Vale do Rio Doce tem fábrica no Bahrein e vai fazer pesquisa mineral na Arábia Saudita

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Vale do Rio Doce tem fábrica no Bahrein e vai fazer pesquisa mineral na Arábia Saudita"

Transcrição

1 Agência de Notícias Brasil-Árabe - SP 23/03/ :00 Vale do Rio Doce tem fábrica no Bahrein e vai fazer pesquisa mineral na Arábia Saudita Na segunda reportagem da série sobre as maiores empresas exportadoras do Brasil, o leitor vai saber um pouco mais sobre os negócios da CRVD, a ex-estatal que é a maior produtora e exportadora de minério de ferro do mundo. Alexandre Rocha Divulgação Alexandre Rocha Vale, em Minas: 6% de 136 milhões de toneladas de ferro exportadas foram para os árabes São Paulo A Companhia Vale do Rio Doce, segunda maior empresa exportadora do Brasil, atrás apenas da Petrobras, faturou no ano passado US$ 2,033 bilhões com as vendas externas. Parte da produção teve como destino o Bahrein, país árabe da região do Golfo onde a mineradora brasileira detém 50% do controle de uma fábrica produtora de pelotas de ferro, matéria-prima para as siderúrgicas da região. A planta, chamada de Gulf Industrial Investment Company (GIIC), foi comprada pela Vale, em parceria com a Gulf Investment Corporation (GIC), do Kuwait, em 2000, e produz cerca de 4 milhões de toneladas de ferro em pelotas por ano. De acordo com informações da mineradora, trata-se de uma das maiores usinas independentes de pelotização de minério de ferro do mundo. Mas os negócios da Vale no mundo árabe não se restringem ao Bahrein. Cerca de 6% das 136 milhões de toneladas de minério de ferro exportadas pela companhia em 2003 tiveram como destino países do Norte da África e do Oriente Médio.

2 A empresa vende também para o Egito, Líbia, Argélia, Catar e Arábia Saudita. Embora o Bahrein seja o principal destino das exportações da Vale para a região, justamente por causa da GIIC, o parceiro mais antigo é a Arábia saudita, para onde a companhia vende minério há cerca de 20 anos. Pesquisa Existem ainda no mundo árabe outras possibilidades de negócios para a companhia. No início do ano, a Vale foi convidada pelo governo saudita para assumir os trabalhos de pesquisa mineral no país. Embora a nação do Golfo seja rica em petróleo, ainda não se sabe o tamanho de suas reservas minerais. O presidente da Vale, Roger Agnelli, aceitou o convite e estamos preparando uma missão que vai para lá travar um primeiro contato, para ver o que há por lá, afirmou o diretor comercial da área de minério de ferro da empresa, Nelson Silva. De acordo com ele, o negócio ainda é muito embrionário, portanto não é possível fazer previsões. Fora isso, Silva acredita em um aumento nas exportações de minério de ferro para a região, uma vez que três siderúrgicas que compram matéria-prima da Vale, a Hadeed da Arábia Saudita, a Qasco do Catar e a ANSDK do Egito, anunciaram recentemente planos de expansão da produção. Com isso, ele avalia que o consumo de minério nos países árabes deve crescer em 1,5 milhão a 2,5 milhões de toneladas de minério por ano. Exportações No total, a receita de exportação da Vale aumentou 13,34% de 2002 para A empresa, que é a maior produtora e exportadora de minério de ferro do mundo, acabou tomando o segundo lugar da Embraer no ranking das maiores exportadoras do Brasil. Tal mudança na lista, no entanto, foi causada principalmente pela queda nas vendas externas da fábrica de aviões. A exploração e comercialização de minerais ferrosos, minério de ferro principalmente, correspondem a 65% do faturamento da companhia, sendo que a maior parte da produção é destinada ao mercado externo. Se 136 milhões de toneladas do produto foram exportadas no ano passado, apenas 25 milhões foram vendidas no mercado interno. O faturamento e demais contas fechadas de 2003 só serão divulgadas amanhã (24) pela Vale.

3 No entanto, até o final do terceiro trimestre do ano passado a receita operacional bruta já havia atingido US$ 3,855 bilhões e o lucro líquido US$ 1,278 bilhão. Segundo Silva, a Vale pretende exportar este ano 151 milhões de toneladas de minério de ferro, 11% a mais do que em No mercado doméstico, porém, ele avalia que não devem ocorrer muitas mudanças. Os principais mercados da empresa no exterior são a Europa e o bloco formado pela Ásia e a Oceania, que absorvem, respectivamente, 42% e 44% das exportações. Dentro destes blocos, os principais países compradores são a Alemanha, França, China e Japão. As Américas, incluindo os Estados Unidos e a Argentina, compram 8% do minério exportado pela Vale. É na Ásia, porém, que a empresa identifica o maior potencial de crescimento para suas vendas externas, por causa da China, que comprou no ano passado 25,7 milhões de toneladas da empresa, ou 18,9% do total de suas exportações. De acordo com Silva, a produção das siderúrgicas chinesas cresce entre 30 milhões e 35 milhões de toneladas por ano, o que demanda entre 45 milhões e 52 milhões de toneladas a mais de minério por ano, sendo que 50% disso é suprido por fornecedores estrangeiros. Outros setores Mas não é só de minerais ferrosos que vive a Vale, na área de mineração ela explora caulim e potássio e desenvolve projetos de exploração de níquel e cobre, metal que pretende começar a comercializar em julho. Investe ainda na exploração de ouro e metais da cadeia da platina. A Vale atua ainda nos setores de alumínio, logística (ferrovias, terminais portuários e navegação de cabotagem) e energia (tem 10 hidrelétricas, sendo que três estão em operação). Além da GIIC no Bahrein, a empresa é dona ou tem participação em plantas na Califórnia (EUA), Argentina, Noruega e na França. Fora o convite da Arábia Saudita, ela faz pesquisas minerais em Angola (cobre, ouro e diamantes), Argentina (cobre, ouro e potássio), Chile (cobre), China (cobre, ouro e carvão), Cuba (cobre e níquel), Gabão (manganês), Moçambique (participa de uma licitação para explorar carvão), Mongólia (cobre, ouro e carvão), Peru (cobre e ouro), Venezuela (carvão). No Brasil ela opera em 14 estados, sendo que a maior mina é a de Carajás, no Pará, e o maior produtor de minérios é Minas Gerais.

4 Investimentos No ano passado a companhia investiu US$ 1,486 bilhão em projetos, exploração e no giro do negócio. Para 2004 a previsão de investimentos é de US$ 1,815 bilhão. Até 2010 a empresa pretende investir US$ 7,5 bilhões em novos projetos. A Vale do Rio Doce foi fundada em 1942 pelo governo federal. Em 1997 ela foi privatizada e passou às mãos de um consórcio liderado pela Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), outra ex-estatal que havia sido privatizada anteriormente. Hoje a empresa é controlada pela Valepar que, por sua vez, tem como principais acionistas a Bradespar e a Previ, que é o fundo de previdência dos funcionários do Banco do Brasil. O grupo Vale emprega pessoas, incluindo os funcionários das empresas coligadas e controladas. Bahrein O Bharein, onde a Vale detém 50% da GIIC, é um pequeno emirado localizado em um arquipélago do Golfo Arábico, entre a Arábia Saudita e a península do Catar. O país é um importante centro financeiro e o único da região que exporta apenas derivados de petróleo, não o óleo bruto. Com uma população de pessoas, tem um Produto Interno Bruto (PIB) de US$ 8,2 bilhões. Segundo dados da Câmara de Comérico Árabe-Brasileira (CCAB), os derivados de petróleo representam 60% das exportações e 30% do PIB do país. As principais indústrias são a petroquímica, siderúrgica e naval. No ano passado o Brasil exportou o equivalente a US$ 70,8 milhões para o emirado do Golfo, sendo que o minério de ferro foi exatamente o principal produto da pauta (US$ 39,7 milhões). Por outro lado, não importou nada. Site da Vale

5

Arábia Saudita quer empresas brasileiras no setor de mineração

Arábia Saudita quer empresas brasileiras no setor de mineração Agência de Notícias Brasil-Árabe - SP 06/02/2006-07:00 Arábia Saudita quer empresas brasileiras no setor de mineração O governo do país árabe abriu o segmento à exploração privada e o presidente da mineradora

Leia mais

Mineração. João Eduardo Laurent Alphonse Rafael Almeida

Mineração. João Eduardo Laurent Alphonse Rafael Almeida + Mineração João Eduardo Laurent Alphonse Rafael Almeida + 1. Histórico 2. Carajás 3. Aspectos Gerais Agenda + Histórico -Um solo, uma nação + Histórico 1500 1700: exploração de Au, Fe e diamantes 1603:

Leia mais

VW do Brasil voltou a vender para os árabes e espera exportar até 5,5 mil carros por ano à região

VW do Brasil voltou a vender para os árabes e espera exportar até 5,5 mil carros por ano à região Agência de Notícias Brasil-Árabe - SP 26/03/2004-07:00 VW do Brasil voltou a vender para os árabes e espera exportar até 5,5 mil carros por ano à região Na quinta e última reportagem da série sobre as

Leia mais

Exportações de Carnes agronegócio Janeiro a Dezembro de 2015

Exportações de Carnes agronegócio Janeiro a Dezembro de 2015 Exportações de Carnes agronegócio Janeiro a Dezembro de 2015 1. Exportações de carnes de janeiro a dezembro de 2015 BRASIL As exportações brasileiras de carnes somaram US$ 14,7 bilhões no período de janeiro

Leia mais

Objetivo do estudo. Análise comparativa dos principais tributos e contribuições incidentes sobre as atividades das empresas de mineração no mundo:

Objetivo do estudo. Análise comparativa dos principais tributos e contribuições incidentes sobre as atividades das empresas de mineração no mundo: Agosto 2008 Objetivo do estudo Análise comparativa dos principais tributos e contribuições incidentes sobre as atividades das empresas de mineração no mundo: Riscos da indústria e o ambiente de negócios

Leia mais

A Ásia conta com enormes reservas minerais e energéticas, circunstância que tem facilitado seu recente desenvolvimento industrial.

A Ásia conta com enormes reservas minerais e energéticas, circunstância que tem facilitado seu recente desenvolvimento industrial. A Ásia conta com enormes reservas minerais e energéticas, circunstância que tem facilitado seu recente desenvolvimento industrial. Recursos minerais e energéticos de alguns países da Ásia Os principais

Leia mais

ANEXO B. DADOS MUNDIAIS DE ENERGIA

ANEXO B. DADOS MUNDIAIS DE ENERGIA ANEXO B. DADOS MUNDIAIS DE ENERGIA 1. OFERTA MUNDIAL DE ENERGIA GRÁFICO B.1: OFERTA MUNDIAL DE ENERGIA POR FONTE GRÁFICO B.2: OFERTA MUNDIAL DE ENERGIA POR REGIÃO (*) (*) Excluindo bunkers marítimos internacionais

Leia mais

FIESP - 8º Encontro de Logística e Transportes A Hora do Investimento Privado

FIESP - 8º Encontro de Logística e Transportes A Hora do Investimento Privado FIESP - 8º Encontro de Logística e Transportes A Hora do Investimento Privado Painel: Logística e Competitividade Mineração e Agronegócio: Superando Obstáculos para o Escoamento da Produção (São Paulo-SP,

Leia mais

Mineração e Transformação Mineral

Mineração e Transformação Mineral Mineração e Transformação Mineral 4 CONSIDERAÇÕES SOBRE O SETOR PIB da Mineração e Transformação Mineral - brasil (%) 15,2 14, 12,4» O agrupamento Mineração e Transformação Mineral (M&TM) compreende toda

Leia mais

Verticalização e investimentos no setor de mineração e metalurgia. São Paulo, 26 de fevereiro de 2016

Verticalização e investimentos no setor de mineração e metalurgia. São Paulo, 26 de fevereiro de 2016 Verticalização e investimentos no setor de mineração e metalurgia São Paulo, 26 de fevereiro de 2016 MINERAÇÃO NO ESTADO DO PARÁ O Pará possui grande parte das reservas de recursos minerais mundiais. Evolução

Leia mais

Samarco 29º Congresso Nacional de Manutenção e Gestão de Ativos

Samarco 29º Congresso Nacional de Manutenção e Gestão de Ativos Roberto Lucio Nunes de Carvalho Samarco 29º Congresso Nacional de Manutenção e Gestão de Ativos Samarco Tendências que irão impactar a Mineração Desafios para a Mineração Quem é a Samarco? NÓS SOMOS A

Leia mais

Países árabes aparecem entre os maiores compradores de carne bovina brasileira em janeiro

Países árabes aparecem entre os maiores compradores de carne bovina brasileira em janeiro Agência de Notícias Brasil-Árabe - SP 13/02/2004-07:00 Países árabes aparecem entre os maiores compradores de carne bovina brasileira em janeiro No mês passado, o Egito ficou em primeiro lugar em quantidades

Leia mais

Cenário Atual do Setor de Petróleo & Gás e suas Perspectivas

Cenário Atual do Setor de Petróleo & Gás e suas Perspectivas Cenário Atual do Setor de Petróleo & Gás e suas Perspectivas Setembro 2014 07/10/2014 1 A Dinamus Somos uma empresa de consultoria e inteligência de mercado especializada no desenvolvimento de negócios

Leia mais

Mineração e sua Importância na Economia Brasileira

Mineração e sua Importância na Economia Brasileira Mineração e sua Importância na Economia Brasileira 25 de novembro de 2010 2º CONGRESSO DE MINERAÇÃO DA AMAZÔNIA ANTONIO LANNES Área > 3 milhões Km² Brasil no Mundo Bangladesh Pop > 140 milhões Nigéria

Leia mais

Recursos Minerais: para quê e para quem?

Recursos Minerais: para quê e para quem? Recursos Minerais: para quê e para quem? Rodrigo Salles P. Santos Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) santosrodrigosp@hotmail.com Seminário Marco Regulatório da Mineração Roteiro Geologia e Dotação

Leia mais

MINERAÇÃO. Evolução da produção Mineral

MINERAÇÃO. Evolução da produção Mineral Mineração 41 MINERAÇÃO» O setor mineral mundial vive um momento de alta demanda e preços em níveis jamais vistos, motivado principalmente pela China;» O alto crescimento da economia chinesa tem exercido

Leia mais

Conheça a Vale

Conheça a Vale Conheça a Vale 2015 1 Quem somos A Vale é uma mineradora global que tem como missão transformar recursos naturais em prosperidade e desenvolvimento sustentável. Presente em cinco continentes e com sede

Leia mais

OS IMPACTOS ECONÔMICOS DA INATIVIDADE DA SAMARCO MINERAÇÃO RELATÓRIO DE RESULTADOS

OS IMPACTOS ECONÔMICOS DA INATIVIDADE DA SAMARCO MINERAÇÃO RELATÓRIO DE RESULTADOS OS IMPACTOS ECONÔMICOS DA INATIVIDADE DA SAMARCO MINERAÇÃO RELATÓRIO DE RESULTADOS SOBRE A SAMARCO 2 A Samarco é uma empresa brasileira de mineração, de capital fechado, que tem como produto principal

Leia mais

Informações sobre a Economia Mineral do Estado de Minas Gerais. Informações até Dezembro de 2014 Divulgado em 25 de Março de 2015

Informações sobre a Economia Mineral do Estado de Minas Gerais. Informações até Dezembro de 2014 Divulgado em 25 de Março de 2015 Informações sobre a Economia Mineral do Estado de Minas Gerais Informações até Dezembro de 2014 Divulgado em 25 de Março de 2015 Estatísticas Minerais sobre MG Minas Gerais é o mais importante estado minerador

Leia mais

Móveis e Artigos para decoração nos Países Árabes

Móveis e Artigos para decoração nos Países Árabes Móveis e Artigos para decoração nos Países Árabes Câmara de Comércio Árabe Brasileira São Paulo Setembro de 2006 Negociando com os Árabes Câmara de Comércio Árabe Brasileira São Paulo Agosto 2006 Os Países

Leia mais

EXPORTAÇÃO BRASILEIRA DO CAPÍTULO 71 DA NCM. Por Principais Países de Destino. Janeiro - Dezembro. Bijuterias

EXPORTAÇÃO BRASILEIRA DO CAPÍTULO 71 DA NCM. Por Principais Países de Destino. Janeiro - Dezembro. Bijuterias Bijuterias Principais Países 2010 2011 2012 2013 2014 US$ mil 2014/ 2013 Estados Unidos 5.667 3.828 2.668 3.491 5.006 43 Colômbia 407 800 748 1.112 993-11 França 1.085 931 910 998 969-3 Argentina 2.112

Leia mais

Informações sobre a Economia Mineral do Estado do Pará

Informações sobre a Economia Mineral do Estado do Pará Informações sobre a Economia Mineral do Estado do Pará Atualizado em Julho de 2013 Distribuição da Produção Mineral no Pará Fonte: IBRAM Amazônia. Balança Mineral do Estado do PA A balança mineral do Pará

Leia mais

Royalties e Desenvolvimento Socioeconômico. VII Encontro Executivos ADIMB Brasília Junho 2017

Royalties e Desenvolvimento Socioeconômico. VII Encontro Executivos ADIMB Brasília Junho 2017 Royalties e Desenvolvimento Socioeconômico VII Encontro Executivos ADIMB Brasília Junho 2017 Tributos e royalties em alguns países da América Latina ARGENTINA BRASIL CHILE PERU ARGENTINA Imposto de Renda

Leia mais

- Exportação: US$ 17,5 bi, em valor, e média diária de US$ 795,0 milhões; sobre dez-13 (US$ 992,7 milhões),

- Exportação: US$ 17,5 bi, em valor, e média diária de US$ 795,0 milhões; sobre dez-13 (US$ 992,7 milhões), Dezembro / 2014 Resultados de Dezembro de 2014 - Exportação: US$ 17,5 bi, em valor, e média diária de US$ 795,0 milhões; sobre dez-13 (US$ 992,7 milhões), redução de 19,9%, pela média diária; - Importação:

Leia mais

Workshop Oportunidades de Desenvolvimento e Inovação em Mineração e Metais

Workshop Oportunidades de Desenvolvimento e Inovação em Mineração e Metais Workshop Oportunidades de Desenvolvimento e Inovação em Mineração e Metais 27 de Outubro de 2015 Local: Finep -Av. República do Chile, 330, 10º andar -Centro, Rio de Janeiro RJ IBRAM-Instituto Brasileiro

Leia mais

Conheça a Vale

Conheça a Vale Conheça a Vale 2016 1 Quem somos A Vale é uma mineradora global que tem como missão transformar recursos naturais em prosperidade e desenvolvimento sustentável. Presente em cinco continentes e com sede

Leia mais

O potencial do futuro! BRICS

O potencial do futuro! BRICS O potencial do futuro! BRICS CONCEITOS E FUNDAMENTOS Em economia, BRICS é uma sigla que se refere a Brasil, Rússia, Índia, China, que se destacam no cenário mundial como países em desenvolvimento. O acrônimo

Leia mais

As principais empresas produtoras e seus percentuais de produção no Brasil são:

As principais empresas produtoras e seus percentuais de produção no Brasil são: 24 O Brasil é o décimo quinto maior produtor de Minério de, com produção em de 4 mil toneladas. Em, o IBRAM estima que o País poderá atingir 45 mil toneladas. Espera-se um crescimento mais significativo

Leia mais

UNCTAD WIR 2007 WORLD INVESTMENT REPORT SOBEET

UNCTAD WIR 2007 WORLD INVESTMENT REPORT SOBEET UNCTAD UNITED NATIONS CONFERENCE ON TRADE AND DEVELOPMENT WIR 2007 WORLD INVESTMENT REPORT LANÇAMENTO NO BRASIL: SOBEET SOCIEDADE BRASILEIRA DE ESTUDOS DE EMPRESAS TRANSNACIONAIS E DA GLOBALIZAÇÃO ECONÔMICA

Leia mais

Cumprindo o prometido. 13 de setembro de 2013 Marcio Loures Penna

Cumprindo o prometido. 13 de setembro de 2013 Marcio Loures Penna Cumprindo o prometido 13 de setembro de 2013 Marcio Loures Penna Disclaimer 2 Esse comunicado pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos ou resultados futuros. Todas as

Leia mais

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Junho 2017

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Junho 2017 >> Exportações de produtos industriais Grupos de Produtos Industriais Junho - US$ Janeiro a Junho - US$ 2016 2017 Var. % 2016 2017 Var. % Celulose e Papel 84.431.684 90.047.004 7% 522.390.072 501.962.469-4%

Leia mais

- Exportação: US$ 13,7 bi, em valor, e média diária de US$ 652,6 milhões; sobre jan-14 (US$ 728,5 bilhões),

- Exportação: US$ 13,7 bi, em valor, e média diária de US$ 652,6 milhões; sobre jan-14 (US$ 728,5 bilhões), Janeiro / 2015 Resultados de Janeiro de 2015 - Exportação: US$ 13,7 bi, em valor, e média diária de US$ 652,6 milhões; sobre jan-14 (US$ 728,5 bilhões), redução de 10,4%, pela média diária; - Importação:

Leia mais

Balança Comercial Mineral da Amazônia Legal. IBRAM AMAZÔNIA Belém, fevereiro de 2010.

Balança Comercial Mineral da Amazônia Legal. IBRAM AMAZÔNIA Belém, fevereiro de 2010. Balança Comercial Mineral da Amazônia Legal 2009 IBRAM AMAZÔNIA Belém, fevereiro de 2010. Exportação Mineral da Amazônia Legal 25.000.000.000 20.000.000.000 US$ 19 Bilhões ( 16%) 15.000.000.000 US$ FO

Leia mais

SEÇÃO 1 Panorama Internacional. Petróleo 1.1 Reservas 1.2 Produção 1.3 Refino 1.4 Preços. Gás Natural 1.5 Reservas 1.6 Produção

SEÇÃO 1 Panorama Internacional. Petróleo 1.1 Reservas 1.2 Produção 1.3 Refino 1.4 Preços. Gás Natural 1.5 Reservas 1.6 Produção SEÇÃO 1 Panorama Internacional Petróleo 1.1 Reservas 1.2 Produção 1.3 Refino 1.4 Preços Gás Natural 1.5 Reservas 1.6 Produção 1 Esta seção apresenta informações sobre o desempenho da indústria mundial

Leia mais

Informações sobre a Economia Mineral do Estado de Minas Gerais

Informações sobre a Economia Mineral do Estado de Minas Gerais Informações sobre a Economia Mineral do Estado de Minas Gerais Atualizado em Julho de 2013 Estatísticas Minerais sobre MG Minas Gerais é o mais importante estado minerador do país; Minas Gerais extrai

Leia mais

Para Sempre Brasil. Audiência Pública Comissão de Minas e Energia Câmara dos Deputados (1)

Para Sempre Brasil. Audiência Pública Comissão de Minas e Energia Câmara dos Deputados (1) Para Sempre Brasil Audiência Pública Comissão de Minas e Energia Câmara dos Deputados 21.05.2014 2014 (1) 108 anos de desenvolvimento industrial e sustentável Hydro liderou a industrialização e modernização

Leia mais

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Julho 2016

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Julho 2016 >> Exportações de produtos industriais Mato Grosso do Sul - Exportação de Produtos Industriais (Receita - US$) Grupos de Produtos Industriais Julho Janeiro a Julho 2015 2016 Var. % 2015 2016 Var. % Celulose

Leia mais

Resultados de Junho de 2014

Resultados de Junho de 2014 Junho / 2014 Resultados de Junho de 2014 - Exportação: US$ 20,5 bi, em valor, e média diária de US$ 1,023 bilhão; sobre mai-14, aumento de 3,6%, pela média diária; sobre jun-13, redução de 3,5%, pela média

Leia mais

Recursos e oferta de energia - petróleo e gás natural. Ano base 2004 (Resources and energy supplies - oil and natural gas.

Recursos e oferta de energia - petróleo e gás natural. Ano base 2004 (Resources and energy supplies - oil and natural gas. Recursos e Ofertas de Energia Recursos e oferta de energia - petróleo e gás natural. Ano base 2004 (Resources and energy supplies - oil and natural gas. Base year 2004) Eng. Doutoranda Vanessa Meloni Massara

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MINÉRIO DE FERRO NOVEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MINÉRIO DE FERRO NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MINÉRIO DE FERRO NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

Indústria Mineral Brasileira e Paraense Belém, 20 de março de 2013

Indústria Mineral Brasileira e Paraense Belém, 20 de março de 2013 Indústria Mineral Brasileira e Paraense Belém, 20 de março de 2013 Um pouco sobre o IBRAM IBRAM-Instituto Brasileiro de Mineração Organização privada, sem fins lucrativos, que representa a Indústria Mineral

Leia mais

A ECONOMIA MINERAL BRASILEIRA E AS PERSPECTIVAS DE CARAJÁS

A ECONOMIA MINERAL BRASILEIRA E AS PERSPECTIVAS DE CARAJÁS A ECONOMIA MINERAL BRASILEIRA E AS PERSPECTIVAS DE CARAJÁS Marcelo Ling Tosta A descoberta do ferro na região da Província Mineral de Carajás foi anunciada pela empresa americana United State Steel (US

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA

RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA ÍNDICE AGOSTO 2012 FRANCA 01) População 02) Piso salarial do sapateiro 03) Número de funcionários na indústria de calçados 04) Admissões e demissões do setor calçadista

Leia mais

Porto de carvão de Nacala, Moçambique. Performance da Vale no 3T16

Porto de carvão de Nacala, Moçambique. Performance da Vale no 3T16 0 Porto de carvão de Nacala, Moçambique Performance da Vale no Rio de Janeiro, 27 de outubro de 206 Disclaimer Essa apresentação pode incluir declarações que apresentem expectativas da Vale sobre eventos

Leia mais

Fact Sheet 2009 VPAR VID. Fact Sheet Votorantim Composição da Receita Líquida. Composição do EBITDA. Composição da Exportação

Fact Sheet 2009 VPAR VID. Fact Sheet Votorantim Composição da Receita Líquida. Composição do EBITDA. Composição da Exportação Fact Sheet Votorantim Fact Sheet VPAR Fundada em 98 (9 anos de história) 65 mil funcionários Presença em 0 países Foco em core businesses desinvestimento VBC, CanaVialis e Alellyx Investimento social externo

Leia mais

Fact Sheet º Semestre

Fact Sheet º Semestre Fact Sheet Votorantim º Semestre 009 Fact Sheet 009 º Semestre VPAR Fundada em 98 (9 anos de história) 59,4 mil funcionários Presença em 6 países Diversificação geográfica e de negócios reduz riscos 50%

Leia mais

Oportunidades da cadeia do Alumínio no Pará

Oportunidades da cadeia do Alumínio no Pará Oportunidades da cadeia do Alumínio no Pará Alberto Fabrini 02 de dezembro de 2013 Hydro: companhia integrada de alumínio Fornecedora global de alumínio e produtos de alumínio Bauxita & Alumina Energia

Leia mais

DESAFIOS DA LOGÍSTICA BRASILEIRA

DESAFIOS DA LOGÍSTICA BRASILEIRA DESAFIOS DA LOGÍSTICA BRASILEIRA ANTONIO CARLOS SOLERA TARANTINO TERRITÓRIO RIO 8,5 MILHÕES KM 2 BRASIL / VITORIA 27 ESTADOS / UNIDADES POPULAÇÃ ÇÃO O 190 MILHÕES HAB RIQUEZAS NATURAIS E MINERAIS ÁREA

Leia mais

Produção e Comercialização no Mercado Interno

Produção e Comercialização no Mercado Interno Produção e Comercialização no Mercado Interno A produção paraense de minérios em foi mais uma vez liderada pelo minério de ferro, conforme demonstra a tabela 1, que produziu mais de 110 milhões de toneladas.

Leia mais

MERCADO MADEIRA SERRADA

MERCADO MADEIRA SERRADA Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente Painel: A MADEIRA NO MERCADO - DESAFIOS, APLICAÇÕES E USOS MERCADO MADEIRA SERRADA Curitiba, 08 de Março de 2016 Mercado Brasileiro

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA

RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA RELATÓRIO MENSAL - NICC POLO FRANCA ÍNDICE FEVEREIRO 2015 FRANCA Página População...... 2 Piso salarial do sapateiro... 2 Número de funcionários na indústria de calçados...... 2 Admissões e demissões do

Leia mais

Carne de Frango Var. Produção (milhões ton) Exportação (milhões ton) Disponibilidade 12,69 13,146 3,58% 4,03 4,3 5% 8,59 8,84 3,1%

Carne de Frango Var. Produção (milhões ton) Exportação (milhões ton) Disponibilidade 12,69 13,146 3,58% 4,03 4,3 5% 8,59 8,84 3,1% Carne de Frango Produção (milhões ton) Exportação (milhões ton) Disponibilidade (milhões ton) 2014 2015 Var. 12,69 13,146 3,58% 4,03 4,3 5% 8,59 8,84 3,1% Per capita (kg) 42,7 43,25 1,1% 2016 Produção

Leia mais

AVANÇOS EM TECNOLOGIA: - Investimentos crescentes em P&D - Aumento da capacidade não-letal e maior precisão das armas - Custos crescentes dos equipamentos - Automação e robotização - Atuação em rede x

Leia mais

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Dezembro 2016

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Dezembro 2016 >> Exportações de produtos industriais Mato Grosso do Sul - Exportação de Produtos Industriais (Receita - US$) Grupos de Produtos Industriais Dezembro Janeiro a Dezembro 2015 2016 Var. % 2015 2016 Var.

Leia mais

Competitividade global: métodos e experiências

Competitividade global: métodos e experiências Competitividade global: métodos e experiências Nicola Minervini Caxias do Sul, RS 02/10/2013 Competitividade Método Inovação Internacionalização Os desafios da empresa na globalização Custo Brasil X

Leia mais

DADOS DAS EXPORTAÇÕES DE MEL

DADOS DAS EXPORTAÇÕES DE MEL DADOS DAS EXPORTAÇÕES DE MEL EXPORTAÇÃO BRASILEIRA DE MEL 2009 a 2014 (NCM 04.09.00.00) ANO 2009 2010 2011 2012 2013 2014 Meses US$ KG Valor Kg US$ KG Valor Kg US$ KG Valor Kg US$ KG Valor Kg US$ KG Valor

Leia mais

A A DEMANDA de PAPEL MUNDIAL e SUSTENTABILIDADE. 2o. CONGRESSO FLORESTAL DO MATO GROSSO DO SUL 8 de Junho de 2010

A A DEMANDA de PAPEL MUNDIAL e SUSTENTABILIDADE. 2o. CONGRESSO FLORESTAL DO MATO GROSSO DO SUL 8 de Junho de 2010 A A DEMANDA de PAPEL MUNDIAL e SUSTENTABILIDADE 2o. CONGRESSO FLORESTAL DO MATO GROSSO DO SUL 8 de Junho de 2010 CONTEÚDO 1. PERFIL DO SETOR BRASILEIRO DE C&P 2. OVERVIEW DO SETOR BRASILEIRO DE C&P 3.

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA SETEMBRO 2012

BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA SETEMBRO 2012 BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA SETEMBRO 2012 Período Dias Úteis US$ milhões FOB EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO CORR. COMÉRCIO SALDO Média Média Média Média Valor Valor Valor Valor p/dia útil p/dia útil p/dia útil

Leia mais

Apresentação Institucional Incluindo resultados de 2015 JBS S.A. UMA COMPANHIA GLOBAL DE ALIMENTOS

Apresentação Institucional Incluindo resultados de 2015 JBS S.A. UMA COMPANHIA GLOBAL DE ALIMENTOS Apresentação Institucional Incluindo resultados de 2015 JBS S.A. UMA COMPANHIA GLOBAL DE ALIMENTOS A JBS AT A GLANCE Receita Líquida de R$163 bilhões em 2015 Segunda maior empresa global de alimentos¹

Leia mais

R E C U R S O S M I N E R A I S

R E C U R S O S M I N E R A I S RECURSOS MINERAIS R E C U R S O S M I N E R A I S RECURSO FÍSICO Correspondem a produtos pertencentes aos ciclos naturais, os quais apresentam interação com todas (ou maior parte) das esferas terrestres.

Leia mais

Brasil: características naturais - litosfera. Páginas 12 à 27

Brasil: características naturais - litosfera. Páginas 12 à 27 Brasil: características naturais - litosfera Páginas 12 à 27 Refúgio Ecológico Caiman Miranda - MS Parque Nacional do Monte Roraima - RR Serra dos Órgãos Teresópolis - RJ Parque Nacional dos Aparados da

Leia mais

INFORMATIVO EXPORTAÇÕES

INFORMATIVO EXPORTAÇÕES INFORMATIVO EXPORTAÇÕES DEZEMBRO 2011 ÍNDICE: 1. Exportações Brasileiras de Rochas Dezembro 2010 X 2011 Pg.02 2. Exportações Capixabas Rochas Dezembro 2010 X 2011 Pg.02 3. Participação das Exportações

Leia mais

São Paulo, 10 de janeiro de 2012.

São Paulo, 10 de janeiro de 2012. São Paulo, 10 de janeiro de 2012. Dezembro 2012 Dezembro registrou superávit comercial de US$ 2,2 bilhões: o resultado é 41% menor do que o saldo do mesmo mês de 2011. No acumulado do ano, as exportações

Leia mais

GEOGRAFIA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE

GEOGRAFIA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE GEOGRAFIA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade II Comunicação e tecnologia. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 7.2 Conteúdos A presença da economia

Leia mais

OBJETIVO º ANO E.M. MÓDULO 19 INDUSTRIALIZAÇÃO DA AMÉRICA

OBJETIVO º ANO E.M. MÓDULO 19 INDUSTRIALIZAÇÃO DA AMÉRICA OBJETIVO 2016 1º ANO E.M. MÓDULO 19 INDUSTRIALIZAÇÃO DA AMÉRICA INTRODUÇÃO Palco da Segunda Revolução Industrial EUA; Petróleo como a principal fonte de energia; Fordismo; EUA: ocupam o segundo lugar no

Leia mais

Teleconferência Resultados 3T07

Teleconferência Resultados 3T07 Teleconferência Resultados 3T07 Destaques no trimestre Crescimento orgânico da receita bruta de 31,4% no 3T07 e 36,6% nos12 mesesatésetembrode 2007 Impulsionado pelo crescimento de vendas no MI de 58,4%

Leia mais

Teleconferência dos Resultados 3T2010 Gerdau S.A. Consolidado IFRS

Teleconferência dos Resultados 3T2010 Gerdau S.A. Consolidado IFRS Teleconferência dos Resultados 3T2010 Gerdau S.A. Consolidado IFRS André Gerdau Johannpeter Diretor-Presidente e CEO Osvaldo B. Schirmer Vice-presidente e Diretor de RI 05 de novembro de 2010 1 Contexto

Leia mais

EMIRADOS ÁRABES UNIDOS Comércio Exterior

EMIRADOS ÁRABES UNIDOS Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC EMIRADOS ÁRABES UNIDOS Comércio Exterior Novembro de 2014 Índice.

Leia mais

ACESSO CAPACIDADE DE MINÉRIO DE FERRO PORTO SUDESTE, ITAGUAÍ, BRASIL

ACESSO CAPACIDADE DE MINÉRIO DE FERRO PORTO SUDESTE, ITAGUAÍ, BRASIL ACESSO CAPACIDADE DE MINÉRIO DE FERRO PORTO SUDESTE, ITAGUAÍ, BRASIL NOSSA REDE GLOBAL DE TERMINAIS INSTALAÇÕES PORTUÁRIAS CONTROLADAS PELA IMPALA TERMINAIS IMPALA SOBRE A IMPALA A Impala é uma das filiais

Leia mais

Empresas mineradoras no Brasil

Empresas mineradoras no Brasil Em 211, a Produção Mineral Brasileira (PMB) deverá atingir um novo recorde ao totalizar US$ 5 bilhões (valor estimado), o que configurará um aumento de 28% se comparado ao valor registrado em 21: US$ 39

Leia mais

MINERAÇÃO PARANAENSE DADOS SETORIAIS

MINERAÇÃO PARANAENSE DADOS SETORIAIS MINERAÇÃO PARANAENSE DADOS SETORIAIS EMPRESAS PARANAENSES* : EXTRAÇÃO MINERAL CÓDIGO CNAE EXTRAÇÂO DE MINERAIS NO PARANÁ Nº DE EMPRESAS DE EXTRAÇÃO % CLASSE 05003 Extração de carvão mineral 8 1,87 CLASSE

Leia mais

Esse ajuste pro forma foi feito em função das seguintes razões:

Esse ajuste pro forma foi feito em função das seguintes razões: 1 Na apresentação, a fim de estabelecer uma melhor base de comparação, os números do 4T10 e 2010 estão apresentados de duas formas diferentes: (i) conforme previamente divulgado no balanço do 4T10 e 2010

Leia mais

A CRISE MUNDIAL E O PAPEL DO BNDES

A CRISE MUNDIAL E O PAPEL DO BNDES A CRISE MUNDIAL E O PAPEL DO BNDES Luciano Coutinho Presidente do BNDES XXI Fórum Nacional Rio de Janeiro,19 de maio de 2009 1 O posicionamento dos países em desenvolvimento A crise econômica será severa

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DO COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO E O INTERCÂMBIO COMERCIAL BRASIL-PORTUGAL

DESENVOLVIMENTO DO COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO E O INTERCÂMBIO COMERCIAL BRASIL-PORTUGAL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA EXECUTIVA DESENVOLVIMENTO DO COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO E O INTERCÂMBIO COMERCIAL BRASIL-PORTUGAL BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA

Leia mais

REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO JOÃO CRUZ REIS FILHO SECRETÁRIO DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Brasília/DF JULHO DE 2015 22 CENÁRIO POPULACIONAL

Leia mais

Caminhos para melhorar o acesso a mercado das exportações brasileiras

Caminhos para melhorar o acesso a mercado das exportações brasileiras Caminhos para melhorar o acesso a mercado das exportações brasileiras Fórum Estadão de Competitividade Carlos Eduardo Abijaodi Diretor de Desenvolvimento Industrial Confederação Nacional da Indústria 1

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. Sede Nacional - SP

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. Sede Nacional - SP ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Sede Nacional - SP Fundação: 1937 - origem em um sindicato têxtil; Possui 1.200 empresas associadas e representa 4,5 mil empresas; Sede nacional

Leia mais

Brasil quer exportar gado vivo para os países árabes

Brasil quer exportar gado vivo para os países árabes Agência de Notícias Brasil-Árabe - SP 29/01/2004-07:00 Brasil quer exportar gado vivo para os países árabes Representantes da Associação dos Criadores de Zebu vão participar de feira no Cairo em março.

Leia mais

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL Março/2014 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Mundial 05. População

Leia mais

Vice-Presidente da Federação das Câmaras Portuguesas de Comércio No Brasil

Vice-Presidente da Federação das Câmaras Portuguesas de Comércio No Brasil APRESENTAÇÃO CBP-CE - A Câmara Brasil Portugal no Ceará - Comércio, Indústria e Turismo (CBP-CE), fundada em junho de 2001, é uma associação civil sem fins lucrativos com atuação no estado do Ceará, Portugal

Leia mais

Importações no período acumulado de janeiro até dezembro de 2015.

Importações no período acumulado de janeiro até dezembro de 2015. Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de dezembro de 2015. Total das exportações do Rio Grande

Leia mais

94 ANOS. de historia. colaboradores. Grupo Votorantim. Multinacional brasileira. Presente em mais de 20 países

94 ANOS. de historia. colaboradores. Grupo Votorantim. Multinacional brasileira. Presente em mais de 20 países SIMEXMIN 2012 Grupo Votorantim 94 ANOS de historia Multinacional brasileira Presente em mais de 20 países 40 000 colaboradores Primeira empresa familiar brasileira a ser classificada como Investment Grade

Leia mais

BREVE ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE ROCHAS ORNAMENTAIS EM Informe 08/2013

BREVE ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE ROCHAS ORNAMENTAIS EM Informe 08/2013 Informe 08/2013 BREVE ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE ROCHAS ORNAMENTAIS EM 2012 Associação Brasileira da Indústria de Rochas Ornamentais ABIROCHAS Avenida Paulista, 1313 8º andar sala 805 Bela

Leia mais

Janeiro Atualizado até 10/02/2012.

Janeiro Atualizado até 10/02/2012. Janeiro 2012 crescem acima das exportações: o saldo da balança comercial brasileira iniciou o ano com um déficit de US$ 1,3 bilhão, após consecutivos saldos superavitários desde fevereiro de 2010. Em relação

Leia mais

SEMINÁRIO DE FUNDIÇÃO

SEMINÁRIO DE FUNDIÇÃO SEMINÁRIO DE FUNDIÇÃO Fundição Mineira no Século XXI A Conquista da Excelência em Fundidos Afonso Gonzaga Presidente do SIFUMG Março de 2005 FUNDIÇÃO MINEIRA NO SÉCULO XXI Conteúdo NÚMEROS DO SETOR ANÁLISE

Leia mais

Profissionais Tecnólogos: a hora é AGORA!

Profissionais Tecnólogos: a hora é AGORA! Profissionais Tecnólogos: a hora é AGORA! Um breve passeio pela história... 70 e 80 = país sustentado por sua vocação agrícola. 1989 = inflação alcançava quase 2.000% ao ano! 1990 = abertura às importações

Leia mais

Macroeconomia aberta: conceitos básicos

Macroeconomia aberta: conceitos básicos Macroeconomia aberta: conceitos básicos Roberto Guena de Oliveira USP 22 de outubro de 2012 Roberto Guena de Oliveira (USP) Macro aberta: conceitos básicos 22 de outubro de 2012 1 / 25 Sumário 1 Fluxos

Leia mais

Apresentação SEDE SOCIAL e MATRIZ: /

Apresentação SEDE SOCIAL e MATRIZ:  / Apresentação - 2016 SEDE SOCIAL e MATRIZ: Rua Viçosa, nº 43, sala 704/705/706/707 São Pedro Belo Horizonte MG CEP: 30330-160 www.mileniumbh.com.br / email: mileniumltda@mileniumbh.com.br IDENTIDADE ESCRITÓRIO

Leia mais

Resultados de 2015 Perspectivas para Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio

Resultados de 2015 Perspectivas para Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Resultados de 2015 Perspectivas para 2016 Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Agronegócio na Balança Comercial 300 250 37,9% 37,1% 39,5% 41,3% 43,0% 45,9% 50% 45% 40% 200 35% 30% US$ Bilhões

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2015

Teleconferência de Resultados 2015 Teleconferência de Resultados 2015 André B. Gerdau Johannpeter Diretor-Presidente e CEO Harley Lorentz Scardoelli Vice-Presidente Executivo de Finanças (CFO) Laminador de chapas grossas entrará em operação

Leia mais

A Gerdau também é a maior recicladora de sucata da América Latina.

A Gerdau também é a maior recicladora de sucata da América Latina. A Gerdau nasceu em 1901, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, com o nome de Companhia Fábrica de Pregos Pontas de Paris, pequena indústria que se transformou na Metalúrgica Gerdau, hoje holding das empresas

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL ACUMULA SUPERÁVIT DE US$ 4,0 BILHÕES NO PRIMEIRO BIMESTRE DO ANO

BALANÇA COMERCIAL ACUMULA SUPERÁVIT DE US$ 4,0 BILHÕES NO PRIMEIRO BIMESTRE DO ANO São Paulo, 20 de março de 2016 Fevereiro 2016 BALANÇA COMERCIAL ACUMULA SUPERÁVIT DE US$ 4,0 BILHÕES NO PRIMEIRO BIMESTRE DO ANO Em fevereiro, a corrente de comércio brasileira totalizou US$ 23,7 bilhões,

Leia mais

Mineração e Siderurgia. Agosto 2006

Mineração e Siderurgia. Agosto 2006 Mineração e Siderurgia Agosto 2006 Mineração Minério de ferro e metais mercado externo Nos últimos anos, os preços externos do minério de ferro e metais registraram forte alta, em função do crescimento

Leia mais

Teleconferência dos Resultados - 4º Trimestre de 2007 GERDAU S.A. CONSOLIDADO

Teleconferência dos Resultados - 4º Trimestre de 2007 GERDAU S.A. CONSOLIDADO Teleconferência dos Resultados - 4º Trimestre de 2007 GERDAU S.A. CONSOLIDADO André Gerdau Johannpeter Diretor-Presidente e CEO Osvaldo B. Schirmer Vice-Presidente Executivo de Finanças e Controladoria

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE AS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO GAÚCHO

RELATÓRIO SOBRE AS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO GAÚCHO Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de fevereiro de 2015. COMPARAÇÃO DO MÊS DE FEVEREIRO DE

Leia mais

Recursos minerais explorados para a obtenção de um determinado elemento metálico que faz parte da sua constituição.

Recursos minerais explorados para a obtenção de um determinado elemento metálico que faz parte da sua constituição. Recursos minerais explorados para a obtenção de um determinado elemento metálico que faz parte da sua constituição. Ouro Prata Ferro Magnésio Manganês Cobre Exemplos: ouro, prata, cobre, alumínio, ferro,

Leia mais

Conjuntura atual e perspectivas no mercado de afretamento Internacional. Jan Skåre e Fernando Cruz

Conjuntura atual e perspectivas no mercado de afretamento Internacional. Jan Skåre e Fernando Cruz Conjuntura atual e perspectivas no mercado de afretamento Internacional Jan Skåre e Fernando Cruz Sumário Situação do Mercado Reservas Produção Consumo Preços Principais Operadoras Frota de OSV Tendências

Leia mais

CARNE AVÍCOLA NOVEMBRO DE 2016

CARNE AVÍCOLA NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE AVÍCOLA NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

4Q 2008 Figures Março 2009,

4Q 2008 Figures Março 2009, 4Q 2008 Figures Março, 2009 Agenda Cenário Atual Estratégia Plano de Investimentos Usiminas e o Setor de Distribuição 2 Cenário Atual 3 A maior produtora de aços planos da América Latina e a 35 produtora

Leia mais

JAPÃO Comércio Exterior

JAPÃO Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC JAPÃO Comércio Exterior Dezembro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais