Resultado da Avaliação final em Orientação ao preenchimento da avaliação das aulas semanais. O que é o Espiritismo? Parte 1 (Trilogia)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Resultado da Avaliação final em Orientação ao preenchimento da avaliação das aulas semanais. O que é o Espiritismo? Parte 1 (Trilogia)"

Transcrição

1 Aula Inaugural Resultado da Avaliação final em 22. Orientação ao preenchimento da avaliação das aulas semanais. O que é o Espiritismo? Parte 1 (Trilogia) 13/14-jan Participante regular do COEM? SIM NÃO 38 92,7% 1

2 2. O que lhe trouxe ao COEM? DOR CURIOSI- DADE CONSULTA ESTUDO 09 18,7% 6,3% 08 16,7% 28 58,3% 3. Do ano 22, % de aulas assistidas? 5% à 25% 26% à 50% 51% à 75% 76% à 100% 06 14,0% 2,3% 11,6% 10 23,3% Pimeira Vez 21 48,8% 2

3 4. Avalie as aulas quanto Ótimo Bom Reg Ruim Não sei Branco Aos recursos didáticos usados (projetor, texto) 34 82,9% Ao método usado (aulas expositivas, filmes, estudo de grupo) 31 75,6% 04 9,8% À seqüência do conteúdo 33 80,5% 4. Avalie as aulas quanto 3

4 5. A seqüência dos assuntos facilitou a sua aprendizagem? Sim 41 Não respondeu-7 / Não sabe explicar -3 De fácil esclarecimento -2 / Tirou dúvidas -3 Desperta interesse pelo assunto-1 / Mais ânimo p/ pesquisar e conhecer mais-1 / Comhecimento prévio de assuntos de base-1 / Conscientização de mais estudo-1 Conhecimento prévio de assuntos de base-1 5. A seqüência dos assuntos facilitou a sua aprendizagem? Sim 40 Só teve dificuldade c/ o livro Mecanismos da Mediunidade-1 Facilitou o exercício da mediunidade Melhorou o aprendizado-14 A sequência é lógica-13 Monitores capacitados-1 4

5 6. A linguagem e técnica facilitaram sua aprendizagem? Sim 41 Não respondeu-7 / Não sabe explicar -3 As imagens fixam melhor o conteúdo Pela aplicação de recursos com slides e filmes / material de qualidade do conteúdo ao didático O fórum ajudou na interação com os demais Linguagem em concordância às pesquisas / linguagem mais explicativas p/ leigos-2 6. A linguagem e técnica facilitaram sua aprendizagem? Sim 41 Permite fazer perguntas / pelo diálogo se chega ao esclarecimento-2 Pela repetição Simplicidade e objetividade-13 / Pela clareza-8 / As explicações são bem claras e positivas-4 5

6 7. As técnicas empregadas na transmissão do conteúdo auxiliaram na compreensão? Sim 39 / Branco 2 Não respondeu-15 / Não sabe explicar-1 / Não tem como opinar-1 / Nada a acrescentar-1 Tornar mais clara a compreensão / Aliar teoria e prática / Melhorar tudo e sempre-2 / acompanhar conhecimentos pela FEB Uso de filmes e trabalhos de exposição / Mais apresentações e slides / 7. As técnicas empregadas na transmissão do conteúdo auxiliaram na compreensão? Introdução do estudo do livro permitiu interação e compromisso / mais debates e maior tempo nos fóruns Estudar mais em grupos / mais atividades em grupo / mais dinâmicas Mais paciência com novatos e leigos / Explicando mais e perdendo menos tempo em só escutar os assuntos dos alunos / Muitas aulas ficam dúvidas 6

7 7. As técnicas empregadas na transmissão do conteúdo auxiliaram na compreensão? Só depende da vontade, perseverança e estudo contínuo / As aulas são maravilhosas Está bom do jeito que está-5 8. O que você mudaria p/ melhorar a compreensão dos temas apresentados? Nada-13 / Não sei-1 / Não respondeu-10 Explicação mais clara / Uso de termos mais simples / Melhoria contínua Acompanhar novos assuntos da FEB Indicação de livros e filmes relacionados aos conteúdos / mais filmes / aumentar o tempo Estudar mais / estudo de livro em grupo / expandir os assuntos 7

8 8. O que você mudaria p/ melhorar a compreensão dos temas apresentados? 10 de revisão no início da aula / 10 ao final das aulas para dúvidas Música ambiente para harmonização Dividir os grupos de fórum em dois domingos 9. Avalie a monitoria quanto a: Ótimo Bom Reg. Ruim Ñ Sei Branco Explicar de forma clara os conteúdos 30 73,2% Estar bem preparada no assunto 30 73,2% Ouvir dúvidas durante e após as aulas 27 65,9% 04 9,8% 2,7% 8

9 9. Avalie a monitoria quanto a: Ótimo Bom Reg. Ruim Ñ Sei Branco Esclarecer dúvidas durante e após as aulas 27 65,9% 04 9,8% 08 19,5% Estar aberta a sugestões p/ estabelecer mudanças 24 58,5% 07 17,1% Ressaltar o conteúdo 30 importante p/ o entendimento da mediunidade 73,2% 9. Avalie a monitoria quanto a: Ótimo Bom Reg. Ruim Ñ Sei Branco Incentivar a participação dos alunos nas aulas 32 78,0% 04 9,8% Ter um estilo simples no apresentar as aulas 29 70,7% Ter um modo esclarecedor em suas aulas 30 73,2% 9

10 9. Avalie a monitoria quanto a: Ótimo Bom Reg. Ruim Ñ Sei Branco Ser entusiasmada pelo assunto que repassa 30 73,2% Despertar SEU interesse por estudos avançados 25 61,0% 10 24,4% 04 9,8% 9. Avalie a monitoria quanto a: 10

11 10. Avalie a SUA participação quanto Ótimo Bom Reg. Ruim Ñ Sei Branco Ao seu interesse pelo conteúdo das aulas 23 56,1% 10 24,4% 08 A sua participação nos estudos e questionamen-tos sugeridos p/monitoria 11 26,8% 12 29,3% 12 29,3% 10. Avalie a SUA participação quanto Ótimo Bom Reg. Ruim Ñ Sei Branco Ao seu estudo do tema antes da aula 10 24,4% 16 39,0% 06 14,6% 07 17,1% A sua leitura de obras complementares 14 34,1% 12 29,3% 08 19,5% 06 14,6% A sua avaliação semanal das aulas 12 29,3% 11 26,8% 08 19,5% 11

12 10. Avalie a SUA participação quanto 11. O que você tem feito para melhorar a sua aprendizagem? Não respondeu-2 / Nada ou quase nada-5 Dedicação aos estudos / Estudando qdo tem tempo Maior assiduidade às aulas / anotando dúvidas / perguntando após a aula / ser mais corajosa 12

13 11. O que você tem feito para melhorar a sua aprendizagem? Auto-análise Ler mais-12 / estudando mais-10 / ler obras doutrionárias-5 Estudando e ministrando aulas 12. As aulas ajudam em sua vida pessoal? ( 41) Sim ( ) Não Não responde-3 Esclarecendo dúvidas sobre a mediunidade-5 Mais confiante e melhorando a expressão-3 Melhor compreensão de Deus e a relação com o próximo-3 Aceitação das críticas-1 Exercício do amor ao próximo-5 13

14 12. As aulas ajudam em sua vida pessoal? ( 41) Sim ( ) Não Ajudar na minha atitude como cristão- Pelo esclarecimento-3 / pelo uso da música-1 / mais equilíbro Os ensinamentos auxiliam bastante-6 Auxilia no conhecimento de si próprio-7 Melhora a compreensão de como enfrentar as provas diárias O que você gostaria de falar sobre o COEM e não teve oportunidade? Não respondeu-13 / nada-5 Parabéns pela perseverança / Muito organizado-2 / vídeo,aulas e filmes muito bons Ajuda no auto-conhecimento e à melhoria-2 / bem atualizado, é sempre bom assistir às aulas Não gostaria de fazer o fórum / livro Mec. Da Mediunidade foi muiot difícil / Fórum de dois livros 14

15 13. O que você gostaria de falar sobre o COEM e não teve oportunidade? Todos deveriam receber a programação anual / entregar pequeno resumo das aulas anteriores O coem é o antídoto para a minha mediunidade desde 18 anos atrás Monitores estudem mais / evitar palavras de difícil compreensão Ser médium ostensiva e não ter tido ainda oportunidade de frequentar reunião mediúnica Só elogios-6 / agradecimento à equipe Quais temas você gostaria que fosse abordado no COEM? Não respondeu-23 Mediunidade, oportunidade de relatar as experiências pessoais Sexualidade / Reencarnação e homosexualidade Os exilados de Capela Transição planetária-2 / Papel dos médiuns na transição planetária 15

16 14. Quais temas você gostaria que fosse abordado no COEM? Eutanásia-2 / Cremação Nascimento / A Família / Aborto-2 Obsessão-2 / Reforma Íntima As informações do mundo espiritual Dificuldades de aprendizado Planeta chupão Avaliação de Aula do COEM ALEX Monitor1: ISLANITA Monitor2: ALICE Monitor3: Data: / / Quando o Monitor está ensinando: Péssimo Ruim Regular Bom Ótimo Não Sei 1. Explica de forma clara 2. Está bem preparado 3. Destaca o que é mais importante / / 1 16

17 Quando o Monitor está ensinando: Péssimo Ruim Regular Bom Ótimo Não Sei 4. Incentiva a participação de todos 5. Permite que todos tirem dúvidas 6. Deixa que todos falem suas experiências e conhecimentos 7. Apresenta a aula de forma interessante 8 É entusiasmado pelo assunto que ensina O QUE PODE SER MUDADO? COMENTÁRIOS E SUGESTÕES TRILOGIA Palestra em 08//98, editado em 1999: Allan Kardec - Trabalho, Solidariedade e Tolerância Joanna de Ângelis Espiritizar, Qualificar e Humanizar 17

18 TRILOGIA ESPIRITIZAR Adquirir a Consciência Espírita Como? Adotar a DE e não ser adotado pela DE De que maneira? Trabalhador freqüentador - O que fazer? QUALIFICAR TRILOGIA Conhecer para fazer melhor Conhecer o quê? O que merece ser feito, merece ser bem feito O que merece ser feito? 18

19 HUMANIZAR TRILOGIA O que é HUMANIZAÇÃO? Alteridade Afetividade Solidariedade Tolerância PRÓXIMA AULA O QUE É ESPIRITISMO? O que é Espiritismo O Livro dos Espíritos Revista O Reformador Apostila E.P.M. Programa-I 19

É o conjunto de princípios e leis, revelados pelos Espíritos Superiores, contidos nas obras de Allan Kardec que constituem a Codificação Espírita.

É o conjunto de princípios e leis, revelados pelos Espíritos Superiores, contidos nas obras de Allan Kardec que constituem a Codificação Espírita. 1 2 É o conjunto de princípios e leis, revelados pelos Espíritos Superiores, contidos nas obras de Allan Kardec que constituem a Codificação Espírita. O Espiritismo é uma ciência que trata da natureza,

Leia mais

Seminário: Qualidade na Prática Mediúnica

Seminário: Qualidade na Prática Mediúnica 1 Atividade Integrativa A VISÃO DE QUALIDADE DE ALLAN KARDEC QUALIDADE DE OBJETIVOS A primeira de todas as condições das reuniões instrutivas é que sejam sérias. (...) Uma reunião só é verdadeiramente

Leia mais

Colégio Nossa Senhora da Piedade

Colégio Nossa Senhora da Piedade Colégio Nossa Senhora da Piedade Dados de identificação: Curso: Ensino Fundamental II Série: 6 Ano Professora: Denise dos Santos Silva Rocha Disciplina: Ensino Religioso Ano: 2016. Plano de curso 1-Objetivo

Leia mais

AVALIAÇÃO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE TECNÓLOGO EM GESTÃO DA QUALIDADE 2011/1

AVALIAÇÃO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE TECNÓLOGO EM GESTÃO DA QUALIDADE 2011/1 AVALIAÇÃO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE TECNÓLOGO EM GESTÃO DA QUALIDADE 2011/1 I - ORGANIZAÇÃO DA DISCIPLINA AVALIAÇÃO ORGANIZAÇÃO DA DISCIPLINA Relação conteúdo com a formação profissional Relação conteúdo

Leia mais

1ª AVALIAÇÃO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PSICOLOGIA 2010/1

1ª AVALIAÇÃO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PSICOLOGIA 2010/1 1ª AVALIAÇÃO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PSICOLOGIA 2010/1 I - ORGANIZAÇÃO DA DISCIPLINA AVALIAÇÃO ORGANIZAÇÃO DA DISCIPLINA Relação conteúdo com a formação profissional Relação conteúdo com o mercado

Leia mais

O Estudo na Casa Espírita

O Estudo na Casa Espírita O Estudo na Casa Espírita Rose Mary Grebe Quando ingressamos no Espiritismo, muitas vezes não entendemos algumas situações. Vamos a uma determinada casa e percebemos o grande enfoque à Mediunidade, em

Leia mais

III Encontro Nacional de Coordenadores de ESDE

III Encontro Nacional de Coordenadores de ESDE III Encontro Nacional de Coordenadores de ESDE Critérios para Seleção de Expositores e de Bibliografias para Cursos de Capacitação de Coordenador e Monitor do ESDE Um curso regular de Espiritismo seria

Leia mais

CURSO DE EDUCAÇÃO DE TRÂNSITO RELATÓRIO DE ATIVIDADES CONSOLIDADO

CURSO DE EDUCAÇÃO DE TRÂNSITO RELATÓRIO DE ATIVIDADES CONSOLIDADO CURSO DE EDUCAÇÃO DE TRÂNSITO RELATÓRIO DE ATIVIDADES CONSOLIDADO PORTO ALEGRE/RS Realização: 13 a 1 de outubro de 2010. RELATÓRIO CONSOLIDADO Página 1 de 28/12/2010 1. Dados gerais Município sede Porto

Leia mais

Especialização em Sistemas de Informação com ênfase em Internet. Distância na UFRJ. Curso eisexpert. Maria Teresa Gouvêa. 27 de outubro de 2009

Especialização em Sistemas de Informação com ênfase em Internet. Distância na UFRJ. Curso eisexpert. Maria Teresa Gouvêa. 27 de outubro de 2009 Especialização em Sistemas de Informação com ênfase em Internet III Seminário de Educação a Distância na UFRJ Curso eisexpert Maria Teresa Gouvêa 27 de outubro de 2009 Curso eisexpert Capacitar profissionais

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO DE PESSOAS DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO DE PESSOAS DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO AVALIAÇÃO DE REAÇÃO TREINAMENTO IN COMPANY v.14.10.2014 Curso: Inteligência Emocional e Influências Instrutor: José Eduardo Pinto Ribeiro Empresa: Integração Local: Campus Santo André Bloco B S. 407 Turma

Leia mais

Reunião Mediúnica Organização e Funcionamento. Denise Luiza Marlene Barros Meg Barros. Objetivo da Aula

Reunião Mediúnica Organização e Funcionamento. Denise Luiza Marlene Barros Meg Barros. Objetivo da Aula Organização e Funcionamento Denise Luiza Marlene Barros Meg Barros Objetivo da Aula Identificar a Organização e Funcionamento da do NEAS 1 1 - Podemos realizar reuniões mediúnicas fora do Centro Espírita?

Leia mais

Expectativas do evento. 1 - Expectativas do evento

Expectativas do evento. 1 - Expectativas do evento I Workshop Internacional de Biometeorologia AVALIAÇÃO PARTICIPANTES - 89 FICHAS 1 - Expectativas do evento Plenamente Atendidas 65 Parcialmente Atendidas 24 Não Atendidas 0 Expectativas do evento 27% 73%

Leia mais

Etapas de realização da reunião mediúnica

Etapas de realização da reunião mediúnica FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Mediunidade: Estudo e Prática Programa 2 Módulo I A prática mediúnica na casa espírita Etapas de realização da reunião mediúnica Tema 2 O que define o êxito de uma atividade

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA COORDENADORIA DE ESTUDOS SISTEMATIZADOS DA DOUTRINA ESPÍRITA - CESDE

REGIMENTO INTERNO DA COORDENADORIA DE ESTUDOS SISTEMATIZADOS DA DOUTRINA ESPÍRITA - CESDE REGIMENTO INTERNO DA COORDENADORIA DE ESTUDOS SISTEMATIZADOS DA DOUTRINA ESPÍRITA - CESDE Espíritas! Amai-vos, este o primeiro ensinamento; Instruí-vos, este o segundo. O Espírito de Verdade (ESE Cap.

Leia mais

Relatório de Avaliação do Curso Sensoriamento Remoto e dos Processos de Formação da Precipitação

Relatório de Avaliação do Curso Sensoriamento Remoto e dos Processos de Formação da Precipitação Relatório de Avaliação do Curso Sensoriamento Remoto e dos Processos de Formação da Precipitação Com 110 alunos inscritos, o curso originalmente previsto para o auditório da FUNCEME, foi transferido para

Leia mais

CURSO DE ANÁLISE DE RECURSOS DE INFRAÇÃO DE TRÂNSITO RELATÓRIO DE ATIVIDADES CONSOLIDADO

CURSO DE ANÁLISE DE RECURSOS DE INFRAÇÃO DE TRÂNSITO RELATÓRIO DE ATIVIDADES CONSOLIDADO CURSO DE ANÁLISE DE RECURSOS DE INFRAÇÃO DE TRÂNSITO RELATÓRIO DE ATIVIDADES CONSOLIDADO PORTO ALEGRE/RS Realização: 1 a 18 de novembro de 2010. RELATÓRIO CONSOLIDADO Página 1 de 28/12/2010 1. Dados gerais

Leia mais

PROGRAMA BÁSICO DA DOUTRINA ESPÍRITA SEMP -2017

PROGRAMA BÁSICO DA DOUTRINA ESPÍRITA SEMP -2017 PROGRAMA BÁSICO DA DOUTRINA ESPÍRITA SEMP -2017 COORDENADORES Carlos Massucci Fernanda Chueire Luiz Arthur Chagas Nicole Ventura FICHAS DE INSCRIÇÃO Sociedade Espírita Os Mensageiros da Paz Fundada em

Leia mais

Seminário: Atendimento Fraterno

Seminário: Atendimento Fraterno 1 Atividade Integrativa Aprenda a ouvir. Escutar para socorrer é arte valiosa. Favoreça o narrador com a expressão do seu interesse... Acompanhe a exposição, participando com emoção. Você não poderá solucionar

Leia mais

1ª edição Projeto Timóteo Como Pregar Mensagens Bíblicas Apostila do Orientador

1ª edição Projeto Timóteo Como Pregar Mensagens Bíblicas Apostila do Orientador Como Pregar Mensagens Bíblicas Projeto Timóteo Apostila do Orientador Como Pregar Mensagens Bíblicas Projeto Timóteo Coordenador do Projeto Dr. John Barry Dyer Equipe Pedagógica Marivete Zanoni Kunz Tereza

Leia mais

QUEM SOMOS NÓS. CONSEQUENCIAS DOS VICIOS, DEFEITOS E VIRTUDES C.E.S. JOVEM

QUEM SOMOS NÓS. CONSEQUENCIAS DOS VICIOS, DEFEITOS E VIRTUDES C.E.S. JOVEM QUEM SOMOS NÓS. CONSEQUENCIAS DOS VICIOS, DEFEITOS E VIRTUDES C.E.S. JOVEM ESTUDOS E DISSERTAÇÕES EM TORNO DOS LIVROS BÁSICOS DA DOUTRINA DOS ESPÍRITOS C.E.S. DEDICATÓRIA DEDICAMOS ESTA OBRA, PARA AQUELE

Leia mais

RESULTADO DA AVALIAÇÃO REALIZADA PELOS ALUNOS DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

RESULTADO DA AVALIAÇÃO REALIZADA PELOS ALUNOS DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS RESULTADO DA AVALIAÇÃO REALIZADA PELOS ALUNOS DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Palestra: ÁGUA E GESTÃO: REFLETINDO SOBRE O NOVO CENÁRIO Palestrantes: Gladys Nunes; Micheline Savignon; Rodrigo Ismael Lacerda Data:

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA INSERÇÃO DE NOVOS METÓDOS DE ENSINO NO AUXILIO DA APRENDIZAGEM APLICADO NA MONITORIA

A IMPORTÂNCIA DA INSERÇÃO DE NOVOS METÓDOS DE ENSINO NO AUXILIO DA APRENDIZAGEM APLICADO NA MONITORIA A IMPORTÂNCIA DA INSERÇÃO DE NOVOS METÓDOS DE ENSINO NO AUXILIO DA APRENDIZAGEM APLICADO NA MONITORIA Breno da Costa Lourenço 1 (bolsista); Fernanda Flávia da Silva Félix 2 (bolsista); Rodrigo Santana

Leia mais

A Atividade de Atendimento Fraterno Pelo Diálogo Vinde a mim todos vós que estais aflitos e sobrecarregados, que eu vos aliviarei.

A Atividade de Atendimento Fraterno Pelo Diálogo Vinde a mim todos vós que estais aflitos e sobrecarregados, que eu vos aliviarei. A Atividade de Atendimento Fraterno Pelo Diálogo Vinde a mim todos vós que estais aflitos e sobrecarregados, que eu vos aliviarei. (Jesus - Mateus 11: 28) Objetivo: Conhecer a atividade do Atendimento

Leia mais

Relatório da Avaliação de Disciplinas ESADE CPA Tecnólogo em Logística

Relatório da Avaliação de Disciplinas ESADE CPA Tecnólogo em Logística Rua General Vitorino, 25, Porto Alegre, RS, 90020-171 Fone/Fax (51) 3254-1111 esade@esade.com.br Relatório da Avaliação de Disciplinas ESADE CPA 2010.2 Tecnólogo em Logística Data da Avaliação: 7/12/2010

Leia mais

PROGRAMA DO CURSO DE DOUTRINA INTRODUTÓRIO

PROGRAMA DO CURSO DE DOUTRINA INTRODUTÓRIO LIVRO DE PREPARO: Sinal Verde André Luiz/Chico Xavier Aula 1 Integração: Promover o acolhimento e a integração dos alunos Apresentar do Programa Aula 2 O que é o Centro Espírita Apresentar o Centro Espírita

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO DE PESSOAS DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO DE PESSOAS DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO AVALIAÇÃO DE REAÇÃO TREINAMENTO IN COMPANY v.14.10.2014 Curso: Relacionamento com os clientes Instrutor: Solange Aparecida Melo Garcia Lima Empresa: Integração Local: Campus Santo André Bloco B S. 407

Leia mais

Sejam Muito Bem-Vindos!!! Saiba Como Aumentar as Suas Conversões com Passos Simples

Sejam Muito Bem-Vindos!!! Saiba Como Aumentar as Suas Conversões com Passos Simples Sejam Muito Bem-Vindos!!! Saiba Como Aumentar as Suas Conversões com Passos Simples FOCO NO CLIENTE # O foco no cliente ajuda você a atingir as suas metas. # Descubra o que os clientes querem e ofereça

Leia mais

CURSO DE INSTRUTORES I UNIDADE 04

CURSO DE INSTRUTORES I UNIDADE 04 CURSO DE INSTRUTORES I UNIDADE 04 4. Como Responder Perguntas 4.1. Grupo resposta 4.1.1. O que é É uma filosofia de trabalho em que um grupo de estudantes da Doutrina Espírita se propõe a responder perguntas

Leia mais

PROJETO LIBRAS. 1. TÍTULO Curso de Formação Continuada em Língua Brasileira de Sinais:

PROJETO LIBRAS. 1. TÍTULO Curso de Formação Continuada em Língua Brasileira de Sinais: 3 PROJETO LIBRAS 1. TÍTULO Curso de Formação Continuada em Língua Brasileira de Sinais: 2. NATUREZA DO PROJETO Curso de Extensão 3. IDENTIFICAÇÃO DO PROPONENTE Professor Sérgio Vaz Mendes 4. ÁREA RESPONSÁVEL

Leia mais

Atividades Básicas no Centro Espírita

Atividades Básicas no Centro Espírita Atividades Básicas no Centro Espírita Pessoas/ Espíritos Estudo Prática Divulgação Desejos Necessidades Expectativas Atendimento Serviços Centro Espírita CFN/FEB-Perri Conceptos, Funciones y Actividades

Leia mais

CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA

CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA AULA 31 Fluxo CAD/ATE e CAD/PET 1 Significado das siglas ATE ATendimento Espiritual CAD Centro de Atendimento à Desobsessão PET Programa de Evangelização do Trabalhador 2 FICHA

Leia mais

Avaliação da Pesquisa Criança É Vida Relatório de Pesquisa. Fevereiro de 2016

Avaliação da Pesquisa Criança É Vida Relatório de Pesquisa. Fevereiro de 2016 Avaliação da Pesquisa Criança É Vida 2015 Relatório de Pesquisa Fevereiro de 2016 Introdução As equipes do Instituto Criança É Vida capacitam educadores e outros funcionários de instituições, além de voluntários

Leia mais

Fontes consultadas. Entrevistas Reformador Obras básicas A viagem 1868 Obras póstumas Espiritismo em movimento (DA) Socorro Sousa - Ceará

Fontes consultadas. Entrevistas Reformador Obras básicas A viagem 1868 Obras póstumas Espiritismo em movimento (DA) Socorro Sousa - Ceará Fontes consultadas Entrevistas Reformador Obras básicas A viagem 1868 Obras póstumas Espiritismo em movimento (DA) Conversando com a obra central Portanto, para conhecer essas leis é preciso estudar as

Leia mais

A Criança e o Livro dos Espíritos. Aula Sóllon de Evangelização Infantil da UEM

A Criança e o Livro dos Espíritos. Aula Sóllon de Evangelização Infantil da UEM A Criança e o Livro dos Espíritos Aula Sóllon de Evangelização Infantil da UEM O que é Evangelizar? Levar o Evangelho a; Anunciar a Boa Nova; (https://www.priberam.pt) Evangelizando é alguém a quem foi

Leia mais

CURSO FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS

CURSO FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS CURSO FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS PLANO DE CURSO CONTEUDISTA: Lúcio Flávio Ferraz Auditor Federal de Controle Externo do TCU Sumário 1. INFORMAÇÕES GERAIS... 2 2. EMENTA... 2 3.

Leia mais

Maio de Relatório de Avaliação do Workshop Estratégias de Estudo. Ano Letivo 2011/2012. Gabinete de Apoio ao Tutorado

Maio de Relatório de Avaliação do Workshop Estratégias de Estudo. Ano Letivo 2011/2012. Gabinete de Apoio ao Tutorado Maio de 2012 Relatório de Avaliação do Workshop Estratégias de Estudo Ano Letivo 2011/2012 Gabinete de Apoio ao Tutorado ÍNDICE 1. Introdução... 3 2. Avaliação Workshop Estratégias de Estudo - 2011/2012...

Leia mais

Grupos de Estudos 2015 VISÃO GERAL

Grupos de Estudos 2015 VISÃO GERAL Grupos de Estudos 2015 VISÃO GERAL Dias e Horários: Domingos: 10h Segundas: 19h45 Terças: 20h Quartas: 14h Período: Domingos: 08/Fev a 06/Dez Segundas: 09/Fev a 07/Dez Terças: Quartas: 10/Fev a 08/Dez

Leia mais

CAPACITAÇÃO DA PLATAFORMA DE ENSINO ADAPTATIVO GEEKIE LAB PARCERIA SESI DN E GEEKIE

CAPACITAÇÃO DA PLATAFORMA DE ENSINO ADAPTATIVO GEEKIE LAB PARCERIA SESI DN E GEEKIE CAPACITAÇÃO DA PLATAFORMA DE ENSINO ADAPTATIVO GEEKIE LAB PARCERIA SESI DN E GEEKIE Objetivos a serem cumpridos: Capacitar responsáveis pedagógicos e técnicos dos Departamentos Regionais, bem como os responsáveis

Leia mais

Lembrança da Confraternização. Centro Espírita Alvorecer Cristão (CEAC) Final de ano (2011) e aniversário de 30 anos 16/12/2011

Lembrança da Confraternização. Centro Espírita Alvorecer Cristão (CEAC) Final de ano (2011) e aniversário de 30 anos 16/12/2011 Lembrança da Confraternização Centro Espírita Alvorecer Cristão (CEAC) Final de ano (2011) e aniversário de 30 anos 16/12/2011 2 Nosso Convite Na seqüência veja como foi a festa... 3 Preparação Nossa querida

Leia mais

Jornal América em Ação- Um projeto para um saber interdisciplinar

Jornal América em Ação- Um projeto para um saber interdisciplinar Jornal América em Ação- Um projeto para um saber interdisciplinar O presente artigo tem como objetivo relatar a experiência que está sendo desenvolvida na Escola Municipal de Ensino Fundamental América:

Leia mais

MANUAL DO REPRESENTANTE DE TURMA. Manual do Representante de turma - Faculdade da FUNLEC

MANUAL DO REPRESENTANTE DE TURMA. Manual do Representante de turma - Faculdade da FUNLEC MANUAL DO REPRESENTANTE DE TURMA 2017 Parabéns! Você foi eleito(a) representante de sua turma. O que demonstra o seu interesse em contribuir com os seus colegas e a Faculdade da FUNLEC. Para uma boa atuação,

Leia mais

VITOR HUGO BITTENCOURT DA SILVA PROJETO SOCIAL: REFORÇO ESCOLAR DE LÍNGUA PORTUGUESA RESPONSABILIDADE SOCIAL

VITOR HUGO BITTENCOURT DA SILVA PROJETO SOCIAL: REFORÇO ESCOLAR DE LÍNGUA PORTUGUESA RESPONSABILIDADE SOCIAL VITOR HUGO BITTENCOURT DA SILVA PROJETO SOCIAL: REFORÇO ESCOLAR DE LÍNGUA PORTUGUESA RESPONSABILIDADE SOCIAL Porto Alegre 2013 VITOR HUGO BITTENCOPURT DA SILVA PROJETO SOCIAL: REFORÇO ESCOLAR DE LÍNGUA

Leia mais

Curso Inovação em Sistemas de Gestão com uso de Métodos Estatísticos Módulo I

Curso Inovação em Sistemas de Gestão com uso de Métodos Estatísticos Módulo I Curso Inovação em Sistemas de Gestão com uso de Métodos Estatísticos Módulo I Indo além do Relatório Técnico ABNT ISO/TR 10017 Ampliando conhecimento, facilitando a tomada de decisões e melhorando o sistema

Leia mais

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 17 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 17 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 17 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) II CICLO B IDADES: 09/10 1. TEMA: As Obras da Codificação. PLANO DE AULA 2. OBJETIVO: As crianças

Leia mais

PRECE X EVANGELHO NO LAR. Apresentação disponível em

PRECE X EVANGELHO NO LAR. Apresentação disponível em PRECE X EVANGELHO NO LAR Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br PRECE A prece é a maneira pela qual as pessoas se comunicam com Deus. PRECE A prece ou oração é um dos modos de nos comunicar-mos

Leia mais

Instrumentos de. avaliação são. aprimorados

Instrumentos de. avaliação são. aprimorados Resultados da avaliação refletem aprimoramento do aluno ideal e do professor ideal Oficinas de Aprimoramento Pedagógico são oferecidas Uma cultura de avaliação é instaurada Instrumentos de avaliação são

Leia mais

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUiZ DE FORA (AME-JF) AULA N0 05. Departamento de Evangelização da Criança (DFC)

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUiZ DE FORA (AME-JF) AULA N0 05. Departamento de Evangelização da Criança (DFC) Este é um desenho de Moisés, segundo a imaginação de um artista, a fim de dar uma idéia de como seria a figura do ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUiZ DE FORA (AME-JF) AULA N0 05 Departamento de Evangelização

Leia mais

Palavras-chave: Ensino de Química; Contextualização; Laboratório de Química; Conceitos Científicos; Experimentação. 1. INTRODUÇÃO

Palavras-chave: Ensino de Química; Contextualização; Laboratório de Química; Conceitos Científicos; Experimentação. 1. INTRODUÇÃO A EXPERIMENTAÇÃO NO ENSINO DE QUÍMICA NUMA PERSPECTIVA PROBLEMATIZADORA E CONTEXTUALIZADA: UM AUXÍLIO NA CONSTRUÇÃO DE CONCEITOS CIENTÍFICOS NO ENSINO MÉDIO Márcia Valente de Brito Dantas 1* Lígia Maria

Leia mais

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Relatório Geral das Disciplinas

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Relatório Geral das Disciplinas AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Relatório Geral das Disciplinas FIPEL 1 semestre 2010 Comissão Própria de Avaliação - CPA 1 Coordenação de Avaliação Institucional - COGEAV Equipe Técnica / Elaboração do Relatório

Leia mais

A Exposição Doutrinária Como Meio de Divulgação da Doutrina Espírita.

A Exposição Doutrinária Como Meio de Divulgação da Doutrina Espírita. A Exposição Doutrinária Como Meio de Divulgação da Doutrina Espírita. Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br Elaborado pelo DEDO UME Santo Ângelo REFLEXÕES INICIAIS... POR QUE PREGAR... O

Leia mais

LEAX na 29ª feira do Livro de Passo Fundo/RS

LEAX na 29ª feira do Livro de Passo Fundo/RS LEAX na 29ª feira do Livro de Passo Fundo/RS A LEAX Livraria Espírita participa de 31 de outubro a 8 de novembro da 29ª Feira do Livro de Passo Fundo/RS. Promovida pela Associação dos Livreiros ALPF, a

Leia mais

Escola Municipal Pedro Costa de Menezes

Escola Municipal Pedro Costa de Menezes Universidade Federal de Goiás Faculdade de Educação Pesquisa Observatório da Educação Projeto: Desafios da Educação de Jovens Adultos integrada à Educção Profissional: identidades dos sujeitos, currículo

Leia mais

Atribuições do professor-tutor da Seed/PR

Atribuições do professor-tutor da Seed/PR GESTÃO EM FOCO Programa de Fortalecimento da Gestão Escolar Secretaria de Estado da Educação do Paraná Governo do Paraná Atribuições do professor-tutor da Seed/PR Pauta da Reunião a) Edital de seleção

Leia mais

guia básico COMO pequenas empresas podem fazer GRANDES NEGÓCIOS com o Facebook? Por Claudia Gasparini, Eliseu Barreira Junior e Thiago Costa

guia básico COMO pequenas empresas podem fazer GRANDES NEGÓCIOS com o Facebook? Por Claudia Gasparini, Eliseu Barreira Junior e Thiago Costa guia básico COMO pequenas empresas podem fazer GRANDES NEGÓCIOS com o Facebook? Por Claudia Gasparini, Eliseu Barreira Junior e Thiago Costa Das grandes multinacionais aos pequenos negócios... início início

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2012 Ensino Técnico Etec Monsenhor Antonio Magliano Código: 088 Município: Garça / SP EIXO Tecnológico: Ambiente, Saúde e Segurança Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio

Leia mais

Auto-Avaliação do Desempenho Discente da FACENE- 2011

Auto-Avaliação do Desempenho Discente da FACENE- 2011 Auto-Avaliação do Desempenho Discente da FACENE- 2011 Foram analisadas as respostas dos alunos da FACENE no período letivo 2011.1 e 2011.2, a um questionário estruturado, perfazendo um total de 358 alunos

Leia mais

Auto-avaliação do Desempenho Discente da FACENE

Auto-avaliação do Desempenho Discente da FACENE Auto-avaliação do Desempenho Discente da FACENE 2009.1 Foram analisadas as respostas dos alunos do P1 ao P8 da FACENE no período letivo 2009.1, a um questionário estruturado, perfazendo cerca de 626 alunos

Leia mais

A BRINCADEIRA AMARELINHA COMO MÉTODO DE ENSINO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL

A BRINCADEIRA AMARELINHA COMO MÉTODO DE ENSINO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL A BRINCADEIRA AMARELINHA COMO MÉTODO DE ENSINO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL Liliane A. LIMA 1 ; Miller M. SANCHES 2 ; Fabiana L. OLIVEIRA 3 RESUMO A educação não é apenas promover

Leia mais

UNIDADE 3 A MEDIUNIDADE E O MÉDIUM

UNIDADE 3 A MEDIUNIDADE E O MÉDIUM UNIDADE 3 A MEDIUNIDADE E O MÉDIUM AULA 20 Obsessão 1 2 Obsessão é a ação prejudicial, insistente, dominadora, de um Espírito sobre outro Therezinha Oliveira 3 Exercida por conta própria ou a mando de

Leia mais

Instituto Mestre Allan 09/2010

Instituto Mestre Allan 09/2010 Instituto Mestre Allan 09/2010 1 Bem estruturada Qualidade técnica e experiência do Mestre Professores qualificados Profissionalismo (citado várias vezes) Ambiente harmonioso, e instrutor competente (habilidade

Leia mais

CEIC Centro Espírita Ildefonso Correia. - Programa de Estudos Sistematizados INSTRUMENTO DA PAZ. Ecos da mensagem inesquecível de Francisco de Assis

CEIC Centro Espírita Ildefonso Correia. - Programa de Estudos Sistematizados INSTRUMENTO DA PAZ. Ecos da mensagem inesquecível de Francisco de Assis 1 CEIC Centro Espírita Ildefonso Correia - Programa de Estudos Sistematizados INSTRUMENTO DA PAZ Ecos da mensagem inesquecível de Francisco de Assis Annibale Carracci, 1560-1609 I - principal: CAMILO (Espírito),

Leia mais

CENTRO ESPÍRITA ILDEFONSO CORREIA. Programa de Estudos FAMÍLIA Baseado no livro: Vereda Familiar, de Thereza de Brito. BIBLIOGRAFIA 1º semestre

CENTRO ESPÍRITA ILDEFONSO CORREIA. Programa de Estudos FAMÍLIA Baseado no livro: Vereda Familiar, de Thereza de Brito. BIBLIOGRAFIA 1º semestre CENTRO ESPÍRITA ILDEFONSO CORREIA Programa de Estudos FAMÍLIA Baseado no livro: Vereda Familiar, de Thereza de Brito BIBLIOGRAFIA 1º semestre 1. As folias de Momo. Observar algumas características do carnaval;

Leia mais

Centro Espírita Ismênia de Jesus Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 2º Ciclo

Centro Espírita Ismênia de Jesus Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 2º Ciclo Centro Espírita Ismênia de Jesus Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 2º Ciclo Plano de Aula 11 Educadoras: Lívia, Cida e Marta. Dia: 27/04/2015 Horário: 20 às 21 h Título: Prece Definição,

Leia mais

ESTUDO SISTEMATIZADO: estudo metódico, gradativo, partindo dos conceitos e princípios mais simples para os mais complexos.

ESTUDO SISTEMATIZADO: estudo metódico, gradativo, partindo dos conceitos e princípios mais simples para os mais complexos. ESTUDO SISTEMATIZADO: estudo metódico, gradativo, partindo dos conceitos e princípios mais simples para os mais complexos. A FEB, por ocasião de seu centenário, em 27 de novembro de 1983, em reunião do

Leia mais

XI Encontro de Iniciação à Docência

XI Encontro de Iniciação à Docência 4CCADZMT1 IMPORTÂNCIA DA MONITORIA NA DISCIPLINA DE NUTRIÇÃO ANIMAL PARA O PROFISSIONAL ZOOTECNISTA Aldivan Rodrigues Alves (1), Ariosvaldo Nunes de Medeiros (2), Ludmila da Paz Gomes da Silva (3) Centro

Leia mais

Avaliação da disciplina de Análise Sensorial 2005/2006 pelos alunos (aulas leccionadas por João Noronha)

Avaliação da disciplina de Análise Sensorial 2005/2006 pelos alunos (aulas leccionadas por João Noronha) Realizado no dia 9 de Junho de 2006 antes da realização da frequência Foi solicitado aos alunos a indicação de três pontos negativos (obrigatórios) e de pontos positivos (facultativos Acho que o professor

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Mediunidade: Estudo e Prática Programa 1 Módulo I Fundamentos ao Estudo da Mediunidade

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Mediunidade: Estudo e Prática Programa 1 Módulo I Fundamentos ao Estudo da Mediunidade FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Mediunidade: Estudo e Prática Programa 1 Módulo I Fundamentos ao Estudo da Mediunidade Conceito espírita de passe Tipos de energias transmitidas no passe Mecanismos do passe

Leia mais

GRÁFICO 1: Estrutura geral e local de realização do I Seminário Temático de Planejamento Estratégico FONTE: CT&D/CPE/CPE

GRÁFICO 1: Estrutura geral e local de realização do I Seminário Temático de Planejamento Estratégico FONTE: CT&D/CPE/CPE GRÁFICO 1: Estrutura geral e local de realização do I Seminário Temático de Planejamento Estratégico FONTE: CT&D/CPE/CPE 1. Em adequação do auditório ao número de participantes 95% dos avaliadores consideraram

Leia mais

Apresentação dos cursos

Apresentação dos cursos Apresentação dos cursos Seguindo a tríade de nossa querida mentora, Joanna de Ângelis Espiritizar, Qualificar, Humanizar - o Grupo de Estudos Espíritas Vianna de Carvalho busca estimular a leitura das

Leia mais

RELAÇÃO DE CURSOS 2017

RELAÇÃO DE CURSOS 2017 RELAÇÃO DE CURSOS 2017 Os nossos cursos temáticos são destinados àqueles que querem estudar a língua inglesa de forma prática e divertida. O estudo de temas como cinema, cultura, culinária e até matemática

Leia mais

ESPIRITUALISMO = ESPIRITISMO?

ESPIRITUALISMO = ESPIRITISMO? 1 ESPIRITUALISMO = ESPIRITISMO? ESPIRITUALISMO Oposto do materialismo Quem quer que acredite haver em si alguma coisa mais do que matéria é espiritualista. ESPIRITISMO ou DOUTRINA ESPÍRITA Termo criado

Leia mais

PROGRAMA FORMAÇÃO PARA A DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR CURSO DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR ESTÁGIO PROBATÓRIO

PROGRAMA FORMAÇÃO PARA A DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR CURSO DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR ESTÁGIO PROBATÓRIO PROGRAMA FORMAÇÃO PARA A DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR CURSO DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR ESTÁGIO PROBATÓRIO 2012-1 Avaliação curso Docência no Ensino Superior Estágio Probatório 2012-1 Noturno Campus Goiânia

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DE RIBEIRÃO PRETO PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DE RIBEIRÃO PRETO PROGRAMA DE DISCIPLINA 1 UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DE RIBEIRÃO PRETO PROGRAMA DE DISCIPLINA Ano letivo: 2017 Semestre: PRIMEIRO-NOTURNO DISCIPLINA: Comportamento Organizacional

Leia mais

Centro Espírita. Fé, Esperança e Caridade. Informes. Vem ai!! Atualmente. Edição Especial de Aniversário. Pag.

Centro Espírita. Fé, Esperança e Caridade. Informes. Vem ai!! Atualmente.  Edição Especial de Aniversário. Pag. Centro Espírita Fé, Esperança e Caridade www.feesperanca.ni.org.br Jul. 2017 Rua Bernardino de Mello, 1579 - Centro - N.I - Tel.: 2668-3070 Edição Especial de Aniversário Informes Reunião deliberativa

Leia mais

Sumário. mensagem Espiritual Amélia rodrigues / Divaldo Pereira Franco

Sumário. mensagem Espiritual Amélia rodrigues / Divaldo Pereira Franco Sumário 14 28 40 54 Capítulo 1 A DoutrinA EspíritA Antecedentes os Fenômenos de Hydesville As mesas Girantes Allan Kardec os Continuadores o Espírito de Verdade Capítulo 2 A CoDifiCAção obras Básicas De

Leia mais

FORMAÇÃO DE CONSULTORES PARA ATUAÇÃO COMO TUTORES EM CURSOS A DISTÂNCIA NA UNIALGAR. Uberlândia MG Abril 2012

FORMAÇÃO DE CONSULTORES PARA ATUAÇÃO COMO TUTORES EM CURSOS A DISTÂNCIA NA UNIALGAR. Uberlândia MG Abril 2012 1 FORMAÇÃO DE CONSULTORES PARA ATUAÇÃO COMO TUTORES EM CURSOS A DISTÂNCIA NA UNIALGAR Uberlândia MG Abril 2012 Categoria: C Setor Educacional: 4 Classificação das Áreas de Pesquisa em EaD Macro: B / Meso:

Leia mais

Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso

Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso AUTO-AVALIAÇAO INSTITUCIONAL DO CURSO DE PEDAGOGIA FACED-UFAM / Alunos Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso Indicador Objetivos do Curso 02 - Conheço o Projeto Pedagógico do Curso e os

Leia mais

Roteiro para análise do filme Escritores da. Liberdade

Roteiro para análise do filme Escritores da. Liberdade Roteiro para análise do filme Escritores da Liberdade É importante reforçar que toda a comunidade escolar é responsável e participante no processo educativo e que a ação dos funcionários na escola é, sobretudo,

Leia mais

aprendizes no Estado de São Paulo 1.296

aprendizes no Estado de São Paulo 1.296 CAMP SBC e COLMEIA RESULTADOS DA PESQUISA Aspectos Gerais Números de questionários respondidos e enviados por aprendizes no Estado de São Paulo 1.296 Foram compilados: 1.000 Abrangência do questionário

Leia mais

A contribuição do PIBID na melhoria do ensino de Geografia Verônica Amparo Medeiros

A contribuição do PIBID na melhoria do ensino de Geografia Verônica Amparo Medeiros A contribuição do PIBID na melhoria do ensino de Geografia Verônica Amparo Medeiros Discente do Curso de Geografia da Universidade Federal de Uberlândia, Faculdade de Ciências Integradas do Pontal, campus

Leia mais

AME - Aliança Municipal Espírita de Uberlândia Núcleo de Educação Espírita Departamento de Família

AME - Aliança Municipal Espírita de Uberlândia Núcleo de Educação Espírita Departamento de Família AME - Núcleo de Educação Espírita Departamento de Família Sendo os primeiros médicos da alma dos filhos, deveriam (os pais) ser instruídos não só de seus deveres, mas dos meios de cumprí-los. AlIan Kardec

Leia mais

PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL. PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia

PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL. PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia INTRODUÇÃO O projeto foi organizado por acreditarmos que o papel da escola e sua função

Leia mais

5 FUNDAMENTAÇÃO PEDAGÓGICA

5 FUNDAMENTAÇÃO PEDAGÓGICA 1 TEMA Kardecistas falam de Deus 2 SÉRIE 3ª série ou 1ª etapa do ciclo II 3 ALUNO Maysa Nogueira da Silva maysa_ns@hotmail.com 4 OBJETIVOS Perceber que o Trascendente têm diferentes representações nas

Leia mais

PLANEJAMENTO DAS AULAS CURSO DE DOUTRINA ESPÍRITA PRIMEIRO ANO

PLANEJAMENTO DAS AULAS CURSO DE DOUTRINA ESPÍRITA PRIMEIRO ANO PLANEJAMENTO DAS AULAS CURSO DE DOUTRINA ESPÍRITA PRIMEIRO ANO Aula Conteúdo da Aula Referências 1 TEMA: O CURSO DE DOUTRINA ESPÍRITA - Integração Ficha do aluno - preencher e entregar o programa - Objetivos,

Leia mais

Eclosão da mediunidade

Eclosão da mediunidade FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Mediunidade: Estudo e Prática Programa 1 Módulo II As Bases da Comunicação Mediúnica Eclosão da mediunidade Tema 1 Qual a importância das ocorrências mediúnicas? Ocorrências

Leia mais

Objetivo: Apresentar o Caderno V de modo a compreender sua concepção metodológica a partir de oficinas.

Objetivo: Apresentar o Caderno V de modo a compreender sua concepção metodológica a partir de oficinas. Pacto Nacional Para o Fortalecimento do Ensino Médio Encontro de Planejamento Professor Formador de IES Duílio Tavares de Lima 03/2015 CADERNO 5 - Áreas de conhecimento e integração curricular Tema: Apresentação

Leia mais

AUTA DE SOUZA CURSO S N OÇÕES

AUTA DE SOUZA CURSO S N OÇÕES CURSO NOÇÕES BÁSICAS DOUTRINA ESPÍRITA EDITORA 1 / 10 2 / 10 A Melhor Escola Qual a melhor escola de preparação das almas reencarnadas, na terra? A MELHOR ESCOLA AINDA É O LAR, ON A CRIATURA VE RECEBER

Leia mais

Avaliação da Monitoria de Parasitologia para o Desenvolvimento do Aluno do 3º semestre do Curso de Medicina do Cariri.

Avaliação da Monitoria de Parasitologia para o Desenvolvimento do Aluno do 3º semestre do Curso de Medicina do Cariri. Avaliação da Monitoria de Parasitologia para o Desenvolvimento do Aluno do 3º semestre do Curso de Medicina do Cariri. Amanda Soeiro Fonteles¹, Patrícia Oliveira Meira Santos², Ciro de Oliveira Lima¹,

Leia mais

TÍTULO: AS ATIVIDADES PRATICAS NOS LIVROS DE CIENCIAS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

TÍTULO: AS ATIVIDADES PRATICAS NOS LIVROS DE CIENCIAS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS TÍTULO: AS ATIVIDADES PRATICAS NOS LIVROS DE CIENCIAS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE ANHANGUERA DE SÃO PAULO AUTOR(ES): PRISCA

Leia mais

FENÔMENOS DE EFEITOS INTELIGENTES

FENÔMENOS DE EFEITOS INTELIGENTES UNIDADE 4 FENÔMENOS DE EFEITOS INTELIGENTES AULA 21-a Psicofonia 1 2 Psicofonia é a comunicação mediúnica por meio da fala 3 Vantagens e desvantagens 4 Vantagens 5 Permite o diálogo direto, vivo e dinâmico

Leia mais

Como Enfrentar o Câncer

Como Enfrentar o Câncer MAPA: Como Vencer o Câncer com Leveza MINISSÉRIE: Como Enfrentar o Câncer EPISÓDIO 1-01 DE JUNHO - NO AR Os 3 maiores erros que cometemos após o diagnóstico EPISÓDIO 2 05 DE JUNHO - NO AR 5 ATITUDES Fundamentais

Leia mais

PESQUISA DIAGNÓSTICA

PESQUISA DIAGNÓSTICA ESCOLA MUNICIPAL JOEL MARCELINO DE OLIVEIRA Goiânia, junho de 2013. Orientador Formador Rafael Vieira de Araújo PESQUISA DIAGNÓSTICA Em 2013 a nossa escola está organizada de forma diferente. Passou a

Leia mais

UNIDADE 3. A MEDIUNIDADE E O MÉDIUM AULA 15 Perda e suspensão da mediunidade

UNIDADE 3. A MEDIUNIDADE E O MÉDIUM AULA 15 Perda e suspensão da mediunidade UNIDADE 3 A MEDIUNIDADE E O MÉDIUM AULA 15 Perda e suspensão da mediunidade 1 2 A faculdade mediúnica está sujeita a intermitências e a suspensões temporárias ou mesmo a deixar de se manifestar Therezinha

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS

PROGRAMAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS CENTRO UNIVERSITÁRIO FUNDAÇÃO SANTO ANDRÉ Curso: Licenciatura Plena em Ciências Biológicas Projeto de Estágio Supervisionado do curso de Ciências Biológicas Profa.: Angela Martins Baeder 2005 PROGRAMAÇÃO

Leia mais

Seminário: Reuniões Mediúnicas

Seminário: Reuniões Mediúnicas 1 Atividade integrativa Uma reunião é um ser coletivo cujas qualidades e propriedades são as resultantes das de seus membros e formam como que um feixe. Ora, esse feixe tanto mais força terá quanto mais

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo Tema: Inconvenientes e Perigos da Mediunidade

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo  Tema: Inconvenientes e Perigos da Mediunidade Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Inconvenientes e Perigos da Mediunidade Palestrante: Mauro Operti Rio de Janeiro 27/11/1998 Organizadores da Palestra: Moderador:

Leia mais

Programa da disciplina TÓPICOS DE HISTÓRIA DE FÍSICA MODERNA IFUSP, 2 o Semestre de 2012

Programa da disciplina TÓPICOS DE HISTÓRIA DE FÍSICA MODERNA IFUSP, 2 o Semestre de 2012 Programa da disciplina TÓPICOS DE HISTÓRIA DE FÍSICA MODERNA IFUSP, 2 o Semestre de 2012 A partir de leituras de caráter histórico-científico e de sua discussão, pretende-se estudar o desenvolvimento da

Leia mais

Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita

Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita PROGRAMA FUNDAMENTAL MÓDULO IV Existência e sobrevivência do Espírito ROTEIRO 1 Perispírito: conceito Objetivo específico Conceituar perispírito. Conteúdo básico Envolvendo o gérmen de um fruto, há o perisperma;

Leia mais