GUIDE BOOK MBA. Programas são porta de entrada para carreiras globais. Paula Nunes

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GUIDE BOOK MBA. Programas são porta de entrada para carreiras globais. Paula Nunes"

Transcrição

1 ESTE SUPLEMENTO FAZ PARTE INTEGRANTE DO DIÁRIO ECONÓMICO Nº 6141 DE 30 DE MARÇO DE 2015 E NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE MBA GUIDE BOOK Paula Nunes Programas são porta de entrada para carreiras globais

2 II Diário Económico Segunda-feira 30 Março 2015 MBA GUIDE BOOK EDITORIAL O que procuram as empresas na hora de recrutar? Estudo do GMAC revela que 80% das multinacionais voltam a querer recrutar executivos com MBA. Conheça oito portugueses que mudaram de vida depois do MBA PÁGINA 4 Empresas de milhões que nasceram nas business schools PÁGINA 7 O que procuram os executivos quando escolhem um programa PÁGINA 10 Saiba como escolher o MBA que mais se adapta à sua carreira PÁGINA 11 MBA portugueses estão entre os melhores do mundo PÁGINA 12 Director: António Costa Directora-Adjunta: Helena Cristina Coelho Subdirectores: Bruno Faria Lopes, Francisco Ferreira da Silva e Tiago Freire Editora: Madalena Queirós Redacção: António Freitas de Sousa, Carla Castro e Joana Moura Produção: Ana Marques (chefia), Artur Camarão, Carlos Martins e João Santos Departamento Gráfico: Dário Rodrigues (editor) e Ana Maria Almeida Tratamento de Imagem: Samuel Rainho (coordenação), Paulo Garcia e Tiago Maia Presidente: Nuno Vasconcellos Administradores: António Costa e Gonçalo Faria de Carvalho Director Geral: Pedro Nunes Pedro Director Geral Comercial: Bruno Vasconcelos Redacção: Rua Vieira da Silva, nº Lisboa Tel.: / Fax: Paula Nunes Os números resultam de um inquérito feito a 600 empregadores de 44 países, onde estão 36 das maiores empresas do mundo. Cerca de 80% das multinacionais inquiridas revelam a intenção de contratar quadros com MBA, revela o estudo do Graduate Management Admission Council (GMAC). Esta subida da procura por quem acaba de terminar os programas permite às business schools suspirar de alívio, depois de cinco anos com baixas expectativas de contratação. Mas a procura do mercado de emprego também subiu para diplomados com mestrados em Gestão ou em Finanças. A lista de competências mais procuradas pelos empregadores, curiosamente, é liderada pela comunicação. A capacidade de se exprimir oralmente é a característica mais valorizada. Segue-se a capacidade de ouvir, de escrever e as competências de apresentação. Quanto às competências técnicas, a análise quantitativa é a primeira a surgir no ranking, mas apenas em 11º lugar. As business schools estão a adaptar-se a esta mudança na procura focando os seus programas cada vez mais nestas soft skills. Será que frequentar um programa de MBA é um passaporte para mudar de vida? Neste especial apresentamos-lhe oito perfis de portugueses que conseguiram progredir na carreira, mudar de área profissional ou de país. O que, na maioria das vezes, correspondeu a um aumento de salário. Em média na Europa quem termina um MBA ganha mais 27 mil euros que um diplomado com formação inicial. Os salários mais altos ultrapassam os 100 mil euros. É o caso do Lisbon MBA, na lista do top 20 mundial, que garante uma duplicação de rendimento, em média, para os 107 mil euros. Mas há quem aproveite o MBA para lançar o seu negócio. Neste MBA Guide Book contamos a história de empresas que nasceram nas salas de aula e hoje valem milhões. E não precisa de sair de Portugal para ter acesso a uma qualidade de ensino que não fica atrás das melhores escolas do mundo. O Maggelan MBA, por exemplo, já capta 50% de alunos internacionais. Quase todos os programas portugueses oferecem experiências de formação e trabalho noutras geografias o que é uma porta de entrada para carreiras globais. Um ensino de topo que começa a ser reconhecido por estudantes de várias partes do mundo. O fenómeno da atracção de alemães é um dos exemplos. Cerca de 40% dos alunos internacionais dos mestrados da Nova SBE e Católica-Lisbon SBE já são alemães. E Portugal consegue a proeza de colocar mais escolas de negócios nos rankings internacionais que a Alemanha, apontada como o motor económico da Europa. MADALENA QUEIRÓS A lista de competências mais procuradas pelos empregadores, curiosamente, é liderada pela comunicação. A capacidade de se exprimir oralmente é a característica mais valorizada. Segue-se a capacidade de ouvir,deescrever e as competências de apresentação. Quanto aos conhecimentos técnicos, a análise quantitativa é o primeira a surgir no ranking das características mais procuradas pelas empresas, mas apenas em 11º lugar.

3 PUB

4 IV Diário Económico Segunda-feira 30 Março 2015 MBA GUIDE BOOK Executivos que mudaram de vida Paula Nunes Quatroemcadacincoempresaspretendemcontratar executivos com MBA. Um crescimento de procura global e em todas as regiões revelado pelo Corporate Recruiters Survey 2014 do Graduate Management Admission Council (GMAC). Há cinco anos, apenas 50% das empresas manifestavam a intenção de recrutar executivos com MBA. O estudo analisa as respostas de 600 empregadores em 44 países, uma lista que inclui 36 empresas que constam da lista da World s Fortune 100. Quanto a salários, as empresas esperam pagar cerca de 63 mil euros anuais a quem acabou um MBA. Nos EUA o salário dispara para 95 mil dólares (87 mil euros). Conheça alguns dos exemplos de portugueses que mudaram de carreira e de país depois de frequentar um MBA. M.Q. BRUNO BALDEANTE DA COSTA International Commercial Director no Grupo Leche Pascual (Espanha) MBA da AESE ANA GABRIELA PEDROSA Manager da A.T.Kearney no México Lisbon MBA FILIPA AZEVEDO IT e Project Manager na José de Mello Saúde MBAdoISEG Possibilitou a minha internacionalização Uma consultora de sucesso no México Depois do MBA, um novo desafio profissional Decidiu fazer o MBA da AESE no ano passado, com 38 anos e 15 de experiência profissional. Passou de Country Manager Portugal do grupo Leche Pascual para International Commercial Director do grupo. E garante que os objectivos iniciais foram largamente atingidos, com a consolidação e aquisição de conhecimentos multidisciplinares, a estruturação do pensamento e da tomada de decisão, a vivência do contexto internacional eaexperiênciahumanaúnica. Por isso, diz que o programa influenciou definitivamente a ascensão profissional nos últimos dois anos, já que passou a trabalhar num contexto internacional, e considera que para isso contribuiram o reconhecimento do programa além-fronteiras e a valorização da parceria com o IESE Business School. O balanço é positivo: a minha participação alavancou o meu potencial de decisões em contextos multiculturais e de mudança, onde a elevada responsabilidade e o risco são uma constante.. J.M. Acaba de ser promovida a manager do escritório da A.T. Kearney no México. Com 32 anos, esta engenheira civil diplomada pelo Instituto Superior Técnico começou por trabalhar em gabinetes de projectos. Mas quando estava na Teixeira Duarte o bichinho pela gestão voltou a acordar e decidiu deixar a empresa para tirar o Lisbon MBA a tempo inteiro, em Uma decisão que lhe abriu as portas de uma carreira internacional. Estagiou na EDP no Brasil durante dois meses, o que lhe permitiu fazer vários contactos com portugueses que já lá trabalhavam. No fim do MBA foi recrutada para o escritório da consultora A.T. Kearney em São Paulo. Um ano depois desafiaram-na para participar num projecto na cidade do México. Depois de um ano de viagens entre os dois países mudou para o escritório no México. Nunca esperou vir a gostar tanto da cidade que tem tanta publicidade negativa. Reconhece que o Lisbon MBA lhe permitiu mudar de profissão, de país e de vida. M.Q. Licenciada em Economia, Filipa Azevedo foi durante seis anos consultora numa das empresas da Global 550, quando teve um convite da José de Mello Saúde (JMS) para ser IT Manager responsável pela área de logística de SAP. Tinha 29 anos e seis de experiência profissional, mas sentiu que lhe faltava formação para ser bem sucedida no novo desafio. Percebeu que a mudança profissional implicaria uma maior dedicação de tempo e disponibilidade e decidiu voltar à universidade. Hoje, diz que o MBA, que fez no ISEG em 2012, lhe permitiu continuar a contribuir para o desenvolvimento e crescimento da empresa onde ainda trabalha e onde lhe foi dado, entretanto, um novo desafio: além de continuar como responsável pela área logística de SAP, assumiu a responsabilidade de gestão dos projectos desenvolvidos na área de logística e farmácia de todo o grupo. Filipa Azevedo diz que o programa deu-lhe uma visão e uma formação a 360 graus. C.C.

5 PUB

6 VI Diário Económico Segunda-feira 30 Março 2015 MBA GUIDE BOOK Executivos que mudaram de vida Paula Nunes As competências de comunicação, são as mais valorizadas pelos empregadores quando recrutam MBA. SAMI CHAZAN Operational Distribution Planning Manager na Bridgestone Europa (Bélgica) MBA do INDEG- IUL ISCTE NUNO MENDONÇA Investigador em Microbiologia MBA da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra ANA LUÍSA MELRO Directora Adjunta de Marketing no BFA, em Angola, frequentou o MBA Atlântico MBA foi determinante para a minha carreira Tornei-me gestor de ciência Foi no MBA Atlântico que conheci toda a gente Em 2011, quando decidiu fazer o EMBA do INDEG -IUL ISCTE, Sami Chazan era gestor da cadeia de abastecimento da Bridgestone Portugal, mas assim que terminou foi convidado para integrar a equipa de supply chain no escritório de Bruxelas e mudou-se da Bridgestone Portugal para a Bridgestone Europa, com uma respectiva promoção e aumento de salário. O MBA foi, por isso, determinante para o desenvolvimento da minha carreira, garante, acrescentando que: Para além das competências adquiridas, a conclusão de um curso como este dá-nos a confiança de que podemos assumir responsabilidades adicionais. E do ponto de vista da empresa, passei a ser mais valorizado e visto como potencial candidato a assumir novas posições, que foi o que acabou por acontecer. Licenciado em gestão de empresas pela Universidade Lusíada de Lisboa, com uma pós-graduação em Finanças do ISG Lisboa, Sami, tinha 36 anos e 13 anos de experiência profissional quando integrou o EMBA do INDEG. J.M. O MBA permitiu-me adquirir novas funções na Universidade de Coimbra, com responsabilidades acrescidas, numa área onde existe um défice de profissionais especializados, diz Nuno Mendonça. Em 2011, este investigador de 34 anos, doutorado em Microbiologia, decidiu apostar no programa de MBA da mesma universidade e não se arrependeu. Esta formação capacitou-me tanto para o mercado de start ups como me deu as ferramentas necessárias para exercer as funções de gestor de ciência, complementando a minha experiência profissional enquanto jovem cientista, sublinha. Nuno Mendonça destaca as aprendizagens de análise e decisão estratégica, que têm vindo a contribuir decisivamente para o seu desenvolvimento pessoal. Do ponto de vista profissional, as áreas de marketing e gestão permitiram-lhe desenvolver o modo de melhor comunicar e gerir trabalhos e projectos científicos. C.C. Aos 33 anos, Ana Luísa Melro está na área da banca em Angola. Foi o que sempre quis: Escolher qual o melhor MBA para mim foi simples; pretendia um MBA internacional, com uma componente teórica forte e com uma vertente muito prática e empresarial; esse MBA é, sem dúvida, o MBA Atlântico. E continua: No meu ano, o MBA Atlântico decorreu entre as Universidades Católicas de Luanda, São Paulo e Porto. Apesar de serem mercados lusófonos, são mercados muito distintos. Esta vivência intercultural preparou-me para os desafios que eu queria: trabalhar no mercado angolano. Conheci os hábitos e costumes, expressões locais, aspirações e preocupações da população e a realidade empresarial. Encaixando nas suas pretensões, O MBA Atlântico é um MBA de experiências, partilhas, momentos e pessoas. Foi no MBA Atlântico que conheci as pessoas que são o meu suporte, a minha inspiração e, sem as quais, não teria alcançado o sucesso e a realização pessoal e profissional que tenho. A.F.S.

7 Segunda-feira 30 Março 2015 Diário Económico VII PUB JOÃO SEIXAS MARQUES Gestor na RTL, na Bélgica, frequentou o The Magellon, na PBS Sempre achei que precisava de formação em economia João Seixas Marques foi aluno do The Magellan MBA em 2009/2010 e prosseguiu uma carreira internacional: está actualmente na RTL, na Bélgica. Com formação inicial em engenharia, sempre achei que necessitava de formação em gestão e economia para poder melhor servir os meus clientes enquanto consultor. Com o MBA da Porto Business School enriqueci os meus conhecimentos em áreas mais técnicas como finanças, marketing, gestão organizacional, entre outras, explica Seixas Marques. Mais do que os conhecimentos técnicos que adquiriu com os professores, foi a curiosidade e vontade de ser bem sucedido que despertaram em mim; contudo, considero que um dos maiores benefícios de fazer o MBA foi aquilo que aprendi com o brain power dos colegas que também frequentavam o programa. Ou seja, e mais uma vez, a rede criada em torno das carteiras das salas de aula é um dos aspectos mais determinantes de um MBA. Mesmo antes de completar o MBA, diz ainda Seixas Marques, consegui facilmente um emprego numa consultora; creio que preponderante para a minha selecção foi a credibilidade da PBS. A.F.S. INÊS GONÇALVES Program Manager na Google, Zurique MBA da IE Business School Uma porta para mudar de país e para um novo departamento O MBA do IE abriu-lhe a porta para mudar de país e para um departamento diferente. Hoje Inês Gonçalves é Program Manager do Google, em Zurique, considerado uma das melhores empresas para trabalhar no mundo. O que mais ganhei com o MBA foram capacidades de lidar e compreender pessoas e equipas que me trouxeram novas oportunidades. O programa tornou-se indispensável para ter uma maior percepção das diferentes partes da organização o que lhe permitiu dar um salto na sua carreira. O MBA é um momento único para conhecer pessoas de áreas e personalidades completamente diferentes, acrescenta. Por isso aconselha todos a tirar este MBA que lhe permitiu conhecer pessoas de outras áreas e personalidades diferentes. Tudo o que parece óbvio quando começamos uma discussão rapidamente deixa de o ser quando modos de ver o mundo totalmente díspares estão à volta da mesma mesa, exemplifica. Licenciada e com uma pós-graduação em Marketing desde o primeiro emprego que trabalhava na área. Escolheu o MBA do IE por ser considerado um dos melhores a nível mundial e e pelo enfoque dado ao empreendedorismo. M.Q.

8 VIII Diário Económico Segunda-feira 30 Março 2015 MBA GUIDE BOOK MBA também são ninhos de empresas Há empresas que valem milhões que nasceram do encontro de executivos nas salas de aula de programas de MBA. Muitas dos programas disponibilizam incubadoras e facilitam o acesso a fundos de capital de risco. Foto cedida por 3D Spot Imprimir objectos em chocolate já é realidade Fabricar objectos a partir de um suporte digital, seja em plástico, ouro ou até chocolate, é o que a 3D Spot faz. Joana Campello, farmacêutica, especialista em indústria pela Ordem dos Farmacêuticos é a mais nova dos quatro sócios desta empresa que surgiu durante o MBA da AESE - Escola de Negócios, em Na disciplina NAVES, que promove o empreendedorismo, a ideia surgiu de uma conversa entre colegas e professores, diz a responsável. Começou quase acidentalmente, começamos com quatro projectos distintos, passámos por jornadas em que cada colega defendia a sua própria solução, projectando vendas para nos persuadirmos mutuamente, lembra. E foi aqui que um professor sugeriu que lessem a Economist, cuja capa era dedicada à tecnologia da impressão 3D. Foi assim que nos apercebemos do potencial de negócio desta nova indústria, explica Joana Campello, que garante: sem o MBA não teríamos nem as ferramentas, nem os conhecimentos, nem a oportunidade de nos juntarmos para este projecto comum. E sem este MBA, também não teriamos tido esta ideia e este pitch que nos valeu logo um investidor e abriu portas a outros interessados. J.M. Sete quartos com vista para a cidade que está na moda Depois de vários anos a trabalhar na sua área, a engenharia civil nomeadamente durante quatro anos em Angola Rui Barreira quis lançar um projecto próprio. Escolheu o turismo, em 2010, mas cedo constatou que a boa vontade não chegava: de turismo sabia pouco e de gestão nada. Desistiu. Mas não desistiu de aprender. Rumou à Universidade Católica do Porto, onde tirou um mestrado em gestão hoteleira e finalmente um MBA. Estava pronto: arrendei um prédio e coloquei sete apartamentos na praça, sitos na Rua Ferreira Borges, em plena Ribeira do Porto. Ou, por outras palavras, em plena zona privilegiada para o turismo internacional que cada vez mais desagua no AeroportodeSáCarneiro.Oprojecto teve início em 2014 e está a correr melhor que o esperado, uma vez que o Porto está definitivamente na moda. Entretanto, Rui Barreira não deixou a engenharia. A decisão de tirar um MBA na Católica, explica, dificilmente se podia revelar mais acertada: às vezes, muitas vezes, a boa vontade não é tudo. Os conhecimentos técnicos ali adquiridos revelaram-se fundamentais. A.F.S. RUI BARREIRA Administrador da Torres & Barreira, Lda. O envelhecimento trouxe novas oportunidades Um matemático e uma psicóloga, ex-alunos do ISEG, tiveram a ideia de lançar uma empresa de cuidados de apoio domiciliário após o MBA. Porquê um negócio nesta área? Porque observaram que o envelhecimento da população portuguesa e as alterações do papel do Estado no suporte à assistência social e de saúde iria trazer novos desafios e oportunidades para as pessoas, famílias e para a sociedade, conta Jorge Monteiro. Como não sabiam nada da área, Jorge Monteiro e Sandra Gonçalves procuraram uma rede de franchising com quem pudessem aprender e ter suporte no desenvolvimento da empresa. Por coincidência, nessa altura a americana Comfort Keepers procurava um parceiro em Portugal. Hoje já têm 15 escritórios e 600 colaboradores e Jorge Monteiro está convencido que o MBA foi fundamental para ficar capacitado para desenvolver e gerir empresas, apesar de os dois sócios já terem feito anteriormente mestrado em Gestão C.C. Investimos recursos e know-how em desenvolvimento A Venture Catalysts está focada na criação de startups com forte vertente cientifica. Actuamos em projectos early- -stage como catalisadores, investindo recursos e know-how no seu desenvolvimento, com o objectivo de criar empresas ou licenciar tecnologias e assim valorizar conhecimento científico gerado, diz João Ferreira, fundador da empresa. Com a empresa focada em projectos com retorno a médio/longo prazo, trabalhamos muito próximo dos promotores para continuamente maximizar o potencial e a probabilidade destas investigações chegarem com sucesso ao mercado. Foi o MBA que nos juntou e que permitiu adquirir competências valiosas para o nosso projecto. A participação no programa COHiTEC foi a porta para o empreendedorismo, confirma o ex-aluno do MBA em 2009/2010. Pela experiência do MBA e dos últimos anos fomos desenvolvendo a nossa resiliência e capacidade de ouvir e aprender continuamente, características que consideramos críticas nesta área, conclui. A.F.S. JOÃO FERREIRA Fundador da Venture Catalyzt do MBA da Porto Business School. Ideia da Bid-Lab nasceu durante as aulas Durante as aulas do MBA da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, os alunos José Silva, João Couceiro e André Carvalho tiveram a ideia de criar a Bid-Lab. Procurámos construir um projecto sólido na área da consultoria financeira, fiscal e de marketing. Tendo sempre como premissas nos contratos efectuados a ligação entre os resultados obtidos e o valor que a empresa ganha com o projecto, afirma José Silva, um dos três sócios e CEO da empresa. O MBA incrementa o espírito de empreendedorismo, afirma este engenheiro electrónico, além de servir para alargar horizontes e adquirir conhecimentos académicos e pessoais. C.C.

9 Segunda-feira 30 Março 2015 Diário Económico IX Luís Pedro Martins e Kuriba Eswaran são os fundadores da Zaask. NoMBAdoIEnasceu uma empresa com 50 milhões de clientes Paula Nunes 200 euros de investimento inicial na Zaask gerou venda de serviços de dez milhões A empresa nasceu do encontro de dois antigos alunos do The Lisbon MBA. O indiano Kiruba Eswaran, 29 anos, e o português Luís Pedro Martins, 36 anos, cruzaram-se no MBA Club. Partilhavam o sonho de lançar um negócio. Há três anos lançaram a Zaask que conseguiu a proeza de ter um crescimento mensal de 40% no ano passado. Um negócio que começou com um investimento de 200 euros numa plataforma informática e que já gerou negócio de dez milhões para os 20 mil prestadores de serviços que lá estão inscritos. A Zaask disponibiliza todo o tipo de serviços, desde um mestre de obras, um tradutor ou um designer. Permite descobrir um prestador disponível para o que precisa e quando precisa, sublinha Luís Pedro Martins. Das cinco possibilidades de negócio pensadas por estes dois empreendedores, a Zaask, foi a que deu resultados mais rapidamente. Para trás ficaram muitas outras tentativas de lançar empresas. Mas quando não temos pessoas que partilhem a mesma paixão e que sejam complementares é muito difícil de resultar, sublinha Kiruva, o engenheiro formado na Índia que se rendeu a Portugal. Luís Pedro Martins concorda que é a equipa que faz o produto. Uma estrutura de custos baixos e ouvir os consumidores fazem o resto. M.Q. A Bussuu nasceu como um projecto no MBA do IE de 2007 e hoje é uma comunidade de aprendizagem de línguas com mais de 50 milhões de utilizadores. Tudo começou quando Bernahard Niesner, um consultor da Roland Berger, com dois anos de experiência, decidiu lançar uma empresa e frequentar o MBA do IE Business School. Foi num seminário na escola de negócios espanhola que conheceu o seu sócio Adrian Hilti, que era responsável pela arquitectura do software numa empresa de Tecnologia de Informação.A sorte sentou-os lado-a-lado e a partir daí desenvolveram a ideia de criar uma comunidade online de aprendizagem de línguas onde os utilizadores poderiam aprender interagindo uns com os outros. O negócio começou nos computadores do IE e os seus primeiros consumidores, que testaram o projecto, foram os colegas da escola de negócios, relata um artigo da Business Because. A empresa recebeu o prémio European EdTech Top 20 Award e já foi notícia na CNN, BBC News e The New York Times. M.Q. PUB

10 X Diário Económico Segunda-feira 30 Março 2015 MBA GUIDE BOOK Candidatos foram à feira conhecer aofertademba das escolas A QS WOrld MBA Tour recebeu dezenas de visitantes interessados em fazer um MBA. QS World MBA Tour trouxe a Lisboa escolas de negócios de topo a nível mundial. CARLA CASTRO Chegaram já com entrevistas marcadas. Queriam saber tudo antes de escolher o MBA. Têm aspirações de carreira e querem voltar à universidade para melhor conseguirem lutar pelos seus objectivos profissionais. A Feira de MBA da QS é uma tournée mundial, que decorreu no passado dia 23 de Março, ao final da tarde num hotel de Lisboa, reunindo escolas nacionais e internacionais, algumas de topo mundial como o IE, IESE, Insead ou HEC Paris. Dezenas de visitantes queriam saber tudo: o que era preciso para fazer um MBA, quanto custa em cada escola, como se podem preparar para o exame (GMAT), conta mais o exame ou a entrevista na hora da admissão, etc. Comum a todos é a ambição de quererem ir mais longe na carreira profissional. Um bom exemplo dessa ambição é Ana Rita Castelo Branco, uma jovem engenheira civil, com apenas 26 anos, que trabalha na área da consultoria. Apesar de ter concluído o curso em 2013, já pensa daqui a um ano fazer um MBA. Um certificado conta sempre mais. Quero ter mais hipóteses de entrar no lugar que quero, diz esta jovem determinada, que encontrou na consultoria o seu sonho de carreira. Há muitos engenheiros no mercadoemuitaconcorrênciaeédifícil conseguir um emprego na área de gestão, desabafa. Nem todos os visitantes da Feira QS eram tão jovens. A maioria, aliás, eram mais Antes das entrevistas individuais, os visitantes da QS World MBA Tour tiveram um briefing sobre o que valorizam as escolas na escolha dos candidatos. velhos. Muitos deles engenheiros, como Ana Rita Castelo Branco, que precisam de ferramentas de gestão para subirem na carreira. É o caso de Rui Araújo, de 37 anos, engenheiro do ambiente. A trabalhar na área da consultoria, o seu objectivo é lançar o seu próprio negócio. Para isso, quer ter qualificações mais sólidas na área da gestão empresarial e do empreendedorismo. Por isso, foi à Feira QS tentar perceber qual o programa que melhor se ajusta ao seu perfil e ao preço que pode pagar. Tânia Vieitas, de 34 anos, trabalhou seis anos em Londres e está de regresso a Portugal, mas sem emprego. Licenciada em Ciências da Comunicação e Marketing, sentiu necessidade de formação académica em gestão, interessando-se em particular pela estratégia internacional. Quero completar o que aprendi na prática. Para conseguir um emprego, por exemplo, na área de relação com o exterior, clientes internacionais, etc., confessa. Antes das entrevistas, os visitantes desta feira receberam um briefing sobre como se processa a admissão para fazer um MBA nas escolas de negócios por todo o mundo. Gordon Berridge, director associado de admissões da Universidade de Bentley, afirmou que além do CV, da experiência e do exame GMAT, para ele a entrevista é o mais importante. Vaibhav Rustagi, director associado de recrutamento da também americana Hult International Business School, aconselhou os candidatos a não serem politicamente correctos. Gosto de uma discussão verdadeira, sublinhou. Tal como os rankings não devem ser decisivos para escolher a escola, a nota do GMAT não deve ser decisiva para escolher o aluno, defendeu, por seu lado, Bruno Lea, director associado de admissões do espanhol IESE. RUI ARAÚJO Consultor, 37 anos Engenharia do Ambiente Engenheiro do ambiente com mestrado técnico, a trabalhar como consultor externonamgt,depoisde quatro anos no estrangeiro, Rui Araújo gostava de mudar de vida. Quero ter qualificações mais sólidas na área da gestão empresarial e do empreendedorismo para eventualmente lançar um negócio meu, confessa. TÂNIA VIEITAS Desempregada, 34 anos Ciências da Comunicação e Marketing Depois de seis anos a trabalhar em Londres, preciso da formação académica em gestão, estratégia internacional, planeamento, para completar o que aprendi na prática. Para conseguir um emprego, por exemplo, na área de relação com o exterior, clientes internacionais, etc., diz Tânia Vieitas que procura um MBA Executivo. RITA CASTELO BRANCO Consultora, 26 anos Engenharia Civil Há muitos engenheiros no mercado e muita concorrência e é difícil conseguir um emprego na área de gestão, afirma Ana Rita Castelo Branco, engenheira civil a trabalhar na área que gosta: a consultoria. Apesar de ter saído da faculdade em 2013, daqui a um ano quer fazer um MBA para consolidar conhecimentos. Paula Nunes

11 Segunda-feira 30 Março 2015 Diário Económico XI PERGUNTAS & RESPOSTAS O que precisa saber antes de decidir Informe-se bem de toda a oferta de MBA que existe. Analise bem o seu perfil e potencial e quanto quer pagar. CARLA CASTRO Se está a pensar fazer um MBA, escolha bem primeiro. Deixamos-lhe algumas sugestões a ter em conta: 1 O que deve fazer antes de se candidatar? Definir o seu objectivo de carreira e qual o seu perfil, competências e potencial. 2 Como se deve preparar? Tem de fazer o exame (GMAT), uma entrevista e não se esqueça da carta de recomendação. 3 O que é o GMAT? É o exame de admissão para o qual existem aulas de preparação. 4 Quando são as candidaturas aos MBA? Normalmente, Abril e Maio. Consulte os sites das universidades. 5 Qual o MBA que deve escolher? Recolha o máximo de informação sobre a oferta nacional e internacional e veja o preço que está disposto a pagar e a disponibilidade de tempo que tem para ir às aulas ou mesmo para tirar um curso no estrangeiro. 6 O que deve procurar num MBA? Ligação ao mundo empresarial, análise de case studies, deve estar virado para a internacionalização e apostar nas soft skills. 7É importante o programa incluir uma visita ao estrangeiro? É uma mais-valia que alguns programas têm, hoje em dia, para preparar os alunos para uma carreira internaiconal. 8 É possível fazer um MBA e continuar a trabalhar? Sim, porque existem programas em hirário pós-laboral. 9 Deve escolher um MBA ou um EMBA? Um Executive MBA destina-se a gestores com experiência profissional e já com responsabilidades de gestão. O MBA é para mais jovens e com menos experiência profissional. 10 O que mais valorizam as escolas na escolha dos candidatos? Além da nota do GMAT, a entrevista também é importante. Experiência profissional e internacional, inteligência emocional, capacidade empreendedora e analítica e cultura geral são alguns dos requisitos. Quem quer uma carreira internacional deve optar por um programa com estadia no estrangeiro. Paula Nunes PUB

12 XII Diário Económico Segunda-feira 30 Março 2015 MBA GUIDE BOOK Infografia: Marta Carvalho Conheça os MBA portugueses entre os melhores do mundo Lisbon MBA é o único português no ranking do FT, no 36º lugar mundial. Porto e ISCTE estão na Eduniversal. CARLA CASTRO Há um MBA português que está à frente de outras universidades de topo mundial como a britânica Warwick, a holandesa Rotterdam School ou as americanas Texas-Austin e Cranfield no prestigiado ranking de formação de executivos do Financial Times. Falamos do The Lisbon MBA, o programa português mais reconhecido internacionalmente e o único que está no FT. Desde que entrou neste ranking, há três anos, o The Lisbon MBA (programa conjunto da Universidade Nova e Universidade Católica que tem uma parceria com o MIT) fez uma escalada de 25 posições entre os melhores MBA do mundo. Em 2015, chegou a 13º melhor na Europa e 36º mundial, logo a seguir a universidades tão antigas e prestigiadas como Imperial College, SDA Bocconi ou Oxford. O programa português surge ex-aequo com a conceituada universidade norte-americana Carnegie Mellon: Tepper. Países europeus como Alemanha e Holanda aparecem abaixo da 36ª posição portuguesa, já que o primeiro MBA holandês surge na 45ª posição e o alemão em 55º neste ranking do FT, que serve de barómetro à qualidade dos programas de ensino superior em todo o mundo. Uma das fortes razões que justifica esta subida do The Lisbon MBA é o salário, que quase duplica em relação ao que recebiam os alunos antes de fazerem o programa. O aumento é de 97% e o salário actual médio dos alunos do The Lisbon MBA, ao fim de três anos de terminarem o programa, é de euros O The Lisbon MBA subiu 25 posições desde que entrou no ranking do FT, há três anos. brutos anuais, de acordo com este ranking. Já nos rankings da Eduniversal, uma consultora que é uma espécie de agência de rating para o ensino superior, surgem mais programas portugueses. Nos MBA em full time, o primeiro português é o MBA da Porto Business School, em 21º, e só depois aparece o The Lisbon MBA, em 24º. Nos Executive MBA e MBA em part time, o The Lisbon MBA aparece em 30º, o MBA da Universidade do Porto em 40º e o do INDEG-IUL/ISCTE em 42º. Noutro ranking global dos 20 melhores MBA do mundo, desta vez da CEO Magazine, volta a estar apenas o The Lisbon MBA a representar Portugal, na 11ª posição. Os melhores do mundo Voltando ao ranking do FT, o número um mundial dos MBA é o da Universidade de Harvard. Aliás, os Estados Unidos continuam a dominar o top ten dos MBA em todo o mundo, com sete das dez melhores posições. Ainda assim, o mais bem colocado MBA europeu é o da London Business School (LBS), em 2º lugar, depois o Insead, em 4º (ex-aequo com o norte-americano da Universidade de Stanford), e o espanhol Iese surge em 7º, esgotando-se nestes três os programas europeus nos dez primeiros. Na Europa, o Reino Unido é o país que consegue colocar mais universidades nas lugares cimeiros. Também a Ásia (China, Singapura e Índia) ganha terreno neste ranking do FT, conseguindo colocar várias escolas no top 20. Aliás, a 11ª posição pertence a uma escola chinesa, a Ceibs. Quanto a salários dos líderes desta tabela, nos EUA são superiores aos europeus. Por exemplo, na LBS, apesar do 2º lugar, o salário é de euros (anuais brutos), enquanto na norte-americana Universidade da Califórnia: Berkeley: Haas, que está em 10º, é de euros.

13 PUB

14 XIV Diário Económico Segunda-feira 30 Março 2015 MBA GUIDE BOOK Um terço dos alunos do Lisbon MBA são internacionais. Paula Nunes The Lisbon MBA permite a duplicação de salário Quem termina o programa passa a receber uma média de cerca de 107 mil euros anuais, revela o Financial Times. MADALENA QUEIRÓS Seja porque progridem na carreira, mudam de emprego ou de país, os alunos que terminam o Lisbon MBA conseguem um aumento de 100% de salário, em média, quando regressam ao mercado de emprego, revelam os indicadores publicados no Financial Times. Ter a capacidade de importar talentos e exportar os executivos que formamos paraomundo.estaéametadeanabela Possidónio, directora executiva do Lisbon MBA, que junta Nova SBE e Católica Lisbon SBE, numa parceria com o MIT. Com o objectivo para o qual foi fundado cumprido colocar um MBA português nos melhores do mundo a próxima batalha é atrair mais alunos internacionais. O programa acaba de entrar no top 20 mundial da CEO Magazine, depois de ter subido ao 36º lugar do ranking do FT, garantindo um salário de 107 mil euros brutos anuais. Apesar de 35% dos nossos estudantes virem de fora, queremos atrair mais alunos internacionais, diz a responsável do Lisbon MBA. América Latina, Alemanha e Índia são alguns dos mercados prioritários. Mas o programa já conseguiu atrair muitos talentos para Portugal. É o caso de Kiruba Esbaraw, um engenheiro informático indiano, de 29 anos, que há seis anos está rendido a Lisboa. Lançou a Zaask, um negócio de sucesso, que quadruplicou no último ano, com um colega que conheceu no programa. Quando estava nos EUA, viu uma notícia da parceria do Lisbon MBA com o MIT e decidiu concorrer. Queria uma experiência que lhe desse acesso aos mercados da Europa e América Latina e acabou por fazer uma mudança de carreira e tornar-se empreeendedor. É a escolha certa para quem quer mudar de vida, diz Luís Pedro Martins, o sócio de Kiruba. O seu percurso é um exemplo. Trabalhava na Galp mas sonhava criar a sua empresa. O programa não é crítico, mas ajuda muito quem quer lançar um negócio. Quando começamos uma empresa temos que fazer tudo: desde tratar das finanças, recrutar a assegurar o marketing do negócio. O MBA garante as competências que precisamos para todas essas tarefas, afirma Luís Pedro Martins. Tal como Kiruba, mais de 40% dos alunos da turma de 2015 são engenheiros de formação que querem dominar conceitos de gestão para subir nas suas empresas ou abraçar uma nova carreira. As mulheres representam um terço dos alunos, mas a meta é atrair mais executivas. Programa exporta talentos para o mundo Também não faltam exemplos da exportação de talentos. É o caso de Ana Gabriela Pedrosa, que hoje é manager da A.T Kearney no México. Com 32 anos, esta engenheira civil formada no Técnico mudou de carreira e de país depois de terminar o Lisbon MBA de Não tem dúvidas que o programa tem a melhor relação custo/benefício para quem quer progredir na carreira em Portugal. Dá acesso a uma comunidade imensa de antigos alunos da Nova e Católica que estão no topo das maiores empresas. O que ajuda muito nos processos de recrutamento. A maior surpresa do programa? Descobrir como se consegue aprender tanta coisa em tão pouco tempo, diz. Outro dos pontos fortes é a qualidade do corpo docente que não fica atrás das melhores escolas do mundo. Única é a experiência de ter estudado no MIT. Mas do que não se esquece é dos Friday Forum. Uma forma original de trabalhar as soft skills seja num palco ou numa sessão de fados.

15 PUB

16 XVI Diário Económico Segunda-feira 30 Março 2015 MBA GUIDE BOOK AESE aplica método do caso da Harvard Business School A AESE, Escola de Direcção e Negócios disponibiliza diferentes soluções de financiamento para os seus alunos. Semanas na Índia e Nova Iorque, além de professores estrangeiros são mais-valia da escola de negócios. JOANA MOURA Liderar só se aprende liderando. É este o lema da AESE - Escola de Negócios, que para dotar os alunos do seu Executive MBA de ferramentas para melhor gerirem as suas empresas, aposta no método do caso, utilizado pela Harvard Business School. Meio sofisticado e orientado para transformar o potencial talento dos participantes numa efectiva capacidade de tomada de decisões, o método do caso coloca os participantes perante conflitos empresariais verídicos. Os decisores são, assim, chamados a assumir o papel de decisores em circunstâncias semelhantes às do seu dia-a-dia nas empresas. E os casos constituem desafios que exigem respostas eficazes perante uma análise rigorosa de informação limitada ou até insuficiente, em contextos ambíguos ou complexos do ponto de vista político- -económico. No fim, o diagnóstico individual e as decisões são negociadas com os colegas, que trazem para o processo as suas experiências e ambições. É por isso que o estudo individual é sempre seguido de uma discussão de grupo, onde estão presentes as learning teams que ajudam a preparar os casos e a pôr as ideias à prova. Neste sentido, as salas de aula foram especialmente desenhadas a pensar neste método e o edificio dispõe de várias salas para estas discussões e trabalhos em grupo. O método do caso optimiza os conhecimentos recolhidos ao longo da carreira e sistematiza-os à luz dos novos trabalhos de investigação e das ferramentas OExecutiveMBA da AESE pressupõe cerca de 10 horas de trabalho presencial por semana e 15 horas semanais de trabalho individual. mais actuais de gestão, resume o director do Executive MBA, Rafael Franco, que salienta outro dos pontos que considera diferenciadores do programa que gere: As parcerias com business schools de prestígio mundial, que reflectem a importância da internacionalização das carreiras e dos negócios dos lideres de futuro. A vertente internacional é enfatizada pelas semanas internacionais intensivas no IIMA - Institute of Management de Ahmedabad (Índia) e no campus do IESE em Nova Iorque, expondo os participantes a paradigmas de gestão completamente diferentes e que são exemplo da relevância dada à internacionalização, à diversidade culturaleàglobalização, na opinião de Rafael Franco. Além disso, a presença regular de professores estrangeiros, bem como o estudo de casos internacionais são também sinal de quão comuns, criativas e globais as decisões podem ser para um líder, diz o responsável pelo EMBA. Os casos produzidos pela AESE integram, inclusive, a base de dados da ECCH, o mais utilizado repositório mundial de casos ao serviço das business schools internacionais. O Executive MBA da AESE tem a duração de seis trimestres, destina-se a profissionais licenciados com mais de cinco anos de experiência e com perfil empreendedor. O programa tem sessões de trabalho presenciais às sextas-feiras à tarde e sábados de manhã. O processo de admissão inclui uma entrevista com o director do programa, cartas de referência e um teste GMAT/GRE ou AESE/IESE. Tudo para cumprir os objectivos traçados pela escola: potenciar o progresso na carreira, ganhar conhecimentos e competências, desenvolver líderes que contribuam para a sociedade e com uma visão humanista da organização. A seu favor tem, ainda, uma taxa de em- pregabilidade de 93%. Seis anos após a conclusão do programa, 42% abraçam novos desafios em outras organizações, 34% de participantes progridem nas suas carreiras. Cerca de 13% lançam novos negócios e 11% mantém-se na mesma empresa, mas assumindo uma carreira internacional. E mesmo os 60% que mantêm o cargo, assumem mais responsabilidades e reconhecimento nacional e internacional. Daí que o perfil do participante-tipo deste Executive MBA seja um profissional com 12 anos de média de experiência e 36,8 anos de média etária. Opreçototaldoprogramaéde euros, pagos em cinco tranches - por cada trimestre. Mas a escola dispõe de várias soluções de financiamento, como a bolsa professor Carlos Parreira, Bolsa Babysitting, o Fundo de Apoio à Formação, ou mesmo a Bolsa Empreendedor, atribuída pelo Agrupamento de Alumni. Paula Nunes

17 PUB

18 XVIII Diário Económico Segunda-feira 30 Março 2015 MBA GUIDE BOOK João Carvalho das Neves (à dir.) é o director do MBA do ISEG. Jorge Gomes (ao centro) é director associado. Paula Nunes Alunos do ISEG têm aulas de teatro para treinar a comunicação MBA desta escola, que inclui uma ida a Silicon Valley, está a ter um aumento da procura da área da consultoria. CARLA CASTRO Um curso de expressão e comunicação com uma companhia de teatro é uma das singularidades do MBA do ISEG. Os responsáveis do programa sabem da importância de saber comunicar e falar em público, e até de dominar a postura corporal, para o êxito de qualquer líder e, por isso, resolveram investir nesta formação específica na área das soft skills. Além desta, outras singularidades distinguem o MBA do ISEG dos programas da concorrência. Desde logo, uma ida dos alunos a Silicon Valley, nos Estados Unidos, que é o berço das maiores empresas de tecnologia mundiais, em parceria com a Universidade de São Francisco, onde contactam com alunos e professores americanos. E depois uma aposta forte nos mercados de línguas espanhola e portuguesa. Porquê a aposta nestes mercados? Porque serão dos mais relevantes no futuro, responde José Carvalho das Neves, director do MBA desta escola. O enfoque dado pelo programa do ISEG à gestão da mudança está a levar a um interesse por parte de consultores e empresas de consultoria, revela Jorge Gomes, director associado do MBA. O programa procura dar uma formação de 360 graus de gestão, com reforço, desenvolvimento e treino de áreas clássicas, como finanças, marketing ou contabilidade, mas também com liderança e gestão eficaz de equipas, com treino indoor e outdoor de competências várias para se tornar um líder, e O ISEG aposta nos mercados de línguas espanhola e portuguesa. enfoque na gestão de mudança, de inovação e empreendedorismo, explica Jorge Gomes. As parcerias tanto nacionais como internacionais permitem o treino de soft skills, desenvolvimento de projectos e trabalhos com empresas. Aprender a pensar fora do quadrado Quando chegam ao MBA, alguns alunos já têm alguma carreira internacional e a melhoria das suas competências ao longo do curso permite-lhes desenvolver ainda mais essas carreiras, salienta o director. Outro dos pilares do programa é o empreendedorismo. Várias cadeiras e actividades encontram-se articuladas para, de forma integrada, criar e desenvolver pessoas inquietas, que pensem fora do quadrado e que desejem apostar na criação de negócios próprios ou na revolução dos negócios onde operam, diz Jorge Gomes. O MBA do ISEG destina-se a profissionais altamente qualificados, explica José Carvalho das Neves, empresários e sobretudo gestores médios com elevado potencial para ascender a cargos de chefia de topo. Concluído o MBA, vários ex-alunos mudam de emprego, sublinha Carvalho das Neves. Outros criam os seus próprios negócios. Na edição 30 deste programa, que termina em Abril, três alunos já avançaram com empresas próprias. Outros ainda aumentam o salário. Claro que existem também aqueles que continuam na mesma posição nas suas empresas, pois um MBA não garante por si só qualquer mudança, acrescenta Carvalho das Neves. É uma porta que se abre, mas cada um tem, ainda assim, que caminhar pelos seus próprios meios nas direcções desejadas.

19 PUB

20 XX Diário Económico Segunda-feira 30 Março 2015 MBA GUIDE BOOK O EMBA do INDEG -ISCTE é oprograma de MBA executivo mais antigo em Portugal. Paula Nunes Fuzileiros ensinam ferramentas de liderança no EMBA do INDEG-ISCTE A par das aulas na HEC Paris, os alunos têm um fim-de-semana de trabalho de campo na Marinha. JOANA MOURA O fim-de-semana com os fuzileiros da Marinha, na Escola do Vale do Zebro, é o ex-libris do Executive MBA do INDEG, a business School do ISCTE, um verdadeiro curso de liderança no terreno. Porque, sendo a liderança a chave do sucesso em situações de alta tensão, como a guerra, estes militares trabalham-na como ninguém. O EMBA do INDEG é, por isso, um programa para participantes de barba rija, sejam homens ou mulheres, ou não tivesse como principal objectivo ter turmas com experiência profissional já comprovada e nas mais variadas áreas. Um dos requisitos para o frequentar é, aliás, possuir uma experiência profissional relevante e formação académica sólida, explica o director do programa, Paulo Bento, que acrescenta: os participantes têm entre os 30 e os 50 anos, experiências de gestão e liderança diversificadas, em diferentes sectores de actividade e em áreas funcionais diversas. Da área financeira ao marketing. Da indústria à banca. A experiência profissional internacional dos participantes, com uma média de idades de 39 anos, é também ela própria indutora de debates e partilhas fundamentais para entender os desafios a nível internacional, diz o responsável. A internacionalização é outras das características de marca do EMBA do INDEG, como destaca Paulo Bento: Por um lado, Curso de Liderança dos Fuzileiros, as sessões individuais de Career Counseling com a Heidrick & Struggles e o acesso ao grau de mestre são mais-valias. os participantes do programa são expostos a metodologias de ensino, a docentes internacionais e docentes nacionais com experiência internacional. Por outro lado, existem três unidades curriculares que permitem desenvolvar competências de gestão internacional, uma das quais incorpora a International Experience na HEC-Paris. Por último, o Career Counseling com a Heidrick & Struggles contempla também a vertente internacional. Nesta estadia de quatro dias em Paris, integrada na unidade curricular de Internacionalização, os alunos terão contacto com empresas internacionais e com metodologias de ensino daquela que é uma das três principais referências mundiais na formação de executivos. Com partida a uma quinta-feira de manhã e regresso num domingo à tarde, os alunos assistem, ainda a apresentações e visitas, embora a tarde de sábado e a manhã de domingo sejam livres para networking. A deslocação, a estadia e as principais refeições estão já incluídas no valor do programa. O EMBA do INDEG é o programa Executive MBA part-time mais antigo em Portugal e o primeiro a ser reconhecido pela AMBA, a acreditação internacional principal de MBA. Este programa dá ainda acesso às estruturas de ensino e apoio ao empreendedorismo do ISCTE-IUL, responsável pela promoção de diversas iniciativas de sucesso em Portugal, como por exemplo, o ISCTE - IUL MIT Portugal. É um programa part-time, com duração de dois anos, destinado a pessoas que já tenham contacto significativo com a actividade empresarial e desejem preparar- -se para novos desafios. O custo é dea euros e dá acesso ao grau de mestre em Gestão, mediante a realização da dissertação de mestrado após a conclusão do EMBA.

Curso Geral de Gestão. Pós Graduação

Curso Geral de Gestão. Pós Graduação Curso Geral de Gestão Pós Graduação Curso Geral de Gestão Pós Graduação Participamos num processo acelerado de transformações sociais, políticas e tecnológicas que alteram radicalmente o contexto e as

Leia mais

em - Corporate Reporting (1.ª Edição) Executive Master

em - Corporate Reporting (1.ª Edição) Executive Master www. indeg. iscte-iul. pt EXPERIÊNCIA DE IMERSÃO AVANÇADA NO STATE OF THE ART E NAS ALTERAÇÕES MAIS RECENTES NAS TEMÁTICAS, NORMATIVAS E MÉTODOS DE REPORTE INTEGRADO DAS ORGANIZAÇÕES VISANDO UM DESEMPENHO

Leia mais

Programas. cabo verde. Angola. portugal. s.tomé e príncipe. Fundación Universitaria San Pablo CEU

Programas. cabo verde. Angola. portugal. s.tomé e príncipe. Fundación Universitaria San Pablo CEU Programas de MESTRADO Online MBA Master in Business Administration Mestrado em Direcção de Empresas Mestrado em Direcção de Marketing e Vendas Mestrado em Direcção Financeira Mestrado em Comércio Internacional

Leia mais

PGG PROGRAMA GERAL DE GESTÃO. Unleash your. full potential WWW.CLSBE.LISBOA.UCP.PT/EXECUTIVOS

PGG PROGRAMA GERAL DE GESTÃO. Unleash your. full potential WWW.CLSBE.LISBOA.UCP.PT/EXECUTIVOS PGG PROGRAMA GERAL Unleash your full potential WWW.CLSBE.LISBOA.UCP.PT/EXECUTIVOS PGG PROGRAMA GERAL O PGG - Programa Geral de Gestão, proporciona uma formação geral em Gestão de Empresas. Destina-se a

Leia mais

Executive MBA, e auniversidade de Oxford, que. conquista um terceiro lugar em Gestão, um

Executive MBA, e auniversidade de Oxford, que. conquista um terceiro lugar em Gestão, um posição em Economia e MBA e em terceiro nos mestrados de Empreendedorismo e Gestão. A Universidade de Stanford também aparece muito bem cotada, com dois primeiros lugares, em Gestão e em Recursos Humanos,

Leia mais

Quatro gestores e um engenheiro

Quatro gestores e um engenheiro Tiragem: 26368 Pág: VIII Área: 26,85 x 36,48 cm² ID: 30707498 22-06-2010 Universidades Âmbito: Economia, Negócios e. Corte: 1 de 2 PRÉMIOS Foto cedida Os cinco finalistas do Prémio Primus Inter Pares,

Leia mais

Pós-Graduação Leadership & Management. 3ª Edição

Pós-Graduação Leadership & Management. 3ª Edição Pós-Graduação Leadership & Management 3ª Edição 2010/2011 Leadership & Management Direcção Científica Prof. Doutor José Verissimo Doutora Teresa Passos A Direcção Executiva é partilhada entre o IDEFE e

Leia mais

Programa Avançado de Gestão para o Setor do Pós Venda Automóvel

Programa Avançado de Gestão para o Setor do Pós Venda Automóvel Programa Avançado de Gestão para o Setor do Pós Venda Automóvel ACAP de Portas Abertas para a Universidade RAZÃO DE SER Antes da Agenda O que sabe hoje chega para garantir a SUSTENTABILIDADE e o SUCESSO

Leia mais

Procura de Excelência

Procura de Excelência www.mba.deg.uac.pt Procura de Excelência MASTER IN BUSINESS ADMINISTRATION Mestrado em Gestão (MBA) Secretariado Departamento de Economia e Gestão Rua da Mãe de Deus Apartado 1422 E-mail: mba@uac.pt Tel:

Leia mais

IPAM reforça no Porto. Pdg. 76. Por M." João Vieira Pinto

IPAM reforça no Porto. Pdg. 76. Por M. João Vieira Pinto IPAM reforça no Porto Pdg. 76 Por M." João Vieira Pinto IPAM reforça no Porto Afirma-se como lhe Marketing School e ambiciona ser a referência do ensino nesta área. Por isso, ejá a partir do próximo ano,

Leia mais

MINI MBA EM GESTÃO. Luanda UMA OPORTUNIDADE QUE RESULTARÁ NUM NOVO IMPULSO PARA A SUA EMPRESA

MINI MBA EM GESTÃO. Luanda UMA OPORTUNIDADE QUE RESULTARÁ NUM NOVO IMPULSO PARA A SUA EMPRESA MINI Luanda 6ª Edição MBA EM UMA OPORTUNIDADE QUE RESULTARÁ NUM NOVO IMPULSO PARA A SUA EMPRESA GESTÃO MINI MBA EM GESTÃO Um programa conciso e único Na linha das anteriores edições, merecedoras de Novas

Leia mais

TRANSFORME A SUA CARREIRA. mba.aese.pt

TRANSFORME A SUA CARREIRA. mba.aese.pt TRANSFORME A SUA CARREIRA mba.aese.pt XVEXECUTIVE MBA Com a colaboração: O Executive MBA desenvolve as competências próprias da Alta Direção e prepara líderes para aceder a novos cargos e desafios de maior

Leia mais

O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO

O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO Bem-vindo aos Programas Executivos do ISAG. A experiência adquirida ao longo dos anos e a atualização de conceitos, permitiu ao ISAG European Business School desenvolver

Leia mais

Paulo Ferreira Diretor Geral do ISE Business School EXECUTIVE MBA

Paulo Ferreira Diretor Geral do ISE Business School EXECUTIVE MBA Boas-vindas Vivemos em uma época única e extraordinária. É uma época que nos apresenta desafios importantes e precisamos de gestores capazes de assumir os novos desafios com profissionalismo, inspirando

Leia mais

O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO

O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO Bem-vindo aos Programas Executivos do ISAG. A experiência adquirida ao longo dos anos e a atualização de conceitos, permitiu ao ISAG European Business School desenvolver

Leia mais

Health Management Future

Health Management Future 2012 Health Management Future COM O PATROCÍNIO DE O grupo BIAL tem como missão desenvolver, encontrar e fornecer novas soluções terapêuticas na área da Saúde. Fundado em 1924, ao longo dos anos BIAL conquistou

Leia mais

A importância de um MBA

A importância de um MBA A importância de um MBA para dar o salto na carreira O investimento é grande e o retorno está longe de ser garantido, mas, ainda assim, continua a compensar tirar um MBA. Só que o título não chega. O mais

Leia mais

Programa Avançado de Gestão

Programa Avançado de Gestão PÓS GRADUAÇÃO Programa Avançado de Gestão Com o apoio de: Em parceria com: Nova School of Business and Economics Com o apoio de: PÓS GRADUAÇÃO Programa Avançado de Gestão A economia Angolana enfrenta hoje

Leia mais

Formação em Gestão de Fundos de Investimento Imobiliário 2009. 28 e 29 de Outubro Hotel Trópico, Luanda

Formação em Gestão de Fundos de Investimento Imobiliário 2009. 28 e 29 de Outubro Hotel Trópico, Luanda Formação em Gestão de Fundos de Investimento Imobiliário 2009 28 e 29 de Outubro Hotel Trópico, Luanda Formação em Gestão de Fundos Imobiliários A formação em Gestão de Fundos de Investimento Imobiliário

Leia mais

Plano Geral de Formação

Plano Geral de Formação Plano Geral de Formação 2 0 1 6 A Católica Business Schools Alliance é constituída por: Índice Mensagem de boas vindas Católica Business Schools Alliance 10 razões para nos escolher MBA Atlântico Oficina

Leia mais

O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO

O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO Bem-vindo aos Mestrados do ISAG. A experiência adquirida ao longo dos anos e a atualização de conceitos, permitiu ao ISAG European Business School desenvolver programas

Leia mais

EXECUTIVE MASTER OF FASHION BUSINESS (Pós-graduação)

EXECUTIVE MASTER OF FASHION BUSINESS (Pós-graduação) EXECUTIVE MASTER OF FASHION BUSINESS (Pós-graduação) Rua Castilho 90 2ºesq 1250-071 Lisboa, Portugal Rua José Gomes Ferreira nº219 - Aviz 4150-442 Porto, Portugal info@beill.pt / www.beill.pt Sobre A Beill

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO EMPRESARIAL INTERNACIONAL E DIPLOMACIA ECONÓMICA

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO EMPRESARIAL INTERNACIONAL E DIPLOMACIA ECONÓMICA PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO EMPRESARIAL INTERNACIONAL E DIPLOMACIA ECONÓMICA Gestão Empresarial Internacional e Diplomacia Económica International Management and Economic Diplomacy 2 O aumento das exportações

Leia mais

o Empresa Internacional de Executive Search e Consultoria em Gestão Estratégica de Recursos Humanos.

o Empresa Internacional de Executive Search e Consultoria em Gestão Estratégica de Recursos Humanos. o Empresa Internacional de Executive Search e Consultoria em Gestão Estratégica de Recursos Humanos. o Formada por uma Equipa de Consultores com uma consolidada e diversificada experiência, quer na área

Leia mais

Serviço de Apoio à Criação de Emprego e estágios

Serviço de Apoio à Criação de Emprego e estágios Serviço de Apoio à Criação de Emprego e estágios Outubro de 2009 Agenda EM DESTAQUE Estágios e Suplemento ao Diploma- uma aposta no futuro! Índice Nota Editorial Eventos/Notícias Na Primeira Pessoa Manz

Leia mais

Uma conversa entre empresas e professores - os desafios da empregabilidade

Uma conversa entre empresas e professores - os desafios da empregabilidade Uma conversa entre empresas e professores - os desafios da empregabilidade No passado dia 15 de Novembro, a Share Associação para a Partilha de Conhecimento e a Faculdade de Ciências da Universidade de

Leia mais

INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP ****

INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP **** INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP **** Gostaria de começar por agradecer o amável convite da CIP para participarmos nesta conferência sobre um tema determinante para o

Leia mais

PROGRAMA DE DIREÇÃO DE EMPRESAS

PROGRAMA DE DIREÇÃO DE EMPRESAS 2016 JANEIRO > JULHO PORTO www.aese.pt/pde Escola associada: PROGRAMA DE DIREÇÃO DE EMPRESAS OBJETIVOS DO PROGRAMA O PDE atinge este ano a sua sexagésima edição, destacando-se como o Programa mais vezes

Leia mais

JumpStart FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA

JumpStart FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA JumpStart FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Tem entre 30 e 45 anos? A sua experiência profissional é superior a 5 anos? Encontra-se numa situação de desemprego há pelo menos 6 meses? Está

Leia mais

QUEM SOMOS. O clube tem como objectivo apoiar projectos em todas as áreas de actividade, inclusive nas áreas mais tradicionais.

QUEM SOMOS. O clube tem como objectivo apoiar projectos em todas as áreas de actividade, inclusive nas áreas mais tradicionais. QUEM SOMOS O Business Angels Club de Lisboa é constituído por um grupo de pessoas ligadas há mais de 20 anos ao mundo empresarial e ao empreendedorismo com larga experiência no desenvolvimento e triagem

Leia mais

ADVANCED NEGOTIATION PROGRAM

ADVANCED NEGOTIATION PROGRAM executive education ADVANCED NEGOTIATION PROGRAM NEGOCIADORES EFICAZES TÊM A CAPACIDADE DE IDENTIFICAR AS PEÇAS DO PUZZLE QUE COMPÕE CADA NEGOCIAÇÃO. O reconhecimento de padrões comuns permite-lhes diagnosticar

Leia mais

Gestão Empresarial. Comércio e Serviços

Gestão Empresarial. Comércio e Serviços Curso de Gestão Empresarial para Comércio e Serviços PROMOÇÃO: COLABORAÇÃO DE: EXECUÇÃO: APRESENTAÇÃO: > A aposta na qualificação dos nossos recursos humanos constitui uma prioridade absoluta para a Confederação

Leia mais

90,5% dos perfis de TI disponível para mobilidade profissional

90,5% dos perfis de TI disponível para mobilidade profissional Michael Page lança Barómetro de TI 90,5% dos perfis de TI disponível para mobilidade profissional Lisboa, 21 de Julho de 2015 A Michael Page, empresa líder em recrutamento de quadros médios e superiores,

Leia mais

PARCEIROS PARA A EXCELÊNCIA PAEX

PARCEIROS PARA A EXCELÊNCIA PAEX PARCEIROS PARA A EXCELÊNCIA PAEX 2 / PARCEIROS PARA A EXCELÊNCIA - PAEX PARCEIROS PARA A EXCELÊNCIA PAEX CONHEÇA AS ESCOLAS ENVOLVIDAS PÁG 4-5 APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA PÁG 6-17 OS CLIENTES FALAM POR NÓS

Leia mais

Formação de Executivos / Executive Business Education

Formação de Executivos / Executive Business Education Formação de Executivos / Executive Business Education 2 ÍNDICE 05 06 07 08 09 09 11 12 13 14 15 15 15 Mensagem de Boas Vindas Apresentação Advisory Board Porquê Formação executiva? 7 razões para escolher

Leia mais

EFFECTIVE LEADERSHIP PROGRAM

EFFECTIVE LEADERSHIP PROGRAM executive education EFFECTIVE LEADERSHIP PROGRAM LIDERANÇA EFICAZ IMPLICA UM ENTENDIMENTO PROFUNDO DO SIGNIFICADO QUE A ORGANIZAÇÃO ATRIBUI À PALAVRA SUCESSO. O líder deve ir além da visão imediatista

Leia mais

ajudam a lançar negócios

ajudam a lançar negócios Capa Estudantes portugueses ajudam a lançar negócios em Moçambique Rafael Simão, Rosália Rodrigues e Tiago Freire não hesitaram em fazer as malas e rumar a África. Usaram a sua experiência para construírem

Leia mais

Recursos Humanos em Portugal

Recursos Humanos em Portugal O Maior Salão Profissional de Recursos Humanos em Portugal 9.ª Edição 17e 18 de Março de 2010 Centro de Congressos do Estoril www.ife.pt OS DECISORES SÃO UMA PRESENÇA GARANTIDA + 2000 profissionais de

Leia mais

APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012

APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012 APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012 A aposta no apoio à internacionalização tem sido um dos propósitos da AIDA que, ao longo dos anos, tem vindo a realizar diversas acções direccionadas para

Leia mais

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012 Apoio à Internacionalização CENA 3 de Julho de 2012 Enquadramento Enquadramento Comércio Internacional Português de Bens e Serviços Var. 13,3% 55,5 68,2 57,1 73,4 48,3 60,1 54,5 66,0 67,2 61,7 Exportação

Leia mais

HEALTH MANAGEMENT CHALLENGES

HEALTH MANAGEMENT CHALLENGES 2011 HEALTH MANAGEMENT CHALLENGES COM O PATROCÍNIO DE: ÍNDICE A NOSSA PROPOSTA DE VALOR 3 HEALTH MANAGEMENT CHALLENGES 4 Estrutura e Coordenação 5 Conteúdos e Corpo Docente 6 Introdução: Health Servuction

Leia mais

Em Entrevistas Profissionais

Em Entrevistas Profissionais Em Entrevistas Profissionais Amplie a sua performance na valorização das suas competências 2011 Paula Gonçalves [paula.goncalves@amrconsult.com] 1 Gestão de Comunicação e Relações Públicas As Entrevistas

Leia mais

GESTÃO DA DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA

GESTÃO DA DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA 12ª edição PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO DA DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA 2015 12ª edição Coordenação Científica Prof. Doutor José Augusto Felício direção executiva dr. José António Rousseau (Presidente do Fórum de

Leia mais

Empreendedorismo aprende-se?

Empreendedorismo aprende-se? Empreendedorismo aprende-se? O tempo do empresário self made man parece ter os dias contados. A forte concorrência, cada 1 vez mais global, e a exigência do cliente obrigam os 'candidatos a empreendedores

Leia mais

CATÓLICA PORTO BUSINESS SCHOOL Gestão de Operações

CATÓLICA PORTO BUSINESS SCHOOL Gestão de Operações CATÓLICA PORTO BUSINESS SCHOOL Gestão de Operações Member of www.catolicabs.porto.ucp.pt A Católica Porto Business School Fundada em 2002, a Católica Porto Business School é a escola de negócios da Universidade

Leia mais

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Outras conclusões: Recrutamento na área de Marketing Digital registou crescimento de 15%. Área de E- commerce cresceu 6% Remuneração dos profissionais

Leia mais

MESTRADO EM. Métodos Quantitativos e Gestão

MESTRADO EM. Métodos Quantitativos e Gestão MESTRADO EM Métodos Quantitativos em Economia e Gestão ANO LECTIVO 2011/2012 Mestrado em Métodos Quantitativos em Economia e Gestão Apresentação O Mestrado em Métodos Quantitativos em Economia e Gestão

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO EMPRESARIAL 2015-2016

PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO EMPRESARIAL 2015-2016 PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO EMPRESARIAL 2015-2016 2 PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO EMPRESARIAL COORDENAÇÃO Prof. Doutor Paulo Lopes Henriques Prof.ª Doutora Carla Curado Prof. Doutor Pedro Verga Matos APRESENTAÇÃO Este

Leia mais

www.tal-search.com P O R T U G A L E S P A N H A A N G O L A M O Ç A M B I Q U E

www.tal-search.com P O R T U G A L E S P A N H A A N G O L A M O Ç A M B I Q U E www.tal-search.com P O R T U G A L E S P A N H A A N G O L A M O Ç A M B I Q U E Quem somos? Quem somos? O que fazemos? O que nos distingue? Onde estamos? 2 Quem somos? APRESENTAÇÃO A Talent Search foi

Leia mais

ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES

ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES 2015 2 Formar gestores e quadros técnicos superiores, preparados científica e tecnicamente para o exercício de funções na empresa

Leia mais

VALORES DE FUTURO INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO PÓS-GRADUAÇÃO FISCALIDADE PROGRAMAS EXECUTIVOS

VALORES DE FUTURO INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO PÓS-GRADUAÇÃO FISCALIDADE PROGRAMAS EXECUTIVOS VALORES DE FUTURO INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMAS EXECUTIVOS UM COMPROMISSO DE DUAS INSTITUIÇÕES Bem-vindo aos Programas Executivos do ISAG e da IFACC. A união de sinergias

Leia mais

Conceito O2. O futuro tem muitos nomes. Para a Conceito O2 é Coaching. Sinta uma lufada de ar fresco. :!:!: em foco

Conceito O2. O futuro tem muitos nomes. Para a Conceito O2 é Coaching. Sinta uma lufada de ar fresco. :!:!: em foco :!:!: em foco Conceito O2 Sinta uma lufada de ar fresco Executive Coaching Através do processo de Executive Coaching a Conceito O2 realiza um acompanhamento personalizado dos seus Clientes com objectivo

Leia mais

www.ege.pt CURSO GERAL DE GESTÃO

www.ege.pt CURSO GERAL DE GESTÃO www.ege.pt CURSO GERAL DE GESTÃO PORQUÊ FAZER UM CURSO GERAL DE GESTÃO? Porque, tendo uma formação de base noutra área do conhecimento (ex: Engenharia, Direito,...) desempenha ou pretende vir a desempenhar

Leia mais

GESTÃO DA DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA

GESTÃO DA DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA 12ª edição PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO DA DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA 2015 12ª edição Coordenação Científica Prof. Doutor José Augusto Felício direção executiva dr. José António Rousseau (Presidente do Fórum de

Leia mais

Vencedor do Primus Inter Pares escolhe INSEAD SANTANDER TOTTA APOSTA NO ENSINO SUPERIOR. Santander mantém apoio às universidades

Vencedor do Primus Inter Pares escolhe INSEAD SANTANDER TOTTA APOSTA NO ENSINO SUPERIOR. Santander mantém apoio às universidades Tiragem: 18101 A3 Área: 17,94 x 37,38 cm² ID: 42582887 02-07-2012 Emprego & Universidades 16 Média de final de curso de André Campos, o vencedor do Primus Inter Pares de 2012. Corte: 1 de 2 PRÉMIO Vencedor

Leia mais

MASTER EXECUTIVO GESTÃO ESTRATÉGICA

MASTER EXECUTIVO GESTÃO ESTRATÉGICA MASTER EXECUTIVO GESTÃO ESTRATÉGICA MASTER EXECUTIVO GESTÃO ESTRATÉGICA OBJETIVOS: promover competências pessoais específicas; disponibilizar ferramentas práticas de gestão de competências pessoais e profissionais;

Leia mais

HR Scorecard Linking Strategy, People and Performance

HR Scorecard Linking Strategy, People and Performance www.pwc.pt/academy Linking Strategy, People and Performance Lisboa, 8 e 9 de abril de 2013 Academia da PwC Um curso onde irá conhecer as tendências e melhores práticas de alinhamento da estratégia com

Leia mais

PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO

PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO A noção de Empreendedorismo, como uma competência transversal fundamental para o desenvolvimento humano, social e económico, tem vindo a ser reconhecida

Leia mais

Programa. Empreendedorismo Cultural e Indústrias Criativas 2012

Programa. Empreendedorismo Cultural e Indústrias Criativas 2012 Programa Empreendedorismo Cultural e Indústrias Criativas 2012 Programa Empreendedorismo Cultural e Indústrias Criativas 2012 3 Hemisfério esquerdo responsável pelo pensamento lógico e pela competência

Leia mais

Estudo sobre os diplomados pelo ISCTE-IUL. Perspectiva das Entidades Empregadoras

Estudo sobre os diplomados pelo ISCTE-IUL. Perspectiva das Entidades Empregadoras Estudo sobre os diplomados pelo ISCTE-IUL Perspectiva das Entidades Empregadoras Julho 2011 Ficha Técnica ISCTE Instituto Universitário de Lisboa Edição Gabinete de Estudos, Avaliação, Planeamento e Qualidade

Leia mais

Pós-Graduação Enoturismo. Corpo Docente (Biografias)

Pós-Graduação Enoturismo. Corpo Docente (Biografias) Pós-Graduação Enoturismo Corpo Docente (Biografias) Rita Nabeiro Licenciada em Design de Comunicação pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa e, com 34 anos, Rita Nabeiro é actualmente Directora

Leia mais

ce tec CURSO DE EMPREENDEDORISMO 3ª Edição-Internacional CENTRO DE EMPREENDEDORISMO / ISMAI - TECMAIA

ce tec CURSO DE EMPREENDEDORISMO 3ª Edição-Internacional CENTRO DE EMPREENDEDORISMO / ISMAI - TECMAIA ce tec CENTRO DE EMPREENDEDORISMO / ISMAI - TECMAIA CURSO DE EMPREENDEDORISMO 3ª Edição-Internacional O CEITEC (Centro de Empreendedorismo ISMAI-Tecmaia) apresenta a 3ª edição do Curso em Empreendedorismo,

Leia mais

PROGRAMA DE GESTÃO E LIDERANÇA LISBOA 2015-16

PROGRAMA DE GESTÃO E LIDERANÇA LISBOA 2015-16 O PGL foi desenhado para profissionais, com mais de 5 anos de experiência, dinâmicos, com grande capacidade de trabalho e ambição de aceder a novas responsabilidades. PROGRAMA DE GESTÃO E LIDERANÇA LISBOA

Leia mais

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO::

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO:: ::ENQUADRAMENTO:: :: ENQUADRAMENTO :: O actual ambiente de negócios caracteriza-se por rápidas mudanças que envolvem a esfera politica, económica, social e cultural das sociedades. A capacidade de se adaptar

Leia mais

Marca Pessoal e Carreira Profissional

Marca Pessoal e Carreira Profissional O MERCADO Marca Pessoal e Carreira Profissional Managing Partner da Stanton Chase international Vivemos tempos difíceis! Tempos em que muitos passam por situações de desemprego, alguns têm que aceitar

Leia mais

3ª Edição 2010/2011 FEUC. mestrado. em marketing

3ª Edição 2010/2011 FEUC. mestrado. em marketing 3ª Edição 2010/2011 FEUC mestrado em marketing APRESENTAÇÃO Como Coordenadores dos programas de formação para executivos desta Faculdade,, damos-lhe as boas vindas a esta nova edição do programa de Mestrado

Leia mais

Destinatários /Requisitos. Calendário /Horário. Equipa Formadora. Plano do Curso. Porquê o Fast-Track MBA? Objetivos. Modelo de Aprendizagem

Destinatários /Requisitos. Calendário /Horário. Equipa Formadora. Plano do Curso. Porquê o Fast-Track MBA? Objetivos. Modelo de Aprendizagem 18/ 23 JAN 01 Destinatários /Requisitos 06 Calendário /Horário 02 Plano do Curso 07 Equipa Formadora 03 Objetivos 08 Porquê o Fast-Track MBA? 04 Modelo de Aprendizagem 09 Investimento /Condições de Pagamento

Leia mais

Managing Team Performance

Managing Team Performance www.pwc.pt/academy Managing Team Performance Helping you push harder Lisboa, 22 e 24 de abril Academia da PwC Um curso onde irá conhecer as melhores práticas de gestão contínua de performance e de resultados

Leia mais

DOSSIER II EDIÇÃO DO CURSO DE EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DE EMPRESAS. 4 de Maio a 12 de Outubro

DOSSIER II EDIÇÃO DO CURSO DE EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DE EMPRESAS. 4 de Maio a 12 de Outubro DOSSIER II EDIÇÃO DO CURSO DE EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DE EMPRESAS 4 de Maio a 12 de Outubro Índice 1. Denominação 2. Objectivos 3. Destinatários 4. Avaliação 5. Conteúdo Programático 6. Programa indicativo

Leia mais

Universidades. Já há mais. superioresem Portugal que são dados. de 170 cursos. só em inglês ATUALPÁGS.4ES

Universidades. Já há mais. superioresem Portugal que são dados. de 170 cursos. só em inglês ATUALPÁGS.4ES Universidades Já há mais de 170 cursos superioresem Portugal que são dados só em inglês ATUALPÁGS.4ES Universidades portuguesas já têm mais de 1 70 cursos em inglês Internacionalização. Atrair novos estudantes

Leia mais

Pós-Graduação em INOVAÇÃO E SISTEMAS INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO BANCÁRIA ISGB THE PORTUGUESE SCHOOL OF BANK MANAGEMENT

Pós-Graduação em INOVAÇÃO E SISTEMAS INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO BANCÁRIA ISGB THE PORTUGUESE SCHOOL OF BANK MANAGEMENT BSUPERIOR DE GESTÃO INSTITUTO 0101011010101001010 0101011010101001010 Pós-Graduação em INOVAÇÃO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO no Sector Financeiro 2005 2006 Associação Portuguesa de Bancos INSTITUTO SUPERIOR

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO DE GESTÃO EM SAÚDE PÓS-GRADUAÇÃO DE COMUNICAÇÃO E MARKETING EM SAÚDE

PÓS-GRADUAÇÃO DE GESTÃO EM SAÚDE PÓS-GRADUAÇÃO DE COMUNICAÇÃO E MARKETING EM SAÚDE PÓS-GRADUAÇÃO DE GESTÃO EM SAÚDE PÓS-GRADUAÇÃO DE COMUNICAÇÃO E MARKETING EM SAÚDE Duração 2 semestres Condições de selecção Curriculum profissional; curriculum académico e entrevista (se necessário) ECTS

Leia mais

Os Desafios da Fileira da Construção. As Oportunidades nos Mercados Externos

Os Desafios da Fileira da Construção. As Oportunidades nos Mercados Externos Os Desafios da Fileira da Construção As Oportunidades nos Mercados Externos Agradeço o convite que me foi dirigido para participar neste Seminário e felicito a AIP pela iniciativa e pelo tema escolhido.

Leia mais

NOVOS FUNDOS COMUNITÁRIOS

NOVOS FUNDOS COMUNITÁRIOS NOVOS FUNDOS COMUNITÁRIOS Sessão de Esclarecimento Associação Comercial de Braga 8 de abril de 2015 / GlobFive e Creative Zone PT2020 OBJETIVOS DO PORTUGAL 2020 Promover a Inovação empresarial (transversal);

Leia mais

MLM Master in Law and Management

MLM Master in Law and Management MLM Master in Law and Management diploma CONJUNTO novaforum.pt MLM Master in Law and Management Os participantes que completem com aproveitamento a componente lectiva do Programa receberão um Diploma de

Leia mais

ESCOLA DE PROTOCOLO COMUNICAÇÃO E ARTES www.epcamadeira.com geral@epcamadeira.com Tel: 291 098 305 Tm: 966 389 170

ESCOLA DE PROTOCOLO COMUNICAÇÃO E ARTES www.epcamadeira.com geral@epcamadeira.com Tel: 291 098 305 Tm: 966 389 170 ESCOLA DE PROTOCOLO COMUNICAÇÃO E ARTES www.epcamadeira.com geral@epcamadeira.com Tel: 291 098 305 Tm: 966 389 170 A Escola de Protocolo, Comunicação e Artes da Madeira (EPCA) surgiu para ir ao encontro

Leia mais

Estudo de Remuneração 2015

Estudo de Remuneração 2015 2015 COMMERCIAL & MARKETING Temporary & permanent recruitment www.pagepersonnel.pt Editorial Page Personnel ir ao encontro do talento A Page Personnel recruta para os seus clientes os melhores perfis qualificados,

Leia mais

Diagnóstico de Competências para a Exportação

Diagnóstico de Competências para a Exportação Diagnóstico de Competências para a Exportação em Pequenas e Médias Empresas (PME) Guia de Utilização DIRECÇÃO DE ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL Departamento de Promoção de Competências Empresariais Índice ENQUADRAMENTO...

Leia mais

Curso de Língua Chinesa, Cultura e Dinâmica de Negócios para Empresários e Gestores na China

Curso de Língua Chinesa, Cultura e Dinâmica de Negócios para Empresários e Gestores na China 2ª Edição Curso de Língua Chinesa, Cultura e Dinâmica de Negócios para Empresários e Gestores na China Realizar Negócios na China é o sonho de qualquer empresário, mas pode ser uma realidade para os que

Leia mais

MBA especialização em GesTão De projectos

MBA especialização em GesTão De projectos MBA especialização em GESTão DE projectos FORMEDIA Instituto Europeu de Empresários e Gestores FORMEDIA e INSTITUTO EUROPEO DE POSGRADO FORMEDIA - Instituto Europeu de Empresários e Gestores A FORMEDIA

Leia mais

MISSÃO DO GRUPO DE TRABALHO

MISSÃO DO GRUPO DE TRABALHO 4 de Agosto de 2011 MISSÃO DO GRUPO DE TRABALHO Apresentar um novo modelo de organização de serviços e organismos do Estado vocacionados para: - Promoção e captação de investimento estrangeiro; - Internacionalização

Leia mais

Cooperação Universidade Empresa

Cooperação Universidade Empresa INTERVENÇÃO DO PRESIDENTE DA AEP - ASSOCIAÇÃO EMPRESARIAL DE PORTUGAL, JOSÉ ANTÓNIO BARROS, NA CERIMÓNIA DE ABERTURA DO ANO LECTIVO 2010/2011, DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO, SOB O TEMA «CONTRIBUIÇÃO DO ENSINO

Leia mais

Inscrições. As inscrições para os cursos realizam-se em Setembro de 2012. O Sector Empresarial do Estado não se encontra abrangido por esta Aliança.

Inscrições. As inscrições para os cursos realizam-se em Setembro de 2012. O Sector Empresarial do Estado não se encontra abrangido por esta Aliança. Caderno de s 2 Objectivos A formação de executivos é, hoje em dia, uma necessidade incontornável, sendo um importante factor do sucesso, da competitividade e da sustentabilidade das organizações. Considerando

Leia mais

Tradicionalmente como surgem? Existem ambientes mais propícios para o nascimento de ideias/projectos inovadores?

Tradicionalmente como surgem? Existem ambientes mais propícios para o nascimento de ideias/projectos inovadores? O que é uma start-up? As empresas que criam modelos de negócio altamente escaláveis, a baixos custos e a partir de ideias inovadoras são normalmente consideradas empresas startups. Concebidas para crescerem

Leia mais

MBA em gestão de negócios

MBA em gestão de negócios MBA em gestão de negócios MBA EXECUTIVO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS O MBA Executivo em Gestão de Negócios do Grupo Ibmec foi desenvolvido para responder à demanda do mercado por profissionais cada vez mais qualificados

Leia mais

Neves & Freitas Consultores, Lda.

Neves & Freitas Consultores, Lda. A gerência: Cristian Paiva Índice 1. Introdução... 3 2. Apresentação... 4 2.2 Missão:... 4 2.3 Segmento Alvo... 4 2.4 Objectivos... 5 2.5 Parceiros... 5 2.6 Organização... 5 3. Organigrama da empresa...

Leia mais

Na minha opinião como estão as empresas a atravessar a crise?

Na minha opinião como estão as empresas a atravessar a crise? Na minha opinião como estão as empresas a atravessar a crise? O sector empresarial sente a crise como está a sentir a restante sociedade. A elevada taxa de desemprego de 12,3% traduz bem o drama social

Leia mais

Mestrado em direcção de empresas

Mestrado em direcção de empresas Mestrado em Direcção DE EMPRESAS FORMEDIA Instituto Europeu de Empresários e Gestores FORMEDIA e INSTITUTO EUROPEO DE POSGRADO FORMEDIA - Instituto Europeu de Empresários e Gestores A FORMEDIA Instituto

Leia mais

05 18/23 ABRIL 07 10/12 OUTUBRO [30 MAIO/4 JUNHO INSCRICOES ENCERRADAS

05 18/23 ABRIL 07 10/12 OUTUBRO [30 MAIO/4 JUNHO INSCRICOES ENCERRADAS 05 18/23 ABRIL INSCRICOES ENCERRADAS [30 MAIO/4 JUNHO 06 07 10/12 OUTUBRO INSCRIÇÃO NO CURSO Destinatários /Requisitos 01 02 Plano do Curso 03 Objetivos Modelo 04 de Aprendizagem 06 Equipa Formadora 07

Leia mais

XII ENCONTRO GESVENTURE DISCURSO DE BOAS VINDAS

XII ENCONTRO GESVENTURE DISCURSO DE BOAS VINDAS XII ENCONTRO GESVENTURE DISCURSO DE BOAS VINDAS Exmo. Senhor Presidente do Grupo Caixa Geral de Depósitos, Engº Fernando Faria de Oliveira Exmo. Senhor Presidente do IAPMEI e da InovCapital, Dr. Luís Filipe

Leia mais

Perto de si, mudamos consigo! www.wechange.pt

Perto de si, mudamos consigo! www.wechange.pt Hotel Alvalade LUANDA 16 a 27 de RH Os Ciclos de RH, consistem em planos de desenvolvimento de competências no domínio da gestão de Recursos Humanos, nomeadamente ao nível das áreas de Selecção, Formação

Leia mais

Sistemas de Suporte à Decisão

Sistemas de Suporte à Decisão Pós-graduação Sistemas de Suporte à Decisão 1ª edição 2008/2009 Departamento de Inovação, Ciência e Tecnologia Pós-graduação em Sistemas de Suporte à Decisão Mensagem da Directora do DICT O DICT está certo

Leia mais

Perspetivas de colaboração Portugal China, Apoios à internacionalização e o papel da AICEP

Perspetivas de colaboração Portugal China, Apoios à internacionalização e o papel da AICEP Perspetivas de colaboração Portugal China, Apoios à internacionalização e o papel da AICEP AIMINHO Braga, 24 de Outubro, 2014 1 P a g e Distintas Entidades aqui presentes, Senhores Empresários, Minhas

Leia mais

Programa de especialização em

Programa de especialização em Programa de especialização em Gestão da saúde 2013 Programa de especialização avançada para executivos angolanos no domínio da Gestão da Saúde PROGRAMA DESENVOLVIDO PELO INDEG/ISCTE EM PARCERIA COM A EMPRESA

Leia mais

Secretariado Executivo 2014

Secretariado Executivo 2014 Ciclo de CONFERENCES AT BREAKFAST Secretariado Executivo 2014 01, 02 e 03 de Dezembro. Lisboa Novos Desafios e Estratégias Comunicação Assertiva, PNL, Influência - RP e Branding- Novas Tecnologias- Gestão

Leia mais

Alexandre Ulisses. Habilitações Académicas:

Alexandre Ulisses. Habilitações Académicas: Alexandre Ulisses Pós-Graduação em Ciências da Educação, da Faculdade de Psicologia e Ciências de Educação do Porto; Mestrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores, Faculdade de Engenharia da

Leia mais

CTSP e Pós-Graduações THE MARKETING SCHOOL. porto. aveiro. lisboa

CTSP e Pós-Graduações THE MARKETING SCHOOL. porto. aveiro. lisboa CTSP e Pós-Graduações THE MARKETING SCHOOL porto. aveiro. lisboa LICENCIATURA & MESTRADO THE MARKETING SCHOOL Somos uma escola vocacionada essencialmente para as empresas e mercados. Queremos qualificar

Leia mais

clubedosdecisores desenvolvemos competências humanizadas CORPORATE SOLUTIONS DFP ANOS DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO PERMANENTE

clubedosdecisores desenvolvemos competências humanizadas CORPORATE SOLUTIONS DFP ANOS DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO PERMANENTE C I C LO S O B R E C I Ê N C I A P S I CO LÓ G I C A, O R G A N I Z A ÇÕ E S E T R A B A L H O departamento de formação permanente desenvolvemos competências humanizadas 50 ANOS DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO

Leia mais

PROGRAMA DE GESTÃO E LIDERANÇA PORTO 2016

PROGRAMA DE GESTÃO E LIDERANÇA PORTO 2016 PROGRAMA DE GESTÃO E LIDERANÇA PORTO 2016 O PGL foi desenhado para profissionais, com mais de 5 anos de experiência, dinâmicos, com grande capacidade de trabalho e ambição de aceder a novas responsabilidades.

Leia mais