AVALIAÇÃO DO EFEITO SINÉRGICO NO FATOR DE PROTEÇÃO SOLAR DE EMULSÕES CONTENDO FILTROS FÍSICOS OU QUÍMICOS E MATÉRIAS PRIMAS VEGETAIS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AVALIAÇÃO DO EFEITO SINÉRGICO NO FATOR DE PROTEÇÃO SOLAR DE EMULSÕES CONTENDO FILTROS FÍSICOS OU QUÍMICOS E MATÉRIAS PRIMAS VEGETAIS"

Transcrição

1 AVALIAÇÃO DO EFEITO SINÉRGICO NO FATOR DE PROTEÇÃO SOLAR DE EMULSÕES CONTENDO FILTROS FÍSICOS OU QUÍMICOS E MATÉRIAS PRIMAS VEGETAIS Gabriela Maria Giraldelli (1), Caroline Magnani Spagnol* (1), Any Carolina Diniz (1), Vera Lucia Borges Isaac (1), Marcos Antonio Correa (1) (1) Laboratório de Cosmetologia da Faculdade de Ciências Farmacêuticas UNESP, Brasil 1. Introdução A radiação solar pode ser considerada o principal fator de risco para o surgimento de inúmeras doenças de pele. Embora as pessoas que já tenham uma predisposição para tais doenças sejam as mais afetadas, todos os indivíduos estão sujeitos aos problemas associados à exposição contínua ao sol. Dentre os efeitos prejudiciais de maior recorrência, podem ser citadas as queimaduras, as manchas, o eritema e, até mesmo, um câncer de pele, muitas vezes fatal (GARCIA, 2001). Atualmente, muitos estudos têm sido realizados para a obtenção de ferramentas capazes de minimizar os efeitos maléficos ocasionados pela radiação solar. Os protetores solares, produtos de ampla utilização em países tropicais, estão entre estas ferramentas, já que permitem que as pessoas se exponham ao sol, voluntariamente ou não, com um menor risco de problemas, embora sempre presente. Muitos são os componentes ativos com atividade fotoprotetora disponíveis comercialmente. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), através da Portaria 108/94, instituiu uma lista de filtros solares que foram aprovados para utilização humana, além dos aceleradores e simuladores de bronzeamento. Benzofenona 3, salicilato de octila, dióxido de titânio e óxido de zinco estão entre os filtros solares passíveis de utilização (WÜNSCH, 2001). Apesar da existência de um número razoável de produtos com a função de proteção solar, muitos deles apresentam alguns efeitos adversos quando utilizados em altas concentrações e/ou durante um período prolongado (SCHNEIDER e BEBER, 2001). Os principais efeitos adversos observados envolvem reações de irritação e sensibilização na pele do usuário. O custo elevado dos produtos também é um fator a ser ressaltado, principalmente nos países em que a população de baixa renda constitui a grande maioria. Assim sendo, o desenvolvimento de novos produtos com potencial fotoprotetor adequado, efeitos adversos mínimos e com custo inferior àqueles que já estão no mercado, tem se tornado muito importante, estimulando continuamente os pesquisadores da área cosmética. No caso dos protetores solares, a associação dos filtros químicos usuais aos ativos vegetais acarreta uma série de vantagens frente aos produtos já existentes no mercado. A maior biocompatibilidade cutânea, a intensificação da atividade fotoprotetora, a possibilidade de redução da quantidade de filtro químico a ser utilizado, com consequente diminuição dos efeitos adversos e o menor custo do produto tornam essa alternativa extremamente relevante e promissora; portanto um bom investimento para pesquisa na área cosmética. Associado aos estudos prévios, iniciais, que objetivam a obtenção de dados preliminares a respeito da possibilidade de desenvolvimento de protetores solares contendo filtros químicos associados a ativos vegetais, é importante a pesquisa em torno do controle de qualidade destes produtos, de forma a garantir a adequabilidade das formulações desenvolvidas, corroborando, assim, com a afirmação de que o desenvolvimento vai desde a proposta da formulação até o controle de qualidade, determinando o prazo de validade. O organismo humano está constantemente sujeito às agressões do meio ambiente, as quais podem causar sérias conseqüências. Como uma primeira linha de defesa para tais agressões, a pele, muito bem estruturada, porém de maneira nenhuma intransponível, possui um papel de grande relevância, intervindo em funções metabólicas importantes, além de exercer uma defesa contra o excessivo calor, o que lhe confere a denominação curiosa de pedra angular contra o calor (PEYREFITTE et al.,1998). As radiações solares são extremamente prejudiciais à pele, podendo alterar significativamente a sua estrutura e função. Os diversos efeitos maléficos ocasionados pela excessiva exposição

2 da pele ao sol incluem os efeitos imediatos, tais como eritema, ressecação e queimaduras graves, chegando aos efeitos cumulativos, entre eles as rugas, manchas e até mesmo o melanoma, o mais temido dos tipos de câncer de pele até hoje estudados. Esses efeitos cumulativos podem ser observados ao longo de meses ou anos (GARCIA, 2001). O envelhecimento cutâneo, processo natural no ser humano, é acelerado nos indivíduos que se expõem de maneira acentuada às radiações solares, efeito denominado de fotoenvelhecimento. As suas consequências incluem a rápida perda de elasticidade da pele, com o surgimento concomitante das rugas e depressões, tão traumatizantes para os indivíduos que primam pela beleza (VIGLIOGLIA e RUBIN, 1997). Embora sejam inúmeros os problemas causados pelas radiações solares, alguns efeitos benéficos não podem deixar de ser mencionados, tendo destaque o estímulo à síntese da vitamina D, que, por sua vez, contribui para a formação dos ossos, evitando, assim, o raquitismo (GARCIA, 2001). Algumas consequências do desenvolvimento podem acarretar prejuízo ao homem e à sua vida. Um exemplo que pode ser citado são as doenças de pele ocasionadas pelas radiações solares, que vêm crescendo nas últimas décadas, principalmente devido ao aumento do buraco na camada de ozônio. Esta destruição, causada pela própria população, tão indiferente no que tange à preservação da natureza, gera maior quantidade de radiações ultravioleta-a (UVA) e ultravioleta-b (UVB) que atingem a terra, aumentando o risco de doenças para os seres humanos (VIGLIOGLIA e RUBIN, 1997). Levando em conta a gravidade das conseqüências da exposição excessiva ao sol, é de grande importância a prevenção para tais problemas. A população foi muito beneficiada com a descoberta das substâncias fotoprotetoras (filtros solares), componentes ativos dos protetores solares, produtos muito consumidos nos últimos tempos. Os filtros solares podem ser classificados, de acordo com sua natureza e mecanismo de ação, em filtros químicos (orgânicos) ou filtros físicos (inorgânicos) (SCHNEIDER e BEBER, 2001). Os filtros químicos são substâncias constituídas, geralmente, por um anel aromático conjugado a um grupo do tipo carbonila, em sua molécula. Esses e outros grupos cromóforos são os responsáveis pela absorção da radiação incidente. Os filtros químicos compreendem a maioria dos filtros solares disponíveis no mercado, sendo destaque o salicilato de 2-etil-hexila, o metoxicinamato de 2 - etil-hexila, as benzofenonas, a avobenzona e o octocrileno (SCHNEIDER e BEBER, 2001). Alguns filtros de última geração, que protegem nas faixas do ultravioleta A e do B, tem sido lançados pela indústria de matérias primas cosméticas a custo elevado, mas bastante eficazes. A associação, com ativos vegetais pode baratear o produto final. Os filtros físicos são substâncias opacas contendo o material em partículas, capazes de refletir e dispersar energia luminosa, não ocorrendo reação química. Esses filtros são as únicas substâncias que podem bloquear completamente raios UVA e raios UVB, além de luz infravermelha visível. Dentre os mais utilizados, podem ser citados o dióxido de titânio e o óxido de zinco, ambos na forma micronizada (SCHNEIDER e BEBER, 2001). Muitos extratos e óleos vegetais têm sido estudados devido as suas propriedades fotoprotetoras, bem como a sua biocompatibilidade cutânea. A proteção contra as radiações UV ocorre em função dos altos teores de substâncias químicas capazes de absorvê-las, substâncias essas oriundas, geralmente, do metabolismo secundário dos vegetais (flavonóides, antraquinonas, taninos e compostos fenólicos em geral). A utilização dessas substâncias naturais como filtros solares é uma alternativa extremamente promissora, uma vez que, comprovada sua eficácia, podem ser associadas a outros tipos de filtros, intensificando, desse modo, a proteção final do produto. É importante destacar que os ativos vegetais não podem ser utilizados em preparações fotoprotetoras de forma isolada, já que não possuem uma eficácia suficiente para proporcionar adequada proteção. No entanto, quando associados a filtros sintéticos, eles podem aumentar a proteção solar, resultando em uma maior segurança ao consumidor (SCHNEIDER e BEBER, 2001). BEBER e colaboradores (2000) avaliaram a eficácia protetora de alguns extratos glicólicos vegetais, tais como extratos de alecrim, arnica, camomila, centela, hamamelis e própolis. Foram preparadas soluções a 0,2% (v/v) de cada extrato, utilizando etanol como solvente,

3 sendo obtidos espectros de absorção por espectrofotometria na região do ultravioleta, na faixa de comprimento de onda de 200 a 400 nm. A eficácia de um protetor solar não depende apenas dos tipos e quantidades de filtros utilizados, mas também da formulação e do uso de agentes que atuam de forma a melhorar o desempenho do produto (AZZELINI e CAMILLO, 1995). Para atender as exigências do mercado, os protetores solares devem ser preparados objetivando a obtenção de características adequadas, como o aspecto agradável ao usuário, a eficácia, a segurança de uso e a estabilidade final da formulação. Isto parece ser fácil diante da grande disponibilidade de matérias primas para a composição da formulação; entretanto, a arte de misturar os componentes de maneira adequada é um segredo no qual a experiência e o conhecimento científico são fundamentais. No presente trabalho, serão testadas as atividades fotoprotetoras dos extratos glicólicos de Casearia sylvestris e Byrsonimia intermédia, além de óleo de café verde, óleo de coco e manteiga de karité, por conterem substâncias passíveis de serem usadas como fotoprotetoras ou, ao menos, promotoras de efeito sinérgico do FPS de filtros químicos. 2. Metodologia Foram feitos testes de espalhabilidade, ph, e determinação do fator de proteção solar (FPS), sendo cada teste feito em triplicata e em condições de calor (estufa a 40 C) e luz. Para este último, fez-se uso do equipamento Optometrics SPF-290S. De acordo com as instruções do fabricante, utilizou-se 110 mg de formulação aplicados sobre fita Transpore para se obter um filme da amostra de 2µL/cm2. Em seguida, a amostra será exposta à lâmpada de Xenônio, em uma faixa de comprimento de onda de 290 a 400 nm, possibilitando a determinação do fator de proteção solar pelo software (Kale et al., 2010; Durasaimy et al., 2011). As leituras foram feitas em triplicata. Para o teste de ph, fez-se uma dispersão aquosa a 10% (p/p) e utilizou-se o peagômetro digital, que tem como princípio avaliar a diferença de potencial entre dois eletrodos. O procedimento se baseia em inserir o eletrodo na dispersão aquosa acima citada para que a medida seja feita (Isaac, 2008). Para o teste de espalhabilidade, foram medidos os diâmetros formado pela amostra quando, entre duas placas de vidro, são aplicados pesos de 250,500,750 e 1000g (Isaac,2008). O óleo de coco e manteiga de karité foram inseridas em uma emulsão que já continha fator de proteção solar, com o objetivo de verificar se, com a adição dessas matérias primas, há sinergismo entre as substâncias protetoras que formulação já contém. Foram analisadas 3 formulações: INCI NAME % m/m % m/m % m/m HELIANTHUS ANNUUS (SUNFLOWER) SEED OIL, POLYACRYLIC 3,00 3,00 3,00 ACID, XYLITYL SESQUICAPRYLATE, GLYCERYL STEARATE, EUPHORBIA CERIFERA WAX, SODIUM HYDROXIDE DIISOPROPYL ADIPATE 1,00 1,00 1,00 ETHYL HEXYL STEARATE 1,00 1,00 1,00 BIS-ETHYLHEXYLOXYPHENOL METHOXYPHENYL TRIAZINE 4,00 4,00 4,00 AQUA (AND) BIS-ETHYLHEXYLOXYPHENOL METHOXYPHENYL 4,00 4,00 4,00 TRIAZINE (AND) POLYMETHYLMETHACRYLATE ETHYLHEXYL METHOXYCINNAMATE 6,00 6,00 6,00 COCOS NUCIFERA (COCONUT) OIL 0,50 1,00 1,50

4 SHEA BUTTER 0,50 1,00 1,50 BHT 0,05 0,05 0,05 GLYCERIN 3,00 3,00 3,00 METHYLPARABEN/PROPYLPARABEN 0,20 0,20 0,20 DISODIUM EDTA 0,10 0,10 0,10 AQUA q.s.p. 100,00 100,00 100,00 3. Resultados Os resultados obtidos serão apresentados a seguir:

5 ESTUFA DIA AMOSTRA Valor Observado 1 6,73 6,75 6, ,6 6,7 6,64 3 6,66 6,83 6, ,72 6,78 6,7 2 6,64 6,66 6,65 3 6,73 6,72 6,7 1 6,6 6,66 6,76 2 6,72 6,63 6,63 3 6,83 6,75 6,66 1 6,75 6,63 6,59 2 6,63 6,64 6,6 3 6,76 6,79 6,72 1 6,75 6,63 6,59 2 6,63 6,64 6,6 3 6,76 6,79 6,72 1 6,7 6,68 6,78 2 6,66 6,65 6,71 3 6,71 6,8 6,77 1 6,6 6,63 6,54 2 6,59 6,64 6,62 3 6,66 6,66 6,76 1 6,7 6,58 6,73 2 6,63 6,8 6,58 3 6,7 6,79 6,68 1 6,7 6,75 6,83 2 6,85 6,93 6,79 3 6,8 6,87 6,81 1 6,66 6,72 6,72 2 6,63 6,65 6,6 3 6,64 6,59 6,69 1 6,74 6,77 6,79 2 6,68 6,72 6,77 3 6,75 6,72 6,7 1 6,77 6,74 6,78 2 6,65 6,66 6,7 3 6,8 6,79 6,75 TABELA 1 ph estufa ESTUFA Desvio Dia Amostra Média Padrão Variância Estufa 1 6,7600 0,0361 0, Estufa 2 6,6467 0,0503 0,0025 Estufa 3 6,7267 0,0907 0, Estufa 1 6,7333 0,0416 0,0017 Estufa 2 6,6500 0,0100 0,0001 Estufa 3 6,7167 0,0153 0,0002 Estufa 1 6,6733 0,0808 0,0065 Estufa 2 6,6600 0,0520 0,0027 Estufa 3 6,7467 0,0850 0,0072 Estufa 1 6,6567 0,0833 0,0069 Estufa 2 6,6233 0,0208 0,0004 Estufa 3 6,7567 0,0351 0,0012 Estufa 1 6,6567 0,0833 0,0069 Estufa 2 6,6233 0,0208 0,0004 Estufa 3 6,7567 0,0351 0,0012 Estufa 1 6,7200 0,0529 0,0028 Estufa 2 6, ,0321 0,0010 Estufa 3 6,7600 0,0458 0,0021 Estufa 1 6,5900 0,0458 0,0021 Estufa 2 6, ,0252 0,0006 Estufa 3 6,6933 0,0577 0,0033 Estufa 1 6,6700 0,0794 0,0063 Estufa 2 6,67 0,1153 0,0133 Estufa 3 6,7233 0,0586 0,0034 Estufa 1 6,7600 0,0656 0,0043 Estufa 2 6, ,0702 0,0049 Estufa 3 6,8267 0,0379 0,0014 Estufa 1 6,7000 0,0346 0,0012 Estufa 2 6, ,0252 0,0006 Estufa 3 6,6400 0,0500 0,0025 Estufa 1 6,7667 0,0252 0,0006 Estufa 2 6, ,0451 0,0020 Estufa 3 6,7233 0,0252 0,0006 Estufa 1 6,7633 0,0208 0,0004 Estufa 2 6,67 0,0265 0,0007 Estufa 3 6,7800 0,0265 0,0007

6 TABELA 2- ph luz

7 TABELA 3

8 TABELA 4

9 TABELA 5 TABELA 6

10 TABELA 7 TABELA 8 Considerando o valor do FPS da base (sem óleo de coco e manteiga de Karite):

11 TABELA 9 4. Discussão Percebe-se, através da tabela 1 e 2, que o ph da emulsão se encontra na faixa permitida para uso cutâneo, pois se aproxima do ph neutro. Quanto ao valor do FPS, de acordo com as medidas de FPS sem as substâncias em análise, no caso, o óleo de coco e a manteiga de Karité, obteve-se um valor de FPS maior do que os valores apresentados pelas amostras com a presença das duas substâncias. Sendo assim, pode-se concluir que a presença de óleo de coco e manteiga de karité, nessa emulsão composta por filtros solares, não possui sinergismo com os mesmos, consequentemente, o valor do FPS não é maior do que o encontrado na base. 5. Referências bibliográficas ALMEIDA,S.P;PROENÇA,C.E.B.;SANO,S.M.;RIBEIRO,J.F.CERRADO: Espécies Vegetais úteis.planaltina: Embrapa, 1998, p AZZELINI,S. C. Agentes Potencializantes de Fotoprotetores. Cosmetics e Toiletries, Galena Química e Farmacêutica Ltda. Campinas, SP, Jul/Ago DURAISAMY, A.; NARAYANASWAMY, N.; SEBASTIAN, A.; BALAKRISHNAN, K.P. Sun protection and anti-inflammatory activities of some medicinal plants. International Journal of Research in Cosmetic Science, v.1, n.1, p , DESMARCHELIER, C.; COUSSIO, J.; CICCIA, G. Antioxidant and free radical scavenging effects in extracts of the medicinal herb Achyrocline satureoides DC. Revista Brasileira de Pesquisas Médicas e Biológicas, Cátedra de Microbiologia Industrial y Biotecnologia, Facultad de Farmacia y Bioquímica, Universidad de Buenos Aires, Argentina; setembro 1998, p GALLAGHER, K. F. Autobronzeamento com Extrato de Nogueira. Cosmetics e Toiletries, Estados Unidos Jan/Fev GARCIA,C.R. O Farmacêutico e a Proteção Solar.Infarma,V. 13, n 11/12: KALE, S.; GHOGE, P.; ANSARI, A.; WAJE, A.; SONAWANE, A. Formulation and in-vitro determination of sun protection factor of Nigella sativa Linn. seed oil sunscreen cream. International Journal of PharmTech Research, v.2, n.4, p , MENDONÇA, V.L.M. et al. Avaliação da Potencialidade de A. brasiliensis em associação à Bixa orellana como filtro solar, através da determinação do fator de proteção solar. In: Anais do 14 Congresso Nacional de Cosmetologia, p São Paulo: ABC. Julho PEYREFITTE, G., MARTINI, Marie Claude, CHIVOT, M. Cosmetologia. Biologia Geral e Biologia da Pele, 1 ed. Editora Andrey: São Paoulo, SP: SCHENEIDER,N.S.; BEBER,T.C. Substâncias Naturais: Uma Alternativa aos Filtros Sintéticos. Fármacos e Medicamentos, TESKE, M., TRENTINI, A. M.M. Compêndio de Fitoterapia, 3 ed. Curitiba; Herbarium: WUNSCH, T. Efeitos Sinérgicos com Filtros UV de Alto Desempenho. Cosmetics E Toiletries, BASF AG, Ludwigshafen, Alemanha, jan/fev VIGLIOGLIA, P. A., RUBIN, J. Cosmiatria III, 1 ed. Buenos Aires: A. P. Americana de publicaciones: 1997.

18/10/2017 FORMULAÇÕES FOTOPROTETORAS EFEITOS DA RADIAÇÃO SOLAR ESPECTRO DA RADIAÇÃO SOLAR. Efeitos prejudiciais.

18/10/2017 FORMULAÇÕES FOTOPROTETORAS EFEITOS DA RADIAÇÃO SOLAR ESPECTRO DA RADIAÇÃO SOLAR. Efeitos prejudiciais. CURSO DE ESTÉTICA E COSMÉTICA DISICPLINA DE COSMETOLOGIA FORMULAÇÕES FOTOPROTETORAS Protetor Solar: qualquer preparação cosmética destinada a entrar em contato com a pele e lábios, com a PROTETOR SOLAR

Leia mais

Projeto Filtros Solares Inovadores

Projeto Filtros Solares Inovadores Dermocosmetologia Avançada Projeto Filtros Solares Inovadores Com e Sem Conservantes BASF Beauty Care Solutions, França. Atualização Mensal em Dermocosmética índice 02 Proposta e Objetivo 02 02 Porque

Leia mais

PROTEÇÃO SOLAR UVA/UVB AÇÃO ANTIOXIDANTE COM VITAMINAS A, B, E CREME GEL HIDRATANTE

PROTEÇÃO SOLAR UVA/UVB AÇÃO ANTIOXIDANTE COM VITAMINAS A, B, E CREME GEL HIDRATANTE FILTRUM VIT FPS 50 PROTEÇÃO SOLAR UVA/UVB AÇÃO ANTIOXIDANTE COM VITAMINAS A, B, E CREME GEL HIDRATANTE FACE 1 FILTRUM VIT FPS 50 PROTEÇÃO SOLAR UVA/UVB AÇÃO ANTIOXIDANTE COM VITAMINAS A, B, E CREME GEL

Leia mais

GRANLUX GAI 45 DISPERSÃO DE DIÓXIDO DE TITÂNIO RUTILO EM SILICONE E ÉSTERES A 45%.

GRANLUX GAI 45 DISPERSÃO DE DIÓXIDO DE TITÂNIO RUTILO EM SILICONE E ÉSTERES A 45%. GRANLUX GAI 45 DISPERSÃO DE DIÓXIDO DE TITÂNIO RUTILO EM SILICONE E ÉSTERES A 45%. FILTROS DE RAIOS ULTRAVIOLETA As civilizações antigas davam ao sol uma conotação de divindade, além da sua importância

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS N o UNIFORMES E EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA NO TRABALHO PROTETOR SOLAR

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS N o UNIFORMES E EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA NO TRABALHO PROTETOR SOLAR 1. OBJETIVO Estabelecer as características mínimas para o fornecimento de protetor solar com FPS 30 para uso dos empregados que trabalham em condições de exposição solar. 2. DEFINIÇÃO O Ministério da Saúde

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS N o UNIFORMES E EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA NO TRABALHO PROTETOR SOLAR COM REPELENTE

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS N o UNIFORMES E EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA NO TRABALHO PROTETOR SOLAR COM REPELENTE 1. OBJETIVO Estabelecer as características mínimas para o fornecimento de protetor solar com FPS 30 com repelente de insetos para uso dos empregados que trabalham em condições de exposição solar e maior

Leia mais

Academia de Produtos Linha Solar

Academia de Produtos Linha Solar Academia de Produtos Linha Solar Data:21/01 Horário: 20:30 hrs (Horário de Recife) Link: http://bit.ly/1v4wj6v Treinamento Online sobre a Linha Solar MK com dicas de vendas. FPS é a sigla de Fator de

Leia mais

Como Escolher Um Bom PROTETOR SOLAR

Como Escolher Um Bom PROTETOR SOLAR 2012 Como Escolher Um Bom PROTETOR SOLAR Maria Nagayama ComoClarearAPele.com Os protetores solares são essenciais para o sucesso de qualquer regime de clareamento da pele. O clareamento da pele será revertido

Leia mais

UVA/UVB AÇÃO ANTIOXIDANTE COM VITAMINAS A, B, E CREME GEL HIDRATANTE PROPOSTA DE ROTULAGEM - APRESENTAÇÃO Nº 1 [120 g]

UVA/UVB AÇÃO ANTIOXIDANTE COM VITAMINAS A, B, E CREME GEL HIDRATANTE PROPOSTA DE ROTULAGEM - APRESENTAÇÃO Nº 1 [120 g] FILTRUM VIT FPS 50 PROTEÇÃO SOLAR UVA/UVB AÇÃO ANTIOXIDANTE COM VITAMINAS A, B, E CREME GEL HIDRATANTE PROPOSTA DE ROTULAGEM - APRESENTAÇÃO Nº 1 [120 g] EMBALAGEM SECUNDÁRIA: CARTUCHO DE CARTOLINA FACE

Leia mais

PESQUISA E DESENVOLVIMENTO DE NOVOS FILTROS SOLARES E PRODUTOS EM FOTOPROTEÇÃO

PESQUISA E DESENVOLVIMENTO DE NOVOS FILTROS SOLARES E PRODUTOS EM FOTOPROTEÇÃO PESQUISA E DESENVOLVIMENTO DE NOVOS FILTROS SOLARES E PRODUTOS EM FOTOPROTEÇÃO Resumo Thaygra Severo Bernardes 1 Dione Silva Corrêa 2 O filtro solar é um produto imprescindível ao ser humano para proteção

Leia mais

BLOQUEADOR SOLAR - FPS 30 - COM REPELENTE

BLOQUEADOR SOLAR - FPS 30 - COM REPELENTE BLOQUEADOR SOLAR - FPS 30 - COM REPELENTE BLOQUEADOR SOLAR - FPS 30 - COM REPELENTE CELG Distribuição S/A SESMT- Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho 1 de 6 ÍNDICE

Leia mais

LOÇÃO FLUIDA HIDRATANTE COR DE BASE FACE 1 FILTRUM COLOR FPS 50 PROTEÇÃO SOLAR UVA/UVB. COR DE BASE LOÇÃO FLUIDA HIDRATANTE 60 ml Proteção do DNA

LOÇÃO FLUIDA HIDRATANTE COR DE BASE FACE 1 FILTRUM COLOR FPS 50 PROTEÇÃO SOLAR UVA/UVB. COR DE BASE LOÇÃO FLUIDA HIDRATANTE 60 ml Proteção do DNA FILTRUM COLOR FPS 50 PROTEÇÃO SOLAR UVA/UVB LOÇÃO FLUIDA HIDRATANTE COR DE BASE FACE 1 FILTRUM COLOR FPS 50 PROTEÇÃO SOLAR UVA/UVB COR DE BASE LOÇÃO FLUIDA HIDRATANTE 60 ml Proteção do DNA 1 Testado Dermatologicamente

Leia mais

ECOFFEA DESCRIÇÃO. Extrato glicerinado de torta de café verde (Coffea arabica) orgânico. INCI NAME CAS EINECS (I)/ELINCS (L)

ECOFFEA DESCRIÇÃO. Extrato glicerinado de torta de café verde (Coffea arabica) orgânico. INCI NAME CAS EINECS (I)/ELINCS (L) 1 ECOFFEA DESCRIÇÃO Extrato glicerinado de torta de café verde (Coffea arabica) orgânico. INCI NAME CAS EINECS (I)/ELINCS (L) Water (EU: Aqua, JPN: Onsen-Sui) 7732-18-5 231-791-2 (I) Coffea Arabica (Coffee)

Leia mais

ZANO 10 PLUS Óxido de Zinco NANOPARTICULADO

ZANO 10 PLUS Óxido de Zinco NANOPARTICULADO ZANO 10 PLUS Óxido de Zinco NANOPARTICULADO Ativo para formulações fotoprotetoras inorgânicas (FILTRO 100% FÍSICO) Excelente fotoproteção contra raios UVA/UVB Fotoprotetor seguro para GESTANTES, CRIANÇAS

Leia mais

FILTRUM FPS 30 PROTEÇÃO SOLAR UVA/UVB PELE OLEOSA ULTRA SECO CREME GEL HIDRATANTE FACE 1

FILTRUM FPS 30 PROTEÇÃO SOLAR UVA/UVB PELE OLEOSA ULTRA SECO CREME GEL HIDRATANTE FACE 1 FILTRUM FPS 30 PROTEÇÃO SOLAR UVA/UVB PELE OLEOSA ULTRA SECO CREME GEL HIDRATANTE FACE 1 FILTRUM FPS 30 ULTRA SECO PROTEÇÃO SOLAR UVA/UVB PELE OLEOSA CREME GEL HIDRATANTE 60 g Proteção do DNA Testado Dermatologicamente

Leia mais

DragoRepel X. Repelente natural de insetos.

DragoRepel X. Repelente natural de insetos. DragoRepel X Repelente natural de insetos. SPRAYS REPELENTES Opções eficazes e seguras contra insetos Os mosquitos podem transmitir uma série de doenças, como a malária e a dengue (Aedes aegypti), que

Leia mais

Tratamentos para Manchas

Tratamentos para Manchas Tratamentos para Manchas Como surgem as manchas (Melasmas) O melasma é causado por vários fatores, com destaque para características genéticas, alterações hormonais, tais como gravidez, uso de anticoncepcionais,

Leia mais

FOTOPROTEÇÃO NA PRÁTICA CLÍNICA

FOTOPROTEÇÃO NA PRÁTICA CLÍNICA FOTOPROTEÇÃO NA PRÁTICA CLÍNICA Natalia Cusano D Arrigo Carla Helfenstein Zanardo Marcus Vinicius Slawski Peres Maria Alice Gabay Peixoto UNITERMOS PROTETORES SOLARES/uso terapêutico; PROTETORES SOLARES/classificação;

Leia mais

O USO RACIONAL DE COSMÉTICOS E O SEU DESCARTE CONSCIENTE E APELO DO USO POR PRODUTOS DE ORIGENS ORGÂNICA E NATURAL

O USO RACIONAL DE COSMÉTICOS E O SEU DESCARTE CONSCIENTE E APELO DO USO POR PRODUTOS DE ORIGENS ORGÂNICA E NATURAL O USO RACIONAL DE COSMÉTICOS E O SEU DESCARTE CONSCIENTE E APELO DO USO POR PRODUTOS DE ORIGENS ORGÂNICA E NATURAL THE RATIONAL USE OF COSMETICS AND ITS DISPOSAL AND AWARE OF APPEAL FOR USE PRODUCTS ORGANIC

Leia mais

ÚV DEFENSE L BEL. Protetor solar FPS 50

ÚV DEFENSE L BEL. Protetor solar FPS 50 ÚV DEFENSE L BEL Protetor solar FPS 50 DEFINIÇÃO O filtro solar ou protetor solar é uma loção, spray ou produto tópico Ajuda a proteger a pele da radiação ultravioleta do sol, o que reduz as queimaduras

Leia mais

Hyanify (Lipotec/Espanha)

Hyanify (Lipotec/Espanha) Hyanify (Lipotec/Espanha) Hyanify (Lipotec/Espanha) Ácido Hialurônico extra para a pele! INCI Name: Water, Propanediol, Disodium Phosphate, Xanthan Gum, Saccharide Isomerate (INCI proposed), Sodium Phosphat,

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO MERCOSUL SOBRE PROTETORES SOLARES EM COSMÉTICOS (REVOGAÇÃO DA RES. GMC N 26/02)

REGULAMENTO TÉCNICO MERCOSUL SOBRE PROTETORES SOLARES EM COSMÉTICOS (REVOGAÇÃO DA RES. GMC N 26/02) MERCOSUL /XXXIV SGT Nº 11/P. RES. /10 REGULAMENTO TÉCNICO MERCOSUL SOBRE PROTETORES SOLARES EM COSMÉTICOS (REVOGAÇÃO DA RES. GMC N 26/02) TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto

Leia mais

FOTOPROTETORES VERDES, UMA NOVA MANEIRA DE PROTEGER SUA PELE E O MEIO AMBIENTE.

FOTOPROTETORES VERDES, UMA NOVA MANEIRA DE PROTEGER SUA PELE E O MEIO AMBIENTE. FOTOPROTETORES VERDES, UMA NOVA MANEIRA DE PROTEGER SUA PELE E O MEIO AMBIENTE. HANZEL, Bianca Emanuela 1 ; BORGES, Patrícia Centeno¹; PAIM, Clésio Soldateli². Palavras-Chave: Fotoprotetores. Filtros naturais.

Leia mais

Unidade Estrela Musa. Diretora Vanessa Pilecco

Unidade Estrela Musa. Diretora Vanessa Pilecco Unidade Estrela Musa Diretora Vanessa Pilecco Bem Vindas! Promoções Promoções Promoções para Inícios Promoções para Inícios Produtos e tratamento completo para manchas Treinamento Como surgem as manchas

Leia mais

VITALGREEN FOTOPROTETOR FPS 30

VITALGREEN FOTOPROTETOR FPS 30 VITALGREEN FOTOPROTETOR FPS 30 Cetearyl Olivate/ Sorbitan Olivate/ Dimeticone/ Butyrospermum parkii (Shea Butter)/ Bis-Ethylhexyloxyphenol Methoxyphenyl Triazine/ Diethylamino Hydroxybenzoxyl Hexyl Benzoate/

Leia mais

APLICAÇÃO DA FOTOCATÁLISE HETEROGÊNEA NO TRATAMENTO DE AFLATOXINA PROVENIENTE DE RESÍDUOS DE LABORATÓRIOS

APLICAÇÃO DA FOTOCATÁLISE HETEROGÊNEA NO TRATAMENTO DE AFLATOXINA PROVENIENTE DE RESÍDUOS DE LABORATÓRIOS APLICAÇÃO DA FOTOCATÁLISE HETEROGÊNEA NO TRATAMENTO DE AFLATOXINA PROVENIENTE DE RESÍDUOS DE LABORATÓRIOS Alessandra dos Santos SILVA 1, Libânia da Silva RIBEIRO, Claúdio Luis de Araújo NETO, Flaviano

Leia mais

P&D Fotoproteção e Filtros Solares Diploma em fotoprotetores de alta perforamance

P&D Fotoproteção e Filtros Solares Diploma em fotoprotetores de alta perforamance CURSO ONLINE P&D Fotoproteção e Filtros Solares Diploma em fotoprotetores de alta perforamance Ênfase de desenvolvimento e inovação em ciências cosméticas. No IPUPO você encontra uma unidade de seletos

Leia mais

Benefícios Fator de proteção solar 30; Textura leve; Não tem óleo; Pode ser usado no corpo e no rosto; Tem rápida absorção; Deixa a pele com sensação

Benefícios Fator de proteção solar 30; Textura leve; Não tem óleo; Pode ser usado no corpo e no rosto; Tem rápida absorção; Deixa a pele com sensação Benefícios Fator de proteção solar 30; Textura leve; Não tem óleo; Pode ser usado no corpo e no rosto; Tem rápida absorção; Deixa a pele com sensação de maciez e hidratação; Resistente a água e ao suor,

Leia mais

Vitamina C pura enzimática extraída de fontes orientais

Vitamina C pura enzimática extraída de fontes orientais Vitamina C pura enzimática extraída de fontes orientais HO CH 2 OH O OH OH HO H OH H INCI Name: 2-O-alpha-D-glucopyranosyl-L-ascorbic acid O O OH O COMO OCORRE O PROCESSO DE OXIDAÇÃO DE ÁCIDO ASCÓRBICO?

Leia mais

LPD S MASLINIC ACID. A pele renova e aumenta sua espessura, a face é redefinida e manchas desaparecem.

LPD S MASLINIC ACID. A pele renova e aumenta sua espessura, a face é redefinida e manchas desaparecem. LPD S MASLINIC ACID Ácido Maslínico nanoencapsulado em sistema LPD s O Ácido Maslínico é uma substância obtida através do resíduo da moagem de azeitonas. Classificado como um triterpeno pentacíclico, o

Leia mais

LPD S LIGHTENING. Ascorbil fosfato de sódio nanoencapsulado em sistema LPD s

LPD S LIGHTENING. Ascorbil fosfato de sódio nanoencapsulado em sistema LPD s LPD S LIGHTENING Ascorbil fosfato de sódio nanoencapsulado em sistema LPD s A aplicação tópica de substâncias, como a vitamina C, são fontes de fornecimento de antioxidantes para os tecidos, especialmente

Leia mais

FOTOPROTETORES E MATÉRIAS-PRIMAS DE USO TÓPICO

FOTOPROTETORES E MATÉRIAS-PRIMAS DE USO TÓPICO Tecnologia Farmacêutica e de Cosméticos FOTOPROTETORES E MATÉRIAS-PRIMAS DE USO TÓPICO INTRODUÇÃO Definição: FOTOPROTETORES são substâncias que aplicadas sobre a pele, protegem a mesma a curto prazo dos

Leia mais

MELSCREEN COFFEE EL DEO

MELSCREEN COFFEE EL DEO MELSCREEN COFFEE EL DEO DESCRIÇÃO Óleo desodorizado, extraído de grãos verdes de café (Coffea arabica) através de prensagem a frio. INCI Name: Coffea Arabica (Coffee) Seed Oil. INTRODUÇÃO À medida em que

Leia mais

LITERATURA PHYTOCELLTEC - SOLAR VITIS PROTEÇÃO UV ATRAVÉS DE CÉLULAS TRONCO

LITERATURA PHYTOCELLTEC - SOLAR VITIS PROTEÇÃO UV ATRAVÉS DE CÉLULAS TRONCO PHYTOCELLTEC - SOLAR VITIS PROTEÇÃO UV ATRAVÉS DE CÉLULAS TRONCO INCI name: Vitis vinifera (Grape) Fruit Cell Extract (and) Isomalt (and) Lecithin (and) Sodium Benzoate (and) Aqua / Water. PhytoCellTec

Leia mais

Curso de Dermocosmética

Curso de Dermocosmética Curso de Dermocosmética Módulo 3 - Fotoproteção Formador: Pedro Miranda Pedro.jmiranda@netcabo.pt Curso de Dermocosmética Módulo 3 - Fotoproteção 1ª Sessão Formador: Pedro Miranda Índice: 1. Introdução:...

Leia mais

TÍTULO: FOTOPROTEÇÃO SOLAR : O CONHECIMENTO DE ACADÊMICOS DO CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA DE UMA UNIVERSIDADE DO INTERIOR PAULISTA

TÍTULO: FOTOPROTEÇÃO SOLAR : O CONHECIMENTO DE ACADÊMICOS DO CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA DE UMA UNIVERSIDADE DO INTERIOR PAULISTA TÍTULO: FOTOPROTEÇÃO SOLAR : O CONHECIMENTO DE ACADÊMICOS DO CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA DE UMA UNIVERSIDADE DO INTERIOR PAULISTA CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FARMÁCIA

Leia mais

Criação da Ativos Dermatológicos. Estando disponível na Web, entendemos ser importante a divulgação!

Criação da Ativos Dermatológicos. Estando disponível na Web, entendemos ser importante a divulgação! Criação da Ativos Dermatológicos. Estando disponível na Web, entendemos ser importante a divulgação! Academia Snooker Clube Sorocaba - SP Paulo Dirceu Dias www.snookerclube.com.br paulodias@pdias.com.br

Leia mais

Inaugurando Dezembro

Inaugurando Dezembro Inaugurando Dezembro Realize um Pedido Mínimo de 600 pts A cada 600 pontos nos quatro primeiros meses de consultora, o mês de cadastro + três, poderá adquirir os demais Kits de Sessão, não

Leia mais

Saiba mais. Saiba mais

Saiba mais. Saiba mais 2ª Fase - Calor e temperatura Ampliando o horizonte Vejamos nesta seção algumas referências para aprofundamento dos estudos. Livros para aprofundamento em Física: SAMPAIO, José Luiz; CALÇADA, Caio Sérgio.

Leia mais

Linha Botanical Effects. Diretora. Patrícia Lacerda

Linha Botanical Effects. Diretora. Patrícia Lacerda Linha Botanical Effects Diretora Patrícia Lacerda Radicais Livres São moléculas liberadas pelo metabolismo do corpo que podem causar doenças degenerativas de envelhecimento e morte celular. São produzidos

Leia mais

Sobre a certificação dos produtos com FPS da Mary Kay:

Sobre a certificação dos produtos com FPS da Mary Kay: VERÃO Sobre a certificação dos produtos com FPS da Mary Kay: Ao abrir o site da Fundação Internacional do Câncer de Pele (skincancer): http://www.skincancer.org/products faça uma pesquisa por "sunscreen

Leia mais

FACE 1 FILTRUM HIDRAT FPS 30. versão 5 1

FACE 1 FILTRUM HIDRAT FPS 30. versão 5 1 FILTRUM HIDRAT FPS 30 PROTEÇÃO SOLAR UVA/UVB HIDRATAÇÃO INTENSA COM ÁCIDO HIALURÔNICO CREME HIDRATANTE PROPOSTA DE ROTULAGEM APRESENTAÇÃO Nº 1 [60 g] ORIGINAL EMBALAGEM SECUNDÁRIA: CARTUCHO DE CARTOLINA

Leia mais

Antes de falar sobre protetor solar vamos falar um pouco sobre a Radiação Solar.

Antes de falar sobre protetor solar vamos falar um pouco sobre a Radiação Solar. Proteção Solar PERFECT*SUN Antes de falar sobre protetor solar vamos falar um pouco sobre a Radiação Solar. A Radiação Solar é composta por diversos raios, com diferentes comprimentos de onda, conforme

Leia mais

BIOMIMETIC LRF COMPLEX

BIOMIMETIC LRF COMPLEX BIOMIMETIC LRF COMPLEX DESCRIÇÃO Manteiga natural extraída por prensagem a frio, de amêndoas de palmeiras do gênero Astrocaryum sp. INCI NAME CAS N EINECS (I)/ELINCS (L) Astrocaryum Murumuru Seed Butter

Leia mais

ATUALIZAÇÃO RES./GMC Nº 25/95 ``LISTA DE FILTROS ULTRAVIOLETAS PERMITIDOS PARA PRODUTOS DE HIGIENE PESSOAL, COSMÉTICOS E PERFUMES``

ATUALIZAÇÃO RES./GMC Nº 25/95 ``LISTA DE FILTROS ULTRAVIOLETAS PERMITIDOS PARA PRODUTOS DE HIGIENE PESSOAL, COSMÉTICOS E PERFUMES`` MERCOSUL/GMC/RES N 8/99 ATUALIZAÇÃO RES./GMC Nº 25/95 ``LISTA DE FILTROS ULTRAVIOLETAS PERMITIDOS PARA PRODUTOS DE HIGIENE PESSOAL, COSMÉTICOS E PERFUMES`` TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo

Leia mais

Gabarito Prova Primeira Fase

Gabarito Prova Primeira Fase VIII OLIMPÍADA REGIONAL DE CIÊNCIAS 2006 Gabarito Prova Primeira Fase Cruzadinha Vertical 1. Força por unidade de área. 2. Principal fonte de energia da atmosfera e superfície da terra. 3. Substância responsável

Leia mais

Dra Letícia Guimarães

Dra Letícia Guimarães Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica Residência em Dermatologia

Leia mais

Faculdade de São Lourenço - UNISEPE Cursos de extensão nas áreas de Estética e Cosmética

Faculdade de São Lourenço - UNISEPE Cursos de extensão nas áreas de Estética e Cosmética Faculdade de São Lourenço - UNISEPE Cursos de extensão nas áreas de Estética e Cosmética Orientações gerais: Público-alvo: Estudantes e profissionais da área de estética e cosmetologia, farmacêuticos e

Leia mais

XV ENCONTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA Universidade de Fortaleza 19 a 23 de outubro de 2015

XV ENCONTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA Universidade de Fortaleza 19 a 23 de outubro de 2015 XV ENCONTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA Universidade de Fortaleza 19 a 23 de outubro de 2015 AVALIAÇÃO DO USO DE FOTOPROTETORES EM ACADÊMICOS DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DA CIDADE DE FORTALEZA

Leia mais

POWDEROIL VIT. AE CAS: N/A DCB: N/A DCI: N/A

POWDEROIL VIT. AE CAS: N/A DCB: N/A DCI: N/A POWDEROIL VIT. AE Nomes científicos: Elaeis guinnensis; Clycine max; Helianthus annuus L.; Betacaroteno e Tocoferol. Sinonímia cientifica: N/A Nome popular: Palma (Elaeis guinnensis), Soja (Clycine max),

Leia mais

Literatura CELLIGENT

Literatura CELLIGENT Literatura CELLIGENT CELLIGENT INCI Name: Helianthus Annuus (Sunflower) Seed Oil, Ethyl Ferulate, Polyglyceryl-5 Trioleate, Rosmarinus Officinalis (Rosemary) Leaf Extract, Water, Disodium Uridine Phosphate,

Leia mais

VITADERME Vitaminas A, D, E e alantoína. Creme Dermatológico Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. MODELO DE BULA PARA O PACIENTE

VITADERME Vitaminas A, D, E e alantoína. Creme Dermatológico Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. MODELO DE BULA PARA O PACIENTE VITADERME Vitaminas A, D, E e alantoína Creme Dermatológico Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. MODELO DE BULA PARA O PACIENTE VITADERME Vitaminas A, D, E e alantoína FORMA FARMACÊUTICA: Creme dermatológico

Leia mais

Análise do fator de proteção solar em extratos glicólicos e óleos fixos de plantas da Amazônia

Análise do fator de proteção solar em extratos glicólicos e óleos fixos de plantas da Amazônia Análise do fator de proteção solar em extratos glicólicos e óleos fixos de plantas da Amazônia P. H. S. da Silva¹, R.Z. Coelho¹, G.F. da Silva², R. B. de Castilho², P.M. Albuquerque¹ 1 Universidade do

Leia mais

PROTETOR SOLAR. Área Temática: Comunicação

PROTETOR SOLAR. Área Temática: Comunicação PROTETOR SOLAR Maydla dos Santos Vasconcelo 1 ; Jandira Aparecida Simoneti 2 1 Estudande do Curso de Química (Licenciatura) da UEMS, Unidade Universitária de Dourados; E-mail: maydla_vasconcelo@hotmail.com

Leia mais

Reações fotoquímicas na atmosfera

Reações fotoquímicas na atmosfera Fotodissociação e fotoionização Fotodissociação e fotoionização na atmosfera terrestre Ozono estratosférico Formação e destruição do ozono estratosférico Substitutos dos clorofluorocarbonetos Qual a importância

Leia mais

ENVELHECIMENTO CUTÂNE0. Professora: Erika Liz

ENVELHECIMENTO CUTÂNE0. Professora: Erika Liz ENVELHECIMENTO CUTÂNE0 Professora: Erika Liz Introdução O envelhecimento é um processo biológico e dinâmico que ocorre desde o dia em que nascemos. Os tecidos gradualmente passam por mudanças de acordo

Leia mais

NanoDepil. INCI (ativos): melanin. INDICAÇÕES Uso em géis e emulsões Gel pré-depilatório: 5%

NanoDepil. INCI (ativos): melanin. INDICAÇÕES Uso em géis e emulsões Gel pré-depilatório: 5% NanoDepil INCI (ativos): melanin INDICAÇÕES Uso em géis e emulsões Gel pré-depilatório: 5% A utilização do laser para remoção de pelos não desejados tem se tornado muito difundida na área estética, sendo

Leia mais

Proteção Radiológica. Radiação Ultravioleta. Dr. Almy A. R. Da Silva SCRAD - DSO - USP

Proteção Radiológica. Radiação Ultravioleta. Dr. Almy A. R. Da Silva SCRAD - DSO - USP Proteção Radiológica - Dr. Almy A. R. Da Silva SCRAD - DSO - USP 1 Radiação Eletromagnética Ondas Eletromagnéticas Variações de campos elétricos e magnéticos que se propagam transportando energia = LUZ

Leia mais

Palavras-chave: Índigo Carmim. Teste de Estabilidade. Degradação forçada.

Palavras-chave: Índigo Carmim. Teste de Estabilidade. Degradação forçada. ESTUDO DE ESTABILIDADE DO CORANTE ÍNDIGO CARMIM EM CONDIÇÕES DE DEGRADAÇÃO FORÇADA Élisson Nogueira LOPES 1 Fabrício Vieira de ANDRADE 2 RESUMO O Índigo Carmim é um corante sintético de cor azul muito

Leia mais

Uniformizam e previnem a hiperpigmentação pós-inflamatória Azeloglicina e HydrOlive+

Uniformizam e previnem a hiperpigmentação pós-inflamatória Azeloglicina e HydrOlive+ Uniformizam e previnem a hiperpigmentação pós-inflamatória Azeloglicina e HydrOlive+ Ação seborreguladora, clareadora, antiinflamatória e antibacteriana Hipoalergênicos e não comedogênicos Ação antioxidante,

Leia mais

Deise dos Santos Grraeff 1 Eliane Sempé Obach 2

Deise dos Santos Grraeff 1 Eliane Sempé Obach 2 PESQUISA E DESENVOLVIMENTO DE FORMULAÇÕES DE FOTOPROTETORES COM AMPLO ESPECTRO ULTRAVIOLETA PARA MANIPULAÇÃO Deise dos Santos Grraeff 1 Eliane Sempé Obach 2 1. Farmacêutica, responsável técnica pelo Laboratório

Leia mais

Constância nas vendas Como continuar a vender, e ainda mais, mesmo com todos os feriados de Rakell Aguiar Diretora Independente Mary Kay

Constância nas vendas Como continuar a vender, e ainda mais, mesmo com todos os feriados de Rakell Aguiar Diretora Independente Mary Kay Constância nas vendas Como continuar a vender, e ainda mais, mesmo com todos os feriados de 2017 Rakell Aguiar Diretora Independente Mary Kay A radiação UVA é a maior parte do espectro ultravioleta e possui

Leia mais

HydrOlive + (Cobiosa/Espanha)

HydrOlive + (Cobiosa/Espanha) HydrOlive + (Cobiosa/Espanha) HydrOlive + (Cobiosa/Espanha) O plus do peeling em cápsula INCI Name: Olea Europaea (Olive) Fruit Extract, Glycerin, Water Hidroxitirosol (HT) promove várias atividades biológicas

Leia mais

ORQ Olimpíada Regional de Química

ORQ Olimpíada Regional de Química 2 DQ de Portas Abertas A Universidade e as Profissões Experimentar Ciência ORQ Olimpíada Regional de Química 3 1º fase Visita ao Departamento de Química: Recomenda-se a seleção de 45 alunos, sendo 15 de

Leia mais

Disponível em: Acesso em: 27 jun (Adaptado)

Disponível em:  Acesso em: 27 jun (Adaptado) 1. Na atual estrutura social, o abastecimento de água tratada desempenha papel fundamental para a prevenção de doenças. Entretanto, a população mais carente é a que mais sofre com a falta de água tratada,

Leia mais

Métodos Físicos de Análise - ESPECTROFOTOMETRIA NO INFRAVERMELHO

Métodos Físicos de Análise - ESPECTROFOTOMETRIA NO INFRAVERMELHO Métodos Físicos de Análise - ESPECTROFOTOMETRIA NO INFRAVERMELHO Prof. Dr. Leonardo Lucchetti Mestre e Doutor em Ciências Química de Produtos Naturais NPPN/UFRJ Depto. de Química de Produtos Naturais Farmanguinhos

Leia mais

Tratamento para Uniformizar a Pele

Tratamento para Uniformizar a Pele Tratamento para Uniformizar a Pele Como surgem as manchas As manchas e a coloração desigual ocorrem geralmente em função da exposição ao sol ou irritações associadas a acne (no caso de peles mais escuras).

Leia mais

AVALIAÇÃO FOTOBIOLÓGICA DE UMA MISTURA DE FILTROS SOLARES PHOTOBIOLOGIC VALUATION OF SUNSCREENS MIXTURE

AVALIAÇÃO FOTOBIOLÓGICA DE UMA MISTURA DE FILTROS SOLARES PHOTOBIOLOGIC VALUATION OF SUNSCREENS MIXTURE AVALIAÇÃO FOTOBIOLÓGICA DE UMA MISTURA DE FILTROS SOLARES PHOTOBIOLOGIC VALUATION OF SUNSCREENS MIXTURE Elisabete Pereira dos Santos 1 ; Sheila Garcia 2 ; Zaida Maria Faria de Freitas 3 ; Anneliese Lopes

Leia mais

Desenvolvimento de Produtos Cosméticos com Ativos Vegetais da Biodiversidade Brasileira: Amazônia e Cerrado

Desenvolvimento de Produtos Cosméticos com Ativos Vegetais da Biodiversidade Brasileira: Amazônia e Cerrado Desenvolvimento de Produtos Cosméticos com Ativos Vegetais da Biodiversidade Brasileira: Amazônia e Cerrado Prof. Dr. Márcio Ferrari Universidade de Cuiabá UNIC 2008 Grupo IUNI Educacional: 06 estados;

Leia mais

Tirosinase é a enzima chave na melanogênese

Tirosinase é a enzima chave na melanogênese COSMOCAIR C25 (TEGO COSMO C25) (Evonik/Alemanha) Potente clareador de manchas de pele Age de 2 modos distintos na melanogênese A hiperpigmentação da pele A pele normal contém células conhecidas como melanócitos,

Leia mais

REVINAGE DESCRIÇÃO. Extrato supercrítico apolar de Picão Preto (Bidens pilosa) O verdadeiro Retinoid like

REVINAGE DESCRIÇÃO. Extrato supercrítico apolar de Picão Preto (Bidens pilosa) O verdadeiro Retinoid like REVINAGE DESCRIÇÃO Extrato supercrítico apolar de Picão Preto (Bidens pilosa) O verdadeiro Retinoid like INCI NAME CAS BidensPilosa Extract 1118558-33-0 ---- EINECS (I)/ELINCS (L) Elaeis Guineensis (Palm)

Leia mais

Treinamento Online. obrigada pela presença. Bemvindas! Elisandra Uesato Diretora Futura Executiva de Vendas Ind

Treinamento Online. obrigada pela presença. Bemvindas! Elisandra Uesato Diretora Futura Executiva de Vendas Ind Treinamento Online obrigada pela presença Bemvindas! Elisandra Uesato Diretora Futura Executiva de Vendas Ind VERÃO Sobre a certificação dos produtos com FPS da Mary Kay: Ao abrir o site da Fundação Internacional

Leia mais

Inovação em cada textura. Proteção para cada pele.

Inovação em cada textura. Proteção para cada pele. Inovação em cada textura. Proteção para cada pele. A ISDIN cria um novo conceito na prevenção do dano solar Eryfotona Previne e repara o dano actínico FotoUltra ISDIN Quando a sua pele necessita mais que

Leia mais

MELHOR HIDRATANTE PARA PELE INFANTIL. Dra. Raquel Volich Kann Farmacêutica

MELHOR HIDRATANTE PARA PELE INFANTIL. Dra. Raquel Volich Kann Farmacêutica MELHOR HIDRATANTE PARA PELE INFANTIL Dra. Raquel Volich Kann Farmacêutica ESTRUTURA DA PELE A PELE DO BEBÊ A pele macia do bebê é uma proteção exclusiva e essencial, que oferece defesa contra o mundo exterior

Leia mais

AVALIAÇÃO DO IMPACTO DE DIFERENTES MÉTODOS DE SECAGEM DE ERVAS AROMÁTICAS NO POTENCIAL ANTIOXIDANTE

AVALIAÇÃO DO IMPACTO DE DIFERENTES MÉTODOS DE SECAGEM DE ERVAS AROMÁTICAS NO POTENCIAL ANTIOXIDANTE AVALIAÇÃO DO IMPACTO DE DIFERENTES MÉTODOS DE SECAGEM DE ERVAS AROMÁTICAS NO POTENCIAL ANTIOXIDANTE Nádia Rodrigues Sena 1 Fernando Henrique Veloso² 1 Universidade Federal de Alfenas/Instituto de Ciências

Leia mais

Ácido alfa lipóico. Identificação. Material Técnico. Fórmula Molecular: C 8 H 14 O 2 S 2. Peso molecular: DCB/ DCI: Não aplicável

Ácido alfa lipóico. Identificação. Material Técnico. Fórmula Molecular: C 8 H 14 O 2 S 2. Peso molecular: DCB/ DCI: Não aplicável Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: C 8 H 14 O 2 S 2 Peso molecular: 206.33 DCB/ DCI: Não aplicável CAS: 1077-28-7 INCI: Lipoic acid Sinonímia: Não aplicável Denominação botânica: Não aplicável

Leia mais

01/10/2017 DESPIGMENTANTES DESPIGMENTANTES DESPIGMENTANTES DESPIGMENTANTES DESPIGMENTANTES DESPIGMENTANTES

01/10/2017 DESPIGMENTANTES DESPIGMENTANTES DESPIGMENTANTES DESPIGMENTANTES DESPIGMENTANTES DESPIGMENTANTES CURSO DE ESTÉTICA E COSMÉTICA DISICPLINA DE COSMETOLOGIA Hiperpigmentação: aumento da pigmentação da pele Desordens de pigmentação da pele: adquiridas, hereditárias ou tumores JÚLIA SCHERER SANTOS Desordens

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE FARMÁCIA. Islaine Lima de Farias. Laynara Souza Cavalcante

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE FARMÁCIA. Islaine Lima de Farias. Laynara Souza Cavalcante UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE FARMÁCIA Islaine Lima de Farias Laynara Souza Cavalcante Avaliação in vitro do fator de proteção solar e estabilidade

Leia mais

Iris Iso. Isoflavonas tópicas de ação antiaging. INCI Name: Butylene glycol and Iris florentina root extract

Iris Iso. Isoflavonas tópicas de ação antiaging. INCI Name: Butylene glycol and Iris florentina root extract Iris Iso Isoflavonas tópicas de ação antiaging INCI Name: Butylene glycol and Iris florentina root extract O envelhecimento cutâneo resulta em diversas mudanças anatômicas e bioquímicas. A principal alteração

Leia mais

15 Março Fotoproteção. Atualizando conceitos. Ricardo Azzini Diretor Técnico ABC Gerente Vendas HallStar América Sul

15 Março Fotoproteção. Atualizando conceitos. Ricardo Azzini Diretor Técnico ABC Gerente Vendas HallStar América Sul 15 Março 2017 Fotoproteção Atualizando conceitos Ricardo Azzini Diretor Técnico ABC Gerente Vendas HallStar América Sul 1 Fotoproteção Atualizando conceitos O que sabemos sobre proteção solar A rápida

Leia mais

Linha MK Men + Cuidados com o Corpo

Linha MK Men + Cuidados com o Corpo Linha MK Men + Cuidados com o Corpo Linha MK Men O mercado de produtos cosméticos masculinos vem crescendo no Brasil e está prestes a se tornar o maior do mundo. Isso mostra que os homens estão cada vez

Leia mais

LITERATURA CITROLUMINE 8 TM CLAREADOR NATURAL DE USO CONTÍNUO

LITERATURA CITROLUMINE 8 TM CLAREADOR NATURAL DE USO CONTÍNUO CITROLUMINE 8 TM CLAREADOR NATURAL DE USO CONTÍNUO INCI name: Glycerin, Water, Lecithin, Citrus Paradisi (Grapefruit) Fruit Extract, Citrus Aurantium Amara (Bitter Orange) Fruit Extract, Sodium Ascorbate,

Leia mais

Mais do que proporcionar um sensorial agradável nas formulações, as bases desempenham cada vez mais um papel preponderante nos produtos para os

Mais do que proporcionar um sensorial agradável nas formulações, as bases desempenham cada vez mais um papel preponderante nos produtos para os Portfólio de bases Mais do que proporcionar um sensorial agradável nas formulações, as bases desempenham cada vez mais um papel preponderante nos produtos para os cuidados da pele, cabelos e também nos

Leia mais

Alimentos funcionais. Vanessa Rosse de Souza Nutricionista - UFF Rio de Janeiro

Alimentos funcionais. Vanessa Rosse de Souza Nutricionista - UFF Rio de Janeiro Alimentos funcionais Vanessa Rosse de Souza Nutricionista - UFF Rio de Janeiro A nutrição funcional é um campo da ciência da nutrição, que estuda a interação dos nutrientes e fitoquímicos com os processos

Leia mais

15 Congresso de Iniciação Científica

15 Congresso de Iniciação Científica 15 Congresso de Iniciação Científica ESTUDO DA EFICÁCIA DE SISTEMAS MICROEMULSIONADOS ACRESCIDOS DE VITAMINA A PALMITATO NA ATENUAÇÃO DE RUGAS PERIORBICULARES Autor(es) ROBERTA BALANSIN RIGON Orientador(es)

Leia mais

SABONETE LÍQUIDO NEUTRO

SABONETE LÍQUIDO NEUTRO SABONETE LÍQUIDO NEUTRO FISPQ Nº 15-CP 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO DA EMPRESA Nome do produto: SABONETE LÍQUIDO NEUTRO Aplicação do produto: Limpeza das mãos Fornecedor: BLUECARE DO BRASIL INDÚSTRIA E

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO Nome do produto Protetor Solar FPS 30 Repelente Nutriex Profissional Nutriex Indústria de Nutracêuticos Ltda

1. IDENTIFICAÇÃO Nome do produto Protetor Solar FPS 30 Repelente Nutriex Profissional Nutriex Indústria de Nutracêuticos Ltda 1. IDENTIFICAÇÃO Nome do produto Protetor Solar FPS 30 Repelente Nutriex Profissional Registrado Nutriex Indústria de Nutracêuticos Ltda Endereço Rua 260, nº 216, Quadra 13, Lote 28-E. Setor Coimbra. CEP:

Leia mais

Linha Hebeatol. Proteção natural para sua fórmula

Linha Hebeatol. Proteção natural para sua fórmula Linha Hebeatol Proteção natural para sua fórmula Hebeatol Hebeatol atua na substituição ou redução do uso de conservantes controversos como parabenos, doadores de formaldeído e metilisotiazolinona (MIT).

Leia mais

PERFIL FITOQUÍMICO DA POLPA LIOFILIZADA DA BABOSA (ALOE VERA)

PERFIL FITOQUÍMICO DA POLPA LIOFILIZADA DA BABOSA (ALOE VERA) PERFIL FITOQUÍMICO DA POLPA LIOFILIZADA DA BABOSA (ALOE VERA) Ana Beatriz Silva Carvalho Orientadora: Eveline Solon Barreira Cavalcanti Universidade estadual do Ceará- biatriz_ce@hotmail.com INTRODUÇÃO

Leia mais

Varredor de ROS. Varredor de RNS. Lipochroman TM (Lipotec/Espanha) Inovador antioxidante da pele ROS e RNS

Varredor de ROS. Varredor de RNS. Lipochroman TM (Lipotec/Espanha) Inovador antioxidante da pele ROS e RNS Lipochroman TM (Lipotec/Espanha) Inovador antioxidante da pele ROS e RNS Introdução Radicais e espécies reativas são responsáveis por vários mecanismos que funcionam como gatilho para o envelhecimento

Leia mais

UFJF CONCURSO VESTIBULAR PROVA DE QUÍMICA

UFJF CONCURSO VESTIBULAR PROVA DE QUÍMICA Questão 1 Sabe-se que compostos constituídos por elementos do mesmo grupo na tabela periódica possuem algumas propriedades químicas semelhantes. Entretanto, enquanto a água é líquida em condições normais

Leia mais

Seja uma. EXPERT E arrase

Seja uma. EXPERT E arrase Seja uma EXPERT E arrase Você sabe... Nada acontece até que alguém venda algo - Mary Kay Ash VENDAS? OU VENDAS! :D VENDER ENVOLVE TRÊS ELEMENTOS: CLIENTE PRODUTO CONSULTORA DE BELEZA INDEPENDENTE AS CARACTERÍSTICAS

Leia mais

Symwhite. Composto Estrutura Declaração/Desvantagens. Despigmentantes Atuais

Symwhite. Composto Estrutura Declaração/Desvantagens. Despigmentantes Atuais A melanogênese, um processo de síntese da melanina, acontece nas organelas chamadas melanossomas. Os eventos iniciais são catalisados por uma enzima multifuncional, a tirosinase. Há outras proteínas reguladoras

Leia mais

6 Discussão e Conclusões 6.1 Discussão

6 Discussão e Conclusões 6.1 Discussão 6 Discussão e Conclusões 6.1 Discussão Como já foi enfatizado no capítulo 2, não existem métodos oficiais para determinar espécies químicas que atuam como filtros solares em cosméticos. Este fato e o mercado

Leia mais

ADENIN. Renovador de fibroblastos. INCI Name: Adenin

ADENIN. Renovador de fibroblastos. INCI Name: Adenin ADENIN ADENIN Renovador de fibroblastos INCI Name: Adenin Adenin possui o ativo N 6 -furfuryladenine, um hormônio vegetal obtido sinteticamente, cujas propriedades estimulam o crescimento celular e retardam

Leia mais

PROTOCOLO PARA ENSAIOS DE ESTABILIDADE FÍSICO-QUÍMICA DE FITOCOSMÉTICOS. Raphael Marques Ferreira¹; Ricardo Antonio Zatti².

PROTOCOLO PARA ENSAIOS DE ESTABILIDADE FÍSICO-QUÍMICA DE FITOCOSMÉTICOS. Raphael Marques Ferreira¹; Ricardo Antonio Zatti². 493 PROTOCOLO PARA ENSAIOS DE ESTABILIDADE FÍSICO-QUÍMICA DE FITOCOSMÉTICOS Raphael Marques Ferreira¹; Ricardo Antonio Zatti². Resumo: O uso de ativos da biodiversidade brasileira levou ao desenvolvimento

Leia mais

LITERATURA IDEBENONA PÓ 100% POTENTE ATIVO ANTIOXIDANTE

LITERATURA IDEBENONA PÓ 100% POTENTE ATIVO ANTIOXIDANTE IDEBENONA PÓ 100% POTENTE ATIVO ANTIOXIDANTE Uso: Interno/ Externo PM: 338,44 Fator de Correção: Não se aplica FM: C19H30O5 Fator de Equivalência: Não se aplica Descrição Antioxidante de baixo peso molecular

Leia mais

Porto Alegre/RS

Porto Alegre/RS UNIDADE DE PESQUISA CLÍNICA Centro de Medicina Reprodutiva Carlos Isaia Filho LTDA. A Pesquisa Clinica e suas Fases Carlos Isaia Filho Unidade de Pesquisa Clínica CMR Da Molécula ao Mercado. Aproximadamente

Leia mais

Módulo 3 Atualizado com Novo Serum Corretor! LINHA PARA MANCHAS

Módulo 3 Atualizado com Novo Serum Corretor! LINHA PARA MANCHAS Módulo 3 Atualizado com Novo Serum Corretor! LINHA PARA MANCHAS LINHA PARA MANCHAS Como surgem as manchas?(melasmas) O melasma é causado por vários fatores, com destaque para características genéticas,

Leia mais

O envelhecimento é definido como a soma de mudanças que o organismo sofre com o decorrer do tempo, que podem ser perceptíveis e/ou silenciosas.

O envelhecimento é definido como a soma de mudanças que o organismo sofre com o decorrer do tempo, que podem ser perceptíveis e/ou silenciosas. O envelhecimento é definido como a soma de mudanças que o organismo sofre com o decorrer do tempo, que podem ser perceptíveis e/ou silenciosas. No ser humano a alteração de maior visibilidade é a que ocorre

Leia mais