Tutorial de Utilização do AMBIENTE DE CREDENCIAMENTO DE SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS. Área de Operações Indiretas - AOI

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tutorial de Utilização do AMBIENTE DE CREDENCIAMENTO DE SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS. Área de Operações Indiretas - AOI"

Transcrição

1 Tutorial de Utilização do AMBIENTE DE CREDENCIAMENTO DE SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS Área de Operações Indiretas - AOI

2 SUMÁRIO 1 ENTRADA NO SISTEMA UTILIZAÇÃO DO AUTOSERVIÇO DE TROCA DE SENHAS MODALIDADES DE USUÁRIOS GESTÃO DE USUÁRIOS CONFIDENCIALIDADE NOVO CREDENCIAMENTO DE FORNECEDOR NOVO CREDENCIAMENTO DE SOLUÇÃO TECNOLÓGICA ALTERAÇÃO DE DADOS DO FORNECEDOR ALTERAÇÃO DE DADOS DA SOLUÇÃO TECNOLÓGICA CONSULTA DE SOLICITAÇÕES EQUIPE RESPONSÁVEL ii

3 1 ENTRADA NO SISTEMA Para acessar o sistema pela primeira vez, o candidato a credenciamento deverá incluir o seu CNPJ no espaço indicado e, em seguida, clicar em Novo Fornecedor. 1

4 A partir daí, surgirão três casos de entrada para que os fornecedores se loguem no sistema: I. O fornecedor ainda não possui nenhum tipo de relacionamento com o BNDES. Sendo assim, não está credenciado no BNDES e também não tem registro em nenhum sistema do BNDES. Neste caso, o sistema o direcionará automaticamente para a tela de registro de Login/CPF e Senha. Preencha os dados solicitados e crie seu Login/CPF e Senha de acesso ao Ambiente de Credenciamento. Concluído o preenchimento, o fornecedor estará cadastrado como Usuário Master e habilitado a navegar pelo sistema. Maiores informações sobre modalidades de usuários e suas funcionalidades serão descritas no Capítulo 3 - Modalidades de Usuários. 2

5 II. O fornecedor já está credenciado no BNDES e já possui registro em algum sistema do BNDES. O fornecedor deve utilizar o mesmo Login/CPF e Senha de registro previamente utilizado junto ao BNDES para se logar e navegar pelo Ambiente de Credenciamento. Vale destacar que este Login/CPF e senha deverão ser aqueles registrados no primeiro contato do fornecedor com o BNDES. Dentro deste caso de entrada existem duas possibilidades. A primeira possibilidade refere-se ao caso em que o fornecedor já tenha sido registrado no Cartão BNDES mas ainda não esteja habilitado no Ambiente de Credenciamento. O fornecedor deverá utilizar o mesmo Login/CPF e senha registrados no portal do Cartão BNDES para entrar no sistema. 3

6 A segunda possibilidade refere-se ao caso em que o fornecedor já tenha sido habilitado no Ambiente de Credenciamento e além disso, seu primeiro contato com o BNDES foi feito através do próprio Ambiente de Credenciamento. O fornecedor deverá utilizar o mesmo Login/CPF e senha previamente utilizados para entrar no sistema. 4

7 Uma vez acessado o sistema, este fornecedor estará registrado com o perfil de Usuário Master. Maiores informações sobre modalidades de usuários e suas funcionalidades serão descritas no Capítulo 3 - Modalidades de Usuários III. O fornecedor já está credenciado no BNDES, mas não possui registro em nenhum sistema do BNDES. O fornecedor deve contatar a central de atendimento ou enviar uma mensagem ao Fale Conosco para solicitar seu Login e Senha. Após receber Login e Senha estará habilitado a navegar pelo sistema. 5

8 Uma vez acessado o sistema, este fornecedor estará registrado com o perfil de Usuário Master. Maiores informações sobre as duas modalidades de usuários e suas funcionalidades serão descritas no Capítulo 3 - Modalidades de Usuários. 6

9 2 UTILIZAÇÃO DO AUTOSERVIÇO DE TROCA DE SENHAS Caso o fornecedor esqueça sua senha após efetuar seu credenciamento no sistema, poderá recuperá-los através do autosserviço de troca de senhas. Este capítulo descreve o passo a passo desta ferramenta. i. Primeiro o fornecedor deverá preencher seu CNPJ e seu Login/CPF e clicar em Esqueci minha senha. ii. O sistema o direcionará para uma tela onde o Fornecedor deverá responder a pergunta de segurança que foi registrada no momento de seu credenciamento junto ao BNDES. 7

10 NOTA: Para que o fornecedor consiga recuperar sua senha através do Autosserviço de troca de senha, tanto o Login/CPF quanto a pergunta de segurança deverão ser aqueles registrados no primeiro contato do fornecedor com o BNDES. Ex: Caso o fornecedor tenha acabado de se credenciar no Ambiente de Credenciamento do BNDES Soluções Tecnológicas mas já possua um relacionamento prévio com o BNDES através do Cartão BNDES, tanto o Login/CPF quanto a pergunta de segurança deverão ser aqueles registrados no momento em que o fornecedor fez seu credenciamento junto ao portal do Cartão BNDES, ou seja, registrados no primeiro contato do fornecedor com o BNDES. O Fornecedor terá três tentativas para responder a pergunta de segurança. Caso ele se lembre da resposta, receberá um com um código de segurança. iii. O fornecedor deve utilizar o código de segurança para ter acesso à tela de mudança de senha. Coloque o código e clique em Gravar. iv. Ao visualizar a tela de Reinicialização de senha, é só digitar a nova senha e ao mesmo tempo confirmá-la. Clique de novo em Gravar. 8

11 Sua senha foi alterada com sucesso. Caso o Fornecedor não se lembre da resposta da pergunta de segurança e a erre por três vezes consecutivas, a seguinte mensagem aparecerá no sistema. O fornecedor deverá então ligar para Central de Atendimento do BNDES ou enviar uma mensagem ao Fale Conosco. 9

12 3 MODALIDADES DE USUÁRIOS Existem duas modalidades de usuários dentro do sistema: i. Usuário Master O Usuário Master terá a possibilidade de enviar, alterar e/ou acompanhar solicitações de credenciamento junto ao BNDES. Além disto, terá a função de criar, distribuir e gerir os acessos dos demais usuários ligados ao CNPJ cadastrado no Ambiente de Credenciamento. ii. Solicitante de Credenciamento O Usuário Solicitante de Credenciamento terá a possibilidade de enviar e alterar solicitações de credenciamento, além de acompanhar o andamento do seu pedido junto ao BNDES. O capítulo a seguir descreve como o Usuário Master poderá criar Logins e Senhas e distribuílas para os demais usuários. 10

13 4 GESTÃO DE USUÁRIOS Conforme mencionado no capítulo anterior, através da aba Gestão de usuários, o Usuário Master poderá criar, fornecer e gerir Logins e Senhas para que os demais usuários possam enviar e alterar solicitações de credenciamento, além de acompanhar o andamento do seu pedido junto ao BNDES. Abaixo será descrito o processo de criação de novos Logins e Senhas para os demais usuários do sistema. i. Clique na aba Gestão de usuários. ii. Clique em Novo. iii. iv. Preencha os campos solicitados, não se esquecendo de selecionar, no campo Perfil*, qual o tipo de Usuário que se deseja criar. No campo Login*, informe o nome do usuário a ser cadastrado. Exemplo: o login do Departamento de Química da Universidade Federal do Rio de Janeiro poderá ser: DeptoQuímica_UFRJ. 11

14 v. Clique em Gravar. Cumpridas as etapas acima, o novo usuário é, então, cadastrado com sucesso no sistema. A partir deste momento, ele já pode gerir suas solicitações de credenciamento. NOTA: caso o Usuário Master deseje visualizar a relação completa dos usuários por ele cadastrados no sistema, deverá clicar em Cadastro de Usuários, conforme figura abaixo. 12

15 5 CONFIDENCIALIDADE No momento de anexar a documentação que será submetida ao BNDES, é possível que o Usuário escolha quais documentos deseja classificar como confidenciais. A figura abaixo mostra um exemplo de onde o Usuário encontrará esta opção. É importante observar que a confidencialidade das informações ficará sempre vinculada ao Login do usuário que selecionou a opção Confidencial. Sendo assim, ao marcar determinado documento como confidencial, este Usuário será o único a poder visualizá-lo, impedindo, portanto, que os demais usuários do sistema tenham acesso a tais informações. 13

16 6 NOVO CREDENCIAMENTO DE FORNECEDOR Regra Básica: para credenciamento de um novo fornecedor, é necessário que a solicitação venha acompanhada do pedido de credenciamento de, pelo menos, uma solução tecnológica. Primeiro passo - O Usuário deverá selecionar qual a natureza de sua personalidade jurídica (se pública ou privada) e, em seguida, clicar em Próximo. Segundo passo Anexar toda a documentação referente à instituição fornecedora que se deseja credenciar. Caso deseje, poderá, ainda, marcar os documentos como confidenciais. Maiores informações sobre confidencialidade no sistema encontram-se descritas no Capítulo 5 - Confidencialidade. 14

17 Terceiro passo - Clicar em Salvar. Quarto passo - Clicar em Adicionar solução e, em seguida, anexar toda a documentação referente à solução tecnológica que se deseja credenciar. Caso deseje solicitar o credenciamento de mais de 1 (uma) solução tecnológica neste mesmo pedido, basta que o fornecedor clique novamente em Adicionar solução e prossiga anexando os documentos a ela relacionados. Caso deseje, poderá, ainda, marcar os documentos como confidenciais. Maiores informações sobre confidencialidade no sistema encontram-se descritas no Capítulo 5 - Confidencialidade. Quinto passo - Clicar em Concluir. 15

18 Observações: a) A qualquer momento do processo de anexar a documentação, o fornecedor poderá clicar na opção Salvar (destacada em verde na figura acima). Ao clicar nesta opção, as informações imputadas no sistema até o momento serão salvas e a solicitação de credenciamento assumirá o status de Rascunho. Feito isto, o fornecedor ficará livre para terminar de preencher a solicitação e enviá-la ao BNDES num momento posterior. b) Além dos documentos necessários ao credenciamento de todos os fornecedores, o sistema disponibilizará, também, uma lista de Documentos Complementares, que são exigidos apenas de um grupo específico de fornecedores. Para saber em quais situações o envio dos documentos complementares se faz obrigatório, basta realizar a leitura dos documentos que tratam dos critérios de credenciamento do BNDES Soluções Tecnológicas. Sexto passo - Neste momento, o sistema exibirá a Tela Resumo da Solicitação de Credenciamento, onde consta a relação de todos os documentos solicitados e que foram anexados pelo Usuário. Após verificar se as informações estão corretas e marcar o campo em que se responsabiliza pela veracidade das informações prestadas, o Usuário deverá, então, clicar no botão Enviar. 16

19 A figura abaixo mostra a mensagem que aparece na tela após o Usuário clicar em Enviar solicitação. Observe que o sistema automaticamente divide a solicitação em duas, sendo uma para o fornecedor e outra para a solução tecnológica. Havendo solicitação de credenciamento de mais de uma solução tecnológica dentro do mesmo pedido, o sistema desmembrará esta solicitação de modo a que se tenha um único número de solicitação para cada solução tecnológica a ser credenciada. Ambas as solicitações (tanto a do fornecedor quanto a da solução tecnológica), assumem o status de Aguardando confirmação de . Uma solicitação se quebra em duas solicitações!!! Sétimo passo Após ter clicado em Enviar, na etapa anterior, o sistema dispara um para o Usuário, contendo um código de confirmação. 17

20 O Usuário deverá utilizar o código disponibilizado no (conforme destacado em vermelho na figura acima) para confirmar suas solicitações de credenciamento. Para confirmar todas as solicitações de credenciamento, o fornecedor deverá: i. Escolher apenas uma das solicitações disponíveis (credenciamento do fornecedor ou credenciamento da solução tecnológica) e clicar em Editar. ii. Inserir o código de confirmação que lhe foi fornecido por , no espaço abaixo destacado. iii. Clicar em Confirmar solicitação (destacado, em vermelho, na figura acima). Todas as solicitações serão confirmadas ao mesmo tempo. 18

21 Feito isto, o sistema informará que a confirmação foi efetuada com sucesso. Seu pedido de credenciamento foi finalizado e devidamente enviado ao BNDES. A figura abaixo mostra o status do processo de credenciamento após a conclusão de todas as etapas anteriormente descritas. A partir do momento em que o pedido de credenciamento for enviado, o BNDES fará todas as análises necessárias (de acordo com os critérios de credenciamento estabelecidos tanto para o fornecedor, quanto para a solução tecnológica) e manterá contato com o Usuário, caso julgue necessário. Este contato será feito através do sistema, sendo que a cada alteração de status realizada pelo BNDES, o fornecedor será devidamente informado através do por ele cadastrado. O fornecedor também poderá acompanhar as atualizações de status de suas solicitações diretamente através do sistema, clicando na aba Início, conforme mostra a figura abaixo. Esta aba permitirá aos usuários do sistema acompanhar de forma resumida o andamento do processo de credenciamento até a sua conclusão final. Se a solicitação for aprovada pela equipe de análise do BNDES, esta solicitação terá seu status alterado para Aprovada. 19

22 7 NOVO CREDENCIAMENTO DE SOLUÇÃO TECNOLÓGICA O capítulo anterior teve como objetivo principal descrever as etapas de credenciamento de um novo fornecedor dentro do Ambiente de Credenciamento. Uma vez credenciado, este fornecedor poderá, em qualquer momento, solicitar o credenciamento de novas soluções tecnológicas. Os novos pedidos de credenciamento de soluções tecnológicas poderão ser feitos de forma independente, ou seja, sem a necessidade de recredenciamento do fornecedor. O processo é simples e objetivo, devendo o fornecedor seguir as seguintes etapas: Primeiro passo - o Usuário deverá selecionar qual a natureza de sua personalidade jurídica (se pública ou privada) e, em seguida, clicar em Próximo. Segundo passo - Anexar toda a documentação referente à solução tecnológica que se deseja credenciar. Caso deseje solicitar o credenciamento de mais de 1 (uma) solução tecnológica neste mesmo pedido, basta que o fornecedor clique em Adicionar solução e prossiga anexando os documentos a ela relacionados. Caso deseje, poderá, ainda, marcar os documentos como confidenciais. Maiores informações sobre confidencialidade no sistema encontram-se descritas no Capítulo 5 - Confidencialidade. Para navegar pelas soluções solicitadas dentro de um mesmo pedido, basta clicar sobre elas! 20

23 Terceiro passo - Clicar em Concluir. Observações: a) A qualquer momento do processo de anexar a documentação, o fornecedor poderá clicar na opção Salvar (destacada em verde na figura acima). Ao clicar nesta opção, as informações imputadas no sistema até o momento serão salvas e a solicitação de credenciamento assumirá o status em Rascunho. Feito isto, o fornecedor ficará livre para terminar de preencher a solicitação e enviá-la ao BNDES num momento posterior. b) Além dos documentos necessários ao credenciamento de todos os fornecedores, o sistema disponibilizará, também, uma lista de Documentos Complementares, que são exigidos apenas de um grupo específico de fornecedores. Para saber em quais situações o envio dos documentos complementares se faz obrigatório, basta realizar a leitura dos documentos que tratam dos critérios de credenciamento do BNDES Soluções Tecnológicas. Quarto passo Neste momento, o sistema exibirá a Tela Resumo da Solicitação de Credenciamento, onde consta a relação de todos os documentos solicitados e que foram anexados pelo Usuário. Após verificar se as informações estão corretas e marcar o campo em que se responsabiliza pela veracidade das informações prestadas, o Usuário deverá, então, clicar no botão Enviar. 21

24 A figura abaixo mostra a mensagem que aparece na tela após o Usuário clicar em Enviar solicitação. Havendo solicitação de credenciamento de mais de uma solução tecnológica dentro do mesmo pedido, o sistema desmembrará esta solicitação de modo a que se tenha um único número de solicitação para cada solução tecnológica a ser credenciada. As solicitações assumem, então, o status de Aguardando confirmação de . A solicitação se quebra em várias, sendo uma para cada solução a ser credenciada! Sétimo passo Após ter clicado em Enviar, na etapa anterior, o sistema dispara um para o Usuário, contendo um código de confirmação. 22

25 O Usuário deverá utilizar o código disponibilizado no (conforme destacado em vermelho na figura acima) para confirmar suas solicitações de credenciamento. Para confirmar todas as solicitações de credenciamento, o fornecedor deverá: i. Escolher apenas uma das solicitações disponíveis (caso exista mais de uma) e clicar em Editar. ii. Inserir o código de confirmação que lhe foi fornecido por , no espaço abaixo destacado. iii. Clicar em Confirmar solicitação (destacado, em vermelho, na figura acima). Todas as solicitações serão confirmadas ao mesmo tempo. 23

26 Feito isto, o sistema informará que a confirmação foi efetuada com sucesso. Seu pedido de credenciamento foi finalizado e devidamente enviado ao BNDES. A figura abaixo mostra o status do processo de credenciamento após a conclusão de todas as etapas anteriormente descritas. A partir do momento em que o pedido de credenciamento for enviado, o BNDES fará todas as análises necessárias (de acordo com os critérios de credenciamento estabelecidos para a solução tecnológica) e manterá contato com o Usuário, caso julgue necessário. Este contato será feito através do sistema, sendo que a cada alteração de status realizada pelo BNDES, o fornecedor será devidamente informado através do por ele cadastrado. O fornecedor também poderá acompanhar as atualizações de status de suas solicitações diretamente através do sistema, clicando na aba Início, conforme mostra a figura abaixo. Esta aba permitirá aos usuários do sistema acompanhar, de forma resumida, o andamento do processo de credenciamento até a sua conclusão final. Se a solicitação for aprovada pela equipe de análise do BNDES, esta solicitação terá seu status alterado para Aprovada. 24

27 8 ALTERAÇÃO DE DADOS DO FORNECEDOR De acordo com os critérios de credenciamento do BNDES Soluções Tecnológicas, a manutenção da condição de FORNECEDOR CREDENCIADO estará sujeita à atualização periódica das informações prestadas pelo fornecedor. Estas informações deverão ser atualizadas a cada 2 (dois) anos, no máximo, sob o risco de suspensão do cadastro. Além do procedimento obrigatório acima mencionado, o fornecedor poderá atualizar suas informações junto ao BNDES sempre que julgar necessário. As alterações acima mencionadas deverão ser feitas na aba Alteração de dados do fornecedor, da seguinte maneira: Primeiro passo - O Usuário deverá clicar na aba Alteração de dados do fornecedor e selecionar qual a natureza de sua personalidade jurídica (se pública ou privada). Em seguida, deverá clicar em Próximo. NOTA: conforme ilustra a figura acima, dentro da aba Alteração de dados do fornecedor, o Usuário também terá a opção de solicitar seu descredenciamento junto ao BNDES. Caso o faça, deverá fazer uma breve descrição do motivo de seu pedido de descredenciamento. Segundo passo - O Usuário deverá fazer uma breve descrição das alterações solicitadas, anexar a nova documentação a ser enviada e, finalmente, clicar em Enviar. 25

28 Após o envio, a seguinte mensagem de confirmação será exibida pelo sistema. A partir deste momento, o Usuário poderá acompanhar sua solicitação através da aba Início. 26

29 9 ALTERAÇÃO DE DADOS DA SOLUÇÃO TECNOLÓGICA No caso dos dados relacionados à solução tecnológica, é importante ressaltar que, caso a solução passe mais de 2 (dois) anos sem ser comercializada através do financiamento do BNDES Soluções Tecnológicas, o fornecedor deverá informar ao BNDES se deseja ou não manter a sua solução no cadastro. O não cumprimento deste procedimento poderá implicar no descredenciamento da solução tecnológica e o consequente impedimento à realização de novas operações de comercialização desta solução. Além do procedimento obrigatório acima mencionado, o fornecedor poderá atualizar suas informações junto ao BNDES sempre que julgar necessário. As alterações acima mencionadas deverão ser feitas na aba Alteração de dados da solução tecnológica, da seguinte maneira: Primeiro passo - O Usuário deverá clicar na aba Alteração de dados da solução tecnológica e informar qual solução tecnológica ele deseja alterar, clicando em Pesquisar. Em seguida, deverá clicar em Adicionar a solução desejada. 27

30 Segundo passo - O Usuário deverá selecionar qual a natureza de sua personalidade jurídica (se pública ou privada) e, em seguida, clicar em Próximo. Terceiro passo - O Usuário deverá fazer uma breve descrição das alterações solicitadas, anexar a nova documentação a ser enviada e, finalmente, clicar em Enviar. 28

31 Após o envio, a seguinte mensagem de confirmação será exibida pelo sistema: A partir deste momento, o Usuário poderá acompanhar sua solicitação através da aba Início. NOTA: conforme ilustra a figura abaixo, dentro da aba Alteração de dados da solução tecnológica, o Usuário também terá a opção de solicitar o descredenciamento de sua solução tecnológica. Caso o faça, deverá fazer uma breve descrição do motivo de seu pedido de descredenciamento. 29

32 10 CONSULTA DE SOLICITAÇÕES Conforme mencionado nos capítulos 5 e 6, o Usuário pode fazer um acompanhamento resumido de suas solicitações através da aba Início. Caso o Usuário deseje fazer uma consulta mais detalhada de suas solicitações, ele deverá clicar na aba Consulta de solicitações. Em seguida, deverá informar o número da solicitação que deseja consultar no espaço solicitado e clicar em Pesquisar. O sistema exibirá a respectiva solicitação, após o que o Usuário deverá clicar em Detalhe. 30

33 Conforme a ilustra a figura abaixo, o Usuário obterá uma visão detalhada do histórico de sua solicitação. 31

34 EQUIPE RESPONSÁVEL A análise do pedido de credenciamento será realizada pela equipe da Área de Operações Indiretas (AOI/DESCO) do BNDES. Em caso de restarem dúvidas no envio das solicitações de credenciamento, ou se a sua instituição tiver quaisquer comentários ou sugestões a respeito deste material, favor entrar em contato diretamente com a equipe responsável através do seguinte endereço eletrônico: 32

MANUAL PASSO-A-PASSO DO SISTEMA ONLINE

MANUAL PASSO-A-PASSO DO SISTEMA ONLINE MANUAL PASSO-A-PASSO DO SISTEMA ONLINE Junho 2015 Editor, ler com atenção as orientações informadas neste manual. Informamos que documentação preenchida incompleta e/ou que não atenda as normas da Agência

Leia mais

Consumidor.gov.br. Usuário: Consumidor

Consumidor.gov.br. Usuário: Consumidor Consumidor.gov.br Usuário: Consumidor O Consumidor.gov.br permite ao consumidor registrar reclamações direcionadas às empresas cadastradas. Para conhecê-las, clique em Empresas Participantes. Para iniciar

Leia mais

Sistema de Chamados Protega

Sistema de Chamados Protega SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REALIZANDO ACESSO AO SISTEMA DE CHAMADOS... 4 2.1 DETALHES DA PÁGINA INICIAL... 5 3. ABERTURA DE CHAMADO... 6 3.1 DESTACANDO CAMPOS DO FORMULÁRIO... 6 3.2 CAMPOS OBRIGATÓRIOS:...

Leia mais

SIGECORS. Sistema de Gerenciamento de Resíduos Sólidos Industriais

SIGECORS. Sistema de Gerenciamento de Resíduos Sólidos Industriais SIGECORS Sistema de Gerenciamento de Resíduos Sólidos Industriais Outubro 2008 Índice 1. Registrando Usuários 2. Acesso ao Sistema 3. Logar no Sistema 4. Esquecimento de Senha 5. Alteração de Senha 6.

Leia mais

Manual SAGe v 1.0. Introdução. Cadastro de Usuários

Manual SAGe v 1.0. Introdução. Cadastro de Usuários Manual SAGe v 1.0 Cadastro de Usuários Introdução O Sistema de Apoio à Gestão (SAGe) é um sistema informatizado da FAPESP que permite ao pesquisador acesso on-line, provido pela Internet, utilizado para

Leia mais

http://www.portalinovacao.mct.gov.br/sapi/

http://www.portalinovacao.mct.gov.br/sapi/ http://www.portalinovacao.mct.gov.br/sapi/ 1. Para registrar-se, na página principal do Portal SAPI clique no banner Registre-se, posicionado logo abaixo dos dados de login. O Sistema pergunta se a instituição

Leia mais

TUTORIAL MRV CORRETOR

TUTORIAL MRV CORRETOR TUTORIAL MRV CORRETOR O MRV Corretor é o sistema de vendas da MRV. Nele é possível realizar cadastro de clientes, efetuar reservas, solicitar análise de crédito e consultar tabelas de vendas. OUTUBRO/2012

Leia mais

Fundap. Programa de Estágio. Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio. Plano de Estágio

Fundap. Programa de Estágio. Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio. Plano de Estágio Fundap Fundação do Desenvolvimento Administrativo Programa de Estágio Programa de Estágio Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio Plano de Estágio Julho de 2008 SABE - Sistema

Leia mais

Manual Operacional SIGA

Manual Operacional SIGA SMS - ATTI Julho -2012 Conteúdo Sumário... 2... 3 Consultar Registros... 4 Realizar Atendimento... 9 Adicionar Procedimento... 11 Não Atendimento... 15 Novo Atendimento... 16 Relatórios Dados Estatísticos...

Leia mais

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA.

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA MANUAL DO VTWEB CLIENT CADASTROS /PEDIDOS E PROCEDIMENTOS Resumo Esse manual tem como o seu objetivo principal a orientação de uso do

Leia mais

3 - Tela Principal. Itens importantes da página

3 - Tela Principal. Itens importantes da página SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

Indicação de Distribuidores no Cartão BNDES

Indicação de Distribuidores no Cartão BNDES SOLICITANDO CARTÃO SOLICITANDO CARTÃO INDICAÇÃO DE DISTRIBUIDORES NO CARTÃO BNDES Indicação de Distribuidores no Cartão BNDES Atualizado em 02/07/14 Pág.: 1/7 Introdução Este manual destina-se a orientar

Leia mais

Manual Cadastro Completo

Manual Cadastro Completo Manual Cadastro Completo Índice 1. Objetivo... 3 2. O Projeto e-suprir... 3 3. Fluxo do Processo de Cadastro... 3 4. Cadastro Simples... 4 5. Recebendo Usuário e Senha... 7 6. Cadastro Completo... 7 7.

Leia mais

Antes de começar, o Solicitante e outros envolvidos dentro do projeto (Orientador, Coordenador ou outro Responsável Técnico) devem verificar:

Antes de começar, o Solicitante e outros envolvidos dentro do projeto (Orientador, Coordenador ou outro Responsável Técnico) devem verificar: SOLICITAÇÃO DE FOMENTO on-line MANUAL DO USUÁRIO 1 CONTATOS... 2 2 ANTES DE COMEÇAR... 2 3 ENTRAR NO SISTEMA INFAPERJ... 3 3.1 ACESSO AO SISTEMA...3 3.2 LOGIN...4 4 APRESENTAÇÃO GERAL DA INTERFACE... 5

Leia mais

MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento

MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento SEBRAE-GO 1 Sumário Introdução... 3 1) Acesso ao Sistema... 4 1.1. LOGIN... 4 1.2. ALTERAR SENHA... 7 1.3. RECUPERAR SENHA...

Leia mais

Realizando Vendas no site do Cartão BNDES

Realizando Vendas no site do Cartão BNDES Realizando Vendas no site do Cartão BNDES Fornecedor Atualizado em 16/07/2013 Pág.: 1/23 Introdução Este manual destina-se a orientar os fornecedores que irão registrar as vendas no site do Cartão BNDES,

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: ADMINISTRATIVO VERSÃO 1.0 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 08/01/2013 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 3 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO...

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET I Sumário 1. Objetivo do Documento... 1 2. Início... 1 3. Cadastro de Pessoa Física... 3 3.1. Preenchimentos Obrigatórios.... 4 3.2. Acesso aos Campos

Leia mais

Manual do usuário - Service Desk SDM - COPASA. Service Desk

Manual do usuário - Service Desk SDM - COPASA. Service Desk Manual do usuário - Service Desk SDM - COPASA Service Desk Sumário Apresentação O que é o Service Desk? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Fazendo Login no Sistema Tela inicial

Leia mais

Manual do sistema SMARsa Web

Manual do sistema SMARsa Web Manual do sistema SMARsa Web Módulo Gestão de atividades RS/OS Requisição de serviço/ordem de serviço 1 Sumário INTRODUÇÃO...3 OBJETIVO...3 Bem-vindo ao sistema SMARsa WEB: Módulo gestão de atividades...4

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DE REFERÊNCIA DE CUSTOS Orientações para cadastro de fornecedores

MANUAL DO SISTEMA DE REFERÊNCIA DE CUSTOS Orientações para cadastro de fornecedores SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA MANUAL DO SISTEMA DE REFERÊNCIA DE CUSTOS Orientações para cadastro de fornecedores Secretaria de Gestão, Controles e Normas Departamento de

Leia mais

Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado. Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel

Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado. Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel Acesso para cadastramento da empresa 2 Caso já tenha se

Leia mais

Manual SAGe Versão 1.2 (a partir da versão 12.08.01)

Manual SAGe Versão 1.2 (a partir da versão 12.08.01) Manual SAGe Versão 1.2 (a partir da versão 12.08.01) Submissão de Relatórios Científicos Sumário Introdução... 2 Elaboração do Relatório Científico... 3 Submissão do Relatório Científico... 14 Operação

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Instrução Operacional nº 27 SENARC/MDS Brasília, 22 janeiro de 2009. Divulga aos municípios orientações sobre a utilização do Sistema de Atendimento e Solicitação de Formulários (Sasf) 1 APRESENTAÇÃO O

Leia mais

Manual do Debit Jurídico. Primeiros passos

Manual do Debit Jurídico. Primeiros passos Manual do Debit Jurídico Primeiros passos Índice Apresentação...2 Como acessar o produto...3 Tela Inicial...5 Como cadastrar o primeiro processo...5 Cliente...6 Advogado...6 Adverso...6 Dados do Processo...6

Leia mais

[PÚBLICA] Manual Operacional. Sistema GEUI Gestão de Usuários da Internet. Produto: Consignado

[PÚBLICA] Manual Operacional. Sistema GEUI Gestão de Usuários da Internet. Produto: Consignado 1 [PÚBLICA] Manual Operacional Sistema GEUI Gestão de Usuários da Internet Produto: Consignado ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 1.1. Objetivo do Manual... 3 1.2. Público Alvo... 3 1.3. Conteúdo do Manual... 3

Leia mais

Manual de Utilização Portal de Serviços do Inmetro nos Estados - PSIE

Manual de Utilização Portal de Serviços do Inmetro nos Estados - PSIE Manual de Utilização Portal de Serviços do Inmetro nos Estados - PSIE Sumário PRESTAÇÃO DE CONTAS DE ETIQUETAS DE REPARO...3 Figura 1.0...3 Figura 2.0...4 Figura 3.0...5 Figura 4.0...5 1. Proprietário

Leia mais

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Compra Direta - Guia do Fornecedor PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Página As informações contidas neste documento, incluindo quaisquer URLs e outras possíveis referências a web sites, estão sujeitas

Leia mais

Manual Passo a Passo

Manual Passo a Passo Manual Passo a Passo 2015 ACESSO SELEÇÃO DE RA SELEÇÃO DO PRODUTO CARRINHO DE COMPRAS FECHAR PEDIDO ENDEREÇO DE ENTREGA TIPO DE FRETE INFORMAÇÃO DE PAGAMENTO PAGAMENTO CARTÃO DE CRÉDITO PAGAMENTO BOLETO

Leia mais

MANUAL COTAÇAO WEB MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA. [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email]

MANUAL COTAÇAO WEB MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA. [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] MANUAL COTAÇAO WEB [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA Material Desenvolvido para a Célula Materiais Autor: Equipe

Leia mais

PASSO A PASSO SISTEMA DE REQUISIÇÃO ON-LINE

PASSO A PASSO SISTEMA DE REQUISIÇÃO ON-LINE PASSO A PASSO SISTEMA DE REQUISIÇÃO ON-LINE ABRIL, 2008 Atualizado em: 06/04/2008 17:24 1 Índice Acessando o sistema... 3 Efetuando login no sistema... 5 Página principal... 6 Criando a requisição... 7

Leia mais

WorkFlow WEB Caberj v20150127.docx. Manual Atendimento Caberj

WorkFlow WEB Caberj v20150127.docx. Manual Atendimento Caberj Manual Atendimento Caberj ÍNDICE CARO CREDENCIADO, LEIA COM ATENÇÃO.... 3 ATENDIMENTO... 3 FATURAMENTO... 3 ACESSANDO O MEDLINK WEB... 4 ADMINISTRAÇÃO DE USUÁRIOS... 5 CRIANDO UM NOVO USUÁRIO... 5 EDITANDO

Leia mais

Guia Rápido para Acesso, Preenchimento e Envio Formulário de Cadastro da Empresa e Formulário de Projeto

Guia Rápido para Acesso, Preenchimento e Envio Formulário de Cadastro da Empresa e Formulário de Projeto EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA MCTI/AEB/FINEP/FNDCT Subvenção Econômica à Inovação Transferência de Tecnologia do SGDC 01/2015 Transferência de Tecnologia Espacial no Âmbito do Decreto nº 7.769 de 28/06/2012

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SORE Sistema Online de Reservas de Equipamento. Toledo PR. Versão 2.0 - Atualização 26/01/2009 Depto de TI - FASUL Página 1

MANUAL DO USUÁRIO SORE Sistema Online de Reservas de Equipamento. Toledo PR. Versão 2.0 - Atualização 26/01/2009 Depto de TI - FASUL Página 1 MANUAL DO USUÁRIO SORE Sistema Online de Reservas de Equipamento Toledo PR Página 1 INDICE 1. O QUE É O SORE...3 2. COMO ACESSAR O SORE... 4 2.1. Obtendo um Usuário e Senha... 4 2.2. Acessando o SORE pelo

Leia mais

SISCOAF Sistema de Controle de Atividades Financeiras

SISCOAF Sistema de Controle de Atividades Financeiras P á g i n a 1 SISCOAF Sistema de Controle de Atividades Financeiras Manual Operacional Cadastro e Habilitação P á g i n a 2 SUMÁRIO 1 Orientações gerais... 3 1.1 O que são Pessoas Obrigadas?... 4 1.2 O

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV. Execução Cotação Eletrônica de Preços. Entidades Privadas sem Fins Lucrativos. Manual do Usuário

Portal dos Convênios SICONV. Execução Cotação Eletrônica de Preços. Entidades Privadas sem Fins Lucrativos. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios SICONV Execução Cotação Eletrônica de Preços

Leia mais

Manual Sistema Proac Editais. Dúvidas Frequentes

Manual Sistema Proac Editais. Dúvidas Frequentes Manual Sistema Proac Editais Dúvidas Frequentes Conteúdo 1. Acesso ao sistema... 3 1.1. Como efetuar Login... 3 1.2. Como recuperar a Senha... 3 1.3. Como fazer um Novo Cadastro de Proponente... 4 1.4.

Leia mais

Cenários do CEL. Acessar ao sistema

Cenários do CEL. Acessar ao sistema Cenários do CEL Acessar ao sistema Permitir que o usuário acesse ao Sistema de Léxicos e Cenários nas seguintes condições: logando-se, quando já estiver cadastrado; ou incluindo usuário independente, quando

Leia mais

Manual Portal Ambipar

Manual Portal Ambipar Manual Portal Ambipar Acesso Para acessar o Portal Ambipar, visite http://ambipar.educaquiz.com.br. Login Para efetuar o login no Portal será necessário o e-mail do Colaborador e a senha padrão, caso a

Leia mais

Guia Site Empresarial

Guia Site Empresarial Guia Site Empresarial Índice 1 - Fazer Fatura... 2 1.1 - Fazer uma nova fatura por valores de crédito... 2 1.2 - Fazer fatura alterando limites dos cartões... 6 1.3 - Fazer fatura repetindo última solicitação

Leia mais

Tutorial do Sistema de Requerimentos On-line

Tutorial do Sistema de Requerimentos On-line Tutorial do Sistema de Requerimentos On-line Atenção: Os requerimentos de segunda oportunidade, matrícula em disciplina, rematrícula, matrícula em dependência e trabalhos orientados só poderão ser abertos

Leia mais

Tutorial RM. academico.unipe.br ALUNO

Tutorial RM. academico.unipe.br ALUNO Tutorial RM academico.unipe.br ALUNO Caro (a) aluno (a), Este tutorial irá ajudá-lo (a) no acesso ao novo sistema educacional do UNIPÊ. Inicialmente, acesse o Portal da Instituição (www.unipe.br) Faça

Leia mais

Índice. Tenho uma conta pessoal e uma conta da instituição em que dou aula, porém não consigo acessar a conta da escola. O que fazer?

Índice. Tenho uma conta pessoal e uma conta da instituição em que dou aula, porém não consigo acessar a conta da escola. O que fazer? Índice Acesso ao Super Professor Web Como recuperar a senha de acesso? Tenho uma conta pessoal e uma conta da instituição em que dou aula, porém não consigo acessar a conta da escola. O que fazer? Selecionando

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO M A N U A L D A NOTA FISCAL AVULSA ÍNDICE 1. Acesso ao Portal do Sistema...6 2. Requerimento de Acesso para os novos usuários...6 2.1 Tipo

Leia mais

MANUAL Inclusão de Proposta para licitação" Operando o Portal do Cidadão

MANUAL Inclusão de Proposta para licitação Operando o Portal do Cidadão MANUAL Inclusão de Proposta para licitação" Operando o Portal do Cidadão Para efetuar esta operação o usuário deverá acessar o portal guaramirim.atende.net rolar a página até o final, clicando na aba Enviar

Leia mais

Manual do Usuário Sistema APR Web. Aprovação de Projeto Elétrico e Análise de Carga na Rede via Web

Manual do Usuário Sistema APR Web. Aprovação de Projeto Elétrico e Análise de Carga na Rede via Web Manual do Usuário Sistema APR Web Aprovação de Projeto Elétrico e Análise de Carga na Rede via Web Belo Horizonte Novembro de 2015 SUMÁRIO APR Web 1 Introdução... 5 2 Objetivo... 5 3 Acessar o sistema

Leia mais

Manual de Utilização ZENDESK. Instruções Básicas

Manual de Utilização ZENDESK. Instruções Básicas Manual de Utilização ZENDESK Instruções Básicas Novembro/2013 SUMÁRIO 1 Acesso à ferramenta... 3 2 A Ferramenta... 4 3 Tickets... 8 3.1 Novo Ticket... 8 3.2 Acompanhamentos de Tickets já existentes...

Leia mais

Módulo SAC Atendimento ao Cliente

Módulo SAC Atendimento ao Cliente Módulo SAC Atendimento ao Cliente Objetivo O Módulo SAC ou Serviço de Atendimento ao Cliente é uma ferramenta que gerencia, cria e administra informações num canal de comunicação informatizado entre a

Leia mais

Sumário. Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web

Sumário. Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Sumário Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Fazendo Login no Sistema Tela inicial do Portal WEB Criando um

Leia mais

MANUAL CADASTRAMENTO SITE IMPORTA FÁCIL

MANUAL CADASTRAMENTO SITE IMPORTA FÁCIL MANUAL CADASTRAMENTO SITE IMPORTA FÁCIL Brasília 2013 CADASTRO SITE IMPORTA FÁCIL Primeiro Acesso ao Cadastro Importa Fácil - Objeto com Processo/ Cliente não recebeu telegrama. 1º) Selecione o tipo de

Leia mais

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus.

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. - Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. Ou digite www.simpo.com.br/protocolo/login.php, para ir diretamente

Leia mais

Manual Passo a Passo

Manual Passo a Passo Manual Passo a Passo 2014 Passa a passo Loja Virtual 2014 ACESSO SELEÇÃO DE RA CARRINHO DE COMPRAS VISUALIZAR LIVROS DO KIT FECHAR PEDIDO ENDEREÇO DE ENTREGA FECHAR PEDIDO CARTÃO DE CRÉDITO FECHAR PEDIDO

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PARANÁ PROJUDI REFORMULAÇÃO DE CUMPRIMENTOS - MANDADOS

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PARANÁ PROJUDI REFORMULAÇÃO DE CUMPRIMENTOS - MANDADOS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PARANÁ PROJUDI REFORMULAÇÃO DE CUMPRIMENTOS - MANDADOS 2 SUMÁRIO SEÇÃO 1 - FLUXO DAS VARAS QUE NÃO POSSUEM CENTRAL DE MANDADOS... 03 1. CUMPRIMENTOS (PERFIS DE ANALISTA E TÉCNICO

Leia mais

Portal Sindical. Manual Operacional Empresas/Escritórios

Portal Sindical. Manual Operacional Empresas/Escritórios Portal Sindical Manual Operacional Empresas/Escritórios Acesso ao Portal Inicialmente, para conseguir acesso ao Portal Sindical, nos controles administrativos, é necessário acessar a página principal da

Leia mais

Manual do Anunciante

Manual do Anunciante Manual do Anunciante 1 - Compra de Pacotes Bit Turs Abaixo será listado passo a passo o processo de como será executada a compra de moedas Bit Turs para que você possa anunciar seus produtos em nosso portal.

Leia mais

Universidade Federal do Vale do São Francisco Programa de Assistência Estudantil

Universidade Federal do Vale do São Francisco Programa de Assistência Estudantil 1 - Introdução O sistema PAE da UNIVASF é uma ferramenta desenvolvida pelo Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI) que auxilia o processo seletivo de estudantes de graduação para o, que serão selecionados

Leia mais

TUTORIAL DO USUÁRIO CRM SOLUTION EM 05/02/2011

TUTORIAL DO USUÁRIO CRM SOLUTION EM 05/02/2011 TUTORIAL DO USUÁRIO CRM SOLUTION EM 05/02/2011 Manual de operação revisão 20110205 Pagina 1/18 Login no Sistema Para poder utilizar o sistema. 1 - Receba com o gestor do sistema o endereço na WEB no qual

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

Preenchimento dos Pedidos de Credenciamento Provisório, Credenciamento 5 anos, Recredenciamento e Aumento de Vagas

Preenchimento dos Pedidos de Credenciamento Provisório, Credenciamento 5 anos, Recredenciamento e Aumento de Vagas 1 Preenchimento dos Pedidos de Credenciamento Provisório, Credenciamento 5 anos, Recredenciamento e Aumento de Vagas III Residentes O SisCNRM traz uma mudança de estrutura para a visualização e acompanhamento

Leia mais

SAC Sistema de Acompanhamento de Concessões Manual do Usuário

SAC Sistema de Acompanhamento de Concessões Manual do Usuário 70040-020 Brasília - DF SAC Manual do Usuário Sumário Assunto PÁGINA 1. Objetivos do Manual 3 2. Perfil do Usuário 3 2.1 Coordenador Institucional 3 3. Acesso ao Sistema SAC 3 3.1 Endereço de acesso 3

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 6ª REGIÃO. Manual do Usuário

PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 6ª REGIÃO. Manual do Usuário PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 6ª REGIÃO Manual do Usuário Push Acompanhamento de Tramitação de Processos Responsável: Renato Ferraz Conteúdo 1. Introdução...

Leia mais

Sistema de Prestação de Contas Siprec

Sistema de Prestação de Contas Siprec Sistema de Prestação de Contas Siprec Manual de Utilização Perfil Beneficiário Versão 1.3.4 Agosto de 2013 1 SUMÁRIO Manual do Usuário... 3 1. Objetivo do manual... 3 2. Sobre o sistema... 3 3. Quem deve

Leia mais

6.1. Inserir... 09 6.2. Consultar... 10 6.3. Listar Todos... 11 6.4. Alterar... 12 7. BENEFÍCIOS... 12

6.1. Inserir... 09 6.2. Consultar... 10 6.3. Listar Todos... 11 6.4. Alterar... 12 7. BENEFÍCIOS... 12 Sumário 1. APRESENTAÇÃO INICIAL... 03 2. EMPRESA... 03 3. UNIDADE... 03 3.1. Consultar... 03 3.2. Listar Todas... 04 4. SETOR... 05 4.1. Consultar... 05 4.2. Inserir... 05 4.3. Listar... 06 5. FUNÇÃO...

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

1. Tela de Acesso pg. 2. 2. Cadastro pg. 3. 3. Abas de navegação pg. 5. 4. Abas dados cadastrais pg. 5. 5. Aba grupo de usuários pg.

1. Tela de Acesso pg. 2. 2. Cadastro pg. 3. 3. Abas de navegação pg. 5. 4. Abas dados cadastrais pg. 5. 5. Aba grupo de usuários pg. Sumário 1. Tela de Acesso pg. 2 2. Cadastro pg. 3 3. Abas de navegação pg. 5 4. Abas dados cadastrais pg. 5 5. Aba grupo de usuários pg. 6 6. Aba cadastro de funcionários pg. 7 7. Pedidos pg. 12 8. Cartões

Leia mais

HELP Fornecedores ATENÇÃO!!! IMPORTANTE: o acesso ao SIGA só poderá ser feito através do navegador Internet Explorer, versões 6 a 9.

HELP Fornecedores ATENÇÃO!!! IMPORTANTE: o acesso ao SIGA só poderá ser feito através do navegador Internet Explorer, versões 6 a 9. HELP Fornecedores IMPORTANTE: o acesso ao SIGA só poderá ser feito através do navegador Internet Explorer, versões 6 a 9. ATENÇÃO!!! Se a versão do seu navegador Internet Explorer for superior a 9, siga

Leia mais

SERVIÇOS REQUERIMENTO

SERVIÇOS REQUERIMENTO 1 / 15 todos os direitos reservados. ÍNDICE Introdução... 3 Acesso Restrito... 4 Cadastro... 4 Serviços Requerimento... 6 Certidão Web... 7 Certidão Simplificada... 8 Certidão Específica... 10 Certidão

Leia mais

Senha: Dígitos do CPF (sem pontos ou traço)

Senha: Dígitos do CPF (sem pontos ou traço) 1. Login Para realizar o acesso à ferramenta de suporte FAPAM, basta acessar o endereço: http://www.fapam.edu.br/helpdesk/ Usuário: Número da Chapa - FAPAM Senha: Dígitos do CPF (sem pontos ou traço) 2.

Leia mais

PAINEL GERENCIADOR DE E-MAILS

PAINEL GERENCIADOR DE E-MAILS Este manual foi criado com o objetivo de facilitar o gerenciamento de suas contas de e-mail. Com ele, o administrador poderá criar e excluir e-mails, alterar senha, configurar redirecionamento de contas,

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV. Orientações/Passo a Passo. Credenciamento de Proponente

Portal dos Convênios SICONV. Orientações/Passo a Passo. Credenciamento de Proponente Portal dos Convênios SICONV Orientações/Passo a Passo Credenciamento de Proponente Administração Pública Estadual, Municipal ou do Distrito Federal, Consórcio Público, Entidade Privada sem fins lucrativos

Leia mais

Quer se Cadastrar na Petrobras?

Quer se Cadastrar na Petrobras? MT-611-00009 Última Atualização 25/04/2012 Quer se Cadastrar na Petrobras? Como dar início ao processo de cadastramento na Petrobras: Para dar início ao processo de cadastramento na Petrobras, é necessário

Leia mais

Portal de Fornecedores Não-Revenda

Portal de Fornecedores Não-Revenda Portal de Fornecedores Não-Revenda Auto-Registro e Gestão de Usuários Consulte neste manual como realizar seu Auto-Registro e a manutenção (criação, alteração, exclusão) de usuários para acesso ao Portal

Leia mais

Sistema de Compras TV Globo

Sistema de Compras TV Globo Sistema de Compras TV Globo Guia de Uso R Guia de Uso do Portal do Fornecedor da TV Globo R PÁGINA Índice Índice O que é o Sistema de Compras TV Globo 4 Criar a sua cotação (Cota) Anexar documento 4 Cadastro

Leia mais

Manual do Usuário Plataforma Online

Manual do Usuário Plataforma Online correção online psico.vetoreditora.com.br Manual do Usuário Plataforma Online Utilização da Plataforma Online de correção de testes APRESENTAÇÃO GERAL INTRODUÇÃO A Plataforma Online de testes da Vetor

Leia mais

Tutorial para cadastro de serviço

Tutorial para cadastro de serviço Tutorial para cadastro de serviço Sumário Introdução...1 Acessar o sistema de edição...2 Criar um serviço...2 Editar serviço já existente...4 Enviar rascunho para revisão...4 Sugerir melhoria...5 Moderar...5

Leia mais

Ministério da Educação - MEC Universidade Federal de Santa Maria UFSM Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa PRPGP

Ministério da Educação - MEC Universidade Federal de Santa Maria UFSM Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa PRPGP Ministério da Educação - MEC Universidade Federal de Santa Maria UFSM Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa PRPGP Tutorial de preenchimento do Plano de Estudos On-line NOVEMBRO DE 2013 2 Índice 1 Tutorial

Leia mais

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3 SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 1. Login no sistema... 2 Atendente... 3 1. Abrindo uma nova Solicitação... 3 1. Consultando Solicitações... 5 2. Fazendo uma Consulta Avançada... 6 3. Alterando dados da

Leia mais

TUTORIAL DO ALUNO. Olá, bem vindo à plataforma de cursos a distância da Uniapae!!!

TUTORIAL DO ALUNO. Olá, bem vindo à plataforma de cursos a distância da Uniapae!!! TUTORIAL DO ALUNO Olá, bem vindo à plataforma de cursos a distância da Uniapae!!! O Moodle é a plataforma de ensino a distância utilizada pela Uniapae sendo a unidade de ensino para rápida capacitação

Leia mais

Manual de Acesso ao Portal CSC Atende - USUÁRIOS CARTÃO SCOLAREST-

Manual de Acesso ao Portal CSC Atende - USUÁRIOS CARTÃO SCOLAREST- Manual de Acesso ao Portal CSC Atende - USUÁRIOS CARTÃO SCOLAREST- A partir do dia 02/março/2015, ao clicarem no ícone fale conosco, disponível no Portal Scolarest, serão remetidos à pagina do Portal CSC

Leia mais

ÍNDICE MANUAL SITE ADMINISTRÁVEL TV. 1. Introdução 2. Acessando o site administrável/webtv SITE ADMINISTRÁVEL 3. CONFIGURAÇÕES

ÍNDICE MANUAL SITE ADMINISTRÁVEL TV. 1. Introdução 2. Acessando o site administrável/webtv SITE ADMINISTRÁVEL 3. CONFIGURAÇÕES MANUAL SITE ADMINISTRÁVEL TV ÍNDICE 1. Introdução 2. Acessando o site administrável/webtv SITE ADMINISTRÁVEL 3. CONFIGURAÇÕES 3.1 - Dados Cadastrais 3.2 - Noticias 3.3 Redes Sociais 3.4 - Player 4. DESIGN

Leia mais

CIUCA Manual de Operação Versão 2.02 (Módulos I Cadastro e II - Credenciamento)

CIUCA Manual de Operação Versão 2.02 (Módulos I Cadastro e II - Credenciamento) Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Cadastro das Instituições e Comissões de Ética no Uso de Animais CIUCA Versão 2.02 (Módulos I Cadastro e II - Credenciamento) Versão 1.01 (Módulo I Cadastro)

Leia mais

Olimpíada Brasileira de Robótica. Manual de Inscrição. Sistema OLIMPO Instruções

Olimpíada Brasileira de Robótica. Manual de Inscrição. Sistema OLIMPO Instruções Olimpíada Brasileira de Robótica Manual de Inscrição Sistema OLIMPO Instruções Versão 1.1 Abril 2013 OLIMPO Sistema de Gerenciamento de Olimpíadas e Eventos Científicos Olimpíada Brasileira de Robótica

Leia mais

Como obter Ajuda e Suporte

Como obter Ajuda e Suporte Como obter Ajuda e Suporte Durante a utilização dos Sistemas comercializados pela Domínio Sistemas, você e sua equipe poderão ter dúvidas sobre algum processo ou alguma tela em específico. Estas dúvidas

Leia mais

Manual do Sistema de Apoio Operadores CDL

Manual do Sistema de Apoio Operadores CDL N / Rev.: Manual 751.1/02 Este documento não deve ser reproduzido sem autorização da FCDL/SC Aprovação: Representante da Direção Ademir Ruschel Elaboração: Supervisor da Qualidade Sílvia Regina Pelicioli

Leia mais

PASSO A PASSO Cadastramento de Empresa Gerência-Geral de Gestão de Tecnologia da Informação Equipe de Cadastro

PASSO A PASSO Cadastramento de Empresa Gerência-Geral de Gestão de Tecnologia da Informação Equipe de Cadastro ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária PASSO A PASSO Cadastramento de Empresa Gerência-Geral de Gestão de Tecnologia da Informação Equipe de Cadastro www.anvisa.gov.br Para acessar o cadastro

Leia mais

Sistema de Gestão de Freqüência. Manual do Usuário

Sistema de Gestão de Freqüência. Manual do Usuário Serviço Público Federal Universidade Federal da Bahia Centro de Processamento de Dados Divisão de Projetos / SGF Sistema de Gestão de Freqüência Sistema de Gestão de Freqüência Manual do Usuário Descrição

Leia mais

Será exibido um painel de opções com 3 possibilidades: Cadastrar Cliente, Listagem de Cliente e Gerar Chave de Instalação.

Será exibido um painel de opções com 3 possibilidades: Cadastrar Cliente, Listagem de Cliente e Gerar Chave de Instalação. ATIVAÇÃO DA LICENÇA A partir do momento em que a revenda torna-se parceira comercial do produto ela pode efetuar compras de licenças no site e ativar essas licenças em seus usuários. O UNICO até pode ser

Leia mais

Apresentando o novo modelo de atendimento Centro Marista de Serviços - CMS. Curitiba, Julho de 2014

Apresentando o novo modelo de atendimento Centro Marista de Serviços - CMS. Curitiba, Julho de 2014 Apresentando o novo modelo de atendimento Centro Marista de Serviços - CMS Curitiba, Julho de 2014 Vamos à prática: Como abrir um chamado? Entre na ferramenta com seu login e senha de rede (a mesma que

Leia mais

Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador

Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador Histórico de alterações Data Versão Autor Descrição 23/11/2012 1 Criação do documento. 2 1. Introdução... 4 2. Funcionalidades

Leia mais

Manual de digitação de contas Portal AFPERGS

Manual de digitação de contas Portal AFPERGS Manual de digitação de contas Portal AFPERGS 1 Sumário Acesso à função digitação de contas... 3 O que é a Função digitação de contas (DC)... 4 Como proceder na função digitação de conta médica (DC)...

Leia mais

Eventos Anulação e Retificação

Eventos Anulação e Retificação MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Eventos Anulação e Retificação

Leia mais

Manual SAGe Versão 1.2

Manual SAGe Versão 1.2 Manual SAGe Versão 1.2 Cadastramento de Usuário (a partir da versão 12.08.01 ) Conteúdo Introdução... 2 Cadastramento... 2 Desvendando a tela inicial... 4 Completando seus dados cadastrais... 5 Não lembro

Leia mais

Gestão inteligente de documentos eletrônicos

Gestão inteligente de documentos eletrônicos Gestão inteligente de documentos eletrônicos MANUAL DE UTILIZAÇÃO VISÃO DE EMPRESAS VISÃO EMPRESAS - USUÁRIOS (OVERVIEW) No ELDOC, o perfil de EMPRESA refere-se aos usuários com papel operacional. São

Leia mais

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO MANUAL VTWEB CLIENT URBANO A marca do melhor atendimento. Conteúdo... 2 1. Descrição... 3 2. Cadastro no sistema... 3 2.1. Pessoa Jurídica... 3 2.2. Pessoa Física... 5 2.3. Concluir o cadastro... 6 3.

Leia mais

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174 Versão Liberada A Gerpos comunica a seus clientes que nova versão do aplicativo Gerpos Retaguarda, contendo as rotinas para emissão da Nota Fiscal Eletrônica, já está disponível. A atualização da versão

Leia mais

Solicitação de transferência do aluno

Solicitação de transferência do aluno Solicitação de transferência do aluno 1 Conteúdo Conteúdo... 2 Introdução... 3 Solicitação de transferência de aluno... 4 Aba Solicitação de Transferência:... 5 Aba Acompanhamento de Solicitações:... 12

Leia mais

1 INFORMAÇÕES PRELIMINARES SOBRE O PROTOCOLO ON-LINE DO CADASTRO MOBILIÁRIO

1 INFORMAÇÕES PRELIMINARES SOBRE O PROTOCOLO ON-LINE DO CADASTRO MOBILIÁRIO 1 INFORMAÇÕES PRELIMINARES SOBRE O PROTOCOLO ON-LINE DO CADASTRO MOBILIÁRIO Para dar mais agilidade ao processo de inscrição de alvará de localização e permanência no Município de Joinville, alguns procedimentos

Leia mais

TUTORIAL FERRAMENTA DE PRÉ-AGENDAMENTO ONLINE. MAPLO

TUTORIAL FERRAMENTA DE PRÉ-AGENDAMENTO ONLINE. MAPLO TUTORIAL FERRAMENTA DE PRÉ-AGENDAMENTO ONLINE. MAPLO Carta de Apresentação Prezados Parceiros, A Maplo traz uma inovação em seu atendimento, com o intuito de facilitar o processo de pré-matrícula em nossos

Leia mais

MANUAL DE MEMBRO COMUNIDADE DO AMIGO

MANUAL DE MEMBRO COMUNIDADE DO AMIGO SUMÁRIO Efetuando o Login na comunidade... 3 Esqueceu sua senha?... 3 Página Principal... 4 Detalhando o item Configurações... 5 Alterar Foto... 5 Alterar Senha... 5 Dados Pessoais... 6 Configurações de

Leia mais

Sumário: Fluxo Operacional... 3 Contatos... 4. Agenda Online... 10. Reservas de Salas... 26. Tarefas... 42

Sumário: Fluxo Operacional... 3 Contatos... 4. Agenda Online... 10. Reservas de Salas... 26. Tarefas... 42 Sumário: Fluxo Operacional... 3 Contatos... 4 Passo a passo para visualização de contatos... 5 Passo a passo para filtragem da lista de contatos... 6 Como ordenar a lista de contatos... 7 Como gerar uma

Leia mais