Seminário: Atendimento Fraterno

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Seminário: Atendimento Fraterno"

Transcrição

1 1

2 Atividade Integrativa Aprenda a ouvir. Escutar para socorrer é arte valiosa. Favoreça o narrador com a expressão do seu interesse... Acompanhe a exposição, participando com emoção. Você não poderá solucionar todas as dificuldades. No entanto, poderá sempre oferecer uma palavra oportuna. Muitos corações angustiados se recompõem, quando explicam suas dores a alguém compadecido. Narram as escrituras que nem todos os doentes que procuraram o Senhor foram recuperados; no entanto, não há notícias de que Ele tenha recusado ouvidos àqueles que o buscavam... Marco Prisco (1) 2

3 As origens Espíritas do Atendimento Fraterno OBJETIVOS PROPOSTAS DE ALLAN KARDEC (2) Consolo aos que sofrem Encorajamento dos caídos Libertação das paixões, do desespero, do suicídio. Deter o indivíduo no limiar do crime. PROPOSTAS DE JOANNA DE ÂNGELIS (3) (4) Receber bem (urbanidade, amizade) Orientar quanto aos recursos da Casa Propor perspectivas novas para os problemas humanos, à luz do Espiritismo (libertação) 3

4 ONDE? ÂMBITO DE AÇÃO(5) Todos somos modelos, em qualquer lugar, na ocasião própria: no lar no trabalho no mundo no Centro Espírita QUANDO? Nos problemas de personalidade: No lar Conflitos (timidez, medo, No etc.) Viciações/Desvios de mundo comportamento Fobias, neuroses Nos sofrimentos provacionais: Perdas Dificuldades afetivas Doenças graves Incapacidade para ajudar Obsessões 4

5 O perfil do Atendente Fraterno QUALIDADES HUMANAS (6) (7) Moral sadia Auto-estima Saber ajudar-se Hábito de estudo e oração Equilíbrio emocional/saúde Bom repertório de conhecimentos 5

6 REQUISITOS DOUTRINÁRIOS (6) Conhecimento da Doutrina Espírita Familiaridade com o Evangelho Conhecimento prático de mediunidade Conhecimento de psicologia (noções) Saber aplicar passes Integração no Centro Espírita 6

7 SUPERAR FATORES QUE DIFICULTAM O SABER OUVIR (8) Indiferença Impaciência Preconceito Preocupação Ansiedade HABILIDADES PSICOLÓGICAS EMPATIA (9) Sentir-se no lugar do outro COMPAIXÃO Esquemas da compaixão: (7) Fraternidade Bondade Esclarecimento 7

8 Técnica do Atendimento - As Fases ATENDER (10) O ATENDENTE DISPONIBILIZA-SE Recebendo * Ambiente * Postura * Apresentação Observando * As reações * O sentimento * O estado emocional Escutando * Selecionar o importante * Não interromper * Não julgar * Não antecipar O ATENDIDO ENVOLVE-SE 8

9 RESPONDER (10) O ATENDENTE COMPREENDE Conteúdo da fala * Identificando o problema principal Sentimento *Identificando a emoção preponderante (alegria, tristeza, raiva, medo ou confusão) Comportamento * Identificando mensagens não verbais Perguntas * Esclarecendo à luz da Doutrina Espírita O ATENDIDO ANALISA-SE, EXPLORA-SE 9

10 PERSONALIZAR (10) O ATENDENTE FACILITA A CONSCIENTIZAÇÃO Estimulando a compreensão da experiência Ajudando na percepção do que deixou de ser feito Encorajando mudanças de atitudes Estimulando a visualização de metas próximas ou futuras O ATENDIDO ASSUME-SE, CONSCIENTIZA-SE 10

11 ORIENTAR (10) O ATENDENTE MOSTRA POSSÍVEIS SOLUÇÕES Informando os recursos que o Centro Espírita oferece Informando sobre outras portas além do Centro Espírita Valorando atitudes e projetos de vida cogitados pelo atendido, alertando-o ou estimulando-o O ATENDIDO DECIDE, MOVIMENTA-SE E AGE Se personalizar é definir o onde, orientar é determinar o como 11

12 O Atendimento Espiritual (11) (11) RECEPÇÃO Registros estatísticos ATENDIMENTO EM GRUPO Palestra doutrinária Passes no mesmo ATENDIMENTO RESERVADO ENTREVISTA PRIVATIVA INDIVIDUAL Registro pelos atendentes Sem identificação de pessoas 12

A Atividade de Atendimento Fraterno Pelo Diálogo Vinde a mim todos vós que estais aflitos e sobrecarregados, que eu vos aliviarei.

A Atividade de Atendimento Fraterno Pelo Diálogo Vinde a mim todos vós que estais aflitos e sobrecarregados, que eu vos aliviarei. A Atividade de Atendimento Fraterno Pelo Diálogo Vinde a mim todos vós que estais aflitos e sobrecarregados, que eu vos aliviarei. (Jesus - Mateus 11: 28) Objetivo: Conhecer a atividade do Atendimento

Leia mais

ATIVIDADES AGRUPADAS POR TIPO 26/09/2017

ATIVIDADES AGRUPADAS POR TIPO 26/09/2017 Atendimento fraterno Atividades assistenciais 09:30 às 10:30 Atendimento fraterno 16:00 às 17:00 Atendimento fraterno 19:30 às 21:30 Atendimento fraterno 16:00 às 17:00 Atendimento fraterno 20:00 às 21:00

Leia mais

ATIVIDADES AGRUPADAS POR DIA ATUALIZADO EM26/01/2017

ATIVIDADES AGRUPADAS POR DIA ATUALIZADO EM26/01/2017 06:30 às 12:30 Sopa fraterna 07:30 às 11:45 Bazar 09:00 às 10:00 Evangelização infantojuvenil (para famílias atendidas) 09:00 às 10:00 Reunião de pais (para famílias atendidas) Domingo 10:15 às 12:30 Campanha

Leia mais

Atividades Básicas no Centro Espírita

Atividades Básicas no Centro Espírita Atividades Básicas no Centro Espírita Pessoas/ Espíritos Estudo Prática Divulgação Desejos Necessidades Expectativas Atendimento Serviços Centro Espírita CFN/FEB-Perri Conceptos, Funciones y Actividades

Leia mais

Seminário: Qualidade na Prática Mediúnica

Seminário: Qualidade na Prática Mediúnica 1 Atividade Integrativa A VISÃO DE QUALIDADE DE ALLAN KARDEC QUALIDADE DE OBJETIVOS A primeira de todas as condições das reuniões instrutivas é que sejam sérias. (...) Uma reunião só é verdadeiramente

Leia mais

Sinais visíveis de transtornos psicológicos: como identificar e lidar com estes pacientes?

Sinais visíveis de transtornos psicológicos: como identificar e lidar com estes pacientes? Sinais visíveis de transtornos psicológicos: como identificar e lidar com estes pacientes? Sávia M. Emrich Pinto Psicóloga Serviço de Radioterapia Sinais visíveis de transtornos psicológicos: como identificar

Leia mais

Comunicação Definição: A comunicação humana é um processo que envolve a troca de informações e utiliza os sistemas simbólicos como suporte para este f

Comunicação Definição: A comunicação humana é um processo que envolve a troca de informações e utiliza os sistemas simbólicos como suporte para este f Comunicação em Cuidados Paliativos Ana Valeria de Melo Mendes Comunicação Definição: A comunicação humana é um processo que envolve a troca de informações e utiliza os sistemas simbólicos como suporte

Leia mais

EM QUE SE FUNDAMENTA O ATENDIMENTO ESPIRITUAL NO CENTRO ESPÍRITA

EM QUE SE FUNDAMENTA O ATENDIMENTO ESPIRITUAL NO CENTRO ESPÍRITA CURSO A PRÁTICA DA FRATERNIDADE NOS CENTROS ESPÍRITAS EM QUE SE FUNDAMENTA O ATENDIMENTO ESPIRITUAL NO CENTRO ESPÍRITA ATENDIMENTO ESPIRITUAL NO CENTRO ESPÍRITA Segundo o Livro Orientação ao Centro Espírita

Leia mais

OBSESSÃO - COMBATE OBSESSÃO - COMBATE

OBSESSÃO - COMBATE OBSESSÃO - COMBATE OBSESSÃO - COMBATE Alice / Franciene / Paulo Data: 03 e 04/nov/2013 OBSESSÃO - COMBATE Compreender a importância da participação ativa do obsidiado no trabalho de Desobsessão, beneficiando a si e ao Obsessor.

Leia mais

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE PSICOLOGIA DO NUCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS DA FACULDADE DO VALE DO JAGUARIBE

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE PSICOLOGIA DO NUCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS DA FACULDADE DO VALE DO JAGUARIBE REGULAMENTO DO SERVIÇO DE PSICOLOGIA DO NUCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS DA FACULDADE DO VALE DO JAGUARIBE Art1º O Serviço de Psicologia do NPJ é constituído por um profissional de formação específica em Psicologia,

Leia mais

CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA

CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA CURSO DE EDUCAÇÃO MEDIÚNICA AULA 31 Fluxo CAD/ATE e CAD/PET 1 Significado das siglas ATE ATendimento Espiritual CAD Centro de Atendimento à Desobsessão PET Programa de Evangelização do Trabalhador 2 FICHA

Leia mais

Estatística alarmante

Estatística alarmante SUICÍDIO Estatística alarmante Segundo dados da OMS, Organização Mundial da Saúde, a cada 40 segundos uma pessoa se suicida em algum lugar do planeta. Em um ano, isso re presenta a mor te de aproximadamente

Leia mais

Seminário: Compromisso Mediúnico

Seminário: Compromisso Mediúnico 1 Atividade Integrativa Sem o empenho consciente para a aquisição do próprio equilíbrio, mui difícil se tornará a realização das tarefas que se apresentam desafiadoras. Todavia, para lograr a harmonia,

Leia mais

HABILIDADE COM AS PESSOAS

HABILIDADE COM AS PESSOAS HABILIDADE COM AS PESSOAS 5ª AULA INTRODUÇÃO A oportunidade única de crescimento interior que nos proporciona o trabalho voluntário em uma Casa Espírita de grande porte como a nossa, estimula-nos ao constante

Leia mais

Comunicar (n)a Morte

Comunicar (n)a Morte Pós Graduação em Gestão de Recursos Humanos Comunicação na Organização Comunicar (n)a Morte Ana Filipa Santos Beatriz Estrela Íris Pinto Joana Fonseca Conteúdos Princípios fundamentais para uma notificação

Leia mais

AS DIMENSÕES DA INTELIGÊNCIA HUMANA. Livro Fonte: Educação: A Arte de Manejar o Caráter.

AS DIMENSÕES DA INTELIGÊNCIA HUMANA. Livro Fonte: Educação: A Arte de Manejar o Caráter. AS DIMENSÕES DA INTELIGÊNCIA HUMANA. Livro Fonte: Educação: A Arte de Manejar o Caráter. 1905 INTELIGÊNCIA RACIONAL - ALFRED BINET VISÃO UNITÁRIA DA INTELIGÊNCIA CÉREBRO INTELECTUAL TESTES DE QI INTELIGÊNCIA

Leia mais

PROGRAMA BÁSICO DA DOUTRINA ESPÍRITA SEMP -2017

PROGRAMA BÁSICO DA DOUTRINA ESPÍRITA SEMP -2017 PROGRAMA BÁSICO DA DOUTRINA ESPÍRITA SEMP -2017 COORDENADORES Carlos Massucci Fernanda Chueire Luiz Arthur Chagas Nicole Ventura FICHAS DE INSCRIÇÃO Sociedade Espírita Os Mensageiros da Paz Fundada em

Leia mais

JESUS MODELO E GUIA DA FAMÍLIA

JESUS MODELO E GUIA DA FAMÍLIA JESUS MODELO E GUIA DA FAMÍLIA Qual o tipo mais perfeito que Deus tem oferecido ao homem, para lhe servir de guia e modelo? JESUS L.E.Questão 625 Para o homem, JESUS constitui o tipo da perfeição moral

Leia mais

Módulo I AS DUAS ESFERAS DE AÇÃO. Módulo II - A VONTADE SELF E EGO Conceitos O ser essencial (Self) O Ego O mito de Prometeu

Módulo I AS DUAS ESFERAS DE AÇÃO. Módulo II - A VONTADE SELF E EGO Conceitos O ser essencial (Self) O Ego O mito de Prometeu Programa de Estudos: AS POTÊNCIAS DE NOSSA ALMA Baseado na Terceira parte do Livro: O Problema do Ser, do Destino e da Dor, de Leon Denis. Organização: Maria Aparecida Vieira e Karina Greca Módulo I AS

Leia mais

AUTA DE SOUZA CURSO S N OÇÕES

AUTA DE SOUZA CURSO S N OÇÕES CURSO NOÇÕES BÁSICAS DOUTRINA ESPÍRITA EDITORA 1 / 10 2 / 10 A Melhor Escola Qual a melhor escola de preparação das almas reencarnadas, na terra? A MELHOR ESCOLA AINDA É O LAR, ON A CRIATURA VE RECEBER

Leia mais

Primeiro Momento 08:00h às 10 :00h Segunda -feira Tempo Atividade Providências

Primeiro Momento 08:00h às 10 :00h Segunda -feira Tempo Atividade Providências 59ª CONCAFRAS PSE Tema Específico: Compreendendo a dor humana - recepção-triagem fraterna e tratamento na Casa Espírita Objetivos: Reconhecer a importãncia do trabalho de Triagem Fraterna no atendimento

Leia mais

João Carvalho Neto realiza palestras e seminários gratuitamente. Entre em contato para agendar.

João Carvalho Neto realiza palestras e seminários gratuitamente. Entre em contato para agendar. João Carvalho Neto realiza palestras e seminários gratuitamente. Entre em contato para agendar. joaoneto@joaocarvalho.com.br FEVEREIRO DATA: 07/02 20hs DATA: 16/02 09hs LOCAL: CE Campo da Paz Praia Seca

Leia mais

03. A RECEPÇÃO E SUA IMPORTÂNCIA NO CENTRO ESPÍRITA

03. A RECEPÇÃO E SUA IMPORTÂNCIA NO CENTRO ESPÍRITA 03. A RECEPÇÃO E SUA IMPORTÂNCIA NO CENTRO ESPÍRITA Se alguém receber o que eu enviar, me recebe a mim, e quem me recebe a mim recebe aquele que me enviou (João 13:20). Jovem amigo, nas ações realizadas

Leia mais

TERAPIA DAS EMOÇÕES: COMO FORÇAS DE LIBERTAÇAO DA ALMA LAR E FRATERNIDADE 15/05/17

TERAPIA DAS EMOÇÕES: COMO FORÇAS DE LIBERTAÇAO DA ALMA LAR E FRATERNIDADE 15/05/17 TERAPIA DAS EMOÇÕES: COMO FORÇAS DE LIBERTAÇAO DA ALMA LAR E FRATERNIDADE 15/05/17 OBJETIVOS: Propiciar uma reflexão sobre o que são emoções primárias, instintivas; raiva, tristeza, medo e alegria; Analisar

Leia mais

Seminário: Reuniões Mediúnicas

Seminário: Reuniões Mediúnicas 1 Atividade integrativa Uma reunião é um ser coletivo cujas qualidades e propriedades são as resultantes das de seus membros e formam como que um feixe. Ora, esse feixe tanto mais força terá quanto mais

Leia mais

ORIENTAÇÃO DOUTRINÁRIA EM CASOS DE ATENDIMENTO FRATERNO

ORIENTAÇÃO DOUTRINÁRIA EM CASOS DE ATENDIMENTO FRATERNO CURSO A PRÁTICA DA FRATERNIDADE NOS CENTROS ESPÍRITAS ORIENTAÇÃO DOUTRINÁRIA EM CASOS DE ATENDIMENTO FRATERNO Estudaremos nesta videoaula alguns casos de Atendimento Fraterno com as possíveis orientações

Leia mais

Grupos de Estudos 2015 VISÃO GERAL

Grupos de Estudos 2015 VISÃO GERAL Grupos de Estudos 2015 VISÃO GERAL Dias e Horários: Domingos: 10h Segundas: 19h45 Terças: 20h Quartas: 14h Período: Domingos: 08/Fev a 06/Dez Segundas: 09/Fev a 07/Dez Terças: Quartas: 10/Fev a 08/Dez

Leia mais

Federação Espírita Catarinense 14ª União Regional Espírita Departamento de Estudo e Divulgação Doutrinária PROJETO O CONSOLADOR

Federação Espírita Catarinense 14ª União Regional Espírita Departamento de Estudo e Divulgação Doutrinária PROJETO O CONSOLADOR PROJETO O CONSOLADOR TEMÁRIO PARA PALESTRAS DO TRIMESTRE JANEIRO, FEVEREIRO e MARÇO/2015 no HOSPITAL REGIONAL DE SÃO JOSÉ MÊS DE JANEIRO/2015 Dia 05/01/15 ANTE O DIVINO SEMEADOR 1) O Evangelho Segundo

Leia mais

VINDE A MIM TODOS VÓS QUE ESTAIS FATIGADOS, QUE EU VOS ALIVIAREI

VINDE A MIM TODOS VÓS QUE ESTAIS FATIGADOS, QUE EU VOS ALIVIAREI O CRISTO CONSOLADOR O JUGO DO CRISTO Vinde a mim todos os que estais cansados sob o peso do vosso fardo e vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de

Leia mais

A Exposição Doutrinária Como Meio de Divulgação da Doutrina Espírita.

A Exposição Doutrinária Como Meio de Divulgação da Doutrina Espírita. A Exposição Doutrinária Como Meio de Divulgação da Doutrina Espírita. Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br Elaborado pelo DEDO UME Santo Ângelo REFLEXÕES INICIAIS... POR QUE PREGAR... O

Leia mais

FORMAÇÃO EM ATENDIMENTO FRATERNO PLANO DE CURSO ETAPA I

FORMAÇÃO EM ATENDIMENTO FRATERNO PLANO DE CURSO ETAPA I FORMAÇÃO EM ATENDIMENTO FRATERNO PLANO DE CURSO ETAPA I DESENVOLVIMENTO DO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO s presenciais semanais de duas horas cada: 23 (46 horas presenciais). Estudos individuais ores a cada encon,

Leia mais

DEPRESSÃO. As Dores da Alma ESCOLA DE EVANGELIZAÇÃO DE PACIENTES GRUPO ESPÍRITA GUILLON RIBEIRO

DEPRESSÃO. As Dores da Alma ESCOLA DE EVANGELIZAÇÃO DE PACIENTES GRUPO ESPÍRITA GUILLON RIBEIRO DEPRESSÃO As Dores da Alma ESCOLA DE EVANGELIZAÇÃO DE PACIENTES GRUPO ESPÍRITA GUILLON RIBEIRO O QUE É DEPRESSÃO? É a tristeza indevida que se transfigurou em desânimo, obscurecendo na criatura o valor

Leia mais

PROGRAMA DO CURSO DE DOUTRINA INTRODUTÓRIO

PROGRAMA DO CURSO DE DOUTRINA INTRODUTÓRIO LIVRO DE PREPARO: Sinal Verde André Luiz/Chico Xavier Aula 1 Integração: Promover o acolhimento e a integração dos alunos Apresentar do Programa Aula 2 O que é o Centro Espírita Apresentar o Centro Espírita

Leia mais

9º ANO ENSINO FUNDAMENTAL II PROFESSOR DANILO BORGES

9º ANO ENSINO FUNDAMENTAL II PROFESSOR DANILO BORGES 9º ANO ENSINO FUNDAMENTAL II PROFESSOR DANILO BORGES DAVID HUME - COMPAIXÃO Nascimento: 7 de maio de 1711 Edimburgo, Reino Unido. Morte: 25 de agosto de 1776 (65 anos) Edimburgo, Reino Unido. Hume nega

Leia mais

01/08/2017 PROCESSO DE COMUNICAÇÃO. Conceitos básicos. Prof Dr Divane de Vargas Escola de Enfermagem Universidade de São Paulo

01/08/2017 PROCESSO DE COMUNICAÇÃO. Conceitos básicos. Prof Dr Divane de Vargas Escola de Enfermagem Universidade de São Paulo PROCESSO DE COMUNICAÇÃO Conceitos básicos Prof Dr Divane de Vargas Escola de Enfermagem Universidade de São Paulo PROCESSO DE COMUNICAÇÃO A comunicação permeia toda a ação do enfermeiro PROCESSO DE COMUNICAÇÃO

Leia mais

PROCESSO DE COMUNICAÇÃO Conceitos básicos. Prof Dr Divane de Vargas Escola de Enfermagem Universidade de São Paulo

PROCESSO DE COMUNICAÇÃO Conceitos básicos. Prof Dr Divane de Vargas Escola de Enfermagem Universidade de São Paulo PROCESSO DE COMUNICAÇÃO Conceitos básicos Prof Dr Divane de Vargas Escola de Enfermagem Universidade de São Paulo PROCESSO DE COMUNICAÇÃO A comunicação permeia toda a ação do enfermeiro PROCESSO DE COMUNICAÇÃO

Leia mais

Série: Tudo começa. em casa. Filho é FLECHA. Parte a 22 de Julho

Série: Tudo começa. em casa. Filho é FLECHA. Parte a 22 de Julho Série: Tudo começa em casa Filho é FLECHA Parte 2 943 16 a 22 de Julho Filho é FLECHA Parte 2 Série: Tudo começa em casa O objetivo da paternidade não é ser o pai ideal, mas sim definir altos ideais e

Leia mais

O PAPEL DO PSICÓLOGO NA SOCIEDADE ANGOLA DIÁLOGO

O PAPEL DO PSICÓLOGO NA SOCIEDADE ANGOLA DIÁLOGO ? O PAPEL DO PSICÓLOGO NA SOCIEDADE ANGOLA DIÁLOGO DECIFRAR PESSOAS Pare, olhe e ouça (paciência e atenção) Entender as pessoas Revelar algo de si próprio Saber o que se está a procurar Seja objetivo O

Leia mais

Sumário. mensagem Espiritual Amélia rodrigues / Divaldo Pereira Franco

Sumário. mensagem Espiritual Amélia rodrigues / Divaldo Pereira Franco Sumário 14 28 40 54 Capítulo 1 A DoutrinA EspíritA Antecedentes os Fenômenos de Hydesville As mesas Girantes Allan Kardec os Continuadores o Espírito de Verdade Capítulo 2 A CoDifiCAção obras Básicas De

Leia mais

3 CHAKRA Plexo solar ou umbilical

3 CHAKRA Plexo solar ou umbilical 3 CHAKRA Plexo solar ou umbilical Localização: Quatro dedos acima do umbigo (diafragma); Cor: Amarela; Cristais associados: Amarelos e dourados. Partes associadas: Pâncreas, fígado, glândulas suprarrenais,

Leia mais

RELACIONAMENTO INTERPESSOAL

RELACIONAMENTO INTERPESSOAL RELACIONAMENTO INTERPESSOAL Forma de interagir com outras pessoas RELACIONAMENTO Estabelecimento de um processo de comunicação onde o emissor e receptor tenham claro suas reais atribuições. Para existir

Leia mais

A Prece. O Evangelho segundo o Espiritismo - Allan Kardec

A Prece. O Evangelho segundo o Espiritismo - Allan Kardec A Prece A prece é uma invocação, mediante a qual o homem entra, pelo pensamento, em comunicação com o ser a quem se dirige. Pode ter por objeto um pedido, um agradecimento, ou uma glorificação. Podemos

Leia mais

O Estudo na Casa Espírita

O Estudo na Casa Espírita O Estudo na Casa Espírita Rose Mary Grebe Quando ingressamos no Espiritismo, muitas vezes não entendemos algumas situações. Vamos a uma determinada casa e percebemos o grande enfoque à Mediunidade, em

Leia mais

Inteligência Emocional nos Relacionamentos Amorosos.

Inteligência Emocional nos Relacionamentos Amorosos. Psicóloga pela Universidade Federal de Uberlândia 2010; Formação em Hipnose e terapia Ericksoniana pelo Instituto Milton Erickson de Belo Horizonte - 2013; Pós Graduação / Especialização em Análise Transacional

Leia mais

É o conjunto de princípios e leis, revelados pelos Espíritos Superiores, contidos nas obras de Allan Kardec que constituem a Codificação Espírita.

É o conjunto de princípios e leis, revelados pelos Espíritos Superiores, contidos nas obras de Allan Kardec que constituem a Codificação Espírita. 1 2 É o conjunto de princípios e leis, revelados pelos Espíritos Superiores, contidos nas obras de Allan Kardec que constituem a Codificação Espírita. O Espiritismo é uma ciência que trata da natureza,

Leia mais

Aula 01: Introdução e conceitos básicos. Ghislaine Miranda Bonduelle

Aula 01: Introdução e conceitos básicos. Ghislaine Miranda Bonduelle Aula 01: Introdução e conceitos básicos Ghislaine Miranda Bonduelle Introdução Importância da Qualidade Evolução da Qualidade Qualidade Qualidades dos produtos (ou serviços) De acordo com exigência explícita

Leia mais

Resultado da Avaliação final em Orientação ao preenchimento da avaliação das aulas semanais. O que é o Espiritismo? Parte 1 (Trilogia)

Resultado da Avaliação final em Orientação ao preenchimento da avaliação das aulas semanais. O que é o Espiritismo? Parte 1 (Trilogia) Aula Inaugural Resultado da Avaliação final em 22. Orientação ao preenchimento da avaliação das aulas semanais. O que é o Espiritismo? Parte 1 (Trilogia) 13/14-jan-23 1. Participante regular do COEM? SIM

Leia mais

OPQ Perfil OPQ. Relatório de Inteligência Emocional. Nome Sample Candidate. Data 23 outubro

OPQ Perfil OPQ. Relatório de Inteligência Emocional. Nome Sample Candidate. Data 23 outubro OPQ Perfil OPQ Relatório de Inteligência Emocional Nome Sample Candidate Data www.ceb.shl.com INTRODUÇÃO Este relatório descreve as competências-chave para o da Inteligência Emocional (IE), que se pode

Leia mais

PLANEJAMENTO Disciplina: Ensino Religioso Série: 7º ano Prof.:Cristiano Souza 1ª UNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES

PLANEJAMENTO Disciplina: Ensino Religioso Série: 7º ano Prof.:Cristiano Souza 1ª UNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES Disciplina: Ensino Religioso Série: 7º ano Prof.:Cristiano Souza 1ª UNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES O homem e sua relação com o Transcendente LIDERANÇA CHAMADOS PARA FORMAR UMA NAÇÃO Favorecer

Leia mais

EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU

EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU - Indissolubilidade do casamento - O divórcio INDISSOLUBILIDADE DO CASAMENTO Lei do Homem Mutável As leis humanas transformam-se

Leia mais

Orientação Mediúnica. 3ª edição Revista e Ampliada

Orientação Mediúnica. 3ª edição Revista e Ampliada T eddy Ne ilson T herezinha O liveira Orientação Mediúnica C oleção: Estudos ec 3ª edição Revista e Ampliada ursos CAMPINAS SP 2012 SUMÁRIO Apresentação...13 Introdução...15 1. A natureza tríplice do desenvolvimento

Leia mais

NOÇÕES DE PSICOLOGIA DO RELACIONAMENTO

NOÇÕES DE PSICOLOGIA DO RELACIONAMENTO NOÇÕES DE PSICOLOGIA DO RELACIONAMENTO A INTELIGÊNCIA A inteligência tem significados diferentes para pessoas diferentes. É a capacidade de usar a experiência e o conhecimento que constitui o comportamento

Leia mais

LIVRARIA YVONE PEREIRA - NEAA

LIVRARIA YVONE PEREIRA - NEAA LIVRARIA YVONE PEREIRA - NEAA Título Assunto Preço de venda (R$) Adolescer, verbo transitório Família 19,90 A arte do reencontro - Casamento Família 30,00 A arte moral de educar os filhos Família 35,00

Leia mais

ATENDIMENTO EM SUPERMERCADOS. Ivanete Pantoja Psicóloga CRP 10ª/03987.

ATENDIMENTO EM SUPERMERCADOS. Ivanete Pantoja Psicóloga CRP 10ª/03987. ATENDIMENTO EM SUPERMERCADOS Ivanete Pantoja Psicóloga CRP 10ª/03987. ATENDENDO A SI MESMO PARA ATENDER O OUTRO Autoconhecimento Capacidade de reconhecer e compreender emoções, bem como o efeito sobre

Leia mais

MEDIUNIDADE E SUA PRÁTICA

MEDIUNIDADE E SUA PRÁTICA UNIDADE 1 MEDIUNIDADE E SUA PRÁTICA AULA 6 Desenvolvimento mediúnico 1 2 A eclosão da mediunidade não deve ser forçada 3 A eclosão da mediunidade não depende de lugar, idade, sexo, renda, moral ou religião

Leia mais

Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro

Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro LEI NATURAL Necessidade da vida social e da vida em família Deus fez o homem para viver em sociedade. Os laços sociais são necessários

Leia mais

Doutrina Espírita ESDE

Doutrina Espírita ESDE Federação Espírita Brasileira Orientação ao Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita ESDE Organização e Coordenação: Carlos Campetti Colaboradores: Iracema Fernandes, Maria do Socorro Sousa Rodrigues,

Leia mais

SOCIEDADE ESPÍRITA OS MENSAGEIROS DA PAZ DEPARTAMENTO DOUTRINÁRIO REGIMENTO INTERNO

SOCIEDADE ESPÍRITA OS MENSAGEIROS DA PAZ DEPARTAMENTO DOUTRINÁRIO REGIMENTO INTERNO 1 1 OBJETIVO SOCIEDADE ESPÍRITA OS MENSAGEIROS DA PAZ DEPARTAMENTO DOUTRINÁRIO REGIMENTO INTERNO O presente regulamento tem por objetivo normatizar e ordenar os procedimentos a serem seguidos pelo Departamento

Leia mais

Avaliação da reunião mediúnica

Avaliação da reunião mediúnica FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Mediunidade: Estudo e Prática Programa 2 Módulo I A prática mediúnica na casa espírita Avaliação da reunião mediúnica Tema 5 Por que realizar sempre a avaliação da prática

Leia mais

MODULO 2 Manifestações Mediúnicas TÉCNICAS ACESSÓRIAS Teórica e pratica TEOM Tratamento de distúrbios Emocionais e/ou Obsessão pelo Magnetismo DEIM

MODULO 2 Manifestações Mediúnicas TÉCNICAS ACESSÓRIAS Teórica e pratica TEOM Tratamento de distúrbios Emocionais e/ou Obsessão pelo Magnetismo DEIM MODULO 2 Manifestações Mediúnicas TÉCNICAS ACESSÓRIAS Teórica e pratica TEOM Tratamento de distúrbios Emocionais e/ou Obsessão pelo Magnetismo DEIM Diálogo com Entidade Incorporada no Médium DEIP Diálogo

Leia mais

Workshop Ministério de Formação RCC/Brasil

Workshop Ministério de Formação RCC/Brasil Workshop Ministério de Formação RCC/Brasil Ensino: Aos Pés do Mestre Aos Pés do Mestre Escuta Profética Núcleo MF/Campinas/2015 Visualização: Jesus sentado ensinando e formando à todos. Ele voltassem para

Leia mais

MANUAL DE CÉLULAS PASTOR TONY SILVEIRA

MANUAL DE CÉLULAS PASTOR TONY SILVEIRA MANUAL DE CÉLULAS PASTOR TONY SILVEIRA 2000 Tony Silveira Todos os Direitos reservados. Proibida a Reprodução não Autorizada PRINCÍPIOS DE ORAÇÃO INDICE 1. ORAÇÃO EFICAZ 3 2. ORAÇÃO POR NÓS PRÓPRIOS 4

Leia mais

Atendimento fraterno

Atendimento fraterno Atendimento fraterno Desafios atuais da familia e o consolo da D.E. Compartilhando conhecimentos e experiências... CEIC - Curitiba/PR 1 Diálogo fraterno: refletindo... Vinde a mim todos os vós que estais

Leia mais

QUAL O TEMPLO QUE DEUS HABITA AGORA?

QUAL O TEMPLO QUE DEUS HABITA AGORA? SÉRIE Por que precisamos ser cheios do Espírito Santo mais do que tudo? QUAL O TEMPLO QUE DEUS HABITA AGORA? Espírito Santo grego: parakletos CONSOLADOR CONSELHEIRO AUXILIADOR AMIGO Aquele que está ao

Leia mais

Inteligência Emocional

Inteligência Emocional Inteligência Emocional Andréa Sales Diretora Executiva (Cedido por Deise Ferreira Diretora Nacional Sênior de Vendas) Emoção É visível que a crise que a humanidade atravessa nos dias de hoje com crimes

Leia mais

PLANEJAMENTO DAS AULAS CURSO DE DOUTRINA ESPÍRITA PRIMEIRO ANO

PLANEJAMENTO DAS AULAS CURSO DE DOUTRINA ESPÍRITA PRIMEIRO ANO PLANEJAMENTO DAS AULAS CURSO DE DOUTRINA ESPÍRITA PRIMEIRO ANO Aula Conteúdo da Aula Referências 1 TEMA: O CURSO DE DOUTRINA ESPÍRITA - Integração Ficha do aluno - preencher e entregar o programa - Objetivos,

Leia mais

O jovem e o Espiritismo

O jovem e o Espiritismo O jovem e o Espiritismo Os jovens de hoje gostam do luxo; são mal comportados e desprezam a autoridade; não têm respeito pelos mais velhos e passam o tempo a falar em vez de trabalhar. Será que essas palavras,

Leia mais

Trabalho em Equipe. São unidades com duas ou mais pessoas que interagem e coordenam seu trabalho para conseguir atingir uma meta específica.

Trabalho em Equipe. São unidades com duas ou mais pessoas que interagem e coordenam seu trabalho para conseguir atingir uma meta específica. Equipe Trabalho em Equipe São unidades com duas ou mais pessoas que interagem e coordenam seu trabalho para conseguir atingir uma meta específica. Objetivo comum. Objetivos do grupo acima dos interesses

Leia mais

Apometria e universalismo. Escrito por Victor Rebelo

Apometria e universalismo. Escrito por Victor Rebelo Muitos leitores têm se manifestado expressando suas opiniões, críticas e elogios. Muitos nos parabenizam por nossa linha editorial, sempre de cunho universalista. Portanto, gostaria de abordar este tema.

Leia mais

Orgulho e egoísmo. As Dores da Alma. Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro

Orgulho e egoísmo. As Dores da Alma. Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro Orgulho e egoísmo As Dores da Alma Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro Sobre a obra Em nossos apontamentos, denominamos os sete pecados capitais como as dores da alma. São

Leia mais

Inteligência Emocional

Inteligência Emocional Inteligência Emocional Andréa Sales Diretora Executiva (Cedido por Deise Ferreira Diretora Nacional Sênior de Vendas) * Video conflito entre razão e emoção Emoção É visível que a crise que a humanidade

Leia mais

Objetivo: Compreender as causas da obsessão e Identificar seus Tipos e Graus. Programa 1 - Módulo 3 Roteiro 5. Facilitador(a): Daniela e Mônica

Objetivo: Compreender as causas da obsessão e Identificar seus Tipos e Graus. Programa 1 - Módulo 3 Roteiro 5. Facilitador(a): Daniela e Mônica Programa 1 - Módulo 3 Roteiro 5. 06/07-10-13 Facilitador(a): Daniela e Mônica Objetivo: Compreender as causas da obsessão e Identificar seus Tipos e Graus. 06/07-10-13 Facilitador(a): Daniela Oliveira

Leia mais

IRRADIAÇÃO E VIBRAÇÃO OBJETIVO

IRRADIAÇÃO E VIBRAÇÃO OBJETIVO IRRADIAÇÃO E VIBRAÇÃO Monitores: Alice Akemi, Franciene Briand e Marlene Barros 02 e 03/11/2014 OBJETIVO Compreender o processo da irradiação e a sua importância nas diversas atividades na Casa Espírita.

Leia mais

Trabalhos de Desobsessão. Fernanda, Maria José e Marlene 09 e 10/10/2011

Trabalhos de Desobsessão. Fernanda, Maria José e Marlene 09 e 10/10/2011 Trabalhos de Desobsessão Fernanda, Maria José e Marlene 09 e 10/10/2011 Objetivo Perceber a dinâmica dos trabalhos voltados a desobsessão OBSESSÃO - CONCEITOS É [...] o domínio que alguns Espíritos logram

Leia mais

AME - Aliança Municipal Espírita de Uberlândia Núcleo de Educação Espírita Departamento de Família

AME - Aliança Municipal Espírita de Uberlândia Núcleo de Educação Espírita Departamento de Família AME - Núcleo de Educação Espírita Departamento de Família Sendo os primeiros médicos da alma dos filhos, deveriam (os pais) ser instruídos não só de seus deveres, mas dos meios de cumprí-los. AlIan Kardec

Leia mais

Auto-Estima. Elaboração:

Auto-Estima. Elaboração: Auto-Estima Elaboração: www.searadomestre.com.br Estima 1. Apreciação favorável de uma pessoa ou coisa; amizade, apreço, afeição. 2. Consideração. 3. Estimativa, avaliação. O que é Qualidade de Vida? Requisitos

Leia mais

Divaldo Pereira Franco. Pelo Espírito Bezerra de Menezes. Em nome. do Amor. A mediunidade com Jesus

Divaldo Pereira Franco. Pelo Espírito Bezerra de Menezes. Em nome. do Amor. A mediunidade com Jesus Divaldo Pereira Franco Pelo Espírito Bezerra de Menezes Em nome do Amor A mediunidade com Jesus Organização: Antônio Cesar Perri de Carvalho Marta Antunes de Oliveira Geraldo Campetti Sobrinho SUMÁRIO

Leia mais

A COMUNICAÇÃO E A ENFERMAGEM. Maria da Conceição Muniz

A COMUNICAÇÃO E A ENFERMAGEM. Maria da Conceição Muniz A COMUNICAÇÃO E A ENFERMAGEM Maria da Conceição Muniz Acredite em você Nunca deixe de sonhar Na enfermagem, pode-se verificar o valor da comunicação entre enfermeiro e paciente com a sustentação do desenvolvimento

Leia mais

UNIDADE 3 A MEDIUNIDADE E O MÉDIUM

UNIDADE 3 A MEDIUNIDADE E O MÉDIUM UNIDADE 3 A MEDIUNIDADE E O MÉDIUM AULA 20 Obsessão 1 2 Obsessão é a ação prejudicial, insistente, dominadora, de um Espírito sobre outro Therezinha Oliveira 3 Exercida por conta própria ou a mando de

Leia mais

- estabelecer um ambiente de relações interpessoais que possibilitem e potencializem

- estabelecer um ambiente de relações interpessoais que possibilitem e potencializem O desenvolvimento social e cognitivo do estudante pressupõe que ele tenha condições, contando com o apoio dos educadores, de criar uma cultura inovadora no colégio, a qual promova o desenvolvimento pessoal

Leia mais

Etapas de realização da reunião mediúnica

Etapas de realização da reunião mediúnica FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Mediunidade: Estudo e Prática Programa 2 Módulo I A prática mediúnica na casa espírita Etapas de realização da reunião mediúnica Tema 2 O que define o êxito de uma atividade

Leia mais

FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO DE CONSELHEIROS PARA CONSELHOS DE PORTADORES DE DEFICIÊNCIA

FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO DE CONSELHEIROS PARA CONSELHOS DE PORTADORES DE DEFICIÊNCIA CENTRO DE DEFESA DE DIREITOS HUMANOS DE BETIM FUNDAÇÃO BANCO DO BRASIL FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO DE CONSELHEIROS PARA CONSELHOS DE PORTADORES DE DEFICIÊNCIA PALESTRANTE ANA RITA DE MACEDO MOURA Psicóloga

Leia mais

Coragem na doença. Adriana Pizzutti dos Santos

Coragem na doença. Adriana Pizzutti dos Santos Adriana Pizzutti dos Santos Minha experiência de quase morte! Por que isso comigo? Não era a taturana! dos ro os v i O L spírit E n Alla c e Kard Josué Psicografado em 17.08.12 Mesmo o mais forte e saudável

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: Fazer o Bem Sem Ostentação. Palestrante: Aparecida Cruz. Promovida pelo IRC-Espiritismo

Palestra Virtual. Tema: Fazer o Bem Sem Ostentação. Palestrante: Aparecida Cruz. Promovida pelo IRC-Espiritismo Palestra Virtual Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Fazer o Bem Sem Ostentação Palestrante: Aparecida Cruz Rio de Janeiro 06/06/2003 Organizadores da Palestra: Moderador:

Leia mais

PARA QUE OS MÉDIUNS e TRABALHADORES ESTUDEM SEMPRE?

PARA QUE OS MÉDIUNS e TRABALHADORES ESTUDEM SEMPRE? DE ONDE VEM A ORIENTAÇÃO PARA QUE OS MÉDIUNS e TRABALHADORES ESTUDEM SEMPRE? A IMPORTÂNCIA DO ESTUDO Algumas anotações: REFLEXÕES DO PERCURSO Joanna de Angelis Manoel Philomeno de Miranda Orientação ao

Leia mais

GRUPO SCHEILLA REGIMENTO INTERNO COD: Grupo Scheilla XX Título: MED Coordenação de Ação Mediúnica Revisão: 0

GRUPO SCHEILLA REGIMENTO INTERNO COD: Grupo Scheilla XX Título: MED Coordenação de Ação Mediúnica Revisão: 0 Aprovação CAD: Data: 11/03/2011 Aprovação CRA: Data: 06/10/2013 1. FINALIDADE DO REGIMENTO INTERNO Regulamentar o funcionamento e unificar os procedimentos das atividades Mediúnicas realizadas no Grupo

Leia mais

P S A T S ORAL DA AC A OLHID OLHID

P S A T S ORAL DA AC A OLHID OLHID PASTORAL DA ACOLHIDA Paróquia Sagrada Família Itajubá 06 05 2012 PASTORAL DA ACOLHIDA Todos são de suma importância na comunidade paroquial A acolhida de vocês deve ser como a acolhida de Jesus que acolhe

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA PERNAMBUCANA DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA ESPIRITUAL

FEDERAÇÃO ESPÍRITA PERNAMBUCANA DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA ESPIRITUAL FEDERAÇÃO ESPÍRITA PERNAMBUCANA DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA ESPIRITUAL Elaborado por: Maria da Paz Corrêa de Santana Patrícia Santana FEDERAÇÃO ESPÍRITA PERNAMBUCANA AV. JOÂO DE BARROS, 1629 ENCRUZILHADA

Leia mais

ESTABELECIMENTO DE ENSINO EDUCAÇÃO INFANTIL

ESTABELECIMENTO DE ENSINO EDUCAÇÃO INFANTIL PREFEITURA MUNICIPAL DE PATOS DE MINAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DIÁRIO ESCOLAR / ANO ESTABELECIMENTO DE ENSINO EDUCAÇÃO INFANTIL BERÇÁRIO / MATERNAL I EDUCADORAS: TURMA: 1 INTRODUÇÃO O Diário é

Leia mais

Entendendo o Tratamento Espiritual. Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro

Entendendo o Tratamento Espiritual. Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro Entendendo o Tratamento Espiritual 1 Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro Definição de Espírito Que definição se pode dar dos Espíritos? Pode dizer-se que os Espíritos são

Leia mais

OFICINA DE FUTEBOL MASCULINO E FEMININO TRABALHANDO MENTES E FORMANDO CIDADÃOS ATRAVÉS DO ESPORTE

OFICINA DE FUTEBOL MASCULINO E FEMININO TRABALHANDO MENTES E FORMANDO CIDADÃOS ATRAVÉS DO ESPORTE OFICINA DE FUTEBOL MASCULINO E FEMININO TRABALHANDO MENTES E FORMANDO CIDADÃOS ATRAVÉS DO ESPORTE É sabido que através da prática esportiva, o indivíduo pode ser norteado a caminhos contrários a violência,

Leia mais

Lembrança da Confraternização. Centro Espírita Alvorecer Cristão (CEAC) Final de ano (2011) e aniversário de 30 anos 16/12/2011

Lembrança da Confraternização. Centro Espírita Alvorecer Cristão (CEAC) Final de ano (2011) e aniversário de 30 anos 16/12/2011 Lembrança da Confraternização Centro Espírita Alvorecer Cristão (CEAC) Final de ano (2011) e aniversário de 30 anos 16/12/2011 2 Nosso Convite Na seqüência veja como foi a festa... 3 Preparação Nossa querida

Leia mais

Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015

Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015 Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015 Durante os meus estudos, fiquei me perguntando, o que trazer de muito especial para compartilhar com os irmãos,

Leia mais

A evangelização é uma parte importante e fundamental da fé e vida cristã.

A evangelização é uma parte importante e fundamental da fé e vida cristã. A evangelização é uma parte importante e fundamental da fé e vida cristã. Uma missão irrenunciável da igreja como um todo e do cristão particularmente. O QUE É INDISPENSÁVEL PARA A EVANGELIZAÇÃO? Conversão

Leia mais

Evangelho. As Bem- Aventuranças Mateus: 5:1-12

Evangelho. As Bem- Aventuranças Mateus: 5:1-12 Evangelho As Bem- Aventuranças Mateus: 5:1-12 12 As Bem Aventuranças 1. Bem Aventurados os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos Céus. 2. Bem Aventurados os que choram, porque eles serão consolados.

Leia mais

Uma comunicação que alcance todas as periferias que precisam da luz do Evangelho (EG 20).

Uma comunicação que alcance todas as periferias que precisam da luz do Evangelho (EG 20). A comunicação de uma Igreja em Saída. Uma comunicação que alcance todas as periferias que precisam da luz do Evangelho (EG 20). Uma comunicação rápida, em todos os lugares, em todas as ocasiões, sem repugnâncias

Leia mais

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS.

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS. ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS MÓDULO 8 O SIGNIFICADO DAS LEIS DE LIBERDADE, RESPONSABILIDADE E CAUSA E EFEITO EM NOSSAS VIDAS O SIGNIFICADO DAS PROVAS E

Leia mais