A Mística do Educador:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A Mística do Educador:"

Transcrição

1 A Mística do Educador:

2 A educação popular é um ato de amor. É um gesto humano e político de entrega a fim de que as pessoas se realizem como gente, como classe e como povo. A missão educativa junto a sujeitos populares ajuda a despertar sua consciência crítica, como o desafio de assumirem-se como protagonistas de seu destino individual e coletivo.

3 Os educadores fazem da classe oprimida o sentido e a razão de sua existência, colocando aí sua alma, e sabem que, nesse esforço de transformação, também se transformam, permanentemente.

4 A firmeza ideológica da entrega, gratuita e solidária, nasce de uma certeza que não se vê: a construção de uma sociedade, livre de toda e qualquer forma de opressão. Esta convicção torna-se ousadia e paixão que não pede licença para lutar pela justiça, nem tem medo se der minoria. Muitas pessoas acreditam nessa esperança e uma legião de militantes tombou por essa causa.

5 Esse sonho, juntando a ciência, vira utopia e torna-se causa, o alimento e o segredo que invade a ação, amente e o coração da militância, na dor, na dúvida, nas derrotas, no amor, na alegria de viver, na disposição de luta, na festa... e no companheirismo. A esperança é uma espécie de ímpeto natural possível e necessário; é um condimento indispensável à experiência histórica.

6 O que move o educador distingue-se, portanto, de qualquer atitude de piedade, martírio ou técnica utilitarista.

7 Ser educador significa correr riscos nessa briga pela vida. Vida que o imperialismo visível mutila, sem disfarce, proíbe de dizer, proíbe de fazer, proíbe de ser. Vida que o imperialismo invisível tenta convencer que a servidão é um destino de a impotência é natureza do ser humano não se pode dizer, não se pode fazer, não se pode ser.

8 Na sua missão de contribuir para elevar o ânimo e a consciência das amplas massas populares, os educadores, cultivam valores que se manifestam no seu jeito de pensar, de agir, de sentir, como parte de seu comportamento, individual e coletivo.

9 O Amor pelo povo O amor pelo povo é pré-condição para ser educador popular, mesmo sabendo que ele carrega muitas contradições e reproduz boa parte da mentalidade dominante. Porém, essa maioria explorada, é riqueza de experiências, potencial de rebeldia e sementeira inesgotável de novos militantes.

10 O educador tem que estar lá onde o povo vive, luta, sofre e celebra suas crenças. O povo é o sentido e a razão de sua existência, estar fora do povo, é uma forma de ficar contra esse povo.

11 O companheirismo O companheirismo é uma forma superior de relacionamento entre as pessoas, maior que todos os laços de sangue. Companheirismo é compartilhar o pão e o poder com quem se dispõe a mesma caminhada, na mesma causa.

12 É a certeza que tem uma pessoa de ser acolhida, escutada, entendida, mesmo quando erra ou quando cobra. O companheirismo se revela, especialmente, na atenção a quem trabalha e não entendeu a razão de lutar, no tempo dedicado à juventude e às crianças, no carinho às pessoas mais excluídas, no ombro solidário a quem está desanimada, no respeito à parceria de vida e de caminhada.

13 Espírito de Superação O espírito de superação dentro das orientações coletivas, toma iniciativa, cria caminhos, mantém-se em busca constante de soluções e não segue receitas, não espera ordens é um ato de vontade que, ao entender o que deve fazer, se dispõe a fazer o que entendeu, no cumprimento da missão. Esse espirito gera ousadia e vence o medo do novo porque brota das profundas convicções.

14 Espírito de humildade O espirito de humildade é contrário a toda arrogância, auto-suficiência, submissão ou ingenuidade. Humildade é a simplicidade de alguém que reconhece valores e tem clareza sobre seus limites. Por isso trata as pessoas com respeito, sem discriminação ou preconceito. Não se acha inferior, nem tampouco pisa nas pessoas. Está sempre aberta para acolher o novo, a verdade, o conhecimento.

15 Espírito de sacrifício Quem diz luta, diz sacrifício, embora seja necessário evitar os sacrifícios inúteis. Não é o martírio onde as pessoas estão mais preparadas para sofrer e morrer. O sacrifício nasce no enfrentamento da opressão. Ninguém luta porque gosta; luta porque qualquer conquista envolve risco; não impõe pré-condições de conforto e facilidade; não exige tratamento e mordomias individuais.

16 Pedagogia do Exemplo Não basta que seja pura e justa a nossa causa, é necessário que a pureza e a justiça existam dentro de nós. É o exemplo que arrasta; é a coerência entre o que diz e o que se faz que convence. A prática cotidiana revela as convicções da pessoa e nela o discurso se torna força material que alimenta a vida, o trabalho produtivo, o estudo, as atitudes (dedicação, entusiasmo, uso correto dos recursos coletivos), a participação em posto concreto de luta, a simplicidade de vida.

17 É a mística que faz o educador caminhar como se visse o invisível. Na dialética da vida, dentre a luta e a festa, o suor e a brisa, a dor e a alegria, os educadores ajudam a construir uma nova sociedade. Ela não virá de presente.

O poder do Entusiasmo! Como ser um profissional a cima da média?

O poder do Entusiasmo! Como ser um profissional a cima da média? O poder do Entusiasmo! Como ser um profissional a cima da média? Entusiasmo! O que é entusiasmo? Entusiasmo é um grande interesse, um intenso prazer, uma dedicação ardente, uma paixão, uma admiração, um

Leia mais

LUTAR PARA AS COISAS MUDAR

LUTAR PARA AS COISAS MUDAR 292 ANEXO O POVO É POETA Um dia a mulher gritou: Sou guerreira! E o eco de sua voz se fez ouvir Mais além das fronteiras. Sou mulher: mãe e guerreira! Meu limite não é mais o lar, Me chamam a rainha da

Leia mais

Aos Poetas. Que vem trazer esperança a um povo tristonho, Fazendo os acreditar que ainda existem os sonhos.

Aos Poetas. Que vem trazer esperança a um povo tristonho, Fazendo os acreditar que ainda existem os sonhos. Aos Poetas Venho prestar homenagem a uma grande nação, Que são os nossos poetas que escrevem com dedicação, Os poemas mais lindos e que por todos são bemvindos, Que vem trazer esperança a um povo tristonho,

Leia mais

O papel do educador na PUCPR. Clemente Ivo Juliatto

O papel do educador na PUCPR. Clemente Ivo Juliatto O papel do educador na PUCPR Clemente Ivo Juliatto Palestra aos Professores Fevereiro de 2008 O professor da PUCPR não realiza apenas um projeto individual, mas insere-se numa missão institucional. Missão

Leia mais

coleção Conversas #24 Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #24 Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #24 Eu Posso sou me G ay. curar? Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu com o desejo de facilitar

Leia mais

TRISTE FIM DE POLICARPO QUARESMA

TRISTE FIM DE POLICARPO QUARESMA TRISTE FIM DE POLICARPO QUARESMA TRISTE FIM DE POLICARPO QUARESMA Tem o sentido e a verdade, é para tudo refletir. Entender a Sociedade, e pensar caminho a seguir. Romance do pré-modernismo, pura transformação.

Leia mais

QUANDO A VIDA NOS ENSINA A AMAR!

QUANDO A VIDA NOS ENSINA A AMAR! QUANDO A VIDA NOS ENSINA A AMAR! Se a cada passo nos aproximamos de onde queremos, a cada aprimoramento do sentimento, nos aproximamos do amor, e é na convivência que ele se torna verdadeiramente capaz

Leia mais

) ) .,. MEB- 50 ANOS ";.. QUANTO AFETO, QUANTA ALEGRIA RENOVADA EM CADA ENCONTRO... VIVA A VIDA! " MARIA ALICE ~ )

) ) .,. MEB- 50 ANOS ;.. QUANTO AFETO, QUANTA ALEGRIA RENOVADA EM CADA ENCONTRO... VIVA A VIDA!  MARIA ALICE ~ ) ) 1 ) ) ).,. I ) I MEB- 50 ANOS ";.. QUANTO AFETO, QUANTA ALEGRIA RENOVADA EM CADA ENCONTRO... VIVA A VIDA! " MARIA ALICE ) ) ~ ) ( ' A MUSICA DA CAMPANHA DAS ESCOLAS RADIOFONICAS LEVANTO JUNTO COM O SOL

Leia mais

ESCOLA DO TRABALHO UMA PEDAGOGIA SOCIAL: UMA LEITURA DE M. M. PISTRAK

ESCOLA DO TRABALHO UMA PEDAGOGIA SOCIAL: UMA LEITURA DE M. M. PISTRAK Revista de Ed ucação ESCOLA DO TRABALHO UMA PEDAGOGIA SOCIAL: UMA LEITURA DE M. M. PISTRAK Vol. 1 nº 1 jan./jun. 2006 p. 77-81 Eliseu Santana 1 Orientador: André Paulo Castanha 2 Pistrak foi um grande

Leia mais

O QUE A GENTE QUER MURAL P(R)O(F)ÉTICO. Estudantes do 3º EJA MÉDIO

O QUE A GENTE QUER MURAL P(R)O(F)ÉTICO. Estudantes do 3º EJA MÉDIO O QUE A GENTE QUER MURAL P(R)O(F)ÉTICO Estudantes do 3º EJA MÉDIO 2 3 APRESENTAÇÃO Os poemas que se seguem foram escritos pelos estudantes do 3º EJA A do Ensino Médio da Escola Estadual Dionysio Costa

Leia mais

Eu quero ver, se você não se mexe... Eu quero ver quem se mexe por você!

Eu quero ver, se você não se mexe... Eu quero ver quem se mexe por você! Eu quero ver, se você não se mexe... Eu quero ver quem se mexe por você! O VER SUS RMR Nossa rebeldia é VER um SUS popular foi singular! Foram 13 dias de muito aprendizado, sorrisos, papos, trocas, abraços,

Leia mais

Uma comunicação que alcance todas as periferias que precisam da luz do Evangelho (EG 20).

Uma comunicação que alcance todas as periferias que precisam da luz do Evangelho (EG 20). A comunicação de uma Igreja em Saída. Uma comunicação que alcance todas as periferias que precisam da luz do Evangelho (EG 20). Uma comunicação rápida, em todos os lugares, em todas as ocasiões, sem repugnâncias

Leia mais

O povo que vivia nas trevas, viu uma grande luz (Is 9,1)

O povo que vivia nas trevas, viu uma grande luz (Is 9,1) O povo que vivia nas trevas, viu uma grande luz (Is 9,1) Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não andará nas trevas, mas, possuirá a luz da vida. (Jo 8,12). Jesus é a luz que ilumina nosso caminho no

Leia mais

Mensagem do dia 02 de Março Suas escolhas. Mensagem do dia 02 de Março de 2013 Suas escolhas

Mensagem do dia 02 de Março Suas escolhas. Mensagem do dia 02 de Março de 2013 Suas escolhas Mensagem do dia 02 de Março Suas escolhas Mensagem do dia 02 de Março de 2013 Suas escolhas Acredite: você é aquilo que acredita ser. Você tem aquilo que acredita poder ter. Você recebe da vida aquilo

Leia mais

Sumário. Objetivo deste E-book passos garantidos para atingir o Sucesso Objetivo deste E-book

Sumário. Objetivo deste E-book passos garantidos para atingir o Sucesso Objetivo deste E-book Guia Sucesso Agora! Aviso Legal Todo o conteúdo deste livro, incluindo texto, gráficos, logotipos, ícones e imagens são propriedades exclusivas da Vencedor Agora sistemas Ltda. e estão protegidos pela

Leia mais

PEDAGOGIA DA AUTONOMIA Saberes necessários à prática educativa Paulo Freire. Observações Angélica M. Panarelli

PEDAGOGIA DA AUTONOMIA Saberes necessários à prática educativa Paulo Freire. Observações Angélica M. Panarelli PEDAGOGIA DA AUTONOMIA Saberes necessários à prática educativa Paulo Freire. Observações Angélica M. Panarelli Freire inicia sua obra esclarecendo o alvo (docentes formados ou em formação), colocando que

Leia mais

Três eixos temáticos. I. A alegria do Evangelho II. Sinodalidade e Comunhão III. Testemunho e Profetismo

Três eixos temáticos. I. A alegria do Evangelho II. Sinodalidade e Comunhão III. Testemunho e Profetismo Três eixos temáticos I. A alegria do Evangelho II. Sinodalidade e Comunhão III. Testemunho e Profetismo Um eixo transversal: A Igreja em saída na perspectiva ad gentes - Segue o método ver, julgar e agir

Leia mais

PLANEJAMENTO. Para que Planejar? A finalidade do planejamento é a eficiência; A eficiência é a execução perfeita de uma tarefa que se realiza;

PLANEJAMENTO. Para que Planejar? A finalidade do planejamento é a eficiência; A eficiência é a execução perfeita de uma tarefa que se realiza; Prof. jose PLANEJAMENTO Para que Planejar? A finalidade do planejamento é a eficiência; A eficiência é a execução perfeita de uma tarefa que se realiza; O planejamento visa também a eficácia. 1 Planejar

Leia mais

Pergaminho dos Sonhos

Pergaminho dos Sonhos Pergaminho dos Sonhos Michel R.S. Era uma vez um poeta... Um jovem poeta que aprendera a amar e deixar de amar. E de uma forma tão simples, assim como o bem e o mal, O amor tornou-se o objetivo de suas

Leia mais

Devemos ser livres JULIA FERREIRA 7º A. Devemos ser livres Para andar na rua Sem medo ou desespero Sozinhos ou acompanhados

Devemos ser livres JULIA FERREIRA 7º A. Devemos ser livres Para andar na rua Sem medo ou desespero Sozinhos ou acompanhados Devemos ser livres JULIA FERREIRA 7º A Devemos ser livres Para andar na rua Sem medo ou desespero Sozinhos ou acompanhados Comprar algo caro Sem medo de ser assaltado Ter um carro bom, Mas não para ser

Leia mais

Colação de Grau. Unicap, janeiro 2016

Colação de Grau. Unicap, janeiro 2016 Colação de Grau Unicap, janeiro 2016 Essa festa de formatura acontece em um momento crítico, um tempo marcado por crises, tanto no Brasil quanto no cenário mundial. Longe de desanimá-los, creio que tal

Leia mais

CATEQUESE JUNTO A PESSOA COM DEFICIÊNCIA (RPII)

CATEQUESE JUNTO A PESSOA COM DEFICIÊNCIA (RPII) CATEQUESE JUNTO A PESSOA COM DEFICIÊNCIA (RPII) A CATEQUESE A catequese é considerada pela Igreja o que não pode faltar em nenhuma comunidade. Porem dentro da catequese encontramos uma grande deficiência

Leia mais

LIBERTAR-SE A SI E AOS OPRESSORES: A TAREFA HUMANISTA DOS OPRIMIDOS

LIBERTAR-SE A SI E AOS OPRESSORES: A TAREFA HUMANISTA DOS OPRIMIDOS LIBERTAR-SE A SI E AOS OPRESSORES: A TAREFA HUMANISTA DOS OPRIMIDOS Gilnei da Rosa 1 Introdução O Homem nasce com possibilidade de tornar-se humano, mas somente chega a sê-lo, efetivamente, na e através

Leia mais

Mensagem do dia: Se for amor

Mensagem do dia: Se for amor Só se for amor Mensagem do dia: Se for amor Se for amor, vai reconsiderar, perdoar e seguir adiante, se for paixão vai se descabelar, se amargurar e não vai perdoar, vai carregar a dor pelos dias em que

Leia mais

Amor & Sociologia Cultural - Oswaldo Montenegro & Raul Seixas

Amor & Sociologia Cultural - Oswaldo Montenegro & Raul Seixas Page 1 of 6 Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Sociologia Cultural Educador: João Nascimento Borges Filho Amor & Sociologia

Leia mais

A constituição de inéditos viáveis na formação contínua do educador matemático da Educação de Jovens e Adultos

A constituição de inéditos viáveis na formação contínua do educador matemático da Educação de Jovens e Adultos 1 MESA REDONDA: "SER EDUCADOR MATEMÁTICO NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS" A constituição de inéditos viáveis na formação contínua do educador matemático da Educação de Jovens e Adultos Rejane

Leia mais

Grupo de Trabalho: GT03 CULTURAS JUVENIS NA ESCOLA. IFPR - Instituto Federal do Paraná (Rua Rua Antônio Carlos Rodrigues, Porto Seguro, PR)

Grupo de Trabalho: GT03 CULTURAS JUVENIS NA ESCOLA. IFPR - Instituto Federal do Paraná (Rua Rua Antônio Carlos Rodrigues, Porto Seguro, PR) Grupo de Trabalho: GT03 CULTURAS JUVENIS NA ESCOLA Sandra Amarantes ¹, Maicon Silva ² IFPR - Instituto Federal do Paraná (Rua Rua Antônio Carlos Rodrigues, 453 - Porto Seguro, PR) ÉTICA E HUMANIZAÇÃO NO

Leia mais

Maria Helena Morais Matos Coisas do Coração

Maria Helena Morais Matos Coisas do Coração Maria Helena Morais Matos Coisas do Coração Primeira Edição Curitiba 2012 PerSe Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) ÍN Matos, Maria Helena Morais

Leia mais

coleção Conversas #21 - ABRIL e t m o se? Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #21 - ABRIL e t m o se? Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. Sou bem que ele mais v coleção Conversas #21 - ABRIL 2015 - m o c está l e g i o h a que e l apenas por in e t. er e s se? Será Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

Leia mais

O despertar do espírito crítico

O despertar do espírito crítico O despertar do espírito crítico Profa. Ms. Lígia Adriana Rodrigues Prof. Esp. Felipe Boso Brida Os livros não são talvez coisa muito necessária. À primeira vista uns tantos mitos seriam suficientes: em

Leia mais

Nos Atos dos Apóstolos, além do primeiro Pentecostes, há vários outros pentecostes e pentecostinhos. Por exemplo:-

Nos Atos dos Apóstolos, além do primeiro Pentecostes, há vários outros pentecostes e pentecostinhos. Por exemplo:- Nos Atos dos Apóstolos, além do primeiro Pentecostes, há vários outros pentecostes e pentecostinhos. Por exemplo:- - quando a comunidade está em oração durante a perseguição (At 4,31); - quando Pedro acolhe

Leia mais

Uma Boa Prenda. Uma boa prenda a ofertar É a doação do amor É estar pronto a ajudar Quem vive com uma dor.

Uma Boa Prenda. Uma boa prenda a ofertar É a doação do amor É estar pronto a ajudar Quem vive com uma dor. Uma Boa Prenda Uma boa prenda a ofertar É a doação do amor É estar pronto a ajudar Quem vive com uma dor. Prenda essa que pode Ser dada por um qualquer Seja rico ou seja pobre Simples homem ou mulher.

Leia mais

Não tenha medo, pequeno rebanho, porque o Pai de vocês tem prazer em dar-lhes o Reino. Vendam os seus bens e distribuam o dinheiro em esmola.

Não tenha medo, pequeno rebanho, porque o Pai de vocês tem prazer em dar-lhes o Reino. Vendam os seus bens e distribuam o dinheiro em esmola. Lucas 12, 32-34 Não tenha medo, pequeno rebanho, porque o Pai de vocês tem prazer em dar-lhes o Reino. Vendam os seus bens e distribuam o dinheiro em esmola. Façam para vocês bolsas que não gastam com

Leia mais

O SABER se CONSTRUINDO para a L I B E R D A D E na LIBERDADE o H O M E M. se CONSTRÓI C O N S T R U I N D O o S A B E R

O SABER se CONSTRUINDO para a L I B E R D A D E na LIBERDADE o H O M E M. se CONSTRÓI C O N S T R U I N D O o S A B E R ESPERANÇA Saúdo-te, Esperança, tu que vens de longe, inundas com teu canto os tristes corações, tu que dás novas asas aos sonhos mais antigos, tu que nos enches a alma de brancas ilusões. Saúdo-te, Esperança.

Leia mais

Fé antropológica. Não é possível uma vida sem sentido

Fé antropológica. Não é possível uma vida sem sentido Fé antropológica Não é possível uma vida sem sentido O que vimos na última aula? Nunca estamos satisfeitos: somos insaciáveis No nível do afeto No nível do conhecimento Revendo a última aula Quando estamos

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO AUTOCONHECIMENTO PARA MANTER A ESTABILIDADE EMOCIONAL. Silvana Lopes Ribeiro Futura Diretora Executiva Mary Kay

A IMPORTÂNCIA DO AUTOCONHECIMENTO PARA MANTER A ESTABILIDADE EMOCIONAL. Silvana Lopes Ribeiro Futura Diretora Executiva Mary Kay A IMPORTÂNCIA DO AUTOCONHECIMENTO PARA MANTER A ESTABILIDADE EMOCIONAL OBJETIVO Apenas quando conseguimos equilibrar nossa vida espiritual-pessoal-profissional, vislumbramos as reais possibilidades em

Leia mais

COMBINADOS 2016. O ANO DA ENTREGA.

COMBINADOS 2016. O ANO DA ENTREGA. COMBINADOS 2016. O ANO DA ENTREGA. 2016 É O ANO DA ENTREGA. Temos o melhor time. Disparado! Somos excelentes em sonhos e vamos provar que somos bons também na entrega. Trabalhamos com pessoas de caráter

Leia mais

O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional. Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1

O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional. Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1 O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1 Sumário O que é vocação Matrimónio, sinal e missão Matrimónio, aliança e compromisso Missão em casal Missão

Leia mais

ÉTICA. Se fundamenta em três pré-requisitos: requisitos: Consciência; Autonomia; Coerência;

ÉTICA. Se fundamenta em três pré-requisitos: requisitos: Consciência; Autonomia; Coerência; ÉTICA Se fundamenta em três pré-requisitos: requisitos: Consciência; Autonomia; Coerência; ÉTICA Ética e tudo aquilo que você não quer que façam com você Ética e individualismo O valor ético do esforço

Leia mais

Com Maria, ao encontro do sonho de Deus. Novena a Nossa Senhora, pelas vocações em Portugal

Com Maria, ao encontro do sonho de Deus. Novena a Nossa Senhora, pelas vocações em Portugal Com Maria, ao encontro do sonho de Deus. Novena a Nossa Senhora, pelas vocações em Portugal 18 de maio - Maria, pronta a servir com amor Hoje lembramos a simplicidade e generosidade de Maria, que logo

Leia mais

Diário. da Minha Jornada. Um guia para o meu processo de auto educação

Diário. da Minha Jornada. Um guia para o meu processo de auto educação Diário da Minha Jornada Um guia para o meu processo de auto educação Sobre este Diário Nome: E-mail: Telefone: CONTATO Olá! Muito prazer! Eu estou aqui para te apoiar na criação da SUA JORNADA. - Como

Leia mais

como diz a frase: nois é grossa mas no fundo é um amor sempre é assim em cima da hora a pessoa muda numa hora ela fica com raiva, triste, feliz etc.

como diz a frase: nois é grossa mas no fundo é um amor sempre é assim em cima da hora a pessoa muda numa hora ela fica com raiva, triste, feliz etc. SEGUIR EM FRENTE seguir sempre em frente, nunca desistir dos seus sonhos todos nós temos seu nivel ou seja todos nós temos seu ponto fraco e siga nunca desistir e tentar até voce conseguir seu sonho se

Leia mais

ORAÇÃO DA MANHÃ. TEXTO BÍBLICO Matheus 5, Atos dos Apóstolos 1, 12 14

ORAÇÃO DA MANHÃ. TEXTO BÍBLICO Matheus 5, Atos dos Apóstolos 1, 12 14 ORAÇÃO DA MANHÃ TEXTO BÍBLICO Matheus 5, 13 16 Atos dos Apóstolos 1, 12 14 MÚSICA Cenáculo (Felipe de Freitas Araujo CD: O Mundo Todo é Nosso Campo de Batalha, Cancioneiro GM 2014: Espírito Santo, 163).

Leia mais

Teste das Forças e Virtudes Pessoais

Teste das Forças e Virtudes Pessoais Teste das Forças e Virtudes Pessoais As Forças e Virtudes Pessoais são habilidades pré-existentes que quando utilizamos, nos sentimos vitalizados, com maior fluidez e melhor performance no que fazemos.

Leia mais

Orações Semanais para a Quaresma

Orações Semanais para a Quaresma Orações Semanais para a Quaresma Nesta Quaresma iremos realizar uma pequena oração no inicio ou no fim de cada reunião, pretendendo assim criar o hábito de oração em grupo, mas relembrando sempre que somos

Leia mais

P36 Alto Desempenho em Momentos de Crise. com Paulo Alvarenga (P.A.)

P36 Alto Desempenho em Momentos de Crise. com Paulo Alvarenga (P.A.) P36 Alto Desempenho em Momentos de Crise com Paulo Alvarenga (P.A.) CRISE DE ENERGIA HUMANA Porque você chegou atrasado? Atrasado Trânsito Inocência Não ter culpa Saí muito tarde Poder Algo é possível

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro Professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico Edital Nº

Leia mais

Meu Guia. Pamella Padilha

Meu Guia. Pamella Padilha Meu Guia Pamella Padilha Meu Guia Sentir se confiante (postura na coluna) para falar, pensar, agir, olhar. Posso olhar e falar com qualquer pessoa, desde o mendigo até a pessoa mais linda do mundo, ter

Leia mais

MANIFESTO VERDE PELA PAZ DA HUMANIDADE, DA NATUREZA E DO PLANETA TERRA.

MANIFESTO VERDE PELA PAZ DA HUMANIDADE, DA NATUREZA E DO PLANETA TERRA. MANIFESTO VERDE PELA PAZ DA HUMANIDADE, DA NATUREZA E DO PLANETA TERRA. Um mantra de paz nessa primeira década do século XXI Paz em seu coração. Paz em sua vida. Paz em você. Paz em sua saúde. Paz em sua

Leia mais

Participe, seja um colaborador na construção de um Cultura de Paz! A Semana da Paz é uma forma de pensar ações que sejam contínuas e duradouras!

Participe, seja um colaborador na construção de um Cultura de Paz! A Semana da Paz é uma forma de pensar ações que sejam contínuas e duradouras! SEMANA DA PAZ 2011 18 à 25 de Setembro O Serviço Social do Comércio (SESC/PG) em parceria com o Núcleo de Estudos e Formação de Professores em Educação para a Paz e Convivências (NEP/UEPG) convida a todos

Leia mais

Discipulado e Missão. Missionários da Eucaristia 2012

Discipulado e Missão. Missionários da Eucaristia 2012 Discipulado e Missão Missionários da Eucaristia 2012 Cidadão do Infinito Padre Zezinho Por escutar uma voz que disse que faltava gente pra semear Deixei meu lar e saí sorrindo e assobiando pra não chorar.

Leia mais

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai BOM DIA DIÁRIO Segunda-feira (13.04.2015) Ficaram cheios do espírito Santo Guia: 2.º Ciclo: Professor José Martins 3.º Ciclo: Professor Paulo Silva Si+ Mi+ O Espírito de Deus está em mim Si+ Mi+ Enviou-me

Leia mais

Minha inspiração. A Poesia harmoniza o seu dia

Minha inspiração. A Poesia harmoniza o seu dia Minha inspiração A Poesia harmoniza o seu dia Meu jeito de amar Meu jeito de amar é alegre e autêntico É sincero puro e verdadeiro Meu jeito de amar é romântico Me doo me dedico por inteiro Meu jeito de

Leia mais

TEMPO DA QUARESMA 2ª SÉRIES A CAMPANHA DA FRATERNIDADE DE 2016 E AS SAGRADAS ESCRITURAS.

TEMPO DA QUARESMA 2ª SÉRIES A CAMPANHA DA FRATERNIDADE DE 2016 E AS SAGRADAS ESCRITURAS. TEMPO DA QUARESMA 2ª SÉRIES A CAMPANHA DA FRATERNIDADE DE 2016 E AS SAGRADAS ESCRITURAS. AS SAGRADAS ESCRITURAS Registros escritos ou orais que contêm *narrações que relatam as falas de amor de Deus para

Leia mais

DECORAÇÃO DE INTERIORES

DECORAÇÃO DE INTERIORES 5 DICAS PRÁTICAS COMO SE ESPECIALIZAR EM DECORAÇÃO DE INTERIORES E FATURAR MAIS! Projeto da aluna Ana Chiste O QUE É O projeto #VivendoDeCoração veio com a força e a inspiração que só quem vive de coração

Leia mais

Guião da Lição 25 SOMOS A IGREJA QUE ELE FUNDOU

Guião da Lição 25 SOMOS A IGREJA QUE ELE FUNDOU Guião da Lição 25 SOMOS A IGREJA QUE ELE FUNDOU A família e os nossos amigos mais próximos, que são como uma família, são muito importantes para nós. Tratam-se todos, de uma comunidade de pessoas ligadas

Leia mais

ADMA FAMÍLIA Família no carisma de Dom Bosco

ADMA FAMÍLIA Família no carisma de Dom Bosco ADMA FAMÍLIA Família no carisma de Dom Bosco UM CAMINHO NA MEDIDA DE FAMÍLIA Um caminho na medida de família com particular atenção às famílias jovens, é esta a experiência que se vê no seio da Família

Leia mais

REQUERIMENTO (Do Sr. Reginaldo Lopes)

REQUERIMENTO (Do Sr. Reginaldo Lopes) REQUERIMENTO (Do Sr. Reginaldo Lopes) Requer o envio de Indicação ao Presidente da República, relativo a criação da Universidade Federal do Vale do Jequitinhonha e Mucuri, em Minas Gerais Senhor Presidente:

Leia mais

Família Presente de Deus, Lugar de Amor

Família Presente de Deus, Lugar de Amor Família Presente de Deus, Lugar de Amor Amadas irmãs e amados irmãos, Paz e Bem! É com felicidade que trazemos mais este presente para a IMMF do Brasil: mais um encarte no caderno de formação! Um material

Leia mais

Mensagem do dia Insistir

Mensagem do dia Insistir Mensagem do dia Insistir Mensagem do Meu Anjo Insistir Por Paulo Roberto Gaefke Para os grandes conflitos da alma, uma tomada de decisão. Para a ausência de soluções, uma nova experiência. Para a desilusão

Leia mais

Miguel Esteves Cardoso AMORES E SAUDADES DE UM PORTUGUÊS ARRELIADO

Miguel Esteves Cardoso AMORES E SAUDADES DE UM PORTUGUÊS ARRELIADO Miguel Esteves Cardoso AMORES E SAUDADES DE UM PORTUGUÊS ARRELIADO Oo Prefácio A não ser que sejamos narcisistas, apaixonamo-nos pelas coisas que nos separam e distinguem. Mas os nossos amores, as nossas

Leia mais

Nº 11 A Domingo IV do Tempo Comum Sede felizes!

Nº 11 A Domingo IV do Tempo Comum Sede felizes! Nº 11 A Domingo IV do Tempo Comum-2.2.2014 Sede felizes! Combatei a miséria e reparti do que é vosso com os outros. Sede pacientes, tolerantes, dialogantes, humildes. Tende esperança no meio da escuridão,

Leia mais

MENSAGEM DO GENERAL CHEFE DO ESTADO-MAIOR-GENERAL DAS FORÇAS ARMADAS (FORMATURA DE DESPEDIDA) (06 DE FEVEREIRO DE 2014)

MENSAGEM DO GENERAL CHEFE DO ESTADO-MAIOR-GENERAL DAS FORÇAS ARMADAS (FORMATURA DE DESPEDIDA) (06 DE FEVEREIRO DE 2014) SENHORES ALMIRANTES SENHORES GENERAIS SENHORES OFICIAIS, SARGENTOS, PRAÇAS E FUNCIONÁRIOS CIVIS MEUS CAMARADAS AO LONGO DE MAIS DE 47 ANOS, 3 DOS QUAIS COMO CEMGFA, SERVI A NOSSA PÁTRIA NAS NOSSAS FORÇAS

Leia mais

TEMPO DA QUARESMA 1ª SÉRIES A CAMPANHA DA FRATERNIDADE DE 2016 E O PROJETO DE VIDA.

TEMPO DA QUARESMA 1ª SÉRIES A CAMPANHA DA FRATERNIDADE DE 2016 E O PROJETO DE VIDA. TEMPO DA QUARESMA 1ª SÉRIES A CAMPANHA DA FRATERNIDADE DE 2016 E O PROJETO DE VIDA. PROJETO DE VIDA O homem constrói sua vida pelas oportunidades que lhe permitem o acesso a verdade e com ela o conhecimento

Leia mais

As cinco escolhas que você deve fazer para ter uma produtividade extraordinária

As cinco escolhas que você deve fazer para ter uma produtividade extraordinária As cinco escolhas que você deve fazer para ter uma produtividade extraordinária Reunião, trabalho, família, internet, saídas, e-mails, tecnologia, relatório, informação... Você já reparou quantas coisas

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Segunda-feira da 12ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Senhor,

Leia mais

Os Livros dos Macabeus

Os Livros dos Macabeus Os Livros dos Macabeus O nome dos Livros surgiu do apelido de Macabeus (martelo) dado a Judas, filho mais famoso de Matatias. O texto foi escrito em Hebraico no início do 1º século a.c. Os livros descrevem

Leia mais

Diaconia e a Cidade. jovens;

Diaconia e a Cidade. jovens; Diaconia e a Cidade (Pastor Carlos Alberto Radinz, UP de São Paulo) Auxílio para a preparação do encontro de jovens; A nossa Igreja, neste ano, escolheu como tema ViDas em Comunhão, tendo como motivação

Leia mais

Nº18A Domingo III da Quaresma

Nº18A Domingo III da Quaresma Nº18A Domingo III da Quaresma-23.3.2014 Conduz-me Jesus aos poços do teu Evangelho Conduz-me, Jesus, aos poços do teu Evangelho para beber junto de ti a água que mata a sede de felicidade. a água que me

Leia mais

10 maneiras de viver um relacionamento feliz e duradouro.

10 maneiras de viver um relacionamento feliz e duradouro. 10 maneiras de viver um relacionamento feliz e duradouro. Crescendo juntos no amor. 10 maneiras para viver um grande amor 1) Tem que haver amor (quando confundimos amor e paixão) Base de qualquer relacionamento,

Leia mais

Nas asas da poesia. A poesia nasce no coração e floresce na cabeça.

Nas asas da poesia. A poesia nasce no coração e floresce na cabeça. Nas asas da poesia A poesia nasce no coração e floresce na cabeça. Bem, um dos meus grandes sonhos sempre foi escrever um livro de poemas. Ainda muito pequena já começava a rabiscar algumas coisas como

Leia mais

PRIMEIRO DIA LADAINHA. MEDITAÇÃO Nosso Compromisso: Rede de Comunidades. Animador das primeiras comunidades, Caridoso com os mais empobrecidos,

PRIMEIRO DIA LADAINHA. MEDITAÇÃO Nosso Compromisso: Rede de Comunidades. Animador das primeiras comunidades, Caridoso com os mais empobrecidos, PRIMEIRO DIA LADAINHA São Judas Tadeu, Apóstolo de Cristo, Eleito por Jesus, Seguidor do Evangelho, Testemunha do Ressuscitado, Animador das primeiras comunidades, Fiel pregador do Evangelho, Zeloso ministro

Leia mais

O começo da história

O começo da história O começo da história Fotografia: Anastácia de Moura Leonardo Koury Martins O começo da história Todos nós temos um começo, um início, uma primeira vez. O importante é que desde este primeiro passo, possamos

Leia mais

Coleção Chamados à Vida Chamados À Vida, Chamados À Vida Em Jesus Cristo,

Coleção Chamados à Vida Chamados À Vida, Chamados À Vida Em Jesus Cristo, Coleção Chamados à Vida Em preparação à Eucaristia 1ª Etapa: Chamados à vida 2ª Etapa: Chamados à vida em Jesus Cristo 3ª Etapa: Chamados à vida em Comunidade. 4ª Etapa: Chamados à vida para amar e servir.

Leia mais

Ferramentas para o Sucesso ANTONIO CORRÊA DE JESUS

Ferramentas para o Sucesso ANTONIO CORRÊA DE JESUS Ferramentas para o Sucesso ANTONIO CORRÊA DE JESUS ISBN-13: 978-1508825333 ISBN-10: 1508825335 SUMÁRIO DEDICATÓRIA... 5 AGRADECIMENTOS... 7 INTRODUÇÃO... 9 A ETERNA BUSCA DA FELICIDADE... 12 A felicidade...

Leia mais

Jesus Cristo revela três passos para a felicidade

Jesus Cristo revela três passos para a felicidade Jesus Cristo revela três passos para a felicidade Introdução O desejo de felicidade está enraizado profundamente em cada pessoa, infelizmente muitos não alcançam este objetivo. São diversos os motivos

Leia mais

Educação, articulação e complexidade por Edgar Morin. Elza Antonia Spagnol Vanin*

Educação, articulação e complexidade por Edgar Morin. Elza Antonia Spagnol Vanin* Educação, articulação e complexidade por Edgar Morin Elza Antonia Spagnol Vanin* Cadernos do CEOM - Ano 17, n. 20 - Imagens e Linguagens O francês Edgar Morin é um dos maiores pensadores multidisciplinares

Leia mais

Alguns autores escrevem de acordo com o novo A. O., outros segundo a antiga ortografia

Alguns autores escrevem de acordo com o novo A. O., outros segundo a antiga ortografia Olhar de Amor - COLECTÂNEA DE POESIA - VÁRIOS AUTORES Título Olhar de Amor Colectânea de Poesia - Edição Tecto de Nuvens, Edições e Artes Gráficas, LDA. Rua Camilo Pessanha, 152, 4435-638 Baguim do Monte

Leia mais

Mensagem do Meu Anjo Especial Mudanças

Mensagem do Meu Anjo Especial Mudanças Mapas e Vivências Mensagem do Meu Anjo Especial Mudanças Peça uma das nossas Vivências, mapas ou Estudos e Leituras e faça mudanças na sua vida e de quebra, ajuda a manter o nosso site. Olha a novidade:

Leia mais

FINAL PÁSCOA Opção 01

FINAL PÁSCOA Opção 01 FINL PÁSCO Opção 01 G G7 C G Em 7 1. eus enviou seu filho amado para morrer no meu lugar. G G7 C Cm Na cruz pagou, por meus pecados, G Em m 7 G mas o sepulcro vazio está, porque Ele vive. 7 G G7 C Cm Porque

Leia mais

SONHO BRASILEIRO BOX 1824 UMA NOVA MANEIRA DE PENSAR O MUNDO

SONHO BRASILEIRO BOX 1824 UMA NOVA MANEIRA DE PENSAR O MUNDO UMA NOVA MANEIRA DE PENSAR O MUNDO Eu não acredito numa ruptura do pensamento. Eu acredito mais no pensamento que está sempre se modificando gradualmente. Não vem como um choque, vem aos poucos. E quando

Leia mais

Poder da Autoconfiança

Poder da Autoconfiança Poder da Autoconfiança MINI CURSO - Parte 1 com Hugo Van Zeller Tópicos: O que é Autoconfiança? Porque é importante? Como colocar em prática? O que pode fazer JÁ hoje? Breve Apresentação Hugo Van Zeller

Leia mais

A Escola Infantil como Espaço de Relações que Humanizam e Constroem Aprendizagens, na Perspectiva de Paulo Freire

A Escola Infantil como Espaço de Relações que Humanizam e Constroem Aprendizagens, na Perspectiva de Paulo Freire 1 A Escola Infantil como Espaço de Relações que Humanizam e Constroem Aprendizagens, na Perspectiva de Paulo Freire ELIANE MENDEL SCHNEIDER 1 Resumo: Este artigo é uma proposta do IX Seminário Diálogos

Leia mais

A FORÇA DAS TREVAS (Luiz Guilherme Marques)

A FORÇA DAS TREVAS (Luiz Guilherme Marques) A FORÇA DAS TREVAS (Luiz Guilherme Marques) 1 Nosso estudo de hoje se baseia, sobretudo, na lição de Chico Xavier, o apóstolo do século XX, que dizia: Não subestimem a força das Trevas. Os seres humanos

Leia mais

Obrigada pela presença. Bem-vindas!

Obrigada pela presença. Bem-vindas! Obrigada pela presença Bem-vindas! Conquistando TUDO com inícios qualificados constantes! Primeiro me responda: Você está feliz na Mary Kay? Você está sempre em dia com as novidades que a empresa lança?

Leia mais

O Clamor dos Povos e da Terra Ferida

O Clamor dos Povos e da Terra Ferida CÂNTICOS O Clamor dos Povos e da Terra Ferida Pelas dores deste mundo Rodolfo Gaede Neto https://www.youtube.com/watch?v=jn1beqgwza Pelas dores deste mundo, Ó Senhor, imploramos piedade A um só tempo geme

Leia mais

CARTA DE PRINCÍPIOS. realização parceiro. apoio

CARTA DE PRINCÍPIOS. realização parceiro. apoio CARTA DE PRINCÍPIOS realização parceiro apoio INTRODUÇÃO 01 Esse é um instrumento de apoio. Chama-se Carta de Princípios e será usada como um guia para a avaliação (de cada um) e também, a avaliação do

Leia mais

A PESQUISA EM EDUCAÇÃO A DISTANCIA: TENDÊNCIAS E DESAFIOS

A PESQUISA EM EDUCAÇÃO A DISTANCIA: TENDÊNCIAS E DESAFIOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO CENTRO DE EDUCAÇÃO ABERTA E A DISTANCIA ESPECIALIZAÇÃO EM TUTORIA PARA EAD III ENCONTRO DE TECNOLOGIA APRENDIZAGEM E GESTÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA A PESQUISA EM EDUCAÇÃO

Leia mais

NOSSO DESTINO: A RESSURREIÇÃO DO CORPO.

NOSSO DESTINO: A RESSURREIÇÃO DO CORPO. NOSSO DESTINO: A RESSURREIÇÃO DO CORPO. O CÉU É UMA EXPERIÊNCIA CORPÓREA Mt 22, 23-32 I COR 2, 9-10 É como está escrito: Coisas que os olhos não viram, nem os ouvidos ouviram, nem o coração humano imaginou

Leia mais

Aniversário é sempre momento de reflexão, de balanço e de avaliação sobre os rumos que as nossas vidas têm tomado até o presente.

Aniversário é sempre momento de reflexão, de balanço e de avaliação sobre os rumos que as nossas vidas têm tomado até o presente. Aniversário é sempre momento de reflexão, de balanço e de avaliação sobre os rumos que as nossas vidas têm tomado até o presente. Este ano, eu e a minha esposa Simone tivemos a felicidade de sermos pais

Leia mais

Institucional. Nossa História

Institucional. Nossa História Institucional Nossa história Proposta Pedagógica Horário Nosso Espaço Fotos Localização Manual do aluno Calendário Anual Lista de material Informação de renovação de matrícula para 2014 Circulares Eventos

Leia mais

Bem vindo à Comunidade Presbiteriana Villa-Lobos

Bem vindo à Comunidade Presbiteriana Villa-Lobos Bem vindo à Comunidade Presbiteriana Villa-Lobos Te darei todo louvor Te darei adoração Só a Ti minh alma anseia Meu louvor somente à Ti darei Te darei todo louvor Te darei adoração Só a Ti minh alma anseia

Leia mais

Leitura: Rom 8, 8-11 Carta de S. Paulo aos Romanos

Leitura: Rom 8, 8-11 Carta de S. Paulo aos Romanos Acreditai! Nos amigos confiamos plenamente! Sabemos que jamais nos enganarão e que estarão presentes sempre que deles precisarmos. Nos amigos nós acreditamos: temos a garantia de que querem a nossa alegria.

Leia mais

Ficha Técnica: Colaboração Fotografias: Alice WR, Fidalgo Pedrosa e Isabel Costa Imagem capa: Maria de Betânia

Ficha Técnica: Colaboração Fotografias: Alice WR, Fidalgo Pedrosa e Isabel Costa Imagem capa: Maria de Betânia Ficha Técnica: Câmara Municipal de Odivelas Edição: Câmara Municipal de Odivelas/Gabinete de Saúde Igualdade e Cidadania Título: Despertar Afetos Coordenação: Manuela Henriques Autoras do Projeto: Cristina

Leia mais

VOZES MASCULINAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL: um sonho possível

VOZES MASCULINAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL: um sonho possível VOZES MASCULINAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL: um sonho possível SILVA, Alex Amaral da 1 Resumo: O presente artigo visa refletir sobre a importância da diversidade de gênero dentro das escolas de Educação Infantil,

Leia mais

Discurso in verso. Jeanne Barros Leal de Pontes Medeiros*

Discurso in verso. Jeanne Barros Leal de Pontes Medeiros* Discurso in verso Jeanne Barros Leal de Pontes Medeiros* Boa noite minha gente Permitam que me apresente Sou Jeanne concludente Escolhida para falar Venho da Educação Doutora em primeira mão De uma turma

Leia mais

Ao longo deste ano, fizeram-me muitas perguntas sobre temas variados relacionados com a sexualidade, perguntas essas feitas em diferentes contextos,

Ao longo deste ano, fizeram-me muitas perguntas sobre temas variados relacionados com a sexualidade, perguntas essas feitas em diferentes contextos, INTRODUÇÃO Falemos de Sexo sem Tabus, de uma forma simples, directa e de fácil compreensão, a todos os portugueses, homens e mulheres, curiosos e interessados em melhorar a sua sexualidade. Falar sobre

Leia mais

A Arte de Construir Resultados com Felicidade!

A Arte de Construir Resultados com Felicidade! A Arte de Construir Resultados com Felicidade! CRERH 15/09/2015 Quem não vive para SERVIR não SERVE para viver! Mahatma Gandhi Como uma Onda Nada do que foi será De novo do jeito que já foi um dia Tudo

Leia mais

OFERTA DE AMIGO FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER CORNÉLIO PIRES

OFERTA DE AMIGO FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER CORNÉLIO PIRES OFERTA DE AMIGO FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER CORNÉLIO PIRES ÍNDICE OFERTA DE AMIGO... 4 RECOMEÇO... 5 CONCILIADORES... 6 SEMPRE VIVA... 7 DIVISÃO... 8 CASO ESTRANHO... 9 DESILUSÃO... 10 ENTRAVE... 11 SURPRESA...

Leia mais