICLO BÁSICO AN001- ANATOMIA 1 OBRIGATÓRIO 1 30 60 90 4 ESTUDO DA MORFOLOGIA DOS DIVERSOS ÓRGÃOS QUE CONSTITUEM OS SISTEMAS DO CORPO HUMANO. BQ001- BIOQUIMICA 1 OBRIGATÓRIO 1 30 30 60 3

Leia mais

PROGRAMA DE CURSO. GERAL: Compreender o mecanismo das doenças reumáticas, desenvolver a avaliação ESPECÍFICOS: Introdução à Reumatologia

PROGRAMA DE CURSO. GERAL: Compreender o mecanismo das doenças reumáticas, desenvolver a avaliação ESPECÍFICOS: Introdução à Reumatologia Curso: Fisioterapia Professor: Hosana Meireles Disciplina: Reumatologia Carga Horária: 72h. Ano: 2009 Semestre: 6º PROGRAMA DE CURSO EMENTA: Semiologia, propedêutica, terapêutica fisioterápica das doenças

Leia mais

Parecer n. 05-3/2015. Processo de consulta: Ofício nº 60/2015/GAPRE COFFITO Assunto: Reeducação Postural Global - RPG

Parecer n. 05-3/2015. Processo de consulta: Ofício nº 60/2015/GAPRE COFFITO Assunto: Reeducação Postural Global - RPG Parecer n. 05-3/2015. Processo de consulta: Ofício nº 60/2015/GAPRE COFFITO Assunto: Reeducação Postural Global - RPG Da Consulta Trate-se do questionamento abaixo, acerca do RPG: - Conceituar Método/Técnica

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisioterapia em Pneumologia Código: Fisio 219 Pré-requisito: Fisioterapia em Neurologia

Leia mais

TERAPIA MANUAL SEGUNDO O CONCEITO

TERAPIA MANUAL SEGUNDO O CONCEITO TERAPIA MANUAL SEGUNDO O CONCEITO OSTEOETIOPáTICO (CERTIFICAÇÃO ATMS) - MóDULO 10 - PORTO A ATMS (Académie de Thérapie Manuelle et Sportive - Bélgica) e a Bwizer orgulham-se de apresentar o Curso de Terapia

Leia mais

TMSA TERAPIA MANUAL SUB-AQUÁTICA Isidro Marques

TMSA TERAPIA MANUAL SUB-AQUÁTICA Isidro Marques TMSA TERAPIA MANUAL SUB-AQUÁTICA Isidro Marques INDRODUÇÃO A TMSA Terapia Manual Sub-Aquática, vem resgatar para a Hidroterapia, o instrumento mais importante do Fisioterapeuta, a Manualidade, ao mesmo

Leia mais

Curso: Fisioterapia Professor: José Gláucio Disciplina: Ortopedia e Traumatologia Carga Horária: 72h. Ano: 2015 Semestre: 6º PROGRAMA DE CURSO

Curso: Fisioterapia Professor: José Gláucio Disciplina: Ortopedia e Traumatologia Carga Horária: 72h. Ano: 2015 Semestre: 6º PROGRAMA DE CURSO Curso: Fisioterapia Professor: José Gláucio Disciplina: Ortopedia e Traumatologia Carga Horária: 72h. Ano: 2015 Semestre: 6º PROGRAMA DE CURSO EMENTA: Semiologia, propedêutica e terapêutica fisioterápica

Leia mais

COM ANDRZEJ PILAT (SET 2016) LISBOA

COM ANDRZEJ PILAT (SET 2016) LISBOA INDUçãO MIOFASCIAL: TéCNICAS ESTRUTURAIS COM ANDRZEJ PILAT (SET 2016) LISBOA A Indução Miofascial é um método de avaliação e de tratamento das disfunções do sistema fascial com o objetivo de aliviar a

Leia mais

UNP - Universidade Potiguar Lista de Disciplinas Especiais no Período: JULHO - ESPECIAL EDITAL DE OFERTA ESPECIAL 2016-JULHO

UNP - Universidade Potiguar Lista de Disciplinas Especiais no Período: JULHO - ESPECIAL EDITAL DE OFERTA ESPECIAL 2016-JULHO UNP - Universidade Potiguar Lista de Disciplinas Especiais no Período: 2016 - JULHO - ESPECIAL EDITAL DE OFERTA ESPECIAL 2016-JULHO ANEXO ÚNICO ADMINISTRAÇÃO - EAD MERCADO DE CAPITAIS - 11653 40 LEGISLAÇÃO

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO. Relatório Perfil Curricular

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO. Relatório Perfil Curricular PERÍODO: 1º EDUF0016- ANATOMIA DO APARELHO LOCOMOTOR OBRIG 30 30 60 3.0 EDUF0009- ANTROPOLOGIA E SOCIOLOGIA DA ATIVIDADE FÍSICA E ESPORTE OBRIG 60 0 60 4.0 APRESENTAÇÃO E ANÁLISE ANTROPOLÓGICA DA EDUCAÇÃO

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU CURSO DE MESTRADO DISCIPLINAS

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU CURSO DE MESTRADO DISCIPLINAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU CURSO DE MESTRADO DISCIPLINAS BIOESTATÍSTICA Ementa: conceitos básicos; descrição e apresentação de dados; representação gráfica; análise descritiva; introdução

Leia mais

PILATES CONTEMPORÂNEO COM APARELHOS

PILATES CONTEMPORÂNEO COM APARELHOS PILATES CONTEMPORÂNEO COM APARELHOS Reformer, Step Chair, Ladder Barril, Spine Corrector. Cadeias musculares. Controlo Motor. Avaliação muscular, neural e articular. Certificação IPDJ DATAS, LOCAIS E DESTINATÁRIOS

Leia mais

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / HORARIO Manhã - 8:40 às 13:30 Tarde - 14:30 às 19:00

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / HORARIO Manhã - 8:40 às 13:30 Tarde - 14:30 às 19:00 QUIROPRAXIA - TRATAMENTO DA COLUNA VERTEBRAL (NOV 2016) - LISBOA A Quiropraxia é uma técnica de terapia manual, eficaz, segura e com reconhecimento científico, baseada na manipulação do corpo humano com

Leia mais

6MOR001 ANATOMIA DO APARELHO LOCOMOTOR Estudo dos aparelhos - locomotor e cárdio-respiratório e sua relação com a cultura corporal do movimento.

6MOR001 ANATOMIA DO APARELHO LOCOMOTOR Estudo dos aparelhos - locomotor e cárdio-respiratório e sua relação com a cultura corporal do movimento. 1ª Série 6MOR001 ANATOMIA DO APARELHO LOCOMOTOR Estudo dos aparelhos - locomotor e cárdio-respiratório e sua relação com a cultura corporal do movimento. 6DES002 ASPECTOS TEÓRICO-METODOLOGICOS DE MODALIDADES

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Fisioterapia Preventiva CÓDIGO: Fisio 212 PRÉ-REQUISITO: ------- PERÍODO LETIVO:

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR PER. COD. DISCIPLINAS TEÓRICA PRÁTICA TOTAL Biofísica Biologia Humana

MATRIZ CURRICULAR PER. COD. DISCIPLINAS TEÓRICA PRÁTICA TOTAL Biofísica Biologia Humana MATRIZ CURRICULAR O Curso de Bacharelado em Fisioterapia - Campus Nova Iguaçu é oferecido com carga horária total de 4.200 horas a serem integralizadas em, no mínimo, 5 (cinco) anos, em conformidade com

Leia mais

II EDITAL DE PROCESSO SELETIVO INTERNO DO PROGRAMA DE MONITORIA

II EDITAL DE PROCESSO SELETIVO INTERNO DO PROGRAMA DE MONITORIA II EDITAL DE PROCESSO SELETIVO INTERNO DO PROGRAMA DE MONITORIA - 2016 A Direção do Centro de Ciências da Saúde faz saber aos interessados os dias, horários e locais das provas de ingresso e seleção para

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO CST DE ESTÉTICA E COSMÉTICA

EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO CST DE ESTÉTICA E COSMÉTICA EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO CST DE ESTÉTICA E COSMÉTICA Semestre 1º Nº 1 Componente Curricular: Anatomofisiologia aplicada à Estética 136 Ementário: Estudo dos diversos sistemas orgânicos, correlacionando

Leia mais

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / HORARIO Manhã - 9:00 às 13:00 Tarde - 14:00 às 18:00

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / HORARIO Manhã - 9:00 às 13:00 Tarde - 14:00 às 18:00 TERAPIA SACRO-CRANIANA PARA FISIOTERAPEUTAS (OUT 2017) - PORTO Este curso bastante prático, foca a Terapia Sacro-Craniana segundo uma abordagem adaptada às necessidades do Fisioterapeuta. Com João Tedim

Leia mais

TERAPIA MANUAL ANALÍTICA E OSTEOETIOPATIA

TERAPIA MANUAL ANALÍTICA E OSTEOETIOPATIA TERAPIA MANUAL ANALÍTICA E OSTEOETIOPATIA Intervir na real causa da disfunção e não apenas no sintoma. Globalidade. Osteopatia. Quiropraxia. Pontos Gatilho. Cadeias Musculares. Posturologia. Cinesiologia.

Leia mais

Fisioterapia Aplicada à Reumatologia e Imunologia - RCG-3011

Fisioterapia Aplicada à Reumatologia e Imunologia - RCG-3011 Fisioterapia Aplicada à Reumatologia e Imunologia - RCG-3011 Profa. Dra. Daniela Cristina Carvalho de Abreu DIA HORÁRIO SUB TURMA 22/03 14:00 às 28/03 16:15 às 29/03 14:00 às 04/04 8h ás 12h ou 13h às

Leia mais

CURSO: ENFERMAGEM EMENTAS º PERÍODO DISCIPLINA: ANATOMOFISIOLOGIA DO SISTEMA LOCOMOTOR EMENTA:

CURSO: ENFERMAGEM EMENTAS º PERÍODO DISCIPLINA: ANATOMOFISIOLOGIA DO SISTEMA LOCOMOTOR EMENTA: CURSO: ENFERMAGEM EMENTAS - 2017.1 1º PERÍODO DISCIPLINA: ANATOMOFISIOLOGIA DO SISTEMA LOCOMOTOR Introdução ao estudo anatômico. Posição Anatômica. Termos de Posição Anatômica. Anatomofisiologia dos Sistemas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA PONTOS DAS PROVAS ESCRITA E DIDÁTICA CONCURSO DOCENTE, EDITAL Nº 10/2013 ÁREA DO CONHECIMENTO / MATÉRIA: Ciências Básicas da Saúde / Biointeração 1. Distúrbios Endócrinos do controle glicêmico: patologia,

Leia mais

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM /

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / FISIOTERAPIA NO RECéM-NASCIDO (ABR 2015) - PORTO A Fisioterapia pode dar um contributo muito importante e eficaz na abordagem ao recém-nascido! Contudo, é importante que a intervenção do fisioterapeuta

Leia mais

PILATES CONTEMPORÂNEO COM APARELHOS

PILATES CONTEMPORÂNEO COM APARELHOS PILATES CONTEMPORÂNEO COM APARELHOS Reformer, Step Chair, Ladder Barril, Spine Corrector. Cadeias musculares. Controlo Motor. Avaliação muscular, neural e articular. Certificação IPDJ DATAS, LOCAIS E DESTINATÁRIOS

Leia mais

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / HORARIO Manhã - 9:00 às 13:00 Tarde - 14:00 às 18:00

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / HORARIO Manhã - 9:00 às 13:00 Tarde - 14:00 às 18:00 AVALIAçãO FíSICA E PRESCRIçãO DE EXERCíCIO (NOV 2017) - PORTO Com este curso, terá acesso a um conjunto de aspetos na avaliação do cliente que o ajudarão a ter visão alargada sobre alguma limitação/disfunção

Leia mais

1º. Período Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira

1º. Período Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira 1º. Período Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira 7:30 Saúde coletiva Prof. Ana Claudia Souza Saúde coletiva Prof. Ana Claudia Souza Biofísica Prof. Sauli Sala 3 (Central de aulas

Leia mais

Tatiana Filipa Matos Marques

Tatiana Filipa Matos Marques Curriculum Vitae INFORMAÇÃO PESSOAL Tatiana Filipa Matos Marques Rua Dr. Jaime Cortesão nº26 6400-473, Pinhel 966596650 marques.tatiana1992@hotmail.com Sexo Feminino Data de nascimento 03/05/1992 Nacionalidade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE FISIOTERAPIA PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE FISIOTERAPIA PLANO DE ENSINO Curso: FISIOTERAPIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE FISIOTERAPIA PLANO DE ENSINO Profª Karen Lúcia de A. F. Moreira Profª Adriana Carla C. Ribeiro Clementino

Leia mais

Matriz Curricular do Curso de Fisioterapia

Matriz Curricular do Curso de Fisioterapia Matriz Curricular do Curso de Fisioterapia 1 PERÍODO e Anatomia Humana I 2 2 04 80 Citologia, Histologia 2 02 40 Embriologia 2 02 40 Metodologia da Pesquisa Científica 2-02 40 Fisioterapia em Saúde Publica

Leia mais

Patologias, Planos de Tratamento e Reabilitação. Técnicas cirúrgicas, Tratamento Conservativo e Medicina Complementar: Quando, O Quê, Como e Por que?

Patologias, Planos de Tratamento e Reabilitação. Técnicas cirúrgicas, Tratamento Conservativo e Medicina Complementar: Quando, O Quê, Como e Por que? Patologias, Planos de Tratamento e Reabilitação Técnicas cirúrgicas, Tratamento Conservativo e Medicina Complementar: Quando, O Quê, Como e Por que? DIA 1 (21 de Abril) 08:00-08:15 Boas Vindas; Introduções;

Leia mais

C.H. Teórica. Carga Horária Semanal. C.H. Prática

C.H. Teórica. Carga Horária Semanal. C.H. Prática BAARELADO EM FISIOTERAPIA 1 Semestre Extensão 1 e A/C Anatomia Humana I 4 60 20 80 Biologia do Desenvolvimento e Genética 3 40 20 60 Histologia 3 40 20 60 Matemática Aplicada 2 40 40 História e Fundamentos

Leia mais

Análise eletroterapêutica. acomodação e curva I/T - por segmento ou membro) Dinamometria (analógica ou 300 CHF R$ 141,00

Análise eletroterapêutica. acomodação e curva I/T - por segmento ou membro) Dinamometria (analógica ou 300 CHF R$ 141,00 CAPÍTULO I Consulta Fisioterapêutica 13106901 50000349 Consulta Hospitalar 13106902 50000144 Consulta Ambulatorial 13106903 50000241 Consulta Domiciliar CAPÍTULO II Exames e Testes Funcionais 13106904

Leia mais

CURSO: ENFERMAGEM EMENTAS º PERÍODO

CURSO: ENFERMAGEM EMENTAS º PERÍODO CURSO: ENFERMAGEM EMENTAS - 2016.1 1º PERÍODO DISCIPLINA: ANATOMIA DO SISTEMA LOCOMOTOR Terminologia Anatômica. Sistema Esquelético. Sistema Articular. Sistema Muscular. DISCIPLINA: SISTEMAS BIOLÓGICOS

Leia mais

DOR CRÓNICA MIOFASCIAL E SENSIBILIZAÇÃO ESPINAL SEGMENTÁRIA. INTEGRAÇÃO DA MATRIZ DA DOR E NOVAS ESTRATÉGIAS DE TRATAMENTO

DOR CRÓNICA MIOFASCIAL E SENSIBILIZAÇÃO ESPINAL SEGMENTÁRIA. INTEGRAÇÃO DA MATRIZ DA DOR E NOVAS ESTRATÉGIAS DE TRATAMENTO DOR CRÓNICA MIOFASCIAL E SENSIBILIZAÇÃO ESPINAL SEGMENTÁRIA. INTEGRAÇÃO DA MATRIZ DA DOR E NOVAS ESTRATÉGIAS DE TRATAMENTO Punção Seca Segmentária. Com médico de Harvard Medical School (EUA). Avanços científicos.

Leia mais

CROCHETAGEM - CONCEITO MIOPOSTURAL (JUL 2016) - PORTO

CROCHETAGEM - CONCEITO MIOPOSTURAL (JUL 2016) - PORTO CROCHETAGEM - CONCEITO MIOPOSTURAL (JUL 2016) - PORTO A Crochetagem é uma técnica de terapia manual assente na utilização de ganchos para a manipulação de tecidos moles, que permite quebrar ou destruir

Leia mais

MODELO FORMATIVO Curso. Manhã - 09h00 às 13h00 Tarde - 14h00 às 18h00 INVESTIMENTO. COMO CHEGAR De autocarro: 205 paragem Monte dos Burgos FORMADOR

MODELO FORMATIVO Curso. Manhã - 09h00 às 13h00 Tarde - 14h00 às 18h00 INVESTIMENTO. COMO CHEGAR De autocarro: 205 paragem Monte dos Burgos FORMADOR TERAPIA MANUAL DESPORTIVA (MAI 2016) - PORTO "Terapia Manual Desportiva" é uma formação marcada por uma focalização profunda no processo de raciocínio clínico e que pretende dotar o fisioterapeuta de ferramentas

Leia mais

UNILUS CENTRO UNIVERSITÁRIO LUSÍADA PLANO ANUAL DE ENSINO ANO 2010

UNILUS CENTRO UNIVERSITÁRIO LUSÍADA PLANO ANUAL DE ENSINO ANO 2010 UNILUS CENTRO UNIVERSITÁRIO LUSÍADA PLANO ANUAL DE ENSINO ANO 2010 CURSO : Fisioterapia DEPARTAMENTO: Fisioterapia DISCIPLINA: História e Fundamentos da Fisioterapia SÉRIE 1º Semestre PROFESSOR RESPONSÁVEL:

Leia mais