O CÓDIGO KAEFER DE CONDUTA EMPRESARIAL. KAE010GI00 Code of Conduct PT Rev: 3

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O CÓDIGO KAEFER DE CONDUTA EMPRESARIAL. KAE010GI00 Code of Conduct 2013-01-01 PT Rev: 3"

Transcrição

1 O CÓDIGO KAEFER DE CONDUTA EMPRESARIAL KAE010GI00 Code of Conduct PT Rev: 3

2 MENSAGEM DO PRESIDENTE Um grupo um código Da mão de obra qualificada no canteiro de obras à gestão do projeto, e em todo o processo até a gestão do Grupo, nosso trabalho diário molda a percepção pública e a reputação da KAEFER. Ele determina nosso sucesso, não apenas como uma empresa, mas também como indivíduos. Nossa preocupação com a sustentabilidade, nossos altos padrões de saúde e segurança, a satisfação dos nossos clientes e o nosso desenvolvimento econômico são todos resultados diretos das nossas próprias ações e da maneira pela qual nós as executamos. Não somos apenas isoladores, montadores de acomodações, montadores de andaimes, engenheiros ou colaboradores administrativos somos embaixadores mundiais da KAEFER! Cada um de nossos empregados, em todo o mundo, influencia e molda a KAEFER não apenas em sua escala local, mas também em escala global. O resultado: uma empresa qualificada e globalmente interconectada, comprometida com o ideal de eliminar o desperdício de energia, pelo cumprimento da sua missão de oferecer as soluções mais profissionais e completas de isolamento a seus clientes, todos os dias. Ao fazer isso, é claro que temos uma responsabilidade legal e moral por nossos atos: assinar contratos, construir relacionamentos com nossos clientes e seguir as normas de saúde e segurança, o que são apenas alguns aspectos dos negócios diários, onde um comportamento inadequado poderia prejudicar não só a Empresa, como também os indivíduos envolvidos. A diversidade cultural dentro do grupo implica numa variedade de normas jurídicas e condutas morais. Ao mesmo tempo, um compromisso compartilhado é essencial para transcender as fronteiras individuais dos países onde a KAEFER está localizada, de acordo com a nossa compreensão de espírito comum diversidade local. Essas são as razões que nos levaram a elaborar o Código KAEFER de Conduta empresarial. Ele servirá como um código básico de conduta para o Grupo KAEFER e seus funcionários. Dessa forma, nos esforçamos para proporcionar aos funcionários da KAEFER, no mundo inteiro, um modelo profissional, sustentável e ético para seguirem ao fazerem negócios. Desejo a todos, êxito no cumprimento do nosso código. Peter Hoedemaker Presidente O CÓDIGO KAEFER DE CONDUTA EMPRESARIAL 2

3 I. INTRODUÇÃO E ESCOPO DIRETRIZ INTEGRIDADE COMPORTAMENTO ÉTICO A KAEFER se destaca por seus funcionários bem treinados e motivados, sua competência técnica, qualidade, segurança, inovação e orientação ao atendimento do cliente. Essa imagem corporativa é decorrente do comportamento de cumprimento da lei e da ética por parte de seus funcionários. Em suas transações comerciais, a KAEFER tem muitas obrigações legais que devem ser cumpridas. Isso leva não só a uma série de obrigações a serem executadas dentro de um determinado período de tempo, mas também a controles necessários, visto que deficiências em sua execução podem resultar em perda financeira considerável e prejuízo para a reputação da KAEFER, além de desvantagem competitiva. A reputação da KAEFER é construída diariamente pela conduta e pela integridade dos seus funcionários. O Código KAEFER de Conduta empresarial deverá ajudar todos os funcionários a se protegerem legalmente contra os riscos de responsabilidade jurídica, a organizar os controles necessários da forma mais eficiente possível e a otimizar as melhorias nos processos e procedimentos. O Código KAEFER de Conduta empresarial traz princípios gerais e não aborda todas as situações nas quais podem surgir questões de conduta profissional, mas deve servir como orientação para todos os funcionários, em âmbito mundial. O Código KAEFER de Conduta empresarial é um padrão interno vinculativo obrigatório, e deve ser observado em todas as transações comerciais e atividades, com base nas leis aplicáveis. Ele serve para todos os indivíduos e entidades do Grupo KAEFER, independentemente de sua posição ou localização. Cada um dos nossos gestores e funcionários é responsável pelo cumprimento deste Código KAEFER de Conduta empresarial. Caso a lei local aplicável a uma região, país ou negócio requeira mais do que está especificado neste código, a política ou lei que for mais rigorosa deve ser seguida. O CÓDIGO KAEFER DE CONDUTA EMPRESARIAL 3

4 II. RESPONSIBILIDADES DE CADA FUNCIONÁRIO DA KAEFER JUSTIÇA INTERAÇÃO CONFIÁVEL COOPERAÇÃO Todos os funcionários da KAEFER contribuem para um ambiente corporativo caracterizado por uma cooperação leal e justa. Tolerância e interação confiável durante as atividades diárias são parte das convicções fundamentais da Empresa. Além disso, cada funcionário está comprometido em demonstrar um comportamento responsável e íntegro. A personalidade e a dignidade de cada indivíduo devem ser respeitadas. A apreciação mútua é baseada na convicção interna e na vontade de participar. Isso também significa que problemas no local de trabalho podem ser discutidos e soluções podem ser buscadas em conjunto. Só assim pode haver um ambiente caracterizado por compreensão, tolerância e cooperação. Os funcionários da KAEFER devem contribuir para uma atmosfera positiva, através do seu comportamento em relação uns aos outros. A possibilidade de conhecer e vir a respeitar outras culturas e mentalidades durante um trabalho cooperativo é enriquecedora e uma qualidade valiosa. Com relação ao seu comportamento, eles também representam a Empresa e a sua reputação exteriormente, e exercem uma influência na cultura internamente. Como resultado, requer-se um comportamento justo e respeitoso com relação a clientes, fornecedores e outras pessoas externas à Empresa, associadas a ela em um relacionamento comercial. Cada funcionário deve estar ciente das cláusulas estatutárias aplicáveis à sua área de responsabilidade, obedecê-las e comunicá-las aos outros. Além disso, as cláusulas do contrato de trabalho e das regulamentações internas relevantes da Empresa devem ser observadas. Para preservar a reputação da KAEFER, este Código KAEFER de Conduta empresarial não deve ser seguido somente no horário de trabalho; seus princípios e seu conteúdo também devem ser observados durante atividades fora da Empresa, que interfiram nos interesses da mesma, ou em situações nas quais os funcionários são vistos como representantes da Empresa. Todos os funcionários devem ajudar os colegas a cumprir os regulamentos e cooperar com a Empresa em relação à obediência às normas. A reputação e o sucesso da KAEFER só podem ser assegurados por um esforço conjunto para garantir o cumprimento desses regulamentos. O CÓDIGO KAEFER DE CONDUTA EMPRESARIAL 4

5 III. RESPONSIBILIDADES DOS GESTORES DA KAEFER ÉTICA COMPORTAMENTO EXEMPLAR DIGNIDADE De acordo com as regras de gestão e comportamento éticos, os gestores devem incentivar a tolerância e a justiça no local de trabalho. Dessa maneira, o comportamento dos gestores pode contribuir para assegurar que o devido respeito está sendo dado à personalidade e à dignidade de todos os funcionários. Com uma atitude compreensiva em relação aos funcionários, os gestores podem criar uma atmosfera de trabalho na qual a troca de idéias é possível. Como parte das suas atribuições, os gestores devem evitar comportamentos inaceitáveis e devem agir como mediadores em caso de situações de conflito. Cada gestor da KAEFER deve: > Ter um comportamento pessoal exemplar de conformidade com o Código KAEFER de Conduta empresarial e leis aplicáveis. > Promover a conformidade em um ambiente no qual as violações são levadas a sério. > Encorajar seus funcionários a levantar questões; elas serão tratadas de forma eficaz. > Assegurar que as ações na busca de resultados nos negócios não comprometam a conformidade com o Código KAEFER de Conduta empresarial. O CÓDIGO KAEFER DE CONDUTA EMPRESARIAL 5

6 IV. COMPORTAMENTO EM RELAÇÃO A TERCEIROS CRITÉRIOS DOAÇÕES 1. Relações com fornecedores, clientes e outros parceiros de negócios TRANSPARÊNCIA Os fornecedores devem ser identiticados e escolhidos unicamente por critérios de preço, qualidade, segurança e confiabilidade. Nem relacionamentos pessoais, nem concessões de benefícios materiais ou imateriais podem influenciar essas decisões. Transações financeiras ou negócios particulares contrários aos interesses da KAEFER, ou que possam influenciar as decisões dos funcionários e suas atitudes em nome da KAEFER, não podem ocorrer. Particularmente, as seguintes normas relativas a doações, convites para refeições e eventos organizados, etc. devem ser observadas: 1.1 Os funcionários da KAEFER não podem, em virtude de sua posição, aceitar presentes, doações, serviços ou favores de nenhuma natureza, seja qual for, vindos de indivíduo ou entidade que possa influenciar ou afetar a objetividade de um relacionamento comercial, profissional ou administrativo. Além disso, os funcionários da KAEFER não podem, direta ou indiretamente, oferecer doações, serviços ou outros favores a clientes, fornecedores ou qualquer pessoa ou entidade que tenha ou tenha tido relações de qualquer natureza com a empresa, com o objetivo de exercer influência ilegal sobre essas relações. De acordo com este Código KAEFER de Conduta empresarial, doações, presentes ou favores são permitidos se satisfizerem as seguintes condições: > Se eles são permitidos pela legislação local e pelos princípios éticos de suas respectivas culturas; > Se não infringem os valores de ética e transparência adotados pela KAEFER; > Se não são prejudiciais à reputação da empresa; e > Se são entregues ou recebidos em virtude de uma prática comercial ou um costume social, ou consistem em objetos ou favores com valor simbólico ou economicamente insignificante. Qualquer doação ou favor oferecido ou recebido por funcionários da KAEFER que não satisfaçam os requisitos estipulados neste Código KAEFER de Conduta empresarial, portanto, não são permitidos, deve ser recusado ou devolvido, desde que isso não ofenda seriamente o indivíduo ou entidade que o está oferecendo, caso em que o gestor do departamento deve ser informado. O CÓDIGO KAEFER DE CONDUTA EMPRESARIAL 6

7 IV. COMPORTAMENTO EM RELAÇÃO A TERCEIROS CONVITES APROVAÇÃO BENEFÍCIO PESSOAL 1.2 Caso sejam convidados por parceiros nos negócios, os funcionários só podem aceitar convites para eventos ou refeições de negócios se estes tiverem sido feitos voluntariamente, se servirem a uma proposta profissional justificada, e se o evento for organizado no contexto de atividades cooperativas usuais (por exemplo, um almoço durante um seminário ou uma reunião, uma recepção ao final de um evento ou um jantar no contexto de um evento que dure vários dias). Os funcionários devem informar seus superiores sobre à frequência e a razão das refeições ou eventos de entretenimento financiados por parceiros nos negócios, e é necessário que haja a aprovação desses superiores. 1.3 A participação em eventos esportivos ou a visita a tais eventos, a shows ou a outros eventos, como convidado do mesmo parceiro nos negócios, só é permitida, como regra, duas vezes por ano. 1.4 Se os funcionários da KAEFER obtiverem bens ou serviços de fornecedores ou clientes para uso particular, deve ser cobrado o preço padrão de mercado e o pagamento deve ser documentado. 1.5 Não é permitido requerer ou aceitar empréstimos ou outros serviços financeiros, sejam quais forem, de fornecedores ou clientes, para benefício pessoal. O CÓDIGO KAEFER DE CONDUTA EMPRESARIAL 7

8 IV. COMPORTAMENTO EM RELAÇÃO A TERCEIROS PATROCÍNIO SIGILO COMERCIAL PROPRIEDADE 1.6 Fornecedores e clientes não estão autorizados a atuar como patrocinadores de eventos pessoais e celebrações, como comemoração de aniversário ou de aposentadoria de funcionário etc. Um funcionário não pode requerer, nem aceitar o apoio de fornecedores para eventos de caridade ou para fins semelhantes, seja em seu próprio nome ou em nome da Empresa, a não ser que haja a aprovação do gestor local responsável. Caso contrário, a possibilidade de outros critérios além de preço, qualidade, segurança e confiabilidade serem levados em conta na escolha de fornecedores não pode ser excluída. 1.7 A KAEFER respeita os direitos e a propriedade de terceiros. Informações sobre os mercados, fornecedores, clientes e outros parceiros de negócios só podem ser obtidas por meios legais e eticamente justificáveis; por exemplo, através da imprensa, da internet, de bancos de dados acessíveis ao público, periódicos comerciais ou outras fontes não-secretas. Informações sobre os mercados, fornecedores, clientes e outros parceiros nos negócios só podem ser requeridas ou aceitas se for legalmente permitido aceitá-las e usá-las. Nenhuma tentativa pode ser feita, por meios ilegais ou antiéticos tais como roubo, suborno, espionagem ou violação de acordos de confidencialidade para ter acesso a segredos comerciais ou outras informações protegidas ou confidenciais de um subcontratador, cliente ou parceiro nos negócios. Na coleta de informações sobre mercados, fornecedores, clientes e outros parceiros nos negócios, os funcionários da KAEFER devem sempre se identificar como tal. A KAEFER respeita os direitos a propriedade de terceiros. O CÓDIGO KAEFER DE CONDUTA EMPRESARIAL 8

9 IV. COMPORTAMENTO EM RELAÇÃO A TERCEIROS VIOLAÇÃO ANTICORRUPÇÃO LEIS 2. As relações com autoridades públicas, com governos e clientes 2.1 Não são permitidos pagamentos, empréstimos ou outros itens de valor concedidos pela KAEFER, subsidiárias da KAEFER ou seus funcionários a oficiais ou servidores públicos com o objetivo de obter alvarás, pedidos ou benefícios para a KAEFER, suas subsidiárias ou outras pessoas. 2.2 A KAEFER é contra qualquer forma de corrupção e cumpre as leis anticorrupção decretadas pelos respectivos países, regiões, e as convenções internacionais amplamente aceitas. A KAEFER proíbe pagamentos a membros de governos, funcionários públicos, ou corpos políticos, em troca de favores, pedidos ou outros benefícios para a KAEFER ou seus funcionários. A KAEFER não autoriza seus funcionários a, seja de que maneira for, se envolverem em qualquer ato ou atividade, para si mesmo ou para a Empresa, que viole as leis anticorrupção. 2.3 As consequências da violação dessas leis para a KAEFER e as pessoas envolvidas em tal violação podem ser consideráveis, estendendo-se, até mesmo, a multas ou sentenças de prisão. Para questões relativas à aplicação das respectivas leis em sua área de responsabilidade, os funcionários devem entrar em contato com o departamento jurídico (Corporate Legal & Insurance Department) ou enviar uma mensagem eletrônica para O CÓDIGO KAEFER DE CONDUTA EMPRESARIAL 9

10 IV. COMPORTAMENTO EM RELAÇÃO A TERCEIROS INTERESSES REPRESENTAÇÃO INICIATIVAS 3. Trabalho para outra empresa Os funcionários da KAEFER não podem fazer parte da administração, conselho fiscal ou conselho consultivo de outra empresa comercial. Os funcionários não podem ocupar-se de trabalho para outros que seja contrário aos interesses legítimos da Empresa ou que prejudique o seu desempenho no trabalho em nome da KAEFER. Além disso, os funcionários não podem comprometer-se em nome de parceiros nos negócios ou de concorrentes sem o consentimento prévio e explícito da gestão local. O envolvimento dos funcionários em organizações sem fins lucrativos, por exemplo, em associações ou em iniciativas civis, é permissível e considerado desejável pela KAEFER. Tal envolvimento não pode, porém, ser contrário aos interesses legítimos da KAEFER. Limitações se aplicam caso o funcionário se apresente como um representante da KAEFER, ou seja considerado como tal. Em virtude da sua posição e das suas áreas de responsabilidade dentro da Empresa, gestores estão sujeitos, aqui, a limitações maiores do que as dos funcionários. 4. Conflito de interesses Os funcionários da KAEFER têm a obrigação de evitar qualquer atividade pessoal ou profissional que gere conflitos de interesse isso ocorre quando o interesse particular de um indivíduo interfere de alguma forma em suas responsabilidades na KAEFER O CÓDIGO KAEFER DE CONDUTA EMPRESARIAL 10

11 V. CONTROLES INTERNOS PROTEÇÃO DOS DADOS CUIDADO CONFORMIDADE 1. Proteção da propriedade da Empresa / sigilo Os funcionários são obrigados a proteger a propriedade da Empresa contra perda, roubo e abuso. Os funcionários devem manter sigilo absoluto com relação a todos os segredos comerciais e de negócios, tanto durante seu período de trabalho quanto após o término da sua relação profissional. Todas as normas de proteção de dados, inclusive o regulamento interno da Empresa, devem ser observadas. 2. Sistemas de controle interno / documentos A KAEFER utiliza sistemas de controle interno para ajudar a assegurar o cumprimento da lei e do regulamento interno, para proteger a propriedade da Empresa, para impedir abuso, e para assegurar que decisões e transações só ocorram em nome da Empresa com autorização adequada. Os funcionários devem assegurar que todas as transações comerciais sejam total e cuidadosamente documentadas. Despesas com negócios têm que ser acompanhadas de faturamento cuidadoso e oportuno. Os documentos comerciais são propriedade exclusiva da KAEFER e têm que ser preparados e armazenados de acordo com as normas da Empresa. O CÓDIGO KAEFER DE CONDUTA EMPRESARIAL 11

12 VI. CUMPRIMENTO DO CÓDIGO KAEFER DE CONDUTA EMPRESARIAL POR FUNCIONÁRIOS E FORNECEDORES CONSCIENTIZAÇÃO RELACIONAMENTOS 1. Cumprimento. A violação do Código KAEFER de Conduta empresarial ou de outras regulamentações e normas pode levar a medidas disciplinares, término da relação de trabalho, e outras medidas legais. É dever de cada membro da gestão da KAEFER assegurar que todos os funcionários estejam cientes dessas regulamentações e obedeçam suas disposições. Os funcionários que não cumprem essas obrigações têm que enfrentar as medidas disciplinares e as consequências legais. 2. Fornecedores. A KAEFER apóia e incentiva os seus fornecedores a introduzir e implementar princípios semelhantes em suas próprias empresas. A KAEFER espera dos seus fornecedores que eles usem estes princípios como base para as relações mútuas. A KAEFER considera esta uma base muito boa para uma relação comercial duradoura. 3. Questões a respeito do Código KAEFER de Conduta empresarial. No caso de dúvidas ou necessidade de esclarecimentos sobre o comportamento correto de acordo com estas diretrizes, os funcionários devem levar o assunto a seus superiores ou ao departamento de recursos humanos. Caso isso não traga esclarecimento suficiente, os funcionários podem entrar em contato, através do (onde o assunto será, se desejado, tratado confidencialmente). O CÓDIGO KAEFER DE CONDUTA EMPRESARIAL 12

CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL

CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL O CÓDIGO RIP DE CONDUTA EMPRESARIAL Março de 2015 1ª edição MENSAGEM DO PRESIDENTE O Código de Conduta da RIP ( Código ) é a declaração formal das expectativas que servem

Leia mais

www.imcdgroup.com CÓDIGO DE CONDUTA. IMCD

www.imcdgroup.com CÓDIGO DE CONDUTA. IMCD www.imcdgroup.com CÓDIGO DE CONDUTA. IMCD O SUCESSO DA IMCD É BASEADO NO ESTABELECIMENTO DE UM AMBIENTE QUE PROMOVE A RESPONSABILIDADE, CONFIANÇA E O RESPEITO. IMCD Código de Conduta 3 1. Introdução O

Leia mais

Padrões Nidera para Parceiros de Negócio

Padrões Nidera para Parceiros de Negócio Padrões Nidera para Parceiros de Negócio Caro Parceiro de Negócio, A história da nossa empresa inclui um compromisso de longa data em estar de acordo com as leis onde quer que atuemos e realizar nossos

Leia mais

Código de Conduta. Código de Conduta Schindler 1

Código de Conduta. Código de Conduta Schindler 1 Código de Conduta Código de Conduta Schindler 1 2 Código de Conduta Schindler Código de Conduta da Schindler Os colaboradores do Grupo Schindler no mundo inteiro devem manter o mais alto padrão de conduta

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DA MULTIPLAN EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A.

CÓDIGO DE CONDUTA DA MULTIPLAN EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. CÓDIGO DE CONDUTA DA MULTIPLAN EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. O presente Código de Conduta da Multiplan Empreendimentos Imobiliários S.A. (a Companhia ), visa cumprir com as disposições do Regulamento

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA Índice Nossos princípios diretivos 03 Proteção do patrimônio e uso dos ativos 04 Informação confidencial 05 Gestão e Tratamento dos Colaboradores 06 Conflitos de interesse 07

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO EVEN

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO EVEN POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO EVEN 1 Introdução A EVEN conduz seus negócios de acordo com os altos padrões éticos e morais estabelecidos em seu Código de Conduta, não tolerando qualquer forma de corrupção e suborno.

Leia mais

RGIS POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO

RGIS POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO RGIS POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO I. DECLARAÇÃO DA POLÍTICA A política da RGIS ( Companhia ) é conduzir as operações mundiais de forma ética e conforme as leis aplicáveis, não só nos EUA como em outros países.

Leia mais

AMMPL (BME) Código de Conduta

AMMPL (BME) Código de Conduta AMMPL (BME) Código de Conduta 1 Código de Conduta da AMMPL (BME) I Introdução A Association Materials Management, Purchasing and Logistics (Associação de Gestão de Materiais, Compras e Logística, AMMPL

Leia mais

ICTSI CÓDIGO DE CONDUTA NOS NEGÓCIOS

ICTSI CÓDIGO DE CONDUTA NOS NEGÓCIOS ICTSI CÓDIGO DE CONDUTA NOS NEGÓCIOS MENSAGEM DO PRESIDENTE A ICTSI tem crescido de forma sólida ao longo dos anos, tornando-se uma empresa líder na gestão de portos, com um alcance global que se estende

Leia mais

Código de Fornecimento Responsável

Código de Fornecimento Responsável Código de Fornecimento Responsável Breve descrição A ArcelorMittal requer de seus fornecedores o cumprimento de padrões mínimos relacionados a saúde e segurança, direitos humanos, ética e meio ambiente.

Leia mais

Caro parceiro, Queremos fornecedores e parceiros que tenham nível de comprometimento com a sociedade tão amplo quanto o do Rio 2016.

Caro parceiro, Queremos fornecedores e parceiros que tenham nível de comprometimento com a sociedade tão amplo quanto o do Rio 2016. Caro parceiro, O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 trabalha para entregar Jogos excelentes, com celebrações memoráveis que irão promover a imagem global do Brasil, baseados

Leia mais

Introdução: Código de Conduta Corporativa

Introdução: Código de Conduta Corporativa Transporte Excelsior Ltda Código de Conduta Corporativa Introdução: A Transporte Excelsior através desse Código Corporativo de Conduta busca alinhar e apoiar o cumprimento de nossa Missão, Visão e Valores,

Leia mais

Código de Conduta do Fornecedor. Em vigor a partir de 2 de julho de 2012. Ethics. Matters

Código de Conduta do Fornecedor. Em vigor a partir de 2 de julho de 2012. Ethics. Matters Código de Conduta do Fornecedor Em vigor a partir de 2 de julho de 2012 Ethics Matters Mensagem do CPO [Chief Procurement Officer - Diretor de Compras] A Duke Energy está comprometida com a segurança,

Leia mais

2.1. Cumprimos leis e regulamentos nacionais e internacionais. Obedecemos a todas as leis e regulamentos internacionais e nacionais relevantes.

2.1. Cumprimos leis e regulamentos nacionais e internacionais. Obedecemos a todas as leis e regulamentos internacionais e nacionais relevantes. CÓDIGO DE CONDUTA 1. Introdução O Código de Conduta Ahlstrom descreve os princípios éticos que sustentam o modo como conduzimos os negócios em nossa empresa. Baseia-se em nossos principais valores Agir

Leia mais

Código de Conduta da Dachser

Código de Conduta da Dachser Código de Conduta da Dachser 1. Introdução A fundação de todas as atividades na Dachser é a nossa adesão a regulamentos juridicamente vinculativos em nível nacional e internacional, assim como a quaisquer

Leia mais

Código. de Conduta do Fornecedor

Código. de Conduta do Fornecedor Código de Conduta do Fornecedor 03/2014 Índice 1. Considerações... 03 2. Decisões... 04 3. Diretrizes... 05 3.1. Quanto à Integridade nos Negócios... 05 3.2. Quanto aos Direitos Humanos Universais... 06

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética MENSAGEM DO PRESIDENTE O Código de Conduta Ética das Empresas Concremat contempla os princípios que devem estar presentes nas relações da empresa com seus colaboradores, clientes,

Leia mais

POLÍTICA ANTI-CORRUPÇÃO. Política Anti-corrupção Versão 02 1/9

POLÍTICA ANTI-CORRUPÇÃO. Política Anti-corrupção Versão 02 1/9 POLÍTICA ANTI-CORRUPÇÃO Política Anti-corrupção Versão 02 1/9 RESUMO Resumo dos princípios fundamentais A Securitas acredita num mercado livre para a prestação dos seus serviços, e num ambiente competitivo

Leia mais

Princípios de Ética no Grupo DB

Princípios de Ética no Grupo DB Princípios de Ética no Grupo DB Código de conduta Objetivo do código de conduta Estipulamos com valor vinculativo os nossos padrões e as expectativas relativas aos nossos negócios diários. Para todos os

Leia mais

Código de Ética LLTECH

Código de Ética LLTECH Código de Ética LLTECH Quem somos A LLTECH é uma empresa que oferece soluções inovadoras para automação e otimização de processos industriais, fornecendo toda a parte de serviços e produtos para automação

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução.

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução. CÓDIGO DE ÉTICA Introdução. Os princípios Éticos que formam a consciência e fundamentam nossa imagem no segmento de recuperação de crédito e Call Center na conduta de nossa imagem sólida e confiável. Este

Leia mais

Conduta nos Negócios Política de Transparência nas Relações com Terceiros

Conduta nos Negócios Política de Transparência nas Relações com Terceiros Conduta nos Negócios Política de Transparência nas Relações com Terceiros Conduta nos Negócios Política de Transparência nas Relações com Terceiros* Objetivo Estabelecer as diretrizes básicas de conduta

Leia mais

Ética A GUARDIAN disponibiliza o presente Código de Conduta a todos os colaboradores, Clientes, Fornecedores e Parceiros.

Ética A GUARDIAN disponibiliza o presente Código de Conduta a todos os colaboradores, Clientes, Fornecedores e Parceiros. Âmbito de aplicação O presente Código de Conduta aplica-se a toda a estrutura GUARDIAN Sociedade de Mediação de Seguros, Lda., seguidamente designada por GUARDIAN, sem prejuízo das disposições legais ou

Leia mais

Engenharia e Consultoria CÓDIGO DE ÉTICA

Engenharia e Consultoria CÓDIGO DE ÉTICA CÓDIGO DE ÉTICA SUMÁRIO APRESENTAÇÃO COLABORADORES Princípios éticos funcionais Emprego e Ambiente de trabalho Conflito de interesses Segredos e informações comerciais SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE

Leia mais

Código de Conduta. Data [12-01-2014] Responsável pela política: Departamento de Auditoria Interna Global. Stephan Baars Diretor Financeiro (CFO)

Código de Conduta. Data [12-01-2014] Responsável pela política: Departamento de Auditoria Interna Global. Stephan Baars Diretor Financeiro (CFO) Código de Conduta Data [12-01-2014] Responsável pela política: Departamento de Auditoria Interna Global John Snyder Presidente e Diretor Executivo (CEO) Mike Janssen Diretor de Operações (COO) Stephan

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental Política de Responsabilidade Socioambiental SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 OBJETIVO... 3 3 DETALHAMENTO... 3 3.1 Definições... 3 3.2 Envolvimento de partes interessadas... 4 3.3 Conformidade com a Legislação

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DIRETRIZ SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DIRETRIZ SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA DIRETRIZ SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO MAGNA INTERNATIONAL INC. DIRETRIZ SOBRE PRESENTES E ENTRETENIMENTO Oferecer ou receber presentes e entretenimento é muitas vezes uma

Leia mais

ThyssenKrupp Code of Conduct

ThyssenKrupp Code of Conduct ThyssenKrupp Desenvolvendo o futuro. Prefácio Caros colegas, a nossa missão descreve os valores que desejamos compartilhar e como queremos cooperar hoje e no futuro. Ela define um objetivo claro, que temos

Leia mais

NORMAS DE CONDUTA. Apresentação

NORMAS DE CONDUTA. Apresentação NORMAS DE CONDUTA Apresentação Adequando-se às melhores práticas de Governança Corporativa, a TITO está definindo e formalizando as suas normas de conduta ( Normas ). Estas estabelecem as relações, comportamentos

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

Código de Ética. SPL Consultoria e Informática Ltda.

Código de Ética. SPL Consultoria e Informática Ltda. Código de Ética SPL Consultoria e Informática Ltda. Introdução Segundo o dicionário Aurélio ética é o estudo dos juízos de apreciação que se referem à conduta humana suscetível de qualificação do ponto

Leia mais

Requisitos do Grupo Volkswagen relativos à sustentabilidade nas relações com os seus parceiros comerciais (Code of Conduct para parceiros comerciais)

Requisitos do Grupo Volkswagen relativos à sustentabilidade nas relações com os seus parceiros comerciais (Code of Conduct para parceiros comerciais) Requisitos do Grupo Volkswagen relativos à sustentabilidade nas relações com os seus parceiros comerciais (Code of Conduct para parceiros comerciais) I. Preâmbulo Os requisitos que se seguem especificam

Leia mais

Código de Conduta. Os fundamentos

Código de Conduta. Os fundamentos Os fundamentos A ética e a integridade nos negócios asseguram nossa credibilidade. Nem é preciso dizer que todos os colaboradores devem observar as leis e regulamentações dos locais em que trabalham e

Leia mais

Esta é a tradução de um texto em inglês, cuja finalidade é apenas facilitar a sua compreensão. O texto do original em inglês regerá, em todos os

Esta é a tradução de um texto em inglês, cuja finalidade é apenas facilitar a sua compreensão. O texto do original em inglês regerá, em todos os Esta é a tradução de um texto em inglês, cuja finalidade é apenas facilitar a sua compreensão. O texto do original em inglês regerá, em todos os aspectos, os seus direitos e as suas obrigações. O original

Leia mais

A missão da Itapoços é transformar, através da prestação de serviços de qualidade, água em prosperidade e desenvolvimento sustentável, contribuindo

A missão da Itapoços é transformar, através da prestação de serviços de qualidade, água em prosperidade e desenvolvimento sustentável, contribuindo ITAPOÇOS POÇOS ARTESIANOS DE ITABIRA NASCIMENTO LTDA Introdução A missão da Itapoços é transformar, através da prestação de serviços de qualidade, água em prosperidade e desenvolvimento sustentável, contribuindo

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA G UPO

CÓDIGO DE ÉTICA G UPO CÓDIGO DE ÉTICA G UPO 1 Sumário APRESENTAÇÃO... 2 1. APLICABILIDADE... 3 ESCLARECIMENTOS... 3 O COMITÊ DE ÉTICA... 3 ATRIBUIÇÕES DO COMITÊ... 3,4 2. ASSUNTOS INTERNOS... 4 OUVIDORIA... 4 PRECONCEITO...

Leia mais

POLÍTICA CORPORATIVA Código PC.00.001. PRESIDÊNCIA Revisão 00

POLÍTICA CORPORATIVA Código PC.00.001. PRESIDÊNCIA Revisão 00 Páginas 1/8 1. OBJETIVO O Código de Ética é um conjunto de diretrizes e regras de atuação, que define como os empregados e contratados da AQCES devem agir em diferentes situações no que diz respeito à

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A.

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. 1 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. Este código de ética e conduta foi aprovado pelo Conselho de Administração da INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. ( Companhia

Leia mais

POLÍTICA EMRPESARIAL DA INT.4

POLÍTICA EMRPESARIAL DA INT.4 POLÍTICA EMRPESARIAL DA INT.4 INTRODUÇÃO Desde que foi fundada em 2001, a ética, a transparência nos processos, a honestidade a imparcialidade e o respeito às pessoas são itens adotados pela interação

Leia mais

Código de Conduta COERÊNCI. Transformando Visão em Valor.

Código de Conduta COERÊNCI. Transformando Visão em Valor. Código de Conduta COERÊNCI Transformando Visão em Valor. Índice Prefácio... 3 Ética empresarial da HOCHTIEF: Princípios... 5 Conflitos de interesse... 7 Confidencialidade... 8 Regras sobre controle de

Leia mais

Diretrizes para a prevenção de conflitos de interesses e corrupção

Diretrizes para a prevenção de conflitos de interesses e corrupção 1. Princípios e validade Integridade e transparência são as chaves para atividades comerciais bem sucedidas e sustentáveis. Nossa imagem e reputação pública se baseiam em objetividade e honestidade. Imparcialidade

Leia mais

Código de Conduta (Code of Conduct) as empresas do Grupo Festo

Código de Conduta (Code of Conduct) as empresas do Grupo Festo Código de Conduta (Code of Conduct) as empresas do Grupo Festo Prefácio Como empresa familiar de longa tradição, e a operar a nível internacional, o Grupo Festo goza de uma excelente reputação junto dos

Leia mais

Política relativa a subornos, presentes e hospitalidade Data efetiva 2 de Março de 2011 Função

Política relativa a subornos, presentes e hospitalidade Data efetiva 2 de Março de 2011 Função Título Política relativa a subornos, presentes e hospitalidade Data efetiva 2 de Março de 2011 Função Departamento Jurídico da Holding Documento BGHP_version1_03032011 1. Finalidade A finalidade desta

Leia mais

POLITICA DE QUALIDADE

POLITICA DE QUALIDADE CÓDIGO ÉTICA ÍNDICE: PALAVRA DO DIRETOR POLITICA DE QUALIDADE MISSÃO VISÃO VALORES CONFIDENCIALIDADE DE INFORMAÇÃO CLIENTES FORNECEDORES ACIONISTAS COMUNIDADE RESPONSABILIDADE SOCIAL IMPRENSA ORGÃOS GOVERNAMENTAIS

Leia mais

PROGRAMA COMPLIANCE VC

PROGRAMA COMPLIANCE VC Seguir as leis e regulamentos é ótimo para você e para todos. Caro Colega, É com satisfação que compartilho esta cartilha do Programa Compliance VC. Elaborado com base no nosso Código de Conduta, Valores

Leia mais

Fundação Professor Francisco Pulido Valente CÓDIGO DE CONDUTA

Fundação Professor Francisco Pulido Valente CÓDIGO DE CONDUTA Fundação Professor Francisco Pulido Valente CÓDIGO DE CONDUTA Dezembro de 2012 INTRODUÇÃO As fundações são instituições privadas sem fins lucrativos que visam contribuir para o bem comum, para o desenvolvimento

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética MENSAGEM DA DIRETORIA A todos os dirigentes e empregados A Companhia de Seguros Aliança do Brasil acredita no Respeito aos princípios éticos e à transparência de conduta com as

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA - PORTAL

CÓDIGO DE ÉTICA - PORTAL 1. Disposições Preliminares Este Código de Ética tem como principal objetivo informar aos colaboradores, prestadores de serviço, clientes e fornecedores da Petronect quais são os princípios éticos que

Leia mais

Ecology and Environment, Inc. e Subsidiárias

Ecology and Environment, Inc. e Subsidiárias Ecology and Environment, Inc. e Subsidiárias Código de Conduta de Negócios e Ética ECOLOGY BRASIL 1. Princípios Gerais O propósito deste Código é descrever os nossos padrões de ética de conduta de negócios.

Leia mais

POLÍTICA ANTITRUSTE DAS EMPRESAS ELETROBRAS. Política Antitruste das Empresas Eletrobras

POLÍTICA ANTITRUSTE DAS EMPRESAS ELETROBRAS. Política Antitruste das Empresas Eletrobras Política Antitruste das Empresas Eletrobras Versão 1.0 19/05/2014 1 Sumário 1. Objetivo... 3 2. Conceitos... 3 3. Referências... 3 4. Princípios... 4 5. Diretrizes... 4 5.1. Corrupção, Suborno & Tráfico

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO GRUPO HERING

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO GRUPO HERING CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA DO GRUPO HERING O Código de Conduta Ética é um instrumento destinado a aperfeiçoar os relacionamentos da organização e elevar o clima de confiança nela existente. Este Código tem

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE RECURSOS HUMANOS ABRH NACIONAL CÓDIGO DE CONDUTA

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE RECURSOS HUMANOS ABRH NACIONAL CÓDIGO DE CONDUTA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE RECURSOS HUMANOS ABRH NACIONAL CÓDIGO DE CONDUTA Somos uma entidade essencialmente associativa, sem fins lucrativos, que dissemina o conhecimento do mundo do trabalho para desenvolver

Leia mais

Princípios Gerais para a Prevenção dos Riscos Penais Endesa Brasil

Princípios Gerais para a Prevenção dos Riscos Penais Endesa Brasil Princípios Gerais para a Prevenção dos Riscos Penais Endesa Brasil Introdução 5 INTRODUÇÃO A seguir, são descritos os comportamentos e princípios gerais de atuação esperados dos Colaboradores da Endesa

Leia mais

NORMAS DE CONDUTA PARA FORNECEDORES GLOBAIS

NORMAS DE CONDUTA PARA FORNECEDORES GLOBAIS Página 1 de 9 UL NORMAS DE CONDUTA PARA FORNECEDORES GLOBAIS Página 2 de 9 ÍNDICE 1.0 OBJETIVO... 4 2.0 ESCOPO... 4 3.0 DEFINIÇÕES... 4 4.0 PRÁTICAS DE CONTRATAÇÃO... 5 4.1 TRABALHO FORÇADO... 5 4.2 TRABALHO

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA 2013

CÓDIGO DE CONDUTA 2013 CÓDIGO DE CONDUTA 2013 CARTA DO PRESIDENTE A, traduzimos nossos valores e damos diretrizes à, de modo a garantir um relacionamento transparente e harmonioso com clientes, e e cotidianas de trabalho., aqui

Leia mais

1 Introdução... 2. 2 Definições... 3. 3 Compromisso e adesão... 5. 4 Indícios que podem caracterizar corrupção... 6

1 Introdução... 2. 2 Definições... 3. 3 Compromisso e adesão... 5. 4 Indícios que podem caracterizar corrupção... 6 Manual Anticorrupção Versão 1 Abr/2015 SUMÁRIO 1 Introdução... 2 2 Definições... 3 3 Compromisso e adesão... 5 4 Indícios que podem caracterizar corrupção... 6 5 Violações e Sanções Aplicáveis... 6 6 Ações

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO invepar índice Apresentação Visão, Missão, Valores Objetivos Princípios Básicos Pág. 4 Pág. 6 Pág. 7 Pág. 8 Abrangência / Funcionários Empresas do Grupo Sociedade / Comunidade

Leia mais

Padrões para Fornecedores da GS1 BRASIL

Padrões para Fornecedores da GS1 BRASIL Padrões para Fornecedores da GS1 BRASIL O objetivo deste documento é informar aos fornecedores dos pontos e valores fundamentais de nosso processo de compras. A GS1 Brasil mantém a ética, a transparência

Leia mais

1. OBJETIVO E ÂMBITO. 1.1 Objeto 1.1.1 A Mota-Engil Africa N.V. ( Mota-- Engil Africa ou a Empresa ) e respetivas

1. OBJETIVO E ÂMBITO. 1.1 Objeto 1.1.1 A Mota-Engil Africa N.V. ( Mota-- Engil Africa ou a Empresa ) e respetivas 1. OBJETIVO E ÂMBITO 1.1 Objeto 1.1.1 A Mota-Engil Africa N.V. ( Mota-- Engil Africa ou a Empresa ) e respetivas subsidiárias (juntamente com a Empresa, o Grupo ) comprometem-se a conduzir todos os seus

Leia mais

A SINIGAGLIA, endossa e pratica de forma sistemática os princípios do Pacto Global 1 da ONU, integrando-os a seus processos:

A SINIGAGLIA, endossa e pratica de forma sistemática os princípios do Pacto Global 1 da ONU, integrando-os a seus processos: INTRODUÇÃO O regime da livre iniciativa impõe às organizações e seus integrantes a conduzirem-se dentro de um ambiente de respeito e entendimento, zelando para que toda e qualquer forma de relacionamento,

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR SODEXO APRIL 2014

CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR SODEXO APRIL 2014 CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR SODEXO APRIL 2014 Índice INTRODUÇÃO INTEGRIDADE NOS NEGÓCIOS DIREITOS HUMANOS E DIREITOS FUNDAMENTAIS NO TRABALHO Eliminação de todas as formas de trabalho forçado ou compulsório

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta Introdução A Eucatex, através deste Código de Ética e Conduta, coloca à disposição de seus colaboradores, fornecedores e comunidade, um guia de orientação para tomada de decisões

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA APLICADO AOS ATORES DIRETOS

CÓDIGO DE ÉTICA APLICADO AOS ATORES DIRETOS Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação e Comunicação da Região Central do Centro do Rio Grande do Sul CÓDIGO DE ÉTICA APLICADO AOS ATORES DIRETOS Outubro de 2013 MISSÃO Fortalecer, qualificar,

Leia mais

Código de conduta de parceiros de negócios da Pearson

Código de conduta de parceiros de negócios da Pearson Código de conduta de parceiros de negócios da Pearson Finalidade e escopo Na Pearson (incluindo suas subsidiárias e empresas com controle acionário), acreditamos fortemente que agir de forma ética e responsável

Leia mais

Política Anticorrupção

Política Anticorrupção Soluções que impulsionam e valorizam sua empresa. Política Anticorrupção Ano fiscal 2016 Política Anticorrupção Objetivo Definir procedimentos para assegurar que todos os colaboradores, funcionários, sócios

Leia mais

Código de Ética e de Conduta Empresarial

Código de Ética e de Conduta Empresarial O da Irmãos Parasmo S/A leva em consideração os elementos essenciais existentes nas suas relações com os seus diferentes públicos acionistas, clientes, colaboradores, fornecedores, prestadores de serviços,

Leia mais

Não existe sucesso ou felicidade sem o exercício pleno da cidadania e da ética global.

Não existe sucesso ou felicidade sem o exercício pleno da cidadania e da ética global. Código de Ética C 2 O conteúdo deste documento é destinado apenas a visualização, sendo expressamente proibido o uso não autorizado, reprodução, cópia, distribuição, publicação ou modificação por terceiros

Leia mais

de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética ca Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Códig

de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética ca Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Códig de Ética Código CÓDIGO de Ética Código de Ética Código DE de Ética Código de Ética de Ética Código de Ética Código ÉTICA de Ética Código de Ética Código de Ética Fazendo Negócios com Integridade Realizamos

Leia mais

Código de Conduta de Fornecedor

Código de Conduta de Fornecedor Código de Conduta de Fornecedor www.odfjelldrilling.com A Odfjell Drilling e suas entidades afiliadas mundialmente estão comprometidas em manter os mais altos padrões éticos ao conduzir negócios. Como

Leia mais

CÓDIGO EMPRESARIAL DA MAHLE

CÓDIGO EMPRESARIAL DA MAHLE CÓDIGO EMPRESARIAL DA MAHLE INTRODUÇÃO O nome MAHLE está relacionado ao desempenho, precisão, perfeição e inovação. Buscando performance como fazemos, nosso objetivo primordial é maximizar a satisfação

Leia mais

Código de Conduta. Agosto 2014

Código de Conduta. Agosto 2014 Código de Conduta Agosto 2014 CÓDIGO DE CONDUTA Caros colaboradores, Uma das principais contribuições para o nosso sucesso a fim de nos tornarmos uma das principais empresas de energia do Brasil são os

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA SUMÁRIO 1 ÉTICA...03 2 APRESENTAÇÃO...04 3 APLICAÇÃO...05 4 FINALIDADES...06 5 DEFINIÇÕES...07 6 CULTURA ORGANIZACIONAL...08 6.1 MISSÃO...08 6.2 VISÃO...08 6.3 VALORES...08 6.4

Leia mais

POLÍTICA DE PREVENÇÃO E COMBATE À CORRUPÇÃO E OUTROS ATOS LESIVOS

POLÍTICA DE PREVENÇÃO E COMBATE À CORRUPÇÃO E OUTROS ATOS LESIVOS POLÍTICA DE PREVENÇÃO E COMBATE À CORRUPÇÃO E OUTROS ATOS LESIVOS 1. Introdução A presente Política, aplicável à WEG S/A e todas as suas controladas, representa uma síntese das diretrizes existentes na

Leia mais

ROCK IN RIO LISBOA 2014. Princípios de desenvolvimento sustentável Declaração de propósitos e valores Política de Sustentabilidade do evento

ROCK IN RIO LISBOA 2014. Princípios de desenvolvimento sustentável Declaração de propósitos e valores Política de Sustentabilidade do evento ROCK IN RIO LISBOA 2014 Princípios de desenvolvimento sustentável Declaração de propósitos e valores Política de Sustentabilidade do evento PRINCÍPIOS O Sistema de Gestão da Sustentabilidade é baseado

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DEFENDA BUSINESS PROTECTION SERVICES & SOLUTIONS Direitos Autorais Este documento contém informações de propriedade da Defenda Business Protection Services & Solutions. Nenhuma

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DOS COLABORADORES DA FUNDAÇÃO CASA DA MÚSICA

CÓDIGO DE CONDUTA DOS COLABORADORES DA FUNDAÇÃO CASA DA MÚSICA CÓDIGO DE CONDUTA DOS COLABORADORES DA FUNDAÇÃO CASA DA MÚSICA Na defesa dos valores de integridade, da transparência, da auto-regulação e da prestação de contas, entre outros, a Fundação Casa da Música,

Leia mais

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS. Gestão de Administração e Finanças Gerência de Gestão de Pessoas

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS. Gestão de Administração e Finanças Gerência de Gestão de Pessoas PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS Gestão de Administração e Finanças Gerência de Gestão de Pessoas Desenvolvimento Sustentável Social Econômico Ambiental Lucro Financeiro Resultado Social

Leia mais

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CÓDIGO DE CONDUTA

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CÓDIGO DE CONDUTA NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CÓDIGO DE CONDUTA APRESENTAÇÃO Este é o Código de Conduta da Net Serviços de Comunicação S.A. e de suas controladas ( NET ). A NET instituiu este Código de Conduta norteado

Leia mais

Princípios Gerais de Negócios da ARCADIS Logos

Princípios Gerais de Negócios da ARCADIS Logos Princípios Gerais de Negócios da ARCADIS Logos Conteúdo 1 Página Capítulo 2 1. Introdução 3 2. Nossos Compromissos 3! Compromissos com a sociedade 3! Compromissos para com os clientes 4! Compromissos para

Leia mais

POL 004 Rev. A POP, Código de Conduta

POL 004 Rev. A POP, Código de Conduta Página 1 de 7 A LDR é uma empresa de equipamentos médicos comprometida com o desenvolvimento, marketing, distribuição e venda de implantes vertebrais para implantação em seres humanos no tratamento de

Leia mais

Manual do Fornecedor. Novembro 2012 Rio de Janeiro

Manual do Fornecedor. Novembro 2012 Rio de Janeiro Manual do Fornecedor Novembro 2012 Rio de Janeiro Caro parceiro, O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 trabalha para entregar Jogos excelentes, com celebrações memoráveis que

Leia mais

Identidade Organizacional. Prezado,

Identidade Organizacional. Prezado, Prezado, Apresentamos a todos os colaboradores, o Código de Conduta da Bolt Transportes, que foi minuciosamente elaborado de acordo com os valores que acreditamos ser essenciais para o um bom relacionamento

Leia mais

Código de Conduta Ética da Hix Investimentos Ltda.

Código de Conduta Ética da Hix Investimentos Ltda. Código de Conduta Ética da Hix Investimentos Ltda. Objetivo O presente Código de Conduta Ética tem por objetivo estabelecer os aspectos e postura exigidos de administradores, colaboradores e funcionários

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA 1ª Edição Fevereiro 2013

CÓDIGO DE ÉTICA 1ª Edição Fevereiro 2013 CÓDIGO DE ÉTICA 1ª Edição Fevereiro 2013 Se surgirem dúvidas sobre a prática dos princípios éticos ou desvios de condutas, não hesite em contatar o seu superior ou o Comitê de Ética. SUMÁRIO O CÓDIGO DE

Leia mais

Código de Conduta e Ética

Código de Conduta e Ética CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA BC CONSULT Página 1 de 9 1. INTRODUÇÃO... 3 2. PRINCÍPIOS... 4 INTEGRIDADE... 4 DISCRIMINAÇÃO... 4 CONFLITO DE INTERESSE... 4 CONFIDENCIALIDADE DE INFORMAÇÕES... 5 PROTEÇÃO AO

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Essas regras estão organizadas em torno das seguintes exigências:

CÓDIGO DE ÉTICA. Essas regras estão organizadas em torno das seguintes exigências: CÓDIGO DE ÉTICA O Grupo PSA Peugeot Citroën construiu seu desenvolvimento com base em valores implementados por seus dirigentes e funcionários, e reafirmados nos objetivos de desenvolvimento responsável

Leia mais

POLÍTICA DE TRANSAÇÕES COM PARTES RELACIONADAS BB SEGURIDADE PARTICIPAÇÕES S.A.

POLÍTICA DE TRANSAÇÕES COM PARTES RELACIONADAS BB SEGURIDADE PARTICIPAÇÕES S.A. POLÍTICA DE TRANSAÇÕES COM PARTES RELACIONADAS BB SEGURIDADE PARTICIPAÇÕES S.A. 28.03.2013 1. OBJETIVO 1.1 A presente Política de Transações com Partes Relacionadas da BB Seguridade Participações S.A.

Leia mais

Código de Ética e Conduta Empresarial

Código de Ética e Conduta Empresarial Código de Ética e Conduta Empresarial Índice 1. Introdução 2. Guia para o uso do Código de Conduta e Ética - O que é o Código? - Onde se aplica o Código? - Onde se pode ser encontrado o Código? - O Código

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DA SARAIVA

CÓDIGO DE CONDUTA DA SARAIVA CÓDIGO DE CONDUTA DA SARAIVA 2010 Pág.: 2 de 9 A maioria das empresas exige dos seus fornecedores um excelente produto/serviço, a preço competitivo. Além disso, para nós da Saraiva, é muito importante

Leia mais

CÓDIGO DE FORNECEDORES DA GALDERMA

CÓDIGO DE FORNECEDORES DA GALDERMA CÓDIGO DE FORNECEDORES DA Código de fornecedores da Galderma Preâmbulo A Galderma tem como missão ser reconhecida como a empresa de inovação mais competente e bemsucedida, centrada exclusivamente em corresponder

Leia mais

JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF Nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE Nº. 35.300.333.578

JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF Nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE Nº. 35.300.333.578 JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF Nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE Nº. 35.300.333.578 CÓDIGO DE ÉTICA Escopo Este Código de Ética ( Código ) reúne as principais normas de conduta que devem

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA de PSIQUIATRIA. Código de Condutas Éticas

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA de PSIQUIATRIA. Código de Condutas Éticas 1 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA de PSIQUIATRIA Código de Condutas Éticas I - Mensagem do Presidente II Premissas III Condutas Éticas nas atividades da ABP 1. Cumprimento das leis 2. Relação com o Governo 3. Atividades

Leia mais

HILLENBRAND, INC. E SUBSIDIÁRIAS. Anticorrupção Global Declaração de Política e Manual de Conformidade

HILLENBRAND, INC. E SUBSIDIÁRIAS. Anticorrupção Global Declaração de Política e Manual de Conformidade HILLENBRAND, INC. E SUBSIDIÁRIAS Anticorrupção Global Declaração de Política e Manual de Conformidade A Hillenbrand, Inc., incluindo todas suas subsidiárias (referidas em conjunto como a Empresa ), mantém

Leia mais

PROCEDIMENTO DO SISTEMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL

PROCEDIMENTO DO SISTEMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL 1. OBJETIVO: Estabelecer diretrizes e critérios para o atendimento aos requisitos da norma de Responsabilidade Social SA 8000. 2. DEFINIÇÕES: Não aplicável. 3. DOCUMENTOS APLICÁVEIS Manual da Qualidade;

Leia mais

DECLARAÇÃO DE PRINCÍPIOS DE CONDUTA - Illinois Tool Works Inc.

DECLARAÇÃO DE PRINCÍPIOS DE CONDUTA - Illinois Tool Works Inc. DECLARAÇÃO DE PRINCÍPIOS DE CONDUTA - Illinois Tool Works Inc. Estes princípios de conduta aplicam-se a todos os funcionários, diretores, empresas e subsidiárias da ITW ao redor do mundo. Espera-se que

Leia mais

MENSAGEM AO FORNECEDOR

MENSAGEM AO FORNECEDOR MENSAGEM AO FORNECEDOR O Código de Conduta da AABB Porto Alegre para fornecedores é um documento abrangente, que trata de temas diretamente ligados ao nosso cotidiano de relações. Neste material, explicitamos

Leia mais

Conflito de Interesses - Relacionamento pessoal com outros associados. Conflito de Interesses - Relacionamento pessoal com fornecedores

Conflito de Interesses - Relacionamento pessoal com outros associados. Conflito de Interesses - Relacionamento pessoal com fornecedores Conflito de Interesses Geral Conflito de Interesses - Investimentos Financeiros Conflito de Interesses - Brindes e Gratificações Conflito de Interesses - Emprego paralelo ao Walmart Conflito de Interesses

Leia mais