INFLUÊNCIA DA DESINFESTAÇÃO E MEIO DE CULTURA NA GERMINAÇÃO E DESENVOLVIMENTO IN VITRO DE Prosopis affinis Sprenger 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INFLUÊNCIA DA DESINFESTAÇÃO E MEIO DE CULTURA NA GERMINAÇÃO E DESENVOLVIMENTO IN VITRO DE Prosopis affinis Sprenger 1"

Transcrição

1 INFLUÊNCIA DA DESINFESTAÇÃO E MEIO DE CULTURA NA GERMINAÇÃO E DESENVOLVIMENTO IN VITRO DE Prosopis affinis Sprenger 1 ROCHA, Bruna Nery 2 ; LÖBLER, Lisiane 2 ; MARTINS, Carlos Roberto 3 1 Trabalho de Pesquisa _PUCRS 2 Alunas de Pós graduação em Agrobiologia (UFSM), Santa Maria, RS, Brasil 3 Pesquisador da Embrapa Tabuleiros Costeiros, Aracaju - SE Brasil. RESUMO A pesquisa visou observar a influência da desinfestação e do meio de cultura na germinação e desenvolvimento in vitro de Prosopis affinis Sprenger. As sementes submetidas à superação de dormência foram desinfestadas utilizando a imersão das sementes em solução de álcool a 70% durante 1 minuto, lavagem em água destilada esterilizada e imersão em hipoclorito de sódio a 2% durante 15 minutos. Os meios MS ou WPM foram solidificados com 7 g.l -1 de ágar e suplementados com 30 g.l -1 de sacarose, com ph ajustado para 5,8. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado utilizando 25 repetições por tratamento. Os resultados foram submetidos à análise estatística pelo teste DMS (5% de probabilidade) utilizando o programa WinStat. A utilização do meio WPM proporciona maior crescimento em altura de plântulas de Inhanduvá cultivadas in vitro, não havendo interferência significativa do meio com relação à contaminação dos explantes. Palavras-chave: Inhanduvá; sementes; MS; WPM. 1. INTRODUÇÃO A espécie Prosopis affinis Spreng. pertence a familia Fabaceae, estando presente significativamente dentro dos domínios do Parque Estadual do Espinilho localizado a sudoeste do estado do Rio Grande do Sul (SECRETARIA DA COORDENAÇÃO E PLANEJAMENTO, 2006). Considerado por Marchiori et al. (1985) como um ecossistema sensível, devido a intervenção antrópica e degradação crescente ocasionada pela criação de gado no local e nas proximidades. 1

2 Possui potencial para reflorestamento que consiste nas suas características de resistência à seca e a produção de madeira de qualidade para variados fins, além da produção de vagens considerando seu valor nutritivo e frutificação na época mais seca do ano (RIBASKI, 2001). Partindo da vulnerabilidade do Inhanduvá na região, são necessários estudos para sua conservação, visto que há poucas pesquisas que focam esta Fabaceae. Assim intensifica-se a necessidade de conhecimento sobre as formas de propagação. Um método que vem sendo utilizado e apresenta eficiência é a micropropagação, mas espécies lenhosas apresentam dificuldades para o estabelecimento in vitro, principalmente se for utilizado material vegetal proveniente de plantas adultas, pois podem apresentar infestação interna ou externa por microrganismos. Por isso, a utilização de plântulas germinadas in vitro, em condições assépticas, torna-se mais vantajosa (SKIRVIN, 1981). Corder & Borges Junior (1999) consideram que diversos fatores podem afetar o potencial germinativo das sementes promovendo a formação de plântulas anormais, dentre eles, a presença de microrganismos, especialmente fungos e bactérias, fazendo-se necessário utilizar métodos de desinfestação das sementes para germinação in vitro. Assim, a pesquisa visou observar a influência da desinfestação e do meio de cultura na germinação e desenvolvimento in vitro de Prosopis affinis Spreng. 2. METODOLOGIA O experimento foi conduzido no Laboratório de Cultura de Tecidos da PUCRS Campus Uruguaiana. As sementes foram previamente submetidas à superação de dormência utilizando-se do corte oposto à micrópila com imersão em água destilada a temperatura de 20 C durante 20 minutos seguindo método mais adequado para superação de dormência da espécie (ROCHA et al., 2009). As sementes foram submetidas à assepsia em câmara de fluxo laminar com a imersão das sementes em solução de álcool a 70% durante 1 minuto, lavagem em água destilada esterilizada e imersão em hipoclorito de sódio a 2% durante 15 minutos. Os meios MS Murashigue e Skoog, (1962) ou WPM (Wood Plant Medium) foram solidificados com 7 g.l -1 de ágar e suplementados com 30 g.l -1 de sacarose, o ph foi ajustado para 5,8 com NaOH 0,1N ou HCl 0,1N, antes da inclusão do ágar e da autoclavagem (1atm, 120 C, 20 min). Após a inoculação das sementes os frascos foram expostos a fotoperíodo de 16 horas de luz e intensidade luminosa de 35 μmol m -2 s -1 fornecida por lâmpadas fluorescentes 2

3 branca-frias. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado utilizando 25 repetições por tratamento. Após 25 dias da inoculação foram avaliadas a porcentagem de germinação, contaminação fúngica e contaminação bacteriana. Aos 45 dias de cultivo foram avaliados o número de folhas, comprimento da radicula e comprimento da plântula. Os resultados foram submetidos à análise estatística pelo teste DMS (5% de probabilidade) utilizando o programa WinStat. 3. RESULTADOS E DISCUSSÕES As sementes inoculadas em meio MS ou WPM apresentaram 100% de germinação, sendo que as submetidas ao WPM apresentaram apenas 25% de contaminação fúngica (Tabela 1), confirmando assim a eficiência da assepsia durante 15 minutos em hipoclorito de sódio 2% estabelecido por Rocha et al. (2009), sendo que o hipoclorito de sódio é considerado como um potente oxidante e sua ação pode resultar em modificações nas propriedades das membranas celulares do tegumento ou no fornecimento de oxigênio adicional para a semente, aumentando, dessa forma, a porcentagem de germinação (HSIAO & QUICK, 1984). Lédo et al. (2007) obtiveram altos índices de germinação em sementes de mangabeira (Hancornea speciosa Gomes) utilizando o meio MS, bem como a ausência de contaminação das sementes. Conforme Junior et al. (2009) em sementes de Teca (Tectonia grandis L. f.) são necessários 40 minutos em hipoclorito de sódio 2,5%, já para as sementes de Inhanduvá são necessários apenas 15 minutos de imersão em hipoclorito de sódio 2% para que se obtenham sementes assépticas in vitro. Maiores porcentagens de germinação das sementes de Teca in vitro ocorreram nos meios MS e WPM na composição original de sais. O número de folhas e comprimento da radícula das plântulas dos meios utilizados não diferiram significativamente. Quanto ao comprimento das plântulas as que foram submetidas ao meio WPM apresentaram média de 2,11 cm, diferindo significativamente das submetidas ao meio MS que apresentaram média de 1,93 cm (Tabela 2). Nery et al. (2008) considera que o meio MS não tem se mostrado satisfatório em espécies lenhosas, alguns casos, tendo-se observado que composições mais diluídas em macronutrientes tiveram melhor desempenho. O meio de cultura WPM, que significa Wood 3

4 Plant Medium LLOYD & McCOWN, (1981), geralmente é utilizado em espécies lenhosas quando o meio MS não é eficiente. Conforme Jesus et al. (2010) o meio MS é menos indicado na proliferação de brotos da cv. Catuaí Vermelho (Coffea arábica), sendo que o WPM apresentou melhores resultados. Considera-se a variação das concentrações de NO -3 e NH +4 entre os meios MS e WPM, sendo o meio MS é mais concentrado de macronutrientes, com 60 mmol de concentração destes dois componentes enquanto o WPM é constituído de 14,68 mmol dos mesmos. Assim a forma e a concentração do nitrogênio presente podem influenciar na síntese de citocininas endógenas ocasionando diferentes respostas no desenvolvimento dos explantes. Tabela 1: Porcentagens de germinação, contaminação fungica e contaminação bacteriana em sementes de Inhanduvá submetidas a assepsia com álcool durante 1 minuto, hipoclorito de sódio a 2% durante 15 minutos e inoculação em meios WPM ou MS. Tratamentos (%) Germinação (%) Contaminação Fungica 15m. WPM 100% 25% 0% 15m. MS 100% 0% 0% (%) Contaminação Bacteriana Tabela 2: Médias de números de folhas, comprimento da radícula e comprimento das plântulas submetidas a MS e WPM. Comprimento da Comprimento da Tratamentos Nº Folhas Radícula (cm) Plântula (cm) MS 2,49 a 4,63 a 1,93 b WPM 2,51 a 4,68 a 2,11 a CV% 25,16 21,40 21,50 *Médias seguidas pela mesma letra não diferem entre si pelo teste DMS (5% de probabilidade). 4. CONCLUSÃO Sementes de Inhanduvá (Prosopis affinis Sprenger) apresentam alto índice de germinação in vitro em meio de cultura MS ou WPM. O meio de cultura WPM é o mais adequado para a obtenção de maior crescimento em altura das plântulas in vitro. REFERÊNCIAS 4

5 CORDER, M. P. M. & JUNIOR, N. B. Desinfestação e Quebra de Dormência de sementes de Acacia mearnsii DE WILD. Ciência Florestal, v. 9, n. 2, HSIAO, A. I.; QUICK, W. A. Actions of hypoclorite and hydrogen peroxide on seed dormancy and germination of wild oats, Avena fatua L. Weed Research, Oxford, v. 24, p , JESUS, A. M. S.; CARVALHO, S. P.; VILLA, F.; PASQUAL, M.; CARVALHO, M. Desenvolvimento in vitro de brotações de cafeeiro em diferentes meios de cultura e reguladores de crescimento de planta. Scientia Agraria, Curitiba, v.11, n. 6, p , nov./dez., JUNIOR, P. C. P. F.; NAGAO, E. O.; PEREIRA, J. E. S. Estabelecimento, germinação e multiplicação in vitro de teca (Tectona grandis L. f.) a partir de genótipos da Amazônia Sul-Ocidental. Scientia Forestalis, Piracicaba, v. 37, n. 84, p , dez, LÉDO, A. S.; SECA, G. S. V.; BARBOZA, S. B. S. C.; JUNIOR, J. F. S. Crescimento inicial de mangabeira (Hancornia speciosa Gomes) em diferentes meios de germinação in vitro. Ciências Agrotécnicas, Lavras, v. 31, n. 4, jul./ago., MARCHIORI, J. N. C.; LONGHI, S. J. & GALVÃO, L. Composição Florística e Estrutura do Parque de Inhanduvá no Rio Grande do Sul. Revista Centro de Ciências Rurais, n. 15, p , set MURASHIGE, T.; SKOOG, F. A Revised Medium for Rapid Growth and Bioassays with Tobacco Tissue Cultures. Physiologia Plantarum, Copenhagen, v. 15, n.1, p , NERY, M. C.; CARVALHO, M. L. M.; OLIVEIRA, L. M.; NERY, F. C.; SILVA, D. G. Germinação in vitro e ex vitro de embriões/sementes de Tabebuia serratifolia (VAHL) NICH. Revista Cerne, Lavras, v. 14, n.1, p. 1-8, RIBASKI, J. Potencial del Algarrobo (Prosopis juliflora) en Sistemas Silvopastoriles en la Región Semiárida de Brasil. II Conferencia Electronica Agroforesteria para la Producción Animal en America Latina (FAO-CIPAV), 25 p. out., ROCHA, B. N.; MARTINS, C. R.; MISSIO, E. L. Superação de dormência e germinação de sementes de Inhanduvá (Prosopis affinis) Sprenger. Revista da FZVA. Uruguaiana, v.16, n. 2, p ,

6 SECRETARIA DA COORDENAÇÃO E PLANEJAMENTO. Projeto Conservação da Biodiversidade como Fator de Contribuição ao Desenvolvimento do Estado do Rio Grande do Sul, Resumo do Projeto, 2006, 15p. Disponível em: <http://www.scp.rs.gov.br/uploads/resumodoprojeto1.pdf>. SKIRVIN, R. M. Fruticulture crops. In: CONGER, B. V. Cloning agricultural plants via in vitro techniques. Boca Raton: CRC Press, p ,

CRESCIMENTO in vitro DE PLÂNTULAS DE ORQUÍDEAS SUBMETIDAS A DIFERENTES PROFUNDIDADES DE INOCULAÇÃO E CONSISTÊNCIA DO MEIO DE CULTURA

CRESCIMENTO in vitro DE PLÂNTULAS DE ORQUÍDEAS SUBMETIDAS A DIFERENTES PROFUNDIDADES DE INOCULAÇÃO E CONSISTÊNCIA DO MEIO DE CULTURA CRESCIMENTO in vitro DE PLÂNTULAS DE ORQUÍDEAS SUBMETIDAS A DIFERENTES PROFUNDIDADES DE INOCULAÇÃO E CONSISTÊNCIA DO MEIO DE CULTURA Jéssica A. BATISTA 1; Priscila P. BOTREL 2 ; Felipe C. FIGUEIREDO 3

Leia mais

ESTABELECIMENTO IN VITRO

ESTABELECIMENTO IN VITRO ESTABELECIMENTO IN VITRO DE CANA-DE-AÇÚCAR. Paulo Sérgio Gomes da Rocha 1 ; Antonio Sergio do Amaral 1 ; Amito José Teixeira 1, Mayara Luana Coser Zonin 2 ; Sergio Delmar dos Anjos 3. INTRODUÇÃO O estabelecimento

Leia mais

20º Seminário de Iniciação Científica e 4º Seminário de Pós-graduação da Embrapa Amazônia Oriental ANAIS. 21 a 23 de setembro

20º Seminário de Iniciação Científica e 4º Seminário de Pós-graduação da Embrapa Amazônia Oriental ANAIS. 21 a 23 de setembro 20º Seminário de Iniciação Científica e 4º Seminário de Pós-graduação ANAIS 21 a 23 de setembro 2016 Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Amazônia Oriental Ministério da Agricultura, Pecuária

Leia mais

EFEITO DA BENZILAMINOPURINA (BAP) NA MICROPROPAGAÇÃO DA VARIEDADE CURIMENZINHA (BGM 611) DE MANDIOCA (Manihot esculenta Crantz)

EFEITO DA BENZILAMINOPURINA (BAP) NA MICROPROPAGAÇÃO DA VARIEDADE CURIMENZINHA (BGM 611) DE MANDIOCA (Manihot esculenta Crantz) EFEITO DA BENZILAMINOPURINA (BAP) NA MICROPROPAGAÇÃO DA VARIEDADE CURIMENZINHA (BGM 611) DE MANDIOCA (Manihot esculenta Crantz) Mariane de Jesus da Silva de Carvalho 1, Antônio da Silva Souza 2, Karen

Leia mais

Germinação in vitro de Sementes de Mandacaruzinho

Germinação in vitro de Sementes de Mandacaruzinho 303 Germinação in vitro de Sementes de Mandacaruzinho Germinação in vitro de Sementes de Mandacaruzinho In vitro germination of seeds of mandacaruzinho Amanda Pricilla Batista Santos 1 ; Luma dos Passos

Leia mais

Produção de Mudas de Abacaxizeiro Pérola Utilizando a Técnica do Estiolamento In Vitro

Produção de Mudas de Abacaxizeiro Pérola Utilizando a Técnica do Estiolamento In Vitro 61 Produção de Mudas de Abacaxizeiro Pérola Utilizando a Técnica do Estiolamento In Vitro Aparecida Gomes de Araujo¹, Milena M. de J. Ribeiro 2, Zilna B. de R. Quirino 3, Ana da S. Lédo 4, Jaci L. Vilanova-Neta

Leia mais

INFLUÊNCIA DO MEIO DE CULTURA E DE UM FERTILIZANTE SOLÚVEL NA MICROPROPAGAÇÃO DA MANDIOCA (Manihot esculenta Crantz)

INFLUÊNCIA DO MEIO DE CULTURA E DE UM FERTILIZANTE SOLÚVEL NA MICROPROPAGAÇÃO DA MANDIOCA (Manihot esculenta Crantz) INFLUÊNCIA DO MEIO DE CULTURA E DE UM FERTILIZANTE SOLÚVEL NA MICROPROPAGAÇÃO DA MANDIOCA (Manihot esculenta Crantz) Mariane de Jesus da Silva de Carvalho 1, Antônio da Silva Souza 2, Mariana Conceição

Leia mais

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010 AVALIAÇÃO DE DIFERENTES TEMPOS DE IMERSÃO E S DA SOLUÇÃO DE HIPOCLORITO DE SÓDIO NA ASSEPSIA DE EXPLANTES FOLIARES DE ATROVERAN Ocimum selloi Benth. LUCILA ELIZABETH FRAGOSO MONFORT 1 ; CAROLINA MARIANE

Leia mais

GERMINAÇÃO ASSIMBIÓTICA DE Cyrtopodium saintlegerianum RCHB.F (ORCHIDACEAE: CYRTOPODIINAE)

GERMINAÇÃO ASSIMBIÓTICA DE Cyrtopodium saintlegerianum RCHB.F (ORCHIDACEAE: CYRTOPODIINAE) GERMINAÇÃO ASSIMBIÓTICA DE Cyrtopodium saintlegerianum RCHB.F (ORCHIDACEAE: CYRTOPODIINAE) Daniella Mota SILVA 1 ; Sérgio Tadeu SIBOV 1 ; Luciano Lajovic CARNEIRO; Juliana KLUTHCOUSKI 2 1 Programa de Pós-Graduação

Leia mais

Indução e crescimento de calos em explantes foliares de hortelã-docampo

Indução e crescimento de calos em explantes foliares de hortelã-docampo Indução e crescimento de calos em explantes foliares de hortelã-docampo Priscila P. Botrel ; Juliana F. Sales,2 ; José E. B. P. Pinto ; Fabiano G. Silva,3 ; Vivian E. Nascimento ; Suzan K. V. Bertolucci.

Leia mais

Evaluation of asepsis, agar concentration and culture medium composition methods for in vitro propagation of Pimpinella anisum (Linn.

Evaluation of asepsis, agar concentration and culture medium composition methods for in vitro propagation of Pimpinella anisum (Linn. Avaliação de métodos de esterilização, concentração de ágar e composição de meio de cultura para propagação in vitro de Pimpinella anisum (Linn.) Apiaceae Evaluation of asepsis, agar concentration and

Leia mais

Germinação in vitro de embriões zigóticos e aclimatação de plântulas de mangaba oriundas da cultura de embrião (Hancornia speciosa Gomes)

Germinação in vitro de embriões zigóticos e aclimatação de plântulas de mangaba oriundas da cultura de embrião (Hancornia speciosa Gomes) SCIENTIA PLENA VOL. 7, NUM. 11 2011 www.scientiaplena.org.br Germinação in vitro de embriões zigóticos e aclimatação de plântulas de mangaba oriundas da cultura de embrião (Hancornia speciosa Gomes) K.

Leia mais

IN VITRO DE AMOREIRA-PRETA CV. TUPY

IN VITRO DE AMOREIRA-PRETA CV. TUPY CLORETO DE Cloreto POTÁSSIO de potássio E e FOSFATO fosfato de sódio DE na multiplicação SÓDIO NA in vitro... MULTIPLICAÇÃO 37 IN VITRO DE AMOREIRA-PRETA CV. TUPY Effect of KCl and NaH 2 O on in vitro

Leia mais

MICROPROPAGAÇÃO E ACLIMATAÇÃO DE PLÂNTULAS DE MORANGUEIRO. Palavras chaves: Micropropagação. Isolamento de meristema. Explante. Mudas sadias.

MICROPROPAGAÇÃO E ACLIMATAÇÃO DE PLÂNTULAS DE MORANGUEIRO. Palavras chaves: Micropropagação. Isolamento de meristema. Explante. Mudas sadias. MICROPROPAGAÇÃO E ACLIMATAÇÃO DE PLÂNTULAS DE MORANGUEIRO Tamires Oviedo 1, Fabiana Raquel Mühl 2, Neuri Antonio Feldmann 3, Anderson Rhoden 3 Palavras chaves: Micropropagação. Isolamento de meristema.

Leia mais

EFEITO DO TEMPO DE DESINFESTAÇÃO E ÉPOCAS DO ANO NO ESTABELECIMENTO IN VITRO DE EXPLANTES FOLIARES DE PINHÃO-MANSO

EFEITO DO TEMPO DE DESINFESTAÇÃO E ÉPOCAS DO ANO NO ESTABELECIMENTO IN VITRO DE EXPLANTES FOLIARES DE PINHÃO-MANSO EFEITO DO TEMPO DE DESINFESTAÇÃO E ÉPOCAS DO ANO NO ESTABELECIMENTO IN VITRO DE EXPLANTES FOLIARES DE PINHÃO-MANSO Eduardo Regiani Libert ; Enes Furlani Junior (2) ; Aline Namie Suzuki (3) ; Luiz De Souza

Leia mais

Analista da Embrapa Mandioca e Fruticultura, Caixa Postal 007, , Cruz das Almas, BA. 2

Analista da Embrapa Mandioca e Fruticultura, Caixa Postal 007, , Cruz das Almas, BA.   2 ANÁLISE COMPORTAMENTAL DE UM ACESSO DE MANDIOCA (Manihot esculenta Crantz) EM RELAÇÃO A DOIS TIPOS DE MEIO DE CULTURA E DOSES DE UM FERTILIZANTE SOLÚVEL COMERCIAL Karen Cristina Fialho dos Santos 1, Antônio

Leia mais

TOLERÂNCIA DE CULTIVARES DE MAMONEIRA À TOXICIDADE DE ALUMÍNIO EM SOLUÇÃO NUTRITIVA.

TOLERÂNCIA DE CULTIVARES DE MAMONEIRA À TOXICIDADE DE ALUMÍNIO EM SOLUÇÃO NUTRITIVA. TOLERÂNCIA DE CULTIVARES DE MAMONEIRA À TOXICIDADE DE ALUMÍNIO EM SOLUÇÃO NUTRITIVA Adriana Rodrigues Passos 1, Simone Alves Silva 1, Fernando Irajá Félix de Carvalho 2, Irineu Hartwig 2, Maraísa Crestani

Leia mais

GERMINAÇÃO E INDUÇÃO DA CALOGÊNESE IN VITRO DE COPAÍBA. - UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA Viçosa - MG CEP: )

GERMINAÇÃO E INDUÇÃO DA CALOGÊNESE IN VITRO DE COPAÍBA. - UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA Viçosa - MG CEP: ) GERMINAÇÃO E INDUÇÃO DA CALOGÊNESE IN VITRO DE COPAÍBA Rafael Fonsêca Zanotti 1*, Fernanda Raquel Sartor 1, Kátia Ferreira Pôssa 2, Anderson Martins Pilon 1, Claudio Hiroshi Fukushima 1 1 Av. Oraida Mendes

Leia mais

USO DO HIDROGEL EM CULTIVO DE PLANTAS IN VITRO DE BROMÉLIAS E ORQUÍDEAS.

USO DO HIDROGEL EM CULTIVO DE PLANTAS IN VITRO DE BROMÉLIAS E ORQUÍDEAS. USO DO HIDROGEL EM CULTIVO DE PLANTAS IN VITRO DE BROMÉLIAS E ORQUÍDEAS. Cíntia Vidigal 1, João Pedro Braga 2, Karen Onga 3, Lara Furtado 4, Marília Souza 5 1, 2, 3, 4, 5 Instituto Federal de Educação,

Leia mais

ESTUDOS SOBRE A GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE GOIABEIRA-SERRANA

ESTUDOS SOBRE A GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE GOIABEIRA-SERRANA ESTUDOS SOBRE A GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE GOIABEIRA-SERRANA Nair Dahmer¹, Divanilde Guerra²; Ingrid Bergman Inchausti De Barros³; Lucia Brandão Franke 4 ; Paulo Vitor Dutra de Souza 3 ; Sergio Francisco

Leia mais

Palavras-chave: Babosa, cultura de tecidos, propagação in vitro.

Palavras-chave: Babosa, cultura de tecidos, propagação in vitro. Julho a Setembro de 2016 302 Desenvolvimento de protocolos para micropropagação de Aloe vera L. Guilherme Borghetti Calixto 1 Resumo: A babosa (Aloe vera L.) é uma planta com inúmeras aplicações dentro

Leia mais

Indução de brotação in vitro em curauá: sistema de cultivo e concentrações de BAP

Indução de brotação in vitro em curauá: sistema de cultivo e concentrações de BAP Indução de brotação in vitro em curauá: sistema de cultivo e concentrações de BAP Carolina Mariane Moreira 1 ; Helena Botelho de Andrade 1 ; Lucila Elizabeth F. Monfort 1 ; José Eduardo Brasil Pereira

Leia mais

Franca, Mariana Almeida Micropropagação de cana-de-açúcar cultivar RB Mariana Almeida Franca. Curitiba: f. il.

Franca, Mariana Almeida Micropropagação de cana-de-açúcar cultivar RB Mariana Almeida Franca. Curitiba: f. il. F814 Franca, Mariana Almeida Micropropagação de cana-de-açúcar cultivar RB966928. Mariana Almeida Franca. Curitiba: 2016. 64 f. il. Orientador: João Carlos Bespalhok Filho Dissertação (Mestrado) Universidade

Leia mais

Germinação in vitro de embriões zigóticos e sementes de nim indiano (Azadirachta indica A. Juss.)

Germinação in vitro de embriões zigóticos e sementes de nim indiano (Azadirachta indica A. Juss.) Germinação in vitro de embriões zigóticos e sementes de nim indiano (Azadirachta indica A. Juss.) 1 LÉDO, A.S. 1 ; BLANK, A.F. 2 ; BARBOZA, S.B.S.C. 3 ; RANGEL, M.S.A. 4 ; LÉDO, C.A.S. 5 1Embrapa Tabuleiros

Leia mais

Anais do Seminário de Bolsistas de Pós-Graduação da Embrapa Amazônia Ocidental

Anais do Seminário de Bolsistas de Pós-Graduação da Embrapa Amazônia Ocidental Anais do Seminário de Bolsistas de Pós-Graduação da Embrapa Amazônia Ocidental Anais do Seminário de Bolsistas de Pós-Graduação da Embrapa Amazônia Ocidental Propagação Vegetativa de Piper hispidum Sw.

Leia mais

GERMINAÇÃO IN VITRO DE SEMENTES DE NONI (Morinda citrifolia L.) GERMINATION IN VITRO NONI SEEDS (Morinda citrifolia L.)

GERMINAÇÃO IN VITRO DE SEMENTES DE NONI (Morinda citrifolia L.) GERMINATION IN VITRO NONI SEEDS (Morinda citrifolia L.) GERMINAÇÃO IN VITRO DE SEMENTES DE NONI (Morinda citrifolia L.) Ruth Ferreira¹ Tatiane Lemos Varella 1 Viviane Luiza Hunhoff 1 Maurecilne Lemes da Silva 2 RESUMO: A espécie Morinda citrifolia L. comumente

Leia mais

Temperatura, luz e desinfecção na germinação das sementes de Gochnatia polymorpha (Less.) Cabrera

Temperatura, luz e desinfecção na germinação das sementes de Gochnatia polymorpha (Less.) Cabrera Temperatura, luz e desinfecção na germinação das sementes de Gochnatia polymorpha (Less.) Cabrera Temperature, light and desinfection on seeds germination of Gochnatia polymorpha (Less.) Cabrera Daniele

Leia mais

MEIOS DE CULTURA E REGULADORES DE CRESCIMENTO NA MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE AMOREIRA-PRETA

MEIOS DE CULTURA E REGULADORES DE CRESCIMENTO NA MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE AMOREIRA-PRETA Scientia Agraria ISSN 1519-1125 (printed) and 1983-2443 (on-line) VILLA, F. et al. Meio de cultura e reguladores... MEIOS DE CULTURA E REGULADORES DE CRESCIMENTO NA MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE AMOREIRA-PRETA

Leia mais

Prof. Paulo Hercilio Viegas Rodrigues CEN-001

Prof. Paulo Hercilio Viegas Rodrigues CEN-001 Assepsia, estabelecimento e multiplicação in vitro Prof. Paulo Hercilio Viegas Rodrigues CEN-001 Assepsia Material Vegetal: Campo X Viveiro? Assepsia Campo... Está em contato direto com esporos de fungos,

Leia mais

GERMINAÇÃO IN VITRO DE SEMENTES DE CEDRO AUSTRALIANO (Toona ciliata- MELIACEAE)

GERMINAÇÃO IN VITRO DE SEMENTES DE CEDRO AUSTRALIANO (Toona ciliata- MELIACEAE) GERMINAÇÃO IN VITRO DE SEMENTES DE CEDRO AUSTRALIANO (Toona ciliata- MELIACEAE) Henrique Oliveira Frank, Fernanda Campanharo Favoreto, Guilherme Andrião Trugilho, Gabriela Cavati Sena, Ester Ujiie Nogueira,

Leia mais

AGENTES DESINFESTANTES NO PROCESSO DE MICROPROPAGAÇÃO DA AMORA PRETA (RUBUS SSP)

AGENTES DESINFESTANTES NO PROCESSO DE MICROPROPAGAÇÃO DA AMORA PRETA (RUBUS SSP) AGENTES DESINFESTANTES NO PROCESSO DE MICROPROPAGAÇÃO DA AMORA PRETA (RUBUS SSP) DISINFESTATION AGENTS IN THE MICROPROPAGATION PROCESS OF BLACKBERRY (RUBUS SSP) RAFAELLY CALSAVARA MARTINS Mestranda em

Leia mais

143 - QUALIDADE DE SEMENTES DE CEBOLA CULTIVAR BAIA PRODUZIDAS SOB SISTEMA AGROECOLÓGICO E AVALIAÇÃO DAS MUDAS RESULTANTES

143 - QUALIDADE DE SEMENTES DE CEBOLA CULTIVAR BAIA PRODUZIDAS SOB SISTEMA AGROECOLÓGICO E AVALIAÇÃO DAS MUDAS RESULTANTES Manejo de Agroecosistemas Sustentaveis Monferrer 143 - QUALIDADE DE SEMENTES DE CEBOLA CULTIVAR BAIA PRODUZIDAS SOB SISTEMA AGROECOLÓGICO E AVALIAÇÃO DAS MUDAS RESULTANTES RESUMO Dércio Dutra 1 ; Derblai

Leia mais

TEMPERATURA E LUZ NA GERMINAÇÃO IN VITRO DE SEMENTES DE Gochnatia polymorpha (LESS.) CABRERA (ASTERACEAE) 1

TEMPERATURA E LUZ NA GERMINAÇÃO IN VITRO DE SEMENTES DE Gochnatia polymorpha (LESS.) CABRERA (ASTERACEAE) 1 TEMPERATURA E LUZ NA GERMINAÇÃO IN VITRO DE SEMENTES DE Gochnatia polymorpha (LESS.) CABRERA (ASTERACEAE) 1 MACHADO, D. F. M. 2 ; TAVARES, A. P. 3 ; AGUIAR, A. R. de 3 ; PARANHOS, J. T. 4 ; SILVA, A. C.

Leia mais

Desinfestação de alecrim-pimenta utilizando hipoclorito de sódio.

Desinfestação de alecrim-pimenta utilizando hipoclorito de sódio. Desinfestação de alecrim-pimenta utilizando hipoclorito de sódio. Verônica F. Amancio 1 ; Aline B. de Mendonça 1 *; Maria de F. Arrigoni-Blank 1 ; Arie F. Blank 1 ; Ana da S. Ledo 2 ; Renato Innecco 3.

Leia mais

Cultivo in vitro de Salvia hispanica L.

Cultivo in vitro de Salvia hispanica L. Artigo original DOI: 105902/2236117015566 Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental Santa Maria, v. 19, n.2, mai-ago. 2015, p. 1555-1560 Revista do Centro de Ciências Naturais e Exatas

Leia mais

GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE PASPALUM NOTATUM FLÜGGE. 1

GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE PASPALUM NOTATUM FLÜGGE. 1 GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE PASPALUM NOTATUM FLÜGGE. 1 AGUIAR, A. R. de 2 ; GONÇALVES, C. E. P. 2 ; SILVA, C. M. S. 3 ; AGUIAR, D. 3 ; MACHADO, M. 4 ; KÖPP, M. M. 5; OLIVEIRA, J. C. P. 5 ; SILVA, A. C. F.

Leia mais

INFLUÊNCIA DA POSIÇÃO DA ESTACA NO RAMO E DO TIPO DE SUBSTRATO SOBRE O ENRAIZAMENTO DE Alternanthera brasiliana L. (Kuntze) 1

INFLUÊNCIA DA POSIÇÃO DA ESTACA NO RAMO E DO TIPO DE SUBSTRATO SOBRE O ENRAIZAMENTO DE Alternanthera brasiliana L. (Kuntze) 1 INFLUÊNCIA DA POSIÇÃO DA ESTACA NO RAMO E DO TIPO DE SUBSTRATO SOBRE O ENRAIZAMENTO DE Alternanthera brasiliana L. (Kuntze) 1 ROCHA, Bruna N. 3 ; ZULIANI, Alberi J. B. 2 ; LÖBLER, Lisiane 3 ; BERTÊ, Rosiana

Leia mais

Efeito de hipoclorito de sódio na desinfestação de meristemas de bastão-do-imperador

Efeito de hipoclorito de sódio na desinfestação de meristemas de bastão-do-imperador Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 10., 2013, Belo Horizonte Efeito de hipoclorito de sódio na desinfestação de meristemas de bastão-do-imperador Sueli Lourdes Ferreira Tarôco (1), Erivelton

Leia mais

Estabelecimento in vitro de aroeira da praia (Schinus terebinthifolius Raddi) em diferentes concentrações de 6-benzilaminopurina (BAP)

Estabelecimento in vitro de aroeira da praia (Schinus terebinthifolius Raddi) em diferentes concentrações de 6-benzilaminopurina (BAP) 300 Estabelecimento in vitro de aroeira da praia (Schinus terebinthifolius Raddi) em diferentes concentrações de 6-benzilaminopurina (BAP) PAIVA, A.M.S. * ; ALOUFA, M.A.I. Universidade Federal do Rio Grande

Leia mais

INFLUÊNCIA DE DIFERENTES MÉTODOS DE SEMEADURA PARA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE CORIANDRUM SATIVUM L.

INFLUÊNCIA DE DIFERENTES MÉTODOS DE SEMEADURA PARA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE CORIANDRUM SATIVUM L. INFLUÊNCIA DE DIFERENTES MÉTODOS DE SEMEADURA PARA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE CORIANDRUM SATIVUM L. Elisiane Martins de Lima 1 ; Milena Maria 2 ; Cosmo Rufino de Lima 3 ; Pablo Radamés Cabral

Leia mais

MULTIPLICAÇÃO DE BROTOS IN VITRO EM TRÊS CULTIVARES DE BANANEIRA

MULTIPLICAÇÃO DE BROTOS IN VITRO EM TRÊS CULTIVARES DE BANANEIRA MULTIPLICAÇÃO DE BROTOS IN VITRO EM TRÊS CULTIVARES DE BANANEIRA Hellen Cristina da Paixão MOURA 1 ; Oriel Filgueira de LEMOS 2 ; Meiciane Ferreira CAMPELO 3 Resumo Apesar de ser considerada uma das plantas

Leia mais

Efeito das concentrações de vitaminas e reguladores de crescimento no superbrotamento da cultivar BRS-verde

Efeito das concentrações de vitaminas e reguladores de crescimento no superbrotamento da cultivar BRS-verde REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 Volume 8 - Número 2-2º Semestre 2008 Efeito das concentrações de vitaminas e reguladores de crescimento no superbrotamento da cultivar BRS-verde Nara

Leia mais

Concentrações de reguladores vegetais no estiolamento in vitro de ananás do campo

Concentrações de reguladores vegetais no estiolamento in vitro de ananás do campo Concentrações de reguladores vegetais no estiolamento in vitro de ananás do campo Concentrations of plant regulators in the blanching in vitro of pineapple of the field Márcia Maria Dias 1 *; Moacir Pasqual

Leia mais

TÍTULO: EFEITOS DA PROFUNDIDADE DE PLANTIO NA GERMINAÇÃO E PRODUÇÃO DE MASSA DO CAPIM BRAQUIARÃO ADUBADO NO PLANTIO

TÍTULO: EFEITOS DA PROFUNDIDADE DE PLANTIO NA GERMINAÇÃO E PRODUÇÃO DE MASSA DO CAPIM BRAQUIARÃO ADUBADO NO PLANTIO Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: EFEITOS DA PROFUNDIDADE DE PLANTIO NA GERMINAÇÃO E PRODUÇÃO DE MASSA DO CAPIM BRAQUIARÃO ADUBADO

Leia mais

PROPAGAÇÃO DO MANGOSTÃO ATRAVÉS DO CULTIVO IN VITRO. Acadêmico PVIC/UEG do Curso de Agronomia, UnU Ipameri - UEG.

PROPAGAÇÃO DO MANGOSTÃO ATRAVÉS DO CULTIVO IN VITRO. Acadêmico PVIC/UEG do Curso de Agronomia, UnU Ipameri - UEG. PROPAGAÇÃO DO MANGOSTÃO ATRAVÉS DO CULTIVO IN VITRO Valter de Oliveira Neves Júnior1; Zélio de Lima Vieira 1; Leandro Martins Prudente1; Rafael Benetti1; Sebastião Pedro da Silva Neto 2 1 Acadêmico PVIC/UEG

Leia mais

CONDUTIVIDADE ELÉTRICA EM DOIS LOTES DE SEMENTES DE Moringa oleífera Lam. EM DIFERENTES TEMPOS DE EMBEBIÇÃO

CONDUTIVIDADE ELÉTRICA EM DOIS LOTES DE SEMENTES DE Moringa oleífera Lam. EM DIFERENTES TEMPOS DE EMBEBIÇÃO CONDUTIVIDADE ELÉTRICA EM DOIS LOTES DE SEMENTES DE Moringa oleífera Lam. EM DIFERENTES TEMPOS DE EMBEBIÇÃO Priscila Raiane Assunção de Andrade (1) ; Laura Rodrigues Araújo (2), Rodrigo Mendes de Oliveira

Leia mais

QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE MAMONA ACONDICIONADAS EM DIFERENTES EMBALAGENS E ARMAZENADAS SOB CONDIÇÕES CLIMÁTICAS DE CAMPINA GRANDE-PB

QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE MAMONA ACONDICIONADAS EM DIFERENTES EMBALAGENS E ARMAZENADAS SOB CONDIÇÕES CLIMÁTICAS DE CAMPINA GRANDE-PB QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE MAMONA ACONDICIONADAS EM DIFERENTES EMBALAGENS E ARMAZENADAS SOB CONDIÇÕES CLIMÁTICAS DE CAMPINA GRANDE-PB Sandra Maria de Figueiredo 1, Fernanda Fernandes de Melo

Leia mais

Desenvolvimento in vitro de Ocimum selloi

Desenvolvimento in vitro de Ocimum selloi Desenvolvimento in vitro de Ocimum selloi em diferentes variações do meio de cultivo MS Lucila Elizabeth Fragoso Monfort 1 ; Ivan Caldeira Almeida Alvarenga 1 ; Carolina Mariane Moreira 1 ; José Eduardo

Leia mais

Produção de Batata-Semente em Sistema de Canteiros.

Produção de Batata-Semente em Sistema de Canteiros. Produção de Batata-Semente em Sistema de Canteiros. Ricardo Monteiro Corrêa 1 ; José Eduardo Brasil Pereira Pinto 1 ; Érika Soares Reis 1, Aline Beraldo Monteiro 1 ; Jorge Henrique Chagas 1 ; Hellen Cristina

Leia mais

Germinação e Multiplicação de Cravo Utilizando Bap e Cin in Vitro. Germination and Multiplication of Carnation Using Bap and Kin in Vitro

Germinação e Multiplicação de Cravo Utilizando Bap e Cin in Vitro. Germination and Multiplication of Carnation Using Bap and Kin in Vitro Scientific Electronic Archives (7): 81-88, 2014. Germinação e Multiplicação de Cravo Utilizando Bap e Cin in Vitro Germination and Multiplication of Carnation Using Bap and Kin in Vitro D. P. Restelatto

Leia mais

MICROPROPAGAÇÃO A DESINFECÇÃO DOS INSTRUMENTOS

MICROPROPAGAÇÃO A DESINFECÇÃO DOS INSTRUMENTOS MICROPROPAGAÇÃO A DESINFECÇÃO DOS INSTRUMENTOS Como indicado no Guia 8 0: Micropropagação no laboratório de ensino, as técnicas de cultivo de tecidos vegetais consistem na transferência de um explante

Leia mais

INDUÇÃO DE CALOS EM ANTERAS DE CAFÉ (Coffea arabica L.) CULTIVADAS IN VITRO. CALLUS INDUCTION FROM ANTHER CULTURES OF COFFEE (Coffea arabica L.

INDUÇÃO DE CALOS EM ANTERAS DE CAFÉ (Coffea arabica L.) CULTIVADAS IN VITRO. CALLUS INDUCTION FROM ANTHER CULTURES OF COFFEE (Coffea arabica L. INDUÇÃO DE CALOS EM ANTERAS DE CAFÉ (Coffea arabica L.) CULTIVADAS IN VITRO MOACIR PASQUAL 1 ANNA LYGIA DE REZENDE MACIEL 2 KARINA PEREIRA DE CAMPOS 3 EDILENE CARVALHO SANTOS 3 RONILDA JULIANA CORDEIRO

Leia mais

Effect of Antioxidants and Decontaminating on Establishment of Explants of Banana Plant

Effect of Antioxidants and Decontaminating on Establishment of Explants of Banana Plant Anicezio, l.c. Efeito de Antioxidantes e Descontaminantes no Estabelecimento de Explantes de Bananeira (Musa spp) in vitro Effect of Antioxidants and Decontaminating on Establishment of Explants of Banana

Leia mais

ISSN Propagação sexuada in vitro de moringa

ISSN Propagação sexuada in vitro de moringa 39 ISSN 1517-1981 1678-1961 Dezembro, Outubro 2000 2008 Propagação sexuada in vitro de moringa ( Moringa oleifera Lam.) ISSN 1678-1961 Dezembro, 2008 Empresa Brasileir asileira a de Pesquisa Agr gropecuár

Leia mais

MICROPROPAGAÇÃO DE PLANTAS MEDICINAIS: TREINAMENTO E CAPACITAÇÃO DE ALUNOS DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS NA ÁREA DE BIOTECNOLOGIA VEGETAL 1

MICROPROPAGAÇÃO DE PLANTAS MEDICINAIS: TREINAMENTO E CAPACITAÇÃO DE ALUNOS DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS NA ÁREA DE BIOTECNOLOGIA VEGETAL 1 MICROPROPAGAÇÃO DE PLANTAS MEDICINAIS: TREINAMENTO E CAPACITAÇÃO DE ALUNOS DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS NA ÁREA DE BIOTECNOLOGIA VEGETAL 1 Tatiana Carvalho de Castro 2, Aline Medeiros Saavedra de Paula 3, Claudia

Leia mais

MICROPROPAGAÇÃO DE PORTA-ENXERTO DE VIDEIRA PAULSEN 1103 IN VITRO, COM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE CITOCININA.

MICROPROPAGAÇÃO DE PORTA-ENXERTO DE VIDEIRA PAULSEN 1103 IN VITRO, COM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE CITOCININA. MICROPROPAGAÇÃO DE PORTA-ENXERTO DE VIDEIRA PAULSEN 1103 IN VITRO, COM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE CITOCININA. MICROPROPAGATION OF STOCK FOR GRAFTING OF GRAPEVINE PAULSEN 1103 "IN VITRO", WITH DIFFERENT

Leia mais

Produção de Mudas de Teca por Micropropagação

Produção de Mudas de Teca por Micropropagação ISSN 0100-9915 Produção de Mudas de Teca por Micropropagação 56 Introdução A Tectona grandis, conhecida popularmente como teca, é uma espécie arbórea de origem asiática utilizada na produção de madeira

Leia mais

2 Acadêmico do curso de Agronomia do IFC Campus Rio do Sul; 3

2 Acadêmico do curso de Agronomia do IFC Campus Rio do Sul; 3 Micropropagação e enxertia in vitro de nogueira-pecã (Carya illinoinensis (Wangenh) K. Koch) na produção de mudas com reduzido período de juvenilidade para abastecimento do Grupo de Produtores de Nogueira-Pecã

Leia mais

Área temática: _2_ GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE PINHÃO MANSO (Jatropha curcas L.) SOB DIFERENTES SUBSTRATOS E TEMPERATURAS.

Área temática: _2_ GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE PINHÃO MANSO (Jatropha curcas L.) SOB DIFERENTES SUBSTRATOS E TEMPERATURAS. Área temática: _2_ GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE PINHÃO MANSO (Jatropha curcas L.) SOB DIFERENTES SUBSTRATOS E TEMPERATURAS. Mateus Cassol Tagliani 1, Katia Christina Zuffellato-Ribas 2 RESUMO: Biodiesel é

Leia mais

EFEITO DA TEMPERATURA E DO FOTOPERÍODO NA GERMINAÇÃO in vitro DE CONÍDIOS DE Aspergillus niger, AGENTE ETIOLÓGICO DO MOFO PRETO DA CEBOLA

EFEITO DA TEMPERATURA E DO FOTOPERÍODO NA GERMINAÇÃO in vitro DE CONÍDIOS DE Aspergillus niger, AGENTE ETIOLÓGICO DO MOFO PRETO DA CEBOLA EFEITO DA TEMPERATURA E DO FOTOPERÍODO NA GERMINAÇÃO in vitro DE CONÍDIOS DE Aspergillus niger, AGENTE ETIOLÓGICO DO MOFO PRETO DA CEBOLA Autores: Jéssica Tainara IGNACZUK 1, Leandro Luiz MARCUZZO 2 Identificação

Leia mais

Protocolo para micropropagação de marmeleiro BA29 em meio semissólido

Protocolo para micropropagação de marmeleiro BA29 em meio semissólido DOI: 10.5965/223811711532016266 Protocolo para micropropagação de marmeleiro BA29 em meio semissólido Protocol for micropropagation of quince BA29 in semisolid media Fernanda Grimaldi *, Aline Meneguzzi,

Leia mais

Meios de cultura utilizados na micropropagação de híbridos de orquídeas. Culture media used in the micropropagation of orchids hybrids

Meios de cultura utilizados na micropropagação de híbridos de orquídeas. Culture media used in the micropropagation of orchids hybrids DOI: 10.5433/1679-0359.2014v35n4p1731 Meios de cultura utilizados na micropropagação de híbridos de orquídeas Culture media used in the micropropagation of orchids hybrids Luzia Yuriko Miyata 1 ; Fabíola

Leia mais

CULTURA NO CULTIVO IN VITRO DE ABACAXIZEIRO E BANANEIRA

CULTURA NO CULTIVO IN VITRO DE ABACAXIZEIRO E BANANEIRA EFEITO DE AGENTES Efeito de agentes GELEIFICANTES geleificantes alternativos ALTERNATIVOS no meio de cultura... NO MEIO DE CULTURA NO CULTIVO IN VITRO DE ABACAXIZEIRO E BANANEIRA 4 Effect of alternative

Leia mais

Influência da luz no processo germinativo de cultivares comerciais de alface (Lactuca sativa)

Influência da luz no processo germinativo de cultivares comerciais de alface (Lactuca sativa) Influência da luz no processo germinativo de cultivares comerciais de alface (Lactuca sativa) Everton Geraldo de MORAIS 1 ; Marco Antônio Pereira LOPES 2 ; Gustavo Henrique Branco VAZ 3 ; Sylmara SILVA

Leia mais

ESTUDOS PARA DEFINIÇÃO DE MEIOS DE CULTURA E MÉTODOS DE DESINFESTAÇÃO DE EXPLANTES DE PLANTAS ADULTAS DE ERVA-MATE

ESTUDOS PARA DEFINIÇÃO DE MEIOS DE CULTURA E MÉTODOS DE DESINFESTAÇÃO DE EXPLANTES DE PLANTAS ADULTAS DE ERVA-MATE 1 ESTUDOS PARA DEFINIÇÃO DE MEIOS DE CULTURA E MÉTODOS DE DESINFESTAÇÃO DE EXPLANTES DE PLANTAS ADULTAS DE ERVA-MATE (Ilex paraguarienses St. Hill) SANTOS, D.C. DOS 1 e WENDLING, I. 2 RESUMO Este trabalho

Leia mais

Caue de Abreu Alvarez (PIBIC/CNPq), Sandremir de Carvalho (Orientador),

Caue de Abreu Alvarez (PIBIC/CNPq), Sandremir de Carvalho (Orientador), OBTENÇÃO DE PLÂNTULAS DO HÍBRIDO DE CATTLEYA LODDIGESII x CATTLEYA FORBESII (ORCHIDACEAE), OBTIDA A PARTIR DE DIFERENTES FONTES E CONCENTRAÇÕES DE CARBONO. Caue de Abreu Alvarez (PIBIC/CNPq), Sandremir

Leia mais

Keywords: Cordia trichotoma, tissue culture; micropropagation.

Keywords: Cordia trichotoma, tissue culture; micropropagation. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 17, n. 4, p. 343-349, out-dez, 2007 343 ISSN 0103-9954 ESTABELECIMENTO E CRESCIMENTO IN VITRO DE PLÂNTULAS DE LOURO-PARDO IN VITRO ESTABLISHMENT AND GROWTH OF LOURO-PARDO

Leia mais

QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE MAMONA (Ricinus communis L.) CULTIVAR NORDESTINA, SOB DIFERENTES CONDIÇÕES DE ARMAZENAMENTO.

QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE MAMONA (Ricinus communis L.) CULTIVAR NORDESTINA, SOB DIFERENTES CONDIÇÕES DE ARMAZENAMENTO. QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE MAMONA (Ricinus communis L.) CULTIVAR NORDESTINA, SOB DIFERENTES CONDIÇÕES DE ARMAZENAMENTO. Andréa dos Santos Oliveira, Renata Silva-Mann, Michelle da Fonseca Santos,

Leia mais

REGENERAÇÃO IN VITRO DE Oncidium leucochilum BATEM. EX LINDL. (ORCHIDACEAE).

REGENERAÇÃO IN VITRO DE Oncidium leucochilum BATEM. EX LINDL. (ORCHIDACEAE). REGENERAÇÃO IN VITRO DE Oncidium leucochilum BATEM. EX LINDL. (ORCHIDACEAE). ALESSANDRO IGLIKOSKI BERNARDI 1, RODRIGO CAETANO DA SILVA 1, ANDRÉ LUÍS LOPES DA SILVA 2, AUREA PORTES FERRIANI 3. 1- Acadêmico

Leia mais

DESINFESTAÇÃO E ESTABELECIMENTO in vitro DE EXPLANTES DE BANANEIRA GRANDE NAINE EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE HIPOCLORITO DE SÓDIO 1

DESINFESTAÇÃO E ESTABELECIMENTO in vitro DE EXPLANTES DE BANANEIRA GRANDE NAINE EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE HIPOCLORITO DE SÓDIO 1 222 DESINFESTAÇÃO E ESTABELECIMENTO in vitro DE EXPLANTES DE BANANEIRA GRANDE NAINE EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE HIPOCLORITO DE SÓDIO 1 GUSTAVO ALVES PEREIRA 2, LUIZ DE SOUZA CORREA 3, APARECIDA CONCEIÇÃO

Leia mais

Estabelecimento in vitro de Ocotea odorifera, O. catharinensis e O. porosa

Estabelecimento in vitro de Ocotea odorifera, O. catharinensis e O. porosa Estabelecimento in vitro de Ocotea odorifera, O. catharinensis e O. porosa Aline Moritz (1,2), Juliana Degenhardt (3), Leonardo Ferreira Dutra (4), Fabrício Augusto Hansel (3), Bruno Henrique de Lima (2),

Leia mais

Camila Soares Rosa Lemes I* José Carlos Sorgato I Jackeline Schultz Soares II Yara Brito Chaim Jardim Rosa I

Camila Soares Rosa Lemes I* José Carlos Sorgato I Jackeline Schultz Soares II Yara Brito Chaim Jardim Rosa I Ciência Rural, Santa Maria, v.46, Meios n.3, de p.499-505, cultivo e sacarose mar, 2016 no crescimento inicial in vitro de Miltonia http://dx.doi.org/10.1590/0103-8478cr20150368 flavescens. 499 ISSN 0103-8478

Leia mais

DETERMINAÇÃO DE METODOLOGIA PARA SUPERAÇÃO DE DORMÊNCIA EM SEMENTES DE SANSÃO-DO-CAMPO (Mimosa caesalpiniaefolia BENTH.)

DETERMINAÇÃO DE METODOLOGIA PARA SUPERAÇÃO DE DORMÊNCIA EM SEMENTES DE SANSÃO-DO-CAMPO (Mimosa caesalpiniaefolia BENTH.) DETERMINAÇÃO DE METODOLOGIA PARA SUPERAÇÃO DE DORMÊNCIA EM SEMENTES DE SANSÃO-DO-CAMPO (Mimosa caesalpiniaefolia BENTH.) Maria Elessandra Rodrigues ARAÚJO (1), Andreza Pereira MENDONÇA (1), Rita Morgana

Leia mais

MICROPROPAGAÇÃO DA AROEIRA (Myracrodruon urundeuva Fr. All) 1. MICROPROPAGATION OF Myracrodruon urundeuva Fr. All

MICROPROPAGAÇÃO DA AROEIRA (Myracrodruon urundeuva Fr. All) 1. MICROPROPAGATION OF Myracrodruon urundeuva Fr. All MICROPROPAGAÇÃO DA AROEIRA (Myracrodruon urundeuva Fr. All) 1 MIGUEL WANDERLEY DE ANDRADE 2 JOSÉ MAGNO QUEIROZ LUZ 3 ARY SANTANA LACERDA 3 PEDRO RENATO A. DE MELO 4 RESUMO - A aroeira (Myracrodruon urundeuva

Leia mais

TÍTULO: AVALIAÇÃO DE MUDAS DE COFFEA ARABICA PRODUZIDAS EM DIFERENTES RECIPIENTES

TÍTULO: AVALIAÇÃO DE MUDAS DE COFFEA ARABICA PRODUZIDAS EM DIFERENTES RECIPIENTES TÍTULO: AVALIAÇÃO DE MUDAS DE COFFEA ARABICA PRODUZIDAS EM DIFERENTES RECIPIENTES CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA SUBÁREA: CIÊNCIAS AGRÁRIAS INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DO PLANALTO

Leia mais

INFLUENCIA DE BAP E ANA NA FORMAÇÃO DE CALOS DE Jatropha curcas L. INTRODUÇÃO

INFLUENCIA DE BAP E ANA NA FORMAÇÃO DE CALOS DE Jatropha curcas L. INTRODUÇÃO Página 270 INFLUENCIA DE BAP E ANA NA FORMAÇÃO DE CALOS DE Jatropha curcas L. Wesley Machado 1, Andréa Almeida Carneiro 2 e Gracielle Teodora da Costa Pinto Coelho 3 1 Agrônomo, Pós-graduando em Biotecnologia,

Leia mais

II ENCONTRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA

II ENCONTRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA II ENCONTRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA EFEITO DO SUBSTRATO E MÉTODOS DE SUPERAÇÃO DE DORMÊNCIA NA EMERGÊNCIA DE PLÂNTULAS DE BANDARRA (Schizolobium Amazonicum) Adriana Pinto da Silva 1 Milena Maia de Lima

Leia mais

II ENCONTRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA. A INFLUÊNCIA DO TAMANHO DA SEMENTE E DO SUBSTRATO NA EMERGÊNCIA DO IPÊ ROXO (Tabebuia impetiginosa)

II ENCONTRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA. A INFLUÊNCIA DO TAMANHO DA SEMENTE E DO SUBSTRATO NA EMERGÊNCIA DO IPÊ ROXO (Tabebuia impetiginosa) II ENCONTRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA A INFLUÊNCIA DO TAMANHO DA SEMENTE E DO SUBSTRATO NA EMERGÊNCIA DO IPÊ ROXO (Tabebuia impetiginosa) Aline Aparecida Smychniuk da Silva 1 Denison Trindade Silva 2 Natanael

Leia mais

GERMINAÇÃO in vitro PRUDENTE, E ACLIMATIZAÇÃO D. de O. et al. DE SEMPRE-VIVA

GERMINAÇÃO in vitro PRUDENTE, E ACLIMATIZAÇÃO D. de O. et al. DE SEMPRE-VIVA 62 GERMINAÇÃO in vitro PRUDENTE, E ACLIMATIZAÇÃO D. de O. et al. DE SEMPRE-VIVA In vitro GERMINATION AND ACCLIMATIZATION OF EVERLASTING FLOWER DÉBORA DE OLIVEIRA PRUDENTE 1, FERNANDA CARLOTA NERY 2*, MICHELE

Leia mais

GERMINAÇÃO DE VARIEDADES DE Panicum maximum SUBMETIDAS A TRATAMENTO COM NITRATO DE POTÁSSIO

GERMINAÇÃO DE VARIEDADES DE Panicum maximum SUBMETIDAS A TRATAMENTO COM NITRATO DE POTÁSSIO GERMINAÇÃO DE VARIEDADES DE Panicum maximum SUBMETIDAS A TRATAMENTO COM NITRATO DE POTÁSSIO Kleyton Chagas de Sousa 1 Antonia Almeida da Silva 1 Janinny Nobre Duarte 1 Jullyanna Pereira da Silva 1 Francisco

Leia mais

CULTIVO IN VITRO DE CEREUS HILDMANNIANUS K. SHUM

CULTIVO IN VITRO DE CEREUS HILDMANNIANUS K. SHUM CULTIVO IN VITRO DE CEREUS HILDMANNIANUS K. SHUM Daniel Fernandes Langer * Rafael Andre Mergener ** Resumo O Cereus hildmannianus é uma espécie de cactos nativo da região Sul do Brasil, o qual produz um

Leia mais

Efeito do Tratamento de Sementes com Micronutrientes (Zn e Mo) Sobre o Desenvolvimento de Plântulas de Milho (Zea mays)

Efeito do Tratamento de Sementes com Micronutrientes (Zn e Mo) Sobre o Desenvolvimento de Plântulas de Milho (Zea mays) Efeito do Tratamento de Sementes com Micronutrientes (Zn e Mo) Sobre o Desenvolvimento de Plântulas de Milho (Zea mays) Amadeu J. de Melo Neto 1, Ernane R. da Costa 1, Hélio Alves Gomes Júnior e Marcelo

Leia mais

AVALIAÇÃO DE MÉTODOS PARA REMOÇÃO DA MUCILAGEM DE SEMENTES DE TOMATE (Lycopersicon esculentum, MILL.)

AVALIAÇÃO DE MÉTODOS PARA REMOÇÃO DA MUCILAGEM DE SEMENTES DE TOMATE (Lycopersicon esculentum, MILL.) AVALIAÇÃO DE MÉTODOS PARA REMOÇÃO DA MUCILAGEM DE SEMENTES DE TOMATE (Lycopersicon esculentum, MILL.) Washigton Cézar de ANDRADE (1), Fabio TEZORI (1), Edson Pereira GUIA (1), Ediane Abadia SILVA (1),

Leia mais

Avaliação de acessos do BAG jenipapo: ano 2015

Avaliação de acessos do BAG jenipapo: ano 2015 V Seminário de Iniciação Científica e Pós-Graduação da Embrapa Tabuleiros Costeiros 243 Avaliação de acessos do BAG jenipapo: ano 2015 Isis Bacelar Araújo 1, Ana Letícia Sirqueira Nascimento 2, Marina

Leia mais

Comparação de Diferentes Sistemas de Cultivo in vitro na Multiplicação e Alongamento de Eucalyptus Saligna Smith

Comparação de Diferentes Sistemas de Cultivo in vitro na Multiplicação e Alongamento de Eucalyptus Saligna Smith Comparação de Diferentes Sistemas de Cultivo in vitro na Multiplicação e Alongamento de Eucalyptus Saligna Smith Caroline Ribeiro Tunes 1 e Gessiel Newton Scheidt 2 1 Aluno do Curso de Biotecnologia; Campus

Leia mais

PRODUÇÃO DE CULTIVARES DE AZEVÉM NO EXTREMO OESTE CATARINENSE. Palavras-chave: Lolium multiflorum L., Produção de leite, Pastagem de inverno.

PRODUÇÃO DE CULTIVARES DE AZEVÉM NO EXTREMO OESTE CATARINENSE. Palavras-chave: Lolium multiflorum L., Produção de leite, Pastagem de inverno. PRODUÇÃO DE CULTIVARES DE AZEVÉM NO EXTREMO OESTE CATARINENSE José Tiago Rambo Hoffmann 1 ; Leandro Werlang 1 ; Rogério Klein 1 ; Marcos Paulo Zambiazi 1 ; Fabiana Raquel Mühl 2 ; Neuri Antônio Feldman

Leia mais

RENDIMENTO DE SUCO E TEOR DE SÓLIDOS SOLÚVEIS TOTAIS EM GENÓTIPOS DE MARACUJAZEIRO AMARELO

RENDIMENTO DE SUCO E TEOR DE SÓLIDOS SOLÚVEIS TOTAIS EM GENÓTIPOS DE MARACUJAZEIRO AMARELO RENDIMENTO DE SUCO E TEOR DE SÓLIDOS SOLÚVEIS TOTAIS EM GENÓTIPOS DE MARACUJAZEIRO AMARELO Orlando Maciel Rodrigues Junior 1 ; Walnice Maria Oliveira do Nascimento 2, Olivia Domingues Ribeiro 1, Juliana

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE NITRATO DE AMÔNIO E DE URÉIA COMO FONTES DE NITROGÊNIO NA MICROPROPAGAÇÃO DE AMOREIRA-PRETA

UTILIZAÇÃO DE NITRATO DE AMÔNIO E DE URÉIA COMO FONTES DE NITROGÊNIO NA MICROPROPAGAÇÃO DE AMOREIRA-PRETA Scientia Agraria ISSN 1519-1125 (printed) and 1983-2443 (on-line) VILLA, F. et al. Utilização de nitrato de amônio e de uréia como fontes... UTILIZAÇÃO DE NITRATO DE AMÔNIO E DE URÉIA COMO FONTES DE NITROGÊNIO

Leia mais

Protocolo de Micropropagação de Cana-de-açúcar

Protocolo de Micropropagação de Cana-de-açúcar ISSN 1516-8832 Protocolo de Micropropagação de Cana-de-açúcar 128 Introdução A cana-de-açúcar (Saccharum officinarum L.) tem grande importância econômica na agricultura no Brasil e, mais recentemente,

Leia mais

Universidade Federal do Ceará Campus Cariri 3 o Encontro Universitário da UFC no Cariri Juazeiro do Norte-CE, 26 a 28 de Outubro de 2011

Universidade Federal do Ceará Campus Cariri 3 o Encontro Universitário da UFC no Cariri Juazeiro do Norte-CE, 26 a 28 de Outubro de 2011 TESTE DE GERMINAÇÃO PARA AVALIAR A QUALIDADE DA SEMENTE DO MILHO PIPOCA Laianny Morais Maia¹, Silvério de Paiva Freitas Júnior², Mikaelle Cavalcante de Brito¹, Cícero Secifram da Silva¹, Edilza Maria Felipe

Leia mais

Conservação in vitro de Cochlospermum regium (Schrank) Pilg.- Cochlospermaceae sob regime de crescimento mínimo

Conservação in vitro de Cochlospermum regium (Schrank) Pilg.- Cochlospermaceae sob regime de crescimento mínimo 184 Conservação in vitro de Cochlospermum regium (Schrank) Pilg.- Cochlospermaceae sob regime de crescimento mínimo CAMILLO, J. 1 ; SCHERWINSKI-PEREIRA, J.E. 2* ; VIEIRA, R.F. 2 ; PEIXOTO, J.R. 1 1 Universidade

Leia mais

DESINFESTAÇÃO E GERMINAÇÃO in vitro DE SEMENTES DE IPÊ ROXO

DESINFESTAÇÃO E GERMINAÇÃO in vitro DE SEMENTES DE IPÊ ROXO DESINFESTAÇÃO E GERMINAÇÃO in vitro DE SEMENTES DE IPÊ ROXO Talita Cristina Mamedes¹; Saulo Araújo da Silva² 1 Graduanda do curso de Engenharia Florestal, da Universidade Estadual de Goiás, Unidade Universitária

Leia mais

AÇÃO DA DESINFESTAÇÃO DE SUBSTRATOS COMERCIAIS SOBRE A EMERGÊNCIA E DESENVOLVIMENTO DE PORTA-ENXERTOS CÍTRICOS INTRODUÇÃO

AÇÃO DA DESINFESTAÇÃO DE SUBSTRATOS COMERCIAIS SOBRE A EMERGÊNCIA E DESENVOLVIMENTO DE PORTA-ENXERTOS CÍTRICOS INTRODUÇÃO 1 AÇÃO DA DESINFESTAÇÃO DE SUBSTRATOS COMERCIAIS SOBRE A EMERGÊNCIA E DESENVOLVIMENTO DE PORTA-ENXERTOS CÍTRICOS SANDRA RIETH 1, WAGNER SOARES², MARINA BACK 3, GIL VICENTE LOUROSA 3, PAULO VITOR DUTRA

Leia mais

TEMPO DE COZIMENTO DE RAÍZES DE GENÓTIPOS DE MANDIOCA DE MESA (Manihot esculenta Crantz) SOB SISTEMA IRRIGADO E DE SEQUEIRO)

TEMPO DE COZIMENTO DE RAÍZES DE GENÓTIPOS DE MANDIOCA DE MESA (Manihot esculenta Crantz) SOB SISTEMA IRRIGADO E DE SEQUEIRO) TEMPO DE COZIMENTO DE RAÍZES DE GENÓTIPOS DE MANDIOCA DE MESA (Manihot esculenta Crantz) SOB SISTEMA IRRIGADO E DE SEQUEIRO) Rosangela Nascimento da Silva Ribeiro 1 ; Maurício Antônio Coelho Filho 2 ;

Leia mais

Germinação de grãos de pólen de diferentes cultivares de oliveira

Germinação de grãos de pólen de diferentes cultivares de oliveira Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 10., 2013, Belo Horizonte Germinação de grãos de pólen de diferentes cultivares de oliveira Rennê Fonseca Ferreira (1), Adelson Francisco de Oliveira (2),

Leia mais

EFEITO DO RESÍDUO EXAURIDO DO CULTIVO DE COGUMELOS SOBRE A GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE Eucalyptus dunnii

EFEITO DO RESÍDUO EXAURIDO DO CULTIVO DE COGUMELOS SOBRE A GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE Eucalyptus dunnii EFEITO DO RESÍDUO EXAURIDO DO CULTIVO DE COGUMELOS SOBRE A GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE Eucalyptus dunnii Claudia M. B. F. Maia * O cultivo do cogumelo Agaricus sp. gera um resíduo em avançado estado de compostagem

Leia mais

Fontes de silício na micropropagação de orquídea do grupo Cattleya

Fontes de silício na micropropagação de orquídea do grupo Cattleya DOI: 10.4025/actasciagron.v33i3.6281 Fontes de silício na micropropagação de orquídea do grupo Cattleya Joyce Doria Rodrigues Soares *, Moacir Pasqual, Filipe Almendagna Rodrigues, Fabíola Villa e Aparecida

Leia mais

VARIAÇÕES CLONAIS EM CULTURA DE TECIDOS DE Phyllanthus tenellus ROXB., UMA PLANTA MEDICINAL

VARIAÇÕES CLONAIS EM CULTURA DE TECIDOS DE Phyllanthus tenellus ROXB., UMA PLANTA MEDICINAL ISSN 98-49 - Volume 4 Número VARIAÇÕES CLONAIS EM CULTURA DE TECIDOS DE Phyllanthus tenellus ROXB., UMA PLANTA MEDICINAL Cristiane Pimentel Victório ; Celso Luiz Salgueiro Lage RESUMO - O padrão de desenvolvimento

Leia mais

Termos para indexação: Cerrado, fruteira nativa, germinação, GA 3.

Termos para indexação: Cerrado, fruteira nativa, germinação, GA 3. SUPERAÇÃO DE DORMÊNCIA EM SEMENTES DE Annona crassiflora Mart. (araticum). Glauciana Pereira de Araújo 1,Joaquim Pedro Soares Neto 1 Jackeline dos Santos Miclos 2 Alessandra Terezinha Chaves Cotrim 2,(

Leia mais

GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE Piptadenia moniliformis BENTH.

GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE Piptadenia moniliformis BENTH. GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE Piptadenia moniliformis BENTH. Laielle Lisboa da Silva (1) ; Alécio Martins Pereira da Silva (2). Estudante; UFPI/Universidade Federal do Piauí; laielle1@hotmail.com; (1) Estudante;

Leia mais