Questão 1. Em relação ao controle repressivo de constitucionalidade das leis é correto afirmar:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Questão 1. Em relação ao controle repressivo de constitucionalidade das leis é correto afirmar:"

Transcrição

1 PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO CONSTITUCIONAL P á g i n a 1 Questão 1. Em relação ao controle repressivo de constitucionalidade das leis é correto afirmar: I. No sistema brasileiro é abstrato e feito exclusivamente pelo poder judiciário de maneira concentrada; II. No sistema brasileiro se admite que o poder legislativo o faça, excepcionalmente, no caso das medidas provisórias e das leis delegadas; III. No sistema brasileiro é abstrato e concentrado em face da Constituição Federal e concreto em face das Constituições Estaduais; IV. O sistema brasileiro admite tanto a via concentrada quanto a difusa em face da Constituição Federal. a) Todas as afirmações são verdadeiras. b) As afirmações I e II são verdadeiras. c) Apenas a afirmação III é verdadeira. d) As afirmações II e IV são verdadeiras. e) Nenhuma afirmação é verdadeira. Questão 2. Quanto às afirmações abaixo, marque a alternativa INCORRETA: I. O controle abstrato de normas não é um processo contraditório, de partes, mas sim um processo que objetiva, sobretudo, a defesa da Constituição e da legalidade democrática; II. III. IV. Na ADI (ação direta de inconstitucionalidade) genérica os efeitos da decisão podem ser modulados; A ADPF (ação de descumprimento de preceito fundamental) tem um caráter subsidiário no controle concentrado de constitucionalidade relativamente às matérias não suscetíveis de exame neste tipo de controle, isto é, ao direito anterior à constituição, à controvérsia constitucional sobre normas revogadas e às normas municipais submetidas ao controle de constitucionalidade em face da CF; Na ADPF (ação de descumprimento de preceito fundamental) os efeitos da decisão são erga omnes e vinculantes e por razões de segurança jurídica não se permite a sua modulação; a) Somente as alternativas I e II são incorretas; b) Todas as alternativas são incorretas.

2 c) Somente a alternativa IV é incorreta. d) Somente a alternativa III é incorreta. e) Somente as alternativas III e IV são incorretas. Questão 3. Em relação ao poder constituinte é correto afirmar: P á g i n a 2 I. Falar de poder constituinte é falar de democracia, pois na modernidade ambos os conceitos foram quase sempre correspondentes; II. III. IV. O poder constituinte não é apenas fonte onipotente e expansiva que produz normas constitucionais, mas, é também o sujeito desta produção, uma atividade também onipotente e expansiva; O poder constituinte do ponto de vista jurídico-constitucional não significa tão somente o ato de produzir normas constitucionais e estruturar os poderes constituídos, mas, também, o de regular a política democrática; O poder constituinte resiste à constitucionalização, pois a potência que ele oculta é rebelde a uma integração total em um sistema hierarquizado de normas e de competências. V. A crise do poder constituinte resulta do fato de que este é ao mesmo tempo pré-constitucional ou transconstitucional (pois liga uma constituição a outra), mas também, é um poder constituído, na medida em que pressupõe uma base constitucional para prosseguir através das constituições. a) Apenas a alternativa V é incorreta. b) Todas as alternativas são corretas. c) Apenas as alternativas I e II são corretas. d) As alternativas I e III são corretas. e) As alternativas I, II e III são corretas. Questão 4. Assinale a alternativa correta: I. Tanto os atos de revisão constitucional quanto as emendas à Constituição podem incidir em inconstitucionalidade em face da inobservância das limitações jurídicas superiormente estabelecidas na Constituição por deliberação do constituinte originário; II. As limitações ao poder constituinte de reforma restringem-se tão somente às emendas à Constituição; III. Não há quaisquer limitações circunstâncias ao poder de emendar a constituição havendo apenas as de ordem material; IV. As emendas constitucionais podem sofrer controle de constitucionalidade incidental ao se admitir mandado de segurança contra o processamento de emenda que viole cláusula pétrea. a) Todas as alternativas são verdadeiras.

3 b) As alternativas I e IV são verdadeiras. c) Todas as alternativas são falsas. d) As alternativas I e III são verdadeiras. e) As alternativas II, III e IV são verdadeiras. P á g i n a 3 Questão 5. As constituições contemporâneas apresentam uma multifuncionalidade de normas. Com base nesta afirmação é correto afirmar: I. Regras e princípios são tipos de normas constitucionais e se aplicam a maneira do tudo ou nada; II. Regras e princípios permitem compreender a constituição como um sistema aberto; III. Em caso de conflito de regras, estas admitem a ponderação segundo o método proposto por Robert Alexy; IV. Alexy justifica a racionalidade da ponderação de valores através do uso do princípio da proporcionalidade, o qual envolve três outros subprincípios: princípio da adequação, princípio da necessidade e princípio da proporcionalidade em sentido estrito. a) Todas as alternativas são corretas. b) As alternativas I e II são corretas. c) As alternativas II e IV são corretas. d) As alternativas I e III são corretas. e) As alternativas II, III e IV são corretas. Questão 6. A respeito dos direitos humanos e dos direitos fundamentais no ordenamento jurídico brasileiro é correto afirmar que: I. O Supremo Tribunal Federal adota, exceto para aqueles aprovados com procedimento análogo ao das Emendas Constitucionais, a tese da supralegalidade dos tratados sobre direitos humanos. II. Para o Supremo Tribunal Federal, os tratados internacionais sobre direitos humanos são sempre incorporados à ordem jurídica nacional com a mesma hierarquias das normas constitucionais. III. A doutrina brasileira não estabelece distinção entre as eficácias vertical e horizontal dos direitos fundamentais. IV. O controle de convencionalidade é o mecanismo que procura estabelecer a compatibilidade de atos normativos internos com os tratados internacionais, sejam estes de direitos humanos ou não. Tal mecanismo não é compatível com a ordem jurídica brasileira. Assinale a alternativa correta. a) Somente a afirmativa 1 é verdadeira.

4 b) Somente as afirmativas 2 e 3 são verdadeiras. c) Somente as afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras. d) Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras. e) As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras. P á g i n a 4 Questão 7. A respeito da jurisdição constitucional brasileira, assinale V ou F: ( ) O Supremo Tribunal Federal não pode, em sede de Ação Direta de Inconstitucionalidade, diante da natureza do meio processual referido, declarar a inconstitucionalidade de lei com efeitos meramente prospectivos. ( ) A ADPF pode substanciar meio viável, em relação às obrigações positivas derivadas de preceitos fundamentais, para o controle da omissão inconstitucional. ( ) As Comissões Parlamentares de Inquérito municipais, ao contrário das criadas no âmbito federal, inclusive porque a jurisdição é sempre nacional, não dispõem de poderes de investigação próprios da autoridade judicial. ( ) Não cabe aos Estados, embora autorizados pelas suas Constituições, legislar por meio de medidas provisórias, instrumento normativo excepcional editado, exclusivamente, no âmbito federal, pelo Presidente da República. Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo. a) F V F F. b) F V F V. c) V F V F. d) V V F F. e) V V F V. Questão 8. Assinale a alternativa incorreta: a) Embora polêmica, é defensável, tendo sido inclusive advogada pelo Ministro Gilmar Mendes, a tese da mutação constitucional do Art. 52, X da Constituição Federal, que cuida da suspensão da execução de dispositivo legal declarado inconstitucional pelo STF, para afirmar que o papel do Senado resume-se a conferir publicidade à decisão da Corte. b) STF admite a possibilidade da modulação dos efeitos da sentença nos termos da Lei 9.868/1999 em seu Art. 27. Ao declarar a inconstitucionalidade de lei ou ato normativo, e tendo em vista razões de segurança nacional ou de excepcional interesse social, poderá o Supremo Tribunal Federal, por simples maioria, restringir os efeitos daquela declaração ou decidir que ela só tenha eficácia a partir de seu trânsito em julgado ou de outro momento que venha a ser fixado. c) A possibilidade da mutação constitucional resulta da dissociação entre normas e texto. Se a norma constitucional não se confunde

5 P á g i n a 5 com o seu texto, abrangendo também o fragmento da realidade sobre a qual incide, é evidente que nem toda mudança da Constituição supõe alteração textual. d) Não é cabível mandado de segurança contra lei em tese, mesmo na circunstância de grave violação de direito fundamental. e) A reclamação constitui meio processual previsto pela Constituição. Questão 9. Assinale a alternativa correta: a) a)art. 7º da Lei 9.868/1999 dispõe que: Não se admitirá intervenção de terceiros no processo de ação direta de inconstitucionalidade.. Em razão disso, não é admitido o amicus curiae nas ações diretas de inconstitucionalidade. b) De acordo com o Art. 12-A da Lei 0.868/1999, os legitimados para propor a ação declaratória de inconstitucionalidade por omissão são os mesmos da ação direta de inconstitucionalidade e da ação civil pública. c) Será concedido mandado de injunção sempre que a falta de norma regulamentadora torne inviável o exercício dos direitos e liberdades constitucionais e das prerrogativas inerentes à nacionalidade, à soberania e à cidadania. d) A proporcionalidade corresponde a um meio para promover a racionalização do exame de validade das restrições a direitos fundamentais. O teste da legitimidade e da adequação verifica se os meios utilizados são realmente necessários ou se haveria uma forma menos gravosa para o caso, sendo que o escrutínio da necessidade controla os fins buscados pelo legislador, verificando se eles são compatíveis com a normativa constitucional. e) As Cortes constitucionais diante de um caso dispõem, em geral, de três alternativas. Em primeiro lugar, podem declarar a inconstitucionalidade de uma lei. Em segundo lugar, podem validar e legitimar o ato normativo impugnado, reconhecendo-o como compatível com a Constituição. Há, no entanto, uma terceira via, lembra a melhor doutrina: a Corte pode decidir não decidir. Para tanto, lança mão de uma série de técnicas de não decisão, as chamadas virtudes passivas. A terceira opção, embora presente em outros países, não tem lugar no Brasil diante do princípio da inafastabilidade da apreciação judicial. Questão 10. A respeito do direito constitucional, assinale V ou F: ( ) O Canadá é um exemplo daquilo que é chamado de constitucionalismo do commonwealth em que foram realizadas reformas institucionais com vistas ao duplo objetivo de proteger direitos fundamentais e escapar da dificuldade contramajoritária, concedendo a última palavra ao legislador. ( ) A constitucionalização do Direito não se esgota no tratamento constitucional de temas previamente disciplinados pela legislação ordinária. Mais que isso, ela envolve a filtragem constitucional do Direito, a

6 P á g i n a 6 interpretação de todas as normas à luz da Constituição, buscando-se sempre a exegese que mais prestigie os seus valores e promova os seus objetivos. A constitucionalização do Direito exige sempre a manifestação das virtudes ativas do Judiciário. ( ) Para Ronald Dworkin os princípios estão divididos em princípios em sentido estrito e diretrizes políticas. Os primeiros são relacionados aos direitos, e devem ser observados porque se trata de uma exigência de justiça, de equidade ou de alguma outra dimensão de moralidade. As segundas são standards que estabelecem um objetivo a ser alcançado geralmente a melhoria de algum aspecto econômico, político ou social da comunidade. Dworkin atribui primazia aos princípios em sentido estrito em relação às diretrizes políticas. ( ) De acordo com a exigência da correção funcional cabe ao intérprete, quando se depara com dispositivo legal aberto, ambíguo ou plurissignificativo, lhe atribuir exegese que o torne compatível com o texto constitucional. Nesse caso, o intérprete não fica impedido também de buscar, livremente, sentidos alternativos para os próprios enunciados constitucionais que servem de parâmetro, de modo a corrigir a sua funcionalidade. Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo. a) F F F F. b) V F V F. c) V V F V. d) V V F F. e) V V V V. GABARITO DIREITO CONSTITUCIONAL QUESTÕES ALTERNATIVA 01 D 02 C 03 B 04 B 05 C 06 A 07 B 08 B 09 C 10 B

1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO CONSTITUCIONAL

1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO CONSTITUCIONAL 1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO CONSTITUCIONAL P á g i n a 1 QUESTÃO 1 - Em relação às emendas à constituição é verdadeiro: I. No sistema brasileiro cabe a sua propositura ao presidente da república, aos

Leia mais

1 Direito processual constitucional, 7

1 Direito processual constitucional, 7 1 Direito processual constitucional, 7 1.1 Esclarecimentos iniciais, 7 1.2 Direito processual constitucional: objeto de estudo, 8 1.3 Jurisdição, processo, ação e defesa, 10 1.4 Constituição e processo,

Leia mais

ARTIGO: O controle incidental e o controle abstrato de normas

ARTIGO: O controle incidental e o controle abstrato de normas ARTIGO: O controle incidental e o controle abstrato de normas Luís Fernando de Souza Pastana 1 RESUMO: Nosso ordenamento jurídico estabelece a supremacia da Constituição Federal e, para que esta supremacia

Leia mais

CAPÍTULO 1: NOTAS INTRODUTÓRIAS...1

CAPÍTULO 1: NOTAS INTRODUTÓRIAS...1 Sumário CAPÍTULO 1: NOTAS INTRODUTÓRIAS...1 1. Introdução...1 2. Pressupostos Teóricos do Controle de Constitucionalidade...2 3. Supremacia Constitucional Fundamento do Mecanismo de Controle de Constitucionalidade...2

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE

DIREITO CONSTITUCIONAL CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE DIREITO CONSTITUCIONAL CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE Atualizado em 22/10/2015 CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE MODELOS DE CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE No que diz respeito ao número de órgãos do Poder

Leia mais

AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE

AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE Competência De acordo com o art. 102, I, a, CR(Constituição da República Federativa do Brasil), compete ao Supremo Tribunal Federal processar e julgar, originariamente,

Leia mais

PROF. RAUL DE MELLO FRANCO JR. UNIARA

PROF. RAUL DE MELLO FRANCO JR. UNIARA PROF. RAUL DE MELLO FRANCO JR. UNIARA Conceito Controlar a constitucionalidade de lei ou ato normativo significa: a) impedir a subsistência da eficácia de norma contrária à Constituição (incompatibilidade

Leia mais

Como pensa o examinador em provas para a Magistratura do TJ-RS? MAPEAMENTO DAS PROVAS - DEMONSTRAÇÃO -

Como pensa o examinador em provas para a Magistratura do TJ-RS? MAPEAMENTO DAS PROVAS - DEMONSTRAÇÃO - Curso Resultado Um novo conceito em preparação para concursos! Como pensa o examinador em provas para a Magistratura do TJ-RS? MAPEAMENTO DAS PROVAS - DEMONSTRAÇÃO - Trabalho finalizado em julho/2015.

Leia mais

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE As normas elaboradas pelo Poder Constituinte Originário são colocadas acima de todas as outras manifestações de direito. A própria Constituição Federal determina um procedimento

Leia mais

DIREITOS COLETIVOS E CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE II. Professor Juliano Napoleão

DIREITOS COLETIVOS E CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE II. Professor Juliano Napoleão DIREITOS COLETIVOS E CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE II Professor Juliano Napoleão UNIDADE 1 O controle de constitucionalidade no Brasil 1.1 Considerações iniciais: conceito, pressupostos e objetivos do

Leia mais

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE AULA 6. Prof. Eduardo Casassanta

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE AULA 6. Prof. Eduardo Casassanta CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE AULA 6 Prof. Eduardo Casassanta ARGUIÇÃO DE DESCUMPRIMENTO DE PRECEITO FUNDAMENTAL Previsão constitucional e infraconstitucional A ADPF está prevista no art. 102, 1º da

Leia mais

LISTA DE ABREVIATURAS UTILIZADAS INTRODUÇÃO Capítulo 1 FUNDAMENTOS TEÓRICOS DO PROCESSO LEGISLATIVO... 25

LISTA DE ABREVIATURAS UTILIZADAS INTRODUÇÃO Capítulo 1 FUNDAMENTOS TEÓRICOS DO PROCESSO LEGISLATIVO... 25 SUMÁRIO LISTA DE ABREVIATURAS UTILIZADAS... 21 INTRODUÇÃO... 23 Capítulo 1 FUNDAMENTOS TEÓRICOS DO PROCESSO LEGISLATIVO... 25 1. Processo e procedimento... 25 1.1. Procedimentos legislativos... 26 2. Princípios

Leia mais

LISTA DE ABREVIATURAS UTILIZADAS INTRODUÇÃO Capítulo 1 FUNDAMENTOS TEÓRICOS DO PROCESSO LEGISLATIVO... 25

LISTA DE ABREVIATURAS UTILIZADAS INTRODUÇÃO Capítulo 1 FUNDAMENTOS TEÓRICOS DO PROCESSO LEGISLATIVO... 25 SUMÁRIO LISTA DE ABREVIATURAS UTILIZADAS... 21 INTRODUÇÃO... 23 Capítulo 1 FUNDAMENTOS TEÓRICOS DO PROCESSO LEGISLATIVO... 25 1. Processo e procedimento... 25 1.1. Procedimentos legislativos... 26 2. Princípios

Leia mais

PROCESSO CONSTITUCIONAL PROF. RENATO BERNARDI

PROCESSO CONSTITUCIONAL PROF. RENATO BERNARDI CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE Conceito: assegurar a supremacia da Constituição Federal. supremacia formal da Constituição Federal rigidez constitucional. Controlar a constitucionalidade consiste em examinar

Leia mais

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE A idéia de controle de constitucionalidade está ligada à supremacia da Constituição sobre todo o ordenamento jurídico e, também, à idéia de rigidez constitucional e proteção

Leia mais

SUMÁRIO. Capítulo I Teoria da Constituição...1

SUMÁRIO. Capítulo I Teoria da Constituição...1 SUMÁRIO Capítulo I Teoria da Constituição...1 1. Constituição...1 1.1 Conceito...1 1.2. Classificação das Constituições...1 1.3. Interpretação das Normas Constitucionais...3 1.4. Preâmbulo Constitucional...5

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Controle de constitucionalidade no Estado de Sergipe. A legislação municipal e o controle concentrado Carlos Henrique dos Santos * O controle de constitucionalidade é um meio indireto

Leia mais

f ÅâÄtwÉ wx IED / V Çv t céä à vt `öüv t cxä áátü INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO CIÊNCIA POLÍTICA

f ÅâÄtwÉ wx IED / V Çv t céä à vt `öüv t cxä áátü INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO CIÊNCIA POLÍTICA INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO CIÊNCIA POLÍTICA 01) Não se enquadra na subdivisão de "Público" o direito: a) Constitucional b) Administrativo. c) Judiciário / processual. d) Penal. e) Comercial. 02) Não

Leia mais

CEM. Magistratura Federal. Direito Constitucional

CEM. Magistratura Federal. Direito Constitucional CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER Direito Constitucional Período 2010 2016 1) CESPE - JF TRF1/TRF 1/2013 A respeito do sistema brasileiro de controle de constitucionalidade de leis e atos normativos, tal

Leia mais

Sumário CAPÍTULO I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO E DAS NORMAS CONSTITUCIONAIS... 13

Sumário CAPÍTULO I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO E DAS NORMAS CONSTITUCIONAIS... 13 Sumário 7 Sumário CAPÍTULO I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO E DAS NORMAS CONSTITUCIONAIS... 13 QUESTÕES... 13 I.1. Constitucionalismo e história das Constituições... 13 I.2. Conceito e concepções de Constituição...

Leia mais

1. CLASSIFICAÇÃO DAS NORMAS CONSTITUCIONAIS QUANTO A SUA EFICÁCIA. Traz a classificação das normas do direito norte-americano.

1. CLASSIFICAÇÃO DAS NORMAS CONSTITUCIONAIS QUANTO A SUA EFICÁCIA. Traz a classificação das normas do direito norte-americano. 1 DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO CONSTITUCIONAL PONTO 1: Classificação das Normas Constitucionais quanto a sua eficácia PONTO 2: Interpretação da Constituição PONTO 3: Tipologia das Normas Constitucionais

Leia mais

PONTO 1: Poder Constituinte PONTO 2: Poder Reformador PONTO 3: Poder Constituinte Decorrente 1. PODER CONSTITUINTE NATUREZA DO PODER CONSTITUINTE:...

PONTO 1: Poder Constituinte PONTO 2: Poder Reformador PONTO 3: Poder Constituinte Decorrente 1. PODER CONSTITUINTE NATUREZA DO PODER CONSTITUINTE:... 1 DIREITO CONSTITUCIONAL PONTO 1: Poder Constituinte PONTO 2: Poder Reformador PONTO 3: Poder Constituinte Decorrente Precedentes: RExt 466.343 RExt 349.703 HC 87.585 1. PODER CONSTITUINTE Poder de elaborar

Leia mais

Polo ativo: uma das pessoas públicas ou privadas prevista no art. 103 da CF. Presidente da República. Mesa do Senado Federal

Polo ativo: uma das pessoas públicas ou privadas prevista no art. 103 da CF. Presidente da República. Mesa do Senado Federal Turma e Ano: Turma Regular Master A Matéria / Aula: Direito Constitucional Aula 10 Professor: Marcelo Leonardo Tavares Monitora: Beatriz Moreira Souza 1. Fundamento da ADI (art. 102, I, a da CF c/c art.103

Leia mais

3. OBJETIVOS ESPECÍFICOS

3. OBJETIVOS ESPECÍFICOS DISCIPLINA: Jurisdição Constitucional CH total: 72h SEMESTRE DE ESTUDO: 10º Semestre TURNO: Matutino / Noturno CÓDIGO: DIR 193 1. EMENTA: A Constituição e a Defesa da Supremacia Constitucional. Antecedentes

Leia mais

LEI Nº 9.868, DE 10 DE NOVEMBRO DE 1999

LEI Nº 9.868, DE 10 DE NOVEMBRO DE 1999 LEI Nº 9.868, DE 10 DE NOVEMBRO DE 1999 O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Dispõe sobre o processo e julgamento da ação direta de inconstitucionalidade

Leia mais

O caso clássico de inconstitucionalidade formal é a usurpação de competência exclusiva do presidente da república para apresentar projeto de lei.

O caso clássico de inconstitucionalidade formal é a usurpação de competência exclusiva do presidente da república para apresentar projeto de lei. Turma e Ano: Turma Regular Master A Matéria / Aula: Direito Constitucional Aula 08 Professor: Marcelo Leonardo Tavares Monitora: Beatriz Moreira Souza 1. Tipos de inconstitucionalidade 1.1. Formal: Vício

Leia mais

Professor Otávio Piva

Professor Otávio Piva CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE 1) (Analista/TRT-6/2012) Segundo a Constituição Federal, a decisão proferida na ADC-19 produzirá (A) eficácia contra todos e efeito vinculante, relativamente aos demais

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL PROFESSOR: Fábio Ramos 2015 FGV TJ/PI Analista Judiciário Escrivão Judicial 1. A Constituição de 1988, ao enunciar os seus princípios fundamentais, fez menção, em seu art. 1º, à

Leia mais

Processo Legislativo II. Prof. ª Bruna Vieira

Processo Legislativo II. Prof. ª Bruna Vieira Processo Legislativo II Prof. ª Bruna Vieira 1.4. Espécies normativas (art. 59 da CF) a) emendas à Constituição b) leis complementares c) leis ordinárias d) leis delegadas e) medidas provisórias f) decretos

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 19

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 19 SUMÁRIO CAPÍTULO 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 19 Processo X Procedimento... 19 O Procedimento Comum no Processo de Conhecimento... 19 Procedimentos Especiais... 20 Atividade Jurisdicional Estrutura... 20

Leia mais

Direito Constitucional PARA CONCURSO DE. Juiz do Trabalho

Direito Constitucional PARA CONCURSO DE. Juiz do Trabalho Direito Constitucional PARA CONCURSO DE Juiz do Trabalho Direito Constitucional PARA CONCURSO DE Juiz do Trabalho Janice Helena Ferreri Morbidelli con cursos Direito Constitucional para concurso de Juiz

Leia mais

Teoria do Estado e da Constituição Prof. Dr. João Miguel da Luz Rivero ENTRADA EM VIGOR DE UMA NOVA CONSTITUIÇÃO

Teoria do Estado e da Constituição Prof. Dr. João Miguel da Luz Rivero ENTRADA EM VIGOR DE UMA NOVA CONSTITUIÇÃO Teoria do Estado e da Constituição Prof. Dr. João Miguel da Luz Rivero jmlrivero@gmail.com ENTRADA EM VIGOR DE UMA NOVA CONSTITUIÇÃO Vicente Paulo e Marcelo Alexandrino As normas de uma nova Constituição

Leia mais

Sumário. Parte I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO

Sumário. Parte I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO Sumário Parte I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO Capítulo I Conceitos básicos de teoria geral do Estado... 35 1. Conceito de Estado... 35 2. Estado vs. Nação... 35 3. Elementos do Estado... 36 3.1. Território...

Leia mais

Hugo Goes Direito Previdenciário Módulo 02 Aula Direito Previdenciário para o Concurso do INSS

Hugo Goes Direito Previdenciário Módulo 02 Aula Direito Previdenciário para o Concurso do INSS Hugo Goes Direito Previdenciário Módulo 02 Aula 001-005 Direito Previdenciário para o Concurso do INSS Fontes Hierarquia (ordem de graduação) Autonomia (entre os diversos ramos) Aplicação (conflitos entre

Leia mais

05/12/2016 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=&organizadora=&cargo=&disciplina=&escolaridade=&mo...

05/12/2016 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=&organizadora=&cargo=&disciplina=&escolaridade=&mo... 01 Q677820 Direito Constitucional Controle de Constitucionalidade Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TCE PAProva: Auditor de Controle BETA Externo Direito A respeito do controle de constitucionalidade, julgue

Leia mais

20/11/2014. Direito Constitucional Professor Rodrigo Menezes AULÃO DA PREMONIÇÃO TJ-RJ

20/11/2014. Direito Constitucional Professor Rodrigo Menezes AULÃO DA PREMONIÇÃO TJ-RJ Direito Constitucional Professor Rodrigo Menezes AULÃO DA PREMONIÇÃO TJ-RJ 1 01. A Constituição Federal de 1988 consagra diversos princípios, os quais exercem papel extremamente importante no ordenamento

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO N o 33, DE 2011 Altera a quantidade mínima de votos de membros de tribunais para declaração de inconstitucionalidade

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Vigência e validade da lei Luiz Flávio Gomes * O Estado constitucional e democrático de Direito, que é muito mais complexo e garantista que o antigo Estado de Direito, caracteriza-se

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. PLANO DE CURSO 2009/02 DISCIPLINA: DIREITO CONSTITUCIONAL III PROFESSOR: SERGIO ROBERTO LEAL DOS SANTOS TURMA:

Leia mais

Capítulo I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO Conceito de Constituição e supremacia constitucional... 27

Capítulo I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO Conceito de Constituição e supremacia constitucional... 27 ... 23 Capítulo I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO... 27 1. Conceito de Constituição e supremacia constitucional... 27... 27 1.2. Constituição política... 27 1.3. Constituição jurídica... 28 1.4. Constituição culturalista...

Leia mais

CONSIDERAÇÕES GERAIS SOBRE A AÇÃO CIVIL PÚBLICA... 23

CONSIDERAÇÕES GERAIS SOBRE A AÇÃO CIVIL PÚBLICA... 23 SUMÁRIO Capítulo I CONSIDERAÇÕES GERAIS SOBRE A AÇÃO CIVIL PÚBLICA... 23 1. Previsão normativa... 23 1.1. A tradição individualista na tutela dos direitos... 23 1.2. Surgimento e consolidação da tutela

Leia mais

SUMÁRIO. Direito_Constitucional_2aFaseOAB_3ed.indb 7 04/11/ :41:40

SUMÁRIO. Direito_Constitucional_2aFaseOAB_3ed.indb 7 04/11/ :41:40 SUMÁRIO 1. RAIO-X DA OAB 2ª FASE CONSTITUCIONAL... 15 1.1. Breve introdução... 15 1.2. Peças práticas... 15 1.3. Questões dissertativas... 19 1.4. Leitura programada... 21 2. PETIÇÃO INICIAL... 25 2.1.

Leia mais

TEMA 15: CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE

TEMA 15: CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE TEMA 15: CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE EMENTÁRIO DE TEMAS: A argüição de descumprimento de preceito fundamental, decorrente desta Constituição, será apreciada pelo Supremo Tribunal Federal, na forma

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2012

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2012 PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2012 Altera os arts. 102, 105, 108 e 125 da Constituição Federal para extinguir o foro especial por prerrogativa de função nos casos de crimes comuns. As Mesas

Leia mais

Sumário. CAPÍTULO 3 INTERPRETAÇÃO CONSTITUCIONAL 1. Introdução

Sumário. CAPÍTULO 3 INTERPRETAÇÃO CONSTITUCIONAL 1. Introdução Sumário CAPÍTULO 1 CONSTITUIÇÃO E DIREITO CONSTITUCIONAL 1. Direito Constitucional 2. Constitucionalismo moderno 3. Constituição 3.1. Conceito ideal de Constituição (Constituição ideal) 3.2. Concepção

Leia mais

S u m á r i o. Capítulo 1 O Constitucionalismo... 1

S u m á r i o. Capítulo 1 O Constitucionalismo... 1 S u m á r i o Capítulo 1 O Constitucionalismo... 1 1.1. Constitucionalismo, democracia e constituições escritas: coisas distintas... 1 1.2. Acepções quanto ao constitucionalismo... 1 1.3. Conceito... 2

Leia mais

O PAPEL DO SENADO FEDERAL NO CONTROLE DIFUSO DE CONSTITUCIONALIDADE

O PAPEL DO SENADO FEDERAL NO CONTROLE DIFUSO DE CONSTITUCIONALIDADE O PAPEL DO SENADO FEDERAL NO CONTROLE DIFUSO DE CONSTITUCIONALIDADE INTRODUÇÃO Geraldo Andrade da Silva * O presente artigo procura analisar o papel do Senado Federal dentro do controle difuso de constitucionalidade

Leia mais

CONTROLE JUDICIAL DOS ATOS NORMATIVOS DAS AGÊNCIAS REGULADORAS. Marcos Juruena Villela Souto

CONTROLE JUDICIAL DOS ATOS NORMATIVOS DAS AGÊNCIAS REGULADORAS. Marcos Juruena Villela Souto CONTROLE JUDICIAL DOS ATOS NORMATIVOS DAS AGÊNCIAS REGULADORAS Marcos Juruena Villela Souto REGULAÇÃO A regulação é uma atividade administrativa de intervenção do Estado no domínio econômico, mediante

Leia mais

Quesito avaliado. 5. Fundamentos: Cabimento do recurso: art. 102, III, a e foi interposto tempestivamente (art. 508 do CPC) (0,30);

Quesito avaliado. 5. Fundamentos: Cabimento do recurso: art. 102, III, a e foi interposto tempestivamente (art. 508 do CPC) (0,30); Peça prática Foi proposta uma ação direta de inconstitucionalidade pelo prefeito de um município do Estado X. O Tribunal de Justiça do Estado X julgou tal ação improcedente, tendo o acórdão declarado constitucional

Leia mais

1. EVOLUÇÃO HISTÓRICA DO SISTEMA BRASILEIRO DE CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE:

1. EVOLUÇÃO HISTÓRICA DO SISTEMA BRASILEIRO DE CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE: 1 DIREITO CONSTITUCIONAL PONTO 1: Evolução Histórica do Sistema Brasileiro de Controle de Constitucionalidade PONTO 2: Controle Difuso de Constitucionalidade PONTO 3: Súmula Vinculante 1. EVOLUÇÃO HISTÓRICA

Leia mais

PROPOSTA DE SÚMULA VINCULANTE N. 69

PROPOSTA DE SÚMULA VINCULANTE N. 69 PROPOSTA DE SÚMULA VINCULANTE N. 69 O que é: O enunciado da súmula terá por objeto a validade, a interpretação e a eficácia de normas determinadas, acerca das quais haja, entre órgãos judiciários ou entre

Leia mais

HERMENÊUTICA CONSTITUCIONAL

HERMENÊUTICA CONSTITUCIONAL HERMENÊUTICA CONSTITUCIONAL Objetivo final do estudo da Herm. Jurídica Ponto de encontro entre o social e o jurídico Dinamismo da sociedade desafia o intérprete Novo padrão interpretativo: norma + contexto

Leia mais

1 Estas são as hipóteses apresentadas por Gilmar Ferreira Mendes e Paulo Gustavo Gonet Branco, que me parece

1 Estas são as hipóteses apresentadas por Gilmar Ferreira Mendes e Paulo Gustavo Gonet Branco, que me parece OS ATOS DO PODER PÚBLICO, EVENTUALMENTE VIOLADORES DE PRECEITO FUNDAMENTAL, PASSÍVEIS DE QUESTIONAMENTO POR ADPF THE ACTS OF THE PUBLIC POWER, EVENTUALLY VIOLATORS OF FUNDAMENTAL PRECEPT, LIABLE OF QUESTIONING

Leia mais

Simulado TRT Direito Constitucional Simulado 1 Emilly Albuquerque

Simulado TRT Direito Constitucional Simulado 1 Emilly Albuquerque Simulado TRT Direito Constitucional Simulado 1 Emilly Albuquerque 2013 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. CONSTITUCIONAL TRT FCC TRT 16ª 2009 01. Considere: I. A Emenda

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ÓRGÃO ESPECIAL

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ÓRGÃO ESPECIAL PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO IMPETRADO: EXMO SR. GOVERNADOR DO ESTADO DO DECISÃO Trata-se de mandado de segurança interposto por REJANE DE ALMEIDA em face de EXMO SR. GOVERNADOR DO ESTADO DO E EXMO SR.

Leia mais

AULA 2: APLICABILIDADE DE UMA NOVA CONSTITUIÇÃO / MODIFICAÇÃO DA CF/88

AULA 2: APLICABILIDADE DE UMA NOVA CONSTITUIÇÃO / MODIFICAÇÃO DA CF/88 AULA 2: APLICABILIDADE DE UMA NOVA CONSTITUIÇÃO / MODIFICAÇÃO DA CF/88 Nesta aula, estudaremos como se dá a aplicabilidade de um novo texto constitucional e como pode ser modificado o texto da Constituição

Leia mais

princípios Os princípios sensíveis Os princípios estabelecidos

princípios Os princípios sensíveis Os princípios estabelecidos Olá pessoal, tudo bem? Comentei a prova do TCE-SC, especialidade Direito, prova difícil que exigiu do concurseiro muita compreensão de texto, doutrina pesada e também jurisprudência... Segue as questões.

Leia mais

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO MATO GROSSO CONCURSO PÚBLICO 2013 ESPELHO DE CORREÇÃO DA PROVA DISCURSIVA

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO MATO GROSSO CONCURSO PÚBLICO 2013 ESPELHO DE CORREÇÃO DA PROVA DISCURSIVA ENUNCIADO DA PEÇA O deputado X apresenta proposta de Emenda à Constituição do Estado de Mato Grosso inserindo, na competência exclusiva da Assembleia Legislativa, a de aprovar os nomes dos presidentes

Leia mais

Matérias previdenciárias no Supremo Tribunal Federal: como chegar e como atuar

Matérias previdenciárias no Supremo Tribunal Federal: como chegar e como atuar Matérias previdenciárias no Supremo Tribunal Federal: como chegar e como atuar SÃO PAULO PREVIDÊNCIA APEPREM X ENCONTRO TEMÁTICO Jurídico/Financeiro Agosto de 2016 SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL Função precípua

Leia mais

Unidade I INSTITUIÇÕES DO DIREITO. Prof. Me. Edson Guedes

Unidade I INSTITUIÇÕES DO DIREITO. Prof. Me. Edson Guedes Unidade I INSTITUIÇÕES DO DIREITO Prof. Me. Edson Guedes 1. Introdução ao Direito 1.1 Origem do Direito: Conflitos humanos; Evitar a luta de todos contra todos; 1. Introdução ao Direito 1.2 Conceito de

Leia mais

Organograma do exercício da Jurisdição no ordenamento pátrio segundo os parâmetros vigentes na Constituição Federal

Organograma do exercício da Jurisdição no ordenamento pátrio segundo os parâmetros vigentes na Constituição Federal BuscaLegis.ccj.ufsc.br Organograma do exercício da Jurisdição no ordenamento pátrio segundo os parâmetros vigentes na Constituição Federal João Fernando Vieira da Silva salermolima@hotmail.com O exercício

Leia mais

DIREITOS HUMANOS E A CONSTITUIÇÃO

DIREITOS HUMANOS E A CONSTITUIÇÃO DIREITOS HUMANOS E A CONSTITUIÇÃO Aula 06 NOS CAPÍTULOS ANTERIORES... Identificamos a evolução histórica dos direitos humanos Direitos Humanos Direitos fundamentais Geração x Dimensões Documentos Históricos

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 33, DE 2011

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 33, DE 2011 COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 33, DE 2011 Altera a quantidade mínima de votos de membros de tribunais para declaração de inconstitucionalidade de

Leia mais

A SEGURANÇA JURÍDICA ATRAVÉS DO PRINCÍPIO DA IRRETROATIVIDADE TRIBUTÁRIA E A MODULAÇÃO DOS EFEITOS DA DECISÃO

A SEGURANÇA JURÍDICA ATRAVÉS DO PRINCÍPIO DA IRRETROATIVIDADE TRIBUTÁRIA E A MODULAÇÃO DOS EFEITOS DA DECISÃO A SEGURANÇA JURÍDICA ATRAVÉS DO PRINCÍPIO DA IRRETROATIVIDADE TRIBUTÁRIA E A MODULAÇÃO DOS EFEITOS DA DECISÃO Henrique LOURENÇO DE AQUINO 1 Thaís RICCI PINHEIRO 2 RESUMO: O presente trabalho buscou através

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL

DIREITO CONSTITUCIONAL 1 DIREITO CONSTITUCIONAL PONTO 1: Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão e Mandado de Injunção PONTO 2: Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental 1) Ação Direta de Inconstitucionalidade

Leia mais

PLANO DE CURSO : JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL (CÓD. ENEX 60120) ETAPA: 4ª TOTAL DE ENCONTROS:

PLANO DE CURSO : JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL (CÓD. ENEX 60120) ETAPA: 4ª TOTAL DE ENCONTROS: PLANO DE CURSO DISCIPLINA: JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL (CÓD. ENEX 60120) ETAPA: 4ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades e Competências Textos,

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO CONSTITUCIONAL PEÇA PROFISSIONAL Um contingente de servidores públicos do município A, inconformado com a política salarial adotada pelo governo municipal, decidiu, após ter realizado paralisação

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XX EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XX EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL O Prefeito do Município Alfa, preocupado com a adequada conduta no seu mandato, procura o presidente nacional do seu partido político Beta, o qual possui representação

Leia mais

OS RECURSOS DE INCONSTITUCIONALIDADE PARA O TRIBUNAL CONSTITUCIONAL. Tribunal Constitucional, seminário 2013

OS RECURSOS DE INCONSTITUCIONALIDADE PARA O TRIBUNAL CONSTITUCIONAL. Tribunal Constitucional, seminário 2013 OS RECURSOS DE INCONSTITUCIONALIDADE PARA O TRIBUNAL CONSTITUCIONAL S Plano de apresentação S I. INTRODUÇÃO S II. RECURSO ORDINÁRIO DE INCONSTITUCIONALIDADE S III. RECURSO EXTRAORDINÁRIO S IV. REGIME COMPARADO

Leia mais

OAB 2ª Fase Direito Constitucional Meta 8 Cristiano Lopes

OAB 2ª Fase Direito Constitucional Meta 8 Cristiano Lopes OAB 2ª Fase Direito Constitucional Meta 8 Cristiano Lopes 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. META 8 LEITURA OBRIGATÓRIA Legislação: CF, art. 5 o, LXIX e LXX;

Leia mais

Direito Constitucional Dra. Vânia Hack de Almeida

Direito Constitucional Dra. Vânia Hack de Almeida 1 Teoria da Constituição e Direitos e Garantias Fundamentais 1. Em relação à aplicabilidade e à eficácia das normas constitucionais, assinale a alternativa INCORRETA a) A norma do art. 5º, III da Constituição

Leia mais

1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO DO TRIBUTÁRIO

1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO DO TRIBUTÁRIO 1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO DO TRIBUTÁRIO P á g i n a 1 QUESTÃO 1 - Quanto à sujeição passiva tributária, assinale a alternativa correta: A. O sujeito passivo é sempre aquele que pratica um fato signo-presuntivo

Leia mais

16/04/2015 PLENÁRIO : MIN. TEORI ZAVASCKI

16/04/2015 PLENÁRIO : MIN. TEORI ZAVASCKI Ementa e Acórdão Inteiro Teor do Acórdão - Página 1 de 5 RELATOR EMBTE.(S) ADV.(A/S) : MIN. TEORI ZAVASCKI :MULTIPLIC LTDA. : LUIZ ALFREDO TAUNAY E OUTRO(A/S) EMENTA: CONSTITUCIONAL E PROCESSUAL CIVIL.

Leia mais

1) INTERPRETAÇÃO DAS NORMAS CONSTITUCIONAIS: Quando se promulga a Constituição, a soberania popular se converte em supremacia da Constituição.

1) INTERPRETAÇÃO DAS NORMAS CONSTITUCIONAIS: Quando se promulga a Constituição, a soberania popular se converte em supremacia da Constituição. 1 DIREITO CONSTITUCIONAL PONTO 1: Interpretação das normas constitucionais. PONTO 2: Tipologia das normas constitucionais. PONTO 3: Teoria geral dos direitos e garantias fundamentais. 1) INTERPRETAÇÃO

Leia mais

Fontes do Direitos: Constituição, lei, costumes, jurisprudência, doutrina e contrato. A Constituição Federal e os tópicos da Economia

Fontes do Direitos: Constituição, lei, costumes, jurisprudência, doutrina e contrato. A Constituição Federal e os tópicos da Economia Fontes do Direitos: Constituição, lei, costumes, jurisprudência, doutrina e contrato. A Constituição Federal e os tópicos da Economia No Brasil, vigora o princípio da Supremacia da Constituição, segundo

Leia mais

SUMÁRIO SUMÁRIO. 1. A evolução do MS no sistema constitucional Direito líquido e certo a evolução conceitual... 27

SUMÁRIO SUMÁRIO. 1. A evolução do MS no sistema constitucional Direito líquido e certo a evolução conceitual... 27 SUMÁRIO SUMÁRIO..................... 1. A evolução do MS no sistema constitucional... 25 2. Direito líquido e certo a evolução conceitual... 27... 1. MS como tutela jurisdicional diferenciada com cognição

Leia mais

Classificação Dicotômica Jean Domat PLÚBLICO X PRIVADO

Classificação Dicotômica Jean Domat PLÚBLICO X PRIVADO STF SABER DIREITO CONSTITUCIONALISMO Alocação do Direito Constitucional Aula 5: Soberania popular, a criação de municípios e a perspectiva de um novo ativismo judicial RAMOS do DIREITO PÚBLICO PRIVADO

Leia mais

Sumário. Apresentação Supremo Tribunal Federal: Entre A Soberania Popular e o Contramajoritarianismo? André Fellet CONSTITUIÇÃO E POLÍTICA

Sumário. Apresentação Supremo Tribunal Federal: Entre A Soberania Popular e o Contramajoritarianismo? André Fellet CONSTITUIÇÃO E POLÍTICA Sumário Apresentação Supremo Tribunal Federal: Entre A Soberania Popular e o Contramajoritarianismo?... 15 André Fellet CONSTITUIÇÃO E POLÍTICA 1. Direitos Fundamentais, Democracia e Claúsulas Pétreas

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO I - Profª Patrícia Ferreira Soares Mendes. ATIVIDADE DE FIXAÇÃO ESTUDO DAS UNIDADES I E II (2.1 a 2.5)

DIREITO ADMINISTRATIVO I - Profª Patrícia Ferreira Soares Mendes. ATIVIDADE DE FIXAÇÃO ESTUDO DAS UNIDADES I E II (2.1 a 2.5) Turma de Direito V Nome: DIREITO ADMINISTRATIVO I - Profª Patrícia Ferreira Soares Mendes ATIVIDADE DE FIXAÇÃO ESTUDO DAS UNIDADES I E II (2.1 a 2.5) Analise as assertivas, marcando a opção correta de

Leia mais

A vinculação dos Tribunais Administrativos à jurisprudência do STF e do STJ: perspectivas trazidas pelo novo CPC

A vinculação dos Tribunais Administrativos à jurisprudência do STF e do STJ: perspectivas trazidas pelo novo CPC A vinculação dos Tribunais Administrativos à jurisprudência do STF e do STJ: perspectivas trazidas pelo novo CPC Rodrigo Dalla Pria Doutor em Direito Processual Civil PUC/SP Mestre em Direito Tributário

Leia mais

PROCESSO LEGISLATIVO DE REFORMA DA LOM e do RI

PROCESSO LEGISLATIVO DE REFORMA DA LOM e do RI PROCESSO LEGISLATIVO DE REFORMA DA LOM e do RI PROCESSO LEGISLATIVO DE REFORMA DA LOM e do RI 1 - AUTONOMIA MUNICIPAL. 2 - HIERARQUIA DAS LEIS. 3 - INICIATIVA. 4 - TÉCNICA LEGISLATIVA (LC 95/98). 5 - MATÉRIA

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA 1 COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI N o 111, DE 2011 Altera a Lei nº 8.078, de 11 de setembro de 1990, para incluir nova hipótese de cláusula contratual abusiva. Autor: Deputado

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br BuscaLegis.ccj.ufsc.Br O Efeito Vinculante nas decisões do Supremo Tribunal Federal 1 Marcelo Novelino Camargo EMENTA: 1. Introdução; 2. Eficácia erga omnes vs efeito vinculante; 3. O efeito vinculante

Leia mais

O RECURSO EXTRAORDINÁRIO NA NOVA CONSTITUIÇÃO

O RECURSO EXTRAORDINÁRIO NA NOVA CONSTITUIÇÃO O RECURSO EXTRAORDINÁRIO NA NOVA CONSTITUIÇÃO C. A. SILVEIRA LENZI Advogado, Prof. de Direito Processual Civil da UFSC Reduzido às limitações das mudanças do Regimento Interno do Supremo Tribunal Federal,

Leia mais

PODER NORMATIVO DA JUSTIÇA DO TRABALHO. Davi Furtado Meirelles

PODER NORMATIVO DA JUSTIÇA DO TRABALHO. Davi Furtado Meirelles PODER NORMATIVO DA JUSTIÇA DO TRABALHO Davi Furtado Meirelles Resultado Negativo da Negociação - Mediação - é mais uma tentativa de conciliação, após o insucesso da negociação direta, porém, desta feita,

Leia mais

Nesse contexto dispõe o artigo 40, 4, inciso III, da Constituição Federal:

Nesse contexto dispõe o artigo 40, 4, inciso III, da Constituição Federal: ABONO DE PERMANÊNCIA SERVIDOR PÚBLICO COM DEFICIÊNCIA - NECESSIDADE DE DECISÃO JUDICIAL PARA APLICAÇÃO ANALÓGICA DA LC 142/2013 REGULAMENTANDO O ART 40, 4,I DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Diego Wellington Leonel

Leia mais

1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO PROCESSUAL CIVIL

1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO PROCESSUAL CIVIL 1ª Fase PROVA OBJETIVA P á g i n a 1 DIREITO PROCESSUAL CIVIL QUESTÃO 1 - Assinale a alternativa correta: A. segundo o novo CPC, o dever de transparência patrimonial só pode ser imposto às partes; B. no

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIX EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIX EXAME DE ORDEM UNIFICADO Enunciado PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL - C003067 Determinado partido político, que possui dois deputados federais e dois senadores em seus quadros, preocupado com a efetiva regulamentação das

Leia mais

Documento: Versão 2.0 Dia 01/05/2011

Documento:  Versão 2.0 Dia 01/05/2011 DIREITO CONSTITUCIONAL Estude gratuitamente pela internet Compilação: Aldemario Araujo Castro Professor da Universidade Católica de Brasília Procurador da Fazenda Nacional Mestre em Direito Documento:

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL

DIREITO CONSTITUCIONAL PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL P 2 Na peça profissional que vale cinco pontos e nas cinco questões a seguir que valem um ponto cada uma, faça o que se pede, usando os espaços indicados no presente caderno

Leia mais

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO ADMINISTRATIVO

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO ADMINISTRATIVO P á g i n a 1 PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO ADMINISTRATIVO QUESTÃO 1 - Quanto aos princípios constitucionais da Administração Pública, assinale a alternativa correta. A. O princípio da supremacia

Leia mais

TEORIA GERAL DAS GARANTIAS. HABEAS CORPUS. HABEAS DATA MANDADO DE INJUNÇÃO. Profa. Me. Érica Rios

TEORIA GERAL DAS GARANTIAS. HABEAS CORPUS. HABEAS DATA MANDADO DE INJUNÇÃO. Profa. Me. Érica Rios TEORIA GERAL DAS GARANTIAS. HABEAS CORPUS. HABEAS DATA MANDADO DE INJUNÇÃO. Profa. Me. Érica Rios DIREITOS FUNDAMENTAIS E GARANTIAS DOS DIREITOS Tutela dos direitos e garantias fundamentais Direito e garantia

Leia mais

CASOTECA DIREITO GV PRODUÇÃO DE CASOS 2011

CASOTECA DIREITO GV PRODUÇÃO DE CASOS 2011 CASO LEI CIDADE LIMPA NOTA DE ENSINO 5 ELEMENTOS DE DIREITO CONSTITUCIONAL NOTA DE ENSINO APRESENTAÇÃO Nesta nota de ensino serão trabalhados os conceitos iniciais de controle de constitucionalidade nas

Leia mais

Jéssica Tiemi SAKAUE 1 Fabele Rosa Bernardo de BRITO 2 Gilberto Notário LIGERO 3

Jéssica Tiemi SAKAUE 1 Fabele Rosa Bernardo de BRITO 2 Gilberto Notário LIGERO 3 JURISDIÇÃO: ESTABELECIMENTO DE NOVO CONCEITO TENDO EM VISTA A ATUAÇÃO DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL (ESPECIALMENTE NO CONTROLE CONCENTRADO DE CONSTITUCIONALIDADE) Jéssica Tiemi SAKAUE 1 Fabele Rosa Bernardo

Leia mais

Direito Constitucional 3º semestre Professora Ilza Facundes. Repartição de Competência

Direito Constitucional 3º semestre Professora Ilza Facundes. Repartição de Competência Direito Constitucional 3º semestre Professora Ilza Facundes Repartição de Competência Repartição de Competência na CF/88 Noções Básicas: Em 1988, a Assembleia Nacional Constituinte tinha numa das mãos

Leia mais

1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que:

1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que: P á g i n a 1 PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO PROCESSUAL PENAL 1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que: I - De acordo com o Código de Processo Penal, as

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE 3.203 DISTRITO FEDERAL RELATOR : MIN. ROBERTO BARROSO REQTE.(S) :CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRANSPORTES - CNT : ADMAR GONZAGA E OUTRO(A/S) :JUTAHY MAGALHÃES NETO :UNIÃO

Leia mais

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL 145 QUESTÕES DE PROVAS IBFC POR ASSUNTOS 06 QUESTÕES DE PROVAS FCC 24 QUESTÕES ELABORADAS PELO EMMENTAL Edição Maio 2017 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É vedada a reprodução

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO CONSTITUCIONAL PEÇA PRÁTICO-PROFISSIONAL O tema envolve, de início, o exame da competência para julgamento da causa que envolve a União Federal e Universidade particular havendo fatos encadeados

Leia mais

HERMENÊUTICA. Elementos de interpretação tradicionais. Princípios de interpretação constitucional

HERMENÊUTICA. Elementos de interpretação tradicionais. Princípios de interpretação constitucional HERMENÊUTICA Barroso sugere três planos ou prismas: PLANO JURÍDICO OU DOGMÁTICO Regras de hermenêutica Elementos de interpretação tradicionais Princípios de interpretação constitucional PLANO TEÓRICO OU

Leia mais