Gestão de Projetos CMMI e outros modelos de referência

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gestão de Projetos CMMI e outros modelos de referência"

Transcrição

1 Gestão de Projetos CMMI e outros modelos de referência Autora: Ivanise M. Gomes IO SEPG Manager Mercosur General Motors do Brasil, IS&S

2 Agenda Ø Introdução Ø Visão Estratégica Ø Malcolm Baldrige Ø ISO Ø COBIT Ø ITIL Ø PMBOK Ø CMMI Ø Considerações Finais Ø Referências & Questões

3 Agenda Ø Introdução Ø Visão Estratégica Ø Malcolm Baldrige Ø ISO Ø COBIT Ø ITIL Ø PMBOK Ø CMMI O que é Audiência Aplicabilidade Granularidade Ø Considerações Finais Ø Referências & Questões

4 Agenda Ø Introdução Ø Visão Estratégica Ø Malcolm Baldrige Ø ISO Ø COBIT Ø ITIL Ø PMBOK Ø CMMI Ø Considerações Finais Ø Referências & Questões Ÿ CMMI e os Níveis de Maturidade Ÿ Áreas de Processo por Nível Ÿ Áreas de Processo por Grupo Foco em Gestão Ÿ Gestão de Projetos Ÿ Suporte Ÿ Engenharia Ÿ Contexto por Área de Processo Foco em Gestão Ÿ Gestão de Requerimentos Ÿ Planejamento de Projetos Ÿ Monitoramento e Controle de Projetos Ÿ Gestão de Subcontratação (Terceiros) Ÿ Gestão de Configuração Ÿ Garantia de Qualidade de Processos e Produtos Ÿ Medição e Análise

5 Introdução & Formação CSTC ITA (Tecnologia de Computação), 1991 $ Especializações E-Business IBTA, 2000 Sw-CMM ISD Brasil, 2002 CMMI ISD Brasil, ISD Inc., SCE, SCAMPI, CAM ISD Inc., : Experiência HP do Brasil Analista de Sistemas USP SIBi (Sistema Integrado de Bibliotecas) Gerente de Projeto IBM do Brasil QA Analyst General Motors do Brasil IS&S QA Coordinator / SEPG Manager Atual Atividade Projeto de Melhoria Contínua da GM LAAM. Objetivo para 2004: CMMI Nível 2 para GM IS&S Mercosul

6 Visão Estratégica Malcolm Baldrige (TQM) ISO P-CMM PMBOK CMMI COBIT Sw-CMM RUP Medição e Análise Six Sigma ITIL

7 Visão Estratégica Malcolm Baldrige (TQM) ISO P-CMM PMBOK CMMI COBIT Sw-CMM RUP Medição e Análise Six Sigma ITIL

8 TQM Diretriz Organizacional de Qualidade Malcolm Baldrige ü É o mais abrangente sistema de qualidade total, pouco focado em detalhes de processo, aplicável a qualquer organização ü Conhecido como Total Quality Management System, foi criado para dar visibilidade da importância da qualidade nos Estados Unidos ü Composto de 7 áreas: Foco no Cliente e Satisfação, Gestão de Processos e Liderança, Planejamento Estratégico, Gestão de Recursos Humanos, Análise e Informação, Resultados de Negócio ü Focado em melhoria contínua

9 ISO 9000 Modelo de Gestão de Qualidade ISO ü Modelo de qualidade genérico, focado em processos, qualidade, cliente e auditorias ü Foi criado para a área de manufatura mas é suficientemente genérico para ser aplicado a empresas de serviços e produtos ü Compreende 20 guidelines com requerimentos de como implementar a norma ü Focado em auditorias com critérios de aprovação/falha

10 Visão Estratégica Passo a passo Malcolm Baldrige (TQM) ISO Objetivos de Negócio Modelo de Governança

11 Visão Estratégica Passo a passo Malcolm Baldrige (TQM) ISO Objetivos de Negócio Modelo de Governança

12 Visão Estratégica Passo a passo Malcolm Baldrige (TQM) ISO COBIT Objetivos de Negócio Modelo de Governança

13 Modelo de Governança COBIT ü Propõe soluções para o uso de IT focado no negócio ü Integra 4 domínios utilizando a informação estratégica e os objetivos de negócio como drivers ü Domínios: v Planejamento e Organização v Aquisição e Implementação v Entrega e Suporte v Monitoramento ü Foco na gestão de riscos e análise dos benefícios do uso de IT COMO USAR RECURSOS DE IT DE FORMA RACIONAL? BUSINESS CASE!

14 Visão Estratégica Passo a passo Malcolm Baldrige (TQM) ISO Objetivos de Negócio Modelo de Governança Desenvolvimento de Solução de IT

15 Visão Estratégica Passo a passo Malcolm Baldrige (TQM) ISO Objetivos de Negócio Modelo de Governança Desenvolvimento de Solução de IT

16 Visão Estratégica Passo a passo Malcolm Baldrige (TQM) ISO COBIT Objetivos de Negócio Modelo de Governança Desenvolvimento de Solução de IT

17 Visão Estratégica Passo a passo Malcolm Baldrige (TQM) ISO COBIT Objetivos de Negócio Modelo de Governança PMBOK CMMI Sw-CMM RUP Desenvolvimento de Solução de IT

18 Desenvolvimento de Solução de IT PMBOK ü Metodologia genérica de Gestão de Projetos PMI ü Inclui 5 grandes processos: Iniciação, Planejamento, Execução, Controle e Encerramento ü Compreende 8 áreas de conhecimento: Integração, Escopo, Tempo, Custo, Qualidade, Recursos Humanos, Comunicação, Risco, Aquisições ü Propõe técnicas de gestão de projetos, dizendo como fazer

19 Desenvolvimento de Solução de IT CMMI, Sw-CMM ü Modelo de capacitação e maturidade em desenvolvimento de sistemas, desenvolvido pelo SEI, US ü Considera 5 níveis de maturidade, 18 áreas de processo para Sw-CMM e 25 áreas de processo para CMMI ü Análise de maturidade da organização, com método de avaliação próprio ü Propõe o quê fazer, e não como. A definição dos processos é feita pela organização, de acordo com suas necessidades

20 Desenvolvimento de Solução de IT RUP ü Rational Unified Process ü Framework de processos de engenharia de software, focado em desenvolvimento de sistemas ü Fases: Iniciação, Elaboração, Construção, Transição ü Disciplinas: Modelagem de Negócios, Requisitos, Análise e Design, Implementação, Teste, Implantação, Gerenciamento de Configuração e Mudança, Gerenciamento de Projeto, Ambiente

21 Visão Estratégica Passo a passo Malcolm Baldrige (TQM) ISO Objetivos de Negócio Modelo de Governança Desenvolvimento de Solução de IT Gestão de Operação

22 Visão Estratégica Passo a passo Malcolm Baldrige (TQM) ISO Objetivos de Negócio Modelo de Governança Desenvolvimento de Solução de IT Gestão de Operação

23 Visão Estratégica Passo a passo Malcolm Baldrige (TQM) ISO COBIT Objetivos de Negócio Modelo de Governança Desenvolvimento de Solução de IT Gestão de Operação

24 Visão Estratégica Passo a passo Malcolm Baldrige (TQM) ISO COBIT Objetivos de Negócio Modelo de Governança PMBOK CMMI Sw-CMM RUP Desenvolvimento de Solução de IT Gestão de Operação

25 Visão Estratégica Passo a passo Malcolm Baldrige (TQM) ISO COBIT Objetivos de Negócio Modelo de Governança PMBOK CMMI Sw-CMM RUP Desenvolvimento de Solução de IT ITIL Gestão de Operação

26 Gestão de Operação ITIL ü Framework de melhores práticas para gestão de serviços e manutenção de sistemas de IT ü Apresenta 48 módulos ou áreas de conhecimento como base para desenvolvimento de processos sistemas de configuração, helpdesk, contratos, finanças, resolução de problemas, etc. ü Focado em serviços de suporte para operação de IT, incluindo pósdesenvolvimento, integração de fábricas de desenvolvimento e produção

27 Visão Estratégica Suporte e Integração Malcolm Baldrige (TQM) ISO COBIT PMBOK CMMI Sw-CMM RUP ITIL

28 Visão Estratégica Suporte e Integração Malcolm Baldrige (TQM) ISO PMBOK CMMI COBIT Sw-CMM RUP Medição e Análise Six Sigma ITIL

29 Medição e Análise & Six Sigma ü O que não é passível de medição não é gerenciável ü Medições devem estar alinhadas aos objetivos estratégicos ü Os objetivos estratégicos devem ser revisados em função das métricas ü Medições e melhoria contínua focada em retorno financeiro: Six Sigma ü Ajuste fino em função da criticidade dos processos

30 Exemplos de Medição Ø Objetivos Estratégicos da Organização: projetos entregues no prazo e dentro do orçamento Ø Prazo: os projetos devem melhorar, a cada ano, no mínimo em 10% sua taxa de crescimento de entrega no prazo (cada vez entregar mais rápido) Ø Orçamento: não mais que 10% dos projetos da organização devem ultrapassar o orçamento

31 Exemplos de Medição Ø Objetivos Estratégicos da Organização: projetos entregues no prazo e dentro do orçamento Ø Prazo: os projetos devem melhorar, a cada ano, no mínimo em 10% sua taxa de crescimento de entrega no prazo (cada vez entregar mais rápido) Ø Orçamento: não mais que 10% dos projetos da organização devem ultrapassar o orçamento Crescimento de Entregas on-time 60% 40% 42% 43% 43% 49% 49% 49% 49% 49% 49% 49% 49% 20% 0% 0% 10% Aug Sep Oct Nov Dec Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug

32 Exemplos de Medição Ø Objetivos Estratégicos da Organização: projetos entregues no prazo e dentro do orçamento Ø Prazo: os projetos devem melhorar, a cada ano, no mínimo em 10% sua taxa de crescimento de entrega no prazo (cada vez entregar mais rápido) Ø Orçamento: não mais que 10% dos projetos da organização devem ultrapassar o orçamento Crescimento de Entregas on-time Performance de Orçamento Abaixo Acima 60% 40% 42% 43% 43% 49% 49% 49% 49% 49% 49% 49% 49% 60% 45% 57% On budget 43% 27% 27% 20% 10% 30% 0% 0% Aug Sep Oct Nov Dec Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug % %

33 Exemplos de Medição Ø Objetivos Estratégicos da Organização: projetos entregues no prazo e dentro do orçamento Ø Prazo: os projetos devem melhorar, a cada ano, no mínimo em 10% sua taxa de crescimento de entrega no prazo (cada vez entregar mais rápido) Ø Orçamento: não mais que 10% dos projetos da organização devem ultrapassar o orçamento Crescimento de Entregas on-time Performance de Orçamento Abaixo Acima 60% 40% 42% 43% 43% 49% 49% 49% 49% 49% 49% 49% 49% 60% 45% 57% On budget 43% 27% 27% 20% 10% 30% 0% 0% Aug Sep Oct Nov Dec Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug % % Gestão Quantitativa (CMMI nível 4) Análise de Causas (CMMI nível 5) Controle Estatístico de Processos (Six Sigma) O Análise de Retorno de Investimento em função de resultados

34 Visão Estratégica Suporte e Integração Malcolm Baldrige (TQM) ISO PMBOK CMMI COBIT Sw-CMM RUP Medição e Análise Six Sigma ITIL

35 Visão Estratégica Suporte e Integração Malcolm Baldrige (TQM) ISO P-CMM PMBOK CMMI COBIT Sw-CMM RUP Medição e Análise Six Sigma ITIL

36 P-CMM ü People CMM Gerenciamento de Recursos Humanos ü Propõe 5 níveis de maturidade e áreas de processo, como o CMMI e Sw-CMM ü Áreas de Processo para os primeiros passos (nível 2): Treinamento e Desenvolvimento, Análise de Competência, Planejamento da Força de Trabalho, Práticas baseadas em competência

37 A tríade da melhoria contínua Organização de PMO Processos Ferramentas Pessoas Estratégia de Treinamento Organização de Qualidade Organização de SEPG Padronização do uso da Tecnologia Pacotes de ferramentas Estratégia de implantação e suporte às ferramentas

38 A tríade da melhoria contínua Organização de PMO Processos simples e acessíveis Templates, guidelines, exemplos Diretrizes bem definidas políticas Processo em constante avaliação -- feedback Processos Ferramentas Pessoas Padronização do uso da Tecnologia Pacotes de ferramentas Estratégia de implantação e suporte às ferramentas Estratégia de Treinamento Organização de Qualidade Organização de SEPG

39 A tríade da melhoria contínua Organização de PMO Processos simples e acessíveis Templates, guidelines, exemplos Diretrizes bem definidas políticas Processo em constante avaliação -- feedback Processos Ferramentas Pessoas Padronização do uso da Tecnologia Pacotes de ferramentas Estratégia de implantação e suporte às ferramentas Estratégia de Treinamento Organização de Qualidade Organização de SEPG

40 A tríade da melhoria contínua Organização de PMO Processos simples e acessíveis Templates, guidelines, exemplos Diretrizes bem definidas políticas Processo em constante avaliação -- feedback Processos Ferramentas Pessoas Padronização do uso da Tecnologia Pacotes de ferramentas Estratégia de implantação e suporte às ferramentas Estratégia de Treinamento Organização de Qualidade Organização de SEPG

41 Gestão de Projetos usando CMMI ü CMMI não é um processo, é um modelo de referência ü Por que usar CMMI? L Está na moda! L O mercado exige K Quero desenvolver a capacidade da minha empresa $$? J Desejo de melhoria contínua, focada nos objetivos de negócio Conceitos chave: ü Comprometimento, comunicação, gerenciamento ü Documentação dos requerimentos do sistema A voz do cliente deve ser ouvida ü Work Breakdown Structure O que, Quem, Quando, Como? ü Planejamento ü Processos Documentados Suporte organizacional

42 CMMI Níveis de Maturidade 5 4 Foco em Melhoria de Processos Processo Medido e Controlado Quantitatively Managed Optimizing Processo caracterizado para a organização, é proativo Processo caracterizado para o projeto, geralmente reativo Processo imprevisível, pouco controlado e reativo Defined Managed Performed

43 CMMI Áreas de Processo por Nível de Maturidade 5 Otimizado 4 Quantitativo 3 Definido 2 Gerenciado 1 Realizado Melhoria de Processo Contínua Gestão Quantitativa Padronização de Processo Gestão de Projetos Básica (SS) (IPPD) (IPPD) Inovação Organizacional e Implantação Análise Causal e Resolução Performance Organizacional de Processos Gestão Quantativa de Projetos Desenvolvimento de Requerimentos Solução Técnica Integração de Produto Verificação Validação Foco no Processo Organizacional Definição do Processo Organizacional Treinamento Organizacional Gestão Integrada de Projetos Gestão de Subcontratação Integrada Gestão de Riscos Análise de Decisão e Resolução Ambiente Organizacional para Integração Integração de Times Gestão de Requirementos Gestão de Projetos Monitoramento e Controle de Projetos Gestão de Subcontratação Medição e Análise Garantia da Qualidade de Produtos e Processos Gestão de Configuração

44 CMMI Áreas de Processo por Grupos Gestão de Projetos Suporte Engenharia Gestão de Processos Gestão de Projetos Monitoramento e Controle de Projetos Gestão de Subcontratação Gestão Integrada de Projetos Gestão de Subcontratação Integrada Gestão de Riscos Integração de Times Gestão Quantativa de Projetos Medição e Análise Garantia da Qualidade de Produtos e Processos Gestão de Configuração Análise Causal e Resolução Análise de Decisão e Resolução Ambiente Organizacional para Integração Gestão de Requirementos Desenvolvimento de Requerimentos Solução Técnica Integração de Produto Verificação Validação Foco no Processo Organizacional Definição do Processo Organizacional Treinamento Organizacional Performance Organizacional de Processos Inovação Organizacional e Implantação

45 Áreas de Processo Gestão de Projetos

46 Áreas de Processo Gestão de Projetos PP

47 Áreas de Processo Gestão de Projetos PP What to build What to do Commitments Engineering and Support PAs Measurements Needs

48 Áreas de Processo Gestão de Projetos PMC Status, Issues, Processes Results and Product Evaluation Measurements and Analysis Replanning Corrective Action What monitoring PP What to build What to do Commitments Engineering and Support PAs Measurements Needs

49 Áreas de Processo Gestão de Projetos Corrective Actions Replanning PMC Corrective Action What monitoring Status, Issues, Processes Results and Product Evaluation Measurements and Analysis Status, Issues, Process Results and Milestones Revision PP What to build What to do Commitments Engineering and Support PAs Plans Commitments Supplier SAM Measurements Needs Requirements of Product Components Technical Issues Product Requirements Completed Review and Acceptance Tests

50 Áreas de Processo Suporte Measurements, analysis Information needs Configuration items; change requests All process areas Baselines; audit reports Quality and noncompliance issues Processes and work products; standards and procedures

51 Áreas de Processo Suporte MA Measurements, analysis Information needs Configuration items; change requests All process areas Baselines; audit reports Quality and noncompliance issues Processes and work products; standards and procedures

52 Áreas de Processo Suporte MA Measurements, analysis Information needs Configuration items; change requests All process areas CM Baselines; audit reports Quality and noncompliance issues Processes and work products; standards and procedures

53 Áreas de Processo Suporte MA Measurements, analysis Information needs Configuration items; change requests All process areas CM Baselines; audit reports Quality and noncompliance issues PPQA Processes and work products; standards and procedures

54 Áreas de Processo Engenharia REQM Alternative solutions

55 Áreas de Processo Engenharia REQM Requirements Alternative solutions

56 Áreas de Processo Engenharia REQM Requirements Alternative solutions RD

57 Áreas de Processo Engenharia REQM Requirements Product & product component requirements Alternative solutions RD

58 Áreas de Processo Engenharia REQM Requirements Product & product component requirements Alternative solutions RD Requirements TS

59 Áreas de Processo Engenharia REQM Requirements Product & product component requirements RD Alternative solutions Requirements TS Product components PI

60 Áreas de Processo Engenharia REQM Requirements Product & product component requirements RD Alternative solutions Requirements TS Product components PI Val

61 Áreas de Processo Engenharia REQM Requirements Product & product component requirements RD Alternative solutions Requirements TS Product components PI Product components, work products, verification and validation reports Ver Val

62 Áreas de Processo Engenharia REQM Requirements Product & product component requirements RD Alternative solutions Requirements TS Product components PI Product Customer Product components, work products, verification and validation reports Ver Val

63 Áreas de Processo Engenharia REQM Requirements Product & product component requirements RD Alternative solutions Requirements TS Product components PI Product Customer Product components, work products, verification and validation reports Ver Val Customer needs

64 Contexto das Áreas de Processo do Nível 2 ü As áreas de processo compreendem os mesmos conceitos de outros modelos ou técnicas de referência: PMBOK, ITIL ü O CMMI é um conjunto de melhores práticas, consolidado em 2002 ü Principais conceitos: ü Definição de Escopo ü Planejamento ü Acompanhamento utilizando métricas ü Medição alinhada com objetivos de negócio ü Integridade dos produtos de trabalho ü Qualidade dos processos executados e dos produtos criados ü Gestão de subcontratação de fornecedores estratégico para terceirização

65 CMMI Estrutura das Práticas Nível de Maturidade Área de Processo Área de Processo Área de Processo Metas Genéricas Metas Específicas Características Comuns Comprometimento Habilidade Implementação Direta Verificação Práticas Genéricas Práticas Específicas Comprometimento: Comprometimento: cria cria políticas políticas e e assegura assegura suporte suporte gerencial gerencial para para os os esforços esforços de de melhoria melhoria de de processos processos e e práticas práticas Habilidade: Habilidade: assegura assegura que que o o projeto projeto e/ou e/ou organização organização possui possui recursos recursos necessários necessários para para buscar buscar a a melhoria melhoria de de processos processos Implementação Implementação Direta: Direta: coleta, coleta, medição medição e e análise análise de de dados dados relacionados relacionados aos aos processos processos Verificação: Verificação: verifica verifica que que as as atividades atividades de de projetos projetos e e da da organização organização estão estão de de acordo acordo com com os os requerimentos, requerimentos, processos processos e e procedimentos procedimentos estabelecidos estabelecidos

66 Gestão de Requerimentos (REQM) Escopo! Entender os Requerimentos Requerimentos Identificar Inconsistências (Produtos e Requerimentos) Obter Compromisso Sobre os Requerimentos Gerenciar Mudanças Manter Rastreabilidade Rastreabilidade Hierárquica

67 Planejamento de Projetos (PP) Riscos, Estimativas Estabelecer Estimativas Dados de Planejamento Desenvolver Plano de Projeto Plano de Projeto PMC

68 Planejamento de Projetos (PP) Riscos, Estimativas Estabelecer Estimativas Dados de Planejamento Desenvolver Plano de Projeto Obter Compromisso com o Plano Plano de Projeto PMC

69 Monitoramento e Controle de Projetos (PMC) Plano! Monitorar Projeto contra o Plano Gerenciar Ações Corretivas Monitorar Parâmetros De Projeto Monitorar Riscos Monitorar Envolvimento (Stakeholders) Conduzir Revisão de Milestones Analisar Problemas Monitorar Compromissos Monitorar Gestão de Dados Conduzir Revisões de Progresso Tomar Ações Corretivas PP Planos de Projeto Gerenciar Ações Corretivas

70 Gestão de Subcontratação (SAM) Terceirização Determinar Tipo de Aquisição Selecionar Terceiros Estabelecer Contrato Lista de produtos/serviços Requerimentos de Terceiros Produto Contrato com Terceiros Satisfazer Contrato Revisão de Produtos COTS Aceitação do Produto Adquirido Transição do Produto Execução do Contrato

71 Gestão de Configuração (CM) Integridade dos produtos Integridade Baselines Identificar Itens de Configuração Estabelecer Sistema de Configuração Sistema de Gestão de Configuração Database de Mudanças Pedidos de Mudança Estabelecer Registro de Configuração Realizar Auditorias Status Auditar Resultados Itens de Ação Criar ou Liberar Baselines Rastrear e Controlar Mudanças Rastrear Pedidos de Mudança Controlar Itens de Configuração

72 Garantia da Qualidade de Produtos e Processos (PPQA) Avaliação Objetiva de Processos e Produtos Produtos / Processos Avaliar Processos Objetivamente Avaliar Produtos e Serviços Objetivamente Relatórios e Registros Prover Visibilidade Comunicar e garantir resolução de problemas Estabelecer Registro

73 Medição e Análise (MA) Melhoria Contínua Alinhar Atividades de Medição e Análise Estabelecer Objetivos de Medição Especificar Medição Especificar Procedimentos de Coleta e Armazenamento Especificar Procedimentos de Análise Objetivos de Medição Indicadores de medição Prover Resultados das Métricas Repositório das Métricas Procedimentos, Ferramentas Comunicar Resultados Armazenar dados e resultados Analisar dados medidos Coletar dados de medição

74 Visão Geral Revisão Malcolm Baldrige (TQM) ISO P-CMM PMBOK CMMI COBIT Sw-CMM RUP Medição e Análise Six Sigma ITIL

75 Visão Geral Revisão Malcolm Baldrige (TQM) ISO P-CMM PMBOK COBIT CMMI Sw-CMM RUP Medição e Análise Six Sigma ITIL

76 Considerações Finais ü A visão estratégica global é o primeiro passo soluções de tecnologia x estratégias da empresa ü Todos os ramos de atividade têm seus requerimentos e desejam ser atendidos médicos, professores, clientes de bancos, etc. ü Gerenciamento de projetos é fator crítico de sucesso para qualquer área de atividade empresarial! ü Criar e usar processos não resolve problemas: são pessoas que realizam atividades A melhoria contínua é um modo de vida!

77 Referências & Questões ü Software Engineering Institute (SEI): (inclui links para CMMI, Sw-CMM e P-CMM) ü ITIL: ü PMI: ü COBIT: ü ISO : ü Malcolm Baldrige (TQM): ü Six Sigma:

78 Ivanise Maravalhas Gomes Tel:

Modelo de Referência para melhoria do processo de software (MR mps)

Modelo de Referência para melhoria do processo de software (MR mps) Modelo de Referência para melhoria do processo de software (MR mps) Projeto mps Br: Modelo de Referência para Melhoria de Processo de Software CMMI SPICE SCAMPI MODELO PARA MELHORIA DO PROCESSO DE SOFTWARE

Leia mais

Descrição das Áreas de Processo

Descrição das Áreas de Processo Descrição das Áreas de Processo Níveis 2 e 3 Foco em CMMI para SW INF326 - Modelos de Qualidade de SW - Mario L. Côrtes CMMI parte B 5B - 1 Convenções gráficas Repositório de Medições Repositório de Informações

Leia mais

CMMI Conceitos básicos. CMMI Representações contínua e por estágios. Professor Gledson Pompeu (gledson.pompeu@gmail.com)

CMMI Conceitos básicos. CMMI Representações contínua e por estágios. Professor Gledson Pompeu (gledson.pompeu@gmail.com) CMMI Conceitos básicos 113 CMMI integra as disciplinas de engenharia de sistemas e de engenharia de software em um único framework de melhoria de processos. 114 No tocante às disciplinas de engenharia

Leia mais

Políticas de Qualidade em TI

Políticas de Qualidade em TI Políticas de Qualidade em TI Prof. www.edilms.eti.br edilms@yahoo.com Aula 03 CMMI Capability Maturity Model Integration Parte II Agenda sumária dos Processos em suas categorias e níveis de maturidade

Leia mais

www.asrconsultoria.com.br

www.asrconsultoria.com.br www.asrconsultoria.com.br Garantia da Qualidade de Processo e Produto Direitos de Uso do Material Material desenvolvido pela ASR Consultoria e Assessoria em Qualidade Ltda. É permitido o uso deste material

Leia mais

Introdução ao Modelo de Referência para melhoria do processo de software (MR mps) Projeto: mps Br melhoria de processo do software Brasileiro

Introdução ao Modelo de Referência para melhoria do processo de software (MR mps) Projeto: mps Br melhoria de processo do software Brasileiro Introdução ao Modelo de Referência para melhoria do processo de software (MR mps) Realidade das Empresas Brasileiras ISO/IEC 12207 ISO/IEC 15504 CMMI Softex Governo Universidades Modelo de Referência para

Leia mais

Unidade VI GOVERNANÇA DE TI. Profa. Gislaine Stachissini

Unidade VI GOVERNANÇA DE TI. Profa. Gislaine Stachissini Unidade VI GOVERNANÇA DE TI Profa. Gislaine Stachissini Capability Maturity Model Integration CMMI SW-CMM (Software Capability Maturity Model): prove informações para o aprimoramento de processos de desenvolvimento

Leia mais

CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION. Prof. Késsia R. C. Marchi

CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION. Prof. Késsia R. C. Marchi CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION Prof. Késsia R. C. Marchi Modelos de maturidade Um modelo de maturidade é um conjunto estruturado de elementos que descrevem características de processos efetivos.

Leia mais

Políticas de Qualidade em TI

Políticas de Qualidade em TI Políticas de Qualidade em TI Prof. www.edilms.eti.br edilms@yahoo.com Aula 03 CMMI Capability Maturity Model Integration Parte I Agenda Processos CMMI Definição Histórico Objetivos Características Representações

Leia mais

Profa. Celia Corigliano. Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI

Profa. Celia Corigliano. Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI Profa. Celia Corigliano Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI Agenda da disciplina Unidade I Gestão de Projetos Unidade II Ferramentas para Gestão de Projetos Unidade III Gestão de Riscos em TI Unidade

Leia mais

GPAD Gestão de Projetos em Ambientes Digitais

GPAD Gestão de Projetos em Ambientes Digitais GPAD Gestão de Projetos em Ambientes Digitais Tecnologia e Mídias Digitais PUC SP Prof. Eduardo Savino Gomes 1 Afinal, o que vem a ser Gestão? 2 Gestão/Gerir/Gerenciar Gerenciar, administrar, coordenar

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.7

QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.7 QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.7 Curso: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Disciplina: Qualidade de Software Profa. : Kátia Lopes Silva 1 CMM: DEFINIÇÃO Capability Maturity Model Um modelo que descreve como as práticas

Leia mais

efagundes com GOVERNANÇA DE TIC Eduardo Mayer Fagundes Aula 3/4

efagundes com GOVERNANÇA DE TIC Eduardo Mayer Fagundes Aula 3/4 GOVERNANÇA DE TIC Eduardo Mayer Fagundes Aula 3/4 1 CobIT Modelo abrangente aplicável para a auditoria e controle de processo de TI, desde o planejamento da tecnologia até a monitoração e auditoria de

Leia mais

CMMI. B) descrições das atividades consideradas importantes para o atendimento de suas respectivas metas específicas. Governo do ES (CESPE 2009)

CMMI. B) descrições das atividades consideradas importantes para o atendimento de suas respectivas metas específicas. Governo do ES (CESPE 2009) CMMI Governo do ES (CESPE 2009) Na versão 1.2 do CMMI, 111 os níveis de capacidade são definidos na abordagem de estágios. 112 os níveis de maturidade são definidos na abordagem contínua. 113 existem seis

Leia mais

CMMI Capability Maturity Model Integration

CMMI Capability Maturity Model Integration www.asrconsultoria.com.br CMMI Capability Maturity Model Integration Visão Geral Capability Maturity Model and CMMI are registered in the U.S. Patent and Trademark Office 1 Agenda Introdução Maturidade

Leia mais

Introdução CMMI. Qualidade e Teste de Software CMMI 1

Introdução CMMI. Qualidade e Teste de Software CMMI 1 Introdução CMMI O propósito da qualidade é estabelecer um diferencial competitivo, através de contribuições como redução de defeitos, redução de custos, redução de retrabalho e aumento da produtividade,

Leia mais

Estudo do CMM e do CMMI

Estudo do CMM e do CMMI Estudo do CMM e do CMMI Autores Félix Carvalho Rodrigues fcrodrigues@inf.ufrgs.br Georgina Reategui gg@inf.ufrgs.br Manuela Klanovicz Ferreira mkferreira@inf.ufrgs.br Motivação Grande quantidade de projetos

Leia mais

O que é CMMI? Base do CMMI. Melhorando o processo é possível melhorar-mos o software. Gerais. Processo. Produto

O que é CMMI? Base do CMMI. Melhorando o processo é possível melhorar-mos o software. Gerais. Processo. Produto Gerais Processo Produto Propostas NBR ISO 9000:2005 define principios e vocabulário NBR ISO 9001:2000 define exigências para sistema de gerência de qualidade NBR ISO 9004:2000 apresenta linha diretivas

Leia mais

MODELOS DE MELHORES GOVERNANÇA DE T.I. PRÁTICAS DA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

MODELOS DE MELHORES GOVERNANÇA DE T.I. PRÁTICAS DA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza MODELOS DE MELHORES PRÁTICAS DA GOVERNANÇA DE T.I. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza MELHORES PRÁTICAS PARA T.I. MODELO DE MELHORES PRÁTICAS COBIT Control Objectives for Information

Leia mais

Avaliação de Riscos Aplicada à Qualidade em Desenvolvimento de Software

Avaliação de Riscos Aplicada à Qualidade em Desenvolvimento de Software Rafael Espinha, Msc rafael.espinha@primeup.com.br +55 21 9470-9289 Maiores informações: http://www.primeup.com.br riskmanager@primeup.com.br +55 21 2512-6005 Avaliação de Riscos Aplicada à Qualidade em

Leia mais

Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios

Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa Análise de Maturidade de Governança

Leia mais

IT Service Management Foundation Bridge based on ISO/IEC 20000

IT Service Management Foundation Bridge based on ISO/IEC 20000 Exame simulado IT Service Management Foundation Bridge based on ISO/IEC 20000 Edição Novembro, 2013 Copyright 2013 EXIN All rights reserved. No part of this publication may be published, reproduced, copied

Leia mais

Qualidade de Software Aula 6 / 2010. luis@garcia.pro.br www.garcia.pro.br

Qualidade de Software Aula 6 / 2010. luis@garcia.pro.br www.garcia.pro.br Qualidade de Software Aula 6 / 2010 Prof. Dr. Luís Fernando Garcia luis@garcia.pro.br www.garcia.pro.br Introdução As três dimensões críticas Introdução Começando MAL CMMI Impeditivos CMMI Desculpas CMMI

Leia mais

Implantação de um Processo de Medições de Software

Implantação de um Processo de Medições de Software Departamento de Informática BFPUG Brazilian Function Point Users Group Implantação de um Processo de Medições de Software Claudia Hazan, MSc., CFPS claudinhah@yahoo.com Agenda Introdução Processo de Medições

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Tecnologia da Informação. CMMI Visão Geral

Especialização em Gestão Estratégica de Tecnologia da Informação. CMMI Visão Geral Especialização em Gestão Estratégica de Tecnologia da Informação CMMI Visão Geral Agenda Um histórico dos modelos CMM e CMMI Modelo CMMI Suíte do modelo Representações Níveis de maturidade Áreas de processo

Leia mais

PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM CMM E CMMI

PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM CMM E CMMI PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM CMM E CMMI INTRODUÇÃO Aumento da Importância do Software Software está em tudo: Elemento crítico

Leia mais

PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM CMMI E METODOLOGIAS Á G EIS

PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM CMMI E METODOLOGIAS Á G EIS PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM CMMI E METODOLOGIAS Á G EIS CMMI E METODOLOGIAS ÁGEIS Os métodos de desenvolvimento Ágeis e

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Engenharia de Software Orientada a Serviços (SOA)

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Engenharia de Software Orientada a Serviços (SOA) Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Engenharia de Software Orientada a Serviços (SOA) Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Engenharia de Software Orientada a Serviços

Leia mais

CMMI (Capability Maturity Model Integration) Thiago Gimenez Cantos. Bacharel em Sistemas de Informação

CMMI (Capability Maturity Model Integration) Thiago Gimenez Cantos. Bacharel em Sistemas de Informação CMMI (Capability Maturity Model Integration) Thiago Gimenez Cantos Bacharel em Sistemas de Informação Faculdade de Informática de Presidente Prudente Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) thiago@visioncom.com.br;

Leia mais

TI Digital: Rede Social Corporativa alavancando produtividade em desenvolvimento de sistemas com modelo CMMI

TI Digital: Rede Social Corporativa alavancando produtividade em desenvolvimento de sistemas com modelo CMMI TI Digital: Rede Social Corporativa alavancando produtividade em desenvolvimento de sistemas com modelo CMMI Autores Caroline Donato Dario Almeida Marisa Fraga Apresentação Dario Almeida Gerente Executivo

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Referência: An Introductory Overview of ITIL v2 Livros ITIL v2 Cenário de TI nas organizações Aumento da dependência da TI para alcance

Leia mais

CobIT. Eduardo Mayer Fagundes. Um framework para a eficiência das organizações de Tecnologia da Informação e Telecomunicações

CobIT. Eduardo Mayer Fagundes. Um framework para a eficiência das organizações de Tecnologia da Informação e Telecomunicações CobIT Um framework para a eficiência das organizações de Tecnologia da Informação e Telecomunicações Eduardo Mayer Fagundes Copyright(c)2008 por Eduardo Mayer Fagundes 1 Agenda 1. Princípio de Gestão Empresarial

Leia mais

A relação da Governança de TI (COBIT), Gerenciamento de Serviços (ITIL) e Gerenciamento de Projetos (PMI)

A relação da Governança de TI (COBIT), Gerenciamento de Serviços (ITIL) e Gerenciamento de Projetos (PMI) A relação da Governança de TI (COBIT), Gerenciamento de Serviços (ITIL) e Gerenciamento de Projetos (PMI) Os principais modelos de melhores práticas em TI Carlos Henrique Santos da Silva, MSc, PMP, ITIL

Leia mais

www.asrconsultoria.com.br

www.asrconsultoria.com.br www.asrconsultoria.com.br Melhores Práticas para Melhoria do Processo de Software 22 de maio de 2006 Agenda Introdução Motivações para a Melhoria de Processos e sua importância Modelos de Qualidade de

Leia mais

Governança de TI. Heleno dos Santos Ferreira

Governança de TI. Heleno dos Santos Ferreira Governança de TI Heleno dos Santos Ferreira Agenda Governança de TI Heleno dos Santos Ferreira ITIL Publicação dos Livros revisados 2011 ITIL Correções ortográficas e concordâncias gramaticais; Ajustes

Leia mais

Pós Graduação Engenharia de Software

Pós Graduação Engenharia de Software Pós Graduação Engenharia de Software Ana Candida Natali COPPE/UFRJ Programa de Engenharia de Sistemas e Computação FAPEC / FAT Estrutura do Módulo QUALIDADE DE SOFTWARE - PROCESSO Introdução: desenvolvimento

Leia mais

Gerência de Projetos CMMI & PMBOK

Gerência de Projetos CMMI & PMBOK Gerência de Projetos CMMI & PMBOK Uma abordagem voltada para a qualidade de processos e produtos Prof. Paulo Ricardo B. Betencourt pbetencourt@urisan.tche.br Adaptação do Original de: José Ignácio Jaeger

Leia mais

CMMI: Capability Maturity Model Integration

CMMI: Capability Maturity Model Integration CMMI: Capability Maturity Model Integration Adriano J. Holanda http://holanda.xyz 21/10/2015 Adriano J. Holandahttp://holanda.xyz CMMI: Capability Maturity Model Integration CMMI: Capability Maturity Model

Leia mais

Qualidade em TIC: Principais normas e modelos

Qualidade em TIC: Principais normas e modelos Qualidade em TIC: Principais normas e modelos "Falta de tempo é desculpa daqueles que perdem tempo por falta de métodos." Albert Einstein CMMI Visão Geral Three Complementary Constellations CMMI-DEV fornece

Leia mais

Gerência de Projetos de Software CMM & PMBOK

Gerência de Projetos de Software CMM & PMBOK Gerência de Projetos de Software CMM & PMBOK http://www.sei.cmu.edu/ Prefácio do CMM Após várias décadas de promessas não cumpridas sobre ganhos de produtividade e qualidade na aplicação de novas metodologias

Leia mais

CMM Capability Maturity Model. Silvia Regina Vergilio

CMM Capability Maturity Model. Silvia Regina Vergilio CMM Capability Maturity Model Silvia Regina Vergilio Histórico O DoD patrocinou a fundação do SEI (Software Engineering Institute) na Universidade de Carnegie Mellon (Pittsburg) com o objetivo de propor

Leia mais

Fatores humanos de qualidade CMM E CMMI

Fatores humanos de qualidade CMM E CMMI Fatores humanos de qualidade CMM E CMMI Eneida Rios¹ ¹http://www.ifbaiano.edu.br eneidarios@eafcatu.gov.br Campus Catu 1 Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas Conteúdos Fatores humanos de qualidade

Leia mais

Governança de TI: Aspectos Gerenciais

Governança de TI: Aspectos Gerenciais Governança de TI: Aspectos Gerenciais Governança de TI: Aspectos Gerenciais 1 Governança de TI: Aspectos Gerenciais Governança de TI: Aspectos Gerenciais Governança é a forma como a estrutura organizacionalestá

Leia mais

Modelo de Qualidade CMMI

Modelo de Qualidade CMMI Modelo de Qualidade CMMI João Machado Tarcísio de Paula UFF - Campus Rio das Ostras Resumo Este trabalho tem como objetivo explicar de forma simples o que é e como funciona o modelo de qualidade CMMI,

Leia mais

Pacote Microsoft Partner;Waldemar Nogueira;Microsoft Office 2007[2 licença(s)];impressora A3[1 und]

Pacote Microsoft Partner;Waldemar Nogueira;Microsoft Office 2007[2 licença(s)];impressora A3[1 und] 0 Implantação do CMMI-DEV L2 509,13 dias 01/Fev/10 08/Fev/12 1 1 Iniciação 187 dias 01/Fev/10 01/Nov/10 2 1.1 Formar e institucionalizar SEPG 187 dias 01/Fev/10 01/Nov/10 3 1.1.1 Treinamento 2 dias 01/Fev/10

Leia mais

Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso

Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso Carlos Alberto Rovedder, Gustavo Zanini Kantorski Curso de Sistemas de Informação Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) Campus

Leia mais

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT MASTER IN PROJECT MANAGEMENT PROJETOS E COMUNICAÇÃO PROF. RICARDO SCHWACH MBA, PMP, COBIT, ITIL Atividade 1 Que modelos em gestão de projetos estão sendo adotados como referência nas organizações? Como

Leia mais

Análise de Pontos por Função

Análise de Pontos por Função Análise de Pontos por Função Uma Aplicação na Gerência de Subcontratação de Software Claudia Hazan, MSc. Certified Function Point Specialist Agenda! Introdução à Gerência de Subcontratação! Melhores Práticas:!

Leia mais

ESCRITÓRIO RIO DE PROJETOS

ESCRITÓRIO RIO DE PROJETOS PMO PROJETOS PROCESSOS MELHORIA CONTÍNUA PMI SCRUM COBIT ITIL LEAN SIX SIGMA BSC ESCRITÓRIO RIO DE PROJETOS DESAFIOS CULTURAIS PARA IMPLANTAÇÃO DANIEL AQUERE DE OLIVEIRA, PMP, MBA daniel.aquere@pmpartner.com.br

Leia mais

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC {aula #2} Parte 1 Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC www.etcnologia.com.br Rildo F Santos rildo.santos@etecnologia.com.br twitter: @rildosan (11) 9123-5358 skype: rildo.f.santos (11)

Leia mais

Qualidade de Software

Qualidade de Software Rafael D. Ribeiro, M.Sc. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br A expressão ISO 9000 (International Organization for Standardization) designa um grupo de normas técnicas que estabelecem

Leia mais

Alta Maturidade em Gestão de Projetos

Alta Maturidade em Gestão de Projetos Alta Maturidade em Gestão de Projetos 1 Agenda Excelência, Ética e Resultados A ISD Brasil CMMI melhores práticas O que é maturidade, afinal? Alta maturidade em gestão de projetos 10 atributos de uma organização

Leia mais

CHECK - LIST - ISO 9001:2000

CHECK - LIST - ISO 9001:2000 REQUISITOS ISO 9001: 2000 SIM NÃO 1.2 APLICAÇÃO A organização identificou as exclusões de itens da norma no seu manual da qualidade? As exclusões são relacionadas somente aos requisitos da sessão 7 da

Leia mais

Mini-Curso Gerência de Configuração Visão prática

Mini-Curso Gerência de Configuração Visão prática www.asrconsultoria.com.br Mini-Curso Gerência de Configuração Visão prática Copyright ASR Consultoria e Assessoria em Qualidade 1 Direitos de Uso do Material Material desenvolvido pela ASR Consultoria

Leia mais

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar.

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar. C O B I T Evolução Estratégica A) Provedor de Tecnologia Gerenciamento de Infra-estrutura de TI (ITIM) B) Provedor de Serviços Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM) C) Parceiro Estratégico Governança

Leia mais

Implantação dos Processos Gerência de Projeto e Medição com Auxílio de Ferramenta Baseada em Planilhas Carlos Simões Claudia Lasmar Gleison Santos

Implantação dos Processos Gerência de Projeto e Medição com Auxílio de Ferramenta Baseada em Planilhas Carlos Simões Claudia Lasmar Gleison Santos Implantação dos Processos Gerência de Projeto e Medição com Auxílio de Ferramenta Baseada em Planilhas Carlos Simões Claudia Lasmar Gleison Santos Agenda: Carlos Simões cs@synapsisbrasil.com.br carlossimoes@cos.ufrj.br

Leia mais

Melhores Práticas em TI

Melhores Práticas em TI Melhores Práticas em TI Referências Implantando a Governança de TI - Da Estratégia à Gestão de Processos e Serviços - 2ª Edição Edição - AGUINALDO ARAGON FERNANDES, VLADIMIR FERRAZ DE ABREU. An Introductory

Leia mais

ISO 9001:2000, MPS.BR F, CMMI 3: Uma estratégia de melhoria de processos na BL Informática

ISO 9001:2000, MPS.BR F, CMMI 3: Uma estratégia de melhoria de processos na BL Informática ISO 9001:2000, MPS.BR F, CMMI 3: Uma estratégia de melhoria de processos na BL Informática Gerente de Desenvolvimento Analia Irigoyen Ferreiro Ferreira analia@blnet.com Agenda BL Informática Histórico

Leia mais

Professor: Disciplina:

Professor: Disciplina: Professor: Curso: Disciplina: Marcos Morais de Sousa marcosmoraisdesousa@gmail.com marcosmoraisdesousa.blogspot.com Sistemas de informação Engenharia de Software II Gerenciamento de Qualidade CMMI e MPS.BR

Leia mais

GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE

GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE Fonte: http://www.testexpert.com.br/?q=node/669 1 GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE Segundo a NBR ISO 9000:2005, qualidade é o grau no qual um conjunto de características

Leia mais

Melhoria de Processos CMMi

Melhoria de Processos CMMi Melhoria de Processos CMMi Prof. Marcelo Maia 1 O que é o CMMI? Um modelo previamente comprovado de melhoria de processos na organização; Um framework para organizar e priorizar atividades de melhoria;

Leia mais

CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10

CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10 CobiT 4.1 Plan and Organize Manage Projects PO10 Planejar e Organizar Gerenciar Projetos Pedro Rocha http://rochapedro.wordpress.com RESUMO Este documento trás a tradução do objetivo de controle PO10 (Gerenciamento

Leia mais

CMM CMMI Principais conceitos, diferenças e correlações www.asrconsultoria.com.br

CMM CMMI Principais conceitos, diferenças e correlações www.asrconsultoria.com.br 30 de outubro de 2003 CMM CMMI Principais conceitos, diferenças e correlações Renato Luiz Della Volpe Sergio Massao Jomori Ana Cecília Peixoto Zabeu www.asrconsultoria.com.br 1 Agenda Introdução Evolução

Leia mais

CMM - Capability Maturity Model

CMM - Capability Maturity Model Tema da Aula Normas e Padrões de Qualidade em II CMM Prof. Cristiano R R Portella portella@widesoft.com.br CMM - Capability Maturity Model Desenvolvido pelo SEI (Instituto de Engenharia de ) Carnegie Mellon

Leia mais

Uma visão pessoal, baseada em processos, para competitividade em software

Uma visão pessoal, baseada em processos, para competitividade em software I DO 2003 - Exportação de Software São Paulo, 08-10 de dezembro de 2003 Painel: A Qualidade nos Produtos e das Fábricas de Software e a Exportação Brasileira Uma visão pessoal, baseada em processos, para

Leia mais

PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos

PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos PMONow! Serviço de Implantação de um Escritório de Projetos As organizações em torno do mundo estão implantando processos e disciplinas formais

Leia mais

TCI CMMI Nível 2. EQPS, Fortaleza, 21/06/2006. Grupo TCI 2006, todos os direitos reservados www.grupotci.com.br slide 1 de 23

TCI CMMI Nível 2. EQPS, Fortaleza, 21/06/2006. Grupo TCI 2006, todos os direitos reservados www.grupotci.com.br slide 1 de 23 TCI CMMI Nível 2 EQPS, Fortaleza, 21/06/2006 slide 1 de 23 Sumário O Grupo TCI Objetivos Benefícios Organização da equipe Cronograma Próximos passos Lições Aprendidas Conclusão slide 2 de 23 Grupo TCI

Leia mais

Década de 80, o Instituto de Engenharia de Software (SEI) foi criado.

Década de 80, o Instituto de Engenharia de Software (SEI) foi criado. Aécio Costa CMM Década de 80, o Instituto de Engenharia de Software (SEI) foi criado. Objetivos Fornecer software de qualidade para o Departamento de Defesa dos EUA Aumentar a capacitação da indústria

Leia mais

PÁGINA 4 ITIL V.2 & ITIL V.3

PÁGINA 4 ITIL V.2 & ITIL V.3 PÁGINA 4 ITIL V.2 & ITIL V.3 Gerência de Níveis de Serviço Manter e aprimorar a qualidade dos serviços de TI Revisar continuamente os custos e os resultados dos serviços para garantir a sua adequação Processo

Leia mais

SIMPROS 2007 03 a 05 Dezembro de 2007

SIMPROS 2007 03 a 05 Dezembro de 2007 Conciliando Modelos: Arquitetura Corporativa, COBIT, PMBOK e CMMI em Harmonia Atila Belloquim Gnosis IT Knowledge Solutions TI E NEGÓCIO 10 entre 10 CIOs hoje estão preocupados com: Alinhar TI ao Negócio;

Leia mais

IT Service Management Foundation Bridge based on ISO/IEC 20000

IT Service Management Foundation Bridge based on ISO/IEC 20000 Exame simulado IT Service Management Foundation Bridge based on ISO/IEC 20000 Edição outubro 2011 Copyright 2011 EXIN All rights reserved. No part of this publication may be published, reproduced, copied

Leia mais

ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI)

ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI) ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI) APARECIDA DE GOIÂNIA 2014 LISTA DE TABELAS Tabela 1 Áreas de processo por

Leia mais

A Disciplina Gerência de Projetos

A Disciplina Gerência de Projetos A Disciplina Gerência de Projetos Atividades, Artefatos e Responsabilidades hermano@cin.ufpe.br Objetivos Apresentar atividades da disciplina Gerência de Projetos Discutir os artefatos e responsáveis envolvidos

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Núcleo de Pós Graduação Pitágoras MBA Gestão em TI Disciplina: Administração de Suporte e Automação Gerenciamento de Suporte Professor: Fernando Zaidan Ago-2009 1 2 Contexto Área de TI lugar estratégico

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE

GERENCIAMENTO DE PROJETOS PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE GERENCIAMENTO DE PROJETOS PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE O PMI e a Certificação PMP Visão Geral sobre o Modelo PMI APRESENTAÇÃO DO PMI O PMI - Project Management Institute é uma instituição sem fins lucrativos,

Leia mais

fagury.com.br. PMBoK 2004

fagury.com.br. PMBoK 2004 Este material é distribuído por Thiago Fagury através de uma licença Creative Commons 2.5. É permitido o uso e atribuição para fim nãocomercial. É vedada a criação de obras derivadas sem comunicação prévia

Leia mais

Proposta de Implementação de Qualidade de Software na Organização

Proposta de Implementação de Qualidade de Software na Organização Proposta de Implementação de Qualidade de Software na Organização Daniel Gonçalves Jacobsen 1 Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre Porto Alegre RS Brasil daniel@flete.com.br Abstract. This article describes

Leia mais

Evoluindo do SW-CMM Nível 2 para o CMMI-SW Nível 3: A Experiência do Instituto Atlântico

Evoluindo do SW-CMM Nível 2 para o CMMI-SW Nível 3: A Experiência do Instituto Atlântico Evoluindo do SWCMM Nível 2 para o CMMISW Nível 3: A Experiência do Instituto Atlântico Tatiana Cavalcanti Monteiro Fca. Márcia G. S. Gonçalves Fabiana G. Marinho Solange A. Araújo Carlo Giovano S. Pires

Leia mais

24/09/2013. COBIT5: Novas perspectivas e desafios para a Auditoria Interna

24/09/2013. COBIT5: Novas perspectivas e desafios para a Auditoria Interna 24/09/2013 COBIT5: Novas perspectivas e desafios para a Auditoria Interna Luiz Claudio Diogo Reis, MTech, CISA, CRISC, COBIT (F), MCSO Luiz.reis@caixa.gov.br Auditor Sênior Caixa Econômica Federal Currículo

Leia mais

www.asrconsultoria.com.br

www.asrconsultoria.com.br www.asrconsultoria.com.br Renato Luiz Della Volpe Sócio Diretor da ASR Consultoria e Assessoria em Qualidade Ltda. Formado em 1983 em Eng. Mecânica pela FEI e Pós-graduação em Administração pela USP 2001.

Leia mais

Demais Áreas de Conhecimento do PMBOK

Demais Áreas de Conhecimento do PMBOK Residência em Arquitetura de Software Demais Áreas de Conhecimento do PMBOK Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo Gerência de Desenvolvimento 2008.2 Faculdade de Computação

Leia mais

Uma visão geral da versão 2.0 do BABOK

Uma visão geral da versão 2.0 do BABOK Uma visão geral da versão 2.0 do BABOK Cover this area with a picture related to your presentation. It can be humorous. Make sure you look at the Notes Pages for more information about how to use the template.

Leia mais

Wesley Vaz, MSc., CISA

Wesley Vaz, MSc., CISA Wesley Vaz, MSc., CISA Objetivos Ao final da palestra, os participantes deverão ser capazes de: Identificar e compreender os princípios do Cobit 5; Identificar e conhecer as características dos elementos

Leia mais

Implantação da Governança a de TI na CGU

Implantação da Governança a de TI na CGU Implantação da Governança a de TI na CGU José Geraldo Loureiro Rodrigues Diretor de Sistemas e Informação Controladoria-Geral da União I Workshop de Governança de TI da Embrapa Estratégia utilizada para

Leia mais

Gerenciamento de TI. Paulo César Rodrigues

Gerenciamento de TI. Paulo César Rodrigues Gerenciamento de TI Paulo César Rodrigues *Analista de Sistemas; *Tutor do curso de graduação em Tecnologia em Sistemas de Computação (UFF/Cederj); * Professor do curso Técnico em Informática da Prefeitura

Leia mais

Introdução. A Travessia do Rio

Introdução. A Travessia do Rio Apresentação 1 Introdução A Travessia do Rio 2 Cenário atual / Motivação Processos de negócios mudando rapidamente; Infra-estrutura de TI complexa e em constante atualização; TRIPÉ: Qualidade Tempo Custo

Leia mais

Conhecendo o CMMI. Alessandro Almeida

Conhecendo o CMMI. Alessandro Almeida Conhecendo o CMMI Alessandro Almeida Agenda Objetivos Por que pensar nestas coisas? Conhecendo o CMMI Uma empresa que poderia ser a sua Objetivos Apresentar de uma forma prática e divertida o modelo CMMI,

Leia mais

Simulado ITIL V3 Português Sicoob

Simulado ITIL V3 Português Sicoob Simulado ITIL V3 Português Sicoob Dezembro 2009 1 de 40 A Implementação do Gerenciamento de Serviços Baseados na ITIL requer preparação e planejamento do uso eficaz e eficiente de quais dos seguintes?

Leia mais

Coletânea Gestão e Governança de TI TCU

Coletânea Gestão e Governança de TI TCU Coletânea Gestão e Governança de TI TCU (COBIT, ITIL, PMBOK, CMMI, Planejamento Estratégico e Modelagem de Processos) Professores: Hério Oliveira e Walter Cunha http://www.waltercunha.com http://heriooliveira.wordpress.com

Leia mais

PMBok & CMM + CMMi Resumo

PMBok & CMM + CMMi Resumo PMBok & CMM + CMMi PMBok & CMM + CMMi Resumo Mauro Sotille, PMP mauro.sotille@pmtech.com.br www.pmtech.com.br Fontes SEI/Carnegie Mellon University Apresentação: Gerência de Projetos de Software, José

Leia mais

GESTÃO DE SERVIÇOS DE TI: OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS E PROCESSOS. Realização:

GESTÃO DE SERVIÇOS DE TI: OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS E PROCESSOS. Realização: GESTÃO DE SERVIÇOS DE TI: OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS E PROCESSOS Realização: Ademar Luccio Albertin Mais de 10 anos de experiência em Governança e Gestão de TI, atuando em projetos nacionais e internacionais

Leia mais

Qualidade na gestão de projeto de desenvolvimento de software

Qualidade na gestão de projeto de desenvolvimento de software Qualidade na gestão de projeto de desenvolvimento de software [...] O que é a Qualidade? A qualidade é uma característica intrínseca e multifacetada de um produto (BASILI, et al, 1991; TAUSWORTHE, 1995).

Leia mais

versão 2.0 do BABOK Cover this area with a picture related to your presentation. It can

versão 2.0 do BABOK Cover this area with a picture related to your presentation. It can Uma visão geral da versão 2.0 do BABOK Cover this area with a picture related to your presentation. It can be humorous. Make sure you look at the Notes Pages for more information about how to use the template.

Leia mais

ISO 9001 Relatórios. A importância do risco em gestao da qualidade. Abordando a mudança. ISO Revisions. ISO Revisions

ISO 9001 Relatórios. A importância do risco em gestao da qualidade. Abordando a mudança. ISO Revisions. ISO Revisions ISO 9001 Relatórios A importância do risco em gestao da qualidade Abordando a mudança BSI Group BSI/UK/532/SC/1114/en/BLD Contexto e resumo da revisão da ISO 9001:2015 Como uma Norma internacional, a ISO

Leia mais

APRENDA COMO GERENCIAR SEUS SERVIÇOS

APRENDA COMO GERENCIAR SEUS SERVIÇOS APRENDA COMO GERENCIAR SEUS SERVIÇOS Treinamento ISO 20000 Foundation Presencial ou EAD O Gerenciamento de Serviços de TI tem como foco o fornecimento eficiente e eficaz de serviços que assegura a satisfação

Leia mais

Capability Maturity Model Integration - CMMI

Capability Maturity Model Integration - CMMI Capability Maturity Model Integration - CMMI Para Desenvolvimento Versão 1.2 M.Sc. Roberto Couto Lima ÍNDICE 1. Definição ------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

CobiT 5. Como avaliar a maturidade dos processos de acordo com o novo modelo? Conhecimento em Tecnologia da Informação

CobiT 5. Como avaliar a maturidade dos processos de acordo com o novo modelo? Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação CobiT 5 Como avaliar a maturidade dos processos de acordo com o novo modelo? 2013 Bridge Consulting All rights reserved Apresentação Sabemos que a Tecnologia da

Leia mais

25/05/2015. Um pouco de história. O Modelo CMMI. Capability Maturity Model Integration (CMMI) Capability Maturity Model (CMM)

25/05/2015. Um pouco de história. O Modelo CMMI. Capability Maturity Model Integration (CMMI) Capability Maturity Model (CMM) DCC / ICEx / UFMG Um pouco de história O Modelo CMMI Na década de 80, o Instituto de Engenharia de Software (SEI) foi criado Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo Objetivos Fornecer software

Leia mais

Agilidade e eficácia na implantação de programas de melhoria de processos

Agilidade e eficácia na implantação de programas de melhoria de processos Agilidade e eficácia na implantação de programas de melhoria de processos PMPS Programa de Melhoria de Processos de Software Carla Fabiana Massochini Apresentação VALORIZZA Desenvolvimento Empresarial

Leia mais

PDS - DATASUS. Processo de Desenvolvimento de Software do DATASUS

PDS - DATASUS. Processo de Desenvolvimento de Software do DATASUS PDS - DATASUS Processo de Desenvolvimento de Software do DATASUS Coordenação Geral de Arquitetura e Engenharia Tecnológica Coordenação de Padronização e Qualidade de Software Gerência de Padrões e Software

Leia mais