Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança"

Transcrição

1 Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P A G O S T O, D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 7,2 bilhões Saldo: R$ 500,8 bilhões Financiamentos Valor: R$ 5,87 bilhões São Paulo, 23 de Setembro de 2015 Crédito imobiliário totaliza R$ 5,87 bilhões em agosto Financiamentos Imobiliários - Valores Em agosto, o volume de empréstimos para aquisição e construção de imóveis somou R$ 5,87 bilhões, um pouco abaixo (-1,5%) do volume registrado em julho. Em comparação com o mesmo período do ano passado, quando as condições macroeconômicas eram mais satisfatórias, houve queda de 35,9%. Quantidade: 28,2 mil imóveis N E S T A E D I Ç Ã O : Valores Financiados 1 Unidades Financiadas 2 Poupança 3 Nos primeiros oito meses de 2015 foram destinados R$ 56,6 bilhões para aquisição e construção de imóveis, resultado 22% inferior ao apurado no mesmo período do ano passado. Outros Indicadores 4 Indicadores de Crédito Imobiliário 5 Site:

2 P Á G I N A 2 No acumulado de 12 meses, até agosto, o volume de empréstimos para aquisição e construção de imóveis com recursos das cadernetas de poupança do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) alcançou o montante de R$ 96,7 bilhões, queda de 13,5% em relação ao apurado nos 12 meses precedentes. Financiamentos Imobiliários - Unidades Em termos de quantidade, foram alocados recursos para aquisição e construção de 28,2 mil imóveis em agosto, resultado 36% inferior ao de agosto do ano passado. Comparado a julho deste ano, entretanto, observou-se ligeira melhora, com crescimento de 0,7%. 28 mil imóveis foi a 5ª melhor marca atingida em um mês de agosto desde 1995 Entre janeiro e agosto, foram financiados 256,1 mil imóveis, queda de 27% em relação ao mesmo período de 2014.

3 P Á G I N A 3 Nos últimos 12 meses, até agosto, foram financiados 443,4 mil imóveis, correspondendo a um recuo de 17,6% em relação aos 12 meses precedentes. 443 mil imóveis foram financiados nos últimos 12 meses pelos agentes do SBPE Poupança SBPE: Captação Líquida O elevado patamar dos juros, com a taxa básica de 14,25% ao ano em agosto, continua favorecendo as modalidades de aplicação concorrentes das cadernetas de poupança, em especial aquelas que utilizam a Selic como referencial de remuneração. Com isso, as cadernetas de poupança dos agentes financeiros do SBPE vêm registrando saídas líquidas ao longo de Em agosto, a captação líquida foi negativa em R$ 7,2 bilhões. E, entre janeiro e agosto de 2015, o saldo negativo foi de R$ 45,8 bilhões. Mas cabe notar que apesar da intensificação dos saques, com crescimento de 29% entre os primeiros oito meses de 2015 e igual período do ano passado, os depósitos aumentaram em 22%, na mesma base de comparação.

4 P Á G I N A 4 Poupança SBPE: Saldo Os estoques foram afetados pelas saídas de recursos: em agosto, o saldo dos depósitos de poupança atingiu R$ 500,8 bilhões, com evolução nominal de apenas 0,3% em relação a agosto do ano passado. R$ 500,8 bilhões foi o saldo da poupança SBPE em agosto/15 Outros indicadores: Rentabilidade Fonte: Anbima, Banco Central e BM&F Bovespa INDICADOR * CDI¹ 10,00% 9,80% 11,59% 8,40% 8,06% 10,81% 8,36% Poupança 2 6,92% 6,90% 7,45% 6,48% 6,37% 7,08% 5,17% Fundo Referenciado DI 1 10,30% 9,90% 11,85% 8,62% 8,27% 11,00% 8,48% Ibovespa 82,70% 1,00% -18,11% 7,40% -15,50% -2,91% -6,76% Índice Imobiliário (Bovespa) 205,00% 10,50% -27,70% 22,43% -26,39% -18,11% -21,75% (1) Rendimento bruto (2) Rendimento líquido de IR (*) Rendimento referente aos primeiros oito meses do ano

5 P Á G I N A 5 Indicadores do Crédito Imobiliário

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P S E T E M B R O, 2 0 1 5 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 5,38 bilhões Saldo: R$ 498,7 bilhões

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P N O V E M B R O, 2 0 1 5 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 962 milhões Saldo: R$ 501,2 bilhões Financiamentos

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P O U T U B R O, 2 0 1 5 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 2,84 bilhões Saldo: R$ 499,0 bilhões Financiamentos

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P F E V E R E I R O, 2 0 1 7 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 24 de março de 2017 Crédito imobiliário totaliza R$ 2,95 bilhões

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P M A I O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 28 de junho de 2016 Em maio, crédito imobiliário somou R$ 3,9 bilhões Poupança

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P A G O S T O, 2 0 1 7 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 31 de agosto de 2017 Crédito imobiliário atinge R$ 4,24 bilhões em

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P J U N H O, 2 0 1 7 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: R$ 173 milhões Saldo: R$ 517,6 bilhões Financiamentos

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P J U N H O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 2,79 bilhões Saldo: R$ 493,3 bilhões Financiamentos

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P J U L H O, 2 0 1 7 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: R$ 4,9 bilhões Saldo: R$ 525,4 bilhões Financiamentos

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P N O V E M B R O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: R$ 2,6 bilhões Saldo: R$ 503,8 bilhões Financiamentos

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P D E Z E M B R O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: R$ 9,0 bilhões Saldo: R$ 516,0 bilhões Financiamentos

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P F E V E R E I R O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 6,7 bilhões Saldo: R$ 499,3 bilhões

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P A B R I L, 2 0 1 7 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 25 de abril de 2017 Crédito imobiliário totaliza R$ 4,01 bilhões em março

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P M A I O, 2 0 1 7 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 25 de maio de 2017 Crédito imobiliário totaliza R$ 3,13 bilhões em abril

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P A G O S T O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 3,5 bilhões Saldo: R$ 495,4 bilhões Financiamentos

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P O U T U B R O, 2 0 1 7 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 26 de outubro de 2017 Crédito imobiliário atinge R$ 3,41 bilhões

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P S E T E M B R O, 2 0 1 7 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: R$ 1,6 bilhão Saldo: R$ 533,7 bilhões Financiamentos

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P A B R I L, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 27 de maio de 2016 Crédito imobiliário alcança R$ 3,5 bilhões em abril

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P M A R Ç O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 5,2 bilhões Saldo: R$ 497,1 bilhões Financiamentos

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P J U L H O, 2 0 1 5 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 2,4 bilhões Saldo: R$ 504,6 bilhões Financiamentos

Leia mais

NOVAS REGRAS FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO. MAIANE SILVA MORAIS

NOVAS REGRAS FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO. MAIANE SILVA MORAIS NOVAS REGRAS FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO. MAIANE SILVA MORAIS Financiamento imobiliário A Caixa Econômica Federal vai reduzir o limite de financiamento para imóveis usados a partir de 4 de maio. O objetivo

Leia mais

2013 AINDA MAIS LONGE DE UMA BOLHA IMOBILIÁRIA.

2013 AINDA MAIS LONGE DE UMA BOLHA IMOBILIÁRIA. Brasília, 31 de Janeiro de 2013 NOTA À IMPRENSA 2013 AINDA MAIS LONGE DE UMA BOLHA IMOBILIÁRIA. Por: (*) Rafhael Carvalho Marinho O índice de preços imobiliários verifica a existência de descolamento entre

Leia mais

III. Mercado Financeiro e de Capitais. Taxas de juros reais e expectativas de mercado

III. Mercado Financeiro e de Capitais. Taxas de juros reais e expectativas de mercado III Mercado Financeiro e de Capitais Taxas de juros reais e expectativas de mercado Os riscos de maior pressão inflacionária vigentes no início de concorreram para as decisões do Copom sobre a taxa básica

Leia mais

PIB do terceiro trimestre de 2015 apresentou queda de 1,7% contra o trimestre anterior

PIB do terceiro trimestre de 2015 apresentou queda de 1,7% contra o trimestre anterior ECONÔMICA Conjuntura PIB do terceiro trimestre de 2015 apresentou queda de 1,7% contra o trimestre anterior Dados publicados pelo IBGE informam que o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil caiu 1,7% no

Leia mais

43,85 43,67 43,50 43,26 43,03 42,76 42,45 42,35 42,11 41,96 41,93 41,91

43,85 43,67 43,50 43,26 43,03 42,76 42,45 42,35 42,11 41,96 41,93 41,91 Os dados divulgados pelo Banco Central do (BCB) até Mar./2017 permitem uma análise do endividamento das famílias brasileiras e a elaboração de um panorama do comportamento de diversas modalidades de crédito

Leia mais

- Emplacamento de Veículos / FENABRAVE - Índice Nacional de Expectativa do Consumidor. - Anúncio da taxa básica de juros americana / (INEC) / CNI

- Emplacamento de Veículos / FENABRAVE - Índice Nacional de Expectativa do Consumidor. - Anúncio da taxa básica de juros americana / (INEC) / CNI BRASÍLIA 30/10/2017 30/10 SEGUNDA-FEIRA - Boletim FOCUS/Banco Central - Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPCS)/ FGV - Notas para a imprensa Política Fiscal / Banco Central - IGP-M / FGV EDIÇÃO 0008

Leia mais

FORJAS TAURUS S.A. 3T11

FORJAS TAURUS S.A. 3T11 FORJAS TAURUS S.A. 3T11 Cotações (30-09-11): FJTA3 R$ 1,91 FJTA4 R$ 1,79 Porto Alegre, 11 de novembro de 2011 - A Forjas Taurus S.A. (Bovespa: FJTA3, FJTA4), maior produtora de armas curtas da América

Leia mais

Coletiva de Imprensa. Financiamento Imobiliário 1º Semestre de São Paulo 26 de Julho de Gilberto Duarte de Abreu Filho Presidente

Coletiva de Imprensa. Financiamento Imobiliário 1º Semestre de São Paulo 26 de Julho de Gilberto Duarte de Abreu Filho Presidente Coletiva de Imprensa Financiamento Imobiliário 1º Semestre de 2016 Gilberto Duarte de Abreu Filho Presidente São Paulo 26 de Julho de 2016 Índice 1 2 3 4 5 6 Conjuntura Construção Civil Financiamento Imobiliário

Leia mais

Selic e Cartão Rotativo reduzem taxa de juros

Selic e Cartão Rotativo reduzem taxa de juros Selic e Cartão Rotativo reduzem taxa de juros Em abril, o saldo das operações do mercado de crédito voltou a mostrar retração na comparação mensal (0,2%). Entretanto, em termos anuais, novamente desacelerou-se

Leia mais

EM FEVEREIRO, O ÍNDICE DE PREÇOS IMOBILIÁRIOS DO DF CHEGOU AO MENOR VALOR DE SUA HISTÓRIA.

EM FEVEREIRO, O ÍNDICE DE PREÇOS IMOBILIÁRIOS DO DF CHEGOU AO MENOR VALOR DE SUA HISTÓRIA. Brasília, 27 de Fevereiro de 2013 NOTA À IMPRENSA EM FEVEREIRO, O ÍNDICE DE PREÇOS IMOBILIÁRIOS DO DF CHEGOU AO MENOR VALOR DE SUA HISTÓRIA. Por: (*) Rafhael Carvalho Marinho O índice de preços imobiliários

Leia mais

Vantagens do Financiamento

Vantagens do Financiamento I M Ó V E I S C O M E R C I A I S N O S E U A Vantagens do Financiamento I M Ó V E I S C O M E R C I A I S N O S E U A Vantagens do uso do financiamento em investimentos U m a a l t e r n a t i v a m u

Leia mais

Os Bancos nunca perdem

Os Bancos nunca perdem Boletim Econômico Edição nº 85 outubro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Os Bancos nunca perdem 1 Dados patrimoniais dos gigantes do Sistema Financeiro Nacional O total

Leia mais

Pesquisa Anual da Indústria da Construção. Paic /6/2012

Pesquisa Anual da Indústria da Construção. Paic /6/2012 Pesquisa Anual da Indústria da Construção Paic - 2010 15/6/2012 Características metodológicas Resultados gerais Estrutura das receitas, dos custos e despesas, e do investimento em 2007/2010 Estrutura regional

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Fundação Carmelitana Mário Palmério Curso de Bacharelado em Disciplina: Administração Financeira ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Prof. Me. Reiner Alves Botinha AGENDA AMBIENTE FINANCEIRO BRASILEIRO Slide 2 OPORTUNIDADES

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Abril 2010

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Abril 2010 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Abril 2010 As perspectivas do crédito à produção na construção civil e impactos no custo de funding dos empreendimentos Roberto Sampaio

Leia mais

Coletiva de Imprensa. Balanço de 2014 Expectativas para 2015

Coletiva de Imprensa. Balanço de 2014 Expectativas para 2015 Coletiva de Imprensa Balanço de 2014 Expectativas para 2015 Octavio de Lazari Junior Presidente São Paulo, 21 de Janeiro de 2015 Sumário 1. Cenário Macroeconômico 2. Construção Civil 3. Mercado de Crédito

Leia mais

BOLETIM. Patrimônio Líquido da indústria doméstica ultrapassa R$ 2 trilhões 100% 30% 29% 27% 27% 31% 31% 80%

BOLETIM. Patrimônio Líquido da indústria doméstica ultrapassa R$ 2 trilhões 100% 30% 29% 27% 27% 31% 31% 80% Fundos de Investimento BOLETIM Ano VII Nº 72 Abril/2012 Patrimônio Líquido da indústria doméstica ultrapassa R$ 2 trilhões Indústria de Fundos em Números - Mar/12 MERCADO DOMÉSTICO R$ 2.027,7 bi de PL

Leia mais

Rede de Atendimento e Market Share

Rede de Atendimento e Market Share Rede de Atendimento e Market Share Posicionamento Nacional Indicadores Dez/06 Dez/07 Dez/08 Dez/09 Dez/10 Set/11 Ativo Total 14º 14º 12º 10º 11º 11º Patrimônio Líquido 18º 14º 13º 11º 12º 11º Depósitos

Leia mais

Coletiva de Imprensa. Resultados de 2016 e Perspectivas para Gilberto Duarte de Abreu Filho Presidente. São Paulo, 24 de Janeiro de 2017

Coletiva de Imprensa. Resultados de 2016 e Perspectivas para Gilberto Duarte de Abreu Filho Presidente. São Paulo, 24 de Janeiro de 2017 Coletiva de Imprensa Resultados de 2016 e Perspectivas para 2017 Gilberto Duarte de Abreu Filho Presidente São Paulo, 24 de Janeiro de 2017 Índice 1. Conjuntura Econômica 2. Construção Civil 3. Financiamento

Leia mais

PREVI futuro - Out / = Resultado

PREVI futuro - Out / = Resultado PREVI futuro - Out / 2017 - = Resultado Balanço Patrimonial Ativo Passivo Onde estão aplicados todos os recursos do Plano PREVI Futuro Estes são distribuídos em uma Carteira de Investimentos Distribuição

Leia mais

COLETIVA DE IMPRENSA. 1º semestre de São Paulo 26 de Julho de Gilberto Duarte de Abreu Filho Presidente

COLETIVA DE IMPRENSA. 1º semestre de São Paulo 26 de Julho de Gilberto Duarte de Abreu Filho Presidente COLETIVA DE IMPRENSA 1º semestre de 2017 Gilberto Duarte de Abreu Filho Presidente São Paulo 26 de Julho de 2017 1 PAUTA 1) Conjuntura Econômica 2) Financiamento Imobiliário 3) Funding 4) Inadimplência

Leia mais

Nota de Crédito PF. Dezembro Fonte: BACEN Base: Outubro de 2014

Nota de Crédito PF. Dezembro Fonte: BACEN Base: Outubro de 2014 Nota de Crédito PF Dezembro 2014 Fonte: BACEN Base: Outubro de 2014 ago/11 fev/12 ago/12 jan/11 jan/11 Desaceleração e comprometimento de renda Os efeitos da elevação da taxa de juros e as incertezas quanto

Leia mais

Elevação na taxa de juros média

Elevação na taxa de juros média Elevação na taxa de juros média Carteira de Crédito no SFN Apesar da projeção de um crescimento nominal de 2,0% em 2017 pelo Banco Central, o ritmo de queda do estoque de crédito intensificou-se em janeiro.

Leia mais

BALANÇO DO MERCADO IMOBILIÁRIO 1º TRIMESTRE/2013. Versão CPE - ACCB/CCMA/JJA/MAB/RSO 1/37

BALANÇO DO MERCADO IMOBILIÁRIO 1º TRIMESTRE/2013. Versão CPE - ACCB/CCMA/JJA/MAB/RSO 1/37 BALANÇO DO MERCADO IMOBILIÁRIO 1º TRIMESTRE/2013 Versão 1005133-20100617 CPE - ACCB/CCMA/JJA/MAB/RSO 1/37 1/39 1/74 1/6 INFORMAÇÃO E CONHECIMENTO ECONOMIA PIB CRESCIMENTO NO ANO 8,0% 7,5% 7,0% 6,0% 5,0%

Leia mais

Concessões de Crédito - Recursos Livres Variação acumulada em 12 meses. fev/15. nov/14. mai/14. mai/15. ago/14 TOTAL PF PJ

Concessões de Crédito - Recursos Livres Variação acumulada em 12 meses. fev/15. nov/14. mai/14. mai/15. ago/14 TOTAL PF PJ ASSESSORIA ECONÔMICA Dados divulgados entre os dias 24 de julho e 28 de julho Crédito O estoque total de crédito do sistema financeiro nacional (incluindo recursos livres e direcionados) registrou variação

Leia mais

BOLETIM. Fundos de Investimento. Indústria registra captação líquida de R$ 97,6 bi no ano. Destaque do Mês. Indústria de Fundos em Números - Dez/12

BOLETIM. Fundos de Investimento. Indústria registra captação líquida de R$ 97,6 bi no ano. Destaque do Mês. Indústria de Fundos em Números - Dez/12 Fundos de Investimento BOLETIM Ano VIII Nº 81 Janeiro/2013 Indústria registra captação líquida de R$ 97,6 bi no ano Indústria de Fundos em Números - Dez/12 MERCADO DOMÉSTICO R$ 2.189,0 bi de PL 0,2% Variação

Leia mais

ECONOMIA 25 de junho de 2015 Relatório de Crédito (dados de maio)

ECONOMIA 25 de junho de 2015 Relatório de Crédito (dados de maio) 11 12 13 14 15 16 jan/02 ago/02 mar/03 out/03 mai/04 dez/04 jul/05 fev/06 set/06 abr/07 nov/07 jun/08 jan/09 ago/09 mar/ out/ mai/11 dez/11 jul/12 fev/13 set/13 abr/14 nov/14 ECONOMIA 25 de junho de 15

Leia mais

BOLETIM. Fundos de Investimento. Recuo dos juros favorece aplicações em renda fixa. Destaque do Mês. Indústria de Fundos em Números - Abr/12

BOLETIM. Fundos de Investimento. Recuo dos juros favorece aplicações em renda fixa. Destaque do Mês. Indústria de Fundos em Números - Abr/12 Fundos de Investimento BOLETIM Ano VII Nº 73 Maio/2012 Recuo dos juros favorece aplicações em renda fixa Indústria de Fundos em Números - Abr/12 MERCADO DOMÉSTICO R$ 2.032,4 bi de PL 0,3% Variação % do

Leia mais

A carteira de crédito no SFN (sistema financeiro nacional) totalizou pouco mais de R$ 2 trilhões em janeiro, equivalendo a 48,8% do PIB. Mesmo com o r

A carteira de crédito no SFN (sistema financeiro nacional) totalizou pouco mais de R$ 2 trilhões em janeiro, equivalendo a 48,8% do PIB. Mesmo com o r A carteira de crédito no SFN (sistema financeiro nacional) totalizou pouco mais de R$ 2 trilhões em janeiro, equivalendo a 48,8% do PIB. Mesmo com o recuo de -0,2% registrado no mês, o volume continuou

Leia mais

RENDA FIXA TESOURO DIRETO

RENDA FIXA TESOURO DIRETO DESTAQUES DO RELATÓRIO Carteira Recomendada Nossa Carteira Recomendada do Tesouro Direto para os próximos 30 dias continua considerando principalmente o desafio fiscal nos próximos anos como principal

Leia mais

A semana em revista. Relatório Semanal 08/06/2015

A semana em revista. Relatório Semanal 08/06/2015 Relatório Semanal 08/06/2015 A semana em revista No cenário doméstico, os principais destaques da semana foram os dados da Pesquisa Industrial Mensal e o resultado da reunião do COPOM. A produção industrial

Leia mais

Market Share Indicadores Mar/09 Mar/10 Mar/11 Mar/12 Mar/13 Ativo Total Patrimônio Líquido Depósitos Totais Nº de Agências

Market Share Indicadores Mar/09 Mar/10 Mar/11 Mar/12 Mar/13 Ativo Total Patrimônio Líquido Depósitos Totais Nº de Agências Market Share Indicadores Mar/09 Mar/10 Mar/11 Mar/12 Mar/13 Ativo Total 10º 11º 11º 11º 11º Patrimônio Líquido 12º 11º 12º 11º 11º Depósitos Totais 8º 8º 8º 8º 7º Nº de Agências 7º 7º 7º 7º 7º Fonte: Banco

Leia mais

Fundos de Investimento

Fundos de Investimento Fundos de Investimento BALANÇO ANUAL 10/01/2012 1. Evolução do Patrimônio Líquido A Indústria de Fundos registra R$ 1,9 tri de PL sob gestão, o que representa US$ 1,0 trilhão. O PL da indústria apresentou

Leia mais

Mercado Financeiro e de Capitais. Taxas de juros reais e expectativas de mercado. Gráfico 3.1 Taxa over/selic

Mercado Financeiro e de Capitais. Taxas de juros reais e expectativas de mercado. Gráfico 3.1 Taxa over/selic III Mercado Financeiro e de Capitais Taxas de juros reais e expectativas de mercado A meta para a taxa Selic foi mantida durante o primeiro trimestre de 21 em 8,75% a.a. Em resposta a pressões inflacionárias

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T15 e de março de Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 4T15 e de março de Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 4T15 e 2015 01 de março de 2016 Magazine Luiza Destaques 4T15 Vendas E-commerce Margem Bruta EBITDA Cenário macroeconômico desafiador com queda da confiança do consumidor

Leia mais

SINCOR-SP 2016 SETEMBRO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2016 SETEMBRO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS SETEMBRO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Estatísticas dos Corretores de SP... 6 3. Análise macroeconômica...

Leia mais

Índice fipezap de preços de imóveis anunciados

Índice fipezap de preços de imóveis anunciados Preço médio de locação mostra queda nominal pelo sétimo mês consecutivo Das 9 cidades pesquisadas, 7 mostraram queda nominal na passagem entre outubro e novembro O Índice FipeZap de Locação, que acompanha

Leia mais

Preços de imóveis comerciais apresentam nova queda em fevereiro

Preços de imóveis comerciais apresentam nova queda em fevereiro Preços de imóveis comerciais apresentam nova queda em fevereiro Índices de venda e locação recuaram, respectivamente, 0,23% e 0,20%, face ao registrado em janeiro Segundo o Índice FipeZap Comercial que

Leia mais

e Indicadores Brasileiros Nº 1/2 Junho de 2012

e Indicadores Brasileiros Nº 1/2 Junho de 2012 Notícias do Comércio Internacional e Indicadores Brasileiros Nº 1/2 Junho de 2012 Sindmóveis - Projeto Orchestra Brasil www.sindmoveis.com.br www.orchestrabrasil.com.br Realização: inteligenciacomercial@sindmoveis.com.br

Leia mais

Universidade de São Paulo Mercado Financeiro I RCC 0407 Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Ribeirão Preto

Universidade de São Paulo Mercado Financeiro I RCC 0407 Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Ribeirão Preto Carlos R. Godoy Universidade de São Paulo Carlos R. Godoy 2 Mercado Financeiro I RCC 0407 Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Ribeirão Preto Mercado Financeiro I RCC 0407 Taxas de Juros

Leia mais

A semana em revista. Relatório Semanal 27/04/2015

A semana em revista. Relatório Semanal 27/04/2015 Relatório Semanal 27/04/2015 A semana em revista No cenário doméstico, os principais destaques da semana foram os dados de geração de empregos formais, do setor externo e do mercado de crédito, todos do

Leia mais

Coletiva de Imprensa

Coletiva de Imprensa Coletiva de Imprensa ABECIP 1º Semestre 2014 Octavio de Lazari Junior Presidente - Abecip São Paulo, 24 Julho de 2014 Pauta: 1) Conjuntura Econômica 2) Carteiras de Crédito 3) Financiamento Imobiliário

Leia mais

Os recursos não investidos permanecem alocados no HG Premium, Fundo que acumula uma rentabilidade de 2,50% em 2008, representando 97,00% do CDI.

Os recursos não investidos permanecem alocados no HG Premium, Fundo que acumula uma rentabilidade de 2,50% em 2008, representando 97,00% do CDI. Relatório Gerencial HG Realty BC FIP 1 Trimestre de 2008 CREDIT SUISSE HEDGING-GRIFFO 1. Palavra do Gestor Prezado Investidor, No primeiro trimestre de 2008 o Fundo continuou o acompanhamento das vendas

Leia mais

Agenda. Mercado Imobiliário na visão da EZTEC. Resultado e Situação de Incorporadoras de Capital Aberto. Situação da Fonte de Financiamento SBPE

Agenda. Mercado Imobiliário na visão da EZTEC. Resultado e Situação de Incorporadoras de Capital Aberto. Situação da Fonte de Financiamento SBPE Agenda Mercado Imobiliário na visão da EZTEC Resultado e Situação de Incorporadoras de Capital Aberto Situação da Fonte de Financiamento SBPE Conclusões e Reflexões 2 Mercado RMSP VGV Lançado no Brasil

Leia mais

Banco Cruzeiro do Sul. Apresentação Pública 4T08 Analistas & Investidores

Banco Cruzeiro do Sul. Apresentação Pública 4T08 Analistas & Investidores Banco Cruzeiro do Sul Apresentação Pública 4T08 Analistas & Investidores Abril 2009 História Banco Cruzeiro do Sul O Banco foi adquirido pela família Indio da Costa em 1993. A família Indio da Costa já

Leia mais

O Perfil do Endividamento das famílias brasileiras em 2013

O Perfil do Endividamento das famílias brasileiras em 2013 O Perfil do Endividamento das famílias brasileiras em 2013 A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor mostra que, em 2013, houve crescimento de 7,5% do número médio de famílias endividadas,

Leia mais

Índice FipeZap de Locação mantém-se próximo à estabilidade em maio

Índice FipeZap de Locação mantém-se próximo à estabilidade em maio Índice FipeZap de Locação mantém-se próximo à estabilidade em maio Nós últimos 12 meses, preço médio do aluguel recuou 1,65%, face à inflação acumulada de 3,6% no período O Índice FipeZap de Locação que

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Caixa Incorporação (Administrado pela Caixa Econômica Federal)

Fundo de Investimento Imobiliário Caixa Incorporação (Administrado pela Caixa Econômica Federal) Fundo de Investimento Imobiliário Caixa Incorporação (Administrado pela Caixa Econômica Federal) Demonstração de fluxo de caixa - método direto Semestre findo em 30 de junho de 2016 Em milhares de reais

Leia mais

SINCOR-SP 2017 MAIO 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2017 MAIO 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS MAIO 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS Sumário Palavra do presidente... 4 Objetivo... 7 1. Carta de Conjuntura... 8 2. Estatísticas dos Corretores de SP... 9 3. Análise macroeconômica... 12

Leia mais

SAQUES NAS CONTAS DO FGTS INJETARAM R$ 10,8 BI NO VAREJO

SAQUES NAS CONTAS DO FGTS INJETARAM R$ 10,8 BI NO VAREJO SAQUES NAS CONTAS DO FGTS INJETARAM R$ 10,8 BI NO VAREJO Do total de R$ 44 bilhões sacados das contas inativas entre março e julho deste ano, 25% chegaram ao varejo. De acordo com levantamento da Confederação

Leia mais

RENDA FIXA TESOURO DIRETO

RENDA FIXA TESOURO DIRETO DESTAQUES DO RELATÓRIO Carteira Recomendada Nossa Carteira Recomendada do Tesouro Direto para os próximos 30 dias considera a queda consistente da inflação concomitante ao risco fiscal ainda presente nas

Leia mais

Release com embargo até 0h de 15/9/2017. Agosto/2017

Release com embargo até 0h de 15/9/2017. Agosto/2017 Release com embargo até 0h de 15/9/2017 Preço médio do aluguel cai novamente em agosto Média dos preços de 15 cidades tem nova retração, mas algumas cidades já têm aumentos acima da inflação em 2017 O

Leia mais

CIDADE NOVA FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO- FII. CNPJ nº / (Administrado por INTRADER DTVM Asset servicing.)

CIDADE NOVA FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO- FII. CNPJ nº / (Administrado por INTRADER DTVM Asset servicing.) CIDADE NOVA FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO- FII CNPJ nº 15.862.591/0001-83 (Administrado por INTRADER DTVM Asset servicing.) 1 RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Seção I Objeto do Fundo 2 Seção I Objeto do

Leia mais

Subtítulo da Apresentação

Subtítulo da Apresentação Subtítulo da Apresentação MOTIVAÇÃO METODOLOGIA 15 cidades analisadas Análise do valor médio dos imóveis cadastrados no VivaReal 15 cidades + 1,8 mi Maior Base de imóveis entre os portais Análise de Intenção

Leia mais

CRÉDITO E JUROS EM 2003 MODESTO PASSO À FRENTE NO SEGUNDO SEMESTRE

CRÉDITO E JUROS EM 2003 MODESTO PASSO À FRENTE NO SEGUNDO SEMESTRE CRÉDITO E JUROS EM 3 MODESTO PASSO À FRENTE NO SEGUNDO SEMESTRE 3 terminou com um volume de operações de crédito do sistema financeiro de 2,% do PIB, um incremento frente ao baixo montante registrado ao

Leia mais

PESQUISA FEBRABAN DE PROJEÇÕES MACROECONÔMICAS E EXPECTATIVAS DE MERCADO

PESQUISA FEBRABAN DE PROJEÇÕES MACROECONÔMICAS E EXPECTATIVAS DE MERCADO PESQUISA FEBRABAN DE PROJEÇÕES MACROECONÔMICAS E EXPECTATIVAS DE MERCADO Realizada entre os dias 14 e 20 de setembro de 2016 Instituições respondentes: 22 DESTAQUES DESTA EDIÇÃO Principais alterações nas

Leia mais

Na hora de investir, conte com o conhecimento e a segurança do maior grupo financeiro de Portugal.

Na hora de investir, conte com o conhecimento e a segurança do maior grupo financeiro de Portugal. Na hora de investir, conte com o conhecimento e a segurança do maior grupo financeiro de Portugal. 1 Grupo Caixa Geral de Depósitos A CGD é o maior grupo financeiro português e detém a maior plataforma

Leia mais

Os recursos livres totalizaram R$ 953,1 bilhões em Dezembro, terminando o ano com uma alta de 9,4% ante 2008.

Os recursos livres totalizaram R$ 953,1 bilhões em Dezembro, terminando o ano com uma alta de 9,4% ante 2008. O volume de crédito no sistema financeiro nacional fechou o ano em R$ 1,41 trilhão, representando 45% PIB. Esse resultado correspondeu a mais uma alta, agora de 1,6%, ante o mês anterior levando a um crescimento

Leia mais

Banco de Dados da CBIC

Banco de Dados da CBIC 08.12.11 Banco de Dados da CBIC www.cbicdados.com.br ALGUMAS CONSIDERAÇÕES A construção vem registrando incremento consistente em suas atividades desde 2004, deixando para trás décadas de dificuldades.

Leia mais

SINCOR-SP 2017 FEVEREIRO 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2017 FEVEREIRO 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS FEVEREIRO 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 2 Sumário Palavra do presidente... 4 Objetivo... 5 1. Carta de Conjuntura... 6 2. Estatísticas dos Corretores de SP... 7 3. Análise macroeconômica...

Leia mais

INDX apresenta alta de 2,67% em março

INDX apresenta alta de 2,67% em março INDX apresenta alta de 2,67% em março Dados de Março/11 Número 51 São Paulo O Índice do Setor Industrial (INDX), composto pelas ações mais representativas do segmento, encerrou o mês de março de 2010,

Leia mais

NOTA CEMEC 02/2016 Revista e ampliada PARTICIPAÇÃO DO GOVERNO E DO SETOR PRIVADO NO SALDO DE OPERAÇÕES DE DÍVIDA NO MERCADO DOMÉSTICO

NOTA CEMEC 02/2016 Revista e ampliada PARTICIPAÇÃO DO GOVERNO E DO SETOR PRIVADO NO SALDO DE OPERAÇÕES DE DÍVIDA NO MERCADO DOMÉSTICO NOTA CEMEC 02/2016 Revista e ampliada PARTICIPAÇÃO DO GOVERNO E DO SETOR PRIVADO NO SALDO DE OPERAÇÕES DE DÍVIDA NO MERCADO DOMÉSTICO Fevereiro - 2016 INDICE 1. APRESENTAÇÃO: METODOLOGIA E CONCEITOS...

Leia mais

SINCOR-SP 2017 AGOSTO 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2017 AGOSTO 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS AGOSTO 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Estatísticas dos Corretores de SP... 6 3. Análise macroeconômica... 9

Leia mais

Informe dezembro de 2016

Informe dezembro de 2016 VARIAÇÃO (pontos) Informe dezembro de Análise de outubro de Piora no mercado de trabalho contamina o mercado imobiliário Melhora nas condições de crédito e confiança não impede nova queda na nota média

Leia mais

Por que o Brasil pode ser um dos primeiros países a sair da recessão?

Por que o Brasil pode ser um dos primeiros países a sair da recessão? Por que o Brasil pode ser um dos primeiros países a sair da recessão? Luciano Luiz Manarin D Agostini * RESUMO Observa-se tanto em países desenvolvidos como em desenvolvimento quedas generalizadas do crescimento

Leia mais

Investimentos na Duprev

Investimentos na Duprev Investimentos na Duprev Plano de Aposentadoria Duprev CD Contribuições Participantes + = aposentadoria Contribuições da empresa Saldo para Patrimônio Investido Perfis de Investimento Alternativas de aplicação

Leia mais

Contas Financeiras CEMEC Informativo Poupança Financeira São Paulo Maio/2015

Contas Financeiras CEMEC Informativo Poupança Financeira São Paulo Maio/2015 Contas Financeiras CEMEC Informativo Poupança Financeira São Paulo Maio/2015 Este relatório apresenta dados disponíveis em maio de 2015, mas cabe salientar que devido ao esforço de consolidação de dados

Leia mais

Mercado Financeiro e de Capitais. Taxas de Juros Reais e Expectativas de Mercado. Gráfico 3.1 Taxa over/selic

Mercado Financeiro e de Capitais. Taxas de Juros Reais e Expectativas de Mercado. Gráfico 3.1 Taxa over/selic III Mercado Financeiro e de Capitais Taxas de Juros Reais e Expectativas de Mercado A taxa Selic efetiva totalizou 8,2% em 213 e a taxa Selic real acumulada no ano, deflacionada pelo IPCA, atingiu 2,2%.

Leia mais

ANÁLISE DE DEZ ANOS DO CRÉDITO NO PAÍS.

ANÁLISE DE DEZ ANOS DO CRÉDITO NO PAÍS. ANÁLISE DE DEZ ANOS DO CRÉDITO NO PAÍS. A ANEFAC realizou um balanço dos últimos dez anos do crédito no Brasil cujo objetivo foi apurar como se comportaram os principais indicadores praticados pelo sistema

Leia mais

Índice FipeZap registra novo recuo no preço do aluguel em julho

Índice FipeZap registra novo recuo no preço do aluguel em julho Índice FipeZap registra novo recuo no preço do aluguel em julho Cidades como Rio de Janeiro, Goiânia e Campinas têm queda acentuada em 2017 e puxam a média nacional para baixo O Índice FipeZap de Locação

Leia mais

DESTAQUES DO RELATÓRIO. Carteira Recomendada. Cenário Macroeconômico

DESTAQUES DO RELATÓRIO. Carteira Recomendada. Cenário Macroeconômico DESTAQUES DO RELATÓRIO Carteira Recomendada Nossa Carteira Recomendada do Tesouro Direto para os próximos 30 dias assume um cenário de inflação ainda pressionada, com o indicador de maio superando expectativas,

Leia mais

Análise e Perspectivas do Mercado Imobiliário

Análise e Perspectivas do Mercado Imobiliário Análise e Perspectivas do Mercado Imobiliário Celso Petrucci Economista-Chefe do Secovi-SP Foreci 02/06/2017 Cenário Econômico Principais indicadores econômicos PIB do Brasil -Taxa de crescimento no ano

Leia mais

SINCOR-SP 2017 ABRIL 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2017 ABRIL 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS ABRIL 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS Sumário Palavra do presidente... 4 Objetivo... 5 1. Carta de Conjuntura... 6 2. Estatísticas dos Corretores de SP... 7 3. Análise macroeconômica... 10

Leia mais

NOTA CEMEC 04/2016 RENTABILIDADE DE TITULOS PUBLICOS INIBE DESTINAÇÃO DA POUPANÇA PARA AÇÕES, TITULOS DE DIVIDA CORPORATIVA E CRÉDITO BANCÁRIO

NOTA CEMEC 04/2016 RENTABILIDADE DE TITULOS PUBLICOS INIBE DESTINAÇÃO DA POUPANÇA PARA AÇÕES, TITULOS DE DIVIDA CORPORATIVA E CRÉDITO BANCÁRIO NOTA CEMEC 04/2016 RENTABILIDADE DE TITULOS PUBLICOS INIBE DESTINAÇÃO DA POUPANÇA PARA AÇÕES, TITULOS DE DIVIDA CORPORATIVA E CRÉDITO BANCÁRIO Maio - 2016 Sumário 1. Introdução: conceitos e metodologia

Leia mais

O perfil do endividamento das famílias brasileiras em 2014

O perfil do endividamento das famílias brasileiras em 2014 O perfil do endividamento das famílias brasileiras em 2014 A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor mostra que em 2014 houve redução de 0,8% no número médio de famílias endividadas, com

Leia mais

SINCOR-SP 2016 JULHO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2016 JULHO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JULHO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 2 Sumário Palavra do presidente... 4 Objetivo... 5 1. Carta de Conjuntura... 6 2. Estatísticas dos Corretores de SP... 7 3. Análise macroeconômica...

Leia mais

Ibovespa cai na semana contrariando comportamento das bolsas internacionais.

Ibovespa cai na semana contrariando comportamento das bolsas internacionais. 28 de Outubro de 2013 Juros encerram a semana em queda seguindo comportamento da Treasury; Dólar encerrou a semana em alta de 0,5%, cotado a R$ 2,189; Ibovespa cai na semana contrariando comportamento

Leia mais

SINCOR-SP 2017 MARÇO 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2017 MARÇO 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS MARÇO 2017 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 2 Sumário SINCOR-SP 2017 Palavra do presidente... 4 Objetivo... 5 1. Carta de Conjuntura... 6 2. Estatísticas dos Corretores de SP... 7 3. Análise macroeconômica...

Leia mais

SINCOR-SP 2016 DEZEMBRO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2016 DEZEMBRO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS DEZEMBRO 2016 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 2 Sumário Palavra do presidente... 4 Objetivo... 5 1. Carta de Conjuntura... 6 2. Estatísticas dos Corretores de SP... 7 3. Análise macroeconômica...

Leia mais