Linux Terminal Server - Vantagens e Limitações

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Linux Terminal Server - Vantagens e Limitações"

Transcrição

1 Linux Terminal Server Vantagens e Limitações IV Encontro de Informática Inmetro & Rbmlq 19 a 21 de Outubro de Daniel Cordeiro de Morais Neto

2 APRESENTAÇÃO Daniel Cordeiro de Morais Neto João Pessoa - PB - Web Designer desde 1998; - Web Developer desde 2001; - Administrador e consultor de redes e sistemas desde 2001; - Professor da Rede IBRATEC em João Pessoa até 2004; - Fundador e Sócio-diretor da PONTOFINAL Soluções em Informática LTDA.

3 O QUE HARDWARE É OBSOLETO? máquina ultrapassada, sem grandes poderes de processamento. PROCESSADORES PENTIUM 400 PENTIUM 233 MMX MEMÓRIA 64 RAM 32 RAM 16 RAM 8 RAM

4 EXEMPLO DE HARDWARE 'OBSOLETO' Petium 166 Mhz 16 Mem. RAM Sem HD Sem CD-ROM Drive de Disquete Placa de Rede 10/100 Video de 1 MB

5 EXEMPLO DE HARDWARE 'OBSOLETO'

6 EVOLUÇÃO DO PROBLEMA UPGRADE DE SOFTWARE = UPGRADE DE HARDWARE SEM UPGRADE = SEM MANUTENÇÃO NOS SOFTWARES SEM MAN. SOFTWARE = FALTA DE SEGURANÇA FALTA DE SEGURANÇA = INSTABILIDADE DO SISTEMA INST. DO SISTEMA = ATRASO NA PRODUÇÃO ATRASO NA PRODUÇÃO =

7 CAUSADORES DO UPGRADE DO HARDWARE Sistema Operacional Aplicativos Residentes Anti-vírus, firewall, anti-popup, anti-* Ferramentas Office/Gráficos Falta de Manutenção nas Estações

8 SOLUÇÕES PARA CORRIGIR ESSE PROBLEMA 1 - Aumentar a capacidade de hardware ( = software) 2 - Voltar para os manuscritos 3 - Utilizar SOFTWARE LIVRE

9 VANTAGENS EM SE UTILIZAR SOFTWARE LIVRE 1 Otimização 3 Baixo Custo (SL Software Gratuito) 2 Diversidade de sistemas 3 Diversidade de ambientes 4 Garantia de continuidade 5 SOCIALMENTE CORRETO ;)

10 ENFIM, NOSSO OBJETIVO LTSP - Linux Terminal Server Project Componente adicional para o GNU/Linux que permite conectar terminais leves a um servidor compartilhando o poder de processamento do servidor para muitas estações.

11 ENFIM, NOSSO OBJETIVO LTSP - Linux Terminal Server Project Iniciado em 1999 por James McQuillan como solução de baixo custo para uma empresa americana.

12 VANTAGENS Habilidade de Executar qualquer programa GNU/Linux Interface Gráfica utilizando sistema X11 ( ou X.org) Acesso a Terminal Service do MS-Windows através do RDesktop Suporte a dezenas de distribuições Instalado e testado em centenas de empresas no mundo LTSP É LIVRE!!!!

13 v

14 REAPROVEITAMENTO NO CLIENTE Capacidade de reaproveitar periféricos como : floppy disk, cdrom, som, impressoras e scanners Reaproveitamento de processamento e memória utilizando cluster (openmosix) Utilização de aplicativos locais

15 EQUIPAMENTOS PARA LTSP ThinClients ainda muito caro no Brasil Placas mini-itx Reaproveitamento do parque tecnológico Qualquer computador pessoal

16 APOIO DE GRANDES EMPRESAS Novell

17 LOCAIS QUE JÁ UTILIZAM LTSP SIATJP * Pontofinal IBRATEC João Pessoa * Tele Centros de SP Dep. Matemática da UnB Cybers Café Prefeitura de Passo Fundo (RS) Prefeitura de Rio Grande, RS

18 Segurança LIMITAÇÕES Problemas com Múltiplos logins Desempenho de XDMCP Falta de interface de Gerenciamento Teclados USB (sendo resolvido na versão 4) Problemas de Desempenho medidos pelo hardware Ausência de um Gerenciador dos serviços utilizados

19 TUCHAUA Sistema de Controle e gerenciamento de terminais leves utilizando LTSP. Funções: Gerenciar terminais Leves Gerenciar usuários Monitoria do servidor Controle de aplicações

20

21

22 Equipe de Desenvolvimento: Daniel Cordeiro de Morais Neto Jorge Antônio M. C. de Oliveira

23 ESTUDO DE CASO Central de Atendimento da COMPANHIA DE ÁGUAS E ESGOTOS DA PARAÍBA - CAGEPA

24 SITUAÇÃO 20 Estações de trabalho K6-II 400 Mhz com 32 e 64 de RAM Sistema Operacional: Windows 98 Aplicativo anti-vírus: MacAffee sistema de controle de sessões TELNET Programa interno rodando em UNIX Servidor de impressão LPD para Windows aplicativo de recebimento feito em DELPHI

25 PROBLEMAS ENCONTRADOS Windows instalado ;) Daemon de impressão travava o computador Vírus Inconsistência do sistema Problemas entre o monitor e a cadeira ;) Manutenção constante

26 SOLUÇÃO ENCONTRADA Utilização do LTSP como servidor de ambiente Transformar todas as estações em diskless Boot via floppy disk Configuração de ambiente windows like (é só parecido)

27 EQUIPAMENTO NECESSÁRIO SERVIDOR: ATLHON XP GB DE DISCO IDE 7200 RPM 512 MEMÓRIA RAM DDR 2 CAIXAS DE DISQUETES ;)

28 SITUAÇÃO ATUAL Sistema rodando a 4 meses Aumento na velocidade nas estações Centralização das informações segurança Sem vírus Aumento na velocidade de impressão Aproveitamento das estações em 100% Manutenção e controle feito remotamente

29 CENTRAL DE ATENDIMENTO SIATJP

30 CENTRAL DE ATENDIMENTO SIATJP

31 Sistema de atendimento '0800'

32 PROBLEMAS ENCONTRADOS PR Um usuário abriu um programa 30 vezes para ver o que acontecia Um usuário chutou o cabo de rede desconectando sua máquina

33 PERGUNTAS???

34 OBRIGADO!!

Suporte Informática com 1 visita 12 meses

Suporte Informática com 1 visita 12 meses Suporte Informática com 1 visita 12 meses Suporte informática para configuração inicial, tirar dúvidas ou problemas de informática por telefone, acesso remoto e tirar máximo proveito do computador. Quando

Leia mais

Planejamento Estratégico para as PMEs. Tecnologia da Informação a Serviço das PMEs

Planejamento Estratégico para as PMEs. Tecnologia da Informação a Serviço das PMEs Planejamento Estratégico para as PMEs Tecnologia da Informação a Serviço das PMEs Maio/2007 Rio Quente- Goiás Nivaldo Cleto Na era da tecnologia da informação, o mercado exige um empresário dinamicamente

Leia mais

INCLUD: TRABALHANDO A INCLUSÃO DIGITAL PARA ESCOLAS PÚBLICAS E COMUNIDADES CARENTES

INCLUD: TRABALHANDO A INCLUSÃO DIGITAL PARA ESCOLAS PÚBLICAS E COMUNIDADES CARENTES INCLUD: TRABALHANDO A INCLUSÃO DIGITAL PARA ESCOLAS PÚBLICAS E COMUNIDADES CARENTES Jefferson ARANHA (1);(2)Elionildo MENEZES;(3) Aécio PIRES;(4)Marcus PINHO;(5)Pedro PAIVA;. (1) Centro Federal de Educação

Leia mais

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC Sumário Pré-Requisitos de Instalação Física e Lógica do SISLOC...3 Servidores de Dados...3 Servidores de Aplicação (Terminal Service)...3 Estações

Leia mais

Vantagens e Desvantagens do Terminal Service como Servidor de Aplicações em Ambientes Windows e Linux

Vantagens e Desvantagens do Terminal Service como Servidor de Aplicações em Ambientes Windows e Linux Vantagens e Desvantagens do Terminal Service como Servidor de Aplicações em Ambientes Windows e Linux Anderson Mapa da Silva 1, Lívia Márcia Silva 1 1 Departamento de Ciência da Computação Universidade

Leia mais

TOPLAB VERSÃO WEB 3.0 Solução completa para o gerenciamento de laboratórios de análises clínicas Interface web

TOPLAB VERSÃO WEB 3.0 Solução completa para o gerenciamento de laboratórios de análises clínicas Interface web Página 01 TOPLAB VERSÃO WEB 3.0 Solução completa para o gerenciamento de laboratórios de análises clínicas Interface web Página 02 Plataforma O TOPLAB foi projetado para funcionar na web, nasceu 'respirando

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

Lista de Exercícios Introdução à Informática

Lista de Exercícios Introdução à Informática Lista de Exercícios Introdução à Informática Histórico e Evolução da Computação 1. Cite alguns problemas que o uso de válvulas provocava nos computadores de 1ª geração. 2. O que diferencia os computadores

Leia mais

Hardware e Software Conceitos Básicos. ATES Associação do Trabalho e Economia Solidária

Hardware e Software Conceitos Básicos. ATES Associação do Trabalho e Economia Solidária Hardware e Software Conceitos Básicos ATES Associação do Trabalho e Economia Solidária Conceitos Básicos Hardware É a parte física do computador, ou seja, é o conjunto de componentes eletrônicos, circuitos

Leia mais

OBJETIVOS DA APRESENTAÇÃO

OBJETIVOS DA APRESENTAÇÃO Institucional OBJETIVOS DA APRESENTAÇÃO Apresentar as vantagens de se trabalhar com Thin Clients Apresentar como funciona a tecnologia Server Based Computing, Virtualização de Desktop e Aplicativos EVOLUÇÃO

Leia mais

EMULAÇÃO 3270 VIA WEB BROWSER

EMULAÇÃO 3270 VIA WEB BROWSER EMULAÇÃO 3270 VIA WEB BROWSER https://acesso.serpro.gov.br Jose.gomes@serpro.gov.br Divisão de Suporte Tecnológico SERPRO - Regional Brasília 0xx61-411 9007 Emulação 3270 via Web Browser O serviço de Emulação

Leia mais

Tipos de Computadores

Tipos de Computadores Tipos de Computadores A potência de um computador pessoal é medida Pelo tipo de processador (Pentium IV, Celeron, etc.) Pela dimensão da memória RAM Pela capacidade do disco fixo Pela placa gráfica Pela

Leia mais

FUNDAMENTOS DE HARDWARE COMO FUNCIONA UM PC? Professor Carlos Muniz

FUNDAMENTOS DE HARDWARE COMO FUNCIONA UM PC? Professor Carlos Muniz FUNDAMENTOS DE HARDWARE COMO FUNCIONA UM PC? A arquitetura básica de qualquer computador completo, seja um PC, um Machintosh ou um computador de grande porte, é formada por apenas 5 componentes básicos:

Leia mais

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do Sisloc

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do Sisloc Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do Sisloc Sumário: 1. Pré-requisitos de instalação física e lógica do Sisloc... 3 Servidores de Dados... 3 Servidores de Aplicação (Terminal Service)... 3

Leia mais

as qualidades do banco de dados SQL Server 2000 a documentação é constantemente atualizada e de fácil acesso.

as qualidades do banco de dados SQL Server 2000 a documentação é constantemente atualizada e de fácil acesso. Índice Resumo de suportes com problemas em base de dados...2 Recomendações de banco de dados...2 Uso de servidores dedicados com excelente desempenho...3 Banco de dados corrompidos em Interbase e Firebird...4

Leia mais

TERMINAIS LEVES COM LTSP (LINUX TERMINAL SERVER PROJECT) Lucas Queiroz Braga ¹, Hermes Nunes Pereira Júnior ²

TERMINAIS LEVES COM LTSP (LINUX TERMINAL SERVER PROJECT) Lucas Queiroz Braga ¹, Hermes Nunes Pereira Júnior ² 295 TERMINAIS LEVES COM LTSP (LINUX TERMINAL SERVER PROJECT) Lucas Queiroz Braga ¹, Hermes Nunes Pereira Júnior ² Resumo: O Linux Terminal Server Project (LTSP) é um conjunto de serviços que proporcionam

Leia mais

Gerenciamento de sistemas GNU/Linux: do computador pessoal à rede corporativa

Gerenciamento de sistemas GNU/Linux: do computador pessoal à rede corporativa Gerenciamento de sistemas GNU/Linux: do computador pessoal à rede corporativa Daniel Weingaertner Departamento de Informática UFPR Centro de Computação Científica e Software Livre C3SL Programa de Extensão

Leia mais

Software de Tarifação para centrais PABX e ambiente Windows

Software de Tarifação para centrais PABX e ambiente Windows Software de Tarifação para centrais PABX e ambiente Windows Um tarifador fácil de usar e poderoso. Com o tarifador STI Windows Atenas você poderá controlar os gastos com telefone, reduzir custos e otimizar

Leia mais

Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA

Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA Artigos Técnicos Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA Tarcísio Romero de Oliveira, Engenheiro de Vendas e Aplicações da Intellution/Aquarius Automação Industrial Ltda. Um diagnóstico

Leia mais

Centro de Inteligência em Tecnologia da Informação e Segurança Linha ESET Nod32

Centro de Inteligência em Tecnologia da Informação e Segurança Linha ESET Nod32 Características Principais Centro de Inteligência em Tecnologia da Informação e Segurança Linha ESET Nod32 Proteção Total contra Códigos maliciosos (Malwares) Detecção Pró-Ativa (ThreatSense) Baixíssimo

Leia mais

Sistema Operacional Saber Gnu/Linux Prefeitura de São Paulo

Sistema Operacional Saber Gnu/Linux Prefeitura de São Paulo Sistema Operacional Saber Gnu/Linux Prefeitura de São Paulo Descrição Sistema operacional baseado na distribuição Debian-Linux. Otimizado para o ambiente de terminais gráficos remotos. Customizado para

Leia mais

Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores

Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores Este artigo demonstra como configurar uma rede virtual para ser usada em testes e estudos. Será usado o VirtualBox

Leia mais

Prof.: Roberto Franciscatto. Capítulo 1 Introdução

Prof.: Roberto Franciscatto. Capítulo 1 Introdução Sistemas Operacionais Prof.: Roberto Franciscatto Capítulo 1 Introdução Conceituação Um Sistema Operacional tem como função principal gerenciar os componentes de hardware (processadores, memória principal,

Leia mais

ASSISTÊNCIA BB PROTEÇÃO MÓDULO INFORMÁTICA Manual do Associado

ASSISTÊNCIA BB PROTEÇÃO MÓDULO INFORMÁTICA Manual do Associado ASSISTÊNCIA BB PROTEÇÃO MÓDULO INFORMÁTICA Manual do Associado OS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA SÃO PRESTADOS PELA BRASIL ASSISTÊNCIA S.A., CNPJ: 68.181.221/0001-47 ASSISTÊNCIA BB PROTEÇÃO Ao necessitar de algum

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores 3º Ano Sistemas de Informação 2008 Aula 05A: Hub/Switch/Gateway Servidores e Virtualização Prof. Msc. Ricardo Slavov ricardo.slavov@aes.edu.br Roteiro Pedagógico HUB Switch Bridge

Leia mais

Conteúdo. 1. Requisitos para instalação do PrefSuite 2012 3. 1.1. Cliente 3. 1.2. Servidor 4

Conteúdo. 1. Requisitos para instalação do PrefSuite 2012 3. 1.1. Cliente 3. 1.2. Servidor 4 Requisitos de Instalação PrefSuite 2012 Conteúdo 1. Requisitos para instalação do PrefSuite 2012 3 1.1. Cliente 3 1.1.1. Mínimo 3 1.1.2. Recomendado 3 1.2. Servidor 4 1.2.1. Mínimo 4 1.2.2. Recomendado

Leia mais

Net View & Panda ManagedOfficeProtection Mais que antivírus, solução em segurança.

Net View & Panda ManagedOfficeProtection Mais que antivírus, solução em segurança. Net View & Panda ManagedOfficeProtection Mais que antivírus, solução em segurança. Net View & Panda Managed Office Protection É fato, tanto pequenas e médias e grandes empresas enfrentam os mesmos riscos

Leia mais

Curso básico em técnicas de manutenção para activistas comunitários

Curso básico em técnicas de manutenção para activistas comunitários Curso básico em técnicas de manutenção para activistas comunitários Modulo I INTRODUÇÃO AO EQUIPAMENTO INFORMÁTICO Respostas as perguntas do modulo I Aula 1 1. Qual dos seguintes itens faz parte do kit

Leia mais

Aplicativos Informatizados da Administração. Hardware A evolução e o impacto dos computadores nas áreas de negócios.

Aplicativos Informatizados da Administração. Hardware A evolução e o impacto dos computadores nas áreas de negócios. Aplicativos Informatizados da Administração Hardware A evolução e o impacto dos computadores nas áreas de negócios. Habilidades, Competências e Bases Tecnológicas Bases tecnológicas: Fundamentos de equipamentos

Leia mais

ASSISTÊNCIA HELP DESK REMOTO Manual do Associado OS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA SÃO PRESTADOS PELA USS SOLUÇÕES GERENCIADAS S.A. CNPJ: 01.979.

ASSISTÊNCIA HELP DESK REMOTO Manual do Associado OS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA SÃO PRESTADOS PELA USS SOLUÇÕES GERENCIADAS S.A. CNPJ: 01.979. ASSISTÊNCIA HELP DESK REMOTO Manual do Associado OS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA SÃO PRESTADOS PELA USS SOLUÇÕES GERENCIADAS S.A. CNPJ: 01.979.936/0001-79 ASSISTÊNCIA HELP DESK REMOTO Ao necessitar de algum

Leia mais

Sistemas de Informação Processamento de Dados

Sistemas de Informação Processamento de Dados Sistemas de Informação Processamento de Dados Ferramentas e serviços de acesso remoto VNC Virtual Network Computing (ou somente VNC) é um protocolo desenhado para possibilitar interfaces gráficas remotas.

Leia mais

Terminais LTSP com opensuse Um caso prático

Terminais LTSP com opensuse Um caso prático Terminais LTSP com opensuse Um caso prático Bruno Santos (feiticeir0@feiticeir0.no-ip.org) Caldas da Rainha, 1 de Setembro 2007 António Martins (digiplan.pt@gmail.com) Terminais LTSP com opensuse Agenda

Leia mais

Para existência de um sistema de informação, fazem-se necessários três componentes, são eles:

Para existência de um sistema de informação, fazem-se necessários três componentes, são eles: RESUMO Um sistema de informação é composto de três componentes, Hardware, Software e Peopleware. Para quantificar a memória do equipamento é utilizado um sistema de medida, ou seja, o byte, que significa

Leia mais

Manual de Instalação Corporate

Manual de Instalação Corporate Manual de Instalação Corporate Sumário 1. Sobre este documento...3 2. Suporte técnico...3 3. Requisitos de hardware...3 3.1. Estação...3 3.2. Servidor...4 4. Instalação...4 4.1. Instalação do Imobiliária21

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Sumário 1. Sobre este documento...3 2. Suporte técnico...3 3. Requisitos de hardware...3 3.1. Estação...3 3.2. Servidor...4 4. Instalação...4 4.1. Instalação do Group Folha no servidor...6

Leia mais

Capacidade de Armazenamento

Capacidade de Armazenamento Capacidade de Armazenamento Disquete 3½: 720 Kb ou 1.44 Mb Disco rígido: Zip disco De 20 Gb... 120 Mb Armazenamento e Organização Arquivo Tipos:.BAT.COM.EXE.TXT... Sistema de Computação HARDWARE X SOFTWARE

Leia mais

Conhecer as características e possibilidades do SO GNU Linux como servidor em uma rede; Analisar a viabilidade de implantação do sistema em OM do

Conhecer as características e possibilidades do SO GNU Linux como servidor em uma rede; Analisar a viabilidade de implantação do sistema em OM do OBJETIVOS Conhecer as características e possibilidades do SO GNU Linux como servidor em uma rede; Analisar a viabilidade de implantação do sistema em OM do Exército Brasileiro. SUMÁRIO 1. Introdução 2.

Leia mais

ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM LINUX. SalvadorAlvesdeMeloJúnioreIsmaelSouzaAraújo

ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM LINUX. SalvadorAlvesdeMeloJúnioreIsmaelSouzaAraújo ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM LINUX SalvadorAlvesdeMeloJúnioreIsmaelSouzaAraújo INFORMAÇÃOECOMUNICAÇÃO Autor Salvador Alves de Melo Júnior e Ismael Souza Araújo Salvador Alves de Melo Júnior: Mestre

Leia mais

Professor: Roberto Franciscatto. Curso: Engenharia de Alimentos 01/2010 Aula 3 Sistemas Operacionais

Professor: Roberto Franciscatto. Curso: Engenharia de Alimentos 01/2010 Aula 3 Sistemas Operacionais Professor: Roberto Franciscatto Curso: Engenharia de Alimentos 01/2010 Aula 3 Sistemas Operacionais Um conjunto de programas que se situa entre os softwares aplicativos e o hardware: Gerencia os recursos

Leia mais

Virtualização de Desktops NComputing

Virtualização de Desktops NComputing NComputing Resumo Todos já nos acostumamos ao formato do PC, que permite que cada usuário tenha sua própria CPU, seu próprio disco rígido e sua própria memória para rodar seus aplicativos. Mas os computadores

Leia mais

Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral

Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral Windows 2003 Server Introdução Nessa Aula: É apresentada uma visão rápida e geral do Windows Server 2003. O Foco a partir da próxima aula, será no serviço de Diretórios

Leia mais

O B B J E E T T I V V O O S

O B B J E E T T I V V O O S OBJ E T I VOS Conhecer as características e possibilidades do SO Linux, como workstation simples ou elemento componente de uma rede; Analisar a viabilidade de implantação do sistema numa corporação. SU

Leia mais

Professor: Gládston Duarte

Professor: Gládston Duarte Professor: Gládston Duarte INFRAESTRUTURA FÍSICA DE REDES DE COMPUTADORES Ø Computador Ø Instalação e configuração de Sistemas Operacionais Windows e Linux Ø Arquiteturas físicas e lógicas de redes de

Leia mais

sobre Hardware Conceitos básicos b Hardware = é o equipamento.

sobre Hardware Conceitos básicos b Hardware = é o equipamento. Conceitos básicos b sobre Hardware O primeiro componente de um sistema de computação é o HARDWARE(Ferragem), que corresponde à parte material, aos componentes físicos do sistema; é o computador propriamente

Leia mais

ESPECIFICANDO ITENS DO SUPORTE

ESPECIFICANDO ITENS DO SUPORTE ESPECIFICANDO ITENS DO SUPORTE RUA DO BOM PASTOR, 47; Sala 202; IPUTINGA RECIFE - PE CEP: 50670-260 - CNPJ: 14.668.041/0001-65 Fone: +55 (81) 3048-5649 / +55 (81) 4102-0316 Fax: +55 (81) 3048-5649 Email:

Leia mais

Projeto e Instalação de Servidores Introdução a Servidores

Projeto e Instalação de Servidores Introdução a Servidores Projeto e Instalação de Servidores Introdução a Servidores Prof.: Roberto Franciscatto Introdução Perguntas iniciais O que você precisa colocar para funcionar? Entender a necessidade Tens servidor específico

Leia mais

Curso GNU/Linux. Instalação do Linux...2 O HD não possui nenhuma partição...3. Existe apenas uma partição com espaço livre...3

Curso GNU/Linux. Instalação do Linux...2 O HD não possui nenhuma partição...3. Existe apenas uma partição com espaço livre...3 Cesar Kállas - cesarkallas@gmx.net Curso GNU/Linux Realização CAECOMP Puc Campinas 2004 Capítulo 3 Instalação do Linux...2 O HD não possui nenhuma partição...3 O HD tem espaço livre não particionado...3

Leia mais

AULA TEÓRICA 2 Tema 2. Conceitos básicos de informática, computadores e tecnologias de informação. Sistemas de numeração (continuação)

AULA TEÓRICA 2 Tema 2. Conceitos básicos de informática, computadores e tecnologias de informação. Sistemas de numeração (continuação) AULA TEÓRICA 2 Tema 2. Conceitos básicos de informática, computadores e tecnologias de informação. Sistemas de numeração (continuação) Digitalização. Arquitectura básica do hardware. Input, processamento,

Leia mais

Manual Técnico Instalação do Sistema Vixen Ponto de Venda Point Of Sale

Manual Técnico Instalação do Sistema Vixen Ponto de Venda Point Of Sale Manual Técnico Instalação do Sistema Vixen Ponto de Venda Point Of Sale www.pwi.com.br 1 Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado, reproduzido,

Leia mais

Informática para Banca IADES. Hardware e Software

Informática para Banca IADES. Hardware e Software Informática para Banca IADES Conceitos Básicos e Modos de Utilização de Tecnologias, Ferramentas, Aplicativos e Procedimentos Associados ao Uso de Informática no Ambiente de Escritório. 1 Computador É

Leia mais

Organização do Curso. Instalação e Configuração. Módulo II. Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores

Organização do Curso. Instalação e Configuração. Módulo II. Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores 1 Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores Sistemas Operacionais de Redes I - Linux Prof.: Nelson Monnerat Instalação e Configuração 1 Sistemas Operacionais de Redes I - Linux Módulo

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Serviços de informática. Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS

TERMO DE REFERÊNCIA. Serviços de informática. Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS TERMO DE REFERÊNCIA Serviços de informática Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS 1 I VISITA IN LOCO No dia 24 de junho de 2014 na sede da Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS realizamos

Leia mais

Gerenciamento de Redes de Computadores. Pfsense Introdução e Instalação

Gerenciamento de Redes de Computadores. Pfsense Introdução e Instalação Pfsense Introdução e Instalação Introdução A utilização de um firewall em uma rede de computadores possui o objetivo básico de proteção relacionado a entrada e saída de dados. Introdução O pfsense é um

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL

TRIBUNAL DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL TRIBUNAL DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL www.tc.df.gov.br Software Livre - Motivação produto de elevada qualidade a baixo custo (treinamento) aumento da vida útil do parque computacional simplificação da

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação I

Administração de Sistemas de Informação I Administração de Sistemas de Informação I Prof. Farinha Aula 02 Hardware e Software Sistemas de Informação Baseados no Computador - CBIS PROCEDIMENTOS PESSOAS HARDWARE SOFTWARE BANCO DE DADOS TELECOMUNICAÇÕES

Leia mais

b) Estabilizador de tensão, fonte no-break, Sistema Operacional, memória principal e memória

b) Estabilizador de tensão, fonte no-break, Sistema Operacional, memória principal e memória CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA SISUTEC DISCIPLINA: INTRODUÇÃO A COMPUTAÇÃO PROF.: RAFAEL PINHEIRO DE SOUSA ALUNO: Exercício 1. Assinale a opção que não corresponde a uma atividade realizada em uma Unidade

Leia mais

A EMPRESA. www.ngrnetwork.com.br

A EMPRESA. www.ngrnetwork.com.br A EMPRESA Desde a sua função, em 2003, a NGR Network vem desenvolvendo e implantando projeto de automação de escritórios em ambientes Multi plataforma integrando servidores, e soluções abertas nos ambientes

Leia mais

MANUAL CONFIGURAÇÃO CLIENTES LEVES

MANUAL CONFIGURAÇÃO CLIENTES LEVES MANUAL CONFIGURAÇÃO CLIENTES LEVES CAIXA MÁGICA 14 Maio 2010 Vasco da Gama Centro de Estudos e Desenvolvimento do Instituto Politécnico de Beja Conteúdo 1. INTRODUÇÃO... 1 2. SOBRE O DOCUMENTO... 1 3.

Leia mais

Requisitos técnicos dos produtos Thema

Requisitos técnicos dos produtos Thema Requisitos técnicos dos produtos Thema 1 Sumário 2 Apresentação...3 3 Servidor de banco de dados Oracle...4 4 Servidor de aplicação Linux...4 5 Servidor de terminal service para acessos...4 6 Servidor

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Tipos de Sistemas Operacionais Com o avanço dos computadores foram surgindo alguns tipos de sistemas operacionais que contribuíram para o desenvolvimento do software. Os tipos de

Leia mais

A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC

A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC O AMBIENTE OPERACIONAL QUE AGREGA A CONFIABILIDADE E O SUPORTE DA ITAUTEC À SEGURANÇA E À PERFORMANCE DO LINUX O LIBRIX É UMA DISTRIBUIÇÃO PROFISSIONAL LINUX

Leia mais

DESCRIÇÃO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA

DESCRIÇÃO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA DESCRIÇÃO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA Laboratório 1 FACI II 56,98 0,60 1,04 Pro, Microsoft Office 2013, Foxit PDF, Antivírus, Compactador de arquivos, NetBeans, versão 8.0, My SQL 5.0, SQL Server 2013

Leia mais

MODULO II - HARDWARE

MODULO II - HARDWARE MODULO II - HARDWARE AULA 01 O Bit e o Byte Definições: Bit é a menor unidade de informação que circula dentro do sistema computacional. Byte é a representação de oito bits. Aplicações: Byte 1 0 1 0 0

Leia mais

Migração para Software Livre Administração da Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira

Migração para Software Livre Administração da Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira Migração para Software Livre Administração da Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira Valdir Barbosa valdir@adm.feis.unesp.br Outubro 2009 Agenda Motivação Objetivos Projeto Piloto /Treinamento Aplicativos

Leia mais

Sistema de Monitoramento Visual das Telas Gráficas das

Sistema de Monitoramento Visual das Telas Gráficas das 324 Sistema de Monitoramento Visual das Telas Gráficas das Estações Linux numa Rede LTSP Herlon Ayres Camargo 1, Joaquim Quinteiro Uchôa 2 1 Departamento de Desenvolvimento Educacional Escola Agrotécnica

Leia mais

Foz do Iguaçu PR Brasil luiz.baltazar@gmail.com, joao@barbosa.net.br, jorgeaikes@gmail.com

Foz do Iguaçu PR Brasil luiz.baltazar@gmail.com, joao@barbosa.net.br, jorgeaikes@gmail.com Análise de Desempenho e Viabilidade do Raspberry Pi como um Thin Client utilizando o Protocolo SPICE Luiz Alberto Alves Baltazar 1, João Paulo de Lima Barbosa 1, Jorge Aikes Junior 1 1 Curso de Ciência

Leia mais

PLANO DE AULA 1 AULA. 01. CURSO: Manutenção de Micro CARGA HORÁRIA: 4 Horas/Aula INSTRUTOR: DANILO BONTEMPO DE MELO ARAÚJO

PLANO DE AULA 1 AULA. 01. CURSO: Manutenção de Micro CARGA HORÁRIA: 4 Horas/Aula INSTRUTOR: DANILO BONTEMPO DE MELO ARAÚJO 1 AULA -Sensibilização e contextualização do programa -Apresentação do Professor e alunos -Apresentação do material didático -Apresentação dos métodos de avaliação -Contrato de Convivência - Gerar Interação

Leia mais

REQUISITOS MÍNIMOS HARDWARE E PERIFÉRICOS

REQUISITOS MÍNIMOS HARDWARE E PERIFÉRICOS REQUISITOS MÍNIMOS HARDWARE E PERIFÉRICOS Introdução Este documento oferece uma visão geral dos requerimentos e necessidades de infra-estrutura para a implantação dos produtos: Bematech Loja light, Bematech

Leia mais

GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA

GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA GERENCIAMENTO DE PROJETOS PRONIM, IMPLANTAÇÃO SQL SERVER GOVBR- UEM-MARINGA PREFEITURA MUNICIPAL DE PEROLA Cliente GOVBR, UEM-MARINGA / Prefeitura Municipal de PEROLA Data 10/09/2015 Versão 1.0 Objeto:

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Sistemas de Informação Prof. M.Sc. Diego Fernandes Emiliano Silva diego.femiliano@gmail.com Agenda Infraestrutura de TI Infraestrutura de TI: hardware Infraestrutura de TI: software Administração dos recursos

Leia mais

LEVANTAMENTO DE HARDWARES PARA O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE. Graphics

LEVANTAMENTO DE HARDWARES PARA O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE. Graphics LEVANTAMENTO DE HARDWARES PARA O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Sabe-se que para o desenvolvimento de software as empresas adotam computadores com um grande poder de processamento. Facilitando assim todo

Leia mais

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO : HARDWARE

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO : HARDWARE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS CATU TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO : HARDWARE Profª. Eneida Alves Rios A consideração

Leia mais

Curso Técnico de Nível Médio

Curso Técnico de Nível Médio Curso Técnico de Nível Médio Disciplina: Informática Básica 3. Software Prof. Ronaldo Software Formado por um conjunto de instruções (algoritmos) e suas representações para o

Leia mais

QUESTÕES COMENTADAS PROVAS DE INFORMÁTICA BANCO DO BRASIL

QUESTÕES COMENTADAS PROVAS DE INFORMÁTICA BANCO DO BRASIL QUESTÕES COMENTADAS PROVAS DE INFORMÁTICA BANCO DO BRASIL BANCO DO BRASIL (Aplicação: 07/10/2001) CARGO: ESCRITURÁRIO 1 C 2 C ::::... QUESTÃO 33...:::: Outro modo de realizar a mesma operação com sucesso

Leia mais

Software Profissional de Controlo de Acessos, Ponto & Assiduidade

Software Profissional de Controlo de Acessos, Ponto & Assiduidade Software Profissional de Controlo de Acessos, Ponto & Assiduidade BIOSOFT O Biosoft é o software de Controlo de Acessos e Assiduidade baseado na nova geração de conectividade IP e segurança biométrica.

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática. Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos

FTIN Formação Técnica em Informática. Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos FTIN Formação Técnica em Informática Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos Aula 01 SISTEMA OPERACIONAL PROPRIETÁRIO WINDOWS Competências do Módulo Instalação e configuração do

Leia mais

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA Introdução a microinformática William S. Rodrigues HARDWARE BÁSICO O hardware é a parte física do computador. Em complemento ao hardware, o software é a parte lógica, ou seja,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS INCUBADORA DE EMPREENDIMENTOS SOLIDÁRIOS PROJETO TELECENTROS COMUNITÁRIOS APPEL MICROSOFT LINUX GOOGLE É um controlador

Leia mais

MANUTENÇÃO DE MICRO. Mário Gomes de Oliveira

MANUTENÇÃO DE MICRO. Mário Gomes de Oliveira MANUTENÇÃO DE MICRO Mário Gomes de Oliveira 1 IRQ Pedido de atenção e de serviço feito à CPU, para notificar a CPU sobre a necessidade de tempo de processamento. 2 IRQ (Interrupt Request line ou Linha

Leia mais

Estrutura geral de um computador

Estrutura geral de um computador Estrutura geral de um computador Prof. Helio H. L. C. Monte-Alto Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu

Leia mais

MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução

MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução Autor Público Alvo Rodrigo Cristiano dos Santos Suporte Técnico, Consultoria e Desenvolvimento. Histórico Data 13/06/2012 Autor Rodrigo Cristiano Descrição

Leia mais

O relacionamento direto com o cliente, respeito mútuo, responsabilidade, flexibilidade e adaptabilidade são os principais valores da Infolux.

O relacionamento direto com o cliente, respeito mútuo, responsabilidade, flexibilidade e adaptabilidade são os principais valores da Infolux. A NOSSA HISTÓRIA A Infolux Informática possui seu foco de atuação voltado para o mercado corporativo, auxiliando micro, pequenas e médias empresas na tarefa de extrair o máximo de benefícios com investimentos

Leia mais

LINHA CRIATIVA, Informática & Soluções PORTFOLIO

LINHA CRIATIVA, Informática & Soluções PORTFOLIO LINHA CRIATIVA, Informática & Soluções PORTFOLIO 2015 A LINHA CRIATIVA é uma solução de TI focada em produtos inteligentes e simples, actuando no sector de empresas de médio e pequeno porte, nas áreas

Leia mais

Cronograma Introdução ao Sistema Operacional Linux

Cronograma Introdução ao Sistema Operacional Linux Cronograma Introdução ao Sistema Operacional Linux?? Distribuições? Linux Hoje? Características do Linux Marcelo Cohen João Batista Oliveira?? Serviços de Rede e Segurança? Interface Gráfica? Demonstrações!?

Leia mais

Softwares de Sistemas e de Aplicação

Softwares de Sistemas e de Aplicação Fundamentos dos Sistemas de Informação Softwares de Sistemas e de Aplicação Profª. Esp. Milena Resende - milenaresende@fimes.edu.br Visão Geral de Software O que é um software? Qual a função do software?

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Sumário 1. Sobre este documento... 3 2. Suporte técnico... 3 3. Requisitos de hardware... 4 3.1. Estação... 4 3.2. Servidor... 4 4. Instalação... 5 4.1. Instalação no servidor... 5

Leia mais

Hardware 2. O Gabinete. Unidades Derivadas do BYTE. 1 KB = Kilobyte = 1024B = 2 10 B. 1 MB = Megabyte = 1024KB = 2 20 B

Hardware 2. O Gabinete. Unidades Derivadas do BYTE. 1 KB = Kilobyte = 1024B = 2 10 B. 1 MB = Megabyte = 1024KB = 2 20 B 1 2 MODULO II - HARDWARE AULA 01 OBiteoByte Byte 3 Definições: Bit é a menor unidade de informação que circula dentro do sistema computacional. Byte é a representação de oito bits. 4 Aplicações: Byte 1

Leia mais

A Utilização de software livre e terminais leves como colaboração a redução de lixo eletrônico. Um estudo de caso.

A Utilização de software livre e terminais leves como colaboração a redução de lixo eletrônico. Um estudo de caso. A Utilização de software livre e terminais leves como colaboração a redução de lixo eletrônico. Um estudo de caso. Karina Buttignon, Jonhson de Tarso Silva, Vanessa Cristhina Gatto Chimendes 1 Faculdade

Leia mais

Faculdades Senac Pelotas

Faculdades Senac Pelotas Faculdades Senac Pelotas Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Introdução a informática Alunos Daniel Ferreira, Ícaro T. Vieira, Licurgo Nunes Atividade 4 Tipos de Arquivos Sumário 1 Tipos

Leia mais

Projeto: Implantação de Sistema Objetivo

Projeto: Implantação de Sistema Objetivo Projeto: Implantação de Sistema Objetivo Permitir ao aluno o contato com sistemas de informação gerenciais e com algumas fases de implantação de sistemas, como, análise do sistema, definição da matriz

Leia mais

Material 5 Administração de Recursos de HW e SW. Prof. Edson Ceroni

Material 5 Administração de Recursos de HW e SW. Prof. Edson Ceroni Material 5 Administração de Recursos de HW e SW Prof. Edson Ceroni Desafios para a Administração Centralização X Descentralização Operação interna x Outsourcing Hardware Hardware de um Computador Armazenamento

Leia mais

Introdução aos Computadores

Introdução aos Computadores Os Computadores revolucionaram as formas de processamento de Informação pela sua capacidade de tratar grandes quantidades de dados em curto espaço de tempo. Nos anos 60-80 os computadores eram máquinas

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DA GESTÃO OPERACIONAL DE PEQUENA E MÉDIA PLATAFORMA COM EFICIÊNCIA E BAIXO CUSTO

IMPLEMENTAÇÃO DA GESTÃO OPERACIONAL DE PEQUENA E MÉDIA PLATAFORMA COM EFICIÊNCIA E BAIXO CUSTO IMPLEMENTAÇÃO DA GESTÃO OPERACIONAL DE PEQUENA E MÉDIA PLATAFORMA COM EFICIÊNCIA E BAIXO CUSTO Flávio Luis de Oliveira (flavio@celepar.pr.gov.br) Helio Hamilton Sartorato (helio@celepar.pr.gov.br) Yuri

Leia mais

Laboratório de Sistemas e Redes. Nota sobre a Utilização do Laboratório

Laboratório de Sistemas e Redes. Nota sobre a Utilização do Laboratório Nota sobre a Utilização do Laboratório 1. Introdução O laboratório de Sistemas e Redes foi criado com o objectivo de fornecer um complemento prático de qualidade ao ensino das cadeiras do ramo Sistemas

Leia mais

Computador = Hardware + Dados

Computador = Hardware + Dados Computador = Hardware + Dados Jorge Fernandes (jorgehcfernandes@uol.com.br) Janeiro de 2004 Conteúdo Computador = Hardware + Dados O Hardware e seus Componentes Dispositivos de Entrada/Saída Unidade Central

Leia mais

ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM WINDOWS. IsmaelSouzaAraujo

ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM WINDOWS. IsmaelSouzaAraujo ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM WINDOWS IsmaelSouzaAraujo INFORMAÇÃOECOMUNICAÇÃO Autor Ismael Souza Araujo Pós-graduado em Gerência de Projetos PMBOK UNICESP, graduado em Tecnologia em Segurança da Informação

Leia mais

Aula 2 Conceitos de Tecnologia da Informação

Aula 2 Conceitos de Tecnologia da Informação Informática 0 Aula 2 Prof. Leonardo R. de Oliveira Leonardo@Unicamp.br Roteiro: Hardware Software Organização de Dados Telecomunicações TI Exercício Bibliografia: STAIR, Ralph. Princípios de Sistemas de

Leia mais

Escolhendo o Hardware para o Windows Small Business Server 2003

Escolhendo o Hardware para o Windows Small Business Server 2003 Escolhendo o Hardware para o Windows Small Business Server 2003 Comprar o computador correto pode tornar sua pequena rede corporativa rápida, permitir que ela funcione sem problemas e preparar sua empresa

Leia mais

Tabela de Preços. 10 - Computador com tela preta ou azul = R$ 110 / R$ 180 (problemas de software)

Tabela de Preços. 10 - Computador com tela preta ou azul = R$ 110 / R$ 180 (problemas de software) Tabela de Preços DETALHES DOS SERVIÇOS MAIS COMUNS PC WINDOWS 01 - Laudo técnico/diagnóstico = R$ 50 02 - Troca de fonte: R$110 + peça 03 - Super-aquecimento = R$110 04 - Configuração wireless = R$ 110

Leia mais