COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO"

Transcrição

1 COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO KIT ALUNO ESTÁGIO PASSO A PASSO Maceió/2016

2 1º PASSO: PREENCHIMENTO DO CADASTRO DO ALUNO COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS CADASTRO DO ALUNO Curso: Período que Cursa: Matrícula: Nome Completo: Data de Nascimento: / / Naturalidade: Possui Habilitação e Veículo (S/N S/N): RG Nº CPF Nº.. - Endereço Residencial (Rua, Bairro, Cidade, UF, CEP) Telefone: ( ) Celular: ( ) Estado Civil: Tem filhos: Está trabalhando: Outra Formação Superior: Qual? Curso Técnico: Qual? Outro(s) idioma(s): Inglês ( )fala ( )escreve ( )lê -Espanhol ( )fala ( )escreve ( )lê Área que deseja Estagiar: Disponibilidade de horários: Dias Horários Trabalhos e Estágios Anteriores (a partir do último): Período: Local: Cargo Atividades Exercidas: Período Local Cargo Atividades Exercidas: Reconheço as informações acima por mim citadas como verdadeiras. Maceió, de de 20 Assinatura do aluno (a)

3 2º PASSO: CELEBRAÇÃO DO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO Art. 5º O Estágio deverá ser realizado em empresas ou instituições públicas ou privadas, devidamente credenciadas e/ou conveniadas com a FAT/AL, e que apresentem condições de proporcionar experiências na área de formação do aluno. Art. 6º O Estágio será precedido da celebração do Termo de Compromisso de Estágio entre o estudante e a empresa com a interveniência da FAT/ AL, através da Coordenação de Estágio ALUNO: DEVE INFORMAR: - Razão social da empresa - CNPJ - Endereço - Telefone - Nome do representante da empresa - Cargo do representante da empresa - Horário do estágio - Período de estágio

4 MODELO: COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS RELATÓRIO PARCIAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Aluno: Curso: I Período equivalente ao estágio: / / a / / II Total de horas do período: Horas por Semana: III Descrição das atividades realizadas no período: Detalhar todas as atividades que foram desenvolvidas pelo estagiário no respectivo período. Relatar que métodos e/ou técnicas foram utilizadas. IV Assinaturas: Supervisor de Estágio (assinatura com carimbo) Estagiário Professor Orientador Maceió, de de 20 3º PASSO: ELABORAÇÃO DA FOLHA DE FREQUÊNCIA ALUNO: - Preencher e entregar a folha de frequência bimensalmente junto com o relatório parcial; - Cada folha representará um mês; - Prazo: 15 (quinze) dias após o vencimento do bimestre; ATENÇÃO: A perda desse prazo acarretará no não cômputo das horas do bimestre na contagem de tempo nos casos de estágio curricular obrigatório;

5 MODELO: COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS RELATÓRIO DE FREQÜÊNCIA ALUNO: EMPRESA: ÁREA DE ATUAÇÃO: PERÍODO: / / a / / HORAS/SEMANA: TOTAL/HORAS DO PERÍODO: DIAS ENTRADA SAÍDA ASSINATURA Assinatura e carimbo do Supervisor (a) de Estágio Professor (a) Orientador (a) 6º PASSO: ELABORAÇÃO DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO ALUNO: - Prazo: Entregar a avaliação semestralmente até 15 dias antes do término do contrato, quando da renovação; - Entregar a avaliação a qualquer tempo no caso de encerramento do estágio;

6 PERÍODO DE / / a / / MODELO: AVALIAÇÃO DO ESTAGIÁRIO EMPRESA E/OU INSTITUIÇÃO: RAMO DE ATIVIDADE: AVALIAÇÃO ALUNO: CURSO: EXCELENTE BOM REGULAR DEFICIENTE ÁS VEZES SIM NÃO 01 Conhecimentos necessários às atividades planejadas 02 Porcentagem de atividades cumpridas no planejamento 03 Cooperação: disposição em atender às solicitações 04 Qualidade do trabalho, dentro do solicitado 05 Iniciativa para resolver problemas, sem o supervisor 06 Disposição para aprender 07 Capacidade de sugerir modificações em benefício da Empresa 08 Assiduidade e pontualidade 09 Senso de responsabilidade e zelo 10 Sociabilidade 11 Disciplina em face dos regulamentos internos Observações: Data: / / Assinatura e carimbo do Supervisor (a)

7 MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Maceió - Al 2016

8 APRESENTAÇÃO Este manual contém informações sobre a normatização necessárias para elaborar e apresentar o Relatório de Estágio Supervisionado. Trata-se de um conjunto de normas e procedimentos metodológicos cujo objetivo é orientar os acadêmicos (estagiários), na construção sistemática do instrumento final de avaliação da prática de engenharia nas empresas de nível secundário e terciário (público e/ou privado). É uma proposta que contempla elementos importantes a serem descritos pelo aluno com ênfase nos aspectos estruturais, políticos, sociais, culturais e pessoais a cerca do cotidiano, no dia-a-dia profissional. Desta forma, esperamos instrumentalizar os alunos de engenharia no processo de uniformização e apresentação do instrumento final de estágio.

9 ESTRUTURA Capa Folha de rosto Epígrafe Sumário 5 Introdução/ Objetivo 6 Empresa 7 Atividade acadêmica desenvolvida 8 Plano de ação 9 Realizações/não realizações e sugestões (Curto, médio e longo prazo) 10 Considerações finais 11 Referências /Apêndice/ Anexos

10 ROTEIRO 1. Pré Texto: Capa Folha de Rosto Epígrafe Sumário 2. Introdução / Objetivos: 3. Empresa: Dados de Identificação Histórico Estrutura Física Estrutura Organizacional (Descrito) Recursos Humanos e Recursos Financeiros Parcerias/ Sistemas de Informação Implantados e/ou Alimentados Atividades Desenvolvidas pela Empresa (Rotina) 5. Atividades Acadêmicas Desenvolvidas no setor 6. Plano de Ação elaborado 6.1. Setor/Atividade 6.2. Situação detectada 6.3. Ação proposta 6.4. Estratégia de solução 6.5. Responsáveis 6.6. Resultados esperados 6.7. Prazo 6.8. Recursos/custos 7. Resultados alcançados/não alcançados 7.1. Justificativa para os resultados não alcançados 8. Análise Crítica da Empresa 8.1. Pontos Positivos 8.2. Pontos Negativos (Ações minimizantes) 9. Sugestões Curto, Médio e Longo Prazos. 10. Considerações Finais 11. Referências Bibliográficas 12. Anexos 13. Apêndices

11 MODELO DE CAPA CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA NOME DO ALUNO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I EMPRESA (NOME) MACEIÓ - AL 2015

12 MODELO DE FOLHA DE ROSTO NOME DO ALUNO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I EMPRESA (NOME) 5 cm Relatório de Estágio Supervisionado da Empresa apresentado ao Curso de Graduação em Engenharia da Faculdade Tecnológica de Alagoas - FAT, como requisito parcial para obtenção de média semestral sob a supervisão do Profº. MACEIÓ - AL 2015

COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO KIT ALUNO ESTÁGIO PASSO A PASSO

COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO KIT ALUNO ESTÁGIO PASSO A PASSO COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO KIT ALUNO ESTÁGIO PASSO A PASSO Maceió/2014 1º PASSO: PREENCHIMENTO DO CADASTRO DO ALUNO COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS CADASTRO DO ALUNO Curso: Período que Cursa: Matrícula: Nome Completo:

Leia mais

Planilha de Conceito

Planilha de Conceito Planilha de Conceito Nome do Estagiário QUADRO DA PONTUAÇÃO OBTIDA Matrícula (cartão UFRGS) TABELA DE CONCEITOS Pontos do Grupo I (Multiplicado por 2) Pontos do Grupo II (Multiplicado por 2) de 51 a 179

Leia mais

Data: / / Instituição:Início da viagem técnica H Término da viagem técnica: H Responsável (eis) pela recepção na instituição (nome(s) e cargo(s))

Data: / / Instituição:Início da viagem técnica H Término da viagem técnica: H Responsável (eis) pela recepção na instituição (nome(s) e cargo(s)) RELATÓRIO DE VIAGEM TÉCNICA Este relatório deverá ser entregue ao coordenador (a) de estágio até 10 dias após a Visita Técnica. Nome do estagiário (a): Turma: Identificação do(s) professor(es) Nome(s):

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS DIRETRIZES PARA A REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA DE ALIMENTOS PORTO ALEGRE 2009 2 ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA DE ALIMENTOS O Estágio Curricular Supervisionado é um procedimento

Leia mais

Fone: Celular: Endereço residencial na cidade de origem: Rua/Av.

Fone: Celular:   Endereço residencial na cidade de origem: Rua/Av. APÊNDICE I - FICHA DE INSCRIÇÃO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ODONTOLOGIA IDENTIFICAÇÃO DO ALUNO Endereço residencial em Alfenas: Fone: Celular: e-mail: Endereço residencial na cidade de origem:

Leia mais

NORMAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO COLEGIADO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

NORMAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO COLEGIADO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Colegiado de Engenharia de Produção NORMAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO COLEGIADO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CAMPUS ARAPIRACA CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CAMPUS ARAPIRACA CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES RESOLUÇÃO Nº 04/2011 Dispõe sobre as normas para Estágio Curricular Supervisionado e Extracurricular do curso de graduação em Arquitetura e Urbanismo, da Universidade Federal de Alagoas/Campus Arapiraca.

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO. Curriculum 2003/2008 e Curriculum 2010

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO. Curriculum 2003/2008 e Curriculum 2010 REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO Curriculum 2003/2008 e Curriculum 2010 Estágio Obrigatório o Para validação apresentar: Relatório de Estágio Documentos comprobatórios: Declaração de

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTAGIÁRIO Nome: Início do estágio: Término do estágio

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTAGIÁRIO Nome: Início do estágio: Término do estágio DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTAGIÁRIO Nome: Início do estágio: Término do estágio DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA Razão Social: Endereço: Área de atuação: DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO PROFESSOR ORIENTADOR

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA O ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO (LEI , DE 25 DE SETEMBRO DE 2008)

ORIENTAÇÃO PARA O ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO (LEI , DE 25 DE SETEMBRO DE 2008) SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS Av. Ministro Olavo Drummond, n. 25, bairro Amazonas Araxá-MG CEP: 38180-510 Fone: (34) 3669-4507 -

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR EM SAUDE COLEGIADO DE FARMACIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR EM SAUDE COLEGIADO DE FARMACIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR EM SAUDE COLEGIADO DE FARMACIA INSTRUÇÃO NORMATIVA 02/2007 Estabelece as normas complementares para orientação e a avaliação do estágio curricular

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 02, DE 8 DE ABRIL DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 02, DE 8 DE ABRIL DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 02, DE 8 DE ABRIL DE 2011 Estabelece normas para realização, execução e avaliação do Estágio Supervisionado no Curso de Engenharia Elétrica da Universidade Federal de São João del-rei. O PRESIDENTE

Leia mais

Etec de São José do Rio Pardo PLANO DE ESTÁGIO. (documento a ser preenchido de forma conjunta pela concedente de estágio e pela escola)

Etec de São José do Rio Pardo PLANO DE ESTÁGIO. (documento a ser preenchido de forma conjunta pela concedente de estágio e pela escola) PLANO DE ESTÁGIO (documento a ser preenchido de forma conjunta pela concedente de estágio e pela escola) Nome do aluno: Habilitação: Módulo: Ano: ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO Av. Brasil,

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO EM ENGENHARIA FLORESTAL

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO EM ENGENHARIA FLORESTAL Anexo 2 NORMAS REGULAMENTARES DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO EM ENGENHARIA FLORESTAL DO CURSO DE ENGENHARIA FLORESTAL DA UFMT FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE ENGENHARIA

Leia mais

1. Normas para Estágio Supervisionado Obrigatório do Curso de Engenharia de Alimentos diurno

1. Normas para Estágio Supervisionado Obrigatório do Curso de Engenharia de Alimentos diurno 1. Normas para Estágio Supervisionado Obrigatório do Curso de Engenharia de Alimentos diurno Apresentação: o O estágio constitui a oportunidade de complementar a formação profissional do estudante, colocando-o

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS CAMPUS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS CAMPUS PLANO DE ESTÁGIO Estagiário: Empresa: Supervisor do estágio: Cargo do Supervisor: Período previsto para realização do estágio: Início / /, Término / /. Atividades Previstas Data Técnicas e instrumentos

Leia mais

ENG09046 Terça-feira, das 16h30 às 18h10 Agosto de 2012

ENG09046 Terça-feira, das 16h30 às 18h10 Agosto de 2012 ENG09046 Terça-feira, das 16h30 às 18h10 Agosto de 2012 Objetivo geral da disciplina Preparar o aluno à prática profissional. A disciplina deve ser cursada paralelamente ao estágio supervisionado. Plano

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE BIOMEDICINA. Resolução Nº 015/2011 da Pró-reitoria de Graduação

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE BIOMEDICINA. Resolução Nº 015/2011 da Pró-reitoria de Graduação REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE BIOMEDICINA Capítulo I Dos Objetivos Resolução Nº 015/2011 da Pró-reitoria de Graduação Artigo 1 º - Os Estágios Obrigatórios do Curso de Biomedicina tem

Leia mais

ANEXO III - Estágio Obrigatório

ANEXO III - Estágio Obrigatório ANEXO III - Estágio Obrigatório O Estágio Supervisionado inicia- se, de acordo com a legislação vigente, na segunda metade do curso e tem como objetivo possibilitar ao acadêmico de Engenharia de Energias

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS RESOLUÇÃO Nº. 219 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS RESOLUÇÃO Nº. 219 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. RESOLUÇÃO Nº. 219 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS, no uso de suas atribuições legais e considerando o Parecer nº.

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO DE INTERESSE CURRICULAR DO CURSO DE ODONTOLOGIA

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO DE INTERESSE CURRICULAR DO CURSO DE ODONTOLOGIA REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO DE INTERESSE CURRICULAR DO CURSO DE ODONTOLOGIA Resolução nº 008/2005 do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO Art. 1º - Aquele não previsto na

Leia mais

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Departamento de Letras Curso de Secretariado Executivo Trilíngue Estágio Curricular Supervisionado MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS

Leia mais

Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado ENGENHARIA ELÉTRICA - TELECOMUNICAÇÕES

Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado ENGENHARIA ELÉTRICA - TELECOMUNICAÇÕES Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado ENGENHARIA ELÉTRICA - TELECOMUNICAÇÕES CAMPO LIMPO PAULISTA 2014 Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado do Curso de Engenharia Elétrica - Telecomunicações

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA REDAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO

ORIENTAÇÕES PARA REDAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO ORIENTAÇÕES PARA REDAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO Orientações para Relatório de Estágio Supervisionado 1 de 9 UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE RONDONÓPOLIS Instituto de Ciências

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO I - ORIENTAÇÕES ETAPAS

ESTÁGIO SUPERVISIONADO I - ORIENTAÇÕES ETAPAS ESTÁGIO SUPERVISIONADO I - ORIENTAÇÕES 2011.1 ETAPAS 1) Entrega do Plano de Estágio Entregar (impresso) até o dia 30.04.11 o plano de estágio supervisionado em Engenharia Civil, através do preenchimento

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

REGULAMENTO GERAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE REGULAMENTO GERAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Seção I Das Modalidades e seu desenvolvimento Art. 1º O Estágio Supervisionado constitui-se em meio para que o aluno,

Leia mais

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO - BACHARELADOS DO UNILASALLE NORMAS DE FUNCIONAMENTO

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO - BACHARELADOS DO UNILASALLE NORMAS DE FUNCIONAMENTO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO - BACHARELADOS DO UNILASALLE NORMAS DE FUNCIONAMENTO Disciplinas de Estágio Supervisionado Art. 1º De acordo

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO NA UFERSA PARA ESTUDANTES DA UFERSA

ORIENTAÇÕES PARA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO NA UFERSA PARA ESTUDANTES DA UFERSA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO UFERSA PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS PROGEPE DIVISÃO DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAL DDP SEÇÃO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO ORIENTAÇÕES PARA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO PROFISSIONAL (SUPERVISIONADO)

REGULAMENTO DE ESTÁGIO PROFISSIONAL (SUPERVISIONADO) REGULAMENTO DE ESTÁGIO PROFISSIONAL (SUPERVISIONADO) GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA PROFª MS. ELAINE CRISTINA SIMOES BRAGANÇA PAULISTA 2013 O estágio é um ato educativo supervisionado, desenvolvido no ambiente

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL E CLÍNICA LATO SENSU MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL E CLÍNICA LATO SENSU MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL E CLÍNICA LATO SENSU MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO por PROFª Ms. Maria Rosa Silva Lourinha Rio de Janeiro, MARÇO / 2013 1 MANUAL DE ESTÁGIO

Leia mais

Formatação Geral do Texto

Formatação Geral do Texto Desenvolver um Relatório de Estágio pode gerar muitas dúvidas, principalmente se a sua faculdade não disponibiliza um modelo para que sejam preenchidas as informações necessárias... Mas, calma! Nós iremos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR EM SAUDE COLEGIADO DE BIOTECNOLOGIA. Instrução normativa Nº 01/2016

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR EM SAUDE COLEGIADO DE BIOTECNOLOGIA. Instrução normativa Nº 01/2016 UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR EM SAUDE COLEGIADO DE BIOTECNOLOGIA Instrução normativa Nº 01/2016 Revoga a IN Nº 02/2013 e estabelece as normas referentes à orientação e à avaliação

Leia mais

Minuta de Normas de Estágio DCOS

Minuta de Normas de Estágio DCOS Minuta de Normas de Estágio DCOS O Colegiado do Curso de Comunicação Social, no uso de suas atribuições, Considerando a vigência da Lei11.788, de 25/09/2008, que dispõe sobre o estágio de estudantes; Considerando

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AGROALIMENTAR CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AGROALIMENTAR CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AGROALIMENTAR CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS RESOLUÇÃO CCEAL Nº 01/2010 Regulamenta o Estágio Supervisionado do Curso de Engenharia

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA

CENTRO UNIVERSITÁRIO AMPARENSE - UNIFIA MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS Amparo (ano) 1 SUMÁRIO Pg Introdução... 03 Objetivos do Estágio... 04 Atuação do Estagiário... 05 Roteiro de Atividades... 06 1ª Fase: Documentação...

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA REGULAMENTO DE ESTÁGIO Regulamenta a realização de estágio no âmbito do curso de Bacharelado em Ciências da Computação do Instituto

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES O presente Regulamento de Estágios visa disciplinar os estágios do curso de Engenharia da Computação,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ UTFPR Câmpus Londrina Departamento Acadêmico de Engenharia de Produção

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ UTFPR Câmpus Londrina Departamento Acadêmico de Engenharia de Produção MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ UTFPR Câmpus Londrina Departamento Acadêmico de Engenharia de Produção NORMAS E PROCEDIMENTOS COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO DE ENGENHARIA

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA MANUAL DE ESTÁGIOS

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA MANUAL DE ESTÁGIOS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA MANUAL DE ESTÁGIOS Ilha Solteira SP 2015 APRESENTAÇÃO O presente manual foi elaborado pela Comissão de Estágios do Curso de Engenharia Elétrica (CECEE) e aprovado

Leia mais

CARTA DE APRESENTAÇÃO

CARTA DE APRESENTAÇÃO Doc. 1 CARTA DE APRESENTAÇÃO Rio de Janeiro, de de. Do Professor de Estágio para Docência da UCB Ao(À) Sr(a). Diretor(a) do(a) Assunto: Apresentação de Estagiário Senhor(a) Diretor(a): Apresentamos a V.Sa.

Leia mais

NORMAS PARA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO EM JORNALISMO

NORMAS PARA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO EM JORNALISMO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS DEPARTAMENTO DE LETRAS E COMUNICAÇÃO COLEGIADO DO CURSO JORNALISMO NORMAS PARA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO

Leia mais

Regulamento de Estágio. Apresentação

Regulamento de Estágio. Apresentação Apresentação Caro aluno, o período de estágio é o seu primeiro contato com a vida profissional. Você encontrará na indústria condições às vezes bem diferentes do que a escola lhe oferece. O ambiente lhe

Leia mais

PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO. Escola SENAI Anchieta

PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO. Escola SENAI Anchieta PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO Escola SENAI Anchieta Sumário Página 01 Prática Profissional / Estágio 03 02 Da carga horária da Prática Profissional / Estágio

Leia mais

RESOLUÇÃO 01/ TGP

RESOLUÇÃO 01/ TGP UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA - SEPT COORDENAÇÃO DO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO - CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO

Leia mais

Rua Clarimundo de Melo, 79 - Encantado - Rio de Janeiro - RJ - Tel.: (21) sjt.com.br

Rua Clarimundo de Melo, 79 - Encantado - Rio de Janeiro - RJ - Tel.: (21) sjt.com.br O Diretor Geral da Faculdade São Judas Tadeu, no uso de suas atribuições regimentais, institui o Regulamento de conforme aprovação do Conselho Superior. Art. 1º O estágio é o ato educativo desenvolvido

Leia mais

Campus Itaqui Curso de Ciência e Tecnologia de Alimentos Normas para o Estágio Supervisionado Obrigatório

Campus Itaqui Curso de Ciência e Tecnologia de Alimentos Normas para o Estágio Supervisionado Obrigatório Campus Itaqui Curso de Ciência e Tecnologia de Alimentos Normas para o Estágio Supervisionado Obrigatório 1. ASPECTOS LEGAIS O Estágio Supervisionado tem caráter curricular obrigatório e é uma exigência

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO SOBRE O ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO

MANUAL DE ORIENTAÇÃO SOBRE O ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO OESTE CEO DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM DENF COORDENAÇÃO SETORIAL DE ESTÁGIO MANUAL DE ORIENTAÇÃO SOBRE O ESTÁGIO CURRICULAR NÃO

Leia mais

Resolução nº 017/2006 do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE)

Resolução nº 017/2006 do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) 1 Resolução nº 017/2006 do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) REGULAMENTAÇÃO ESPECÍFICA DO ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE GEOGRAFIA - BACHARELADO Capítulo I - Dos Objetivos Art. 1 º - O Estágio

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO Atualizado em janeiro de 2015 UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO Organização Vera Lucia Lima do Espírito Santo Colaboração Coordenadores de Cursos de Graduação 1 Sumário Lista de Anexos... 3 Apresentação... Fundamentação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA RESOLUÇÃO CSTGP Nº 02/2015 Regulamenta o Estágio Supervisionado obrigatório do Curso

Leia mais

CAPÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS

CAPÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DA FACULDADE ARTHUR THOMAS CAPÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS Art. 1º. Este Regulamento estabelece as políticas básicas

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Goiás Pró-Reitoria de Graduação Coordenação de Estágio, Monitoria e Egressos

Pontifícia Universidade Católica de Goiás Pró-Reitoria de Graduação Coordenação de Estágio, Monitoria e Egressos TERMO DE COMPROMISSO PARA ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO DA LEGISLAÇÃO DE REGÊNCIA, DA CONCEITUAÇÃO E DOS PRÉ-REQUISITOS LEGAIS. 1. O presente TCE é regido pela Lei n.º 11.788, de 25 de setembro de 2008 e, no

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO FACULDADE DOM ALBERTO CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO SANTA CRUZ DO SUL, JUNHO DE 2010. 1. REGULAMENTO PARA ESTÁGIO SUPERVISIONADO Das atividades de estágio Art. 1. O estágio supervisionado

Leia mais

Licenciatura em Ciências Exatas Revisão 3 REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO

Licenciatura em Ciências Exatas Revisão 3 REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO O Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Ciências Exatas do Setor Palotina da UFPR prevê a realização de estágios nas modalidades de estágio obrigatório e

Leia mais

ESTÁGIO DE PORTUGUÊS II. Aula

ESTÁGIO DE PORTUGUÊS II. Aula ESTÁGIO DE PORTUGUÊS II Aula 5 Estágio Supervisionado em Ensino de Letras Geral OBJETIVOS - Exercitar a prática docente do ensino de língua portuguesa em escolas do ensino fundamental e médio. Específicos

Leia mais

FACULDADE DE SOROCABA

FACULDADE DE SOROCABA Ilmo. (a) Sr. (a) (Responsável pela empresa) Assunto: Encaminhamento para estágio e sua opção A direção desta Instituição de Ensino solicita autorização de sua parte para que o (a) aluno (a):, RA:, Semestre:

Leia mais

INSTITUTO EDUCACIONAL ALFA MANUAL DE ESTÁGIO PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL

INSTITUTO EDUCACIONAL ALFA MANUAL DE ESTÁGIO PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL INSTITUTO EDUCACIONAL ALFA MANUAL DE ESTÁGIO PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL Minas Gerais 2013 APRESENTAÇÃO O presente Manual de Estágio do Instituto Educacional Alfa em parceria com a UNIANDRADE,

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTO PARA ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO

MANUAL DE PROCEDIMENTO PARA ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO MANUAL DE PROCEDIMENTO PARA ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO O Estágio Supervisionado obrigatório é valido para os alunos que cumpriram com aprovação, no mínimo 50% da carga horária total de seu curso.

Leia mais

Informações para professores, alunos e supervisores

Informações para professores, alunos e supervisores Informações para professores, alunos e supervisores 01. OBJETIVO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO O Estágio Supervisionado tem por objetivo a complementação do ensino ministrado na Universidade, constituindo-se

Leia mais

ANEXO I DADOS PESSOAIS, DO PROFISSIONAL/EMPRESA E TERMO DE COMPROMISSO Acadêmico: ES I ( ) ou ES II ( ) CARIMBO E VISTO DO CEFAG

ANEXO I DADOS PESSOAIS, DO PROFISSIONAL/EMPRESA E TERMO DE COMPROMISSO Acadêmico: ES I ( ) ou ES II ( ) CARIMBO E VISTO DO CEFAG ANEXO I 2015 DADOS PESSOAIS, DO PROFISSIONAL/EMPRESA E TERMO DE COMPROMISSO Acadêmico: ES I ( ) ou ES II ( ) Total de horas: Fone: ( ) Celular: ( ) Cidade: E-mail: DADOS DO PROFISSIONAL/ EMPRESA CONVENIADA

Leia mais

Faculdade São Miguel Curso de Nutrição MANUAL DE ESTAGIO CURRICULAR DO CURSO DE NUTRIÇÃO

Faculdade São Miguel Curso de Nutrição MANUAL DE ESTAGIO CURRICULAR DO CURSO DE NUTRIÇÃO MANUAL DE ESTAGIO CURRICULAR DO CURSO DE NUTRIÇÃO 1. APRESENTAÇÃO A formação do Nutricionista deve garantir o desenvolvimento de estágios curriculares, sob supervisão docente, contando com a participação

Leia mais

Normas para realização do Estágio Supervisionado do Curso de Graduação em Engenharia de Alimentos

Normas para realização do Estágio Supervisionado do Curso de Graduação em Engenharia de Alimentos UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS Normas para realização do Estágio Supervisionado do Curso de Graduação em Engenharia de Alimentos Lavras 2014 INTRODUÇÃO Art. 1º. O Estágio

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DA FACIG. Seção I Da modalidade e desenvolvimento

REGULAMENTO GERAL DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DA FACIG. Seção I Da modalidade e desenvolvimento REGULAMENTO GERAL DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DA FACIG Seção I Da modalidade e desenvolvimento Art.1 - O Estágio Curricular Supervisionado constitui-se em uma forma para que o discente vivencie

Leia mais

PORTARIA D.FCF/CAr. 13/2014

PORTARIA D.FCF/CAr. 13/2014 PORTARIA D.FCF/CAr. 13/2014 A Diretora da Faculdade de Ciências Farmacêuticas do Câmpus de Araraquara, da UNESP, no uso de suas atribuições e considerando: O Projeto Político Pedagógico que definiu a Estrutura

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Coordenadora de Curso Prof. Dr. Sérgio Pereira Vice-coordenador de Curso Prof. Dr. Rogério Caetano da Costa Comissão de Estágio

Leia mais

CÂMPUS SÃO LUÍS DE MONTES BELOS CURSO DE LETRAS REGULAMENTO DA PRÁTICA DE ENSINO E ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LETRAS

CÂMPUS SÃO LUÍS DE MONTES BELOS CURSO DE LETRAS REGULAMENTO DA PRÁTICA DE ENSINO E ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LETRAS CÂMPUS SÃO LUÍS DE MONTES BELOS CURSO DE LETRAS REGULAMENTO DA PRÁTICA DE ENSINO E ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LETRAS SÃO LUÍS DE MONTES BELOS 2017 - CÂMPUS SÃO LUÍS DE MONTES BELOS CURSO DE LETRAS

Leia mais

Parágrafo único. A jornada de atividade em estágio não deverá ultrapassar 6 (seis) horas diárias e 30 (trinta) horas semanais.

Parágrafo único. A jornada de atividade em estágio não deverá ultrapassar 6 (seis) horas diárias e 30 (trinta) horas semanais. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS CÂMPUS BARBACENA REGIMENTO PARA ESTÁGIO CURRICULAR

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO ESPECÍFICA DO ESTÁGIO DE INTERESSE CURRICULAR DO CURSO DE BIOTECNOLOGIA. Resolução Nº 010/2008 da Pró-reitoria de Graduação

REGULAMENTAÇÃO ESPECÍFICA DO ESTÁGIO DE INTERESSE CURRICULAR DO CURSO DE BIOTECNOLOGIA. Resolução Nº 010/2008 da Pró-reitoria de Graduação REGULAMENTAÇÃO ESPECÍFICA DO ESTÁGIO DE INTERESSE CURRICULAR DO CURSO DE BIOTECNOLOGIA Resolução Nº 010/2008 da Pró-reitoria de Graduação Capítulo I - Dos Objetivos Art. 1º- O estágio tem por objetivo

Leia mais

FACULDADE MARIO SCHENBERG

FACULDADE MARIO SCHENBERG MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO FACULDADE MARIO SCHENBERG CURSO DE GASTRONOMIA Cotia, 2015 REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Capítulo I Das Disposições Preliminares Art. 1.º Este instrumento legal

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS - UNEAL

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS - UNEAL REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA Este Regulamento e a Resolução do Conselho Superior da Uneal (CONSU/UNEAL) que o aprovou foram publicados na edição do Diário

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Bacharelado em Sistemas de Informação Campus Quixadá

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Bacharelado em Sistemas de Informação Campus Quixadá REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Bacharelado em Sistemas de Informação Campus Quixadá A COORDENAÇÃO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÂO da UFC em Quixadá, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

ROTEIRO DE ORGANIZAÇÃO DO CADERNO DE ESTÁGIO I. Educação Física LICENCIATURA Portaria de Reconhecimento nº. 428 de 28 de julho de 2014

ROTEIRO DE ORGANIZAÇÃO DO CADERNO DE ESTÁGIO I. Educação Física LICENCIATURA Portaria de Reconhecimento nº. 428 de 28 de julho de 2014 ROTEIRO DE ORGANIZAÇÃO DO CADERNO DE ESTÁGIO I Educação Física LICENCIATURA Portaria de Reconhecimento nº. 428 de 28 de julho de 2014 E N V E L O P E Folha de identificação*; Capa; Folha carga horária

Leia mais

1. Súmula. 2. Objetivos. 3. Método

1. Súmula. 2. Objetivos. 3. Método 1. Súmula Realização de estágio curricular supervisionado, atuando na área da Engenharia de Produção. Eperiência prática junto ao meio profissional e entrega de relatório final de estágio. Orientação por

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA - UNEB AUTORIZAÇÃO: DECRETO Nº92937/86, DOU RECONHECIMENTO: PORTARIA Nº909/95, DOU

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA - UNEB AUTORIZAÇÃO: DECRETO Nº92937/86, DOU RECONHECIMENTO: PORTARIA Nº909/95, DOU ANEXO 2 DO EDITAL PIBID UNEB CAPES Nº. 010/2014 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Candidato (a) Matrícula Curso / Depto. UNEB (iniciação à docência) Escola (supervisão) ENDEREÇO:...Nº... BAIRRO:...CIDADE:... CEP.:...

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRÓ-REITORIA DE ENSINO E GRADUAÇÃO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRÓ-REITORIA DE ENSINO E GRADUAÇÃO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO 70 UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRÓ-REITORIA DE ENSINO E GRADUAÇÃO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO Em de de 20. Dados do Aluno (Pode ser preenchido

Leia mais

Relatório de Pendências

Relatório de Pendências Instituto Monitor Relatório impresso em: 16/07/2015 Hora: 16:45 Relatório de Pendências O preenchimento do seu Relatório de Estágio foi realizado com sucesso. Antes de enviar ou entregar o Relatório para

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO CEPE Nº 120, DE 14 DE MAIO DE 2014. Dispõe sobre o estágio supervisionado dos cursos de licenciatura

Leia mais

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE RELAÇÕES PÚBLICAS Estágio Supervisionado em Relações Públicas

REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE RELAÇÕES PÚBLICAS Estágio Supervisionado em Relações Públicas REGULAMENTO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE RELAÇÕES PÚBLICAS Estágio Supervisionado em Relações Públicas O estágio em Relações Públicas é compreendido como um mecanismo que promove a interação do aluno

Leia mais

Curso de Psicologia. Roteiro para Estágios

Curso de Psicologia. Roteiro para Estágios UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA SAPSI-COORDENADORIA DE ESTÁGIOS Curso de Psicologia Roteiro para Estágios A ESTÁGIOS OBRIGATÓRIOS B ESTÁGIOS NÃO OBRIGATÓRIOS COORDENAÇÃO

Leia mais

Termo de Compromisso de Estágio TCE A (Pessoa Jurídica Profissional Liberal)

Termo de Compromisso de Estágio TCE A (Pessoa Jurídica Profissional Liberal) Termo de Compromisso de Estágio TCE A (Pessoa Jurídica Profissional Liberal) A Instituição (Razão social da empresa), situada à (Endereço da empresa), CNPJ nº (CNPJ da empresa), ou O Profissional Liberal

Leia mais

RESOLUÇÃO. Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogadas as disposições contrárias. São Paulo, 25 de junho de 2008.

RESOLUÇÃO. Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogadas as disposições contrárias. São Paulo, 25 de junho de 2008. RESOLUÇÃO CONSEPE 17/2008 APROVA O REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE TURISMO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Presidente

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente instrumento dispõe sobre as normas e procedimentos a serem observados

Leia mais

Anexo V ESTÁGIO SUPERVISIONADO I (7ª Período)

Anexo V ESTÁGIO SUPERVISIONADO I (7ª Período) Anexo V ESTÁGIO SUPERVISIONADO I (7ª Período) Documentos para Aproveitamento de Horas de Trabalho como Estágio Curricular Obs.: O documento final deve ser entregue na secretaria, com encadernação simples,

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE BACABAL FEBAC Credenciamento MEC/Portaria: 472/07 Resolução 80/07

FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE BACABAL FEBAC Credenciamento MEC/Portaria: 472/07 Resolução 80/07 BACABAL-MA 2012 ESTÁGIO PROFISSIONAL CURRICULAR SUPERVISIONADO - EPCS INSTRUÇÕES REGULADORAS 1. FINALIDADE As presentes instruções destinam-se a orientar o corpo docente e discente, bem como os setores

Leia mais

FORMATAÇÃO E MODELO PARA RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO

FORMATAÇÃO E MODELO PARA RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO FORMATAÇÃO E MODELO PARA RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO O relatório deverá ser entregue em formato pdf, sendo dispensada a forma impressa. Para a elaboração do Relatório de Estágio Supervisionado

Leia mais

DECLARAÇÃO DE ORIENTAÇÃO DE ESTÁGIO

DECLARAÇÃO DE ORIENTAÇÃO DE ESTÁGIO DECLARAÇÃO DE ORIENTAÇÃO DE ESTÁGIO Eu, professor(a), declaro ser orientador de estágio do aluno, do curso técnico em Agropecuária Modular. Por ser verdade, firmo a presente declaração. Professor(a) Orientador(a)

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO Instrumento jurídico elaborado nos termos da Lei /2008 DADOS DA INSTITUIÇÃO CONCEDENTE DADOS DO ESTAGIÁRIO

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO Instrumento jurídico elaborado nos termos da Lei /2008 DADOS DA INSTITUIÇÃO CONCEDENTE DADOS DO ESTAGIÁRIO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO Instrumento jurídico elaborado nos termos da Lei 11.788/2008 Razão Social: Endereço: Cidade/Estado: Fone: Representado por: Cargo: Nome: Matrícula: Endereço: DADOS DA INSTITUIÇÃO

Leia mais

Perguntas e respostas mais frequentes sobre ESTÁGIOS 1. POR QUAL ÓRGÃO DEVO INICIAR A FORMALIZAÇÃO DE INÍCIO DE ESTÁGIO?

Perguntas e respostas mais frequentes sobre ESTÁGIOS 1. POR QUAL ÓRGÃO DEVO INICIAR A FORMALIZAÇÃO DE INÍCIO DE ESTÁGIO? Perguntas e respostas mais frequentes sobre ESTÁGIOS 1. POR QUAL ÓRGÃO DEVO INICIAR A FORMALIZAÇÃO DE INÍCIO DE ESTÁGIO? O Setor de Estágio (SESTA) da Diretoria de Ensino da Pró -Reitoria de Graduação

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA INSCRIÇÃO - SELEÇÃO 2013

INSTRUÇÕES PARA INSCRIÇÃO - SELEÇÃO 2013 1 INSTRUÇÕES PARA INSCRIÇÃO - SELEÇÃO 2013 A inscrição para a seleção de candidatos aos Cursos de Mestrado e Doutorado do será aberta mediante Edital, a ser publicado pela Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA CAMPUS ALEGRETE EDITAL Nº 079/2017, DE 21 DE SETEMBRO DE 2017

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA CAMPUS ALEGRETE EDITAL Nº 079/2017, DE 21 DE SETEMBRO DE 2017 EDITAL Nº 079/2017, DE 21 DE SETEMBRO DE 2017 SELEÇÃO DE ESTUDANTES PARA A REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO NO O DIRETOR GERAL DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA, no uso de suas atribuições,

Leia mais

ACORDO DE COOPERAÇÃO E TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO

ACORDO DE COOPERAÇÃO E TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO ACORDO DE COOPERAÇÃO E TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO Aos (dia) dias do mês de (mês/ano), no município de (cidade) neste ato, as partes a seguir nomeadas: INSTITUIÇÃO DE ENSINO Razão Social: UNIVERSIDADE

Leia mais

EDITAL Nº 03/2016 PPGBiotec PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO DE PÓS-DOUTORADO VOLUNTÁRIO FLUXO CONTÍNUO

EDITAL Nº 03/2016 PPGBiotec PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO DE PÓS-DOUTORADO VOLUNTÁRIO FLUXO CONTÍNUO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS CÂMPUS DE GURUPI PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA Rua Badejós, chácaras 69/72, Zona Rural 77402-970 Gurupi/TO (63) 3311-3504 www.uft.edu.br ppgbiotec@uft.edu.br

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Escola de Engenharia Civil RESOLUÇÃO N 01/2008

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Escola de Engenharia Civil RESOLUÇÃO N 01/2008 UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Escola de Engenharia Civil RESOLUÇÃO N 01/2008 Regulamenta as atividades de Estágio Curricular Obrigatório e Não-obrigatório do Curso de Graduação da Escola de Engenharia

Leia mais

O Relatório final deve conter o conteúdo apresentado na 2ª RAE e todas as atividades desenvolvidas durante o estágio. Estrutura

O Relatório final deve conter o conteúdo apresentado na 2ª RAE e todas as atividades desenvolvidas durante o estágio. Estrutura Roteiro para elaboração do Relatório Técnico Final O Relatório final deve conter o conteúdo apresentado na 2ª RAE e todas as atividades desenvolvidas durante o estágio. Estrutura Capa: Deve conter o nome

Leia mais

Regulamento Estágio Supervisionado Gestão de Recursos Humanos

Regulamento Estágio Supervisionado Gestão de Recursos Humanos Regulamento Estágio Supervisionado Gestão de Recursos Humanos 2014 Faculdade Imaculada Conceição do Recife - FICR Diretor Geral Weldon Bispo Diretora Administrativo-Financeiro Rafaella Nóbrega Coordenador

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL UFRGS INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS Comissão de Graduação do Curso de Ciências Biológicas COMGRAD/BIO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL UFRGS INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS Comissão de Graduação do Curso de Ciências Biológicas COMGRAD/BIO DECISÃO 03/2015 - Altera: Decisão n o 03/2013 ESTÁGIO SUPERVISIONADO A, reunida em 18 de novembro de 2015, no uso de suas atribuições, DECIDE Regulamentar a atividade de Ensino de Estágio Supervisionado,

Leia mais

CARTA DE APRESENTAÇÃO

CARTA DE APRESENTAÇÃO Doc. 1 CARTA DE APRESENTAÇÃO Do Professor de Estágio Supervisionado da UCB Ao(À) Sr(a). Diretor(a) do(a) Assunto: Apresentação de Estagiário Senhor(a) Diretor(a): Apresentamos a V.Sa. o(a) universitário(a),

Leia mais

Art. 5º- Para uma instituição ser conveniada como local de estágio é indispensável :

Art. 5º- Para uma instituição ser conveniada como local de estágio é indispensável : REGULAMENTO DE ESTÁGIOS ESPECÍFICOS Fixa normas para o funcionamento dos Estágios Supervisionados Específicos em Psicologia. (Aprovado pelo CONSEPE) I - DOS OBJETIVOS Art. 1º- O Estágio Curricular Específico

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO ORIENTAÇOES PARA PREENCHIMENTO DOS DOCUMENTOS Cursos: Administração / TADS ORIENTAÇÕES:

ESTÁGIO SUPERVISIONADO ORIENTAÇOES PARA PREENCHIMENTO DOS DOCUMENTOS Cursos: Administração / TADS ORIENTAÇÕES: ESTÁGIO SUPERVISIONADO ORIENTAÇOES PARA PREENCHIMENTO DOS DOCUMENTOS Cursos: Administração / TADS ORIENTAÇÕES: As matrizes destes documentos estão disponíveis no site FAINAM / Central do Aluno / Estágio

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO CAPÍTULO I DAS DEFINIÇÕES DO ESTÁGIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO CAPÍTULO I DAS DEFINIÇÕES DO ESTÁGIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO Considerando o significado e a importância do Estágio como parte fundamental da formação profissional, define-se

Leia mais