Matrículas em 2017/S1

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Matrículas em 2017/S1"

Transcrição

1 1 Matrículas em 2017/S1 LIMITES DE CARGA DIDÁTICA MÁXIMA A carga horária máxima do curso de Engenharia Civil é de 540 horas no semestre, equivalente a 9 disciplinas de horas/semestre. Essa carga corresponde a 36 horas semanais (9 disciplinas de 4 horas/semana). No entanto, o Colegiado do Curso admitiu a existência de casos especiais, cujos respectivos limites são: a) Caso Especial Tipo I: até o máximo de 570 horas/semestre, para os casos em que houver matrícula em disciplina de laboratório com 30 horas; b) Caso Especial Tipo II: até o máximo de 0 horas/semestre, para os casos em que houver matrícula em estágio supervisionado (180 horas) e/ou Trabalho Final de Curso II (120 horas); c) Caso Especial Tipo III: até o máximo de 6 horas/semestre somente para os casos de prováveis formandas ou formandos que já tenham integralizado 3480 horas, contabilizadas as horas de atividades formativas (120 h). Não contabilizadas as horas de atividades formativas, o limite é de 33 h; d) Caso Especial Tipo IV: matrícula simultânea em Trabalho Final de Curso I ( horas) e Trabalho Final de Curso II (120 horas), somente para os casos de prováveis formandas ou formandos que: 1. tenham integralizado, no mínimo, 3480 horas, contabilizadas as horas de atividades formativas (120 h). Não contabilizadas as horas de atividades formativas, o limite é de 33 h; 2. o ano de ingresso da aluna ou do aluno seja 2013 ou anterior; 3. o limite máximo não exceda 6 horas/semestre; 4. haja a anuência do orientador; 5. o trabalho de final de curso seja realizado individualmente. Importante: No ato da matrícula pelo Portal do Aluno, o limite estabelecido pelo sistema é de 540 horas/semestre. A matrícula nas disciplinas relativas à carga horária adicional, superior ao limite de 540 h, deve ser solicitada no período de ajuste de matrículas (20 a 24/02).

2 2 CRONOGRAMA DE MATRÍCULAS O Calendário Acadêmico (Resolução No. 62/16-CEPE) estabelece o seguinte cronograma para o período de matrículas. Período 02/01 a 05/02 02/01 a 24/02 Atividade Período para solicitação pela aluna ou aluno no Portal do Aluno de matrícula em disciplinas anuais 2017, semestrais de 2017/1º e em Línguas Instrumentais. Período para solicitação de matrícula em PC (Participação em Convênio) pela aluna ou aluno na ARI (Assessoria de Relações Internacionais), para o 1º semestre de 2017, conforme o período de intercâmbio. 06 a 17/02 Período de processamento de matrículas pelo CCE. 20 a 24/02 24/02 24/02 13/03 14 e 15/03 07/04 13/04 Prazo final para os alunos solicitarem ajustes de matrícula junto às Coordenações de Curso. (Obs: instruções sobre o procedimento para ajuste de matrículas serão publicadas após o fim do processamento de matrículas). Prazo final para alunas ou alunos solicitarem, junto à Secretaria ou Unidades Administrativas, destrancamento de curso para o 1º semestre de Prazo final para os alunos que não efetuaram matrícula em disciplinas ou unidades curriculares para o ano de 2017 protocolarem trancamento de curso (semestral ou anual) nas coordenações de cursos Prazo final para as coordenações dos cursos cadastrarem as correções de matrículas no SIE. Período para solicitação de matrícula em disciplinas isoladas ou eletivas, mediante autorização de vaga fornecida pelo departamento responsável pela disciplina. Prazo final para protocolar, nas Coordenações de Curso, pedido de cancelamento de matrícula em disciplinas ou unidades curriculares semestrais (2017/1º). Prazo final para trancamento de curso, de regime semestral, para os alunos que efetuaram matrícula em disciplinas ou unidades curriculares para o 1º semestre de Importante: As alunas e os alunos que tiverem problemas em acessar o Portal do Aluno devem procurar a assistência do CCE/UFPR ( ). Se o problema de acesso não for solucionado, a aluna ou o aluno deve usar o laboratório computacional da Biblioteca do Setor de Tecnologia para acessar o Portal do Aluno e realizar a matrícula.

3 3 MATRÍCULA EM TRABALHO FINAL DE CURSO (TFC) A Coordenação considera a realização do Trabalho Final de Curso (TFC) uma atividade de extrema importância para a formação da aluna ou do aluno e para a conclusão do curso e como tal deve ser entendida por todos, alunos e professores. A matrícula em Trabalho Final de Curso I (TFC I) ou Trabalho Final de Curso II (TFC II) não é feita pelo Portal do Aluno. O procedimento para matrícula em TFC envolve 6 etapas: a) Etapa 1: A aluna ou o aluno (ou a equipe) retira a ficha SOLICITAÇÃO DE MATRÍCULA TRABALHO FINAL DE CURSO diretamente na página da Civil (http://www.civil.ufpr.br/tfc.htm) b) Etapa 2: A aluna ou o aluno (ou a equipe) preenche a ficha SOLICITAÇÃO DE MATRÍCULA TRABALHO FINAL DE CURSO e anexa o seu histórico escolar e o seu comprovante de matrícula. O TFC poderá ser realizado individualmente ou em equipes com, no máximo, 3 integrantes. No caso de TFC em equipe, os integrantes da equipe deverão preencher seus dados em uma ÚNICA ficha; c) Etapa 3: A aluna ou o aluno (ou a equipe) procura a provável orientadora ou o provável orientador para discutir o tema e obter a sua concordância, através da assinatura da orientadora ou do orientador na ficha; d) Etapa 4: Com a ficha assinada, a aluna ou o aluno (ou a equipe) entrega a ficha SOLICITAÇÃO DE MATRÍCULA TRABALHO FINAL DE CURSO na Coordenação; e) Etapa 5: A Coordenação verifica se a aluna ou o aluno (ou a equipe) respeita os requisitos mínimos para a matrícula em TFC I ou TFC II e efetiva a matrícula. f) Etapa 6: A aluna ou o aluno (ou a equipe) verifica se a matrícula foi efetivada consultando o seu comprovante de matrícula A solicitação de matrícula em TFC (etapa 04) deverá ser entregue na Coordenação do Curso até 10/03/2016, IMPRETERIVELMENTE, porque as matrículas em TFC I e TFC II serão efetivadas até o dia 13/03. Portanto, recomenda-se à aluna ou ao aluno interessado em se matricular nas disciplinas TFC I e TFC II que entrem em contato com futuros e atuais orientadores ou orientadoras o mais rapidamente possível. Observações importantes: a) A matrícula em TFC I somente será realizada para a aluna ou o aluno que tiver integralizado 2820 horas ou mais (não incluídas as horas em atividades formativas) na ocasião da matrícula; b) A matrícula em TFC II somente será realizada para a aluna ou o aluno que tiver aprovação em TFC I; c) O histórico e o comprovante estão disponíveis no portal do aluno ou podem ser solicitados pelo com 1 dia de antecedência; d) Na eventualidade de equipes de TFC I em que algum integrante não cumpra o requisito de integralização mínima, somente serão realizadas as matrículas dos integrantes que cumprirem o requisito de, no mínimo, 2820 horas integralizadas; e) É de responsabilidade do aluno, verificar se a sua matrícula em TFC I ou TFC II foi realmente efetivada. Recomenda-se a consulta ao seu comprovante de matrícula após o dia 13/03/2016 para se certificar da matrícula em TFC I ou TFC II; f) Recomenda-se também consultar a resolução do curso que trata do Trabalho Final de Curso (http://www.civil.ufpr.br/ccec0115.pdf)

4 4 SOLICITAÇÃO DE MATRÍCULA EM DISCIPLINAS DE OUTROS CURSOS Para matrículas em disciplinas de outros cursos que tenham os mesmos códigos das disciplinas da matriz curricular atual do curso de Engenharia Civil, a aluna ou o aluno deve inicialmente consultar as coordenações dos cursos OU os departamentos que ofertam as disciplinas para se informar sobre o procedimento de matrícula, durante o período de 20/02 a 24/02. Para dar maior flexibilidade à nossa aluna e ao nosso aluno na montagem da sua grade horária, foram adicionadas diversas disciplinas à matriz curricular do curso de Engenharia Civil a partir do ano de Por adição, entenda-se que o curso de Engenharia Civil não precisa ofertar turmas da disciplina adicionada, mas a disciplina é considerada equivalente a uma disciplina da matriz curricular atual do curso. A tabela a seguir apresenta as disciplinas que foram adicionadas à nossa matriz e a sua respectiva equivalência dentro da matriz curricular atual do curso. Código Adição Curricular Disciplina Carga horária Código Matriz Curricular Disciplina Carga horária CE009 Introdução à Estatística CE003 Estatística II CEG004 Expressão Gráfica I CD027 Expressão Gráfica I CI180 CI208 CI183 CI208 CMA111 Cálculo 1A 90 CM201 Cálculo Diferencial e Integral I CMA112 Geometria Analítica CM045 Geometria Analítica CMA211 Cálculo 2A 90 CM202 Cálculo Diferencial e Integral II CMA212 Álgebra Linear CM005 Álgebra Linear GA100 Topografia I GA069 Topografia I GA101 Topografia II GA070 Topografia II TT080 Economia de Engenharia TT007 Economia de Engenharia I TT081 Administração de Empresas TT008 Administração de Empresas de Engenharia I Para a matrícula nas disciplinas adicionadas à matriz curricular do curso, a aluna ou o aluno também deve inicialmente consultar as coordenações dos cursos OU os departamentos que ofertam as disciplinas para se informar sobre o procedimento de matrícula, durante o período de 20/02 a 24/02. Importante: Em respeito à Portaria No. 129/2010-PROGRAD/UFPR, as disciplinas CM041 e CM042, quando analisadas em conjunto, serão consideradas equivalentes às disciplinas CM201, CM202 e CM043. OFERTA DE VAGAS EM DISCIPLINAS DA ENGENHARIA CIVIL PARA ALUNAS E ALUNOS DE OUTROS CURSOS O curso de Engenharia Civil irá abrir eventuais vagas remanescentes em disciplinas para alunas e alunos de outros cursos a partir de 09/03.

5 5 ORIENTAÇÕES GERAIS 1) O planejamento das disciplinas a serem cursadas, a escolha das turmas e o processo de matrícula em si são atividades de extrema importância para o bom desempenho da aluna e do aluno durante o semestre e ao longo do curso e para a gestão do curso, especialmente no período de ajuste de matrículas. Em razão disso, pede-se a gentileza do empenho e da responsabilidade no momento de planejar o seu semestre; 2) Recomenda-se à aluna e ao aluno que priorize as disciplinas do seu período e, na medida do possível, as disciplinas que já deveriam ter sido cursadas, considerando o seu ano de ingresso e a matriz curricular atual do curso. A Coordenação entende que esse procedimento é mais eficaz para o bom desempenho ao longo do curso; 3) Recomenda-se para as alunas e os alunos recém ingressos no curso que não solicitem a matrícula em disciplinas optativas. Embora a maioria das disciplinas optativas do curso de Engenharia Civil não exijam pré-requisito, o conteúdo ministrado exige o conhecimento prévio das disciplinas obrigatórias ao longo do curso para o bom acompanhamento por parte da aluna ou do aluno. Atenciosamente, Prof. Julio Gomes Coordenador do Curso de Engenharia Civil 02 de janeiro de 2017

Ajuste de Matrículas em 2017/S1

Ajuste de Matrículas em 2017/S1 1 Ajuste de Matrículas em 2017/S1 CRONOGRAMA DO AJUSTE DE MATRÍCULAS O Calendário Acadêmico (Resolução No. 62/16-CEPE) estabelece: a) 20/02 a 24/02: Período para os alunos solicitarem ajustes de matrículas

Leia mais

Ajuste de Matrículas em 2016/S2

Ajuste de Matrículas em 2016/S2 1 Ajuste de Matrículas em 2016/S2 CRONOGRAMA DO AJUSTE DE MATRÍCULAS O Calendário Acadêmico (Resolução No. 49/15-CEPE) estabelece que: a) 05/08: Prazo final para os alunos solicitarem ajustes de matrículas

Leia mais

RESOLVE: Art. 1º Entende-se por trancamento de curso a interrupção temporária de todas as atividades acadêmicas.

RESOLVE: Art. 1º Entende-se por trancamento de curso a interrupção temporária de todas as atividades acadêmicas. INSTRUÇÃO NORMATIVA N 01/16 PROGRAD Regulamenta os procedimentos administrativos de trancamento de curso de que trata a Resolução 97-A/15- CEPE no âmbito dos cursos de graduação e educação profissional

Leia mais

CONDIÇÕES DE OFERTA PARA CADASTRO DO CURSO PARA ACOMPANHAMENTO E CONTROLE ACADÊMICO Nome do curso Ciência da Computação Condições de Oferta do Curso

CONDIÇÕES DE OFERTA PARA CADASTRO DO CURSO PARA ACOMPANHAMENTO E CONTROLE ACADÊMICO Nome do curso Ciência da Computação Condições de Oferta do Curso CONEP UFSJ Parecer N o 066/2009 Aprovado em 02/12/2009 ANEXO A: ORIENTAÇÕES PARA OFERTA E CADASTRO DO CURSO CONDIÇÕES DE OFERTA PARA CADASTRO DO CURSO PARA ACOMPANHAMENTO E CONTROLE ACADÊMICO Nome do curso

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 66/09-CEPE

RESOLUÇÃO Nº 66/09-CEPE RESOLUÇÃO Nº 66/09-CEPE Estabelece o calendário acadêmico dos cursos de graduação e de educação profissional e tecnológica da Universidade Federal do Paraná para o ano letivo de 2010. O CONSELHO DE ENSINO,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 50/15-CEPE

RESOLUÇÃO Nº 50/15-CEPE RESOLUÇÃO Nº 50/15-CEPE Estabelece o calendário acadêmico dos cursos de graduação da Universidade Federal do Paraná, para o ano letivo de 2016. (Grade Curricular de 20 semanas e 22 semanas para estágios)

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº70/11-CEPE RESOLVE:

RESOLUÇÃO Nº70/11-CEPE RESOLVE: RESOLUÇÃO Nº70/11-CEPE Estabelece o calendário acadêmico dos cursos de graduação e de educação profissional e tecnológica da Universidade Federal do Paraná para o ano letivo de 2012. O CONSELHO DE ENSINO,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 44/07-CEPE

RESOLUÇÃO Nº 44/07-CEPE RESOLUÇÃO Nº 44/07-CEPE Estabelece o calendário acadêmico dos cursos de graduação e ensino profissionalizante da Universidade Federal do Paraná para o ano letivo de 2008. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 65/12-CEPE

RESOLUÇÃO Nº 65/12-CEPE RESOLUÇÃO Nº 65/12-CEPE Estabelece o calendário acadêmico dos cursos de graduação e de educação profissional e tecnológica da Universidade Federal do Paraná para o ano letivo de 2013. O CONSELHO DE ENSINO,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 63/16 - CEPE

RESOLUÇÃO Nº 63/16 - CEPE RESOLUÇÃO Nº 63/16 - CEPE Estabelece o calendário acadêmico especial do curso de graduação em Medicina do campus Toledo, da Universidade Federal do Paraná para o ano letivo de 2017. O CONSELHO DE ENSINO,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 65/16-CEPE

RESOLUÇÃO Nº 65/16-CEPE RESOLUÇÃO Nº 65/16-CEPE Estabelece o calendário acadêmico dos cursos de graduação da Universidade Federal do Paraná, para o ano letivo de 2017. (Grade Curricular de 20 semanas e 22 semanas para estágios)

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 64/16-CEPE

RESOLUÇÃO Nº 64/16-CEPE RESOLUÇÃO Nº 64/16-CEPE Estabelece o calendário acadêmico dos cursos de graduação do Setor Litoral e do Centro de Estudos do Mar da Universidade Federal do Paraná para o ano letivo de 2017. O CONSELHO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 62/16-CEPE

RESOLUÇÃO Nº 62/16-CEPE RESOLUÇÃO Nº 62/16-CEPE Estabelece o calendário acadêmico dos cursos de graduação e de educação profissional e tecnológica da Universidade Federal do Paraná para o ano letivo de 2017. (Grade curricular

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 71/10-CEPE

RESOLUÇÃO Nº 71/10-CEPE RESOLUÇÃO Nº 71/10-CEPE Estabelece o calendário acadêmico dos cursos de graduação e de educação profissional e tecnológica da Universidade Federal do Paraná para o ano letivo de 2011. O CONSELHO DE ENSINO,

Leia mais

COORDENAÇÃO DO CURSO DE RELAÇÕES PÚBLICAS

COORDENAÇÃO DO CURSO DE RELAÇÕES PÚBLICAS REGIMENTO GERAL DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO E NÃO-OBRIGATÓRIO DO CURSO DE RELAÇÕES PÚBLICAS DA UFPR O estágio visa oportunizar situações de aprendizagem em campo para a preparação profissional do aluno, atendendo

Leia mais

JULHO CATEGORIA DIA HORÁRIO

JULHO CATEGORIA DIA HORÁRIO JULHO CALOUR@S 1ª chamada VETERAN@S* INGRESSOS ESPECIAIS (Aprovados na seleção de maio de 2012 para Transferências, Retornos e Reingressos para 2012/2) 12 e 13 (quinta e sexta) 14 a 18 (sábado à quarta)

Leia mais

EDITAL DE REMATRÍCULA Primeiro Semestre de 2013

EDITAL DE REMATRÍCULA Primeiro Semestre de 2013 EDITAL DE REMATRÍCULA Primeiro Semestre de 2013 A Diretora Geral da Faculdade Católica do Tocantins, no uso de suas atribuições, vem por meio da Secretaria Acadêmica desta Instituição, publicar as datas

Leia mais

Licenciatura em Ciências Exatas Revisão 3 REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO

Licenciatura em Ciências Exatas Revisão 3 REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO O Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Ciências Exatas do Setor Palotina da UFPR prevê a realização de estágios nas modalidades de estágio obrigatório e

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE TURISMO CAPÍTULO I DA NATUREZA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE TURISMO CAPÍTULO I DA NATUREZA REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE TURISMO CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1º O Projeto Pedagógico do Curso Turismo da UFPR prevê a realização de estágio nas modalidades de obrigatório

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES O presente Regulamento de Estágios visa disciplinar os estágios do curso de Engenharia da Computação,

Leia mais

Normas para assinatura de contrato de estágio

Normas para assinatura de contrato de estágio Normas para assinatura de contrato de estágio O contrato deverá obrigatoriamente estar acompanhado da declaração de matrícula e histórico. Somente alunos matriculados na carga horária máxima do curso no

Leia mais

ANEXO I CALENDÁRIO LETIVO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO PRESENCIAIS PRIMEIRO PERÍODO LETIVO DE 2017

ANEXO I CALENDÁRIO LETIVO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO PRESENCIAIS PRIMEIRO PERÍODO LETIVO DE 2017 ANEXO I CALENDÁRIO LETIVO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO PRESENCIAIS PRIMEIRO PERÍODO LETIVO DE 2017 ABRIL 2017 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 01 INÍCIO DAS FÉRIAS

Leia mais

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 001/2015-PROGRAD/UNIOESTE

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 001/2015-PROGRAD/UNIOESTE INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 001/2015-PROGRAD/UNIOESTE A Pró-Reitora de Graduação da Universidade Estadual do Oeste do Paraná UNIOESTE, no uso de suas atribuições estatutárias e regimentais, Considerando os

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Capítulo I DA NATUREZA Art. 1º. O Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Computação do Câmpus Jandaia do Sul da UFPR prevê a realização

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E ESTUDO DE PORTO FERREIRA

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E ESTUDO DE PORTO FERREIRA ASSOCIAÇÃO DE ESCOLAS REUNIDAS ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E ESTUDO DE PORTO FERREIRA ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE TECNÓLOGO EM SISTEMAS PARA INTERNET REGULAMENTO 2 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Leia mais

CALENDÁRIO ACADÊMICO 2017

CALENDÁRIO ACADÊMICO 2017 CALENDÁRIO ACADÊMICO Feriados e s JANEIRO dias letivos: 0 0 a ( dias) FEVEREIRO dias letivos: 0 a escolares (0 dias) Início das aulas Carnaval MARÇO dias letivos: 0 a ABRIL dias letivos: 0 Paixão de Cristo

Leia mais

CURRÍCULO DO CURSO. 1º Fase-Sugestão

CURRÍCULO DO CURSO. 1º Fase-Sugestão Documentação: Curso Reconhecido pela Portaria nº 651 de 29/06/2017 e Publicado no DOU em 30/06/2017. Objetivo: Titulação: Diplomado em: Licenciado em Matemática Matemática Período de Conclusão do Curso:

Leia mais

RESOLUÇÃO DO CONSELHO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DO GAMA. (minuta)

RESOLUÇÃO DO CONSELHO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DO GAMA. (minuta) RESOLUÇÃO DO CONSELHO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DO GAMA. (minuta) Estabelece normas para a realização de estágios obrigatórios e não obrigatórios no âmbito dos cursos de graduação da Faculdade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CALENDÁRIO ACADÊMICO-ADMINISTRATIVO CAMPUS JOAQUIM AMAZONAS - RECIFE PRIMEIRO SEMESTRE LETIVO 2011.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CALENDÁRIO ACADÊMICO-ADMINISTRATIVO CAMPUS JOAQUIM AMAZONAS - RECIFE PRIMEIRO SEMESTRE LETIVO 2011. PRIMEIRO SEMESTRE LETIVO 2011.1 22/11/2010 a 22/01/2011 Período para recebimento, pela UFPE, de solicitações de estudantes de outras IFES interessados em participar do Programa de Mobilidade Acadêmica

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA ELETRÔNICA

CURSO DE ENGENHARIA ELETRÔNICA CURSO DE ENGENHARIA ELETRÔNICA Currículo Novo 2009/01 Reconhecido pela Portaria Ministerial Nº 1.193, de 08/04/2005. Duração: 3.720 h - 248 créditos, acrescidas de 120 horas de atividades complementares

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA ELETRÔNICA

CURSO DE ENGENHARIA ELETRÔNICA CURSO DE ENGENHARIA ELETRÔNICA Currículo Novo 200901 Reconhecido pela Portaria Ministerial Nº 1.193, de 08/04/2005 Duração: 3.720 h - 248 créditos, acrescidas de 120 horas de atividades complementares

Leia mais

Serviço Público Federal MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS DEPARTAMENTO DE ENSINO SUPERIOR

Serviço Público Federal MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS DEPARTAMENTO DE ENSINO SUPERIOR Serviço Público Federal MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS DEPARTAMENTO DE ENSINO SUPERIOR CALENDÁRIO LETIVO 1º semestre/2007 Aprovado no Conselho de Ensino RESOLUÇÃO

Leia mais

CALENDÁRIO LETIVO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO PRESENCIAIS SEGUNDO PERÍODO LETIVO DE 2017

CALENDÁRIO LETIVO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO PRESENCIAIS SEGUNDO PERÍODO LETIVO DE 2017 CALENDÁRIO LETIVO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO PRESENCIAIS SEGUNDO PERÍODO LETIVO DE 2017 SETEMBRO 2017 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 07 Feriado - Independência

Leia mais

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE RELAÇÕES PÚBLICAS Estágio Supervisionado em Relações Públicas

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE RELAÇÕES PÚBLICAS Estágio Supervisionado em Relações Públicas REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE RELAÇÕES PÚBLICAS Estágio Supervisionado em Relações Públicas O estágio em Relações Públicas é compreendido como um mecanismo que promove a interação do aluno

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 32/06-CEPE

RESOLUÇÃO Nº 32/06-CEPE RESOLUÇÃO Nº 32/06-CEPE Aprova o Ajuste Curricular no Curso de Engenharia Elétrica, aplicável à Resolução 78/02-CEPE. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, órgão normativo, consultivo e deliberativo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS DIRETORIA DE CONTROLE ACADÊMICO COORDENAÇÃO DE APOIO ACADÊMICO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS DIRETORIA DE CONTROLE ACADÊMICO COORDENAÇÃO DE APOIO ACADÊMICO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS DIRETORIA DE CONTROLE ACADÊMICO COORDENAÇÃO DE APOIO ACADÊMICO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA Cronograma de Monitoria para

Leia mais

MAPEAMENTO DAS PRINCIPAIS ATIVIDADES DA COORDENAÇÃO E SECRETARIA ACADÊMICA DE GRADUAÇÃO

MAPEAMENTO DAS PRINCIPAIS ATIVIDADES DA COORDENAÇÃO E SECRETARIA ACADÊMICA DE GRADUAÇÃO MAPEAMENTO DAS PRINCIPAIS ATIVIDADES DA COORDENAÇÃO E SECRETARIA ACADÊMICA DE GRADUAÇÃO - Ajuste de matrícula (acréscimo de disciplina com a Coordenação conforme calendário da UFG) Aluno solicita pelo

Leia mais

MOBILIDADE ACADÊMICA NACIONAL - CRONOGRAMA PARA SAÍDA EM 2018/1

MOBILIDADE ACADÊMICA NACIONAL - CRONOGRAMA PARA SAÍDA EM 2018/1 EDITAL nº 09 de 1º DE SETEMBRO DE 2017 Estabelece os requisitos e procedimentos para participação nos Programas de Mobilidade Acadêmica NACIONAL de graduação presencial, junto às Instituições de Ensino

Leia mais

RESOLUÇÃO DO CONSELHO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DO GAMA. (minuta)

RESOLUÇÃO DO CONSELHO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DO GAMA. (minuta) RESOLUÇÃO DO CONSELHO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DO GAMA. (minuta) Estabelece normas para a realização de estágios obrigatórios e não obrigatórios no âmbito dos cursos de graduação da Faculdade

Leia mais

CALENDÁRIO ACADÊMICO PARA A GRADUAÇÃO Aprovado pela Resolução nº 036/2015-CONSEPE, de 26/10/2015

CALENDÁRIO ACADÊMICO PARA A GRADUAÇÃO Aprovado pela Resolução nº 036/2015-CONSEPE, de 26/10/2015 JANEIRO 2016 FEVEREIRO 2016 CALENDÁRIO ACADÊMICO PARA A GRADUAÇÃO - 2016 04/01/16 INÍCIO DO PERÍODO LETIVO DE REPOSIÇÃO 2015/2. 04/01/16 05/0116 PROMES/PRIIMES Programa de Mobilidade Estudantil 2015/2

Leia mais

CALENDÁRIO ACADÊMICO ADMINISTRATIVO 2010 CAMPUS DO RECIFE PRIMEIRO SEMESTRE

CALENDÁRIO ACADÊMICO ADMINISTRATIVO 2010 CAMPUS DO RECIFE PRIMEIRO SEMESTRE 07/12/2009 a 12/02/2010 CALENDÁRIO ACADÊMICO ADMINISTRATIVO 2010 PRIMEIRO SEMESTRE participar da MOBILIDADE ESTUDANTIL ANDIFES para 2010.1. 01/01/2010 Feriado - Confraternização Universal 17/01/2010 Edital

Leia mais

Alterações no Regime Didático 2016

Alterações no Regime Didático 2016 Alterações no Regime Didático 2016 Art. 41 - Ao Orientador Acadêmico compete: I - exercer o acompanhamento acadêmico dos seus orientados. II - zelar para que sejam cumpridas as determinações e recomendações

Leia mais

ANEXO I CALENDÁRIO LETIVO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO PRESENCIAIS PRIMEIRO PERÍODO LETIVO DE 2017

ANEXO I CALENDÁRIO LETIVO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO PRESENCIAIS PRIMEIRO PERÍODO LETIVO DE 2017 ANEXO I CALENDÁRIO LETIVO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO PRIMEIRO PERÍODO LETIVO DE 2017 ABRIL 2017 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 01 INÍCIO DAS FÉRIAS ESCOLARES

Leia mais

CURRÍCULO DO CURSO. Mínimo: 9 semestres. Prof. Dr. André Vanderlinde da Silva

CURRÍCULO DO CURSO. Mínimo: 9 semestres. Prof. Dr. André Vanderlinde da Silva Documentação: Objetivo: Titulação: Diplomado em: Resolução 04/2015/CGRAD/2015 de 24/06/2015 Portaria Normativa nº 24 Decreto nº 8.142, art 2º, de 21 de novembro de 2015 Curso Reconhecido pela Portaria

Leia mais

EDITAL CIPE 007/2017 EDITAL PARA INTERCÂMBIO ACADÊMICO CONVÊNIO FASURGS - BRASIL / UPORTO - PORTUGAL

EDITAL CIPE 007/2017 EDITAL PARA INTERCÂMBIO ACADÊMICO CONVÊNIO FASURGS - BRASIL / UPORTO - PORTUGAL EDITAL CIPE 007/2017 EDITAL PARA INTERCÂMBIO ACADÊMICO CONVÊNIO FASURGS - BRASIL / UPORTO - PORTUGAL A FACULDADE ESPECIALIZADA NA ÁREA DE SAÚDE DO RIO GRANDE DO SUL (FASURGS), Instituição de Ensino Superior,

Leia mais

O Curso de Estatística:

O Curso de Estatística: O Curso de Estatística: Contexto e Estrutura Profa. Marta Cristina C. Bianchi Coordenação do Curso de Estatística O Curso de Estatística da UFG começou em 2009 com 8 professores e com uma turma de 50 alunos.

Leia mais

Orientações aos Estudantes. Seja muito bem-vindo(a) à Escola de Nutrição CCBS - UNIRIO!

Orientações aos Estudantes. Seja muito bem-vindo(a) à Escola de Nutrição CCBS - UNIRIO! Orientações aos Estudantes Seja muito bem-vindo(a) à Escola de Nutrição CCBS - UNIRIO! Você que está ingressando agora em seu curso superior na UNIRIO, solicitamos que leiam com muita atenção as informações

Leia mais

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO - BACHARELADOS DO UNILASALLE NORMAS DE FUNCIONAMENTO

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO - BACHARELADOS DO UNILASALLE NORMAS DE FUNCIONAMENTO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO - BACHARELADOS DO UNILASALLE NORMAS DE FUNCIONAMENTO Disciplinas de Estágio Supervisionado Art. 1º De acordo

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CONSELHO COORDENADOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO 14/2010

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CONSELHO COORDENADOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO 14/2010 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CONSELHO COORDENADOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO 14/2010 EMENTA: Fixa o Calendário Acadêmico-Administrativo do Ensino de Graduação,

Leia mais

Máximo de Horas. Documentação a ser entregue pelo aluno Complementar: Memorando do Diretório Acadêmico contendo período Estudantil

Máximo de Horas. Documentação a ser entregue pelo aluno Complementar: Memorando do Diretório Acadêmico contendo período Estudantil Atividade Horas Máximo de Horas Documentação a ser entregue pelo aluno Complementar: Equivalentes Categoria (máximo por (até o final do ano) curso) Representação 5 Memorando do Diretório Acadêmico contendo

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS PONTES E LACERDA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS PONTES E LACERDA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS PONTES E LACERDA REGULAMENTO DO APROVEITAMENTO DE ESTUDOS NO CURSO DE LICENCIATURA

Leia mais

Colegiado de Graduação em Teatro

Colegiado de Graduação em Teatro Colegiado de Graduação em Teatro Curso de Graduação em Teatro Bacharelado em Interpretação Teatral e Licenciatura em Teatro 2014 Coordenação: Eugênio Tadeu e Marina Machado Gestão 2013/2014 Secretária:

Leia mais

REGIMENTO GERAL DE ESTÁGIO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO E NÃO-OBRIGATÓRIO

REGIMENTO GERAL DE ESTÁGIO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO E NÃO-OBRIGATÓRIO REGIMENTO GERAL DE ESTÁGIO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO E NÃO-OBRIGATÓRIO O estágio visa oportunizar situações de aprendizagem em campo para a preparação profissional

Leia mais

UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRAÇÃO CURSO DE MESTRADO

UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRAÇÃO CURSO DE MESTRADO UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRAÇÃO CURSO DE MESTRADO NORMATIZAÇÃO ATIVIDADES ACADÊMICAS 1 DAS ATIVIDADES EQUIVALENTES

Leia mais

CALENDÁRIO ESCOLAR 2º PERÍODO LETIVO DE 2016 PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO MODALIDADE PRESENCIAL

CALENDÁRIO ESCOLAR 2º PERÍODO LETIVO DE 2016 PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO MODALIDADE PRESENCIAL CALENDÁRIO ESCOLAR 2º PERÍODO LETIVO DE 20 AGOSTO 20 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 25 TÉRMINO DO 1º PERÍODO LETIVO DE 20 29 Último dia para entrega de

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA. Manual de Horas Complementares

CURSO DE PEDAGOGIA. Manual de Horas Complementares FACULDADES INTEGRADAS DE RIBEIRÃO PIRES CURSO DE PEDAGOGIA Versão 2016 Manual de Horas Complementares Ribeirão Pires 2 Prezado acadêmico Este manual destina-se a orientar o aluno de Licenciatura em pedagogia

Leia mais

Perguntas e respostas mais frequentes sobre ESTÁGIOS 1. POR QUAL ÓRGÃO DEVO INICIAR A FORMALIZAÇÃO DE INÍCIO DE ESTÁGIO?

Perguntas e respostas mais frequentes sobre ESTÁGIOS 1. POR QUAL ÓRGÃO DEVO INICIAR A FORMALIZAÇÃO DE INÍCIO DE ESTÁGIO? Perguntas e respostas mais frequentes sobre ESTÁGIOS 1. POR QUAL ÓRGÃO DEVO INICIAR A FORMALIZAÇÃO DE INÍCIO DE ESTÁGIO? O Setor de Estágio (SESTA) da Diretoria de Ensino da Pró -Reitoria de Graduação

Leia mais

RESOLVE: Capítulo I DA NATUREZA

RESOLVE: Capítulo I DA NATUREZA RESOLUÇÃO 02/16 CCMV Regulamenta os estágios no Curso de Medicina Veterinária do Setor de Ciências Agrárias da UFPR. O Colegiado do Curso de Medicina Veterinária do Setor de Ciências Agrárias, na cidade

Leia mais

Currículo do Curso de Engenharia de Produção

Currículo do Curso de Engenharia de Produção Currículo do Curso de Engenharia de Produção Engenheiro de Produção ATUAÇÃO O Curso de Engenharia de Produção da UFV visa preparar profissionais que, integrando equipes interdisciplinares e articulando

Leia mais

Prezados(as) alunos(as), professores(as) e funcionários(as) da Ufes

Prezados(as) alunos(as), professores(as) e funcionários(as) da Ufes Prezados(as) alunos(as), professores(as) e funcionários(as) da Ufes Este é o calendário acadêmico do ano de 2015 da Ufes. Ele será de grande utilidade para mantê-lo(a) bem informado(a) sobre todas as atividades

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ PRÓ-REITORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS COORDENADORIA DE MOBILIDADE ACADÊMICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ PRÓ-REITORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS COORDENADORIA DE MOBILIDADE ACADÊMICA EDITAL N O 11 - PROINTER/UFC, DE 18 DE SETEMBRO DE 2017 PROGRAMA DE MOBILIDADE ACADÊMICA INTERNACIONAL EM INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR ESTRANGEIRAS CONVENIADAS COM A UFC O Pró-Reitor de Relações Internacionais

Leia mais

O Curso de Estatística:

O Curso de Estatística: O Curso de Estatística: Contexto e Estrutura Profa. Marta Cristina C. Bianchi Coordenação do Curso de Estatística O Curso de Estatística da UFG começou em 2009 com 8 professores e com uma turma de 50 alunos.

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA MATRÍCULA EM DISCIPLINA DE PÓS- GRADUAÇÃO COMO ALUNO ESPECIAL

INSTRUÇÕES PARA MATRÍCULA EM DISCIPLINA DE PÓS- GRADUAÇÃO COMO ALUNO ESPECIAL INSTRUÇÕES PARA MATRÍCULA EM DISCIPLINA DE PÓS- GRADUAÇÃO COMO ALUNO ESPECIAL A Resolução do PPG Ensino de Física que trata sobre a matrícula especial de alunos não regulares do curso em determinadas disciplinas

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação FÍSICA Bacharelado e Licenciatura. COORDENADOR Alexandre Tadeu Gomes de Carvalho

UFV Catálogo de Graduação FÍSICA Bacharelado e Licenciatura. COORDENADOR Alexandre Tadeu Gomes de Carvalho UFV Catálogo de Graduação 2012 163 FÍSICA Bacharelado e Licenciatura COORDENADOR Alexandre Tadeu Gomes de Carvalho atadeu@ufv.br 164 Currículos dos Cursos UFV Bacharelado ATUAÇÃO O curso de graduação em

Leia mais

VALORES DE REQUERIMENTOS

VALORES DE REQUERIMENTOS oferecido Assinatura de Termo de Compromisso Estágio Antecipação de pagamento do curso ou do semestre Aproveitamento de estudos Externo Aproveitamento de Estudos Interno Boletim de notas Autenticado Cancelamento

Leia mais

Serviço Público Federal Universidade Federal do Pará - UFPA Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - CTIC S I E

Serviço Público Federal Universidade Federal do Pará - UFPA Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - CTIC S I E Serviço Público Federal Universidade Federal do Pará - UFPA Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - CTIC S I E SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO (*) Módulo CONTROLE ACADÊMICO Guia de Referência

Leia mais

UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO UPE CAMPUS PETROLINA Campus Universitário, s/n Vila Eduardo Petrolina/PE. CEP: CNPJ:

UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO UPE CAMPUS PETROLINA Campus Universitário, s/n Vila Eduardo Petrolina/PE. CEP: CNPJ: UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO UPE CAMPUS PETROLINA Campus Universitário, s/n Vila Eduardo Petrolina/PE. CEP: 56328-903. CNPJ: 11.022.597/001-91 EDITAL 01/2016, DE 25 DE AGOSTO DE 2016 PROGRAMA DE MOBILIDADE

Leia mais

FÍSICA. COORDENADOR Helder Soares Moreira

FÍSICA. COORDENADOR Helder Soares Moreira FÍSICA COORDENADOR Helder Soares Moreira hmoreira@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2009 235 Bacharelado ATUAÇÃO O curso de graduação em Física oferece ao estudante a oportunidade de obter ampla formação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Escola de Engenharia Civil RESOLUÇÃO N 01/2008

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Escola de Engenharia Civil RESOLUÇÃO N 01/2008 UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Escola de Engenharia Civil RESOLUÇÃO N 01/2008 Regulamenta as atividades de Estágio Curricular Obrigatório e Não-obrigatório do Curso de Graduação da Escola de Engenharia

Leia mais

1º PERÍODO Carga horária Teórica Prática Total

1º PERÍODO Carga horária Teórica Prática Total MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E SOCIAIS APLICADAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ESTRUTURA CURRICULAR 2008/1

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 012/2009-DEHA, de 25 de março de 2009.

RESOLUÇÃO Nº 012/2009-DEHA, de 25 de março de 2009. RESOLUÇÃO Nº 012/2009-DEHA, de 25 de março de 2009. DEFINE PROCEDIMENTOS PARA A ATIVIDADE ESTÁGIO DE DOCÊNCIA NO DEHA/UFAL. O Pleno do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO ANEXO DA RESOLUÇÃO Nº 73/ CEPE CALENDÁRIO ACADÊMICO 2011

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO ANEXO DA RESOLUÇÃO Nº 73/ CEPE CALENDÁRIO ACADÊMICO 2011 ANEXO DA RESOLUÇÃO Nº 73/2010 - CEPE CALENDÁRIO ACADÊMICO 2011 JANEIRO DE 2011 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 01 Feriado - Confraternização universal.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 46/2016

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 46/2016 RESOLUÇÃO Nº 46/2016 O DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, CONSIDERANDO o que consta do Processo nº 20.050/2016-08 ASSESSORIA DE GESTÃO - PROGRAD;

Leia mais

Regulamento dos Bacharelados e Licenciaturas e Regulamento dos Cursos de Tecnologia em vigor até 2010

Regulamento dos Bacharelados e Licenciaturas e Regulamento dos Cursos de Tecnologia em vigor até 2010 Informações sobre as principais modificações existentes no Regulamento da Organização Didático-Pedagógica dos Cursos de Bacharelados e Licenciaturas e no Regulamento da Organização Didático-Pedagógica

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA PORTARIA N 018/2015 FEG/DTA

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA PORTARIA N 018/2015 FEG/DTA PORTARIA N 018/2015 FEG/DTA O Diretor da Faculdade de Engenharia do Campus de Guaratinguetá, no uso de suas atribuições legais e considerando o deliberado pela Congregação da Faculdade, em reunião realizada

Leia mais

APROVEITAMENTO DE ESTUDOS e CERTIFICAÇÃO DE CONHECIMENTOS

APROVEITAMENTO DE ESTUDOS e CERTIFICAÇÃO DE CONHECIMENTOS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Bento Gonçalves COORDENADORIA DE REGISTROS ACADÊMICOS

Leia mais

NORMATIVA DE AVALIAÇÃO NOS CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO DO IF CATARINENSE CÂMPUS ARAQUARI CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO DO ENSINO

NORMATIVA DE AVALIAÇÃO NOS CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO DO IF CATARINENSE CÂMPUS ARAQUARI CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO DO ENSINO NORMATIVA DE AVALIAÇÃO NOS CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO DO IF CATARINENSE CÂMPUS ARAQUARI Estabelece e regulamenta o processo de avaliação nos Cursos Técnicos de Nível Médio nas formas Integrado e Subsequente

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Pró-Reitoria de Graduação Departamento de Consultoria em Registros Discentes

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Pró-Reitoria de Graduação Departamento de Consultoria em Registros Discentes INFORMATIVO DE MATRÍCULA - ALUNO ESPECIAL 2017/2 1. Definição 1.1 A Matrícula Especial, prevista no Regimento Geral da UFRGS, Art. 140, 1º, e na Resolução CEPE 11/2013, Art. 21 e 72, é um dispositivo que

Leia mais

CALENDÁRIO LETIVO 1º SEMESTRE/2010 Cursos de Graduação Belo Horizonte

CALENDÁRIO LETIVO 1º SEMESTRE/2010 Cursos de Graduação Belo Horizonte Última correção: 14/02/2010 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS DIRETORIA DE GRADUAÇÃO CALENDÁRIO LETIVO 1º SEMESTRE/2010 Cursos de Graduação Belo Horizonte

Leia mais

Edital PROGRAD/ARI nº 57, de 05 de outubro de 2016

Edital PROGRAD/ARI nº 57, de 05 de outubro de 2016 Edital PROGRAD/ARI nº 57, de 05 de outubro de 2016 Seleção de candidaturas de alunos da UFCSPA para intercâmbio através do Programa Intercâmbio de Estudantes Brasil-Colômbia (BRACOL) na Universidade del

Leia mais

Estágio Curricular. Profa. Dra. Tatiana Renata Garcia Coordenação de estágios

Estágio Curricular. Profa. Dra. Tatiana Renata Garcia Coordenação de estágios Estágio Curricular Profa. Dra. Tatiana Renata Garcia Coordenação de estágios Normas gerais Estágio obrigatório: é aquele definido como tal no projeto do curso, cuja carga horária é requisito para aprovação

Leia mais

ATO NORMATIVO DA DIREÇÃO GERAL - 02/2016. O DIRETOR GERAL DA FACULDADE PESBITERIANA MACKENZIE RIO, no uso de suas atribuições regimentais,

ATO NORMATIVO DA DIREÇÃO GERAL - 02/2016. O DIRETOR GERAL DA FACULDADE PESBITERIANA MACKENZIE RIO, no uso de suas atribuições regimentais, ATO NORMATIVO DA DIREÇÃO GERAL - 02/2016 Informa e orienta a comunidade acadêmica quanto à Estrutura dos Cursos, Regime Escolar, Avaliação do Desempenho e Matrículas nos cursos de Graduação para 2017.1.

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA MOBILIDADE NACIONAL

PROCEDIMENTOS PARA MOBILIDADE NACIONAL PROCEDIMENTOS PARA MOBILIDADE NACIONAL Os alunos interessados em participar do Programa de Mobilidade Nacional, devem cumprir os procedimentos abaixo, para que não tenham prejuízos durante sua estadia

Leia mais

calendário escolar escolha o mês Setembro Outubro Novembro Dezembro Janeiro Fevereiro Março Abril Maio

calendário escolar escolha o mês Setembro Outubro Novembro Dezembro Janeiro Fevereiro Março Abril Maio calendário escolar escolha o mês Setembro Outubro Novembro Dezembro Janeiro Fevereiro Março Abril Maio www.prg.ufla.br /prgufla Setembro 2015 1 2 3 4 5 07 Feriado Independência do Brasil 24 a 30 1ª etapa

Leia mais

1. DOS FUNDAMENTOS E OBJETIVOS DO ESTÁGIO DE DOCÊNCIA

1. DOS FUNDAMENTOS E OBJETIVOS DO ESTÁGIO DE DOCÊNCIA ESTÁGIO DE DOCÊNCIA DO MESTRADO DA ESCOLA SUPERIOR DOM HELDER CÂMARA 1º SEMESTRE DE 2017 1. DOS FUNDAMENTOS E OBJETIVOS DO ESTÁGIO DE DOCÊNCIA O candidato ao estágio de docência deve ser um aluno regularmente

Leia mais

CENTRO DE ENSINO NOSSA SENHORA DE FÁTIMA CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE AUTÔNOMA DE DIREITO CREDENCIADA PELA PORTARIA MEC Nº. 1.

CENTRO DE ENSINO NOSSA SENHORA DE FÁTIMA CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE AUTÔNOMA DE DIREITO CREDENCIADA PELA PORTARIA MEC Nº. 1. CENTRO DE ENSINO NOSSA SENHORA DE FÁTIMA CONSELHO SUPERIOR DA FACULDADE AUTÔNOMA DE DIREITO CREDENCIADA PELA PORTARIA MEC Nº. 1.358 DE 04/07/2001 RESOLUÇÃO nº 003/2016, de 31 de maio de 2016. Define e

Leia mais

Estrutura Curricular, cargas horárias das atividades didáticas e da integralização do Curso para os ingressos a partir de 2018:

Estrutura Curricular, cargas horárias das atividades didáticas e da integralização do Curso para os ingressos a partir de 2018: Estrutura Curricular, cargas horárias das atividades didáticas e da integralização do Curso para os ingressos a partir de 2018: As disciplinas que compõem a estrutura curricular do Curso de Graduação em

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO CEPE Nº 033, DE 15 DE MARÇO DE 2017. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

GUIA DE SOLICITAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1º semestre de 2016

GUIA DE SOLICITAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1º semestre de 2016 GUIA DE SOLICITAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1º semestre de 2016 FACULDADE DE TECNOLOGIA DE BOTUCATU Fevereiro 2016 R0 Objetivo do Guia: Demonstrar o processo para elaboração de

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS DE ADMISSÃO COMO ALUNO ESPECIAL

INSTRUÇÕES GERAIS DE ADMISSÃO COMO ALUNO ESPECIAL INSTRUÇÕES GERAIS DE ADMISSÃO COMO ALUNO ESPECIAL 1. Definição Forma pela qual a UnB admite o ingresso de aluno interessado em cursar disciplinas isoladas, sem constituir vínculo com qualquer curso de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 63/2015

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 63/2015 RESOLUÇÃO Nº 63/2015 O DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, CONSIDERANDO o que consta do Processo nº 20.507/2015-95 PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO (PROGRAD);

Leia mais

Estrutura curricular, cargas horárias das atividades didáticas e da integralização do Curso para ingressos a partir de 2018:

Estrutura curricular, cargas horárias das atividades didáticas e da integralização do Curso para ingressos a partir de 2018: Estrutura curricular, cargas horárias das atividades didáticas e da integralização do Curso para ingressos a partir de 2018: As disciplinas que compõem a estrutura curricular do Curso de Graduação em Ciências

Leia mais

PADRÕES OPERACIONAIS DA SEÇÃO ACADÊMICA EM RELAÇÃO AOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

PADRÕES OPERACIONAIS DA SEÇÃO ACADÊMICA EM RELAÇÃO AOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO PADRÕES OPERACIONAIS DA SEÇÃO ACADÊMICA EM RELAÇÃO AOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO 1. CADASTRO DE CANDIDATOS AO PROCESSO SELETIVO DE CURSOS PG O processo seletivo para os cursos de PG inicia com a aprovação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE TURISMO COORDENAÇÃO DO CURSO DE TURISMO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE TURISMO COORDENAÇÃO DO CURSO DE TURISMO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE TURISMO COORDENAÇÃO DO CURSO DE TURISMO CALENDÁRIO DE EVENTOS E ATIVIDADES DO CURSO DE TURISMO 2014 / 2015

Leia mais

EDITAL Nº 05/2016 ABERTURA DE INSCRIÇÃO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS REMANESCENTES NO CURSO DE ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO CAMPUS CHARQUEADAS

EDITAL Nº 05/2016 ABERTURA DE INSCRIÇÃO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS REMANESCENTES NO CURSO DE ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO CAMPUS CHARQUEADAS EDITAL Nº 05/2016 ABERTURA DE INSCRIÇÃO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS REMANESCENTES NO CURSO DE ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO CAMPUS CHARQUEADAS O Instituto Federal Sul-Rio-Grandense - Campus Charqueadas

Leia mais

EDITAL INTERNO Nº 046/2015 PROCESSO DE MATRÍCULA PARA OFERTA DE DISCIPLINA ESPECIAL NA LICENCIATURA EM QUÍMICA /1

EDITAL INTERNO Nº 046/2015 PROCESSO DE MATRÍCULA PARA OFERTA DE DISCIPLINA ESPECIAL NA LICENCIATURA EM QUÍMICA /1 EDITAL INTERNO Nº 046/2015 PROCESSO DE MATRÍCULA PARA OFERTA DE DISCIPLINA ESPECIAL NA LICENCIATURA EM QUÍMICA - 2016/1 A Direção-Geral do IFRO - Câmpus Ji-Paraná, por meio da Direção de Ensino e Coordenação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AGROALIMENTAR CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AGROALIMENTAR CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AGROALIMENTAR CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS RESOLUÇÃO CCEAL Nº 01/2010 Regulamenta o Estágio Supervisionado do Curso de Engenharia

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições;

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 10/2009 Aprova a Estrutura Curricular do Curso de Engenharia Ambiental, da Unidade

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIOS

REGULAMENTO DE ESTÁGIOS ANEXO 1 REGULAMENTO DE ESTÁGIOS ENGENHARIA DE REDES DE COMUNICAÇÃO 49 REGULAMENTO DE ESTÁGIOS NO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE REDES DE COMUNICAÇÃO Estabelece normas para a realização de estágios

Leia mais

CALENDÁRIO LETIVO 1º SEMESTRE/2010 Cursos de Graduação Belo Horizonte

CALENDÁRIO LETIVO 1º SEMESTRE/2010 Cursos de Graduação Belo Horizonte Última correção: 05/11/2009 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS DIRETORIA DE GRADUAÇÃO CALENDÁRIO LETIVO 1º SEMESTRE/2010 Cursos de Graduação Belo Horizonte

Leia mais